Page 1

ANTENADOS

A IDEIA JOVEM DE BRASÍLIA

Brasileiros Na Bélgica Entenda o que leva os Brasileiros a escolher a Bélgica Como uma opção para viver Uma longa Jornada

Look At Me GDF assina acordo para capacitação de mulheres

Antenados + Como se livrar de pensamentos que grudam na cabeça?

Solidariedade Campanha Agasalho Solidário aquece população carente do DF


Editorial Como é bom escrever mais um editorial para o leitor mais ante-

nado de Brasília. Essa edição começo falando do mês amarelo um mês que é abordado um tema tão importante e, porém que ainda é pouco falado, Julho foi adotado pelo Ministério da Saúde e pelo Comitê Estadual de Hepatites Virais como o mês de luta e prevenção das hepatites virais. O mês da Prevenção e controle das hepatites virais é muito importante, pois a prevenção cada dia deve-se aumentar mais porque as hepatites virais são as principais causas de câncer no fígado, Isso não significa que a prevenção à doença deva ser menor nos demais meses do ano. De acordo com o Ministério da Saúde, três milhões de brasileiros estão infectados pela hepatite C, mas não sabem que têm o vírus. A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que cerca de 3% da população mundial, seja portadora de hepatite C crônica. Pessoas com mais de 45 anos de idade façam o teste gratuitamente em qualquer posto de saúde e, no caso positivo, façam o tratamento que está disponível na rede pública de saúde. Este mês trouxemos um assunto muito interessante sobre os Brasileiros que optam pela Bélgica para viverem suas vidas longe de ente queridos em busca de um vida financeira prospera. Você também vai conhecer a capital da Bélgica, Bruxelas, um lugar lindo que têm muitas opções de passeios para o turista além de uma incrível história que se estampa em capa parte da cidade. Em look at me GDF assina acordo para capacitação de mulheres. Veja também um lindo trabalho solidário do GDF da Campanha Agasalho Solidário que aquece população carente do DF.

Índice Cultura

pág. 06

Capa

pág. 10

Falando Pro Antenados

pág. 14

Solidariedade

pág. 19

Estética & Beleza

pág. 23

Antenados+

pág. 26

The Best

pág. 29

Look At Me

pág. 30

Até a próxima, beijos!

Gratuita

Distribuição

Expediente

ANTENADOS INFORMATIVO JOVEM DE BRASÍLIA ANO 19 ED. Nº 148 2019

DIRETORA: BETH CAOMON DIRETORA: MÔNICA LEMETS CONTABILIDADE LIBERAL CONTABILIDADE EDIÇÃO: MENSAL JORNALISTA: JOSEANE LIRA REVISÃO: JOÃO AFONSO e CAMILA L. DIAGRAMAÇÃO: B&M 10 PRODUÇÕES PROJETO GRÁFICO: B&M PRODUÇÕES END: EQRSW 7/8 ED. MONUMENTAL SUDOESTE TELEFONE:(61) 98649-0522 ANTENADOS@ANTENADOS.COM.BR

Capa: Juliana Lambroni Leandro Almeida em Grand-Place de Bruxelas


Cultura

68ª Expoagro De Formosa Acontece entre os dias 31 de Julho a 4 de Agosto, com atrações imperdíveis como Zé Neto e Cristiano e Jorge e Mateus de quinta a domingo às 23h no Parque de Exposições de Formosa-GO.

CIRCO GROCK 2019 – UMA HISTÓRIA DE CIRCO

A magia do circo volta a tomar conta do Centro Cultural Banco do Brasil com uma nova temporada de apresentações, celebrado pela teatralidade, alegria e criatividade que cativam a plateia. O tema dessa edição é “Uma história de circo”, funcionado como uma reflexão do circo sobre si mesmo, fazendo referência aos espetáculos circenses tradicionais e à história dessa arte, além de resgatar uma atmosfera colorida e animada ressaltando a importância do circo e do trabalho do artista para a sociedade em que está inserido. O espetáculo contará com artistas como palhaços, mágicos, malabaristas, atores e equilibristas criando um universo divertido e cativante de forma convidativa para participação do público na dinâmica da apresentação. Serviço: Local: Área externa do Centro Cultural Banco do Brasil 12 de julho a 15 de setembro de 2019 Duração de 90 minutos Ingresso: R$ 30,00 e R$ 15,00 (meia entrada). Classificação indicativa livre Julho Terças e quartas – 17h30 e 19h30 Quintas e sextas – 15h, 17h30 e 19h30 Sábados e domingos – 10h30, 15h, 17h30 e 19h30* * a sessão das 19h30 do dia 27 de julho foi cancelada. Agosto Quintas e sextas – 19h30 Sábados e domingos – 17h30 e 19h30 (sessões extras até 11 de agosto às 10h30 e 15h). Setembro Quintas e sextas – 19h30 Sábados e domingos – 17h30 e 19h30. Centro Cultural Banco do Brasil Brasília SCES, Trecho 02, lote 22 Informações: (61) 3108-7600

