Page 1


EDITORIAL É impossível separar a paixão pelos animais da dedicação à preservação ambiental. Não é concebível que alguém se considere um protetor de animais e destrua o ambiente em que vivemos, afinal, quando se gosta de algo é parte deste gostar o desejo de criar um futuro melhor para este ser de quem eu gostamos e isto inclui manter nossa “casa” limpa, saudável, equilibrada, conservada, para que seja um local ideal para a vida! Do mesmo modo considero muito difícil que pessoas protejam ou conservem o que não conhecem bem, o que nunca conviveram. Se lançarmos uma campanha para a preservação de um camarão azul do Mediterrâneo será que teremos muitas adesões? Quantas pessoas dedicariam seus esforços para salvar tal espécie, sem ao menos ter visto um camarão azul, sem nunca ter passado próximo do Mar Mediterrâneo. Qual o vínculo emocional das pessoas com este animal a ser preservado, ou com este ambiente que precisa ser revitalizado para a sobrevivência desta desconhecida espécie? Afinal o raciocínio lógico é: “e para que serve o camarão azul do Mediterrâneo?”, “Qual a conseqüência desta espécie ser extinta?”, “Por que deveria eu me esforçar por mantê-los vivos em seu ambiente... nem sei se este lugar realmente existe!”, “Nunca fui lá, nunca vi este animal, se o local e a espécie acabassem, para mim não haveria nenhuma diferença!” E é por isto que valorizamos a informação. É também por isto que valorizamos o convívio. Para que tenhamos em mente a importância de salvar os tubarões precisamos entender a importância destes seres para a natureza (cognitivo – racional), mas precisamos também ver um tubarão, saber onde vivem, como vivem, entendê-los como seres reais que merecem viver assim como eu! Preciso estabelecer, de algum modo, uma relação com este animal (afetivo – emocional), e esta é a importância dos programas de educação ambiental, dos aquários públicos, dos zoológicos, dos animais de estimação, dos programas de observação de animais na natureza, dos documentários sobre animais na TV, livros e revistas! Só isto nos mobilizará para a mudança de atitude e para a luta pela sobrevivência e pelos direitos de todas as espécies animais, inclusive a nossa (físico – ação)! Esta é a vida integral... racional / emocional / ativa! Vamos fazer a diferença juntos!

Ronaldo Tedesco Silveira

Nossa capa Foto vencedora do VI Concurso Nacional de Aqua Paisagismo - Categoria Aquários Plantados - 2009 Autor: Fabiano Marcos Gobbo Ponta Grossa – PR Fonte: CBAP - www.cbap.com.br


01 - Nossa capa com “obra” Fabiano Marcos Gobbo 03 - Editorial 07 - Traga a natureza para dentro de sua casa, com cor, intensidade e vida! 13 - Zooterapia, ATAA, Pet Terapia, Cinoterapia... 16 - Projeto Pêlo Próximo - Ação! 19 - Mundo Gato: Sphynx, um gato produzido em laboratório? 25 - Guia Gatos de Raça. 35 - Mundo Cão: Schnauzer, certamente um cão para conversar! 38 - Guia Cães de Raça. 43 - As Serpentes (segunda parte). Com Juliana Russini 47 - Veterinária: Congressos, Cursos e Artigos. 55 - Direito Animal: Tráfico de animais. Com Dra. Angela Marcatto 57 – Dê sua opinião. 59 - Mundo Aves: Os encantadores Periquitos Australianos. 63 - Agility 64 - Parada PET Home – Um guia de produtos e serviços para você que quer sempre o melhor para seus bichos! 66 – Parada PET Business - Um guia feito para você que é profissional da área pet - Feiras, eventos, distribuidores e oportunidades. Novidade: Marketing de serviços no segmento Pet; Fique de olho; Cuidados com o Fisco;


Traga a natureza para dentro de sua casa! Aquário Plantado – 2º. colocado do CBAP 2008 Autor: André Luiz Longarço

O movimento de urbanização mundial é intenso e muitas vezes resulta no afastamento das pessoas de suas origens, do contato com a natureza. Mas este afastamento, mesmo que de maneira inconsciente, provoca um certo desequilíbrio no ser humano. As pessoas com pouco contato com animais, plantas, rios, mares, se tornam pessoas estressadas, materialistas, deprimidas, irritadiças. Não é a toa que a cada feriado do ano as estradas de acesso às praias e ao interior, em diversos estados do Brasil, ficam lotadas de pessoas loucas para fugir da pressão do dia a dia e passar alguns momentos curtindo o ambiente revigorante das ondas do mar, do pé na areia, do céu estrelado, do mexer na terra, plantar, colher, respirar ar puro... Como nem sempre é feriado, e nem sempre podemos correr para a natureza para repor nossas energias talvez uma grande alternativa seja planejar um bom modo de trazer a natureza para dentro de nossas casas. Este provavelmente é o motivo do crescente aumento dos animais de estimação, em todo o mundo! Também as práticas de jardinagem nas casas e condomínios, os pequenos cultivos em vasos e a tentativa de revitalizar áreas verdes nas cidades contribuem em amenizar esta nossa necessidade de nos manter em contato. Mas uma nova modalidade dedicada a trazer um pedacinho da natureza, em sua essência e intensidade, para dentro de nossos lares está tomando conta do país e do mundo! É o AQUAPAISAGISMO! Nesta modalidade, de maneira compacta e intensa, temos a possibilidade de nos relacionarmos com animais,

belas paisagens e as energias revigorantes da água! O Aquapaisagismo também acaba por se tornar uma verdadeira escola de ecologia dentro de sua casa. Os cuidados necessários para que seu projeto siga em frente faz com que aprenda, sem perceber, noções de densidade demográfica, ciclo biológico da matéria constituída pela alimentação-digestãodecomposição-neutralização-alimentação, equilíbrio biológico dos ecossistemas composto por animaisdecompositores-plantas, cadeia alimentar, importância de iluminação para o desenvolvimento da plantas, solos, topografia, química e micro elementos, entre muitos outros temas. Mas não se assuste! Não precisará fazer um curso... terá apenas que se dedicar a observar seu aquário diariamente, por alguns minutos, de maneira atenta, e aprenderá naturalmente como um pequeno ecossistema se desenvolve! E isto será uma lição para uma vida toda, de como cuidar do nosso grande ecossistema que o nosso planeta Terra. Se você têm crianças, pense nisto. Aprendemos aquilo com que nos envolvemos... uma escola de preparação para entender o mundo e saber como cuidar bem dele, como é o caso de uma caixa de vidro com um projeto de “aquapaisagismo” é algo único na vida de uma criança e de um jovem! Mas como sempre é tempo de aprender, também é espetacular nas demais idades! Experimente!

07


“Aquário Natureza” O “Aquario Natureza” como muitas vezes é chamado o aquário que é dedicado ao aqua paisagismo, se diferencia de um simples “aquário plantado” no sentido que este primeiro inclui em sua concepção um conceito de observação da natureza, da aprender com a natureza! Os “aqua paisagistas”, pessoas que tem como hobby ou mesmo como profissão se dedicar a criação de aquários que contenham uma “paisagem” (em inglês “landscape”, termo que talvez represente melhor o conceito), buscam suas inspirações na observação de infinitas paisagens naturais, tanto aquáticas, como terrestres. Montanhas, campos, vegetação, fundos da lagos, vales, planaltos, florestas, toda forma de manifestação natural é usada como inspiração para as composições. A idéia é como se pudéssemos transportar um flash vivo desta paisagem para dentro de nossas casas e escritórios. Vivo ao ponto de ter estações, de ter uma evolução, de variar com o passar do tempo, com o crescimento e a poda das plantas.

O conceito do Aqua paisagismo é o de trazer a natureza para perto de nós. A natureza enquanto um ecossistema. Tudo que é colocado dentro do aquário é analisado em seu potencial de consumo, produção e decomposição, de modo a formar um ciclo equilibrado assim como é formado na natureza. Peixes, plantas aquáticas, tipos de rochas, troncos e substrato, microorganismos e gases, tudo é escolhido, controlado e equilibrado. Quanto mais natural este equilíbrio melhor. Porém alguns recursos são utilizados para equilibrar a oxigenação dos peixes e algumas vezes para aumentar a quantidade de CO2 para as plantas. Também é incorporado ao projeto uma bela iluminação que possa fazer o papel do Sol.


Um mestre! Takashi Amano, nascido em Niigata, no Japão, em 1954, é um fotógrafo de paisagem. Desde 1975, Amano visitou florestas tropicais na Amazônia, em Bornéu, na África Ocidental e florestas intactas no Japão. Tem trabalhado em uma série de fotografias dedicada ao tema "natureza intocada", com suas câmeras especiais. Ele capta detalhes minuciosos da natureza encontrados in loco. Suas obras têm sido introduzidas a nível internacional através de exposições e várias publicações. Amano está agora assumindo um desafio para registrar a natureza preciosa existente no Japão em filmes e assegurá-los para a posteridade. Nos últimos anos, Amano deu inúmeras palestras sobre suas expedições de fotografia e suas experiências na natureza ao redor do mundo, e ele defendeu a importância dos programas de plantio de árvores para proteger o ambiente da Terra. No Aqua Paisagismo, Takashi Amano foi um grande precursor e é ainda hoje uma das mais influentes pessoas quando este é o tema. Introduziu no seu trabalho características originárias dos jardins japoneses, com uso de rochas e troncos se intercalando com as plantas. Isto unido a sua visão artística de fotógrafo, sua experiência com paisagens do mundo, aliada ao seu interesse pela aquariofilia, produziu um intrincado estilo, onde a

Takashi Amano

natureza se apresenta com toda a sua propriedade! Nesta linha Amano fundou a empresa ADA – Aqua Design Amano empresa comprometida com o estudo, crescimento e divulgação do aqua paisagismo pelo mundo.


Prepare-se! CBAP 2010 É com imensa satisfação que a Equipe de Organização do CBAP abre a 7a edição desse que já é o maior concurso de aqua-paisaigismo da América Latina! O Concurso é aberto para todos os brasileiros que desejam fazer parte da história do aqua-paisagismo nacional, a inscrição continua sendo gratuita e mesmo brasileiros residentes fora do Brasil poderão participar representando seu Estado de origem! Além disso, estrangeiros que quiserem participar como visitantes poderão inscrever seus aquários, apesar de não competirem pela premiação com os brasileiros! Não deixe seu Estado de fora do mapa do Aquapaisagismo Brasileiro! Confira o regulamento do concurso, clicando aqui. As datas da edição 2010 seguem abaixo. Mãos à água!

