Page 24

PR AN EV UT EN EN TI ÇÃ VA O

M

Se a porta é de vidro, tem

no piso

A

maioria dos condomínios verticais, comerciais ou residenciais, grande parte dos hotéis, hospitais e embaixadas com uma ou mais portas de vidro, têm uma coisa em comum, a marca DORMA, nas molas hidráulicas, aéreas ou de piso. Outra coisa em comum é que toda vez que se deparam com o problema no seu mecanismo, “entram em parafuso”. Com o passar do tempo, esses mecanismos, como qualquer peça mecânica ou não, apresentam desgastes naturais. Ora pelo mau uso, ora pela falta de manutenção preventiva. Geralmente, o síndico ou administrador predial quando assume o cargo, nem imagina que logo ali na entrada, no piso sob a porta, ele pode confrontar-se com uma encrenca daquelas. A porta começou a fazer barulhos, escutam-se estalos quando a porta fecha ou abre: sinal de qualquer problema na mola hidráulica ou ferragens de sustentação. E agora, a quem procurar? A porta pode quebrar, trincar e desabar, machucar? Ninguém sabe responder com certeza. Você pode até ir a alguma vidraçaria, e alguém vai lhe indicar um montador, mas a certeza de um profissional com pleno conhecimento de manutenção, ninguém poderá indicar com total certeza. Por esse motivo fomos procurar a DORMA. Empresa que tem mais de 80% dos equipamentos (molas hidráulicas) instaladas nas portas em todo o Distrito Federal. É a marca líder mundial neste segmento, com tradição e qualidade. Descobrimos que existe, como no caso dos elevadores, contrato de manutenção para essas portas. Você sabia? Pois bem, o representante da DORMA no Centro-Oeste, Rinaldo Leite, conversou conosco: RCS: A marca Dorma mantém uma grande reputação mundial. O que a empresa faz para interagir mais com o usuário? AT-DF – Além da divulgação no segmento de arquitetura e distribuidores (ferragistas, vidraçarias, Home 24

Rinaldo Leite - Representante da Dorma - Centro-oeste

Center) mantém uma unidade de assistência técnica em Brasília e outra em Goiânia. RCS: O que os síndicos e administradores prediais podem esperar ao fazer um contrato de manutenção desse tipo? AT-DF – A mão de obra das AT’s (assistências técnicas) é qualificada pela fábrica e segue o padrão determinado pela engenharia e normas técnicas nacionais, portanto oferece um resultado de excelência. RCS: Umas das preocupações constantes de quem administra são sempre os custos. É caro, o contrato para um edifício que tenha, por exemplo, quatro portas com molas hidráulicas? AT-DF – Baratíssimo, principalmente a manutenção preventiva que gira em torno de dez por cento do valor do bem ao ano, o objetivo é o volume de contratos na região. RCS: No DF, a empresa está totalmente preparada para atender uma possível grande demanda? AT-DF – Sim, nossa empresa de Brasília é formada de cinco equipes de manutenção com gerenciamento técnico e duas equipes de orçamentos e logística. O atendimento é através de carros e motos.

Revista on-line : www.condominioesolucoes.com.br

Profile for Revista Condomínio & Soluções - Brasília-DF

REVISTA CONDOMÍNIO & SOLUÇÕES - EDIÇÃO II  

Revista voltada para o mundo condominial, síndicos, prefeitos de quadras, administradores prediais no Distrito Federal e Entorno.

REVISTA CONDOMÍNIO & SOLUÇÕES - EDIÇÃO II  

Revista voltada para o mundo condominial, síndicos, prefeitos de quadras, administradores prediais no Distrito Federal e Entorno.

Advertisement