Page 1

Correr REVISTA

w w w.RevistaCorrer.com.br ANO II - Nº 10 - JUNHO E JULHO/2017 - RIBEIRÃO PRETO-SP

Desafio

Sol & Lua 5K

DORES NOS PÉS APÓS A CORRIDA Musculação

Aparelhos X Funcional

Correr_10.indd 1

Triathlon Ironman

Nutrição Óleo de Coco

14/06/2017 15:49:43


09 JUL

08H O Biathlon do Sesc Ribeirão reúne natação e corrida numa

GRÁTIS

única prática. Serão diversas categorias e com premiação igual para todos que completarem a prova. Participe! Inscrições na Unidade ou através do e-mail biathlon@ribeirao.sescsp.org.br, Vagas limitadas!

Participação

Gustavo Borges 2

Revista Correr | junho e julho | 2017

Correr_10.indd 2

Sesc Ribeirão Preto Rua Tibiriçá, 50, Centro TEL.: + 55 16 3977 4477

sescsp.org.br/ribeiraopreto

14/06/2017 15:49:44


A maior conquista 5K | 10K | Caminhada 02 de julho – 8h Parque maurílio biagi Correr tem um significado para cada pessoa. Para uns, a maior vitória, para outros, a maior curtição. Inscreva-se na maior corrida de rua do interior. todo mundo corre. corridaintegracao.com.br

PATROCÍNIO

REALIZAÇÃO

junho e julho | 2017 | Revista Correr

Correr_10.indd 3

3

14/06/2017 15:49:44


EDITORIAL

Correr REVISTA

www.revistacorrer.com.br EDIÇÃO BIMESTRAL Junho e Julho | 2017 DISTRIBUIÇÃO OFFLINE Ribeirão Preto e Região DISTRIBUIÇÃO ONLINE Nacional

SOBRE NÓS Tudo sobre corridas e corredores. Desde a largada, passando pela alimentação, dicas e treinamento até a chegada ao pódio, no melhor tempo. DIREÇÃO Fábio Soares Rodrigues fabio@revistacorrer.com.br REDES SOCIAIS

COLABORARAM NESSA EDIÇÃO Alexandra Rosendo André Ricci Arthur Rizzi Cristiano de Campos Felipe Rodrigues Freddy Batista Gabriel Franco Luciana Travençolo Kerllen Bittencourt Rego Rafael Falsarella Thiago Pereira Tom Osório Willian Rodrigues REDAÇÃO editoria@revistacorrer.com.br PUBLICIDADE contato@revistacorrer.com.br IMPRESSÃO São Francisco Gráfica e Editora EDITORA Av Prof Edúl Rangel Rabello, 751 SL 209 Ribeirão Preto-SP - CEP 14098-331 Fone (16) 4141-3080 A Revista Correr não tem responsabilidade editorial pelos conceitos emitidos pelos colunistas em seus artigos assinados, em informes e anúncios publicitários.

4

QUAL A SUA MOTIVAÇÃO? Resiliência? Força de vontade? Foco? Determinação? Fé? Em quais destes pilares você se apega quando é exigido? A pergunta se dá pois nesta edição apresentaremos duas histórias de superação, que por motivos distintos, exigiram de seus personagens principais o máximo de suas capacidades. Cristiano de Campos é portador de Ataxia de Friedreich, doença rara, neurodegenerativa, debilitante e irreversível. Quando soube do diagnóstico, perdeu até mesmo a vontade de viver. Inúmeras provações depois, o bravo Cristiano se tornou exemplo daquele que lutam diariamente contra a mesma doença, afinal, os obstáculos não o impediram de completar a Nat Geo Run, corrida realizada recentemente. Mãe de duas crianças, a brasileira Kerllen Bittencourt Rego mora em Londres há bastante tempo. Logo após o primeiro parto, contudo, foi

desafiada a superar a depressão e retomar a praticar sua grande paixão: a corrida. “O que realmente importa é o prazer que a corrida me traz”, conta ela. Como você poderá acompanhar, nossos personagens não se deixaram abater e buscaram os próprios limites. A corrida é um esporte democrático, que não oferta oportunidades de superação apenas aos profissionais. Atletas amadores podem e devem se desafiar diariamente, afinal, quem de nós sabe realmente a força que tem? Boa leitura.

