Page 1

R E V I S T A

A R A R A Q U A R A

&

R E G I Ã O

2017 | Nº 19 | ANO III

Revista cidade

Há três anos informando o araraquarense

Araraquara ganha câmara de mediação e arbitragem

Cartão de todos: saúde, educação e lazer de qualidade

Decor House: fomentando o mercado da construção


2

REVISTA CIDADE - Araraquara e Região


REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

3


Diretoria da ACIA comemora o sucesso da Campanha de Natal 2016 O ano de 2016 foi muito difícil para todos os brasileiros e o comércio sentiu o forte impacto da crise econômica, que proporcionou um consumo menor das famílias, comparado ao ano de 2015. Ainda assim a ACIA – Associação Comercial e Industrial de Araraquara tem motivos para se orgulhar, e graças ao trabalho incansável da sua diretoria voluntária, realizou uma campanha inédita em seus 82 de história. Pela primeira vez a ACIA optou em não utilizar o critério de sorteio de alguns prêmios e resolveu presentear todos os clientes consumidores das lojas participantes da campanha com uma linda almofada em formato de Emoji. Foram cinco modelos presenteados que, para alguns clientes mais animados, serviram de incentivo para formar uma coleção e ainda impulsionaram as vendas em Araraquara. Todos os lojistas participantes elogiaram a iniciativa da ACIA e alguns até propuseram melhorias, para que nas próximas campanhas sejam obtidos resultados ainda melhores. Apontando uma tendência de comportamento dos consumidores araraquarenses, as três lojas participantes que obtiveram melhores resultados não se encontram nas principais ruas do comércio de Araraquara (Nove de Julho e São Bento), talvez pelo fato de estarem em vias menos congestionadas pelo trânsito e fora da região da Área Azul, embora as lojas do centro da cidade também tenham obtido ótimos resultados. Apesar de todos os participantes estarem de parabéns, apresentamos as três lojas vencedoras da campanha: 4

REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

Medalha de OURO

GALPÃO ESTOFADOS

Medalha de PRATA

LOJA DA FONTE

Medalha de Bronze

CASA DE CARNES PAULINHO


Com estes resultados positivos, a diretoria da ACIA já começa a pensar nas próximas campanhas para 2017.

José Janone Junior – Presidente da ACIA

Diretores da ACIA

“O amor pelo que faz é a receita do sucesso”

“Felizes em presentear centenas de clientes”

ACIA com apoio da Prefeitura de Araraquara e Sincomércio trouxeram luz e um pouco da doçura e encanto do Natal para a população de Araraquara Em três finais de semana que antecederam o Natal de 2016, a ACIA – Associação Comercial e Industrial de Araraquara, com apoio da Prefeitura Municipal e do Sincomércio, trouxe um pouco da magia do Natal para a população de Araraquara. Além de abraços, conversas e selfies com as crianças, também distribuíram muitos doces, balas, picolés e até CD´s musicais das rádios Morada FM e Cultura FM.

A Loja Ramos Presentes participou desta campanha e foi a loja modelo que serviu de cenário de gravação do comercial na televisão.

Com a montagem de uma árvore de Natal gigante e uma modesta decoração natalina na frente dos prédios da Prefeitura e da ACIA, além de uma carreata que passou pelos corredores comerciais da cidade, o Papai Noel acompanhado das Mamães Noéis e equipe promocional, Foram momentos maravilhosos em que pudemos proporcionar alegrias à população e renovar as esperanças por dias melhores para nosso país e toda população. 2017 será melhor! alegraram as crianças e todas as pessoas que passavam pelo ponto de encontro. REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

5


ACIA e MasterMed Araraquara fazem parceria de preservação da vida do empresário A atividade empresarial é uma profissão muito intensa, emocionante e algumas vezes perigosa. Por isso a ACIA – Associação Comercial e Industrial de Araraquara firmou uma parceria com a Central de Atendimento Emergencial de Serviços de Saúde, MasterMed Araraquara. Medidas como essa, demonstram a preocupação da ACIA com a vida daqueles que geram empregos e riquezas e que contribuem para o desenvolvimento do país através da classe empresarial. Com essa parceria o proprietário da empresa associada da ACIA terá ao seu dispor nas 24 horas por dia, 7 dias por semana, nos 365 dias do ano, os serviços:

Não é nada fácil para os empresários terem sobre seus ombros a responsabilidade de disponibilizar aos consumidores de todo o Brasil e até alguns países do exterior seus produtos e serviços, gerarem empregos, pagarem impostos, promoverem inovação, cuidarem do meio ambiente, terem responsabilidade social e ainda trazerem para seus lares o sustento de suas famílias.

Serviço de Atendimento Médico Emergencial “HomeCare” para realização de procedimentos de primeiros socorros.

Serviço de Deslocamento por Ambulância Particular dentro da área urbana de Araraquara para alguma unidade hospitalar do município quando necessário

ARARAQUARA, AMÉRICO e REGIÃO Gráfica Bolsoni | Ano 3 Edição 19 Editor-chefe Hamilton Mendes MTb 53.088/SP

Diretora Administrativa Isa Pinto Mendes

Diagramação Carlos H. Teixeira MTB 67.923/SP

Endereço Av. Anthero Rodrigues 87, Centro – Araraquara/SP Telefones (16) 3010-4977 | (16) 98175-2794

www.portalcidadeararaquara.com.br/contato@revistacidadeararaquara.com.br. Face: @cidadeararaquara. Editora Cidade Ltda-ME CNPJ: 17.475.133/0001-17

6

REVISTA CIDADE - Araraquara e Região


ACIA renova e amplia parceria com o CIEE Araraquara A baixa disponibilidade de mão de obra qualificada sempre foi um grande obstáculo para o crescimento da produção, qualidade do atendimento e eficiência operacional das empresas. Visando minimizar esta situação e proporcionar o progresso das empresas associadas, a ACIA – Associação Comercial e Industrial de Araraquara renovou e ampliou a parceria com o CIEE – Centro de Integração Empresa-Escola, unidade regional de Araraquara. Renato Malta, supervisor do CIEE Araraquara conta que a partir do ano de 2017, as empresas associadas à ACIA poderão além de utilizar de todas as soluções de Recursos Humanos do CIEE, também poderão utilizar a seleção e contratar aprendizes e estagiários para as suas empresas com desconto nas taxas administrativas e condições exclusivas nos termos desta parceria.

Sem investimentos em pessoal e em recursos humanos as empresas ficam limitadas e correm sérios riscos de perderem competitividade. Sabemos que a concorrência e a especialização em cada atividade gera resultados positivos. José Janone Junior, presidente da ACIA avalia como muito positiva esta parceria e completa, “Em tempos difíceis para encontrar mão de obra qualificada, contratar estagiários e formá-los é uma ótima saída”. Renato também orienta as empresas para que fiquem atentas a legislação atual que impõe às empresas a contratação de estagiários e de jovens aprendizes e coloca toda a equipe do CIEE Araraquara ao dispor para prestar-lhes maiores esclarecimentos e apresentar todo portfólio de soluções da instituição. REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

7


Idealizado pela Revista Cidade Araraquara e Região, com apoio do Portal Cidade, o Prêmio Destaques do Ano foi criado para homenagear com o Selo Cidade de Qualidade as empresas, os empresários e profissionais de Araraquara, Américo Brasiliense e cidades da região pela excelência no atendimento e qualidade dos seus serviços e ou produtos. Programado para se realizar no início

8

REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

do ano - a data será publicada no Portal Cidade -, o evento, versão 2016, acontecerá nas dependência do Quiosque, na Via Expressa e destacará a atuação das empresas, profissionais e personalidades, premiando àqueles que com seu ajudam no desenvolvimento e no fortalecimento da imagem da região no cenário nacional. A premiação reunirá empresários, perso-

nalidades, convidados e representantes das categorias destacadas nos mais diversos setores. Durante o evento os agraciados receberão o Selo Cidade de Qualidade e o prêmio Destaques do Ano 2016. Todos os homenageados terão os seus perfis publicados nas páginas da Revista Cidade, Araraquara e Região e no Portal Cidade Araraquara (www. portalcidadeararaquara.com.br).


REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

9


10

REVISTA CIDADE - Araraquara e Região


REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

11


12

REVISTA CIDADE - Araraquara e Região


REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

13


14

REVISTA CIDADE - Araraquara e Região


artigo

NUNCA FUI DEVEDOR E ESTOU COM O NOME NEGATIVADO, E AGORA? DANOS MORAIS! A inadimplência é um problema comum nas relações consumeristas, no entanto, não são raros os casos em que a pessoa é incluída em cadastros de inadimplentes, mesmo sem nunca ter negociado ou comprado com os estabelecimentos que solicitaram a inscrição. O dano moral decorrente da inscrição indevida em órgãos restritivos de crédito caracteriza-se como dano “in re ipsa”, ou seja, que dispensa a comprovação de sua ocorrência, uma vez presumível, bastando à comprovação do fato (inscrição indevida). No entanto, o dano moral nestes casos será cabível apenas quando a vítima tida como devedora, nunca o foi. Ou seja, apenas quem nunca teve o “nome sujo” terá direito aos danos morais. Nestes casos a vítima poderá entrar na justiça para pedir a devolução em dobro dos valores negativados ou do valor negativado cumulado com o pedido de danos morais. O pagamento em dobro dos valores negativados será devido a qualquer pessoa que tenha sofrido a restrição indevida. Desta forma, quando há a anotação indevida em cadastro de proteção ao crédito, se a vítima já tiver anteriormente negativação LEGÍTIMA (ou seja, realmente é devedor de algum débito anterior), não fará jus aos danos morais. Terá direito tão somente a devolução dos valores em dobro, além do cancelamento da negativação. A EMPRESA PODE DECLARAR SALÁRIO MENOR NA CARTEIRA DE TRABALHO DO EMPREGADO? É muito comum a prática de pagamento de salário “por fora” pelas empresas aos empregados. Essa prática

ocorre quando a empresa assina a carteira de trabalho de seu funcionário com valor abaixo da quantia real recebida. Fazendo isso, a empresa consegue efetuar o recolhimento previdenciário do empregado com base no salário registrado na carteira de trabalho e não com o que realmente é pago, ou seja, o depósito previdênciário é feito a menor, além de se ver livre do aumento de vários outros encargos trabalhistas. Apesar de muitas pessoas acharem esta prática lícita (em razão de ser muito comum), é importante saber que tal conduta configura CRIME previsto no artigo 203 do Código Penal, ficando o infrator sujeito a pena de detenção, de 1 a 2 anos, além de multa a ser arbitrada pelo juiz. Além de responder criminalmente o empregador também arcará com TODAS AS DIFERENÇAS sobre as verbas trabalhistas do empregado, podendo ser condenada também ao pagamento de dano moral. A 7ª Turma do Tribunal Superior do Trabalho manteve a decisão do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (RS) contra a empresa Transportes Versa Ltda. por frustrar as leis trabalhistas ao declarar salário menor na carteira de trabalho de um empregado. A empresa foi condeada a pagar ao funcionário indenização por dano moral no valor de R$ 100 mil reais, além de todas as perdas causadas em sua aposentadoria devido a essa diferença. ACORDO PARA SER DEMITIDO? MUITO CUIDADO! É comum a prática de acordos entre patrões e empregados nas em-

Nicole Guimarães Novais Pinto Mendes | Advogada OAB/SP 379.709 presas, como ocorre por exemplo, quando um empregado deseja sair da empresa, mas não quer perder seu direito ao seguro desemprego, assim como quer proceder ao levantamento do FGTS. Este acordo consiste em o empregador demitir o empregado “sem justa causa” e, em contrapartida, o empregado devolver ao empregador a multa dos 40% do FGTS (em virtude da suposta dispensa sem justa causa). Além deste acordo, podemos citar os casos em que o empregador demite o empregado “sem justa causa”, porém, o empregado continua trabalhando na empresa (mesmo com a baixa na carteira de trabalho), ficando a receber o seguro-desemprego e o “salário por fora”. Mas cuidado: Estes acordos conhecidos como “acordos trabalhistas para ser demitido” são práticas ILEGAIS e configuram FRAUDE, podendo haver punições tanto ao empregador quanto ao empregado. O empregador será responsabilizado ao pagamento de multas, podendo até mesmo perder sua empresa e o empregado será obrigado a devolver todos os valores recebidos a título de seguro desemprego. Citados acordos por serem considerados FRAUDULENTOS fazem com que a demissão seja NULA de pleno direito, em hipótese alguma aconselhamos tal conduta. Se o empregado quer sair da empresa, a melhor alternativa é ir pelo meio legal, ou seja, pelo pedido de demissão. REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

15


Exposição de carros antigos da polícia movimentou o Shopping Jaraguá Mostra reúniu modelos entre carros e motos que contam a trajetória da Corporação no Estado

Para os fascinados por veículos antigos e pela história da Polícia Militar do Estado de São Paulo, o Shopping Jaraguá Araraquara reservou uma surpresa neste início de ano. Entre os 26 de janeiro a 19 de fevereiro, a exposição “Carros de Polícia” movimentou a Praça de Eventos e levou muito

