__MAIN_TEXT__

Page 44

CONDOMÍNIO & SOLUÇÕES

Condomínio Real Paris Administração compartilhada

A gestão compartilhada é a maneira mais moderna e democrática encontrada pelos administradores do condomínio Real Paris.

O

condomínio Real Paris, em Águas Claras, é daquelas edificações, que não são tão novas, mas adentrou as modernidades dos condomínios/clube, composto de completa área de lazer. Possui 176 unidades em duas torres. 204 veículos e doze motocicletas. Disponibiliza em sua estrutura salão de festas, espaço gourmet, salão de festas infantil, playground, gazebo, duas churrasqueiras, brinquedoteca, salas de jogos, sauna, home cinema, piscina para adultos e piscina infantil, além da quadra de esportes. É tudo que um morador quer. Que nada! Para o gestor Wladimir Reis, que assumiu o condomínio no final do ano passado, vários projetos ainda serão implantados no Real. Muita coisa há de vir como a implantação de gerador de energia, aquecimento de piscina, padronização de películas das janelas, armários na garagem, entre outros. Wladimir Reis (síndico), Alexandre Soares (subsíndico), Giovani Dias (presidente do Conselho Fiscal), Marco Aurélio Baina (membro do Conselho Fiscal), além de promoverem o bem comum, optaram pela gestão compartilhada fortalecendo a inserção das crianças nas decisões e soluções do condomínio, por meio de assembleia mirim, que elegerá o seu síndico em breve. Para que nossos leitores conheçam como funciona essa gestão compartilhada, entrevistamos seus membros. 44

RCS: Todo mundo sabe que são muitas as atribuições do síndico. O que mais lhe preocupa na administração? Acredito que não só a mim, mas a todos os síndicos, o que mais nos preocupa é a inadimplência. Sabe-se que as taxas ordinárias são para custeio das despesas correntes do condomínio. Se alguns condôminos falham em suas obrigações, certamente faltarão recursos para cumprir com as obrigações. Tivemos um exemplo prático nos meses de dezembro/13 e janeiro/14, meses em que as pessoas viajam e deixam ou se esquecem de pagar o condomínio. Chegamos a implantar medidas de prevenção da inadimplência nesses meses antecipando os boletos de dezembro para novembro, de forma que o condômino pudesse agendar sua obrigação antes de viajar, mas mesmo assim nossa inadimplência chegou a índices de até 15%. Resultado: tivemos que renegociar prazos com alguns fornecedores para cumprir com os compromissos de despesas com pessoal e encargos sociais que dobram no final do ano. RCS: Cumprir e fazer cumprir o estipulado em convenção e fazer executar as diretrizes das assembleias dá muito trabalho? Sim, requer muita determinação. Não é fácil, por exemplo, ter que notificar e aplicar multa por desRevista on-line : www.condominioesolucoes.com.br

Profile for Revista Condomínio & Soluções - Brasília-DF

REVISTA CONDOMÍNIO & SOLUÇÕES - EDIÇÃO VI  

Revista voltada para o mundo condominial, síndicos, prefeitos de quadras, administradores prediais no Distrito Federal e Entorno.

REVISTA CONDOMÍNIO & SOLUÇÕES - EDIÇÃO VI  

Revista voltada para o mundo condominial, síndicos, prefeitos de quadras, administradores prediais no Distrito Federal e Entorno.

Advertisement