31 de Julho, Quarta Zé Neto e Cristiano 1 de Agosto, Quinta Teodoro e Sampaio 2 de Agosto, Sexta Jorge e Mateus 3 de Agosto, Sábado Hugo e Guilherme 4 de Agosto, Domingo Humberto e Ronaldo Ingressos 31 de Julho – Zé Neto e Cristiano 2º lote – Pista: R$ 60,00 3º lote – Área VIP Open Bar: R$ 100,00 1 de Agosto – Teodoro e Sampaio Pista: Gratuito 2 de Agosto – Jorge e Mateus 2º lote – Pista: R$ 60,00 3º lote – Área VIP Open Bar: R$ 100,00 3 de Agosto – Hugo e Guilherme 1º lote – Pista: R$ 50,00 1º lote – Área VIP Open Bar: R$ 80,00 4 de Agosto – Humberto e Ronaldo Pista: Gratuito Valores dos ingressos sujeitos à alterações sem aviso prévio. * Proibido a entrada e permanência de menores no Open Bar. * Open Bar será das 23:00 ás 02:00 * Open Bar será de Água, Refrigerante e Cerveja. Pontos de Venda Online https://baladapp.com.br/hs/68-expoformosa Físico: Formosa Dia e Noite Supermercado Cell Saito Celulares Rádio Terra FM Planaltina de Goiás Porcão Conveniência Planaltina DF Bugas Eventos e Comunicações Sobradinho DF Distribuidora Rio D’graus Informações:(61) 9 9916-1241 Classificação: 18 anos

www.antenados.com.br


Espetáculo Loloucas O Espetáculo Loloucas acontece nos dias 31 de Agosto e 1 de Setembro no Teatro Royal Tulip em Brasília. Confira! Data: 31 de Agosto e 1 de Setembro de 2019, Sábado e Domingo Hora: Sábado as 19h e 21h, Domingo as 17h Local: Teatro Royal Tulip Brasília Alvorada - SHTN

Depois de três temporadas de sucesso, Loloucas inicia a turnê em 2019 com estreia em Brasília em únicas apresentações. No espetáculo, as velhinhas, assíduas frequentadoras de teatro, chegam atrasadas a uma peça e, ao tentarem ir embora, se dão conta que estão no palco, onde, a partir daquele ponto de vista inédito, acabam se abrindo sobre suas histórias de vida e virando protagonistas de seu próprio espetáculo. Ingressos 1º lote R$ 45,00 + taxa (meia) R$ 90,00 + taxa (inteira) *Valores dos ingressos sujeitos à alterações sem aviso prévio. *Meia entrada somente para casos previstos por lei. Pontos de Venda: Digital www.bilheteriadigital.com/loloucas Físico – Sem taxa -BD KONI (ÁGUAS CLARAS) – Avenida das Araucárias, St. M Qnm 5 Conjunto B, 855 – Loja 11, Brasília – DF -Lojas Bilheteria digital – shopping Brasilia Shopping, Conjunto Nacional, -Pátio Brasil -Belini Pães e gastronomia – 113 sul Classificação: 12 anos *O estacionamento do hotel é cobrado a parte e não é de responsabilidade da produção do espetáculo.

Mostra Tim Burton A mostra gratuita acontece paralela à exposição “A beleza sombria dos montros: 10 anos de A arte de Tim Burton” e traz uma retrospectiva de filmes relacionados à carreira de um dos cineastas mais renomados da atualidade, que tem como marca o estranho, o bizarro, o sombrio e o surreal. Serão exibidos diversos filmes com um expressionismo único dirigidos pela mente fantástica do cineasta que proporcionam uma imersão no mundo do imaginário, além de filmes que inspiraram e serviram como referência para o seu trabalho totalizando 40 títulos, dentre eles filmes premiados como Sweeney Todd: O barbeiro demôniaco da rua Fleet e A noiva cadáver. Sobre o cineasta - Nasceu em Burbank, sul da Califórnia, em 1958. Quando jovem combatia a solidão assistindo filmes de terror e desenhando os monstros de sua imaginação. Em 1976 Ingressou no California Institute of the Art. Foi contratado pela The Walt Disney Company, em 1979, onde dirigiu seus primeiros longas: “As Grandes Aventuras de Pee-Wee” (1985), “Os Fantasmas se Divertem” (1988) e “Batman” (1989), filmes que ganharam destaque no cinema. Mas foi por meio do grande sucesso “Edward Mãos de Tesoura” (1990), estrelado por Johnny Depp, que o cineasta consolidou sua marca. Nos anos 2000 dirigiu clássicos como: “Planeta dos Macacos” (2001) , A Fantástica Fábrica de Chocolate”(2005), “A noiva-Cadáver“ (2004) e “Alice no País das Maravilhas” (2010). Além do cinema, também dirigiu trabalhos para a TV, como “Aladim e a Lâmpada Maravilhosa” (1984) e “Alfred Hitchcock Presents: The Jar” (1986). Também dirigiu o videoclipe de Bones (2006), da banda The Killers e foi autor do livro ilustrado “O Triste Fim do Pequeno Menino Ostra e Outras Histórias”, publicado em 1997. De 12de julho a 07 de agosto. Entrada gratuita com retirada de ingresso 1h antes da sessão Confira a classificação indicativa. Centro Cultural Banco do Brasil Brasília SCES, Trecho 02, lote 22 (61) 3108-7600

www.antenados.com.br


www.antenados.com.br


www.antenados.com.br


Brasileiros Na Bélgica Entenda o que leva os Brasileiros a escolher a Bélgica, Mas precisamente, Bruxelas, para viver uma jornada

Capa

P

ara entender o porquê de esta cidade ser a “queridinha” dos Brasileiros, vamos conhecer a sua capital, Bruxelas, essa linda cidade onde encontramos diversos pontos turísticos e históricos. Prepare-se, pois talvez depois dessa reportagem você possa ser o próximo Brasileiro a ir embora de mala e cuia rs. A cidade possui dois aeroportos, o Brussels Airport – BRU (também conhecido como Brussels National Airport, Brussels International Airport ou Zaventem Airport) e o Brussels Charleroi Airport – CRL (também conhecido como Brussels South Charleroi Airport). Você também pode chegar de trem, na estação principal de Bruxelas, que é enorme e bem conectada. A capital fica bem no centro da Bélgica entre a França e a Holanda, Bruxelas é a cidade onde está a sede da União Europeia, e apesar de estar localizada na região de Flandres, fala-se mais francês do que flamenco. O país é muito conhecido por castelos, cidades antigas e ruas de paralelepípedo, mas lá você pode encontrar muitos tesouros escondidos. Listamos aqui alguns fatos interessantes sobre a Bélgica para despertar sua curiosidade sobre o país.

Atomium O Atomium significa para Bruxelas o mesmo que a Torre Eiffel para Paris. É uma das maiores atrações turística da capital. Foi o pavilhão principal e o símbolo da Exposição Universal de Bruxelas de 1958. Obra de André Wtarkeyn e representa um átomo de ferro ampliado 165 bilhões de vezes. A estrutura tem 102 metros de altura formada por 9 esferas de 18 metros de diâmetro conectadas entre si por tubos com escadas rolantes.

Brussels

Manneken Pis A estatua de Manneken Pis é uma incógnita, existe muitas lendas que explicam o porquê da sua criação, uma delas é que no século 14, Bruxelas foi invadida e seus inimigos haviam colocaram explosivos pela cidade, no intuito de destruir destruí-la. Um garotinho estava observando de longe, ao avistar uma faísca correu e fez xixi em cima dela, parando os explosivos e salvando assim a cidade e toda a sua população. Essa estátua de bronze possui 61 centímetros é uma marca de Bruxelas e é apontada a terceira estátua mais famosa do mundo. Antigamente ela fazia parte da fonte que trazia água potável para a cidade.

No interior das esferas você pode ver exposições de caráter tanto permanente quanto temporário.

Em ocasiões importantes são colocadas roupas no bonequinho, o guarda roupa de Manneken Pis já tem mais de 700 peças. A estátua já sofreu 7 tentativas de roubo, com isso hoje ela é bem protegida com câmeras e grades.

www.antenados.com.br


GRAND PALACE Juliana e Leandro não poderiam deixar de andar na maravilhosa Grand-Place, que foi eleita diversas vezes a praça mais bela da Europa. Ainda deram a sorte de ver o sol refletido em todas aquelas peças de ouro que a praça tem, o que a deixa ainda mais fascinante. A praça é palco para apresentações, feiras e até manifestações.

www.antenados.com.br


Doces Os chocólatras também podem se deliciar na Bélgica, Você pode se deliciar caminhando pelas maravilhosas lojas de chocolate caseiro espalhadas pela cidade, uma das capitais mundiais do chocolate. São mais de 2000 mestres chocolateiros no país, profissionais que desenvolvem a arte do chocolate. São bombons, trufas, pralines, nozes, chocolate negro, branco, ao leite e outras delícias. Algumas das marcas famosas mundialmente são Leonidas, Godiva, Guylian e Neuhaus. No século 16 os exploradores espanhóis levaram grãos de cacau do México para Bélgica. Os grãos eram usados no comércio para a troca de mercadorias. Quando o rei Leopold II ocupou o Congo e fez do lugar uma colônia belga, toneladas de cacau começaram a ser trazidas para o país e com a mistura de manteiga e leite se desenvolveram as indústrias de chocolate. Hoje a Bélgica produz cerca de 170.000 toneladas de chocolate por ano. Em média um belga consome 11kg de chocolate por ano. Com tantas lojas espalhadas por Bruxelas, normalmente o turista vai embora levando pelo menos uma caixinha.

Diego e Bárbara

Os wafflestambém são muito requisitados, os belgas os consomem mais simples, com açúcar e ou um pouco de canela, porém para os turistas eles fazem com chocolate, frutas, sorvete, chantilly e tudo mais. Existem dois tipos: o waffle de Bruxelas (Gaufre de Bruxelles) com massa esponjosa e exterior crocante e o waffle de Liège (Gaufre liégeoise) com forma irregular e pedaços de açúcar sólidos.

Cerveja, Cerveja e Cerveja! A Bélgica é um dos maiores produtores de cerveja no mundo, para os amantes de cerveja na Grand Place você encontra o museu da cerveja que mostra como funciona o processo de produção, é um paraíso das cervejas. Você ainda pode degustar diversos sabores pela cidade, com uma enorme variedade de estilos e ingredientes, tem de tudo quanto é tipo, de queijo a chocolate. A cerveja tem um papel histórico na Bélgica muito antes do país se tornar independente. Em 1100, durante as cruzadas, sob permissão da igreja católica, a cerveja que na época tinha uma porcentagem pequena de álcool, era produzida e vendida pelos conventos como uma forma de arrecadar fundos.

