Page 10

Condomínio & Soluções

NBR 15.575:2013 Norma de Desempenho de Edificações No ano em que a Norma de Desempenho de Edificações NBR 15.575:2013 completa três anos, desde que entrou em vigor em julho de 2013, a Revista Condomínio e Soluções traz uma entrevista com o engenheiro civil Marco Aurélio de Oliveira, que é mestre em Acústica e Conforto Ambiental pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) e diretor geral da empresa Confortus Engenharia Acústica. Como o senhor vê o surgimento da norma de desempenho no mercado de construção civil em nosso país? - A entrada em vigor da NBR 15.575:2013 foi um momento importante para a construção civil brasileira, ao estabelecer um nível de desempenho mínimo para os elementos principais de qualquer edificação habitacional, no transcurso da vida útil do imóvel.

Ensaio Acústico de Ruído Aéreo em Sistema de Fachada

10

Quais os quesitos que devem ser atendidos com relação ao desempenho mínimo exigido pela norma? A NBR 15575:2013 prevê o atendimento de um padrão de qualidade construtivo em cinco sistemas, quais sejam: - Vedações: paredes internas e externas devem garantir a estanqueidade, isolamento acústico e conforto térmico. A norma apresenta os níveis internos de variação de temperatura obrigatórios de acordo com cada região climática brasileira. - Estrutura: a norma estabelece quais os critérios de estabilidade e resistência do imóvel, inclusive com métodos para determinar que tipos de impactos a estrutura pode aguentar sem apresentar falhas ou rachaduras. - Pisos: Tanto os sistemas de pisos internos quanto os externos estão normatizados no texto da NBR 15.575:2013. O sistema de piso é definido como a combinação de diversos elementos, como por exemplo o contrapiso, e não somente a camada de revestimento ou acabamento. O novo texto da norma também trouxe definições mais claras para coeficiente de atrito e resistência ao escorregamento. - Coberturas: Com relação a coberturas os principais requisitos tratam da reação ao fogo dos materiais de revestimento e acabamento e da resistência ao fogo do sistema de cobertura. - Sistemas hidrossanitários: Tal parte da norma está relacionada aos sistemas prediais de água fria e de água quente, de esgoto sanitário e ventilação, bem como sistemas prediais de águas pluviais. Conceitos como durabilidade dos sistemas, previsão e antecipação de critérios para a manutenção da edificação e suas partes, assim como o funcionamento dos sistemas hidrossanitários estão previstos também. Em consonância com as tendências atuais de reutilização de água, o texto Revista on-line : www.condominioesolucoes.com.br

Profile for Revista Condomínio & Soluções - Brasília-DF

REVISTA CONDOMÍNIO & SOLUÇÕES - EDIÇÃO XIII  

REVISTA CONDOMÍNIO & SOLUÇÕES - EDIÇÃO XIII - EDIÇÃO ESPECIAL EXPOCON BRASÍLIA 16 - REVISTA VOLTADA PARA O MUNDO CONDOMÍNIAL. BRASÍLIA. DIS...

REVISTA CONDOMÍNIO & SOLUÇÕES - EDIÇÃO XIII  

REVISTA CONDOMÍNIO & SOLUÇÕES - EDIÇÃO XIII - EDIÇÃO ESPECIAL EXPOCON BRASÍLIA 16 - REVISTA VOLTADA PARA O MUNDO CONDOMÍNIAL. BRASÍLIA. DIS...

Advertisement