Vencedor do CBAP 2007 – Nano Americo A. T. Guazzelli - Londrina - PR

Vencedor do CBAP 2009 – Nano Luidi Rafael de S. Doim - Ponta Grossa - PR

Cronograma 2010 01/06/2010 - Pré-Inscrição aberta 30/09/2010 - Último dia da pré-inscrição 01/12/2010 - Publicação dos resultados

Maiores informações em:

www.cbap.com.br


IAPLC 2010 - International

Aquatic Plants Layout Contest Existe um equilíbrio na distribuição em termos de cores e formas das plantas aquáticas?

Esta em andamento neste momento a maior competição do mundo de aquários plantados do mundo, o International Aquatic Plants Layout Contest! O vencedor receberá um prêmio de JPY 1,000,000 (cerca de R$ 20.000,00!) O International Aquatic Plants Layout Contest é uma competição de aquários plantados de maneira geral, organizado pelo Aqua Design Amano Co., Ltd. O ano de 2010 marca o 10 º aniversário, e deve receber muitos projetos layout inovador e original! A competição deste anos, que teve suas inscrições encerradas em 31 de maio, contou com a participação record de 1,819 trabalhos, vindos de 55 países. O Brasil este ano participa com 49 aquários inscritos! Os trabalhos estão atualmente em avaliação por uma comissão internacional de juízes, que devem apresentar os grandes vencedores ainda agora, no final do mês de julho. Aguardem! Em nossa próxima edição divulgaremos os resultados. Por enquanto vamos torcendo por nossos representantes brasileiros...

Equilíbrio entre o peixe e o design do layout (Máximo 20

Nesta competição os participantes estão sendo julgados pelos seguintes critérios e diretrizes: .

PONTO DE IMPRESSÃO ARTÍSTICA (máximo 100 pontos) Avaliar a beleza e sofisticação como uma obra de arte. .

PONTO TÉCNICO .

Criatividade (máximo 20 pontos) A integralidade geral do layout e sua originalidade são avaliados. O uso de plantas de terra, que dificilmente sobrevivem debaixo de água, torna-se um objeto de dedução de pontos. .

Composição / arranjo de plantas (máximo 20 pontos) É a composição do layout bem desenvolvido? São as plantas aquáticas devidamente posicionados dentro do paisagismo? .

pontos) A escolha dos peixe para o seu layout é avaliada. Combinam em cor, tamanho, método de natação e ecologia os peixes com o layout? .

Atmosfera Natural (máximo 20 pontos) Será que o layout transmite claramente a idéia do criador sobre a natureza? Como são os métodos e técnicas que o criador usa para apresentar uma sensação natural em sua apresentação?

Condições das plantas aquáticas e progresso do layout quanto ao tempo (máximo 20 pontos) A condição das plantas aquáticas no layout é avaliada. A evolução temporal do layout com base nos tipos de plantas usadas e suas condições são avaliadas. É o layout sustentável durante um longo período de tempo?


CURSOS: • • •

CURSO BÁSICO DE ADESTRAMENTO “MÉTODO FUNCIONAL” CLICKER CURSO DE DOG WALKER

Um curso feito sob medida para quem procura uma nova profissão muito rentável e promissora, para você que gostaria de personalizar o adestramento do seu cão, adestrando você mesmo, ou como hobby para você que adora cães e gostaria de conviver melhor com estes grandes amigos que simbolizam fidelidade e amizade sincera.

ADESTRAMENTO DOMICILIAR: “SOLICITE UMA VISITA TÉCNICA”

(11) 7327-4444 (11) 9820-6716 (11) 4509-5035

Rua Marcondes de Andrade, 310 – Ipiranga – São Paulo – SP

www.sejaumadestrador.com.br


Zooterapia, também chamada de “atividade e terapia assistida por animais” (ATAA), são uma série de ações terapêuticas e/ou educacionais onde os animais atuam como coterapeutas ou co-educadores. Nesta prática, animais, em todo o mundo, têm auxiliado no processo de aprendizado de crianças e adolescentes com ou sem déficits cognitivos, idosos institucionalizados ou não, dependentes químicos, alcoólatras e portadores de diferentes tipos de deficiências ou patologias. São cães, gatos, cavalos, golfinhos, cobras, lagartos, aves, peixes e muitos outros animais trabalhando em prol da saúde física e mental em milhares de hospitais, centros de recuperação, creches, asilos e lares. Segundo a Dra. Michele Ribeiro, médica veterinária e Coordenadora Pedagógica da Cursos Zooterapia, o termo “Zooterapia” é mais amplo e engloba todas as terapias oriundas de animais, até mesmo os tratamentos com produtos que são obtidos através dos animais como por exemplo, a utilização da própolis, também podem ser considerados Zooterapia!

13


Para as terapias que são assistidas pelos próprios animais são usados também vários nomes, característicos do tipo de animal que é usado, como “pet terapia”, c om animais de estimação, a “cinoterapia” mediada por cães, a “equoterapia”, mediada por cavalos, “dolphin therapy”, terapias mediadas por golfinhos, entre muitos outras modalidades. Estas modalidades vem sendo utilizadas com ferramentas de apoio por diversos profissionais, como médico, fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, fonoaudiólogo, enfermeiro, pedagogo, psicólogo, nutricionista, educador físico biólogo, médico veterinário, zootecnista, adestradores entre outros.

Relato da importância do simples convívio com animais em nossa equilíbrio emocional!

Os animais fazem parte de nossa vida desde os primeiros registros da existência humana. A importância deste relacionamento pode ser demonstrado ate pela observação da presença constante dos animais em nossos “contos de fadas” que acalmam, entretêm e divertem nossas crianças e que, apesar de se chamar contos de “fadas” possuem muito mais animais como personagens do que propriamente “fadas”! – comenta Dra. Michele.

”Animais de estimação são muito importantes na vida das pessoas ao redor do mundo. Muitos de nós sentimos que não podemos viver sem os nossos animais, eu sei que me sinto assim. Ainda me lembro do primeiro gato que já tivemos. Nós o pegamos de um fazendeiro vizinho que estava dando gatinhos. Minha irmã e eu escolhemos um gatinho do sexo masculino, e demos o nome de Blacky. Estávamos tão felizes de ter nosso próprio animal de estimação. Blacky tinha uma personalidade engraçada. Ele não gostava de ser deixado sozinho. Ficava lá agachado num canto ou perto do mobiliário a esperar que voltássemos, para decolar como uma bala ricocheteando nas paredes até nos encontrar. Infelizmente, nós tivemos que encontrar uma nova casa para Blacky. Minha irmã e eu não tivemos mais animais de estimação por muitos anos. Agora, como adultos, nós abrimos nossas casas (e coração) novamente para animais de estimação. Na minha família, temos Sweety. É uma gatinha fêmea de 10 anos, que pensa de si mesma ser a nossa enfermeira da família. Ela sempre fica de guarda sobre nós quando estamos doentes, ela senta ou fica ao nosso lado quando estamos acamados. Quando preciso, costuma me acompanhar na cama cada noite, sentindo que produz a presença, e o som do seu ronronar, à deriva em um sono tranquilo.” (A. J. – 82 anos)


Os Animais: Diversas espécies e raças são utilizadas em programas de Zooterapia ou Terapia Assistida por Animais, entre elas: cão, cavalo; pássaros; gato; coelho, chinchila; escargots; peixes. Porém, é imprescindível que estes sejam: Animais saudáveis; Dóceis; Com comportamento previsível; Adestrados, dependendo da espécie e da atividade proposta; Vacinados; Vermifugados; Higienizados; Com aptdão para atuarem nestes programas, eles precisam gostar do que fazem; Devem ser transportados em segurança. Ex: caixas de transporte; Com contenção adequada. Ex: coleira, gaiolas; Não terem se alimentado duas horas antes das atividades; Água sempre disponível; Permanecer em atividade por períodos que não ultrapassem 1 hora;

Estes programas devem ser fundamentados nas Cinco Liberdades dos Animais (WSPA). Estes animais devem estar: Livres de fome e sede; Livres de desconforto; Livres de dor, lesões e doenças; Livres para expressar comportamento normal; Livres de medo e estresse.

“Muitos são os benefícios observados na interação homem-animal, porém, esses benefícios têm que ser em sua essência “bilateral” e não unicamente voltado para o ser humano. Esta relação, como qualquer outra, para ser saudável deve consistir em equilíbrio, bom senso, ética e bem estar aos humanos e aos animais.” (SILVA, 2009)


Cães participam de festa julina em prol de idosos carentes no Rio de Janeiro Pet Arraial do Projeto Pêlo Próximo arrecadou latas de leite em pó para o Abrigo Getsemani .

Cerca de 80 cães e seus donos participaram neste sábado (24), do Pet Arraial do Projeto Pêlo Próximo – Solidariedade em 4 patas, realizado no Aquário Pet, na Barra da Tijuca. Alguns donos entraram no clima da festa e desfilaram fantasiados junto com seus cães ao som das tradicionais músicas caipiras. Para entrar no evento era necessário a doação de 1 lata de leite em pó. Todas as doações arrecadadas foram entregues aos representantes do Abrigo Getsemani, que estavam presentes no evento com seus idosos. O público que compareceu foi presenteado com apresentações de agility, brincadeiras julinas, cãodrilha, desfile temático, além de muitos brindes distribuídos por empresas pets. Os cães desfilaram para uma comissão julgadora que selecionou as 6 melhores fantasias (os três primeiros lugares entre os machos e os três primeiros lugares entre as fêmeas). Todos os cães selecionados foram premiados com kits de produtos pet. Na categoria fêmea, a poodle Kitty, levou o 1º lugar, com sua fantasia de “sinhazinha” e no masculino, o boxer Napoleão, com sua fantasia de caipira levou o 1º lugar para a alegria do público presente ao evento. Mas o ponto alto da festa foi a apresentação dos cães terapeutas do projeto que realizaram um pequena demonstração do trabalho voluntário realizado pelo grupo. O publico que compareceu ao evento teve a oportunidade de conhecer melhor a importância da pet terapia como auxiliar no tratamento de doenças.

