Page 1

Revista

INFORMATIVO DA PARÓQUIA SANTA RITA DE CÁSSIA INFORMATIVO DA PARÓQUIA SANTA RITA DE CÁSSIA

Edição de Novembro de 2014 - Ano VI - Nº 96 - Sorocaba - SP

“Quando o Filho do Homem vier em sua glória, acompanhado de todos os anjos, então se assentará em seu trono glorioso.” (Mateus 25,31)


<editorial> Por Pe Manoel Júnior

NO ENTARDECER DE NOSSA VIDA, SEREMOS JULGADOS PELO AMOR!” Celebramos no último Domingo do Tempo Comum a soberania e o senhorio de Jesus Cristo. Contemplamos a sua realeza não no poder e na dominação, mas na doação de sua própria vida. Dele recebemos o mandamento do serviço aos irmãos e irmãs, os mais pobres. Um dia, Pilatos perguntou a Jesus: “És, portanto, rei?”. Respondeu Jesus: “Sim, eu sou

rei. É para dar testemunho da verdade que nasci e vim ao mundo” (Jo 18,37). Jesus afirmou que era rei. A Igreja sempre acreditou que Jesus fosse rei. Mas somente em 1925 o papa Pio XI instituiu a Solenidade de Cristo Rei. Com a reforma litúrgica do Concílio Vaticano II, essa festa passou a ser comemorada para encerrar – e coroar – o Ano Litúrgico, um domingo antes do Advento (este ano 23/11). Essa festa é nossa alegria! Que nosso coração se alegre com a realeza de Cristo, o Salvador da humanidade. Que essa salvação cresça em cada um de nós, para que cada vez mais Cristo possa entregar ao Pai um Reino eterno e universal: “Reino da verdade e da vida, Reino da santidade e da graça, Reino da justiça, do amor e da paz” (prefácio da Solenidade de Cristo Rei). Fim do ano litúrgico! Como foi nosso ano? Bom? Ruim? No mundo, mede-se esse sucesso pelo crescimento econômico: o PIB cresceu, as exportações, a colheita, a abertura de mais uma filial, a trocar de carro... Os critérios de Deus são diferentes, porque ele é um Rei diferente.

O último ensinamento do Evangelho de Mateus é sobre o juízo final. Jesus, como juiz, cumpre a profecia de Ezequiel, ao separar “ovelhas dos cabritos”. Usa o critério do amor aos irmãos. Nessa última parábola, aparece o fim de dois grupos de pessoas que, com atitudes distintas, esperam o retorno de Jesus e fica explicada que “vigilância” significa viver o amor para com os pobres, os pequenos, os excluídos. Amá-los é amar o próprio Jesus; amá-los é a certeza de participação no reinado de Cristo. À nossa volta ainda há famintos, sedentos, estrangeiros, nus, doentes e presos desatendidos em seu sofrimento? Então, ainda não amamos o quanto deveríamos. Que o próximo ano seja melhor... Não com mais “dinheiro no bolso”, mas com mais amor!

Expediente - Informativo Chuva de Rosas – Uma publicação mensal da Paróquia Santa Rita de Cássia - Pároco: Manoel Cesar de Camargo Júnior Coordenadora da Pastoral da Comunicação: Deisi Leslei Jacinto - Coordenação Editorial: Deisi Leslei Jacinto, Flávia Sancho MTB: 48.829 - Contato Comercial: João Henrique Machado - Diagramação e Artes: Luciano Leal - Impressão: Gráfica e Editora Paratodos - Tiragem: 1.500 exemplares - Jornalista Responsável: Flávia Sancho. Site: www.paroquiasantarita.com.br - pascom@paroquiasantarita.com.br - Rua Bartolomeu de Gusmão, 311 - Tel: 15 3231-3304 / 3232-2300

