Issuu on Google+

50.000 Exemplares

Alternativ@ A REVISTA QUE FALA A TUA LINGUAGEM

Nº18 Fevereiro 2010

MODA MÚSICA CINEMA JOGOS DESPORTO

GUIA COOLe

Paragens In Lov DISTRIBUIÇÃO GRATUITA


Alternativ@

ESTE ESPAÇO É TEU!

DIRECTORA EDITORIAL

Participa. Envia anedotas, curiosidades, comentários sobre artistas, fotos, dicas da net e tudo o que te passe pela cabeça.

Nº 18 Fevereiro 2010 Tânia Lapa Ferreira taniaferreira@toppress.pt

Manda para

DEPARTAMENTO COMERCIAL

Mabília Martins - Directora Comercial mabiliamartins@toppress.pt Tel: 213 905 502 Teresa Godinho - Directora de Contas teresagodinho@toppress.pt Tel: 213 905 505 ASSITENTE DE DIRECÇÃO

Daniel Simões danielsimoes@toppress.pt Tel: 213 905 503

alternativa@toppress.pt

JÁ TEMOS MYSPACE ADICIONA-NOS

www.myspace.com/revistaalternativa

ARTE

Inês Lourenço

O salto dos animais

REDACÇÃO

Susana Grácio geral@toppress.pt Tel: 213905504 Nero alternativa@toppress.pt

O salto em distância de algumas espécies de canguru chega a 10 metros… é um grande salto!!! Já o salto dos sapos equivale a cinco metros e meio. Em altura, o salto de um canguru chega a 2, 7 metros. Se achas que é muito, o de um puma chega a 3, 1 metros!!! Já o do coiote não ultrapassa os 1, 2 metros. Enviado por João Pedro, Sintra

COLABORADORES

FOTOGRAFIA

João Robalo Pedro Mendonça Tiago Filipe Fotolia.pt

PROPRIETÁRIA E EDITORA

Toppress, Lda. Rua Prior do Crato, n.º67 2.ºDto 1350-259 Lisboa 213 905 502

CURIOSIDADES

Dina Tomás Hélder Neves João Robalo Emanuel Cabrita

Árvores por acidente

Sabias que há milhões de árvores em todo o mundo que são plantadas acidentalmente? E por que é que isso acontece? Porque há muitos esquilos que enterram nozes e não se lembram onde as esconderam!!! Enviado por Filipe Sousa, Montijo

Sonhos apagados

Já várias vezes deves ter pensado porque é que não te lembras do que sonhaste ou lembras-te pouco… é que, passados cinco minutos depois de acordares, já te esqueceste de metade daquilo que sonhaste. E, em 10 minutos, já se foi 90% do sonho… bem, ainda te resta 10%! Enviado por Ana Coelho, Amadora

NIF 508410940 SEDE DE REDACÇÃO

Regicídio de 1 de Fevereiro de 1908

Rua Prior do Crato, n.º67 2.ºDto 1350-259 Lisboa

A 1 de Fevereiro de 1908, a família real portuguesa regressava de Vila Viçosa e, à chegada a Lisboa, foi alvo de um atentado em plena Praça do Comércio (Terreiro do Paço). Daí resultou a morte do rei D. Carlos e do seu filho e herdeiro, o Príncipe Luís Filipe. Com o regicídio, subiu ao trono o filho mais novo, D. Manuel, mas foi um reinado de curta duração já que a 5 de Outubro de 1910 se dá a Implantação da República, cujo centenário se comemora este ano. Enviado por Miguel Ramalho, Parede

N.º REGISTO na ERC 125353 DEPÓSITO LEGAL 273143/08 TIRAGEM 50.000 exemplares PERIODICIDADE Mensal

DISTRIBUIÇÃO FAPROMO - PROMOÇÃO DE SERVIÇOS PUBLICITÁRIOS LDA

Rua Egas Moniz, Mansão Segredo B. S. Benedito 2680-055 Camarate Loures Tel.: 21 947 02 97 FAX: 21 947 28 23 Interdita a reprodução, mesmo que parcial, de textos, fotografias e ilustrações, excepto sob autorização escrita.

EFEMÉRIDES

IMPRESSÃO

Lisgráfica, impressão e artes gráficas, S.A. Rua Consiglieri Pedroso, 90 Casal de Santa Leopoldina Queluz de baixo – 2730-053 Barcarena

Dia dos Namorados

Existem várias versões acerca da origem do Dia dos Namorados. Uma delas diz que, no séc. XVII, os ingleses e os franceses passaram a celebrar o Dia de São Valentim como a união do Dia dos Namorados. Um século depois, essa data também se começou a comemorar nos Estados Unidos – o “Valentine’s Day”. A tradição de celebrar o amor já é muito antiga: na Idade Média, dizia-se que o dia 14 de Fevereiro era o primeiro dia de acasalamento dos pássaros e, por isso, os namorados aproveitavam este dia para deixar mensagens de amor à porta da amada. Enviado por Sara Pacheco, Lisboa ALTERNATIV@#3


PARA VER

PARA OUVIR

GLEE “THE ELEMENT OF FREEDOM”, DE ALICIA KEYS

“The Element of Freedom” é o nome do novo álbum da cantora norte-americana Alicia Keys. O disco tem 16 temas, entre os quais “Try Sleeping With a Broken Hearth”, “Doesn’t Mean Anything” e “Put in a Love Song”, que conta com a participação de Beyoncé.

“BATTLE STUDIES”, DE JOHN MAYER

“Battle Studies” é o novo álbum de John Mayer. O CD tem 11 temas e conta com a participação de Taylor Swift em “Half of my hearth”. “Who Says” é o primeiro single deste novo trabalho. O cantor norte-americano marcará presença no palco mundo do Rock in Rio Lisboa, a 21 de Maio.

A série “Glee” é uma comédia musical em que um professor de secundário, Will Schuester, tenta salvar o Glee Club e motivar um grupo de perfomers excluídos e não adaptados à escola a perceberem o seu verdadeiro potencial. Mas as complicações vão ser muitas e há ainda a treinadora de cheerleaders que tudo fará para que as coisas não corram bem. Exibição aos domingos, às 21h25 (com repetição à 2ª, às 23h55, e ao sábado, às 20h35). No Fox Life.

PARA LER

“TRUANCY – REBELIÃO”

A história deste livro decorre num universo alternativo onde o Presidente de uma cidade governa o sistema educativo com braço de ferro, com a ajuda dos Educadores da cidade. Nasce assim um violento conflito entre o sistema educativo e os alunos que a ele se opõem. Num cenário de violência, surge Tack, um adolescente de 15 anos, que procura apenas sobreviver. A assinalar que o livro foi escrito por Isamu Fukui, aos 15 anos, nas férias de Verão. Isamu Fukui completa 20 anos em Fevereiro.

Edições Gailivro

4#ALTERNATIV@

“TÚNEIS – O JARDIM DO SEGUNDO SOL”

“O Jardim do Segundo Sol” é o terceiro livro da colecção “Túneis”. Quando Will Burrows, de 14 anos, mergulha num mundo subterrâneo desconhecido parece estar a aproximar-se do seu fim… mas não é o fim, é o princípio! O princípio de uma nova e assustadora aventura em que terá de enfrentar aranhas carnívoras gigantescas e os Brilhantes letais. Mas há perigos bem piores, como as gémeas Styx que têm umas contas a ajustar com W i l l ! De Roderick Gordon & Brian Williams.

Casa das Letras

“PERDIDOS” ÚLTIMA TEMPORADA!

Se és fã da série “Perdidos”, temos uma notícia que pode ser má e boa ao mesmo tempo: já esta aí a última temporada da série. É má porque a série vai mesmo acabar, mas é boa porque finalmente vão ser desvendados todos os mistérios e segredos que tanta curiosidade suscitaram ao longo das várias temporadas. Exibição às 3ªs, às 22h00 (com repetição aos sábados, às 18h55, e aos domingos, às 03h55). Na Fox.


OPTIMUS ALIVE GANHA FORMA

ACTUALIDADE

O cartaz do Optimus Alive começa a ganhar forma e entre os nomes confirmados já temos Gogol Bordello, Kasabian, Gossip e Pearl Jam – que comemoram 20 anos de carreira e terminam a digressão europeia em território nacional. O festival decorre nos dias 8, 9 e 10 de Julho no Passeio Marítimo de Algés e os bilhetes diários custam 50€ e os passes de 3 dias 90€.

ROCK IN RIO QUERES SER VOLUNTÁRIO?

SUPER BOCK SUPER ROCK AGORA NO MECO

O Super Bock Super Rock mudou-se de armas e bagagens para a aldeia do Meco e leva para o novo spot um cartaz recheado de boa música: The National, Cut Copy, Laurent Garnier, Palma`s Gang e Rita Redshoes são já alguns nomes avançados. O festival decorre nos dias 16, 17 e 18 de Julho e o bilhete diário custa 40 € e o passe de três dias 70€.

As inscrições para voluntariado no Rock in Rio abrem já no dia 1 de Março… e terminam no dia 19. Se estás interessad@, tens de ter 16 anos e podes aceder ao site oficial http://rockinrio-lisboa.sapo.pt ou ao Portal da Juventude http:// juventude.gov.pt, onde encontras uma explicação de como proceder. A organização procura 450 voluntários, para as áreas de Gestão de Público, Assessoria de Imprensa, apoio aos espaços de entretenimento da Cidade do Rock: Palco Mundo, Sunset Rock in Rio, Electrónica, Espaço Fashion, Espaço Radical, Espaço Kids e Área VIP. O Rock in Rio-Lisboa decorre no Parque da Bela Vista nos dias 21, 22, 27, 29 e 30 de Maio.

ALEXANDRA BURKE LANÇA PRIMEIRO ÁLBUM

“Overcome” é o nome do primeiro álbum da cantora britânica Alexandra Burke. Vencedora da edição de 2008 do programa de televisão “X Factor”, depois de nomes como Leona Lewis, Will Young ou Gareth Gates, chega agora o seu primeiro trabalho discográfico. O primeiro single do álbum é “Hallelujah” e o segundo single é “Bad Boys”, um dueto com o cantor norte-americano Flo Rida.

6#ALTERNATIV@

CRIA A TUA AIR BAND E VAI AO ROCK IN RIO

SHAKIRA E NADAL JUNTOS EM VIDEOCLIPE

O novo videoclipe da cantora colombiana Shakira conta com um convidado muito especial, o tenista espanhol Rafael Nadal. O vídeo, que foi lançado recentemente, pertence ao tema “Gipsy/Gitana”, do álbum “She Wolf”, e foi gravado em Barcelona, durante um dia e meio.

Solta o teu lado criativo e forma uma banda virtual, participando na Pepsi Air Bands. Uma “Air Band” é a evolução natural de uma modalidade conhecida como “Air Guitar”, que tem como principal objectivo simular movimentos com uma guitarra, mas sem esta existir, o que oferece momentos hilariantes. Depois de criares a tua banda, começa a pedir a todos os teus amigos para votarem. As nove bandas mais votadas, ao longo de 3 fases, vão ganhar bilhetes VIP para o RIR para todos os elementos e ainda jogos Band Hero. Mais informações em www.pepsi-rock.com ou www.facebook.com/pepsi.portugal. Inspira-te aqui: http://www.pepsirock.com/airbands/inspira-te/


Toma nota SKATER PRO

Top Model

MOSTRA O TEU ESTILO E PARTICIPA!

It`s my time. Este é um casting global lançado pela Benetton para descobrir novos looks e novos rostos para o século XXI. Entra em www.benetton.com/ casting e cria o teu book online – faz o upload de (pelo menos) um vídeo e duas fotos (uma de rosto e uma de corpo inteiro). Tens até ao dia 16 de Março para mostrares o teu estilo e o que tens de diferente. A selecção tem duas fases. Primeiro tens de conseguir ficar entre os 100 mais votados pelo público, que passam à segunda fase e são analisados pelo júri que escolhe 20. Estes 20 sortudos voam até Nova Iorque e serão os modelos fotográficos para a campanha Benetton Outono/Inverno 2010. Até aos 18 anos, é necessária autorização dos pais (podes descarregar no site). Estás à espera de quê? É a tua oportunidade!

A FUTURÁLIA ESTÁ AÍ

“A Vida é tua. Descobre o teu caminho!” é o lema da Futurália 2010, que decorre de 10 a 13 de Março na FIL – Parque das Nações. Esta edição fala em discurso directo com os jovens e foca-se nas suas reais necessidades e aspirações, pretendendo chegar cada vez a mais visitantes. Faz uma visita e informa-te sobre as várias possibilidades de ensino e descobre as saídas profissionais que mais se adequam a ti. Vale mesmo a pena marcares presença!

A Eastpak participa no novo jogo para o teu iPHONE e iPOD Touch: Skater Nation. Podes dar um ride em gigantes cidades 3D e diverte-te em 10 ambientes diferentes, como praias, áreas residenciais e Skateparks. No Skater Natiom podes ainda gravar os replay’s das tuas melhores runs, fazer upload para o youtube e interagir no www.skaternation.com.

A MÚSICA DE “ALICE”

O filme “Alice no País das Maravilhas”, realizado por Tim Burton, tem estreia marcada para o dia 4 de Março e já serviu de inspiração a um álbum. “Almost Alice” tem 15 músicas, entre as quais “Alice (Underground)”, de Avril Lavigne.

EM CENA

“Paranormal” é a peça que Joaquim Monchique leva ao palco sozinho! Mas não penses que a monotonia vai dominar o espectáculo, porque o actor veste a pele do professor Adamastor e de mais 15 personagens que vão ganhando vida ao longo da peça. Quintas às 21h, Sábados e Domingos às 17h, no TeatroEstúdio Mário Viegas (20 €). Maiores de 16 anos.

SUMOL SNOWTRIP

O Sumol Snowtrip aproxima-se… é já de 4 a 11 de Abril, em Pás de La Casa. Durante o dia, há aulas e campeonatos de Ski e Snowboard, que prometem muita adrenalina. À noite, Snowparties temáticas ao ritmo dos DJs da Cidade FM, que prometem aquecer a temperatura. Até ao dia 15 de Março, todas as semanas a Sumol oferece o pacote de férias “Tu e mais 3 amigos”, com tudo incluído para 4 pessoas, e ainda a oferta de uma noite especial num Hotel de Gelo. Para participar basta enviares os códigos das embalagens Sumol para o 68919 (ex: snowtrip 123055711BL81501) ou participares em www.sumol.pt. E agora quando fores ao cinema Lusomundo e acompanhares o teu filme com o Menu Sumol (bebida + pipocas), recebes um cartão que também te dá um código. Participa. A neve está à tua espera!.

CASTING PARA OS DONNA MARIA

Está a decorrer um casting para encontrar a nova vocalista dos Donna Maria. Esta 1ª fase será uma pré-selecção para a fase final do Casting a realizar num estúdio em Lisboa. As interessadas podem enviar o Curriculum Vitae (com fotografia) para donnamaria@netcabo.pt ou donna.maria@sapo.pt.

O SNOWGIRLS ESTÁ DE VOLTA

O NISSAN Snowgirls 2010 Prove It vai ter lugar nos dias 5, 6 e 7 de Março, na Serra Estrela. A previsão será certamente de muita neve e animação para esse fimde-semana. Não percas a oportunidade para “riscares” umas pistas. Inscrições em info@purofeeling.com ALTERNATIV@#7


9 0 0 2 E D R O H L E M O As escolhas

ção 2D)

nte de anima

ves (estuda de Hélder Ne

l

H

oje em dia a pessoa que considere que os filmes de animação são para crianças, ou não tem dois dedos de testa ou nunca viu Mary and Max. Este filme vai beber água ao premiado “Harvie Krumpet” realizado em 2003 pelo mesmo realizador de Mary and Max, o australiano Adam Elliot. A diferença é que este último trabalho de Adam teve mais brilho devido não só às excelentes participações de Philip Seymour Hoffman, Eric Bana, e Toni Colette dando voz às personagens principais, mas também pelo fantástico argumento. Mary é uma criança solitária que vive nos subúrbios de Melbourne. Vê os desenhos animados “Nobbles”, é muito gulosa, tem um anel emocional que está constantemente cinzento que significa que está pensativa, inconscientemente ambiciosa ou faminta, e a única companhia que tem é o seu galo desajeitado Ethel. Tem um fraquinho pelo seu vizinho Damien, o grego de cabelo encaracolado que é gago. Numa das visitas à biblioteca local, Mary descobre uma espécie de páginas amarelas de New York. A mãe é apanhada a roubar envelopes e Mary rasga uma morada aleatoriamente enquanto fogem as duas do bibliotecário. Essa morada é de Max. Max é um ateu com 44 anos que vive em Nova Iorque. É gordo e retardado mental. Não tem amigos a não ser o seu amigo imaginário viciado em literatura, o Sr. Ravioli. Não consegue dormir e para passar o tempo vê os desenhos animados “Nobbles” enquanto 8#ALTERNATIV@

come cachorros de chocolate. Tal como Mary, Max vê a série “Nobbles” porque têm todos muitos amigos. O filme gira à volta dos mundos diferentes das duas peculiares personagens. A troca de correspondência feita por Mary e Max tem momentos de grande humor. A certa altura começam a fazer perguntas um ao outro para a qual nenhum sabe a resposta, fazem observações engraçadas, e enviam sempre um chocolate um ao outro em cada correspondência. Há ainda a acrescentar que o film e é narrado por uma personagem que não aparece mas que é crucial na história. A voz de Barry Humphries é fenomenal e dá um toque de excelência ao filme. O melhor filme de 2009 embora ninguém – ou quase ninguém – há-de ouvir falar dele cá em Portugal.

l

A

banda liderada por Karen O lançou muito provavelmente o melhor álbum da sua carreira. Desde 2003 que nos vinham dando uma musiquita boa aqui e acolá, mas este último trabalho, “It’s Blitz”, é uma bomba. A variar entre o indie rock, art rock e o dance-rock, o álbum lançado

em 2009, It’s Blitz, mais parece um best of da banda de NY do que um mero cd de originais. Congrats to Karen O, Nick Zinner, Brian Chase.

Matt (vocalista e teclado) e Kim (vocalista e bateria) conheceram-se no Pratt Institute em NY, uma das mais conceituadas escolas de arte a nível mundial. Matt & Kim. Assim se chama a banda que tem o melhor videoclip de 2009. A música é a Leassons Learned, que faz parte do álbum Grand. Tudo o que se vê em Leassons Learned aconteceu na realidade: Matt e Kim saem duma carrinha em Times Square e começam a tirar a roupa até ficarem completamente nus. As centenas de pessoas que têm a sorte de irem a passar na rua naquele exacto momento ficam a olhar para Matt e Kim com ar de grande admiração. Tal como a música que fazem, esta dupla de NY fez algo de extraordinário. Não é de estranhar, pois todos os seus videoclips foram premiados. Este foi premiado com o Breakthrough Video pela MTV e com o MTVu Woodie Awards.

@


“Between Waves”. Qual é o conceito por trás do título deste novo álbum?

O título do disco tem a ver com a forma como foi feito, porque a ideia principal por trás dele era uma espécie de colecção de memória; foi uma analogia porque grande parte do disco foi escrito de uma forma muito específica. Eu estive em digressão durante um ano com o disco anterior e tinha um gravador digital onde ia gravando diversas ideias – que foram captadas no sítio onde eu as tive. Por isso, achei que essa colecção de memórias tinha uma boa analogia com o título “Between Waves”.

Representa também estar entre ondas de estética e de influências?

Não, tem mais a ver com a ideia de que há coisas que me impressionam e que me fazem escrever uma canção, mas que não as escrevo no topo dessas ondas, escrevo-as quando, finalmente, passaram. Aliás, é muito raro escrever músicas sob a excitação do momento.