O Pet Arraiá do Projeto Pêlo Próximo contou com o apoio do Aquario Pet, Costa Leivas, Héry, Royal Shower, Vetnil, Royal Canin, Biovet, Norvatis, Milbemax, Collie, Tottal Alimentos, Premier, Hills, Pet Society, Bayer Health, Henrique Show Dog, Clube do Totó, Brigada Veneno, Funny Dog e House Clipping. Alessandra Fabro www.peloproximo.com.br (21) 2245-6105/9835-8822


Sphynx

Um gato produzido em laborat贸rio?!


Seria mesmo o Sphynx um gato produzido em laboratório para atender as necessidades humanas? Esta afirmação é bastante comum em meios ao leigos! Por ser um gato totalmente sem pelos, muitos comentam ser o Sphynx o resultado de uma manipulação genética com objetivos de poder ser adotado como animal de estimação em casas onde moram pessoas com problemas respiratórios provocados pelos pêlos dos gatos. Mas será que é esta mesma a origem desta raça tão exótica? Na verdade, não. Esta história vem do fato do Sphynx ser um gato único, com sua pele enrugada, com as cores como que tatuadas, em tons pastéis. Mas sua origem não tem nada de planejado, nem do uso de grandes tecnologias genéticas! O Sphynx é uma raça normal, como todas as outras, e surgiu através de uma mutação genética natural.

Isto ocorreu em 1966 quando no Canadá nasceu, vindo de uma mãe com pelos normais, um filhotinho absolutamente sem pêlos. O filhote provocou curiosidade e interesse dos amantes de gato e, através da criação selecionada e criteriosa se fixou a raça Sphynx assim como a conhecemos hoje. No início alguns exemplares apresentaram problemas de saúde, principalmente ligados a doenças do coração e convulsões. Aparentemente estes problemas estavam ligados ao excesso de cruzamentos co sanguíneos, devido ao pequeno numere de exemplares existentes. Por este motivo a raça não foi aceita inicialmente pela CFA – Cat Fanciers Association dos Estados Unidos, onde a raça foi mais amplamente criada. Atualmente este problemas ligados a saúde foram solucionados através da maior


Gatos -

Isto ocorreu em 1966 quando no Canadá nasceu, vindo de uma mãe com pelos normais, um filhotinho absolutamente sem pêlos. O filhote provocou curiosidade e interesse dos amantes de gato e, através da criação selecionada e criteriosa se fixou a raça Sphynx assim como a conhecemos hoje. No início alguns exemplares apresentaram problemas de saúde, principalmente ligados a doenças do coração e convulsões. Aparentemente estes problemas estavam ligados ao excesso de cruzamentos co sanguíneos, devido ao pequeno número de exemplares existentes. Por este motivo a raça não foi aceita inicialmente pela CFA – Cat Fanciers Association dos Estados Unidos, onde a raça foi mais amplamente criada. Atualmente este problemas ligados a saúde foram solucionados através da maior seleção dos exemplares para reprodução e a raça já é reconhecida oficialmente pela TICA (The International Cat Association) a mais de 20 anos. Apesar disto ainda se mantém baixo o número de exemplares, sendo que a TICA registra pouco mais de 300 exemplares por ano entre os nove países a ela associados, em geral na Europa e America do Norte. Mas, um dos grandes motivos do interesse tem a ver com nossa historinha inicial. Realmente esta raça é uma grande opção para pessoas que não querem pelos rolando pela casa, seja por motivos de saúde e alergia, ou mesmo por motivos de limpeza. Já quanto aos outros aspectos o Sphynx é um gato como os outros! Devido a criação selecionada a raça apresenta ótimo temperamento e grande resistência a doenças. Criadores e proprietários referem-se ao Sphynx como um gato extremamente afetuoso,

Sphynx

-

Revista Animal .

brincalhão, muito sociável e independente, além de muito esperto. Seu relacionamento com as pessoas próximas é de um gato com “personalidade” de cachorro. Muito ligado às pessoas, procura por carinho e atenção. Adora mesmo é ser mimado! Adora crianças e acompanha bem a agitação das brincadeiras infantis. Com pessoas desconhecidas, em geral, também se mostra receptivo e tranqüilo. Logo está pedindo carinho e afago! Com outros animais, tanto outros gatos, como cães, pássaros ou roedores, basta acostumá-lo desde cedo para garantir um bom relacionamento e muito companheirismo. Enfim, o Sphynx é um gato para todos os tipos de amantes de gato. Uma raça para se manter em casa, cuidar muito e 21 mimar o tempo todo. . No entanto


Gatos -

apresenta um comportamento bastante independente e aprecia boas horas de sono, podendo ficar parte do dia só, sem muitos problemas. A única questão que não se pode esquecer é que, devido a ausência total de pêlos, o Sphynx não deve ficar exposto ao Sol, uma vez que estaria sujeito a queimaduras na pele. No caso de passeios ao ar livre é essencial o uso de protetor solar e controle do tempo e horário de exposição ao Sol. Legal mesmo é considerá-lo como um bebê, que só pode tomar banho de sol pela manhã e final da tarde, nos horários de Sol fraquinho, mas mesmo assim, com protetor solar! Outra observação seria com relação ao frio. Por não ter pêlo, esta raça está mais exposta a este intempérie e deve estar sempre bem agasalhado. No mais é só curtir e dar muito amor para seu Sphynx!

Sphynx

-

Revista Animal .

ONDE ENCONTRAR: Gatil MeliCats Tel: (19) 9641 -0661 / 3701-2815 gatilmelicats@gmail.com www.gatilmelicats.com.br


Raça: Angorá Comportamento: Origem: Valores médios do filhote:

10cm de largura por 7 cm altura

R$ 10,00 na promoção

l

Raça: Exótico Comportamento: Extremamente dócil e carinhoso, mia pouco.

Origem: Estados Unidos Valores médios do filhote: R$ 2.500,00


Raça: Himalaio ou Persa Colorpoint Comportamento: Brincalhão, Amigo e amoroso Origem: Estados Unidos Valores médios do filhote R$2.200,00


Raça: Persa Comportamento: Dócil, tranquilo e pacato Origem: Inglaterra Valores médios do filhote: entre R$1.500,00 a R$3.000,00


Anúncios com destaque, 11 cm de largura por 14 cm de altura com um valor promocional de lançamento

Apenas R$ 20,00 SĂŁo 50% de desconto! Aproveite! contao@revistaanimal.com.br


Raça: Ragdoll Origem: Califórnia Comportamento: Dá-se muito bem com crianças, idosos e até mesmo com outros cães. Os Ragdolls são fiéis a ponto de irem receber os seus donos à porta de casa, acompanhá-los pela casa durante o tempo que for necessário e até dormir com eles. É um animal muito amoroso,

Valores médios do filhote: R$2800,00 a R$3500,00

Um guia moderno, parte de uma da maiores revistas do segmento pet brasileiro, distribuída gratuitamente para todo o território nacional! É seu gatil exposto para muitos apreciadores de aniais com um custo muito pequeno! Anúncio em destaque de meia página (22 cm de largura por 14 cm de altura) com preço promocional de apenas:

R$ 35,00 Fale conosco pelo email contato@revistaanimal.com.br


Raça: Sphinx Origem: Canadá Comportamento: É um gato vivo, esperto, independente, sociável, muito brincalhão e nunca agressivo.

Valores médios do filhote: R$ 5000,00

Anúncios com destaque, 11 cm de largura por 14 cm de altura com um valor promocional de lançamento

Apenas R$ 20,00 São 50% de desconto! Aproveite! contao@revistaanimal.com.br

Entre em contato conosco e anuncie aqui seu gatil! contato@revistaanimal.com.br Solicite nosso plano de descontos ou acesse: www.revistaanimal.com.br/anunciante.htm


Os melhores criadores, os melhores animais, as melhores informações, as melhores empresas, os melhores clientes... tudo em um só lugar! Em um projeto acessível a todos, gratuitamente, no conforto de seus lares ou em suas empresas. Consulte sempre, sem custos, com agilidade e praticidade!

Anuncio em destaque, página inteira por apenas: R$ 70,00


Escola Cãoveniência de Banho e Tosa Tradição e qualidade em cursos profissionalizantes

Aprenda uma profissão . Faça um curso profissionalizante. Contamos com completa estrutura e um programa bem elaborado para que você saia do curso e assuma um posto de trabalho imediatamente! Curso prático, apostilado, com certificado e estágio. Forme-se já com experiência!

Av. Winston Churchill, 713 – Rudge Ramos São Bernardo do Campo – São Paulo CEP: 09613-000 www.caoveniencia.educacao.ws TEL.: (11) 4362-4987


A Escola CĂŁoveniĂŞncia de Banho e Tosa recomenda:


Ultra White Mengo Celebration Propriedade: Canil Zulu Dream’s (Branco) note a abundante pelagem e orelhas e cauda cortados IMPORTADA DA POLÔNIA – filha do Campeão Mundial 2009

Schnauzer, certamente um cão para conversar! Um cão que aparenta estar sempre da cara séria, mas na verdade está sempre pronto para brincar! Aliás brincar é uma das características mais marcantes da raça. É justamente devido a esta imponência dos pêlos de seu focinho, que dão este ar cizudo ao Schinauzer, geram esta falsa impressão. Ao contrário disto os exemplares desta raça são extremamente alegres. Também são muito afetuosos e tem um latido característico, que de tão expressivo parece uma verdadeira conversa. Os “donos” de Schnauzers relatam com constância o que seu animais lhe contam. Mônica Monge,

proprietária da Pet Shop Cãoveniência e apreciadora da raça (têm uma fêmea de Schnauzer mini – Sal e Pimenta) conta rindo quando seu jaboti fugiu do cercado e acabou por cair em um buraco de escoamento de água. Sua Schnauzer, de nome Emily começou a latir de uma maneira bem específica, que a fez ir até onde ela estava. Lá chegando a pequena cadela vinha até a porta, latia quase chorando e corria até uma parte do quintal que sua “dona” não tinha visão. Mônica resolveu acompanhar Emily que se encontrava desesperada e quase que pedia que a “dona” a

35


acompanhasse. Chegando no local indicado pela cadela encontrava-se lá o jaboti de ponta cabeça, com as pernas para cima (situação que rapidamente levaria o animal a morte) e a pequena Schnauzer tentando virar o jaboti, colocando a pata em baixo do casco e puxando para cima! “Virei o jaboti e, solucionada a situação Emily ficou novamente calma e satisfeita por ter auxiliado o amigo!” comentou Mônica. O Schnauzer sempre estão muito ativos, sempre muito atentos a tudo que acontece e sempre muito próximos de seus “donos” e com certeza suas atividades favorita são bons passeios e uma boa atividade de pegar bolinha ou perseguir brinquedos! Por estes motivos são hoje muito utilizados como cães de companhia, apesar de oficialmente serem classificados como cães de guarda. Mas a tradição da guarda também não se apagou neste raça que ainda é usada também com este fim em muitos lugares, principalmente com o uso do Schnauzer gigante. Devido a seu grande carisma, suas vária utilidades, seu grande poder de aprender tudo com muita faci-

FOTO ACIMA: Schnauzer Gigante na cor preta. O Schnauzer se apresenta nos tamanhos “gigante”, “standard” e “mini”.

