Page 45

óbvio que estou relacionando o vestibular com a prisão por causa do Dia do Detento e do Dia do Vestibulando. Acho que estava bem na cara que esse seria o assunto no qual falaríamos hoje, certo? Não? Ninguém avisou você sobre isso? Ah, entendi, eu que tenho que explicar os motivos. Então vamos lá! Pegue uma caneta, um papel, prepare um café passado (sim, eu espero você colocar o pó na cafeteria)... Pronto? Lá vai, hein!

A LINHA TÊNUE ENTRE A CADEIA E O VESTIBULAR. O “Dia do Detento” acontece 24 de abril e o “Dia do Vestibulando” também. Já temos aí uma grande e sensacional coincidência. Certamente quem criou estas datas comemorativas e as colocou no mesmo ponto do calendário estava querendo sacanear alguém. Mas quem? Os detendos ou os vestibulandos? Sabemos que estudantes são pessoas que batalham muito para conquistar seus objetivos e angariar o máximo de intelectualidade que seus cérebros são capazes. Ser dedicado não vem de berço, é algo que se cria com o tempo e com o aprendizado. Por isso vemos tanta gente por aí se matriculando em faculdades federais e outras também em Harvard. Claro, existem aqueles que acham que não precisam estudar para ganhar a vida e acabam largando o curso. Um exemplo claro disso é um tal de Steve Jobs, que preferiu ficar comendo maçã e acabou virando uma grande decepção para o mundo. Por outro lado, conhecemos os ladrões. Alguns são pais de família, traficantes, assassinos, mas

todos têm o mesmo objetivo na prisão: sair dela. E não há outra forma de tentar escapar ou sair com justiça, do que aprender e estudar todos os passos que dará durante o tempo em confinamento. E é isso que eu acho incrível em toda essa situação. Nós dependemos todas as nossas vidas em uma prova de um ou dois dias que irá decidir o nosso futuro. Em um momento você está em casa, lendo este artigo sentado no seu sofá e com um lindo sorriso da face, e amanhã você poderá estar se encaminhando para uma incrível jornada. É assim que todos nós nos sentimos quando nos preparamos para o vestibular: presos, com medo de que essa reviravolta possa ser tortuosa, sofrida. Com toda a certeza do mundo que eu falo para você, querido vestibulando, e para você, querido detento (se estiver lendo essa matéria neste momento, o que eu duvido um pouco): a diferença entre as suas vidas é mínima, porém o caminho que vocês escolhem é que faz vocês estarem ou não na prisão, ou em uma faculdade que não permite vocês irem ao banheiro ou comerem lanche dentro da sala de aula.

DICA DO CORREIO ERECHINENSE: Quer fazer seu TCC sem se preocupar em pegar livros na biblioteca? Entre em contato conosco no www.correioerechinense.com, que nós escrevemos todo o seu artigo. Você é um prisioneiro e precisa de libertação? Acesse o mesmo endereço acima e enviaremos um advogado diretamente para a sua cela!

//45 revistabox.com

Revista Box - Maio 2012  

Terceira edição da Revista Box, uma revista com fotografias bonitas e conteúdo de qualidade, que para nós, é a tradução do que entendemos po...

Advertisement