Page 1

Construsul A PUBLICAÇÃO OFICIAL DA REGIÃO SUL

ANO XIII | JULHO E AGOSTO | 2019

80

ESPECIAL

DETERMINAÇÃO PARA BONS RESULTADOS APESAR DAS PROJEÇÕES CAUTELOSAS, INDICADORES SINALIZAM ESTABILIDADE E AUMENTO DO OTIMISMO PARA O PRÓXIMO SEMESTRE NO MERCADO DA CONSTRUÇÃO. ATUALIDADES

A 22ª Construsul abre suas portas no Centro de Eventos da Fiergs, em Porto Alegre, RS, reunindo profissionais do setor e cumprindo seu papel de alavancar negócios, promover atualização profissional e conhecimento. TECNOLOGIA

Crescente no Brasil, a metodologia de modelagem BIM simplifica gerenciamento de projetos, integra equipes, permitindo processos mais ágeis, confiáveis e uma obra com mais qualidade, controle e economia.

O G O S L Á TOREO T A POSI AÇÃ L C Z O EX ALI USU E ÇÃ EM DE LOCNSTR I ED ISTAGAPA D22ª CO L

M

DA


O LUGAR IDEAL PARA

CONSTRUIR NEGÓCIOS

/construsul

/feiraconstrusul


28 a 31 JULHO

2020

FIERGS PORTO ALEGRE - RS

Terça a Sexta: 13h às 20h


EDITORIAL

Por Wilson Richter Diretor Sul Eventos

INVESTINDO PARA O CRESCIMENTO DO SETOR Um ano com resultados melhores comparados aos anteriores é a indicação para o ciclo que se abre. Manter o desenvolvimento com crescimento realista é a aposta da cadeia da construção civil para 2019. Com muito otimismo chegamos à 22ª Feira Construsul. O evento cria o ambiente de negócios ideal para promover o encontro entre indústria e compradores, apresentando tendências, lançamentos e fortalecendo atualização profissional e network. Segundo estudo da Abramat, o cenário é de crescimento no ano. O resultado no acumulado dos meses de 2019, comparado ao igual período de 2018, a indústria de materiais de construção apresenta variação positiva de 2,4%, enquanto o resultado acumulado dos últimos 12 meses aponta alta de 1,8%. Alinhada com a proposta de sinalizar o desenvolvimento do setor, publicamos a edição 80 da Revista Construsul. Em matéria de capa, apresentamos a conjuntura da atividade econômica do setor de construção civil do País e o tom não de cautela, porém, de otimismo das entidades indicam boas perspectivas para o segundo semestre.Tradicionalmente, a edição de julho/agosto também veicula como Catálogo Oficial da Feira Construsul, sendo distribuída gratuitamente aos visitantes do evento. Mais uma prova do nosso interesse e comprometimento com este importante mercado. Apresentamos também matéria sobre tecnologia BIM, é uma metodologia crescente no Brasil. O recurso altera o fluxo de trabalho, simplifica o gerenciamento de projetos e reduz a probabilidade de erro já na fase inicial. Outro conteúdo que vale leitura é sobre mercado de tintas, vernizes, acessórios para pintura e equipamentos. Para crescimento, as indústrias apostam em pesquisa, desenvolvimento de produtos inovadores e proximidade com o cliente. Registramos nosso especial agradecimento a toda equipe de colaboradores da Sul Eventos, todos os apoiadores, expositores, anunciantes, entidades e público em geral. Boas-vindas aos visitantes e ótimos negócios a todos.

10

REVISTA CONSTRUSUL JULHO/AGOSTO 2019


MOVIMENTO

JULHO/AGOSTO 2019

24

ATUALIDADES

ÍNDICE ÍNDICE

REVISTA CONSTRUSUL

Foto: divulgação Construsul

12

18

A linha de Ferramentas com Bateria Intercambiável é uma das novidades que a Vonder apresenta ao público na Construsul 2019. São mais de 20 itens, que compartilham a mesma bateria de íons de lítio com todos os produtos dessa família, ou seja, alta tecnologia a favor do trabalho profissional, com muito mais funcionalidade, economia, praticidade além do alto desempenho.

Foto: Clóvis de Souza Prates

36

Foto: divulgação Vonder

Foto: Shutterstock

14

Segundo informações da Associação Brasileira dos Comerciantes de Materiais de Construção, na Pesquisa Anual de Comércio, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o comércio varejista de material de construção obteve uma mudança relevante de posição no ranking, passando da décima para a sexta posição no período. Para a economia brasileira, o varejo representa 45,5% da receita operacional líquida.

Construtoras, lojistas de material de construção, profissionais do setor de construção civil e arquitetura já confirmaram presença na 22ª Construsul – Feira Internacional da Construção, que vai se realizar de 30 de julho a 02 de agosto, no Centro de Eventos da Fiergs, em Porto Alegre, RS. Atendendo a solicitações, a Feira Construsul passa a ser realizada em dias e horários diferenciados. De terça a sexta-feira, das 13h às 20h.

Apesar das projeções cautelosas, indicadores sinalizam estabilidade e aumento do otimismo para o próximo semestre no mercado da construção. Segundo relatório da Sondagem da Indústria da Construção de maio, a indústria da construção permanece com níveis baixos de produção, mas há uma leve sinalização de melhora por parte de alguns indicadores de produção e expectativas. O índice de Confiança do Empresário da Construção (ICEI-Construção) inverteu sua trajetória de queda e aumentou 1,2 ponto de maio para junho, registrando 57 pontos, indicativo de otimismo.


EXPEDIENTE

Foto: Shutterstock

Fotos: Shutterstock

A REVISTA CONSTRUSUL É UMA PUBLICAÇÃO DA SUL EVENTOS DIREÇÃO

Wilson Richter Ricardo Richter

52

TECNOLOGIA

TECNOLOGIA

42

O mercado de tintas, vernizes e acessórios busca adaptar-­ se ao cenário econômico atual. Segundo a Associação Brasileira dos Fabricantes de Tintas (Abrafati), em 2018 a produção foi de 1,548 bilhão de litros. Um aumento de 0,85% em relação a 2017. Em 2019, a projeção de crescimento é de 1 a 1,5%.

GERÊNCIA DE COMUNICAÇÃO E MARKETING E EDITORA RESPONSÁVEL

O Building Information Modeling – Modelagem de Informações da Construção (BIM) altera o fluxo de trabalho, simplifica o gerenciamento de projetos e reduz a probabilidade de erro já na fase inicial do projeto. Além disso, permite o uso de ferramentas de precisão e possibilita a verificar as características térmicas, acústicas e os custos dos materiais.

Daniela Manfron (MTB/RS 8.889) ASSISTENTE DE JORNALISMO

Aniele Cerutti DEPARTAMENTO COMERCIAL

Regina Manfron Silveira Brasil Eventos PARA ANUNCIAR

comercialrevista@suleventos.com.br FECHAMENTO DESSA EDIÇÃO

01/07/2019 CORRESPONDÊNCIA

Foto: SESI-RS

Foto: divulgação Construsul

Sul Eventos Rua Miguel Tostes, 823, Bairro Rio Branco, Porto Alegre, RS, CEP 90430-061 Fone: 55 51 3225.0011 www.suleventos.com.br

As opiniões, entrevistas, artigos e colunas assinadas são de inteira responsabilidade de seus autores. PROJETO GRÁFICO E DIAGRAMAÇÃO

82 ARTIGO

LISTAGEM DE EXPOSITORES

58

Relação completa de todos os expositores participantes da 22ª Construsul – Feira Internacional da Construção. No guia que apresenta, em ordem alfabética de acordo com o nome fantasia, a listagem de produtos de cada empresa, além dos contatos para fechamento de negócios e endereço de visitação do site das mesmas.

O engenheiro de Segurança no Trabalho do SESI-RS, Márcio Aurélio de Carvalho Lopes divaga sobre a importância da segurança do trabalho na construção civil e como garantir um trabalho seguro e sadio prevenindo acidentes. Segundo ele, o setor da construção civil está entre os que mais demandam atenção em Segurança no Trabalho.

Pubblicato Editora Ltda. andrea@pubblicato.com.br Fone: 55 51 3013.1330 Diagramação e produção: Vitor Mesquita e Andrea Costa FOTO DE CAPA

Shutterstock IMPRESSÃO

Gráfica Odisséia PARTICIPE DA PRÓXIMA EDIÇÃO

Para participar da próxima edição da Revista Construsul com sugestões, dúvidas e críticas mande seu email para: jornalismo@suleventos.com.br REVISTA CONSTRUSUL JULHO/AGOSTO 2019

13


MOVIMENTO

Segundo informações da Agência Brasil, a Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF) teve alta de 1,3% em maio, em relação a abril, na série com ajuste sazonal. Os dados foram divulgados no dia 04 de julho, pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), e mostram o quanto as empresas investiram e aumentaram seus bens de capital. O indicador do Ipea é um dos componentes do Produto Interno Bruto (PIB, soma de todos os bens e serviços produzidos no país) pelo lado da demanda e, de acordo com o instituto, seu crescimento sinaliza um aumento da capacidade produtiva das empresas, refletindo a melhora da confiança dos empresários nos negócios. Os investimentos aceleraram também no acumulado em 12 meses, passando de 2,7% em abril para 4,2% em maio. Em 2019, o indicador cresceu 3%. Quando comparado com o mês de maio do ano passado, o indicador registrou crescimento de 13,9%, influenciado, parcialmente, pelos efeitos da greve dos caminhoneiros em 2018, que geraram uma base de comparação menor. O indicador computa investimentos em

máquinas e equipamentos, construção civil e outros ativos fixos (como pesquisa e desenvolvimento, propriedade intelectual, lavouras permanentes e gado de reprodução). Apenas a construção civil apresentou desempenho negativo em maio, com queda de 0,8% em relação a abril. O consumo aparente de máquinas e equipamentos (Came) cresceu 3,9% em maio deste ano. Entre os componentes do Came, o destaque vai para a importação de bens de capital, que avançou 16,1% (compensando a queda de 11,6% em abril). A produção nacional avançou 2%. O componente de outros ativos fixos teve alta de 0,6% no período, contribuindo para o resultado positivo dos investimentos, segundo o Ipea. Na comparação com maio de 2018, os três itens da FBCF tiveram bom desempenho, influenciados, em parte, pelos efeitos negativos da greve dos caminhoneiros, ocorrida em maio do ano passado. O principal destaque foi o Came, que avançou 23,7% em relação a maio de 2018. O componente da construção, por sua vez, registrou alta interanual de 8,7% e os outros ativos fixos cresceram 6,4% em relação ao mês de maio de 2018.

Demanda por serviços de infraestrutura deve crescer O Boletim de Mercado da Associação Brasileira de Tecnologia para Construção e Mineração (Sobratema) informa que a demanda por serviços voltados à infraestrutura deve obter um crescimento ainda neste ano. O consumo de energia elétrica deve subir mais de 5%, o de serviços de transporte, 1,2%, e o de serviços de telecomunicações, 1,4%. O documento mostra que essa expansão não será suficiente para o setor voltar aos níveis de operação

14

REVISTA CONSTRUSUL JULHO/AGOSTO 2019

iguais aos de 2014, quando obteve-se recorde nessa atividade. O boletim também apresenta informações da indústria de máquinas e equipamentos, cuja expectativa é a continuidade de sua recuperação tanto em termos de produção quanto de comercialização. No caso do emprego a estimativa também é de uma retomada. No acumulado do primeiro trimestre de 2019, cresceu 10,3%.

Foto: Shutterstock

Indicador de investimentos cresce 1,3% em maio


MOVIMENTO

Varejo de material de construção é o sexto mais importante da receita operacional Segundo informações da Associação Brasileira dos Comerciantes de Materiais de Construção, na Pesquisa Anual de Comércio, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apenas o comércio varejista de material de construção obteve uma mudança relevante de posição no ranking, passando da décima para a sexta posição no período. Essa atividade registrou uma taxa de margem de 54,0% em 2017, tendo aumentado 17,7 p.p. em relação ao ano de 2008, a maior variação entre as atividades do comércio. Para a economia brasileira, o varejo representa 45,5% da receita operacional líquida

e agora passou a ser o segmento mais representativo na atividade comercial brasileira em 2017 com relação a 2008, quando o atacado era o segmento mais forte. O varejo respondeu por 45,5% da receita operacional líquida de R$ 3,4 trilhões do comércio nacional em 2017, contra 44,6% do setor atacadista e 9,9% do comércio de veículos, peças e motocicletas. Segundo o técnico da Coordenação de Comércio e Serviços do IBGE, Jordano Rocha, o aumento da participação do varejo ocorreu devido à diminuição da participação do segmento de veículos, peças e motocicletas.

Analisando os últimos dez anos, observa-se que o comércio varejista subiu de uma participação na receita operacional líquida de 39,6% em 2008 para 45,5% em 2017, enquanto o comércio de veículos caiu de 16% para 9,9%. Para o presidente da Anamaco, Cláudio Conz, há coerência na pesquisa do IBGE já que o setor cresceu 6,5% em 2018 e a expectativa em 2019 é um crescimento de 8,5% comparado com o ano anterior. “Porém os números mensais já apontam um acumulado de 3,5% até Maio”, explica Conz, ressaltando que a retomada da economia e crescimento de investimentos não é o princípio motor do varejo: “O que nos move é a renda”.

Foto: Shutterstock

Novo eSocial deve ser lançado até setembro O governo deve lançar até o mês de setembro um novo eSocial – mais simplificado – para empresas e empregadores domésticos. Segundo informações da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), empresários criticaram o e-Social devido à burocracia. A promessa do novo formato foi feita depois de o relator da medida provisória da liberdade econômica, deputado Jerônimo Georgen (PP-RS) cogitar

16

REVISTA CONSTRUSUL JULHO/AGOSTO 2019

incluir em seu relatório a extinção do programa. O eSocial é uma ferramenta que reúne os dados trabalhistas, fiscais e previdenciários das empresas em uma só plataforma. Ele substitui o preenchimento e a entrega de formulários e declarações que até então eram enviados a órgãos diferentes como a Previdência, o Ministério do Trabalho e a Receita Fe-

deral. A forma como esse ponto entrará no relatório está em negociação entre o parlamentar e o governo, que apoia mudanças no programa, mas não gostaria que ele fosse totalmente extinto. Segundo o diretor de Desburocratização do Ministério da Economia, Geanluca Lorezon, a ideia é lançar um novo eSocial, mais simples e com menos obrigações, até 15 de setembro.


