Page 1

R E V I S T A

A R A R A Q U A R A

&

R E G I Ã O

2017 | Nº 20 | ANO III

Cartão de Todos:

MODELO EM SAÚDE, LAZER E EDUCAÇÃO

Acia e CAM fecham parceria para agilizar soluções de conflitos

Atriz araraquarense Zilda Mayo lança livro sobre sua vida e obra

AMPARA e Prefeitura se unem e cidade terá Centro de Referência do Autismo


DSC01061

2

REVISTA CIDADE - Araraquara e Região


REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

3


Acia traz para Araraquara 1º Fórum de Cidades digitais do estado de SP Gestores de 30 cidades paulistas reuniram-se nas dependências da Associação Comercial e Industrial de Araraquara, (Acia), para tratar da tecnologia na modernização das administrações públicas, durante o I Fórum de Cidades Digitais realizado no estado de São Paulo. Organizado pela Rede Cidade Digital (RCD) em parceria com a Acia, o evento fortalece Araraquara como polo de tecnologia e é uma iniciativa que normalmente se espera dos governantes. Além de otimizar a gestão, reduzir custos e aumentar a arrecadação, as Tecnologias da Informação e Comunicação têm papel cada vez mais importante na gestão pública, não só pela capacidade de gerar dados e auxiliar prefeitos e secretários municipais na tomada de decisão, mas principalmente por propiciar a aproximação com os munícipes. “Se nos dias atuais as cidades digitais e inteligentes possibilitam ao cidadão fazer parte da administração pública e ajudar na solução dos mais diversos problemas, elas também permitem acesso a inúmeros serviços públicos via web. No passado a inclusão digital, por meio de cursos aliados a espaços como telecentros, já dava mostra de que a conectividade poderia impactar positivamente na vida das pessoas”, destacou José Janone Júnior, presidente da Acia e principal responsável por trazer o evento para Araraquara. Dentre outras autoridades o evento contou com a presença de representante do Departamento de Inclusão Digital, do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTI). 4

REVISTA CIDADE - Araraquara e Região


ACIA e Câmara de Mediação (CAM) firmam parceria para agilizar acordos financeiros e solucionar conflitos Uma reunião realizada na sede da Associação Comercial e Industrial de Araraquara (ACIA) selou um acordo que já vinha sendo costurado há dias e confirmou a parceria entre a associação e a Câmara de Mediação e Arbitragem (CAM), recentemente implantada na cidade. O encontro colocou na mesma mesa o presidente da ACIA, José Janone Júnior e as responsáveis pela criação da CAM na região, a doutora Suzete Costa Santos e a empresária Cláudia Renata Mestriner. Sucesso absoluto nos grandes centros a CAM atua em casos de mediação e solução de conflitos que envolvam valores (cheques, notas promissórias, contratos, acidentes de trânsito, dentre outros), com o consequente desafogo do Poder Judiciário. Instituída no Brasil pela Lei Federal nº 9307 de 23 de setembro de 1996, a CAM prevê, entre o início do procedimento e a sentença, um prazo máximo de 06 (seis) meses. Não há recurso e, em caso de descumprimento, a parte vencedora já possui um título que poderá ser imediatamente executado. “É uma parceria importante para o empresariado araraquarense. A CAM chegou para agilizar acordos e colocar fim em conflitos que podem e devem ser resolvidos de maneira mais célere, auxiliando as empresas no e ajudando a destravar o judiciário”, explicou Janone. As empresárias, por sua vez, destacaram a importância da parceria. “A ACIA de Araraquara é uma das mais representativas entidades do estado, e integrar seus quadros é um grande passo para nós e um objetivo que já estava traçado”. Funcionando na cidade desde o final de janeiro a CAM conta com sede própria e toda a estrutura para mediar assuntos de qualquer porte, mesmo aqueles em que uma das partes se encontre em outra cidade. Neste caso a audiência acontece por videoconferência. As diretorias da ACIA e da CAM já iniciaram conversas no sentido de criarem uma agenda de ações que apresente o sistema e suas vantagens ao empresariado araraquarense.

O presidente da Acia, José Janone Júnior visitou as modernas instalações da Câmara de Arbitragem e Mediação de Araraquara (CAM). Na imagem, Janone é recepcionado pelas empresárias, doutora Suzete Costa Santos e Cláudia Renata Mestriner,

REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

5


ACIA e 22 de Agosto formalizam parceria e clube já pode ser utilizado Formalização do acordo que selou que selou parceria aconteceu na sede do Mais Querido As diretorias da Associação Comercial e Industrial de Araraquara e do Clube 22 de Agosto firmaram uma parceria que abre as portas da tradicional agremiação aos associados da entidade, em mais uma ação da atual administração, presidida pelo empresário José Janone Júnior. Dotado de uma invejável estrutura construída em 33 mil m², o Clube conta campos de futebol, quadras de tênis, canchas de bocha, piscina aquecida, piscina suspensa, Ginásio coberto, academia, lago para pesca, quiosques com churrasqueira, saunas seca e a vapor, restaurante, bar, dentre outras instalações. Presidido atualmente por Paulo Roberto Delbon, o 22 conta com uma diretoria formada por abnegados apaixonados pelo clube e sua rica história, o que foi de grande importância para recolocar a agremiação no caminho de onde nunca deveria ter saído. “Trabalhamos dia e noite todos os dias para fazer do 22 o melhor clube de lazer da cidade. O ‘Mais Querido’ está de volta”, afirmou Delbon à Revista Cidade. “O Clube 22 de Agosto é uma jóia da cidade e um espaço que todos gostam. Suas instalações são excelentes, garantindo um lazer de qualidade para toda a família. A Acia está feliz e honrada de fazer parte desta história”, finalizou o presidente da entidade, José Janone Júnior.

Sala de reminiscências - Logo depois da formalização do acordo Janone foi convidado a conhecer um novo espaço que a atual administração planeja inaugurar em breve. Trata-se da Sala de Reminiscências, onde posteres, documentos, troféus e outras peças que fizeram a história do clube ficarão expostas (confira algumas imagens do local na página 28).