Foi ma experiência singular , incrível !... de crescimento pessoal mesclando muitas coisas... como crescimento intelectual , idioma , cultura e até um senso crítico político ...” ressaltou Juliana

Por conta de contaminações que aconteciam nos rios era considerado mais seguro beber cerveja do que água, tudo pela saúde. E os preços são baratos para cervejas de tamanha qualidade! Cada variedade de cerveja belga é servida num copo apropriado, inclusive a transita, que é um tipo de cerveja produzida em mosteiros por monges.

www.antenadostv.com.br


Aqui é um país muito próspero, com uma diversidade de etnia que não vimos nem no Brasil, embora toda essa diversidade não tenha sido suficiente para tornar os nativos mais hospitaleiros... Um país com uma veia cultural riquíssima e o mais importante Acessibilidade a isso!!!” afirmou Juliana com entusiasmo.

A Brasileira Juliana Lambroni de 30 anos, empreendedora, proprietária da loja Pitanga, situada em Anápolis-GO, casada com Leandro Almeida, conta que escolheu a Bélgica por ver uma oportunidade de acelerar o processo de crescimento financeiro do casal aliando a qualidade de vida.

O que levam Brasileiros a escolherem a Bélgica? É nessa cidade onde são faladas oficialmente 3 línguas (francês, neerlandês e alemão) na qual mora uma comunidade relevante de Brasileiros. Há onze anos foi feito um levantamento pela oficina de estrangeiro e constataram a presença de 4.000 Brasileiros oficialmente legalizados. Porém calcula-se um número bem maior dos que vivem em situação irregular, a média varia entre 40.000 a 50.000 Brasileiros. Segundo o mesmo levantamento, estão concentrados nas comunas (espécie de sub prefeituras de Bruxelas) de Saint-Gilles, Anderlecht e Forest. Para os Brasileiros que não querem se sentir tão deslocados esses são os locais ideais para viver. É possível encontrar famílias completas, que vivem e trabalham na Bélgica, que conquistaram seus próprios negócios e acabam influenciando a ida de mais e mais compatriotas. A famosa publicidade boca-a-boca que, muitas vezes também pode ser bastante cruel. É fácil ver postagens nos grupos de brasileiros da Bélgica espalhados nas redes sociais com alertas para “calotes” e falsas propostas de empregos, sem falar na ilegalidade. Com isso, diante desta desconstrução, mais e mais brasileiros pedem passagem para voltar ao país de origem através do Programa de Retorno Voluntário. Saint-Gilles é um bairro conhecido como lusofônico, devido à quantidade de Brasileiros e Portugueses, nele você encontra para comprar facilmente uma picanha, uma caipirinha e até mesmo consegue ouvir uma Bossa Nova. Em um artigo na revista digital francesa Hommes & Migrations (2009), a migração brasileira para a Bélgica começou com a chegada de refugiados políticos, artistas, jogadores de futebol e estudantes fugindo do golpe militar de 1964. Desde os anos 80, depois das mudanças políticas no Brasil, esta primeira onda de imigração voltou para casa e espalhou a ideia de que a Bélgica era uma terra de boas-vindas. Ainda cita que o desenvolvimento das relações entre os dois países permitiu a imigração de profissionais qualificados

para multinacionais ou instituições internacionais e a instalação na Bélgica de suas famílias. A crise econômica dos anos 90 no Brasil estimulou uma nova onda de emigração, que acelerou acentuadamente após 2001. Existe uma quantidade de goianos na Bélgica e cerca de (47%) dos Brasileiros são goianos, muitos deles dizem que o principal motivo da ida de tantos goianos para Bélgica foi a mensagem fantasiosa da Bélgica passada por brasileiros que viviam aqui que, agregados a instabilidade econômica, a falta de emprego e a insegurança, criou-se um verdadeiro efeito dominó de fuga, facilitado também pela não exigência de visto para o ingresso no país. Tamanha é a representatividade deste estado que chegou a ter em Goiânia o dia da Bélgica, um evento promovido pelo Governo do estado brasileiro e a Federação das Industrias de Goiás, para estreitar os laços comercias. Outro dado que ilustra esse vínculo estreito entre Bélgica e Goiás foi à concessão do título da Ordem da Coroa, homenagem do Reino Belga a cidadãos estrangeiros que prestam relevantes serviços ao país, principalmente os que promovem os direitos humanos, ao bispo da Diocese de Goiás, Dom Eugenio Rixen e ao governado do estado, Marconi Perillo. Muitos Brasileiros que vivem na Bélgica são jovens e, portanto possuem maiores chances de terem um filho em sua trajetória migratória, com isso ajudaria a obtenção da nacionalidade belga. “Conhecer e usufruir de novas culturas e costumes é maravilhoso, além de saudável, mas permitir-se ser e estar brasileiro, é ainda melhor”. Marcela Bueno

www.antenados.com.br


Falando Antenados

Pro

Resiliência e desafios: Buscando a Excelência

Tornar-me resiliente foi essencial ao longo da vida. E para você?

T

udo poderia ser mais fácil e menos árduo. O caminho para a excelência não é assim tão simples, e os dias de sofrimento têm um sabor diferente na construção do nosso eu. Somos a espécie mais adaptável que existe e, ao longo da história, a resiliência esteve constantemente presente em tudo que fizemos. No entanto, mesmo havendo a tendência, existe a diversidade. Cada ser humano é um universo enorme e complexo, um emaranhado de histórias, experiências e sonhos que nos fazem seres únicos. Portanto ser resiliente, está além do instinto. Deve ser uma escolha. Desde criança gostava da alternativa mais complicada e o caminho mais áspero, porque deles, podia extrair melhores lições. O fácil nunca trouxe aquele brilho nos olhos e a sensação de estar sendo desafiado. Quem dera que os únicos desafios da vida fossem aqueles que escolhemos botar a cara a tapa.

