Page 1

9912312395

INFORMATIVO DO CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO ESTADO DO PARÁ

Ano 5 • nº 23 • abril, maio e junho de 2013

Convênio busca viabilizar Doutorado em Contabilidade O Conselho Regional de Contabilidade busca parcerias com as Instituições de Ensino Superior do estado. A principal parceira do conselho nesta empreitada é a Universidade da Amazônia (Unama), que no passado ofertou o Mestrado em Contabilidade, em convênio com a Universidade de São Paulo (USP). Página 4


DO

REGION

RÁ PA

O LH SE

STADO

CO N

EXPEDIENTE

Editorial E DO

AL

NTABILID CO AD

E

DE

Conselho Regional de Contabilidade do Estado do Pará Rua Avertano Rocha, 392. Comércio. Belém-PA. Fone: (91) 3202-4150 Fax: (91) 3202-4168 E-mail: crcpa@crcpa.org.br www.crcpa.org.br Diretoria do CRC Presidente –– Eloi Prata Alves Vice-presidente de Administração –– Contador Paulo Fadul Neves Vice-presidente de Registro –– Contador Pedro Henrique Ribeiro Araújo

Profissionais mais preparados

O

Conselho Regional de Contabilidade do Pará não tem medido esforços na busca da qualificação profissional. Por meio da promoção de palestras, parcerias com instituições de ensino, além do apoio e patrocínio em diversos eventos, estamos comprometidos com a classe paraense para o crescimento e reconhecimento da profissão. Acreditamos que pela educação continuada e acessível, nossos profissionais estarão mais bem preparados para oferecer seus serviços à sociedade, seja na área pública, seja na privada. Estamos alinhados com o Conselho Federal de Contabilidade em vários projetos, dentre eles, a campanha “2013: o ano da contabilidade”, para a qual realizaremos, no dia 26 de agosto, um evento que sela esta parceria. Já tivemos ao longo do ano o envolvimento de várias entidades paraenses da área da contabilidade e também o apoio de autoridades políticas e empresarias reconhecendo a importância da profissão contábil e demonstrando o seu apoio à campanha. Mas, ainda é só o começo. Afinal, para cobrar reconhecimento, temos que primeiramente nos reconhecer como profissionais imprescindíveis para a saúde econômica brasileira. Assim, convido todos os bacharéis e técnicos em contabilidade a abraçarem essa causa. Deixo, ainda, meus eternos cumprimentos e felicitações pelo próximo dia 22 de setembro, dia do contador.

Vice-presidente de Fiscalização –– Contador Anderson Carlos Nogueira Amaral

Um abraço, Eloi Prata Presidente do CRC-PA

Vice-presidente de Ética e Disciplina –– Contador Anderson Carlos Nogueira Amaral Vice-presidente de Controle Interno –– Contador Nélio Augusto Dantas Elias Vice-presidente de Desenvolvimento Profissional –– Contador Marco Aurélio Leal Alves do Ó Vice-presidente do Interior –– Téc. Cont. Manuel José Costa Martins Plenário CRC Conselheiros Efetivos (Contadores) –– Eloi Prata Alves –– Anderson Carlos Nogueira Amaral –– José Luiz Nunes Fernandes –– Nélio Augusto Dantas Elias –– Marco Aurélio Leal Alves do Ó –– Maria de Fátima Cavalcante Vasconcelos –– Paulo Fadul Neves –– Pedro Henrique Ribeiro Araújo Conselheiros Efetivos (Técnicos em Contabilidade) –– Carlos Augusto Frota –– Francisco Cavalcante Veras Filho –– Maria Zuleide Carneiro Jucá –– Manuel José Costa Martins Conselheiros Suplentes –– Alex José Furtado Gonçalves –– Alcides da Costa Maués –– Carlos Alberto de A. Franklin –– Ernani Gomes da Silva –– José Roberto Dias Sobrinho –– Maria Izabel Gomes Borges –– Maria do Socorro Pessoa da Silva –– Maria Helena Gomes da Silva –– Nelma Raimunda de Almeida Lemos –– Rosemary Sousa da Silva –– Wildes Silva Ramos

Produção

Travessa Benjamin Constant, 1416 Bairro: Nazaré | Cep: 66035-060 Tel: (91) 3205-6500 www.temple.com.br temple@temple.com.br