Fábio Soares Rodrigues fabio@RevistaCorrer.com.br

NUTRIÇÃO - Óleo de Coco...............................6

SUPERAÇÃO - Viver é Essencial........................18

MUSCULAÇÃO - Aparelhos X Funcional.................8

NATAÇÃO - Educativos.................................20

FISIOTERAPIA - Dores nos Pés pós-corrida........10

CICLISMO - Ironman.....................................22

PODOLOGIA - Cuidado com os pés..................11

ENTREVISTA Kerllen Bittencourt Rego ............24

SOCIAL RUNNERS - Desafio Sol & Lua 5k..................14 - Atletas Pacer por aí...................16 - Giro pelas Corridas....................17

VITRINE - Dicas e lançamentos.................25 PLAYLIST - Rock Anos 90.............................26

Revista Correr | junho e julho | 2017

Correr_10.indd 4

14/06/2017 15:49:46


• Corrida 5k • Caminhada 5k

• Dia 19.11 às 8h • Ribeirão Preto - SP

2ª Corrida e Caminhada

NOVEMBRO AZUL 100% do lucro destinado para

entidade sem fins lucrativos em prol do combate ao Câncer de Próstata abertura de inscrições dia 21.08

www.revistacorrer.com.br

Correr_10.indd 5

14/06/2017 15:49:49


DIVULGAÇÃO

NUTRIÇÃO

ÓLEO DE COCO Entendendo um pouco mais Por Gabriel Franco - gabriel_franco85@hotmail.com

Para conversamos um pouco mais sobre o óleo de coco, torna-se necessário conceituar e abordar a respeito do lipídio (LIP), comumente conhecido como gordura. Em primeiro lugar, dentre as inúmeras funções deste nutriente, uma delas seria o fornecimento de energia ao organismo: cada 1 grama de LIP fornece em média 9 Kcal. Além disso, é interessante mencionar que o os seres humanos, por menor que seja o percentual de gordura corporal do indivíduo, possuem uma enorme capacidade de armazenar tal nutriente na forma de 6

Triglicerídios (TGs) (3 moléculas de Ácido Graxo ligadas a 1 molécula de Glicerol). Estes TGs são as principais formas de gorduras presentes nos alimentos que consumimos em nosso cotidiano e podem ser classificados de acordo com o tamanho da cadeia carbônica dos seus ácidos graxos, sendo curta (4 a 6 átomos de carbono), média (8 a 12 átomos de carbono) ou longa (≥ 14 átomos de carbono). Após esta contextualização, podemos dizer que o Óleo de Coco é um alimento rico em ácidos graxos de cadeia média. Além disso, é um produto que

detém alto teor de gordura saturada, nutriente este que, segundo a literatura, quando consumido em excesso pode favorecer ao aumento nos níveis de LDL (colesterol ruim) no nosso organismo. Mas afinal, haveria alguma vantagem então para acrescentarmos tal alimento a nossa rotina? Em primeira instância, pensando no consumo do mesmo visando melhora no desempenho esportivo aparentemente não parece ser uma boa estratégia. Há uma falsa premissa na ideia de que a absorção mais rápida do óleo de coco, em virtude do tamanho de

Revista Correr | junho e julho | 2017

Correr_10.indd 6

14/06/2017 15:49:50


sua cadeia carbônica, favorece a um maior aproveitamento energético pela musculatura esquelética. O único ponto que grande parte das pessoas se esquecem é que por mais que absorção dos ácidos graxos de cadeia média são mais rápidas do que os de cadeia longa, após este processo eles necessitam se migrar para o fígado por meio de um sistema porta e este órgão será o grande responsável para direcionar tal composto aos demais tecidos. Desta forma, é evidente que, para a maioria das pessoas, a utilização de carboidrato antes do exercício é muito mais pertinente do que a utilização de LIP. Para aqueles que utilizam tal composto visando a perda de gordura abdominal, ainda

faltam evidências científicas envolvendo tal “achado” em seres humanos. Ainda vou um pouco além: como algo relativamente calórico seria capaz de reduzir gordura corporal? Infelizmente acho mais fácil aliar tal resultado ao estilo de vida adequado ou até mesmo a um possível efeito placebo. Por fim, para aqueles que gostam do sabor do alimento, incentivo a utilização do mesmo desde que respeitem as recomendações diárias para o consumo de gordura saturada. Minha única lamentação é saber que muitos utilizam o mesmo sem gostar do sabor. Para estes, penso ser a hora mais interessante de rever os conceitos e investir o dinheiro em um profissional capacitado.

GABRIEL SILVEIRA FRANCO é formado em Educação Física pela USP, Nutrição pela Unaerp, Mestre e Doutorando em Ciências Médicas pela FMRP. Atua como personal trainer e nutricionista clínico com ênfase em esporte e docente do curso de Nutrição da Unifran.

junho e julho | 2017 | Revista Correr

Correr_10.indd 7

7

14/06/2017 15:49:51


MUSCULAÇÃO

Carina Berlingeri e Tom Osório desmostram os exercícios Funcional e Leg Press, ambos para membros inferiores

Aparelhos X Funcional

Por TOM OSÓRIO tomosorio@acahdre.com.br Educador Físico com especialização em bases fisiológicas do treinamento desportivo. Atua com treinamento de corrida, modalidades esportivas, musculação e treinamento funcional.