Mas então, qual é a relação entre os nossos desafios e ser resiliente? Por definição da física, a resiliência é a capacidade do material absorver energia e deformar-se, mesmo assim voltar a ter sua forma inicial. No âmbito da psicologia, ser resiliente diz respeito a nossa capacidade de restabelecermo-nos após situações adversas. Passar por problemas físicos, mentais ou emocionais e mesmo assim mantermos a cabeça no lugar e os olhos adiante, na certeza da própria força e da capacidade de superação. É uma habilidade, portanto pode ser adquirida, aprendida e aperfeiçoada com as atitudes e comportamentos adequados.

Ah, talvez essa seja a mais bela das virtudes humanas, diga-se de passagem. É motivo de orgulho fazer uma visita ao passado, e verificar quantas provações nos foram incumbidas, fizeram-nos vergar, mas você está aqui, vivo. Sem dúvida você pode fazer esta reflexão. Verá que é um vencedor, disposto a sobrepujar o necessário com o foco na vitória.

Mas apenas a resiliência não basta. É preciso aumentar o limiar do sofrimento. Como se reerguer após uma queda? Se você faz esta pergunta, primeiro garanta a si, que não se perca em pensamentos sobre fracasso e inutilidade. Raramente haverão pessoas prontas para estender a mão a quem não considera haver dignidade em si mesmo. A resiliência não é uma virtude dos fracos, orgulhosos ou preguiçosos. Tê-la quer dizer muitas vezes lutar contra si próprio e os conflitos que, sem pedir licença, rondam a nossa psique. Pois como diz Augusto Cury…

Você pode ser o autor da própria história, ou o seu próprio carrasco”. A busca por clemência perante a vida ou a pena de si não podem ser opções para quem quer ser o autor da própria história. Ou então, escolha você a opção que sobra. Para mim, escolhê-la não parece ser tão inteligente. Superar uma queda consiste em tirar as mãos dos bolsos e lutar. As coisas não se resolvem sozinhas, e se você não quer ser derrubado novamente pela mesma situação, resiliência não será o bastante! Restabelecer-se é memorável, porém a arte consiste em retornar mais forte, mais inteligente, e menos suscetível aos percalços que antes lhe puseram de joelhos. Portanto extraia o máximo do que lhe acontece, das situações adversas e indutoras das mais graves crises emocionais. Haverá beleza nisso tudo. Sempre há. Então ser resiliente não é ser frio ou desprovido de sentimentos, e sim abrir os olhos para uma vida cheia de desafios, que a cada dia nos permite sermos pessoas conscientes, plenas e cheia de boas histórias. Por Vinícius Vicenzi Bett

www.antenados.com.br


www.antenados.com.br


www.antenadostv.com.brwww.antenadostv.com.br


www.antenados.com.br


Solidariedade

Campanha Agasalho Solidário aquece população carente do DF

Encabeçada pela primeira-dama, Mayara Noronha, ação social já arrecadou quase sete mil cobertores e cinco mil outros itens de frio.

Marcado

pela solidariedade, a Campanha do Agasalho Solidário, encampada pela primeira-dama, Mayara Noronha, tem devolvido a dignidade à milhares de pessoas em situação de vulnerabilidade no DF. Casos como a do jovem Matheus de Souza, 22 anos, e a do bebezinho de 10 meses, Heitor, seu filho. “Foi bom ter vindo para cá, o frio está demais”, diz o rapaz, alojado num abrigo improvisado no Ginásio de Esportes do Paranoá. Ali, assim como milhares de pessoas em condições parecidas, ele tem recebido assistência do governo e da iniciativa privada, parceiro na iniciativa, numa corrente de caridade que desde 17 de junho tem ajudado milhares de pessoas. A ideia é transformar a ação num evento que dure o ano todo. “Quero que essa prática seja mais evidente nos próximos anos, contar com um número maior de empresários e da população

Rede do bem Só de um grupo de quinze empresários de Brasília, Belo Horizonte e São Paulo, a campanha recebeu quase sete mil cobertores novinhos em folha. Os produtos serão distribuídos para instituições sociais, creches, contemplando toda uma estrutura de acolhimento à comunidade car-

participando”, frisou a primeira-dama, durante entrega simbólica de 500 cobertores no Centro de Atendimento Especializado para a População em Situação de Rua, em Taguatinga Norte. Mayara Noronha ainda visitou ao longo do dia outros dois pontos que vão receber as doações de cobertores e agasalhos da campanha. Uma creche na Fercal e a Federação de Bandeirantes do Brasil (FEB), uma organização mundial sem fins lucrativos, sediada no Paranoá, que presta assistência a crianças e idosos. “Sei que muitas dessas pessoas passaram por dificuldades de diversa natureza. Se a gente estreitar os laços, podemos colocar as demandas no papel e ver qual a melhor forma para ajudá-las o máximo possível”, acrescentou.

