Page 1

marcas positivas

Psic. Marisa Lobo

ideologia de gênero Pr. Sandro Oliveira

sê tu uma bênção

Pr. Adealberto dos Santos Dutra

HÁ 62 ANOS A REVISTA CRISTÃ COM MAIOR RELEVÂNCIA NO RS

homem, um agente moral Deus, na sua sapiência e propósito de Senhor e Criador, fez o homem um ser especial Pr. Julio Pacheco Lopes direitos humanos e cristianismo Assunto de extrema importância no mundo atual, os direitos humanos são objeto de profundas reflexões Pr. Daniel Fich de Almeida

?

De que você tem

MEDO Existem diferentes tipos e níveis de medo, que pode ir desde uma ligeira ansiedade ou desconforto até o pavor total

pr. gilberto rezende

VEJA + Apocalipse Os primeiros sinais que antecedem a segunda vinda de Cristo

Página 22


Artigo

Sê tu uma bênção pr. adalberto dos Santos Dutra

Presidente Assembléia de Deus Caxias do Sul/RS Presidente da CIEPADERGS Secretário da CGADB Pós Graduado em Docência do Ensino Bacharél em Teologia Graduando em Psicologia

S

empre que leio o trecho bíblico que fala da história de Abraão, fico meditando sobre a chamada deste homem. Deus não só chamou este patriarca, como em seguida lhe faz promessas e finaliza com este imperativo: “Sê tu uma benção”, em outras palavras preservando o mesmo sentido: “Seja uma benção Abraão. ” Alguém pode pensar e perguntar: Mas é Deus quem abençoa, como um homem pode ser uma benção? Aí é que está o mistério e a maravilha do relacionamento com o Senhor. Ele realmente é abençoador, diz a Palavra de Deus que “Toda boa dádiva e todo dom perfeito vem do alto, do Pai das Luzes, em quem não há mudança nem sombra de variação”. Como pode ser que um homem, pecador, falho, cheio de defeitos se torne ele mesmo uma benção? Vejam ABRIL 2018

02

só, Deus chama, Deus separa, Deus abençoa e planeja que uma vida transformada, venha a se tornar num canal de bênçãos para outras vidas. Tenho exercido o ministério pastoral por mais de 50 anos, e no decorrer destes anos, tenho pedido ao Senhor que minha vida, meu trabalho, meu ministério sejam abençoadores, que eu mesmo venha a ser um canal por onde Deus possa alcançar outras vidas e mudar o destino destas, e assim tem sido comigo. Sei que muitos pastores estão lendo estas linhas neste momento, e

qualquer cristão precisa tornar-se ele mesmo uma bênção quero perguntar-lhes: Sua vida e seu ministério tem sido um canal de bênçãos? É claro que não é uma questão que afeta somente aqueles que foram investidos da chamada pastoral, mas

qualquer crente, qualquer cristão precisa tornar-se ele mesmo uma benção. Uma benção que anda e fala, que tem um relacionamento com o Pai das Luzes, que pode com autoridade proferir uma benção em o nome de Jesus, convicto de que tal se cumprirá. Não se trata de determinar isto ou aquilo, mas tocar a vida de alguém pelo poder da fé, mas para isto você precisa manter comunhão com Deus através do sangue de Jesus Cristo pela ação do Espírito Santo na sua vida. Alguém que com compaixão possa se compadecer dos caídos, chorar com os que sofrem emprestar o ombro aos desvalidos, estender a mão aos necessitados, e dizer que Deus os ama, e mostrou este amor entregando seu único Filho para morrer pelos nossos pecados. Isto é ser uma benção! Muito mais que bens materiais, alcançar aos outros os bens espirituais, invocadas pelo poder das palavras que saem da nossa boca, pois em parte conhecemos e em parte profetizamos. Seja você também caro leitor, uma benção. Na sua casa, no seu trabalho, na sua escola ou faculdade, seja uma benção.


PR. julio pacheco lopes

Pastor emérito Assembleia de Deus Capão da Canoa/RS II Coordenador do Conselho de Pastores Eméritos da CIEPADERGS Bacharel em Teologia pela Faculdade da Bíblia

HOMEM

Um agente moral

D

eus, na sua sapiência e propósito de Senhor e Criador, fez o homem um ser especial, reconhecido por muitos especialistas teólogos, como o ser mais completo da obra da criação do Éden. O único a receber ‘’ em seus narizes o fôlego da vida, e chamou de ‘’... alma vivente ’’. E por essas razões se reconhece ser ele, a coroa da criação. O homem como ser humano não escolheu vir ao mundo, foi o propósito de Deus. Mas, ao entrar homem no mundo, como um ser moral livre, porem responderia por seus próprios atos. Deus o fez com capacidade intelectual para discernir entre o bem e o mal. E Deus deu parte de sua natureza inteligível, preparando e capacitando o homem para escolher entre o bem e o mal, ao dar-lhe o livre arbítrio. O homem como ser moral, não poderá se desculpar do seu estado decadente. Pois das escolhas que faz, os homens alimentarão suas almas. O casal do Éden fez uma triste escolha! E foram enganados pela concupiscência dos olhos; os quais poderiam escolher o caminho da vida. Acabaram sendo expulsos do lar na-

tural de Deus e tornaram-se a origem figurativa do pecado, para todas as gerações. Salomão nos seus provérbios disse: “Do fruto da boca de cada um se fartará... dos renovos dos teus lábios a alma engordara‘’. Assim o homem pode fazer a melhor de suas escolhas, para que, mais tarde não venha lamentar-se. Pois o pior poderá ser muito tarde! E para evitar disse: “Eis que ponho diante de voz o caminho da vida e o da morte.”

Concluímos sabendo que são muitos os caminhos que a vida nos oferece. Cabe a cada ser humano fazer a sua própria escolha. Não esquecendo que só há dois lugares na eternidade, escolha, pois a vida!

Eis que ponho diante de voz o caminho da vida e o da morte Amigo leitor, escolha o caminho da vida. Dídimo perguntou: “Senhor, nós não sabemos para onde vais e como conhecer o caminho” e disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim. MARÇO 2018

03


Artigo Ev. dr. márcio macedônio

Bacharel em Direito Universidade Luterana do Brasil (OAB/RS 69.662) Bacharel em Teologia (FAETEL) Mestre em Teologia (PUC/RS) Especialista em educação (UNICESUMAR) Presidente da OAB/RS Subseção de Guaíba/RS Prof. de Bacharel em Teologia da FAETEL/SP Assessor Jurídico IEAD Guaíba/RS

A EDUCAÇÃO TEOLÓGICA NA EBD

E O PAPEL DA DIDÁTICA

Os sólidos conhecimentos bíblicos que o educador cristão deve possuir

A

discusão entre fé e razão é latente em muitas confissões religiosas, o Catolicismo Romano especificamente tem como fonte de sua teologia as sagradas escrituras e a tradição. As demais confissões religiosas, especialmente as cristãs, ainda tem reservas sobre a instauração de dialogo com outras ciências. Os protestantes trazem em seu bojo doutrinário a certeza de que para produzir-se bons cristãos é necessario somente o ensino das sagradas escrituras, sem o auxílio de um método hermenêutico ou uma pedagogia mais apurada. Os cristãos pentecostais oriundos da reformas protestante por muitos anos relutaram por instituir escolas e formar professores, todavia com o início das Escolas Bíblicas Dominicais percebeu-se a necessidade do labor pedagôgico tanto na elaboração das revistas quanto na exposição das aulas. Percebeu-se ser insuficiente somente ser o professor dotado com um dom nato, mas que existem e são necessárias técnicas para dirigir e orientar o processo de ensino-aprendizagem. O artigo pretende introduzir o estudo teológico, tão necessário ao professor cristão em sala de aula, principalmente em uma das maiores agêcias de ensino cristão a Escola Bíblica Dimonical. Nesta concepção de educação, o educador deve possuir sólidos ABRIL 2018

04

conhecimentos bíblicos, comunhão com Deus, preparo, reflexão, conhecimento das ferramentas pedagógicas e amor fraterno pelo próximo. Ferramentas e técnicas de como orientar e dirigir o processo ensino-aprendizagem podem ser aprendidas e usadas. Não são obrigatoriamente características inatas de algumas pessoas que já nascem professor. A EBDs podem colaborar na formação do cidadão consciente e participativo. A formação religiosa, que é hoje relegada a um segundo plano nas escolas seculares, ganha sua real dimensão nas Escolas Bíblicas Dominicais. Introdução Existem técnicas para dirigir e orientar o processo de ensino-aprendizagem? Ou é um dom inato do professor? O artigo pretende introduzir o estudo teológico, tão necessário ao professor cristão em sala de aula, principalmente em uma das maiores agências de ensino cristão a Escola Bíblica Dominical - EBD. A proposta é orientar a ação docente e levar o educador a percepção e compreensão, através de uma reflexão crítica do seu trabalho, do seu papel na sociedade e no proces-

so de ensino-aprendizagem. Os desafios do professor são muitos: pensar os objetivos, conteúdos e métodos; interagir, no processo ensino-aprendizagem; disponibilizar conhecimentos, e facilitar, o desenvolvimento das capacidades cognitivas dos educandos. Os fenômenos econômicos e sociais da globalização, flexibilização e o novo mercado de trabalho, conferem à educação um dos mais altos graus de importância. A educação continuada é hoje cantada em verso e prosa por todos os profissionais da área da educação. O ensino à distância também ganha notoriedade com a difusão das redes de computadores. A docência religiosa não esta livre dos mesmos desafios, principalmente em uma de suas maiores escolas, a Escola Bíblica Dominical. Veja na próxima edição: O papel das Escolas Bíblicas Dominicais O papel do professor (Ética e Compromisso) O papel da Didática


Cristão ou Religioso? Uma análise sobre a diferença entre ser cristão ou um mero religioso

ev. joel a. vieira lopes Assembleia de Deus Cidreira / RS Capelão Militar - UMERGS 2 Sargento RR. BM/RS Bacharel em Teologia Universidade da Bíblia Criador e Diretor do Projeto Geração Livre Prevenção às Drógas

V

ivemos em uma sociedade cheia de religiosidade. Há coisas que parecem ser de Deus, mas não são. O inimigo de nossas almas é astuto e tem iludido muitas pessoas com: “Não tem mal nenhum, afinal de conta isso é normal, todo mundo faz.” A religiosidade está roubando a gloria de Deus, causando insegurança, prisões, infelicidade, desarmonia e falta de paz. Quer coisa pior do que uma pessoa ser religiosa e não ter paz? Dizer ser religiosa e andar sempre numa atitude de quebra ou falência. Devemos abrir os olhos e despertar para a realidade, a religião quer impedir a pessoa de chegar próximo a Cristo. Milhares de pessoas têm, literalmente, seus pés e mãos amarrados, cheio de vícios, sua vida não avança, estão em declínio, com projetos parados, família infeliz, dramas emocionais terríveis, doenças inexplicáveis, que começaram quando se tornaram escravos da religião. Tínhamos um programa de rádio com vários patrocinadores, aonde um deles me perguntou por que quando

eu falava o nome de alguns patrocinadores, citava “empresa com direção cristã”, e a dele não. Depois de explicar o que é ser cristão ele entendeu que era simplesmente um religioso não praticante. Infelizmente com o passar do tempo a palavra Cristão perdeu uma grande parte de seu significado. Hoje é geralmente utilizada para descrever alguém que é religioso. Muitas destas pessoas não acreditam e não servem Jesus Cristo. Religioso: é quando a pessoa tenta por seus próprios esforços, chegar até Deus através de suas boas obras. Cristão: é aquele que tem um relacionamento íntimo andando e obedecendo ao que, Ele nos ensinou. As boas obras acontecem automaticamente. Crê num Deus que veio até a humanidade através de Jesus Cristo para nos oferecer a salvação. Conclusão: Um verdadeiro Cristão é alguém que colocou a sua fé e confiança na pessoa de Jesus Cristo, e no fato de que, Ele morreu na cruz em nosso lugar.

