Page 1

REVISTA

ALIANÇA Revista ALIANÇA nº 09 # Ano 01 :: Distribuição Gratuita

e Direcionada

VIDA EM EM MEIO MEIO VIDA À MORTE MORTE À


REVISTA

ALIANÇA REVISTA

ALIANÇA DIREÇÃO EXECUTIVA Carolina Padrão carolinapadrao@revistaalianca.com.br

DIREÇÃO EDITORIAL Renata Galdino redacao@revistaalianca.com.br DIREÇÃO COMERCIAL Carolina Padrão comercial@revistaalianca.com.br Direção de Arte Carolina Padrão carolinapadrao@revistaalianca.com.br FOTOGRAFIA Grupo Gerais ANUNCIE comercial@revistaalianca.com.br ASSINATURA www.revistaalianca.com.br COLABORADORES DESTA EDIÇÃO Negra Mary Janaína Depiné Erica Leite Fábio Dutra Bruno Diniz Sérgio Augusto Alcides Longo Fabiana Massula Marilda Oliveira NOSSA CAPA Arquivo Pessoal Pr Josue Leite

DECLARAÇÃO DE FÉ

Declaração de Fé da revista Aliança Cremos em Deus Pai Todo-Poderoso, criador dos céus e da terra. Cremos que esse mesmo Deus enviou Seu Filho unigênito, Jesus Cristo, para morrer pelos nossos pecados. Cremos que o sangue de Jesus Cristo derramado na cruz do calvário é a aliança que Deus fez com a humanidade, para salvá-la das garras de Satanás. Cremos que poderá se tornar filho de Deus quem aceitar esse ato de amor. Cremos que três dias após ser crucificado, Jesus Cristo ressuscitou e hoje está sentado à direita de Deus.

Os textos assinados são de responsabilidade exclusiva dos autores e não representam necessariamente a opinião da Revista ALIANÇA.

Cremos que o Filho enviou o Espírito Santo para nos consolar e nos ajudar a testemunhar o amor de Cristo a toda criatura.

REDAÇÃO Rua Juvenal Moreira de Abreu, 52 - Sl 101 Bairro Catarina - Sete Lagoas - MG (31) 9161 - 7441 :: (31) 8581-7441

Cremos que um dia esse mesmo Jesus que subiu aos céus virá como Rei.

TIRAGEM 4000 Exemplares ALIANÇA Virtual www.revistaalianca.com.br revistaalianca.blogspot.com www.twitter.com/revista_alianca A Revista ALIANCA é uma publicação do Grupo Gerais Empreendimentos Ltda.

02

Revista Aliança Ed. 09

Cremos que a Bíblia é a santa Palavra de Deus e foi escrita por homens escolhidos e direcionados pelo Senhor, a fim de ser lâmpada que nos guia em um mundo que jaz no maligno.


REVISTA

4 COLORINDO A VIDA Somente as bençãos de Deus podem dar cor e transformar vidas

7 PALAVRA DE DEUS Extraia vida das verdades

8 PÃO E CIRCO Onde está o verdadeiro espírito de se fazer política pública?

9 JUVENTUDE Você tem uma vida que se identifica com Cristo?

10 RESGATANDO VIDAS Comunidade criada para ajudar usuários de drogas nasceu da libertação de seu idealizador

12 um acidente, uma morte A tragédia que está alcançado vidas em todo o mundo

16 a voz do profeta Um alerta para os que não dão oportunidade para a voz do Senhor

18 decida perdoar Libere o perdão e seja curado

19 SABEDORIA Ouça mais e cuide do que você fala

21 O PREÇO DO EVANGÉLIO Homens e mulheres de Deus cobram pra pregar o evangélio da graça

22 DOM É GRAÇA Deus concede dons às pessoas, que devem saber usá-los

ALIANÇA

EDITORIAL

TRAGÉDIA QUE TROUXE VIDA O que você faria se deparasse com a sua própria filha, uma criança doce e meiga, morta na sua frente? E de maneira bem trágica? Para a maioria esmagadora das pessoas, sejam crentes ou não, a reação seria de desespero, choro, questionamentos. Mas não foi a atitude que a família Leite teve quando a pequena Clarinha, de 5 anos, foi levada por Deus após o carro em que estava partiu ao meio na famosa BR-381, rodovia tão temida até mesmo pelas autoridades deste país. Quem presenciou o depois da tragédia, ainda na rodovia, viu um pai e uma mãe tranquilos. Isso levantou críticas por parte de quem não tem o Espírito de Deus vivendo dentro dele. Mas quem conhece a Palavra do Senhor, quem tem experiência real com o Pai Amado, sabe que eles estavam desde o momento do acidente sendo inundados pela paz que vem do Consolador. E, quase três meses depois, sabe-se que a morte de Clarinha não foi em vão. Quantas pessoas estão tendo mais intimidade com o Senhor após lerem esse testemunho de vida, contado por seus pais e irmãos? O Facebook tem sido a ferramenta usada por eles para falar sobre o agir de Deus na família. É com muita alegria que trazemos nesta edição um testemunho que tem tocado vidas em todas as partes do país e do mundo. Acompanhar a história de vida dessa família é sinônimo de edificação da nossa fé. É sinônimo de que Deus está sempre no controle, e Ele é quem nos acalma, nos dá paz e alegria. Sejam abençoados com a leitura desta edição. Equipe Revista Aliança

Revista Aliança Ed. 09

03


REVISTA

ALIANÇA

colorindo a vida

somente quando os planos de deus se cumprem, a vida passa a fazer sentido por Carolina Padrão

Q

uer um lar com um colorido diferente? Coloque crianças dentro dele. Receita certa. E é nisso que os casais apostam quando, depois de algum tempo unidos, resolvem tê-las. Para alguns, elas vem rapidinho. Para outros, demora um pouquinho mais, dependendo dos planos de Deus. E foi justamente por causa dos planos de Deus para a vida do casal que Rosilane Gonçalves e Adilson Gomes demoraram dez anos para realizar o sonho de dar um colorido especial a casa. Eles casaram em 15 de maio de 1993. Ela com 21, ele com 23. O casal não era convertido, mas o desejo de DEUS de que a família crescesse, já era um sonho também no coração dos dois. Então resolveram engravidar (sim, homens também engravidam!) um ano depois. A felicidade durou bem pouquinho. Rosilane teve um aborto espontâneo que adiou o sonho do tão desejado primeiro filho – ou filha, como ela queria. Adilson já torcia pelo menino. Dois anos mais tarde, resolveram tentar novamente. Tentaram e conseguiram. Rosilane engravidou e aquele sonho materno floresceu novamente. Mas, outra vez, a

Revista Aliança RevistaAliança Aliança Revista 04 09 04 Ed. Ed.09 06 Ed.

felicidade durou bem pouquinho. Com quatro meses de gestação, os médicos detectaram que o feto era anencéfalo. Ele não havia desenvolvido a coluna vertebral, nem a calota craniana. “Foi muito difícil. Eu não podia ver mulher grávida. Não era inveja. Era vontade de ter o meu filho. Eu estava frustrada”, diz Rosilane. A partir daí, a luta era diária para superar a dor. Um ajudando o outro, o casal buscava forças na família e na própria relação. Nesse período, os dois fizeram diversos exames para verificar algum problema que pudesse causar as perdas. Nada foi encontrado. “Todos os exames estavam normais”, confirma Adilson. Mais três anos se passaram e finalmente decidiram que era a hora. Eles estavam confiantes, já que o médico havia dito que “isso não se repetia”. Ou seja, eles não passariam pela mesma situação. Tentaram novamente. E conseguiram. Era uma menina, como Rosilane sonhava. Os dois só não contavam que a felicidade ainda não viria naquele momento. Eles descobriram que o bebê também era anencéfalo. E, desta vez, a dor foi ainda maior. “Foi