EMPRESAS E PRODUTOS

ALLKAZ EQUIPAMENTOS APRESENTA A PROFIT Empresa catarinense especializada em soluções para ensacamento, a Allkaz Equipamentos apresenta seu mais recente lançamento, a Profit, uma solução para ensacamento. A Profit possui sistema temporizador, que possibilita pré-determinar em quantos segundos a embalagem deve estar disponível abaixo do funil que despeja o produto. A tecnologia permite calcular a produtividade exata pelo tempo de trabalho no equipamento. Traduzindo em números, significa até 3,2 mil sacos de 20kg de areia por dia.

Foto: divulgação

“A máquina está programada para que não haja ociosidade entre um recipiente e outro. Resultado: o operador consegue produzir muito mais em menos tempo”, explica o diretor da empresa, Valter Biason. Além disso, a Profit possui um dispositivo de freio motor, o que aumenta a precisão na pesagem das embalagens A máquina é ideal para ensacamento de quatro a 60 quilos e sua capacidade de 900 litros pode ser ampliada para até 1900 mil litros com o prolongador de silo. Outro acessório oferecido pela fabricante é a seladora a pedal para vedação de embalagens e há ainda a possibilidade de acoplar balança digital.

ÂNCORA DESENVOLVE SOLUÇÕES SOB MEDIDA PARA PROJETOS ESPECIAIS Foto: divulgação

A Âncora é fabricante de sistemas de fixação para construção civil no Brasil. Com produtos certificados, a empresa atua há três décadas no mercado e já participou da construção de portos, aeroportos, estádios, centros tecnológicos, entre outras. O time Âncora desenvolve soluções sob medida para projetos especiais. É o caso do setor de energias renováveis, com produtos adaptados para construção de parques eólicos, sistemas de transmissão e de placas de captação de energia solar. Toda sua linha de ancoragem química possui certificações ETA (European Technical Assessment), como o QEP585 (Epóxi), QEP 400 (Epóxi), QPO300 (Poliéster) e AQI380PRO (Metacrilato). Chumbadores pré-concretados são outro destaque do portfólio. A Âncora garante a qualidade constante de seus produtos e a assertividade das consultorias e projetos. Toda essa excelência transformou a empresa em referência, sendo parte inclusive de grupos de normatização para produtos de fixação no país, coordenados pela Associação Brasileira de Engenharia e Consultoria Estrutural (ABECE).

18

REVISTA CONSTRUSUL JULHO/AGOSTO 2019


Viva o Progresso.

O novo guindaste de Torre Flat-Top 85 EC-B 5 b da Liebherr Fabricado no Brasil Até 46m de altura de gancho sem ancoragem Mecanismo de elevação de 22kW com inversor de frequência Segmentos de torre de 1,2m x 1,2m para transporte otimizado

www.liebherr.com.br info.lbr@liebherr.com www.facebook.com/LiebherrConstruction


LANÇA SUPER COLA MP93

EINHELL BRASIL APRESENTA A LINHA POWER X-CHANGE

A Super Cola MP93, lançamento da Mundial Prime, é um adesivo de cianoacrilato com elevada resistência e secagem rápida. É recomendada por ser um adesivo multiuso de alta performance, podendo ser aplicada em metais, cerâmicas, couros, madeiras, porcelanas, vidros e alguns tipos de plásticos e borrachas, ou seja, ela é ideal tanto para materiais porosos quanto não porosos.

Foto: divulgação

EMPRESAS E PRODUTOS

MUNDIAL PRIME

A Super Cola MP93, também conhecida como cola instantânea, está disponível nas embalagens de 20g e 100g. Ela não adere polietileno, polipropileno, polímeros fluorados, resinas antiaderentes, superfícies siliconadas. E não é recomendada para tecidos e EPS (isopor).Para maior durabilidade do produto, é recomendável que o seu armazenamento seja feito em locais bem ventilados (5 a 25ºC). Com mais de uma década de mercado, os produtos da Mundial Prime estão presentes em redes de materiais de construção, centros de bricolagem, distribuidores de ferragens e produtos automotivos, indústrias, supermercados, lojas de pintura, autopeças e peças de motocicletas e redes de postos de combustíveis.

Foto: divulgação

A Einhell Brasil apresenta sua linha Power X-Change. A linha é um portfólio completo à bateria, comum a das ferramentas. Com produtos desenvolvidos na Alemanha e distribuídos por todo o mundo, a marca traz opções para construção, jardinagem, automotiva. Um dos diferenciais da linha profissional à bateria são as diversas ferramentas com o novo motor brushless, que sem o uso de escovas de carvão proporciona maior potência, rendimento de bateria e consequentemente vida útil, sem necessidade de manutenção periódica.

20

REVISTA CONSTRUSUL JULHO/AGOSTO 2019

Outro detalhe de peso na linha Power X-Change são as baterias com tecnologia de íons de lítio. Com opções que variam entre 2Ah a 5Ah (amperes), essa nova linha traz formato compacto e leve, melhorando a performance das ferramentas. Elas não possuem efeito memória ouautodescarga, o que significa o dobro de vida útil frente às concorrentes no mercado. É possível adquirir o kit completo com a bateria e carregador ou apenas a ferramenta (sem a bateria). Uma facilidade que chega a representar até 60% de economia. Furadeiras, parafusadeiras, chaves de impacto, marteletes, serras, esmerilhadeiras, lixadeiras, politrizes, lanternas, sopradores de folha, aspiradores de pó, cortadores e aparadores de grama, motosserras, roçadeiras.


ESTANDE COM 135 M²

ATLAS

NA

02 ÁREAS DE DEMONSTRAÇÃO DE PRODUTOS

MAIS DE 100 NOVIDADES

VENHA CONHECER NOSSOS LANÇAMENTOS

457

ESTANDE

Terça a sexta: 13h às 20h

SIGA ATLAS NAS REDES SOCIAIS

pinceisatlasoficial

02

PAVILHÃO


EMPRESAS E PRODUTOS

Foto: divulgação

PLANEFIBRA LANÇA TELHAS INÉDITAS A Planefibra lançou um sistema inédito de cobertura, que oferece iluminação natural com isolamento térmico entre os ambientes externo e interno. As telhas Termoplan proporcionam benefícios exclusivos para construções comerciais e industriais, como difusão de luz natural, controle de temperatura, proteção contra raio UV, eficiência energética, sustentabilidade, versatilidade, minimização da condensação e menor índice de ruídos. O projeto inovador possui um bolsão de ar nas telhas, que asseguram isolamento térmico entre os ambientes externo e interno. O sistema de montagem, com dupla camada de filme poliéster, garante maior segurança e estanqueidade. O produto possui ainda 32% de fibra de vidro em sua composição, que o torna 28% mais resistente que as demais telhas do mercado nacional. As telhas Termoplan também possuem princípios de sustentabili-

dade. Como oferece ótimo aproveitamento de luz natural, permite substituir ou complementar sistemas elétricos de luminárias. O produto é construído para ser facilmente aplicado em obras novas ou de retrofit, inclusive climatizados. O padrão das peças torna precisa, fácil e rápida a instalação das telhas.

VONDER APRESENTA NA CONSTRUSUL SUA NOVA LINHA DE FERRAMENTAS COM BATERIA INTERCAMBIÁVEL

Junto à autonomia e mobilidade, o aprimoramento da linha de ferramentas a bateria da VONDER acompanha uma tendência de consumo cada vez mais crescente no Brasil. Já tradicional em mercados mais desenvolvidos da Europa e Estados Unidos, as ferramentas a bateria são mais leves e muito mais práticas de serem manuseadas e acondicionadas. Também representam economia, pois dispensam o uso constante da energia elétrica para seu funcionamento e agregam alta tecnologia no processo de carregamento, promovendo recargas otimizadas em tempo e durabilidade e que são 100% recarregadas, para maior vida útil da bateria. E, quando se fala em bateria intercambiável, a economia é ainda maior, pois um único modelo de bateria e carregador é compatível com mais de 20 modelos de

22

REVISTA CONSTRUSUL JULHO/AGOSTO 2019

Foto: divulgação

A linha de Ferramentas com Bateria Intercambiável é uma das novidades que a Vonder apresenta ao público na Construsul 2019. São mais de 20 itens, que compartilham a mesma bateria de íons de lítio com todos os produtos dessa família, ou seja, alta tecnologia a favor do trabalho profissional, com muito mais funcionalidade, economia, praticidade, além, claro, do alto desempenho, características presentes em todo mix de produtos da Vonder.

outros produtos que compõem a linha intercambiável da Vonder. Compõem a linha modelo de Parafusadeira com impacto, Parafusadeira/furadeira com e sem impacto, Chave de impacto, Esmerilhadeira, Politriz roto-orbital, Lixadeira multifunção, Lixadeira de cinta, Lixadeira roto-orbital e Lixadeira delta. Também dois modelos de Marteletes Perfuradores e Rompedores, além da Serra Sabre e Serra Tico-Tico. Na linha de jardinagem, o Aparador de Grama e Soprador/Aspirador, além do Aspirador de pó e três modelos de Lanternas de LED. Complementam a linha dois modelos de bateria de alta eficiência.


ATUALIDADES

22ª CONSTRUSUL

TRADUZINDO O OTIMISMO DO SETOR Foto: divulgação Construsul

mento nacional pela sua qualidade e geração de negócios, e estar nesta vitrine abre a possibilidade de visibilidade no mercado e fechamento de novos negócios. Participar da feira significa estar em um ambiente otimista, com os pés no chão, e olhando para um futuro próspero”, complementa Richter. Expositores também demonstram confiança sobre a oportunidade de estreitar relacionamento com clientes, parceiros e o mercado durante a 22ª Construsul.A Vonder, por exemplo, aposta em mais um ano de muito trabalho e superação. “A Construsul acontece num momento especial, fase em que acompanhamos as projeções otimistas que sinalizam a retomada da cadeia construtiva no Brasil, principalmente a partir do segundo semestre”, ressalta o diretor comercial do Grupo OVD/Vonder, Valter Lima Santos. Ele destaca também a contribuição do evento para impulsionar a apresentação de novidades, tendências ao mercado, novas opções, ideias e tecnologia.

Construtoras, lojistas de material de construção, profissionais do setor de construção civil e arquitetura já confirmaram presença na 22ª Construsul – Feira Internacional da Construção, que vai se realizar de 30 de julho a 02 de agosto, no Centro de Eventos da Fiergs, em Porto Alegre, RS. Atendendo a solicitações, a Feira Construsul passa a ser realizada em dias e horários diferenciados. De terça a sexta-feira, das 13h às 20h. Compõem o mix da feira segmentos como: argamassas, aditivos, selantes, impermeabilizantes; Iluminação e elétrica; fechaduras, ferragens; churrasqueiras e lareiras; revestimentos, tintas, vernizes e acessórios; portas, janelas e complementos; produtos para cozinhas e banheiros; sistemas construtivos; ferramentas manuais e elétricas; máquinas e equipamentos para construção. Para a promotora da Construsul, a Sul Eventos Feiras Profissionais, o otimismo do setor é perceptível. “A feira Construsul vive uma condição totalmente diversa da economia, nossos espaços foram todos comercializados, nossos expositores estão otimistas e apostando na volta do crescimento do setor de construção civil”, avalia o diretor da promotora, Paulo Richter. A expectativa para este ano é receber mais de 40 mil visitantes qualificados. “Será a 22ª edição da Construsul, um evento que tem reconheci-

24

REVISTA CONSTRUSUL JULHO/AGOSTO 2019

Além de lançamentos, inovação e tecnologia do setor, a Construsul recebe a chancela institucional de mais de 40 entidades representativas, regionais e nacionais. Com as parcerias são desenvolvidas plataformas de conhecimento e atualização em eventos paralelos como seminários, palestras, congressos e cursos (confira agenda completa na página 35).

ANOTE NA AGENDA:

Data: de 30 de julho a 02 de agosto de 2019 Horário: de terça a sexta-feira, das 13h às 20h Local: Fiergs – Av. Assis Brasil, 8787 Porto Alegre/RS Entrada gratuita para profissionais do setor. Proibida entrada de menores de 14 anos, mesmo que acompanhados.


GEORGES BLUM PRESIDENTE-EXECUTIVO DA ABILUMI

Foto: divulgação

Foto: divulgação

PEDRO BUZATTO COSTA PRESIDENTE DO CONSELHO DELIBERATIVO ABNT

A realização de uma feira do porte da Construsul é importante para estimular os negócios na região e demonstra o excelente potencial do setor no Sul do país. Além disso, há o aspecto do aprendizado e da troca de experiências entre os visitantes nos eventos paralelos. Para a Abilumi, ser apoiadora institucional é garantia de contato com um público qualificado e sempre interessado em novos produtos, tecnologias e soluções em iluminação, um incentivo a mais para as empresas associadas participantes.”

Foto: divulgação

ATUALIDADES

Parabéns, Construsul! A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) congratula-se com a Sul Eventos Feiras Profissionais, pela belíssima trajetória da Construsul, que chega este ano à sua 22ª edição. A iniciativa de reunir toda a cadeia produtiva e envolver os setores de construção, acabamentos e infraestrutura, transforma a feira em uma das mais importantes vitrines de qualidade e inovação do nosso país. É com grande satisfação que a ABNT oferece apoio à Construsul 2019 e deseja que alcance muito sucesso.”