Infelismente com o passar do tempo a palavra Cristão perdeu uma grande parte de seu significado

CARTA do leitor Moro em Gravataí no RS e quero parabenizar a equipe da BN pelo lindo trabalho. Com certeza esta é a melhor revista evangélica do Brasil. Só mensagens evangelísticas. Faço evangelismo pesoal e sempre que posso uso a revista Boas Novas em meus trabalhos. Que Deus abençoe toda a equipe. Paulo Cezar Gravataí/RS Sempre comprei a revista Boas Novas mas não tinha muitas mensagens para ler. Comprava mais para ajudar a obra de Deus. Essa nova apresentação da revista ficou linda. Agora, depois de ler as lindas mensagens eu evangelizo alguém com ela. Acho que vou comprar várias para dar aos amigos não evangélicos. Continuem assim. Anderson G. dos Santos Caxias do Sul/RS Gostei da matéria das supermulheres e meus filhos adoram as historinhas infantis. Obrigado a Boas Novas pelos belos artigos e pela forma com que aboedam temas importantes. Parabéns! Ana Clara Difini Novo Hamburgo/RS

Envie sua carta ou comentário sobre a revista Boas Novas para: Rua Gustavo Bar-

roso, 174 - Centro - Campo Bom-RS - CEP: 93.700-000 ou para o e-mail: cartaboasnovas@gmail. com. A carta ou comentário enviado somente será publicado quando acompanhado de nome completo do autor, número da cédula de identidade e telefone do autor. Por motivo de clareza, as cartas poderão ser publicadas de forma resumida. As publicações serão feitas sob avaliação de conteúdo e de acordo com sua ordem de chegada. ABRIL 2018

05


Editorial

Pedro Dutra D Pastor

Editor Chefe da Revista Boas Novas

esejamos a todos os nossos amigos, que a leitura deste periódico venha trazer uma grande edificação nas vossas vidas, bem como um maior entendimento das questões da teologia e da ciência bíblica, pelo fato de termos hoje, como comentaristas desta revista, eminentes professores, advogados, juristas e teólogos que vieram nos trazer imensurável riquezas de conhecimentos. E isso não só no que tange temas teológicos, mas científicos, psicológicos, pedagógicos e do direito entre outros, tudo para que você tenha prazer de ler e realmente seja bem edificado. Nesta edição veio também para somar com riquezas de temas profundos a psicóloga Marisa Lobo de Curitiba, a qual abordará sobre o tema; marcas positivas, e motivação humana positiva na vida dos filhos. Bem como o Coloproctologista Dr. Fernando Lemos, aborda sobre dicas valiosas de um especialista em doenças do intestino, e a professora Sandra Oliveira aborda sobre violência doméstica em contraste com a Bíblia. Teremos também o Dr. Daniel Fischer falando sobre direitos humanos e cristianismo; o Pr. e jornalista Edgar Machado abordando as “duas faces da nuvem”, como também o Presidente da Convenção das Ass. de Deus do RS e Sec. da convenção Geral das Ass. do Brasil, Pr. Adalberto dos Santos Dutra falando da importância de sermos uma benção para as pessoas que nos rodeiam, entre outros ilustres comentaristas que com certeza deixarão marcas em nós, através de temas sob inspiração Divina. PR. PEDRO DOS SANTOS DUTRA Presidente Assembeia de Deus Campo Bom/RS Coordenador da SEMADERS / SENAMI

ABRIL 2018

06


10

Abril / 2018

de que você tem medo? Uma sensação de alerta de extrema importância para a sobrevivênciadas espécies. Por Pr. Gilberto Rezende

09

resgate Em 1984 Ivar Vingren escreveu à Boas Novas o artigo de capa para a edição de março e abril

Índice

12

o perdão dos pecados Os passos necessários para ganhar o perdão. Por Pr. Paulo Locatelli

26

marcas positivas Ninguém pode te fazer infeliz, senão só tu mesmo. Por Psic. Marisa Lobo

14

17

19

20

22

28

ideologia de gênero Quais os verdadeiros propósitos da Ideologia de Gênero? Pr. Sandro Oliveira

o sangue poderoso de jesus O sangue todo poderoso de Jesus é o único agente capáz de remover o pecado. Pf. Ademar Lindner

31

a solução para a ansiedade A solução para a angústia e a ansiedade pode ser encontrada em jesus. Pr. Nereu Meneghetti

a retórica da mentira A arte que desde o inicio da criação separou e ainda separa os homens de Deus. Pr. Leonis Queirotti

apocalipse Capítulo III. Quais os sinais da segunda vinda de cristo. Pr. João Maria Hermel

Articulistas

Pr. Adalberto Dutra Pr. Daniel Fich Dr. Marcio Macedônio Pr. Olavo Feijó Dr. Fernando Lemos Pr. Julio Pacheco Lopes

convenção de pastores Registro sobre a 142 AGO de Bento Gonçalves. Equipe SEMADERS

violência doméstica Uma análise sobre a violência doméstica em contraste com a bíblia. Pf. Sandra Oliveira

Pr. Edegar Machado Pr. Ederson Nekel Pr. Olavo Feijó Pb. Raul Roncada Ev. Joel Vieira Lopes


Expediente

Presidente: Pastor Adalberto dos Santos Dutra 1º vice-presidente: Pastor João Oliveira de Souza 2º vice-presidente: Pastor Geraldino da Silva 1º secretário: Pastor Juvenal Baptista de Mattos 2º secretário: Pastor Carlos Diolei Azeredo 1º tesoureiro: Pastor Joel Michel da Silva 2º tesoureiro: Pastor Dari dos Santos Dutra

Secretário executivo: Pedro do Santos Dutra 2º secretário de missões: Davi dos Santos Paixão Secretário financeiro: Claudemir Garcia Secretário correspondente: Elísio Moraes Assessor de imprensa: Filipe Carvalho Assessor de redação: Flávio Mattos

Revista mensal evangélica, fundada em junho de 1956 pelo Reverendo Missionário Nils Taranger, para ser um órgão da (CIEPADERGS), sob a coordenação da Secretaria de Missões das Assembleias de Deus do Estado do Rio Grande do Sul (SEMADERS). Registrada de acordo com a lei, sob o número 2 de oficinas, impressoras, jornais e outros periódicos. Matérias, artigos, testemunhos e anúncios para publicação devem ser enviados à redação pelos seguintes endereços eletrônicos: revistaboasnovas.bn@gmail.com ou boasnovas@semaders.com.br. À redação não se responsabiliza pela revisão dos textos enviados, bem como suas fontes e se outorga a recusa de artigos considerados incompatíveis com os objetivos da publicação. O conteúdo dos artigos assinados ou espaços publicitários é de inteira responsabilidade de seus autores, cabendo a estes responder por qualquer implicação no que se refere a direitos autorais, cópias e outros. Tais publicações não representam necessariamente a opinião da diretoria ou da redação da revista. É proibida a reprodução total ou parcial do material editorial publicado, a não ser com autorização prévia e documentada. Fundador: Reverendo Pr. Missionário Nils Taranger Supervisor e jornalista responsável: Pr. Edegar de Souza Machado (MTB 3124) Editor: Pr. Pedro dos Santos Dutra Reportagens, redação e publicidade: SEMADERS Revisão textual: Calebe Sálvia Souza Direção de Testemunhos: Elíslei Santos Direção de Arte: Ricardo Peixoto (sygma.impressos@gmail.com) Diretor setor comercial: Pedro Pereira Chagas Diretora setor comunicação e mídia: Daniela Pereira Peixoto Diretor setor de recursos: Gilmar Blanco Martins www.semaders.com.br Tiragem: 20.000 exemplares Distribuição: SEMADERS Contatos: revistaboasnovas.bn@gmail.com boasnovas@semaders.com.br

ABRIL 2018

08


Resgate

Por que buscai o vivente entre os mortos? Em 1984 Ivar Vingren escreveu à Boas Novas o artigo de capa para a edição de março e abril

E

sta foi a pergunta que os anjos, à beira do sepulcro de Jesus, fizeram àquelas mulheres atemorizadas, que no dia da páscoa foram ver o lugar onde tinham posto o seu querido Mestre, depois de Ele ter sofrido todos os pavores e as dores da amarga e dolorosa morte no alto da cruz do Calvário. O temor, a incerteza e o desânimo lhes tinham fechado, os olhos de seu entendimento de tal modo, que tinham completamente esquecido a promessa que Jesus, antes da Sua morte lhes tinha dado, que ao terceiro dia após morto ressurgiria e venceria o poder dela. Ainda no caminho à sepultura falavam entre si mesmas, sobre quem haveria de revolver a pedra que estava sobre ela. Porém, ao chegar àquele lugar santo, foram tomadas de surpresa, pois acharam a pedra já removida, e em cima dela dois varões resplandecentes, dois seres sobrenaturais, os quais lhes fizeram a surpreendente pergunta: “Por que buscais o vivente entre os mortos?” Isto era um mistério, algo oculto para elas, que Jesus tinha ressuscitado de entre os mortos. No entanto, foi isso mesmo que tinha acontecido, para que as Escrituras Sagradas se cumprissem, como Jesus mesmo mais tarde disse aos discípulos reunidos: “São estas as palavras que vos disse estando ainda convosco: “que convinha que se cumprisse tudo o que de mim estava escrito... “Então abriu-lhes o entendimento para compreenderem as Escrituras. E disse-lhes “Assim está escrito e assim convinha que o Cristo padecesse e ao terceiro dia ressuscitasse dos mortos. E em seu nome se pregasse o arrependimento e a remissão dos pecados em todas as nações, começando por Jerusalém.” E este mesmo o nosso glorioso assunto. Somos apenas testemunhas, da ressurreição de Jesus Cristo e queremos proclamar a gloriosa verdade do Evangelho Santo da Palavra de Deus, que Jesus hoje não está mais morto,

mas vive eternamente. Quando o apóstolo São João na ilha de Patmos o contemplou face a face numa visão deslumbrante e maravilhosa, ele ouviu essas palavras de Jesus mesmo que disse: “Não temas eu sou o primeiro e o último, e o que vivo e fui morto, mas eis aqui estou vivo para todo o sempre. E tenho a chave da morte e do inferno.” Portanto anunciamos o Jesus vivo e Todo-Poderoso, o qual em todo o poder nos céus e na terra, para salvar perfeitamente todo aquele, que por meio d’Ele se chegar a Deus. Este é o brado vitorioso do verdadeiro crente em Cristo Jesus, que é o nosso Mestre, o nosso Salvador, e o nosso Intercessor para com o Pai, Jesus vivo para todo sempre. Ele ouve nossas orações quando lhe pedimos alguma coisa. Ele perdoa todos nossos pecados se os confessamos e abandonamos, hoje Ele se compadece de todos os pecadores, pois deu a Sua vida para salvar e libertar o homem perdido, e prepara-lhe uma morada eterna nas mansões celestiais, já pronta para aquele que deixando o mundo e a vida pecaminosa se entregar de todo o coração em Suas mãos. Não é preciso carregar um Jesus morto pelas ruas, Ele está sempre vivo. Nem é necessário carrega-lo, pois Ele nos carrega a nós com Suas mãos fortes e poderosas. Ele deu a seguinte promessa a seus discípulos: “Eis que estou convosco todos os dias até a consumação dos séculos.” Meu prezado amigo, se creres de todo o coração neste Cristo vivo, se invocares o Seu nome, se O aceitares como teu salvador, então Ele se tornará a maior realidade de tua vida. Estará contigo cada dia para te ajudar nas lutas e tribulações. Necessitas o Cristo