16

REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

público ao local. Com mais de 10 modelos de carros e motocicletas usadas pela corporação desde os anos 60, a mostra representou uma verdadeira viagem pela história da PM. O veículo mais antigo que esteve em exposição foi um Volkswagem Fusca usado pelos

militares entre 1963 e 1987. Assim como ele, o Corcel usado pelas equipes das ROE (Rondas Ostensivas Especiais) na década de 70 com a pintura da época, assim como o então logotipo da polícia preservados, também chamaram atenção. Além deles, outros veículos se destacaram pela representatividade, como as Veraneios usadas pela Rota (Rondas Ostensivas Tobias Aguiar) em 1988 e a partir da década de 90, assim como as viaturas atuais da PM em vermelho, cinza e preto. As motocicletas representaram um capítulo a parte, já que ajudam


população araraquarense e levou 541 filhos denossa terra para os campos de batalha. A abertura e o encerramento da exposição contou com a apresentação da Banda Regimental Militar do 13º BPM/I.

na agilidade dos atendimentos e desempenham parte importante no trabalho da polícia e do Corpo de Bombeiros, por exemplo. Os modelos expostos são os usados de 1990 até o momento. Palestras O evento também foi interativo e apresentou todas as noites uma pequena palestra sobre departamentos e assuntos de segurança específicos da Polícia Militar, assim como outros que marcaram a história, como a Revolução de 32, movimento que mobilizou a REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

17


Cartão de Todos

Um modelo de atendimento que garante Saúde, Educação e Lazer de qualidade para todos Modelo de atendimento das áreas da Saúde, Lazer e Educação criado no Brasil a partir de um sistema implantado originariamente na Alemanha, o Cartão de Todos completa 15 anos de existência no país, com 138 franquias espalhadas pelo território nacional e cerca de 1,8 milhão de famílias conveniadas, o que representa pouco mais de 6 milhões de pessoas assistidas. Partindo de um princípio simples e inteligente, o Cartão de Todos é um modelo criado especificamente para ser implantado em municípios acima de 200 mil habitantes - para cidades menores existe um outro modelo (vide abaixo), onde sua administração firma convênio com profissionais médicos das mais diversas áreas - todos atendendo em uma única clínica -, onde os conveniados são atendidos com dignidade e a preços muito abaixo dos praticados no mercado. “Trata-se de um sistema de atendimento familiar. O Cartão garante a todos os membros da família atendimento imediato na área da Saúde, com qualidade, dignidade e agilidade. E o melhor: por um valor acessível”, explica Carlos Adami, que ao lado de Adriana Gallo responde pelo gerenciamento da unidade de Araraquara. Sucesso absoluto nas cidades e regiões onde está instalado o modelo completa em 2017 oito anos em Araraquara, onde 24 mil famílias - ou cerca de 80 mil pessoas -, são atendidas na área da Saúde e contam com as facilidades dos convênios e parcerias firmadas pelo sistema. “O país atravessa uma séria crise economica e um dos momentos mais difíceis de sua história no gerenciamento da Saúde pública. O SUS enfrenta problemas de custeio e os estados e municípios não conseguem um bom gerenciamento na área, seja no atendimento de emergência ou nas consultas. Por tudo isso, e por garantir atendimento, o modelo implantado pelo Cartão de Todos vem ganhando adeptos por todo o Brasil”, destaca Adami. Convênios Forte na área da Saúde, o Cartão de Todos também conta com grande penetra18

REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

ção nas áreas da Educação e Lazer. “Em Araraquara, por exemplo, temos convênio com o Parque de Olímpia, um dos maiores e mais visitados do País, onde nossos associados contam com diversas vantagens, como valores exclusivos para acesso, dentre outros”, diz. Já no setor da Educação o sistema firmou diversos e importantes convênios. “São parcerias construídas com com escolas de formação técnica, universidades e escolas de linguas, como a Uniesp, Cebrac e CNA. Tudo para abrir as portas do mercado e criar novas perspectivas de vida aos nossos associados”, ressalta Adami. Destaque Administrada com competência e dedicação, a unidade Cartão de Todos de Araraquara foi reconhecida como a segunda franquia mais bem sucedida do País no Congresso Nacional da empresa realizado no final do ano passado. “Para nós foi uma surpresa agradável figurar em segundo lugar dentre as 138 franquias do país, mas antes de tudo foi uma honra. Eu e a Adriana pautamos nossa administração pelo princípio do

