{' '} {' '}
Limited time offer
SAVE % on your upgrade.

Page 4

CONDOMÍNIO & SOLUÇÕES

SINFONIA INACABADA

A

entre quadra 714/715 Norte é muito interessante.Tem de tudo: padaria, empresas de material de construção, imobiliária, segurança eletrônica, teatro, faculdade, Banco do Brasil, Caixa Econômica, pequenos hotéis, casa de festa infantil, três restaurantes, lavanderia, empresa de sonorização, centro de estudos de línguas, pet shop, farmácia, produtos orgânicos, do-in e acupuntura. Tem pelo menos três igrejas evangélicas e uma sapataria feminina para quem calça trinta e cinco. Tem o perfume da flor “dama da noite“ e à noite tem damas distribuindo perfumes. Tudo isso, em um raio de 200 metros do seu centro. Cinco pés de manga coquinho que, por sorte, pouca gente conhece. Isto tudo sendo observado por Francisco. Não o nosso novo Papa, mas São Francisco mesmo, com as suas aves, acompanhado pelo som dos sinos do campanário da sua igreja. Da música ninguém reclama. Tem samba, chorinho, sertanejo e rock. Tem até o som de uma buzina, imoral, de um morador inconformado com os outros sons. Harmoniosos, vivem em paz. Paz? Que nada. Além dos sons não se entenderem, agora a Secretaria de Saúde resolveu ampliar a diversidade da quadra ao instalar um Centro de Atenção Psicossocial – CAPS, instituição voltada para a assistência a dependentes químicos. Faltava essa, não é mesmo? Tinha de tudo. Mas, prestem bem atenção, a Secretaria resolveu alugar um espaço para atender aos dependentes químicos em uma entre quadra super populosa, com condomínios mistos de lojas e apartamentos, encrenca pura. Além de uma disputa acústica, as senhoras e os senhores, as crianças e até recém-nascidos vão ter de conviver diariamente com o problema. Parece que a Secretaria de 4

Saúde resolveu curar os meninos e meninas dependentes do crack e enlouquecer os moradores locais. Louvável a ação da Secretaria. É inadmissível vermos estes verdadeiros zumbis, de pés sujos, perambulando pela cidade. Assistirmos a tudo isto sem nada fazermos. Vermos adolescentes e adultos perdidos no mundo, quase sem volta, do crack. Parabéns para o Governo. O que é inadmissível também é que o responsável pelo suporte imobiliário da Secretaria não tenha observado a impropriedade do local para o referido fim. Nesta entre quadra moram pelo menos, mil pessoas. Nos casos dos dependentes químicos, há sempre o problema das crises de abstinência. Momentos que geram situações que somente os médicos e profissionais preparados sabem e podem lidar. Muito zum-zum-zum entre os moradores. As pessoas ainda não estão preocupadas com a motivação da Secretaria de Saúde em alugar um imóvel naquele local inadequado. Por enquanto, um abaixo-assinado rolou pela quadra. A comunidade já está mobilizada, tentando impedir a instalação do centro e pensando, também, em internar o cara da buzina. LEI DO SILÊNCIO N. 4.092/08. A Lei do silêncio trata como poluição sonora qualquer emissão de som que possa ser considerada nociva à saúde e ao bem-estar das pessoas. A regulamentação limita os níveis de intensidade do som para cada área da cidade. A lei proíbe o uso de carros de som em áreas residenciais. A multa para quem desrespeitar a norma pode variar de R$ 3 mil a R$ 20 mil. Quem descumprir a lei pode ser preso por crime de desobediência, caso insista em manter o volume do som acima do nível determinado para a sua região.

Revista on-line : www.condominioesolucoes.com.br

Profile for Revista Condomínio & Soluções - Brasília-DF

REVISTA CONDOMÍNIO & SOLUÇÕES - EDIÇÃO II  

Revista voltada para o mundo condominial, síndicos, prefeitos de quadras, administradores prediais no Distrito Federal e Entorno.

REVISTA CONDOMÍNIO & SOLUÇÕES - EDIÇÃO II  

Revista voltada para o mundo condominial, síndicos, prefeitos de quadras, administradores prediais no Distrito Federal e Entorno.

Advertisement