Page 1

Diversão

Hmm.. dadinhos!

Recortem e remetam-se as doçuras do amor... Ano I - Edição III

E passatempos super divertidos!

Sexo na melhor idade? Conheça os benefícios e torne possível! E mais: dadinhos para diversão a dois, curiosidades, dúvidas, dicas, histórias de vida inspiradoras e aquela atenção e carinho especial que você merece!


Editorial

Crônica

E nessa edição... Com carinho, Alex Mariano, Carina Silveira, Daniela Ventura, Débora Ferreira, Diana Locatelli, Giovana Nava, Jefferson Oliveira, Stephen Hoffman, Andressa Kaam e Alan Vianna. “Quando alguém lhe chamar de velho Sorria cantando assim: Sou velho e sou feliz Mas velho é quem me diz

brindo, aos poucos, que a melhor Idade lhes reserva muitas possibilidades para fazerem de tudo. A grande lição do curta é a de que a chegada da velhice não impede de seguir instintos e nem significa o final de uma vida, mas sim o início de uma nova fase. E você, já pensou em mudar algo em sua vida, hoje?

Comigo também acontece Gente que nem me conhece Gente que nunca me viu Quando passa por mim: - Alô velho! Alô tio! Eu não perco a estribeira Levo na brincadeira Saber envelhecer é uma arte Isso eu sei, modéstia à parte”

Com o projeto Minha Vida Virou Palhaçada esses ‘engraçadinhos’ trabalham a motivação pessoal e melhoram a qualidade de vida de idosos em asilos. Com o desejo de sempre melhorar a vida alheia e fazer do mundo um lugar melhor, eles aguardam o contato e ajuda de mais pessoas que desejam ser e ver pessoas felizes. Grupo de Clowns e Palhaços Gandaiá – Gandaia de Indaiá - Todos os direitos reservados Rua Andorinha nº 255 Vila Avai – Indaiatuba – São Paulo – Brasil – América do Sul – Terra – Via Láctea E-mail: contato@grupogandaia.org.br / www.facebook.com/grupogandaia / www.grupogandaia.org.br

Inspirações O filme “Garotas do Calendário”, estrelado por Helen Mirren e Julie Waters conta a história real de mulheres que se reúnem semanalmente para atividades como artesanato, trocar receitas e conversar. E isso pode inspirar você, leitora do Chá da Tarde, e dar uma “reviravolta” em sua vida. Na história, o Women’s Institute tem Chris (Helen Mirren) que faz parte desta turma e é amiga inseparável de Annie (Julie Walters), que perde seu marido, vítima da leucemia. O drama de Annie faz com que ela resolva ajudar o hospital do câncer da cidade: Ela decide montar um calendário com fotos das integrantes do Instituto. Uma ideia comum, não fosse um detalhe: todas devem aparecer nuas. De início, nenhuma dá apoio a Annie. Porém no desenvolvimento da trama acabam desco-

Doze senhoras posaram nuas em um calendário para arrecadar recursos para o GRAACC - Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer, em setembro de 2005. A ideia partiu de Gilda Bezerra de Melo Ribeiro, 60, fã do filme. Foto: tricotandocomavovo.zip.net

(Adoniran Barbosa)

Nossas reverências aos palhaços do Grupo Gandaiá!

1

A história de mulheres que deixaram a vergonha de lado para ajudar ao próximo

Foto capa: Arquivo

Se aventurar, brincar, voltar a amar, se apaixonar ou retomar uma paixão. Nada disso é exclusividade da juventude, não mesmo! Uma dificuldade aqui, um probleminha ali, tudo bem. Mas desistir de vivenciar cada pedacinho do que aprendemos ao longo da vida não podemos, jamais! E é exatamente sobre isso que viemos falar nessa edição. Vamos aprender a reavivar o fogo, ler histórias sobre quem já deu o primeiro passo e vamos acabar descobrindo juntos que não é nada difícil voltar a ter a vida que se tinha antes, mas agora com uma pitada de conhecimento que só existe na melhor idade. É como diz Arnaldo Antunes: “A coisa mais moderna que existe nessa vida é envelhecer. A barba vai descendo e os cabelos vão caindo pra cabeça aparecer. Os filhos vão crescendo e o tempo vai dizendo que agora é pra valer”. E ele tem razão. Agora se pode tudo, é nessa idade que a vida é realmente intensa e podemos fazer, com propriedade, tudo o que sempre desejamos ao longo da vida. Vamos, viver é possível e necessário. Um beijo enorme!