FOTO ACIMA: Milla Paguinca Propriedade: Canil Zulu Dream’s (Sal e pimenta) note a abundante pelagem São aceitas no Schnauzers as cores “Preto e Prata”, “Sal e Pimenta”, todo Preto e todo Branco.


lidade, hoje o Schnauzer é criado praticamente no mundo todo, sendo predominantemente admirado nos Estados Unidos da América e na Alemanha, de onde vieram. Segundo Fernando Ananias, criador especializado na raça, ótimos exemplares têm sido criados na Polônia, que vêm se destacando a nível mundial. Enfim o Schnauzer é o cão que todos deveriam querer. Adora brincar e se adapta bem a qualquer situação, desde que seja bem adaptado desde filhote. Se acostumado desde cedo viverá muito bem com outros animais e com crianças. È um excelente protetor da casa, muito amigo e companheiro. Comunicativo e “falante”, deve ser adestrado se precisar ficar em locais onde não é permitido barulho. Um cão ativo e que adora boas caminhadas, porém se acostuma rapidamente a vida em apartamentos. Um animal forte e resistente à doenças. Vale a pena investir em uma boa ração para que tenha boa musculatura e pelo farto e bonito. Exige tosas constantes para manter os traços da raça que o deixam simplesmente um dos mais simpáticos dos cães!

Super fiéis, inteligentíssimos, ativos, brincalhões, carinhosos, meigos. Quem não quer ter uma carinha desta em casa?

Theodor DO Abella Barba Propriedade: Canil Zulu Dream’s (Branco) note a abundante pelagem e orelhas e cauda preservados

Na origem da raça e divido às funções que exerciam eram recomendados corte da cauda e das orelhas por motivos de segurança do próprio cão, evitando feridas que pudessem levar o animal à dor, sofrimento excessivo ou até a morte, devido poucos recursos médicos da época. Hoje já não são mais realizados. A tosa característica também surgiu por motivos utilitários de proteção e conforto do cão. Hoje é mantida apenas como um charme da raça!

ONDE ENCONTRAR: Canil Zulu Dream´s Rua dos Gerânios 139, Vila Mimosa Campinas - São Paulo - Brasil 55 - 19 - 97945114 contato@canilzuludream.com.br www.canilzuludream.com.br


Local de Origem: América Tamanho Médio: 35 a 45 cm Temperamento: Desconfiado, protetor, devoto, ativo. Cores:

Branco puro, Vermelho Fulvo, Preto tigrado, Tricolor

Valor médio que é comercializado:

Aproveite o lançamento Revista Animal Guia de Cães de Raça Animal, você nunca recebeu tantas vantagens por tão pouco. E na promoção de lançamento você anuncia 4 meses e só paga 3! Você não pode ficar fora desta!

ESTE ANUNCIO É GRATUITO Você pode realizar um anúncio gratuito em nosso guia encaminhando um anuncio de um titulo e 3 linhas, sendo o título com no máximo 40 caracteres e as linhas com 50.

CANIL FAL BULLS Especializado em Bull Terrier - Ninhadas disponíveis (67) 8404-0510 - fal_ms@hotmail.com www.falbulls.com

Este anúncio de um quarto de página, com destaque sai por apenas R$ 20,00 Na promoção de 4 meses, você não paga o primeiro mês

Conheça nossa programação de anúncios em: www.revistaanimal.com.br/anunciante.htm

BULL TERRIER Brancos e tricolores, vermif. e vacin. Pedigree CBKC – FCI. Despachamos para todo País. 11-8384-0407 11-7896-4283 ID: 9*92492 Fábio (Canil Billber´s)

ESTE ANUNCIO É GRATUITO

Não estamos vendendo sua propaganda para seu cliente! Você paga para anunciar e o Brasil todo recebe gratuitamente seu anúncio! Eestará gratuitamente ao alcance de todos!

Você pode realizar um anúncio gratuito em nosso guia encaminhando um anuncio de um titulo e 3 linhas, sendo o título com no máximo 40 caracteres e as linhas com 50.

ESTE ANUNCIO É GRATUITO Você pode realizar um anúncio gratuito em nosso guia encaminhando um anuncio de um titulo e 3 linhas, sendo o título com no máximo 40 caracteres e as linhas com 50.


Local de Origem: Inglaterra Tamanho Médio: Temperamento: Afetuoso, confiável, corajoso e gentil Cores: Rajado, Branco, Vermelho, Castanho claro, Malhado Valor médio que é comercializado: CANIL LEACIM OAK - Canil Especializado em Raças Exóticas. Shar Pei, Schipperke, Bulldog Inglês e Francês, Pequinês, Poodle, Shih Tzu, Yorkshire Terrier. canil@gatosecaes.com.br 65-9226 5058, 3023 4174

ESTE ANUNCIO É GRATUITO Você pode realizar um anúncio gratuito em nosso guia encaminhando um anuncio de um titulo e 3 linhas, sendo o título com no máximo 40 caracteres e as linhas com 50.

CANIL DI IERVOLINO: MASTINO NAPOLETANO, BULDOG INGLES,PUG,YORK,MALTÊS

Este anúncio em destaque sairá por apenas R$ 10,00 Para ser visto por mais de 10 mil leitores

CANIL DI IERVOLINO , A 32 ANOS NA CRIAÇÃO, COM CÃES DE EXELENTE GENÉTICA, OSSATURA E QUALIDADE, COM QUALIDADE COMPROVADA NO BRASIL E NO EXTERIOR , POR RENOMADOS JUÍZES ESPECIALIZADOS NA RAÇA, COM TODAS AS CORES DA RAÇA , DESPACHAMOS PARA TODO O BRASIL E EXTERIOR,COM TODAS AS GARANTIAS DE SAÚDE E VETERINÁRIA,

E-MAIL diiervolino@gmail.com, Tel (17) 9711-5485

Local de Origem: França Tamanho Médio: 8 a 14 kg Temperamento: Sociável, alegre, ativo, afetuoso e confiável Cores: uniformemente colorido fulvo, tigrado ou não Valor médio que é comercializado: Canil Duas Fazendas - Lindos Filhotes! Ninhadas de Buldogue Frances, Pug, West Terrier, Scottish Terrier, Schanzuer Miniatura e Shih tzu. Todo o Brasil (85)99878665 www.canilduasfazendas.com

Aproveite o lançamento Revista Animal Guia de Cães de Raça Animal, você nunca recebeu tantas vantagens por tão pouco. E na promoção de lançamento você anuncia 4 meses e só paga 3! Você não pode ficar fora desta!

ESTE ANUNCIO É GRATUITO Você pode realizar um anúncio gratuito em nosso guia encaminhando um anuncio de um titulo e 3 linhas, sendo o título com no máximo 40 caracteres e as linhas com 50.

ESTE ANUNCIO É GRATUITO Você pode realizar um anúncio gratuito em nosso guia encaminhando um anuncio de um titulo e 3 linhas, sendo o título com no máximo 40 caracteres e as linhas com 50.


Local de Origem: Brasil Tamanho Médio: 60cm a 70 cm Temperamento: Corajoso, determinado, obediente, guarda fiel Cores: Caramelo e tigrado Valor médio que é comercializado: FILA BRASILEIRO CANIL PAIAGUÁS www.canilpaiaguas.com.br

ESTE ANUNCIO É GRATUITO

ESTE ANUNCIO É GRATUITO

ESTE ANUNCIO É GRATUITO

Você pode realizar um anúncio gratuito em nosso guia encaminhando um anuncio de um titulo e 3 linhas, sendo o título com no máximo 40 caracteres e as linhas com 50.

Você pode realizar um anúncio gratuito em nosso guia encaminhando um anuncio de um titulo e 3 linhas, sendo o título com no máximo 40 caracteres e as linhas com 50.

Você pode realizar um anúncio gratuito em nosso guia encaminhando um anuncio de um titulo e 3 linhas, sendo o título com no máximo 40 caracteres e as linhas com 50.

Local de Origem: Costa da Ilha de Terra Nova - Canadá Tamanho Médio: 54cm a 56cm Temperamento: Gentil, equilibrado, leal, confiável e inteligente Cores: Totalmente pretos, amarelos ou fígado e chocolate Valor médio que é comercializado: CANIL ZUO'S - LABRADOR Lindos filhotes de todas as cores com pedigree e garantia genética! www.canilzuos.com.br Aléxia e Daniel (31)9967-8050 Nextel 55*83*44267

CANIL DARY CHRISTY Vendo filhotes de Labrador, Lhasa-Apso, Shih-tzu, Poodle, Pincher, Basset, Fox Paulistinha, Yorkshire (11) 4336-3241 / 3423-7666 / 2834-1274 / 8373-4435.