REVISTA

ALIANÇA terrível. Foi o pior em toda a nossa história. O homem é mais forte, mas a mulher é mais sensível”, relembra Adilson. Ele fala do momento em que precisou sepultar a própria filha, que teve seis meses de gestação. O bebê estava praticamente formado. O que eles não entendiam era que todo esse deserto fazia parte dos planos de Deus para a vida deles. Como não eram convertidos, não tinham o conhecimento da palavra, mas ela sentida de uma certa forma que DEUS a sustentava. “Cada vez mais eu buscava um motivo, já que os exames não acusavam nada. Como era católica, fiz muitas promessas na época, mas, mesmo sem eu entender, Deus já cuidava de mim, Ele já estava preparando tudo para que os planos Dele começassem a se cumprir na minha vida. E assim, o Senhor permitiu que eu alcançasse o sonho de ser mãe e com isso, minha fé só cresceu. Claro que eu pensava em desistir as vezes, mas o Deus que existia dentro de mim era mais forte, e eu consegui ter a minha vitoria”. Mais três longos anos se passaram antes que Rosilane engravidasse novamente. “O dia que o médico fez o ultrassom e disse que estava tudo normal, saí de lá gritando. Fui direto à loja comprar um monte de roupinhas”, revela Rosilane. Eles haviam encontrado uma médica que os animou, que foi um verdadeiro instrumento de Deus, pesquisando todas as possíveis causas para os problemas com os bebês, até que ela descobriu que o que estava faltando era apenas um pequeno detalhe. Tantos médicos procurados antes, tanto sofrimento e o que Rosilane precisava era apenas tomar uma vitamina, que atualmente já faz parte da rotina de praticamente todas as grávidas: ácido fólico três meses antes de engravidar e nos três primeiros meses de gestação. Mas foi somente no tempo de Deus que este pequeno “detalhe” foi descoberto. Vitor Spencer nasceu no dia 23/05/2002 pesando três quilos e meio e totalmente perfeito. Dez anos de espera. “Na hora que ouvi o chorinho, desfaleci de felicidade”, lembra a mamãe emocionada. Nesta hora senti que Deus sempre esteve do meu lado. E toda essa superação foi coroada com mais um filho, cinco anos depois. Vinicius Bryan nasceu no dia 18 /01/2007 com quatro quilos e duzentos. A família estava completa e a felicidade era presente na casa deles. Mas no fundo, Rosilane ainda sentia falta de alguma coisa e somente em 2010 ela entendeu o que faltava. Numa terça feira de carnaval, enquanto o marido trabalhava, ela e os filhos aceitaram um convite que já havia sido feito muitas vezes, o de visitar uma igreja evangélica. “Fui muito bem recebida por todos principalmente por uma irmã chamada Katia que me deu toda a atenção e carinho. A partir desse dia eu e ela nos tornamos grandes amigas. Meus filhos adoraram a igreja então continuamos indo, até que um dia Deus tocou no meu coração que eu tinha que aceitar Jesus, quando o pastor perguntasse. Fiz isso e logo em seguida me batizei” conta Rosilane. A conversão da família não fez com que os desertos parassem na vida deles, mas fez com que tivessem uma certeza ainda maior da vitória. Muitas vezes, as circunstâncias da vida até mesmo os afastava da igreja, mas nunca da presença de Deus. Segundo Rosilane, “é ate difícil de falar sobre tudo que passei e da gratidão que sinto pelo Senhor por ter cuidado de mim, mesmo antes de eu entender que Ele já fazia isso. Depois de tanto sofrimento, um casamento abalado porque eu me sentia triste,hoje só tenho a agradecer pelos meus filhos maravilhosos e a minha família completa.... sou muito feliz e abençoada.

Revista Aliança Ed. 09

05


REVISTA

ALIANร‡A

06

Revista Alianรงa Ed. 09


REVISTA

o ministério do espírito e da vida por Fábio Dutra

A

Bíblia é maravilhosa! As suas palavras nos trazem suprimento, encorajamento, consolo, desfrute e vida. Mas muitas vezes podemos tomar a Palavra de uma forma que não desfrutamos dessa realidade. Necessitamos aprender a extrair vida das verdades! Não é uma questão de método, de maneira ou de técnica, mas da forma como nossa pessoa toca a Palavra. Veja, por exemplo, I Coríntios 2:9-10: “Mas, como está escrito: nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou em coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que O amam. Mas Deus no-lo revelou pelo Espírito; porque o Espírito a todas as coisas perscruta, até mesmo as profundezas de Deus”. Ou seja, a forma adequada para buscarmos suprimento na Palavra de Deus é através do Espírito. Não é uma questão da esfera física. Se você ama a Deus, Ele preparou tudo para você! Ao lermos um versículo, precisamos ter o desejo de saber o que Ele nos preparou. E é pelo Espírito que Ele nos revela as Suas promessas. Mas o grande problema é que ficamos presos ao que “nossos olhos viram e nossos ouvidos ouviram”. O que é mais precioso? O que vemos ou o que Deus vê e preparou? Vejamos o exemplo de Paulo. Inicialmente, ainda como Saulo (que significa “grande”), Paulo (que significa “pequeno”) era um ministro da letra, instruído na exatidão da lei por Gamaliel (Atos 22:3) e viveu as consequências disso, se tornando um perseguidor da igreja. Atos 7:58, 8:1a, 8:3 mostram isso: “E, lançando-o fora da cidade, o apedrejaram. As testemunhas deixaram suas vestes aos pés do jovem chamado Saulo. (...) E Saulo consentia na sua morte. (...) Saulo, porém, assolava a igreja, entrando pelas casas; e, arrastando homens e mulheres, encerrava-os no cárcere”. Mas Paulo um dia passou pela experiência da salvação (Atos 9:1-18) e tudo mudou! Ele deu testemunho disso em II Coríntios 3:6 dizendo “o qual nos habilitou para uma nova aliança, não da letra, mas do espírito, porque a letra mata, mas o espírito vivifica”. Paulo, no passado, vivia no ministério da letra. Mas Deus o transferiu para o ministério do Espírito, da nova aliança, cujo resultado é nos trazer vida! Essa precisa ser nossa experiência, não buscarmos a Palavra de Deus apenas como letra, mas, através do Espírito, receber vida!

ALIANÇA

DICAS DE LIVROS

Book + à+ fé é a palavra que O conteúdo deste livro é composto produz a fé. de mensagens liberadas para

A NOSSA ESPERANÇA NÃO SE LIMITA A ESSA VIDA Autor: Corpo Redatorial Editora: Árvore da Vida

jovens em uma conferência bíblica realizada na Estância Árvore da Vida, em Sumaré-SP. O Espírito Santo se dispensou de uma maneira tão poderosa por meio da Palavra, que estabeleceu um novo marco espiritual na vida dos jovens que participaram daquele evento.

O Bookafé é parte do Projeto Vida para Todos, tendo o livro sucessocomo e fracasso de um principal líder Autor: Dong Yu Ln instrumento, nosso Editora: Árvore da Vida levar a Ao longoobjetivo da história, Deusé sempre procurou líderes adequados, vidabons demodelos Deuse para que fossem que aperfeiçoassem outros, a ascompessoas. E fim detodas cooperarem Ele no cumprimento de Sua vontade. assim, cheios da vida Neste livro, por meio das experiências de sucesso e fracasso de um líder sábio e poderoso entre de Deus, trazer o Seu o povo de Deus, Dong Yu Lan mostra princípios importantes que certamente nos tornarão mais Reino de volta. úteis em nosso serviço espiritual hoje e nos prepararão para reinar com Cristo na era vindoura.

