Page 66

66

ARTE OBSERVADA

POR MILENNA CASSEB SARAIVA

No Dogs Allowed (Não é Permitido Cães) Margaret Keane - 1962 Óleo sobre tela 60 x 30 cm Se você acredita que os olhos são as janelas da alma, que toda a imagem conta uma história, ou mesmo que a arte imita a vida, então talvez precise conhecer a história de Margaret Keane.

VAMOS OBSERVAR Além dos olhos grandes, as pinturas das crianças de Margaret têm outra coisa em comum: a tristeza. Podemos observar bem isso em No Dogs Allowed. A profunda expressão nos olhos da criança é de pura tristeza conformada. Conformada pois não gritam, somente dizem quietamente o que estão sentindo. Conformada como a artista foi por tanto tempo em sua condição de “pintora fantasma”. Margaret era obcecada por olhos. Já disse em entrevistas que, desde criança, rabiscava olhos até em seus livros de escola. Ela não sabe explicar por que começou a fazer os olhos maiores que o normal. Provavelmente, para expressar sentimentos que guardava a sete chaves, até de si mesma. Estes mesmos olhos dão a suas obras um tom surrealista. Tiram suas telas da categoria representativa e as colocam em um patamar fantástico de sonhos. O fundo neutro e sem imagens obriga os expectadores a focar o olhar nas figuras. A cor amarela e alegre do seu vestido e cabelos contrasta diretamente com sua expressão triste. A garota segura um gato preto que também tem os olhos grandes e nos passam uma inocência pura, talvez um reflexo da própria artista. A trajetória da carreira artística da sra. Keane é o produto de uma era em que as mulheres eram incentivadas a seguir e a servir seus maridos, independentemente de qualquer coisa. Lugar de mulher era em casa, cuidando da família. Mesmo pintando desde criança, Margaret acreditava que uma artista mulher não venderia seu trabalho tão bem quanto um artista homem. Uma crença implantada pela mentalidade machista da época. Ela nunca duvidou de seu talento, e hoje, aos 87 anos de idade, pinta todos os dias em sua galeria de arte em São Francisco, Califórnia. Sua renovada autoconfiança, que surgiu paralelamente ao Movimento Feminista nos Estados Unidos, rendeu-lhe todo o reconhecimento merecido e um lugar privilegiado na história da Pop Art mundial. REVISTA CIRCUITO

Neste mês de Fevereiro, o aclamado diretor americano Tim Burton estreia no Brasil o seu mais novo projeto: Big Eyes (Olhos Grandes). O filme documenta a vida e as controvérsias que surgiram ao redor de Margaret e seu então marido Walter Keane. O casal ficou famoso nas décadas de 1950 e 1960 por obras que retratavam crianças com olhos muito grandes e expressivos. Essas pinturas viraram uma febre e foram massivamente reproduzidas em pôsteres e cartões-postais. A estética e o estilo delas têm sido copiados e influenciado inúmeros artistas por mais de meio século. Na realidade, o filme conta a história da maior fraude do mundo da arte: por mais de 20 anos, Walter Keane assinava e levava o crédito de todas as obras produzidas por sua mulher! Após décadas de silêncio, Margaret Keane contou a verdade durante uma entrevista que concedeu a um programa de rádio. Walter Keane foi processado e, após um doloroso e dramático processo judiciário, cujo ápice foi os dois pintarem ao vivo para o júri, a ela foi paga a quantia de 4 milhões de dólares por danos morais e difamação de sua reputação.

MILENNA CASSEB SARAIVA é artista plástica, designer gráfica e galerista. Formou-se em 2003 pelo Santa Monica College, na California, Estados Unidos, com um Bachelor em Fine Arts. Atualmente, representada pela The Peach Gallery em Toronto, Canada, pela Gallery 1983 na Europa, e pelo Grupo New Creators em São Paulo, Brasil, comanda o Estúdio & Galeria Milenna, na Granja Viana, uma galeria de arte contempoânea. www.milenna.com

Profile for Revista Circuito

Revista Circuito - Edição 182  

Revista Circuito edição 182

Revista Circuito - Edição 182  

Revista Circuito edição 182

Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded