{' '} {' '}
Limited time offer
SAVE % on your upgrade.

Page 1

ANO I - EDIÇÃO I

RESTAURANDO UM PATRIMÔNIO HISTÓRICO Conheça mais sobre a obra que ressuscitou a memória deste edifício...

E MAIS...

ARQUITETOS SEM FRONTEIRA ENTREVISTAMOS O ARQUITETO INDIANO GURUPRASAND PANDIT

PROGRAMAS QUE INSPIRAM

UM PROGRAMA NOS EUA TRANSFORMA JOVENS EM LÍDERES SUSTENTÁVEIS

NÃO PERCA... TURISMO ARQUITETÔNICO BARCELONA EM FOCO

ARQUITETURA DE INTERIORES

ARQUITETA VIVIANN TRIELLI FALA SOBRE OS DESAFIOS DE UM PROJETO DE INTERIORES

PAISAGISMO

PALETES E PAISAGISMO PELA ENGª AGRÔNOMA GISELE RIBEIRO

ENGENHARIA

ESTRUTURAS METÁLICAS COM O ENG. CIVIL ROGÉRIO SQUARSADO JUNHO/JULHO 2015

R$ 15,00

1


ASEAA Associação Sul Mineira de Engenharia, Arquitetura e Agronomia de

Poços de Caldas

A

ASEAA (Associação Sul-Mineira de Engenharia, Arquitetura e Agronomia) é uma entidade sem fins lucrativos, tendo como seu principal objetivo representar os seus Associados nos assuntos de interesse da categoria. A ASEAA não pertence a nenhum partido político. Nossos interesses, opiniões e posições são meramente técnicos. Estamos atualmente estabelecidos na rua Tutóia nº 218, anexo ao prédio do CREA - Conselho Regional de Engenharia e Agronomia. Nossas reuniões são realizadas quinzenalmente, mas, quando a demanda aumenta, são convocadas reuniões extraordinárias. Estas reuniões estão abertas à participação de todos os Associados. Caso haja interesse em participar das reuniões, sinta-se convidado. Fique atento às ações e às programações da ASEAA. Não fique alheio às decisões, dê sugestões. Participe! Afinal de contas, você é um dos principais responsáveis pelo desenvolvimento sustentável de sua cidade. 2

ASEAA DIVULGA NOVA TABELA DE HONORÁRIOS Muito se discute hoje a respeito do valor cobrado em projetos de arquitetura e engenharia. Daí o interesse em relatar a importância de uma tabela de honorários para tais profissionais. Com a elaboração desta tabela, haverá um custo mínimo a ser cobrado para cada tipo de serviço a se prestar, com embasamentos legais e com o objetivo de contribuir para uma prestação mais justa, tanto para os clientes quanto para os profissionais. Com o estabelecimento de uma tabela de honorários profissionais, existirá uma referência para as negociações, orientação aos recém-formados e para tarefas específicas, além de possibilitar aos contratantes destes tipos de serviço, uma maior clareza e conhecimento sobre os custos dos mesmos. É com esse intuito que muito se discute hoje na ASEAA as diretrizes para esta elaboração. Acredita-se que o município será grandemente beneficiado com este referencial, proporcionando aos envolvidos um balizamento mais justo destas atividades. Atualmente é possível encontrar no mercado vários modelos de tabelas, baseados em índices como o CUB (Custo Unitário Básico de Construção), índice médio elaborado por estados,

de acordo com leis e normas técnicas, que são ajustados mensalmente pelos sindicatos da Indústria da Construção Civil. Este índice foi publicado pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) em 2006 e desde então vêm sofrendo alterações para a sua devida atualização, servindo, assim, de base para muitos cálculos, avaliações e contratos. Deste modo, a diretoria da ASEAA pretende, através da elaboração de um modelo a ser referenciado em assembleia, adotar valores mínimos para tais prestações, tomando como base tabelas de honorários já atuantes na região, como a do IMECMG (Instituto Mineiro de Engenharia Civil), a de Andradas-MG e a de São João da Boa Vista-SP. A ideia inicial é trabalhar com a média dos valores mencionados nas tabelas vigentes da região e ainda incorporar mais tipos de prestações de serviços, no intuito de agregar atividades atuantes no nosso mercado, ainda sem um padrão de valores. Este modelo será apresentado aos profissionais envolvidos, em assembleia, de forma a obtermos um modelo em acordo com as demais associações atuantes no setor da construção civil.


RETROSPECTIVA 2014 PALESTRAS DA ASSOCIAÇÃO NO ED. MANHATTAN REÚNEM MAIS DE 300 VISITANTES

ASEAA COBRA MUDANÇAS DO PLANEJAMENTO Nas questões de trabalho da ASEAA, realizamos várias reuniões com os Secretários de Planejamento para a discussão das leis e decretos vigentes. Em função do grande número de reclamações de nossos associados, a ASEAA foi solicitar alterações e se colocar à disposição para ajudar para que os problemas que atrapalham nosso dia a dia possam ser solucionados. EVENTOS DE CONFRATERNIZAÇÃO Sempre buscando a união dos profissionais associados, a ASEAA promoveu um almoço de confraternização de fim de ano, com Churrasco Fogo de Chão, na Associação Nipônica de Poços de Caldas. CICLO DE PALESTRAS DA ASEAA No dia 30 de setembro de 2014, teve início o ciclo de palestras promovido pela ASEAA. A palestra que inaugurou o evento teve como tema: “Critérios de análise e aprovação de projetos hidráulicos”, e foi ministrado pelo engenheiro Pedro Geraldo Ribeiro, funcionário do Departamento Municipal de Água e Esgoto (DMAE). Ele tratou de assuntos como o abastecimento de água e o destino dado aos efluentes coletados na cidade. Também foi dada ênfase sobre os projetos que dão entrada no departamento para aprovação, a documentação necessária e os critérios de avaliação. Depois dessas abordagens, houve um bate-papo com perguntas feitas pelos profissionais presentes.

No dia 1º de outubro de 2014 aconteceu a palestra sobre a importância da qualidade dos processos em benefício do cidadão, ministrada pelo Secretário da Secretaria Municipal de Planejamento, Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente, o Sr. Edalmo Porto Rangel, o qual foi assessorado pela equipe técnica da referida Secretaria composta pelos seguintes profissionais: Secretária Adjunta de Planejamento e Arquiteta Maria Laura Mattoli; a Diretora do Departamento de Desenvolvimento Urbano e Arquiteta Maria Carolina Nassif Mesquita de Paula; e o Coordenador da Divisão de Controle e Parcelamento do Uso do Solo e Arquiteto Lucas da Cunha Dias. No dia 02 de outubro de 2014 foi realizado o terceiro dia do “Ciclo de Palestras da ASEAA”, no qual foi abordado o tema “Influência do projeto de prevenção e combate a incêndios na concepção arquitetônica”, ministrada pelo Engenheiro Civil e Segurança do Trabalho Huander Junio Viana. No dia 03 de outubro de 2014, encerrando o ciclo de palestras, foi proferida a palestra sobre “Patologia das fundações”, ministrada pelo professor da PUC, o Msc. Ronald Savoi de Senna Junior. Além da participação de muitos engenheiros e arquitetos, houve também a participação de inúmeros estudantes das referidas áreas.3


CARTA DO EDITOR

SUMÁRIO INTERIORES POR VIVIANN TRIELLI 06 ENTENDA AS PROFISSÕES 08 PROGRAMAS QUE INSPIRAM - PHILLY EARTH 10 PAISAGISMO POR GISELE RIBEIRO 12 ARQ. AMERICANO: DANIEL LIBESKIND NO BRASIL 14 ENGENHARIA POR ROGERIO SQUARSADO 16 THE BACARRAT TOWER 19 ARQUITETOS DO MUNDO - FRANK LLOYD WRIGHT 20

G

ostaria de agradecer a todos os colaboradores, amigos e patrocinadores deste novo capítulo do nosso escritório. A revista Conceitos Arquitetura & Construções espera trazer ao leitor uma visão

ampla de nossos projetos, além de entrevistas e obras de outros arquitetos e profissionais, sejam eles locais, nacionais e até mesmo internacionais.

Sempre com muita informação na área de arquitetura,

COMUNICAÇÃO VISUAL E TECNOLOGIA 22

paisagismo e engenharia, queremos inspirar novos talentos, além

CONSTRUÇÕES A SECO - DRYWALL 25 / 47

de manter nossos leitores informados deste mundo fascinante

ARQUITETOS SEM FRONTEIRAS (ÍNDIA) 26

da construção civil, que é uma mistura de arte, tecnologia,

ONE TRADE CENTER POR ANNA O’BRIEN (NEW YORK) 33 PEX - CONHECENDO O SISTEMA 34 CAPA: RESTAURANDO UM PATRIMÔNIO HISTÓRICO 38 NOVOS TALENTOS EM DESTAQUE 45 TURISMO ARQUITETÔNICO - BARCELONA EM FOCO 48 TINTAS - TIPOS E APLICAÇÕES 51 VIDROS - ECOEFICIÊNCIA, SEGURANÇA E ESTÉTICA 55 ITENS QUE AGILIZAM SUA OBRA - KIT PORTA 59

técnica e inspiração.

Esperamos que tenham o mesmo prazer lendo nossos artigos, assim como nós tivemos ao desenvolver esta primeira edição da revista, que tem como objetivo ser referência na área da arquitetura e construção civil da nossa cidade e região.

Ao seu dispor,

COMO FUNCIONA? - AQUECEDOR SOLAR 63 PLACAS CIMENTÍCIAS 71 PELE DE VIDRO 73 ARQUITETURA E AÇO 74 PARTICIPANTES 77

4

Revisão Ortográfica: Prof. Ramiro Canedo

Arquiteto Rodrigo Pereira, LEED AP rodrigo@conceitos.arq.br

www.revistaconceitos.com.br


(35) 3713-1366 / (35) 3722-6565

contato@marmorariasuldeminas.com.br

Rua Três Corações, 62 - Chácara Alvorada Poços de Caldas - MG

GRANITOS MÁRMORES INDUSTRIALIZADO ONIX TRANSLUCIDO MÁRMORES EXOTICOS www.marmorariasuldeminas.com.br

5


Arquitetura Viviann Trielli Pereira Arquiteta e Urbanista Empresa: Conceitos Arq. & Const. Educação: PUC Minas - Ipog SP Anos de experiência: 10 Atuação: Projetos arquitetônicos de interiores, comerciais e residenciais Contato: (35) 3722-2500 Endereço: Rua Assis Figueiredo, nº 1.661 - Poços de Caldas Site: www.conceitos.arq.br

de Interiores e seus desafios

No mundo contemporâneo, humanizar ambientes através da arquitetura de interiores, com a valorização dos espaços, adequando-os à personalidade do usuário, tornou-se algo mais fácil e acessível. As pessoas buscam, tanto em seu ambiente de trabalho como no domiciliar, ambientes mais agradáveis, confortáveis, funcionais e bonitos, uma vez que a qualidade de vida delas depende da qualidade dos espaços que elas utilizam. Foi a partir dessa nova forma de pensar que a humanização ganhou força. Humanizar um ambiente é como resgatar a importância das questões emocionais presentes em todo relacionamento humano. É ter consciência de que a pessoa que utiliza o espaço é a peça fundamental na definição de como o ambiente dever ser. Assim, humanizar um ambiente é qualificar o espaço construído, no intuito de promover ao homem o conforto físico e psicológico necessário para a realização de suas atividades. E é exatamente isso que a arquitetura de interiores tem buscado representar na vida das pessoas. Como grande importância é dada à qualidade de vida, seja na área da saúde, da cultura e por que não, na área da arquitetura, toda a informação que atualmente rodeia a sociedade busca orientá-la quanto à melhoria da saúde física e mental. E por tal pensamento, estar presente na mentalidade das pessoas desta geração é que a arquitetura de interiores tem adquirido cada vez mais espaço na vida delas. Felizmente, sua importância tem se deslocado da atuação apenas em uma camada elitizada e tornado cada vez mais procurado. O projeto de interiores valoriza os ambientes, gerando conforto a seus usuários e buscando sempre soluções criativas e novas técnicas, no intuito de promover esta tão requisitada qualidade de vida que a sociedade contemporânea tanto vem se preocupando. Mais fácil será o planejamento de espaços que proporcionem ao usuário qualidade ambiental e qualidade de vida.

6


Imagem: Ricardo

A cor, sendo uma informação visual, é um elemento que atua como um desses estímulos, modificando o humor e a motivação do indivíduo. Ela reflete sobre a pessoa uma ação de impressionar (impressiona a retina), de expressar (provoca emoções) e de construir (linguagem que comunica com ideias). Então, determinar o impacto das cores do ambiente sobre o indivíduo pode ser útil para o projeto de arquitetura de interiores. Ou seja, uma das funções da cor é satisfazer as necessidades de um local confortável, e outra é a de ser capaz de torná-lo mais eficiente, o que pode ser aplicado diretamente no desempenho dos indivíduos em locais que requerem tal preocupação, como cozinhas, escritórios e outros ambientes residenciais, com foco na realização de tarefas mais específicas. Assim, adequar o perfil do cliente, a sua rotina de vida e, é claro, o seu gosto particular ao espaço a ser humanizado tornou-se um desafio rodeado de ciências, hoje comprovadas, ao profissional da arquitetura. A arquitetura de interiores não se trata apenas de uma profissão, de um trabalho, de uma disciplina e sim de uma ferramenta capaz de tornar tudo mais confortável, útil e alegre, através da aplicação adequada de sistemas previamente analisados. Através desta, espaços tristes e sem vida se tornam alegres; espaços sem acessibilidade se tornam acessíveis; e não para nisso, o efeito que a estética desta “ferramenta” causa vai muito além do conforto material, atinge a espiritualidade, o emocional de cada usuário. Por isso, ser arquiteto é muito mais do que mais um trabalhador, é lidar com sonhos, com símbolos de conquista, com sentimentos e sensações. Para se tornar um arquiteto, então, não basta adquirir os conhecimentos técnicos, é preciso somar a isto o lado humano e social, é preciso entender, saber interpretar e absorver a necessidade e expectativa de cada usuário do espaço a ser criado, sempre com muito respeito e consciência ambiental. Ser arquiteto é ter a consciência do poder de transformar vidas, comunidades, sociedades, enfim, é ter responsabilidade social e exercê-la! Portanto, que tal permitir que seu espaço tenha a sua personalidade sem deixar que a funcionalidade, a otimização, as inovações do mercado e o conforto tão merecidos façam parte deste desejo? Vamos projetar!