2 | Chuva de Rosas - Novembro de 2014


<evangelizando> Por Nelma F. C. Almeida

AS INFORMAÇÕES E O CRISTÃO

lEITURA Novembro 2014

“Tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso que ocupe o vosso pensamento” (Filipenses 4,8). Nos dias atuais, somos invadidos por uma quantidade muito grande de informações. Desde o momento que acordamos, somos invadidos com rótulos, frases, outdoors, mensagens de texto, wathsApp, internet, televisão, e-mails... Muitas vezes são mensagens positivas que nos fazem crescer enquanto seres humanos, outras nos levam a termos sentimento pequenos que nos destroem. De fato, passou a ser mais conveniente receber informações mastigadas do que ir atrás de boas fontes para, então, formar nossas próprias ideias. Ficamos mais distantes de alcançar a verdadeira sabedoria, o que nos torna seres humanos vazios e superficiais. Como cristãos, precisamos buscar padrões mais elevados, o que significa nos colocarmos em atitude de guarda diante de um mundo em

A impressão digital na

aberta rebelião contra Deus, e que espalha suas vãs filosofias. Não por acaso, a Bíblia nos alerta: “Tende cuidado, para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo, e não segundo Cristo” (Colossenses 2,8). A palavra de Deus é clara, tudo que é verdadeiro, respeitável, justo, puro, amável, boa fama, que seja isso que ocupe o vosso pensamento.” (Fl 4,8) Enquanto cristão, devemos aprender a perceber as informações com as quais somos bombardeados e ter discernimento para entender o que é verdadeiro e puro. Não deixemos nossa mente nos enganar, peçamos ao Espírito Santo que nos encha de sabedoria para que possamos somente nos sintonizar no que nos aproxima de Cristo. Somente uma razão que dialoga com a fé é capaz de permear respostas incisivas para qualquer ser humano. Mais do que nunca, os cristãos de hoje precisam manifestar sua adesão ao Cristo através da sua mística, fé, testemunho e ação no mundo.

ficou ainda melhor!

• Mais rápida: 71 folhas por minuto • Perfil de cores próximo ao off-set • Imprime cores em escala pantone (menos as cores metálicas e neon) • Área de impressão: A3+ • Imprime banners de 67x28cm

(15) 3238-2000 www.graficaparatodos.com

01/nov 02/nov 03/nov 04/nov 05/nov 06/nov 07/nov 08/nov 09/nov 10/nov 11/nov 12/nov 13/nov 14/nov 15/nov 16/nov 17/nov 18/nov 19/nov 20/nov 21/nov 22/nov 23/nov 24/nov 25/nov 26/nov 27/nov 28/nov 29/nov 30/nov

Mt 5,1-12 Jo 6,37-40 Lc 14,12-14 Lc 14,15-24 Lc 14,25-33 Lc 15,1-10 Lc 16,1-8 Lc 16,9-15 Jo 2,13-22 Lc 17,1-6 Lc 17,7-10 Lc 17,11-19 Lc 17,20-25 Lc 17,26-37 Lc 18,1-8 Mt 25,14-30 Lc 18,35-43 Lc 19,1-10 Lc 19,11-28 Lc 19,41-44 Mt 12,46-50 Lc 20,27-40 Mt 25,31-46 Lc 21,1-4 Lc 21,5-11 Lc 21,12-19 Lc 21,20-28 Lc 21,29-33 Lc 21,34-36 Mc 13,33-37

Você gostaria de usar o espaço da Revista Chuva de Rosas para uma homenagem?