Local de Origem: Alemanha Tamanho Médio: 57,5cm a 67,5cm Temperamento: Inteligente e confiável, leal e obediente. Exige atenção. Cores: Preto com castanho ou cinza, preto ou cinza uniforme Valor médio que é comercializado: CANIL CASA NORMA Especializados em Pastor Alemão Tel: (21) 3551-1130 – (21) 9656-5758 casanorma@globo.com

ESTE ANUNCIO É GRATUITO

ESTE ANUNCIO É GRATUITO

ESTE ANUNCIO É GRATUITO

Você pode realizar um anúncio gratuito em nosso guia encaminhando um anuncio de um titulo e 3 linhas, sendo o título com no máximo 40 caracteres e as linhas com 50.

Você pode realizar um anúncio gratuito em nosso guia encaminhando um anuncio de um titulo e 3 linhas, sendo o título com no máximo 40 caracteres e as linhas com 50.

Você pode realizar um anúncio gratuito em nosso guia encaminhando um anuncio de um titulo e 3 linhas, sendo o título com no máximo 40 caracteres e as linhas com 50.


Local de Origem: Alemanha Temperamento: super fiĂŠis, inteligentĂ­ssimos, ativos, brincalhĂľes, carinhosos, meigos Cores: Preto e prata, Sal e pimenta, Preto, Branco

41


Boa constrictor constrictor - Uma das serpentes que se encontra legalizada no Brasil. Foto: Juliana Barbosa Russini

As Serpentes As serpentes são animais fascinantes e geralmente não passam despercebidas diante das pessoas, que ou as admiram por sua beleza, ou tem verdadeira repulsa destes animais. Algumas espécies são criadas como animais de estimação, sendo que a única espécie legalizada no Brasil e, ainda com restrição de venda no estado de São Paulo, é a Jibóia (Boa constrictor). Porém existem outras espécies que são criadas de forma ilegal no Brasil, dentre elas podemos citar algumas não peçonhentas como: corn snake (Elaphe guttata), milk snake (Lampropeltis Triangulum), Salamanta (Epicrates sp.), Coral falsa (Oxyrhopus guibei), Corallus hortulanus, Corallus caninus, Python molurus e a Python regius. A manutenção de serpentes em cativeiro necessita de certos cuidados de acordo com a espécie, mas no geral consistem em uma fonte de aquecimento, água limpa sempre disponível, alimentação viva e um terrário adequado e limpo.

Geralmente os colubrídeos (como a corn snake, por exemplo) comem animais menores em um intervalo de aproximadamente uma semana, já os boideos (como a jibóia, por exemplo) se alimentam a cada 15 ou 20 dias com animais maiores. É importante lembrar que se deve evitar manipular o animal depois que este se alimenta e durante os dias em que segue a digestão, já que, se manipulado nesse período, o mesmo pode regurgitar. O alimento usado para serpentes em cativeiro geralmente consiste em camundongos, ratos ou coelhos de acordo com a espécie e o tamanho do animal, sendo que para algumas espécies utilizam-se também aves, e outros repteis (incluindo serpentes). Os animais com hábito arborícola necessitam de galhos em seus terrários. Já os de hábito terrestre o terrário ideal seria o tamanho do animal no comprimento, por meio animal de largura. O substrato para serpentes pode ser: jornal, tapete higiênico para cães (no caso de corn snake), litter (forragem de cactus absorvível), ou casca de árvores própria para terrário, evitando o uso de terra, pois alguns animais podem ingerir. É importante que limpe o terrário sempre que o animal defeque, outra coisa importante é deixar em um ponto a vasilha de água e no outro a fonte de aqueci-


mento, para que o animal possa escolher o gradiente de temperatura adequada a ele. Quanto à água é importante verificar diariamente se o animal não defeca dentro da vasilha e se não derruba a mesma, pois isto pode acarretar em doenças sérias como a estomatite. O aquecimento pode ser fornecido através de lâmpadas próprias para terrários, algumas espécies dependem de sol, ou de placa ou pedra aquecida, sendo importante monitorar a temperatura da pedra para não queimar o animal, e no caso de aquecimento com lâmpadas ter a lâmpada isolada em um local onde o animal não tenha acesso também para evitar queimaduras. Sendo a temperatura ideal do terrário entre 26 a 32ºC.

A milk snake (Lampropeltis Triangulum) é uma outra cobra que as vezes é chamada de coral falsa.

As serpentes assim como outros répteis, trocam de pele, e na fase que antecede a muda, elas geralmente param de comer, algum tempo antes fazer a muda. Sua pele e seus olhos ficam opacos, voltam ao normal após alguns dias e mais alguns dias fazem a muda. Geralmente logo após a muda estarão famintas e devem ser alimentadas o quanto antes. Para a maioria das espécies terrestres é aconselhável que se coloque uma toca, para que ele possa se refugiar em caso de estresse, ou sair da luz em terrários iluminados caso o bicho fique incomodado com a luz. Quanto à reprodução é muito difícil falar genericamente, pois cada espécie possui características distintas, a jibóia, por exemplo, é ovovivípara, ou seja, os ovos se desenvolvem dentro da mãe, já a corn snake (Elaphe guttata) é ovípara e geralmente botam seus ovos em locais úmidos para não desidratarem que se desenvolvem de acordo com a temperatura em que forem incubados. Como o numero de filhotes e ovos variam de acordo com varias características diferentes como alimentação, espécie e idade, não é possível descrever um padrão geral.

Corn anery - A Corn snake (Elaphe guttata) possui vários padrões de cores, um deles é esta cinza e branca conhecida como anery.

Boa constrictor imperator Fotos: Juliana Barbosa Russini


O mais importante antes de adquirir uma serpente como animal de estimação é ter em mente que será necessário alimentá-la com animais vivos, além de lembra-se das demais características que envolvem qualquer animal de estimação, como limpeza do terrário, informação sobre o animal adquirido, tempo de vida, temperamento e tamanho do animal, e principalmente ler muito á respeito da espécie, para que o dono não se decepcione e principalmente evite maus tratos. Artigo:

Juliana Barbosa Russini – Bióloga Contato: juliana.russini@gmail.com

Um filhote de Coral falsa (Oxyrhopus guibei) , a grande dificuldade desta espécie é que preferem alimentarem de outros repteis, muitas nunca chegando a alimenta-se de roedores.

Eclosão de ovos de corn snake Foto: Juliana Barbosa Russini

Corn snake padrão ghost, fazendo a postura em cativeiro Foto: Juliana Barbosa Russini


Curso de Cardiologia Veterinária

D Daattaa:: 2233 aa 2288 ddee aaggoossttoo ddee 22001100

Carga horária: 50 horas P -PrrPeríodo: alunos ooff.. D lleessssaannddrr-aa10 R Drraa.. A Aintegral Riib beeiirroo LLuucceennaa Informações : Recicle Ultrassonografia Veterinária e-mail :contato @recicle-ultrasomvet.com.br tel : (16) 3421 6719 www. recicle-ultrasomvet.com.br

47


Bem-estar animal em programas de zooterapia ou terapia assistida por animais Michele Ribeiro da Silva é médica veterinária, mestre em Ciências pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo, Coordenadora Pedagógica da Cursos Zooterapia. E-mail: michele@cursoszooterapia.com.br

RESUMO Zooterapia ou atividade e terapia assistidas por animais (A.T.A.A.) são denominações para diferentes tipos de assistências humanas onde os animais são utilizados como co- terapeutas e co-educadores. Atuam como facilitadores do ensino e aprendizagem e ainda como estimuladores de atividades físicas e terapêuticas. Os benefícios da Zooterapia ou A.T.A.A. têm sido observados no aprendizado de crianças e adolescentes com ou sem déficits cognitivos, idosos institucionalizados ou não, dependentes químicos, alcoólatras e portadores de diferentes tipos de deficiências ou patologias. Assim sendo, estes animais podem ser considerados “animais trabalhadores”, atuando em benefício do ser humano, porém como se trata de uma interação homem-animal, ambos necessitam ter estabelecidas as integridades físicas e emocionais.

Palavras-chaves: zooterapia, atividade e terapia assistida por animais, bemestar animal.


INTRODUÇÃO Zooterapia ou atividade e terapia assistida por animais (A.T.A.A.) são denominações para diferentes tipos de assistências humanas onde os animais são utilizados como co-terapeutas e co-educadores. Atuam como facilitadores do ensino e aprendizagem e ainda como estimuladores de atividades físicas e terapêuticas. Os benefícios da Zooterapia ou A.T.A.A. têm sido observados no aprendizado de crianças e adolescentes com ou sem déficits cognitivos, idosos institucionalizados ou não, dependentes químicos, alcoólatras e portadores de diferentes tipos de deficiências ou patologias. Estes animais, como tantos outros, podem ser considerados “animais trabalhadores”, atuando em benefício do ser humano, porém como se trata de uma interação homem-animal, ambos necessitam ter estabelecidas as integridades físicas e emocionais. Uma equipe multi e interdisciplinar é necessária para atuar em programas de Zooterapia, esta é estabelecida de acordo, com o local e com as necessidades dos assistidos, diversos são os profissionais da área humana que podem atuar nesses programas, como por exemplo, psicólogo, pedagogo, enfermeiro, médico, fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, entre outros, porém, os profissionais da saúde animal, principalmente o médico veterinário, devem estar presentes e atuantes, exercendo seu papel, não apenas, visando a saúde clínica dos animais, o que é fundamental, mas também, o seu bem-estar físico e emocional, entrando neste útimo item, outros profissionais capacitados, como por exemplo, os zootecnistas, biólogos e adestradores. Os animais para atuarem em Zooterapia ou A.T.A.A., já passam por uma pré-seleção onde são avaliados: espécie, raça, comportamento, sanidade, imunização e principalmente aptidão. As necessidades e cuidados específicos para cada espécie devem ser considerados durante a realização dos trabalhos de Zooterapia. Este trabalho objetivou descrever alguns elementos e princípios básicos para a garantia do bem-estar desses animais que prestam diferentes tipos de assistências. MATERIAL E MÉTODOS Foram realizadas observações sobre o comportamento e bem-estar físico e emocional de animais co-terapeutas e co-educadores, durante as atividades e assistências prestadas, com base em seus parâmetros comportamentais. Durante as atividades, esses animais estavam livres de fome, sede, medo ou dor. A alimentação foi fornecida previamente e o bebedouro do animal com água mantevese disponível em local visível e de fácil acesso durante toda a atividade. Os animais foram transportados para o local de trabalho em segurança e livres de estresse, com utilização de caixas de transportes específicas para cada espécie. Estes animais devem estar condicionados desde filhotes para viajar, relacionar-se com pessoas, e serem conduzidos em guias, coleiras e caixas de transportes específicas para a espécie, raça, porte e atividade a ser desenvolvida. Longas viagens devem ser evitadas, realizando o trajeto da maneira mais rápida possível. As atividades não devem estender-se por longos períodos de tempo, ficando o máximo estabelecido entre 40 minutos à 1 hora por atividade. A espécie e o porte do animal foram definidos de acordo com o local de atuação, não sendo utilizado, por exemplo, um animal frágil e pequeno para atuar com pessoas com algum tipo de deficiência motora ou neurológica. Acessórios e adereços para animais (laços, fitas, bandanas, bola, escova) foram utilizados com moderação e apenas durante o trabalho. A equipe multi e interdisciplinar atuou conjuntamente, visando atingir os objetivos terapêuticos, e fazendo parte desta, um médico veterinário capacitado, com especialização e estudo nas áreas de Zooterapia e Bem-Estar Animal.

