Issuu on Google+

1

Ano 1 l Edição 2 l Janeiro de 2013 l Distribuição Gratuita

O carnaval

Feriado? FAÇA AS MALAS!

Folia com estilo

O acessório GANHA A FESTA!

que passou

Nostalgia!


2


Editorial

Confete Pedacinho colorido de saudade Ao te ver na fantasia que usei Confete Confesso que chorei Chorei porque lembrei Do carnaval que passou

Da marchinha de Jota Júnior e David Nasser ao samba da Beija Flor, o Carnaval é ontem e hoje. É popular, é ritmo, é alegria. Para os mais jovens, é festa grande, com trios, estrutura e tecnologia. Hoje é, também, marca cultural brasileira. Talvez tenha virado mais marca do que carnaval. Já foi menor, já teve outro formato, foi mais burguês, talvez, mais encantador. Foi popular, família e feliz. Ele mudou. Não perdeu a essência, já que continua a festa da irreverência. Brincar de Carnaval ainda é encantar-se com as cores, com a música e com as fantasias. Ontem e Hoje, o carnaval é a imersão nos sons e nas danças brasileiras, que escaparam dos salões para ganhar as ruas. Neste mês, a Babado aborda a Nostalgia da festa mais alegre do ano. A viagem pelo luxo dos clubes, termina na avenida e nas festas de rua. Confira, na segunda edição, o BABADO em ritmo de folia! 3

Daquela Colombina que comigo brincou... Composição: David Nasser e Jota Júnior

Flávia Peres 24 anos Jornalista

Vannine Anselmo 24 anos Publicitária


Direção: Flávia Peres e Vannine Anselmo Direção de Arte: Rafaela Azevedo Web Designer: Ranieri Trecha Fotografia: Rodrigo Nunes Revisão: Taís Brem Colunistas: Ana Luiza Soares, Camila Cardoso, Carolina Ramos, Carolina Silveira, Catarina Loder, Eliza Andrade, Graziele Pacheco, Ivan Pons, Larissa Braga, Manoela Nogueira Soares, Martha Papaleo, Marcelle Saraçol, Nádia Ferrari, Paula Blaas, Priscila Barboza. Consultora Editorial: Taís Barreto Assessora de Mídias Digitais: Graziele Pacheco Jornalista Responsável: Flávia Peres – flavia@revistababado.com.br Publicitária Responsável: Vannine Anselmo – vannine@revistababado.com.br Comercial: contato@revistababado.com.br Tiragem: 5.000 exemplares

4

www.revistababado.com.br facebook.com/revistababado

Trend pg. 18

Nail Art pg. 23

Do babado pg. 10

Alpha pg. 24

Moda Cult

Acessorize-se

pg. 8

pg. 22


elas, Colcci, Iódice e Osklen. No rol das mulheres que aderiram e desfilaram a peça em eventos casuais, Thayla Ayala, Mariana Rios, Giovanna Ewbank e Sabrina Sato. A cantora Cláudia Leitte apresentou diferentes modelos da dupla Top Cropped + saia, durante as audições do programa The Voice Brasil, na Rede Globo. Invadindo o Red Carpet e eventos mais sociais, a atriz americana Gwyneth Paltrow, apareceu com o look Top Cropped e saia longa rendados, do estilista italiano Emílio Pucci, em uma cerimônia de entrega do Emmy; e a it girl Lalá Rudge escolheu o look em seda, também do estilista italiano, para um casamento. Também seguindo a linha Crooped, vamos falar sobre as calças. Com a barra um pouco mais alta que as barras tradicionais, a peça tem como destaque principal o tornozelo, expondo, no máximo, uma parte da canela. A calça Cropped teve como inspiração a calça Capri, e foi inventada pela estilista Sonja de Lennart, em 1948, sendo muito usada pela atriz Audrey Hepburn. A diferença entre elas é justamente a localização da barra da calça, uma vez que a Cropped apresenta a barra um pouco acima do tornozelo, enquanto a Capri é um pouco abaixo do joelho. A atriz americana Jeniffer Aniston, uma das mulheres mais bem vestidas dos Estados Unidos, é uma das adeptas da calça Cropped, aliando conforto e modernidade durante o dia. Já no Brasil, a atriz Flávia Alessandra também foi vista usando a peça. Vale a pena correr e adquirir a peça que invade décadas, a “queridinha” da temporada.

Foto: Divulgação

E

a moda é mesmo uma gangorra: ora uma peça está no topo, ora está guardada no fundo do guarda-roupa (mesmo que ela passe 20 ou 60 anos escondidinha). O exemplo mais recente desse “vai e vem” da moda são as peças Cropped’s. São tops e calças criados na década de 50 que foram febre nos anos 80/90 e hoje sobem nas passarelas e Red Carpets do mundo. A palavra “Cropped” tem origem inglesa e significa “cortada, encurtada”. Algumas grifes internacionais (Balenciaga, Balmain, Dolce & Gabbana) apresentaram suas versões durante as semanas de moda da Europa e a revista Vogue antecipou que as barrigas à mostra seriam uma super tendência para a estação do calor. Essa aposta vem sendo muito usada pelas fashionistas do mundo inteiro, dando um ar de glamour ousado na temporada primavera/2012 e verão/2013. Dando uma olhada nas revistas e blogs de moda mais importantes do país, é fácil perceber que o hot da temporada, o “must have” das mais bem vestidas, é o Top Cropped. A regra é simples: top CURTO + saias-calças-shorts ALTOS. O charme – e o principal diferencial – da peça é justamente esconder o umbigo com o cós alto de saias, shorts ou calças pantalonas. Para evitar o visual vulgar, o ideal é um espaço de três dedos entre o top e a outra peça (que deve estar acima do umbigo), deixando apenas uma pequena faixa de pele à mostra. As principais marcas brasileiras apresentaram suas versões de Top Croppeds nas temporadas do SPFW e Fashion Rio. Entre

5

HOT HOT cropped

A REGRA É SIMPLES:

TOP CURTO SAIAS-CALÇAS-SHORTS ALTOS.


Fique por Dentro! Camila Cardoso Estudante de Moda

6

Na edição #2 da Babado, a coluna Fique por dentro traz, para os interessados e curiosos de plantão, um pouco mais das nomenclaturas características do Mundo Fashion. Afinal, são tantos nomes, peças e tendências que surgem e são reinventados todos os dias, que só um dicionário pode salvar até os mais entendidos do assunto. Confira as seleções desse mês:

ANORAQUE Agasalho impermeável usado por esquimós. De comprimento até o quadril, possui capuz, é fechado com zíper, acolchoado com fibra sintética e feito de náilon.

ENGANA-MAMÃE Modelo de maiô que visto de costas parece um biquíni, pois a parte da frente possuí recortes laterais.

BUTTON DOWN

CABAN

São camisas com botões nas pontas do colarinho que são presos na peça, fazendo com que a gravata fique alinhada. Foi lançada em 1920, pela Brooks Brothers.

Também conhecido como casaco trêsquartos, o caban possui largas lapelas. Típico de inverno, é confeccionado com tecidos pesados. Tem corte masculino e abotoamento duplo.

