Page 16

CONDOMÍNIO & SOLUÇÕES

O DESARMAR DOS ESPÍRITOS E A SEGURANÇA Por Marco Antônio dos Santos

C

hegamos ao início de mais um ano. Como sempre acontece nessas oportunidades, fazemos um balanço. Algumas coisas foram boas, senão ótimas, outras nem tanto. É a vida que o destino, imprevisível na maioria das coisas, mas não em segurança, nos reserva. Importante é não perder a esperança e construir nossos objetivos do tamanho dos sonhos que temos. Claro, desejamos coisas boas o tempo todo e nisso devemos colocar nossas preces e pedidos para 2014. O ano que terminou foi um período em que a sociedade, democraticamente, demonstrou a sua força em manifestações populares de vulto, em geral pacíficas, mas que acabaram revelando caráter violento quando grupos organizados de meliantes, com ideologias embrionárias ainda, passaram a agir no meio delas. As autoridades políticas de segurança pública, como em geral acontece, demonstraram despreparo em lidar com situações atípicas. Brasília não escapou do fenômeno e mesmo os índices de crimes comuns, como os chamados sequestros relâmpagos, os roubos e furtos em residências, as “saidinhas” de bancos e os dependentes químicos que nos assediam e ameaçam, a todo instante, nos muitos logradouros públicos do Plano Piloto ou das cidades-satélites, como exemplo, não orgulham uma das polícias mais bem remuneradas e equipadas do Brasil. É de se prever que os episódios acontecidos a partir de junho, logo no início da Copa das Confederações, possam se repetir em todo o país durante a Copa do Mundo, agravadas pelo cenário político eleitoral do ano que se inicia. Concomitantemente, aproveitando as oportunidades surgidas com o fluxo de torcedores estran16

geiros e nacionais, também a ação de bandidos comuns deve recrudescer, enquanto as autoridades parecem só pensar nas possibilidades de atentados terroristas. É factível prever as ocorrências de derrames de dinheiro falso; roubos e furtos de cartões bancários e de documentos diversos; intensificação dos tráficos de drogas e pessoas; ataques a turistas nacionais e estrangeiros e distúrbios de torcidas, associados ou não aos engarrafamentos, quedas nos serviços de telefonia e internet, colapso de alguns serviços públicos decorrentes de megaconcentrações de públicos em determinadas horas e locais. Brasília será uma das sedes da Copa e teremos que nos preparar para todas essas possibilidades. A sociedade e as autoridades não podem ser surpreendidas de novo. Mas, neste momento, o importante são as férias e o merecido descanso, como diz o velho chavão. As festas natalinas e de final de ano passaram, as famílias se reuniram, usufruíram da companhia de entes queridos, confraternizaram e, muito provavelmente, iniciaram ou continuaram as férias, prelúdio de um novo ano de trabalho. É tempo em que os espíritos se desarmam. Pensamos em coisas boas, relaxamos. Isso é natural e necessário. As pessoas são levadas como que a uma second life onde nada de mal pode atingi-las durante seu descanso. Mas, não é bem assim. Recentemente, um amigo, a título de comentário, teve seu cartão bancário clonado ao ser utilizado no caminho de Santiago de Compostela. Não há lugares absolutamente seguros em qualquer parte Revista on-line : www.condominioesolucoes.com.br

Profile for Revista Condomínio & Soluções - Brasília-DF

REVISTA CONDOMÍNIO & SOLUÇÕES - EDIÇÃO V  

Revista voltada para o mundo condominial, síndicos, prefeitos de quadras, administradores prediais no Distrito Federal e Entorno.

REVISTA CONDOMÍNIO & SOLUÇÕES - EDIÇÃO V  

Revista voltada para o mundo condominial, síndicos, prefeitos de quadras, administradores prediais no Distrito Federal e Entorno.

Advertisement