Esta é uma discussão que vem ganhando cada vez mais espaço nos ambientes das academias. Qual é o melhor tipo de treinamento muscular? Aparelhos ou Funcional? Vale lembrar que os dois são exercícios de CONTRA RESISTÊNCIA, no caso do treino funcional é realizado com o peso do próprio corpo, cargas extras e acessórios e o outro é realizado nos tradicionais aparelhos de musculação. Coloquei a foto acima para facilitar um pouco o entendimento, no lado esquerdo a aluna realiza o chamado treino funcional aliado a uma carga extra e um caixote como acessório, na foto da direita ela usa o tradicional aparelho de musculação, no caso o Leg

Press, os dois exercícios tinham o mesmo objetivo, atingir um stress tensional nos membros inferiores que em ambos os exercícios aconteceram com 12 repetições, os exercícios apenas foram realizados de formas diferentes. Com isso acredito que em exercícios CONTRA RESISTÊNCIA (Aparelhos ou Funcional) para conquistar os objetivos dos nossos alunos cabe a nós, educadores físicos entendermos o perfil do mesmo e até mesmo qual tipo de treino o motiva mais, pois seja com treino funcional ou aparelho de musculação ou até mesmo o conjunto desses dois treinos o resultado pode ser entregue da mesma maneira e ao mesmo tempo, desde que exista o comprometimento do aluno e o conhecimento do professor.

* Plano Anual Light - informações e

MUSCULAÇÃO

H

SE 8

SE

Revista Correr | junho e julho | 2017

SÁ Correr_10.indd 8

14/06/2017 15:49:52

Pacer_An


À

S O N PLA

E D R I T R PA

* Plano Anual Light - informações e matrícula na recepção da academia.

119

16 3325-7900 16 3325-7909

SEGUNDA À QUINTA das 5h às 24 SEXTA das 5h às 22h

Correr_10.indd 9 Pacer_Anuncios.indd 5

POR MÊS

em agosto inauguração da unidade

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO: SÁBADO, DOMINGO E FERIADO das 9h às 13h

,00*

contato@paceracademia.com.br

Av. Leão 13, 450 - Ribeirânia Ribeirão Preto-SP

14/06/2017 15:49:52 14/06/2017 15:35:09


FISIOTERAPIA

DORES NOS PÉS após a corrida Por Thiago Pereira - thiagofisiorp@gmail.com

Pés exaustos e doloridos. O cenário é comum entre os apaixonados pela corrida e, algumas vezes, até prejudica ou impede o treino. As dores após o treino podem ser causadas por lesões musculares, nos tendões ou nas articulações. Em todos os casos é aconselhado fazer uma preparação e recuperação antes de praticar exercícios novamente. Mesmo que o problema seja comum, é preciso procurar um médico caso o desconforto persista por mais de dois dias, a dor seja muito forte ou se os pés estiverem inchados. Em alguns casos é preciso fazer fisioterapia 10

para reaprender a pisar e retomar os treinos de corrida. Se a dor for crônica, o médico poderá indicar um tratamento mais especifico. Para as situações em que as dores não passam de fadiga, as soluções abaixo são as mais indicadas. Escolha uma delas e relaxe. ESCALDA PÉS Esse método, bastante praticado para diminuir o estresse, também aumenta a circulação corporal, relaxa e recupera os músculos dos pés. O método pode ser feito apenas com água quente (a 35°), mas

óleos e sais especiais aumentam ainda mais a sensação de relaxamento. “O sal grosso pode ser usado para ativar a circulação nos pés. A essência de lavanda, por sua vez, tem propriedades relaxantes, que acabam com o estresse acumulado nos músculos”. É importante, após o relaxamento, fazer uma massagem com a toalha na hora de enxugar os pés, relaxando ainda mais os músculos. GELO Também conhecido como crioterapia, o tratamento de

Revista Correr | junho e julho | 2017

Correr_10.indd 10

14/06/2017 15:49:55


lesões e desconfortos com gelo é bastante comum para quem pratica exercícios. “Os principais efeitos da aplicação do gelo nos músculos dos pés, ou de qualquer outro músculo super utilizado em uma atividade física, são a diminuição da dor (analgesia) e do espasmo muscular. O gelo diminui a circulação e a transmissão de impulsos nervosos e, por isso, alivia a dor. “Colocar gelo envolvido por um pano ou toalha no local dolorido e fazer movimentos circulares durante 20 minutos, sempre com intervalos de cinco em cinco minutos para não queimar a pele, diminui a sensação de dor e acelera a recuperação do músculo”. No entanto, ao usar gelo como analgésico para os pés, é preciso tomar alguns cuidados. “Como o pé é uma região bastante vascularizada, o contato prolongado com baixas temperaturas pode causar desconforto e ainda mais dores”.