vivo, não morto, mas vivo! Não O procure mais entre os mortos, como fizeram aquelas pobres mulheres na longínqua Palestina. Procure-O entre os vivos, pois há milhares de pessoas que hoje dão graças a Deus, por terem se encontrado com o Jesus vivo, que os salvou, que os libertou dos vícios, dos pecados e das maldições deste mundo, transformando as

suas vidas e lhes dando esperança tanto para o presente tanto para o porvir. Procure a Jesus, hoje, agora mesmo, pois a Palavra de Deus diz: “Quem invocar o Seu nome será salvo.” A grande diferença entre o verdadeiro cristianismo e as outras religiões do mundo é que seus fundamentadores estão todos mortos e sepultados e cada ano milhares e milhares de peregrinos se dirigem para esses fúnebres lugares com a esperança que receberão alguma bênção, que sempre buscam em vão. Porém o fundador do Cristianismo, Jesus Cristo, está vivo, sentado à destra de Deus, intercedendo por nós, pronto para nos ajudar em todas circunstâncias da vida. Este mesmo Jesus vivo, voltará para a Terra brevemente, para tomar vingança de todos aqueles que não crêem em Seu nome e para se mostrar maravilhoso em todos que O aceitaram, para os levar às moradas celestiais. ABRIL 2018

09


Artigo

MEDO? pr. gilberto rezende

Presidente Assembléia de Deus São Bernardo do Campo / SP Conferencista

Do que você tem medo? Pois disse o Senhor! Não temas pois estou contigo!

M

edo é um estado emocional que surge em resposta a consciência perante uma situação de eventual perigo. A ideia de que algo ou alguma coisa possa ameaçar a segurança ou a vida de alguém, faz com que o cérebro ative, involuntariamente, uma série de compostos químicos que provocam reações que caracterizam o medo. O aumento do batimento cardíaco, a aceleração da respiração e a contração muscular são algumas das características físicas desencadeadas pelo medo. ABRIL 2018

10

O medo é uma sensação de alerta de extrema importância para a sobrevivência das espécies, principalmente para o ser humano. Inconscientemente, as características físicas reproduzidas pelo sentimento de medo, preparam o corpo para duas prováveis

O medo é uma sensação de alerta de extrema importância para a sobrevivência das espécies

reações naturais: o confronto ou a fuga. Normalmente, para surgir o medo, é necessário a presença de um estímulo que provoque ansiedade e insegurança no indivíduo. Porém, em determinadas situações, o medo pode se desencadear apenas a partir da ideia em relação a algo que seja desagradável. Nos seres humanos o medo também pode ser provocado por razões sem fundamento ou lógica racional, quando estão baseados em crenças populares ou lendas. O medo de fantasmas


é um exemplo. Existem diferentes tipos e níveis de medo, que pode ir desde uma ligeira ansiedade ou desconforto até o pavor total. As respostas do organismo, também se apresentam de diferentes modos, de acordo com a intensidade do medo. Quando o medo passa a ser patológico, ou seja, quando afeta profundamente um indivíduo no âmbito físico, psicológico e social, os psicólogos podem diagnosticar a pessoa como portadora de uma fobia. As pessoas podem desenvolver fobias por várias coisas, como: medo de palhaços (coulrofobia), medo de gatos (elurofobia), medo de tomar banho (ablutofobia), medo de altura (acrofobia), medo de não ter fobias (afobias), medo de ser tocado e etc. No sentido mais usual, a palavra medo pode simplesmente caracterizar, aquelas pessoas que sentem receio de tomar certas decisões, ou até mes-

véssemos uma noção do amanhã. Se eu pudesse listar alguns outros medos, tenho certeza que não faltaria opções, medo de não ser aceito, medo de não construir uma família, medo de ficar sozinho, medo de não ser amado(a) medo de morrer, medo do envelhecimento, medo de enfermidades, medo da violência urbana, medo da instabilidade política e etc. Mas imagine que você pudesse viver com uma grande margem de segurança. Você certamente me perguntaria: Isso é possível? Vamos analisar esta afirmação a luz das escrituras. Existem alguns personagens bíblicos, que em momentos de grandes decisões, ouviram uma frase da parte do Senhor Deus! Não temas eu estou contigo! Ah! que palavras reconfortantes... Dentre alguns exemplos que poderíamos usar, vamos ficar com o exemplo de Josué. (Js 1.9 ) Não temas

Terceiro: Esquecemos o nosso plano sensacional de vida e pedimos para Deus, manifestar o seu plano para as nossas vidas. É provável que o medo e a insegurança, nunca sejam totalmente erradicados de nossas vidas, mas quando vivemos a vontade de Deus as chances de acertamos serão infinitamente maiores. Se imagine vivendo diariamente com as palavras do Eterno ecoando em sua alma! “Não temas eu estou contigo. ” Meu anseio é que você permita que Jesus seja o Senhor da sua vida, e de seu coração para que nas incertezas ou nos momentos de grandes decisões, mesmo no sofrimento ou completo desespero a meiga voz do Espírito Santo fale em seu coração dizendo: Não temas... Até um próximo artigo. Nos laços do Calvário Pastor Gilberto Rezende

As pessoas podem desenvolver fobias por várias coisas, como: medo de palhaços (coulrofobia), medo de gatos (elurofobia), medo de tomar banho (ablutofobia), medo de altura (acrofobia), medo de não ter fobias (afobias), medo de ser tocado e etc. mo faz com que o indivíduo se sinta totalmente inseguro, mesmo durante a execução de um plano. Nesse sentido o medo pode ser paralisante! Vejamos alguns exemplos: Você tem medo do que? Algumas pessoas têm medo do fracasso. Na vida precisamos fazer escolhas diariamente, depois da infância até a morte de um indivíduo, ele terá que tomar decisões e fazer escolhas todos os dias. Nem sempre fazemos escolhas acertadas, e precisamos conviver com o resultado de nossas escolhas. Talvez seja por isso que as pessoas sentem tanto medo de fracassar como: chefe de família, como cônjuge, como empreendedor, como profissional. É assustador observar como a sociedade moderna produz fracassados! Algumas pessoas sentem medo do futuro, honestamente lidar com o inesperado é uma situação bem desconfortável! Como seria bacana se ti-

(...) Esse homem recebe a difícil tarefa de ser o substituto do grande líder Moisés, não obstante, ele está diante de uma grande multidão, da qual ele se tornaria o líder, isso exigiria dele, constantes tomadas de decisões, e só poderia dar certo se ele se tornasse dependente de Deus. Ora, guardadas as devidas proporções somos Josués(...) É claro que não é no sentido de liderança do povo de Deus como foi o nobre líder, mas porque também temos importantes decisões que devemos toma-las dia a dia, daí nesse sentido, vencer ou perder é uma questão de escolha. Deixa eu te ajudar com um pensamento. No relacionamento com Deus, podemos agir de três formas. Primeiro: Criamos um plano sensacional de vida, e depois torcemos bastante para dar certo. Segundo: Criamos um plano sensacional de vida e depois convidamos Deus para fazer parte! ABRIL 2018

11


Artigo Pr. Paulo Locatelli

Vice-Presidente Assembleia de Deus Campo Bom / RS Conferencista e Bacharel em Teologia

O perdão dos pecados Deus perdoa, mas é preciso dar os passos necessários para ganhar o perdão

"Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus;" Romanos 3:23

Q

uem nunca pecou? Quando uma mulher foi apanhada em um ato de adultério, foi levada a Jesus e depois de acusarem a mulher Jesus tomou a palavra e disse “Aquele que estiver sem pecado atire a primeira pedra.” João 8;7 Quem pode perdoar meus pecados? Jesus Cristo é o único que tem poder para perdoar os pecados. Nenhum outro ser humano desde Adão até nossos dias tem o poder para isto, pois “...todos pecaram”. Como posso receber o perdão dos pecados? O perdão dos pecados é uma prerrogativa divina. Um perdão ABRIL 2018

12

pleno, gratuito e eterno é oferecido a todos quantos se arrependem e creem no evangelho, contanto que disso resulta uma verdadeira mudança na vida e na alma, e não apenas uma profissão de fé. Você quer ter seus pecados perdoados? Você tem sentido o peso da culpa que simplesmente não desaparece? Perdão de seus pecados é disponível a você se apenas colocar sua fé em Jesus Cristo como seu Salvador. Efésios 1:7 diz: “No qual temos a

Será que Deus me perdoa? redenção, pelo seu sangue, a remissão dos pecados, segundo a riqueza da sua graça.” Jesus pagou nossa dívida por nós para que pudéssemos ser perdoados — e Ele te perdoará! João 3:16-17

contém está maravilhosa mensagem: “Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porquanto Deus enviou o Seu Filho ao mundo, não para que julgasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por Ele.” Será que Deus me perdoa? Sim, Deus vai perdoar seus erros se você der os passos necessários para ganhar o perdão. A Bíblia diz que Deus está “sempre pronto a perdoar” e que ele “perdoará amplamente”. (Neemias 9:17; Salmo 86:5; Isaías 55:7) Quando Deus nos perdoa, nossos pecados são “apagados”, ou seja, ele nos perdoa completamente. (Atos 3:19) Além disso, Deus nos perdoa de modo permanente. Ele diz: “Não me lembrarei mais do seu pecado.” (Jeremias 31:34) Assim, Deus não fica repisando nossos erros para nos acusar ou nos punir vez após vez.


Pastor

Edegar

PR. EDEGAR DE SOUZA MACHADO

Machado

Presidente Assembleia de Deus Canoas/RS e Presidente de Honra da CIEPADERGS Jornalista Supervisor Revista Boas Novas

As duas faces da nuvem

N

ão creais amigo ignoto, em nuvens totalmente escuras. Por mais sinistras que pareçam, aqui em baixo não deixam de ser luminosas, vistas lá de cima. É questão de perspectiva. Quando um dia subireis a estratosfera, verás que até o mais espesso negror se dilui em luminosa alvura. Não creais em vida perdida. Não fales em derrota completa. A vida é tão vasta, sublime e profunda que nenhuma desgraça a pode inutilizar por completo. Se a ignorância ou a perversidade dos homens te fechar uma porta, abre outra. Se a perfídia dos inimigos ou traição dos “amigos” demolirem os palácios da tua opulência, levanta modesta choupana à beira da estrada. Ninguém pode te fazer infeliz, se não só tu mesmo. Tu és que tens nas mãos as chaves da felicidade. “O Reino de Deus está dentro de ti...” A felicidade não está na periferia da tua vida, está no centro do teu ser. Deus te criou para a felicidade e quem pode frustrar os planos do onipotente? Se a tua vida não é um dia cheio de sol, por que não poderia ser noite iluminada de estrelas? Diga como Maria, Pedro, Paulo e milhares de outras criaturas nesta Terra: “EU CREIO EM TI, SENHOR!”

EU CREIO EM TI SENHOR

“Em verdade, em verdade vos asseguro que aquele que crê em mim

fará também as obras que Eu faço e outras maiores fará, pois eu vou para o meu Pai.”