Em tempos de problemas econômicos no Brasil, quem possui ‘um grande networking’ como aliado não sofre tanto as consequências desta realidade. A realização da Construsul vem para estreitar negociações comerciais, agregar conhecimento e trazer atualização profissional. Acreditamos que através desta troca de informações e experiências cada empresa tem a oportunidade de reduzir custos, formar parcerias, qualificar profissionais e alcançar os seus objetivos.”

ITAMAR MAINO PRESIDENTE DA ACOMAC CAXIAS DO SUL REVISTA CONSTRUSUL JULHO/AGOSTO 2019

25


Foto: divulgação

ATUALIDADES

A Construsul tem recebido o apoio da Associação Brasileira de Proteção Passiva Contra Incêndio, por entenderem que as medidas de Proteção Passiva são essenciais às edificações modernas e existentes, e que as mesmas compõem uma parte da Segurança Contra Incêndios, os nossos objetivos são claros quando estimulamos as melhores práticas de mercado, fornecemos diretrizes para o correto emprego de sistemas e quando disseminamos conhecimento a instituições de ensino, projetistas, arquitetos, engenheiros e órgãos fiscalizadores e reguladores do mercado. Como consequência dos objetivos expostos acima, temos como prioridade: a preservação de vidas, meio-ambiente e patrimônios, respectivamente, através do correto emprego da proteção passiva contra incêndios. As medidas de Proteção Passiva Contra Incêndio atingem seus objetivos ao elevar o tempo de resistência ao fogo de estruturas, reduzir a propagação de chamas e emissão de fumaça nos materiais de acabamento e revestimento, promover a compartimentação vertical e horizontal, confinando o fogo em um determinado ambiente, limitar os riscos das chamas, da fumaça e dos gases quentes, bem como limitar a radiação térmica de um incêndio. Tudo isso seria em vão, se não fossem as iniciativas de mídias, grandes eventos e iniciativas privadas que conseguem levar o complexo mundo da segurança, aos usuários, projetistas, arquitetos e engenheiros que empregam técnicas, melhores práticas e evolução, baseados em encontros como a Construsul. Por fim, como profissional do setor e adepto de inovações e da coisa bem-feitas, convido você profissional do meio, a participar e se empenhar em aprender uma coisa nova por dia. Tenho a certeza de que Construsul será uma ótima oportunidade para isso, basta você querer.”

ROGÉRIO LIN DIRETOR PRESIDENTE DA ABPP

A Acomac Porto Alegre entende que a Construsul e muito importante para nosso setor, pois traz muitas indústrias e novidades para todos os lojistas de nosso setor e sempre lembrando que nos proporcionando grandes negócios e desenvolvimento para todos e sempre possibilitam grande experiência entre nos clientes sendo que a Construsul tem grande relevância para todo setor entre indústria e lojista com muito conhecimento para todos.”

26

REVISTA CONSTRUSUL JULHO/AGOSTO 2019

Foto: divulgação

PAULO GONZAGA PRESIDENTE DA ACOMAC PORTO ALEGRE


Foto: divulgação

ATUALIDADES

A Construsul é uma importante feira de negócios e apresentação de conteúdo inovador. Em especial no setor da Construção Civil, a forma dos profissionais se atualizarem em relação à P&D (Pesquisa e Desenvolvimento) é quando novos produtos e serviços são apresentados ao mercado. Também vale destacar que uma atividade que cresce em importância na Construsul é a discussão e conhecimento, e a Asbea-RS se orgulha de contribuir ativamente. Em 2019 a Asbea-RS vai apresentar palestras técnicas com conteúdo exclusivo para os visitantes. Trazer aos profissionais e ao mercado este conteúdo é importante para a Asbea-RS e a Construsul é uma parte essencial neste processo.”

VICENTE BRANDÃO PRESIDENTE DA ASBEA-RS

Foto: divulgação

Sabemos que existe uma urgência nas ações que devem ser empreendidas para o avanço da construção civil brasileira. Antecipar tendências, compartilhar conhecimento e promover debates são compromissos da Construsul. Para nós, da Associação Nacional da Indústria Cerâmica, é uma grande satisfação apoiarmos, mais uma vez, a realização deste evento. Torcemos para que os participantes consigam aproveitar esta oportunidade de realizar excelentes negócios e ajudar a construir novas soluções para o nosso mercado.”

NATEL MORAES PRESIDENTE DA ANICER

REVISTA CONSTRUSUL JULHO/AGOSTO 2019

27


ATUALIDADES

Foto: divulgação

Foto: divulgação

A Ares continua participando da Construsul que está diretamente ligada ao mercado da construção e máquinas, porém, sempre primando por trabalho seguro, assim como equipamentos que oferecem segurança aos trabalhadores. A feira vem abrangendo conhecimentos entre os setores e contribuindo para a volta do desenvolvimento do setor em meio a este período economicamente conturbado em que vivemos. A 22ª edição da Construsul chega a Porto Alegre sendo uma oportunidade imperdível de desenvolver novos conhecimentos na área, bem como atualizar os conhecimentos já adquiridos, através dos cursos e palestras que serão oferecidos durante o evento. Neste sentido Ares no intuito de enriquecer a feira realizada o 14° Prevesst nas dependências da feira.”

ENGENHEIRO NELSON BURILLE VICE-PRESIDENTE DA ARES

28

REVISTA CONSTRUSUL JULHO/AGOSTO 2019

O Arquiteto e Urbanista é o profissional que tem formação e competência para entender, projetar e transformar o espaço de vida das pessoas, de modo que elas possam realizar todas as suas atividades. Desde uma pequena reforma ou moradia, até o planejamento de toda a cidade, incluindo os temas do meio ambiente, da habitação social, do patrimônio ou das instalações e infraestrutura. Mas o Arquiteto e Urbanista não faz tudo isso sozinho: ele depende da interação constante tanto com o seu cliente quanto com a comunidade, assim como da colaboração de outros profissionais. A Construsul é um dos espaços mais importantes de exposição, troca de informações e experiências na área da construção civil, e que favorece a relação entre profissionais, empresas e entidades. A presença do CAU/RS na feira é uma grande oportunidade de aproximar o Conselho dos profissionais e estabelecer pontes com outras instituições, além da sociedade.”

TIAGO HOLZMANN DA SILVA PRESIDENTE DO CAU/RS


ATUALIDADES REVISTA CONSTRUSUL JULHO/AGOSTO 2019

29


ATUALIDADES Foto: divulgação

A Construsul é o evento que nós da ONG Mulher em Construção aguardamos com muita expectativa, que engloba tudo que há de mais novo na construção civil. Agradecemos mais uma vez a parceria e o incentivo da Construsul, nos apoiando na conscientização do mercado da construção civil e mostrando o poder e valor do trabalho das mulheres nesta área. Uma mulher que se redescobre na construção civil, leva consigo uma força que impacta além dela mesma, a sua família e a sociedade. Obrigada por mais esse grande incentivo!Desejamos a Construsul nossos votos de muito sucesso em 2019!”

BIA KERN PRESIDENTE DA ONG MULHER EM CONSTRUÇÃO

GLYCON GARCIA DIRETOR EXECUTIVO DO PROCOBRE

A Feira Construsul é muito importante por gerar bons negócios para a construção civil e toda a cadeia produtiva. É um evento que significa muito para o Rio Grande do Sul e a nossa entidade vê com bons olhos, já que é um referencial em inovação e tecnologia, dois atributos indispensáveis para evolução do nosso setor.”

Foto: divulgação

30

Foto: divulgação

Ao desenvolver, instalar e reparar equipamentos e edificações, a construção civil organiza o espaço territorial e urbano, gerando riquezas e empregos. O Procobre (Instituto Brasileiro do Cobre) contribuiu para esse fim ao promover o uso do cobre no setor e apoiar ações como a Construsul, que induz a segurança, a qualidade e a eficiência da mão de obra e do mercado da construção no Brasil. Parabéns por esta 22ª edição do evento e por mais de duas décadas voltadas ao desenvolvimento econômico do país!”

PEDRO REGINATO PRESIDENTE DO SINDIBRITAS E AGABRITAS REVISTA CONSTRUSUL JULHO/AGOSTO 2019


PAULO KRUSE PRESIDENTE DO SINDILOJAS PORTO ALEGRE

Foto: divulgação

Foto: divulgação

ENG. LUIS ROBERTO PONTE PRESIDENTE DA SERGS

A Construsul é grande aliada do varejo, setor que está passando por mudanças radicais e que necessita de eventos como este para levar conhecimento e capacitação ao comerciante. Além disso, a feira atua como uma vitrine para as marcas e seus projetos, atraindo pessoas de todos os lugares e fomentando novos negócios não apenas para o setor de construção, mas para todas as áreas envolvidas. Um evento de extrema importância, pois estimula o desenvolvimento e o crescimento das nossas empresas e indústrias.”

Foto: divulgação

ATUALIDADES

Construsul mostra a força da indústria da construção. A realização da 22ª Construsul será uma demonstração da vitalidade da construção civil, tão bem representada por este grande evento hoje consolidado como um dos mais relevantes do setor no País. Afinal, mesmo sofrendo os efeitos perversos decorrentes do prolongado processo recessivo que atinge a economia brasileira, a indústria da construção vem cumprindo seu papel como atividade responsável pelo atendimento das necessidades da população em termos de moradia condigna, equipamentos urbanos, infraestrutura e logística e gerando empregos e renda em larga escala. Nesta sua nova edição, a Construsul haverá de se constituir em destacado evento para a reafirmação desta importância e também como fórum de discussão de soluções que contribuam para viabilizar a retomada sustentável do crescimento do setor.”

O Sinduscon-NH cumprimenta a Sul Eventos pela realização da 22ª Construsul, desejando a todos ótimos negócios. Com apoio de várias entidades, o Sinduscon-NH realiza a sétima edição do Seminário de Inovação e Tecnologia da Construção, no primeiro dia da Feira, no auditório 202, oportunizando que os participantes possam adquirir conhecimento e atualização profissional.”

EDUARDO FRAPICCINI PRESIDENTE DO SINDUSCON-NH REVISTA CONSTRUSUL JULHO/AGOSTO 2019

31


Foto: Tiago da Rosa

ATUALIDADES

Feira agrega valor ao setor da construção. O Sindicato das Indústrias da Construção e do Mobiliário de São Leopoldo e da Região dos Vales dos Sinos, Caí e Encosta da Serra (SINDUSCOM Vales), apoiador da feira, enfatiza a importância deste espaço para o mercado. A inovação, somada a tecnologia, desencadeia o aprimoramento e incentiva os profissionais a aderirem as novas tendências. Este mote vem ao encontro do atual momento da entidade, que tem ampliado a sua interação com as empresas, gestores e o mercado. A qualificação está no topo das prioridades e a feira, com propriedade, interage conhecimento e tendências de mercado. O evento irá despertar o interesse e aproximar os diferentes públicos, promovendo o desejado desenvolvimento do setor.”

O Sindividros-RS está otimista com a participação na Construsul 2019. Na edição anterior, nossa primeira experiência, registramos um número de visitas e interações em nosso estande superior às expectativas. Para esse ano, temos o estande totalmente renovado, privilegiando a exposição de produtos diferenciados de nossos associados e dos segmentos representados – vidros, espelhos, cerâmica de louça, porcelana, lentes e instrumentos de medição. Caprichamos no visual para elevar o nível de satisfação dos visitantes e contribuir com o sucesso da feira!”

RAFAEL GUSTAVO ARAÚJO RIBEIRO PRESIDENTE DO SINDIVIDROS-RS

No momento em que a esperança das forças produtivas do país se renovam, na expectativa da retomada da economia, a Construsul cumpre um papel importante nesse sentido. Como evento consolidado, em sua 22ª edição, a feira apresenta aos diversos segmentos que formam a construção civil, o que há de mais atualizado em tecnologia, inovações, equipamentos e serviços, num excepcional ambiente de negócios, de troca de ideias e conhecimentos.”

Foto: divulgação

32

Foto: divulgação

ENGENHEIRO ROBERTO LUÍS POTRICK PRESIDENTE DO SINDUSCOM VALES

OLIVER CHIES VIEZZER PRESIDENTE DO SINDUSCON CAXIAS REVISTA CONSTRUSUL JULHO/AGOSTO 2019


Foto: divulgação Foto: divulgação

ATUALIDADES

A Construsul é conhecida no segmento da construção civil como um dos maiores eventos do setor, no Brasil. Presença obrigatória para todos os que desejam entrar em contato com o que há de mais moderno em engenharia e inovações tecnológicas, além da possibilidade de geração de negócios. Os eventos paralelos à exposição, como palestras técnicas e seminários são outro destaque da Construsul, com a presença maciça dos profissionais da área. As mais de trezentas empresas expositoras, abrangendo os mais diversos setores, são visitadas por lojistas, construtoras, incorporadoras, engenheiros, arquitetos, decoradores, entre outros, fornecendo um painel completo do que há de mais inovador em nosso setor. Evento obrigatório a todos os que queiram estar atualizados com os novos rumos da construção civil.”

JOÃO LUIZ BROCH PRESIDENTE DO SINDUSCON PARANÁ OESTE

A Construsul é uma feira que chama atenção de todo o setor, pois é um evento focado e já consolidado com mais de duas décadas de realizações. É uma referência e se faz termômetro para fabricantes, clientes, fornecedores e startups do segmento de equipamentos para e soluções para a construção. Além de ser o evento mais importante da construção civil, a Construsul atualiza o profissional do setor com tudo o que há de mais moderno, prático e rentável. É ideal para a prospecção de negócios e a forma mais rápida e dinâmica de fazer contatos com os mais distintos fornecedores. Movimenta o mercado e impulsiona os negócios. Assim, nosso empresariado traz o que há de melhor para a nossa região.O Sinduscon/Pelotas faz questão desta parceria. Já estamos mobilizados, diretoria e associados, na composição de uma grande comitiva de empresários para a visitação à feira. Não há dúvidas de que os contatos proporcionados e a troca de informações são de extrema importância no que diz respeito à racionalização de processos, inovação e adoção de novas tecnologias que proporcionem a melhoria da qualidade e produtividade no setor, sempre buscadas através das ações do Sindicato. Desejo sucesso aos empreendedores da Construsul e reafirmo nosso compromisso, agradecendo o reconhecimento ao setor da construção civil instalado na zona sul gaúcha.”