ALIMENTO DIÁRIO

Uma inovação estudopela da Bíblia. “... e assim, a fénovem Usando poucos minutos por dia, no pregação, e a pregação, final de uma semana você terá clareza pelaa respeito palavra de Cristo.” de um tópico importante da Palavra de Deus. (Rm 10:17)

“Livraria e Cafeteria”

Rua Souza Viana, 183 - Centro. Sete Lagoas Revista Aliança Tel.: 31 3773 1001 :: www.facebook.com/BooKafe7L Ed. 09

07


REVISTA

Publieditorial ALIANÇ A

PÃO E CIRCO

A

i meu Deus!.., Até quando prevalecerá a injustiça, o faz de conta, a enganação, a política do PÃO e CIRCO? PÃO E CIRCO – Roma antiga, Templo a Júpiter, Coliseu, Gladiadores, diversão etc. pelo visto A Roma antiga ainda impera. Tito Flávio Sabino Vespasiano, o “grande” Imperador dos idos anos 98 a 117 A.D., o governo da carga tributária escorchantes, dos circos das diversões romanas com sangue dos miseráveis. Brasil, burocracia, centralização do poder, pais da copa, do carnaval, e das Olimpíadas,bilhões de reais em estádios enquanto se espera inalcansávelmente até morrer por um exame para diagnóstico e consequente tratamento, país das baladas, das novelas, ópios desta sociedade, política dos descontos, do alongamento dos prazos da divida do povo, currais eleitorais, país das bolsas, dos candidatos exóticos, cidadãos usados para manifestação da indignação do povo,país do populismo, da maquiagem das contas públicas e do faz de conta de que está tudo certo, até roubar é permitido legalmente, decisões da Corte maior do país; infelizmente de um povo entorpecido pelo delírio com as futilidades, distraído enquanto cresce a impunidade (incentivo á violência e á corrupção) saúde pública doente, falta total de iniciativa concreta do poder público para debelar a criminalidade, falta aparelhando devido os órgãos responsáveis para a execução de sua missão de atendimento aos anseios da sociedade, falta educação de qualidade, enquanto sobram medidas de ”compensação” tais como as cotas, que por um lumenzinho transitório de bom senso, dos próprios governantesreparando a aberração conceitual da discriminação racial suprimindo como anteriormente as mesmas se destinavam aos negros , índios ,pobres, etc. Como se esta situação racial ou social os inferiorizassem em relação aos outros, dando-lhe nova nominação, AGORA COTAS SOCIAIS, para alunos oriundos das escolas públicas, atestando que as mesmas são incapazes de preparar nossos estudantes para concorrer com dignidade e igualdade com os demais as vagas disponíveis em nossa universidades públicas igualmente ineficazes. Falta ao nosso País, pessoas tementes a Deus que o governem sob Sua orientação, Ele que é o Único e Soberano Senhor. Não religiosos, como convencionalmente se mostram,pois religiosamente procedendo não atestam que estão servindo a Deus, invocam estes, a deuses estranhos

08

Revista Aliança Ed. 09

por Alcides Longo

e até as práticas de ocultismo, verdadeiro demonismo para se orientarem e ainda dizem ser cristãos, suas práticas os contradizem. Onde está o verdadeiro espírito de se fazer política pública, isto é: governar com o povo e para o povo, promovendo o bem estar da nação? O que vemos é o ato de privilegiar uma duziasinha de correligionários, ajeitamentos e acomodações de alguns que se dispõem a serem comprados, alimentando seu individualismo com o erário público, em detrimento aos direitos daqueles que depositaram neles a confiança, credenciando-ospor meio do voto, crendo que os mesmos iriam fazer-lhes justiça, na defesa de seus direitos, que decepção!... Não resta dúvida de que a solução está na adoção de um sistema de governo TEOCRÁTICO – Teocracia, Deus no comando da nação; Como? Através de homens que O temam, pois nenhum poder teriam se do alto não lhes fosse concedido, ainda que pela vontade do povo. Deus em sua vontade permissiva ou até mesmo em sua neutralidade, emGênesis-6:3 Disse Deus: O meu Espírito não permanecerá para sempre no Homem porquanto este é rebelde; em Provérbios 16:12 diz: Abominação é para os governantes praticarem a impiedade: porque com justiça se confirma o seu mandato; e em Deuteronômio 17:16-20, Deus instrui os governantes, a procederem com moderação e justiça, tendo as Sagradas Escrituras como referência para que procedam bem e sejam bem sucedidos. Bem aventurada é a nação cujo Deus é o Senhor, o povo que Ele escolheu para a sua herança, Salmo 33:12. Finalmente, Deus por intermédio do profeta Daniel em seu capítulo 21:21, adverte: Ele, Deus muda os tempos e as estações, Ele é quem remove reis e estabelece reis. E é claro o povo tem o governo que escolhe, e se escolhe, merece o que tem. Prov. 28:28 quando os maus governam o povo sofre e se esconde,Prov. 29:2 Quando os justos governam alegra-se o povo, mas quando o ímpio domina, o povo geme. Minha oração: Deus salva o meu Brasil, e sara esta nação.


REVISTA

ALIANÇA

Crise de

identidade por Pr. Sérgio Augusto

A

paz Juventude! Nesta edição gostaria de falar sobre “identidade”. Jovem, você realmente se identifica com Deus? Será que você pode ser reconhecido como um cristão que leva em sua vida a identidade de Cristo? Então, vamos lá! Nós, jovens, estamos vivendo um momento crucial no século 21, no qual Satanás tem usado ferramentas para poder denegrir nossa identidade. Mas como seria isso? O que tem acontecido com os jovens que têm se identificado de forma assustadora com o mundo? Viver nos dias de hoje da maneira que se encontra a sociedade tem sido um desafio tremendo para pastores, líderes e pais. Jesus disse: “Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens” (Mateus 5:13). Portanto, o cristão deve ser e sempre o sal ou não servirá para nada. É nesse campo de batalha que se encontra o jovem cristão, na primeira fileira do batalhão. Às vezes enfraquecidos, acabam sendo vencidos pelos ataques do mundo. Para que o jovem cristão se identifique dentro da igreja, é necessário se entregar e crer que o perfil de um jovem cristão tem que ser baseado na Palavra de Deus. Nada pode calar a Palavra de Deus. Se você fizer algo fora da Palavra de Deus, pode sofrer consequências enormes, pois Ele sabe quem é você!

Como deve ser identificado um jovem cristão? Bom, a igreja em geral vive uma crise de identidade. Muitos jovens estão focando a sua vida num evangelho humanista, que não desenvolve o caráter e a santidade de Deus no homem. O dicionário define identidade como ‘qualidade de idêntico’. Quem não se parece com Cristo não tem identidade, é um anônimo. O diabo atacou a identidade de Cristo no deserto. Satanás não mudou sua estratégia, e continua atacando a identidade dos filhos dEle. Muitas vezes deixamos de acreditar em Cristo pois não sabemos quem somos diante dEle. Afinal, quem somos? Somos geração eleita, a nossa origem é Deus! Somos Filhos de Deus! Todo cristão deve ter conciência da sua identidade (João 1:12-13). Enfim, tem você, jovem, se identificado com Deus, fazendo a diferença?

Revista Aliança Ed. 09

09


REVISTA

ALIANÇA

RESGATANDO VIDAS.

É

fato que a maioria das pessoas passa por um grande deserto em algum momento da vida, mas o mais importante, quando se está nessa situação, é saber o que fazer. E foi do deserto que Wellington Rafael tirou forças para transformar sua vida e de muitas outras pessoas. “Conheci Jesus com 17 anos de idade. Mas antes disso eu já conheica as drogas. Comecei aos 13 anos de idade e no início tudo era festa, tudo era muito bom. Era fácil lidar com a situação mas aí depois eu conheci a cocaína, que foi a droga pela qual me apaixonei”. Wellington usou vários outros tipos de entorpecentes. Desde a cola até o crack, mas a droga que o levou ao fundo do posso foi mesmo a cocaína. Wellington se casou pela primeira vez aos 18 anos, mas justamente por causa das drogas, o casamento não deu certo. O segundo casamento veio só aos 42 anos, depois de passar vários anos com a atual esposa. E durante todo esse tempo, as drogas foram companhias constantes. O Jovem tinha um salão de beleza, mas já não conseguia mais trabalhar. Sua única ocupação e preocupação era `como conseguir mais drogas’. Wellington chegava a ficar uma semana sumido, só usando drogas. Ficava em qualquer lugar. Nas bocas de fumo, nas rua, em qualquer lugar. “Quando eu já não agüentava mais, pedi ajuda a minha esposa. Ela sempre me ofereceu ajuda e eu nunca quis. Eu sempre achava que sozinho dava conta, o que é mentira e engano do diabo. Eu já estava no fundo do poço, não tinha mais para onde correr, eu não dava mais conta.

10

Revista RevistaAliança Aliança Ed. Ed.09 09

por Carolina Padrão

Usava drogas todos os dias, de segunda a segunda, até que não conseguir mais”. Foi aí que Márcia Almeida, esposa de Wellington, o levou a uma clínica de recuperação onde ele ficou por 5 meses e meio. Quando saiu de lá, ele precisava me manter limpo e de pé, e para isso, tinha que participar das reuniões de um grupo de auto ajuda. Porém, a adaptação não aconteceu. Foi aí que Márcia sentiu em seu coração, o desejo de criar um grupo chamado GAAR - Grupo de Auto Ajuda Resgate, com o objetivo de ajudar não apenas o marido mas também outras pessoas. “No novo grupo me adaptei muito bem e através dele, Deus fez surgir em meu coração o desejo de criar uma comunidade. Assim nasceu a Comunidade Terapêutica Evangélica Resgatando Vidas”. Com a benção de Deus e o apio da esposa e da família, Welington, hoje recuperado, está à frente da comunidade, vencendo desafios e cada dia mais, resgatando vidas, para a honra e glória do Senhor Jesus. Hoje a comunidade atende cerca de 20 homens está iniciando os preparativos para a ampliação, para que possam atender 40. “E isso é só o começo”. VISÃO DA COMUNIDADE O sonho de criar a comunidade foi uma visão dada por Deus. Não veio de homem. Segundo Wellington, após muita oração, Deus deu o lugar. “Quando cheguei pra alugar o lugar, o proprietário me disse que já estava alugado, mas que me ligava só pra dar a palavra final. Falei com ele: ‘O Deus que eu sirvo não é um Deus que mente. Quando


REVISTA

ALIANÇA coloquei os pés neste sítio o Senhor me falou que esse era o lugar que Ele separou para ser a Comunidade’. Ele ia me dar a resposta na quinta, mas na segunda, recebi um telefonema do propiertário, que disse: ‘você é um homem de Deus mesmo, porque o outro locador desistiu’. E eu respondi que o Sítio não era meu, e sim do senhor Jesus, para ganhar almas para ele”. TESTEMUNHOS DOS INTERNOS. Deusdete Pereira Quem diria que um menino de rua, depois traficante, ladrão e morador de rua, que destruiu muitas vidas em Belo Horizonte, se recuperaria e, com muitos anos de caminhada, estaria um dia fazendo missões e literalmente, resgatando vidas que estavam destruídas pelo crack, cocaína, alcoolismo e sem esperança de mudança. Esta é a história de Deusdete que diz: “Hoje, faço minhas as palavras do Apostolo Paulo: mas em nada tenho minha vida por preciosa, contanto que cumpra com alegria a minha carreira e ministério que recebi do Senhor Jesus, para dar testemunho do evangelho e da graça de Deus”. Atos 20-24 ADRIANO DA SILVA, 28 ANOS “Dia 31 de dezembro de 2013 eu vim para essa casa no intuito de me recuperar, buscar uma vida nova. Eu ia fazer parte do ministério de música da igreja e eu precisava buscar alguma coisa nova. Em um certo ponto da minha vida me desviei e tive a infelicidade de conhecer o mundo das drogas. Deus já tinha o plano de resgatar minha vida e eu entrei pra cá. Vi que aqui tem busca de Deus e a gente vive em constante oração. É tudo irmanado. Wellington e sua família me estenderam a mão. Tinha 2 meses e meio que eu estava morando na rua, tinha 8 dias que eu não comia comida de sal. Assim que cheguei vi que aqui é diferente. A presença de Deus aqui é real. Tá sendo muito gratificante, tenho sentido o agir de Deus na minha vida. Já estou participando do artesanato e em nome de Jesus, vamos crescer. Tem sido benção. Vejo a diferença na minha família com relação a mim. Tem dado certo na minha vida e vai dar certo na vida de outras pessoas. Estou muito agredecido ao que o Wellington e sua família têm feito por mim. Pretendo entregar minha vida a Jesus completamento”. ELIAS DO CARMO SANTOS, 26 ANOS Estou aqui pela segunda vez. Na primeira vez eu estava passando por muita dificuldade, estava ficando na rua, usando muita droga, um dia eu estava na pracinha Tiradentes e de vez em quando, ia um pessoal evangélico levar sopa e cobertor. Um dia, parou um carro na rua de traz e veio um monte de gente. Eles me perguntaram se eu queria tomar uma sopa e eu aceitei. Nessa hora, veio um monte de moradores de rua de uma vez, fizemos uma oração e perguntaram se a gente queria sair daquela vida e eu via que eu não ia aguentar mais se não saísse. Eu já tinha acabado com a minha vida toda e só

faltava eu morrer na rua mesmo. Me perguntaram se eu queria mudar e eu aceitei. Muitos vieram juntos comigo mas poucos permaneceram. Ficaram uma semana e foram embora. Eu queria ficar, mas fiquei um mês e pouco e saí. Voltei pra rua e tive uma recaída. Comecei a usar droga novamente e não tinha onde dormir nem o que comer. Comecei a pedir a Deus pra abrir uma porta para voltar para casa e como se fosse um milagre, encontrei com um amigo meu que me disse que o Wellington ia voltar para buscar a gente. Eu pensei que ele não ia querer me levar novamente, mas fui ao lugar combinado. O wellington demorou e eu saí com um amigo pra comprar bebida. Quando voltei ele já estava lá com o carro cheio. Conversei com ele e deram um jeito de me caber no carro e aí eu voltei. Já estou aqui há 3 meses e não pretendo sair. Só vou sair quando o tratamento acabar. O Welington e a família têm me ajudado muito e Deus também”. DOUGLAS DA SILVA, 25 ANOS “Eu estava jogado no mundão lá fora. Só eu sei o que a droga fez na minha vida. Minha adolescência toda eu sofri com as drogas. Nem sei explicar como aconteceu. Eu sou de Diamantina e fiquei sabendo dessa casa aqui lá. Vim pra cá e Deus tem agido na minha vida. Deus tem restaurado minha vida, minha família. Esse mês fiz minha primeira saída, saí pra visitar minha família e foi tudo bem. O amor da minha família foi resturado, graças a Deus. Hoje o Senhor resgatou o amor da minha família e está me resgatando. Estou firme na presença de Deus e tenho só que agradecer, primeiramente a Deus, depois ao Wellington e à Márcia que me acolheram e à minha família”. CAIO LÚCIO, 39 ANOS “Cheguei a morar na rua 2 meses. A bebida me tirou a família, o emprego, a saúde, tudo. Até que cheguei a morar na rua. Perdi tudo e fui morar perto da rodoviária. Um dia, pedi a Deus uma saída e apareceu o Wellingotn. Ele perguntou se eu queria mesmo mudar de vida e eu disse que sim. Estou aqui a 3 meses. Na rua eu era um pano de chão, as pessoas me cuspiam, ninguém ligava pra mim e eu até pedi a Deus que me tirasse a vida, aí apareceu o Wellington e me deu a oportunidade que eu tinha pedido a Deus. Clamei a Deus e ele surgiu do nada. Agora, quero seguir fazendo a obra. Quero continuar servindo a Deus. Vejo que os amigos que eu tive no mundo ainda estão lá, quero mostrar pra eles que o que Deus fez na minha vida pode fazer na deles também. Aqui encontrei uma família que me trata como ser humano, então pretendo retribuir o que eles fizeram”. A Comunidade Terapêutica Evangélica Resgatando Vidas nasceu em 19/08/13 e hoje sobrevive de doações e recursos de Wellington e sua família. A internação não é cobrada, a menos que as famílias possam pagar. INTERNAÇÕES: (31) 9213-0633 / 9552.0060 / 8500-3764 DOAÇÕES: contato pelo emal resgatandovidas.comunidade@gmail.com Revista Aliança Ed. 09

11


REVISTA

ALIANÇ A NOSSA CAPA

Morte

testemunho de vida em meio à

A tragédia que está alcançado

RevistaAliança Aliança 12 Revista Ed.09 09 12 Ed.

vidas

em todo o mundo


REVISTA

ALIANÇA

U

m exemplo vivo de fé e inspiração. Um testemunho de morte que tem trazido vida para milhares de pessoas de várias partes do Brasil e do mundo. Se muitos não entendem porque determinadas situações trágicas atingem certos cristãos, Deus sabe o motivo de elas acontecerem. E isso basta. Talvez a família Leite tenha entendido o agir de Deus no momento em que a caçulinha Clara Mendes Castro Leite, de 5 anos, não sobreviveu a um grave acidente de carro na tão famigerada BR-381, no trecho que liga Belo Horizonte ao Vale do Aço, na madrugada do dia 16 de janeiro de 2014. Além da pequena, estavam no carro seus pais, Josué Leite, de 45 anos, e Tatiana Mendes Castro Leite, de 37, pastores na capital mineira, e as irmãs da vítima, Laura, de 13, e Paula, de 8. O casal está à frente da Missão Vitória da Igreja Batista Getsêmani, na região Nordeste da cidade. O relógio marcava quase 0h40. O carro conduzido pelo pastor seguia para a cidade de Nova Era, onde as meninas passariam o restante das férias escolares na casa de parentes maternos. Ao passar por João Monlevade, na altura do quilômetro 361 da rodovia, o motorista perdeu a direção do veículo e “patinou”. “Não entendi o que estava acontecendo. Só depois vi que era óleo derramado na pista”, diz o pastor. O carro colidiu de frente com um caminhão e, com o impacto, partiu ao meio. As meninas estavam no banco detrás. Josué Leite se recorda de que ele e a esposa se viraram, mas não viram o restante do veículo. A parte onde estavam as filhas foi parar no matagal. A dianteira do carro, com o casal, voltou para a estrada. Clarinha, como era carinhosamente chamada pelos familiares e irmãos em Cristo, teve a cabeça esmagada, e morreu na hora. Laura e Paula ficaram em estado grave. As duas foram socorridas no hospital de João Monlevade, com risco de morte. O casal de pastores não ficou ferido. Mas, segundo Josué, um outro caminhão vinha na direção deles e conseguiu frear, fechando a pista. “Vejo que foi a mão de Deus. Também poderíamos ter morrido”, diz.

“Estou tranquilo, viu gente? Sou pastor e Deus já está me confortando. Foi uma fatalidade e agradeço a Deus porque poderia ter sido pior. Felizmente o restante da família está bem”. Mal sabiam esses profissionais que Deus estava no controle de toda a situação. Laura teve que retirar o baço às pressas. “Ele explodiu. Deus foi tão maravilhoso que direcionou até o atendimento médico. Na urgência, o médico abriu rapidamente e pode ver que a hemorragia interna poderia matar a minha filha, que já estava morrendo, caso o órgão não fosse retirado”, conta o pastor. Paula apresentou lesões graves no pulmão, e os médicos não viam outra saída

a

Clarinh

PAZ NO CORAÇÃO Quem estava no local do acidente não acreditava na serenidade do pastor, e questionava como um pai poderia estar calmo naquele momento, vendo uma das filhas mortas e as outras duas bastante machucadas. Os veículos de comunicação que cobriram o caso relataram que ele andava de um lado para outro, dizendo: Revista Aliança Ed. 09

13


REVISTA

ALIANÇ A CAPA NOSSA a não ser retirar o órgão. Apenas alguns dias depois, o milagre: o pulmão da garota foi regenerado. “O que só acontece com o fígado. Glória a Deus por tudo, ao nosso Deus Jeová Rafá! Um médico nos disse que, em 20 anos de carreira, nunca tinha visto algo do tipo”, comemorou Josué nas redes sociais. Cerca de 20 dias depois, as meninas começaram a receber alta médica: primeiro a Laura, depois a Paula. EDIFICAÇÃO Por meio da história de milagre e de vida da família Leite, muitas pessoas estão sendo alcançadas pelo Senhor Deus. E tudo começou após o acidente. A caminho do hospital, com as duas filhas correndo risco de morte, Tatiana falou do amor de Deus para os paramédicos da ambulância. O motorista dizia que ela estava em estado de choque. A pastora respondia que não. Ele repetiu isso mais duas vezes, justificando que nenhuma mãe ficaria normal vendo a filha morta e as outras duas em estado grave. “Ela respondeu, com muita serenidade, que estava bem, que Deus estava no controle de todas as coisas. Se isso estava acontecendo, era a vontade de Deus”, conta Josué. Ainda no local do acidente, o pastor também falava

14

Revista Revista Aliança Aliança Ed. Ed. 09 09

sobre Jesus. Para ele, o que mais impressiona são os milagres e o livramento de Deus na vida da família. “Em todos os momentos tivemos paz. Era o Espírito Santo cuidando de nós. Eu falava que se Deus quisesse, Ele iria levar Paula e Laura. Mas se elas ficassem aqui, elas não teriam nenhuma sequela. E elas não tiveram”. “Como diz a Palavra, para um grão de trigo produzir frutos, é necessário que ele morra. Estamos vendo o que aconteceu conosco dessa forma. Agradecemos a Deus pela vida da Clarinha, e nos lembramos de Jó quando ele diz ‘Deus deu, Deus tomou’. Não vemos a morte da nossa filha como uma fatalidade. A morte da Clarinha trouxe muitos frutos”, afirma. Pelo Facebook do pastor, as mensagens chegam praticamente o dia inteiro. Muitas pessoas agradecem o exemplo de vida da família, a conduta cristã, e pedem orações. “Temos orado bastante por muitas vidas. Pessoas estão sendo curadas. Glória a Deus!”, agradece. Toda a história da família poderá ser conferida em breve no livro “Paz no vale da sombra da morte”. A publicação começou a ser escrita logo após o acidente e foi finalizada no dia 11 de fevereiro. “Ele conta em detalhes a experiência maravilhosa que vivemos com Deus nesses últimos dias”, observa.


REVISTA

ALIANร‡A

Revista Alianรงa Ed. 09

15


REVISTA

ALIANÇA

PROFETAS ONTEM...

profetas... hoje? Hoje, quem se levanta para falar da parte de Deus também é perseguido como as pessoas usadas pelo Senhor no Antigo Testamento

A

ntigamente, os profetas do Velho Testamento eram severamente perseguidos por carregarem um dom divino: serem tremendamente usados para serem portadores da voz de Deus. Sofreram muito pela falta de conhecimento e sabedoria do povo, pela não intimidade com Deus, até mesmo por não conhecerem o Deus vivo, a existência do nosso Criador, nosso Pai. Os profetas eram usados para falar com o povo sendo, geralmente, pessoas simples, de origem humilde. Eram levantados no meio do próprio povo que causava dúvidas em suas mentes incrédulas. Como muitos não acreditavam, espalhavam rumores colocando-os em meio a julgamentos terríveis, maltratando-os, condenando-os e até mesmo executando-os, alguns por inveja, outros por ambição, outros por serem descrentes “Onde há inveja e ambição egoísta, aí há confusão e toda espécie de males” (Tiago 3:16). Isaías, por exemplo, por ter vivido aproximadamente 700 anos a.C, teve uma das maiores revelações: que de uma grávida viria Emanuel (Deus Conosco), Jesus Cristo, o Filho do Deus Vivo. Jeremias chamou o povo a um arrependimento para que não fossem escravizados na Babilônia. Portanto, foi um dos profetas que mais sofreu pela incredulidade do povo, sofrendo ataques na mente e no seu corpo físico. “Foi colocado numa cela subterrânea da prisão, onde ficou por muito tempo.” (Jeremias 37:16). “Baixaram Jeremias por meio de cordas para dentro da cisterna. Não havia água na cisterna, mas somente lama; e Jeremias afundou na lama” (Jeremias 38:6b). Neemias, por meio de uma profunda intimidade com Deus, teve toda estratégia para reconstrução dos muros de Jerusalém. Ele se manteve calado, não dizendo a ninguém o que Deus havia colocado em seu coração até examinar o muro de Jerusalém que havia sido derrubado e as suas portas destruídas pelo fogo, acreditando seriamente no que Deus lhe havia confiado.

16

Revista Aliança Aliança Revista Ed. 09 09 Ed.

por Marilda Oliveira

Daniel foi capaz de revelar e interpretar o sonho do rei por causa de sua grande dependência e intimidade com Deus. Samuel, um dos maiores profetas de toda a história, ungiu um pequeno pastor de ovelhas como rei, por inteira visão e vontade soberana de Deus: mais tarde, Davi tornou-se um grande rei. No tempo de Ezequiel havia um provérbio: “Os dias passam e todas as visões dão em nada? Diga-lhes, pois: assim diz o Soberano, o Senhor: Darei fim a esse provérbio, e não será mais citado em Israel. Diga-lhes: Estão chegando os dias em que toda visão se cumprirá. Pois não haverá mais visões falsas ou adivinhações bajuladoras entre o povo de Israel. Mas eu, o Senhor, falarei o que eu quiser, e isso se cumprirá sem demora. Pois em seus dias, ó nação rebelde, cumprirei tudo o que eu disser. Palavra do Soberano, o Senhor” (Ezequiel 12:21-25). Elias foi o que mais enfrentou os falsos profetas, a ponto de ter que matar 400 profetas de Baal. “Disse-lhes Elias: Lançai mão dos profetas de Baal, que nem um deles escape. Lançaram mão deles; e Elias os fez descer ao ribeiro de Quisom e ali os matou” (I Reis 18:40). Quero ressaltar que a existência de falsos profetas hoje atinge muito mais do que ontem, fazendo o povo acreditar em falsas profecias, acarretando grandes problemas para os verdadeiros profetas levantados por Deus. Alerto as pessoas para esse fato, que procurem ter mais conhecimento da Palavra de Deus, e não caia em lábias que possam enganar as pessoas a ponto de destruir suas próprias vidas. “...querendo ser mestres da lei, quando não compreendem nem o que dizem nem as coisas acerca das quais fazem afirmações tão categóricas” (I Timóteo 1:7). Hoje, os profetas levantados por Deus sofrem pelos mesmos ou por piores motivos. A falta de crença é a mais comum. Muitos pregam sobre os profetas, dizem que o profeta é “a boca de Deus”, basta que as pessoas se deixem ser usadas por Ele. Dizem: “Deixa Deus lhe usar”. Mas quando o profeta é usa-


REVISTA

ALIANÇA do, entrega profecias, aí que vem o verdadeiro entendimento da Palavra do Senhor. Poucos acreditam. Na verdade, vejo que Deus tem levantado verdadeiros profetas, e nem mesmo os próprios pregadores conseguem assimilar o que dizem mesmo tendo a Palavra de Deus como alicerce e confirmação de Deus. E quando o profeta abre a boca para entregar uma profecia, ainda que não seja do agrado de quem recebe? Há muitas dúvidas, não acreditam, ignoram, ‘viram a cara’. Muitos contestam a profecia e até mesmo o profeta. Não acreditando nas palavras, fragilizam a credibilidade de profecias e do próprio profeta, fazendo que ele se cale para não ser condenado. Profeta mudo, de que adianta? Muitos se emudecem para evitar julgamento ou mesmo ser isolado pelo próprio povo, ninguém quer ouvir. Grandes profetas, verdadeiros homens de Deus, têm caído nas tentações do inimigo por estarem fragilizados pela falta de compreensão e de credibilidade em seus ministérios. São vulneráveis por questionarem a si mesmos até mesmo com relação às profecias, se tudo realmente é a vontade de Deus, desconhecendo por completo o que a Bíblia nos revela sobre a unidade do corpo de Cristo. “O Senhor designou uns para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas e outros para pastores e mestres, com o fim de preparar os santos para a obra do ministério, para que o corpo de Cristo seja edificado, até que todos alcancemos a unidade da fé e do conhecimento do Filho de Deus, e cheguemos à maturidade, atingindo a medida da plenitude de Cristo. O propósito é que não sejamos mais como crianças, levados de um lado para outro pelas ondas, nem jogados para cá e para lá por todo o vento de doutrina e pela astúcia e esperteza de homens que induzem ao erro. Antes seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo. Dele todo o corpo, ajustado e unido pelo auxílio de todas as juntas, cresce e edifica-se a si mesmo em amor, na medida em que cada parte realiza a sua função” (Efésios 4:11-16). Mas, se a profecia for favorável, aí sim, tipo: “você vai comprar um carro em breve”, “você vai ter a casa dos seus sonhos”, “vai casar com uma loirona” ou “casar com um moreno dos olhos verdes”. Ficam amigos do profeta, querem ele sempre por perto. Mas não é assim que Deus age. Ele usa quem Ele quer, quando Ele quer, onde Ele quer e para falar o que Ele quiser e, principalmente, o que a pessoa precisa ouvir no momento. Deus não “maquia”. Ele é direto, soberano, sabe de todas as coisas, pois criou todas as coisas, usa o profeta para entregar as profecias por que ama Seus filhos e quer que eles consertem seus erros no tempo certo. O tempo passa muito rápido e precisamos tomar uma postura séria de “POVO DE DEUS”, de verdadeiros adoradores de Cristo, adorar em verdade e espírito, ter consciência da Palavra de Deus. O que está escrito é para ser dito, vivido e vivenciado. Não adianta fugir da realidade. Deem credibilidade aos profetas de Deus, pois são a “VOZ DE DEUS” e precisam ser reconhecidos como tais para que as coisas possam ser mudadas! Que sejam rápidos - JESUS TEM PRESSA. Acreditem!!! Está chegando a hora de os profetas não mais se calarem por que estão sofrendo. Eles não foram levantados para engolirem profecias, mas sim falar livremente, porque é da Voz de DEUS, e Ele vai usar quem Ele quiser, a hora que Ele quiser. Então chegará o momento que quem ouvir a voz de DEUS através de um profeta, e não der verdadeira atenção, vai simplesmente ficar para trás porque os profetas falarão pela vontade de DEUS, pela vontade soberana dEle. Revista Aliança Ed. 09