ÁGUA QUENTE Tentar relaxar os pés usando água muito quente pode ter dois resultados: melhorar ou piorar as dores. Colocar uma bolsa de água quente nos pés relaxa os músculos e articulações, provocando a sensação de recuperação e bemestar. Mas, se a água estiver muito quente, essa medida pode esquentar muito os vasos sanguíneos, provocando mais micro lesões que causam as dores. MASSAGEM

 Massagear os pés quando a dor aparece depois do treino é uma boa medida para acabar com ao desconforto e se recuperar o rapidamente para outra rotina de treinos. Massagear a região causa desconforto em um primeiro momento, devido à irritação e possível inflamação do local, mas depois ela ajuda a tirar os nós dos músculos e a amenizar as dores causadas pelas micro lesões.

THIAGO LUIS DOMINGUES PEREIRA é graduado em Fisioterapia pela Universidade Barão de Mauá; pós-graduado em Fisiologia do Exercício aplicado ao Treinamento Físico pela UFSCar; possui especialização em Bandas Neuromusculares e atualmente cursa Osteopatia Estrutural.

junho e julho | 2017 | Revista Correr

Correr_10.indd 11

11

14/06/2017 15:49:57


Correr REVISTA

Novo APP

Revista Correr

Baixe agora o novo APP da Revista Correr

Corra. É grátis!

Aplicativo Revista Correr

A publicação que corrre com você V Baixar o tempo V Baixar o APP Revista Correr V Ficar em forma V Ficar informado V Calendário de Corridas V Edições online dezembro e janeiro | 2017 | Revista Correr

Correr 7.indd 5

5

02/12/2016 23:06:40


PODOLOGIA

DORES NOS PÉS Os pés são constituídos de 26 ossos e 57 articulações, por isso é uma das partes mais importantes do nosso corpo. São eles que suportam nosso peso durante o dia a dia e, diante disso, requerem mais cuidados, principalmente aqueles que praticam algum esporte. Esses, no caso, precisam de cuidado redobrado. Os problemas nos pés podem afetar, inclusive, a coluna, sendo fundamental estar com a saúde em dia. Para isso, manter um acompanhamento especializado (podólogo) se faz necessário, já que é comum não darmos a atenção necessária aos pés.

Por ALEXANDRA ROSENDO lekaefamilia@hotmaill.com Podóloga com especialização em diabéticos, podologia esportiva, podopediatria e atendimento à crianças especiais.

O NOSSO CORPO DÁ ALGUNS SINAIS QUANDO OS PÉS ESTÃO PRECISANDO DE AJUDA E CUIDADOS ESPECIAIS. CONFIRA:

• Dores nos pés • Unhas encravadas ou roxa • Bolhas e calosidades • Dores no joelho • Luxações

junho e julho | 2017 | Revista Correr

Correr_10.indd 13

13

14/06/2017 15:50:00


Desafio

K 5 a u L & Sol

27/05 - Ribeirão Preto - SP

Patrocínio

Apoio

Organização e Realização

Correr REVISTA

Correr_10.indd 14

14/06/2017 15:50:11


Correr_10.indd 15

14/06/2017 15:50:39


CORREDORES PACER POR AÍ (abril e maio)

ACOMPANHE OS ATLETAS PACER NOS PRINCIPAIS EVENTOS E COMPETIÇÕES

Elaine Domiciano e Renato (Ribeirão Preto-SP)

Treino Margina de Serrana (Ribeirão Preto-SP)

Ana Guimarães e André (Uberaba-MG)

Desafio d (Ribeirão as Assessorias -Sertãozin ho) Michele Borges Dias, Volta da USP (Ribeirão Preto-SP) Luciano Finco e Carol Ziviani, Wings For Life World Run (Brasília-DF)

Bianca Oliveira, Desafio Sol & Lua (Ribeirão Preto-SP)

Desafio Sol & Lua (Ribeirão Preto-SP) 16

Revista Correr | junho e julho | 2017

Correr_10.indd 16

16 3325-7900 16 3325-7909 contato@paceracademia.com.br

Av. Leão 13, 450 - Ribeirânia Ribeirão Preto-SP

14/06/2017 15:50:47


s a l e p o r i G S A D I R R O C

Betão Sangeroti, Desafio Sol & Lua (Ribeirão Preto-SP)

Vilma Casemiro e Maria do Rosário, Circuito de Corridas da Região Metropolitana (Cravinhos-SP)

Juliana Moraes, Desafio Sol & Lua (Ribeirão Preto-SP)

Thiago Ap Botelho, Desafio Sol & Lua (Ribeirão Preto-SP)

Para participar desta coluna, envie uma foto com seu nome e corrida para o email: editoria@revistacorrer.com.br Serão selecionadas as que estiverem em alta resolução e boa qualidade.

junho e julho | 2017 | Revista Correr

Correr_10.indd 17

17

14/06/2017 15:50:51


SUPERAÇÃO

“VIVER É ESSENCIAL” Conheça a história de Cristiano de Campos, portador de Ataxia de Friedreich e corredor Cristiano de Campos, 40 anos, pai de família e irmão mais velho de quatro mulheres. Nascido em uma família humilde, passou por dificuldades enquanto jovem, superou-as e foi reconhecido com prêmios em sua profissão, quando ainda atuava como

SAIBA MAIS SOBRE

ATAXIA DE FRIEDREICH

Se você quiser saber mais sobre a doença acesse o blog: www.fredericosbrasil. blogspot.com.br Nele é possível ajudar portadores da doença e buscar orientações sobre o problema.