Chegar a estas pessoas com quem estás a trabalhar foi difícil?

Sabes que não é fácil… acho que a minha banda tem também uma característica muito própria, que não foi fácil de chegar até lá. Nós trabalhamos muito em conjunto. Apesar de, no estúdio, eu trabalhar de uma forma muito isolada, é quase o contrário quando vamos para a estrada. Trabalhamos muito a forma de as músicas resultarem bem ao vivo.

Quando preparas o álbum, não pensas: “Bom, já não estou só a chegar a 1000 pessoas, tenho de…”

Nunca penso nisso. A única vez que pensei nisso acho que foi a fazer o 2º álbum dos Silence 4, porque não tinha a mínima experiência do que era escrever um disco com um sucesso anterior. E é muito problemático porque, de repente, tu sentes que estás a escrever canções e tens malta a olhar por cima do teu ombro. Isso não faz a tua canção melhor, pelo contrário. Como é que uma pessoa que escreve dentro de universos introspectivos, vai fazer canções a pensar que elas vão ser ouvidas e vão ser mergulhadas num sistema dos media? É impossível. Eu acho que tive de separar as águas, literalmente.

Há algo que andes a ouvir mais neste momento ou que te influencie mais no teu trabalho?

Não… é muito difícil. Eu acho que não há assim uma coisa que eu possa dizer “isto influencia o meu trabalho”. Eu ouço mesmo muita música e até te posso dizer que um dos problemas em fazer música é que me tira tempo para ouvir música (risos). E não consigo fazer as duas coisas ao mesmo tempo. Quando estou muito envolvido num disco não oiço música de mais ninguém, portanto são dias de estar ali a ouvir sons e sons e, depois, a última coisa que apetece é, no final, ainda ouvir música de outras pessoas.

DAVID FONSECA Por Nero

Num ritmo de impressionante regularidade tem David Fonseca mostrado o seu trabalho. Este “Between Waves” surge dentro dessa linha e mostra a segurança do músico naquilo em que acredita e uma delineação clara do seu som, que surge de ideias desenvolvidas nesse ritmo de trabalho, de desenvolvimento criativo constante. É curioso constatar no entanto que se afirme um pouco adverso ao trabalho de estúdio, pois para além da vibração própria de escrever, de criar e da paixão que mostra pela própria música, o novo disco é um trabalho que maximiza toda a experiência e capacidade funcional de um dos nomes da nossa música que mais tem estado activo na última década.

160##AALLTTEERRNNAATTI IVV@ @


PRODUZIDO por:

A Revista que te da Musica!

É muito raro escrever músicas sob a excitação do momento. Depois de teres o trabalho completo, és ouvinte daquilo que fazes? Durante uns tempos, especialmente por razões muito técnicas, porque nós depois do disco feito começamos a ensaiar para o espectáculo. Essa é uma fase em que ando a ouvir muito o disco. A partir do momento em que começamos a tocar, é muito raro ouvir. Porque há muita música para ouvir e porque os discos transformam-se noutra coisa – nos espectáculos ao vivo… e aquilo que tocamos é sempre um bocadinho diferente do que está no disco. Gosto de ouvir alguns anos depois.

Consegues fazer esse exercício dizendo, por exemplo, onde sentes que evoluíste mais?

Eu, geralmente, sei apontar mais defeitos do que qualidades. Olho para as coisas e penso “Não percebo porque é que fiz isto assim; agora, faria de outra forma”. Acima de tudo, aquilo que eu vejo na evolução dos discos é que há uma procura cada vez maior da canção. Fazer da canção a melhor canção possível. E percebo a minha vontade de não querer repetir áreas musicais, de não me forçar em termos de uma sonoridade, manter o mesmo universo, soar um bocado a mim, mas não repetir necessariamente todos os elementos anteriores dos discos. @ ALTERNATIV@#11


STAR WARS IN CONCERT Por Nero

Diria que o Star Wars In Concert é um dos eventos da década no nosso país, não é comum um espectáculo apresentar uma grandiosidade tão grande a nível musical, conceptual, multimédia. Um concerto como este só seria possível vindo de outra Galáxia, de muito, muito longe... A Alternativ@ entrevistou o narrador do concerto, o único actor presente nos seis filmes da maior saga cinematográfica. Provavelmente o nome Anthony Daniels não dirá muito aos nosso leitores, mas o nome da unidade dróide de protocolo, C-3PO recordará a todos as aventuras com o inseparável R2-D2, sempre a roçarem o inacreditável e o caricato. O mote para a conversa foi o concerto que está de visita ao nosso país. Que a Força esteja convosco.

12#ALTERNATIV@

Em diálogo com o dróide mais tagarela da Galáxia

E

stes concertos providenciam toda uma nova experiência para a audiência e para os fãs da saga cinematográfica. Que emoções têm sobressaído da plateia durante os espectáculos e quais são as suas próprias emoções fazendo parte desta nova aventura?

Ainda que seja o único actor a ter trabalhado nos seis filmes de Star Wars, nunca compreendi realmente a profundidade da história. Narrar o Star Wars In Concert já mais de sessenta vezes, e com todos os ensaios e pré-produção, deu-me uma maior compreensão sobre a história, a música e a afeição de tantos milhares de fãs dos filmes e apreciadores de música. O concerto mostra realmente os filmes duma forma completamente nova. O nosso recontar do épico do George está simplificado ao tópico principal do conto. Começa com a Galáxia enquanto uma bela e pacífica república no início. Vemos a caminhada do pequeno rapaz ao tornar-se num belo jovem que eventualmente declina para o mal, mas é derrotado e redimido pelo próprio filho. É uma história simples de duas viagens épicas que colidem e no final restabelecem a paz e a justiça na Galáxia.

No ecrã estão tantas imagens de toda a saga tecidas entre si duma forma diferente que despertam memórias e criam novas conexões mentais, que incitam a que se revejam os originais uma vez mais. O concerto deu-me uma nova e calorosa afeição por algo que me rodeia há imensos anos. É engraçado que nos filmes a música foi feita para se lhes ajustar e agora são os filmes e a narração que parecem ajustados à música... O concerto é em honra da música de John C-3POda Williams, esse é o principal elemento noite. Ele reescreveu algumas das peças para funcionarem mais aproximadas à edição das películas. Sei que ele e a equipa da Lucasfilm trabalharam arduamente em equipa para criarem sequências emocionantes que contam a história, tanto quanto o faz a minha narração. A música é tocada ao vivo, sincronizada com as imagens. Dirk Brossé, o nosso maestro, tem que manter 150 músicos e cantores em tempo com as imagens enquanto tem também que extrair poder emocional de todos eles. A concentração de todos que estão no palco é enorme. No final do concerto acabamos sempre praticamente es-


gotados. O aplauso da audiência, e óbvio regozijo, ajuda-nos a recuperar energia. É emocionante para a audiência e para nós.

Qual a sua peça favorita das bandas sonoras?

É muito difícil escolher uma. Adoro a “Duel Of The Fates”, a peça que acompanha o Darth Maul. Ele é totalmente maléfico e o tema tem uma atmosfera excitante e perigosa. Depois há o tema do Anakin, que é lindo e heróico, mas que desvanece para uma frase musical que nos recorda que as coisas estão a ruir à sua volta. A “Flag Parade” que antecede a corrida de a “pod race” no Episódio 1 é uma enorme marcha triunfal com fantásticas chamadas egipcías nos tons e soa realmente épica. Poderia escolher todo o concerto, gosto de tudo. Um instrumento favorito? Os pratos. Não sabia que existiam tantas formas diferentes de os tocar.

C-3PO Esteve em praticamente todos os títulos cinematográficos de Star Wars: os seis filmes, as séries de animação [Droids e ambas as Clone Wars, a de animação tradicional e a 3-D]. Sentese mais como um actor ou um fã? Eu e o George estamos de acordo, não conseguimos ser fãs pois fizemos os filmes. Aliás, ele fê-los e eu estou neles. A

saga, de facto, ocupou muito do meu tempo, tal como todas as actividades alargadas que fiz. Houve um tempo em que pensei que deveria parar de me envolver, mas cheguei à conclusão que gosto do personagem e os fãs também. O “Threepio” é um bom porta-voz nos filmes e, veio a verificar-se, fora deles também. Certamente que é um modo diferente de representação de, digamos, representar Hamlet, mas é representação ainda assim. Quanto a ser um actor rotulado com um trabalho? Se esse trabalho

Mas definitivamente que seria parte da Aliança Rebelde. Especialmente no mundo do George, onde os bons ganham no final.

é a saga de Star Wars, penso que a maior parte dos actores ficaria feliz com o rótulo.

Como foi erigido o carácter do C-3PO? Havia indicações definidas por parte do George Lucas ou houve espaço para moldá-lo de acordo com as suas próprias ideias e daquilo que sentia que o personagem precisava?

Durante os seis meses necessários para construir o fato eu tive muito tempo para estudar o guião. As minhas ideias só se solidificaram com o início das filmagens. Mas era claro, pelo guião do George, que o personagem não era apenas suposto surgir em todas as situações perigosas e barulhentas da história. De alguma forma o nervosismo do “Threepio” surgiu da tensão derivada de ele estar sempre no local errado, sempre deslocado. Aconteceu algum tipo de magia quando o personagem saltou das páginas do guião – a combinação das palavras, da voz, da figura esbelta,

ALTERNATIV@#13


a própria situação e a trama, aquilo que eu próprio lhe dei. Portanto, sim. Tive a oportunidade de moldar o personagem e o George permitiu-me isso.

Muitas das suas cenas mostram-nos o C3PO a interagir com o R2-D2 – como foi não ter diálogo autêntico?

Para mim foi uma enorme surpresa o R2 ser uma caixa silenciosa, algumas vezes com o Kenny lá dentro, a maior parte das vezes controlada remotamente e na segunda trilogia, muitas vezes digital, portanto sem sequer estar “ali” de todo. Estava apenas na minha imaginação. E, desde o início, as conversas estavam todas na minha imaginação, costumava até escrever o que pensava que o R2 dizia, o guião apenas dizia coisas como “R2 beeps” e no set nem sequer haviam esses “beeps”. O George tentou fazer-me ruídos uma vez, mas não resultou, portanto estava o tempo todo a falar para mim mesmo.

Que filme prefere, de todos os seis, e em qual pensa que o “Threepio” tem um papel mais importante na história?

O Episódio IV. Gosto do facto de ser uma história completa, que funciona por si só, manda-nos simplesmente com a acção e espera que o acompanhemos. E todo a gente o acompanhou. O papel do “Threepio” é muito central no Episódio IV e foi, certamente, um surpreendente novo elemento para o filme. Claro que o seu reconhecimento como um deus em “Return Of The Jedi” foi extremamente importante, pois colocou os Ewoks do lado certo. Quanto a mim, os Ewoks não me conquistaram ainda.

ANTHONY DANIELS Normalmente as pessoas conhecem mais sobre o C-3PO que sobre o Anthony Daniels, mas pareceme que tem uma carreira profícua longe da unidade dróide protocolar. Pode apresentar-se aos leitores portugueses?

Podem apresentar-se eles mesmos no concerto. Adoro o facto de ser ao vivo, sem ecrã verde ou CGI. 14#ALTERNATIV@

Uma boa maneira de descobrir mais um pouco sobre mim será o meu espaço em www.anthonydaniels.com.

Como falávamos, o “Threepio” parece sempre deslocado, um dróide de protocolo que é permanentemente arrastado para situações sobre as quais não tem qualquer controlo das coisas que estão a acontecer ao seu redor. Diria que essa é umas das razões pelas quais as pessoas se identificam com o personagem no mundo actual? Que necessitaríamos de mais tradução de pensamentos e de diálogo em vez de respostas violentas uns com os outros? Sim. Não diria melhor, portanto não tentarei. Acrescentarei apenas que o “Threepio” tem uma vulnerabilidade que nos faz gostar dele: ele preocupa-se com toda a gente, eu penso que ele até salvaria o Han Solo, caso fosse necessário.

É um crente (na Força, Deus ou qualquer presença omnipotente que nos guie e una)? Considera-se mais um Sith ou um Jedi?

Penso que todos temos, secretamente, tendências Sith, ainda que as controlemos. Não serei um Jedi, pois eles possuem super poderes místicos e nunca, em momento algum, pensam em fazer algo errado. Mas definitivamente que seria parte da Aliança Rebelde. Especialmente no mundo do George, onde os bons ganham no final.

Uma experiência que tem também é a es-

STA R WA R S IN CO

22 e 23 de Março

N CE R T

// Pavilhão Atlântic

o

A par do concerto o público terá acesso a uma exposiçã, que conta com figurinos completos de Jedi Masters, Kit Fisto e Plo Koon) e adereços nunca antes expostos ao público, como as armas “blaster” e os capacetes de Coruscant, Tatooine e de outros lugares icónicos de Star Wars.

crita; pelo menos posso recordar-me do trabalho no título de bd [“The Protocol Offensive”] para a Dark Horse – tem outros trabalhos neste campo, é algo que planeie fazer no futuro?

Faço muito “forjar” de palavras, ao editar muitos guiões que me dão, mas não escrevo realmente. Embora, visitando o meu site, se possam ler muitos artigos que escrevi. Bom, suponho que escrevo, afinal. Achei extremamente difícil criar a bd com o Ryder Windham, ganhei um respeito enorme pelos autênticos autores de bd.

Enquanto actor, quais são as exigências específicas de plataformas tão diferentes como o teatro, um set de filmagens dum filme carregado de efeitos especiais ou mesmo a rádio? De qual extrai maior prazer?

As várias plataformas do mundo do entretenimento possuem naturalmente as suas próprias exigências. Curiosamente, representar em frente a um ecrã-verde é muito próximo da rádio. Está tudo na tua imaginação. Gosto bastante de estar em palco ao vivo defronte uma audiência, há uma excitação especial em ouvir a sua reacção a algo que dizemos. Adoro o facto do Star Wars In Concert usar cada aspecto singular das técnicas de representação que aprendi. E que ainda estou a aprender. @


D R A O B W

to

or Desp

O N S Por Susana Grácio Fotos: João Robalo

board. w o n S o lares é u p iração, o p p s e is r a a r verno m e corta In d e s d n e s empre g o t s a r a o is n a p li p s a de a adren ado em ic t m Um dos a o r c p , cha. o n ã er a ç s r o p e d m a e n além uilíbrio e pura q d e s o o Porque t r n mome ... mante a e n d a io c ld r u propo eira dific im r p PISTAS: .A Há vários tipos de pistas em alta que correspondem ao nível de aprendizagem de cada praticante:

T

raduzido à letra, “snowboard” significa “prancha para a neve”. A diferença mais imediata para o Ski é que se pratica apenas com uma prancha, estando ambos os pés presos à mesma. Por isso pode dizer-se que é uma espécie de “surf na neve”. Não é um desporto difícil e o importante é não desistir às primeiras quedas.

S

RA EXPERT

... PA MANOBRAS

Além de uma adrenalina incrível e de poderes deslizar pela montanha com uma vista fabulosa, esta modalidade também ganha pontos por permitir uma evolução rápida. Com algumas aulas e persistência, em poucos dias já se consegue adquirir as noções básicas e ao fim de algumas descidas começas a apanhar o jeito. Enquanto não dominares as técnicas, podes sempre espreitar algumas manobras sensacionais dos mais experts: AIR-TO-FAKIE: é um salto simples no Halfpipe (Pista em forma de U), em que o praticante entra de frente para a parede e voltando com a parte traseira da prancha (backside). ALLEY-OOP: qualquer manobra de rotação maior que 180º. BLINDSIDE: Uma rotação realizada pela parte traseira da prancha. BONED: quando se está no ar, segura-se a prancha e estica-se as pernas para trás FLIP: salto mortal. SPINS: são as voltas que se dá com a prancha. RODEO: É o popular parafuso, mistura o spin e o flip. 16#ALTERNATIV@

lVerdes: são muito fáceis, ideais para quem começa a dar os primeiros passos na modalidade. l Azuis: fáceis, mas já com alguma inclinação lVermelhas: já com uma dificuldade considerável, uma vez que apresentam curvas, lombas e zonas estreitas. l Pretas: são as pistas para experts. O grau é muito difícil. Aqui há de tudo… curvas com lombas e saltos, declives acentuados, áreas rochosas, enfim… muitos perigos para quem não domina todas as técnicas.


SE VAIS PARA A NEVE, TENS DE ESTAR PREPARAD@: Billabong PVP: 255€

SSENCIAL

MATERIAL E

Von Zipper PVP: 93€

l PRANCHA E BOTAS

Para saberes qual a medida que deves escolher, coloca a prancha paralela ao teu corpo. Deve dar-te aproximadamente pelo nariz, para ser do tamanho correcto. Para saberes qual o pé que deve ser colocado à frente, há um truque que ajuda bastante. Pede a um amigo que te empurre quando estiveres distraíd@. O pé que levares à frente para te equilibrares é aquele que deves colocar à frente na prancha. Se for o direito, és Goofie e se for o esquerdo és Regular. Quanto às botas, experimenta vários modelos e opta pelo mais confortável. Têm de ficar bem justas, para evitar lesões.

Von Zipper PVP: 158€ Von Zipper PVP: 20€

Rip Curl PVP: 140€

l ROUPA Deve ser colorida: evita o preto e branco, porque em caso de acidente o grupo de resgate consegue visualizar-te à distância mais facilmente se tiveres roupas coloridas vestidas. Quente e confortável para enfrentar o frio e a neve; e leve, já que a mobilidade é um factor essencial.

l LUVAS

Acredita que são essenciais. Em cada queda, as mãos vão sempre ao chão, por isso têm de estar protegidas. As luvas devem ter uma placa de plástico embutida para impedir o movimento dos pulsos, reduzindo assim as hipóteses de fractura caso haja algum acidente. Além da placa de plástico, devem ter dois componentes: uma luva de pano e uma luva grossa. As botas de snowboard são retiradas e colocadas muitas vezes e a luva de pano facilita a tarefa. l ÓCULOS Deves usar óculos apropriados e com boas lentes, em especial nas estâncias com muita luz solar. E já que falamos de protecção, mete na mala um bom protector solar e labial. @

BOAS DESCIDAS!

Deeply * PVP: 39,90€

REGRAS BÁSICAS

1.

Respeito pelos outros: a utilização das pistas não deve colocar em risco os outros praticantes.

* À venda na SportZone

l CAPACETE Usa sempre. Mesmo que seja uma pequena descida. E como as múltiplas quedas fazem parte do dia a dia... verifica-o sempre antes de cada utilização, para teres a certeza de que está intacto. E escolhe um com protecção para as orelhas e fivelas ajustáveis.

Deeply * PVP: 29,90€

2.

Escolha da trajectória: se estás em posição superior deves escolher a trajectória de forma a garantir a segurança de quem está em baixo (vale) – que tem sempre prioridade.

3.

Ultrapassagens podem ser feitas por cima (montanha), por baixo (vale), pela direita ou esquerda, sempre de forma folgada, garantindo a possível evolução daquele que se ultrapassa.

4.

Evita parar em zonas estreitas, lombas e zonas sem visibilidade. Em caso de queda deves retirar-te da pista o mais rápido possível.

Lightning Bolt PVP: 119€

Rip Curl PVP: 400€

Billabong PVP: 46€

5.

As subidas e descidas a pé devem ser feitas sempre pelos laterais das pistas.

6.