17


REVISTA

ALIANÇA

libere o

perdão

e seja curado! por Mary Silveira

H

á muito tempo estou para escrever sobre esse milagre que Deus fez em minha vida. Há alguns anos eu sofri na alma e no corpo o resultado de mágoas e feridas que estavam me transformando em uma pessoa doente. Devido a um relacionamento sem propósito de Deus, acabei entrando em uma chamada “barca furada”. Com o passar dos dias, as feridas provocadas por palavras e atitudes me causavam mais dor e sofrimentos. Entrei em um estágio de tristeza e depressão sem fim, e o ódio por quem causou essa dor se transformou em vingança, desejo de morte, falta de amor próprio e insegurança. Mas Deus, por Seu infinito amor e misericórdia, me fez enxergar a tempo o tamanho do buraco em que eu estava entrando. E foi quando me vi em desespero lendo a Bíblia. O Senhor bondoso me mostrou o que queria de mim em Mateus 17:21-22. Tudo ficou claro quando entendi que meu milagre estava ligado em amar até perdoar. Existem pessoas que têm grande dificuldade para perdoar achando que é um sentimento. O perdão é uma atitude e não um sentimento. Queremos ser perdoados quando praticamos algum pecado

e não queremos perdoar o outro. Costumamos clamar a Deus para que faça justiça. Quando nos amamos como a Palavra diz: “Amarás o teu próximo como a ti mesmo”; amar como se fosse a você primeiro. Então, o amor e a misericórdia de Deus inundam sua vida e seu coração, e você estará sempre pronto para se amar e se perdoar. E mesmo que o outro não lhe perdoe, você também irá perdoá-lo. “Perdoarás o teu próximo como a ti mesmo”, porque quando “se” ama, você perdoa facilmente e quantas vezes forem necessárias. O perdão é cura para o corpo e para a alma. Quando você perdoa, você é curado! Porque você escolheu amar. Eu, com toda a sinceridade, não sei das pessoas a quem o Espírito quer curar, mas Ele sabe que essa palavra é para você! Você diz que perdoou mas ainda não perdoou, e sabe que, lá no fundo do seu coração, que é uma verdade… Perdoe… Pense… Perdoe. Abraços.

Contatos e Convites: 31.9299-9137 / E-mail: contatonegramary@gmail.com Www.Facebook.com/negramaryoficial :: Negramary.blogspot.com

Não tenha dor de cabeça REGISTRE SUA MARCA OU PATENTE Propriedade Legal e Exclusiva de uso de uma Marca

SÓ SENDO REGISTRADA NO INPI.

31 18

3775-1300

Revista Aliança Ed. 09

Solicite uma pesquisa de viabilidade do registro da

Rua Sr. Passos, 34, sua Sl. 509, Centro Sete Lagoas - MG marca gratuitamente.

utilize@utilizeconsultoria.com.br www.utilizeconsultoria.com.br

Marcas ® Patentes


REVISTA

ALIANÇA

ouvir mais e falar menos é uma atitude

elegante

J

por Janaína Depiné

á reparou como as pessoas andam falando demais? É muita opinião para pouca sabedoria. Muito barulho para dizer quase nada relevante. Muito ego para pouca ação.

A Bíblia nos alerta várias vezes sobre a importância de ouvir mais e cuidar do que falamos. “Quanto mais você fala, mais perto está de pecar; se você é sábio, controle a sua língua” (Provérbios 10:19) “Portanto, meus amados irmãos, todo o homem seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar” (Tiago 1:19) “Alguém está pensando que é religioso? Se não souber controlar a língua, a sua religião não vale nada, e ele está enganando a si mesmo. Para Deus, o Pai, a religião pura e verdadeira é esta: ajudar os órfãos e as viúvas nas suas aflições e não se manchar com as coisas más deste mundo” (Tiago 1:26-27) O fato é que quem fala demais corre o sério risco de criticar alguém, prejudicar pessoas, de se mostrar egocêntrico, vaidoso e por aí vai. Além disso, quem fala muito provavelmente é uma pessoa que não consegue guardar segredos, julga as pessoas, faz fofoca e busca a discórdia. Lembre-se que nossa fala deve ser sempre temperada para trazer paz e conciliação. Jamais fale o que está sentindo ou pensando num momento de ira. Espere a calma chegar para falar com sabedoria e amor. Para alcançar essa moderação precisamos seguir a orientação de Tiago: “Seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar” (Tiago 1:19). Uma pessoa verdadeiramente elegante deve ouvir mais e falar menos. Sabedoria é ter um ouvido pronto a escutar e pensar bem antes de falar.

Janaina Depiné é jornalista e consultora de etiqueta há uma década, ministra cursos e palestras e é autora do site elegantesempre.com.br - Twitter/Facebook/ Instagram: elegantesempre

Revista Aliança Ed. 09

19


REVISTA

ALIANÇA

Publieditorial

o bom

depósito

J

por Fabiana Massula

á parou para pensar em quantos jovens se desviaram dos caminhos do Senhor por não terem um bom depósito? Em II Timóteo 1:14, lemos: “Guarda o bom depósito, mediante o Espírito Santo que habita em nós”. Todos os dias ouvimos, vemos, presenciamos e fazemos coisas que são acrescentadas ao nosso recipiente interior, consequentemente refletidas nas nossas ações futuras. Paulo, porém, orienta a guardarmos o BOM depósito, e ler a Palavra com o Espírito é a melhor maneira de nos edificar. O jovem cristão hoje se ocupa cada vez mais com afazeres, estudos, amigos e namoro, e vem esquecendo o mais importante: a Palavra de Deus. Mas a questão é que tudo isso passa, todas as conquistas adquiridas aqui passam, mas a Palavra permanece para sempre! O Senhor nos deu uma vida inteira para amar e viver a Sua Palavra. Sem ela não é possível se manter de pé nessa geração corrompida, desnorteada e impura na qual vivemos. Sem a Palavra na nossa vida é impossível perceber que “estamos no mundo, mas não somos do mundo”. Sem a Palavra viva e eficaz no nosso viver, jovens, é IMPOSSÍVEL ver a diferença entre TER Deus e EXPRESSAR Deus! Todos nós passamos por momentos de tentações. Mateus 4 relata o Senhor Jesus passando por uma tentação no deserto, mas Ele usou a Palavra para derrotar Satanás. Durante Sua infância e juventude, o Senhor acrescentou ao Seu bom depósito a Palavra que O permitiu vencer num momento de deserto. É melhor buscar o Senhor e se prevenir com a Sua Palavra antes das tentações chegarem do que buscar consolo na Palavra depois de alimentar o

20

Revista Aliança Ed. 09

pecado na sua vida. Muitos jovens se perdem, deixam de ir à igreja, param de ter comunhão com os irmãos, param de alimentar o seu amor pelo Senhor e começam a buscar prazer em outras coisas que nunca vão satisfazê-los. Isso só acontece pelo fato de, ao longo da sua jornada com Cristo, não abastecer seu bom depósito, não preparar a Palavra como arma e escudo para resistir às tentações e pressões impostas pelo mundo. Salmos 119:9 diz: “De que maneira poderá o jovem guardar puro o seu caminho? Observando-o segundo a tua palavra”. Ou seja, a única maneira de se manter santo, puro, consagrado e útil ao Senhor hoje é observando as Escrituras e deixando-a lhe observar, deixando-a ser o termômetro dos seus caminhos. Precisamos tomar a Palavra hoje de forma séria, nos tornar jovens dispostos a praticar as coisas incumbidas a nós, e em qualquer situação saber aplicar a Palavra em nosso viver a favor do Evangelho. Deus nos amou tanto que deixou na Bíblia vários exemplos de servos, como Samuel, José e Daniel, cuja juventude foi totalmente consagrada a Ele! Eles foram firmes até o fim! Passe a enxergar a Bíblia hoje como a mais linda carta de amor enviada especialmente para você, e comece agora uma comunhão especial com o Senhor Jesus! Apocalipse 1:3 “Bem-aventurados aqueles que leem e aqueles que ouvem as palavras da profecia e guardam as coisas nela escritas, pois o tempo está próximo.”