(João 14:12)

ABRIL 2018

13


Artigo

IDEOLOGIA DE GÊNERO QUAIS OS SEUS PROPÓSITOS?

"Tu criaste o íntimo do meu ser e me teceste no ventre de minha mãe" (Sl 139.13) "Criou Deus o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou; MACHO E FÊMEA os criou" (Gn 1.27) Pr. sandro r. s. oliveira

3 Vice Presidente Assembléia de Deus Capão da Canoa / RS Especialista em Gestão de Pessoas Especialista em Docência no Ensino Superior Pós-graduado em Teologia Pós-graduado em Psicopedagogia Supervisor Penitenciário

ABRIL 2018

14

A

ideologia de gênero apregoa que os gêneros — masculino e feminino — são construções histórico-culturais impostas pela sociedade. Uma pessoa pode, biologicamente, nascer mulher, mas ela pode se transformar em homem, ou se sentir homem, ou se considerar homem genericamente, a partir das ideias ou dos relacionamentos da construção social. Esse movimento é apoiado pelo discurso dos "direitos sexuais", da "tolerância" e da "misericórdia". Embasando-se em ações consideradas politicamente corretas, faz com que muitos sejam levados a tê-la como algo inofensivo e/ou um grande progresso para a civilização. Precisamos entender que a ideologia de gênero é uma grande peça publicitária com propósitos além daquilo que se mostra. Ela se apresenta de forma “inocente, vitimada e defensora dos chamados excluídos sociais”. No entanto sua finalidade é desestruturar a família, afrontar a vontade e criação de Deus (sexo masculino e feminino), apoiar e moralizar práticas sexuais abomináveis e desenfreadas, e por fim, atacar toda a sorte de princípios morais deixados por Deus nas Escrituras Sagradas. O termo ideologia em sua amplitude significa qualquer conjunto de ideias que se propõe a orientar o comportamento, a maneira de pensar e de agir das pessoas, seja individual, ou socialmente. A ideologia se apresenta como o que seria ideal para um determinado grupo. Já a terminologia gênero, se refere tradicionalmente como


sinônimo de sexo, ou seja, identidade feminina ou masculina, por exemplo: “uma cadeira” (feminino) ou “os óculos” (masculino). O termo ideologia de gênero na forma como vem sendo aplicado leva a um efeito tragicômico, pois, se inicia com o fato de que não há centro de pesquisa algum no mundo, em Ciências Humanas e Sociais, que com seriedade reconheça tal terminologia (“ideologia de gênero”) como nome de uma disciplina ou indicativa de um campo de estudos, o que leva a uma total falta de credibilidade em termos científicos. Remontando a história, podemos entender que o Marxismo e o Feminismo levaram à criação da Ideologia de Gênero, a qual relativiza os conceitos de masculino e feminino, nesse conceito a ideologia deixa de ser apenas "o conhecimento das ideias" e passa a ser um "instrumento" que assegura o domínio de uma classe sobre outra. Um dos grandes momentos de incentivo a esse movimento foi na década de 50, quando nas universidades foram realizados os primeiros experimentos de cirurgia de mudança de sexo. Na década de 70, mesmo diante de resultados nada positivo nos aspectos, físicos, biológicos, sociais e psicológicos das pessoas que foram realizados os experimentos, três pesquisadores resolveram levar a diante tal projeto, o Dr. Alfred Kinsey, o Dr. Harry Benjamin e o psicólogo John Money. O currículo dos três era nada honroso: - Dr. Alfred Kinsey, um biólogo e sexólogo cujo legado dura ainda hoje, acreditava que todos os atos sexuais eram legítimos — incluindo pedofilia, bestialidades, sadomasoquismo, incesto, adultério, prostituição e orgias. A fim de obter dados para suas pesquisas, Kinsey autorizou experimentos horríveis em bebês e crianças. Seu intuito principal era justificar a opinião que, crianças de qualquer idade teriam prazer com o sexo — ele chegou a advogar a normalização normatização da pedofilia. - Dr. Kinsey e Benjamim foram os primeiros médicos a realizarem cirurgia para transformar o corpo de um

homossexual em um transexual, e Benjamin passou a ser o principal pesquisador nesta área. - Psicólogo John Money convenceu os pais de um menino que estava com infecção em decorrência de uma circuncisão malfeita, que o melhor caminho para assegurar a felicidade de David era mudar cirurgicamente sua genitália de masculino para feminino e educá-lo como uma garota. Money assegurou aos pais, que Brenda (nome feminino dado a David) se adaptaria a ser uma menina, e que ela nunca saberia a diferença. Na verdade, a adaptação de David Reimer para ser uma garota foi completamente diferente do que foi proposto. O irmão gêmeo de David sempre ia junto ao consultório do Dr. a fim de fazer comparações. Em um dado momento, ambos se recusaram em dar prosse-

Como cristão, devemos sempre primar pela família e os princípios morais registrados na palavra de Deus guimento nas consultas. No ano 2.000, aos 35 anos, David e seu irmão gêmeo finalmente expuseram os abusos sexuais aos quais o Dr. Money os havia imposto na privacidade de seu escritório. Os rapazes contaram como Dr. Money tirava foto deles nus, quando tinham apenas sete anos de idade. O pedófilo doutor, também os forçou a terem relações sexuais incestuosas um com o outro. As consequências dos abusos de Money foram trágicas para os dois garotos. Em 2003, o irmão gêmeo de David, Brian, morreu de overdose. Pouco tempo depois, David também cometeu suicídio. Money, por sua vez, foi finalmente exposto como um far-

sante. Fatos como esse comprovam os resultados negativos da ideologia de gênero, que vem de maneira estratégica e silenciosa se infiltrando em muitos ramos da sociedade e principalmente através de políticas públicas de incentivo. É uma forma sútil de desconstrução da família e também de implantação de sexualidade desenfreada, que, se continuar evoluindo, caminharemos para a legalização de práticas consideradas abomináveis, como por exemplo: sexo com crianças, sexo com animais, incesto, etc. Como cristão, devemos sempre primar pela família e os princípios morais registrados na Palavra de Deus, combatendo toda a forma de afronta contra Deus. Não podemos alterar a verdade bíblica para acomodar a ideologia de gênero, pois a cultura humana permanece sob o julgamento de Deus. Defender sempre o casamento monogâmico e heterossexual, lembrando que a diferença dos sexos visa à complementaridade mútua na união conjugal. Dar prioridade para a educação e orientação sexual dos filhos na admoestação do Senhor, promovendo o diálogo e o amor mútuo no lar. Sigamos, pois, com respeito às pessoas que tem preferências sexuais fora desses parâmetros, não as discriminando, mas amando suas almas e apresentado Jesus Cristo a elas sem titubear no posicionamento da distinção entre homem e mulher e na coibição da dita “ideologia de gênero. ” Deus abençoe a todos os queridos leitores! Leia a pratique a Bíblia!


pr. leonis querotti

Assembleia de Deus Distrito Petrópolis Porto Alegre / RS

A retórica da mentira A arte que desde o início da criação separou e ainda separa os homens de Deus

H

oje escrevemos sobre algo nefasto que se tornou sistemático em todas as classes sociais do Brasil, a mentira ou melhor a retórica da mentira. Ela é a arte que desde o início da criação separou e ainda separa os homens de Deus. Contam que Demóstenes era inicialmente gago. Para vencer essa deficiência entre outras coisas usou o artifício de ficar horas na praia falando em voz alta com pedrinhas na boca até que se livrasse da gaguez. Acabou por tornar-se o maior orador da Grécia Antiga. Demóstenes aprendeu a retórica, a arte da palavra, de transmitir ideias com convicção, a arte de usar uma linguagem para comunicar de forma eficaz e persuasiva. Conceituando que a mentira é o antônimo da verdade, negar o conhecimento sobre algo que é verdadeiro e enganar a outros faz nossa mente transportar-se para o Éden o Jardim de Deus, palco da astúcia e da retórica de Satanás, o pai da mentira. Assim está escrito: Ora, o Senhor Deus tinha plantado um jardim no Éden, para os lados do leste; e ali colocou o homem e a mulher, tendo então ordenado: “coma livremente de qualquer árvore do jardim, mas não coma da árvore do conhecimento do bem e do mal, porque no dia em que dela comer, certamente você morrerá”. Gn 2 16-17

A serpente era o mais astuto de todos os animais selvagens que o Senhor Deus tinha feito. E ela perguntou à mulher: "Foi isto mesmo que Deus disse: ‘Não comam de nenhum fruto das árvores do jardim’? " Respondeu a mulher à serpente: "Podemos comer do fruto das árvores do jardim, mas Deus dis-

se: "Não comam do fruto da árvore que está no meio do jardim, nem toquem nele; do contrário vocês morrerão" Disse a serpentea mulher: "Certamente não morrerão!" Deus sabe que no dia em que dele comerem, seus olhos se abrirão, e vocês serão como Deus. Gn 3

A retórica da mentira de Satanás encantou e enganou os habitantes do Éden O pecado entrou na humanidade, levando o homem a errar o alvo que é Deus, afastando-os e inculcando em suas mentes que seriam iguais a Deus. Hoje vivemos na pós-modernidade, a era das incertezas, onde todas as coisas tornaram-se relativas, não existindo para a sociedade uma verdade absoluta. A Palavra de Deus foi transformada pelos homens em mentira e ao recusar, dando ouvidos a verdade que é Jesus Cristo entregaram-se as fabulas. Desde o Éden a mentira foi proferida por Satanás provocando a separação de Deus. A arte do encantamento e a fascinação das palavras ouvidas no jardim levaram homens e mulheres a trilhar caminhos tortuosos resultando a morte moral, espiritual e pôr fim a morte eterna. No Éden ele mentiu dizendo que o homem seria igual a Deus. Friedrich Nietsche nascido de uma família luterana - seus pais eram pastores protestantes - no século XIX filosofou sobre a morte de Deus dando continuidade a operação do erro. Hoje o humanismo moderno colocou o homem como obje-

to de adoração. A pós modernidade e a secularização da atualidade tem gerado uma nova espécie histórica: “o ser humano moderno acredita poder se virar muito bem sem religião tanto na vida privada como na vida em sociedade. Acreditam piamente em a mentira de poder viver sem Deus. Jesus disse: sem mim nada podeis fazer. Deus é o Criador. Fomos criados a sua imagem e sua semelhança. Criados para louvor da sua glória. Dependemos daquele que nos criou. Não existe vida espiritual sem Deus. O pecado nos separa de Deus. A sociedade no mundo globalizado está infestada de mentiras- fake news-, milhares e milhares de pessoas vivem solitários com seus smartphones, comunicando-se virtualmente com seus amigos e seguidores, esquecendo que duas coisas são reais na vida. O nascer e o morrer. Vivendo como se Deus não existisse, a alma do homem tem sede de Deus. A retórica da mentira exposta astutamente ao homem/mulher no livro do Genesis tem destruído, roubado e matado muitas vidas que não tem conhecimento e vivem tateando a procura de Deus. Mas temos uma boa notícia. A verdade da palavra de Deus, a verdade que Deus enviou Jesus Cristo ao mundo para perdoar os teus pecados e morrer numa cruz para te salvar. A verdade é que Ele ressuscitou ao terceiro dia e intercede por nós na presença de Deus Nesse momento em que você lê esse artigo, eu te convido a receber Jesus Cristo o Filho de Deus como Senhor e Salvador da tua vida. E então deixarás a mentira para viver na Verdade e passarás da morte para a vida. ABRIL 2018

17


Notícia

CIEPADERGS

Convenção de Pastores Assembleia de Deus realiza 142 AGO E Bento Gonçalves recebeu o evento que reuniu pastores de todo o estado do Rio Grande do Sul

ntre os dias 27 a 29 de março de 2018, aconteceu em Bento Gonçalves/RS a 142º. AGO da Ciepadergs. Assembleia Geral e Ordinária da Convenção das Igrejas e Pastores das Assembleias de Deus no Estado do Rio Grande do Sul. Os trabalhos foram conduzidos pelo pastor Adalberto Dos Santos Dutra, presidente da Ciepadergs. O Evento contou com mais de 500 inscritos que participaram das plenárias da convenção. Durante a convenção o pastor Adalberto recebeu homenagem de diversas alteridades que participaram do evento em Bento Gonçalves/RS. Em entrevista o pastor Adalberto mencionou a organização desta edição e a frequência dos convencionais nas plenárias. Também foram apresentados ao plenário convencional 13 pastores que serão empossados como presidente em diversas cidades do nosso estado. Também foi criada uma comissão com diversos pastores para a reforma do estatuto da convenção, além de relatórios dos diversos conselhos e secretarias foi formado mais um conselho para tratar de previdência privada. A convenção encerrou com a parti-

cipação da UNEPADERGS, União das Esposas de pastores da Assembleia de Deus do Estado do Rio Grande do Sul que cantaram louvores a Deus.