Suíte do casal do empreendimento Efficient Ville Downtown

7


CREA

ENTENDA

Engenharia O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Minas Gerais (Crea-Minas) é uma autarquia federal que regulamenta e fiscaliza o exercício dos profissionais de engenharia, agronomia, geologia, geografia e meteorologia. Ao longo de seus mais de 75 anos, o Crea-Minas, no cumprimento de sua missão, vem garantindo mercado de trabalho aos profissionais legalmente habilitados, impedindo a atuação de leigos. Para a sociedade, isso significa segurança e qualidade nos serviços prestados. O Conselho tem, como instância máxima, um plenário composto por representantes de entidades de classe e instituições de ensino. Missão: Defender os interesses sociais e humanos, promovendo a valorização profissional, o desenvolvimento sustentável e a excelência do exercício das atividades profissionais. Visão: Ser referência no atendimento ao público, na fiscalização e na valorização das profissões tecnológicas, reconhecido pelos profissionais, empresas, instituições de ensino, entidades de classe e sociedade. A unidade de Poços de Caldas atende de 08h30 às 17h, e está atualmente situada na rua Tutóia, nº 218, bairro Jardim dos Estados. (35) 3712.8829 8

A formação do engenheiro civil o habilita a atuar em cinco grandes áreas: construção, estruturas, geotécnica, hidráulica e saneamento e transportes. Ele é o profissional responsável por calcular, construir, operar e manter edificações, meios de transporte, equipamentos urbanos e obras de aproveitamento energético, saneamento e segurança ambiental. Construção urbana - O engenheiro civil nesta área pode construir e reformar grandes edifícios e grandes instalações na área urbana, como estádios, shopping centers, aeroportos, locais históricos e outros edifícios de grande porte, com grande fluxo de pessoas. Estruturas e Fundações - Este profissional de engenharia tem como função projetar estruturas e fundações com madeira, aço, concreto, que dão apoio às construções. Somente ele possui o conhecimento técnico para calcular estes tipos de estruturas de forma adequada e segura. Gerência de recursos prediais - Este profissional tem o dever de manter em ordem a infraestrutura de construções, deve prezar e fiscalizar o padrão de qualidade, e como cada espaço será utilizado após sua construção. Hidráulica e recursos hídricos - São profissionais que têm como função projetar, executar e gerenciar qualquer obra que envolva barragens, canais, reservatórios, sistemas de irrigação, drenagem ou obras costeiras. Geralmente trabalham junto de um engenheiro ambiental para não causar danos no meio ambiente, ao executar as obras. Infraestrutura - O profissional desta área tem como função a projeção e construção de obras, como rodovias, ferrovias, portos, metrôs, túneis e viadutos. Saneamento - São profissionais que geralmente trabalham em projetos de estruturas municipais e estaduais, como a elaboração de locais com saneamento básico, como rede de captação e distribuição de água e estação de tratamento de esgoto. Fonte: Portal Educação


AS PROFISSÕES

CAU

Arquitetura O arquiteto é o profissional que cuida do hábitat humano. Ele planeja desde o habitar mínimo – a unidade residencial – até a cidade. Cuida de todos os aspectos que envolvem a convivência na cidade. Suas principais áreas de atuação são: Planejamento da cidade, da região ou do bairro - Engloba transportes, saneamento básico e criação de conjuntos habitacionais. O profissional lida com legislação e tem forte atuação política. Projeto - Projeção de edifícios, tendo em vista a funcionalidade, a estética e a técnica. Tecnologia de construção - Pesquisa e escolha de materiais e de técnicas de construção, melhorando, por exemplo, o aproveitamento da luz e a climatização do ambiente. O conhecimento desse profissional é fundamental para a redução dos gastos de energia elétrica (iluminação, ar-condicionado). Preservação do patrimônio - Especialização no conhecimento de técnicas e materiais de restauro, sempre com a preocupação de não danificar as características originais dos edifícios históricos. Paisagismo - Projeto de espaços públicos e áreas livres, como praças, parques e bosques, ou ainda de fachadas e jardins residenciais em áreas particulares. A preocupação é com a composição estética da paisagem, combinada com a arquitetura. Arquitetura de interiores - Interferência na estrutura interna de uma construção. Numa empresa, o profissional organiza o espaço interno, interferindo na produtividade e na qualidade do local de trabalho. Fonte: Folha de S.P.

Depois de 50 anos de luta, arquitetos e urbanistas agora têm um Conselho próprio. O Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil – CAU/BR e os Conselhos de Arquitetura e Urbanismo dos Estados e do Distrito Federal – CAU/UF foram criados com a Lei nº 12.378 de 31 de dezembro de 2010, que regulamenta o exercício da Arquitetura e Urbanismo no país. Uma conquista histórica para a categoria, que significa maior autonomia e representatividade para a profissão. Autarquias dotadas de personalidade jurídica de direito público, o CAU possui a função de “orientar, disciplinar e fiscalizar o exercício da profissão de arquitetura e urbanismo, zelar pela fiel observância dos princípios de ética e disciplina da classe em todo o território nacional, bem como pugnar pelo aperfeiçoamento do exercício da arquitetura e urbanismo” (§ 1º do Art. 24º da Lei 12.378/2010). A unidade de Poços de Caldas está atualmente situada na rua Assis Figueiredo, nº 46, loja 4, Centro. Para contato, (35) 3721-2071 - (35) 37217845 e atendimento.pocosdecaldas@caumg. gov.br. 9


P

ROGRAMAS QUE INSPIRAM

Philly Earth Local: Philadelphia - EUA Site:www.phillyearth.org Diretor: Jon Hopkins

CUIDANDO DO PLANETA Enquanto buscava programas que mostrassem o melhor lado do ser humano para compartilhar com meus leitores, me lembrei de um velho amigo que conheci quando estudava sustentabilidade na Philadelphia, o Jon Hopkins. Encontrei o telefone dele na minha agenda e torci para que o número ainda fosse o mesmo... Para a minha felicidade ele atendeu, como sempre muito receptivo e muito surpreso ao receber uma ligação do Brasil. Após colocarmos a conversa em dia, ele falou sobre o programa no qual é o diretor, o Philly Earth. O programa tem por objetivo incentivar jovens e crianças a buscarem soluções sustentáveis para o dia a dia. Após nossa conversa, perguntei quando ele viria ao Brasil? Para minha surpresa, esta visita pode ser mais cedo do que imaginava. Jon me disse que estão tentando viabilizar para que pudessem vir ao Rio de Janeiro ensinar às comunidades carentes os mesmos princípios que ele e seus associados têm com muito sucesso implementado na Philadelphia... Rodrigo Pereira

CUIDANDO DAS PESSOAS

“O programa procura promover uma coexistência sustentável entre o homem e seu ambiente natural, onde a dependência dos combustíveis fósseis é minimizada, e a diversidade e estabilidade do nosso ambiente é protegido por meio de programas de juventude educacionais, focados em Permacultura e tecnologias apropriadas que permitam às crianças e adolescentes a se tornarem líderes de suas comunidades em sustentabilidade.” Philly Earth Jon Hopkins e Mikal Watson

ESTUDANTES APRENDENDO A COLETAR E REUTILIZAR ÁGUA DA CHUVA. 10

PARCELA JUSTA


Estufa para plantas e Galinheiro Aplicando os princípios da Permacultura, estudantes do Philly Earth trabalharam duro para construir esta estufagalinheiro. Toda a estrutura foi construída utilizando materiais encontrados no ambiente urbano. Isto inclui materiais como pneus desgastados, preenchimento de concreto, garrafas, latas e papel picado. Estes materiais constituem 80% dos materiais utilizados no total.

“UM PROGRAMA QUE INCENTIVA OS JOVENS A SE TORNAREM LÍDERES DE SUAS COMUNIDADES EM SUSTENTABILIDADE”

Aprendendo a cozinhar com o sol.... Na nova oficina de tecnologias sustentáveis, os alunos do Philly Earth aprendem as restrições de design para os fornos solares e como construir um a partir de materiais reciclados.

Você sabia.... O cozimento solar é a maneira mais simples, mais segura e mais conveniente para cozinhar alimentos sem consumir combustíveis ou aquecer a cozinha. Muitas pessoas optam pelo cozimento solar por estas razões. Mas para centenas de milhões de pessoas ao redor do mundo que cozinham em fogueiras alimentadas por madeira ou esterco, e que andam por quilômetros para coletar madeira ou gastam muito dos seus rendimentos, comprando combustíveis, o cozimento solar é mais do que uma escolha, é uma bênção. Há inúmeras razões para cozinhar com recursos naturais. Fotos: phillyearth.org

11


PAISAGISMO

JARDIM & PALETES

Gisele ribeiro

Engenheira agrônoma Empresa: Conceitos Arq. & Const. Educação: Manuel Carlos Gonçalves - Espírito Santo do Pinhal Anos de experiência: 12 Atuação: Paisagismo e execução. Contato: (35) 9900-7236 Endereço: Rua Assis Figueiredo, nº 1.661 - Poços de Caldas Site: www.conceitos.arq.br

Com o palete em mãos, seguimos para saber qual será a utilização desse jardim. Primeiramente devemos escolher as plantas apropriadas, seguindo as regras de luminosidade e porte, ou seja, cada espécie tem uma necessidade própria. Algumas gostam de muita luz, outras vivem melhor no escuro. Com relação ao porte, cuidado com a escolha, pois pode não dar o efeito que se é esperado, ficando grande ou pequena demais. Feito isto, podemos soltar a criatividade na disposição dos paletes na sua parede, além de ter a opção de lixálos ou pintá-los, enfim, criar um paisagismo com o seu toque pessoal.

Imagem: acasadeviver

Para se ter um jardim, não é necessário utilizar plantas de modismo ou um espaço grande de terra e sim plantas escolhidas de acordo com orientação paisagística e colocadas em harmonia de espécie e luminosidade, ou seja, de acordo com o ambiente escolhido.

Imagem: papelpanela

Nessa edição, as dicas são para pequenos espaços, com a criação de um paisagismo vertical e, com isso, a obtenção do aconchego esperado! Assim como na foto ao lado, os paletes de madeira podem ser fixados na parede, formando um revestimento na vertical. Uma opção é intercalá-los com caixas de madeira, criando assim movimento e harmonia visual. Nestas é possível instalar vasos plásticos com flores, sempre observando a escolha correta da espécie para que as mesmas possam se desenvolver melhor e, com isto, ter uma manutenção menor e longevidade.

12

Outra dica com relação ao aproveitamento dos paletes seria formular o desenho desejado em sua parede e fixar, nos intervalos, vasos de cerâmica que você pode estar dando seu estilo com pintura e mosaicos. Sempre lembrando para quem gosta de plantas, as regras são indispensáveis para se ter um bom e duradouro jardim. Também, além da beleza, podemos aguçar os nossos sentidos misturando os temperos de uma horta no seu paisagismo, trazendo: olfato, tato, visão e paladar. Assim levamos a beleza das plantas para nossa vida. Sugestões: Flores; Kalanchoe; Manjericão


13


ARQ. AMERICANO DANIEL LIBESKIND NO BRASIL O edifício Vitra é a primeira parceria entre Pablo Slemenson e Daniel Libeskind. Trata-se de um luxuoso projeto residencial de 14 apartamentos, onde cada um ocupa um pavimento inteiro com planta única. O apartamento de cobertura ocupa dois andares e uma piscina privativa a céu aberto. O design ousado do edifício é multifacetado como uma pedra preciosa. As varandas de vidro com jardins verdes se alternam com as fachadas lisas do edifício. O edifício encontrase vizinho a algumas das principais vias da cidade, que dão acesso aos conhecidos parques Do Povo e Ibirapuera. Recém-inaugurado, o primeiro projeto residencial do arquiteto americano Daniel Libeskind na América do Sul carrega um conceito de arquitetura de impacto, inovação e design. O empreendimento desenvolvido pela JHSF tem como elemento principal o vidro, que ressalta as formas da torre única e valoriza a luminosidade. De acordo com a JHSF, o empreendimento adotou práticas sustentáveis desde a sua criação. Foram implantados sistema de captação e reúso de águas pluviais, placas solares de aquecimento de água, ar-condicionado e elevadores com materiais que contribuem para a redução do consumo de energia, sistema de gerenciamento inteligente de edifícios e de gestão otimizada de resíduos no canteiro de obras. Além disso, a utilização de vidros reflexivos eficientes Low Emissivity Glass (Low E) impede a transferência de temperatura entre dois ambientes, garantindo aos moradores maior conforto térmico em um edifício, caracterizado pelo uso intenso do vidro. “Quis contribuir para a arquitetura brasileira. Muitos arquitetos brasileiros, não apenas Oscar Niemeyer, me inspiraram em minha carreira. Com o Vitra, quero contribuir com a paisagem urbana de São Paulo, com sustentabilidade e com novas tecnologias”, disse Daniel Libeskind em videoconferência com jornalistas durante a inauguração. A obra contou com apoio local do escritório de Pablo Slemenson, e a decoração do edifício foi feita pelo arquiteto Dado Castello Branco, que investiu em obras consagradas como a peça “Ultramar intervalo”, do artista carioca José Bechara. As obras de Daniel Libeskind são facilmente reconhecíveis pelas formas angulares e planos que se interseccionam. Com formação em música, Libeskind recebeu seu diploma em arquitetura pela Cooper Union em 1970 e fez sua pós-graduação em História e Teoria da Arquitetura na School of Comparative Studies da Essex University. Abriu seu escritório na Alemanha, após vencer a competição internacional de 1989 para projetar o Museu Judaico em Berlim, que é a sua mais famosa obra.

Imagem: www.au.pini.com.br

14

Fonte: archdaily


Aço

inox na construção civil

Arquitetos, engenheiros, designers e demais especificadores estão aproveitando cada vez mais as vantagens oferecidas pela singular combinação das propriedades do aço inoxidável com a arquitetura e construção civil. Solução ideal para fachadas, coberturas, janelas, portas, entradas de edifícios, corrimãos, guarda-corpos, mobiliário urbano, decoração de interiores, entre outros, o inox agrega valor às construções a partir de suas propriedades mecânicas e estéticas. A resistência à corrosão, ao fogo e a grandes impactos é comprovadamente superior em comparação com outros metais. Além disso, o inox oferece uma gama variada de acabamentos, o que resulta em maior qualidade estética dos empreendimentos, requer baixa manutenção e apresenta alta durabilidade e versatilidade de formas, podendo atender às exigências personalizadas de projetos.

SERCAR LCS MANUTENÇÃO IND. LTDA R: ANTONIO BORTOLAN, 80 POÇOS DE CALDAS - (35) 3712-3562 WWW.SERCARINOX.COM.BR

APLICAÇÕES E CONSERVAÇÃO

CUSTO X BENEFÍCIO

“Projetos

O mercado também criou conceitos e dogmas que rotulam os produtos inox com falsas afirmações e mitos que representam o principal impedimento para o seu crescente desempenho. Muitas vezes o produto é associado a alto custo, fazendo com que acreditem ser um material financeiramente inviável.

medida

O aço inox frequentemente era reservado para aplicações de prestígio. Hoje, ele se tornou uma prática competitiva e uma efetiva solução para muitos problemas específicos na arquitetura e construção. Disponível em diferentes formatos (chapas, bobinas, tiras, tubos e blanques), o inox permite criações arrojadas, aliadas à grande variedade de acabamentos, desde o fosco até o espelhado. Também é resistente a pichações, pois garante a remoção de qualquer tipo de produto com removedores adequados ou simples lavagem.

desenvolvidos

para

que

seja

sob único

Design, Funcionalidade, Requinte e Sofisticação.” em

Na verdade, trata-se de uma análise errônea, que não leva em consideração a relação custo/beneficio do produto. Quando todos os custos ao longo do ciclo de vida da obra são considerados, o aço inoxidável é seguramente a opção de material mais viável economicamente.

A durabilidade ao longo do tempo e os menores preços de manutenção, quando comparados aos materiais alternativos, são os fatores decisivos para que o Já as propriedades mecânicas do aço valor inicial seja diluído, assegurando a viabilidade inoxidável permitem a utilização econômica do projeto. de espessuras mais finas, com a consequente redução de peso da Os aços inoxidáveis, pela sua comprovada construção sem comprometer a performance, são capazes de atender a estes requisitos. resistência e criando substanciais A experiência mostra que frequentemente os custos de reduções de custo, aumentando a manutenção e custos associados superam largamente sua competitividade em relação a os custos iniciais do material. Fonte: Assessoria de Imprensa Núcleo Inox materiais alternativos.

* CONSTRUÇÃO CIVIL * DECORAÇÃO * INDÚSTRIA QUÍMICA/ FARMACÊUTICA * INDÚSTRIA ALIMENTÍCIA * HOSPITAIS E LABORATÓRIOS * COZINHA INDUSTRIAL

15


ENGENHARIA Nesta edição o Eng. Rogério avalia dois casos Estrutura Metálica e Concreto Armado.

Estrutura Metálica Mista Vs Concreto Armado

Rogério Squarsado Engenheiro Civil Empresa: Conceitos Arq. & Const. Educação: PUC Minas Anos de experiência: 15 Atuação: Projetos estruturais, hidráulicos e obras. Contato: (35) 9107-6450 Endereço: Rua Assis Figueiredo, nº 1.661 - Poços de Caldas Site: www.conceitos.arq.br

total, de acordo com a empresa , o custo de obra ficou apenas 5% mais caro que o sistema convencional. O investidor ganhou na locação e venda antecipando o retorno de capital.

No

16

que comparam vantagens entre

N

este caso especifico, o prazo de execução e custos indiretos são critérios determinantes na comparação dos sistemas, que neste caso foi a estrutura metálica mista em vez da convencional estrutura de concreto armado. O sistema construtivo ajudou a empresa a enfrentar os gargalos da falta de mão de obra qualificada, por demandar menos operários em canteiro e também por ter menor prazo de execução. O responsável também destaca que a estrutura metálica mista permitiu um maior domínio no custo de execução e menor geração de resíduos. “Estamos convictos de que o uso de novas tecnologias construtivas é um importante aliado na superação dos problemas existentes no mercado da construção civil”.