Agasalhos serão distribuídos por toda uma estrutura de acolhimento à comunidade carente do DF. ente do DF. Também outros 5 mil acessórios que vão desde blusas, agasalhos, luvas e meias arrecadados em ação coordenada junto à população do Distrito Federal e Órgãos, que receberam caixas para doações. Para a primeira-dama, Mayara Noronha, foi um sinal de que a caridade em Brasília anda em alta, a corrente do bem segue mais forte do que nunca. “O que percebo aqui em Brasília é que as pessoas têm vontade de ajudar e não sabe como e para onde vai a ajuda que eles dão, mas a solidariedade sempre esteve em evidência na cidade, sobretudo entre o empresariado”, observou. Para a empresária Miranda Castro, que mobilizou os donos de empresas do DF e de outros estados num prazo de três dias, com apenas alguns telefonemas, ajudar o próximo é um dos princípios básicos do cristianismo. “Assim que a primeira-dama me convidou para participar do projeto, aceitei na hora, mesmo tendo uma agenda apertada”, disse. “Não adianta a gente ganhar dinheiro e só olhar para si mesmo. Estar na condição de ajudar é melhor do que ser ajudado”, defendeu. Por: Agência Brasília /Lúcio Flávio Foto: Vinícius de Melo

“Quero que essa prática seja mais evidente Mayara Noronha

nos próximos anos, contar com um número maior de empresários e da população participando”, Mayara Noronha www.antenados.com.br


www.antenados.com.br


www.antenados.com.br


Estética

& Beleza Você que gostaria de estimular a produção de colágeno e Rejuvenescer sua pele, Conheça o Sculptra

A

idade vai chegando e aquelas bochechas caídas vai começando a nos incomodar, isso ocorre quando há uma diminuição do colágeno, outro fator responsável é a perda de gordura facial. Trouxemos um tratamento de ira ajudar você a recuperar o volume da sua pele, o Sculptra, um preenchedor dérmico injetável que existe desde 1999. Foi aprovado pela FDA pela primeira vez em 2004 para tratar a lipoatrofia(perda de gordura) em pessoas que vivem com o HIV . É um bioestimulador composto de ácido poli-L-láctico, biocompatível, biodegradável. Em 2014, a FDA aprovou o Sculptra Aesthetic para tratamento de rugas e dobras no rosto para dar uma aparência mais jovem. O principal ingrediente do Sculptra é o ácido poli-L-láctico (PLLA) Injetado na derme profunda, subcutâneo e região supraperiostal, induz uma resposta inflamatória recrutando macrófagos, monócitos e fibroblastos. Deste processo resulta uma cápsula de colágeno em torno de cada molécula. É classificado como um estimulador de colágeno que proporciona resultados de longa duração e aparência natural que podem durar até dois anos. Com o tempo as moléculas de Sculptra são absorvidas pelos macrofagos, estando a deposição de colágeno pelo fibroblastos, resultando no aumento da espessura dérmica. Este estímulo produzido pelo Sculptra, têm-se melhora na flacidez cutânea, correção volumétrica de áreas deprimidas, como sulcos, rugas, cicatrizes, e resgate dos contornos faciais.

O mecanismo de ação do Sculptra ocorre de forma progressiva, com o passar das semanas, você começa a perceber que a área onde foi aplicado torna-se mais firme. É justamente o efeito que você precisa: Firmeza e volume vindo gradativamente, à medida que seu próprio colágeno é produzido, de forma gradativa e contínuo. Mesmo após a absorção do produto na área aplicada, os efeitos que ele desencadeou persistem. Sculptra é seguro e eficaz, mas não é recomendado para pessoas com alergias a qualquer um dos seus ingredientes ou para aqueles com condições médicas que causam cicatrizes irregulares.

Procedimento para Sculptra Para esse procedimento você precisara apresentar seu histórico médico completo, incluindo quaisquer condições médicas e alergias, isso é muito importante para evitar qualquer efeito contrário ao desejado. Seu médico irá marcar os locais de injeção na sua pele e fazer uma limpeza minuciosa na área. O anestésico tópico pode ser aplicado caso seja necessário para ajudar com qualquer desconforto. O seu médico irá então injetar a sua pele usando múltiplas injeções pequenas. Você poderá retornar às suas atividades normais imediatamente após o procedimento. O médico irá adverti-lo sobre quaisquer instruções especiais.

www.antenados.com.br


www.antenados.com.br


www.antenados.com.br


Antenados+ U ma prova malfeita, aquela briga com o namorado, a conta atrasada, os currículos enviados sem qualquer resposta, o TCC que precisa ser terminado, o problema de saúde, o vizinho que faz barulho a madrugada inteira... Poderíamos listar inúmeras coisas que perturbam a nossa mente e você sabe muito bem disso, assim como possivelmente sabe como é passar o dia todo com alguma coisa incômoda martelando a sua cabeça. Nessas horas, dá vontade de tirar os pensamentos perturbadores com a mão, como se fossem uma espécie de pelo encravado, mas, infelizmente, não é assim que a coisa funciona. Pensamentos, quando grudam na mente, costumam ficar ali por algum tempo. Felizmente, parece haver uma maneira de lidar melhor com a situação – por que não aprender, então? Kelly Marin, da Manhattan College, e Elena Rotondo, da University of Wisconsin, dedicam seus estudos a tentar entender esse processo que nos faz ruminar pensamentos. Na pesquisa que fizeram juntas, elas registraram toda experiência estressante que viveram ao longo de três dias, na tentativa de comprovar o quanto esses pensamentos insistentes prejudicam nossa vida de diversas maneiras. Tem que respirar fundo