49


RESULTADOS E DISCUSSÕES O profissional da saúde animal, neste caso, o médico veterinário teve papel de suma importância para avaliação da sanidade física e emocional desses animais, sendo capacitado a observar os parâmetros comportamentais de bem-estar, atuando assim, dentro da normalidade destes parâmetros. A atuação do médico veterinário, dentro da equipe multi e interdisciplinar, priorizaram a saúde e o bem-estar de todos, podendo garantir assim, maior segurança e bem-estar para o animal, para o assistido e para a equipe multi e interdisciplinar. As observações realizadas sobre os parâmetros comportamentais de bem-estar desses animais co-terapeutas e co-educadores mostraram-se bastante positivas. Não foi constatado cansaço, estresse ou irritação dos animais, tendo em vista o período de tempo trabalhado e o respeito à biologia, fisiologia e comportamento das diferentes espécies. Os acessórios e adereços utilizados de forma moderada facilitaram as atividades e não sobrecarregaram os animais, pois foram utilizados apenas durante as atividades, em pequenas quantidades e eram específicos para cada espécie animal. Muitos são os benefícios observados na interação homem-animal, porém, esses benefícios têm que ser em sua essência “bilateral” e não unicamente voltado para o ser humano. CONCLUSÕES Não pode ser denominado Zooterapia qualquer programa que priorize apenas o bemestar humano, mas sim aquele que possui em sua equipe profissionais da saúde animal, estudiosos de seu comportamento e bem-estar, assim, como de sua saúde física. Os benefícios da interação homem-animal têm sido descritos frequentemente através da zooterapia ou A.T.A.A. Esta relação, como qualquer outra, para ser saudável deve consistir em equilíbrio, bom senso, ética e bem-estar aos humanos e aos animais. REFERÊNCIAS 1. DOTTI, J. Terapia & Animais. São Paulo, PC Editorial, 2005. 2. MARTINS, M. F. Os animais nas escolas, uma perspectiva de educar para a Paz. XXI Encontro Nacional de Professores do Proepre – Programa de Educação Infantil e Ensino Fundamental, 2004. p. 136-139. 3. MARTINS, M.F. Ensinando através dos animais. Feira Cultural Coseas-Usp: Caderno de Resumos, 2000.17p. 4. PARANHOS DA COSTA, M. J. R.; PINTO, A. A. Bem-estar animal: conceitos e implicações práticas. In: E.A.B. Rivera; M.H. Amaral; V.P. do Nascimento. (Org.). Ética e Bioética Aplicadas à Medicina Veterinária. Goiânia-GO: Editora da UFG, 2006, v. 1, p. 1-14. 5. WSPA. Conceitos em Bem Estar Animal, 2002.

Como citar este texto: Silva, M.R. et al. Bem-estar animal em programas de zooterapia ou terapia assistida por animais. PUBVET, Londrina, V. 3, N. 20, Art#593, Jun2, 2009.

Michele Ribeiro da Silva é médica veterinária, mestre em Ciências pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo, Coordenadora Pedagógica da Cursos Zooterapia. E-mail: michele@cursoszooterapia.com.br

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Disponível em: <http://www.pubvet.com.br/texto.php?id=593>.


Responsabilidade Social


Tráfico de Animais Silvestres Modalidades de Tráfico de Animais Silvestres

O tráfico de animais silvestres não pode ser caracterizado como um crime recente.Ele ocorre desde a época da colonização brasileira, quando os recursos naturais eram explorados de modo descompromissado e indiscriminado, já que se acreditava que os mesmos poderiam renovar-se ou, então, que eram infinitos. Naquele tempo, séculos XVII a XIX, apesar de já haver diversos trabalhos publicados sobre a preocupação ambiental, não havia ainda uma conscientização popular sobre a proteção do meio ambiente e, por conseguinte, da fauna. Isto devido ao atraso social, à situação de miserabilidade das pessoas e à crença de que os animais não passavam de meros objetos que poderiam ser vítimas de qualquer violência, sem que, necessariamente, ou pior, obrigatoriamente, o culpado por tal ato fosse punido.

Aliado a todos esses fatores, encontrava-se ainda o interesse econômico, em nome do qual os animais eram dizimados e levados para fora do país em condições inadequadas, o que acarretava, muitas vezes, a sua morte no decorrer do percurso. Infelizmente, tal conduta criminosa perdura até os dias de hoje e torna-se cada vez mais grave, pois conta, em certos casos, com a conivência de funcionários públicos. Trata-se de um crime comum, que pode ser praticado por qualquer pessoa. E como tal, o tráfico de animais silvestres possui as seguintes modalidades:1) Tráfico para a Subsistência, 2) Tráfico sob Encomenda, 3) Tráfico de Animais Raros, 4) Tráfico de Ovos.


1) Tráfico para Subsistência: É aquele realizado em beiras de estradas pela população local, e que visa ao seu próprio sustento. Incide mais comumente nas estradas da Bahia e em áreas extrativistas, onde a venda de animais silvestres é a única fonte de renda para o sustento familiar. Na grande maioria dos casos, esse comércio a varejo está intrinsicamente ligado aos problemas sociais que o Brasil enfrenta e à má distribuição de renda. 2) Tráfico sob Encomenda: É aquele que se realiza em feiras livres e em seus arredores.Devido à fiscalização maciça e à repressão policial intensificada, os traficantes de animais aproveitam-se de depósitos clandestinos localizados próximos às feiras. É o que ocorre no município de Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, em uma das maiores feiras de animais. Ao tentar burlar a reprimendas policial, os traficantes de animais escolhem seus depósitos clandestinos em favelas, contando com o apoio e o resguardo de narcotraficantes locais, visando uma maior proteção dos animais que são considerados mercadoria de extremo valor. 3) Tráfico de Animais Raros: É aquele que abastece o acervo de colecionadores que atuam na clandestinidade e na ilegalidade. Esses detêm os animais silvestres em suas propriedades para mero deleite pessoal, seja no Brasil ou no exterior. Quando destinados ao exterior, tais animais sofrem o mecanismo de “lavagem”, fazendo parte de uma conexão internacional por meio de um país fronteiriço que possua uma legislação ambiental mais

falha do que os demais. Os animais, então, são contrabandeados, via terrestre, têm sua documentação “esquentada”, como se tivessem sido capturados naquele país de origem.Assim, são exportados legalmente para os Estados Unidos e Europa. Concorrem para o mecanismo de “lavagem” a ocorrência de corrupção de funcionários das agências fiscalizadoras e de fraudes nos certificados e documentações Cites. 4) Tráfico de Ovos: Por último, mas não menos importante, encontra-se tal modalidade, que se aperfeiçoa e se torna mais comum a cada dia.Valendo-se dos avanços tecnológicos, os traficantes servem-se de maletas tipo 007, verdadeiras incubadoras portáteis ou coletes elaborados por fibra de carbono, nos quais os ovos traficados são conservados até seu destino final. Ao serem abordados por autoridades locais, para livrarem-se da autuação administrativa ou policial, os traficantes simplesmente destroem os ovos que estão no interior das incubadoras portáteis. Financeiramente, o transporte de ovos em incubadoras pode ser muito mais lucrativo do que o transporte de animais vivos, já que os ovos eclodirão no local de entrega, enquanto que a cada dez animais retirados de seu habitat natural, em média somente um chega vivo ao seu destino final. Autoria: Angela Marcatto Advogada – OAB 178.138 Contatos para palestras sobre este ou outros temas: Tel: ( 0XX11) 2203-9572 E-mail: amar.marcatto@bol.com.br


Perguntamos ao IBAMA (via email) órgão que é responsável tanto pela preservação de nossas matas e áreas naturais com por fiscalizar e controlar a criação, preservação, a produção e comercialização de animais e de produtos oriundos de animais em nosso país - o que põe mais em risco a vida de nossos animais, ou o que faz com que diminua mais o número de animais em liberdade da nossa fauna, a captura para criação em cativeiro ou a destruição dos ambientes onde estes animais normalmente vivem, comem e se reproduzem, afinal se hoje temos apenas 7% do total de Mata Atlântica em relação ao seu tamanho original temos apenas 7% de potencial de criação de novos exemplares de nossos animais de forma natural, soltos pela mata. O IBAMA não nos respondeu (embora tenhamos mandado inúmeros emails!) então resolvemos perguntar a você... o que você acha deste assunto? Escreva-nos e publicaremos em nossa próxima edição um panorama do que a população brasileira pensa disto... Envie sua opinião para revista@revistaanimal.com.br As pessoas devem ter o direito de manter animais de estimação? Como devemos separar os animais que podem ser animais de estimação e os que não podem? Desde os primeiros povos do Brasil, os índios originais, sempre foi hábito a criação de macacos e papagaios como animais de estimação... estes animais devem ser liberados para que possam ser criados adequadamente e possam ser animais de estimação, como hoje são os cães e os gatos, ou mesmo os periquitos e canários ou alguns animais podem ser “animais de estimação” e outros não?! Diga-nos o que pensa sobre este assunto. As melhores respostas serão publicadas (na íntegra ou parcialmente) em nossa próxima edição... faça valer as suas idéias! Envie sua opinião para revista@revistaanimal.com.br

57


O pássaro mais popular do mundo é uma ave realmente encantadora. Alegre em tempo integral, muito barulhenta, carinhosa, vivem em bandos onde a regra é, quanto mais melhor! São animais monogâmicos, ou sejam, escolhem um parceiro e se mantém “fiéis” a este por toda a vida. Muitas vezes chegam a morrer de depressão quando o parceiro se vai (por morte ou fuga). Dificilmente aceitam um novo par para substituir o anterior. Formam grupos familiares grandes, onde mesmo os filhotes adultos não se afastam dos pais, passando a fazer parte do mesmo bando. Na natureza são originários da Australia (daí o seu nome) onde vivem em campos áridos e se alimentam basicamente de sementes de gramínias. Predominam em ambiente natural as cores verdes, uma vez que é a cor mais eficiente no processo de camuflagem entre a vegetação. Mesmo em vida livre as mutações

ocorrem e dão origem a uma infinidade de cores. Porém estes animais de cores diferenciadas chamam muito a atenção dos predadores e acabam por se tornar presas fáceis e assim, em geral morrem antes de chegar a idade reprodutiva, não dando origem à descendentes e impossibilitando assim a fixação destas cores. Já em cativeiro, livre dos predadores, as mutações acabam por se fixar naturalmente ou mesmo intencionalmente, através da criação selecionada. Como animal de estimação, o Periquito Australiano é um espetáculo. Muito dócil e inteligente, se tornam muito ligados aos donos de maneira geral e acabam até por aceitar bem as visitas, uma vez que, acostumados a grandes grupos, não têm um instinto competitivo nem territorialista. A maioria dos Periquitos Australianos pelo mundo vivem livres. Como são aves mansas, facilmente se adaptam a viver fora das gaiolas, andando pela casa, nas mãos ou ombros de seus amigos humanos. Sua história como animal de estimação começou quando o naturalista inglês Jonh Gould, por volta de 1840,se encantou com a ave e levou alguns exemplares para a Inglaterra. Realizou um

59


grande estudo sobre estas aves e escreveu um livro sobre elas. Logo o periquito ficou popular na Europa e depois na América do Norte e daí para o mundo. Logo o número de capturas de aves na natureza se tornou tanto intenso que a ave quase entrou em extinção. A solução foi criar leis contra a captura e incentivar a criação em cativeiro. Desta maneira se instalaram plantéis de criação em todo o mundo e hoje o Periquito Australiano é a ave com o maior número de exemplares do planeta. Com o processo de preservação dos habitates originais a espécie se encontra novamente estabilizada na natureza.

O nosso amigo Periquito Australiano é a ave ideal para novatos, uma vez que seu trato é simples. Boa alimentação e higiene garantirá uma boa saúde, enquanto que atenção e bastante paciência podem garantir muitas horas de diversão. É o pássaro ideal para famílias grandes e casas agitadas e barulhentas, uma vez que não se intimidam pelo ritmo frenético do ambiente. Se adaptam bem ao ritmo das crianças que estão sempre correndo e falando alto próximo das aves. São ótimas companhias e adoram conversar, chegando mesmo a imitar a voz humana!

Os periquitos vivem em média uns 6 a 8 anos na natureza, porém podem chegar a cerca de 15 a 20 anos em cativeiro. Devem ser mantidos, a principio, em uma gaiola enquanto se adaptam ao contato humano e então podem passar a viver livres na casa. Recomendase que durmam na gaiola e mesmo que permaneçam nela sempre que não houver supervisão, evitando que se metam em acidentes!


Apoio:

Cãoveniência Pet Shop


Data: 31 de julho e 1º de agosto de 2010 Local: CTA Endereço: Rua Otávio Vasco do Nascimento, 200 - Vila Carrão - São Paulo - SP Fone: (11) 6781-2242 Início das Provas: 9:30 horas sábado e domingo

63


ADESTRADORES SAMPAIO ADESTRAMENTO Rua da Mooca, 336 Apto 66 - Mooca – São Paulo - SP (11)7327-4444 CEP: 03104-000 sampaioadestramento@ig.com.br Escola Profissionalizante de Banho e Tosa Cãoveniência Curso prático, individualizado, apostilado e com certificado!

Há mais de 10 anos no mercado formando

FABRICIO FINCO Adestramento básico, correção de hábitos, solução de problemas indoor, guarda residencial e patrimonial. (11) 4354-7313 / 9748-7805 EMERSON BENTO Ofereço me para realizar.adestramento domiciliar com carinho e segurança, para cães, médio e grande porte, contato:11 22082165 ou 11 65240167 LUIZ ADESTRAM. - GRANDE BH E REGIÃO Site: www.luizadestramento.com.br

Tel: (31) 9336-4561/ 9604-5661/ 3474-2426 Email:luizadestramento@oi.com.br

profissionais de qualidade

Tel: 11-4362-4987 São Bernardo – São Paulo

www.caoveniencia.com.br

-O-

CLÍNICAS VETERINÁRIAS CLÍNICA VETERINÁRIA COLIBRI Cães, Gatos, Aves, Silvestres, Banho e Tosa Homeopatia – Acupuntura - Laserterapia www.colibri.vet.br - Fone 11 4220-3977 -O-

ACESSÓRIOS CHOCOLATE & MIA. PET DESIGN www.chocolatepet.com.br Acessórios Pet - Mime seu Pet!

ANUNCIE: contato@revistaanimal.com.br

CLINICAS ESPECIALIZADAS EM AVES E SILVESTRES Nucleo de Internação para Aves e Animais Silvestres Consultas, cirurgias, sexagem, hospegadem, atendimento domiciliar www.niaas.com.br


ESPECIALIDADES VETERINÁRIAS CRV IMAGEM Novo conceito de diagnóstico por imagem veterinária. Tomografia Computadorizada, Rx digital e US Doppler www.crvimagem.com.br ACUPUNTURA - Dra. Maristela Bellintani Montelli Med. Veterinária Acupunturista, MTC e comunicadora inter espécies. Atendimento domiciliar Contato : (11) 8272 7172 - marisvet@uol.com.br -o-

ESCOLA DE BANHO E TOSA CAOVENIENCIA ESCOLA DE BANHO E TOSA Curso prático e teórico, individualizado, estágio e certificado - www.caoveniencia.educacao.ws Tel.: (11) 4362-4987

HOTEL PARA ANIMAIS HOTEL FABRICIO FINCO Hospedagem e Spa de cães, espaço gramado, passeios, natação, taxi dog, banho e tosa. f.finco@terra.com.br Tel.: (11) 4354-7313 / (11) 9748-7805 -o-

ESCOLA DE ADESTRAMENTO

PET SHOP e CENTROS DE ESTÉTICA ANIMAL

ESCOLA DE ADESTRAMENTO ANY E DARA

CENTRO DE ESTÉTICA CANINA JORDANÓPOLIS Estética canina, consultório veterinário e o principal: o bem estar do seu animal! Rua Pindorama n°183. SBC - SP Tel.:(11) 4361-1110

CURSO BÁSICO “MÉTODO FUNCIONAL”; CLICKER; CURSO DE DOG WALKER; www.sejaumadestrador.com.br (11) 7327-4444 / 9820-6716 / 4509-5035 -o-

Anuncie na Revista Animal contato@revistaanimal.com.br

PRIMEIRO PET SHOP DELIVERY – RIO GRANDE DO SUL Nossa Van é um serviço exclusivo de atendimento para seu Pet e sua família: Banho, tosa, chapinha,hidratação e tintura e uma lojinha! Fone 9951-6823 Falar c/ Ana!


Marketing de serviços no segmento pet Hoje se fala muito sobre marketing. Há definições, conceitos, tipos de marketing, distintos professores e palestrantes. Se marketing é importante, e há centenas de livros, palestras, artigos, por que as clínicas veterinárias e petshops parecem ainda derrapar na sua aplicação? Há que se diferenciar dois pontos neste momento. O primeiro é saber quantas clínicas ou médicos veterinários, ou donos de empresas da área pet aprenderam sobre marketing, entendem o assunto, leram a respeito de forma profunda. A nosso ver, e pelas pesquisas empíricas feitas durante palestras pelo mundo afora, pouquíssimas. Cursos presenciais começam a aparecer, a cada dia com bons facilitadores.

Marco Antonio Gioso Em segundo, mesmo que a pessoa assista a uma aula, ou curso, ou leia sobre o assunto num artigo, ela usará as técnicas aprendidas? Foi aí que começamos a estudar as bases, as razões da aplicação ou não de novas técnicas, aprendizados, e chegamos a conclusão, nada nova aliás, de que as pessoas na minoria das vezes, usarão de fato o que aprenderam. É a teoria do aprendizado, bastante exposta por Jean Piaget e Lev Vigotisky, no começo do século passado. As pessoas precisam se sentir motivadas, tentadas, entusiasmadas a querer aprender, e depois, se vencerem o primeiro passo, a usar o aprendido. Eu iria mais longe, pois se quiser usar, há que se medir o resultado conseguido de fato. Cheguei a conclusão, após estudos profundos do tema, desde a época de Jean B. Say, depois Schumpeter, passando por Phillip Kottler, David Macllealand, de que sem que a pessoa goste do assunto, ou pelo menos delegue a função a alguém capacitado e que admire e se encante com o assunto, nada mudará na sua empresa. Os empresários não estão enxergando com olhos diferentes do habitual, pois a escuridão do oceano vermelho não os permite.

Professor da FMVZ-USP www.gioso.com.br Há cursos sobrando nestas áreas todas, revistas, periódicos, congressos. Se tudo fosse usado, por que a maioria das empresa patina ao dar um salto de qualidade e faturamento? Por que não conseguem todas ou a maioria chegar lá? Porque não existe a cultura interna, e externa na empresa sobre isto. Se consegui mobilizar você com este texto e você quiser começar a aplicar as técnicas, cuidado! Não adianta mandar na semana que vem seus funcionários e você mesmo fazer um curso de marketing (veja em www.gioso.com.br). O ideal é você se tornar um líder de verdade, cuja principal característica é a humildade, e começar a criar a cultura nova que deseja implementar no seu negócio. Todos devem entender que o resultado final somente acontecerá por um processo evolutivo e contínuo. Não vai ser de um mês ao outro, nem talvez de um ano ao outro.