A

solução possibilitou executar 25.160 m² de lajes em apenas cinco meses, assim como os 20 pavimentos do edifício. Esse prazo enxuto levou a uma redução de até 20% nos custos indiretos da obra em relação ao sistema convencional. Outro ganho financeiro veio da Área terreno 4.400 m² fundação. Como houve diminuição do peso próprio da Área construída 23.714 m² estrutura, foi possível alterar a metodologia de estaca escavada para estaca hélice contínua e reduzir os custos Pavimentos 20 em até 25%, de acordo com a empresa. Os equipamentos de apoio como gruas e guindastes passam a ser determinantes na cadeia produtiva, devendo ser locados e geridos de forma criteriosa pela construtora. Com isso, apesar do sistema escolhido ser mais caro do que o convencional, ao considerar todos os custos indiretos, este se mostrou vantajoso para a construtora, pois reduziu prazo de execução e demandou menos mão de obra. No total, de acordo com a empresa, o custo de obra ficou apenas 5% mais caro que o sistema convencional. O investidor ganhou locação ou venda antecipando o retorno de capital.


QUAL TIPO DE ESTRUTURA UTILIZAR?

Concreto Armado X Estrutura Metálica e Steel Deck

A

CONCLUSÃO

Terreno 3.850 m² Construção 11.206,66 m² Pavimentos 12

Comparando os dois estudos, pode-se concluir nestes casos que a estrutura metálica, muitas vezes, é mais onerosa. Porém, mesmo quando é mais cara, sendo analisado juntamente com outros fatores como segurança na execução, rapidez e racionalização do sistema e menor quantidade de mão de obra, pode ter o custo/benefício ideal. Já a estrutura de concreto se mostra com custo mais baixo, porém hoje o mercado está com dificuldade de mão de obra especializada e o prazo de execução é mais demorado.

dúvida era qual estrutura utilizar nessa área tão crítica do terreno. Por isso, foi feito um comparativo de custos entre estrutura convencional de Concreto Armado e Estrutura Metálica e Steel Deck. Além dos custos, a comparação também considerou fatores como segurança na execução, tempo de construção e mão de obra. Assim, mesmo com diferença de 11% no custo entre as duas opções, a construtora optou pela mais cara, a estrutura metálica. O engenheiro responsável pela obra explica que no caso do concreto armado, a concretagem possui várias etapas e exige, por exemplo, montagem de andaimes, que pode colocar em risco a segurança dos operários, devido à topografia da área.

O

Fonte e imagens: construcaomercado.pini

A viabilidade dos sistemas estruturais deve ser avaliada pelo negócio como um todo e não somente sob a ótica da engenharia. São muitos os fatores que podem ser determinantes para escolha do tipo de estrutura e o sucesso do empreendimento.

A

viabilidade dos sistemas estruturais deve ser avaliada como um todo e não somente sob a ótica da engenharia .

tempo de execução também foi fundamental, considerando a quantidade de etapas que a estrutura convencional exige. O prazo poderia aumentar em mais de um mês. Há também a questão das intempéries e a logística, pois o terreno está localizado numa área de restrição de trânsito de caminhões. Vale salientar que o prédio foi construído com estrutura convencional de concreto armado. A estrutura metálica, analisada no comparativo, será utilizada apenas da região mais baixa do terreno até o nível do quarto subsolo. Nesse trecho, a altura máxima atinge 15 m. Trata-se, portanto, de um esqueleto de estrutura metálica abaixo do prédio, ocupando aproximadamente 40% da área do pavimento. A fundação de todo o empreendimento será executada com perfis metálicos cravados. A laje do quarto subsolo será de Steel Deck e, a partir desse pavimento, a estrutura sobe toda em concreto armado.

É bom lembrar que existem muitos outros sistemas a serem utilizados e muitas vezes pode ser feita a combinação entre eles para a melhoria do fator custo/benefício. 17


Rua Oswaldo Benedicto Bertozzi, 245 - Jardim Philadelphia Poรงos de Caldas - MG (35) 3713-1631 - vendas1@vidracariaarcoiris.com

18


THE BACCARAT TOWER

Projetado pelo escritório americano de arquitetura SOM, o edifício Baccarat é a mais nova torre que complementa a incrível paisagem urbana de New York. O edifício de uso misto está localizado na rua 53 com a Quinta Avenida, em frente ao Museu de Arte Moderna (MoMA). O programa consiste em condomínios exclusivos, um hotel de luxo, e uma biblioteca pública. Os componentes residenciais e hotel da torre localizados sobre as elevações leste e oeste são acompanhadas por uma estrutura sólida, ficando as mesmas em contraste com a abertura e transparência das fachadas norte e sul. A torre possui vistas deslumbrantes sobre pontos de interesse em Nova York, como o Central Park e o Empire State Building. Apesar de tudo, o edifício atraiu críticas quando os planos foram revelados pela primeira vez. Os temores eram de que ele poderia criar um precedente que acabaria levando sombra e escurecendo ruas laterais da cidade. Fonte e imagens: som

RUA 53 COM QUINTA AVENIDA - NEW YORK 19


ARQUITETOS DO MUNDO

Empresa: Conceitos Arq. & Const. Educação: PUC - MG Atuação: Projetos Arquitetônicos e de Interiores Contato: (35) 3722-2500 Endereço: Rua Assis Figueiredo, nº 1.661 - Poços de Caldas Site: www.conceitos.arq.br

Casa

da Cascata

Inspirador de muitas gerações de arquitetos, Frank Lloyd também foi designer de interiores, escritor e educador. Seus projetos eram impulsionados pelo desejo de nutrir a vida de seus ocupantes, e acreditava que a arquitetura deveria ser “orgânica”, estar em plena harmonia consigo mesma e com os elementos à sua volta, desenvolvendo-se da forma mais natural possível.

Imagem: tsutpen.blogspot

Nathalia Godoy Arquiteta e Urbanista

Frank Lloyd Wright (8 de junho de 1867 - 9 de abril de 1959) foi um dos mais importantes arquitetos do século XX, obtendo maior reconhecimento por seu papel no desenvolvimento do estilo arquitetônico do modernismo. Nascido na cidade agrícola de Richland Center, em Wisconsin, nos Estados Unidos, a carreira de Wright começou nos escritórios de arquitetura de Joseph Lyman Silsbee e de Adler & Sullivan, onde foi aprendiz de Louis Sullivan, prestigioso arquiteto modernista que defendia o princípio de que “a forma segue a função”.

Em 1934, Frank Lloyd Wright projetou uma de suas obras mais notáveis: a Casa da Cascata (ou “Falling Water House”), que redefiniu a relação entre homem, arquitetura e natureza. Localizada em Mill Run, no estado da Pensilvânia, a casa foi construída parcialmente sobre uma cascata, elemento principal para a concepção do projeto. Na residência, a natureza se faz presente não só de forma visual, mas também através do som da força da queda d’água que percorre todos os ambientes. Algumas das pedras do local que serviram de base para a construção aparecem em seu interior, levando a cascata para dentro da edificação, fortalecendo a integração entre homem e natureza.

20

Imagem: gbewplo

Frank Lloyd Wright

Por seu design atemporal e filosofia inovadora, as obras de Wright revelam como foi marcante sua visão. Em 1991, recebeu o título póstumo de “maior arquiteto americano de todos os tempos”, pelo Instituto Americano de Arquitetos, ou AIA (“American Institute of Architects”).


VOCÊ SABIA.......

- Quando lhe perguntaram qual foi seu melhor projeto, Wright respondeu: “O próximo”.

- Art Garfunkel, do duo norte-americano Simon & Garfunkel, formado em arquitetura, gravou no último disco da dupla, “Bridge Over Troubled Water”, uma música em homenagem ao arquiteto, “So Long, Frank Lloyd Wright”.

Imagem: guggenheim.org

Museu Guggenheim - fundado em 1939, Manhattan, New York, EUA - Sua obra, “localizada em Los Angeles, na Califórnia, já apareceu em 18 filmes, incluindo o Caçador de Andróides” (“Blade Runner”, 1982), e “A Casa dos Maus Espíritos” (“House on Haunted Hill”, 1959). Também apareceu na série de grande sucesso “Twin Peaks”,

- atuando na área de design gráfico, Wright criou diversas capas para várias revistas, sendo que algumas delas nunca foram usadas, pois os publicitários as consideravam muito vanguardistas.

- O segundo filho de Wright, John, foi criador do “Lincoln Logs”, um brinquedo americano que fez muito sucesso entre as crianças da época. O brinquedo era composto de pequenas peças de madeira que imitam toras, para montar casas e fortes.

Imagem: gregburdine

Imagem: brainpickings.org

Imagem: news.domain

21


comunicação visual e

A

comunicação visual é a comunicação através de uma ajuda visual e é descrita como o envio de ideias e informações em formas que podem ser lidas ou contempladas. A comunicação visual, total ou parcial depende de visão, e é apresentada ou expressa com imagens bidimensionais principalmente, o que inclui: sinais, tipografia, desenho, design gráfico, ilustração, desenho industrial, publicidade, cor, animação e recursos eletrônicos. Também explora a ideia de textos e imagens tridimensionais com um maior poder de informar, educar ou persuadir uma pessoa ou audiência. O avanço tecnológico permite que diversas formas de comunicação visual sejam realizadas de forma rápida e eficiente, utilizando tecnologia de ponta, como máquinas de corte a Laser ou Routers CNC.

M

ateriais como o MDF, acrílico e o PVC expandido são altamente empregados neste tipo de comunicação. No entanto, quais são as vantagens destes materiais?

Conhecendo o PVC expandido

t e c n o l o g i a ustre MDF MDF LLustre

O rápido aumento do custo da madeira e as crescentes preocupações ambientais devido ao desmatamento das áreas florestais têm criado uma grande procura por uma alternativa a esse material na indústria da construção civil e moveleira. O PVC expandido possui várias das mais desejáveis vantagens da madeira, com algumas características não oferecidas por aquele material. Ele possui a aparência e as características da madeira e pode ser trabalhado – aplainado, serrado, lixado, colado, pregado e parafusado – como tal e é autoextinguível (não propaga fogo). PVC Expandido O PVC expandido tem ainda uma grande vantagem: sua resistência à água e umidade. Como resultado, ele não necessita pintura, bem como não ocorrem empenamentos, descascamentos ou rachaduras. Por estes motivos, o PVC expandido requer menor manutenção do que a madeira. Perfis e placas expandidas são soldados pelo processo de aquecimento por placas ou utilizando cordões de solda. Para colar, podem ser usadas as colas normais para PVC rígido. Durante esta década o uso deste material tem crescido bastante, tanto nos EUA como na Europa. Nos últimos três anos, as vendas do PVC expandido cresceram mais de 17% ao ano, somente nos Estados Unidos. O mercado interno daquele país atualmente se encontra em aproximadamente 64 mil toneladas/ano. Devido às suas características físicas é um excelente material para comunicação visual, sendo leve, resistente e de excelente acabamento. 22

Utilizando MDF Objetos em MDF são moldados através de uma Router CNC, maquinário que além de objetos de comunicação visual pode também criar objetos decorativos. Estes objetos são na sua grande maioria utilizados em áreas internas devidoàs propriedades do material.


JVMM ROUTER CNC LASER VACUUM FORMING CORTE DE VINCO

Logo Painel

em Router

CNC

de acrílico cortado a lazer

A JVMM é uma empresa especializada em artefatos plásticos de diversos polímeros, dentre eles o Acrílico, PETg, PSAi e o PVC Expandido. Através de corte Laser e Router CNC, produzimos painéis em MDF, ACM e Acrílico de diversos tamanhos e espessuras, também trabalhamos com Vacuum Forming que é o processo de moldagem de plásticos por vácuo onde desenvolvemos e produzimos nossos próprios moldes, facilitando assim o processo produtivo de nossos clientes. Com nossa ampla gama de produtos e processos produtivos, podemos oferecer nossos trabalhos a vários segmentos tais como Arquitetura, Engenharia, Comunicação Visual, Brindes, Cenário, Artesanato, Usinagem, Alimentação, Refrigeração etc... Traga até nós sua ideia ou dificuldade para juntos encontrarmos a solução, procurando sempre a redução de custos e praticidade na produção. Venha nos fazer uma visita e conhecer nossas instalações.

Vacuum Forming

Artesanato Corte Laser

www.jvmmprojetos.com.br contato@jvmmprojetos.com.br

Av. Monsenhor Alderige, 31 - Poços de Caldas, Tel. fixo (35) 3414-9077 / (35) 3722-1551

23


Poços Drywall

Há mais de 15 anos trabalhando com gesso decorativo, Deilson Leal, através da Poços Drywall, vem oferecer a mesma qualidade agora em gesso acartonado.

SANCAS FORROS DIVISÓRIAS DECORAÇÃO EM GESSO

DEILSON LEAL 24 RUA SALVADOR BLASI, 191 - SANTA TERESA - POÇOS DE CALDAS - CONTATO (35) 9927- 1127 - EMAIL: deilsongesso@hotmail.com


Por

dentro do Sistema

Construção a Seco É uma tecnologia construtiva em que sua execução no canteiro de obras ocorre sem a utilização de água como insumos. Trata-se de um sistema pré-fabricado em placas e perfis metálicos leves que são parafusados e tratados com massas e outros acessórios para o tratamento de juntas e arestas. Quando designado como steel frame, é autoportante ou estrutural e configura o volume da edificação, delimitando os fechamentos externos. Já o drywall é o sistema empregado no interior da edificação, em forros, revestimentos e paredes não estruturais, em ambientes secos ou úmidos. Ao utilizar essa tecnologia, o canteiro torna-se mais limpo, pois se elimina o volume de resíduos típicos dos processos tradicionais. Outra forte característica marcante é a velocidade e rapidez de execução, abreviando-se de forma radical o cronograma da obra. Comparativo de Sistemas Construtivos Em qualquer obra, uma série de fatores devem ser analisados para se escolher o sistema construtivo que melhor se adapte à necessidade do projeto, do local, orçamento e prazo de execução. O sistema de construção a seco apresenta uma série de vantagens, comparando-se à construção tradicional. Compare os benefícios no resumo: 1. Redução do volume de material transportado vertical e horizontal; 2. Redução de mão de obra e elevada produtividade; 3. Flexibilidade de layout; 4. Facilidade nas instalações prediais, evitando cortes e quebras, devido ao espaço livre entre placas disponíveis para tubulações e eletrodutos; 5. Menor espessura de paredes com ganho de área útil; 6. Mínimo desperdício e retrabalho; 7. Redução de peso, tornando a construção mais leve, com alívio às Fonte e imagem: Guia Palco 2014 estruturas.

Cada

cor uma Função

C

onstruções a seco

Drywall Forros – Paredes - Sancas Entenda este sistema construtivo e veja as vantagens e praticidades de um método construtivo rápido, prático e inteligente.

Há três tipos de chapas que se diferenciam pelo tom da cobertura de papel cartão. Cada cor define sua aplicação:

Branca (ST): é a variedade mais básica (standard), amplamente empregada em forros e paredes de ambientes secos. Verde (RU): resistente à umidade, devido presença de silicone e aditivos fungicidas misturadas ao gesso, permitindo assim a aplicação em áreas úmidas (banheiros, cozinha e lavanderias). Rosa (RF): resistente ao fogo devido à presença de fibras de vidro na sua fórmula. Permite sua aplicação ao redor de lareiras e em bancadas de cooktop.

Imagem: gypsum

25


ARQUITETOS SEM FRONTEIRAS O entrevistado desta edição é o arquiteto indiano Guruprasad Pandit, ou simplesmente Guru, como ele mesmo gosta de ser chamado. Guru vive e trabalha na cidade de Bangalore, capital e maior cidade do estado de Karnataka, localizado no sul do país. A cidade possui cerca de 8.475.000 habitantes, residindo dentro de seus limites, de acordo com o censo do país de 2011. Bangalore é a terceira cidade mais populosa da Índia, e uma das mais populosas do mundo, atrás apenas de Mumbai, a oeste do país, e de Delhi, no norte. Já sua região metropolitana, com pouco menos de 8.800.000 habitantes, é a quinta maior aglomeração urbana do país.