SENAMI Secretário nacional de missões esteve presente no evento

O

secretário executivo da Senami, pastor Saulo Gregório, junto com o pastor Edgar Amorim, diretor de planejamento, estiveram presentes representando o pastor José Wellington Costa Junior, presidente da CGADB, e na oportunidade apresentaram um relatório sobre a obra missionária em todo Brasil. O Pastor Pedro Dutra foi apresentado oficialmente como coordenador do Senami, assim como, alguns membros da convenção foram condecorados pelos relevantes trabalhos prestados na obra missionária, entre eles: pastor Adalberto Dutra, presidente da Convenção, e demais membros da mesa diretora: pastor Edgar Machado, presidente de honra; pastor João de Oliveira, 1º vice-presidente; pastor Eliezer Morais; e pastor Pedro Dutra, coordenador Senami.

Fontes: CPAD NEWS CIEPADERGS

O Pastor Eliezer Morais, presidente da AD em Bento Gonçalves expressou sua alegria em receber pela primeira vez em sua cidade a Assembleia Geral da CIEPADERGS.

Ser anfitrião da liderança da IEADRS é motivo de bênção “Ser anfitrião da liderança da Igreja Evangélica Assembleia de Deus do Estado do Rio Grande do Sul é motivo de bênção, pois através da presença de cada servo de Deus em nossa cidade, estou certo de estar hospedando homens e mulheres cheios do Espírito Santo, que estarão tratando de assuntos relevantes para o engrandecimento do Reino de Deus”.

Pr. Saulo Gregório, Presidente do SENAMI esteve presente no evento

ABRIL 2018

19


O sangue

Pb. Ademar Lindner

Assembleia de Deus Viamão / RS Bacharel em História e Teologia

Todo Poderoso de Jesus O sangue de Jesus é o único agente capaz de remover o pecado

A

lgumas datas especiais evocam acontecimentos marcantes no ministério de Jesus. E a chamada Semana Santa é uma delas. Nos dias que precedem a Páscoa, em que se comemora a ressurreição de Jesus, o pensamento da maioria dos cristãos se voltam ao Calvário, onde Cristo derramou sangue inocente e entregou seu Espírito ao Pai. Foi ali que Deus, por seu infinito amor e graça, cumpriu em Si mesmo a sentença de morte a que a humanidade estava condenada por causa do pecado e, satisfeita a justiça divina, em Cristo reconciliou consigo mesmo o ser humano. Agora quando alguém ouve a Palavra de Deus, o Espírito Santo o convence do pecado, da justiça e do juízo (João 16.8). Caso a pessoa se arrependa e aceite o Senhor Jesus como seu Salvador, então o Espírito Santo coloca nela uma nova natureza, a natureza divina. A este processo chama-se regeneração ou novo nascimento, pois a partir daquele momento, ela passa a ser uma nova criatura, vivendo uma nova vida com Cristo. Todavia o Espírito Santo não age sem que antes seja removido o pecado. A função purificadora do sangue Uma das funções do sangue é retirar do corpo humano tudo o que não serve. O que é verdade no sentido natural também o é no sentido espiritual. O único agente que pode remover ABRIL 2018

20

o pecado é o sangue de Jesus! Todo o fundamento da salvação está assegurado no sangue. A Bíblia declara que: • sem derramamento de sangue não há remissão (Hebreus 9.22): • somos redimidos e justificados pelo por intermédio de Cristo, em quem temos a redenção pelo seu sangue, (Efésios 1.7); • que não foi com prata ou ouro que fomos resgatados, mas com precioso sangue, (I Pedro 1.19); • que justificados pelo sangue, seremos salvos da ira (Romanos 5.9). E esta ação do sangue de Jesus começa pela purificação da consciência da pessoa que se arrepende (Hebreus 9.14). O sangue de Cristo remove todo pecado.

Tudo o que se relaciona ao pecado, à culpa, à morte e ao juízo é removido pelo agir do sangue de Jesus na nossa vida Por isso a Bíblia aponta a solução para a humanidade perdida: Eis aí o Cordeiro de Deus que remove o pecado do mundo! (João 1.29). O sangue de Jesus nos limpa e nos faz voltar em

comunhão com Deus. Nos Antigo Testamento nada ou ninguém podia funcionar sem que antes cada parte: o altar, a pia, a mesa, as cortinas, o candelabro, a arca, o propiciatório, os vasos, os instrumentos, o ouvido do sacerdote, o seu polegar e o dedo do pé fossem aspergidos com sangue. Na Nova Aliança não é diferente, pois a Bíblia assim afirma: não sem sangue (Hebreus 9.7). Não há, portanto, outra maneira de chegar à presença de Deus a não ser pelo sangue de Jesus Cristo. Após o sangue de Jesus ter purificado a nossa consciência, então o Espírito Santo vem habitar em nós. Passamos a ser o templo do Espírito Santo, santuário onde Deus habita. Não sabeis vós que sois santuário de Deus, e que o Espírito de Deus habita em vós? (I Coríntios 3.16). Conclusão Nenhum pecado é maior do que o sangue todo poderoso do Cordeiro de Deus. E não há pecado que – havendo arrependimento – não possa ser perdoado. Quando o Espírito Santo nos convence de pecado, não importa que tipo de pecado seja, a única atitude que temos a tomar é crer que o sangue de Jesus removerá aquele pecado de nós. Corra para os braços de Jesus agora.


Kids

Autor: Vanda Berger Adaptação: Cantinho das Histórias Bíblicas

A nuvenzinha preta

E

ra uma vez uma Nuvenzinha muito malvada. Ela era a nuvenzinha mais suja do céu de tanto pecado que tinha dentro dela. A nuvenzinha vivia fazendo coisas ruins, soltando raios para todos os lados e assustando as pessoas com seus trovões. Quando uma nuvenzinha ficava no seu caminho, ela dava um empurrão tão forte que a nuvenzinha voava longe. As pessoas lá em baixo já ficavam com medo só de ver a nuvenzinha preta lá longe no céu, porque sabiam que ela era muito perigosa, então todos corriam e se escondiam dela. Um dia, uma nuvem maior que estava passando no céu perguntou: - Nuvenzinha, por que você é tão má? E a nuvenzinha preta disse: - Que te importa? Cuide da sua vida! - Credo, além de malvada você também é muito mal-educada...– disse a nuvem com surpresa – Que coisa feia ficar respondendo assim... A nuvenzinha preta fez uma careta e nem se importou. Você sabia que quem faz coisas ruins porque não tem Jesus no coração não pode entrar no céu? – Falou a nuvem maior. - Ah, que ideia! Eu já estou no céu, não está vendo? – Respondeu desaforada. - Não este céu, mas o céu dos

céus, a casa de Deus! A nuvenzinha preta ficou curiosa e a nuvem maior continuou: - Deus nos ama muito, foi Ele quem nos criou. Ele nos ama tanto que fez um lugar especial para nós lá no céu. Lá é muito lindo, não tem tristeza, nem maldade, quem tem pecado não pode entrar lá. - O que é pecado? – Perguntou a nuvenzinha curiosa. - Pecado são as coisas que fazemos que deixam Deus triste, como mentir, falar palavrão, responder mal, desobedecer, brigar, bater, etc... Quem faz essas coisas tem o coração sujo de pecado e desta forma não pode entrar no céu e morar lá com Deus! - Ai, e agora? Meu coração está sujo! Eu não vou poder ir morar no Céu com Deus... – respondeu a nuvenzinha aflita. - Não se preocupe tanto – disse a nuvem maior, tranquilizando a nuvenzinha – Deus nos ama tanto que deu seu único filho para morrer numa cruz e sofrer muito em nosso lugar. Jesus derramou todo seu sangue para lavar nossos pecados. Mas Ele ressuscitou e se você

quiser, pode pedir para Ele entrar no seu coração e deixar ele limpinho, pronto para entrar no Céu! - Ufa, que bom! E como faço isso? - Aliviou-se a nuvenzinha. - É só repetir assim comigo: “Senhor Deus, eu sei que fiz coisas ruins que não te agradam e meu coração ficou sujo de pecado, mas eu estou muito arrependida e quero te pedir perdão. Por favor Senhor Jesus, só o Senhor pode me perdoar e limpar meu coração outra vez. Entre em minha vida e faça em mim sua nova casa, eu te aceito e deixo que guie a minha vida para que eu nunca faça coisas ruins de novo. Te agradeço muito. Amém!” A nuvenzinha preta repetiu toda a oração. Ela chorou tão arrependida que o pecado dentro dela foi escorrendo... Escorrendo... Escorrendo... Até deixar ela toda branquinha de novo. E desde então, a nuvenzinha se tornou uma nuvenzinha boa. Ela fez sombra para os trabalhadores no campo, regou as árvores do bosque e refrescou as crianças no parque com sua garoa. Quando, sem querer, trombava com outra nuvenzinha, ela pedia desculpas e dava passagem. As pessoas não tinham mais medo dela e Deus ficou muito feliz com a nova nuvenzinha!


apocalipse

joão maria hermel

Presidente Assembleia de Deus Passo Fundo / RS Teólogo

Escatologia - A doutrina das últimas coisas e os sinais da segunda vinda de Cristo

CAPÍTULO III QUAIS OS SINAIS DA VOLTA DE JESUS? Vamos apresentar resumidamente alguns sinais na ordem que segue: 1º SINAL ENGANAÇÃO SEM PRECEDENTES