O ano da contabilidade

Campanha será lançada no Pará

O

ano de 2013 foi escolhido para ser um marco no reconhecimento internacional do papel dos órgãos de classe brasileiros que representam a contabilidade no país. “2013: O ano da Contabilidade”, campanha nacional idealizada pelo Conselho Federal de Contabilidade (CFC), é a concretização dessa ideia, que tem o objetivo de “fortalecer e divulgar o papel da contabilidade, aumentar a consciência pública sobre a contribuição da mesma para o desenvolvimento econômico e social do país e, também, reforçar a imagem e o reconhecimento do profissional e da profissão contábil que hoje se destaca como uma das cinco com maior demanda no mercado de trabalho em todo o mundo”, explica a conselheira federal Regina Vilanova. No Pará, a campanha ganha o reforço do CRC-PA, que fará um evento na Assembleia Legislativa do Estado, no dia 26 de agosto, com a presença do presidente do CFC, Juarez Domingues Carneiro. À frente do evento, foi definida uma comissão para fomentar ações estaduais que difudam a campanha para toda a classe paraense. Regina lembra que os profissionais estão

2

abril / maio / junho de 2013

mobilizados com a campanha e que as atividades podem ser visualizadas no site www. anodacontabilidade.org.br. No mesmo dia do lançamento da campanha nacional será assinado o convênio entre o Ministério Público do Estado do Pará (MP) e CRC-PA, com o intuito de “trocar informações acerca dos serviços profissionais contábeis prestados a fundações e entidade de interesse social no estado, bem como promover ações conjuntas com vistas à realizações de cursos, simpósios, seminários e palestras sobre contabilidade do terceiro setor”, explica a assessora contábil do MP, Antonia Moura. O compromisso entre as partes será firmado durante o I Seminário do Terceiro Setor: Prestação de Contas das Entidades de Interesse Social, no auditório do Nathanael Leitão, do MP, com a presença de autoridades como o Procurador-geral de Justiça, Dr. Marcos Antônio Ferreira das Neves; e do Promotor de Justiça de tutela das Fundações e Entidades de Interesse Social, Dr. Sávio Rui Brabo de Araújo, idealizador deste convênio. As inscrições para o evento serão através do site do Ministério, no endereço www.mp.pa.gov.br.


Registro

Exame de Suficiência: a validação da qualidade profissional

P

ara garantir que a classe contábil tenha profissionais qualificados, o Conselho Federal de Contabilidade (CFC), por meio da Fundação Brasileira de Contabilidade (FBC), estabeleceu como obrigação para obtenção do registro da profissão o Exame de Suficiência. A prova – realizada duas vezes ao ano – é voltada para bacharéis e técnicos em contabilidade e tem o objetivo de avaliar os conhecimentos básicos dos recém-formados. No Pará, o último exame apontou que é preciso melhorar a qualificação. Dos 1.147 bacharéis que fizeram a prova no 1º Exame de Suficiência de 2013, no primeiro semestre, apenas 19,9% foram aprovados. Já em relação aos técnicos, dos 23 candidatos, somente oito vão receber o registro. Abaixo da média brasileira, que foi de 35,6% de bacharéis e 52,93% de técnicos aprovados, o Conselho Regional de Contabilidade (CRC-PA) realiza ações para melhorar o resultado. “O CRC-PA busca se aproximar das instituições de ensino, realizando palestras sobre o Exame de Suficiência, conversando com os estudantes sobre as provas, que têm caráter nacional e não regional, para que tenhamos mais êxito. Além de ir até os estudantes, também abrimos as portas para que os mesmos se aproximem do Conselho e busquem sanar as dúvidas”, comenta o Conselheiro da Câmara de Registro Pedro Henrique Araújo. Ele lembra que o Exame é importante como fator de proteção da sociedade, porque incentiva o estudante a se esforçar e adquirir conhecimentos, que serão aplicados na prática.

2º Exame de Suficiência Está marcada para o dia 29 de setembro a segunda edição do exame deste ano. São duas provas diferentes – uma para bacharel e outra para técnico – cada uma com 50 questões objetivas. O bacharel tem dois anos após a publicação dos aprovados e o técnico até junho de 2015 para solicitar junto ao CRC-PA a identidade profissional, somente com a qual é possível emitir Declaração de Habilitação Profissional (DHP), declaração de percepção de rendimentos (Decore), registro de balanços contábeis, livro diário e outras peças contábeis. O profissional sem registro pode ser autuado do CRC-PA e, caso não se regularize, sofre multa e penalidades éticas, como advertências.

Serviço 2º Exame de Suficiência Data: 29/09/2013 Hora: 8h30 às 12h30

abril / maio / junho de 2013

3


Doutores paraenses

CRC-PA e universidades avaliam Doutorado em Contabilidade no Pará

Ana Célia Bahia, reitora da Unama

O

Conselho Regional de Contabilidade (CRC-PA) planeja estabelecer um convênio com as Instituições de Ensino Superior (IES) do Pará para desenvolver no estado o primeiro Doutorado em Contabilidade. A principal parceira do conselho nesta empreitada é a Universidade da Amazônia (Unama), que no passado ofertou o Mestrado em Contabilidade em convênio com a Universidade de São Paulo (USP), o chamado Mestrado Interinstitucional, e por meio dele formou mestres que hoje atuam na própria Unama e em outras instituições. No dia 19 de junho, o CRC-PA recebeu a visita da reitora da Unama, Ana Célia Bahia Silva e da Pró-Reitora de Pesquisa, Pós-graduação e Extensão, professora Núbia Maciel, para discutir esta possibilidade. O convênio para realizar um doutorado em Ciências Contábeis em Belém é chamado de Doutorado Interinstitucional (Dinter) e significa que uma universidade local está associada a uma universidade que já oferece um curso reconhecido e bem avaliado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pes-

4

abril / maio / junho de 2013

Eloi Prata, presidente do CRC-PA

Hoje, há pouquíssimos programas de doutorado em Contabilidade no país e todos fora da região amazônica, o que dificulta o acesso e a permanência nos programas. Os profissionais do Pará precisam ter essa oportunidade.” Ana Célia Bahia Silva Reitora da Unama soal de Nível Superior (Capes). “Isso depende da nova regulamentação que a CAPES venha a expedir, pois as antigas experiências de Minter e Dinter estão sendo avaliadas por esse órgão e deveremos ter no país nova regulamentação sobre o assunto. Precisaremos esperar essa nova regulamentação. Ainda há um bom caminho a percorrer”, explica Ana Célia. Ela lista as inúmeras vantagens da institucionalização do doutorado em Belém. “Em primeiro lugar, está a importância de promover a formação de pessoal altamente qualificado para a produção de conhecimento na área. Em segundo, atender uma demanda de continuidade da formação para os

mestres em Contabilidade que desejem prosseguir na formação acadêmica. E em terceiro, a necessidade de lidar com as assimetrias regionais que fazem com que tenhamos praticamente nenhuma oferta na região.” Dependendo da regulamentação da CAPES, a Unama deve sediar o doutorado e firmar o convênio com o CRC-PA. Este, por sua vez, deve articular a proposta com o Conselho Federal da classe. O convênio também prevê a articulação das IES paraenses (Unama, UFPA, UEPA, IFPA e Cesupa) no que diz respeito ao preenchimento das vagas, beneficiando o corpo docente destas instituições, e prevendo também um percentual de vagas para a comunidade. O presidente do CRC-PA, Eloi Prata, afirma ter boas expectativas quanto ao convênio. “Haverá sempre um empenho do Conselho Regional na busca pela educação continuada para os profissionais paraenses, pois é um interesse da classe. Vamos pedir ajuda do Conselho Federal para o que for preciso na obtenção do doutorado”, declara.