Guruprasad Pandit

Bangalore é conhecida internacionalmente por ser o principal Hub de alta-tecnologia e telecomunicação da Índia (e um dos principais da Ásia). Está entre as dez cidades consideradas mais empreendedoras do mundo. Aliada a isso, e por ser uma metrópole em franco crescimento, localizada em um país emergente, a cidade enfrenta diversos tipos de problemas, incluindo poluição, especulação imobiliária, trânsito caótico e conflitos socioeconômicos. Com estas preocupações em mente é que o nosso entrevistado focou a grande maioria de seu trabalho, apresentando projetos e trabalhando em favor de uma cidade mais sustentável. Veremos após a entrevista um artigo escrito por ele sobre Eco-Bairros como uma solução para o crescimento urbano de sua cidade. A mesma serve de exemplo não só para cidades da Índia, mas também para qualquer cidade em desenvolvimento que lida com os mesmos problemas relacionados ao crescimento da população. Conheci o Arquiteto Guru na Philadelphia, onde estudamos e trabalhamos juntos em alguns projetos do mestrado. Guru é um arquiteto de visão que se preocupa muito com o bem-estar dos outros e do planeta, e é por isso que ele estará nos presenteando com suas matérias e pensamentos nas próximas edições da nossa revista. Não percam!

Profissão: Arquiteto Educação: Philadelphia University - EUA País de origem: Índia Anos de experiência: 10 anos Área de atuação: Arquitetura e consultoria em sustentabilidade

Imagem: Schneider Electric One

(Arq. Rodrigo Pereira e Arq. Guruprasad Pandit)

26

conferência sobre reúso de terras contaminadas na cidade da philadelphia - estados unidos.

Arq. Guruprasad

palestrando sobre conceitos de sustentabilidade na companhia da Schneider Electric One C ampus

Schneider Electric One Campus

na Índia.


Rodrigo: Sabemos que a Índia é um país de muita história e tradição. Como você descreveria a aceitação dos indianos com relação às técnicas e construções modernas versus as construções tradicionais? Guruprasad: A arquitetura indiana é uma combinação de arte e ciência, pertencentes a diferentes períodos de sua história. Se traçarmos de volta, até os primórdios da arquitetura indiana, pode ser o advento do budismo na Índia. Este foi o período em que muitos edifícios magníficos vieram a ser construídos. Alguns dos trabalhos de arquitetura mais marcantes desta época foram o grande Stupa em Sanchi e as cavernas escavadas em rocha em Ajanta. Claro que não podemos esquecer o glorioso Taj Mahal, que é um exemplo maravilhoso da arquitetura islâmica. Sustentabilidade está nos genes dos indianos. A técnica indiana de arte e ciência se espalha amplamente por toda parte, por exemplo, a técnica de usar (pedra perfurada ou tela de treliça - prevalente em Rajasthan Architecture) ‘Jaali’ para o clima quente ajuda como um tampão térmico entre edifícios e arredores. Além disso, o conceito ‘’bem passo’’ - uma maneira tradicional de arrefecimento do edifício em que uma lagoa é escavada para o chão, de modo que o ar em torno é arrefecido por evaporação de água num espaço fechado de arrefecimento, assim, naturalmente. No contexto moderno, devido ao avanço da tecnologia, o conceito minimalismo do oeste é absorvido. A maioria dos edifícios não são projetados para as condições climáticas locais. Os materiais locais são ignorados e os produtos da fábrica são usados. Assim, a maioria de edifícios modernos é moderna apenas em sua aparência e estética, mas realmente é uma “lavagem verde” em comparação com edifícios tradicionais. Rodrigo: Uma grande preocupação mundial atualmente são os nossos recursos naturais e a possível falta deles no futuro. Você acredita que a Índia compartilha desta preocupação e, se sim, o que está sendo feito a respeito do assunto? Guruprasad: A Índia compartilha da preocupação mundial sobre a proteção de recursos naturais e tem grandes políticas para assegurar que eles sejam preservados. Os esforços contínuos para economizar nossos recursos naturais são muito apreciados em nosso país. O Ministério do Meio Ambiente e Floresta tem diretrizes de aprovação para atender aos requisitos obrigatórios para qualquer projeto de desenvolvimento em larga escala no país. Além disso, pode-se conhecer as ações e relatórios relacionados com as alterações climáticas e a conservação da biodiversidade, para garantir que as preocupações sejam atendidas. Captação de água de chuva, instalação solar são todos obrigatórios e fazem parte das aprovações de construção para assegurar e proteger os recursos naturais, não apenas para nós, mas também, para nossas futuras gerações. Rodrigo: Quais seriam as suas dicas para que as pessoas que estão lendo esta entrevista possam fazer no dia a dia e comecem a ter uma vida mais sustentável? Guruprasad: Reutilizar, Reduzir e Reciclar tudo que pudermos! Levar uma vida sustentável não é fácil, é preciso dedicação, e devemos entender o fato de que não há outro lugar chamado “terra”. No dia a dia, podemos ajudar a nossa comunidade através de uma gestão adequada dos resíduos. Por exemplo, a segregação de resíduos domésticos na fonte, ou seja, resíduos secos e molhados de nossa casa. Com estas simples contribuições você estará contribuindo para que o munícipio possa gerenciar melhor os resíduos segregados em conformidade. De uma forma global, todas as comunidades podem contribuir com sua cidade e ajudar na tomada de uma cidade limpa, verde e habitável. 27


vip materiais elétricos

Há nove anos no mercado, a VIP materiais elétricos oferece a seus clientes e parceiros soluções diferenciadas tanto na parte de materiais elétricos e iluminação quanto no auxílio técnico.

28

Iluminação LED Materiais Elétricos Padrões Elétricos

Atendimento personalizado para Arquitetos e profissionais do ramo

Consultoria em iluminação LED para Arquitetos, residências e comércios


Consultoria LED Ter uma lâmpada econômica com durabilidade agora é possível. Apostando nos aspectos sem mercúrio, gás halogênio e emissão de raios ultravioletas, LED é um componente eletrônico semicondutor que transforma energia elétrica em luz. Pelo mundo há grande diversidade de produtos com LED. No Brasil, é possível trabalhar em luminárias de piso, balizadores, iluminação de joias e vitrines, mangueira de luz, lâmpadas dicroicas e até os semáforos na sinalização urbana. A durabilidade do produto LED chega de 20 mil a 50 mil horas, ou seja, mais de três anos. Já no quesito vantagens o LED apresenta uma vasta lista, como baixa emissão de calor, baixo custo de manutenção e operação, não emite raios ultravioletas e tem variedade de cores. Além disso, alguns casos podem utilizar a substituição de sistemas de iluminação convencionais com produtos para troca direta, sem necessidades de adaptação. A consultoria VIP é voltada justamente para o comparativo na hora de trocar iluminação convencional pelo sistema LED. É possível verificar o custo/beneficio desta troca e perceber o retorno financeiro e quanto tempo vai levar antes mesmo de decidir pela troca. Este tipo de consultoria pode ser viabilizada para residências, comércios e para projetos que ainda estão no papel.

Av. José Remígio Prezia, 41 - Poços de Caldas - (35) 3714-7001 - vip.materiaiseletricos@hotmail.com

29


30


One Trade Center

Empresa: Creavite Office Pavilion Local: New York City, New York Educação: City University of New York Anos de expêriencia: 7

Imagens: panynj.gov

Atuação: Projetos arquitetônicos de interiores, comerciais e residencias

Imagens: panynj.gov

Anna O´brien Arquiteta

Era um dia como qualquer outro na manhã de 11 de setembro do ano de 2001. Acordei no horário como sempre fazia e fui ao trabalho. Naquela época eu trabalhava em um escritório em Midtown, Manhattan. Estava no trabalho por volta de uma hora, quando um colega me disse que havia recebido uma ligação dizendo que um avião havia batido na torre norte do World Trade Center. O primeiro pensamento foi que era brincadeira, mas depois, vendo todos do escritório começarem a falar sobre o assunto, ligamos a televisão, e lá estava uma das torres mais altas do mundo atingida por um avião... Que tipo de piloto faria isto? Algo grave deve ter acontecido no avião para que ele não tenha conseguido desviar... foi o que pensei, pelo menos naquele momento, tendo em vista que era algo ‘‘impossível’’ de acontecer. Mas o inesperado estava apenas começando, e 17 minutos após o primeiro incidente o noticiário anunciou que a América estava sob um ataque terrorista, um outro avião atingira a torre sul... Após a destruição do World Trade Center original, houve um debate muito grande sobre o futuro do local. Houve propostas para a sua reconstrução quase imediatamente e, em 2002, o Lower Manhattan Development Corporation havia organizado um concurso para determinar a forma de usar o local. Quando o público rejeitou a primeira rodada de projetos, um segundo concurso mais aberto teve início e o vencedor foi um projeto feito pelo arquiteto Daniel Libeskind. Este projeto passou por várias revisões, principalmente por causa de desentendimentos. O novo complexo World Trade Center incluirá inicialmente três outros prédios de escritórios, que serão construídos ao longo da rua Greenwich, e o Memorial Nacional de 11 de Setembro & Museu, localizado ao sul da One World Trade Center, onde as torres originais ficavam. Além do arquiteto Libeskind, o local terá um design de uma estação de metrô do arquiteto Santiago Calatrava (Imagem ao lado).

Imagens: panynj.gov

31


PEX - Conhecendo o Sistema INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS COM PEX PEX é um sistema de tubulação plástico que pode ser utilizado nas instalações hidráulicas prediais, tanto para água quente, quanto para a fria. Uma das razões pelas quais engenheiros vêm escolhendo utilizar esse material é a sua resistência térmica - o material é capaz de suportar até 95°C. Além disso, por ser feito de plástico, o PEX não sofre corrosão como os tubos de aço galvanizado. Mas, de todas as suas características, a flexibilidade é a mais importante. A capacidade de fazer curvas com a mangueira do PEX permite utilizar menos conexões, como joelhos e cotovelos, evitando o risco de vazamentos. Além de ser o melhor trajeto para a água, isso reduz em até dez vezes o tempo médio de instalação em relação ao sistema convencional de PVC. Além de economia na mão de obra, o PEX (Polietileno Reticulado) tem resistência à altas temperaturas, à dilatação de água congelada, à corrosão química e à impactos. Por ter flexibilidade, permite passagem da caixa de distribuição até o ponto de consumo, por meio de tubos-guia (conduítes). O sistema facilita a retirada do tubo para manutenção, sem danificar os revestimentos.

Imagem: cfg

O PEX é um sistema que utiliza cinco camadas sobrepostas de dentro para fora, com utilização de Polietileno (HDPE ou PEX), Instalação - Polietileno firmemente unidos com adesivo aquecido em um tubo de alumínio (alma). Todas as camadas são extrudadas separadamente, sendo que a parte interna e externa do PEX é de PE especial, higienizado, não tóxico e completamente isento de rugosidades internas.

PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS - Resistentes, maleáveis e flexíveis, o sistema não oferece possibilidade de vazamentos, pois o tubo é contínuo, sem emendas desde o abastecimento até o ponto de consumo;

- Ausência de fissuras por fadiga; - Vida útil prolongada (norma DIN estima o mínimo de 50 anos);

- Compatível com o sistema de paredes de gesso acartonado ou de alvenaria convencional, sua instalação é adaptável a todo tipo de projeto;

- Excelente resistência à abrasão;

- Alta resistência à Pressão e Temperatura (10 kgf/cm² a 95ºC contínuos SDR 7,4);

- Absorção das pressões causadas pelo Golpe de Aríete;

- Resistência química; 32

- Coeficiente de atrito abaixo de qualquer outro tipo de material convencional; - Sem soldas e colagens. Fonte: equipedeobra.pini


Bloqueador

de Ar

Moradores e comerciantes de Itaúnas, em Conceição da Barra, no Norte do Espírito Santo, estão reclamando dos valores pagos nas contas de água. De acordo com eles, os relógios que deveriam fazer a medição, disponibilizados para cada residência, também estaria contabilizando o ar que passa pela tubulação, além do líquido. A descoberta veio depois que alguns instalaram um bloqueador em um dos canos, equipamento que permite apenas a passagem de água, o que fez com que os valores das contas caíssem significativamente. A Cesan, empresa responsável pelo abastecimento na região, informou que vai analisar o caso. O dispositivo instalado pelos moradores parece com uma conexão para cano e é instalado logo após o hidrômetro. Ele faz com que o ar seja pressurizado e retorne para a rede de distribuição. Após iniciarem a utilização dos equipamentos, alguns usuários chegaram a receber cobranças com a metade do valor que costumavam pagar. A dona de casa Luísa Silva é uma das pessoas que aderiram ao bloqueador de ar. “De R$ 140,00 para R$ 73,00 fez uma grande diferença”, comentou. O proprietário de um pousada, Felipe Rocio, também instalou o bloqueador. Ele contou que para economizar, costumava mandar as roupas para serem lavadas em outro lugar. Mesmo assim, as contas chegavam com valores bem elevados. Em novembro de 2014, por exemplo, ele pagou R$ 898,57. Com 12 dias usando o bloqueador, o preço diminuiu para R$ 701,03 e, depois de um mês, foi para

www.hidraulicapocosdecaldas.com.br

R$ 451,20. “Existem pessoas que conseguem economias menores ou intermediárias. A minha, acredito que foi mais do que o esperado para o aparelho, que seria de 50%, chegando a mais de 60%”, disse. Em um outro estabelecimento da região, a redução na conta foi de quase 75%, passando de R$ 741,00 para R$ 194,00. “A gente se sente mal. Já temos o hidrômetro para poder dar o controle de água, não de ar”, disse o proprietário Ronison Campos. Após meses recebendo água, mas também pagando pelo ar do encanamento, os moradores cobram uma solução. “Eu gostaria de saber se eu tenho o direito de ter o meu dinheiro de volta das contas que já paguei com ar, ou se a companhia vai parar com a emissão de ar, mantendo rede pressurizada por mais tempo ou 24 h, ou se vai especificar na conta que tem um ar ali, que custa tanto, e que a gente está pagando por ele também”, completou Felipe Rocio. Em resposta, o coordenador de comunicação da Cesan, José Maria de Souza, informou que vai enviar uma equipe da divisão de hidrometria até o local para analisar o caso. Fonte: G1 ES

Av. José Remígio Prezia, 45 - Poços de Caldas - (35) 3721-4809 - vendas2@hidraulicapocosdecaldas.com.br

33


Informal Movelaria Planejada

MISSÃO Nossa missão é agregar com perfeccionismo, sofisticação, qualidade e valor nos ambientes de nossos clientes, adotando conceitos inovadores e práticas avançadas na produção de serviços especializados, para superar expectativas e potencializar resultados. POLÍTICA DA QUALIDADE Buscamos superar as expectativas de cada cliente, investindo sempre no aperfeiçoamento profissional dos colaboradores, na melhoria de nossos produtos e serviços, criando um ambiente favorável e garantindo o crescimento 34 constante da empresa.


Rua Antonio Bortolan, 46 Vale do Sol - Poços de Caldas - MG (35) 3714 3546 vendas@informalmovelaria.com.br

A EMPRESA A Informal Movelaria busca o equilíbrio entre design, tecnologia e modernidade na fabricação de móveis planejados. São produtos diferenciados, pois a movelaria trabalha com uma linha de produção exclusiva, racionalizada e contínua. Os móveis são confeccionados a partir de uma grande variedade de materiais, que vão da madeira, acrílico, vidro, entre outros recursos de ponta do mercado. Além disto, a Informal conta com os melhores fornecedores de matéria-prima do Brasil, o que garante qualidade e prazo de entrega.