35


O processo é lento ou mais rápido dependendo da atual realidade que impera em seu estabelecimento. O segredo é você se tornar um líder de verdade e não apenas um patrão. Você inspira seus colaboradores? Como sabe se nunca perguntou? E o que seus clientes acham de você e de seu negócio? Você já perguntou? Como anda a arquitetura da sua clínica? Atraindo e mantendo clientes? Você tem uma flor de verdade na mesa de atendimento? Ou uma foto sua com seus animais, mostrando sensibilidade, o que todo cliente procura num veterinário? Atende ainda de jeans, camiseta e tênis, nunca gravata? Ou você acha que isto tudo não importa e o que importa é sua qualidade técnica? Se você pensa assim, conclamo-o a tentar sair do famoso oceano vermelho, onde os tubarões concorrentes se comem e digladiam, e veja um novo local, um

oceano azul, onde a abordagem ao cliente é totalmente distinta daquela dos tubarões. Onde você nunca mais vai se importar se seu colega coloca aquelas faixas de castração a baixo preço, ou vacinação de graça. Quem trabalha no oceano azul, nunca mais vai se importar com colegas deste teor! O colega bem estruturado no seu mix de marketing engloba de maneira equilibrada as 3 práticas mais relevantes: técnica, gestão e administração e atendimento ao cliente. Profissional de sucesso tem as 3 bastante equilibradas. A maioria dos profissionais acredita que sendo bom na técnica consegue atrair cliente. E para terminar: você está contente com seus rendimentos? Qualidade de vida? Prestígio na sociedade como um todo? Se não, o que de fato você vem fazendo para mudar esta realidade? - Marco Antonio Gioso -

Se você é empresário, tem um Pet Shop ou Clínica veterinária, segue abaixo, algumas orientações a fim de evitar problemas com o Fisco. 1. O QUE SERÁ CRUZADO:

2. MODERNIDADE DO SISTEMA:

.

Todos devem começar a acertar a sua situação com o Leão, pois neste ano o Fisco começa a cruzar mais informações, e no máximo em dois anos estará cruzando praticamente tudo. .

.

As informações que envolvam CPF ou CNPJ serão cruzadas on-line com: 

  

CARTÓRIOS: Checar os bens imóveis – terrenos, casas, apartamentos, sítios, construções; DETRANS: Registro de propriedade de veículos, motos, barcos, Jet-skis, etc.; BANCOS: cartões de crédito, débito, aplicações, movimentações, financiamentos; EMPRESAS EM GERAL: Além das operações já rastreadas (Folha de pagamentos, FGTS, INSS, IRRF, etc.), passam a ser cruzadas as operações de compra e venda de mercadorias e serviços em geral, incluídos os básicos (luz, água, telefone, saúde), bem como os financiamentos em geral. Tudo através da Nota Fiscal Eletrônica. Tudo isso nos âmbitos Municipal, Estadual e Federal, amarrando pessoa física e pessoa jurídica através destes cruzamentos e podendo, ainda, fiscalizar os últimos 5 (cinco) anos.

Este sistema é um dos mais modernos e eficientes já construídos no mundo, e logo estará operando por inteiro. Só para se ter uma idéia, as operações relacionadas com cartão de crédito e débito foram cruzadas em um pequeno grupo de empresas varejistas no fim do ano passado e a grande maioria delas sofreram autuações enormes, pois as informações fornecidas pelas operadoras de cartões ao fisco (que são obrigados a entregar a movimentação), não coincidiram com as declaradas pelos lojistas. Este cruzamento das informações deve, em breve, se estender a um número muito maior de contribuintes, pois o resultado foi “muito lucrativo” para o governo. 3. FOCO NAS EMPRESAS DO SIMPLES: Sua empresa é optante do Simples Nacional? Veja esta curiosidade inquietante: 

TRIBUTAÇÃO PELO LUCRO REAL: Maioria das empresas de grande porte. Representam apenas 6% das empresas do Brasil e são responsáveis por 85% de toda arrecadação nacional;


TRIBUTAÇÃO PELO LUCRO PRESUMIDO: Maioria das empresas de pequeno e médio porte. Representa 24% das empresas do Brasil e são responsáveis por 9% de toda arrecadação nacional; TRIBUTAÇÃO PELO SIMPLES NACIONAL: 70% das empresas do Brasil e respondem por apenas 6% de toda arrecadação nacional. OU SEJA, é nas empresas do SIMPLES que o FISCO vai focar seus esforços, pois é nela onde se concentra a maior parte da informalidade, leia-se, sonegação!

4. INFORMALIDADE DEVERÁ DIMINUIR: Acredita-se que muito em breve, a prática da informalidade tende a diminuir muito! A recomendação é de que as empresas devem se esforçar cada vez mais no sentido de ir acertando os detalhes que faltam para minimizar problemas com o FISCO. 5. SUPERCOMPUTADOR SISTEMA HARPIA:

T-REX

E

A Receita Federal passou a contar com o TRex, um supercomputador que leva o nome do devastador Tiranossauro Rex, e o software Harpia, ave de rapina mais poderosa do país, que teria até a capacidade de aprender com o 'comportamento' dos contribuintes para detectar irregularidades. O programa vai integrar as secretarias estaduais da Fazenda, instituições financeiras, administradoras de cartões de crédito e os cartórios. 6. DIMOF: Com fundamento na Lei Complementar nº 105/2001 e em outros atos normativos, o órgão arrecadador - fiscalizador apressou-se em publicar a Instrução Normativa RFB nº 811/2008, criando a Declaração de Informações sobre Movimentação Financeira (DIMOF), pela qual as instituições financeiras têm de informar a movimentação de pessoas físicas, se a mesma superar a ínfima quantia de R$ 5.000,00 no semestre, e das pessoas jurídicas, se a movimentação superar a bagatela de R$ 10.000,00 no semestre. A primeira DIMOF foi apresentada em 15 de dezembro de 2008.

7. DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA JÁ PRONTA PELO FISCO PREVIAMENTE: O acompanhamento e controle da vida fiscal dos indivíduos e das empresas ficará tão aperfeiçoado que a Receita Federal passará a oferecer a declaração de Imposto de renda já pronta, para validação do contribuinte, o que poderá ocorrer já daqui a dois anos. 8. PRIMEIRA ETAPA JÁ INICIADA EM 2008, 37.000 CONTRIBUINTES: Apenas para a primeira etapa da chamada Estratégia Nacional de Atuação da Fiscalização da Receita Federal para o ano de 2008 foi estabelecida a meta de fiscalização de 37 mil contribuintes, pessoas físicas e jurídicas, selecionados com base em análise da CPMF, segundo publicado em órgãos da mídia de grande circulação. 9. CRIAÇÃO DO SISTEMA NACIONAL DE INFORMAÇÕES PATRIMONIAIS DO CONTRIBUINTE: O projeto prevê, também, a criação de um sistema nacional de informações patrimoniais dos contribuintes, que poderia ser gerenciado pela Receita Federal e integrado ao Banco Central, Detran, e outros órgãos. 10. PENHORA ON LINE: Para completar, já foi aprovado um instrumento de penhora on line das contas correntes. Por força do artigo 655-A, incorporado ao CPC pela Lei nº 11.382/2006, poderá requerer ao juiz a decretação instantânea, por meio eletrônico, da indisponibilidade de dinheiro ou Bens do contribuinte submetido a processo de execução fiscal. 11. REVISÃO DE PROCEDIMENTOS E CONTROLES CONTÁBEIS: Tendo em vista esse arsenal, que vem sendo continuamente reforçado para aumentar o poder dos órgãos fazendários, recomenda-se que o contribuinte promova revisão dos procedimentos e controles contábeis e fiscais praticados nos últimos cinco anos.


12. A RECEITA ESTÁ TRABALHANDO MESMO: Hoje a Receita Federal tem diversos meios (controles) para acompanhar a movimentação financeira das pessoas. Além da DIMOF, temos a DIRPF, DIRPJ, DACON. DCTF, DITR, DIPI, DIRF, RAIS, DIMOB, etc. etc.. Ou seja, são varias fontes de informações. 13. TESTES DO SISTEMA:

trabalhando pra valer. Com a entrada em vigor da nota fiscal eletrônica e do SPED, que vai começou pra valer em 2009, ai é que a situação vai piorar, ou melhor, melhorar a arrecadação. Todo cuidado é pouco: a partir de agora todos devem ter controle de todos os gastos no ano e verificar se os rendimentos ou outras fontes são suficientes para comprovar os pagamentos, além das demais preocupações, como lançar corretamente as receitas, bens, etc.

Esse sistema HARPIA, já estava em teste há 2 dois anos, e agora está Fonte: FECOMÉRCIO

Fique de olho! Começou a vigorar em 21 de julho de 2010, em todo o País, a Lei 12.291/10, que obriga os estabelecimentos comerciais e de prestação de serviços a manterem em local visível pelo menos um exemplar do Código de Defesa do Consumidor em suas lojas. Caso algum consumidor queira fazer uma consulta e não encontre o material nas dependências, a empresa pode arcar com multa de até 1.064,10. “Mais uma determinação do executivo que não foi debatida com a sociedade, cujo ônus recai exclusivamente ao empreendedor brasileiro, principalmente aos micro e pequenos”, destaca o presidente do SESCON-SP, José Maria Chapina Alcazar, manifestando ainda o repúdio da entidade à novidade devido ao prejuízo ao meio ambiente, derivado da grande demanda de impressões. “Além do mais, não é no momento da compra que se faz um consumidor consciente, mas sim com uma mudança de cultura e mais informação”, . Fonte: Assessoria de Imprensa do SESCON-SP


Escola Cãoveniência de Banho e Tosa Tradição e qualidade em cursos profissionalizantes

Aprenda uma profissão . Faça um curso profissionalizante. Contamos com completa estrutura e um programa bem elaborado para que você saia do curso e assuma um posto de trabalho imediatemente! Curso prático, apostilado, com certificado e estágio. Forme-se e já tenha experiência!

Av. Winston Churchill, 713 – Rudge Ramos São Bernardo do Campo – São Paulo CEP: 09613-000 www.caoveniencia.educacao.ws TEL.: (11) 4362-4987


Revista Animal - Julho 2010  

Ano I - Volume 07 - Venda Proibida

Advertisement