passo a passo

Como funciona o processo de eleição de um Conselho? DO PARÁ DO TA

AL DE C ION ON EG

IDADE DO ES BIL TA

CONSELHO

R

E

m ano de eleição no Conselho Regional de Contabilidade do Pará, a participação dos contadores é indispensável. Mas, você sabe como funciona o processo? Segundo a conselheira Fátima Vasconcelos, que preside a comissão eleitoral deste ano, a grande mudança para este pleito é o aumento do número de conselheiros. “O Conselho Federal de Contabilidade entendeu a necessidade do Regional de aumentar o número de conselheiros de 12 para 15”, explica. Assim, nesta eleição, a chapa deve ser composta de 11 candidatos a conselheiros efetivos e 11 suplentes, sendo que desses, dois irão cumprir mandato complementar – um efetivo e um suplente – já que o processo deste ano é para 2/3 do plenário do CRC-PA. “A regra é simples: 2/3 de 15 são 10 e, como na gestão anterior o total era 12, ficarão quatro conselheiros e será preciso do 5º para completar o quadro. Nas próximas eleições volta à normalidade”, detalha Fátima. A próxima eleição, em 2015, a votação será para 1/3 do plenário. Após o processo, a chapa vencedora integra o plenário com os demais conselheiros que ainda vão cumprir o seu mandato. Internamente, há a escolha para o presidente do Conselho Regional e sua diretoria, composta por seis vice-presidentes, cada um à frente de uma câmara: Administração, Desenvolvimento Profissional, Registro, Fiscalização, Interior e Controle Interno. “Essa é a principal dúvida, pois muitos contadores acreditam que quem está à frente da chapa é que será o presidente. Mas o nosso processo é diferente de outros órgãos de classe e isto está previsto no nosso regimento”, comenta Fátima. Os demais conselheiros eleitos participam das atividades do Conselho, como as comissões internas para executar os mais diversos eventos, projetos e processos voltados para a classe contábil. “É importante frisar que quem se candidata fará um trabalho voluntário e precisa ter conhecimento amplo da contabilidade pública, trâmite de processos e conhecer muito bem as resoluções do CFC”, finaliza.

Vote Está prevista para o início de agosto a publicação do edital da eleição 2013. As chapas poderão se inscrever atentando aos quesitos previstos no documento que será publicado no Diário Oficial do Estado. A votação, que desde 2009 é virtual, será de 19 a 21 de novembro, pelo site do CRC-PA.

abril / maio / junho de 2013

5


ENTREVISTA Rob Gray Professor, pesquisador e criador da Conferência Sul-Americana de Contabilidade Socioambiental

Mais agilidade O tempo de entrega da carteira de identidade profissional diminuiu consideravelmente. Agora, os profissionais terão o documento em até 15 dias, graças ao software desenvolvido pela Gieseke & Devrient que possibilita a captura, digitalização e o envio eletrônico dos dados biométricos dos profissionais. A carteira emitida já é definitiva e possui um chip criptografado para inserir a certificação digital do ano. O documento pode ser solicitado por técnicos e/ou o bacharel em contabilidade, aprovados no Exame de Suficiência, pelo site www.crcpa.org.br, na sessão registro.

Voluntariado Em junho desse ano, o CRC-PA iniciou o trabalho voluntariado de apoio à Fundação Pestalozzi do Pará, entidade responsável pelo atendimento de crianças e adolescentes com síndrome de Down e distúrbios neurológicos. Os trabalhos consistem em orientações para a elaboração de certidões para captação de recursos, feito por profissionais que participam do Programa de Voluntariado da Classe Contábil (PVCC). “A comissão também auxilia a entidade a proceder juntos aos órgãos fiscais”, explica Ivan Costa, da coordenação estadual do PVCC.

Capacitação no interior A partir do mês de agosto, o CRC-PA realizará várias palestras de capacitação para os profissionais dos municípios de Abaetetuba, Castanhal, Capanema e Paragominas. Os assuntos são de interesse da classe contábil e diversificados, a exemplo de Escrituração Fiscal, Desoneração da Folha de Pagamento e SPED. A capacitação também passará pela região sudeste e pelas cidades que possuem delegacias regionais do Conselho, mas não foram visitadas durante o primeiro semestre.

6

abril / maio / junho de 2013

R

ob Gray é o primeiro pesquisador a escrever um livro sobre Contabilidade Ambiental e é autor de mais de 250 publicações sobre o tema.