Respeito pela marcação, sinalização e informação nas pistas. Adidas ALTERNAT IV@#17 PVP: 227€


ia

raf g o t o

F

! ! ! S O T O F S A O B MAU TEMPO… Por João Robalo

FÁCIL E DIFÍCIL

Todos podem ter a sorte de capturar um relâmpago, mas capturá-lo propositadamente já é mais complicado – requer câmaras com especificações mais avançadas, tripé, experiência, técnica e um grau bastante elevado de paciência e de espera. Por isso, vamos falar deles noutra ocasião futura. A neve, quando o céu está coberto por nuvens, facilita-te bastante o trabalho, principalmente por ser mais rara e tornar tudo bonito (não estamos habituados a vê-la) – tudo ganha contraste natural e a luz ambiente tende a ser… fantástica. Mas essa é fácil demais. E nós, e certamente tu também, gostamos de desafios, por isso vamos lá sair do quentinho e fazer fotografias dignas de perdurar pelas várias estações.

S

ó porque está frio ou a chover, não deixes de dar asas à tua veia artística. Até porque nestas condições atmosféricas podes conseguir algumas das tuas melhores fotografias. O mau tempo dá-te a oportunidade de fotografar em situações diferentes, que proporcionam imagens com características muito peculiares. Quer haja vento, nuvens altas, chuva, nevoeiro, relâmpagos ou neve, tu vais lá estar... e as fotos serão inesquecíveis. INTEMPÉRIES ÇÃO Á G U A , U M A B EN

C

omecemos com a chuva, que é o maior incómodo de todos: para nós, porque quase de certeza que vamos chegar a casa encharcados, e para as câmaras, que se não forem à prova de água teremos de ter bastante cuidado. Com chuva, supõe-se que o dia estará cinzento, mais escuro e com nu18#ALTERNATIV@

vens altas, mas tudo à nossa volta ganha um brilho diferente – literalmente. Onde quer que estejamos, tudo brilha, sejam os edifícios, janelas ou campos relvados, árvores cerradas… As pequenas gotículas de água reflectem todo o seu redor e, assim, as imagens ficam mais nítidas e limpas. E também ajuda o facto de a chuva ‘limpar’ grande parte das poeiras que estão no ar. A chuva e algumas nuvens mais escuras e dramáticas podem criar o ambiente perfeito e a luz ideal para fotografar.

DICA: como estará mais escuro, terás de utilizar velocidades de obturação mais lentas. Se fotografares com uma câmara compacta, muda para o modo nocturno e utiliza um local onde possas pousar a câmara, para a imagem não ficar tremida. SUGESTÃO: Com a chuva, e caso estejamos a fotografar paisagens, podemos ter a sorte de capturar um relâmpago que, sendo mais raro, vai dar à imagem um toque fantástico.


ENS DESCEM

QUANDO AS NUV

No caso anterior, as nuvens costumam estar altas, mas se estiverem baixas estamos perante nevoeiro. Normalmente, fotografar com nevoeiro revela imagens que nos evocam algumas sensações, como calma, serenidade, chill-out… quase como ver uma suave pintura. Este género pode ser bastante recompensador; as imagens parecerão algo baças e sem contraste, algumas vezes até podem parecer desfocadas, mas é esse o carisma das fotos no nevoeiro: criam um ambiente suave. DICA: Por precaução, leva um pano para limpar a câmara – o nevoeiro tem bastante humidade. SUGESTÃO: Consegues atingir bons objectivos se fotografares paisagens com poucos elementos ou um motivo no primeiro plano, com um cenário de fundo quase desvanecido.

TO

LEVADO PELO VEN

Para fotografar o vento é preciso estar sempre preparado, já que quando queremos que não ‘sopre’, ele ­­

E S M E U G E S N O C S N E AS BOAS IMAG . S O D A R E P S E IN S O T NOS MOMEN O

O OPORTUNIDADE M CO DO RA CA EN PO M TE MAU

aparece, e quando queremos ver tudo à nossa volta a bailar ao seu sabor... ele ‘pára’. Acontece a todos! Deve ser karma. Estando a postos, temos algumas formas para o representar – árvores ou plantas a mexer, folhas a voar, pássaros no ar, tecidos a levitar, etc. A técnica mais simples

é usando a velocidade de obturação, disponível nas câmaras mais avançadas, mas podemos, de certa forma, controlá-la nas câmaras compactas. Se queremos o nosso motivo parado, tal como um tecido ondulado mas fixo no ar, ou plantas inclinadas, podemos usar o modo de desporto. Isto

vai congelar todos os movimentos que possam existir na cena. Se queremos que exista movimento e deixar elementos arrastados na imagem, podemos escolher novamente o modo nocturno, não esquecendo de usar um tripé ou pousar a câmara num local seguro. Já te demos vontade de experimentar capturar o tempo?! Então pega no casaco, chapéu de chuva e vamos sair da rotina. (cuidado para não te constipares) . @ ALTERNATIV@#19


a

Músic

A

Por Nero

inda que os membros da banda afirmem que tudo estava dependente de como iriam sentir a qualidade e renovação das músicas em relação a um novo álbum, a verdade é que após os Alice In Chains terem começado a surgir com insistência nos palcos, a determinada altura criou-se a inevitabilidade de um novo disco, que surge agora com “Black Gives Way To Blue” e que nos levou a conversar com o baixista Mike Inez. Foi um longo percurso até este álbum tendo também em conta aquilo que a banda teve que enfrentar com a morte do Layne… Foi sem dúvida uma viagem muito longa, mas começou por um bom local. O Sean

2006 com os Tool, e pensámos, bom já deixou de ser uma coisa pequena, fizemos uma digressão de dois ou três anos, uma última volta pelo mundo a lembrar os velhos tempos e dizer adeus ao Layne, e daí tornou-se uma digressão de cerca de vinte e dois paí-

ções disse que adoraria fazê-lo, mas possivelmente sob um nome diferente. No fim, o que acabou por vos fazer manter o nome Alice In Chains?

Ele está arrependidíssimo dessa afirmação [risos], perguntam-lhe isso todos os

ALICE IN CHAINS falou connosco, pois queria organizar um concerto para as vítimas do tsunami, creio que em 2005, eu e o Jerry estávamos em Los Angeles na altura e apanhámos o primeiro avião para Seattle. Tivemos o Maynard, dos Tool, nas vozes e surgiram muitos amigos de Seattle. […] Portanto, surgiu dum bom lugar, não era sobre nós, sabes? Tinha a ver com outras pessoas. Depois disso fizemos alguns concertos em clubes… e penso que o primeiro concerto depois disso foi em Portugal em 26 0##AAL LT TE ER RN NAAT TI VI V@@

ses e começámos a pensar que se calhar podíamos gravar umas canções novas. Sabes, se nos perguntassem há cerca de ano e meio se faríamos um álbum, provavelmente a resposta seria não. Fomos nós que o financiámos, tínhamos algumas propostas de editoras, mas decidimos recusar até ouvirmos tudo muito bem e decidir que estava bom.

Lembro-me de que o Sean quando questionado sobre gravar novas can-

dias [risos], estou muito contente por ter sido ele a dizê-lo e não eu [risos]. Há algo sobre nós, que mesmo que estivéssemos a tocar ao fundo da tua rua reconhecerias imediatamente, são os mesmos dedos e cérebros que fazem as coisas, seria um problema se começássemos a soar como Fall Out Boy [risos]. Tem havido muita conversa e não importa o que os nossos críticos mais duros digam sobre todo este processo, no final do dia os quatro tipos nesta banda – nós que fazemos o barulho


PRODUZIDO por:

e os álbuns – somos os nossos críticos mais duros, qualquer coisa que alguém afirme, nós já o dissemos centenas de vezes… Eu sei que ele está arrependido dessa afirmação, cada vez que alguém lhe pergunta isso posso ver todo o seu corpo ficar tenso [risos].

Eu aqui a pensar que era uma boa pergunta… [risos]

Não faz mal nenhum. Mas ele, coitado, leva com isso todos os dias.

Que diferenças encontras na cena musical actual daquela onde vocês haviam parado, que novos desafios existem? […]Hoje os desafios são as datas e o comércio. Quando se descobre uma manei-

bandas que são realmente boas, saem em digressão por um ano e depois regressam a casa para a família e têm que ir procurar um segundo emprego, não é justo.Basicamente, suportem as bandas de que gostam. Adoro o facto de poder andar online e descobrir de que bandas gosto e quando descubro uma não vou comprar o disco a uma loja, compro directamente à banda. É um tempo excitante para ter uma banda, mas sejam criativos e não apressem as coisas, já não se pagam duzentos dólares por uma gravação dum ensaio, com esse dinheiro já podem comprar um disco rígido onde podem ter imensa música

©James Minchin

A indicação do William DuVall para vocalista fez com que imensa gente começasse logo a questionar o trabalho

são uns tempos antes de começarmos a fazer o disco, porque penso que isso permitiunos uma galvanização enquanto equipa, para criar unidade. E lembro-me de dizer ao William que a única forma de ele conquistar as pessoas seria um concerto de cada vez, erguer o rosto e fazer o melhor que conseguisse. Obviamente nunca pensámos em substituir o Layne, ele é insubstituível.

A Revista que te da Musica!

“Obviamente nunca pensámos em substituir o Layne, ele é insubstituível.” da banda, que não seria a mesma coisa. Consideras que o álbum silenciou essas dúvidas?

O William é um tipo impecável e estou muito contente por termos feito a digres-

ra de conseguir datas penso que nunca se voltará ao que era antes, quando se descobrir uma forma de fazer a vida sendo músico… e nós temos muita sorte nisso, estamos num nível superior, mas vejo

vossa. É muito mais barato fazer música, portan to levem o vosso tempo e façam as coisas com qualidade, mantenham as guitarras afinadas! [risos]

Muito obrigado pelo teu tempo e vejam se passam em Portugal…

Adoro Portugal, nesta digressão não foi possível, mas na próxima vamos fazer tudo para regressar. @ ALTERNATIV@#21


© Disney Enterprises, Inc. All rights reserved.

Jardim

1.