Fabiana Massula é estudante do ensino médio e leva a palavra do Senhor a jovens de várias idades através do trabalho missionário de sua igreja.


REVISTA

evangelho:

ALIANÇA

cada dia mais caro

O

por Érica Leite

lá amadas! Cada dia que passa, mais perto está a vinda do Senhor. E nós temos uma grande missão: ir e pregar o evangelho! A obra de Deus tem crescido muitíssimo, principalmente nos países da América do Sul. E esse crescimento tem se dado pela necessidade em que as pessoas têm de encontrarem algo que lhes trazem paz. O que tem atraído muitos olhares a essa “obra” que a cada dia tem se tornado mais lucrativa. Em Atos 20:24, Paulo diz: “Porém em nada considero a vida preciosa para mim mesmo, contanto que complete a minha carreira e o ministério que recebi do Senhor Jesus para testemunhar o evangelho da graça de Deus”. Fomos chamados para testemunhar o evangelho da graça de Deus! Uma pessoa me contou ter feito um convite a um ‘cantor’ para ministrar em sua igreja. O empresário desse artista mandou um e-mail informando que o cachê era de R$ 48 mil, sem a banda: R$ 48 mil para ele testemunhar o evangelho da graça de Deus. Hoje, para se fechar um contrato, os empresários pedem a dimensão do palco, a estrutura de som, camarins adaptados e previsão de público para o evento. Alegam que para Deus tem que ser o melhor. Concordo: Ele merece o melhor! Mas a que preço? Sou a favor que ministérios cobrem, pois a Bíblia diz que o obreiro é digno do seu salário; e acredito que ele é digno de ter o melhor em sua mesa. Mas não posso ficar calada à ostentação de glamour que o evangelho está se tornando! Ministério sim, comércio jamais! Meu coração se entristeceu com uma experiência que tive ao chegar ao Brasil. Fui convidada para ministrar em uma igreja próspera financeiramente. Naquela noite, Deus se manifestou e ela experimentou algo que há muito não via: palavras dos próprios membros. No final do culto, o pastor me deu um envelope com R$ 100 e disse que era para pagar a minha janta. A minha tristeza não foi pelo dinheiro; talvez era com o que podiam me abençoar. Mas pelo desrespeito com um profeta, como se eu tivesse feito um favor a eles! Mas também pela incompreensão de muitas igrejas em terem a condição de abençoar os servos de Deus, e não fazem isso. Servos que passam dias longe de suas famílias, privando-se de estabilidade financeira e uma aposentadoria que um emprego fixo os daria, para irem nas suas igrejas e abençoar o seu povo! Talvez seja esse um dos motivos desenfreados dos números: a falta de naturalidade das igrejas em abençoar os verdadeiros profetas. Se muitos dependerem de oferta das igrejas, passam fome – a não ser que entrem para o sistema corrupto. Seja qual for o motivo, de uma coisa eu sei: perto está a vinda do Senhor! E o consolo que Ele continuará honrando quem verdadeiramente se entregar a Seu chamado. Erica Leite é missionária e preleitora. Para contatos, duvidas e opiniões envie uma mensagem para ericaleiteblog@hotmail.com

Revista Aliança Ed. 09

21


REVISTA

ALIANÇA

DOM É GRAÇA...

TALENTO É HABILIDADE... por Bruno Diniz

EITA GLÓÓRIA! Tamu junto de novo! O dom é graça de Deus. Você pode ser abençoado dentro dos padrões de Deus. Muito comum hoje usar o dom de Deus para explorar as pessoas. Dom é dádiva, presente do senhor. Ninguém tem dom porque é estudado, cursou a melhor faculdade. DOM não é diploma. Dom é algo pessoal. Ao contrário do que muitos pensam, Deus não dá dom a instituição, igreja. Ele dá dons a pessoas que estão dentro da “igreja”. O dom de cada um é bênção de Deus, é especifico e pessoal. O Senhor dá e tira a hora que quiser. É domínio do Espírito Santo de Deus em Atos 2:38: “Respondeu-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para remissão dos vossos pecados, e recebereis o dom do Espírito Santo”. Cada um recebe de Deus um dom. Há pessoas que recebem mais de um dom. Lembrando que o maior DOM é o DOM DA VIDA... Eita glória! Bão demais, sôôô! Precisamos verificar, qual é o dom que Deus me deu: cantar, pregar, evangelizar, missões, pastorear etc... Cada um recebe de Deus uma parcela do dom para fazer uso do mesmo para formar o corpo de Cristo. Lembrem-se bem disso: SEMPRE PERMANEÇA

NA VOCAÇÃO QUE FOI CHAMADO! Caso contrário, não será abençoado e muito menos capacitado; será apenas uma permissão de Deus. E, meu amigo, quando Deus permite ao invés de “TER NO CORAÇÃO DELE”, sai debaixo que a coisa fica feia. Cada um no seu quadrado. Beleza? Muito CUIDADO com o dom de profetizar. Cuidado ao dizer: “assim diz o Senhor”. Virou moda, né? É claro que o Senhor fala e eu CREIO nisso, mas tem hora que a gente conhece a fonte... deixa pra lá. Todos têm acesso ao dom de línguas. Quando você fala em línguas, você é edificado, está falando com Deus, e recebe na própria alma a interpretação, e o Espírito Santo edifica você. Assunto polêmico (I Coríntios 14:27-28): ”Se algum de vocês falar em línguas estranhas, então que apenas dois ou três falem, um depois do outro, e que alguém interprete o que está sendo dito. Mas, se não houver ninguém que possa interpretar, então fiquem calados e falem somente consigo mesmos e com Deus”. Fico me perguntando se pra falar em línguas estranhas tem hora e tempo marcado, porque no culto de Santa Ceia, em praticamente 90% das igrejas, é uma confusão. Nós crentes ficamos um mês inteirinho calado, com a cara triste, e na Santa Ceia, meu irmãozim, é um falar de línguas que eu nunca vi. Gente, vamos nos policiar e realmente fazer aquilo que Deus deseja. Seja responsável com os dons que Deus lhe deu. Talento não é dom, e sim habilidade. Os dons devem ser levados a sério, e Deus lhe abençoa, esse é o seu salário. Onde o Senhor vai colocar o vaso não importa: o Senhor sabe o lugar correto do vaso.

Bruno Diniz é Ministro de louvor. Contatos para ministrações e eventos pelo email brunodinizoficial@gmail.com ou pelos telefones (31) 86798499 - (31) 96778499

22

Revista Aliança Ed. 09


REVISTA

ALIANÇA

AGENDA

E

m comemoração ao dia da Mulher, a Igreja Batista Deus é Fiel, recebeu no últio dia 10 de março, a Missionária Fabiana Anastácio para uma noite de festa. Em meio a muita unção e agir de Deus, a congregação recebeu centenas de visitantes e pastores das mais variadas denominação para um culto cheio de poder!

N

o próximo dia 28/03, acontecerá a inauguração do mais novo templo da Igreja Batista Central, no Bouganville II. A nova congregação fica localizada à Avenida Padre Tarcísio Gonçalves, 4958, Bouganville II. O culto inaugural acontecerá às 19:00 hs. Todos os irmãos, sintam-se convidados.

Contatos TEL.: (31) 86798499 - (31) 96778499 FACEBOOK.COM/BRUNODINIZOFICIAL TWITTER.COM/BRUNODINIZG

Revista Aliança Ed. 09

23


Revista aliança ed 09  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you