Mogi Mirim - SP - (19) 3805 2151

www.informalmovelaria.com.br

35


um Patrimônio histórico

Foto: memoriadepoços

Foto: Rodrigo Pereira

Rodrigo Pereira

Foto: Rodrigo Pereira

Restaurando

Muito se discutiu a respeito desta obra, afinal de contas não seria somente mais uma obra, mas sim seria mexer na lembrança e na história de uma cidade. Gerações passaram por aqui, muitos foram ao cinema pela primeira vez neste local quando crianças, assim como eu, e descobriram um novo mundo, algo nunca visto antes. Encontros, namoros, amizades, e a lembrança de muitos poços-caldenses estão neste local. Durante a obra, eram muitas as pessoas que passavam e compartilhavam um pouco de suas histórias vividas no Cine São Luiz. Um local com tanta história e tão importante na vida de tantas pessoas não deveria ser esquecido. No entanto, devido à falta de investidores, o local estava vazio há anos e em péssimo estado de conservação. Muitas críticas foram focadas no uso do local. Para muitos, o local deveria se transformar em algo cultural, como um novo cinema ou teatro. No entanto, não se enxergava que qualquer uso que se desse ao local, desde que os locatários se importassem com o prédio e sua história seria o suficiente para preservar a memória do edifício e mantê-lo ocupado e vivo. E foi com este intuito em mente que os novos locatários se propuseram a dar nova vida e novo uso ao espaço, sem perder a sua memória. ‘‘Se um dia sairmos, do edifício, todos os seus itens que fazem parte da sua preservação histórica irão continuar vivos, pois a nossa intenção com a ajuda da Conceitos Arquitetura é preservar o edifício e mantê-lo ocupado, criando uma nova história sem apagar a antiga’’. Sendo assim, um termo de compromisso patrimonial, elaborado pela Arquiteta Viviann Trielli, foi assinado pelos locatários do imóvel para ser entregue à Prefeitura Municipal de Poços de Caldas – Secretaria de 36


Planejamento, Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente / IPAC (Inventário de Proteção do Acervo Cultural de Minas Gerais), com os seguintes dizeres: TERMO DE COMPROMISSO PATRIMONIAL Ao dia trinta e um do mês de outubro de 2013, declara a este ato o locatário do imóvel em questão, neste ato tomando conhecimento do laudo apresentado nesta mesma data à prefeitura local, no qual o imóvel em questão se resguarda de qualquer tipo de descaracterização arquitetônica. É importante ressaltar que o ato de locação e início de novas atividades neste imóvel permite que se mantenha a imagem viva de tempos passados, vivenciados pela sociedade. Este ato permite que o passado interaja com o presente, transmitindo conhecimento aos habitantes e visitantes da cidade. Isso se reforça ainda mais no interesse do locatário em dedicar à entrada do imóvel um espaço denominado Memorial, no qual algumas peças encontradas do cinema e fotos pertencentes à história do edifício serão expostas. Também vale frisar que um edifício vivo, ou seja, em plena atividade, consequentemente será mais facilmente mantido o seu estado físico, desacelerando assim, a degradação natural do mesmo, e mais, prolongando a estrutura física e salvaguardando este patrimônio cultural de tamanha importância para a cidade. O locatário, instruído por sua equipe técnica contratada, entende que a conservação trata-se de um conjunto de processos que visam à manutenção do patrimônio, sem alteração de suas características, de modo a preservar seu significado cultural. Que a conservação é um conjunto de intervenções que necessita, posteriormente, de um controle do estado de equilíbrio das estruturas e dos materiais, dentro de padrões considerados regulares e compatíveis com as condições presentes e favoráveis à identidade da edificação. Acredita-se que, com a utilização consciente deste imóvel pelo locatário, a praça Dr. Pedro Sanches, a cidade como um todo, será beneficiada, uma vez que o imóvel receberá os devidos cuidados se tornando parte viva e integrante desta cidade, contribuindo assim para a manutenção de uma cidade com belos edifícios históricos em pelo uso. Algumas medidas importantes para a preservação do imóvel já foram realizadas pelo locatário como a dedetização de todo o espaço do antigo cinema, a manutenção de telhas / rufos / calhas, o tratamento de umidade existente em virtude do estado degradado em que o mesmo se encontrava, entre outras medidas de grande importância. Um breve estudo referencial foi realizado pela arquiteta Viviann Trielli, no intuito de obter mais informações a respeito do edifício. Neste pode-se observar que no ano de 1943 já funcionava neste edifício o Cassino Líder, o que leva a pensar que tal construção tenha se realizado nas décadas de final de 1930 e início de 1940. Lembrando que na década de 1930 existia influência Art Deco e que na década de 1940 o período foi fortemente influenciado pelo estilo de arquitetura denominado Moderno. Por esta razão, características como racionalidade do partido, estrutura em concreto armado, telhado encoberto por platibandas, leve emprego de formas curvas (pilares frontais), organização interna funcional e simétrica, entre outras, podem ser notadas neste edifício em questão, que teve seu uso alterado após o então presidente Eurico Gaspar Dutra decretar a proibição do jogo em todo o país. Continua .... 37


38


39


Restaurando

um Patrimônio histórico

Curiosamente, foram encontrados edifícios deste mesmo período em São Paulo, com grandes semelhanças ao Cine São Luiz, o que confirma a existência de um estilo vigente na época, que certamente influenciou os responsáveis pela construção deste edifício. Um arquiteto renomado deste período, responsável pelo edifício Cine Ufa projetado em 1936 na cidade de São Paulo, foi Rino Levi. Tal obra apresenta notadamente semelhanças com o edifício Cine São Luiz que podem ser verificadas na página 22 do laudo em anexo. Seguem requisitos a serem cumpridos pelo locatário no período vigente do seu contrato de aluguel: 1- Por se tratar de objeto dotado de interesse histórico, deverá ser contratado profissional de arquitetura para dar assessoria à obra, assim como deverá ser contratado profissional da engenharia para ser responsável pelo acompanhamento da execução da obra; 2- Toda a parte de comunicação visual (em se tratando de um edifício) apostas à fachada deverá obedecer às linhas arquitetônicas do edifício, sem danos para a compreensão de sua volumetria, como também para suas aberturas (portas e janelas); 3- Restaurar a fachada do edifício de acordo com a proposta elaborada pela arquiteta urbanista Viviann Trielli, responsável pela assessoria na área de acabamentos pelo RRT de nº 1702346, se tal proposta for aprovada pelo Conselho Patrimonial competente; 4- Restaurar e manter o piso encontrado abaixo do carpete no corredor de acesso à sala localizada no pavimento superior (Pulman), apresentado no laudo em anexo; 5- Restaurar e manter detalhes arquitetônicos tidos como de importante preservação, apresentados no laudo em anexo (florão no saguão de entrada, portas do saguão de entrada, arandelas no salão principal, entre outros descritos no laudo); 6- O descumprimento ou violação dos compromissos assumidos implicará no pagamento de multa a ser estipulada pelo órgão competente em fiscalização ao imóvel. Com todos os requisitos preenchidos pela obra, o antigo cinema manteve essa proposta versátil de atender todas as idades, a academia Bio Health, juntamente com a Conceitos Arquitetura & Construções, vêm reviver a alegria e as boas energias daquela época, unindo jovens e adultos em busca de saúde, bem-estar, longevidade e vitalidade. Com excelente estrutura, equipamentos modernos, brinquedoteca, horários flexíveis, além de oferecer várias modalidades de práticas físicas, todas com profissionais altamente treinados, ela proporcionará um ambiente saudável e de qualidade, a fim de estimular benefícios e resultados. A atividade física é um dos meios fundamentais para uma vida melhor e, somado aos seus ideais de respeito, responsabilidade e ética, a meta da Academia Bio Health é fazer parte da vida de seus associados dentro e fora da academia, desenvolvendo pessoas mais saudáveis física e mentalmente. Este novo ponto de encontro deu, mais uma vez, vida a um dos edifícios mais conhecidas da nossa cidade, que agora une mais uma vez gerações de todas idades.

40


Imagem: Acervo próprio Imagem: Acervo próprio

próprio

próprio

Imagem: Acervo

Foto: memoriadepoços

Imagem: Acervo próprio

Imagem: Acervo próprio

andava o local antes da obra

Imagem: Acervo

Como

Memorial

Com o ritmo agitado da vida moderna, acabamos nos esquecendo de hábitos e costumes praticados durante muito tempo que ficaram marcados em inúmeras juventudes e infâncias vividas aqui em Poços de Caldas. Entre os famosos bares Pigalle, Maracanã, Bachianinha e Caiçara, as lojas de souvenires como Jéca Tatu e Cinelândia, a deliciosa Praça Um, a elegante Casa Bela, o restaurante Castelões e o divertido boliche Santiago, o Cine São Luiz abriu suas portas na década de 40 e, durante muito tempo, fez parte desse eixo social que marcou gerações. Por aqui, a juventude de Poços de Caldas desfilava seu charme e beleza, rapazes e donzelas iniciaram seus romances e muitas amizades se formaram. Neste cinema, muitos se reuniam à espera dos filmes e seriados da programação do Cine São Luiz, sempre versátil para todas as idades. Para as crianças, havia as deliciosas matinês das 14h com suas aventuras, a maioria faroestes, além dos divertidos seriados como Capitão Marvel, Flash Gordon e Falcão Negro. Já para os adolescentes, havia a sessão vesperal das 16 horas, com comédias como Se Meu Fusca Falasse, além de romances e dramas adocicados, inspirando flertes e namoricos entre jovens sonhadores. No final da noite, para os adultos, havia as sessões noturnas, com censura de 18 anos, às quais muitos jovens se arriscavam a 41 entrar com seus documentos alterados.


www.madeireirairmaosfigueiredo.com.br

A Madeireira Irmãos Figueiredo está, há mais de 30 anos no mercado da construção com madeiras, presente do início ao fim da sua obra. Fabricação própria de assoalhos, tacos e lambris secos em estufa, podendo assim oferecer melhor preço e qualidade. Descontos de até 10% à vista e ainda trabalhamos com cartões de crédito, débito e construcard. E tem mais, oferecemos também telhas, tijolos refratários, churrasqueiras, portas e janelas de alumínio, caixas da água e uma grande variedade de acessórios para portas.

Tacos 42

Tábuas de Pinus

Lambril de Madeira

Assoalho

Madeirite

Rua Senador Salgado Filho, 765 - Poços de Caldas - (35) 3729-7474 - vendas@madeireirairmaosfigueiredo.com.br


Novos

Talentos

O

destaque desta edição é a aluna Larissa Menossi, da cidade de Santa Cruz das Palmeiras. Larissa, que está no último semestre do curso de Arquitetura e Urbanismo da PUC-Minas de Poços de Caldas, vem se destacando não só academicamente mas também no escritório de Arquitetura, onde está terminando seu estágio e a ponto de receber uma proposta de trabalho. Suas especialidades incluem diversos programas utilizados nos escritórios de arquitetura, tais como: AutoCad, SketchUp, Vray e Photoshop. Além da conclusão do seu curso de Arquitetura e Urbanismo, Larissa também está frequentando na Fatec/ Uninter, um curso de aprendizado do programa Revit da Autodesk, visando atualização e adaptação à mudança que seu escritório fará. ‘‘Acredito que a utilização do programa Revit, no escritório onde faço estágio, irá aumentar a produtividade e ajudar a todos a alcançarem melhores resultados para os clientes”, disse Larissa.

A

baixo estão imagens de um projeto de interiores realizado no 6º período de seu curso na PUC-Poços. Larissa conta que o objetivo deste projeto foi criar um espaço comercial para a franquia da loja americana de roupas intimas ‘‘Victoria´s Secret”. Ela conseguiu conciliar funcionalidade e beleza sem perder a essência da marca. Seu design completo inclui área de atendimento, escritório, trocador e mostruário. Um excelente trabalho que foi apresentado durante uma entrevista de estágio e que rendeu a Larissa uma vaga e a admiração de seus contratantes.

Larissa Menossi 10º período

43


As

vantagens da substituição de lâmpadas tradicionais por

LED

AS LÂMPADAS Em uma lâmpada incandescente comum, menos de 10% da energia que passa por ela é transformada em luz. Os outros 90% de eletricidade são perdidos na forma de calor, por isso uma lâmpada desse gênero esquenta tanto quando fica acesa por muito tempo. Já pensando na economia de energia, surgiram as lâmpadas fluorescentes, que usam bem menos energia do que as sucessoras, mas possuem mercúrio em sua composição. Por isso, o LED surgiu como uma alternativa razoável.

www.ageletricos.com.br

O LED nada mais é do que um diodo emissor de luz (ou Light Emitting Diode). Além de possuir um tamanho bem reduzido em relação às demais lâmpadas, o diodo possui uma taxa de luminosidade realmente boa. E DE ONDE VEM A ECONOMIA? As lâmpadas de LED são muito mais eficientes do que as comuns, pois produzem a mesma quantidade de luz (ou lúmen, para ser mais correto) utilizando bem menos energia. Além disso, a geração de calor durante esse processo é praticamente nula, o que ajuda na economia energética. Enquanto uma lâmpada incandescente gasta cerca de 60 W para produzir uma determinada quantia de lúmen, um conjunto de LED precisa de apenas 6 a 7 W. Outra grande vantagem das lâmpadas de LED é que elas são muito mais resistentes do que as incandescentes e fluorescentes. MUDANÇAS Depois de perceber que há uma redução real nos custos energéticos, muitas empresas começaram a mudar para as lâmpadas de LED. No México e na Itália, por exemplo, o LED está sendo testado na iluminação pública desde 2010. No Brasil, já é possível ver algumas luminárias utilizando essa tecnologia no lugar das lâmpadas comuns. 44

Av. José Remígio Prezia, 555 - Poços de Caldas - (35) 3712-8920 - contato.ageletricos@gmail.com


45


www.ciaartedecoracoes.com.br A CIA. ARTE DECORAÇÕES é a mais nova empresa a atuar no mercado de decorações residenciais, industriais e comerciais de forma dinâmica, com qualidade e responsabilidade. Com foco na excelência de atendimento, a empresa investe em seus colaboradores, capacitando-os para a prestação de serviços e atendimento ao cliente. Todos os serviços executados com garantia de cinco anos!

Drywall

Os sistemas construtivos em drywall, para uso interno, podem ser caracterizados por planos lisos e sem juntas aparentes, em situações retas ou curvas, horizontais ou inclinadas, não estruturais de edifícios e não expostas a intempéries. Podem receber qualquer tipo de acabamento: pintura, azulejos, revestimento melamínico, mármores etc., que irão conferir a aparência final especificada.

46

Utilizando materiais de alta qualidade, com melhor custo/benefício em FORRO DE PVC, CARPETE DE MADEIRA, PISO VINÍLICO, DRYWALL, DIVISÓRIAS EM GERAL E PORTAS SANFONADAS, a CIA. ARTE DECORAÇÕES atende Poços de Caldas e toda região, e também presta serviços especializados para engenharias, construtoras e arquitetos-decoradores.

Rua Desembargador Milton Mendes dos Reis, 30 - (35) 3713-9923 - contato@ciaartedecoracoes.com.br


Tirando O que não pode ser feito com ele? Destinados apenas a áreas internas, não suporta intempéries, nem apoia carga de telhado ou laje. Neste caso, o ideal seria empregar o sistema steel frame, ou seja, perfis estruturais de aço, fechados por fora, com chapas cimentícias ou OSB. Substitui a parede tradicional? Se ela não for estrutural, sem problemas. As vantagens da troca são ganho de espaço, bom isolamento termoacústico e facilidade para passar novas instalações hidráulicas e elétricas. Por que usá-lo sobre alvenaria existente? Essa combinação dispensa acabamento final (reboco e massa fina). Compensa nas situações em

suas

Dúvidas que a superfície é irregular ou se deseja passar fios e canos sem quebra-quebra. Além disso, a solução aumenta os desempenhos térmicos e acústicos. O forro elimina o som do andar de cima? Ele barra o ruído aéreo – como latidos – mesmo sem a lã mineral. Na transmissão por vibrações, caso do salto alto, reduz o barulho. Para zerá-lo, porém, são necessários cálculos técnicos e isolamento também nas paredes, janelas e portas. É necessário impermeabilizar o box? O box, o piso, e a faixa de 15cm junto ao chão demandam impermeabilização com manta asfáltica ou polimérica. Isso serve para qualquer método construtivo.

C

onstruções a seco

Drywall Forros – Paredes - Sancas

Você Sabia ?