De acordo com elas, o simples exercício de pensar racionalmente sobre eventos estressantes nos faz aprender a lidar melhor com eles e a mudar de comportamento diante do que nos desagrada por algum motivo. Analisar aquilo que nos tira do sério nos faz pensar em meios de evitar esse estresse, caso uma situação futura nos faça reagir de maneira agressiva. Trata-se de conversas saudáveis e realmente produtivas que podemos ter com a nossa própria consciência. Elas explicam que a ruminação envolve reflexão, autocrítica e emoções negativas – se você não suporta uma pessoa do seu trabalho, ainda que precise conviver diariamente com ela, é melhor encontrar uma forma de melhorar a situação do que ficar pensando, sempre e cada vez mais, no quanto essa pessoa incomoda a sua vida, porque quando isso acontece, você fica inundando sua mente de pensamentos negativos. As pesquisadoras observaram que as pessoas que passaram pelo estudo também tinham queda de autoestima quando ficavam com algo negativo martelando em suas cabeças. Quando tinham que escrever sobre o que as fazia manter um pensamento negativo fixamente, essas pessoas ficavam mais angustiadas ainda.

Como se livrar de pensamentos que grudam na cabeça? afetados quando tentamos suprimir um pensamento ou uma imagem. O que se pode fazer, por outro lado, é ignorar esse pensamento ruminante. Por meio da técnica de “desengajamento rápido”, desenvolvida por esses dois últimos psicólogos citados, podemos “enganar” nossa mente simplesmente nos ocupando de alguma atividade que envolva aprendizagem, como ler um livro ou assistir a um documentário. Outra forma de tirar um pensamento ruim da cabeça é meio paradoxal, mas também funciona: aceitar esses pensamentos negativos constantes. Essa técnica tem como base um experimento feito tanto na University of Nevada, por Sunjin Im, quanto por Victoria Follette, do Florida Institute of Technology. Atenção plena

Nesse caso, um grupo de universitários teve que se lembrar de eventos estressantes que haviam acontecido em suas vidas recentemente. Além disso, eles responderam a uma série de perguntas cujo objetivo era avaliar a sua atenção plena e a tendência que tinham a desenvolver pensamentos ruminantes. Os resultados mostraram que as pessoas que se incomodavam mais com os fatos estressantes eram, de fato, as que ficavam pensando mais nesse evento. Os que tentavam limpar a mente desses pensamentos e aceitar o que havia acontecido, por outro lado, foram os que menos tinham pensamentos negativos constantes. Para os pesquisadores, isso nos mostra que aceitar o evento ruim e seguir a vida é algo que promove flexibilidade psicológica e que, por consequência, nos ajuda a tirar um pensamento ruim e constante da cabeça. A dica, portanto, é aceitar seus pensamentos negativos e manter atenção plena no que diz respeito a viver seu momento presente. Pensar sobre o que está acontecendo agora nos ajuda a não focar no que houve no passado. Dê uma chance aos trabalhos domésticos

Se você teve um péssimo dia no trabalho ou na faculdade, por exemplo, em vez de chegar em casa e ainda brigar com quem mora contigo ou se trancar no quarto para chorar em posição fetal, o melhor a fazer é se concentrar em alguma atividade doméstica e deixar os problemas do trabalho no passado, que é o lugar deles. Se os pensamentos negativos insistirem em pulular em sua mente enquanto você lava a salada para o jantar e se você não conseguir ignorá-los, aceite que eles aparecerão de vez em quando e volte a prestar atenção na alface sendo lavada. Fazer esse tipo de exercício mental é uma maneira de, aos poucos, neutralizar pensamentos negativos e aprender a vivenciar suas experiências, tanto as boas quanto as ruins, de forma produtiva. POR EQUIPE MEGACURIOSO

Sistema complexo e desengajamento rápido

A questão é que dizer a si mesmo que não vale a pena pensar tanto em alguma coisa negativa é um exercício que só vai deixar você mais consciente disso que causa tanto incômodo. Já se sabe que quanto mais você tenta fugir de um pensamento, mais ele se gruda em sua mente – além do mais, os psicólogos Johns Hopkins Corbin Cunningham e Howard Egert já comprovaram, em 2016, que nossos recursos cognitivos são www.antenados.com.br


www.antenados.com.br


www.antenados.com.br


The Best

DF terá aplicativo inédito de apoio aos egressos do sistema prisional

E

Termo de Cooperação Técnica com o Conselho Nacional de Justiça permitirá desenvolvimento da ferramenta até o fim de 2019