Momento em que as diretorias da Acia e do 22 de Agosto formalizaram a parceria

Ciente da responsabilidade que é administrar um dos mais tradicionais clubes da cidade, a diretoria do Mais Querido valoriza o passado, homenageando os homens que construíram sua história. A Acia e o 22 estão juntos agora ARARAQUARA, AMÉRICO e REGIÃO Gráfica Bolsoni | Ano 3 Edição 20

Editor Hamilton Mendes MTb 53.088/SP

Diretora Administrativa Isa Pinto Mendes

Arte e diagramação: Revista cidade

Endereço Av.AntheroRodrigues87,Centro–Araraquara/SP Telefones (16) 3010-4977 | (16) 98175-2794

contato@revistacidadeararaquara.com.br. Face: @cidadeararaquara. Editora Cidade Ltda-ME - Portal: www.portalcidadeararaquara.com.br 6

REVISTA CIDADE - Araraquara e Região


Sebrae e Acia ratificam parceria • O Sebrae e a Acia Araraquara ratificaram a parceria entre as entidades, o que deve render, ainda em 2017, treinamentos em diversas áreas empresariais, consultoria in company, dentre outras atividades de grande importância para o apoio na criação, e ou, na consolidação de empresas na cidade. • Presidida pelo Major PM Paulo Henrique Jurisato, comante interino do 13º Batalhão de Polícia Militar do Interior (BPM/I), aconteceu na sede da Associação Comercial de Araraquara (ACIA) a audiência pública de prestação de contas trimestral das ações da PM na cidade de Araraquara. A prestação de contas envolve a atuação dos efetivos do 13º Batalhão e da 1ª Companhia de Polícia. Além dos números de outubro a dezembro do ano passado, foram passadas orientações de segurança pelo capitão PM Ricardo Domingos Junior, responsável pela apresentação dos números verificados no período. • Em cerimônia realizada no auditório da Acia, o presidente da associação, José Janone Júnior, acompanhado do tesoureiro Antonio Junqueti, recebeu das mãos de Marcos José Grosso, gerente dos Correios de Araraquara, o Selo Comemorativo em alusão ao mandato da atual diretoria (2016/2019).

REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

7


SAÚDE, EDUCAÇÃO E LAZER:

Líder em atendimento na região de Araraquara, Cartão de Todos chega a 138 franquias no País Partindo de um princípio simples e inteligente, o Cartão de Todos é um modelo criado especificamente para ser implantado em municípios acima de 200 mil habitantes - para cidades menores existe um outro modelo (vide abaixo), onde sua administração firma convênio com profissionais médicos das mais diversas áreas - todos atendendo em uma única clínica -, onde os conveniados são atendidos com dignidade e a preços muito abaixo dos praticados no mercado. “Trata-se de um sistema de atendimento familiar. O Cartão garante a todos os membros da família atendimento imediato na área da Saúde, com qualidade, dignidade e agilidade. E o melhor: por um valor acessível”, explica Carlos Adami, que ao lado de Adriana Gallo responde pelo gerenciamento da unidade de Araraquara. Criado no Brasil a partir de um sistema implantado originariamente na Alemanha, o Cartão de Todos atua nas áreas da Saúde, Educação e Lazer e completa 15 anos de existência no país, com 138 franquias espalhadas pelo território nacional e cerca de 1,8 milhão de famílias conveniadas, o que representa pouco mais de 6 milhões de pessoas assistidas. Sucesso absoluto nas cidades e regiões onde está instalado o sistema chegou há oito anos em Araraquara, onde 24 mil famílias - ou cerca de 80 mil pessoas -, são atendidas na área da Saúde e contam com as facilidades dos convênios e parcerias firmadas pelo sistema. “O país atravessa uma séria crise economica e um dos momentos mais difíceis de sua história no gerenciamento da Saúde pública. O SUS enfrenta problemas de custeio e os estados e municípios não conseguem um bom gerenciamento na área, seja no atendimento de emergência ou nas consultas. Por tudo isso, e por garantir atendimento, o modelo implantado pelo Cartão de Todos vem ganhando adeptos por todo o Brasil”, destaca Adami. DESTAQUE Administrada com competência e dedicação, a unidade Cartão de Todos de Araraquara foi reconhecida como a se8

REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

gunda franquia mais bem sucedida do País no Congresso Nacional da empresa realizado no final do ano passado. “Para nós foi uma surpresa agradável figurar em segundo lugar dentre as 138 franquias do país, mas antes de tudo foi uma honra. Eu e a Adriana pautamos nossa administração pelo princípio do custo benefício. Ou seja: trabalhamos para garantir benefícios altos aos nossos associados, a um custo baixo”, destaca. “Temos consciência da seriedade do trabalho que desenvolvemos e somos muito criteriosos em nossas ações, por isso o resultado chegou”, finaliza o gerente.

Convênios

Forte na área da Saúde, o Cartão de Todos também conta com grande penetração nas áreas da Educação e Lazer. “Em Araraquara, por exemplo, temos convênio com o Parque de Olímpia, um dos maiores e mais visitados do País, onde nossos associados contam com diversas vantagens, como valores exclusivos para acesso, dentre outros”, diz. Já no setor da Educação o sistema firmou diversos e importantes convênios.

“São parcerias construídas com com escolas de formação técnica, universidades e escolas de linguas, como a Uniesp, Cebrac e CNA. Tudo para abrir as portas do mercado e criar novas perspectivas de vida aos nossos associados”, ressalta Adami. CLUBE DE VANTAGENS Responsáveis pela administração do Cartão de Todos em Araraquara, Adami e Adriana também respondem por um modelo similar nas cidades de Jaú, Matão e Ibitinga, além de municípios do entorno. Trata-se do Clube de Vantagens, um sistema que nasceu partindo dos princípios que nortearam a criação do original. “Da mesma forma que o Cartão de Todos, o Clube de Vantagens garante atendimento digno e de qualidade na área da Saúde a um preço justo, além de firmar convênios nas áreas da Educação e Lazer”, explica Adami, sócio proprietário do modelo nas regiões citadas. O modelo é implantado em cidades abaixo dos 200 mil habitantes, e a única diferença é que o Clube de Vantagens não


