__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1


Com Café edition Editorial Diretor(a) de arte Tatiely Freitas

Fotografia Direção e execução Jessé Ricardo Rodrigues

Editoria Estilo de Vida

Contato contatorevistacomcafe@gmail.com

C22 Comunicação Digital, Branding e Finanças Projeto mensal Com Café edition. www.agenciac22.com/revista


Vamos De

falar Arte?

A Arte parte de uma interpretação única e individual. Ela que já significou muitas coisas para diferentes culturas e épocas, hoje se perde em uma imensidão de possibilidades. Faz com que as pessoas saiam de suas órbitas particulares, ela confronta o comum, transcende significados e exala liberdade de expressão sem discriminação entre artista e interlocutor.

A Arte é um método muito eficiente de se entender o contexto no qual a sociedade se encontra. É impossível “descolar” a arte da época. É quase que epistemológico. Ela influencia a vida e a vida a influencia. Sua importância mora ai, nesse poder todo de descrever como uma sociedade pensa e vive. Como ela se expressa e como ela enxerga a sua volta. Tatiely

Editora

Freitas

do

Com

Café


O que é Arte? Ao longo da história o significado de arte foi moldado e alterado, varia de acordo com a época e a cultura. Com o renascimento italiano, no final do século XV começou a se fazer a distinção entre artesanato e as belas artes. O artesão é aquele que se dedica a produção de obras múltiplas ao passo que o artista é quem cria obras únicas. A Classificação utilizada na Grécia Antiga incluía 6 ramos dentro da própria Arte, porém essa listagem vem sendo alterada constantemente nos últimos anos, com o surgimento de novas manifestações dadas como artísticas.

Hoje, a definição de arte pelo dicionário é “Habilidade ou disposição dirigida para a execução de uma finalidade prática ou teórica, realizada de forma consciente, controlada e racional”. Convenhamos? Arte não tem nada a ver com controle ou consciência.

Na pratica, Arte é algo muito primitivo e intuitivo do ser humano. Não precisamos de muito para fazer, ou simplesmente ser arte. Ela se adapta a tudo e todos sem preconceito, sem descriminação. É uma escolha de estilo de vida, de crença, de hábito. Tem inúmeros formatos, se manifesta das formas mais distintas e é sem sombras de dúvidas nenhuma, combustível para a realização e inspiração humana. Não precisa ser os clássicos Mozart ou Michelângelo para se dizer artista. Arte se faz na rua, em casa, na vida. Seus pensamentos, palavras, gestos e até estilo de vida se tornam arte se assim você quiser.

Arte é tudo aquilo que transforma. É aquilo que mexe não só com quem cria, mas com quem aprecia. É fazer refletir em meio ao caos. E se ver pelo menos por um segundo em uma realidade diferente. “Arte é o exercício experimental da liberdade.” - Mário Pedrosa


Em 1912 a velha lista das artes de Hegel ganhou um upgrade. A lista que antes contava apenas com Arquitetura, Escultura, Pintura, Música, Dança e Poesia acabou ganhando uma sétima arte, mas com o Manifesto das Sete Artes, proposto pelo italiano Ricciotto Canudo, hoje é uma das mais populares e acessíveis, o Cinema. Com o passar dos anos e com a constante mudança da sociedade, essa lista não comportava mais o número de expressões artísticas que apareciam ao longo do tempo. Foi assim que ficaram conhecidas as 11 belas artes. Se você não está familiarizado com elas, a gente explica. 1.

Música

2.

Dança

3.

Pintura

4.

Escultura

5.

Arquitetura

6.

Literatura

Posteriormente... 7.

Cinema

8.

Fotografia

9. História quadrinhos 10.

Games

11.