Entre em contato conosco! pascom@paroquiasantarita.com.br

Chuva de Rosas - Novembro de 2014 | 3


<dízimo> Por Humberto Matavelli

REFLEXÕES SOBRE O DÍZIMO

O DÍZIMO PARA JOVENS E CRIANÇAS Parte 1

* A PASTORAL DO DÍZIMO VISA EVANGELIZAR E EDUCAR OS CRISTÃOS, SENDO ASSIM ESTE TRABALHO NÃO PODE, DEIXAR DE LADO OS JOVENS E AS CRIANÇAS - FUTUROS DA IGREJA. * NESTA EDUCAÇÃO PARA O DÍZIMO, JUNTO AS CRIANÇAS E JOVENS, A PASTORAL TEM DUAS METAS : * A primeira é ajudar as crianças e jovens, que já participam da comunidade, e os que dela se aproximam, a perceberem e assumirem o dízimo, como sinal de gratidão a Deus, compromisso de fé, e expressão de partilha e solidariedade. Na certeza de que Deus é o senhor da vida e dos bens. * A segunda meta de educação do dízimo, é ajudá-los a fazerem gestos de partilha, segundo suas condições de vida, e de bens que Deus lhe proporciona. A se libertarem do egoísmo, e perceberem as necessidades dos irmãos. QUEM ESTÁ DISPENSADO DO DÍZIMO ? -Ninguém está dispensado. Cada um deve dar de acordo com suas possibilidades. Deus elogiou a oferta da pobre viúva. Além do mais pode se dar o dízimo em serviço, ou ofertas. E mesmo aquele que ainda não tem ganho pelo seu trabalho, pode agradecer a Deus , pelo seus talentos, saúde, e pelo dom da vida. Ainda mais quando sem trabalhar, se ganha gratuitamente a “mesada”, se deveria ainda mais agradecer: De graça recebestes, De graça deveis dar. Se ninguém está dispensado, então nossas crianças e jovens, devem ser despertados, para esta realidade do dízimo. Se temos também a consciência de que Deus abençoa quem partilha, não podemos privá-los desta benção. Justo eles que vão precisar de trabalho, vão necessitar de discernimento vocacional, e condições para crescerem, na graça e sabedoria. Jesus em sua caminhada de evangelização, deu também atenção as crianças e aos jovens, quando enaltece a simplicidade das crianças e quando chama o jovem rico, e convida ao desapego e a colocar - se ao seu serviço. PORTANTO. NÓS MISSIONÁRIOS DO DÍZIMO, PRECISAMOS DAR ESPECIAL 4 | Chuva de Rosas - Novembro de 2014

ATENÇÃO A EVANGELIZAÇÃO, DOS JOVENS E DAS CRIANÇAS. Queremos então como pastoral evangelizar, plantar a semente da partilha, nos corações dos nossos jovens e crianças para quando crescerem, serem adultos conscientes, de sua fé e responsabilidade. Mostrar a importância de viver em comunidade, e através deles levar o dízimo, pra dentro de suas casas, parentes e vizinhos. Mostra situações da vida do próximo desfavorecido e o desapego de bens materiais, saber renunciar pequenas coisas hoje, para saber partilhar amanhã. * A SITUAÇÃO DAS CRIANÇAS * Criadas com um pouco mais de conforto. Não sabem o que é não, se fazem as suas vontades. Criadas um tanto sozinhas, abandonadas pelos pais, que estão no trabalho, em busca de bens materiais. Criadas em creches, escolas e educadas pela televisão capitalista. São poucos filhos, quando são únicos. Um tanto egoístas e materialistas, Com bastante informação e conhecimento. Carentes de amor, amigos e presença. Sensíveis ao meio ambiente, e sem preconceitos. Frágeis na fé, por falta de testemunho familiar. PASTORAL DO DÍZIMO ATUANDO JUNTO AS CRIANÇAS, DEVERÁ AJUDÁLAS: * A perceber as necessidades dos outros e da igreja //A partilhar, libertar-se do egoísmo // Perceber o valor da comunidade, dos outros // Libertar-se da cultura materialista, capitalista // Perceber a existência de outros valores, aprender a ajudar o próximo // Ser solidário, criar laços com a comunidade, amizade // Abrir-se a Deus, ser agradecido // Crescer com a consciência da fé e da gratidão, da necessidade da benção de deus. TRABALHOS A SEREM DESENVOLVIDOS: Começar o trabalho, conscientizando os pais; família, principal influência na vida espiritual da criança. Cabe aos pais, ensinar a palavra de deus aos filhos. Seja exemploos filhos aprendem muito mais, com o comportamento dos pais, do que ouvindo seus conselhos e lições. Sempre contar, mostrar para as crianças, as maravilhas que Deus tem realizado em suas vidas. Ensinar as