Praça das Artes - Localizada na região central de São Paulo, a Praça das Artes é um complexo educacional e cultural, que integra várias instituições ligadas ao Teatro Municipal da cidade. Desenvolvido pelos arquitetos Francisco Fanucci e Marcelo Ferraz, do escritório Brasil Arquitetura, e Marcos Catum, da Secretaria Municipal da Cultura, o projeto cria um espaço de música e dança para a requalificação do centro de São Paulo. O objetivo foi reunir, pela primeira vez em um mesmo espaço, todas as instituições e profissionais ligados ao teatro. Além de responder de maneira clara e transformadora a uma situação física e espacial preexistente, com vida intensa e com uma vizinhança fortemente presente. Entre os materiais escolhidos, destaca-se o uso do concreto e do vidro. O drywall também ganhou grande destaque devido às suas inúmeras vantagens, como leveza, rapidez e limpeza de execução, flexibilidade para instalação da parte elétrica e hidráulica e acabamento. De acordo com o engenheiro e responsável pelas obras da Praça das Artes, outras vantagens do drywall foram a baixa geração de entulho e a facilidade para alocar as chapas devido à pequena área para estocagem disponível na obra. Mas a principal vantagem do drywall foi a possibilidade de atender às exigências técnicas referentes ao desempenho acústico dos ambientes. De autoria do escritório Acústica & Sônica, o projeto foi executado pela Isar Isolamentos Térmico e Acústico. Para o diretor técnico da Isar, a escolha destes produtos ofereceu grandes vantagens para a execução do projeto acústico. “A própria chapa de drywall standard funciona sozinha como barreira acústica. Em conjunto com a lã (chapa de drywall + lã mineral + chapa de drywall), faz o efeito mala-mola-massa, que dificulta a transmissão dos sons”. Fonte: Espaço Knauf - Ano 6 - nº 8

Imagens: Espaço Knauf

47


Turismo Arquitetônico Para a cidade de Barcelona, a arquitetura é muito mais do que apenas Gaudí. Arquitetos de todo o mundo reúnem-se na cidade para visitar grande parte de sua arquitetura. Enquanto a influência de Gaudí nem sempre é visível no estilo da arquitetura moderna, muitas vezes é aparente no uso da cor e imaginação. Muitas vezes parece como se os arquitetos com trabalhos em Barcelona, ao projetar, assumem mais riscos ao usar cores mais brilhantes do que fariam quando projetando para outras cidades. É como se Gaudí e outros arquitetos modernistas trouxessem para fora um lado ousado até mesmo no mais conservador dos arquitetos. Gaudí foi particularmente influenciado por formas naturais. A maioria de seus edifícios é baseada em formas orgânicas. Se você visitar o museu Sagrada Família você vai aprender mais sobre como Gaudí usou estas formas naturais para criar a base de sua arquitetura.

Imagem: Acervo próprio

O que torna a arquitetura de Barcelona distinta?

48

Imagem: Acervo próprio

Rodrigo Pereira

Corajosa, ousada, colorida, harmoniosa, variada e original são apenas alguns adjetivos que vêm à mente quando descrevendo a arquitetura de Barcelona. A cidade tem misturado com sucesso o antigo e o novo de uma maneira que faz com que ela seja simplesmente incrível de se visitar. Não há nada mais agradável do que passear pelas ruas de Barcelona e ter na atmosfera uma arquitetura que irradia história.


Barcelona é frequentemente elogiada por arquitetos por seu planejamento urbano. Você pode notar, ao caminhar pela cidade, que os edifícios de esquina têm suas quinas planas, conhecidas como um “canto chanfrado”. Isso significa que as encruzilhadas têm uma sensação mais aberta e não há espaço nas esquinas para terraços, o que ajuda dar a Barcelona uma atmosfera sociável. A Avenida Diagonal de Barcelona também é elogiada por arquitetos e urbanistas. É uma grande rua que corre diagonalmente para a direita através do centro da cidade. Quando foi construída era uma peça original de urbanismo.

Barcelona central pode ser separada em três áreas principais: a cidade velha ou Bairro Gótico, que era a cidade original de Barcelona, caracterizada por sinuosas ruas antigas e altos prédios antigos escuros; a área de Raval, que foi uma extensão para a cidade velha original; e finalmente a organizada Eixample, que foi anexada à cidade velha. Cada área tem seu próprio caráter único e distintivo.

Imagem: Acervo próprio

Imagem: Acervo próprio Imagem: Acervo próprio

A Arquitetura gótica Catalã tradicional, como a Basílica de Santa Maria del Pi é mais reservada em seu design, mas apenas a cinco minutos dali temos a Catedral de Barcelona, com seus belos arcos e fachada. A curta distância, temos a famosa Basílica da Sagrada Família que se eleva para o céu. Assumida por Gaudí em 1883, quando tinha 31 anos de idade, na qual dedicou seus últimos 40 anos de vida, sendo os últimos 15 de forma exclusiva à igreja.

BARCELONA

49


www.casasaojuliao.com.br

Representante exclusivo da marca Suvinil - BASF, com mais de 40 anos de experiência no comércio de tintas imobiliárias e acessórios, trabalhamos com toda linha de produtos, incluindo 1.500 opções de cores no sistema self-color. Nossa estrutura familiar e equipe especializada tem como objetivo atender de forma diferenciada e competente todos os nossos clientes e parceiros, além de disponibilizar sistema de pronta entrega gratuita, pagamentos faclitados (em até 6 vezes em todos os cartões de crétido), e financiamento pela Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil.

50

Rua Assis Figueiredo, 633 - (35) 3722-2335 / Rua Santa Catarina, 100 - Poços de Caldas - (35) 3712-6126 / 3722-8717


Tintas

CONHEÇA OS DIFERENTES TIPOS DE TINTAS E SUAS APLICAÇÕES Uma boa pintura é sempre uma solução prática para renovar o visual das paredes da casa. Mas, com as diversas variedades de tintas encontradas no mercado, como saber qual é a escolha certa para cada superfície? LÁTEX PVA: à base de água, é geralmente utilizada em pintura de paredes internas, principalmente para tetos e áreas secas que dispensam manutenção constante. É encontrada apenas em acabamento fosco, pois sua resina não permite a variação de brilho. Oferece pouca resistência à ação do sol e tem baixa “lavabilidade”, ou seja, não resiste à lavagem e, por isso, deve ser limpo apenas com pano úmido. Seca rapidamente e o odor típico de pintura é mínimo. TINTA ACRÍLICA: com propriedades similares ao látex, é uma tinta de secagem rápida e solúvel em água. Sua diferença está na composição: as resinas acrílicas, que concedem ao produto características impermeáveis, fazem com que ela seja muito utilizada em pinturas externas. Essa impermeabilidade também torna a tinta acrílica interessante para uso em áreas molhadas da casa, como cozinha e lavabo, já que podem ser lavadas sem preocupação. As tintas acrílicas podem ser encontradas em três tipos de acabamento: o fosco é menos resistente à limpeza, mas ressalta menos as imperfeições da parede; o semibrilho tem um pouco de brilho, destaca mais as imperfeições da superfície e resiste mais à limpeza do que a tinta fosca; já o acetinado confere à parede um toque mais fino, sofisticado, com um brilho suave, que resiste bem à limpeza. Assim como a tinta semibrilho, ela destaca as imperfeições da superfície. Dentre os diferentes subconjuntos de tinta acrílica destacamse: EMBORRACHADAS: indicadas para pintura de paredes externas. Possuem uma película flexível que acompanha a dilatação e a retração da argamassa sob mudança de temperatura, protegendo a parede contra a umidade e contra a ação da chuva e do sol. São as mais indicadas para fachadas e muros. LAVÁVEIS: têm acabamento acetinado e oferecem grande resistência à limpeza, sendo ideal para ambientes com intenso tráfego de pessoas ou locais onde há crianças. Podem ser usadas tanto em ambientes internos como externos. À CAL: muito barata e de fácil aplicação. Ela não é lavável e é usada em muros e paredes externas. A qualidade do acabamento não é das melhores. Continua...

51


Tintas CONHEÇA OS DIFERENTES TIPOS DE TINTAS E SUAS APLICAÇÕES INODORAS: são produtos que, em sua maioria, perdem o odor em até três horas após sua aplicação. Estão disponíveis em acabamento fosco e acetinado e podem ser utilizadas na pintura de ambientes internos e externos. TINTA ESMALTE: é especialmente boa para a utilização em superfícies de ferro ou madeira. Possui acabamento brilhante e acetinado, embora exista a versão fosca. Seu acabamento dá a sensação de uma película formada sobre a superfície e, por isso mesmo, não é muito adequada para o uso direto na parede, porque, dependendo da aplicação, podem surgir bolhas ou descascamento. O custo dessa tinta é mais alto do que o das demais, por conta de seu uso mais específico. É importante salientar que muitos esmaltes são feitos a partir de solventes e, por isso, apresentam cheiro forte e secagem demorada. No entanto, vários fabricantes estão produzindo esmaltes à base de água, o que resulta em produtos de baixo odor e secagem rápida. TINTAS EPÓXI E POLIURETANO: produtos resistentes que não se deixam atacar facilmente por produtos químicos, como os de limpeza. Ideais para aplicação em locais em contato direto com a água, como piscinas e caixas d’água. É ainda uma ótima solução para ambientes como banheiros, boxes e cozinhas. ISOLANTE TÉRMICA: : indicada principalmente para atenuar o calor, a tinta isolante térmica é um revestimento à base de água, flexível e resistente, que incorpora em sua formulação polímeros acrílicos combinados com microesferas de cerâmica, e, com isso, reflete a maior parte da irradiação solar. Outra utilização da tinta é para a impermeabilização de lajes, telhados, caixas d’água, paredes, galpões, depósitos. MAGNÉTICA: é uma tinta semibrilho, geralmente cinza, densa e rugosa, com carga magnética, permitindo a aderência de ímãs. Deve ser aplicada sob a tinta desejada para que a área da parede fique imantada. TEXTURIZADA: se você está procurando um acabamento rústico ou se deseja uma cobertura eficaz para superfícies com defeitos, a tinta texturizada fará esse trabalho. Algumas variedades vêm misturadas com partículas semelhantes à areia e são utilizadas como artifício decorativo. A ÓLEO: possui um ligante do tipo oleoso (óleos vegetais, minerais, essência de terebentina, entre outros), que possibilita um acabamento muito bonito (fosco ou brilhante). É utilizada em pinturas que exigem um cuidado maior, como móveis, janelas e portas. O óleo confere impermeabilidade à penetração de água, sendo, portanto, um protetor eficiente para materiais como madeiras e ferro. 52

Fonte e imagens: LeroyMerlin


Planejados

Você totalmente Satisfeito!

Av. João Pinheiro,414 - Poços de Caldas (35) 3715-3832 53


Poços Parquet

www.pocosparquet.com.br

Piso Vinílico

Moldura Poliuretano

Grama Sintética

Papel de Parede

Piso Laminado

Piso Tátil

Carpete Sintético

Inventado em 1930, os pisos vinílicos causaram um impacto no mundo da arquitetura nos anos seguintes à Segunda Guerra Mundial. Por volta de 1950, era um grande competidor contra outras opções, sendo o mesmo um revestimento resistente à água e de baixo custo. Uma variedade de características desejáveis continua fazendo deste material um revestimento versátil e uma opção popular até hoje em dia. As cores e as opções padrões que estão disponíveis com revestimento vinilíco são quase infinitas. Podem ser combinados para criar uma série de padrões únicos e aleatórios. Vinílico impresso é ainda mais versátil, permitindo que você recrie a aparência de pedra natural, madeira de lei, ou qualquer outro material que você possa pensar. A sua maior vantagem é que pode ser aplicado diretamente no contra-piso, cimentados, granilites, cerâmicas, lajotas, entre outros materiais. A colocação é prática e fácil, além de não fazer muita sujeira. Outro diferencial deste produto é que ele é antichamas. A grande procura pelo piso vinílico também se dá pelo fato de conseguir manter a temperatura dos ambientes em qualquer época do ano. Sua maior indicação é para imóveis onde residem idosos e crianças, pois é antialérgico e livre de sofrer qualquer ataque de traças ou cupins. Um piso de vinílico bem instalado é quase impermeável à penetração da água, tornando este o material perfeito para uso em banheiro, cozinha, lavanderia, ou outro espaço com alta umidade na casa. O piso vinílico é geralmente considerado um material de alta resistência que, se instalado e mantido corretamente, pode durar de dez a vinte anos. No entanto, a qualidade do piso que você compra, e a maneira que foi fabricado é que vai determinar a durabilidade do seu chão. 54

Av. Remígio Prezia, 900 - Jardim dos Estados - Poços de Caldas - (35) 3715-3017 - pocosparquet@hotmail.com


Vidros

Tipos, Formas e Superfícies Por Gabriela Soares

O vidro é um material tão comum nas nossas vidas que, muitas vezes, nem percebemos o quanto ele está presente. Mas, o que é o vidro? Segundo a definição aceita internacionalmente, “o vidro é um produto inorgânico, de fusão, que foi resfriado até atingir a rigidez, sem formar cristais”. De 4.000 a.C. até hoje, pouca coisa mudou na composição do vidro: a mistura básica ainda funde sílica (areia) e outros minerais. Mas o resultado final impulsionado por novos processos de fabricação e beneficiamento mudou bastante. Essa indústria deu um salto em números e qualidade no país. E, quanto maior a demanda, maior o investimento em tecnologia. Graças a ela, vidros como chapas autolimpantes e de controle solar já são uma realidade incorporada ao repertório nacional. Tipos VIDRO RECOZIDO: vidro comum, que após sua saída do forno e resfriamento gradual não recebe nenhum tratamento. VIDRO DE SEGURANÇA TEMPERADO: ganha cinco vezes mais resistência com choque térmico. As folhas são aquecidas no forno e resfriadas rapidamente. Na quebra, forma estilhaços sem pontas cortantes. VIDRO DE SEGURANÇA LAMINADO: duas ou mais chapas unidas por uma película de segurança (de PVB, EVA ou resina). Na quebra, os cacos ficam grudados a esse recheio. INSULADO (OU DUPLO): duas placas ligadas nas bordas por um perfil selado e separadas por câmara de ar ou gás argônio. Promove isolamento termoacústico. VIDRO DE SEGURANÇA ARAMADO: formado por uma única chapa de vidro, que contém no seu interior fios metálicos incorporados à massa na fabricação. Ao quebrar, os fios mantêm presos os estilhaços. VIDRO TÉRMICO ABSORVENTE: absorve pelo menos 20% dos raios infravermelhos, reduzindo o calor transmitido através dele. Formas Chapa plana, chapa curva, chapa perfilada e chapa ondulada. Superfícies LISO: transparente, apresentando leve distorção das imagens. POLIDO: transparente, mas permite visão sem distorção das imagens. IMPRESSO: durante a fabricação é impresso desenho em uma ou nas duas superfícies. FOSCO: translúcido, pelo tratamento mecânico ou químico. ESPELHADO: reflete totalmente os raios luminosos, em virtude do tratamento químico.

55


R. Cel. VirgĂ­lio Silva, 1674

56

www.vidracariapocosdecaldas.com.br (35) 3713 -1205


Vidros

Ecoeficiência, Segurança e Estética Ecoeficiência

Por Gabriela Soares

Dentre as novidades verdes, despontam os vidros seletivos, capazes de refletir mais calor que luminosidade. Nas versões atuais, diminuiu-se o aspecto espelhado. Obter o resultado ideal, porém, exige conhecer cada produto: “os vidros low-e funcionam bem em países frios, pois permitem a entrada de radiação solar e não a deixam sair, mantendo os interiores aquecidos. Nos trópicos, vale apostar nos modelos com controle solar associado”, diz a arquiteta gaúcha Lisandra Fachinello Krebs, consultora da Krebs Sustentabilidade e profissional acreditada pelo Green Building Council. Nestes, a mesma chapa combina camadas de substâncias com as duas propriedades, tornando-a apta a diminuir a incidência de calor de um lado e evitar a perda de refrigeração do outro. Segurança Anteriormente tímido em sua participação na construção civil, o vidro agora compõe degraus, guarda-corpos, vigas e outras estruturas até então entregues a materiais como concreto e madeira. Uma vez foram identificados os problemas que aumentavam a fragilidade do vidro, buscaram neutralizá-los em relação aos métodos tradicionais de corte e lapidação que intensificavam a presença de microfissuras intrínsecas ao material e diminuíam seu desempenho. Além do aperfeiçoamento dessas tecnologias já conhecidas, novas técnicas surgiram, como o corte com laser e jatos d’água, alternativas para o clássico diamante. Outro fator que colaborou para a maior presença do vidro na arquitetura foi a melhora no beneficiamento, como as placas de até 6 metros. Na laminação, sobressai a busca por películas de maior segurança para o recheio entre as folhas. Estética Não faz muito tempo que as opções em vidros impressos se resumiam a padrões canelados e martelados, aqueles comumente vistos nas janelas de banheiros e lavanderias de antigamente. Surgiram pontilhados, estrias, quadriculados e outros acabamentos de visual moderno, com outra vantagem: o incremento na fabricação garante uniformidade à face lisa das chapas, característica fundamental para que a maioria delas aceite beneficiamentos como laminação, têmpera e serigrafia. A laminação, aliás, é outro segmento repleto de possibilidades. Além da cartela de cores infinita, o processo avançou a tal ponto que tornou possível rechear os sanduíches de vidro com reproduções de fotos, cortes de tecido e lâminas melamínicas, entre outras opções, bem como preparar folhas de até 6 m de comprimento, para a felicidade dos arquitetos. Como acertar? Contar com a orientação de um profissional especializado é sempre a melhor pedida. Fatores como a exposição a ventos e umidade influenciam na determinação da espessura e do tipo mais adequado de vidro para cada situação. É bom perguntar ao vidraceiro se ele tem conhecimento da norma NBR 7.199 - Projeto, execução e aplicações de vidro na construção civil. Essa regulamentação da ABNT especifica que guarda-corpos e coberturas devem ser feitos apenas com vidros laminados ou aramados, cuja capacidade de manter os fragmentos no lugar, em caso de quebra, diminui o risco de acidentes. Outra fonte importante são as instruções técnicas dos bombeiros do seu município, já que são eles os responsáveis por liberar o habite-se das construções. Imagens e referência: casa.abril 57