18

cabelereiro. As maiores dificuldades, no entanto, ainda estariam por vir. Ataxia de Friedreich, doença neurodegenerativa, hereditária, debilitante e irreversível. Apesar de rara, é a forma mais comum de ataxia hereditária recessiva, afetando, em média uma em cada 50 mil pessoas, de acordo com a National Institute of Neurological Disorders and Stroke, divisão dos National Institutes of Health dos Estados Unidos. Se você ainda não conhecia os dois personagens dos parágrafos acima, pois bem, há uma bela história de superação por vir. Isso porque Cristiano é portador de Ataxia de Friedreich, fato que só descobriu quando adulto. “Meu mundo desmoronou. Havia acabado de me casar pela segunda vez, tinha filhos pequenos e cheguei a pensar em

tirar minha vida. Aquilo soava para mim como uma sentença de morte”, conta ele. E as dificuldades não pararam por aí. Algum tempo depois, após ter a irmã caçula assassinada, Campos viu os sintomas piorarem e duas irmãs serem diagnosticadas com a doença. “Quando sabemos quais são as dificuldades, não queremos que ninguém passe por aquilo. Mudase o jeito de falar, andar, enfim, as pessoas te olham diferente. Trata-se de uma agressão psicológica, física e porque não social?”, afirma. Exemplo disso, segundo ele, foi a perda de seu emprego. Mesmo com todo reconhecimento profissional, “Eu já não tinha a imagem que a empresa queria transmitir. Infelizmente, as pessoas são hipócritas e julgam pela aparência”.

CORRIDA COMO INCENTIVO DE VIDA “Vencer será possível, viver é essencial”. Com essa frase o batalhador Cristiano de Campos retomou as rédeas de sua vida. Após um longo período de aceitação, ele conta que hoje entende melhor todas as mudanças pelas quais passou. Prova disso foi a participação na Nat Geo Run, corrida realizada recentemente. “Foi um momento

C

M

Y

de grande realização pessoal, principalmente tendo em vista que muitos desistem e preferem se isolar. Esta foi minha primeira corrida, mas não será a última”, afirma, agradecendo o apoio permanente da família, amigos e médicos. “Hoje luto para ajudar outros e a mim mesmo, na busca por tratamentos médicos”, finaliza.

CM

MY

CY

CMY

K

Revista Correr | junho e julho | 2017

Correr_10.indd 18

14/06/2017 15:50:53

* Val

/ @ www


promoção válida até dia 20 de julho de 2017

Promoção

Mês dos namorados unhas da mão + nutrição facial + nutrição capilar + escova tudo por

R$ 109 ,00

estética avançada | estética facial e corporal | depilação à laser e cera marroquina | nutricionista esmalteria | cabelo e maquiagem | micropigmentação e embelezamento do olhar Local: Spasse Office lojas 3 4 | Av. Maurilio Biagi, 800 |

SanAndres |

16.99282-2172

REVISTA CORRER ACM RIBEIRÃO PRETO NOVEMBRO.ai 17/11/2016 17:10:18

OPORTUNIDADE ESPECIAL Esta é sua chance de entrar pra ACM!

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

PLANO COMPLETO

PLANO ESPECIAL

99

a partir de

R$

,00 /mês

*

ou

Venha conferir nossas condições especiais na ACM Ribeirão Preto. PROGRAMAS

PROGRAMAS

K

QUADRA

GINÁSTICA

MUSCULAÇÃO

AQUÁTICO

QUADRA

GINÁSTICA MUSCULAÇÃO

* Valor referente à categoria Jovem (15 a 20 anos).

/acmsaopaulo @acmsaopaulo www.acmsaopaulo.org Correr_10.indd 19

#VemPraACM

ACM Ribeirão Preto

Rua Paschoal Bardaro, 526| -2017 Jd. Irajá junho e julho | Revista Correr

16 3623 2151

19

14/06/2017 15:50:53


NATAÇÃO

EDUCATIVOS

o caminho para a melhora do rendimento Por Arthur Rizzi Soares - arthurrizzisoares@gmail.com

Educativos, como sugere o próprio nome, são exercícios utilizados para educar, aprimorar o movimento realizado em determinado esporte, e como consequência proporcionando a evolução do gesto, equilíbrio, postura e correção de “vícios”. Com todos estes benefícios, se utilizados de forma adequada e de acordo com a necessidade de cada pessoa, consequentemente também promove uma economia de energia na realização dos movimentos e de quebra o aumento da performance. Assim, é fundamental a orientação de um profissional da área, com experiência e especialista no esporte praticado. 20

QUEM PODE FAZER EDUCATIVOS? Os educativos podem e devem ser feitos por profissionais, amadores ou simplesmente amantes do esporte! Seja pela busca do aumento da performance ou da realização pessoal da execução da técnica esportiva correta. Com a evolução da Natação, novos equipamentos foram criados para serem utilizados neste processo de correção dos movimentos. Conheça agora alguns educativos clássicos e outros contemporâneos, mergulhe também nessa ideia e boas braçadas.