conta com uma clínica exclusiva de atendimento - como acontece com o Cartão de Todos. “Pelas normas vigente nós não precisamos ter uma clinica exclusiva em municípios com menos de 200 mil habitantes, então nós firmamos convênios com médicos de diferentes áreas, que atendem nossos associados em suas próprias clínicas”, relata o empresário. ABRINDO FRONTEIRAS Preços fixos para consultas médicas, com agendamento por telefone e sem longas esperas, além de descontos para exames laboratoriais, diagnósticos gráficos e por imagem, odontologia, farmácias, cursos escolares e profissionalizantes, hotéis, pousadas, academias e muito mais. Simples, prático e funcional, o modelo de assistência social importado da Alemanha e adaptado a realidade brasileira, só conhece crescimento por todo o país, e depois de conquistar adeptos nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará, Minas Gerais, Espírito Santo, Mato Grosso, Paraná, Roraima e Rio Grande do Sul, agora, no início de 2017 ganha sua pri-

meira franquia em Bogotá, na Colômbia. Ou seja: o sistema começa a ser exportado para outros países. “Quem trouxe o sistema para o Brasil foi o senhor Altair, pai do nosso diretor Tales Motta Guimarães Villar. E apenas para se ter uma ideia de o quanto o sistema vem crescendo, somente em 2016 cerca de 46 mil famílias aderiram aos nossos planos pelo Brasil afora. E aqui, na região de Araraquara, náo é diferente. Nós estamos crescendo, ampliando nossa rede de atendimento e levando mais Saúde, Educação e Lazer aos nossos associados”, finaliza Adami.

SERVIÇO

Cartão de Todos/Araraquara Avenida Sete De Setembro, 636 - Centro - Araraquara Fone: 16 - 3397-1442 / 16 - 3397-2842 E-mail: araraquara.sp@cartaodetodos.com http://www.cartaodetodos.com.br/

REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

9


SAQUES DO FGTS INJETAM R$ 347 MI NA ECONOMIA LOCAL PRESIDENTE DA ACIA DIZ QUE MOMENTO PODE SERVIR DE ESTÍMULO PARA MERCADO REAGIR Estudo calcula o impacto dos saques das contas inativas no comércio varejista da região de Araraquara Os recursos das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), cujos saques foram liberados pelo governo federal no início deste ano, poderão injetar R$ 347,1 milhões na economia local. Considerando que o comércio varejista da região de Araraquara faturou R$ 16 bilhões em 2016, esse montante representa um acréscimo de até 2,2% nas vendas do setor deste ano. Os dados são de uma projeção inédita realizada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP). Ao avaliar a participação de cada estado no total de rendimentos e remunerações pagas no Brasil, verifica-se que o Estado de São Paulo é responsável por 32,7% do total. Com a premissa de que a distribuição dos recursos das contas inativas do FGTS siga esse padrão, dos R$ 45 bilhões disponibilizados para saque estimase que R$ 14,7 bilhões serão injetados na economia paulista. A FecomercioSP projeta que do montante de R$ 14,7 bilhões, cerca de 2,4% ou R$ 347,1 milhões esteja concentrado nos municípios que integram a região de Araraquara. De acordo com o presidente da Acia, José Janone Júnior, a injeção de dinheiro extra na economia (saques do FGTS) é muito bem vinda, apesar de ser uma medida excepcional e temporária. “Os comerciantes devem aproveitar esse fato, mas com muita cautela. Boa parte deste dinheiro extra será utilizado para quitação de dívidas, 10

REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

especialmente com instituições fiseja destinado para o consumo, nanceiras”, disse. o varejo pode se beneficiar no mé-

dio e longo prazo já que se o con-

Segundo ele, a parcela restante deste dinheiro pode retornar ao con- sumidor optar por quitar dívidas sumo comercial. “Mas será a menor ou aplicar, tais recursos entrarão parte”, opina. no mercado financeiro elevando a “A grande dica aos clientes que pretendem fazer compras é: negociem suas compras à vista e peçam desconto. A grande dica aos comerciantes é: saibam identificar esses clientes capitalizados e façam promoções. Desta forma, manteremos a roda da economia girando até um crescimento econômico mais estável e continuo”, ressalta.

capacidade bancária de conceder empréstimos. “Além disso, os consumidores endividados ou inadimplentes poderão reequilibrar seu orçamento doméstico, limpar o nome e se tornar novamente elegíveis a novos crediários, em condições mais vantajosas”, diz.

Em suma, a Federação pondera que o volume de dinheiro a ser saNa mesma linha a assessoria téc- cado das contas inativas do FGTS nica da FecomercioSP afirma que vai ajudar no processo de retomada da economia. ainda que nem todo o dinheiro FecomércioSP


REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

11


CORREIOS ANUNCIAM NOVA POLÍTICA COMERCIAL PARA SEGMENTO DE ENCOMENDAS EM REUNIÃO NA ACIA Em encontro realizado no auditório da Associação Comercial e Industrial de Araraquara (Acia), e capitaneada pelo gerente da unidade local, Marcos José Grosso, agentes da Agência dos Correios de Araraquara se reuniram na manhã dessa terça-feira, 28, com empresários e parceiros para apresentar a nova política comercial da estatal para o segmento de encomendas. Desde a semana passada, diversos empreendedores de odo o País estão recebendo uma nova tabela dos Correios, o que tem gerou muitas dúvidas e motivou a realização de encontros como o ocorrido na Acia. A novidade impacta o segmento ecommerce de todo o Brasil, visto que são muitas as mudanças em relação ao envio de encomendas. De acordo com Grosso, a definição da nova tabela dos Correios está diretamente relacionada a uma readequação de valores para as regiões de destino das encomendas. A principal mudança está na ampliação da área denominada pelos Correios como “Local”, especificamente para o serviço de Sedex. Neste caso, fica extinta, para envios, a modalidade PAC. As tabelas continuam tendo a classificação de Local, Estadual e Interestadual, mas como novidade acrescentam a partir de agora o fator “Divisa” (cidades específicas em outros Estados com precificação Estadual). Com essa mudança, os envios, dentro dessas regiões classificadas como “Local” ficaram mais atraentes, tanto em relação aos preços mais baixos quanto pela expansão de área propriamente dita. 12

REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

No caso de clientes com contrato firmado com os Correios, e que por isso mesmo utilizam os serviços de envio com bastante regularidade, as vantagens são ainda maiores, visto que eles ganham acesso à considerável redução de preço na tabela praticada na modalidade à vista. No caso do primeiro pacote a tabela do PAC é, em média, 22% mais barata que a tabela à vista, enquanto a do Sedex é 20%. De uma maneira geral, os novos serviços anunciados na reunião dessa terça-feira deomonstram que o cliente dos Correios terão acesso a um serviço com

melhores atributos, menor prazo de entrega, maior valor agregado e preços reduzidos. A nova política comercial dos Correios, cujas tabelas passam a valer com os chamados Redutores de Preços especificados e detalhados em cada uma das modalidades de serviço, entrará em vigor em 5 de junho deste ano (para os órgão públicos) e a partir de 5 de maio (para os demais clientes). Para mais informações contate a Agência Central dos Correios de Araraquara na Avenida Brasil, 570, centro, ou pelo telefone 16 - 3322-0535. SATE - Avenida Papa Pio IX, nº 15


REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

13


ARARAQUARA TERÁ CENTRO DE REFERÊNCIA DO AUTISMO GRUPO QUE ESTÁ CRIANDO PROJETO É FORMADO POR REPRESENTANTES DO MUNICÍPIO E DA SOCIEDADE CIVÍL O prefeito Edinho Silva assinou Portaria que institui o grupo de trabalho responsável por elaborar proposta de atendimento especializado em Transtorno do Espectro Autista. Formado por representantes da sociedade civil e de secretarias municipais o grupo passou elaborar um projeto para que seja criado o Centro de Referência Municipal do Autismo. A implantação do órgão é fundamental não só para a criação de políticas públicas, mas também para combater o preconceito. No dia 2 de abril centenas de pessoas participaram da 1ª Caminhada pelo Dia Mundial da Conscientização do Autismo. O evento foi organizado pela Ampara (Associação de Pais e Amigos dos Autistas de Araraquara). O ato teve início no Parque Infantil e terminou em frente à Prefeitura, onde os participantes soltaram balões azuis, cor símbolo do autismo. A ideia foi sensibilizar a população e dar visibilidade à condição, que afeta cerca de 2 milhões de pessoas somente no Brasil. Na semana anterior ao evento, o prédio da Prefeitura ficou iluminado de azul como forma de chamar a atenção da sociedade e propor um olhar mais demorado sobre o TEA (Transtorno do Espectro Autista). A condição é caracterizada por dificuldades na socialização, na comunicação e no comportamento. Centro de Referência Para o prefeito Edinho Silva a criação do Centro de Referência será um instrumento para a construção da igualdade de direitos. 14

REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

“Precisamos dar visibilidade ao preconceito e à discriminação, só assim a sociedade derrotará essas que são as piores doenças”, disse. “Agradeço a Ampara, a todos que se mobilizaram, e aos integrantes desse grupo que dará o passo inicial para que a cidade tenha um Centro de Referência que seja impulsionador das políticas públicas para pessoas com autismo”, acrescentou. A presidente da AMPARA, Karina Maia revelou muitas pessoas procuraram pela Associação, buscando informações a respeito do centro de referência. A presidente elogiou a iniciativa que deve garantir um atendimento especial às pessoas com autismo.

“É uma forma de trazer mais esperança para os pais que tanto necessitam de acolhimento e ajuda e também para os autistas que precisam do atendimento”, argumentou. O grupo responsável por elaborar o projeto que viabilizará o Centro é composto pelos representantes da Secretaria de Saúde, Edison Rodrigues Filho e Luiz Armando Garlippe, pelas representantes Maria Cecília Sambrano Vieira e Cassia Canato, da Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social e Secretaria de Educação, respectivamente, das representantes da Secretaria de Participação Popular, Elisa Santos e Juliana Picoli Agatte, e ainda da sociedade civil organizada, Antônio Ducci, Juliana Mochetti, Karina Maia, Marcia Irene do Nascimento e Yeda Cazzoni.


Avenida Duque de Caxias, 280, Centro, Arararaquara/SP FONE: (16) 3322-3864 | Facebook: Bela Noivas REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

15


Núcleo MMDC de Araraquara se organiza e terá eventos o ano todo Denominado “Heróis de Araraquara”, o 56º Núcleo MMDC criado no estado atuará para perpetuar a memória dos araraquarenses que lutaram pela constitucionalização do País na Revolução de 1932

Major Paulo Henrique Jurisat

Fundado em Araraquara por abnegados policiais militares no dia 29 de novembro de 2016, o 56º Núcleo do MMDC de Araraquara segue se organizando e já conta com agenda cheia para este ano. Contando atualmente com 13 membros em sua diretoria, o

16

REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

MMDC local alinhou suas atividades com a organização estadual, e organizará eventos nas três datas que marcam o movimento revolucionário de 32: 1 23 de maio (dia em que morreram Martins, Miragaia, Dráuzio e Camargo, os quatro mártires da Revolução, assassinados por

agentes da ditadura de Getúlio Vargas, e que emprestaram as iniciais de seus nomes para a criação do MMDC); 2 - 9 de julho (data da deflagração da do movimento Revolucionário de 1932, que levou milhares de paulistas aos campos de batalha pela constitucionalização do País); 3 - 2 de Outubro (último dia da Revolução de 32). Nas três datas, de acordo com o definido em conjunto pela direção do MMDC local com a direção estadual, haverá eventos em Araraquara. No dia 22 de maio o Núcleo da cidade lançará um concurso de redação nas escolas estaduais


Mas não é só, e muito em breve estará no ar o Portal da entidade: www.mmdcararaquara.com.br -, bem como a Fan Page do Núcleo: mmdcararaquara -, com muitas informações e notícias sobre as atividades do grupo. Caminhada pela cidadania homenageou

período e atravessou estado em 2009

que Jurisato dirige as reuniões do 56º Núcleo MMDC Heróis de Araraquara

da cidade - cujo tema será a participação de araraquarenses na Revolução -, além de inaugurar para o público o Museu “Heróis de Araraquara”, que está sendo montado nas dependências do 13º Batalhão da Polícia Militar. Ainda como parte dos eventos que marcam sua criação na cidade, o MMDC local encaminhou entendimentos com a Agência dos Correios para o lançamento de um Selo Comemorativo. A arte já foi aprovada e o selo está em fase de confecção e impressão. REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