FEDORA Chapéu unissex, também conhecido como Borsalino. Possui entradas no meio da copa e tem, basicamente, o mesmo formato do Panamá. A diferença é que é feito de feltro.

GOLA MAO Gola alta e aberta, inspirada na gola do uniforme do líder chinês Mao Tsé-Tung.

DRAGONA Detalhe que fica sobre o ombro, presente em peças militares.

HEMP Tecido de aparência parecida com a do linho. De fibra natural, é feito a partir da planta da maconha. É leve e resistente.


JABÔ Espécie de babado preso à blusa ou camisa feminina que fica caído sobre o peito. No século XVIII foi usado por homens.

KILT Saia xadrez de lã com pregas. Traje masculino característico da Escócia.

LAPELA Geralmente é a parte da frente de blazers e casacos, costurada à gola e que fica sobre si.

MANGA-RAGLÃ Com inspiração na manga do casaco do Lord Raglan, ela começa a partir da gola formando também o ombro da blusa.

NEOPRENE Tecido esponjoso e sintético, usado em roupas de surf e mergulho. Hoje há marcas que apostaram nesse material e confeccionam peças urbanas.

OBI Adorno de japonês, usado para prender quimonos. Esta faixa é posicionada na cintura, é feita de brocado de seda.

PAREÔ Tipo de ganga de praia lisa ou estampada fechada diretamente ao corpo, de origem do Tahiti.

QUEPE Chapéu militar de várias estruturas, é característico por sua aba reta e topo circular.

7

ILHÓS Aviamento em forma de elo. Pode ser decorativo ou usado para passar cordões, fitas e cadarço.

USHANKA “Chapéu de orelha”, de origem russa este acessório que possui outras variações é tradicionalmente feito com lã, pele de animais e couro.

SALTO INVERTIDO

Criado na década de 30, pelo designer André Perugia, este salto que deixa o calcanhar sem apoio só foi ser notado em 2008 devido a um modelo similar na coleção do estilista Marc Jacobs (2008/09).

VESTIDO BANDAGEM Vestido feito de várias faixas elásticas que marcam as curvas do corpo, foi criado pelo estilista francês Hervé Léger, na década de 80.

TAILLEUR Traje social feminino. É o conjunto de casaco com saia/calça.

WET LOOK

Expressão inglesa que hoje defini o estilo de cabelo com aparência de molhado, mas que em 80 se referia aos tecidos que pareciam estar molhados.

Fotos: Divulgação

RIBANA Tecido usado geralmente para acabamento de punhos e decotes, é sanfonado e possui elasticidade.


Moda Cult

Todo Carnaval

8

tem seu fim...

Foto de 1941

O Carnaval é considerado uma das principais festas brasileiras e, assim como outras manifestações culturais, é afetado por diversas tendências ao longo do tempo, revelando diferentes facetas dependentes do espaço histórico-geográfico no qual estamos inseridos. Quando pensamos nos Dias de Folia contemporâneos, frequentemente somos assolados pela imagem da festa carioca, com seus carros alegóricos e “belos” corpos frankensteinizados e desnudos desfilando na Marquês de Sapucaí, atraindo olhares por todas as partes do globo.


Fotos: Divulgação

Carro Alegórico do Clube Brilhante, 1916 – Foto Pedro Prietto

Carnaval carioca 2010

No entanto, a história do Carnaval, para além da exposição midiática que materializa e engendra corpos dóceis, foi (é), ainda, seara de profunda diferenciação social, terreno fértil para discussões de gênero, étnicas, entre outras. Pelotas vivenciou grande parte dessas mudanças e embates do reinado do Momo, visto que, desde meados do século XIX, a cidade, sincronizada com os dois tipos de festejos do Império, comemorava o Entrudo – “brincadeira de rua, trazida pelos imigrantes portugueses, na qual as pessoas atiravam, umas nas outras, água suja, ovos, farinha e outras substâncias” – e o Grande Carnaval – também chamado Carnaval Elegante, realizado, geralmente, em locais fechados, onde as fantasias seguiam um certo tipo de rigor e padronização, diferentemente da festa de rua. Segundo Aristeu Lopes , os periódicos da época mostravam clara diferenciação entre os festejos, criticando os primeiros foliões (geralmente advindos de camadas populares) em favor dos “moços ordeiros”. Com a abolição da escravidão, os negros libertos, alvo de discriminação nos mais diversos setores sociais, entre eles o lazer, criaram suas próprias redes associativas, das quais fizeram parte vários cordões carnavalescos . Pesquisadores destacam, entre outros, Fica Ahí P’ra Ir Dizendo (1921), Depois da Chuva (1916) e Chove Não Molha (1919). No que se refere à elite branca da cidade de Pelotas, o pesquisador Alvaro Barreto aponta três tipos distintos de comemoração: o Préstito, o Corso, e o Baile de Salão. O primeiro se constituía em um desfile de carros alegóricos pela cidade, com o objetivo de mostrar o luxo e o refinamento para deslumbrar a plateia. Não fossem as fantasias (ou a falta delas), lembra o primeiro tipo de festa citado neste artigo... Já o Corso era o desfile de carros decorados com flores que carregavam famílias ou amigos, geralmente fantasiados e/ou mascarados. E, por último, dadas as devidas proporções, os bailes de salão são semelhantes aos que ocorrem ainda hoje em cidades do interior, como São Lourenço do Sul, Jaguarão, e, mesmo, Pelotas, com brincadeiras, confete, serpentina, e muitas marchinhas! A partir das décadas de 40 e 50 do século XX, o “carnaval espetáculo”, das Escolas de Samba começa a ganhar destaque em várias cidades brasileiras, relegando a segundo plano os demais tipos de festividades – que, felizmente afloram novamente na atualidade, vide os blocos de rua, que ganham novo fôlego com a geração nostálgica que adentra ao século XXI. Mas, o que, afinal, tudo isso tem a ver com Moda? Assim como ela, o Carnaval reflete a cultura de um povo e resgatar essa pequena parcela da História nos faz refletir sobre a(s) identidade(s) de nós mesmos, sobre o que queremos transmitir nesses dias de folia. De minha parte, “deixa eu brincar de ser feliz, deixa eu pintar o meu nariz...”.

9

Segundo Aristeu Lopes, os periódicos da época mostravam clara diferenciação entre os festejos, criticando os primeiros foliões (geralmente advindos de camadas populares) em favor dos “moços ordeiros”.