COMO A CONTABILIDADE PODE CONTRIBUIR PARA A SUSTENTABILIDADE DO PLANETA? A contabilidade convencional contribui para as causas da insustentabilidade, pois tem estado conectada com os interesses do mercado, mas não os da sociedade. A contabilidade, então, precisa reduzir esta influência e construir novas formas de mensurar e relatar quão insustentável é o modo de desenvolvimento atual e, portanto, quão insustentáveis as organizações e empresas são. A contabilidade no mundo todo tem feito muita coisa, embora, temo que não o suficiente. E O QUE HÁ DE CONCRETO? A contabilidade tem feito importantes contribuições para o desenvolvimento sustentável. Por exemplo: na ONU (Organização das Nações Unidas), desenvolvendo premiação para a qualidade da divulgação socioambiental; além de ter sido parte importante na criação do órgão Global Reporting Initiative (GRI) e suas diretrizes. A pesquisa contábil, por sua vez, tem criado e apresentado novas formas de contabilizar e reportar para o benefício da sociedade, mas a profissão tem sido relutante em adotá-las. Os dados globais sobre problemas sociais e ambientais são catastróficos, portanto, precisamos de passos firmes e decididos. Não há mais tempo para constantemente reinventarmos a roda. COMO O BRASIL ESTÁ NO QUE DIZ RESPEITO À CONTABILIDADE SOCIOAMBIENTAL? Há, no Brasil, um pequeno grupo de pesquisadores corajosos e dedicados, que tem tentado persuadir a contabilidade convencional a encarar as questões de ordem socioambiental de maneira mais séria. Eles vêm fazendo progresso, mas ainda há um longo caminho a ser percorrido. QUAL A SUA OPINIÃO SOBRE A NORMA AMBIENTAL? A Norma Ambiental traz ideias inovadoras e as pessoas envolvidas com o seu desenvolvimento têm trabalhado duro para trazer questões cruciais à atenção da Contabilidade, Finanças e Negócios. Colaboração: Yara Cintra – professora da Universidade Federal do Rio de Janeiro/UFRJ (Tradução); Sandro Ruggeri – Humana & Trad (Fotos/Divulgação); e Leila Márcia Elias, coordenadora geral da III CSEAR SouthAmerica.


representantes

Delegacias regionais aproximam profissionais do Conselho

C

om a função de representar o Conselho Regional de Contabilidade (CRC-PA), as Delegacias Regionais já estão com os seus respectivos delegados. Em onze cidades, o Conselho poderá contar com esse apoio, assim como os delegados poderão recorrer ao CRC. “Se não fossem vocês, o Conselho não teria presença nessas cidades. Sintam-se acolhidos e nos procurem sempre que precisarem”, afirmou o presidente do CRC-PA, Eloi Prata, durante a cerimônia de posse realizada no auditório da entidade, no dia 02 de maio. Os profissionais da contabilidade residentes nos municípios ou nas proximidades de Abaetetuba, Altamira, Capa-

nema, Castanhal, Itaituba, Marabá, Paragominas, Parauapebas, Redenção, Santarém e Tucuruí poderão solicitar nas delegacias serviços como o pedido de registro, solicitação da carteira digital e prestação de contas de Declaração de Habilitação Profissional (DHP), dentre outros. Para o contador, João de Nazaré Neto, reeleito em Altamira, o trabalho continua. “Precisamos de mais respaldo para ter autonomia com a classe no interior no que se refere à fiscalização”, destacou. A contadora eleita em Tucuruí, Lindamar Barbosa, assume pela primeira vez o cargo e espera “unir mais a classe e aproximar mais o conselho dos contadores do município”. Confira o delegado em cada município:

ABAETETUBA Nilson Cezar Azevedo Barbosa Trav. Santos Dumont, 4751 - São Lourenço. CEP: 68440-000 (91) 3751-2843/ 8172-4301 delegacia-abaetetuba@crcpa.org.br

CASTANHAL Cleyton Wilson Silva Conceição Rua Maximinio Porpino da Silva, 1700 Sala 102 – Centro. CEP: 68745-000. (91) 3711-0432 8801-2945/ 8876-3851 delegacia-castanhal@crcpa.org.br

CAPANEMA Aldacir Clara da Silva Brito Trav. Oriental do Mercado, 146 Altos – Centro. CEP: 68700-100 (91) 8220-1700/ 8186-2006 delegacia-capanema@crcpa.org.br

ALTAMIRA Joao Luiz de Nazaré Neto Av. Djalma Dutra, 1912 Altos Sala 102 – Centro. CEP: 68371-405 (91) 8403-0891/ (93)9126-0687 delegacia-altamira@crcpa.org.br

BELÉM

SANTARÉM Maria Da Conceição Pereira de Lima Av. São Sebastião, 979 – “A”. Santarém – Pará / CEP 68005-090 (91) 8403-5302/(93)9121 4059/3424 0069 delegacia-santarem@crcpa.org.br

PARAGOMINAS Manoel Laudemiro Damasceno Filho Rua Transamazônica, 203 – Centro. CEP: 68630-000. (91) 8403-4074 / (91)81986094 / 3729-0412 delegacia-paragominas@crcpa.org.br

ITAITUBA Ademir Fernandes Gouveia Rua 5ª, 322 – Liberdade. CEP: 68181-090 (93) 3518-3166 / 3518-1149 delegacia-itaituba@crcpa.org.br