Artes

em

gráficas


Não

é

Ballet

Biologicamente falando é difícil possuir atributos suficientes para ser dançarino. Seja lá o que isso significa, ouvi muito ao longo de toda a minha (breve) vida artística. Nem alta, nem flexível, falhas gravíssimas de acordo com a maior parte das professoras de dança pelas quais passei na vida. Ok, meus 1,66 de altura podem não ser incríveis, mas isso nunca me impediu de experimentar todas as modalidades de dança que eu sentisse vontade. Não foram muitas confesso, mas acredito que a dança continua sendo algo “mítico” para muitas meninas e meninos que já passaram vontade e nunca tentaram por achar que não se enquadram. A verdade é que ninguém se enquadra. Existe um padrão de perfeição na dança erudita, principalmente no Ballet. Este ideal é quase inalcançável e sinceramente, será que vale a pena alcançá-lo? Nosso corpo é uma maquina perfeita, mas como todos os organismos vivos no pla-

neta tem suas limitações, e são elas que muitas vezes tornam tudo mais interessante. Se todos nós fossemos capazes de tudo qual graça teria?

Se você está se perguntando qual a finalidade desse artigo eu te digo. É um empurrãozinho para suas vontades mais loucas. Existem inúmeras opções artísticas de dança e se você nunca experimentou nenhuma ora, precisa fazer isto! Não tenha vergonha da sua altura, do seu peso muito menos de não colocar o pé na cabeça (não consigo fazer isso também). Dança não é uma competição de atributos físicos. Dança é sua alma, seu espirito e sua mente convergindo para seu corpo dizer por todos eles o quão incrível você são. É se entregar ao ritmo de uma música legal e esbanjar naquele momento sua essência. Pode ser na zumba, no pole dance ou no irlandês, o importante é entender que todos têm limites e dançar pode ser uma ótima forma de explorar cada um deles.


Olha a dica... Fotos com um tom mais artístico, geralmente necessitam de um olhar muito especial. O mesmo objeto pode render muitas variações diferentes de foto. Por isso, é importante treinar o olhar, mesmo sem a câmera. No dia a dia busco novas perspectivas de coisas que já conheço e isso ajuda muito no momento do clique. A dica para fotos nesse estilo é investir em bons ângulos.


Buscando Inspiração É maravilhoso quando em nossa rotina podemos acrescentar um pouco de arte. Visitar exposições, museus e até ir ao teatro faz um bem danado para o espirito. Obviamente nem sempre conseguimos tempo e até dinheiro para incorporar esses programas em nossa rotina, mas também, não precisamos ir tão longe para sentir a inspiração que a boa arte nos traz. Com o advento da internet, buscar artistas e obras se tornou muito fácil. Hoje você pode visitar o museu do Louvre sem sair da sua casa. Então porque não usar essa tecnologia ao nosso favor? Corremos no instagram e buscamos três perfis de artistas incríveis (e diferentes) para você seguir e adicionar um toque artístico no seu dia a dia.

Para saber mais sobre nossas edições e matérias é só seguir o nosso instagram @Revistacomcafe


O

Jeito

P i x a r de fazer Arte “A arte desafia a tecnologia, a tecnologia inspira a arte.� - John Lasseter


A tecnologia era um campo amplo e novo a ser explorado. Três homens tiveram uma ideia louca. O risco era imenso, mas não há medo tão grande que possa matar as esperanças de grandes sonhadores.

Lasseter passou a desenvolver alguns curtas para mostrar a capacidade do produto. Foi ai que nasceu As Aventuras de André e Wally B. (1984) e Luxo Jr. (1986). Depois disso a parte de animação da empresa passou a desenvolver comerciais. Mas a empresa não ia muito bem. Foi ai que a Disney fechou um contrato milionário com a Pixar, para a produção de três longas. O primeiro foi lançado em 1995, que ganhou o nome de Toy Story.

No começo da década de 80 o cientista da computação gráfica, Edwin Catimull fundou algo bem diferente do que hoje conhecemos como Pixar, chamado Graphics Group. A empresa era um braço da Lucasfilm e logo foi comprada pelo grande empresário Steve Jobs, quando ganhou o nome que conhecemos hoje. No início a empresa A compra da Pixar pela Walt Disney Comde Hardware, cujo maior comprador era a Walt pany aconteceu só em 2006. Ano de estreia de Disney Company. Como os produtos da empre- Carros. Desde então os sucessos são inúmeros. sa não faziam tanto sucesso, o funcionário John


Como a mágica acontece?