Garotas do calendário

10


Saúde e Beleza

Minha vida

Meu time, minha vida

A Gisele Bundchen da melhor idade

Depois do “minha cozinha, minha vida”, voltamos com “meu time, minha vida” e Vilminha Santista, dona de uma senhora paixão!

Eunice Pupo dá um show de vitalidade e simpatia, mostrando que a 3º idade também faz parte do mundo fashion

Foto de Arquivo

ele jogava. Ele me respondeu: Santos”. A partir desse dia, a professora passou a ter o time como destaque em sua vida. Vilminha tem todo um ritual de concentração em dia de jogos e não sai nem de casa. Se o jogo é em um sábado ou domingo à tarde, ela tira a manhã para relaxar indo à praia. Quando indagada sobre o jogo mais emocionante que já viu, ela afirma: “A final contra o Corinthians em que fomos campeões, em 2002, com as pedaladas do Robinho e mais de uma hora de comemoração com a Torcida Jovem no Morumbi”.

Defina Santos Futebol Clube para você?

Foto de Arquivo

Vilma Mattos de Lima - ou simplesmente Vilminha Santista - é uma apaixonada pelo Santos “Tenho certeza que o Santos está acima de Futebol Clube. A professora de 59 anos acom- quase tudo na minha vida. Quero aposentar no ano que vem para me dedicar exclusivapanha o time do litoral paulista há mais de 40 mente ao clube, digo que casei com ele e anos e já conheceu todos os estádios do Brasil jamais me divorciarei”. e esteve até no Japão, ano passado, para acompanhar seu time disputar o Mundial de Clubes. O pai de Vilminha era corinthiano e como não tinha condições de ir até a capital assistir aos jogos, se contentava em assistir na Vila Belmiro, em Santos, na companhia da filha. “Um dia me encantei com um moreninho que jogava muito bem e perguntei ao meu pai quem era. Ele me respondeu: ‘É um tal Pelé”. Desde esse dia, Vilminha passou a torcer pelo moreninho que viria a se consagrar como “Rei do Futebol”. “Eu sempre queria ir a Vila. Um dia encontrei com aquele moreninho e perguntei para qual time 9

Vestido social, sapato de salto alto e cabelos escovados. Foi assim que Eunice Pupo chegou para ser entrevistada. Seu visual elegante reflete seus feitos. Modelo há 15 anos, Eunice faz parte do Clube da Lady e foi eleita Miss 3º idade e simpatia da cidade de Jundiaí. Com 73 anos, se enche de orgulho ao revelar que pôde representar a cidade no concurso de Miss 3º idade estadual. “Ainda não está nada confirmado, recebi o convite e se der certo irei participar.” Eunice se divide entre trabalhos fotográficos, desfiles, comerciais e completa: “Sou agenciada por duas agências, sempre que precisam de uma pessoa do meu perfil já me chamam”. Tudo começou de forma despretensiosa. Por fazer parte do Clube da Lady, Eunice já era conhecida na cidade. “A falta de senhoras modelos também ajudou e aos poucos os convites começaram a chegar”. A modelo nos conta que várias vezes os desfi-

les eram feitos nas ruas, sem camarim e Eunice trocava de roupa no meio da rua, com um papelão como biombo. “Me lembro de uma mocinha com vergonha de se trocar e que na hora disse pra ela: eu com ‘pelancas’ não me importo, você vai se importar?” recorda com muitas gargalhadas. Ela ainda dá dicas para chegar à melhor idade cheia de energia. “Me alimento bem, procuro não comer carne vermelha, faço um bom café da manhã com pão integral, queijo branco e leite desnatado”. Os exercícios físicos também fazem parte de sua rotina: “comecei a fazer ginástica com 38 anos e agora não paro mais, faço dança do ventre, dança cigana, ioga, natação, a autoestima fica lá em cima, e o rosto sem rugas”. Depois de uma tarde cheia de histórias, Eunice finaliza declarando: “amo o que faço e hoje não vejo minha vida sem as passarelas, recomendo a todos”. 2


Personalidades

Se liga!

Erotismo aos 60 Nunca é tarde para aprender e falar sobre sexo. Uma das mais importantes escritoras brasileiras queria ser popular, e aos 60 encontrou a popularidade com a publicação de livros eróticos

Hilda Hilst cresceu como filha única de um fazendeiro esquizofrênico. Tornou-se beldade nos anos 50, levando uma vida boêmia que incluía viagens para a França, fotos nuas, namoros com atores americanos e até uma tentativa de ser uma falsa jornalista para assediar, sem sucesso, Marlon Brando, outro galã de Hollywood. Aconselhada pela mãe, em 1948 iniciou seus estudos de Direito na Faculdade do Largo do São Francisco. Comportava-se de maneira muito avançada, escandalizando a alta sociedade paulista, mas ao mesmo tempo despertou paixões em empresários, poetas e artistas em geral. Ficou ainda mais conhecida com a chamada 3

“trilogia obscena”, inaugurada em 1990 com “O Caderno Rosa de Lori Lamby”, seguido de “Cartas de um Sedutor”, de 1991, e também “Contos D’Escárnio – Textos Grotescos”, em 1992, mesmo ano em que publicou “Bufólicas”. No fim de 2001, teve a reedição de sua obra. Apesar de sua profunda antipatia pelo rótulo de “escritora erótica”, falar sobre sexo com Hilda Hilst é uma experiência reveladora. Segundo ela, sexo é “bom humor, brincadeira e jogo, sem qualquer fim em si mesmo”. Ela afirma que sempre buscou homens que possuíssem um atributo de divindade: poder ou beleza. Poder financeiro, intelectual e até a força a fazia sentir-se mais mulher. Principalmente a beleza a atraía, pois como dizia Vinicius de Moraes, – que namorou Hilda - é fundamental.

“Que canto há de cantar o indefinível? O toque sem tocar, o olhar sem ver A alma, amor, entrelaçada dos indescritíveis. Como te amar, sem nunca merecer?”

Idosos do interior agora podem viajar sem custos Até o momento, 5.040 idosos já foram beneficiados e a expectativa é de que até o final de 2012, o Melhor Viagem SP atenda a 6.400 turistas da melhor idade. As despesas com diárias que contam pensão completa (café, almoço e jantar) são custeadas pelo Governo estadual. As atividades de lazer e entretenimento também são patrocinadas pelo Governo. Os municípios ou entidades são responsáveis pelos custos de transporte. Um programa idealizado pela Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo, desde maio de 2012 possibilita aos cidadãos maiores de 60 anos (residentes em cidades de até 30 mil habitantes), viajarem para destinos turísticos paulistas. O programa se chama “Melhor Viagem SP” e é parte integrante do projeto “São Paulo Amigo do Idoso”. O projeto, segundo Christine Fuchs Grecco, coordenadora da Secretaria de Turismo (Setur), é valorizar cada vez mais o idoso na sociedade. “O Melhor Viagem SP é apenas um dos núcleos que movimentamos, exclusivamente para levar aos idosos maior qualidade de vida, possibilitando a eles, realizarem viagens turísticas e conhecer destinos”, diz. Esta iniciativa do Setur leva 200 idosos por semana aos municípios de Praia Grande, Caraguatatuba, Mogi das Cruzes e Vargem. Os viajantes ficam hospedados durante a baixa temporada (março a junho e agosto a novembro) em colônias vinculadas a entidades de classe que normalmente têm baixa procura nesses períodos.

Histórias rondam os viajantes “Foi a primeira vez que vi o mar, nunca tinha tido a oportunidade, mas nunca é tarde para conhecer o que é bom”, diz Maria Helena Cardoso, 68. Já Maria Luiza Feliciano, 55, de Espírito Santo do Turvo, comemora. “Fiquei viúva há pouco tempo e estava sem rumo. Soube do projeto e me inscrevi, apesar de não ter dinheiro para as despesas. Com o programa consegui realizar meu sonho de vir para o litoral pela primeira vez”, disse emocionada. Como lembrança, os idosos recebem foto de todo o grupo e travesseiro personalizado.

Idoso, como participar? O programa funciona a partir de inscrições de idosos (geralmente organizados por ações das prefeituras ou outras entidades). Os interessados devem fazer suas inscrições pelo site da Secretaria de Turismo, indicando o destino e data de interesse. Mais informações pelo telefone: (11) 3709-1666 ou pelo e-mail: turismo@sp.gov.br. 8


Doutor responde

Diabetes, como anda a sua?

Hormônios do rejuvenescimento

A doença silenciosa é hoje uma das maiores preocupações dos idosos brasileiros

A terapia difundida nos Estados Unidos ganhou o mundo gerando controversas

Foto: zun.com.br

Os dados são alarmantes: hoje cerca de 21% da população com mais de 65 anos sofre com a diabetes, segundo dados do Ministério da Saúde. “Os sintomas são bem conhecidos, porém quando chegam, causam desconforto”, como conta Rosa Bruzon, 73 anos. “Descobri a doença com 50 anos, desde então faço controle diário”. “A causa da hiperglicemia é o aumento da glicose (açúcar) no sangue, e o diabético não pode descuidar de sua rotina de alimentação e exercícios para poder ter uma vida mais saudável “, explica a Dra. Cristiane Sobral, coordenadora do centro de diabetes do hospital Sírio Libanês. As diferenças entre a diabetes tipo 1 e 2 são pequenas, porém as causas são bem diferentes: “A diabetes tipo 1 em geral surge ainda na infância e ainda não sabemos ao certo os fatores que a originam”, diz a doutora. A tipo 2, mais comum na melhor idade, surge principalmente como consequência de maus hábitos, como o fumo, consumo excessivo de açúcar, obesidade, sedentarismo e a hipertensão. E não se engane, não apenas o excesso de doces pode trazer a diabetes: pães, massas e carboidratos também são vilões, pois aumentam o índice de glicose no organismo. Segundo a tabela de índices glicêmicos, se o índice de glicose no organismo do paciente passar de 100 mg/d, já deve se manter em estado de alerta e corrigir alguns hábitos alimentares. 7

Assunto sério

Para saber como anda seu nível de glicose, basta fazer um exame de sangue no posto de saúde, passou de 100 mg/d já pode ficar em estado de atenção! Principais sintomas: Falta de energia; Dificuldade para enxergar; Catarata; Demora na cicatrização; Fome e sede excessivas. Não deixe a diabetes chegar! Previna com a redução do peso, atividades físicas e maior consumo de fibras.

Anti- anging, ou antienvelhecimento, este é o nome da terapia criada pelo Dr.John Salerno que ganhou espaço e fama por todos os Estados Unidos. A técnica promete retardar os sinais da idade e melhorar a qualidade de vida dos pacientes. O processo é baseado em uma reposição hormonal que supre as necessidades do organismo. Quando envelhecemos, diminuímos a produção de certos hormônios, dentre eles, o principal que é conhecido como o hormônio do crescimento (GH). A terapia busca equilibrar o organismo, explica o médico Ricardo Vallejos, pós- graduado em Ciências do Anti- aging e seguidor do Dr. Salerno. A terapia hoje é polêmica no Brasil. O Conselho Federal de Medicina (CMF) proibiu sua prática alegando que os resultados não são cientificamente conclusivos. “Estão vendendo a ilusão do antienvelhecimento para a população sem nenhuma comprovação científica e que pode fazer mal à saúde. Com a idade, o metabolismo fica mais lento e a ingestão de algumas substâncias pode aumentar o risco de várias doenças”, afirma Elisa Franco Costa, geriatra que auxiliou na pesquisa do CFM. Já Mohamad Barakat, especialista em medicina preventiva, é do time dos que defendem o

tratamento de reposição hormonal e que listou alguns dos benefícios da terapia. Segundo ele, o uso do GH pode diminuir a gordura localizada, aumentar a massa muscular, estabilizar a pressão arterial, diminuir os níveis de colesterol, aumentar a função cardiovascular e ajudar também a melhorar a libido de homens e mulheres, favorecendo a vida sexual tão prejudicada após a chegada da melhor idade. Lembrando que a terapia antienvelhecimento não tem relação com a reposição hormonal indicada para mulheres que passam pela menopausa. A busca pela juventude não pode se tornar uma obsessão. Procure seu médico, só ele pode indicar o melhor tratamento para a sua saúde.

Dicas (para o corpo e mente) Evite o cigarro e bebidas alcoólicas: eles são os maiores vilões e causam o envelhecimento precoce. Convívio social: Para estar jovem, o principal é sem sentir jovem e ter contato social. Saia, faça amigos, converse, faça atividades que te deem prazer e aproveite a melhor idade. 4


Falando em Sexo

Falando em Sexo

A terceira idade tem o direito e o dever de sentir prazer Sexo. Muitas pessoas não conseguem dizer, ouvir ou ler o assunto sem sentirem certo incômodo. Se alguns jovens já se sentem mal ao falar sobre o assunto, imagine então na terceira idade? Foto: Ipadprazeres.blogspot.com.br

5

Vencendo paradigmas A sociedade tradicional, construída nas bases deixadas por ensinamentos religiosos, sempre recriminou a atividade sexual, a considerando imoral e vergonhosa. Porém com o passar dos anos, certos tabus vem sendo quebrados, de forma lenta, mas os paradigmas estão sendo vencidos. O assunto é delicado e causa controvérsias. Segundo Carina Corrêa, estudiosa de Geriatria e Gerontologia da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, “a sociedade permite, de forma modesta, a manifestação da sexualidade apenas pelos mais jovens, relegando ao idoso a abstinência sexual”. Maria do Carmo Costa de 60 anos

é divorciada e tem três filhos, mas não abre mão de uma vida sexual plena e feliz: “Não sou mais casada, mas isso não me impede de nada. Saio, me divirto e tenho meus namoros, porque estou velha, mas não estou morta, né?”, diz rindo. Ainda segundo a Sociedade Americana de Gerontologia, a chave para a felicidade em casamentos que ultrapassam os 30 anos é o sexo, e quando questionada sobre isso, Maria do Carmo diz: “Talvez eles tenham razão, se eu tivesse superado alguns preconceitos, meu casamento anterior teria sido mais feliz, e poderia ter durado até hoje”, conclui.

Sexo não é só sexo!

Foto: celebspe.com.br

Sexo na terceira idade é um tabu e leva algumas pessoas ao constrangimento. A Pesquisadora Mentora Marisa Feriancic, graduada em biologia, educação sexual e mestranda em gerontologia explica: “Isto se deve à imposição de padrões sexuais rigidamente estabelecidos e também pela repressão e pelo silenciamento constante do assunto. No indivíduo idoso a sexualidade é ignorada e escondida”. O que é preciso entender é que sexo pode ser falado e principalmente praticado em todas as idades, “A sexualidade precisa ser vista com a mesma seriedade e importância com que observamos os outros aspectos do envelhecimento. Sem dúvida, o envelhecimento acarreta

mudanças físicas e biológicas em todos os seres vivos e os órgãos sexuais também envelhecem, mas eles não param de funcionar.”, encerra Marisa. Independente da idade, as DSTs (Doenças sexualmente transmissíveis) continuam existindo. O que muitas pessoas não sabem é que, segundo o Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (Unaids), nos últimos anos houve um grande número de idosos infectados por DSTs. Para Aldo Tavares, biólogo e especialista

em imunologia, isso acontece devido à falta de informações. “Há pouco tempo, não existia nenhum tipo de campanha para o público idoso. Hoje existe, mas de forma muito escassa”. É preciso lembrar que o idoso se torna mais vulnerável para essas doenças e que é preciso se proteger da mesma forma, com preservativos e ir ao médico regularmente. Por isso, é preciso deixar esse tabu de lado e conversar com familiares e médicos quando sentir algum incômodo. Sexo não é crime. Além do prazer, ele aumenta a auto-estima do ser humano e tanto os homens quanto as mulheres podem ser sexualmente ativos até o final de suas vidas. Aproveitem com moderação!

Os autores do estudo sobre a sexualidade dos idosos ainda afirmam que o sexo não se trata apenas do ato sexual em si, mas que existem outras formas de se manifestar a sexualidade, como demonstrações de carinho, afeto, companheirismo e ternura. Maria do Carmo conclui dizendo: “O pessoal mais velho está se revolucionando e renovando, tenho muitas amigas e conversamos sobre sexo como se fossemos jovens de 20 anos, aliás, nós somos, pois a idade está na cabeça de quem vive”. 6


Chá da Tarde Edição III  

Chá da Tarde Edição III

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you