custo benefício. Ou seja: trabalhamos para garantir benefícios altos aos nossos associados, a um custo baixo”, destaca. “Temos consciência da seriedade do trabalho que desenvolvemos e somos muito criteriosos em nossas ações, por isso o resultado chegou”, finaliza o gerente. Clube de Vantagens Responsáveis pela administração do Cartão de Todos em Araraquara, Adami e Adriana também respondem por um modelo similar nas cidades de Jaú, Matão e Ibitinga, além de municípios do entorno. Trata-se do Clube de Vantagens, um sistema que nasceu partindo dos princípios que nortearam a criação do original. “Da mesma forma que o Cartão de Todos, o Clube de Vantagens garante atendimento digno e de qualidade na área da Saúde a um preço justo, além de firmar convênios nas áreas da Educação e Lazer”, explica Adami, sócio proprietário do modelo nas regiões citadas. O modelo é implantado em cidades abaixo dos 200 mil habitantes, e a única diferença é que o Clube de Vantagens não


conta com uma clínica exclusiva de atendimento - como acontece com o Cartão de Todos. “Pelas normas vigente nós não precisamos ter uma clinica exclusiva em municípios com menos de 200 mil habitantes, então nós firmamos convênios com médicos de diferentes áreas, que atendem nossos associados em suas próprias clínicas”, relata o empresário. Abrindo fronteiras Preços fixos para consultas médicas, com agendamento por telefone e sem longas esperas, além de descontos para exames laboratoriais, diagnósticos gráficos e por imagem, odontologia, farmácias, cursos escolares e profissionalizantes, hotéis, pousadas, academias e muito mais. Simples, prático e funcional, o modelo de assistência social importado da Alemanha e adaptado a realidade brasileira, só conhece crescimento por todo o país, e depois de conquistar adeptos nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará, Minas Gerais, Espírito Santo, Mato Grosso, Paraná, Roraima e Rio Grande do Sul, agora, no início de 2017 ganha sua pri-

meira franquia em Bogotá, na Colômbia. Ou seja: o sistema começa a ser exportado para outros países. “Quem trouxe o sistema para o Brasil foi o senhor Altair, pai do nosso diretor Tales Motta Guimarães Villar. E apenas para se ter uma ideia de o quanto o sistema vem crescendo, somente em 2016 cerca de 46 mil famílias aderiram aos nossos planos pelo Brasil afora. E aqui, na região de Araraquara, náo é diferente. Nós estamos crescendo, ampliando nossa rede de atendimento e levando mais Saúde, Educação e Lazer aos nossos associados”, finaliza Adami.

Serviço

Cartão de Todos/Araraquara Avenida Sete De Setembro, 636 - Centro - Araraquara Fone: 16 - 3397-1442 / 16 - 3397-2842 E-mail: araraquara.sp@cartaodetodos.com http://www.cartaodetodos.com.br/

REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

19


Araraquara ganha Câmara de Mediação e Arbitragem Inaugurada oficialmente no final mês de janeiro, quando em um concorrido café da manhã as doutoras Cláudia Renata Mestriner e Suzete Costa Santos recepcionaram advogados e autoridades na sua novíssima sede, a Câmara de Mediação e Arbitragem de Araraquara (CAM) já está atendendo ao público. Localizada na Rua dos Libanezes, nº 1925, defronte ao Fórum Estadual, a CAM tem como principal objetivo solucionar conflitos sem a necessidade de o caso chegar ao Judiciário. Instituída no Brasil pela Lei Federal nº 9307 de 23 de setembro de 1996, as Câmaras de Arbitragem, como ficaram popularmente conhecidas, tornaram-se sucesso absoluto no País e atuam em casos de mediação e solução de conflitos que envolvam valores (cheques, notas promissórias, contratos, acidentes de trânsito, dentre outros), com o consequente desafogo do Poder Judiciário. Não há recurso e, em caso de descumprimento, a parte vencedora já possui um título que poderá ser imediatamente executado. As Câmaras não discutem questões que envolvem menores de 18 anos, questões de família, de ordem pública (Município, Estado, União) e criminais, e a decisão do

20

REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

Juiz Arbitral tem a mesma eficácia de uma sentença Judicial. Conheça mais sobre como funciona o sistema: Confidencialidade Diferentemente das audiências públicas, as sessões realizadas em Câmaras Privadas têm caráter restrito, uma vez que não são abertas ao público. Sendo assim, somente as partes envolvidas no procedimento recebem cópia da sentença, garantindo, portanto, a confidencialidade da decisão. Importante lembrar que o ocorrido em uma Câmara Privada não poderá ser divulgado, mesmo após o encerramento do processo. Como são decididos os litígios? – Enquanto na Justiça Comum o Juiz é obrigado a fundamentar sua decisão na lei, na Arbitragem, a critério das partes, o julgamento pode ser por equidade, nos princípios gerais do direito, nos usos e costumes ou no livre convencimento dos árbitros. O advogado – Embora a Lei Federal nº 9.307/96 faculte às partes utilizarem-se de advogados, é importante que as mesmas se façam repre-