crianças, a ter amor, pela palavra de Deus. Leia a bíblia com elas, e também para elas, mesmo que pareça que não estão entendendo as parábolas, os conceitos. As crianças gostam de participar, de interagir. Não reze apenas por seu filho, mas com seu filho. Precisamos evangelizar as crianças, pela oração. Ensinar as crianças a ter respeito pela casa Deus, e pelos nossos padres. Animar e ensinar as crianças, a participar das celebrações, e de outras atividades da igreja. Trabalhar com as crianças da catequese; trabalhar com os coroinhas e com a infância missionária; criar um envelope especial para as crianças; criar um material próprio para as crianças; criar momentos de trabalho e atividades, para as crianças se sentirem úteis á comunidade; no final de semana do dízimo, fazer a escola dominical com as crianças. * A igreja esta mais preocupada do que nunca, com a evangelização dos jovens, assim na 44* assembléia da CNBB, falou-se muito sobre a juventude e a igreja , nestes termos. Temos consciência de que os jovens, estão em busca de um ideal, de um sentido maior para a vida, e só o encontro com Jesus cristo, amigo fiel e companheiro de jornada, faz experimentar a beleza e a alegria da fé. Ele chama cada um de nós, e quer uma resposta generosa. Crer em Jesus , é aceitar sua palavra, e vivê-la no dia a dia. Jovem que se deixa cativar pelo Senhor, descobre a verdadeira felicidade de sua vida, e por isso, dá testemunho da sua fé e esperança, e contagia outros jovens na luta por um mundo justo, fraterno e solidário, do jeito que Deus quer, para seus filhos e filhas. Os jovens estão no coração da igreja, dando-lhe um rosto jovial. Sua presença, seu jeito, seu dinamismo missionário, muito contribuem, para uma igreja mais dinâmica e profética. Em PUEBLA, ela fez a opção pelos jovens. A CNBB incentiva fortemente a evangelização dos jovens. Assim escreveram os bispos: convocamos toda a igreja no Brasil a renovar sua opção pelos jovens, e a dar o melhor de si, no empenho pela sua evangelização, através da escuta, compreensão, amizade e da orientação. Continua na próxima edição.


<santo do mês>

22 de NOVEMBRO

Santa Cecília, padroeira da música. Neste mês em que comemoramos Santa Cecília rezemos pelos nossos músicos que nos comunicam o Senhor de uma maneira tão bonita durante as missas.

ORAÇÃO DO MÚSICO CRISTÃO Senhor, Jesus Cristo, Somos notas diferentes na mesma pauta do Reino de Deus. Nós te louvamos por este tempo de pausa, de silêncio. Lembramos que a quietude de tua mãe, Maria, permitiu que ela respondesse: SIM! E a Canção se fez gente, e habitou no meio de nós. (Jo 1,14) Temos timbres diferentes. E exatamente por isso podemos cantar na trinitária harmonia nos acordes da fé, da esperança e do amor. Que possamos unir nossas diferenças para que a canção seja mais santa e mais bela. Sabemos que na vida existem acidentes. Mas não nos deixes cair na desafinação. Que possamos ouvir a voz uns dos outros seguindo as tuas orientações e movimentos, Nosso maestro maior! Alerta-nos para que saibamos obedecer os sinais da expressão; desde o pianíssimo e oculto serviço da composição, até a fortíssima visibilidade de nossa canção nos meios de comunicação. Acima de tudo nós te pedimos: lembra-nos que a clave é quem dá o nome, a altura e o significado de tudo o que cantamos. E a nossa clave és Tu, Sol Nascente, Luz do Alto, que veio nos ensinar a profetizar pela canção, com os olhos para o alto e com os pés firmes no chão. De todas as verdades és o supremo cantor. Senhor Jesus, nossa boca cantará ao ritmo do teu coração. Unidos cantaremos a eterna canção de Amor. Amém.