17


PRESIDENTE DA ACIA VISITA INSTALAÇÕES DA GUARDE MAIS SISTEMA DE AUTO ARMAZENAGEM FACILITA O DIA A DIA DE EMPRESAS E PESSOAS QUE SOFREM COM A FALTA DE ESPAÇO

O presidente da Associação Comercial e Industrial de Araraquara (Acia), José Janone Júnior, visitou as instalações da Guarde Mais Self Storage, empresa de auto armazenagem recentemente instalada em Araraquara pela empresária Mayra Prado Mattenhauer Devito. E Janone gostou de que viu. “O espaço é grande, os boxes muito bem montados e a estrutura da empresa não deve nada para outras similares montadas nos grandes centros. Araraquara e região ganham muito com a chegada da Guarde Mais”, afirmou. Popular nos EUA e nas grandes metrópolis do mundo, mas ainda pouco conhecido no Brasil, o sistema Self Storage é bastante utilizado entre empresas e pessoas que precisam de espaço para guardar materiais diversos, como coleções, móveis, estoques e todo o tipo de pertences por algum período, ou até por tempo indeterminado, se for o caso. Criado origináriamente na de década de 60 nos Estados Unidos, trata-se de um sistema de auto armazenagem, onde toda a movimentação é executada pelo próprio cliente (acesso, carga, descarga e organização). No local disponibilizado você pode guardar o que quiser com segurança, privacidade e comodidade. 18

REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

E o melhor de tudo: o próprio cliente é quem identifica o que precisa guardar, calcula o espaço, leva os pertences para o Guarde Sempre, tranca o box e leva a chave. Ou seja: segurança total! Em pleno funcionamento no coração da cidade, a empresa está localizada ao lado do Atacadão Vencedor - proximidades da Via Expressa -, e conta com estrutura para atender toda a região, disponibilizando espaço para quem precisa reformar a casa, viajar, dentre outras necessidades.

Durante a visita, o presidente da Acia destacou a localização privilegiada da Guarde Mais, o que facilita a logística rápida e eficiente com um custo viável para todos os tamanhos de empresa, ressaltando que suas instalações oferecem docas cobertas e amplo estacionamento para veículos de todos os tamanhos, o que facilita a carga e descarga. A Guarde Mais faz a locação de boxes individuais e privativos que variam de 2 metros quadrados a 36 metros quadrados, com 2,5 metros de altura. O cliente tem acesso ao seu box, quantas vezes ao dia forem necessárias, mas sempre obedecendo o horário de funcionamento da empresa. O interessado no aluguel de um box pode ir conhecer o local juntamente com um dos atendentes da Guarde Mais, que irá auxiliá-lo a identificar o melhor espaço para sua necessidade ou necessidade de sua empresa. A empresa fica ao lado do Atacadão Vencedor, e o contato também pode ser feito através dos telefones (16) 3010-5136 ou (16) 99744-5136 (whatsapp)

Empresa fica ao lado do Atacadão Vencedor, proximidades da via Espressa


SOCIAL FAMÍLIA

‘Família é a razão, o motivo e a força ’ A união no presente e o respeito ao passado são a garantia de um futuro. A família deve sempre ser a razão de tudo!

Família Guimarães Pinto Mendes reunida. Sempre juntos!

Av. Trifônio Guimarães. O respeito ao passado constrói o futuro

Companheiros: Adail, a esposa, Regina e o filho Henrique

Nicolas Mendes e Amanda Aguiar

Em dobro: 83 anos de Dna. Terezinha e 23 da Amanda REVISTA CIDADE - Araraquara e Região 19


20

REVISTA CIDADE - Araraquara e Região


CLUBE 22 DE AGOSTO

‘22 de Agosto terá Sala de Reminiscências’ A rica história do Clube 22 de Agosto será exposta em fotos, posteres, troféus e documentos muito em breve. A iniciativa é da atual diretoria, que vai inaugurar a Sala de Reminiscências, onde muito do que se viveu por lá nos anos 60, 70, 80 e 90 estará de volta

Posteres das rainhas e princesas de 84, 87 e 93

Moacir Franco (1985) e Cauby Peixto (1983)

Vicente Michetti, esposa, Agnaldo Rayol e Branca Ribeiro

The Mamas e The Papas (1985)

Os jovens Chitãozinho e Xororó em 1985

Demônios da Garoa (1987) REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

21


22

REVISTA CIDADE - Araraquara e Região


REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

23


Um dos maiores colecionadores de artigos da 2ª Guerra Mundial vive na cidade Metalúrgico aposentado, colecionador e historiador, Célio Aparecido Thomáz é um apaixonado por Militaria, especialmente pelo período da 2ª Guerra Mundial. Autoditada, interessou-se pelo tema ainda jovem, quando em meados dos anos 60 a extinta TV Tupi exibiu um programa especial, dividido em capítulos, denominado “Histórias do Século XX”. “O programa passava todas às sextas às 22 horas, e eu não perdia por nada. Eram documentários sobre as duas grandes guerras, e eu me interessei tanto pelos temas que passei a gravar os programas com gravador de voz”, explica. Desde então Célio passou a devorar livros e informações sobre os períodos, e sua paixão pelos acontecimentos que marcaram a história da humanidade no século passado foi tão grande que

24

REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

ele passou a adquirir produtos da época. “Sempre quis ter em mãos alguma peça, qualquer coisa, que tivesse feito parte dos eventos (1ª, 2ª Guerra e Revolução de 32)”, explica ele. E o sonho começou a se tornar realidade com o advento da internet. “Quando a internet chegou tive acesso a sites de leilões e compras que oferecem produtos de militaria de todas as épocas, e simplesmente não resisti a tentação”, destaca. Especialista no assunto “2ª Guerra Mundial”, Célio começou a adquirir capacetes, rádios, uniformes, aparelos de telefone, fotos e variadas peças, incluindo vídeos da época, As salas de entrada da residência do colecionador, para se ter uma ideia de até onde vai sua paixão,

podem, perfeitamente, integrar o acervo de qualquer museu dos períodos. E não famos só dos artigos e peças expostos. Falamos do conjunto todo, já que além de um apaixonado colecionador, Célio tem um bom gosto incomum para acomodar seus objetos. “Tenho peças de soldados brasileiros, norte-americados, alemães, ingleses, franceses e de muitas outras nacionalidades. O que tenho em casa é parte da história da humanidade, da construção do mundo que vivemos hoje. E é, principalmente, uma singela homenagem aos bravos pracinhas que sem qualquer preparo


para enfrentar o rigoroso inverno europeu, lutaram com bravura e fizeram história nos campos de batalha da Itália”, finaliza.

REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

25


Economia

ACIA, SINCOMÉRCIO E APAE FECHAM PARCERIA E INCENTIVAM PARTICIPAÇÃO DE LOJISTAS EM EVENTOS DA ENTIDADE PARCERIA ENTRE ACIA, SINCOMÉRCIO E APAE FORTALECE O COMÉRCIO LOCAL

O presidente da Associação Comercial e Industrial de Araraquara (Acia), José Janone Júnior, informou que um diálogo entre a APAE, a ACIA e o SINCOMÉRCIO viabilizou aos comerciantes de Araraquara que atuam regularmente, oferecerem suas mercadorias aos visitantes da feira da APAE. Realizado pela Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Araraquara (Apae), a edição deste ano do tradicional Arraiá da Bondade deverá contar com a participação de lojistas da cidade. O intuito é valorizar a entidade social, que realiza um trabalho de excelência no município, e fomentar a atividade comercial local. “Tenho certeza que será uma parceria de sucesso, atrairá muito mais visitantes e que servirá de modelo para outras feiras tradicionais da cidade”, ressaltou. Falando sobre a iniciativa o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Araraquara (Sincomercio), Antonio Deliza, destacou que a Apae fará um convite aos comerciantes para que instalem seus stands no próximo evento promovido pela entidade, que é a festa junina, conhecida como Arraiá da Bondade. O acordo é uma importante conquista na defesa dos interesses do comércio de Araraquara, porque com essa parceria os privilegiados são o empresários de Araraquara, que geram empregos e pagam seus impostos regularmente. 26

REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

“A participação de empresas locais nos eventos organizados pela APAE é de fundamental porque não apenas fortalece a economia da cidade, como evita que o espaço seja ocupado por vendedores de fora, muitas vezes informais”, ressaltou. De acordo com a superintendente da Apae, Lígia Celante, a instituição realiza um atendimento especializado a 330 pessoas com deficiência. Metade da verba para manutenção da entidade é oriunda do poder público e o restante obtido com o apoio da comunidade, principalmente por meio da promoção de dois grandes eventos: a Feira da Bondade e o Arraiá da Bondade. “Ficamos muito contentes com essa abertura dada pela Acia e pelo Sincomércio. É uma parceria muito positiva, tanto para a Apae quanto para as empresas. Acreditamos que os empresários têm muito a ganhar associando suas marcas a uma instituição séria como a Apae, que tem 53 anos de atuação”, avalia Lígia. Janone, por sua vez, lembrou que Araraquara é uma cidade completa nos segmentos comercial, industrial e de serviços. “Araraquara tem uma economia muito forte, mas uma outra característica de nossa cidade é a grande quantidade de instituições sociais e filantrópicas de altíssima relevância e serventia para a população. A APAE certamente está entre as mais importantes”, finalizou.


REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

27


28

REVISTA CIDADE - Araraquara e Região


SOCIAL

REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

29


30

REVISTA CIDADE - Araraquara e Região


ATENDENDO NO ESPAÇO BASILE HÁ CERCA DE DOIS ANOS, O PSICÓLOGO JÚNIOR BOTTESINI FALOU À REVISTA CIDADE

Reportagem: Qual sua área de atuação profissional, Júnior? Sou um profissional com experiência na área da Psicologia do Ensino e da Aprendizagem, em Psicologia Clínica com ênfase na Psicologia do Comportamento e da Cognição e no momento curso especialização em Neuropsicologia. O trabalho com a Terapia Cognitiva Comportamental ou TCC sugere que mudanças terapêuticas acontecem na medida em que ocorrem alterações nos modos disfuncionais do pensamento. Assim o mundo constitui uma série de eventos que podem ser considerados neutros, positivos ou negativos, no entanto a avaliação cognitiva (pensamentos) que a pessoa faz destes acontecimentos é o que determina o tipo de resposta que será dada na forma de sentimentos e comportamentos, assim é dado grande importância aos pensamentos do cliente e a forma como este interpreta o mundo. Já a Neuropsicologia será utilizada no diagnóstico, no acompanhamento, no tratamento e na pesquisa da cognição, das emoções, da personalidade e do comportamento com ênfase na relação entre estes aspectos e o funcionamento cerebral. Reportagem: Isso muda de pessoa pra pessoa? Sim, isso irá depender do problema da pessoa, existindo casos que a TCC terá indicação inicial, já em outros a utilização inicial dos procedimentos relativos a Neuropsicologia podem ajudar melhor na problemática apresentada pelo cliente. É importante ressaltar que, no geral, cada pessoa tem um sistema

Dorival José Bottesini Junior – CRP: 06/116355 de funcionamento, e isso explica porque elas reagem de formas diferentes em situações idênticas. Histórico de vida, interação com o ambiente, traumas, valores e crenças são alguns dos fatores que podem influenciar diretamente o comportamento humano, e que são bem atendidos diante do trabalho com a Terapia Cognitiva-Comportamental. Sem contar outros fatores importantes como: alterações cognitivas durante o desenvolvimento (fase infantil e adolescência), acidente vascular cerebral (AVC), traumas mecânicos (acidentes de veículos ou outros), sequelas de doenças infecciosas como a Meningite ou Herpes, desenvolvimento de demências (mais comum nos idosos), sendo que nestes casos a utilização dos procedimentos da Neuropsicologia inicialmente parece ser mais adequado. Reportagem: Como você identifica esses problemas? Na atuação clínica, em um primeiro momento, é importante identificar

no indivíduo quais são os comportamentos limitantes geradores de dor, sofrimento, prejuízos emocionais e sociais. A Neuropsicologia utiliza instrumentos para avaliação das funções neuropsicológicas envolvendo principalmente habilidades de atenção, percepção, linguagem, raciocínio, abstração, memória, aprendizagem, habilidades acadêmicas, processamento de informação, visuoconstrução, afeto, funções motoras, e executivas, complementando o diagnóstico na área do desenvolvimento e aprendizagem. E através da Terapia Cognitiva-Comportamental é possível a análise do pensamento e do comportamento, é possível ao psicólogo analisar a relação do indivíduo com o ambiente, entendendo quando e onde esses pensamentos e comportamentos disfuncionais ocorrem e qual função tem esses pensamentos e comportamentos para a pessoa, por exemplo: se proteger, ser reconhecido, chamar a atenção, ser amado, entre tantas outras estratégias que a pessoa pode adotar para atender suas necessidades inconscientes. REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

