Page 1

Entrevista

Por: Graziela Potenza Foto: Roberto Silva

Quem entende de filtros Amauri Parizoto, atual gerente de Vendas OEM para o Brasil

e América do Sul da Cummins Filtration, fala da expectativa para 2009 e das tendências de filtros para caminhões. Revista Caminhoneiro – Fale um pouco da sua formação profissional. Amauri Parizoto – Sou bacharel em Ciências Contábeis e técnico em mecânica. Trabalho há 20 anos com filtração. Atuei em diversas áreas como, por exemplo, em Marketing, Suporte ao Cliente, Desenvolvimento de Produtos e Aplicação com foco nos mercados, off-highway, on-highway e automotivo. Esta experiência me possibilitou ter uma visão macro do nosso negócio e me ajudou muito em meu crescimento profissional. Caminhoneiro – Quais são as metas nesse novo cargo? Parizoto – Queremos manter o nível de crescimento sustentável e ser o primeiro na escolha do cliente. Nosso foco principal é a razão de nossa existência. Nosso grande desafio, para os próximos anos, é dar suporte aos clientes com produtos, desenvolvidos com a mais alta tecnologia, que auxiliarão na nova lei de emissões. Atenderemos assim, dois requisitos: o primeiro é contribuir com a ecologia, tema de alta importância em nossa companhia e ainda, auxiliar nossos parceiros/clientes a atendê-la também. Caminhoneiro – Este ano, como se comportou o mercado nacional de filtros para caminhões? Parizoto – A Cummins Filtration tem crescido muito nos últimos anos, mas podemos considerar este ano como excepcional, certamente, um dos melho-

12

Caminhoneiro ed253.indd 12

12/13/08 12:43:13 PM

JOB 426


res. Crescemos em todos os segmentos: caminhões, ônibus, máquinas agrícolas, construção, óleo e gás, enfim, em todos os setores que são considerados pesados. Acredito que, em geral, todos os recordes foram batidos neste ano, devido ao mercado estar muito aquecido. Caminhoneiro – Quais as expectativas desse segmento para o próximo ano? Parizoto – Para o primeiro trimestre é prevista uma desaceleração, somando a crise e as férias do final de ano, mas acredito em uma recuperação a partir do segundo trimestre, onde deveremos ter uma readequação de mercado e com novos projetos que estamos trabalhando, deveremos seguir bem em 2009. Além disso, apostamos na continuidade do crescimento baseado na oferta de novas tecnologias e trabalhando com novos parceiros que até então não faziam parte do nosso quadro. Apesar da flutuação do mercado nos últimos meses por conta da crise mundial, acreditamos que temos um grande potencial no mercado interno. Caminhoneiro – Quais são os principais desafios no segmento de filtros para caminhões?

Parizoto – Os desafios já iniciaram com o desenvolvimento de motores eletrônicos em 2001, onde os conceitos de filtragem foram totalmente aprimorados para suportar as novas tecnologias “common rail”. Agora, com a mudança na legislação para atender os níveis de emissões, as exigências são ainda maiores, pois nossos clientes precisam de filtros menores com uma maior capacidade em filtragem. A Cummins Filtration está plenamente preparada para atender essas novas exigências. Caminhoneiro – Como a Cummins Filtration consegue ganhar mercado junto às montadoras? Parizoto – Somos uma empresa global e estamos presentes em todas as montadoras. Nossa tecnologia tem nos levado a aumentar nossa participação. Posso afirmar que não somos uma empresa que apenas fabrica filtros, mas sim uma empresa que fabrica e desenvolve soluções para nossos clientes. Caminhoneiro – Quais as tendências de filtros para caminhões? Parizoto – Em função do nível de exigência das montadoras, a tendência é desenvolver novos materiais,

principalmente voltados a atender ao meio ambiente e que tenham alta eficiência e filtragem. Dessa forma, a Cummins Filtration, uma empresa que trabalha adiante do tempo, desenvolve filtros mais compactos e com a mesma eficiência em filtragem, por meio de uma tecnologia e performance diferenciadas. Caminhoneiro – Qual a participação da empresa no mercado das montadoras? Parizoto – Temos uma participação, em media, de 35%. Caminhoneiro – Quais os estragos, na mecânica do caminhão, com a utilização de filtros paralelos? Parizoto – Um filtro que não atenda os requisitos de filtragem irá comprometer a vida útil do motor, gerando elevadas despesas em manutenção corretiva (bicos injetores, turbo, camisas, corrosão, cavitação, etc...). Além disso, ainda podem causar outros estragos, desde o espelhamento do motor com passagem de poeira e do turbo (peça cara) a danos no sistema de injeção do combustível (incluindo bomba e bicos injetores). m

13

Caminhoneiro ed253.indd 13 JOB 426.834-1_205x135.indd 1

12/13/08 PM 11/6/08 12:43:21 9:17:15 AM


253_ENTREVISTA  

Caminhoneiro – Este ano, como se comportou o mercado nacional de filtros para caminhões? Parizoto – A Cummins Filtration tem crescido muito...

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you