sentar pelos seus respectivos operadores do direito, pois eles exercem uma função importante nos processos. Como funciona – como iniciar um processo ? 1 – A parte interessada (requerente) deve comparecer à Câmara de Mediação e Arbitragem, apresentar os documentos pessoais e aqueles que originaram o litígio. A outra parte (requerido) será convocada para conhecimento da ação. 2 - Não havendo cláusula contratual que eleja a arbitragem, a outra parte será convocada e esta aceitará, ou não, a solução do problema através do Procedimento Arbitral; 3 - Existindo no contrato ou nos documentos a cláusula arbitral (Cláusula Compromissória), a outra parte será notificada da ação do requerente, devendo comparecer no prazo determinado para tomar conhecimento do conteúdo do processo e


apresentar suas contestações. Neste caso, a Arbitragem já foi eleita antes de surgir o conflito e, por isso, o processo todo transcorrerá na Arbitragem. Inclusão da cláusula arbitral – Atualmente, consta nos contratos a cláusula que elege o foro da comarca para dirimir dúvidas ou controvérsias. A partir de agora, você (pessoa Física ou Jurídica) poderá substituir esta cláusula pela abaixo mencionada, chamada de Cláusula Compromissória. Cláusula Arbitral - Claúsula Compromissória “As partes definem que toda e qualquer divergtência ou conflito oriundo do presente contrato, será resolvido através da CONCILIAÇÃO, MEDIAÇÃO e/ou ARBITRAGEM, por intermédio da CAM – CÂMARA DE ARBITRAGEM, situada na cidade de Araraquara, na Rua dos Libanezes, nº 1925, Vila Nossa Senhora do Carmo, CEP. 14801-425, renunciando a quaisquer outros meios, por mais privilegiados que sejam. Declaram as partes que têm pleno conhecimento do regulamento interno da CAM”

Serviço

CAM – Câmara de Arbitragem Araraquara Início das atividades: 20 de janeiro Rua dos Libanezes, nº 1925, Vila Nossa Senhora do Carmo, CEP. 14801-425 Fones: (16) 3357-5090 // (16) 98116-8460 www.camarbitragem.com.br // contato@camarbitragem.com.br // f/camarbitragem

Conciliação – É a solução do conflito de forma extrajudicial e amigável, oriunda do consenso das partes, as quais elegem uma terceira pessoa imparcial, denominada Conciliador. O Conciliador irá conduzir as partes a um acordo, usando as técnicas apropriadas, propondo sugestões e soluções para a controvérsia. Mediação – Também é a solução do conflito de forma extrajudicial e amigável, por vontade das partes, as quais escolhem uma terceira pessoa, também imparcial, a qual é denominada Mediador. Com as ferramentas apropriadas, o mediador terá a função de aproximar, auxiliar

e facilitar o diálogo entre os conflitantes, com a finalidade que eles mesmos, solucionem o conflito existente, com base em seus interesses. Arbitragem – Trata-se de um procedimento extrajudicial, para a resolução e pacificação dos conflitos existentes. Nesse caso, as partes, através de uma relação contratual, elegem uma terceira pessoa, imparcial e especialista na questão que buscam a pacificação, denominado Árbitro. Nesse caso, divergentemente dos dois anteriores, será o árbitro quem resolverá o impasse instalado entre os interessados, decorrentes de um contrato (exemplo: locação, venda e compra, etc). REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

21


social

Evento de lançamento da Câmara de mediação aconteceu no Gran Hotel Morada do Sol

22

REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

Organizado pela assessora de eventos Patrícia Lafuria e prestigiado por cerca de 200 pessoas, entre autoridades, empresários e convidados o evento de lançamento da Câmara de Mediação e Arbitragem de Araraquara (CAM) marcou o início do ano na cidade. Idealizada pela Dra. Cláudia Renata Mestriner e pela Dra. Suzete Costa Santos, a CAM tem objetivo de solucionar conflitos sem a necessidade de o caso chegar ao Judiciário. Presente ao evento, o prefeito municipal Edinho Silva elogiou a iniciativa, afirmando que favorece a cidade, criando um ambiente de pacificação. “É

uma grande iniciativa e que fortalece o Poder Judiciário”, disse. Além das idealizadoras, do prefeito municipal e do desembargador Dr. Carlos Alberto Mousinho dos Santos Monteiro Violante, também participaram da mesa os doutores convidados Adriana Galhardo, Emanuel Costa Santos, Fernando Passos, Sandra Galhardo Esteves, o presidente da Associação Comercial e Industrial de Araraquara (CIA), José Janone Júnior, o secretário de Negócios Jurídicos, Sérgio Médici, além dos vereadores Lucas Grecco, Thainara Faria, Elias Chediek e Roger Mendes.


REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

23


24

REVISTA CIDADE - Araraquara e Região


social

Decor House Group completa um ano e se consolida no mercado Iniciando seu segundo ano de atividades o Decor House Group movimentou a economia da cidade e da região com seus negócios

Criada no primeiro semestre de 2016 a Associação Decor House Group fecha o primeiro ano de sua existêcia consolidada em Araraquara e em toda a região central do estado de São Paulo, economicamente uma das mais fortes e ativas de todo o país. Com a adesão e a participação efetiva em seu corpo associativo de algumas das mais importantes empresas do segmento da construção civil da cidade, a Decor conquistou a confiança do mercado, obteve rica parceria com arquitetos e decoradores e viabilizou obras elaboradas com produtos de qualidade, realizando sonhos. Contando hoje com 19 empresas, todas sólidas, conhecidas e respeitadas no mercado, o Decor House Group disponibiliza produtos da mais

alta qualidade, muitos deles importados e ou exclusivos em boa parte do território paulista, permitindo ao cliente investir seus recursos por aqui mesmo e evitando que ele se desloque para os grandes centros. Importante lembrar ainda que algumas das empresas associadas, fincadas na qualidade de seus produtos e na competitividade de seus preços, contam com lojas virtuais e vendem para todo o Brasil. A criação e a consolidação do grupo, portanto, é uma boa notícia para Araraquara e região, visto que seus fortalecimento gera negócios, renda, e cria novas vagas no mercado de trabalho, fortalecendo nossa economia. Confira as imagens do evento Decor 2017:

REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

25


social

26

REVISTA CIDADE - Araraquara e Região


REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

27


28

REVISTA CIDADE - Araraquara e Região


REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

29


30

REVISTA CIDADE - Araraquara e Região


REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

31


32

REVISTA CIDADE - Araraquara e Região


Buzz

Nina

Nino

Flor

Paรงoca

Top

Mel

REVISTA CIDADE - Araraquara e Regiรฃo

33


34

REVISTA CIDADE - Araraquara e Região


REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

35


Uma história de luta e superação Uma história de luta e superação Depois de 17 anos vivendo no mundo das drogas, o cozinheiro Ronaldo Pereira da Silva deu a volta por cima, recuperou sua família e hoje é reconhecido como um dos melhores profissionais da cozinha paulista Respeitado em toda a região oeste do estado de São Paulo por sua habilidade na confecção de pratos requintados e saborosos, o renomado chefe de cozinha Ronaldo Pereira da Silva , hoje respondendo pela cozinha do restaurante Barone, do Shopping Lupo, seguramente, vive o melhor momento de sua carreira gourmet. Bastante requisitado por artistas, personalidades e autoridades do interior paulista, o profissional tem sua agenda cheia de compromissos durante todo o ano, organizando concorridos jantares e se responsabilizando pelos pratos de tantos outros eventos, cujos organizadores apelam para seu talento. As conquistas de Ronaldo não param por aí, e recentemente o profissional venceu o SBT Gourmet, na cidade de Bauru, recebendo ainda mais reconhecimento no meio gastronômico. Porém, nem sempre foi assim, e o que poucos conhecem é a história de luta e superação vivida por profissional, que durante anos viu seu mundo se consumindo pelo uso desenfreado de drogas de todos os tipos. “Entrei no mundo das drogas aos 14 anos. Comecei com maconha, passei para a cocaína, usei todos os tipos de bebidas e acabei no crack. Fiquei 17 anos nessa vida, e tudo o que consegui construir acabei consumindo com as drogas”, relatou. O casal Nascido em São Paulo há 44 anos, Ronaldo mergulhou no submundo na cidade de Guarulhos, justamente onde há 16 anos conheceu sua atual esposa, Andreia Wolter Pereira, com quem tem uma filha, hoje com 12 anos. “A Andreia não era usuária, e tentou de todas as formas me tirar daquele mundo. Mas a droga foi mais forte e eu é quem acabei induzindo ela a usar”, confessa. Com o tempo, o casal foi mergulhando ainda mais no vício, os amigos começaram a se afastar, o dinheiro acabou e as crises familiares tomaram conta do quotidiano da família. Desentendimentos e brigas eram parte do dia a dia de Ronaldo e Andréia, mas o que mais marcou o período 36

REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

para o cozinheiro foi a falta de alimentos em casa. “Chegamos a passar muitas dificuldades, com falta de comida até para nossa filha, especialmente nos três primeiros anos de vida dela”, relata. Quase tragédia E foi justamente uma quase tragédia familiar que abriu caminho para o início da recuperação de Ronaldo. Tudo aconteceu em 2007, quando o casal ainda morava em Guarulhos. Na época, com apenas três anos de idade, a pequena filha de Ronaldo e Andréia, começou a perder peso e a sofrer com dores inexplicáveis. O problema éra sério e a menina teve um dos rins paralizados. Com pequena doente e o casal envolvido com drogas, parecia que tudo conspirava para que o casamento terminasse muito

mal. A doença da menina se agravou, o outro rim também parou de funcionar e os médicos lhe deram apenas uma semana de vida. Foi então que a mãe de Ronaldo, na época moradora da cidade de Dobrada, decidiu visitar o filho e o que encontrou ao chegar a Guarulhos era estarrecedor. A neta estava na cama, com febre alta e quase desfalecida. A avó decidiu intervir e trazer a menina para Araraquara. Ronaldo e Andréia vieram atrás. “Os médicos disseram que ela não iria resistir, então viemos. Era como se a gente estivesse se despedindo dela”, falou Ronaldo à reportagem. Mas os esforços da avó foram recompensados, a pequena resistiu ao tratamento, os rins voltaram a funcionar e o casal decidiu recomeçar a vida em Araraquara. “Começamos tudo de novo. Arrumei um


emprego no restaurante Baroni (onde hoje ele está novamente) e tentei largar as drogas, mas não consegui”, relata. O recomeço Foram meses de perdas e desespero. Mais uma vez o casal mergulhou no submundo das drogas, e quase tudo se perdeu novamente. “Foi quando me falaram de uma casa de recuperação evangélia localizada em São Carlos. Aceitei ser internado e fui para lá em uma última tentativa de largar as drogas”, confessa. E dessa vez deu certo. Foram seis meses de internação, muito esforço, dedicação e descobertas. “Conheci uma nova vida, aprendi novos valores e sou muito grato por ter me descoberto como pessoa e profissional. Saí de lá um outro homem”, diz. Depois de deixar a casa de recuperação,

Ronaldo retomou sua vida, agora 100% livre das drogas. “Minha mãe, mais uma vez ela, investiu em mim, pagou cursos gastronômicos de diversas categorias, e me especializei em áreais que eu ainda não dominava”, fala. Foi a senha para o recomeço da vida profissional de Ronaldo, só que agora em grande estilo. “Retornei ao restaurante Barone, criei mei próprio Buffet, tenho um canal culinário no Youtube, e mantenho uma página no Face. Minha esposa tornou-se cantora evangélica e é uma corretora de imóveis conhecida e respeitada. Andréia, aliás, criou um sistema 100% novo na área: a imobiliária delivery (o Portal Cidade ainda vai falar sobre o assunto). “Hoje, alguns anos depois de vencida a maior batalha da minha vida, olho pra trás e vejo o quanto perdi e poderia ter perdido

por causa das drogas. Quase perdi minha filha, meu casamento, minha vida”, ressalta o profissional, hoje engajado em ações para resgatar jovens e crianças do vício. “Não perdi contato com a casa de recuperação e atuo em escolas e grupos de jovens trabalhando para tirar pessoas do vício. Em 2017 quero fazer palestras em escolas. Minha vida foi salva, e acho que tenho uma dívida com a sociedade e quero pagar ajudando outros a deixaremo mundo das drogas e conquistarem uma segunda chance”, afirma.

Serviço

Ronaldo Chef Face: Ronaldo Pereira da Silva Pereira Youtube: www.youtube.com/watch?v=clxC_h96lVA REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

37


38

REVISTA CIDADE - Araraquara e Região


Avenida Duque de Caxias, 280, Centro, Arararaquara/SP FONE: (16) 3322-3864 | Facebook: Bela Noivas REVISTA CIDADE - Araraquara e Região

39


a kasa da sua casa

Loja 1- Av. Luís Alberto, 838, Araraquara/SP. Fone: (16) 3324-9999 www.akabamentos.com.br 197 - Vila Harmonia, Araraquara/SP, Fones: (16) 3461-0100 | 3461-0102

REVISTA CIDADE - Araraquara e Região 40Loja 2 - Rua Napoleão Selmi Dei,

Revista Cidade Araraquara e Região  

Revista Cidade nº 19 - Ano III - 2017

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you