De início, lá nos primórdios da animação, em dias de Branca de Neve e Cinderela, os desenhos animados eram feitos literalmente de papel e borracha. Sobrepondo desenhos parecidos mas com pequenas diferenças, os personagens podiam se mover. Um segundo de animação equivale de 15 à 24 desenhos.

em papel com lápis. Quando se trata de animação 3D, o filme é animado em um software que simula a tridimensionalidade, ou seja, ele simula refração de luz e emissão de luz, fazendo com que temos a sensação de que os personagens estão realmente em um ambiente tridimensional.

Experiência de compra

A ligação da Disney e Pixar a princípio era até simples. A Pixar produzia e Disney era responsável pela distribuição. Como já é conhecida universalmente, a Disney é, com toda a certeza, referência mundial quando se trata de experiência de compra e valor agregado. Ao comprar um DVD ou um produto Pixar, você compra toda a O processo pode ser realizado de inúme- magia que existe por trás daquilo. Você não comros jeitos. Mas a sequência geralmente segue pra uma pelúcia de um monstro azul e roxo, você uma linha de: Roteiro, Storyboard (que consis- compra o bom e velho amigo, James P. Sullivan. te em desenhar cena por cena com o tempo que cada uma deve ter), a dublagem e um pouco de Ao assistir uma animação Pixar, você está música, a parte do conceito de cada personagem adquirindo toda a alegria que é proporcionada e, por fim a animação em si. através da experiência. Sem contar todo o fator didático e moral que os filmes passam. Como aceitar o diferente e trabalhar e fazer o melhor Conceito 3D que você pode com aquilo que você é (Toy Story); Quando se trata de animação, o concei- a união pode enfrentar qualquer problema (vida to 3D é um pouco diferente do que nós enten- de inseto); o desconhecido e diferente não é nedemos com “filme 3D”. O desenhos 2D ganham cessariamente uma ameaça (Monstros SA); e a esse nome por trazerem movimento mesmo em lista vai embora algo plano, eles eram literalmente desenhados Com a invenção de softwares especializados em fazer animação, isso foi se tornando cada vez mais digital. As ferramentas foram se aprimorando até o grande primeiro longa de animação 3D comercializada, o Toy Story em 1995.


União entre Corpo e Arte

Arte pode ser expressa de qualquer for-

ma. Não se limita apenas em uma tela e pincel. As

possibilidades são inúmeras e estão em cada manifestação (ou tentativa dela) em nosso cotidiano.

Atualmente vivenciamos um momento onde o número de artistas tatuadores vem crescendo consi-

deravelmente, aumentando inclusive as variações e possibilidades da área. Quando escolhemos falar

de arte aqui no Com Café foi inevitável não buscar essa forma de expressão tão presente no nosso

dia a dia. E para falar com mais propriedade sobre esse assunto, fomos atrás da Manuela Leite, responsável por trabalhos incríveis para falar mais sobre como é viver e trabalhar com Arte.


1. Como você vê sua arte e como você se des- 3. Você é feliz trabalhando com arte? Quais cobriu nesse universo?

dificuldades você enfrentou ou enfrenta atuando nesta área?

O que produzo hoje faz parte de mim

mesma, é como respirar. Sempre gostei de de-

Sou extremamente feliz! Costumo até di-

senhar, com o tempo esta atividade foi viran- zer que não trabalho mais, agora só tatuo, e é

do uma forma de meditação e de viver. Quando isso mesmo, não sinto que é trabalho, termino o precisava esvaziar a cabeça, ou raciocinar sobre dia as vezes cansada, mas extremamente feliz. algum assunto, virava uma folha de papel e co-

meçava a desenhar. Com o tempo produzi uma

Adoro trabalhar com gente e o melhor de

pequena série de desenhos sobre as pessoas que tudo é a oportunidade de juntar as duas coisas.

via na rua #respirøcinza e algumas pessoas se Acho que dei sorte, porque não me lembro de interessaram, assim veio o primeiro clique. Mas passar por nenhuma situação desagradável. Só nem pensava que um dia iria tatuar, achava que alegria! meus desenhos não podiam ser tatuados em ra-

zão do tipo de traço. Até conhecer @jptattoo, um 5. Qual conselho você daria para quem tamtatuador de Salvador que traz muito elementos bém quer adentrar esse espaço e começar a do lápis para a tatuagem. Quando linquei as duas trabalhar com tatuagem? possibilidades foi amor a primeira vista! Descobri a essência do que eu queria e poderia fazer.