10


Nostalgia! Look Otros Aires Regata DanniBello paêtes R$142,40 Conjunto Saia longa e corpete MaryLint (usado apenas como saia) R$440,00 Acessórios Authentical Anel Ônix com zircônea R$149,50 Anel de ametista R$249,50 Brincos zircônea navete R$179,90 Pulseiras Craqueladas R$232,00 e R$269,60 Pulseira zircônea R$119,90 Pulseira Zircônea cravejada R$215,00 Sapatos My Shoes Sandália Verniz Preta 219,90

11

O carnaval dos velhos tempos, das canções que embalaram tantos romances, das histórias de vida e amores sem fim. É o carnaval mais sonhador, com mais amor ou diferente amor. O carnaval que, com a magia do luxo, acorbertava a pureza da menina no salão, adormeceu, se deitou. O carnaval da alegria, das marchinhas e blocos pelas ruas acordou diferente, não menos alegre, mas, talvez, tenha mudado a máscara. Ela é mais moderna, mais desnuda e, ainda assim, cheia de cores. E o carnaval adormecido, abre espaço pra saudade. A marchinha da alegria se chama, hoje,


12

Look Otros Aires Vestido MaryLint Lurex R$277 Acess贸rios Authentical Anel 么nix com zirc么nea R$228,10 Anel de Rutilo R$226,00 Brincos zirc么nea R$175,00 Cluth com strass R$224,00 Sapatos My Shoes


13

Look Otros Aires Vestido Danni Bello preto R$308,00 Acess贸rios Authentical Anel cristal e amazonita R$340,00 Anel esmeralda R$136,80 Anel de rutilo R$226,00 Brincos zirc么nea verde R$132,00 Pulseira banho Ouro R$75,00 Pulseiras zirc么nea cravejada R$215,00 e R$292,90 Sapatos My Shoes


14

Look Otros Aires Blusa Danni Bello ombro paet锚 R$167,20 Saia longa Danni Bello branca R$120 Acess贸rios Authentical Anel de ametista R$249,50 Brincos zirc么nea R$175,20 Pulseira em medalhas R$76,00 Sapato My Shoes Meia pata dourada R$ 169,90


15

Beleza Beleza Hair Hair TechTech- Nilton Nilton Barros Barros ee Antônio Crizel Antônio Crizel Direção: Direção: Revista Revista Babado Babado Fotógrafo: Fotógrafo: Rodrigo Rodrigo Nunes Nunes Produção Produção de de Moda: Moda: AmpliAmpliTaís Taís Barreto Barreto ee Letícia Letícia Pintado Pintado Look Look Capa: Capa: Otros Otros Aires Aires Acessórios Acessórios capa: capa: Authentical Authentical Agradecimentos: Agradecimentos: Salão Salão Hair Hair TechTech- Pelotas Pelotas Clube Centro Clube Centro PortuguêsPortuguês- Pelotas Pelotas Clube Clube CaixeralCaixeral- Pelotas Pelotas Escola Escola de de Samba Samba Estação Estação 1ª do Areal1ª do Areal- Pelotas. Pelotas.

Look Otros Aires Corpete MaryLint R$211,20 Saia MaryLint branca plissada R$138 Cinto MaryLint R$105,00 Acessórios Authentical Anel em pedra jade e citrino R$ 105,20 Brincos ródio cristal R$105,60 Pulseira banho ouro R$75,00 Pulseira zirconea cravejada R$215,00 Sapatos My Shoes Peep Toe Festa R$269,90


DIY

Durante o Carnaval, o abadá se torna a peça-chave em diversas festas. Seja lá em Salvador, na Sapucaí ou, até aqui mesmo, no Sul, nas passarelas e nos famosos carnavais de rua do interior. Por isso, resolvi fazer um guia sobre customização de abadás, já que sempre rola aquela dúvida do que fazer com a bendita camisa! Vejam as dicas bem Depois de ter umas dicas de como

Priscila Barboza Designer

customizar o seu abadá, fica aqui um site com muitas ideias, várias aproveitáveis: http:// www.modabada.com.br. Espero que todo mundo tenha um Carnaval BABADO!

Fotos: Priscila Barboza

16

Queridos leitores, como sabem, estamos chegando em uma das épocas mais esperadas do ano: o CARNAVAL! Para muitos, sinônimo de muita festa, diversão, cores, enfim, tudo de bom! Como a Babado está sempre por dentro de tudo o que acontece e vai acontecer, não poderia deixar de comentar por aqui sobre esse assunto.

MATERIAL:

- CAMISETA DO BLOCO; - TESOUR A; - PEDR ARIAS/TACHAS; Corte as mangas, formando uma regata, corte a gola no formato que preferir, cole pedrarias ou aplique tachas (encontradas facilmente em lojas de peças de bijuterias) ao redor da gola e pronto! Aplicar pedrarias, tachinhas e afins pode ser uma ótima opção. Dá brilho pra camisa e mais destaque. Ótimo para festas à noite.

MATERIAL:

- CAMISETA DO BLOCO; - TESOUR A; - FITAS (CETIM, DE PAETÊS - FICA À ESCOLHA);

Dobre a camiseta ao meio e corte as costas em estilo nadador. O decote da frente fica à sua escolha, pode ser redondo ou em “V”. Amarre as fitinhas no decote. Fica fresquinho e muito mimoso.

MATERIAL:

- CAMISETA DO BLOCO; - TESOUR A; - CINTO; Dobre a camiseta ao meio, Corte a gola de forma que fique ombro a ombro (gola canoa), Use caidinha no ombro e coloque um cintinho marcando a cintura.


Bazar

Pulseira (Cod Pro58)R$109,90 Colar (Cod Cro77)R$ 119,90 Brinco (Cod Bro75)R$ 52,00

Descontos até 70% OFF Valentina Voluntários da Pátria, 855 Pelotas | (53) 3302-8417

Camisa Regata Estampada R$ 69,90 Saia Paetê R$ 104,90 Loja DIFATO Galeria Zabaleta XV de Novembro, 666 loja 84 Pelotas |(53) 3227-3175

Anel dois dedos cravejado com zirconia Cód: 27235 3x 23,30 ou 62,90 a vista Authentical Loja on line: www.authentical.com.br

Primer Facial HD Yes! Make.Up R$ 35,90 Yes Cosmetics General Neto, 933 Pelotas (53) 3225-6925

Vestido Dani Bello De: R$ 413,00 Por: R$ 322,40 Otros Aires Padre Anchieta, 2399 Pelotas | (53) 3303-0340

17

Fotos: Divulgação

Opulência Acessórios Rua Major Cícero, 165 Sala B. Pelotas http://opulenciaacessorios.com


Trend

Não leve a moda tão a sério Estamos em época de Carnaval e junto vem a atmosfera de ser feliz, na liberdade de não nos levarmos tão a sério. No Carnaval, podemos nos fantasiar, cantar bem alto, pular e brincar na rua. O que importa é se divertir! Então, nesse clima, trago a ideia de começar a olhar a moda por um outro ângulo. Normalmente, levamos ela a sério demais. Seguimos à risca as tendências e abominamos tudo que está “fora de moda”. Mas, ela é criada para completar, transpor no nosso vestir a nossa personalidade e vontades. Ela não foi feita para sufocar o que somos, nem sobrepor. A moda, nos dias de hoje, é diversidade e personalidade, liberdade no vestir-se. As tendências servem como inspirações para completar o

Marcelle Saraçol Estudante de moda

nosso estilo pessoal. Não temos que seguir padrões nem copiar alguma figura fashionista. Como diria um grande nome da moda brasileira, Ronaldo Fraga: “Quero consumir roupas que falem, não quero consumir moda muda, roupa muda”. Então, não vamos ficar mudos, vamos falar! Vamos deixar a nossa personalidade, nossos desejos, nossa criatividade e humor falar quem somos através das roupas que vestimos. Vamos ver a moda como uma grande brincadeira nesse Carnaval e no ano que se inicia! De uma forma descontraída, vejam as tendências desse verão, em forma de fantasias:

18

Carmem Miranda Estampas florais (tropicais) – Vistas nas últimas temporadas, as estampas florais continuam em alta, mas, agora, inspiradas na fauna e flora tropicais e em tamanhos maiores. Kesha Neon – Transportado dos anos 80 e já usado em outras temporadas, o neon vem fazer seu guarda-roupa acender, sendo um dos hits desse verão. Pierrot Preto/Branco – Combinação dessas duas cores em uma única peça, principalmente a forma de listras e estampas gráficas, que, também, são tendência para esse verão. Alice no país das maravilhas Azul – Cor eternizada pelo francês Yves Klein, foi vista em vários desfiles e vem com tudo em roupas, sapatos, maquiagem e acessórios. Viúva Negra Transparência – Nossa querida transparência mostrou mesmo que veio para ficar, e, assim, continua firme e em forma nesse verão!

Fotos: Divulgação

Cleópatra Tons metalizados – O brilho já deixou de ser novidade, mas, agora, os metalizados estão com força total. Aparecem em praticamente todos tipos de tecidos, esmaltes e acessórios. Tenista Estilo esportivo – Materiais tecnológicos, peças que remetem ao vestuário esportivo. Recortes e decotes vão traduzir essa tendência super eclética, que pode ser usada durante o dia e a noite. Katy Perry Tons pasteis/Cores cítricas – Trazem delicadeza e romantismo para as produções e podem ser acompanhadas da tendência das cores cítricas, que transmitem a sensação de energia e frescor.


Badalo

Carolina Carpena Ramos Estilista

Use e abuse do estilo! PARA QUEM TEM QUE USAR ABADÁ,

o ideal é abusar da customização. Você pode encontrar alguém que faça ou, também, pode tentar fazer você mesmo. O legal é customizar sua camiseta com recortes e aplicações, dando um ar mais original e charmoso.

AGORA, PARA QUEM DISPENSOU OS BLOCOS E AS FANTASIAS,

o ideal é investir em um look confortável. Para isso, indicamos shorts jeans customizados. O modelo dip dyed é o que está mais em alta, com tingimentos irregulares, mistura de cores ou degradês, que pode ser feito em casa com o bom e velho corante Tupy. Em termos de aplicações nos shorts, as tachinhas ainda estão com tudo! A barra é desfiada, nada de bainhas! Podem ser usados com blusas soltas de tecidos leves e sobreposições, regatas cavadas, ou, até mesmo, blusas básicas justinhas. Além do short, bermudas e minissaias também são uma boa opção.

OS ACESSÓRIOS SÃO SEMPRE UM PLUS A MAIS

para deixar os looks despojados do Carnaval mais interessantes. O pulseirismo é prático e vai bem. Colares com correntes mais compridas e pingentes, também. Para os pezinhos, o ideal são chinelos, sandálias rasteiras, tênis ou sapatilhas. Conforto tá na moda!

MAQUIAGEM E CABELO

nesta estação estão em alta. Batons coloridos, delineadores coloridos, coques bagunçados e tranças.

EM SE TRATANDO DE CORES,

já que, no Carnaval vale tudo, indicamos de cores vibrantes às candy colors. O que interessa é ter cor. Carnaval com estilo também é Carnaval consciente! Um beijo e bom Carnaval a todos.

19

O Carnaval está logo aí. Vamos às dicas do que usar nos dias de folia.


Make

É Carnaval! Com que make eu vou?!

Nádia Ferrari Maquiadora

A festa mais característica do país inspira alegria, muitas cores, looks divertidos e bem extravagantes. Essa é a hora perfeita para extravasar.

1. ENTÃO, O PRIMEIRO PASSO É CAPRICHAR NA PREPARAÇÃO DA PELE, iniciando por uma boa limpeza, tonificação e hidratação. Feito! Agora, vamos nos maquiar! Comece com a aplicação do Primer Facial (pré base), que vai minimizar o brilho, a oleosidade e o principal, fixar a maquiagem. Após, aplique no rosto, sem esquecer das pálpebras e boca, uma generosa camada de corretivo, base e pó. Não economize! Carregue agora para garantir o depois! Pele pronta, e agora?

2. NOS OLHOS, comece primeiro utilizando o fixador de sombras para que, além de potencializar as cores também mantenha a durabilidade das sombras, deixando tudo firme do início ao fim da festa. Invista na cor, não necessariamente em muitas cores. Se você utilizar apenas uma cor, escolha uma cor vibrante e mais pigmentada, cubra toda a pálpebra e, depois, marque o côncavo do olho com preto. Assim você conseguirá um efeito muito extravagante e alegre. Amarelo, azul, rosa, roxo, preto, vermelho, verde… Todas as cores estão liberadas.

3. É HORA DE BRILHAR, I love glitter! Aplique delicadamente mais um pouquinho de fixador de sombras já sobre os olhos pintados para grudar o glitter solto, o que dá um toque super charmoso e bem alegre ao look. Tudo a ver com a ocasião!

4. Após esses cuidados, abuse do delineador, que pode ser preto, colorido ou com glitter. É hora de marcar o olhar! Aplique várias camadas de máscara para os cílios, pretas ou multicoloridas e, para as mais ousadas, use cílios postiços que são encontrados de vários tamanhos, cores e extravagâncias. 5. Na boca, se quiser uma make “olhos tudo e boca tudo”, opte por tons mais vibrantes e coloridos, como os vermelhos, rosa pink e violeta. Mas, se essa não for sua escolha, os tons nude ou apenas um brilho também ficam muito bons. 6. Para fiFInalizar, os iluminadores são muito bem-vindos, pois, no Carnaval, as maquiagens podem ser bem brilhantes e chamativas. E não se esqueça que o corpo também pode ser maquiado, utilizado bases para o corpo de alta pigmentação com efeito cintilante que valorizam ainda mais o bronzeado e dão às mais branquinhas uma cor extra, afinal as roupas costumam deixar o corpo mais à mostra. Vamos caprichar no todo! Queridas divas da maquiagem, essas são apenas algumas dicas para você montar o seu look para o Carnaval. Entre nesse clima, use toda a sua criatividade para aproveitar a liberdade, a alegria dessa festa e faça uma make de arrasar! Um beijão a todas e até a próxima!

Fotos: Divulgação

20

Ao pensar em Carnaval, logo vêm à mente fantasias coloridas e tapadas no brilho, muita folia e agitação. Essa época, mais do que qualquer outra, nos permite usar da criatividade para experimentar novidades que não usaríamos no nosso cotidiano. Além das fantasias, ou das roupas, para quem não gosta de se fantasiar, inovar na maquiagem é uma maneira muito divertida de se expressar nessa época e entrar no espírito carnavalesco. Normalmente, no dia a dia, utilizamos a maquiagem para realçar traços e esconder imperfeições. No Carnaval é diferente. É o momento em que podemos ousar com cores fortes, variadas e investir nas infinitas combinações, além de complementar o look das fantasias, pois, sem maquiagem... nem pensar! É fundamental lembrar que o Carnaval acontece no auge do verão. Temperaturas elevadas somadas a muita agitação exigem sabedoria na hora de escolher os produtos mais adequados para garantir, principalmente, a durabilidade da make perfeita. A dica é usar o máximo de recursos para fixar a maquiagem, pois você vai suar, não tem jeito!


21

ANÚNCIO YES


Acessorize-se

A ousadia do maximalismo surge nas festas de Carnaval e ajuda as foliãs a reinventarem as produções.

Será que eu

desta festa?

Fotos: Divulgação

22

serei a dona

Paula Blaas Jornalista

“Quem me vê sempre parado, distante, garante que eu não sei sambar... Tô me guardando pra quando o Carnaval chegar”. Quem está com o Chico, levanta a mão! Estamos todas na “concentração”, entrando aos pouquinhos no ritmo da festa. Depois das comemorações de fim de ano, já iniciamos o esquenta da folia e começamos a pensar na melhor produção para aproveitar ao MÁXIMO os dias de Carnaval. E, quando falamos em máximo, não estamos pensando apenas em horas e horas de folia, não! A customização dos abadás, o encontro com os amigos, a escolha do melhor bloco ou da melhor festa: Carnaval é dia de alegria! A época é perfeita para ousarmos um pouco mais, seja no samba ou no visual. Por isso, o MAXIMALISMO dos acessórios, tendência que já amamos e que promete dominar as próximas temporadas, tem tudo a ver com o espírito da folia. A festa é sinônimo de roupas curtas, música, bebida, dança e diversão. Tudo o que a gente mais gosta, se não fosse... o calor desconfortável, que faz a gente suar muito! Por isso, é fundamental pensar bem no look, desde a escolha do calçado até os acessórios, para que nada estrague a nossa diversão. Mas, sem produções discretas, hein?! É permitido exagerar! Para participar da folia e aderir a uma tendência que se firmou pra valer no segundo semestre de 2012 e promete continuar em alta em 2013, a dica é se jogar nos maxi brincos. Chamativos como os maxi colares, eles levam vantagem no Carnaval, já que dão alegria ao visual sem o desconforto de aquecer os nossos pescoços. Além disso, os brincos giga dão vida ao look, sem disputar tanto espaço com os abadás (devidamente customizados, como ensina a Priscila na coluna DIY, na página 16). A peça aparece em vários modelos, como os cheios de pedras com estilo indiano, os de armação cheia – que, muitas vezes, possuem o tamanho de metade da circunferência da cabeça –, os compridos e estreitos e os cheios de volume. Independente do modelo, o ideal para o Carnaval é que a gente aposte em peças ultra coloridas, que combinem ou não com o resto da produção, já que o momento pede uma ousadia extra, no melhor estilo “rainha de bateria”. Se os brincos forem gigantes ao extremo, o visual fica mais natural com o cabelo solto, permitindo que a peça se misture aos fios. Os compridos na extensão combinam tanto com os cabelos soltos quanto presos. Os modelos com muito volume deixam o rosto mais arredondado e os estreitos alongam o pescoço. Escolhido o maxi brinco e customizado o abadá, o resto é simples. Um calçado confortável, nem totalmente sem salto, nem muito alto, e um short jeans complementam o look. Em tempos de pulseirismo, também vale apostar em braceletes e pulseiras, mas sem grandes exageros para que as peças não criem o mesmo desconforto que evitamos dos maxi colares. No entanto, regra mesmo no Carnaval, existe uma só: se divertir, saindo de casa sem hora para voltar. Afinal, em fevereiro “a tristeza nem pode pensar em chegar”!


Nail Art

Unhas em

clima de folia! Outro acabamento bem carnavalesco, mas um tantinho mais discreto, são os flocados. Esses esmaltes têm partículas na composição que se parecem com mini pedaços de papel celofane e têm um reflexo bem intenso. Para conseguir uma boa cobertura com eles é necessário, na maioria das vezes, passar um esmalte cremoso como base. Para quem gosta de textura e brilho, uma das grandes novidades para o verão e que tem tudo a ver com o carnaval são as unhas de açúcar. Obviamente elas não são realmente de açúcar. É um pozinho, cheio de glitter, que parece açúcar. O resultado é bem diferente e para fazer é bem simples. Basta passar uma camada de um esmalte como base e, com ele ainda bem molhado, aplicar o pó na unha. Caso o esmalte já esteja seco, passe uma camada de extra-brilho. O importante é que o esmalte esteja molhado, pois ele é que será a “cola”. Por fim é só assoprar o excesso do pó que ficar no dedo. Aproveitem o carnaval para fazer unhas diferentes, com muito brilho e cor! Eu sou adepta a unhas coloridas sempre, mas, para quem ainda não tem muita coragem de sair do esmaltinho básico, essa é a época ideal para experimentar cores, técnicas e acabamentos. Para aquelas que adoram se aventurar em uma novidade esmaltística, o carnaval é sempre um bom desafio para inovar ainda mais.

Carolina Silveira Jornalista

Nail art de marinheiro Créditos Esmaltonicas

23

O carnaval, em seguida, está aí. E vocês, já pensaram na fantasia que vão usar? E para as unhas, já têm ideias? Para ajudar a deixá-las na moda, mostro, na coluna deste mês, algumas sugestões de combinações temáticas e acabamentos diferentes de esmaltes. Tudo para arrasar na folia! Na edição passada, eu comentei que a tendência para esse verão é colorir. No carnaval, então, essa moda estará ainda mais em alta! O divertido dessa comemoração é que podemos soltar a criatividade e elaborar unhas bem diferentes e coloridas. O legal mesmo é combinar com a fantasia, seja com uma manicure mais básica, na qual simplesmente se replicam nas unhas as cores usadas na roupa, ou com uma criação mais elaborada, com vários desenhos e detalhes temáticos. Opções para a gente sair do esmalte cremoso básico e entrar no clima festivo do carnaval não faltam. Uma boa aposta são os esmaltes com glitter, afinal carnaval é praticamente sinônimo de muito brilho, né? Os vidrinhos com acabamento de glitter forte são bem marcantes e a cara da folia! Ainda tem os com glitter hexagonais e redondos multicoloridos, que dão um toque bem divertido à manicure e até parecem confete. Já esses são um pouco mais complicados de aplicar, pois, para deixar a unha preenchida, às vezes é preciso finalizar colocando-os um a um, mas, nada que um pouco de paciência não resolva, já que o resultado fica muito bonito. DICA: Esmalte com glitter é tudo de bom, mas, por outro lado é muito difícil de remover. Uma técnica que ajuda a tirá-lo sem stress é colocar um pequeno pedaço de algodão umedecido com acetona/removedor em cima da unha e deixá-lo de 3 a 4 minutos. Assim, ao se tirar o algodão, praticamente todo o glitter sairá junto!

Glitter forte rosa Créditos - Carolina Silveira

Esmalte flocado laranja Créditos - Carolina Silveira

Unhas de açucar rosa Créditos Rodrigo Nunes


Alpha

Ivan Pons

24

Empresário

Caro Homem Alpha, nesta edição fomos buscar algumas dicas para facilitar sua vida na hora de arrumar sua mala. Até porque, temos coisas mais interessantes para fazer nas férias do que ficar procurando roupa na mala ou desamassando, antes de usá-las. Um primeiro passo interessante é deixarmos tudo que queremos levar separado em cima da cama. Assim, conseguimos visualizar o conjunto e evitar excessos. É comum levarmos muito mais do que realmente usaremos, mas, se pensarmos antes, além de evitar peso demais, chegaremos ao nosso destino com combinações já montadas em nossas mentes. Obviamente, o destino interfere na mala de um Homem Alpha. Se seu destino for praia, não esqueça de itens básicos como protetor solar, óculos de sol, chapéu, um bom

livro, roupas com tecidos leves, sandálias e roupas de banho. O verão é a melhor época do ano para abusarmos das cores, tecidos e acessórios, então, aproveite. Se sua viagem for para o exterior, para o frio, abuse da elegância que o inverno proporciona. Pegue seus melhores jeans, blazers, suas camisas e mantas e aproveite. Nada melhor para um Homem Alpha do que a possiblidade de jogar inúmeras peças para compor seu look. Sendo assim, abuse! Seja qual for seu destino, procure organizar sua mala por prioridades e tecidos. Coloque o que for de mais pesado ou grosso na parte inferior da mala, assim evita-se que as peças de tecidos mais leves amassem. Na parte superior da mala, tecidos leves, acessórios e o que for curinga, pois imprevistos acontecem e um Ho-

KIT BÁSICO CARNAVAL Vai para a praia no Carnaval? Fizemos um “checklist” para você não exagerar e não esquecer nada. Anota aí: CALÇA (jeans ou sarja); CAMISETAS BÁSICAS (branca, caqui,

blue jeans);

BERMUDAS

De preferência neutras (algodão, sarja ou linho);

SHORTS DE BANHO (Coloridos e estampados); CHAPÉU OU BONÉ;

CINTO ESPORTIVO; 5 PARES DE MEIAS; SANDÁLIAS, SAPATO OU TÊNIS (Algo bem confortável);

PROTETOR SOLAR; RELÓGIO E ÓCULOS DE SOL; NECESSARIE COM PRODUTOS DE HIGIENE PESSOAL.

mem Alpha tem que estar sempre preparado. Com a proximidade do Carnaval, meu caro Alpha, alguns cuidados devem ser redobrados. Entre no clima do Carnaval, mas, só você. Sua roupa não precisa saber em que época do ano estamos. Mantenha-se forte, resista às influências da televisão e de seus amigos e conserve-se. Se seu bloco tiver abadá, use-o, mas analise e jogue peças que não briguem com o mesmo. Enfim, querido Alpha, o verão está aí e todos somos mais felizes nessa estação. Então, vista seu melhor sorriso (junto com seu melhor look, é claro), faça o que te deixa realmente feliz e aproveite. Afinal, logo estaremos voltando para nossa realidade diária. Enjoy yourself.


Fotos: Divulgação

25


Por aí

Street Style

Figurinista

cot. Nunca tinha visto tanta gente bacana em um mesmo lugar. Vale a pena conferir os looks! Depois, fui me surpreender na noite cênica da II Dionísia Urbana, que rolou no Coletivo Munaya, um lugar que une “rango, som, estilo e cultura”, como eles mesmos dizem! Esquetes, poemas e gente boa reunida fizeram uma noite quente ser muito especial! Vem ver quem passou por lá!

Lucas Daneris

Estudante de Direito

Ana Paula Boni Publicitária

Fotos: Graziele Pacheco

26

Férias, verão, festas, amigos e muita alegria. Assim podemos começar a falar do Por Aí dessa edição, que foi a lugares completamente diferentes em uma mesma cidade! Essa diversidade é uma das particularidades de Pelotas de que mais gosto. Você consegue se divertir independente do seu estilo de vida. Quer exemplos? Então vem comigo ver os looks que cliquei em dois eventos que rolaram por aqui! Comecei com as delícias do Confraria e conheci a Banda Entre-

Grazi Pacheco


Estudante de Nutrição

Clev y Reis Ator

Laila Palazzo

Lúcia Badia

Caroline Sachett

Rafael Barros

Publicitária

Estudante de Moda

Nutrucionista

Fotógrafo

27

Anelise Souto


Papo X

28

As tendências para o verão estão sendo desfiladas sob o calor das cidades e praias, sejam as novas peças que viraram moda ou aquelas que reapareceram nos guarda-roupas femininos e masculinos. Veja o que ELAS e ELES pensam sobre o que tá rolando por aí!

REGATA: Acredito que já é possível encontrar homens usando regatas diferentes. Mas, sinceramente, acho que ela só funciona na praia ou academia. Fora isso? NEM PENSAR! Existem outras opções muito melhores para usar no dia a dia, em algum barzinho ou na noite. Ainda mais se for aquelas estilo “mamãe tô forte” e/ou muito decotadas. Eu acho péssimo, até porque é só olhar pra ver que o corpo tá em dia, não precisa exagerar e querer sair mostrando (risos). BERMUDA ACIMA DO JOELHO: Depende muito da pessoa que vai usar. Se tiver estilo pra saber levar esse tipo de bermuda, acho legal. Algumas mais descoladas e com cortes diferentes caem bem. Agora, por favor, não dá pra usar aquelas comuns e que parecem estar marrecas (risos).

REGATA: Para mim, é um tipo de roupa que não fica bem em todos. É um modelo de camiseta pra ficar bem à vontade. Aqueles que usam pra festa, por exemplo, acho muito brega! (risos). BERMUDA ACIMA DO JOELHO: Não acho que caia bem em qualquer homem. É um modelo bem arrumado, acho bonito. Mas, ainda prefiro um modelo mais comprido de bermuda, porque fica parecendo mais despojado.

REGATA: É uma peça que eu gosto, mas só das que tem alças largas. Já aquelas bem fininhas, nem pensar! BERMUDA ACIMA DO JOELHO: Eu, particularmente, não gosto muito de bermudas curtas. Apesar de parecer mais elegante, acho que não ficam bonitas no corpo.


TOP CROPPED: Uma forma ousada de se vestir, uma peça para mulheres que têm personalidade. Infelizmente, não são todas que ficam bem com o top cropped. Além de bom senso, é preciso estar em forma para usá-lo. A modelo faz toda a diferença. Ah, e mais um detalhe, a peça parece que falta “algo”. SHORT TIE-DYE: Posso estar fora de moda, mas, creio que seja para usar na época de Carnaval. Não acho legal, é uma peça difícil de combinar. Não atrai meu olhar, não chama a atenção por nenhum ponto positivo. E outra coisa: se isso é tendência, quero continuar sem entender nada de moda.

TOP CROPPED: É uma blusa bonita se a modelo tiver bom senso, ou seja, com um corpo em forma, fica legal. Já não gosto do fato de ser usada com roupas cintura alta.Mas, como eu já disse, se a modelo ajudar, até ameniza a feiura da peça de cintura alta (risos). SHOR TIE-DYE: A pintura é massa, bem legal! Só não curto como na foto, o short muito lá em cima. Além disso, tem que saber usar e combinar.

TOP CROPPED: Apesar de ter visto poucas mulheres usando, achei bonito, mas dependendo do estilo de corpo da mulher e do comprimento da saia, pode ficar vulgar. SHORT TIE-DYE: Como toda peça de roupa, depende do estilo da pessoa, mas, normalmente eu curto muito nas mulheres. Acho mais bonito quando elas usam esse short no dia a dia. Quando usado em festas, dependendo da festa e das combinações (da blusa e do sapato), até vai, mas, se for usado com coisas muito coloridas, fica tri feio (risos).

Fotos: Divulgação

29

Papo Y


30

E se ele for mais feliz com ela? Começo o texto com uma dose alta de calmante: ele nunca será feliz com ela como foi com você. Agora, a punhalada: ele também nunca será feliz com outra como foi com ela. Simplesmente porque cada fase e cada pessoa que passa por nós é diferente e nos deixa marcas diferentes. Sabemos disso, mas insistimos na comparação. Desistimos de um relacionamento por vários motivos: porque somos diferentes, porque as prioridades não são as mesmas, porque não nos enxergamos vivendo a mesma ladainha por muito mais tempo, por uma traição, por falta de confiança, por falta de companheirismo e por falta de amor. Portanto, o primeiro passo do fim de uma relação é aceitar que a vida de quem um dia caminhou ao seu lado vai seguir e você ainda verá sorriso naqueles mesmos lábios que juraram não saber viver sem você. Dói, porque planejamos coisas que podem nunca mais acontecer. Porque tínhamos viagens marcadas e porque alteramos a data das nossas férias. Dói, porque ele acordava com um sorriso de manhã e era você quem via e porque todos os beijos e abraços e pensamentos eram endereçados para você. Mas, dói, principalmente, porque somos egoístas. Porque não queremos dividir algo que já foi nosso, mesmo que não nos sirva mais. Porque sempre achamos que melhoramos alguém para entregar de bandeja a outra pessoa que não vai saber cuidar tão bem quanto nós do que tínhamos certeza que nos pertencia. Porque embora não nos fizesse bem, estava ali, e isso nos bastou por muito tempo. “E se ele for mais feliz com ela?” Ele não será. Você também não será mais feliz com o próximo, porque não existe MAIS feliz. Você

Manoela Nogueira Soares Jornalista

será feliz de novo ou de um outro jeito, que pode te preencher mais. E será apenas diferente, mas não será MAIS ou MENOS. Será você e um novo momento. Aliás, você já parou para pensar no quanto você pode ser feliz sem ele? Que essa pode ser a oportunidade para um recomeço? Para que você corte o cabelo como tinha visto naquela revista, troque suas roupas por outras que valorizem mais o seu corpo e arranque elogios dos que passam por você? Você já parou para pensar que o fim de um relacionamento pode ser o momento certo para recolher pedaços seus que se espalharam pelo caminho, colar, readaptar e voltar a ser a pessoa que você sempre gostou de ser? Não dá para encarar o término de um relacionamento, ou pior, o início do relacionamento de um ex com outra, como o fim. Não é o fim. Deixe o tempo passar e se permita ser feliz todos os dias. Avalie se você não está muito mais preocupada que ele não seja feliz do que com a sua luta diária por um sorriso. Felicidade é um exercício, então não se torture com pensamentos sobre o novo relacionamento dele. Faça dos seus pensamentos aliados, e não inimigos. Pense em todas as suas qualidades, em todas as coisas boas que você já viveu e dividiu. Pondere, também, tudo o que não deu certo nesse antigo amor e não deixe que se repita no próximo. Permita esvaziar o peito e respirar fundo, ter a alma leve e atrair novos olhares. Não procure, deixe que te achem. E se, assim, você for mais feliz? Acostume-se! A felicidade também é companhia!

ANUNCIO AMPLIE


Larissa Braga Nutricionista CRN 7716P

1 Ingira líquidos, preferindo água durante o dia; Ingira água no inter valo das refeições (até 30 minu2 tos antes e a partir de 1 hora após a refeição); 3 Carregar uma garrafinha d’água por ser uma boa opção; com o consumo de álcool, pois, além de possuir 4 Cuidado efeito tóxico às células do fígado, promove desidratação; 5 Prefira frutas ricas em água, como melancia e melão; de coco também funciona com isotônico natural, 6 Água auxiliando na reposição líquida e de sais minerais. Mantenha seu corpo saudável, mantenha-o hidratado e tenha uma ótima folia!

Foto: Divulgação

O carnaval está aí e você já pensou em sair atrás do trio elétrico. Então, saiba que o corpo libera calor na forma de suor para manter a temperatura do organismo adequada. Além disso, também eliminamos água através da urina. Com isso, perde-se água e minerais. Mas, você sabia que a água participa de muitas reações químicas no nosso corpo e que para que isso se mantenha precisamos repor essa quantidade de água perdida? Esteja atento. Não espere sentir sede, pois a sede já pode ser um sinal de desidratação.

31

Bem estar


Tribos

Francine Peres

Estudante de Psicologia

32

Lucio Ribeiro, 34 anos. Piercings, calça rasgada, corte estranho no cabelo. Bermuda fundilhuda, boné de aba larga. Tatuagens, roupas pretas. Reggae, gírias, regata e cabelo parafinado. São estilos permeados entre os grupos formados por pessoas que identificam-se com um esporte, com a forma de falar, com a música ou, até, com a forma de vestir. O que importa é que essa identidade criou, hoje, costumes tão organizados que têm normas, linguagem e adeptos, dependendo de cada grupo. Tribo Urbana é o nome dado a um grupo de pessoas com hábitos, valores culturais e ideologias políticas semelhantes. Possuem as suas próprias músicas e um modo próprio de vestir. Todas estas características permitem destingui-los dos demais. No surf, não é diferente. A nomenclatura é mais do que um esporte, é estilo de vida, é cultura, é modo de vestir. A tribo cresceu tanto nos últimos anos, que fez do Brasil o segundo maior consumidor de artigos para Surf. Além disso, como muitas outras tribos relacionadas ao esporte, criou-se uma subdivisão: a dos consumidores, que seguem o estilo de vida pregado pelo surf, consumindo produtos, mas não praticam o esporte. Uma pesquisa encomendada pela revista Alma Surf, em 2008, concluiu que, naquela época, 87% dos produtos de surf, eram consumidos por simpatizantes e não pelos esportistas. Mesmo, estes, sendo os responsáveis pela formação de opinião para a tribo.

SURF NA ALMA Lúcio Ribeiro acorda cedo, antes mesmo do sol nascer. Veste a bermuda, a camiseta e o chinelo de dedo. O destino? Praia! Junto com ele, milhares de homens e mulheres repetem o destino todos os dias. A música, o amor pelo esporte, pela praia e a forma de vestir são semelhanças compartilhadas pela Tribo que é ligadíssima com a natureza. - Se a previsão do tempo é boa, acordo muito cedo mesmo. Para aproveitar a manhã no mar- afirma Lúcio. Surfista desde os dez anos, Lucio fez do hobby seu plano de vida: hoje é trabalho. Com 34 anos, pai de um menino de quatro, o qual já tem até prancha de surf, Lucio ensina as técnicas de diversos esportes aquáticos, para iniciantes e amantes do surf, na praia do Cassino. De esporte à trabalho, o surf e as atividades aquáticas viraram, também, filosofia de vida para o instrutor. - Fazer parte do Surf levar uma vida preocupada com o meio ambiente, já que vivemos nele diretamente. Além disso, você cultua mais sua saúde para pode estar apto para surfar, nega até festas para poder acordar cedo.