IPÊ BREU CEDRO TAUARI

Madeira certificada

JATOBÁ GARAPA CUMARU ROXINHO MAÇARANDUBA ORELHA DE MACACO ANGELIM (Vermelho e Amarelo)

DECKS - PERGOLADOS - ASSOALHO - TACOS - KIT-PORTAS - BATENTES 58

Rua Caetano Peterle, 240 - Jardim Country Club I - Poços de Caldas - (35) 3714-1831


Itens

que agilizam a obra

Kit Porta

Da marcenaria à indústria Sistemas de porta-pronta O conceito porta-pronta trouxe para o mercado a fabricação de portas para fins específicos como hospitais e hotéis, além do uso tradicional em edifícios residenciais e comerciais. Características como isolamento acústico, iluminação e ventilação, passaram a ter soluções de fábrica, e não mais “arranjos” feitos na obra, que causam aumento de custos, geralmente não mensurados. A própria exigência dos clientes junto às construtoras tem estimulado os fabricantes a pesquisar soluções técnicas que permitam facilitar essa etapa da obra e elevar a qualidade dos serviços executados. A precisão e uniformidade dos encaixes das ferragens e acessórios, além da qualidade final, são alguns dos grandes diferenciais da porta pronta industrializada. Algumas construtoras compram componentes avulsos da porta e contratam marcenarias, e não marceneiros, para fazer a montagem artesanal, fora do local de instalação. Na realidade, esta forma de montagem não se coaduna com o conceito de porta pronta como solução de engenharia, mas apenas uma substituição do local de montagem. Custos como a compra de vários produtos e a administração de diversas etapas de montagem continuam presentes. Componentes do produto porta pronta O produto porta-pronta, antes de ser fabricado, deve ser concebido e projetado juntamente com os demais itens do edifício. Em função da padronização de kits e da folga para instalação da porta e fixação dos arremates (alizar ou guarnição), é importante uma compatibilização durante a fase do projeto executivo, prevendo-se a fabricação de produtos que atendam às normas técnicas.

A partir da definição do produto em projeto, é fundamental o acompanhamento da execução dos vãos, prumos e alinhamentos de paredes na obra (paredes em alvenaria ou chapas de gesso acartonado), para evitar os retrabalhos na instalação dos kits. O kit porta-pronta industrializado é um conjunto composto de marco (batente), folha de porta, alizar ou guarnição, ferragens (dobradiças e fechadura) e acabamento (verniz ou pintura). Importante: Em função do processo construtivo com muitas operações de acabamento e retrabalho, a grande maioria das obras deve receber o kit sem o acabamento final de verniz ou tinta, mas apenas com a base ou fundo de fábrica. Texto: José Roberto Pimentel Lopes (piniweb) 59


PISOS REVESTIMENTOS PORCELANATOS LOUÇAS BANHEIRAS METAIS GABINETES ESQUADRILHAS Com excelência no atendimento, os produtos de primeira qualidade e os melhores preços, a Lar Shop é uma empresa na qual o cliente pode encontrar as melhores marcas no segmento de acabamentos, por ter certeza que você e a sua família merecem o melhor! 60

Av. Vereador Edmundo Cardillo, 36 - Cascatinha - Poços de Caldas - (35) 3712-5000 / (35) 3712-9233


Treliças - base de galvalume A laje pré-fabricada com o uso das TRELIÇAS vem ganhando espaço na construção civil. Seu uso proporciona à laje maior rigidez, melhor qualidade, segurança e a capacidade para vencer grandes vãos e suportar altas cargas. O sistema construtivo com lajes treliçadas permite substituir, com vantagens, o uso das lajes pré-fabricadas comuns e das lajes maciças ou protendidas. A laje treliçada já possui inúmeros benefícios ao processo construtivo: • • • • •

Capacidade de vencer grandes vãos de até 12 metros; Eliminação do uso de fôrma, restringindo assim a necessidade de utilização de madeira; Menor peso próprio, com consequente alívio das cargas em vigas, pilares e fundações; Perfeita condição de monoliticidade da estrutura, possibilitando ser utilizada em qualquer tipo de obra, seja horizontal ou vertical com altura elevada; Redução do escoramento devido à diminuição do peso próprio.

A treliça com base de galvalume é ainda uma maior evolução na forma de construir lajes. Com apenas 940 gramas por metro linear, 1/7 do peso de uma vigota convencional, a nova treliça é fácil de transportar, carregar, descarregar e instalar na obra. A precisão geométrica da fôrma e do espaçador garante o perfeito encaixe e posicionamento uniforme da armação treliçada.

Avenida Ricarti Teixeira, 673 - Jd América - Andradas - (35) 3731-2264

61


Av. João Pinheiro, 3.597 - Vila Togni Poços de Caldas (35) 3714-3088 www.marmorariagranipocos.com.br marmorariagranipocos@hotmail.com 62


omo unciona

?

aquecedor solar

A

A energia solar é considerada uma fonte de energia limpa, pois não polui o meio ambiente. Trazendo benefícios tanto para a natureza quanto para seu bolso, ela ainda é pouco explorada por conta do alto custo de implantação.

Imagem: quartsol

CF

quecer a água é um costume em todas as camadas da população. Apesar disso, os custos das contas de energia elétrica são incompatíveis com a situação econômica de muitos brasileiros.

O aquecedor solar possui um sistema que aproveita o calor do Sol para aquecer a água. É composto por dois componentes principais: o coletor solar (placas ou painéis) e o reservatório termico (boiler). As placas coletoras são responsáveis pela absorção da radiação solar. O calor do sol, captado pelas placas do aquecedor, é transferido para a água que circula no interior de suas tubulações de cobre.

O reservatório térmico, também conhecido por boiler, é um recipiente para armazenamento da água aquecida. São cilindros de cobre, inox ou polipropileno, isolados termicamente com poliuretano expandido sem CFC, que não agride a camada de ozônio. Desta forma, a água é conservada aquecida para consumo posterior e, com isso, ela pode ser usada a qualquer momento, independentemente do horário e de acordo com os hábitos dos usuários. A caixa de água fria alimenta o reservatório térmico do aquecedor solar, mantendo-o sempre cheio. Em sistemas convencionais, a água circula entre os coletores e o reservatório térmico através de um sistema natural chamado termossifão. Nesse sistema, a água dos coletores fica mais quente e, portanto, menos densa que a água no reservatório. Assim a água fria “empurra” a água quente gerando a circulação. Esses sistemas são chamados da circulação natural ou termossifão. A circulação da água também pode ser feita através de motobombas em um processo chamado de circulação forçada ou bombeado, e são normalmente utilizada em piscinas e sistemas de grandes volumes.

Curiosidade

Sabia que você pode arregaçar as mangas e fazer um aquecedor solar caseiro, garantindo assim água quente no chuveiro com custo baixo? No interior de Santa Catarina, o técnico em eletromecânica aposentado, José Alano, desenvolveu o aquecedor solar de garrafa PET. Essa ideia ganhou um prêmio de Ecologia em 2004. A ideia do Aquecedor Solar com Descartáveis é simples: uma tubulação ligada ao reservatório da residência mantém a água circulando por módulos de aquecimento. Estes módulos são construídos com embalagens longa vida pintadas de preto, que retêm o calor do sol e por garrafas PET, que têm a função de proteger o conjunto de influências externas, como ventos e chuvas. Os canos, também pintados de preto, passam por dentro das embalagens, absorvendo e transferindo o calor para a água. Fonte: soletrol e globoeducacao

63


64


Qualificação na Construção Civil Além da importância econômica, a atividade da construção civil tem relevante papel social, pela capacidade de diminuição do déficit habitacional e pelo seu potencial na geração de emprego e renda. No entanto, a deficiência na qualificação dos profissionais da construção civil constitui um dos principais fatores que impede a melhoria da qualidade e produtividade do setor. A rotatividade inerente à contratação de mão de obra também desestimula o setor privado na realização de investimentos mais significativos na capacitação de sua força de trabalho, mesmo sendo este setor um dos maiores empregadores diretos do país. O maior desafio enfrentado pela indústria da construção civil é a falta de mão de obra qualificada. A saída, segundo profissionais do setor, é a formação e qualificação de mão de obra, através do fortalecimento das escolas técnicas existentes e da abertura de novas instituições. Quem já fez uma reforma ou acompanha o mercado imobiliário, sabe dos obstáculos enfrentados pela construção civil brasileira. Dentro deles se destacam atrasos, baixa qualidade, falhas de execução. Os problemas do setor muitas vezes recaem sobre os trabalhadores. No entanto, uma questão importante é justamente o grande número de novos trabalhadores sem qualificação ou treinamento apropriado que entram no mercado devido à demanda do mesmo. O setor é responsável por 8% do total de trabalhadores registrados no país. Existe a necessidade de se investir na formação de profissionais habilitados, capacitados, conscientizados e comprometidos com os objetivos de qualidade e produtividade da organização e, acima de tudo, que eles se sintam parte do todo, parte do processo e parte da mudança. Para tal, o Instituto da Construção de Poços de Caldas vem há um ano capacitando os profisionais da região.

Mestre de obra

Pedreiro Azulejista

Eletricista Instalador

Instalador Hidráulico

Decoração e Paisagismo

Pedreiro Assentador

Gesso Acartonado

Referência: Ministério das Cidades

Rua Nico Duarte, 968 - Vila Cruz - Poços de Caldas - (35) 3714-8393

65


RESIDENCIAL

*

BELLAGIO

imagens ilustrativas

L OCALIZAÇÃO

O prédio está sendo construído na Avenida Antônio Carlos, na área central de Poços de Caldas, próximo ao Hospital Pedro Sanches. Ele conta com vários tipos de comércio nas suas proximidades tais como: posto de gasolina, padarias, açougue, casa lotérica, lojas de roupas.

conforto, lazer, qualidade de vida e bem-estar

CONFORTO

Todos os apartamentos possuem sacadas, sendo uma gourmet. O apartamento com duas suítes terá três sacadas, os demais duas. WC e cozinha terão água quente por meio de aquecimento solar. Todos os apartamentos disponibilizarão duas vagas de garagem, sendo que os portões de acesso à garagem serão acionados por controle remoto, e o portão social por meio de interfone. O edifício conta com dois elevadores para facilitar o acesso aos apartamentos. 66

A CABAMENTOS

Os acabamentos internos serão todos de primeira qualidade, os banheiros serão revestidos com azulejo até o teto e com decoração em pastilhas de vidro. Dormitórios e suítes terão carpete de madeira, e as salas, cozinha e área de serviço com piso em porcelanato. Cozinhas e área de serviço serão revestidas com azulejos até o teto. Os metais serão DECA ou similar às louças DECA ou ICASA. Venezianas, janelas e portas de sacadas serão de alumínio e vidro temperado. Além das bancadas e pias em granitos.

CONFIANÇA

A edificação do prédio será feita mediante todos os projetos exigidos pelas normas como: arquitetônico, estrutural, elétrico, hidráulico, contra incêndio e telefonia. Todas as documentações e impostos sobre venda serão da responsabilidade da construtora Mimapely.


www.mimapely.com.br

Construções Administração de obras Projetos Empreendimentos Rua Rio Grande do Sul, 641 - Centro - Poços de Caldas - (35) 3713-5126 - atendimento@mimapely.com.br

67


www.henrilustres.com.br

A empresa

Partes do processo de fabricação

-Chegou a Poços de Caldas a HENRILUSTRES, com um novo conceito de comercializar lustres, onde o cliente pode personalizar seu lustre, não ficando limitado ao que está exposto. -A HENRILUSTRES, com fábrica em Pirassununga-SP, produz artesanalmente seus produtos com muita atenção aos detalhes. Essa maneira diferenciada de comercialização permite ao cliente elaborar seu lustre, escolhendo os componentes dentre os diversos oferecidos pela empresa, além dos inúmeros modelos de linha. Por esse motivo, muitos arquitetos e decoradores mantêm parceria com a HENRILUSTRES, pois desta forma, atendem plenamente seus clientes. -Pelo fato de ser fabricante, a HENRILUSTRES oferece seus produtos a um preço justo, além do resultado final ser uma peça exclusiva e nobre, sem o aspecto de produto industrializado.

Aquecendo o metal para dar forma

Poços de Caldas

Av. João Pinheiro, 211 (35) 3715-2895 68

Pirassununga

Rua Curitiba, 4685 - Anhanguera, km 206 19) 3561-7792 / (19) 3562-7607

Torno de repuxo dando forma ao metal aquecido


www.henrilustres.com.br

Sobre os cristais -Poucas coisas são tão perfeitas no mundo como os cristais, obras-primas que a natureza leva centenas de milhares de anos para produzir, o que os torna raros e muito caros, dependendo de sua transparência e cristalinidade. -Na linguagem corrente, a palavra cristal é utilizada para designar vidros de elevada transparência e qualidade, genericamente comercializados como cristais. São vidros com um teor de 10% a 30% de óxido de chumbo (PbO). -Segundo os padrões internacionais de classificação dos cristais de alto padrão, estes devem ser compostos por quartzo e obter baixa quantidade de ferro, garantindo assim o alto brilho e transparência. O percentual estabelecido deve ser de 24% a 30% de óxido de chumbo. -Os renomados cristais austríacos “Swaroviski” ou os egípcios da marca “Asfour” são considerados de alto padrão, com 30% PbO. -Há também os cristais ópticos, com baixo teor de oxido de chumbo, dentre eles os K9 que oferecem uma ótima relação custo/benefício e os K5 com menor brilho e custo, geralmente utilizados nas peças destinadas a eventos.

-Quanto aos cristais propriamente ditos, os feitos pelo capricho da natureza, uma das maiores coleções do mundo pode ser vista no museu nacional de História Natural da França, em Paris. São 78 peças gigantes, cuja idade varia entre 200 milhões e 1 bilhão de anos. Têm em comum uma característica: são todas pedras de quartzo brasileiro, da região de Governador Valadares, região de onde vêm também os sofisticados “cristais de rocha” utilizados pela HENRILUSTRES, nas cores branca, fumê, rosa e verde.

69


Localizada na cidade de Leme-SP, cerca de 130 km de Poços de Caldas, Argamassas Leme oferece uma linha completa para construções a seco, desde sua massa pronta para aplicação em paredes de gesso acartonado (drywall) até massas especiais para aplicação em placas cimentícias.

MASSA PRONTA PARA DRYWALL A MASSA PRONTA ACABAMENTO PARA DRYWALL é utilizada para o acabamento de juntas de chapas de gesso acartonado drywall. Pode ser utilizada como acabamento total das chapas de gesso acartonado antes da pintura.

MASSA CIMENTÍCIA PLUS É um composto acrílico monocomponente, pronto para uso, formulado especialmente para o sistema de vedações e tratamento de juntas de chapa cimentícia. É uma massa que foi desenvolvida com maior elasticidade e flexibilidade, dando um acabamento mais fino e evitando futuros aparecimentos de trincas devido às pequenas dilatações em intempéries da natureza.

MASSA BASE COAT É um composto acrílico monocomponente, pronto para uso, formulado especialmente para o sistema de vedações e tratamento em steel frame (paredes externas, áreas úmidas).

BASE PROTETORA PARA PLACA CIMENTÍCIA Composto acrílico pronto para preparar a superfície que receberá os demais componentes do sistema steel frame. Usar no início do tratamento de juntas de placas cimentícias.