Espaço Resiliência • Psicologia • Fonoaudiologia • Psiquiatria • Psicopedagogia • Terapia de Casal e Família

Av. Pereira da Silva, 888 Santa Rosália • 15 3411-5540 www.espacoresiliencia.com Chuva de Rosas - Novembro de 2014 | 5


<pastoral da criança>

Dia das Crianças na Pastoral da Criança No dia 11 de Outubro, foi uma manhã de muita alegria na Celebração da Pastoral da Criança. Após a pesagem e a homenagem aos aniversariantes do mês, as crianças se divertiram muito vestidas de palhacinhos e com os rostos pintados participaram de várias brincadeiras para comemorar o dia delas. Foi servido um almoço delicioso para as crianças e as famílias. No final cada criança ganhou uma lembrancinha dos líderes. Foi uma manhã cheia de bênçãos, paz e alegria.

Hidráulica Santa Inês A LOJA ESPECIALIZADA EM HIDRÁULICA PRODUTOS TIGRE - DECA - ELUMA

Deca METAIS E REGISTROS

Tubos de cobre

R. HERMELINO MATARAZZO, 148 15-3232-6700 hidraines@uol.com.br 6 | Chuva de Rosas - Novembro de 2014


<perfil do paroquiano> Por Flávia Sancho

Ir às missas e ajoelhar no Santíssimo é a minha vida!

Nascida em Laranjal Paulista, no dia 28/03/1934, Ariadene Bufalo é nosso perfil nesta edição. Ao lado dos pais Homero e Yolanda (in memoriam), e dos irmãos Mirna (in memoriam), Antônio (in memoriam), Vanira e Osnival, Ariadene teve uma infância humilde e feliz. “Sempre muito unidos, nós estávamos juntos para tudo”. Aos 5 anos de idade, Ariadene mudouse com a família para Sorocaba. “Meu pai conseguiu um emprego na antiga Sorocabana, então viemos todos, inclusive os meus avós paternos”. Da infância e adolescência ela guarda bons momentos. “Todos em casa sempre foram muito religiosos, então eu e meus irmãos não poderíamos seguir outros passos a não se este. Fizemos catequese e participamos ativamente da igreja”. Ariadene morava perto da rua Hermelino Matarazo, então frequentou muito a Igreja São Benedito, pois ia sozinha até o local. “Minha avó sempre ia na Igreja Santa Rita, e era ela quem me levava. Gostava muito de ir e ver os freis.”

Aos 8 anos, Ariadene começou a estudar. “Eu não fui muito longe nos estudos, pois sempre quis trabalhar para ajudar os meus pais. Aos 13 anos fiz um curso de tecelagem no Senai, e depois disso não parei mais. Trabalhei com tecelagem durante 30 anos, até me aposentar. Eu amava fazer isso”. Durante esse período de trabalho, Ariadene dividia o seu tempo com a família e a igreja, onde participava de corais, teatros e diversas atividades religiosas. “Sempre gostei muito de estar perto das pessoas e de festa. Lembro-me com muito carinho das peças teatrais que apresentávamos. Sempre que tinha anjo eu saia correndo na frente para pegar a asa mais bonita”. Ariadene conta com muito entusiasmo sobre a realização de um sonho. “Como sempre gostei muito de festas, tinha um sonho muito grande de fazer a minha festa de 80 anos. Durante três anos economizei, guardei dinheiro e consegui realizar este sonho. Foi lindo! O salão e a decoração

estavam do jeito que eu sempre quis. A minha chegada ao local foi com uma entrada triunfal, ao som da múdica Paz do Meu Amor. O Padre Wilson fez uma linda celebração no local, eu dancei valsa e até coroa colocaram em mim”, recorda-se com muito carinho. Ariadene faz questão de sempre estar reunida com a família. “Gosto muito de ver a casa cheia e com alegria. Agradeço a Deus todos os dias pela saúde que tenho. A melhor coisa da minha vida é ir às missas e ajoelhar no Santíssimo. Não tenho nem palavras para descrever essa sensação. É a minha vida”. Hoje, Ariadene mora com a irmã Vanira e, juntas, elas participam da terceira idade. “O pessoal é muito animado, e sempre que podemos viajamos com eles. Recentemente fomos para Águas de Lindóia e Mongaguá. Ao lado da minha irmã vivencio esses belos momentos e as idas a igreja. Que Deus continue me dando muita força para continuar nesta alegria”.

Frios - Queijos finos Produtos para festas - Bebidas Frangos e muito mais FRIOS FATIADOS COM OS MELHORES PREÇOS DA REGIÃO Fone: (15) 3231-9849

Av. Dr. Artur Bernardes, 420 - Vila Progresso Chuva de Rosas - Novembro de 2014 | 7


<atualidades> Por Maria Luiza Marins Holtz

embro Dia 20 de Nov médico é o Dia do Bio

O BIOMÉDICO

QUEM É ELE? O Biomédico é o profissional pesquisador capacitado para atuar em todos os níveis do sistema de saúde. Ele tem o dom de pesquisar, descobrir e inventar, seu pensamento crítico é muito desenvolvido, tem iniciativa, é comunicativo, capaz de empatia, é ativo e decidido.

O QUE O BIOMÉDICO FAZ?

O Biomédico analisa e pesquisa os problemas de saúde da sociedade e propõe as soluções necessárias... Sejam sociais, econômicas, políticas, culturais, ambientais, biológicas e ecológicas. Desenvolve ações para a promoção e reabilitação da saúde e também para prevenção das doenças tanto individuais como coletivas. Avalia, sistematiza, gerencia e decide quanto ao uso apropriado de medicamentos, de equipamentos, de procedimentos e práticas nos trabalhos, para garantir a eficiência e eficácia dos resultados.

O QUE O BIOMÉDICO ESTUDA?

O Biomédico estuda a fundo células e moléculas. Identifica, classifica e estuda os microrganismos que causam as doenças e para curá-las pesquisa remédios, vacinas,

8 | Chuva de Rosas - Novembro de 2014

O profissional q ue pesquisa, co m muito respei ao ser humano to e muito rigor ci en tífico, as causas e os meios de cu ra das doenças humanas. soros... Conhece profundamente como o organismo humano funciona e como é organizado, como ele se relaciona com os outros seres vivos e também como se relaciona com o meio ambiente e com o seu ambiente social. Sabe qual é a maneira mais saudável e correta de viver em todos esses relacionamentos.

ONDE O BIOMÉDICO PODE TRABALHAR?

Pode trabalhar em um enorme mercado de trabalho... Hospitais, laboratórios, indústrias e órgãos públicos de saúde em parceria com biólogos, bioquímicos, farmacêuticos e médicos realizando testes e pesquisas em... Analises clinicas... Banco de Sangue executando processamento de sangue e suas sorologias... Análises ambientais realizando analises físico-químicas e microbiológicas para saneamento... Indústrias químicas e biológicas pesquisando soros, vacinas e reagentes... Análises de alimentos para comprovar sua qualidade... Diagnósticos através de imagens, raioX, ultrassonografia, tomografia, ressonância magnética, medicina nuclear... Acupuntura,

aplicando todos os seus princípios, métodos e técnicas... Biologia molecular com coleta de materiais, análise e interpretação... Genética, coordenando ou participando de pesquisas em todas as suas áreas... Coleta de toda e qualquer amostra biológica para realização dos mais diversos exames... Pesquisa básica e aplicada na área da saúde e biologia para esclarecer fenômenos de natureza biológica... Estética realizando procedimentos não cirúrgicos, com conhecimentos de envelhecimento cutâneo e disfunções estéticas faciais e corporais, hábitos de vida e hábitos alimentares dos pacientes... Docência ministrando aulas em cursos de nivel superior.

O QUE PRECISA PARA ELE COMEÇAR A TRABALHAR?

Para poder trabalhar no enorme mercado de trabalho deve estar inscrito no Conselho Regional de Biomedicina. Alem disso, comprovar a sua habilitação através de 500 horas de estágio, pós-graduação, título de especialista em uma ou mais das 37 áreas de atuação, residência biomédica.


<pausa para reflexão> Por Sueli Ortega

Não julgue a vida por apenas uma fase! Um homem morava no deserto e tinha quatro filhos. Querendo que seus filhos aprendessem a valiosa lição da não precipitação nos julgamentos, os enviou para uma terra onde tinha muitas árvores. Mas ele os enviou em diferentes épocas do ano. O primeiro filho foi no inverno, o segundo na primavera, o terceiro no verão e o mais novo foi no outono. Quando o último deles voltou, o pai os reuniu e pediu que relatassem o que tinham visto. O primeiro filho disse que as árvores eram feias, meio curvadas, sem nenhum atrativo. O segundo filho discordou e disse que na verdade as árvores eram muito verdes e cheias de brotinhos, parecendo ter um bom futuro. O terceiro filho disse que eles estavam errados, porque elas estavam repletas de flores com um aroma incrível e uma aparência maravilhosa!

<seus direitos> Por Monalisa C. Bueno de Lacerda

Olá amigos, mais um Natal se aproxima e também outras questões surgem, como o aumento da mensalidade escolar, alugueres, causando uma crise no planejamento financeiro doméstico. Inclusive, podemos também cair na necessidade de recuperar nosso crédito. E como isso funciona? Importante ressaltar de pronto que recuperação de crédito é uma coisa, e operação de cobrança é outras. Há distinção entre eles, vejamos: A Operação de Cobrança é uma ação tomada pelo call center em consequência de um valor devido pelo consumidor. Em suma, ela é usada por cobrar ou renegociar uma dívida específica – o que faz com que seja mais complexa. Ela exige uma capacitação maior dos agentes, que devem mostrar aos devedores uma oportunidade de regularização. As operações profissionais são feitas com base em ciclo e régua de cobrança, que ajudam o call center a definir a linguagem usada durante as operações (e o tipo de vantagens que o agente vai oferecer

Já o mais novo discordou de todos e disse que as árvores estavam tão cheias de frutos que até se curvava com o peso, passando a imagem de algo cheio de vida e substância. Aquele pai então explicou aos seus filhos adolescente que todos eles estavam certos. Na verdade eles viram as mesmas árvores em diferentes estações daquele mesmo ano. Ele disse que não se pode julgar uma árvore ou pessoas apenas por uma estação ou uma fase de sua vida. Ele explicou que a essência do que elas são, a alegria, o amor, mas também as fases aparentemente ruins que vem daquela vida, só podem ser medidas no final da jornada quando todas as estações forem concluídas. Se você desistir quando chega o inverno, você vai perder as promessas da primavera, a beleza do verão e a pleinitude do outono.

Para Refletir! Não permita que a dor de apenas uma estação destrua a alegria de todas as outras Não julgue a vida por apenas uma fase. Persevere através dos caminhos dificultosos e épocas melhores virão com certeza! Porque Deus opera de diversas maneiras, provendo nossas necessidades e realizando verdadeiros milagres para todos que crêem na palavra Dele. Você crê?

Operação de Cobrança e recuperação de Crédito para o devedor regularizar a situação). Além disso, vale lembrar que uma campanha de cobrança pode ter motivação judicial – afinal, trata-se de um aviso amistoso antes que a quantia seja protestada na Justiça. Já a Recuperação de Crédito consiste em acabar com a dívida. Essas ações são voltadas a consumidores que já possuem dívidas e que foram inseridos em cadastros negativos de órgãos como o Serasa. Por causa disso, essas pessoas perderam o direito ao crediário em uma instituição financeira. É aí que entra o trabalho de recuperação: o objetivo aqui é ajudar o inadimplente a sanar as dívidas e regularizar sua situação para poder ter acesso a financiamentos. Vale lembrar que, nessas situações, é preciso usar uma abordagem mais elaborada, já que o call center tem por mote restabelecer o acesso de um consumidor ao crédito. Nesses casos, a negociação tende a ser maior e pode até envolver mais de uma instituição. No final das contas, um indicador positivo para averiguar o sucesso desse tipo de ope-

ração é o número de pessoas com crédito restabelecido após o contato. É importante destacar que os dois casos contam com ações que podem ser executadas pela mesma central, já que a diferença está na abordagem feita pelos agentes. A mesma legislação tributária e financeira pode ser usada na recuperação de crédito ou na cobrança, respeitando-se sempre, os nuances de cada uma delas. Até a próxima edição com as bênçãos de nossa padroeira Santa Rita de Cássia.

Chuva de Rosas - Novembro de 2014 | 9


<agenda>

Processo Seletivo - Instituto de Teologia João Paulo II

Missa dos enfermos

Duração: 8 semestres Horário: Segunda à sexta das 07h50 às 11h30 Inscrições: de 03 a 28/Nov. Prova: 11/Dez às 10h Provas agendadas: a partir de 5 de janeiro

rcc Missas da Renovação Carismática na Paróquia de Santa Rita: Dia 10/11 às 19h30

Dia 18/Novembro às 15h

REUNIÃO DO CPP Dia 10/Novembro às 20h

Horário de missas da Paróquia Santa Rita de Cássia Segundas às 18h15 Terças às 07h, 15h

N. Sra. de Fátima

Terças a Sábados às 19h Domingos à 07h, 10h e 19h

Dia 13 às 19h missa.

Todos os dias 22 ao meio-dia, em louvor a Santa Rita de Cássia

Mãe Rainha Comunidade de Santa Edwiges

Dia 18 às 19h missa em honra a Mãe Rainha

Aferição de pressão e teste de glicemia Dia 27, quinta-feira às 8:00

Venha rezar o Santo Rosário conosco Todas as quintas às 14h30.

Missa aos Domingos ás 8h30 Convidamos a todos para participarem da missa em honra a Santa Edwiges. Todos os dias 16 a partir das 19h30.

ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL TODAS ÀS QUARTAS-FEIRAS DAS 8H ÁS 12H

Atendimento aos sábados até às 12h

10 | Chuva de Rosas - Novembro de 2014


<aconteceu>

Fotos: Jos茅 Juarez de Sousa

Festa de Santa Edwiges

Nossa Senhora Aparecida

Cerco de Jeric贸

Chuva de Rosas - Novembro de 2014 | 11


<motivação> Por Luis Marins

A CULTURA DO DESCARTE Tenho recebido de vários leitores e telespectadores mensagens com uma séria preocupação com a chamada “Cultura do Descarte” que temos visto em nossos dias. Até mesmo o Papa vem denunciando essa tendência da sociedade contemporânea. Tudo e mesmo todos somos descartáveis. Desde a banalização do aborto onde se descarta a vida humana até ao consumo desenfreado onde nada mais tem valor a não ser quando substituído por um novo, tudo é medido somente pela sua utilidade imediata, quase sempre vinculada ao prazer ou à satisfação de desejos incontrolados. Crianças são descartadas e terceirizadas <festa>

12 | Chuva de Rosas - Novembro de 2014

logo nos primeiros meses, colocadas em creches ou sob o cuidado de pessoas pouco capacitadas. Velhos são descartados em “casas de repouso”. Todos estão muito ocupados e têm que trabalhar mais, para ganhar mais, para consumir mais e para descartar mais... Adolescentes e jovens descartados nas ruas sem emprego. Isso em todo o mundo que chamamos de civilizado. Na empresa, os mais velhos e experientes são descartados como se fosse proibido envelhecer e como se sua experiência nada valesse a não ser como um obstáculo ao novo, ao mais moderno, ao último modelo. Faça uma reflexão sobre tudo isto. Será

que não estamos realmente construindo e desenvolvendo uma sociedade do descarte? E será que não acabaremos por pagar um preço muito alto por isso? Será que esse apelo pela eterna juventude não está apenas nos fazendo mais infelizes? Será que a experiência dos mais velhos nada vale para ajudar a solucionar os problemas de hoje? Você já pensou em quando também será descartado? Muitos me dirão que este texto nada tem de “motivação”. Quero lembrar que motivação são os motivos que me fazem mudar meu comportamento. Motivação não é emoção. Motivação é o que sobra, depois de passada a emoção. Pense nisso. Sucesso!

Chuva de Rosas 96  
Chuva de Rosas 96  

Publicação mensal da Revista Chuva de Rosas.

Advertisement