Page 39

ELAS POR ELES

Mulheres, um sucesso por essência Tanto ouvimos falar sobre a questão da igualdade de gêneros que, quase invariavelmente, ouvimos apoio à causa e pessoas levantando cartazes em prol desse movimento, pregando, muitas vezes, um perfil de mulher que as mulheres não querem ser e também não deveriam. E antes que o coração comece a bater mais rápido, já adianto que sou um ávido incentivador dessas mudanças e acredito que a sociedade está matando aos poucos a essência original das nossas mulheres. Acontece que esse assunto está sendo debatido através de uma visão míope, estão passando de uma abordagem de igualdade para uma abordagem de onipotência, dizendo a todas que não podem ter sentimentos, que não podem ser sensíveis, que não podem ser femininas demais, não podem ser fracas, ou, pior ainda, mostrar algum tipo de vulnerabilidade. Estranho é que, independentemente do gênero do debatedor, ouvimos argumentos de que mulheres são multitarefas e, por isso, devem obstinadamente buscar sucesso profissional, social, maternal, conjugal, pessoal, espiritual, físico, estético, mental e por aí vai... Convenhamos que, compelir tanta responsabilidade e chancelar essa ideia como a “realidade da mulher atual” é assumir que o que buscamos não é uma mulher ideal, mas sim um novo protótipo do ironman (Homem de Ferro), sem sentimentos, sem sensações, sem pausas, focado e apenas com uma programação, no caso, alcançar sucesso. E só pela ana-

logia com o Homem de Ferro notamos que a intenção é transformá-las em homens, como os homens são. Afinal, o mundo banaliza tanto os assuntos importantes no nosso cotidiano e estamos tão acelerados pra tudo que não nos damos oportunidade de parar um minuto e analisar as bobagens que estamos dizendo e exigindo uns dos outros. Mulheres são um sucesso na essência! Não se busca o que já se tem! Pensa num ser que sabe que tem capacidade para conquistar o mundo sozinha e, em contraponto, tem a disponibilidade orgânica de largar o próprio mundo para se dedicar inteiramente ao seu? Nesse quesito já encontramos mães, esposas, companheiras, avós, irmãs... Mulheres que não usam capa de heroína, mas têm histórias incríveis para ocupar os quadrinhos. Direitos e oportunidades iguais, não personalidade. Não precisamos de mulheres sem sentimentos, nós precisamos do sentimento dessas mulheres. Mulheres que sem fazer nada, apenas por existir, já nos inspiram e, sim, muitas vezes nos consolam sem que precisemos dizer nada. Que se derretem quando recebem um elogio e acham que ganhar um chocolate sem motivo nenhum é uma das maiores provas de amor. Dar poder à mulher é declarar que ela pode o que ela quiser sendo quem ela é. E exatamente quem ela é, é que dá o poder para conseguir o que quiser.

Não precisamos de mulheres sem sentimentos, nós precisamos dos sentimentos dessas mulheres. Direitos e oportunidades iguais, não personalidade

Fernando Rodrigues Gerente de negócios financeiros e empresário

Afrodite38  
Afrodite38  

38ª Edição da Revista Afrodite.

Advertisement