MASSA CIMENTÍCIA

É um composto acrílico monocomponente, pronto para uso, formulado especialmente para o sistema de vedações e tratamento de juntas de chapas cimentícias. 70

Rua Demezio Nabarreti, Nº 819-Cidade Jardim – Leme/SP - (019)3555-3552 / 3554-5782


Placas Cimentícias

O steel frame - método que utiliza uma base estrutural de aço e outros processos de construção modular - está mudando a construção civil de um patamar artesanal para uma escala de montagem. Isso não é novidade, mas agora esses sistemas ganham força e confiança do arquiteto, promovendo projetos dos mais diversos tipos: residências, espaços comerciais, showrooms etc.

As placas cimentícias são complementos essenciais nesse processo de industrialização, nesses casos para a constituição de paredes sólidas, divisórias e mezaninos, permitindo que a obra ganhe criatividade e flexibilidade. O uso da placa cimentícia agrega valor à obra, especialmente em projetos em que há necessidade ou preocupação em otimizar o espaço físico, tempo e qualidade de acabamento. É uma alternativa rápida, limpa e econômica para a construção civil. Algumas características da construção convencional podem ser inconvenientes no momento de se optar por um sistema construtivo com necessidades específicas: método executivo artesanal, necessidade de grandes quantidades de água, operação lenta nos transportes verticais e horizontais, baixa produtividade, maior área de canteiro, maior geração de entulho e necessidade de rasgos em paredes para instalações elétricas e hidráulicas. Em contrapartida, a placa cimentícia é uma ótima alternativa para construção seca, que tem seu formato de execução visto como linha de montagem. Para projetos que justifiquem uma preocupação com os detalhes, a opção pelas placas permite cronogramas mais bem definidos, mão de obra qualificada, menos geração de entulho, ganho de área útil e menor sobrecarga nas fundações e lajes. ESPECIFICAÇÕES As placas cimentícias são basicamente constituídas de CRFS (cimento reforçado com fio sintético). O produto apresenta ótima performance técnica: flexibilidade no manuseio, durabilidade, estabilidade e resistência à umidade. É possível encontrar as placas nos comprimentos de 2 m, 2,40 m e 3 m, sempre com a largura de 1,20 m. As placas podem ser cortadas facilmente, nas obras, com serra para mármore, de acordo com as necessidades de cada projeto. Sua aplicação é ideal em paredes internas e externas, fachadas, beirais e oitões, shafts, módulos construtivos e steel frame, permitindo, inclusive, o uso em fechamentos curvos em projetos mais arrojados. Utiliza-se a placa cimentícia tanto em áreas secas, como úmidas, pela impermeabilidade. Também são produtos não inflamáveis, com boa resistência à flexão, intempéries, imunes a fungos, insetos e roedores. Outras características das placas cimentícias: não oxidam, não apodrecem e são resistentes a impactos. Há também a vantagem de permitirem vários tipos de acabamentos ou receberem previamente os revestimentos. Imagem: cemear Fonte: Gabriel Pontes (techne.pini)

71


www.solutaaluminio.com.br contato@solutaaluminio.com.br

A Soluta Esquadrias de Alumínio nasceu no intuito de introduzir novos diferenciais dentro do competitivo mercado de produtos de alumínio. Em instalações modernas, com equipamentos de última geração e uma equipe altamente treinada e profissional, produzimos esquadrias de alumínio oferecendo soluções inovadoras e de qualidade para residências e comércios. Inovação, Qualidade e Tecnologia A Soluta Alumínio possui instalações modernas, com equipamentos de última geração para a produção de esquadrias de alumínio para todos os fins residenciais e comerciais. Com uma equipe profissional e constantemente treinada, oferecemos soluções modernas e inteligentes para a garantia da satisfação de nossos clientes. Variedade de linhas e tipologias Trabalhamos com todas as linhas de alumínio do mercado, oferecendo grande variedade de tipologias para as mais diversas necessidades. Com uma equipe técnica sempre ligada às últimas novidades do mercado, podemos oferecer as melhores opções do mercado em soluções para seu projeto. Parcerias com arquitetos, engenheiros e construtores A Soluta Alumínio desenvolve parcerias com profissionais do mercado de construção civil na busca constante de qualidade e eficiência de seus produtos. Oferecemos soluções inteligentes em esquadrias de alumínio para projetos de arquitetos, engenheiros e construtores.

Esquadrias de Alumínio em Destaque

Portas e Janelas

Structural Glazing

Fachadas Pele de Vidro

Portas e Janelas Automatizadas

Portões

e mais... Projetos Especiais, Obras Residenciais e Obras Comerciais e Industriais. 72

Rua B, Nº 54 - Distrito Industrial – Careaçu/MG - (35) 3452-1292 / (035)9731-6754 / (019) 98306-0403


Pele

de Vidro

de construção de fachadas vem se transformando nas últimas décadas. Com isso, os prédios perderam a robustez da alvenaria, Oconceito do aço e do ferro para ganhar em leveza, tecnologia, transparência e estética, embora continuem firmes e seguros. Mudando a cara dos prédios

Foto: Soluta Alumínio

O sistema de pele de vidro é considerado pelos especialistas no assunto como o responsável pela mudança na plástica dos prédios. “Adotado no Brasil no final da década de 1970, surgiu para atender às solicitações da arquitetura de reduzir a visibilidade dos perfis na face externa das fachadas”, destaca Luis Cláudio Viesti, consultor técnico da Associação Nacional de Fabricantes de Esquadrias de Alumínio (Afeal). O sistema consiste em colunas fixadas pelo lado interno, fazendo com que os painéis de vidro se destaquem, apesar de se manter a marcação das linhas verticais e horizontais entre os painéis, diz ele. O vidro encontra-se encaixilhado. Mais tarde, segundo Viesti, novamente, os arquitetos pressionaram os fabricantes em busca de uma fachada que revelasse apenas o vidro. O material passou a ser colado com silicone nos perfis dos quadros de alumínio, mas essa estrutura fica oculta na face interna. “O selante torna-se o elemento estrutural, aderindo aos suportes e transferindo à estrutura metálica as cargas aplicadas sobre a fachada”, frisa o consultor da Afeal. Para Adriano Demambro, gerente de Desenvolvimento de Negócios da Sika, fabricante de silicone, Transformando: o material assegura estanqueidade, além de a sua elasticidade permitir a dilatação e contração do vidro sem consequências sistema de pele negativas. “Depois de curado, o silicone vira uma espécie de de vidro é borracha e, por isso, consegue trabalhar com a pressão do vento, efeitos de intempéries etc.”, conta ele. Para ser utilizado considerado na colagem estrutural, Gislene Attilio Meyer, do Marketing o precursor da Dow Corning, outro fabricante, explica que o selante deve ser aprovado pela norma americana ASTM. “Na fachada das fachadas estrutural, utiliza-se selante de silicone estrutural para colagem modernas . dos vidros e um selante de silicone neutro para vedação entre os quadros na fachada.” Fonte: o vidroplano - Ano 50 - ed. 413 73

Vantagens da fachada pele de vidro:

- instalação mais ágil e econômica; - melhor vedação, protegendo contra as ações adversas do

tempo (chuvas, ventos, entre outras), além de fornecer uma barreira sonora; - pode ser instalada com os mais variados tipos de vidros e em cores diversas, atendendo às normas técnicas brasileiras; - facilidade na sua manutenção e limpeza; - tem como finalidade propagar a luz natural nos ambientes, segurando parte do calor no lado de fora, diminuindo a necessidade de luz e de ar-condicionado, e o resultado é um menor consumo de energia.


Integrado

à matal

Residência se beneficia da bela paisagem do entorno em uma área de preservação natural, com grandes aberturas em estrutura de aço.

Privilegiar a vista do entorno. Este era o principal objetivo dos arquitetos Eduardo França e Letícia de Azevedo, do escritório Estúdio Arquitetura, ao criar a Casa Bosque da Ribeira, em Nova Lima, Minas Gerais.

A decisão de criar no Brasil o CBCA - Centro Brasileiro da Construção em Aço, baseou-se na análise pelos fundadores do GSCM das experiências de outros países, sobretudo os que se empenharam em ampliar o uso do aço na construção, como a Grã-Bretanha, EUA e Japão, onde entidades como o Steel Construction Institute (SCI), o American Institute of Steel Construction (AISC) e o Kozai Club tiveram um papel fundamental no desenvolvimento e consolidação da construção em aço nos seus respectivos mercados. O CBCA vem juntar-se também aos esforços de organizações nacionais que congregam representantes da indústria local, entidades e profissionais ligados à construção em aço.

No projeto, a adoção de perfis estruturais de aço contribuiu para viabilizar a presença de grandes aberturas, que revelam uma paisagem marcada pela mata da Serra do Curral, patrimônio nacional tombado pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) e símbolo da capital mineira. Montada em 60 dias, a estrutura metálica soldada foi associada às lajes de concreto aparente. “ela possibilitou a execução acelerada, além de permitir vãos internos maiores, obtidos de maneira mais racional”, diz o arquiteto, que esclarece que os vãos garantem a continuidade visual entre o interior e o exterior da construção. “O de 12 m, por exemplo, é vencido por vigas metálicas que percorrem transversalmente o terreno e são apoiadas em pilares, também de aço, ocultos nos taludes laterais”.

74

Foto Jomar Bragança

centro brasileiro de tecnologia em aço


Foto Jomar Bragança Foto Jomar Bragança

Planta revelada Na implantação, tanto o partido estrutural quanto o perfil topográfico de terreno em aclive viabilizaram a criação de uma praça de chegada coberta – espaço flexível que funciona como estacionamento e hall de distribuição de onde partem duas escadas. A menor delas, feitas com chapas e perfis de aço, conduz à principal circulação horizontal da casa. Já a maior, por sua vez, liga a praça ao pátio central gramado, configurado pelo vazio da planta baixa em C. Elevadas a 3m em relação à rua, as salas de jantar e de estar de pé-direito duplo possuem uma conexão visual privilegiada com as copas das árvores da entrada.

‘‘Ao vencer vãos de até 12 m, estruturas metálicas trouxeram um skyline único à casa , com vista para a cidade e para a mata’’

75


As grandes vigas com fechamentos em vidro nas salas de estar e de jantar de pé - direito duplo.

A conexão visual com a paisagem externa está

Foto Jomar Bragança

presente nas áreas da casa .

rodeado pela construção com estrutura mista em aço e concreto

76

Ao lado, a fachada é marcada pela presença de duas grandes vigas metálicas em toda a sua extensão.

O escritório e a área íntima ocupam o segundo pavimento da construção, assinalado pelas venezianas metálicas que protegem os panos de vidro da incidência direta dos raios solares. Já a cozinha foi disposta de maneira longitudinal no terreno, entre a porção social e o bloco de serviços. Das quatro suítes, a principal, voltada para frente do terreno, traz a vista da cidade de Nova Lima e da Serra do Curral. Outras duas são voltadas para a mata e só uma delas é virada para o pátio interno, recurso que reforça ainda mais a entrada de luz e ventilação naturais na construção. Segundo França, o fato de a casa estar assentada no meio do terreno reduziu a necessidade de escavação e de movimentação de terra, fazendo com que o projeto seguisse uma lógica construtiva simples. Fonte: CBCA - A&A - ed. 40

Foto Jomar Bragança

O pátio interno aparece

Local: Nova Lima, MG Data do projeto: 2008-2009 Projeto arquitetônico: Estúdio Arquitetura – equipe: Eduardo França e Letícia Azevedo (autores), Carla Casadei e Hernan Espinoza (colaboradores). Área do terreno: 1.085 m² Área construída: 505 m² Aço empregado: ASTM A572 GR50 Volume de aço: 30 t Projeto estrutural: Marco Calazans Schreiber Fornecimento estrutura: ESAMS Execução da obra: Osvaldo Lara


participantes Arquiteto(a)s

Anna O´brien - USA annaobrien.nyc@gmail.com Guruprasad Pandit - Índia mrgpandit@yahoo.com Nathália Godoy - Brasil (35) 3722-2500 contato@conceitos.arq.br

Hidráulica

Movelarias

Hidráulica Poços de Caldas- (35) 3721-4809 www.hidraulicapocosdecaldas .com. br

Informal Movelaria - (35) 3714-3546 www.informalmovelaria.com. br

Imobiliárias

Lino Imóveis - (35) 3716-2700 www. linoimoveis .com. br Metrópole Imóveis - (35) 3722-1020 www.imetropole .com. br

Romanzza - (35) 3715-3832 www. romanzza.com. br

Pisos Laminados / Vinílicos Poços Parquet- (35) 3715-3017 pocosparquet@hotmail .com

Viviann Trielli - Brasil (35) 3722-2500 viviann@conceitos.arq.br

Incorporadoras e Construtoras

Rodrigo Pereira - Brasil (35) 3722-5060 rodrigo@conceitos.arq.br

Mimapely Const. e Incorp.- (35) 3713-5126 www.mimapely.com. br

L arshop - (35) 3712-5000

Estúdio Arquitetura - Brasil (31) 2515 0100 contato@estudioarquitetura.com

Lustres

Forguaçu - (19) 3633-1848 www. forguacu.com. br

Engenheiro(a)s

Rogério Squarsado (Civil) - Brasil (35) 3722-5060 engenharia@conceitos.arq.br Gisele Ribeiro (Agrônoma) - Brasil (35) 3722- 2500 paisagismo@conceitos.arq.br

henrilustres- (35) 3715-2895 www.henrilustres .com. br

Madeireiras

Madeireira Irmãos Figueiredo - (35) 3729-7474 www.madeireirairmaosfigueiredo.com. br

Revestimentos

Serralherias / Aço Inox AC Artes e Metais - (35) 8848-9578 Secar Inox - (35) 3712-3562 www. sercarinox.com. br

Educacional

Madeireira Poços de Caldas - (35) 3714-1831 madpocosdecaldas@gmail.com

Esquadrias de alumínio

Marmoraria Granipoços - (35) 3714-3088 www.marmorariagranipocos .oom. br

Vidraçarias

Marmoraria Sul de Minas - (35) 3713-1366 www.marmorariasuldeminas .com. br

Vidraçaria Arco Íris - (35) 3713-1631 vendas1@vidracariaarcoiris.com

Instituto da Construção - (35) 3714-8393 www.institutodaconstrucao.com. br Soluta Alumínio - (35) 9731-6754 www. solutaaluminio.com. br

Esquadrias de pvc

Casa Pereira Esquadrias - (35) 3722-6558 www.casapereira.com

Marmorarias

Materiais de Construção

Equipamentos

L ajes Mundial- (35) 3731-2264

Casa Do Construtor - (35) 3715-1727 www.casadoconstrutor.com. br

Materiais elétricos

Gesso / Drywall

Argamassas Leme - (019)3555-3552 / 3554-5782 ismael@argamassasleme.com

AG Materiais Elétricos - (35) 3712-8920 contato.ageletricos@gmail.com Vip Materiais Elétricos - (35) 3714-7001 vip.materiaiseletricos@hotmail.com

Cia de Arte e Decorações - (35) 3713-9923 www.ciaartedecoracoes .com. br

Moldes / Cortes a laser

Poços Drywall - (35) 9927-1127 deilsongesso@hotmail.com

JVMM Proj. e Soluções Inteligentes - (35) 3722-1551 www.jvmm.com. br

Tintas Casa de Tintas São Julião- (35) 3712-6126 www.casasaojuliao.com. br

Vidraçaria Poços de Caldas - (35) 3713-1205 www.vidracariapocosdecaldas .com. br

Anuncie com a gente ! (35) 3722-5060 revista@conceitos.arq.br 77


A estrutura da sua vida comeรงa com uma bela casa

(35) 3722-2500 - viviann@conceitos.arq.br

78

(35) 3722-5060 - rodrigo@conceitos.arq.br

Rua Assis Figueiredo 1661 - Centro, Poรงos de Caldas


Arquitetura Arq. Viviann Trielli Arq. Rodrigo Pereira Engenharia Eng. Civil Rogério Squarsado Paisagismo Eng. Agro. Gisele Ribeiro Equipe Arq. Nathália Godoy Arq. Larissa menossi Maria Cristina Corrêa Jacqueline Cardoso Débora Oliveira Mário Marcos Bueno Gabriela Soares

www.conceitos.arq.br

79


www.revistaconceitos.com.br

80

Rua Assis Figueiredo 1661 - Centro, Poรงos de Caldas

Profile for Revista Conceitos

Conceitos Arquitetura / Ed. 01  

Revista sobre arquitetura e construção com sede em Poços de Caldas, MG.

Conceitos Arquitetura / Ed. 01  

Revista sobre arquitetura e construção com sede em Poços de Caldas, MG.

Advertisement