PALMAR O palmar além de auxiliar o trabalho de força e velocidade dos membros superiores, também é utilizado na correção da técnica. Há modelos feitos, especificamente, para ajudar a melhorar a técnica do nado, como o “Palmar The Bolster”, que auxilia na posição correta do cotovelo e procura deixar braços e mão na posição perfeita na execução do movimento.

Revista Correr | junho e julho | 2017

Correr_10.indd 20

14/06/2017 15:50:55


NADADEIRA

As nadadeiras específicas para natação se destinam para o aprimoramento técnico ou desenvolvimento das capacidades de força e velocidade, para uma propulsão de pernas mais eficiente. Evidentemente é viável utilizar esse material para o aprimoramento técnico, uma vez que o aumento da velocidade de deslocamento do corpo no meio líquido favorece correções em diferentes aspectos do nado (cabeça, respiração, giro do quadril e tronco, braçada). O uso das nadadeiras estimula a flexibilidade dos tornozelos para nadadores com dificuldade de movimentação nessa articulação. Os nadadores de peito, possuem uma nadadeira específica, geralmente é arredondada, com barbatana maior nas laterais, de forma assimétrica, para facilitar o nado. PRANCHA Tem como função ajudar o nadador a melhorar a posição do corpo dentro d’água. Auxilia na realização de exercícios de respiração, educativos

de membros superiores e inferiores, sendo o equipamento clássico mais utilizado durante as aulas de natação. Um novo modelo de prancha, permite pelo seu formato, uma ótima estabilização postural, permitindo que o atleta fique abaixo da linha da água colocando menos pressão sobre os ombros. SNORKEL O uso do Snorkel trabalha os pulmões e músculos respiratórios, melhorando o condicionamento aeróbio do atleta. Auxilia na estabilização do corpo e ajuda a eliminar os movimentos da cabeça que sempre faz durante a respiração dos nados. FLUTUADOR

Colocado entre as coxas para a flutuação do aluno durante o exercício, o flutuador tem como função trabalhar os membros superiores do nadador. É importante tomar cuidado com o uso excessivo por causa de lesões de ombro. É bastante utilizado no auxílio do condicionamento físico para alunos que tiveram lesões nos

membros inferiores. O modelo “Axis Buoy” ainda utiliza o interessante artifício, manter as pernas unidas limitando o batimento das mesmas. CINTO AQUÁTICO TECH TOC FINIS

O Tech Toc é uma ferramenta importante de treinamento usado ao redor da cintura que ajuda na melhora de força do núcleo, com resistência, trabalhando os músculos que ajudam na rotação do quadril. A tecnologia desse equipamento utiliza um rolamento de esferas numa cápsula de plástico e amplificadores acústicos, para criar um som quando o dispositivo é inclinado de lado a lado. Este som avisa a rotação adequada do quadril ao nadador.

Arthur Rizzi Soares é fundador da ARS Eventos e Consultoria Esportiva, Coordenador da Equipe de Natação Unaerp/SME e do Projeto Formando Campeões para a Vida, da Universidade de Ribeirão Preto. junho e julho | 2017 | Revista Correr

Correr_10.indd 21

21

14/06/2017 15:50:56


TRIATHLON

Quem não é envolvido no esporte (e muitos que são) se assustam com a distância do Ironman – uma prova de triatlhon que consiste em nadar 3.800 metros (na maioria das vezes em mar aberto), pedalar 180 km e depois correr uma maratona (42km). Realmente é uma prova desafiadora, mas acredite, bem treinado e focado, somos capazes de enfrentar esse desafio. No último dia 27 de maio eu e outros 2.999 triatletas encaramos o Iron de Florianópolis. Cada um tinha um objetivo em mente. Alguns queriam melhorar sua marca de anos anteriores, outros completarem a prova pela primeira vez e também àqueles que queriam chegar na frente.

