__MAIN_TEXT__

Page 16

Condomínio & Soluções

EM BUSCA DA Por Aleandro Reis

Viver em condomínio nunca foi fácil, a própria definição desse instituto – domínio de mais de uma pessoa simultaneamente de um determinado bem1 – já demonstra essa dificuldade, pois o ser humano procura ter a exclusividade de seus bens. Já diziam os romanos communio mater rixarum, ou seja, condomínio é a mãe das rixas. Essa afirmação nos traz a ideia de que viver em condomínio tem suas dificuldades, o que torna necessária a maximização dos esforços de todos os envolvidos com o objetivo de melhorar esse convívio. Sem aprofundar no assunto, é possível identificar dois grupos existentes dentro dessa sociedade: os que se omitem e os que procuram participar da gestão dessa. Se omitir nunca foi uma boa escolha, em qualquer aspecto da vida, pois aquele que toma essa postura se anula, perde oportunidade de viver novas experiências, de ser reconhecido, de adquirir respeito etc. Existem vários motivos para a falta de participação, principalmente em condomínios, dentre eles: o medo de ser ridicularizado, a falta de organização desse, desconhecer que faz parte de um grupo, desaprovar a forma de gestão do síndico, sentimento de inferioridade, esperar que os outros façam ou falem algo em seu lugar. A escolha pela omissão é prejudicial tanto para o condômino quanto para o condomínio, pois ambos podem não desenvolver certas áreas por causa dessa. Exemplificando: um morador inibido permanecerá nessa situação e não desenvolverá essa área de sua vida, já o condomínio pode perder a oportunidade de se utilizar de uma boa ideia, que poderá ajudar na gestão, pelo simples fato de este não a ter apresentado. A escolha pela participação tem duas faces, ambas decisivas, pois enquanto uma gera resultados positivos a outra gera resultados negativos. Não 1 Definição obtida por meio de consulta no site: https:// pt.wikipedia.org/wiki/Condom%C3%ADnio.

16

Revista on-line : www.condominioesolucoes.com.br

EXCELÊNCIA NO E NA

é questão de se ter oposição ou não, pois esta é importante e necessária para o desenvolvimento do convívio social, desde que seja realizada de forma responsável. O indivíduo que participa de forma negativa para o condomínio, geralmente procura manipular pessoas ou informações, dominar os outros, só consegue ver o lado negativo das coisas sem propor uma solução, age com extrema parcialidade (procurando privilegiar alguém em detrimento dos outros), autoritário, dentre outros. É importante destacar que essas atitudes podem ser encontra das tanto em moradores como em alguns síndicos, gerando um prejuízo para toda comunidade. Existe aquele que tem como objetivo participar de forma positiva procura agir com transparência

Ano V | Edição XV

Profile for Revista Condomínio & Soluções - Brasília-DF

Revista Condomínio & Soluções - Edição XV  

Revista voltada para o mundo condominial.

Revista Condomínio & Soluções - Edição XV  

Revista voltada para o mundo condominial.

Advertisement