CONFIRA O BATE PAPO: É de senso comum que os surfistas acordam cedíssimo, mesmo no frio, pra conseguir surfar uma onda boa, por que isso? É um hábito comum para os surfistas em geral. Mas principalmente, na nossa região e em muitas outras do planeta, a tarde tem mais vento e o vento é inimigo do surf clássico, pois deixa as paredes das ondas crespas, tirando a estabilidade do surfista nas manobras. Não existe frio nem horários para o surfista, existe o “clássico”. O que muda na forma de vestir, falar (girias) etc? Acho que as gírias dependem da região e dependem muito, também, da idade do surfista. O modo de vestir passa a ser mais preocupado com a praia, se o surfista estiver perto dela. Por isso, as bermudas, chinelos, regatas e camisetas. Hoje o mercado do surfe cresceu muito em todo o mundo. Existem marcas aqui do Estado que se destacaram no mercado internacional. A que tu atribui essa influência sob tantos jovens a se vestirem assim? Os jovens na minha opinião, são infleunciados pela adrenalina do surf, pela filosofia de conseguir pegar a melhor onda e fazer a melhor manobra, o modo de se vestir é consequência desses pensamentos. Depois que você pega a primeira onda, acaba viciado no esporte e quer expressar o quanto ama o surf. Por isso, muitas vezes, expressa esse amor com roupas de marcas de surf e desenhos da onda perfeita ou de pranchas lindas estampados no peito. Afinal, surf é um estilo por quê? Porque é uma filosofia de viver uma vida sem grandes riquezas, mas com grandes momentos para contar para os filhos. O Surf influencia toda a vida de uma pessoa, em todos os sentidos, faz a gente viver mais !


33

Instrutor de esportes aquáticos, Lucio tem a água como sua segunda casa.

VOCÊ SABIA ?

rq Fotos: A

oal uivo pess

Com o passar dos anos, começaram a fabricar pranchas menores, com laminação e pintura com tinta automotiva. Geralmente eram pranchas vermelhas com raios amarelos ou amarelas com raios vermelhos, devido a pouca variedade de tintas.

ento, Viva V o. la o c Es ssin do Ca Praia

Outra curiosidade do esporte é que no começo, ele só era praticado pelos Reis da Polinésia e sem o leash (cordinhas que seguram os pés nas pranchas). A tradição de se colocar a mão na prancha em tubos de backside também tem história. Quem iniciou essa prática foi um australiano que sempre colocava a mão na borda da prancha para não cair nem perdê-la durante

as manobras.

Fonte: Cobra Dágua


Vista sua casa

Catarina Toaldo Loder Arquiteta CAU 118243-9

1

Casa para o verão Já chegou o verão, as férias estão rolando e a tendência é aproveitar a casa, a piscina e ficar ao ar livre até o fim do dia.

34

2

O verão já está com tudo, então não perca tempo de preparar a casa para receber os amigos e relaxar nos dias de calor e sol. Vale ler um livro na rede, tomar sol ou, até mesmo, ficar conversando com os amigos pelos cantinhos mais aconchegantes da casa. Quer preparar esses espaços agradáveis e super bonitos para a estação? Seguem aqui dicas para ter mais conforto, beleza e levantar o astral da casa.

1-

Para a varanda, faça um espaço para encontros com os amigos e churrascos, ganhando um espaço gourmet. Jogue detalhes alegres, como cadeiras e quadros coloridos. Dê um ar descolado e acolhedor no ambiente!

2-

Tem uma sacada? Ela está sem vida? A ideia aqui é revestir com madeira, fazendo vasos e bancos que ficam muito acolhedores. Os pisos de madeira são fáceis de colocar e podem ser montados com rapidez e facilidade. Para os bancos, indico colocar futtons (almofadas) feitos em tecidos impermeabilizados, que são práticos e não têm problema de ficar expostos à chuva e sol. Nos vasos, aposte em vegetações próprias para o verão e para a localização da sacada, seja ela com bastante sol ou mais sombria.

3 - Sombra e água fresca? Uma rede é uma boa ideia para ter em seu pátio! Ela pode 3

ser de tecido ou de madeira, como na imagem. As redes são relaxantes e devem estar próximas à natureza, com um jardim em volta. Sobre a rede, dependendo do seu acabamento, pode-se jogar almofadas bem alegres, dando um ar de verão no espaço e servindo, também, para ficar mais confortável para os momentos de relax.

4-

Tem um belo jardim? Gosta de cuidar? Por que não reservar um espaço para guardar vasinhos, mudas de planta e ferramentas que ajudam a deixar o jardim mais bonito? Armários e nichos podem ser feitos para armazenar esses objetos. Além de ficar bonito e prático, deixa seus utensílios mais organizados.

5 - Se estiver querendo mudar o visual da casa para deixar mais alegre sem mudar

os móveis, pode apostar na colocação de ladrilhos hidráulicos. Os ladrilhos lembram azulejos portugueses e são uma grande pedida. Vêm em diversas estampas e cores, dando um toque mega retrô e alegre.

4


Vista sua casa

6-

Para um espaço bem despojado, escolha tecidos coloridos, listrados ou florais. A dica da vez são as chamadas “chitas”, que alegram o verão! É um tecido bem simples, feito de algodão com cores primárias e intensas, que veio para o Brasil em 1.800 com os europeus. Essa tendência vai muito além dos looks nas passarelas e chega até a decoração. Pode ser usada em almofadas, na parede e até no forro! Dá um ar descontraído e, ao mesmo tempo, coloca um pedaçinho da cultura brasileira dentro da sua casa.

6

7-

Banco só na praça? Não! Agora você pode ter um banco na entrada da casa, no jardim e até dentro da sala. Vale a criatividade. Aqui, um banco em madeira de demolição recebeu coloração bem alegre e foi inserido em meio ao jardim com muitas vegetações, que dão o frescor do verão.

7

8-

Ter uma horta em casa é demais! Colher hortaliças fresquinhas direto do seu jardim não é para qualquer um! Além, é claro, do charme que fica a sua casa. A horta pode ser na parede, no jardim, diretamente no solo ou em vasinhos espalhados pelo pátio.

novidades e criatividade em ação! Por isso, indico que vocês peguem aquela bicicleta sem uso que está jogada na garagem para decorar a casa. Serve para substituir, inclusive, o armário do banheiro. Na imagem, tem espaço para as toalhas, para a cuba e até para um vasinho de flores!

8

10 -Sol, calor e as suas janelas estão com as cortinhas pesadas do

Foto: Divulgação

inverno? A hora é agora e não pode perder tempo... Aposte em cortinas de tecidos leves e coloridos. Elas deixam os ambientes mais bonitos, com a cara da estação e permitem que você deixe a casa clara e ensolarada, facilitando para ficar mais fresquinha com as trocas de ar.

9

10

Gostou das dicas? Tente pegar as ideias que se encaixam no seu cantinho e transforme num espaço do qual os amigos e familiares não vão querer mais sair. Aconchegante, acolhedor e bonito são as regras! Vale usar a criatividade e tentar sempre deixar o espaço funcional e esteticamente belo. Curta o verão com muito conforto e beleza!

35

9 - Bicicleta é para passear... Para fazer corridas... Mas, o verão pede


36


edicao3