FABRÍCIO DO AMARAL IRIBARREM PRESIDENTE DO SINDUSCON-PELOTAS REVISTA CONSTRUSUL JULHO/AGOSTO 2019

33


ATUALIDADES Foto: divulgação

Que a 22ª edição da Construsul seja um marco de superação de expectativas. Com o Brasil voltando a crescer a um ritmo sustentável, podendo a indústria investir, crescer, gerando empregos e impostos que se revertem em melhores serviços à população. Este é o ciclo de desenvolvimento aguardado por todos nós os brasileiros.”

Neste ano, a Universidade Luterana do Brasil vai para a terceira participação consecutiva na Construsul. Nossa presença em feiras como essa é fundamental para o cumprimento da missão da Universidade. É um ambiente para os estudantes de Arquitetura e Urbanismo, Engenharia Civil e Design de Interiores terem contato com as inovações do setor. Eventos como esse ainda aproximam o aluno do mercado de trabalho, já que os acadêmicos poderão ter contato com diversas empresas onde, depois da formação, poderão atuar profissionalmente.”

Foto: divulgação

LEONARDO HAERTER DOS SANTOS DIRETOR DA ULBRA CAMPUS CANOAS

34

REVISTA CONSTRUSUL JULHO/AGOSTO 2019

Foto: divulgação

AQUILES DAL MOLIN JUNIOR PRESIDENTE DO SINDUSCON-RS

Referência na área da construção civil, a Construsul é de extrema importância para o desenvolvimento dos setores de construção, acabamentos e infraestrutura. O evento é uma vitrine e representa uma grande oportunidade para a geração de negócios, para estreitar as relações entre a cadeia produtiva e para ampliar significativamente o networking entre expositores, entidades parceiras e visitantes. Para a Universidade Feevale, instituição reconhecida pela inovação e que aposta no empreendedorismo, é uma satisfação apoiar uma feira desse porte.”

CLEBER PRODANOV REITOR DA UNIVERSIDADE FEEVALE


ATUALIDADES

AGENDA DE EVENTOS PARALELOS DA 22ª CONSTRUSUL DE 30 DE JULHO A 02 DE AGOSTO DE 2019. PARTICIPE! DATA

HORÁRIO

EVENTO

REALIZAÇÃO

LOCAL

PÚBLICO

30/jul

13h30 às 18h

7º Seminário de Tecnologia e Inovação da Construção Civil

SINDUSCON NH

Sala 202 Taxa de inscrição: Oeste 2º andar www.seminario.sinduscon-nh.org.br

30/jul

14h ás 18h30

eSocial em SST (Segurança e Saúde do Trabalho). Sua empresa está ARES preparada?

Sala 100 1º andar

30/jul

15h às 16h

Apresentação do 21 Congresso Brasileiro de Arquitetos

IAB RS

Sala 201 Oeste 2º andar Inscrições gratuitas e no local.

30/jul

18h30 às 19h30

Soluções para Light Steel Frame

201 Inscrições gratuitas pelo e-mail INFIBRA E TAMLYN Sala Oeste 2º andar josiane@infibra.com.br ou (19)99233.5786

31/jul

14h às 18h30

A importância da gestão e da liderança pós-reformas trabalhista e previdenciária.

ARES

Sala 100 1º andar

31/jul

14h às 15h

A importância da Segurança do Trabalho na Construção

SESI

Sala 202 Inscrições gratuitas e antecipada pelo e-mail: Oeste 2º andar sesirs@sesirs.org.br ou 0800 51 8555

31/jul

15h às 18h

Inspeção de estruturas em concreto armado: mecanismos de degradação, análises in loco, ações de reparo e reforço

ITT PERFORMANCE/ UNISINOS

Sala 201 Inscrições gratuitas e antecipadas pelo site: Oeste 2º andar www.unisinos.br/eventos

31/jul

16h às 18h

Um Passeio Pelo Mundo da Construção a Seco

MASTERWALL

Sala 202 Inscrições gratuitas pelo e-mail Oeste 2º andar contato@masterwall.com.br ou (51)98118.3007

31/jul

18h30 às 20h

Sustentabilidade: Oportunidades e desafios da Mulher na Construção Civil - 2°edição

MULHER EM CONSTRUÇÃO

Sala 201 Oeste 2º andar Inscrição gratuita e no local.

31/jul

18h30 às 20h

Digitalização na Construção Civil/ Soluções de Selagem de Shafts e Fachadas

HILTI

Sala 202 Oeste 2º andar Inscrição gratuita e no local.

01/ago

13h às 15h

Construindo ambientes saudáveis: fatores psicossociais na construção civil

SESI

Sala 202 Inscrições gratuitas e antecipada pelo e-mail: Oeste 2º andar sesirs@sesirs.org.br ou 0800 51 8555

01/ago

13h30 às 19h30

14º PREVESST – Encontro Sul-Rio-Grandense de Prevenção, Segurança e Saúde do Trabalho

ARES

Sala 201 Taxa de inscrição: Leste 2º andar www.ares.org.br

01/ago

14h30 às 16h30

Tabela de Honorários de Arquitetura Urbanismo

CAU RS

Sala 201 Inscrições gratuitas e antecipadas pelo site: Oeste 2º andar https://bit.ly/2xnzTtZ

01/ago

16h30 às 17h30

Como elaborar contratos de Arquitetura e Urbanismo

CAU RS

Sala 201 Inscrições gratuitas e antecipadas pelo site: Oeste 2º andar https://bit.ly/2xnzTtZ

01/ago

15h30 às 16h30

Pressurização após Reservatório Térmico (baixa pressão)

TEXIUS

Sala 202 Inscrições gratuitas e antecipadas pelo e-mail: Oeste 2º andar marketing@texius.com.br

01/ago

15h às 19h

Oficinas práticas de resoluções de problemas para sua obra

FEEVALE

Sala 100 1º andar

01/ago

18h às 20h

Eficiência energética para as edificações

SINDIVIDROS RS

Sala 202 Inscrições gratuitas e antecipadas pelo site Oeste 2º andar www.sindividrosrs.com.br

01/ago

18h30 às 20h

Saneamento para um melhor meio ambiente

TORRI

Sala 201 Inscrições gratuitas e antecipadas pelo site: Oeste 2º andar https://bit.ly/2Xfk2No

02/ago

13h às 15h30

Qual é o plano? Contribuições para construir um plano diretor em cidades contemporâneas

AsBEA RS

Sala 201 Inscrições gratuitas e antecipadas pelo site: Oeste 2º andar www.asbea-rs.org.br

02/ago

13h30 às 19h30

14º PREVESST – Encontro Sul-Rio-Grandense de Prevenção, Segurança e Saúde do Trabalho

ARES

Sala 201 Taxa de inscrição: Leste 2º andar www.ares.org.br

02/ago

18h às 19h

Contenções de Escavações e Fundações em Geral

SERGS

Sala 201 Inscrições gratuitas e antecipadas pelo e-mail: Oeste 2º andar eventos@sergs.com.br

Taxa de inscrição: www.ares.org.br

Taxa de inscrição: www.ares.org.br

Inscrição gratuita e no local.

Sujeito a alteração sem aviso prévio. Tabela atualizada até o dia 10 de julho de 2019. Mais informações: http://www.feiraconstrusul.com.br REVISTA CONSTRUSUL JULHO/AGOSTO 2019

35


ESPECIAL

Foto: Shutterstock

INDICADORES GERAM BOAS PERSPECTIVAS PARA MERCADO DE CONSTRUÇÃO

36

REVISTA CONSTRUSUL JULHO/AGOSTO 2019


Segundo relatório da Sondagem da Indústria da Construção de maio, a indústria da construção permanece com níveis baixos de produção, mas há uma leve sinalização de melhora por parte de alguns indicadores de produção e expectativas. De acordo com o relatório ainda é cedo para esboçar uma recuperação, mas o cenário se delineia menos negativo que o ano passado. O Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi), calculado pelo IBGE, apresentou variação de 0,11% em maio, caindo 0,23 ponto percentual em relação ao mês anterior (0,34%). Conforme relatório, os úl-

timos doze meses foram para 4,49%, resultado abaixo dos 4,95% registrados nos doze meses imediatamente anteriores. Em maio de 2018 o índice foi 0,55%. Já o índice de Confiança do Empresário da Construção (ICEI-Construção) inverteu sua trajetória de queda e aumentou 1,2 ponto de maio para junho, registrando 57 pontos, indicativo de otimismo. O ICE- Construção é composto pelo indicador de Condições Atuais que avançou 1 ponto frente a maio, atingindo 46 pontos este mês, e pelo índice de expectativas que aumentou 1,3 ponto na mesma base de comparação, registrando 62,5 pontos. As condições e expectativas referentes à empresa contribuíram mais para a elevação do ICEI do que aquelas referentes à economia brasileira. A construção apresentou o segundo maior

saldo maio com abertura de 8.459 novos postos de trabalho, conforme divulgado pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED). Em primeiro lugar ficou a agropecuária que registrou a abertura de 37.373 novos postos, um crescimento de 2,39% sobre o mês anterior.

ESPECIAL

Promessas de investimentos e retomada de obras animam o setor da construção. Apesar das perspectivas positivas para o próximo semestre, a indústria, empresários e consumidores ainda mantém cautela nas projeções.

O varejo de material de construção teve desempenho estável no mês de junho, na comparação com o mesmo período do ano passado. As informações são da Pesquisa Tracking Mensal da Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção (Anamaco), que ouviu 530 lojistas de todo o País entre os dias 25 e 28 de junho. Na comparação com maio, o setor apresentou queda de 6% no mês. Já no acumulado do ano, houve crescimento de 2% e, nos últimos 12 meses, 3%. De acor-

REVISTA CONSTRUSUL JULHO/AGOSTO 2019

37


Foto: Joel Vargas/PMPA

Foto: Luciano Lanes Bernardes/PMPA

Foto: divulgação EBC

Foto: Clóvis de Souza Prates

ESPECIAL

do com o presidente da Anamaco, Cláudio Conz, o desempenho no mês foi afetado pela diminuição da confiança do consumidor. Em junho, o Índice Nacional da Expectativa do Consumidor (INEC), medido pela Confederação Nacional da Indústria, registrou sua segunda queda consecutiva, apontando uma piora na percepção dos brasileiros sobre o emprego e o aumento do endividamento das famílias. “Toda vez que a confiança do consumidor é abalada, mesmo que minimamente, ele deixa de investir em reformas e construção. Nosso setor depende de planejamento, o nosso cliente não faz compras por impulso. Ele precisa se sentir confiante de que vai conseguir não só começar, mas terminar a obra”, declara Conz. Conforme o relatório de Sondagem da Indústria de maio, os índices de expectativas aumentaram e permanecem acima

38

REVISTA CONSTRUSUL JULHO/AGOSTO 2019

da linha divisória de 50 pontos, sugerindo aumento do otimismo para os próximos seis meses. Entretanto, índice de intenção de investimento (compras de máquinas e equipamentos; pesquisa e desenvolvimento; inovação de produto ou processo) permaneceu estagnado em junho com aumento de 0,1 ponto. A Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (ABRAMAT) salienta que o mês de maio de 2019 evidenciou um crescimento contraste com período marcado pela greve dos caminhoneiros em 2018. Com alta de 11,5% no faturamento frente ao mesmo mês no ano anterior, mas com queda de 1,0% em relação a abril de 2019, o resultado observado reflete o mau desempenho do setor em maio de 2018, quando o país enfrentou grandes contingenciamentos com a greve dos caminhoneiros. O atual estudo aponta um cenário de cres-

cimento no ano até aqui. O resultado no acumulado dos meses de 2019, comparado a igual período de 2018, a indústria de materiais de construção apresenta variação positiva de 2,4%, enquanto o resultado acumulado dos últimos 12 meses aponta alta de 1,8%. Segundo o presidente da ABRAMAT, Rodrigo Navarro, a atual edição do índice, somada ao resultado do estudo anterior, sinaliza a uma possível demonstração de retomada no ritmo da economia. “Em linha com os dados de crescimento do emprego formal e de arrecadação tributária, o setor observa resultados melhores no segundo trimestre desse ano. Confirmando resultados como estes, diferente do observado no primeiro trimestre, a economia estaria passando por um momento de inflexão. De qualquer forma, continuaremos com nossos esforções, nos mais diferentes fóruns, de contribuição


Um acordo entre Mercosul e União Europeia promete garantir acesso efetivo em diversos segmentos como construção, serviços, comunicação, entre outros, e trará um incremento da ordem de 87,5 bilhões a 125 bilhões de dólares em um prazo de quinze anos, de acordo com estimativas do Ministério da Economia. As empresas brasileiras serão beneficiadas com a eliminação de tarifas na exportação de 100% dos produtos industriais, equalizando as condições de concorrência com outros parceiros que já possuem acordos de livre comércio com a UE. O tratado de livre comércio significa que os bens e serviços produzidos e expor-

tados por um país terão acesso com redução à zero do imposto de importação em qualquer outro país também signatário do Tratado. Essa redução não é imediata e ocorre de acordo com o cronograma de desgravação (desoneração) tarifária negociada.

TENDÊNCIAS NO MERCADO IMOBILIÁRIO Segundo os Indicadores do Registro de Imóveis do Brasil desenvolvidos pela Associação dos Registradores Imobiliários de São Paulo (ARISP) e Associação dos Registradores de Imóveis do Rio de Janeiro (ARIRJ), o número de registros de compra e venda na capital paulista pelo quarto mês consecutivo foi crescente. No acumulado dos últimos 12 meses a alta foi de 10,8%. Já no Rio de Janeiro, os registros de transações de compra e venda recuaram 12,4% em abril em relação ao mês

anterior. Na comparação com abril de 2018 o cenário é mais positivo: alta de 1,6%.