A actriz Mia Wasikowska faz de Alice e, para interpretar a personagem, a maioria das suas filmagens tiveram de ser feitas num estúdio com tela verde. Os marcadores de parede que podes ver por trás da actriz foram essenciais para que, posteriormente, os animadores pudessem medir a profundidade e a colocação daquilo que estava à volta da personagem. Puderam também recriar o movimento da câmara no ambiente que, mais uma vez, foi gerado pelo computador.

2.

O ambiente do jardim onde Alice surge quando aparece, pela primeira vez, no País das Maravilhas, foi gerado pelo computador. Aqui, Alice é enorme… tem 2 metros, o que faz com que as plantas e o muro do jardim pareçam bem mais pequenos ao lado dela.

Wonderland, não Underland Underland é o fantástico local que Alice visitou em criança mas – de acordo com a argumentista Linda Woolverton – Alice ouviu mal “Underland” e percebeu “Wonderland”. Linda esclarece que Underland é uma parte do planeta Terra, escondido algures longe do nosso mundo. É um local que passa tempos difíceis desde que a Rainha Vermelha se apoderou do trono, mas é um país verdadeiramente maravilhoso (wonderland).

3.

Por último, e para dar o toque final, o jardim ganhou novas texturas e foi também iluminado, notando-se logo uma nova vida e esplendor. As folhas balançam ao vento e, por trás da Alice, podes ver caras nos centros das flores.

Para chegar ao resultado final de “Alice no País das Maravilhas”, que podes observar nas salas de cinema a partir de 4 de ­Março, foram utilizados variados truques. Nós desvendamos-te alguns…! 22#ALTERNATIV@

d s í a P o n e c Ali


as p o C s e a d p a o h n i C a e R Valete d

1.

A imagem da cabeça de Stayne, o Valete de Copas, é colocada num ambiente inicial da sala do trono, sala essa que é gerada por computador. Neste momento, esta sala do trono mais não é do que conjunto de peças às quais ainda não foram dadas a textura e a cor finais.

2.

Neste segundo passo, coloca-se a cabeça do Stayne num corpo que foi gerado por computador.

3.

Por fim, as imagens da tela verde desta personagem foram inseridas no corpo e no ambiente envolvente, que foram gerados pelo computador. A iluminação foi corrigida e todo o espaço ganhou um aspecto mais real graças à introdução das texturas, das sombras e dos reflexos. Nota-se logo a diferença!

s a h l i v a r a das M

1.

Em primeiro lugar, a Rainha de Copas foi filmada contra um fundo de tela verde. Como podes observar, há uma rã neste cenário e a explicação para a sua presença é muito simples: ela está ali para dar a contra-cena à actriz e também para a ajudar a fixar o olhar.

2.

A seguir, a cabeça da Rainha de Copas foi aumentada duas vezes o seu tamanho normal e a cintura ganhou um formato mais de caricatura. Um efeito fantástico!

3.

No 3º passo, juntaram-se mais rãs e cavaleiros vermelhos, também gerados por computador. Mas não só… também foram adicionados os pássaros que estão a segurar no lustre e os macacos que seguram nos candelabros. Não os consegues ver? Procura bem nas imagens! Há ainda as cortesãs, que foram filmadas numa tela verde em separado e colocadas do lado direito da Rainha. Uma pequena curiosidade: parece que esta parte das cortesãs foi um autêntico desafio para o Departamento de Efeitos Visuais da produtora de animação.

4.

Para finalizar, todas as superfícies ganharam luz e textura, o que dá logo um ar completamente diferente e muito mais atraente. A cor da fotografia da tela verde foi corrigida para assim se poder inserir na perfeição na cena. @ ALTERNATIV@#23


a

Cinem

A © 2009 Universal Studios. All rights reserved.

acção passa-se em Inglaterra, na época vitoriana. Quando a mãe morre, acaba também a infância de Lawrence Talbot. Parte para a América mas, anos mais tarde, regressa quando a noiva do irmão lhe pede ajuda para encontrar o amado que está desaparecido. Quando Lawrence chega, já é tarde… o irmão foi morto por uma estranha e horrível criatura que tem causado outras mortes. Talbot ouve falar de uma maldição antiga e decide ir procurar esse monstro, mas quando o encontra… é mordido por ele! A partir daí, começa a transformar-se em algo horrendo e medonho nas noites de lua cheia.

O LOBISOMEM ESTREIA: Em exibição GÉNERO: Terror REALIZADOR: Joe Johnston ACTORES: Emily Blunt, Benicio Del Toro, Anthony Hopkins, Hugo Weaving, Geraldine Chaplin, Art Malik

A acção deste filme passa-se dezassete anos antes dos acontecimentos de m (2000). 1954, dois agentesOrigens: do Departa“X-Men” Em “X-Men mento de Justiça dos EUA osão inWolverine” vais poder acompanhar cumbidos de passado investigar o misterioso violento e bélico de Wolverine desaparecimento deé uma assassina (cujo verdadeiro nome Logan), o seu re-de um hospital-fortaleza os ecriminosos lacionamento com Victorpara Creed também comsurgiu doenças mentais. Esse hospital como o temível programa “wea- fica numa ilha do Massachussets e, quando pon x”. Ao longo da história, Wolverine chegam, osvários dois agentes descobrem vailáencontrando mutantes. Muita que muitos há outro prisioneiro naeilha e que acção, efeitos especiais muita eles estão a ser enganados por toda emoção num filme que te vai prender a a gente. E tudo piora quando um furacão respiração! os retém naquela ilha longe de tudo e de todos.

© 2010 by Paramount Pictures . All rights reserved.

E

SHUTTER ISLAND ESTREIA: 25 de Fevereiro GÉNERO: Drama/Mistério REALIZADOR: Martin Scorsese ACTORES: Leonardo DiCaprio, Mark Ruffalo, Ben Kingsley, Emily Mortimer, Michelle Williams, Max von Sydow, Jackie Earle Haley

O

filme “The Messenger” tem como pano de fundo a Guerra no Iraque vista pelo sargento Will Montgomery. Quando o sargento regressa aos Estados Unidos, depois de ter combatido na guerra, a sua missão é informar as famílias dos soldados que morreram em combate. E essa missão será tudo menos fácil! O filme retrata ainda a complicada relação ente o militar e o seu oficial superior. Um filme marcante… porque, na guerra, todos acabam por perder!

THE MESSENGER ESTREIA: 25 de Fevereiro GÉNERO: Drama/Romance/Guerra REALIZADOR: Oren Moverman ACTORES: Ben Foster, Jena Malone, Eamonn Walker, Yaya Dacosta, Portia, Steve Buscemi

24#ALTERNATIV@


© Disney Entreprises, Inc. All rights reserved.

P

ercy Jackson é um jovem estudante de Nova Iorque que sempre se sentiu diferente em relação aos outros. E há uma razão para isso: Percy é um semideus, filho de Poseidon, o deus dos mares e das tempestades, e de uma humana. Completamente alheio a esta história, o jovem vai vivendo a sua vida até ao dia em que desaparece o poderoso raio divino de Zeus, o rei de todos os deuses do Olimpo. E de quem é que Zeus desconfia? De Percy! Agora, o adolescente vai contar com a ajuda dos melhores amigos para tentar encontrar o ceptro divino, e assim evitar uma guerra entre os deuses, e ainda salvar a mãe que foi raptada por Hades, o deus do submundo e irmão de Zeus e Poseidon.

PERCY JACKSON E OS LADRÕES DO OLIMPO ESTREIA: Em exibição GÉNERO: Fantasia/Comédia REALIZADOR: Chris Columbus ACTORES: Logan Lerman, Uma Thurman, Rosario Dawson, Catherin e Keener, Pierce Brosnan, Sean Bean

S

© 2009 DW Studios L.L.C. All rights reserved.

usie Salmon tinha apenas 14 anos quando, no caminho da escola para casa, foi assassinada. Agora está aprisionada num misterioso mundo de onde vigia a sua família e também o seu assassino. A sua vontade de vingança é igual ao desejo que tem de ver a sua família novamente feliz. Mas, a determinada altura, ela vai ter de escolher entre os dois sentimentos… o que começou com um brutal crime vai transformar-se em algo onde os bons sentimentos têm muito mais força.

VISTO DO CÉU

ESTREIA: 11 de Março GÉNERO: Drama/Fantasia/Thriller REALIZA DOR: Peter Jackson ACTORES: Mark Wahlberg, Rachel Weisz, Susan Sarandon, Saoirse Ronan, Stanley Tucci, Michael Imperioli

© Warner Bros. Pictures. All rights reserved.

D

epois da Guerra final, num cenário pós-apocalíptico, o sobrevivente Eli é um homem solitário que caminha pela terra devastada do que já foi a América. A sua missão é passar os conhecimentos que podem ser a solução para salvar o planeta e que estão escritos num misterioso livro. Mas há alguém que sabe o poder que Eli tem… esse alguém é Carnegie e tudo fará para que esse poder seja seu!

O LIVRO DE ELI

ESTREIA: 11 de Março GÉNERO: Acção/Aventura REALIZADOR: Albert Hughes, Allen Hughes ACTORES: Mila Kunis, Denzel Washington, Gary Oldman, Michael Gambon, Malcolm McDowell, Jennifer Beals

ALTERNATIV@#25


Lacoste PVP: 165€

Moda

ugestões s s ta s e … nico um estilo ú r te é e d óprio, o teu r p lo Ter atitu ti s e um -te a teres r a d om vontade ju c a e o ã te v n e r e ev fashion, irr e r p m ernativo! e lt S a ! lo ti s e estilo um iferença… d a r a c r a de m

Levis PVP: 100€

Adidas

Adidas PVP: 99€

Diesel PVP: 170€

Levis PVP: 125€

O

IL O EST

Merrell PVP: 34, 90€

Converse PVP: 74,95€

… DELE

Salsa

Cat PVP: 129,90€

26#ALTERNATIV@

Asics PVP: 90€ Element PVP: 21€


Adidas Adidas PVP: 99€

Surkana

LA…

O Levis PVP: 83€

Salsa PVP: 90€

DE O L I T ES Striipe PVP: 70€

Asics PVP: 100€

Levis PVP: 35€

Lightn PVP: 1 ing Bolt 7€

United Colors of Benetton PVP: 39€

Rip Curl PVP: 30€

© Foto: United Colors of Benetton/ F.Morandin

ALTERNATIV@#27


PARA FOTOGRAFAR OS MOMENTOS MAIS IMPORTANTES A Samsung apresenta duas novas câmaras fotográficas: a ST5000 e a ST5500, com 14.2 megapixéis e um design elegante. A ST5000 conta com um ecrã táctil com 3,5”, enquanto a ST5500 oferece ainda mais funcionalidades com a integração do serviço Wi-Fi e um ecrã táctil com 3’7”. Tem ainda várias opções de ligação para a partilha de fotos e vídeos. Para que nenhum momento importante te escape!