Por RAFAEL FALSARELLA www.rafaelfalsarella.com.br Formado em Educação Física, é especialista em Fisiologia do Exercício pela Federal de São Carlos (UFSCAR) e treinador da equipe RF Treinamento Esportivo. 22

Minha meta nessa Iron era disputar o primeiro lugar da minha categoria e conquistar uma vaga para o Mundial de Kona, no Havai. Queria chegar em primeiro ou subir no pódio. Sabia das dificuldades e aqui não é falsa modéstia ou soberba, mas estava preparado para lutar por isso. Fiz uma boa natação e iniciei um pedal encaixado. Mas, no início do ciclismo percebi que havia perdido o meu pneu tubular reserva e se furasse o pneu da bike, tudo estaria perdido. Fui pedalando forte, mas não tinha como não esquecer do pneu. E foi na altura do km 120 que ele furou. Na verdade, quando percebi, quase desisti. Resolvi pedalar mesmo assim, seguir em frente. Vi meus concorrentes passando, mas resolvi continuar pedalando até um posto de auxílio para ver se conseguia algo. E depois de 10km encontrei ajuda e uma roda. Pedalei o restante e corri forte. Sabia que o pódio estava distante, mas a vaga para Kona ainda era palpável. No final, fiz a prova em 9h04min o que me rendeu a 35ª posição geral dos 3.000 participantes e 8º da categoria, além da vaga. Fiquei feliz. Acredito que por ser o meu 7º Ironman a experiência contou muito na hora do aperto. Feliz também em ver o meu

amigo e treinador da minha equipe Bruno Manzoni chegar logo depois. Era o 4º Iron dele em Florianópolis, mas estava numa categoria nova e com mais concorrência pela vaga para Kona. Bruninho foi o primeiro brasileiro na categoria e é claro conseguiu a vaga. Em outubro estaremos em Kona representando o Brasil, pela segunda vez. Digo que não vamos a passeio. Apesar de toda a dificuldade – a prova é considerada a mais difícil no Ironman -, com adversários duríssimos e clima desfavorável, vamos dar o melhor. Quero registrar que esses resultados me deixaram feliz, mas o que mais me deixou emocionado foi ver a chegada dos demais integrantes da nossa equipe. Me lembro que em 2011 fomos em 3, agora fomos em 18. Ver que a dedicação durante os últimos seis meses rendeu, notei uma evolução. No passado, terminávamos a prova e no outro dia o desgaste era grande. Dessa vez foi diferente. Acredito que pela evolução dos equipamentos, dos suplementos e é claro pelo treinamento que também evoluiu. Quem sabe ano que vem esse número não aumenta. Por fim quero agradecer a todos que me apoiaram e torceram. Isso ajuda muito, pode acreditar.

Revista Correr | junho e julho | 2017

Correr_10.indd 22

14/06/2017 15:51:01


Correr_10.indd 23

14/06/2017 15:51:01


ENTREVISTA

PRAZER EM CORRER Kerllen Bittencourt Rego, formada em marketing, professora, mãe, esposa e corredora Revista Correr: Conte-nos um pouco de sua história. Kerllen Bittencourt Rego: Nasci em Goiânia (GO), sou casada e tenho dois filhos. Sou formada em Marketing e uma apaixonada por esportes, como vocês vão perceber. Em 2001, fui morar em Londres, na Inglaterra, para fazer faculdade de Marketing. Por lá fiquei por três anos até me mudar para o México, lugar em que meu marido estava. Foi então que engravidei e, após 25 semanas, voltei para Londres onde resido até hoje. Você se diz uma apaixonada pelo esporte, certo? Sim, sempre tive o costume de ir ao menos quatro vezes por semana aos treinos, que tinham, em média, duas horas de duração. Acordar às 5h nunca foi uma desculpa para mim. Mesmo quando me mudei para o exterior, acordava cedo para ir a academia, trabalhava e depois seguia para a universidade. Isso tudo me mantinha feliz e confiante em minha rotina. Quais as principais mudanças ao longo do tempo? Morar fora não é fácil. Quando engravidei, não tinha ajudante e nem família por perto e mesmo assim tentei me readaptar, afinal, acumulava diversas mudanças em um curto espaço de tempo. Eu não queria parar com os treinos, então, 24

Conheça a história de Kerllen Bittencourt Rego, a mãe que corre e dá exemplo por onde passa Por André Ricci decidi caminhar e a manter uma dieta saudável na gravidez. Quais os maiores desafios? Eu me senti completamente sozinha logo quando minha primeira filha nasceu. Estava em um país diferente, sem amigos, família, meu marido viajava muito e tinha um bebê em meus braços. Lembro que não houve aquela festa no hospital, para se ter uma ideia, nem a lembrancinha eu tinha para quem dar (as tenho até hoje). Na época, eu não queria expressar o quanto eu estava assustada e com medo de estragar tudo. Comecei a sentir uma tristeza, perdi muito peso e logo percebi que poderia ser o início de uma depressão. Me sentia presa pois não conseguia ao menos ir para a academia. E como conseguiu superar os obstáculos? Felizmente, um dia, olhando pela janela, tive uma ótima ideia: peguei o carrinho com o bebê e sai caminhando. Isso me trouxe um pouco de liberdade, sentir o ar fresco, ver as pessoas, isso tudo me fez me sentir melhor. Depois de uma semana comecei a correr com o carrinho ao redor da vila onde moro. Era a minha hora de diversão e de desfrutar do meu bebê, fazendo o que eu realmente gosto, que é ficar em forma e me exercitar. A prática se tornou rotina?