gressos dos sistemas penitenciário e socioeducativo terão um aplicativo como aliado para ressocialização. O Governo do Distrito Federal (GDF) assinou, nesta terça-feira (16), um acordo de cooperação técnica com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A ferramenta será elaborada neste semestre para ser testada na capital em formato piloto até o fim do ano. A intenção é que o instrumento ofereça serviços de suporte àqueles que cumpriram suas punições e a seus familiares, com acesso a informações, serviços, orientações e oportunidades de emprego e qualificação. O acordo prevê o desenvolvimento de estratégias e ferramentas para o aperfeiçoamento das políticas relacionadas à execução penal e ao sistema socioeducativo. Isso inclui iniciativas referentes à atenção às pessoas egressas, às alternativas penais, à monitoração eletrônica das pessoas, à custódia dos privados de liberdade. Além disso, também são observadas a formação dos servidores da área, mobilização da comunidade, sistemas de informação e procedimentos jurídicos. O objetivo é que, após a fase de testes, o aplicativo seja replicado em todo o país para beneficiar cerca de 200 mil pessoas por ano. A missão de desenvolver soluções tecnológicas para estímulo à criação de um Escritório Social Virtual ficará a cargo da Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAP-DF), com apoio técnico do CNJ. A ferramenta deve oferecer suporte aos egressos e seus familiares, com políticas de atendimento, oportunidades de emprego, renda e qualificação profissional. Pelo aplicativo, os libertados receberão alertas de comunicação e informação de seus processos disparado pelo Sistema Eletrônico de Execução Unificado (SEEU), ferramenta desenvolvida pelo CNJ que centraliza e organiza os dados sobre a execução penal no país. A solenidade de assinatura do termo aconteceu na sala de audiências do gabinete da Presidência do Supremo Tribunal Federal (STF). Participaram do evento o presidente do CNJ e do STF, ministro Dias Toffoli; o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha; o secretário de Justiça e Cidadania do DF (Sejus), Gustavo Rocha; do secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação do DF (Secti), Gilvan Máximo; o secretário de Segurança Pública, Anderson Torres; e o diretor-presidente da FAP-DF, Alexandre André dos Santos.

Cuidado e dignidade “Temos que nos esforçar muito porque não temos depósitos de pessoas. Aqueles que cumprem pena vão voltar às ruas melhores ou piores do que entraram, dependendo do governo e da sociedade. Eu acredito que temos que ter o compromisso com essas pessoas e na ressocialização como única forma de reinserção”, declarou o governador. Para ele, o aplicativo faz parte de um plano de recuperação que as pessoas voltem a ter dignidade. Presidente do CNJ e do STF, o ministro Dias Toffoli ressaltou a importância do papel interinstitucional para o cuidado com os egressos. “Temos que superar o pensamento de que aquele que cometeu um delito tem que ser um pária da sociedade para sempre. Essa superação deve levar a buscar a redução das taxas de reincidência social para que aqueles que saem do com estigma de condenação possam se reinserir devidamente a sociedade.” Conforme o ministro, medidas precisam ser garantidas para que os egressos possam reconstruir suas vidas e contribuir de forma ativa para edificar uma nova ação com menos criminalidade e mais cidadania. “O Estado tem obrigação de não só puni-los, mas de ressocializá-los e inserilos na sociedade até para prevenir que sejam capturados pelas organizações criminosas. É um projeto que, além de tudo também combate a violência”, diz. Por: Agência Brasília/Jéssica Antunes

www.antenados.com.br


Look At Me

Ericka Filippelli

GDF assina acordo para capacitação de mulheres Secretária Ericka Filippelli representou o governo, em São Paulo, no contrato de parceria com a Rede Mulher Empreendedor

A

Secretaria da Mulher do Distrito Federal assinou o acordo de parceria entre a Rede Mulher Empreendedora (RME) e o Governo do Distrito Federal (GDF). “É uma demanda urgente – a busca por emprego – e a RME oferece o que há de melhor no Brasil no que diz respeito à pauta do empreendedorismo feminino”, comentou a secretária Ericka Filippelli. A ação foi possível porque, em 8 de março deste ano, o governador Ibaneis Rocha instituiu, por meio do Decreto nº 39.705, a Rede Sou Mais Mulher, uma articulação entre organizações públicas e privadas e que promove ações voltadas para a promoção de igualdade entre mulheres e homens, o empreendedorismo e a autonomia econômica das mulheres. A finalidade da rede é estimular ações que promovam a igualdade entre mulheres e homens, de modo a proporcionar a dignidade e a autonomia da mulher, além de contribuir para o desenvolvimento econômico do Distrito Federal. A adesão da RME é relevante para o GDF e para a Secretaria da Mulher pelo que a instituição representa. A Rede Mulher Empreendedora é a primeira e maior plataforma de apoio ao empreendedorismo feminino do Brasil, com o propósito de apoiar empreendedoras economicamente, garantindo independência financeira de decisão sobre seus negócios e suas vidas. A parceria tem potencial na vida das mulheres do DF e o começo se dará por meio do Curso Ela Pode, que é uma iniciativa do Instituto RME com o apoio do Google.

Exemplos Ana Fontes, presidente da RME, disse que é importante expandir o programa Ela Pode. “Ter o Distrito Federal junto com a gente, por intermédio da Secretaria da Mulher, levando o empoderamento de mulheres empreendedoras e garantindo a independência financeira, é extremamente relevante”. Ana Fontes foi finalista do programa Women Change Makers da Womanity e do Prêmio Claudia, além de ter recebido outros ligados ao empreendedorismo feminino. A Rede Mulher Empreendedora alcança 500 mil mulheres em todo o Brasil e será implementada no DF ainda neste semestre.

O governador Ibaneis Rocha tem orientado os seus secretários a buscarem os melhores exemplos de políticas públicas e parcerias para implementarmos no Distrito Federal. A partir de hoje a Rede Mulher Empreendedora, que é uma referência internacional, trabalhará junto à Secretaria da Mulher auxiliando na capacitação de mulheres em vulnerabilidade socioeconômica”, analisa a secretária Ericka Filippelli. fonte: SMDF

www.antenados.com.br


Profile for Revista Antenados

Revista Antenados ed. 148  

Revista Antenados ed. 148  

Advertisement