ESPECIAL

por meio de diagnósticos precisos e propostas concretas junto a todos os nossos interlocutores, para que o setor consiga alcançar um crescimento sustentável, ainda que sujeito à influência de muitas externalidades” observa Navarro.

Segundo informações da Câmara Brasileira da indústria da Construção, o mercado de imóveis residenciais no Brasil manteve uma tendência de crescimento nos meses de janeiro, fevereiro e março de 2019, com o aumento de 9,7% nas vendas de unidades e de 4,2% nos lançamentos de novas casas e apartamentos em relação ao mesmo período de 2018. “De novo, nossos números demonstram um crescimento lento, gradual e preciso, mas constante, desde 2017”, afirma o presidente da CBIC, José Carlos Martins sobre os números do primeiro trimestre deste ano do estudo “Indicadores Imobiliários Nacionais”. A Caixa Econômica Federal anunciou no início de junho, novas alternativas para renegociação de contratos habitacionais para pessoa física. O foco são as dívidas

A Planefibra dispõe de produtos elaborados dentro dos mais altos padrões de qualidade, que contribuem para a proteção, durabilidade e sustentabilidade, de acordo com o seu projeto. São soluções perfeitas para ambientes industriais, comerciais, logísticos ou centros esportivos, pois apresentam instalação fácil e prática, além de garantir excelente acabamento para sua obra.

Av. dos Imigrantes, 1770 Brasília São Bento do Sul/SC TELHAS TÉRMICAS

TELHAS TRANSLÚCIDAS

CHAPAS INDUSTRIAIS

www.planefibra.com.br

VENTILAÇÃO E VENEZIANAS

REVISTA CONSTRUSUL (47) 3203-4700 JULHO/AGOSTO 2019

39


Foto: Alex Rocha/PMPA

ESPECIAL

em atraso. A taxa mínima para imóveis residenciais enquadrados no Sistema Financeiro de Habitação (SFH) e Sistema Financeiro Imobiliário (SFI) será de 8,5% a.a. e a máxima de 9,75% a.a. Segundo o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, a redução das taxas de juros do crédito imobiliário facilita o acesso à casa própria. “Além de ampliar a oferta de crédito imobiliário em condições competitivas de mercado, a redução dos juros demonstra nosso compromisso com as melhores condições de financiamento para as pessoas e colabora para a retomada de investimentos no setor, com a criação de empregos, mais renda e aquecimento da economia”, afirma. O Santander Brasil anunciou no dia primeiro de julho, a redução da taxa do crédito imobiliário do atual nível de 8,99% para 7,99% ao ano, mais a taxa referencial (TR), em até 35 anos. As novas condições serão válidas para todos os consumidores a partir de amanhã, nas modalidades Sistema Financeiro Imobiliário e Sistema Financeiro de Habitação (SFI e SFH ) e irão vigorar durante os 60 dias de duração da campanha.

40

REVISTA CONSTRUSUL JULHO/AGOSTO 2019

INVESTIMENTOS NO RIO GRANDE DO SUL PROMETEM MOVIMENTAR A ECONOMIA As projeções são otimistas no Estado do Rio Grande do Sul quanto às promessas de investimentos do governo estadual e municipal. Na metade de junho, o governo do Rio Grande do Sul anunciou a continuidade de obras de infraestrutura no Estado. Destinando o montante de R$ 301,4 milhões para obras em estradas gaúchas. O pacote de investimentos em estradas teve recursos disponibilizados pelo Estado e pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). De acordo com o site do Governo do Rio Grande do Sul, o governador destacou na ocasião que mesmo com um orçamento comprimido pelas dificuldades fiscais, estão trabalhando para dar resposta à sociedade. “Tivemos como prioridade, nos primeiros meses de governo, aquilo que mais nos toca, que é a saúde. Agora, depois de assistirmos muitas reclamações das condições das nossas estradas, vamos priorizar essa área tão sensível e ao mesmo

tão importante para o desenvolvimento do nosso Estado”, afirma o governador. Após a análise feita por técnicos do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer), foram priorizados trechos em piores condições, demandas judiciais, pagamento de dívidas do exercício anterior e a continuidade de obras mais próximas da conclusão. Mais da metade dos investimentos, cerca de R$ 170 milhões, sendo parte liberado pelo Tesouro do Estado (R$ 136 milhões) e outra via Contribuição de Intervenção de Domínio Econômico, a Cide (R$ 34,4 milhões), estão distribuídos entre as 17 superintendências regionais do Daer. O montante inclui recuperação e conservação de rodovias estaduais e pontes, acessos municipais, sinalização, melhorias em vias urbanas por meio de convênios municipais, fiscalização de obras, equipamentos e veículos para o Comando Rodoviário da Brigada Militar (CRBM). Os R$ 131 milhões restantes serão investidos na retomada de uma das obras prioritárias do Estado: a duplicação da ERS-


Além das estradas, o terceiro trecho da revitalização da Orla do Guaíba, entre a foz do Arroio Dilúvio, na Avenida Ipiranga, até o início do Parque Gigante está orçado em R$ 57 milhões. A prefeitura de Porto Alegre executará a obra com recursos provenientes do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF), do Fundo Municipal de Iluminação Pública, do DMAE e do tesouro municipal. A revitalização da Casa Azul localizada na rua Riachuelo esquina com Marechal Floriano, no Centro Histórico, já tem 36% de

execução. Segundo informações do site da Prefeitura de Porto Alegre, a etapa de instalação das fundações, que são os alicerces que recebem as cargas da edificação, foi concluída na última semana. Iniciada em 25 de abril, o valor é de R$ 399.992,14 e a estimativa de conclusão é para o final de outubro. A obra de restauro está orçada em R$ 1,3 milhão. Após a liberação do recurso, a prefeitura buscará o ressarcimento dos valores investidos na estabilização da fachada do imóvel. Uma obra de mobilidade para Porto Alegre, a trincheira da Ceará, na Zona Norte da Capital, está em fase final de execução, com mais de 96% da obra concluída. Com valor inicial projetado de R$ 29,5 milhões, a obra atualmente tem investimento de R$ 39,37 milhões. A obra foi retomada em março de 2018. A trinchei-

ra tem 300 metros de extensão, largura aproximada de 9,50 metros e contém três faixas viárias.

ESPECIAL

118. A rodovia é considerada fundamental para o desenvolvimento econômico do Rio Grande do Sul e a mobilidade da Região Metropolitana de Porto Alegre. Até agora, já foram investidos mais de R$ 200 milhões na duplicação e cerca de 70% das obras estão finalizadas.

A Prefeitura de Porto Alegre iniciou na metade de junho, duas etapas das obras de macrodrenagem do Arroio Areia: a construção de galerias subterrâneas na rua Anita Garibaldi (chamada de C1), entre as ruas Luiz Cosme e Desembargador José Bernardo de Medeiros, e a implantação de um reservatório sob a Praça Lopes Trovão (chamada de R1). As obras das galerias na Anita – C1 têm investimento de R$ 3.909.819,15 e duração estimada de seis meses. A implantação do reservatório na Praça Lopes Trovão R1 tem investimento de R$ 6.030.711,77 e duração estimada de 12 meses. A estrutura será feita em concreto armado fechado e subterrâneo, com capacidade de 6852,38m³.

REVISTA CONSTRUSUL JULHO/AGOSTO 2019

41


TECNOLOGIA

PESQUISAS EM INOVAÇÃO E INVESTIMENTOS EM SUSTENTABILIDADE MARCAM OS SEGMENTOS

Foto: Shutterstock

DE TINTAS, VERNIZES E ACESSÓRIOS PARA PINTURA

42

REVISTA CONSTRUSUL JULHO/AGOSTO 2019


um cenário tão ruim, uma vez que a sazonalidade do segmento é no segundo semestre e já está apresentando alguma melhora no cenário de materiais para construção como um todo, o que ajuda a impulsionar o mercado de tintas”, reforça Franzão.

Através de inovações tecnológicas, os segmentos de tintas, vernizes e acessórios adapta-se ao cenário econômico atual. Otimistas, quanto ao segundo semestre, fabricantes ressaltam a importância estratégica e desenvolvimento de produtos prezando a sustentabilidade, além de investimentos em pesquisas e canais de atendimento ao cliente.

Segundo o gerente de marketing das Tintas Eucatex, Argemiro Sanches, as movimentações indicam que em 2019, a economia crescerá menos do que nos dois anos anteriores. “Com o início da trajetória do reequilíbrio fiscal pelo governo, estaremos criando uma base mais sólida, tanto para o setor como para a economia em geral para o ano de 2020”, ressalta.

Segundo dados da Associação Brasileira dos Fabricantes de Tintas, Abrafati, em 2018, o volume produzido foi de 1,548 bilhão de litros. Um aumento de 0,85% em volume na comparação com o ano anterior. Para 2019, a entidade projeta um crescimento no volume da indústria na ordem de um a 1,5% em linha com as projeções para o PIB Brasileiro.

PROXIMIDADE COM O CLIENTE

O gerente de Inovação e Assistência Técnica da Sherwin-Williams, Eginaldo Franzão ressalta dados divulgados pela Abrafati, cujo, o acumulado até abril deste ano, demonstra queda em torno de 1% do volume. “Não é

TECNOLOGIA

ATRAVÉS DE INOVAÇÕES TECNOLÓGICAS, OS SEGMENTOS DE TINTAS, VERNIZES E ACESSÓRIOS ADAPTAM-SE AO CENÁRIO ECONÔMICO ATUAL. OTIMISTAS, QUANTO AO SEGUNDO SEMESTRE, FABRICANTES RESSALTAM A IMPORTÂNCIA ESTRATÉGICA E DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS PREZANDO A SUSTENTABILIDADE, ALÉM DE INVESTIMENTOS EM PESQUISAS E CANAIS DE ATENDIMENTO AO CLIENTE.

Para o diretor superintendente da Montana Química, Andreas G. De Salis, além do recuo do PIB não ser completamente negativo quando observado em longo prazo. Um fator positivo é que outros setores relacionados à construção mantiveram ou passaram a registrar números positivos, como o comércio, alta de 2,3%, e as atividades imobiliárias, 3, 1%. “O PIB brasileiro também é motivo de otimismo: em 2018, cresceu 1,1%, mesmo índice de 2017, ante retrações de 3,3% em 2016 e 3,5% em 2015”, destaca. Fabricantes projetam uma melhora nas vendas para o segundo semestre do ano, considerando ser período de reformas, novas construções e obras governamentais. “Acredito que o segundo semestre será muito melhor do que o primeiro, visto que o governo deve tomar as decisões necessárias e o mercado deve reagir de forma positiva”, afirma o diretor presidente da Anjo Tintas, Filipe R. Colombo.

Pesquisa, desenvolvimento de produtos inovadores, estratégias midiáticas e aproximação do cliente são algumas estratégias utilizadas pela a indústria de tintas com foco na busca de um crescimento de forma sustentável e rentável. O diretor da Unidade de Negócios Tintas Decorativas Brasil da AkzoNobel, Guilherme Ruschel ressalta o empenho da empresa em oferecer novas tecnologias que agregam rentabilidade, política comercial atraente e justa focada em alavancar o desenvolvimento do cliente. Além de investimentos

REVISTA CONSTRUSUL JULHO/AGOSTO 2019

43


Diferenciação de produtos e utilização de tecnologia mais sustentáveis são táticas utilizadas pela Sayerlack para apresentar ao mercado soluções inovadoras que atendam as expectativas dos usuários. “Acreditamos que as tintas e vernizes para madeiras à base água trouxeram para o mercado uma melhoria significativa quanto à durabilidade, performance e acabamento. É amigável ao profissional pelo baixíssimo odor, secagem mais rápida e por dispensar o uso da aguarrás, pois usa somente a água como diluente”, destaca o diretor geral da Sayerlack, Marcelo Cenacchi. Para o diretor presidente da Anjo Tintas, Filipe R. Colombo, a constante busca por inovações em processos produtivos, administrativos, serviços e produtos é a trilha que leva a construir um futuro melhor e quebrar paradigmas e fazer com que o mercado evolua. “Tem que pensar fora da lata de tinta. Conversar com usuários e especificadores para entender seus desejos e necessidades, e assim moldar nosso mindset para inovar e conseguir comunicar corretamente ao mercado de que forma essas inovações irão contribuir com o consumidor”, reforça. Uma das estratégias adotadas pelas Tintas Renner é a expansão de sua presença no mercado, focada na região Sul, principalmente na execução no ponto de venda. “Com modelos inovadores de gestão de excelência, desenvolvimento de produtos e capacitação virtual, a marca concretiza seu diferencial focado especialmente nos serviços, diferencial que a mantém na preferência em relação às marcas concorrentes”, afirma o gerente de Marketing para América do Sul Tintas Renner, Marcelo Carneiro. Já a Montana Química amplia sua marca sendo distribuidora brasileira oficial no varejo da MTN Montana Colors. “O intuito da Montana Química, de qualidade amplamente reconhecida pela indústria e por profissionais do setor, é aproveitar a tendência do ‘Faça do seu Jeito’ para, agora, ampliar sua marca entre os consumidores finais. Vamos aproveitar a nossa capilaridade de distribuição, atingindo lojas de tinta, lojas de material de construção e home centers de todo o país”, destaca o diretor superintendente da Montana Química, Andreas G. De Salis. Confira os destaques do setor:

44

REVISTA CONSTRUSUL JULHO/AGOSTO 2019

ANJO TINTAS

ALTO RENDIMENTO A Tinta Acrílica Premium Anjo mais é um dos destaques da empresa. Indicada para proteção e decoração de superfícies externas e internas de reboco, concreto, gesso, massa acrílica, massa corrida, texturas e fibrocimento. A Tinta Acrílica Premium Anjo possui excelente cobertura, é de fácil aplicação, secagem rápida, resistência ao intemperismo e fungos (mofo). O seu diferencial é ser uma tinta premium de alto rendimento, rende até 80% mais que as tintas comuns e sua diluição é de 60%. Além de acabamento fosco, baixo respingo e proporciona maior preenchimento das imperfeições da superfície. A Tinta Emborrachada é tinta acrílica e indicada para pintura de paredes externas e internas, telhados com aderência direta em fibrocimento; barro; concreto; zinco; alumínio; galvanizado. É um revestimento elástico, com propriedades de redução térmica e redução acústica do ambiente que está sob sua cobertura. Possui excelente aderência, resistência à alcalinidade, à ação da maresia, às intempéries e sua composição antimofo lhe confere superior durabilidade. Sua película elástica permite acompanhar a dilatação e retração conforme a variação da temperatura. A redução de temperatura chega a 3°C e a redução acústica é de até cinco decibéis. Já o Esmalte Base Agua- Acqua é uma tinta sem cheiro, de secagem rápida e não amarela. Indicada para a pintura de superfícies externas e internas de madeira, metais ferrosos, galvanizado, alumínio e PVC.