31


“A TERAPIA COGNITIVO-COMPORTAMENTAL FOCA NOS PROBLEMAS QUE ESTÃO SENDO APRESENTADOS PELO PACIENTE NO MOMENTO EM QUE ELE PROCURA A TERAPIA” Posteriormente, é possível investigar pensamentos, sentimentos, crenças e valores que dão sustentação a essas necessidades. Depois de compreendidas por profissional e cliente, é possível desenvolver estratégias de pensamento e comportamentos mais adequados, encontrando novas formas de agir que possibilitem mudanças favoráveis reais na vida da pessoa. Reportagem: Quais os ganhos que um indivíduo pode ter ao fazer um tratamento através da Terapia Cognitiva Comportamental? A Terapia Cognitivo-Comportamental foca nos problemas que estão sendo apresentados pelo paciente no momento em que este procura a terapia sendo seu objetivo ajudá-lo a aprender novas estratégias para atuar no ambiente de forma a promover as mudanças e superações necessárias. A terapia utiliza de uma cooperação entre o terapeuta e cliente de forma que as estratégias para a superação de problemas concretos são planejados em conjunto, procura-se definir claramente os objetivos, especificando-os de acordo com os problemas e questões trazidas pelo paciente. O ponto de partida, como já dito anteriormente é a fonte de sofrimento do cliente, e a partir das distorções que estão ocorrendo na forma que a pessoa avalia a si mesmo e ao mundo. Sendo um dos principais objetivos da Terapia Cognitiva Comportamental corrigir as distorções de pensamento que estão gerando problemas ao cliente e fazer com que este 32

REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

este desenvolva meios eficazes de enfrentá-los, para isso é utilizado técnicas cognitivas que buscam identificar pensamentos automáticos, testar estes pensamentos e substituir as distorções cognitivas. As técnicas comportamentais são empregadas para modificar condutas inadequadas relacionadas a problemática do indivíduo. Reportagem: Como funciona o processo de avaliação? Durante o processo de avaliação psicológica, a aplicação e utilização de testes psicológicos ou psicométricos se mostram de grande importância no auxílio do diagnóstico, na orientação, tratamento e no suporte terapêutico nas avaliações das dificuldades de aprendizagem. Entre os instrumentos que eu utilizo, é possível destacar: - Bateria Fatorial da Personalidade – (BFP); Bateria de Provas de Raciocínio – (BPR-5); Bateria Psicológica da Atenção – (BPA). No contexto escolar é possível realizar o diagnóstico diferencial nos problemas de aprendizagem/escolar com a aplicação e avaliação da Escala Wechsler de Inteligência para Crianças – 4ª edição (WISC-IV): A Escala de Inteligência Wechsler para Crianças - WISC-IV é um instrumento clínico que pode ajudar a diagnosticar potenciais problemas nos processos cognitivos das crianças, o que pode ser usado para determinar se há necessidade para uma intervenção como acompanhamento pedagógico, psicopedagógico ou tratamento psicológico, tudo isso planejado de acordo com as necessidades individuais da criança. Reportagem: Qual a diferença no

atendimento de crianças, jovens e dultos? Eu realizo o atendimento de crianças com ênfase primeiramente no diagnóstico em relação aos problemas de ordem escolar e familiar, e posteriormente, o trabalho é de ordem terapêutica e preventiva quando necessário. Além disso, através dos testes é possível o encaminhamento ao serviço de Psicopedagogia e de reforço escolar quando existe essa necessidade. Em relação aos jovens e adultos, além da terapia tradicional com a TCC e de alguns casos como já citados anteriormente em que a utilização dos procedimentos da Neuropsicologia é o mais indicado, é comum a orientação profissional e vocacional a partir da realização dos testes como: BPR-5, BFP, BPA que possibilitam uma grande ajuda quando em conjunto com o restante da avaliação psicológica, que é realizada de acordo com a necessidade do cliente. Reportagem: Fale um pouco sobre a psicoterapia. A psicoterapia pode atender tanto a crianças, jovens e adultos, tendo por objetivo auxiliar nas dificuldades do cotidiano, na superação de: traumas, transtornos, bloqueios, medos, conflitos, contribuindo de forma relevante para o autoconhecimento e para retomada do crescimento e do desenvolvimento pessoal, profissional e familiar, e nesse contexto a psicoterapia pode contribuir de maneira significante para superação de diversos problemas que geram sofrimento significativo na vida dessas pessoas contribuindo para o aumento da qualidade de vida.


REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

33


MUSA DO CINEMA BRASILEIRO NOS ANOS 70 E 80, ZILDA MAYO PREPARA LANÇAMENTO DE LIVRO SOBRE SUA VIDA Entre a segunda metade dos anos 70 e meados dos 80 a atriz araraquarense Zilda Mayo povoou o imaginário masculino. Ao lado de artistas que fizeram época no cinema e na televisão brasileira, como Vera Fisher, Nicole Puzzi, Zaira Bueno e Monique Lanfond, Zilda construiu uma rica história, tornando-se a recordista de longas realizados no Brasil da época. No total, foram 42 os filmes estrelados por ela, a maiora deles contracenados com atores globais. Musa das produções da - chamada na época - Boca do Lixo -, famoso reduto paulistano da “pornochanchada”, Zilda ajudou a quebrar paradigmas em uma época de ditadura militar e em que se clamava por liberdade. Isso, apesar do tom machista dos filmes. Passados 40 anos daqueles tempos inocentes e áureos do cinema nacional, Zilda Mayo se prepara para o lançamento de um livro sobre sua vida e obra. Sob a batuta do jornalista Luiz Augusto Zakaib - que trabalha há pelo menos seis anos em sua elaboração -, o livro está praticamente concluído, e deve chegar ao mercado no segundo semestre deste ano.