PARA FINS-DE-SEMANA RADICAIS!

Já não podes esperar mais pelo bom tempo para poderes partir para aventuras ao ar livre, cheias de emoção e aventura? As linhas da Eastpak mudaram e estão o máximo com as novas cores e padrões! Além disso, podes encontrar muitos acessórios que vão ser muito úteis para quando fizeres aquela caminhada pela serra! Os padrões são tão irresistíveis que vais arranjar desculpas para andar sempre de mochila atrás. PVP: 62 €

O TELEMÓVEL QUE TE FACILITA A VIDA! O novo Samsung B5722 é um telemóvel Dual SIM com um ecrã táctil que te permite aceder a redes sociais, mensagens instantâneas e aplicações multimédia… e tudo isto apenas com um simples toque. Mais fácil não há! Tem um ecrã TFT e um Dual Stand-By que te dá a possibilidade de teres dois cartões SIM ligados ao mesmo tempo… e o melhor é que podes ir alternado os cartões através de uma só tecla. Este telemóvel está disponível em rosa e castanho… e só te traz facilidades! PVP: 229, 90€

PARA PARTIR À AVENTURA Se gostas de aventuras e de testar os limites, se adoras fazer desporto e não consegues estar um minuto quieto, Wonderbox é o presente ideal para ti! Com a caixa-prenda “Desporto e Aventura” podes escolher entre as 70 actividades disponíveis. Achas que tens sangue-frio para fazer Bungee Jump? Ou preferes a adrenalina de uma corrida de Kart Cross? Se calhar, vais gostar mais de uma caminhada tranquila e revigorante pela serra. Qualquer que seja a tua opção, temos a certeza que vais adorar! PVP: 49, 90€ (disponível em todas as lojas FNAC)

28#ALTERNATIV@

MOSTRA A TUA SENSUALIDADE! Quem pensa que por casa não podemos estar confortáveis e elegantes… engana-se. Estas propostas da women’secret são a prova disso: um pijama adorável e chinelos a condizer. E para encher o teu quarto com mais romantismo e paixão tens os auriculares com corações e um tapete de rato cheio de paixão. O amor está no ar! Pijama – 19, 95€ Chinelos – 14, 95€ Love Chat (auriculares, tapete de rato, cartões Chat Lover Romance) 19, 95€


DÁ-LHES MÚSICA! O MP4 Walkman da Sony é muito fino e fácil de transportar e com ele, podes ouvir as tuas músicas, podcasts e vídeos preferidos a qualquer hora. Diz adeus aos momentos aborrecidos! PVP: 199€

O AROMA DA PAIXÃO! Se queres surpreender a tua cara-metade, oferecer uma fragrância (50ml/75ml; 100ml/125ml) e um produto da linha de banho Jean Paul Gaultier é uma óptima opção. E, no fim, ainda levas para casa um gravador de mensagens que podes encher com declarações de amor! PVP: De 33, 54€ a 41, 92 € cada

APOSTA MULTICULTURAL És uma rapariga que está virada para o futuro! Sabes que vives todos os dias numa sociedade global e moderna onde a diferença de culturas é o máximo e, por isso, gostas de ter peças multiculturais. E vais conseguir espelhar essa faceta da tua personalidade com as propostas da Surkana!

UNE O SOM AO DESPORTO!

O som e o desporto juntam-se na nova linha de auscultadores desportivos Sennheiser/Adidas. Com um som de grande qualidade, bastante conforto e resistência a água, suor e frio, já não há desculpas para não te pores a mexer … e sempre acompanhado da melhor música! PVP: 41,30€

O TELEMÓVEL QUE TE LEVA A TODAS! O novo LG Mini (LG GD880) permite que conectes, em perfeita harmonia, telemóvel, PC e Internet, graças ao serviço de sincronização múltiplo que tem incorporado. Tem um full touchscreen de 3.2 polegadas, é muito pequeno, fino e de navegação rápida. Não podes passar sem as redes sociais? Não te preocupes! Com o LG Mini, podes navegar pelas páginas do Facebook, MySpace e Twitter enquanto recebes as actualizações do que os teus amigos estão a fazer. Queres melhor do que isto?

CONQUISTA O MUNDO! O teu coração bate mais depressa sempre que pensas no próximo desafio? Ficas com a respiração ofegante quando imaginas a próxima aventura? Do que é que estás à espera para ires atrás dos teus sonhos?! Ei … não tenhas tanta pressa! Primeiro, tens de calçar os ténis da Merrell que te dão todo o conforto e segurança. Agora, sim, já podes correr atrás do teu futuro! PVP: 99, 90 € e 94, 90€ ALTERNATIV@#29


s

Jogo

Champions Online

O

mini-jogo da Champions Online, da Atari, está disponível no Facebook. Neste jogo, que mostra o que originou o ataque dos alienígenas Qularr a Millennium City, terás de enfrentar um grupo de vilões clássicos do universo Champions e descobrir as origens e os objectivos do misterioso Sinister Syndicate. Esta aplicação, que é uma extensão da história da Champions Online, é um MMO (Massively Multiplayer Online Game), um jogo onde podem participar vários jogadores em simultâneo, ligados através da Internet. Se queres ser um deles, só tens de ter conta no Facebook e ir a apps.facebook.com/ championsonline .

Disponível através do Facebook.

Mass Effect 2

E

m “Mass Effect 2”, da EA, podes continuar a acompanhar a história do Comandante Shepard e a sua missão de destruir os Reapers. Os Reapers arranjaram novos aliados e é durante uma missão de investigação que Shepard os vai conhecer. Depois da destruição da nave Normandy e do “resgate” de Shepard, o jogador terá de juntar-se a Cerberus, uma organização que se julgava estar do lado inimigo. Esta organização é a única que leva a ameaça dos reapers a sério e que pode fazer alguma coisa para evitar a destruição da raça humana. Mas, para isso, vão precisar do nosso herói! Agora a tua missão é destruir os aliados dos Reapers, mas também arranjar aliados novos e conservar os antigos. Para Xbox 360

Nintendo DSi XL Ghostbusters The Video Game

Nintendo DSi XL é uma nova consola portátil que te vai A permitir partilhares o prazer de jogar com os teus amigos e familiares. Os ecrãs são maiores e o ângulo de visualização

este jogo, da Atari, a cidade de Nova Iorque volta a estar em perigo pois foi invadida por assombrações e criaturas maléficas. E quem pode restituir a paz à cidade? Os Ghostbusters, pois claro! Vais controlar a tua personagem e terás de enfrentar o Stay Puft, o Slimer e muitos outros novos fantasmas assustadores. E, para isso, terás de usar o mais recente equipamento experimental e, claro, tens o Proton Pack como arma para te ajudar a capturar os fantasmas. Conseguirás levar a cabo esta viscosa missão?

é bastante mais amplo do que os da DSi original. Vais poder bater recordes no “A Little Bit of … Dr Kawashima’s Brain Training” ou resolver os mistérios do “Professor Layton” e sempre na melhor companhia. Esta nova consola portátil inclui “A Little Bit of… Dr Kawashima’s Brain Training: Arts Edition, Dictionary 6 in 1 with Camera Function” e o Nintendo DSi Browser com que poderás aceder à Internet a partir de qualquer lugar através de uma ligação Wi-Fi. Também o stylus é maior e semelhante a uma caneta. A nova consola portátil será lançada em duas cores: vermelho vivo e castanho-escuro.

Para Xbox Live.

Disponível a partir de 5 de Março

N

30#ALTERNATIV@


S HA AN TR ES M BE S… TA UN RG PE AS SU AS OS TURISTAS E O que os turistas não tiveram vergon

ha de perguntar em…

PORTUGAL  As pegadas de dinossauros são verdadeiras?  Quem foi o homem que fez estas pedras? (referindo-se às grutas)  É aqui a casa de banho pública?  (no Algarve) Onde é que fica aquela cidade bonita chamada Algarve?  (no Algarve, perguntado por uma idosa com bengala) É possível ir a pé até Espanha?  Sabe se Lisboa é perto de Lisbon?  Os sinais de trânsito em Portugal são iguais aos de Inglaterra?

ITÁLIA  Desculpe, a que horas são as corridas de carroças no Coliseu?  Quando é que os gladiadores começam a lutar no Coliseu?  Posso dormir nas catacumbas?  (numa exposição do Museu Egípcio) Esta múmia é uma pessoa morta?  (num resort montanhoso) Que montanhas lindas! A neve é real ou artificial?  (num resort montanhoso) Olá, onde é que fica a praia?

ESPANHA  A que horas fecha a Puerta del Sol?  Onde é a praia? (em Madrid)

PAÍSES BAIXOS  Onde é que encontro esta vila de vacas? (apontando para uma foto de uma vaca num mapa)  Onde é que posso ir para ver a maratona de patinagem no gelo? (durante o Verão)  Onde é que posso encontrar o centro histórico de Roterdão? (perguntado por alemães, sendo que o Exército Alemão destruiu a cidade durante a II Guerra Mundial)  Qual é a razão para tantas caixas de pássaros à beira da estrada? (referindo-se às caixas de correio)

IRLANDA  Onde é a floresta de duendes?  Não acredito que vocês também têm telemóveis cá!  Porque é que não aceitam dólares?  Todas as pessoas falam inglês neste Posto de Turismo?