Foto: divulgação

TECNOLOGIA

em campanhas comunicação e mídia; digital; desenvolvimento de serviços e plataformas de treinamento e capacitação. “Também trabalhamos fortemente tecnologias digitais para auxiliarmos os consumidores e profissionais e mantermos um relacionamento próximo e transparente com eles. Com Coral Visualizer, tecnologia de realidade aumentada, ajudamos o consumidor a simular diferentes cores de tinta em tempo real para escolher a cor ideal para a decoração do seu ambiente”, afirma.


TECNOLOGIA

CORAL

TOQUE ELEGANTE E AVELUDADO Um lançamento atual da Coral é a linha Decora. A nova linha possui três acabamentos: o Decora Matte (fosco), o Decora Diamante (semibrilho) e o Decora Seda (acetinado). As paredes ganham alta definição com quatro efeitos especiais para personalização, disponíveis em mais de duas centenas de cores. Velvet é o toque aveludado e elegante. Com aspecto homogêneo, Nuage traz suavidade para ambientes que sugerem conforto e tranquilidade. Para uma decoração imponente, com ar detalhista, para sair da monotonia, a opção é o Mármore. Com doze cores exclusivas, para espaços modernos e despojados, o efeito Cimento Queimado é o indicado.

Foto: divulgação

Outro destaque é a tecnologia balance dos esmaltes, como o Coralit Secagem Rápida Balance e o Coralit Ultra Resistência Balance, que além de trazer maior performance em relação à adesão, oferecem emissões de compostos orgânicos voláteis 90% inferiores em relação aos de base solvente. Ambos possuem menos da metade das emissões de gases de efeito estufa em relação aos vernizes à base de solvente.

Alta produtividade para sua empresa

SACAREIA PROFIT

´ SEMIAUTOMaTICA

Rendimento de até 3,2 mil sacos de 20kg de areia por dia Acionamento automático da bandeja oscilante e do vibrador com temporizador ajustável de 0 a 15s Sistema de freio a motor, para maior precisão na pesagem das embalagens

[acessório]

PROLONGADOR DE SILO SELADORA COM DUPLA SOLDA [acessório]

Possibilidade de acoplar balança digital

Aceitamos cartões de crédito, BNDES, Proger e Finame

2 GARANTIA

48 3285-7075 | 3285-7909 48 99189-8788 | 98464-8499 | 99973-0298 www.allkaz.com | contato@allkaz.com

REVISTA CONSTRUSUL JULHO/AGOSTO 2019

45

ANOS

Certicado CE Atende as normas NR 10 e NR 12


TOM E EFEITO A Brasilux destaca o BrasCorten (efeito aço corten). Revestimento de alta performance que imita perfeitamente o efeito da ferrugem. De fácil aplicação, basta ajustar o tom do efeito ferrugem aplicando o Componente Efeito até a cor desejada: marrom, vermelho, laranja e muito mais. Outra novidade é a Brasilux Textura Cimento Queimado. O revestimento é de baixa espessura que possibilita um efeito manchado e rústico aos ambientes, com acabamento fosco. O resultado é similar a textura do cimento queimado, mas com a vantagem de ter um custo menor.

Foto: divulgação

TECNOLOGIA

BRASILUX

EUCATEX

MÁXIMA PROTEÇÃO

Foto: divulgação

A Eucatex apresenta a Tinta acrílica emborrachada, com alto poder de cobertura, resistência, ação extra contra mofo, algas e fungos. O produto possui garantia de cinco anos de proteção. Além da Pintura Impermeável, revestimento para paredes externas com ação hidrorrepelente, que impede a ação de batidas de chuva e fissuras que podem permitir a infiltração.

MONTANA QUÍMICA A Montana Química destaca o Osmocolor Stain Preservativo. Premiado e reconhecido nacionalmente como o melhor stain preservativo do mercado, o Osmocolor tem como característica penetrar nos veios da madeira, oferecendo proteção e durabilidade, além de realçar as cores ou ainda oferece a possibilidade de “colorir” a madeira. O produto tem registro no Ibama, além de ter efeito residual contra fungos na superfície do acabamento e deixar efeito prolongado nas fibras de madeira. A Montana Química, distribuidora brasileira oficial no varejo da MTN Montana Colors, destaca as tintas em spray, lançadas oficialmente na Feira Construsul, distribuindo as seguintes linhas: tinta acrílica sintética fosca MTN 94, disponível em 60 cores, tinta acrílica sintética brilhante Hardcore em 42 cores, a categoria profissional PRO em sete cores, além de cinco tipos de Caps, bicos usados nos sprays.

46

REVISTA CONSTRUSUL JULHO/AGOSTO 2019

Foto: divulgação

PROTEÇÃO E DURABILIDADE


TECNOLOGIA

SAYERLACK

FÁCIL APLICAÇÃO

A Sayerlack possui certificação ISO 9001 e adéqua-se a todas as normas do setor, como o Sistema Global de Rotulagem o GHS (GloballyHarmonized System), o uso de embalagens homologadas e definidas pela ANTT (Agência Nacional de Transporte Terrestre) e o Programa Setorial de Tintas promovido pela Abrafati. “Além disto, como temos uma atuação global e vendemos nossos produtos em mais de 90 países, com cinco fábricas–uma no Brasil, duas na Itália (uma delas apenas para produção deprodutos base água), uma no Chile e outra nos Estados Unidos; conseguimos estar sempre sintonizados e atualizados com o que há de mais moderno em termos de tintas e vernizes para madeira”, afirma o diretor Geral da Sayerlack, Marcelo Cenacchi.

Foto: divulgação

O Poliulack Eco é o verniz marítimo da Linha Eco que protege a madeira com qualidade, durabilidade e, ainda, preserva suas características naturais. Além disso, sua secagem é mais rápida, de três a quatro horas. O produto possui baixo odor e é fácil aplicação. Dispensa o uso de aguarrás e possui ótimo rendimento, além de ser mais durável já que possui verniz com filtro de proteção solar e dura até dois anos.

SHERWIN-WILLIAMS

FINA CAMADA REFLETIVA

Foto: divulgação

O lançamento da Sherwin-Willians em 2019 é o Colorgin Moonlight da marca em tintas spray Colorgin. O produto apresenta um novo conceito para o mercado que leva maior segurança às pessoas que usam bicicletas, skates e patins, pois é uma ferramenta de segurança de uso noturno. A falta de visibilidade é uma das maiores causas de acidentes com bicicleta em corredores noturnos. Colorgin Moonlight é um spray que aplica uma fina camada refletiva em plásticos e metais possibilitando uma fácil visualização em situações de baixa luz. É uma película semipermanente incolor que não altera a cor original do objeto. Outra inovação foi o lançamento de bases do sistema tintométrico do Novacor Piso Premium. Agora, além das cores padrões de mercado, a Sherwin-Williams está apresentando duas novas bases que podem ser tingidas em milhares de cores e com isso levar maior colorido aos pisos de todo o Brasil.

REVISTA CONSTRUSUL JULHO/AGOSTO 2019

47


TECNOLOGIA

SUNIVIL

PRONTO PARA USO A Suvinil Criativa tem atributos inteligentes, sendo um dos destaques a praticidade, já que não precisa diluir no preparo para a aplicação. Ela também seca mais rápido, em seis horas a parede já está pronta. O produto não respinga, não deixa cheiro e ainda é pronto para uso. Já o consumidor, diante dessa praticidade, será estimulado a trocar a cor da sua casa com mais frequência. Na linha da praticidade e inovação, o produto traz uma novidade: a opção de uma embalagem de cinco litros, em formato retangular, que foi feita especialmente para caber o rolo de pintura, dispensando a bandeja. A tinta está disponível nas cores prontas: Branco Neve, Quentão, Lençol de Linho e Rio Serrano, todas com acabamento fosco. Outras tonalidades estão à disposição por meio do sistema SelfColor Suvinil.

Foto: divulgação

TINSUL

BAIXO ODOR

Foto: divulgação

A Tinsul destaca a Tinta Acrílica Emborrachada Super-Elástica Tinsul. O produto ideal para atender expectativa e necessidade do cliente quanto à proteção contra batidas de chuva, cobertura e eliminação de pequenas fissuras, acabamento perfeito, durabilidade de película da pintura por muito mais tempo, além de uma variedade de opção de cores por um preço/custo muito acessível. A Tinta Esmalte Sintético Eco-base-água Tinsul atende as Normas Européias de emissão de VOC, por ser composta por matérias primas de fontes renováveis, conferindo ao produto excelente acabamento, secagem, durabilidade de película, retenção de cor e ainda baixo odor durante e após aplicação, por ser isento de solvente em sua formulação a dissolvido com água durante a aplicação.

TINTAS RENNER

MENOS DEMÃOS

48

REVISTA CONSTRUSUL JULHO/AGOSTO 2019

Foto: divulgação

Um destaque da Tintas Renner é a linha de produtos, Rekolor Gold. A linha Rekolor Gold foi desenvolvida pensando nos hábitos de consumo de uma linha Super Premium. Nesta categoria de produto, mais de 70% do consumo é em cores do sistema tintométrico. A formulação conta com teor de pigmento de cobertura bem superior em relação ao mercado, o que gera um efeito de menor número de demãos.


TECNOLOGIA

INDISPENSÁVEIS: ACESSÓRIOS E EQUIPAMENTOS PARA PINTURA CARACTERIZAM-SE PELA FACILIDADE E PERSONALIZAÇÃO Acompanhando as tintas e vernizes, a indústria de acessórios e equipamentos para pintura também está otimista para o segundo semestre, prevendo um crescimento gradual. “Em se tratando do mercado de tintas, vernizes e acessórios para pintura, tradicionalmente já temos expectativas de melhora no segundo semestre do ano, época em que normalmente se intensificam as reformas pontuais em residências ou mesmo casas de praia, muitas vezes estimuladas pelo período de férias, 13º salário, entre outros”, afirma a gerente de marketing do Grupo OVD, Elisângela Durães. Para Durães, uma tendência crescente no segmento de tintas é a pintura mecanizada que ajuda a tornar o trabalho do pintor mais prático e ágil. Segundo o Gerente Comercial WBR da Wagner Brasil, Wagner Martinez, além da busca por novas tecnologias, efetuar parcerias com importantes e reconhecidas mar-

cas, como fabricantes de tintas, valorizar o pós-venda com rede autorizada de assistência técnica, efetuar ações em pontos de vendas, treinamento de ampliação do quadro de funcionários são estratégias empregas. Fabricantes de produtos tradicionais para pintura como pincéis, trincha, rolos também investem no desenvolvimento de produtos, aderindo qualidade e preço competitivo ao mercado. A empresa argentina, El Galgo, busca atualmente, posicionamento no mercado brasileiro. “Desenvolvemos linhas de acessórios inovadoras para pintar com um alto padrão de qualidade. Sabemos que os profissionais valorizam estes produtos”, destaca o gerente comercial da El Galgo- empresa Argentina, Claudio Fazzone.

Confira destaques do segmento:

ATLAS

LEVE E RESISTENTE

Foto: divulgação

A Atlas destaca a Linha duplo Profissional. Uma linha profissional com produtos direcionados a pintura de grandes áreas. Os rolos medem 46cm, com exceção do Textura Rústica de 37cm, o dobro do padrão usado no Brasil, fazendo com que a pintura se torne mais rápida. Os rolos são feitos com as mantas já aprovadas por pintores: AntiGota, Rendeplus, Resimax e Textura Rústica, com altura de 10mm, 19mm, 5mm e vinil, respectivamente. O Berox com cabo para prolongador é ideal para distribuição de massa corrida com incomparável rendimento devido ao seu tamanho, 60 cm de lâmina em aço inox. Possui perfeito encaixe para as mãos, a ferramenta é leve e extremamente resistente.

Foto: divulgação

REVISTA CONSTRUSUL JULHO/AGOSTO 2019

49


TECNOLOGIA

ROMA

ADEQUADOS PARA TODOS OS TIPOS DE TINTAS

Os rolos de microfibra, por terem uma fibra extrafina garantem uma excelente retenção da tinta, e um ótimo acabamento na superfície. São 3 opções de altura de lã: 13mm, 16mm e 25mm, adequados para uso em todos os tipos de superfície, desde lisa até rugosa. A Roma conta com duas unidades fabris, uma no Rio Grande do Sul e outra em Pernambuco.

Foto: divulgação

Dois produtos destaques da Roma são as trinchas profissionais sintéticas e os rolos de microfibra. As trinchas profissionais sintéticas possuem cerdas com ponta extrafina, facilitando e agilizando os trabalhos de pintura. Suas cerdas são mais longas e conforme, que garantem maior flexibilidade e perfeição nos serviços de “recorte”. Sua apresentação valoriza o produto e dá destaque no PDV. Além de tudo, são adequadas para uso com todos os tipos de tintas.