2º SINAL GUERRAS E RUMORES DE GUERRAS

Continuando a mencionar aos seus discípulos os sinais que indicariam a Neste capítulo, faremos uma análise à iminência da Sua volta, o Senhor Jesus luz da Bíblia Sagrada, dos sinais que fala sobre as guerras e os rumores de antecedem a Segunda Vinda de Nosso guerra. Vejamos Mt 24.6-8, que diz asSenhor Jesus Cristo, comparando es- sim: E ouvireis de guerras e de rumotes sinais com a realidade da humani- res de guerras; olhai não vos assusteis, dade na geração em que vivemos. No porque é mister que isso tudo acontelivro de Mateus, no capítulo 24, versos ça, mas ainda não é o fim. Porquanto 3 a 5, temos as perguntas dos discípu- se levantará nação contra na-ção, e reino contra reino, e haverá fomes, e los e as respostas de Jesus: E, estando assentado no monte das pestes, e terremotos, em vários lugaOliveiras, chegaram-se a ele os seus res. discípulos, em particular, dizendo: É interessante observar, que guerras Dize-nos quando serão essas coisas, e sempre existiram na história da huque sinal haverá da tua vinda e do fim -manidade, mas, que no último sécudo mundo? E Jesus, respondendo, dis- lo, morreram mais pessoas nas guerras se-lhes: Acautelai-vos, que ninguém (direta e indiretamente), que nos 1900 anos anteriores. vos engane; PorNão obstante, Porquanto se levantará que muitos virão com o advento em meu nação contra nação, da globalização nome, dizendo: e reino contra reino, e haverá e com a evoluEu sou o Cristo; e enganarão a mui- fomes, e pestes, e terremotos, ção da mídia, os conflitos regioem vários lugares tos. nais passaram a Nesta passagem, o Senhor Jesus responde os seus discí- ter visibilidade mundial, e com isso, passou a cumprir-se de forma efetiva pulos mencionan-do não somente um sinal, como eles pe- o 2º sinal da volta de Cristo, qual seja diram, mas lista uma série de sinais a rápida dispersação das informações que antecederia a sua vinda, e o pri- sobre as guerras, e também os boatos meiro sinal é o da enganação sem pre- sobre as possíveis guerras. Notemos que Jesus fala sobre o conflice-dentes. ABRIL 2018

22

to entre nações e entre reinos, o qual nos leva a concluir que nações representam os diferentes povos e os reinos são os governantes destes povos. Temos observado com uma fre-quência assustadora e cada vez maior estes conflitos preditos pelo Mestre, sejam povos, como indianos e paquistaneses ou israelenses e árabes, sejam governos, como os dos Estados Unidos e China. Por fim, Jesus, demonstran-do seu amor e seu cuidado, diz para nós não nos assustamos e apenas de-positamos nele a nossa confiança, pois estas coisas são apenas o princípio de dores, ou seja, o começo dos sinais que indicam sobre a brevidade de sua volta. 3º SINAL FOME INTENSA EM VÁRIOS LUGARES DO MUNDO Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra rei-no, e haverá fomes, e pestes, e terremotos, em vários lugares. É bem verdade que as guerras e as fomes têm acompanhado a humani-dade por muito tempo. Mas, Jesus, ao mencionar aos Seus discípulos os si-nais que indicariam a proximidade da sua vinda, estava indicando que estes sinais aconteceriam de forma mais intensa, e também seriam mais ampla-mente espalhados pelo mundo. Se observarmos a parábola da figueira, quando Jesus menciona o período


de uma geração bíblica: "Em verdade vos digo que não passará esta gera-ção sem que todas estas coisas aconteçam.", e ainda, em Salmos 90.10 "A duração da nossa vida é de setenta anos...", podemos ver que a geração que viu a figueira renascer (Israel foi criado em 1948), presenciou um au-mento dramático em intensidade e tamanho dos sinais que indicam a pro-ximidade da Vinda de Cristo. Estes sinais estão intrinsicamente relacionados, pois guerras trazem consi-go crises financeiras, e estas a fome. Podemos presenciar a situação crítica em que milhares de pessoas no mundo não possuem sequer o básico para alimentar-se, seja no Brasil (desigualdades sociais), seja na África (guerras e secas), na Ásia (chuvas). A questão é que, embora o homem tenha aumentado a produção de ali-mentos, por diversos motivos, estes alimentos não tem chegado à mesa de muitas pessoas em todo o mundo, fazendo da fome um problema crônico que tem desafiado os Estados quanto à dificuldade de solução. Assim, indu-bitavelmente, temos mais um sinal da volta de Jesus cumprindo-se diante dos nossos olhos.

É incrível como nas últimas décadas, e particularmente nos últimos anos, tem ocorrido o aparecimento de tantas doenças anteriormente não conheci-das e com o poder de propagação a nível mundial. Podemos listar, a aids, o ebola, a gripe do frango, a gripe suína, a gripe espanhola, entre tantas ou-tras doenças que surgem em uma determinada região do planeta e logo se alastram, sem fronteiras, causando pânico em toda a população mundial. Certamente, este é o sinal que Cristo mencionou, quando afirmou que apareceriam pestes em vários lugares do mundo. Para nós, cristãos, esses sinais são claros, sem possibilidade alguma de confusão quanto à época do retorno de Nosso Senhor Jesus Cristo. O objetivo central deste estudo é, justamente, apresentar estes sinais e as evidências bíblicas que nos mos-tram o iminente retorno de Jesus à nossa geração. Felizes são aqueles que lavaram as suas vestiduras no sangue do Cordeiro, e que estão vigilantes e atentos aos sinais deixados pelo Mestre.

4º SINAL EPIDEMIAS GLOBAIS

A ocorrência de terremotos têm aumentado de forma impressionante. Segundo especialistas, no século XX aconteceram mais terremotos que em toda a história humana conhecida, e na última década, aconteceram mais terremotos que em todo o século XX.

Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e, haverá fomes, e pestes, e terremotos, em vários lugares, Mt 24.7,8.

5º SINAL TERREMOTOS EM VÁRIOS LUGARES

Dados da ONU em 2017 apontaram que cerca de 815 MILHÕES de pessoas passam fome no mundo

Terremoto no Japão deixou mais de 15.000 mortos

No discurso acima, o Senhor Jesus menciona mais um sinal, qual seria a ocorrência de terremotos em vários lugares do mun do, e diz ainda que estes sinais serão apenas o princípio das dores. Por falar em "dores", nos faz lembrar da mulher que está para dar à luz, e à medida que aproxima-se o momento da concepção, as contrações e as do-res aumentam em intensidade e em período de tempo. É exatamente isto que temos observado nestes últimos dias antes da volta de Jesus a esta terra. Os sinais que Ele mencionou para que observássemos estão acontecendo cada vez mais fortes e com menor intervalo de tempo entre eles. No caso dos terremotos, podemos mencionar a incidência de forma glo-bal: México, Argentina, Chile, Estados Unidos, Japão, Irã, Paquistão, Espa-nha, Nova Zelândia, Haiti, entre tantos outros países, que foram abalados recentemente por terremotos. Sem dúvida, este é mais um sinal para nós, cristãos, ficarmos atentos às palavras infalíveis do Mestre. Veja na próxima edição: Os próximos sinais que antecedem a volta de Jesus

Referências: HIDSON ED, Tim Lahaye Enciclopédia Popular de Profecias Bíblicas CPAD STAMPIS, Donald C Bíblia de Estudo Pentecostal CPAD E. E. Hatchel Eurico Bergstén (CPAD)


Artigo

Pr. ederson nekel da silva Presidente Assembleia de Deus Nova Bréscia / RS Bacharel em Teologia

"Não era possível que ela ( a morte ) o retivesse em seu poder." Atos 2:24

CRISTO JÁ RESSUSCITOU Ele ressuscitou para nossa justificação atravéz da fé

“Mas de fato Cristo já ressuscitou...” 1 Coríntios 15:20

A

pós a festa da Páscoa em Jerusalém, a rotina na cidade está voltando ao normal, mas para muitos discípulos de Jesus, os dias são de medo, desânimo, tristeza e dúvidas. Afinal, eles haviam seguido seu Mestre por longo tempo e criam que Ele estabeleceria seu Reino aqui na Terra, mas agora, Cristo está morto. De que adianta um Deus morto? Um Rei morto? Com o passar dos dias, a notícia vai se espalhando, Cristo está vivo. Alguns criam, a outros foi necessário Cristo, pessoalmente, apresentar-se. No total, mais de 500 pessoas viram Jesus após a ressurreição. (1 Coríntios 15:6) A alegria volta, Ele vive, o Rei está vivo, seu Reino não é deste mundo, é espiritual. O Cristianismo só tem sentido, se crermos na ressurreição, ABRIL 2018

24

como argumentou o Apóstolo Paulo “...E, se Cristo não ressuscitou, inútil é a fé que vocês têm, e ainda estão em seus pecados.” (1 Co 15:17).

Mas de fato, Cristo ressuscitou dentre os mortos, sendo Ele as primícias dos que dormem A ressurreição de Jesus torna possível que você e eu recebamos o dom da vida espiritual por meio da graça de Deus, que nos alcança e restaura o nosso relacionamento com Ele, proporcionando-nos o perdão dos pecados: “Porque pela graça, sois salvos, mediante a fé; isto não vem de vós; é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie” (Ef 2.8-9).

“Mas de fato, Cristo ressuscitou dentre os mortos, sendo Ele as primícias dos que dormem.” Se a história de Jesus terminasse com sua morte e sepultamento, não teríamos nenhum motivo para nos reunirmos em culto festivo. O domingo de Páscoa e todo encontro de Cristãos celebram que Cristo, de fato, ressuscitou dentre os mortos por nós. Ressuscitou Aquele que se entregou pelas nossas transgressões, e ressuscitou para nossa justificação através da Fé.


Dicas Valiósas do Especialista

atendemos o nosso celular sem higiene alguma, sem falar que contaminamos com a saliva na hora de falarmos nele. LOGO, não empreste o seu celular para o seu filho(a) brincar, é muito perigoso, transmite principalmente, infecções respiratórias e dermatológicas.

1-Tome Vermífugo uma vez ao ano (Remédio para Vermes). Porém, se você tiver contato próximo com animais de estimação ou com animais de grande porte (boi, vaca, cavalo, etc...) em chácaras/fazendas, você deve tomar duas vezes ao ano (de 06 em 06 meses). Essa orientação serve para adultos e para crianças, mas infelizmente a maioria dos adultos não seguem esta recomendação. Não precisa-se, obrigatoriamente, fazer Exame Parasitológico de Fezes(EPF), apenas faça o uso direto, pois muitos exames não detectam alguns tipos específicos de vermes ou parasitas. 2-Limpe o seu celular ou capa de celular uma vez ao dia, com pano ou flanela embebida levemente em álcool 70%, pois o mesmo é extremamente contaminado por bactérias que transmitem doenças. Ao longo do dia, apertamos as mãos de muitas pessoas, tocamos em corrimão e fazemos muitas tarefas e

3-Lave muito bem a Região Anal na hora que você tomar banho, enxague-o com água e sabão de glicerina (ou qualquer um neutro), no mínimo duas vezes e deixe escorrer bastante água para retirar o sabão. Tenha dentro do seu box de banho, sempre 01 sabonete do seu gosto para o corpo inteiro e 01 sabão de glicerina específico para limpar apenas o ânus. NÃO use sabonetes antissépticos para lavar a região anal todos os dias, isso mais prejudica que ajuda ao longo dos dias 4-Os estudos médicos atuais, sugerem que sempre que forem usar Antibióticos, para qualquer tipo de processo infeccioso, por exemplo, Gripe, Sinusite, Pneumonia, Infecção Urinária, Infecção Intestinal e etc..., peça para seu médico lhe prescrever para utilizar junto, algum PROBIÓTICO, que são medicamentos que repõe a flora intestinal sadia. Sabe-se que leva até 90 dias, para estabelecer a flora intestinal normal (microbiota intestinal), após o uso de Antibióticos, e durante este período ficamos mais suscetíveis a outras infeções, a dores abdominais, gases retidos e cansaço anormal à tarefas corriqueiras. Dr. Fernando lemos

Dr. Fernando Lemos

(Atende toda a região da Campanha Gaúcha)

CLÍNICA LEMOS Rosário do Sul - RS Fones: 55 3231.1559 / 55 98401.1559

CRM 26351 Coloproctologista Formado pelo Hospital São Lucas-PUC Cirurgião especialista nas doenças do Intestino e do Reto Fundador do Site e Facebook: Planeta Intestino

ABRIL 2018

25


Artigo dra. marisa lobo

Psicóloga Clínica Pós-graduada em Saúde Mental com curso de Extensão em Sexualidade Humana e Dependência Química. Escritora, Teóloga e pesq. de Gênero. (Estagiou, a convite do gov. dos EUA, na Mont Sinai Hospital, em New York).