MARABÁ Anilton Vieira Dos Santos Folha 32 Qd, 18, Lote 24, Sala 104 Ed. Edvana – Nova Marabá. CEP 68508-170 (91) 8403-3921/ (94) 9132-0121/ 33223569/ 3322-1391 delegacia-maraba@crcpa.org.br

TUCURUÍ Lindamar Castilho Barbosa Av. Raimundo Veridiano Cardoso, 441 – Bela Vista. Tucuruí – Pará CEP 68456-760 (94) 3787-0275/8152-6361 delegacia-tucurui@crcpa.org.br

PARAUAPEBAS Lucilene Alves Baia Rua I, 135 – União. CEP: 68515-000 (94) 3346-5857 / 8168-1188 delegacia-parauapebas@crcpa.org.br

REDENÇÃO Teresinha Fátima Miotto Av. Guaranta, 342 – Jardim Umuarama CEP: 68552-220. (94) 3424-0912/ 3424-1438 8111-7412/ 9138-0023 delegacia-redencao@crcpa.org.br

abril / maio / junho de 2013

7


revista

Contabilidade tem mais uma fonte de informação

“A

O 19º Congresso Brasileiro de Contabilidade será um dos destaques do relatório

transparência

Florestas e rios são o lema do Balanço Socioambiental

C

om previsão de lançamento para o dia 22 de setembro, dia do contador, o Balanço Socioambiental do Conselho Regional de Contabilidade (CRC-PA), traz novidades. Segundo a integrante da Comissão Parlamentar à frente do Balanço, Leila Elias, “esta edição irá abordar como lema as florestas e os rios da região, que vão ilustrar as páginas do Balanço, além de destacar a realização do 19º Congresso Brasileiro de Contabilidade realizado em Belém, no ano passado, que tratou sobre o tema Desenvolvimento Sustentável”, adianta. O documento institucional, indispensável para evidenciar todas as ações de responsabilidade socioambiental realizadas pelas entidades, é uma

8

prestação de contas da gestão do Conselho referente ao período de 2011 e 2012. Na prática, isso “denota transparência da aplicação dos recursos públicos e também socializa com a classe contábil todas as atividades que foram desenvolvidas na área socioambiental”, lembra a professora. Em sua terceira edição, o Balanço reúne as informações de todos os setores do CRC-PA e será disponibilizado em versão impressa e também virtual, por meio da página do Conselho Regional, no endereço www. crcpa.org.br. “Os profissionais da contabilidade podem esperar um material com muitas informações e conhecimento da atuação do Conselho Regional”, finaliza Leila.

abril / maio / junho de 2013

contabilidade vivencia hoje uma quebra de paradigma com as constantes modificações das leis, normas e princípios que normatizam a contabilidade para padrões nacionais e harmonizações internacionais. Desta forma, se faz necessário um canal confiante de divulgação para a socialização da informação. Assim, em 2013, no ano da contabilidade, será lançada a Revista Paraense de Contabilidade”, conta a idealizadora do projeto, Ticiane Santos. O objetivo da publicação especial, prevista para ser lançada em setembro, é disseminar as informações técnico-científicas pertinentes ao desenvolvimento da classe contábil, fomentar a pesquisa na região – proporcionando um espaço para informar as ações realizadas no Conselho Regional de Contabilidade (CRC-PA) – e publicar temas relacionados às ciências sociais aplicadas. A ideia, segundo Ticiane, é “para divulgar as normas de submissão e com espaço de divulgação para futuros parceiros como Instituições de Ensino Superior, entidades de classe contábil, órgãos técnicos da contabilidade, empresas relacionadas direta e indiretamente com a classe contábil”. A revista conta com parceria do CRC-PA, por meio da Câmara de Desenvolvimento, mas tem à frente uma Comissão formada por professores mestres em contabilidade que pretendem fazer um material voltado para pesquisadores das ciências sociais aplicadas, profissionais de contabilidade, empresários; estudantes e sociedade em geral, que poderão ter acesso à versão impressa e digital. “Para a edição impressa deverá ser cobrado uma inscrição para a manutenção da revista e a forma online será disponibilizada gratuitamente para o profissional ativo no Conselho Regional de Contabilidade”, adianta Ticiane, presidente da Comissão.

Revista CRC 23  
Revista CRC 23  

Edição 23 da Revista do CRC, do Conselho Regional de Contabilidade do Pará (CRC-PA)

Advertisement