WAGNER E WBR

PRATICIDADE E ERGONOMIA

Foto: d

ivulgaç

ão

Foto: divulgação

O destaque da Wagner é o equipamento HEA (airless de alta eficiência), com redução de mais de 50% de névoa de tinta se comparado a outros equipamentos de pintura airless existentes no mercado. A WBR apresenta a Lixadeira Vertical 750W para paredes e tetos, que contém iluminação em LED, saco recolhedor de pó e estojo para guardar o equipamento.

50

REVISTA CONSTRUSUL JULHO/AGOSTO 2019


o: d ivu lga ç

ão

TECNOLOGIA

Fot

EL GALGO

PERSONALIZAÇÃO EM CORES El Galgo destaca a linha Neon, desenvolvida para proporcionar um tipo de pincel para cada tipo de pintura. A linha Passion foi criada para que os usuários pudessem ter um pincel com as cores de seu time de futebol. A linha de rolos de lã patagônica possui maior altura e densidade única da Patagônia Argentina. A linha Quick são os pincéis coloridos favoritos dos usuários.

VONDER

PRODUTIVIDADE E ACABAMENTO Para os trabalhos de pintura profissional principalmente em grandes áreas, um destaque da Vonder é a Máquina de Pintura Airless MPA 120, que proporciona produtividade e acabamento. Indicada para aplicações de tintas látex, PU (poliuretano), esmalte à base sintética, à base d’água, resina acrílica (desde que não contenha catalisador) e tintas automotivas, tem uso extremamente prático, pois pode ser conectada diretamente à lata de tinta.

Foto: divulgação

Possui também mangueira de 15 metros, que permite um maior alcance nas áreas a serem trabalhadas, pistão em aço inox, engrenagem usinada e dentes helicoidais, proporcionando maior resistência, menor ruído e maior transmissão de torque. Comparada aos

métodos tradicionais, com rolo ou pincel, por exemplo, a Máquina Airless apresenta inúmeras vantagens, como alta produtividade, reduzindo em mais da metade o tempo de execução dos trabalhos. Outro grande benefício é o melhor acabamento, principalmente em superfícies irregulares, como muros chapiscados e texturizados, onde a pintura tradicional com rolo não teria a mesma cobertura e resultados. A Máquina Airless da Vonder tem potência de 900 W (1,2 hp), pressão de saída (PSI) de 3.000 lbf/pol² e vazão de 2,2 litros por minuto. Disponível em tensão de 220 V~ (monofásico), acompanha a máquina de pintura: 1 mangueira com 15 m, 1 pistola de pintura (bico 517) e 1 tubo extensor para pintura. A Lixadeira de Parede LPV 1000 Vonder contribui de maneira decisiva para o acabamento de paredes e tetos, trazendo praticidade, ergonomia e agilidade nos trabalhos de lixamento em paredes de alvenaria, gesso e massa corrida, comparadas com as lixas tradicionais manuais. A LPV 1000 possui motor com dupla isolação, velocidade variável, luz de LED para melhor iluminação da área a ser trabalhada e cabo dobrável, tornando-a mais compacta para o transporte.

REVISTA CONSTRUSUL JULHO/AGOSTO 2019

51


INTEGRA TODOS OS PROCESSOS CONSTRUTIVOS COMO DIFERENCIAL ESTRATÉGICO Foto: Shutterstock

TECNOLOGIA

METODOLOGIA BIM

O BUILDING INFORMATION MODELING – MODELAGEM DE INFORMAÇÕES DA CONSTRUÇÃO (BIM) É UMA METODOLOGIA CONSTRUTIVA CRESCENTE NO BRASIL. O RECURSO ALTERA O FLUXO DE TRABALHO, SIMPLIFICA O GERENCIAMENTO DE PROJETOS E REDUZ A PROBABILIDADE DE ERRO JÁ NA FASE INICIAL. 52

REVISTA CONSTRUSUL JULHO/AGOSTO 2019


TECNOLOGIA

Segundo o diretor do Grupo de Trabalho BIM na Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura do Rio Grande do Sul (AsBEA-RS), Fernando Brentano, a plataforma possibilita uma integração total das equipes em um ambiente virtual em que as soluções de projeto são apresentadas de forma clara e objetiva e as informações pertinentes ficam centralizadas e facilmente acessíveis, permitindo um processo mais ágil e confiável e uma obra com mais qualidade, controle e economia. Para o membro do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Rio Grande do Sul (CAU/RS), Matias Revello Vazquez, um dos benefícios do BIM é a integração dos processos o que evita que ocorra erros comuns durante a divisão das etapas do projeto e execução de uma obra. “O BIM permite que diferentes profissionais trabalhem num mesmo projeto ao mesmo tempo. Todos os projetos estão sobrepostos (hidráulicos, estrutural, elétrico) o que facilita a visualização de problemas e simplifica o gerenciamento e compatibilização das diferentes disciplinas de projeto”, afirma. Além de reduzir a quantidade de erros e permite o uso de ferramentas de precisão e possibilita a verificar as características térmicas, acústicas e os custos dos materiais aplicados dentro do modelo. Segundo a diretora de Novos Negócios da Trimble Brasil, Fátima Gonçalves, outro fator relevante para os subcontratados é a possibilidade de extrair quantitativos precisos desde a fase inicial. “Isso facilita a orçamentação, de acordo com a fase do projeto, já que um dos maiores receios é ‘pagar para trabalhar’. Ou seja, ter prejuízo, já que os contratos tendem a restringir aditivos, pois estouros de orçamento são cada vez menos tolerados”, ressalta. Fátima enfatiza que o BIM é o primeiro passo da jornada para a construção 4.0. “O seu elevado nível de detalhamento, LOD na sigla em inglês, permite a pré-fabricação por meio da transferência dos dados do projeto diretamente às máquinas de corte, furação e soldagem de estruturas metálicas e de corte e dobra de armaduras para estruturas de concreto armado”, relata. Fátima explica que o BIM permite um correto planejamento das concretagens das peças, seja na fábrica ou no canteiro de obras, o que garante processos industrializados sustentáveis com significativos ganhos de qualidade, redução de custos e prazos devidamente atendidos. “Coletamos globalmente vários exemplos de aumento da pré-fabricação, como o caso de 16 aeroportos onde o índice foi de 30%. O aumento da produtividade no canteiro de obras devido à melhor construtibilidade em 7%.

DISSEMINAÇÃO BIM Em maio de 2018 foi instituída a Estratégia Nacional de Disseminação do Building Information Modelling no Brasil - Estratégia BIM BR, com a finalidade de promover um ambiente adequado ao investimento em BIM e sua difusão no país. A partir de janeiro de 2021 será exigido BIM na elaboração de modelos para a arquitetura e engenharia nas disciplinas de estrutura, hidráulica, AVAC e elétrica na detecção de interferências, na extração de quantitativos e na geração REVISTA CONSTRUSUL JULHO/AGOSTO 2019

53


TECNOLOGIA

de documentação gráfica a partir desses modelos.

DIFERENCIAIS DA TECNOLOGIA BIM

Grandes empreendimentos no país já utilizaram a metodologia na elaboração e desenvolvimento de projetos. O BIM também pode ser utilizado para reformas e manutenção do ambiente construído. Um exemplo do uso da metodologia é o projeto piloto Aeroporto Digital da Infraero no Aeroporto de Londrina, PR. O objetivo num ambiente comum de dados em modelo digital 3D de todo o Aeroporto de Londrina, que incluem dados do sítio aeroportuário e das edificações e que são acessíveis por aplicativos dentro de uma plataforma única de informações.

A tecnologia BIM começou a ser utilizada no Brasil em 2004 e pouco a pouco foi tomando força no mercado. “O BIM começou como uma ferramenta de projetos de arquitetura, o que não aproveitava o potencial do software, pois ficava restrito a fase de projeto. Só depois começou a se espalhar entre construtoras e incorporadoras e hoje é bastante procurado para obras complexas”, afirma Vazquez.

A iniciativa conta ainda com a integração do modelo BIM com o Sistema de Informações Geográficas (SIG), desenvolvido em uma base de integração para compartilhar dados dinamicamente e permitir a compreensão de todo o aeroporto por todas as partes relacionadas, eliminando dados redundantes e melhorando eficiência operacional. Nela, a representação do mundo real em ambiente 3D que reúne dados sobre todas as instalações do sítio aeroportuário, deverá permitir, futuramente, a integração com dados do próprio município. Um exemplo internacional do uso da modelagem BIM é que em 2018, a Autodesk anunciou uma parceria com a Prefeitura de Paris para usar a metodologia BIM (Building Information Modeling) para criar um modelo 3D da área de 2,4 km² nos arredores da Torre Eiffel. O modelo foi revelado em maio de 2018, juntamente com os nomes das quatro equipes selecionadas para competir para redesenhar a área. A renovação da área da Torre Eiffel está prevista para ser concluída em tempo dos Jogos Olímpicos de Verão de 2024. Esta revitalização ajudará Paris a enfrentar desafios crescentes relacionados à energia, áreas verdes, redes de abastecimento, mobilidade, logística, gerenciamento de resíduos, segurança e inundações.

54

REVISTA CONSTRUSUL JULHO/AGOSTO 2019

Segundo Brentano, os softwares CAD são basicamente ferramentas que substituíram os desenhos a mão dando uma maior agilidade no desenvolvimento de projetos, mas não adicionaram grandes mudanças ao processo em si. Já o BIM não é apenas uma troca de ferramentas. “É uma inovação com quebra de paradigma, pois altera o modo de produção de edificações desde a etapa dos projetos até o gerenciamento de sua vida útil. É um processo em constante evolução, cada dia nos surpreendendo com suas inovações tecnológicas. Os softwares evoluem em grande velocidade, acompanhando as alterações tecnológicas propiciadas pela indústria de computadores, tablets, celulares e aplicativos”, afirma. Brentano salienta que os diferenciais da tecnologia são vários. “Na era pré-BIM a representação de um edifício era feita por linhas com convenções de espessura para indicar elementos constituintes da edificação”, ressalta. Com a tecnologia BIM é possível trabalhar com elementos virtuais que apresentam as partes da edificação. “As quais contêm as informações geométricas tridimensionais, as características físicas do material construtivo, a quantidade de material necessário, suas informações técnicas, os acabamentos, e outros”, completa. Para Vazquez, o grande diferencial é a colaboração que o BIM propicia no mesmo modelo. “É possível trabalhar colaborativamente com profissionais de qualquer parte

do mundo através de servidores que facilitam a troca de dados entre diferentes softwares BIM”, ressalta. A metodologia possibilita examinar problemas e conflitos antes de iniciar a obra. “Esta mudança não se restringe à etapa de projetos, tem grande valia no planejamento e orçamentação das obras e está comprovado que a boa utilização da tecnologia resulta em economia do custo de obra”, destaca Brentano. Após a entrega da obra e ocupação, o gerenciamento também tem tecnologia BIM associada. “Esta tecnologia possui sistemas e softwares voltados para todas as fases do edifício, com a grande vantagem de unificação das informações em arquivos intercambiáveis entre os diversos participantes da cadeia AEC”, enfatiza. Como observado por Brentano, o processo BIM está evoluindo rapidamente, porém hoje o grande gargalo está na interoperabilidade da plataforma, a comunicação entre os diversos softwares disponíveis é o maior problema de manejo e gestão no BIM. Para Vazquez, o principal problema é a complexidade do software para implantação com as equipes dentro dos escritórios. “O que exige um período de adaptação para que os projetos atinjam o nível de informação desejado. A modelagem em BIM precisa de parâmetros bem definidos para que as informações não gerem problemas na etapa de execução da obra”, afirma. Segundo ele, outro problema é que ainda existem poucos profissionais de diferentes disciplinas que usam BIM para a total integração dos projetos com o gerenciamento. O gerente de projetos, qualidade, saúde e segurança do trabalho da Construtora Rotta Ely, Paulo Luiz ressalta que existem divergências entre os programas usados para modelar em BIM ocasionando assim, que a maioria dos escritórios utilize uma extensão de arquivo padrão, IFC. “O problema encontrado hoje é que nem todos


Segundo Luiz, a partir desta constatação, a Rotta Ely desenvolveu critérios próprios para recebimento dos arquivos. “A construtora, enquanto cliente deve deixar claro para as empresas responsáveis pelos projetos, o que ela deseja receber e o que ela deseja extrair de informações”, ressalta. Já positivamente, Luiz reforça que o BIM entrega uma serie de diferenciais com: Integração interdisciplinar de projetos; quando bem modelado, oferece grande banco de dados com informações completas dos elementos; integração entre os setores da empresa e o projeto pode ser compreendido, revisado e visualizado mais facilmente, o que ajuda a garantir mais precisão e avaliar alternativas para otimizar recursos e processos. “Há estudos que comprovam reduções na ordem de 40% dos erros de projetos e economia de mais de 30% com custos de plotagens de plantas”, completa.

TREINAMENTO E CURSOS De acordo com Brentano, hoje em dia existem inúmeros cursos presenciais e online para aprendizagem das plataformas e também muitos outros sobre a metodologia BIM que abrange os processos de projeto e que vão além do uso do software. “O Grupo de Trabalho BIM da AsBEA-RS coordena um projeto chamado Segunda BIM: mensalmente, promovemos um evento gratuito e aberto para a comunidade profissional do segmento com foco na discussão da implementação da tecnologia na rotina de trabalho. Através da exposição de cases, troca de experiências e networking,

bate-papos criativos compartilham conhecimento”, destaca. Vazquez salienta que o treinamento é feito pelas empresas que comercializam os softwares. “Devido à complexidade é importante uma atualização constante da equipe. Quando implantamos o ArchiCAD no escritório em 1998 precisei ir ao Uruguai para fazer o treinamento, pois haviam poucos representantes do software no Brasil”, ressalta. A incorporadora e construtora Melnick Even realiza workshops internos com as equipes interessadas para sanar dúvidas sobre a tecnologia BIM. “Em 2019 foi dado início a um projeto piloto de capacitação de obras para manipulação de ferramentas gratuitas de visualização desses modelos. É um caminho sem volta”, afirma o diretor técnico, Rubem Piccoli. Fátima reforça a importância do treinamento para que o projetista consiga aproveitar o máximo dos recursos oferecidos. “Dessa forma, além dos treinamentos modulares focados em alguns conjuntos de funções e interesse de nossos clientes, oferecemos atualizações a cada versão”,

Foto: Shutterstock

Para o diretor técnico da Construtora e In-

corporadora Melnick Even, Rubem Piccoli, ainda existe a necessidade de alinhar as premissas da modelagem entre os diversos projetistas e empresas. “Os objetivos com a modelagem variam de empresa para empresa. Além disso, existem limitações dos próprios softwares em relação à interoperabilidade dos arquivos gerados. Esses inconvenientes têm sido resolvidos através de intensa troca de ideias com projetistas e com fornecedores dessas plataformas, mas não é um item integralmente solucionado dentro do processo”, destaca.

TECNOLOGIA

os escritórios utilizam com maestria estes recursos. Em contrapartida, fora do Brasil, esta é a extensão de arquivo oficial e devido à quantidade de empresas que utilizam os sistemas BIM, os resultados estão mais consistentes”, afirma Luiz.

REVISTA CONSTRUSUL JULHO/AGOSTO 2019

55


TECNOLOGIA

informa. A Trimble Brasil investe em webinars gratuitos, workshops em universidades e associações, convênios com Governos Estaduais para fomento do BIM e participação em eventos. A Rotta Ely realizou um programa de treinamento de imersão de três semanas, focado na extração de informações do Modelo BIM e na padronização das informações por parte da Construtora. “Contratamos uma empresa renomada em BIM, a Projeta BIM, que treinou um time multidisciplinar de funcionários da Rotta Ely, que é o responsável pela implementação da ferramenta. Este time é formado por colaboradores de diversos setores da Construtora. Após a fase de treinamento do programa em si, o grupo de implementação, trabalhou na ferramenta criando conceitos, padronizações (tampletes, detalhes técnicos e etc.) e mandates (briefings)”, afirma o gerente de Projetos, Qualidade, Saúde e Segurança do Trabalho, Paulo Luz.

BIBLIOTECAS BIM

Foto: Melnick Even

Segundo o diretor da Lorenceto Engenharia, Danilo Lorenceto no início da utilização do BIM, peça por peça nos projetos o que

56

REVISTA CONSTRUSUL JULHO/AGOSTO 2019

levava muito tempo. Hoje, os fabricantes disponibilizam as informações através de bibliotecas de bases de dados de produtos e informações técnicas disponíveis para os projetistas e engenheiros que utilizam a tecnologia BIM. O coordenador da engenharia de produto da Soprano, Tiago Dalzochio afirma que a inclusão da Soprano na plataforma foi algo necessário e de grande valia, já que em 2021 será obrigatório nos projetos e construções brasileiras. Dalzochio explica que o software gera uma lista de material com os códigos de produto colocados no projeto, e o engenheiro/arquiteto unifica as instalações, sejam elas elétricas, hidráulicas ou estruturais. Fica mais fácil mitigar as possíveis falhas, que possam ocorrer nas especificações do material e traz mais qualidade e confiança nos projetos. A Mexichem Brasil lançou a biblioteca BIM para produtos Amanco este ano. Segundo o diretor Comercial da Mexichem Brasil, detentora da marca Amanco, Adriano Andrade, a biblioteca foi desenvolvida para atender uma demanda crescente do mercado, que busca por soluções capazes de reduzir o tempo de execução de projetos

e possíveis gastos extras. “Essa tecnologia permite que diferentes profissionais envolvidos em uma obra, como arquitetos, engenheiros e fornecedores, possam ter uma visão ampla sobre o projeto e evitem conflitos resultantes de possíveis mudanças ao longo de sua execução”, ressalta. O Grupo Saint-Gobain oferece serviços BIM e a biblioteca de objetos da Saint-Gobain. De acordo com o gerente de Engenharia e Produtos para Construção à Seco do Grupo Saint-Gobain, Douglas Meirelles, a oferta de serviços BIM da Saint-Gobain foi desenvolvida a partir de uma pesquisa de User Experience e utilizando a metodologia Design Thinking, com a colaboração de arquitetos, projetistas e outros profissionais da construção. “Cada objeto BIM apresenta todo o detalhamento técnico e característica de desempenho dos materiais e sistemas em termos de conforto térmico, acústico, resistência ao fogo ou ainda qualidade do ar interior”, afirma. As plataformas, as quais são disponibilizados os objetos BIM Saint-Gobain permitem o acesso fácil, intuitivo e interativo, pois permite o acesso de três diferentes formas. “No visualizador on-line, os usuários


Atualmente, a plataforma tem 410 objetos cadastrados, entre produtos e soluções adequadas a todas as regulamentações e normas do mercado nacional. Em 2015, ano de lançamento da iniciativa, eram 131 objetos disponíveis na biblioteca.

INCORPORADORAS E A VALORIZAÇÃO DO TEMPO A adaptação a tecnologia BIM demanda tempo e recursos financeiros as empresas. Segundo Vazquez, para construtoras e incorporadoras, a tecnologia permite investir melhor nas soluções escolhidas, pois podem ser medidas e orçadas previamente, o que simplifica alterações que se façam necessárias durante a execução, melhorando a gestão do tempo e cumprimento de prazos. “Com o BIM podemos facilmente testar os custos que as escolhas de materiais e soluções do projeto trazem para a edificação e gerar quantitativos para evitar desperdícios de materiais”. Já os para as empresas de arquitetura a simplificação do gerenciamento de projetos é o principal investimento. “No início da implantação o escritório gasta mais para se adaptar, porém com o tempo e a criação dos parâmetros a simplificação dos processos é imensa”, afirma. A Incorporadora e Construtora Melnick Even começou a utilizar tecnologia BIM há mais de três anos, modelando disciplinas para qualificar o processo de elabo-

ração de quantitativos para orçamentos. “A modelagem permite a visualização de interferências entre diferentes elementos de projetos de uma edificação, como por exemplo, a estrutura de concreto armado e as tubulações elétricas e hidrosanitárias, compatibilizando os elementos e antecipando prováveis problemas, auxiliando a atuar no projeto de forma preventiva. Além disso, quando adotadas as premissas corretas na modelagem, a orçamentação é assertiva e muito rápida”, ressalta o diretor técnico da Melnick Even, Rubem Piccoli. Alguns empreendimentos modelados no BIM pela Melnick Even são o GO, Artur 505 e Linked. “Como dificuldades podemos citar a necessidade de equipamentos com maior capacidade de armazenamento e processamento, infraestrutura de TI na empresa que permita a visualização e utilização dos modelos em reuniões, capacitação das equipes (escritório e obras), alinhamentos dos entregáveis com escritórios de projetos e investimento financeiro em infra”, destaca Piccoli. Segundo Piccoli, a tecnologia veio através do interesse de alguns de colaboradores pelo assunto. “Incentivamos sua aplicação e uso e criamos um projeto corporativo nosso para implantação do BIM na empresa. Houve também a sensibilização de nossos parceiros projetistas para a utilização da modelagem”, informa Piccoli. Para o gestor executivo de Projetos da MRV Engenharia, Flávio Paulino, a implantação do sistema contribuiu para a diminuição dos custos de projeto e obra. O engenheiro destaca que o BIM foi utilizado apenas em quatro obras da MRV, algumas ainda não concluídas, e por isso ainda não é possível divulgar um resultado em números, mas avalia que é notável a otimização do tempo e do processo. Uma dessas obras foi o Residencial Gemini. Alguns dos benefícios apontados pela

construtora foram: a integração entre projetistas e equipes; o tempo de projeto reduzido; a visualização facilitada, através do modelo 3D e planejamento 4D; maior compreensão dos projetos; facilidade na compatibilização dos projetos; visualização de tratamento de interferências; documentação consistente; extração de quantitativos e rastreabilidade; orçamento integrado ao modelo; planejamento integrado ao modelo; e a utilização do modelo como um As-Built (termo em inglês para “como construído”).

TECNOLOGIA

que buscam soluções para seus projetos poderão ter acesso a geometria, desempenho e todas as demais informações contidas no objeto, sem a necessidade de ter o download ou ter instalado em seu computador qualquer software paramétrico”, destaca Meirelles. Segundo ele, independente da forma de acesso, os objetos permitem total interoperabilidade, quantitativos precisos, acesso às informações atualizadas e consistentes, além de um modelo geométrico que permite excelente interação com o projeto e muita leveza.

De acordo com o gerente de Projetos, Qualidade, Saúde e Segurança do Trabalho da Rotta Ely, Paulo Luz, a implantação do BIM na construtora foi planejada em módulos com base num cronograma pré-estabelecido com início na contratação da ProjetaBIM que conduziu a implementação da ferramenta na empresa. “A utilização do BIM na Rotta Ely iniciou no final de 2018 em dois projetos: no Empreendimento Home Gallery e em outro empreendimento que será lançado em agosto de 2019. Mais três projetos estão sendo desenvolvidos em BIM neste momento na empresa”, afirma Luz. Para Luz, a maior dificuldade encontrada foi com a nova forma de pensar o cronograma de projeto. “Iniciamos o projeto com um cronograma padrão, pensado totalmente para um projeto em 2D e tivemos de adaptar e reformular prazos, para que atingíssemos os resultados esperados de qualidade e que não gerássemos retrabalhos aos projetistas”, ressalta. Luz explica que o ponto alto da compatibilização foi a visualização de incompatibilidades de forma mais “fácil”. “Conseguimos analisar e tomar decisões de forma rápida, pois visualmente todos entendem da mesma forma o problema. Além disso, percebemos situações que por muitas vezes, em uma compatibilização 2D não visualizaríamos com tanta facilidade”, destaca. REVISTA CONSTRUSUL JULHO/AGOSTO 2019

57


Foto: divulgação

ARTIGO

Por Márcio Aurélio de CarvalhoLopes Engenheiro de Segurança no Trabalho do SESI-RS

A IMPORTÂNCIA DA SEGURANÇA NO TRABALHO NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO A construção civil é um dos setores industriais mais antigos do mundo e uma engrenagem importante para o desenvolvimento de uma sociedade. No decorrer dos últimos séculos, as cidades transformaram-se no mais complexo objeto geográfico produzido pelo homem. No Brasil, a partir da década de 50, essa indústria passou a ter um papel de relevância econômica e social, em função da grande demanda criada pelo governo federal, com projetos em diversas áreas como habitação, energia, siderurgia, petróleo e transporte.Essa demanda fez com que o número de empresas de construção crescesse,aumentando vertiginosamente o número de pessoas empregadas na área. O setor da construção civil está entre os que mais demandam atenção em Segurança no Trabalho, ciência que estuda a implementação de uma série de medidas nos ambientes laborais, com o objetivo de torná-los mais seguros e saudáveis, tendo por princípio a promoção da segurança, saúde e bem-estar dos trabalhadores. No Brasil, a Segurança no Trabalho conta com as Normas Regulamentadoras (NR) – disposições complementares ao capítulo V da CLT, que consistem em obrigações, direitos e deveres a serem cumpridos por empregadores e trabalhadores, com o objetivo de garantir trabalho seguro e sadio, e assim prevenir a ocorrência de doenças e acidentes. O que também inclui a indústria da construção civil. A NR-18, por exemplo, destinada aesse setor, foi uma das 28 Normas Regulamentadoras publicadas pela Portaria n° 3214/78, sendo voltada para “Obras de Construção, Demolição e Reparos”, e sua primeira alteração ocorreu em 1983. Em abril de 2019, completou um ano de sua mais recen-

58

REVISTA CONSTRUSUL JULHO/AGOSTO 2019

te reformulação. Muitas empresas ainda precisam se adequar, principalmente, pelo fato de que, dentro de um canteiro de obras, os riscos da ocorrência de um acidente são consideravelmente maiores em comparação a outros setores industriais. Há situações de riscos de acidentes específicas. Entre elas, relacionadas à altura, “quedas de níveis”, principalmente, com o uso de andaimes suspensos e/ou atividades realizadas nas extremidades de pavimentos superiores ao térreo, sem a devida proteção; Eletricidade, com “choque elétrico”,por conta do contato direto dos trabalhadores com fios expostos e/ou problemas nas instalações elétricas; Uso de máquinas e ferramentas sem proteção, como falta de proteção em serras circulares de bancada, furadeiras, moto esmeril entre outros. Também é importante estar atento à queda de materiais, devido à movimentação por meio de elevadores de carga, guindastes e gruas;Escavações, em função da falta de projeto específico, escoramentos e acesso as áreas escavadas. Também podemos encontrar facilmente agentes ambientais, comopoeiras e ruído, que contribuem para o agravamento de problemas respiratórios e perda auditiva, respectivamente. A maioria dos acidentes e doenças ocupacionaisé causada pela falta ou falha de sinalização de risco no ambiente, ausência ou uso incorreto dos Equipamentos de Proteção Individual(EPIs), falta de Equipamentos de Proteção Coletiva(EPCs) e de treinamento em Segurança do Trabalho.O grande desafio de todas as empresas é o de desenvolver um processo de controle interno, de modo a prevenir acidentes e doenças ocupacionais, por meio da manutenção de um ambiente seguro.


28 a 31 JULHO

2020

FIERGS PORTO ALEGRE - RS

Terça a Sexta: 13h às 20h

O LUGAR IDEAL PARA

CONSTRUIR NEGÓCIOS

/construsul

/feiraconstrusul

Profile for suleventos

Revista Construsul - Ed. 80  

Há doze anos no mercado, a Revista Construsul é destinada às empresas anunciantes que desejam dar destaque aos seus produtos e apresentar a...

Revista Construsul - Ed. 80  

Há doze anos no mercado, a Revista Construsul é destinada às empresas anunciantes que desejam dar destaque aos seus produtos e apresentar a...

Advertisement