MARCAS POSITIVAS A motivação humana positiva, dependerá das marcas que você deixará na infância de seus filhos

A

s ações que um ser humano tem, nos seus primeiros anos de vida, são pura e simplesmente direcionadas para a satisfação imediata dos instintos de frio, fome, sede, evitar as dores, evitar luz e ruídos fortes, enfim, todas as sensações momentâneas desagradáveis e procurar, com isso, sensações agradáveis. A criança vai aprendendo pela experiência (não há ainda um motivo intelectual), e elas podem desde já ser chamadas de “cognoscitivas”. Uma síntese totalmente rudimentar é feita pela criança – o fato de ocorrerem várias experiências. Ela percebe que sua mãe é a representante de uma fonte de prazer, ou seja, de uma grande parte de satisfação de suas necessidades de prazer. Sua mãe não é capaz ainda de saber que esse novo ser é separado dela, que é um ser distinto em si. ABRIL 2018

26

as ações que um ser humano tem, nos seus primeiros anos de vida, são pura e simplesmente direcionadas para a satisfação imediata

dos instintos

Por volta do terceiro mês de vida, a criança começa a perceber o outro – no caso, sua mãe – e que o comportamento dessa mãe depende, em parte, do seu próprio comportamento, começando então a adequação à vida materna. Isso é um motivo por si mes-

mo. Nessa fase, a mãe já vai se opondo gradativamente à satisfação das necessidades da criança. Por ocasião da desmama e da aquisição de hábitos higiênicos, e por ocasião das proibições feitas pela mãe, ocorre um fenômeno de escolha. A criança deverá escolher entre conservar o amor materno ou os hábitos infantis. Essa é a primeira transição importante no desenvolvimento infantil. Esse é o primeiro fenômeno ao qual devemos dar total atenção, pois dele depende o desenvolvimento sadio da criança. Todas as fases são essenciais, desde o nascimento, ou melhor ainda na barriga da mamãe, simbolizamos nossas crianças, precisamos marcar nossos filhos, primeiro em nossas mentes, depois com os preparativos emocionais dos pais, passar pela concepção, nascimento e pós...


A criança absorve tudo o que os pais fazem. Crianças copiam modelos de seus pais e são marcadas pelo simbolismo. Se você não marcar seus filhos com discursos positivos, ações positivas, o mundo fará. Se você não marcar seus filhos, com discursos positivos, ações positivas, o mundo fará. No nascimento já existe ego suficiente para a criança experimentar ansiedade. O bebê já utiliza mecanismos de defesa e, nesse processo, nessa dinâmica, já se formam as relações de objeto, primitivas na fantasia e na realidade é muito importante a presença do adulto na construção dos afetos e na identidade da criança. Freud chama essa fase de ego primitivo: ele descreve também um mecanismo de defesa primitivo, isto é, um instinto de morte. O ego do bebê já é capaz de formar uma relação de objeto de fantasia, que pode ser boa, mas também má, dependendo da relação com a mãe (e/ou figura materna). Como vemos, somos nós os responsáveis pela formação emocional, personalidade e sexualidade de nossas crianças, e temos que marcá-las ou o mundo marcará. Somos nós os responsáveis pela formação emocional, personalidade, e sexualidade de nossas crianças, e temos que marcá-las ou o mundo marcará. O ego primitivo nos primeiros meses não é como o de uma criança de seis meses, por exemplo, ou de uma criança já em desenvolvimento. O bebê já possui ansiedade, que é provocada pela polaridade inata dos instintos (conflito interno de vida ou morte) e a exposição impactante da realidade externa (por exemplo, trauma de nascimento) que lhe dá vida, calor, amor, alimentação, projeção, em parte conversão do instinto de morte em agressividade. Esse conflito psíquico que ocorre com os bebês é necessário, e aí se dá o começo das relações objetais. Assim é estabelecida uma relação

com o objeto ideal, a relação que pode desencadear para uma relação positiva ou para traumas futuros. Por isso a fase inicial do desenvolvimento é muito importante para o futuro emocional e de formação da personalidade dessa criança. A mãe, ou quem estiver fazendo o papel de mãe, tem uma função primordial nesse processo, pois é desta relação que se formarão o caráter, as afeições, as relações desse ser com o mundo. A mãe tem de desenvolver com amor e muito carinho certa disciplina para ser empregada nessa relação. Por exemplo, a adequação do ato de amamentar e/ou dar mamadeira tem de ser disciplinada em horários – de duas em duas horas, ou de três em três horas (prazo estipulado pelo médico pediatra) e em local tranquilo, sem pressões externas ou estímulos desagradáveis. A mãe tem de dedicar esse momento somente àquele pequeno ser. Mas o pai, tem que ajudar. A criança precisa da figura masculina e feminina nesta relação, para se formar em equilíbrio emocional. O amor é muito importante, mas a disciplina, o controle, já podem e deverão ser exercidos. Não pode a mãe ou o pai, a cada “resmungo” do filho, achar que tem de dar o seio ou a mamadeira, pois até mesmo gratificação em excesso prejudica a afetividade da criança, prejudica a evolução de seus afetos, logo, desestrutura o seu pequeno ego, que precisa do equilíbrio, de gratificação e frustração. O texto da Bíblia, em Hebreus 12.11, é bastante oportuno para este momento:

Toda disciplina, com efeito, no momento não parece ser motivo de alegria, mas de tristeza; ao depois, entretanto, produz fruto pacífico aos que têm sido por ela exercitados, fruto de justiça

tem sido equilibrado em suas ações e funções? ” Todos os bebês têm períodos de ansiedade, e são as ansiedades e defesas que constituem o núcleo da posição “esquizoparanóide”, que deve ser passada, com equilíbrio ou terá problemas futuros inclusive com a sua sexualidade. São parte normal do desenvolvimento humano. Nenhuma experiência no desenvolvimento humano é colocada de lado. O ser humano pode passar por situações hoje em sua vida que despertarão as mais primitivas ansiedades e que colocarão os mais primitivos mecanismos de defesa em ação, numa personalidade bem integrada. Todos os estágios do desenvolvimento estão incluídos. Nenhum estágio de desenvolvimento é rejeitado. A base do ser humano se constrói nos primeiros meses de vida. Todos esses eventos, realizações, são realmente importantes para o desenvolvimento posterior, onde têm seu papel na mais madura e integrada das personalidades. Sendo assim, o bebê passa por várias posições e estágios de desenvolvimento, que devem ser acompanhados, com atenção, responsabilidade, amor e cuidado. Sempre modelando bons valores. Essas posições, quando passadas gradualmente uma para outra, sem violência, sem intempéries, de forma suave, vão construindo um ser humano capaz de distinguir interna e externamente, o que é bom (bem) e o que é mau (mal). “Como aprendemos, depende muito de vocês, pai e mãe, o que seu filho entenderá como bem e mal no futuro. ”

O equilíbrio é fundamental para o desenvolvimento de seu filho. Você ABRIL 2018

27


Pf. sandra a. c. de oliveira

1 Secretária Assembléia de Deus Capão da Canoa - RS Bacharel em Ciências Biológicas Especialista em Supervisão e Orientação Escolar Orientadora e Supervisora na Rede de Municipal e Estadual

Violência doméstica

Em contraste com a bíblia

O

lar em hipótese alguma deve ser um lugar de violência. Infelizmente observamos muitas mulheres sujeitando-se a violência doméstica, sentem-se envergonhadas, e não procuram auxílio, por medo de se expor. Até mesmo em alguns lares considerados cristãos há relatos de maridos violentos, contrariando todo ensinamento bíblico. Inclusive existem pesquisas que apontam para um índice bem elevado de violência doméstica entre mulheres evangélicas. “Maridos, vós, igualmente, vivei a vida comum do lar, com discernimento; e, tendo consideração para com a vossa mulher como parte mais frágil, tratai-a com dignidade, porque sois, juntamente, herdeiros da mesma graça de vida, para que não se interrompam as vossas orações” (1 Pedro 3:7). São vários os fatores que podem estar envolvidos na sujeição da mulher a violência, como histórico familiar, ABRIL 2018

28

maus-tratos na infância, negligência, rejeição, abandono, abuso sexual; autoimagem negativa, sentimento de desvalorização, inferioridade, desamparo, insegurança financeira entre outros. Segundo a Lei Maria da Penha, são formas de violência doméstica e familiar contra a mulher, entre outras: a violência física, psicológica, sexual, patrimonial, moral.

Em momento algum, como sociedade ou como igreja podemos nos calar diante da violência Em Malaquias 2:16 o Senhor afirma que “odeia o Homem que se veste de violência”. Em momento algum, como sociedade ou como igreja podemos nos calar diante da violência, seja

ela qual for. Pedro, discriminado por muitas religiões como sendo machista, sempre ensinou como deve ser o comportamento adequado dos homens: Os maridos devem amar suas esposas como amam os seus próprios corpos. "Porque ninguém jamais odiou a própria carne; antes, a alimenta e dela cuida, como também Cristo o faz com a igreja" (Efésios 5:29) Existem muitas passagens bíblicas que nos mostram claramente que Deus sempre valorizou as mulheres e não tolera a violência. Então mulher, não se cale, procure auxílio, ajuda, procure as autoridades competentes, permita-se romper com esse tipo de sujeição e lembre-se que existe um Ser Supremo e Poderoso, o nosso Deus, pronto para curar, arrancar de seu coração os fatores que fazem você ser oprimida pela violência e cicatrizar as feridas causadas. Liberte-se através de Cristo! Abraço amadas!


pr. nereu meneghetti Presidente Assembléia de Deus Sertão / RS Bacharel em Teologia

AA solução solução para a ansiedade para a angustia e a ansiedade pode ser encontrada em Jesus

D

ispomos de um modelo interessante, em Cristo, para a solução das angústias e ansiedade. Este modelo está exposto em uma metáfora que o mestre usa, comparando-se a uma videira. “Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o lavrador”. (Jo 15.1). Na verdade, Ele está dizendo que é o como o tronco desta videira e coloca cada um de nós como ramos que devem ser produtivos. Deus Pai é o agricultor que vai arrancar todos os ramos que não produzem, e podar os que produzem para que produzam mais. Uma vez que Jesus está falando às pessoas que o conhecem e obedecem, ele afirma: “Vós já estais limpos pela palavra que vos tenho falado”. (v 3) Assim, a Palavra de Jesus é um dos elementos que vai ajudar na solução da ansiedade, fazendo a limpeza de coisas desnecessárias que acumulamos na memória, produzindo pensamentos negativos. A pessoa vence

pela leitura da Bíblia. Jesus nos desafia a tomarmos uma atitude que implica em receber a seiva que vai vivificar o ramo para ser produtivo. Ele diz: “Eu sou a videira, vós, as varas; quem está em mim, e eu nele, este dá muito fruto, porque sem mim nada podereis fazer.” (v 5)