Procure profissionais que você respeita e

tente trocar uma ideia, às vezes isso rende um

2. Você acha que há espaço para profissionais “estágio”. Se mostre interessado. Além da preodentro do ramo das tattoos? É um espaço de- cupação com a tattoo, existe toda uma preocumocrático ou bem individual?

pação com biossegurança! Isso é extremamente

importante para os seus clientes e, principal-

A minha experiência foi bem democráti- mente, pra você que lida com várias pessoas por

ca, entrei em contato com JP e ele me recebeu dia. No começo não vai ser fácil, mas insista, o de braços abertos, foi o meu mestre e aprendi tempo traz tranquilidade e projetos cada vez

muito no @estudiotattooarte com @jptattoo, @ mais interessantes. Desenhe, desenhe, desenhe. guimaraesbeto, @rickcedraz, @jeltattoo e @ga- Faça para e por você. Faça muito, ame muito que brieladroguett. Mas já ouvi muitas histórias de você faz os resultados profissionais de seu trabagente que não teve a mesma sorte.

O mercado de tatuagem está mudando muito,

lho e o reconhecimento, são consequências. Não vai ser fácil, mas faz parte do pacote ;) ***

você vê traços novos, desenhos malucos, novas

Agradecemos imensamente a Manu pela

técnicas toda hora. O que me leva a pensar que entrevista! E se você amou o trabalho dela assim com ética e responsabilidade, tem espaço pra como nós, entre em contato com ela via direct no todo mundo.

Instagram @respiroink.


Players

Only

O mundo dos games tem crescido a cada ano. Só em 2017 esse mercado movimentou cerca de 100 bilhões de dólares, que é 8,5% a mais em comparação ao ano de 2016. A razão desse crescimento é o aumento de adeptos que os games ganham a cada dia.

Se há 20 anos era até engraçado imaginar Por que o mundo dos games cresceu que um adulto estaria brincando com um vídeo com tanto sucesso? game, hoje é até esquisito estar na casa de alguém que não tem nenhum console. Primeiramente os games eram tidos como um “escape” para as pessoas mais introvertidas, Junto o crescimento da popularidade e da uma vez que ofereciam um mundo muito mais faixa etária que essa moda atinge, também cresce interessante que a vida real e com a vantagem a qualidade dos jogos. Em todos os sentidos. Se de mínima interação com outras pessoas. Pelo voltarmos para os clássicos como Mário Bros ve- menos fisicamente. Abre-se um mundo de possiremos uma enorme diferença comparando com bilidade onde você pode ser quem quiser como jogos atuais. Mas não precisamos apelar para quiser. os jogos vintage. Se jogarmos o primeiro Tomb Raider de 1996 e depois olharmos os gráficos do Muitas pessoas se sentem literalmente Rise of the Tomb Raider, lançado em 2016 vamos parte desse mundo, elas, de alguma forma, enentender que muita, mas MUITA coisa mudou de contraram um jeito de se identificar com o perlá para cá. sonagem da tela, mesmo sendo diferentes. Isso facilitou muito a comunicação com esse público, A verdade é que esse nicho se tornou um que tinha gostos parecidos, histórias parecidas e dos mais lucrativos no ramo de entretenimen- desejos parecidos. to. Isso levou uma onda de investidores a verem essa parte como uma grande e desejada fatia do A comunicação desse público e para esse mercado. Com muito dinheiro rolando e a com- público deu tão certo que outras pessoas antes petitividade crescente e constante, os jogos ten- não interessadas nesse mundo, passaram a vê-lo dem a se superar cada vez mais. com bons olhos. Os games se tornaram um império. Pois além de entretenimento, é ainda um A criação e o Design dos games acabaram show de tecnologia acessível para grande parte se tornando uma arte. Alguns jogos são tão rea- da população. listas que parecem ser filmes live action. Os estilos dos gráficos são a parte mais incrível de todo A Arte de ser um design de games está o processo de criação. Trazer vida aos movimen- bem longe de sair de moda. tos dos personagens não é uma tarefa fácil, mas as possibilidades são quase infinitas.