Sim, logo me juntei a um grupo de mães e crianças pequenas. Mas, ao contrário da maioria, nunca fui para os nossos encontros dirigindo. Vou sempre correndo com o carrinho de bebê. Foi então que ficou veio o segundo filho? Exato, quando a minha filha estava com 3 anos e meio eu tive o meu segundo bebê. Contudo, com a experiência anterior, corri até o último dia de gravidez e voltei a me exercitar quando a criança tinha um mês. Qual lição tira de toda essa experiência? Isso tudo me ajudou a lidar com a ansiedade e a descobrir o meu amor pela corrida. Hoje corro em qualquer lugar e com qualquer clima, o tempo realmente não importa. O que realmente importa é o prazer que a corrida me traz. Tento olhar para o mundo de uma maneira muito diferente, sempre pelo lado positivo em qualquer situação. Qual sua sensação diante das superações? Essas nomeações significam muito pois não conto com ajuda de assessores ou agentes, foi devido à minha determinação, disciplina e motivação, pois sabemos o quão difícil é ser reconhecida em um outro país.

Revista Correr | junho e julho | 2017

Correr_10.indd 24

14/06/2017 15:51:04


VITRINE - DICAS DE COMPRAS

promoção válida até dia 20 de julho de 2017

PROMOÇÃO: JUNHO E JULHO

Unhas da Mão + Nutrição Facial + Nutrição Capilar + Escova TUDO POR R$ 109

Estética | Depilação | Nutricionista | Esmalteria Cabelo | Maquiagem | Micropigmentação e Embelezamento do Olhar SAN ANDRES SPA CENTER Agende seu horário pelo whatsapp (16) 99282-2172 Av. Maurílio Biagi 800, Lojas 3 e 4 Térreo - Complexo Empresarial Spasse - Ribeirão Preto (SP)

POLAINA DE COMPRESSÃO CEP

CALF SLEEVES 2.0 - R$ 189,99 Efeito de compressão e estabilidade ao longo de toda panturrilhas.

RELÓGIO TOMTOM

RUNNER 3 - R$ 1.599,90 Música e frequancia cardíaca no seu pulso. Com GPS, a prova d’ água e bluetooth.

STUDIO RUN STORE www.studiorunstore.com.br WhatsAPP (16) 99127-2883

APRESENTA:

DATA 08.07 às 17h LOCAL Condomínio Reserva Real Av. José Antônio Ferrarezi Jardim Helena Ribeirão Preto-SP

Corrida e Caminhada 5 km

junho e julho | 2017 | Revista Correr

Inscrições: www.revistacorrer.com.br Correr_10.indd 25

25

14/06/2017 15:51:09


PLAYLIST

ROCK ANOS 90 Por Freddy Batista - djfreddybatista@hotmail.com

Freddy Batista é colecionador de CD e vinil, DJ, entusiasta de rock´n´roll e pode ser visto com seu toca discos technics nas principais festas de Ribeirão e região.

Na Playlist desta edição, sugerimos viajar na última década do Rock. Os anos 90 iniciaram-se pela explosão do Grunge, movimento liderado pela banda Nirvana, em Seattle. Porém, em muitos lugares, surgiram outros grandes nomes que também se destacaram. Aumente o som e bons treinos. 1) Nirvana Come As You Are

11) Cypress Hill Insane In The Brain

19) The Verve Bitter Sweet Symphony

2) Ugly Kid Joe Everything About You

12) Limp Bizkit Nookie

20) Counting Crows Mr. Jones

3) Beck Loser

13) Faith No More Epic

21) Spin Doctors Two Princes

C

M

Y

CM

4) Soundgarden Outshined

14) Living Colour Cult Of Personality

22) Sublime Santeria

5) Hole Malibu

15) Stone Temple Pilots Plush

23) Every Morning Sugar Ray

6) Alice In Chains Would?

16) The Smashing Pumpkins 1979

24) Smash Mouth Walkin’ On The Sun

7) Pearl Jam Even Flow

17) The Pixies Here Comes Your Man

25) New Radicals You Get What You Give

8 ) Temple of the dog Your savior

18) Oasis Rock ‘N’ Roll Star

MY

CY

CMY

K

9) Blur Song 2 10 ) Beastie Boys Sabotage

N ir

van

a

Envie sua sugestão de músicas ou temas para o email: djfreddybatista@hotmail.com 26

Revista Correr | junho e julho | 2017

Correr_10.indd 26

14/06/2017 15:51:10


C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

junho e julho | 2017 | Revista Correr

Correr_10.indd 27

27

14/06/2017 15:51:10


28

Revista Correr | junho e julho | 2017

Correr_10.indd 28

14/06/2017 15:51:11

Revista Correr 10 - Junho e Julho 2017  

QUAL A SUA MOTIVAÇÃO? Resiliência? Força de vontade? Foco? Determinação? Fé? Em quais destes pilares você se apega quando é exigido? A perg...

Advertisement