Eu sou a videira, vós, as varas; quem está em mim, e Eu nele, este dá muito fruto, porque sem mim nada podereis fazer Todo fruto sempre resulta em muita alegria, e a alegria manda para longe toda ansiedade. “Se vós estiverdes em mim, e as

minhas palavras estiverem em vós, pedireis tudo o que quiserdes, e vos será feito.” (v7) Esta belíssima revelação, certamente, a que traz mais luz sobre a alma humana, carente e necessitada. Fala sobre oração. Jesus está mostrando o caminho para alcançarmos a solução de todos os problemas da vida. Orar é conversar com Deus como conversamos com um amigo. Dois passos são imprescindíveis para alcançar resposta de Deus. (1) Estar em Cristo. Pela fé entendemos que o único caminho é o Senhor Jesus. A seguir (2) “se as minhas palavras estiverem em vós”, então você ora “pedindo tudo o que quiser, e vos será feito.” Faça sua oração pedindo salvação da alma, cura das enfermidades, presença do Espírito Santo e Jesus vai te alcançar. Pode pedir cura para a ansiedade ele dá isso também. Nada pode limitar Deus a não ser você mesmo. ABRIL 2018

31


Artigo

Direitos Humanos e Cristianismo pr. daniel fich de almeida

Presidente Assembleia de Deus Ibiaçá / RS Advogado membro da ANAJURE Assessor jurídico da CIEPADERGS Coordenador da COMADPLAN Especialista em Liberdade Religiosa pela: (Mackenzie (SP), Coimbra (POR) e Oxford (Reino Unido)

A

ssunto de extrema importância no mundo atual os direitos humanos ou os direitos fundamentais – como também são conhecidos – são objeto de profundas reflexões. Nunca se falou tanto em dignidade da pessoa humana como agora. Os direitos humanos referem-se a direitos básicos de toda espécie: individuais (vida, liberdade de culto, expressão, etc.), sociais (saúde, trabalho, educação, moradia...) e difusos (direito ao meio-ambiente ecologicamente equilibrado e da defesa do consumidor). Podemos conceituar direitos humanos como aqueles direitos básicos inerentes a todas as pessoas sem distinção, adquiridos com seu nascimento, tais como o direito à vida, à liberdade de locomoção, à liberdade de expressão, liberdade religiosa, etc. As pessoas já nascem sendo titulares desses direitos, que uma vez positivados (escritos) no texto constitucional, tornam-se direitos fundamentais, ou seja, direitos inerentes a todo e qualquer cidadão. No Brasil, a Constituição de 1988, positivou a dignidade da pessoa humana no art. 1º, inciso III, como fundamento da República Federativa do Brasil, senão vejamos: “A República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como ABRIL 2018

32

fundamentos: [...] III - a dignidade da pessoa humana”; Dentre outras características, os direitos humanos são indisponíveis, pois o titular não pode dispor dos direitos fundamentais; inalienáveis, já que não podem ser transferidos a terceiros; irrenunciáveis, ou seja, a pessoa pode até não exercer o direito, mas não pode renunciá-lo; imprescritíveis, o que significa dizer que os direitos fundamentais não estão sujeitos a nenhum tipo de prescrição sendo sempre exercitáveis sem limite temporal. Dentre os direitos fundamentais encontra-se a liberdade religiosa, consagrada na Constituição Federal no seu artigo 5º, inciso VI que assim dispõe:

é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias No plano do Direito Internacional, o Pacto de San José da Costa Rica (Convenção Americana de Direitos Humanos), que integra o ordenamento jurídico brasileiro, tendo valor constitucional desde 1992, no seu ar-

tigo 12 assim a define: Art. 12 Liberdade de consciência e de religião. §1. Toda pessoa tem direito à liberdade de consciência e de religião. Esse direito implica a liberdade de conservar sua religião ou suas crenças, ou de mudar de religião ou de crenças, bem como a liberdade de professar e divulgar sua religião ou suas crenças, individual ou coletivamente, tanto em público como em privado. §2. Ninguém pode ser submetido a medidas restritivas que possam limitar sua liberdade de conservar sua religião ou suas crenças, ou de mudar de religião ou de crenças. Esclarecida a liberdade religiosa como um direito humano consagrado, pode-se afirmar que os direitos humanos, como um todo, tem sua origem no Cristianismo e que a base de eficácia foi alçada pelo mesmo ao ensinar que devemos amar o próximo como a nós mesmos. A mensagem de Jesus, pode ser resumida em dois mandamentos: Amar a Deus sobre todas as coisas e, amar o próximo como a si mesmo. Deus na concepção cristã é imaterial. Assim, amar a Deus é fácil. Difícil é amar o próximo. Mas Jesus ensinou ainda que deveríamos “orar e amar nossos inimigos” (Mt 5:44). O contexto histórico em que Jesus começou a pregar era de completa dominação de Israel pelos romanos. A época Pilatos era o governador romano daquela região. Assim, um judeu ter que amar o próximo, orar e amar seus inimigos era um judeu ter que amar um romano, seu inimigo máximo, ocupante de suas terras e opressor do povo. Por isso, esse ensinamento de Jesus causou polêmica em sua época, mas Jesus ensinou e demonstrou que não podemos fazer o mal ao próximo, pois os homens, todos, foram feitos a imagem e semelhança de Deus, lançando assim a base dos direitos humanos, qual seja, o respeito ao próximo. Ninguém nega que a liberdade e a igualdade são valores essenciais de qualquer democracia. Ao mesmo tempo que uma análise, mesmo que superficial, confirmará que a grande


maioria das democracias ocidentais fundamentam-se no tripé: Filosofia Grega, Direito Romano e Princípios Judaico-Cristãos. Se a liberdade e a igualdade são essenciais a democracia, e valores basilares na nossa Constituição de 1988, pergunta-se: a gênese de liberdade e igualdade deriva das sociedades grega e romana? Claro que não. Ambas tiveram apenas reflexos de igualdade e liberdade, pois na prática eram extremamente desiguais! De onde viria então a gênese da igualdade, chamada de princípio da isonomia, que afirma serem “todos iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza [...]”, consagrado no caput do artigo 5º da nossa Carta Magna? Sim, a noção básica de igualdade, fundamental para qualquer estado democrático deriva dos princípios judaico-cristãos, daí a correlação, indissociável entre cristianismo e direitos humanos. Vejamos alguns versículos que fundamentam tais preceitos: “...Deus não age com parcialidade nem aceita suborno”. Dt 10:17 “... todos são um em Cristo Jesus”. Gl 3:28 “Em Deus não há parcialidade”. Rm 2:11 “Deus não trata as pessoas com parcialidade”. At 10:34 “O homem que observa atentamente a lei perfeita, será feliz naquilo que fizer.” Tiago 1:25 Na verdade, como defende o eminente professor catedrático da Universidade de Coimbra, Dr. Jonatas Machado, “os direitos fundamentais são um ideal cristão e ocidental, e embora alguns autores, defendam que pelo relativismo cultural, os direitos humanos na concepção ocidental não poderiam ser aplicados em algumas culturas, entendemos que todas as pessoas no mundo inteiro devem ser tratadas com dignidade e é certo que o ensinamento cristão de amor ao próximo é o fundamento histórico dos direitos humanos”. “Portanto, enquanto temos oportunidade, façamos o bem a todos, especialmente aos da família da fé”. Gl 6:10

DROGAS Epidemia do fim dos tempos

pb. raul roncada filho

Assembleia de Deus Caxias do Sul / RS Bacharel em Teologia Especialista e Palestrante em Dependência Química

C

onvivemos com esse problema há anos, ainda não conseguimos dar um ponto final. A droga afeta diretamente nossas famílias. A falta de prevenção ao consumo aumenta a violência e a insegurança. A próxima vítima de um viciado fissurado pode ser eu ou você! Cerca de 370 mil pessoas são usuárias de crack nas 26 capitais brasileiras. A pedra representa 36% do consumo. Esses dados foram apresentados na pesquisa nacional sobre o uso de crack, realizada em 2014 pela Fundação Osvaldo cruz (FIOCRUZ) sobre demanda da Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (SENAD). Devido as impurezas da cocaína, o crack vem conquistando outras classes sociais. A droga outrora era utilizada somente pelas classes mais baixas, agora já atinge as classes A e B, tornando-se um grande problema social e de saúde no Brasil. Não faltam relatos das atrocidades que essa droga é capaz de causar. A dependência ao crack é rapi-

damente desenvolvida e seus efeitos destruidores, são evidentes. As drogas na verdade são uma pandemia que se espalhou por todos os continentes. O crack e a cocaína assolam as Américas. A heroína e as drogas sintéticas estão destruindo a Europa. Os opiaceos, ou seja, substâncias derivadas do ópio, devastam a Ásia, e as drogas novas surgem a cada ano, como a Droga Zumbi, o Balth Salt e a Crocodil. Observamos uma guerra perdida, onde o que nos resta é alertar o próximo, cuidar de nossas famílias e dar as mãos para combater este mal que ameaça nossa sociedade. Reflita: se o mal cresce tanto por que o bem não pode crescer? A única solução para a cura do vício está no poder do nome de Jesus, todo aquele que crê será salvo, isto envolve nosso nascimento, libertação e transformação, não importa qual o grau de dependência que esta seu filho, há esperança no poder de Jesus, pois o Filho do Homem veio buscar e salvar o que se havia perdido (l.c. 19:10). ABRIL 2018

33


Testemunhos

JESUS

O médico dos médicos Testemunhos de quem venceu pela fé em Jesus Cristo

P

eu nome é Pierina Anhaia e moro na cidade de Trintade do Sul / RS. Fui atingida por um câncer na tireoide. Fiz cirurgia e pedi a Deus que me desse vitória, me concedendo a cura e então eu daria meu testemunho na Revista Boas Novas. Passei por vários procedimentos e graças a Deus estou liberta desse mal, dando assim meu testemunho e agradecendo a Deus pela vitória da cura recebida.

or mais de 2 anos lutei com uma forte hemorragia e anemia profunda. Consultei com vários médicos, fiz exames, até descobrir que estava com câncer maligno no útero. Fiz cirurgia em janeiro/17 e após 3 meses fui encaminhada para uma clínica de tratamento de câncer. Fiquei por cinco anos em acompanhamento com um médico oncologista. Após novos exames, recebi a notícia que o câncer não tinha se espalhado para os outros órgãos e não precisei fazer radioterapias, nem acompanhamentos com o oncologista. Porquanto, Jesus me deu a vitória completa. Toda honra e toda a glória para o médico dos médicos, Jesus Cristo. Agradeço a todos que me ajudaram em oração, em especial a Igreja que congrego. “Senhor meu Deus, clamei a ti, e tu me saraste.” (Salmos 30:2).

Pierina Anhaia Trindade do Sul / RS

Cleuza Mali Pedroso Marques Alegrete / RS

M

V

enho por meio da Revista Boas Novas, testemunhar sobre uma cura na minha coluna, no qual, havia um desvio e devido a isso, me causava muita dor. Sofria muito, no entanto não desistia de orar e pedir a Deus por um milagre. E assim, minhas orações chegaram ao trono do Senhor, no que me agraciou com a cura que eu tanto buscava, num culto na congregação onde frequento. Hoje estou curada para honra e Glória do nosso Senhor Jesus Cristo. Amém! Terezinha da casta Dutra Capela de Santana / RS

Compartilhe conosco seu testemunho: E-mail: testemunhoboasnovas@gmail.com Endereço: Rua Gustavo Barroso nº 178, Centro Campo Bom / RS - Cep: 93.700-000


FEVEREIRO 2018 16


Revista boas novas abril 2018  

Revista evangélica da Assembleia de Deus do Rio Grande do Sul

Revista boas novas abril 2018  

Revista evangélica da Assembleia de Deus do Rio Grande do Sul

Advertisement