FRANÇA  Qual é a diferença entre Paris e o resto da França?  Os barcos do Sena mexemse mesmo ou ficam só atracados?  Onde é que encontro a senhora com o sorriso? (referindo-se à Mona Lisa)  Os esgotos de Paris são debaixo de terra?  O Hotel Gay Lussac é só para homossexuais? @ ALTERNATIV@#31


Cool a i u G

! ” e v o l n i “ a d i m o C

o difem uma refeiçã co e d ta e -m ra . reender a tua ca mas sugestões u lg a s o m Se queres surp te s ó n ito romântica, rente, mas mu ! ar… ainda mais m a e r e m co Para o ci

Por Susana Grá

Afreudite

E

stão à procura de um restaurante com comida afrodisíaca e exótica? O Afreudite é o local certo! Com pratos com nomes sugestivos como Erótico, Enigma, Adrenalina ou Quero-te (divididos em peixes, carnes e vegetariano), a refeição só fica completa com uma doce sobremesa. Pode ser a Sublimação (bolo de chocolate com frutos silvestres), a Frenesim (cheesecake com molho de framboesa) ou qualquer outra! Já sentem o poder de Afreudite? Preço Médio: 30€ Morada: Passeio das Garças, Lote 8B Parque das Nações – Lisboa www.afreudite.com

Kashmir é uma boa opção! Os pratos típicos são o biriani de borrego, o tandoori misto (que leva um molho divinal!) e o caril de camarão. E quanto a bebidas? Podem escolher entre os iogurtes, os batidos de manga e papaia e os chás. A decoração, em tons de cor-de-rosa e velas a iluminar, apela ao romantismo!

Come Prima

U

m espaço acolhedor e cheio de romantismo com um toque de mistério dado pela luz de velas nas mesas. A decoração proporciona um ambiente calmo e intimista, ideal para jovens namorados. E a comida? Bem, essa é tipicamente italiana… muitas pizzas e pastas! Boa comida num espaço simpático… com uma boa companhia, a refeição será perfeita! Preço médio: 15€ Morada: Rua do Olival, 258 – Lisboa www.comeprima.pt

Preço Médio: 19€ Morada: R. Dr. Gama Barros, 15 B (Alvalade) - Lisboa

Jardim dos Sentidos

U

m restaurante com boa comida vegetariana. Alguns exemplos: salada com queijo gratinado, kofta de vegetais, broa de milho recheada e muitos outros. Depois vem a sobremesa… aconselhamos o fondue de chocolate para 2 pessoas! Mas o melhor ainda está para vir: no bonito jardim nas traseiras, os clientes do restaurante podem desfrutar de sessões de massagens revigorantes. Querem melhor programa a dois? Preço Médio: 16€ Morada: Rua da Mãe d’Água, 3 – Lisboa www.jardimdosentidos.com

Café Buenos Aires

U

Kashmir

P

ara quem gosta de ambientes e sabores exóticos, o restaurante indiano

32#ALTERNATIV@

m restaurante pequeno, com um ambiente jovem e agradável, decorado com cores fortes e quentes. Podem provar a deliciosa carne vinda da Argentina e as saladas originais e apetitosas. No final, um saboroso bolo de chocolate com doce de leite… huuum, mesmo apetitoso! E depois, que tal um saltinho até ao Bairro? Preço Médio: 18€ Morada: Calçada Escadinhas do Duque, 31 B - Lisboa

Kaffeehaus

O

Kaffehaus é um típico café vienense, em pleno Chiado. A decoração é moderna e descontraída e as refeições levam-nos até Viena: escalope de porco panado com salada de batata e guisado de vaca. No final, não podem faltar os típicos sachertorte (bolo de chocolate), o strudel


de maçã e o café com chantilly. Prontos para uma valsa? Preço Médio: 13€ Morada: Rua Anchieta, 3 - Lisboa

Moinho D. Quixote

U

m moinho que se transformou em bar situado na encosta da serra de Sintra. A vista sobre o mar e a serra é fantástica e o ambiente muito romântico… só por isso já vale a pena a visita! Servem refeições ligeiras e a esplanada tem música ambiente e duas fontes. O local perfeito para celebrarem o vosso amor! Morada: Rua dos Moinhos, Lote 5 – Azóia Colares (Sintra) www.moinhodquixote.com/

Amo-te Chiado

É

bar, é café, é restaurante e não há melhor sítio para mostrarem todo o vosso amor! A decoração é moderna, jovem e com um toque de irreverência e a música é para todos os gostos. Há vários pratos de saladas, peixe e carne e sobremesas deliciosas como Coração de Coco em Sopa de Frutos Vermelhos ou Crepe amo.te. No final da refeição, a única coisa que vão conseguir dizer é: Amo-te! Amo-te! Amo-te! Preço Médio: 15€ Morada: Calçada Nova de São Francisco, 2 - Lisboa

um dos muitos chás disponíveis. A celebração de um amor português com um toque oriental! Morada: Rua da Alfândega, 120 - Lisboa http://castella.planetaclix.pt/ @

Salão de Chá Luso-Japonês Castella do Paulo

Q

uerem ir a um local romântico mas, ao mesmo tempo, super original? O Salão de Chá Luso- Japonês Castella do Paulo é uma excelente opção! Uma pastelaria variada que cruza as culturas portuguesa e japonesa com destaque para o pão-de-ló japonês (o “Castella”). E, a acompanhar, ALTERNATIV@#33


te

n Ambie

6.

Quais são os principais responsáveis pela formação de COV’s em Portugal? a) Os transportes rodoviários e a utilização de solventes b) Os pintores c) Nunca ouvi falar. Isso existe?

AMBIENTE… E A REALIDADE! 7. ita - Consultor de

Por: Emanuel Cabr

Ambiente

A

mbiente... é um conceito de que muito se fala, mas será que conheces bem esta problemática? Na prática, se não protegermos o meio físico que serve de suporte à própria vida, estamos a colocar em causa a nossa própria existência. Perde uns minutos a realizar este questionário e descobre o teu nível de conhecimento. As respostas são certamente motivadores para mudarmos alguns comportamentos no dia-a-dia.... Até porque a solução para se resolverem todos os problemas ambientais passa somente por nos esforçarmos um bocadinho nas nossas rotinas diárias. Pequenos gestos podem fazer uma grande diferença.

1.

Qual a percentagem de água doce no planeta Terra? a) 3% b) 30% c) 70%

2.

Quantos litros de água são usados para se produzir um barril de cerveja? a) 2500 Litros b) 5678 Litros c) É residual a quantidade

3.

Qual a quantidade de Dióxido de Carbono (CO2) produzida anualmente por cada cidadão da CE? a) Fumador ou não fumador? b) 83 toneladas c) 17 toneladas

8.

Se diminuirmos em 20% a velocidade de circulação de um automóvel, em quantos dB(A) diminui o seu nível de ruído? a) Mantém-se igual b) 6 dB(A) c) 3 dB(A)

13.

Mais de 65% da energia que Portugal consome é: a) Importada b) De origem fóssil c) Ambas

14.

A contaminação causada por uma única pilha dura quantos anos? a) 2 anos b) As pilhas não produzem contaminação c) 50 anos

15.

Qual é a quantidade de resíduos produzidos por uma pessoa ao longo da sua vida? a) Semelhante ao peso que atinge na idade adulta (se não fizer dietas…) b) Cerca de 50 vezes o peso que atinge na idade adulta c) Cerca de 600 vezes o peso que atinge na idade adulta.

9.

16.

10.

17.

Qual a % de energia poupada pelo simples isolamento de um telhado? a) 50% b) 20% c) O isolamento de um telhado não tem nada a ver com a poupança de energia Na UE, deixar aparelhos em “standby” implica um consumo de energia eléctrica de? a) 0. Não existe gasto de energia b) 5% do total de energia eléctrica gasta c) 25% do total de energia eléctrica gasta

11.

Que quantidade de mercúrio contêm as lâmpadas fluorescentes deitadas fora na UE? a) As lâmpadas fluorescentes não têm mercúrio b) Cerca de 1 tonelada (as ampolas de mercúrio são muito pequenas) c) Mais de 4 toneladas

12.

Qual é o País com maior consumo de energia da UE? a) França b) Inglaterra c) Alemanha

No início do séc. XX, a produção de resíduos por pessoa não chegava às 20g diárias (em média). E hoje? a) 0,5 kg b) 1 kg c) 4,3 kg

Qual é o tempo do vidro a degradarse no ambiente? a) 500 anos b) 1000 anos c) O vidro não de degrada, apenas se desgasta

18.

Uma lata de alumínio precisa de? a) Ser bem agitada b) Ser bem compactada para se tornar mais rapidamente biodegradável c) Precisa de alguns séculos para desaparecer na Natureza

19.

Quanto tempo demora o papel a degradar-se no ambiente? a) 1 ano b) 6 meses c) 1 mês

20.

Nos últimos 100 anos a população da Terra triplicou e o consumo de água por pessoa: a) Aumentou 6 vezes b) Aumentou exponencialmente c) Diminuiu

Que quantidade de papel é que cada pessoa deita fora no decorrer de um ano? a) Uns valentes quilos b) O equivalente a 5000 folhas de papel A4 c) O equivalente em papel a duas árvores

4.

RESPOSTAS

Uma torneira a gotejar pode desperdiçar que quantidade de água por dia? a) 190 Litros b) 90 Litros c) 20 Litros

5.

Como é que um frigorífico abandonado prejudica o ar? a) Não prejudica b) Liberta gases CFC para a atmosfera, lesando a camada do ozono c) Mas andam a atirar frigoríficos pelo ar!!! 33 44 # # AA LL TT EE RR NN AA TT I I VV @ @

1-a 2-b 3-a 4-b 5-b 6-a 7-b

8-c 9-b 10 - b 11 - c 12 - c 13 - c 14 - c

15 - c 16 - c 17 - c 18 - c 19 - c 20 - c



Alternativa