34

REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

“Estamos nos reunindo semanalmente para fechar a escolha das últimas fotos. Será uma obra reveladora. Muita gente vai entender melhor o que foi aquele período”, diz, Zilda, que não esconde certa mágoa.

“Voltei para minha cidade, Araraquara, e até hoje uma ou outra pessoa me pergunta se fui atriz pornô. Nunca fiz sexo explícito. Perto do que se faz hoje na TV aberta nós éramos programa de crianças, encerra.


REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

35


36

REVISTA CIDADE - Araraquara e Região


Buzz

Nina

Nino

Flor

Paรงoca

Top

Mel

REVISTA CIDADE - Araraquara e Regiรฃo

37


38

REVISTA CIDADE - Araraquara e Região


SOCIAL EMPRESARIAL

‘Acia e Rotary Club Morada do Sol’ O presidente da Acia José Janone Júnior proferiu palestra no Rotary Club Morada do Sol, apresentando aos companheiros, muitos deles empresários as vantagens de ser um associado da entidade

REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

39


ARTISTA LANÇA SINGLE E VIDEOCLIPE!

Com seu single de estreia “Hurricane”, Morgana Kurmann dá passo importante na carreira “HURRICANE” é o single de estreia da cantora Morgana Kurmann e já está disponível em todas as plataformas digitais: Spotify, Apple Music, Deezer, Google Play Music, Shazam, iTunes, Amazon. A faixa, de autoria da própria cantora, é responsável por dar nome ao seu primeiro CD também autoral, com lançamento digital e físico previstos para abril deste ano. Segundo Cleber Shimu, produtor do single e do CD, Morgana Kurmann é uma cantora e compositora incrível. “Ela consegue reunir em suas composições belas melodias, refrões marcantes que “grudam” em nossos ouvidos, além de muito bom gosto e cuidado com as letras. Sensível e passional, ela consegue dar vida em forma de música a um turbilhão de sentimentos, emoções e até dúvidas que vivem em seu interior e que logo de cara, ao ouvirmos, faz com que nos identifiquemos, pois fala de emoções e sentimentos comuns em nosso dia a dia e em nossas relações”. O single “HURRICANE” é um hit, com refrão marcante e de assimilação instantânea. “Faz você cantarolar a melodia antes mesmo de terminar a primeira audição da canção”, aponta Cleber Shimu. A música fala sobre a confusão em que nos encontramos quando nossos planos perfeitos mudam de curso inesperadamente e se tornam um jogo entre o concreto e o abstrato. “Como o próprio nome sugere, é um furacão de sentimentos envolvidos por um arranjo musical simples e direto que valoriza a melodia e a interpretação brilhante de Morgana Kurmann. É impossível não se apaixonar” avalia Cleber Shimu.

tecendo com ela ou será que sua casa na verdade é seu interior? Esse jogo entre o concreto e o abstrato vai tomando forma a partir do momento em que o cenário vai se desconfigurando, sua maquiagem se desmanchando e atinge o ápice quando projeções invadem sua casa como se fossem seus pensamentos e dúvidas exteriorizadas. Pronto, o furacão está formado!

A música já ganhou um videoclipe dirigido por Deivide Leme. No clipe, Morgana está em meio a uma confusão externa e interna. Sua casa mostra exatamente o que está acon-

O CD foi gravado através da Lei de Incentivo à Cultura, a Lei Rouanet, e teve o patrocínio das empresas Librelato (Santa Catarina), Grupo Curimbaba (Minas Gerais) e Guabifios (Santa

40

REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

Catarina). O disco, também intitulado “HURRICANE”, tem como base a música pop permeada por pitadas de soul, r&b, blues e jazz, estilos musicais pelos quais a artista é fortemente influenciada. O disco foi masterizado na Flórida, EUA e está em fase de prensagem com lançamento previsto para abril. “Com uma linda voz, muita técnica, mas sem deixar de lado a entrega e a emoção na interpretação, Morgana Kurmann consegue transitar com naturalidade entre o pop, o soul, o r&b e tem uma forte influência do jazz e do blues, marcantes em seu


Acompanhe Morgana no Facebook: https://www.facebook.com/morganakurmann

trabalho” completa Cleber Shimu. O single “HURRICANE” está disponível em todas as plataformas digitais. Assista ao clipe “HURRICANE” https://www.youtube.com/watch?v=atFcnsG_klw Sobre a artista Morgana Kurmann é cantora e compositora. Seu universo gira definitivamente em torno das artes, é também atriz e arquiteta. Natural de Campinas e com raízes gaúchas, seu envolvimento com a música e com os palcos começou cedo, ainda quando criança. Muito dedicada, sempre se interessou

em estudar canto, piano, dança. Como ela mesma diz, “sou das artes”. Em 2008 teve seu primeiro trabalho como cantora profissional em uma banda local. A partir daí, passou a se dedicar intensamente aos estudos de canto e a investir em sua carreira artística. Fortemente influenciada pela música pop, o soul, o blues, o jazz e a bossa-nova se arriscou a compor e foi como amor a primeira vista! Desde então não parou mais, um turbilhão de composições passou a ganhar cada vez mais espaço em seus cadernos. As primeiras foram em inglês e conforme foi adquirindo experiência e segurança, vieram também as composições em

português. Morgana também se dedica ao estudo do Canto Lírico com o intuito de aprimorar seu controle e domínio vocal, o que, sem dúvida a possibilita experimentar novos sons e interpretações que trazem um colorido diferente ao seu repertório. Hoje, aos seus 31 anos, após muita dedicação, estudo e trabalho, Morgana se sente madura e totalmente segura para exteriorizar suas experiências musicais e profissionais e dividir suas composições com o mundo. Ela está em fase de lançamento de seu primeiro single “HURRICANE” e CD homônimo, totalmente autorais. REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

41


A KASA DA SUA CASA

Loja 1- Av. Luís Alberto, 838, Araraquara/SP. Fone: (16) 3324-9999 www.akabamentos.com.br 197 - Vila Harmonia, Araraquara/SP, Fones: (16) 3461-0100 | 3461-0102

REVISTA CIDADE - Araraquara e Região 42Loja 2 - Rua Napoleão Selmi Dei,


REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

43


44

REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

Revista Cidade Araraquara e Região  

Revista cidade nº 20 - Ano III - 2017

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you