Degustar

A Arte de saborear

A gastronomia é com certeza um campo artístico vasto. Com muita técnica e conhecimento chefes do mundo todo conseguem apresentar verdadeiras “telas” em forma de pratos. Os cardápios são variados. E as possibilidades inúmeras. Mas essa matéria é, na verdade para falar sobre um ponto cheio de peculiaridades da gastronomia, e que vem ganhando destaque internacional. Vamos falar sobre vinho.

Ainda temos muito que evoluir no que se diz respeito a degustar e produzir vinhos. As vinícolas brasileiras ainda não possuem uma expertise de produção como o Chile, responsável por mais de 80% da produção mundial de vinhos.

Os preços desse produto importado também não são muito atrativos por aqui. A média de uma garrafa considerada de qualidade razoá Sua origem real não é conhecida, mas te- vel é de R$ 55,00 reais. mos relatos da bebida datadas de 3000 anos a.C. Uma bebida histórica, conhecida mundialmente, Ainda sim, é possível vislumbrar um mercobiçada e que atualmente vem ganhando o co- cado muito promissor para a bebida no Brasil. ração brasileiro pouco a pouco. Uma pesquisa realizada em 2016 pelo Associação brasileira de enologia (ABE) o cenário do país O Vaticano lidera o ranking de consumo é muito positivo, e o brasileiro vem aumentando de vinho mundial seguido por Luxemburgo e (consideravelmente) seu interesse pelo produto França, tendo uma média de consumo de 72,2 à medida que sua popularidade e as possibilidalitros de vinho por ano, enquanto o Brasil na des de compra (no caso de adegas e e-commer96°posição desse mesmo ranking consome ape- ce) e possibilidade de compra aumentam. nas 2 litros por ano. (Dados da revista exame).


Como Degustar? Entrevistamos o Enólogo Felipe Lucca Rodrigues para saber o passo a passo de como iniciar (da melhor maneira) a degustar vinhos

Como começar?

O ritual...

Se você não está acostumado a beber vinho Existe todo um ritual antes de começar a corriqueiramente, comece por um suave ou semi provar o vinho. Para os Bordeaux por exemplo, é seco para começar a desenvolver o paladar. importante iniciar com movimentos circulares. Tudo depende do estilo do vinho que você vai degustar. De modo geral, começa-se sentindo o perfuA taça é um elemento importante! me do vinho. Para que sua memória olfativa possa Na gastronomia e na etiqueta tudo tem um criar o hábito de identificar os diferentes aromas. porque. Nada é por acaso ou por luxo. A taça faz parte da degustação e fazem a experiência da bebi- O primeiro gole... da se tornar muito mais agradável. Existem inúmeO primeiro gole de vinho pode ser estraros tipos de taças para inúmeras ocasiões diferen- nho. Normalmente torcemos o nariz por acharmos tes, e você como um iniciante não precisa comprar uma de cada. Mas é importante ter uma taça de amargo, ou forte demais. Não se preocupe, essa é cristal do modelo mais comum em casa, para fazer a reação normal de quem não têm o hábito de consumir esse tipo de bebida. Com o tempo as papiuma degustação em seu total potencial. las gustativas vão identificando o sabores e tudo passa a ficar muito mais saboroso. É importante Limpar o paladar observar as sensações desse primeiro gole. Dei Antes de iniciar a degustação, comumente xe passar por toda a sua boca. Se atente em como é importante limpar a língua e a boca. Não precisa passa pela gargante. Se o sabor é marcante, ou deescovar os dentes, até porque o sabor da pasta de saparece facilmente. Tudo isso cria as percepções dente também pode interferir no paladar. O ideal da degustação, e torna a experiencia sempre muito é tomar uma pequena dose de água com gás pode agradável. fazer toda a diferença.


Profile for Revista Com Café

Arte \ Com Café Edition  

Um dos principais trabalhos da agência C22 é o desenvolvimento mensal da revista Com Café edition, este mês trouxemos a temática da Arte. El...

Arte \ Com Café Edition  

Um dos principais trabalhos da agência C22 é o desenvolvimento mensal da revista Com Café edition, este mês trouxemos a temática da Arte. El...

Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded