Issuu on Google+

Lançamento

Francisco Por: Por: Francisco Reis Reis Foto: divulgação Fotos: Francisco Reis e divulgação

Livre para rodar A Mercedes-Benz amplia sua linha e oferece um veículo para rodar em qualquer lugar da cidade, a qualquer hora e em qualquer dia.

A

Mercedes-Benz lançou os chassis e furgões Sprinter Street com 3.500 kg de peso bruto total (PBT), indicados para o transporte urbano e curtas distâncias rodoviárias. O grande atrativo dos modelos é que em função do PBT de 3.500 kg, a linha Street pode rodar livremente em todas as vias de trânsito, mesmo em zonas de restrição de regiões metropolitanas, como São Paulo. Além disso, a legislação de trânsito permite que esses novos modelos Sprinter circulem dentro do limite máximo de velocidade determinado para cada cidade ou estrada, que chega a 120 km/h, conforme a região. Isso permite utilizar todo o potencial de velocidade, otimizando o tempo médio de entrega e agilizando o abastecimento nos centros urbanos. A legislação também permite que o novo Sprinter Street seja dirigido por

motoristas com carteira de habilitação a partir da categoria B, que podem ainda circular pelas faixas da esquerda nas vias, conforme sua conveniência ou necessidade. Os furgões e chassi Sprinter Street são equipados com o motor eletrônico OM 611 LA CDI, produzido na fábrica de São Bernardo do Campo, SP, com potência de 109 cv a 3.800 rpm e torque de 28 mkgf entre 1.600 e 2.400 rpm. Este motor é o mesmo utilizado nos modelos 313 e 413 e tem como característica reduzido consumo de diesel. Com entreeixos de 3.000 mm ou 3.550 mm e versões teto alto ou baixo, as opções de carga líquida vão de 1.460 kg a 1.585 kg. O chassi com cabina, entreeixos de 3.550 mm e rodado traseiro simples, alcança carga líquida de 1.825 kg. Além das portas traseiras com abertura de 270 graus, os furgões Sprinter

Street podem vir equipados com porta lateral corrediça nos dois lados da carroçaria, facilitando a carga e descarga. Com os modelos Street, a linha Sprinter, que também inclui versões van para transporte de passageiros, passa a ser formada por 33 configurações, assegurando ampla flexibilidade de escolha para os clientes. “Esperamos vender 300 unidades ainda em 2008”, previa Gilson Mansur, diretor de Vendas de Veículos Comerciais da Mercedes-Benz do Brasil. “Para 2009, devemos manter as mesmas 7.000 unidades vendidas nesse ano nesse segmento que comprou um total de 26.000 unidades, um aumento de 21,96% em relação a 2007”. Para estimular a venda da Sprinter Street, a Mercedes lançou um plano de vendas através de leasing sem entrada, com a primeira prestação só em maio, 48 meses para pagar e taxa de 1,39%.

28

Caminhoneiro ed254.indd 28

2/17/09 1:18:57 PM


254_LANAMENTO