__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 56

56

www.revistaconsulta.com.br

Longevidade

É preciso saber envelhecer bem A independência é ponto fundamental para uma velhice saudável, mas nem sempre buscamos isso em outras fases da vida

N

ós, enquanto sociedade, estamos envelhecendo. De acordo com o Censo 2010 do IBGE, 12% dos paraibanos tem mais de 60 anos de idade. Esse número tende a aumentar e isso significa que precisamos estar conscientes de como queremos viver a velhice. Revista Consulta FEV/2020

“A maioria dos idosos tem sua qualidade de envelhecimento ligada à dependência de outras pessoas para realizar atividades. Contudo, é preciso entender que os idosos que têm mais independência, que são mais autônomos, experienciam uma velhice diferente”, explica o geriatra Jamerson de Carvalho (CRM-PB 9410). Envelhecer de forma saudável significa ser ativo. Pensar a saúde a longo prazo consiste em muito mais do que apenas dar ênfase em procurar doenças

– é preocupar-se com um estilo de vida. Esse é o papel do geriatra, um médico que leva em perspectiva tudo, inclusive o contexto do paciente. “Nós nos preocupamos com o contexto familiar do idoso, suporte social e familiar, vida afetiva, riscos aos quais os idosos estão expostos como violência familiar, financeira, inclusão e vulnerabilidade digital”, afirma Dr. Jamerson Carvalho. A visita ao geriatra leva a uma avaliação que checa as esferas biológica, funcional e cognitivo-comportamental. A visita ao médico com essa especialidade deve ser feita a partir dos 60 anos. Contudo, o geriatra tem como formação básica a clínica médica, então está apto a atender todas as idades. Embora a visita geralmente aconteça a partir do que chamamos de ‘terceira idade’, é preciso se preocupar muito antes em como será sua velhice. Ter foco na prevenção da autonomia, na vida ativa e por último na dieta, ou seja, é necessário ter um estilo de vida saudável desde cedo para alcançar uma velhice saudável. “Aos 20 anos, deve ser dado ênfase ao comportamento. A partir dos 40, ao aparato de exames de prevenção. Já aos 60, existe um espaço que é reaberto com a aposentadoria em que se deve pensar na promoção da saúde”, explica Dr. Jamerson Carvalho. De acordo com Dr. Jamerson, as medidas preventivas para o envelhecimento saudável que devem ser tomadas pelos idosos são relacionadas ao cuidado dos cânceres mais comuns: na mulher, de mama e colo de útero e no homem, de próstata. Também são necessários cuidados com algumas doenças metabólicas mais prevalentes no envelhecimento como hipotireoidismo, distúrbio da tireoide e osteoporose, esta última mais prevalente em mulheres. Além disso, é necessário controlar doenças preexistentes como hipertensão, diabetes e alterações no colesterol. O geriatra soma ao ver todas as coisas de maneira integrada. Entrar em uma idade avançada significa ter que lidar com mais doenças. Contudo, adoecer não significa ter morbidade. Isso mostra que a enfermidade não precisa ser ligada às consequências da doença na vida das pessoas. Enfermidades bem controladas não impedem a pessoa de viver independente e com uma menor quantidade de sequelas.

Profile for Revista Consulta TV

Revista Consulta - 1ª Edição  

A primeira edição da Revista Consulta destaca o trabalho de um grupo de nove mastologistas, que formam o Centro Especializado em Mastologia,...

Revista Consulta - 1ª Edição  

A primeira edição da Revista Consulta destaca o trabalho de um grupo de nove mastologistas, que formam o Centro Especializado em Mastologia,...

Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded