Issuu on Google+

Revista

ABCFARMA Dezembro • 2009 • Edição 220

Publicação Dirigida aos Médicos, Farmacêuticos, Odontólogos, Prescritores e Dispensadores de Medicamentos para atualização profissional

SEMPRE A MELHOR INFORMAÇÃO


Índice EDITORIAL O comovente discurso do presidente Pedro Zidoi ao receber o título de Membro Honorário da Academia Nacional de Farmácia

3

PÁGINAS AZUIS O ABC DO HÁLITO PURO O Dr. Salomão Carui, especialista em halitose, fala sobre as causas e o tratamento desse problema tão desagradável

6

COTIDIANO Os remédios do dia seguinte O Dr. Paulo Olzon dá dicas de como prevenir – ou aliviar – a ressaca do Réveillon

20

Especial Reuniões, depoimentos e uma grande festa – na qual o presidente Pedro Zidoi tomou posse como Membro Honorário da Academia Nacional de Farmácia e recebeu homenagens que marcou o jubileu de ouro da ABCFARMA

52/64

SEGMENTAÇÃO A era dos nichos A especialista em Inteligência Competitiva Flávia Ranna fala sobre a nova tendência do varejo: atender púiblicos específicos

26

LEIA TAMBÉM Prêmio (Destaque ASCOFERJ) ..............38 Encontros (Farmácias Associadas)........42 Posse (ANFARMAG) .............................46 Homenagem póstuma .........................48 Vida Acadêmica ................................... 50 Destaques .......................................... 51

INFECTOLOGIA A segunda onda da nova gripe A Dra. Nancy Bellei, pesquisadora do vírus influenza, anuncia: em 2010, a gripe suína pode voltar com tudo

14

Diretor Presidente Pedro Zidoi Diretor Financeiro Sétimo Gonnelli Diretor Secretário Wagner Ferreira Giffoni Diretora Administrativa Abigail J. C. Maglio Analista e Programador Eduardo Novelli Editoração Eletrônica e Produção Gráfica Vanusa Assis Sergio Bichara Dawis Roos

NOTA:

GESTÃO DE NEGÓCIOS O desafio da maçã Em mais uma de suas fabulosas fábulas, o consultor Américo José fala sobre o estímulo de superar obstáculos

34 Jornalista Responsável Celso Arnaldo Araujo Mtb 13.064 Repórter Francisco Colombo Mtb 18.640 Colaboradores Américo José da Silva Filho Nelson Grecov Dr. Osmar de Oliveira Dr. Roberto Macedo Distribuição e Publicidade ABCFARMA Gerente de Distribuição Mirna Lúcia de Oliveira

Especial (50 anos da ABCFARMA)....52/64 Cartas .................................................... 65 Parceiros ............................................. 69 Espaço assinantes ..........................70/71 Portal ABCFARMA ...............................72 Atualidades ........................................ 74 Farma Meeting 2010............................78 Portal ABCFARMA ...............................80 Econofarma 2010................................. 82 Impressão Gráfica Prol Periodicidade Mensal Tiragem 35 mil exemplares Rua Santa Isabel, 160, 5º andar, conjunto 51, Vila Buarque, São Paulo, SP, CEP 01221-010 Fone: (11) 3223-8677 Fax: (11) 3331-2088 www.abcfarma.org.br Serviço de Atendimento sa@abcfarma.org.br

Os anúncios de produtos ou de serviços publicados nesta revista são de total responsabilidade do anunciante. A ABCFARMA não se responsabiliza pelo preço determinado, nem pela qualidade dos produtos ou dos serviços anunciados.

4 | REVISTA ABCFARMA | DEZEMBRO/09


DIRETORIA: TRIÊNIO 2007 A 2010 PRESIDENTE PEDRO ZIDOI SDOIA DIRETORES VICE-PRESIDENTES 1º ADELMIR ARAÚJO SANTANA (BRASÍLIA, DF) 2º LÁZARO LUIZ GONZAGA (BELO HORIZONTE, MG) 3º PAULO SÉRGIO NAV ARRO DE SOUZA (JOÃO PESSOA, PB) 4º JOSÉ RAIMUNDO DOS SANTOS (ARACAJÚ, SE) 5º PEDRO DE ARAÚJO BRAZ (NITERÓI, RJ) 6º EDENIR ZANDONÁ JÚNIOR (CURITIBA, PR) 7º PAULO ROBERTO KOPSCHINA (PORTO ALEGRE, RS) 8º JOÃO ARTHUR RÊGO (SALVADOR, BA) 9º JOAQUIM TADEU PEREIRA (BELÉM, PA) 10º VOLLRAD LAEMMEL (BLUMENAU, SC) VALE DO ITAJAÍ 11º MODESTO CARVALHO DE ARAÚJO NETO (BELO HORIZONTE, MG) 12º EDIMAR PEREIRA LIMA (BOA VISTA, RR) 13º VAGNER ALONSO GUTIÉRREZ (SÃO PAULO, SP) 14º MAURÍCIO CAVALCANTE FILIZOLA (FORTALEZA, CE) 15º DIOCESMAR FELIPE DE FARIA (BRASÍLIA, DF) 16º NELCIR ANTÔNIO FERRO (CURITIBA, PR) CASCAVEL 17º WAGNER JACOME PATRIOTA (NATAL, RN) 18º ÁLVARO SILVEIRA JÚNIOR (BRASÍLIA, DF)

DIRETORES SECRETÁRIOS ARMÊNIO RODRIGUES ALVES, IN MEMORIAN 1º WAGNER FERREIRA GIFFONI (BRASÍLIA, DF) 2º LUÍS CARLOS CASPARY MARINS (RIO DE JANEIRO, RJ) 3º DAVID GUNTOWSKI (CURITIBA, PR) 4º JORGE FERNANDO DE AZEVEDO TRINDADE (CAMPOS DOS GOYTACAZES, RJ) CAMPOS 5º JOSÉ CLÁUDIO ALMEIDA (MACEIÓ, AL)

DIRETORES TESOUREIROS 1º SÉTIMO GONNELLI (SÃO PAULO, SP) 2º PHILADELPHO LOPES (SÃO PAULO, SP) 3º NERY WANDERLEY DE OLIVEIRA (PORTO ALEGRE, RS) 4º CLAUDISNEI MACHADO CONSTANTE (CRICIÚMA, SC) 5º CARLOS DE SOUZA ANDRADE (SALVADOR, BA) 6º JUAN CARLOS BECERRA LIGOS (SÃO PAULO, SP)

DIRETORES DO CONSELHO FISCAL 1º JAIME NUNES MOREIRA (PORTO ALEGRE, RS) PELOTAS (MORADIA) 2º NATANAEL AGUIAR COSTA (SÃO PAULO, SP) 3º EVERTON LUIZ ILHA MAHFUZ (PORTO ALEGRE, RS) 4º ROMILDO MARCOS LETZNER (JOINVILLE, SC) 5º JOÃO GILBERTO SERRATT (PORTO ALEGRE, RS) 6º JEFFERSON PROENÇA TESTA (LONDRINA, PR)

SUPLENTES 1º HENRIQUE ÂNGELO DENÍCOLI (VITÓRIA, ES) 2º SEBASTIÃO PAULINO BORGES (CAMPO GRANDE, MS) 3º RICARDO RAMÃO CRISTALDO (CUIABÁ, MT) 4º BENILTON GONÇALVES DINIZ (SÃO LUÍS, MA) 5º DOMINGOS TAVARES DE SOUZA (GURUPI, TO) 6º RAIMUNDO NONATO PAZ DE ARAÚJO (MANAUS, AM)

DIRETORES CONSELHEIROS ADEMAR FERREIRA PINTO (RS) ADEMIR TOMAZONI (ITAJAÍ, SC) ALEX CAVALCANTE GARCEZ (SE) ÁLVARO JOSÉ DA SILVEIRA (DF)

ÂNGELO TRENTO (PR) ANTÔNIO JOSÉ BELTRAME (SC) ANTÔNIO WALMIR NOLA (CRICIÚMA, SC) BEN-HUR JESUS DE OLIVEIRA (VALE DO RIO DOS SINOS, RS) BENONES VIEIRA DE ARAÚJO (MA) CADRI SALEH (GO) CARLOS GONÇALVES PEREIRA (GO) CELSO FLÁVIO DA SILVA (GO) DANILO CASER (GO) ÉDEN ARAÚJO BORGES (UBERABA, MG) EDIVALDO FRANCISCO DA CUNHA (SE) EDSON SILVEIRA (UBERABA, MG) ELIAS GOMES DE SOUZA (MARANHÃO DO SUL, MA) ERNANDO PEREIRA (ARAXÁ, MG) EVANDRO TOKARSKI (GOIÂNIA, GO) FELIPE ANTÔNIO TERREZO (RJ) FERNANDO JOSÉ LUCAS (UBERABA, MG) FRANCISCO BRÍGIDO DA COSTA (AC) FRANCISCO MARINHO DE MOURA FILHO (CE) FREDERICO ABRANCHES QUINTÃO, IN MEMORIAN GILSON GERALDO FIGUEIREDO TERRA (GOVERNADOR VALADARES, MG) GLADSTONE NOGUEIRA FROTA (RO) HELDER MAGALHÃES MARINHO (AP) IRENE PRIEVE DO NASCIMENTO (MT) JOÃO ANDRADE (PR) JOÃO FÉLIX DE MAJELA FILHO (CE) JOÃO GARCIA GALVÃO (GUARULHOS, SP) JOÃO LEVY NAVARRO JÚNIOR (ADAMANTINA, SP) JOÃO LUCIANO (FLORIANÓPOLIS, SC) JOÃO MARTINS DA SILVA (BA) JOAREZ DA SILVA MACEDO (OSASCO, SP) JOSÉ ALVES DO NASCIMENTO (PI) JOSÉ EUSTÁQUIO DE FREITAS (ES) JOSÉ RICARDO NOGARED CARDOSO (TUBARÃO, SC) JUAREZ BARROS DOS SANTOS (TO) JÚLIO CÉSAR PEDRONI (JUNDIAÍ, SP) JÚLIO CÉSAR RESENDE DE FREITAS (TRÊS RIOS, RJ) JURACI RIBEIRO DA SILVA (RO) KLEBER SAMPAIO SANTIAGO (PB) LUÍS GUSTAVO TRIERWEILER (RS) MANOEL VIGUINI (ES) MARCELO FERNANDES DE QUEIROZ (RN) MARCOS ANTÔNIO CARNEIRO LAMEIRA (AC) MARIA DE LOURDES PEREIRA (PA) MAURO LIMA RODRIGUES (ES) MAURO M. MARINHO (MG) NALMA LÚCIA RODRIGUES DA ROCHA (CARUARU, PE) NARA LUIZA DE OLIVEIRA (GOIÂNIA, GO) NOÉSIO EMÍDIO DA CUNHA (BA) OSVALDO PRAXEDES DA SILVA (SANTO ANDRÉ, SP) PAULO LUIZ ZIDOI (SP) PAULO ROBERTO RAMOS DA SILVA (RJ) ROBERTO DE SOUZA LEÃO (PE) ROGÉRIO TOKARSKI (DF) ROMUALDO CONSTANTINO MAGRO (SANTO ANDRÉ, SP) RUBENS FERNANDO SANCHES DE ANDRADE (FLORIANÓPOLIS, SC) SAMUEL BRASIL BUENO (ARARAQUARA, SP) SÉRGIO AMARAL CORRÊA (TUBARÃO, SC) SÉRGIO DE GIACOMETTI (HERVAL D’OESTE, SC)

SÉRGIO PEREIRA (DF) VIDELINA ELOY GERALDO (SP) WALTER LUIZ MACHADO (MG) WISMAR ROMES DE FREITAS (UBERABA, MG)

CONSELHEIROS NATOS | DIRETORES VITALÍCIOS ALFREDO ROBERTO BASTOS DE SOUZA (PE) ALGACIR PORTES (CASCAVEL, PR) ANDERSON CARLOS AMORIM (AC) ARMANDO ZONTA (SC) ARTHUR HENRIQUE DA FONSECA LISBOA (AL) CARLOS EDUARDO WRONSKI (RR) FRANCISCO MIGUEL DA SILVA (RN) FRIDOLINO DE MORAES RÊGO (BA) GILBERTO DAVID CUNHA DA SILVA (RS) GONÇALO AGUIAR FERREIRA (SP) HERMES MARTINS DA CUNHA (MT) HORST SCHOENFELDER (SC) HUMBERTO VALENÇA, IN MEMORIAN ISAAC ELIAS ISRAEL (PA) IVANILDO MARINHO GUEDES (AL) JAIR BORGES TAQUARY (GO) JANILSON AZEVEDO DANTAS (PE) JARBAS DE SOUZA CUNHA (AL) JOÃO AZEVEDO DANTAS (PB) JOSÉ ABELARDO TORRES VERAS (CE) JOSÉ APARECIDO JUNQUEIRA GUIMARÃES (DF) JOSÉ CLÁUDIO SOARES (PE) JOSÉ DE ASSIS LIMA (PB) JOSÉ MARIA DE FREITAS MOREIRA (AC) JÚLIO AUGUSTO DE MORAES RÊGO, IN MEMORIAN MAURO ANTÔNIO MURARA (SC) MILTON ANTÔNIO ARAÚJO DOS SANTOS (RS) NELSON FRAIDE NUNES (MS) NELSON FRANKLIN BRANSON CLEMENT, IN MEMORIAN PAULO SÉRGIO FERREIRA LOPES (MS) RONCALI COELHO SOARES (MG) RUY DE CAMPOS MARINS (RJ) WALDOMIR ARENO CARDOSO (CRICIÚMA, SC) WALTER PARES, IN MEMORIAN WANDERLEY MARGARIA (SP)

CONSELHEIROS ADJUNTOS ADEMILSON DE MENEZES CORDEIRO (“BREJO”), (JABOATÃO DOS GUARARAPES, PE) ANDERSON NAVES RESENDE (UBERLÂNDIA, MG) ANTÔNIO BARROS LEITE JÚNIOR (JUNDIAÍ, SP) ANTÔNIO THOMAZ MONDINI (RIO CLARO, SP) ARDSON LELLIS DA COSTA E SILVA (PR) BENJAMIN RODRIGUES (DF) CRISTYNE MIRIAN ALBUQUERQUE DALL’AGNOL (FOZ DO IGUAÇU, PR) ELZA DE GODOY FARIAS (SC) ERONIDES STORCH (PA) FERNANDO DE ABREU (SP) IVAN PEDRO MARTINS VERONEZI (FERNANDÓPOLIS, SP) JOSÉ AIRTON MELO AGUIAR (CE) JOSÉ PEDRO FERNANDES (ARARAS, SP) LUÍS CARLOS GARDINI (LINS, SP) LUIZ ANTÔNIO PAIVA (FRUTAL, MG) ROBERTO MASSATOSHI BABA (BIRIGÜI, SP) RONALDO DE OLIVEIRA CARVALHO (LINS, SP) RONALDO FERNANDES PEREIRA (UBERLÂNDIA, MG) VÍTOR FERNANDES (AMERICANA, SP) WILSON ROSSI (TUPÃ, SP) REVISTA ABCFARMA | DEZEMBRO/09 | 5


Editorial

A EMOÇÃO DE UMA VIDA

N

o dia 30 de outubro último, recebi comovente deferência da Academia Nacional de Farmácia, que me nomeou honrosamente como seu Membro Honorário. Na ocasião, dirigindo-me ao presidente da Academia, Dr. Caio Romero Cavalcanti, proferi as seguintes palavras: Cumprimentando o Professor Dr. Lauro Moretto, estendo os cumprimentos aos demais integrantes da diretoria da Academia Nacional de Farmácia. Cumprimento o Acadêmico Dr. Márcio Antonio da Fonseca e Silva e todos os acadêmicos que já receberam esta honrosa homenagem. Cumprimento os presidentes de sindicatos, de associações, de empresas em geral. Cumprimento minha esposa Maria Helena, estendo os cumprimentos aos filhos Pedro Maurício, Luís Roberto, às noras Dra. Lúcia e professora Márcia, aos netos e netas, e demais familiares, Abigail Maglio e todos que colaboraram para o sucesso deste encontro. A homenagem que recebo nesta noite faz com que minha alegria transborde. É uma das grandes honras que recebo nesta minha longa caminhada. Passam pela minha cabeça os primeiros momentos da minha vida profissional. Aos 14 anos iniciei meu aprendizado na Farmácia Central, estabelecida à Rua 15 de novembro, na cidade de Dois Córregos, Estado de São Paulo. O proprietário era o farmacêutico de nome Romão Grael, meu inesquecível professor. Na época, a cidade era pequena, com apenas três médicos e uma Santa Casa. Romão Grael completava o serviço de saúde do município, principalmente para os mais pobres e moradores na zona rural. Em pouco tempo passei a ser seu com-

panheiro nas viagens que fazia pelos sítios e fazendas atendendo doentes, e aí começou meu gosto em exercer a profissão. Aos 18 anos, deixei Dois Córregos e vim para São Paulo onde trabalhava durante o dia e estudava à noite. Fiz vários cursos técnicos, a maioria voltado para a farmácia. Aos 20 anos passei a ser gerente de farmácia. Aos 22 anos comprei minha primeira farmácia. Na cidade de Dois Córregos, eu tinha o apelido de “loirinho da farmácia”. Em São Paulo passei a ser chamado, de forma carinhosa, de “Pedrinho da farmácia”. Até hoje, para muitos, continuo sendo o Pedrinho da farmácia. Fui diretor do Sindicato da Indústria Farmacêutica e o saudoso presidente, farmacêutico Dr. Fausto Spina, referia-se à minha pessoa como “diabo loiro”, pelas ideias avançadas que eu apresentava. No ano de 1959, passei a frequentar o Sincofarma-SP, onde fui presidente por 29 anos. Sou o presidente da ABCFARMA desde o ano de 1973. A defesa da farmácia passou a fazer parte de minha vida. Mantenho como objetivo principal a melhoria da saúde e o respeito pelas pessoas. Defendo o setor comercial farmacêutico, porque ontem, hoje e sempre, os que necessitam encontram nas farmácias e drogarias o complemento para minorar seus males e restabelecer a saúde. Há algum tempo as faculdades de Farmácia eram raras e nós frequentávamos os cursos técnicos. Em futuro próximo, as farmácias terão à frente, em sua quase totalidade, farmacêuticos, farmacêuticas e empreendedores. À frente de minha farmácia, dedicome a praticar meus conhecimentos com compreensão, dando consolo aos que sofrem, para o que às vezes bastam palavras. Tenho a satisfação de ter leis em vigor pelas quais batalhei, nas esferas municipal, estadual e no âmbito federal. Soube escolher amigos. Fui e sou agradecido aos que estiveram e estão no Po-

der Legislativo e na imprensa, que tiveram a sensibilidade de ouvir e acreditar em minhas ideias e ideais e me ajudaram a torná-los realidade. A todos os que aprovaram esta homenagem, meus agradecimentos extensivos às pessoas empenhadas na realização desta sessão solene. Ressalto a figura do Professor Lauro Domingos Moretto, meu padrinho nesta homenagem, Maria Helena, minha esposa e companheira, Abigail e outros que colaboraram. Agradeço à minha família que, por força de meus compromissos, sente a minha ausência e me aceita como sou, sabendo que estou trabalhando para a causa da farmácia e da saúde. O meu muito obrigado pela amizade e o apoio que recebo de diretores e funcionários das entidades que presidi e presido. E aos dirigentes das entidades coirmãs que unem forças conosco na busca de melhores dias para a farmácia. Ninguém vence sozinho e ciente disso divido com todos vocês esta homenagem. Agradeço a fidelidade e a confiança que depositam no meu trabalho, pois isso me dá ânimo para continuar trabalhando por uma política de saúde mais justa e ética que resulte num tipo de vida melhor para os brasileiros e que traga também sobrevivência para as empresas do segmento. Guardarei este honroso título como um troféu que orgulhosamente recebo com muito carinho e respeito. Senhor presidente da Academia Nacional de Farmácia, Dr. Caio Romero Cavalcanti, e demais diretores da Academia, o meu respeito, e tenham certeza de que honrarei o título que recebo, afirmando que trabalharei até o último momento que minhas forças permitirem na defesa do sistema de farmácia de que o povo do nosso país necessita. Muito obrigado.

A todos, um feliz Natal, repleto de paz, saúde e harmonia REVISTA ABCFARMA | DEZEMBRO/09 | 3


Páginas Azuis TEXTO: CELSO ARNALDO ARAÚJO FOTOS: DIVULGAÇÃO

DR. SALOMÃO CARUI

EM BUSCA DO HÁLITO PURO

Dr. Salomão Carui, um dos primeiros especialistas do Brasil no tratamento da halitose

A halitose – nome científico do mau hálito – parece ser um problema folclórico e pouco importante, e mais do campo da estética pessoal do que da saúde, podendo ser resolvido com pastilhas refrescantes. Puro engano. A halitose pode não apenas destruir um relacionamento pessoal como afetar relações de trabalho. E, em boa parte dos casos, quem sofre não percebe. Como o nariz se acostuma com o cheiro, quem tem não sente – e quem sente, como namorados ou colegas de trabalho, se sente constrangido em abordar o assunto. Mas

E um dos pioneiros desse novo campo é

a franqueza, ensinam os especialistas, é

o otorrinolaringologista Salomão Carui,

sempre bem-vinda. Pois o mau hálito pode

membro da Associação Brasileira de

não ser um incômodo passageiro – mas

Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-

o sintoma de quase cem doenças, muitas

Facial e da International Society for

delas graves, que estão afetando sistemas

Breath Odor Research (ISBOR), que atende

ou órgãos internos. Na maior parte dos

pacientes com halitose no Hospital Paulista

casos, a melhora da halitose só é obtida com o diagnóstico e o tratamento da

Nesta entrevista à Revista ABCFARMA,

causa do problema. Por isso, o tratamento

ele falou de perto sobre todos os

da halitose está se tornando uma

aspectos envolvidos na origem e no

especialidade m��dica.

tratamento do mau hálito.

6 | REVISTA ABCFARMA | DEZEMBRO/09


Páginas Azuis

Pode-se dizer que já existem especialistas em halitose? Meu histórico é um bom exemplo desse interesse. Enquanto terminava minha residência médica, eu buscava um tema para desenvolver minha tese de doutorado. Dentro de minha área específica, a otorrinolaringologia, não encontrei nenhum tema que me atraísse para o desafio – porque quase tudo já tinha sido abordado. Nos serviços onde eu trabalhava, no Hospital São Paulo e no

Alterações na anatomia da língua podem ser uma das causas da halitose

Hospital Paulista, muitos pacientes que procuravam o otorrino vinham com queixas de mau hálito. Quase todos já tinham passado pelo gastroenterologista ou pelo dentista, e o problema persistia. Na minha especialidade, a investigação da halitose também era limitada a eventuais produzir odor desagradável. O paciente com halitose

Pode-se dizer que o mau hálito é sempre um sintoma de que algo não vai bem no organismo?

crônica perambulava por vários profissionais, sem êxito.

Sem dúvida, é sempre um sintoma – mesmo quando

Muitos vinham com a esposa, ou com o marido, também

se trata de um fenômeno normal. Todos nós temos

interessados na solução. Isso me intrigou. Decidi estudar

mau hálito de manhã. Eu, você e o galã da novela das

a halitose mais a fundo. Minha tese de doutorado foi jus-

8 acordamos com mau hálito fisiológico, por conta

tamente a investigação de todas as causas possíveis do

do jejum prolongado. Isso de acordar e dar um beijo

mau hálito – e as respectivas soluções.

na boca da namorada é coisa de cinema. Ninguém se

patologias da faringe ou nasais e sinusais que poderiam

sente em condições de fazer isso. Mas assim que o je-

Quantas causas você já levantou?

jum é quebrado, esse odor já desaparece. Em seguida,

Até agora, 97. Mas chegaremos a 100 brevemente.

faz-se a higiene oral devida. Se ainda assim a halitose persistir, é hora de investigar. Mas como esse é um

Até que distância um caso grave de mau hálito pode ser percebido?

tema delicado, as pessoas tendem a contemporizar. É

A halitose é percebida até a 30 centímetros de distân-

trabalho me disse que tenho mau hálito”. O marido,

cia. Na verdade, todos os seres humanos temos fenô-

embora já tenha notado a mesma coisa, nega. E isso é

menos biológicos natos – entre eles, o da chamada

ruim, porque mascara o problema.

comum a mulher contar ao marido: “Uma colega de

fadiga olfatória. Você passa um perfume de manhã e à tarde, embora a fragrância ainda esteja ativa, você está cheirando a peixe. O mesmo ocorre com o hálito.

SITUAÇÕES QUE AGRAVAM O MAU HÁLITO

A pessoa raramente percebe que está com um mau há-

• Beber pouco líquido

lito, mesmo que faça aquele teste clássico de juntar as

• Fumar

mãos em concha, expirar e então cheirar – nem assim

• Ter intestino preso

ele perceberá, por causa justamente da fadiga olfató-

• Respirar pela boca

ria. O único teste confiável de autopercepção do hálito

• Ser portador de diabetes

é passar saliva no punho, esperar 40 segundos e chei-

• Ter boca seca

rar – dependendo da causa da halitose, algumas prote-

• Usar prótese dentária

ínas produzirão um odor característico. Às vezes nem

• Dentes sangrantes na passagem da escova ou fio dental

mesmo a esposa sente o problema do marido, porque

• Beber com frequência (mais de duas vezes por semana)

não mais o percebe. O peixeiro não tem noção de que

seu grau de halitose é similar ao do companheiro. 8 | REVISTA ABCFARMA | DEZEMBRO/09


Páginas Azuis

Então é preciso usar franqueza para avisar a pessoa? A orientação deve ser feita em particular, nunca em público, nunca em tom de brincadeira. Seja franco e objetivo, porque a halitose pode atrapalhar não só a vida pessoal como profissional. Se o recrutador de pessoal de uma grande empresa percebe o problema certamente o candidato perderá pontos. O hálito é também um elemento de apresentação do indivíduo. Pessoas com hálito agradável são convidativos ao convívio. No âmbito social, o prejuízo pessoal da halitose pode ser imenso. Quem não teve uma namorada ou um namorado com mau hálito e acabou o relacionamento por causa disso? Uma situação crônica de halitose pode levar à introspecção

halitose que não é real. A percepção pessoal, negativa ou po-

e até à depressão. A pessoa evita falar ou só fala com a mão

sitiva, raramente é a expressão da verdade. Hoje há tecnolo-

na boca. Por isso, se você convive com uma pessoa com mau

gia capaz de mensurar a halitose – é o halímeter, que mede os

hálito, faça um bem a ela, revelando-lhe seu problema.

compostos sulforosos voláteis, que dão o mau cheiro. Através de algumas manobras, como a expiração bucal e nasal, o ha-

Mas deve haver muitas pessoas que sabem ter mau hálito e que não conseguiram resolver seu problema.

límeter pode quantificar e identificar a origem da halitose.

Provavelmente porque buscaram fórmulas milagrosas ou

daqui depois de eu fazer a hipótese diagnóstica. Posso até,

ineficientes. Anunciam-se na internet “pastilhas contra o

excluídas as hipóteses mais comuns, colher secreção amig-

mau hálito” – mas são apenas disfarces, bem como os en-

daliana, fazer testes salivares e pedir exames de sangue. Tive

xaguatórios. Os chamados mascaradores – como café, por

uma criança, há pouco, que apresentava um hálito tão forte

exemplo – podem até piorar o problema, pela somatória de

que a mãe escovava seus dentes até 10 vezes por dia. Suspei-

odores. A regra básica é atacar a causa. E isso só se consegue

tei de uma adenoidite (inflamação das glândulas adenoides),

depois de um diagnóstico preciso. Há, por exemplo, seis pa-

coletei secreção e o exame comprovou a origem do problema.

tologias renais que podem causar halitose.

O tratamento, no caso, foi com antibióticos.

Qual é o passo-a-passo de uma investigação de halitose?

Que hábitos do dia a dia podem piorar uma halitose?

Primeira pergunta ao paciente: foi você quem sentiu o odor

Beber pouco líquido, má higienização bucal, ficar em jejum,

desagradável ou foi avisado por uma outra pessoa? Porque

ingerir alimentos com odor característico, vida sedentária.

também existem aqueles que acham que estão sentindo uma

A questão da higiene, evidentemente, é fundamental, mas

Uma consulta pode levar até quatro horas. O paciente só sai

problemas odontológicos, ao contrário do que defendem muitos profissionais, estão longe de ser as únicas causas do problema. E não devem, evidentemente, levar à neurose. Tive um paciente que, por causa de uma halitose, e mal orientado, chegava a escovar os dentes 18 vezes por dia, o que causou grande desgaste gengival. Na verdade, ele tinha um diabetes descompensado – e sem diagnóstico. Foi encaminhado, evidentemente, para um endocrinologista.

Mas as causas mais frequentes de halitose estão mesmo na boca, não? Eu diria que são as causas orofaríngeas – envolvendo boca e faringe. A amigdalite caseosa, por exemplo, é causada pelo acúmulo de restos de alimentos pútridos em pequenos orifícios das amígdalas chamadas criptas. Eu destacaria também san10 | REVISTA ABCFARMA | DEZEMBRO/09


Páginas Azuis

um hálito que chamamos de estabílico, ou seja, de estábulo.

DEZENAS DE CAUSAS, UM ODOR DESAGRADÁVEL

Já o hálito de um diabético descompensado, como o daque-

Segundo o Dr. Salomão Carui, já são quase 100 – mais pre-

le senhor que acabei de mencionar, é o de maçã passada.

cisamente, 97 – as causas comprovadas de produção de hali-

Próteses mal conservadas também podem ser origem de

tose. Muitas delas são síndromes raras, que até médicos des-

halitose. Outro dia, atendi uma senhora de seus 50 anos,

conhecem. Mas pelo menos 20 são bastante frequentes como

com uma saúde muito boa, mas um hálito muito intenso.

fonte de mau hálito. Algumas delas:

Chegamos às próteses. Perguntei a ela como higienizava as

• Próteses odontológicas porosas

próteses totais que usava, em cima e embaixo. “Lavo só com

• Alterações morfológicas da língua

água'”. Nunca tinha higienizado as peças com uma solução

• Doença periodontal

antisséptica. As próteses tinham até fungos. A higiene é um

• Estomatite

fator facilmente solucionável. Pena que não é a única causa.

• Faringite

gramentos gengivais e refluxos do esôfago, que produzem

• Hipoglicemia

A menos que se trate de consequência de um câncer de faringe, por exemplo, você diria que todos os casos de mau hálito têm solução?

• Alterações hepáticas

Você disse bem. Têm solução, nem sempre cura. Um dia-

• Alterações pulmonares

betes, por exemplo, tem de ser tratado a vida toda. Um

• Corpos estranhos em região nasal

indivíduo que tem refluxo gástrico violento pode ter seu

• Febre reumática

hálito bastante melhorado associando medicamentos do

• Diabetes

tipo omeprazol com um remédio para a boca seca – o que

• Desvio de septo nasal

lhe dará a sensação de saliva fresca. São medicamentos

• Tabagismo

• Alterações renais • Alterações gástricas

coadjuvantes, não curativos. coragem de lhe falar do problema francamente, sem rodeios

Duas categorias que devem ser alvo preferencial da halitose: fumantes e alcoólatras...

e sem gozações. Quando o sobrinho tocou no assunto, ele

Sem dúvida. Para você ter uma ideia do odor do corpo

com ele na loja. Em sua mesa, deixavam sempre pastilhas e

humano, um dos tópicos na minha tese de doutorado foi

chicletes. Depois da solução do problema, a esposa me man-

colocar um dente de alho dentro do sapato de um indiví-

dou uma carta muito bonita, onde disse que sempre achou

duo, sobre a meia, sem contato direto com a pele. Depois

que o odor era consequência do grande estresse do trabalho

de 30 minutos o halímeter já consegue captar traços de

do marido e que aquilo não o afetava – mas afetava a ela, di-

alho no hálito desse paciente. Imagine agora o hálito de

retamente. Em nome de um casamento de mais de 30 anos,

um fumante. Depois imagine um fumante que também

ela nunca reclamou. Agora, estava agradecida. 

começou a entender as brincadeiras que há tempos faziam

tem uma amigdalite caseosa e uma disfunção renal. O alcoólatra, da mesma forma. O álcool ataca imediatamente o fígado e passa para o hálito e até para o suor.

E você deve colecionar histórias de gente que, depois do tratamento, recuperou sua autoestima. Muitas. Uma das que mais me tocou foi a de um senhor de idade, muito distinto, gerente de uma importante loja de eletrodomésticos. Na consulta, ele contou, muito constrangido, ter ouvido de um sobrinho, recém-chegado do interior, que tinha um hálito muito desagradável. Queria saber se será verdade. Era. E por causa de um problema renal que persistia há anos. Mas nenhum de seus funcionários teve a 12 | REVISTA ABCFARMA | DEZEMBRO/09

Higiene bucal é fundamental, mas, dependendo da causa da halitose, não resolve o problema. E não deve levar à neurose


Infectologia TEXTO: CELSO ARNALDO ARAÚJO

GRIPE SUÍNA

A SEGUNDA ONDA Há três meses, à medida que as notícias de novos casos da chamada gripe suína desapareciam da mídia, a diretora da Organização Mundial da Saúde (OMS), Margaret Chan, alertou para a segunda onda da gripe suína – que, no caso do Brasil, coincide com a véspera do inverno, ou seja, abril/maio. “Devemos nos preparar para qualquer surpresa que nos reserve este novo vírus caprichoso”, disse ela, sobre o H1N1. Felizmente, a segunda onda coincidirá, na maioria dos países, com a oferta de vacinas específicas contra esse vírus – e nesse particular o Brasil terá uma posição privilegiada, já que detém knowhow na produção de imunoterápicos e acabou de comprar mais 40 milhões de doses. Mas, como alerta a infectologista Nancy Bellei, uma das especialistas brasileiras que mais se dedicaram ao estudo da nova gripe, não podemos cometer os mesmos erros da primeira onda, quando morreram mais de mil brasileiros, a maioria na região sul do país 14 | REVISTA ABCFARMA | DEZEMBRO/09

Q

uando começou a pandemia de gripe suína, em abril deste ano, a Dra. Nancy Bellei aumentou sua carga de trabalho para 14 horas por dia – não só atendendo aos casos suspeitos internados no hospital da Universidade Federal de São Paulo, onde é professora associada, como pesquisando as características do novo vírus. Pós-Doutorada no vírus Influenza, o causador da gripe, ela lamenta o alto número de mortes pelo H1N1 no Brasil – muitas delas, sobretudo em grávidas e pacientes saudáveis, poderiam ter sido evitadas, com a identificação mais precoce dos sintomas dos casos que evoluíram mal e com uma oferta mais abundante dos antivirais. A gripe H1N1 mostrou ser uma doença potencialmente grave para uma pequena proporção de indivíduos e que pode ter um caráter letal se não for tratada a tempo. O mundo todo, e o Brasil particularmente, por causa de falhas crônicas no sistema público de saúde, pagou um preço alto pelo noviciado. Ela contesta que tenha havido pânico. “Pânico é quando o indivíduo dá o primeiro espirro e corre para o pronto-socorro. Mas o que vimos no serviço público foram pessoas chegando entre 48 e 72 horas depois de os sintomas aparecerem, quando pode ser tarde demais. E algumas vinham após terem passado por outros ser-


viços. Eu mesma atendi pacientes com sintomas intensos que passaram por outros médicos, mas não tiveram indicação do remédio”.

IMUNIDADE Era um novo vírus, com um novo comportamento, que pegou toda a população desprevenida, sem imunidades contra o micróbio – isso produziu uma mortalidade muito superior ao da gripe comum (que está em torno de 0,4% dos casos). Em alguns centros, sobretudo no Paraná, a taxa de mortalidade chegou a 12% das pessoas internadas – o que é altíssimo. A segunda onda, embora inevitável, tem desde já esta atenuante: segundo a Dra. Nancy, boa parte da população, mesmo os que não se contaminaram, já teve contato com o vírus e portanto pode ter criado imunidade contra ele, num novo ataque. De qualquer forma, o repique do vírus ocorrerá no Brasil, segundo a médica, entre abril e junho de 2010, dependendo das condições climáticas – o frio, como se sabe, é um fator aglutinador de pessoas em ambientes fechados, o que favorece o contágio. A exemplo da primeira onda, a imensa maioria dos casos, pelo menos 90%, terão sintomas leves. E a Dra. Nancy acredita que, com a experiência dos erros acumulados este ano, os médicos terão muito mais condições de identificar os casos que realmente precisam de intervenção. A própria população terá mais informações para distinguir melhor os sintomas preocupantes. O ponto número 1 do controle da segunda crise é evitar as complicações tardias da doença. Mas, adverte ela, tudo dependerá da adequada distribuição de antivirais. “A expe-

A Dra. Nancy Bellei participa de reunião com especialistas da Sociedade Brasileira de Infectologia e da Associação Médica Brasileira, que formularam uma cartilha de orientação sobre o H1N1 riência dos médicos e a oferta de medicamentos vai modular a intensidade da segunda onda”.

A HORA DO ANTIVIRAL Mas se do lado do hospedeiro – o homem – certamente haverá avanços, ainda existe um grande enigma: como será o H1N1 no segundo ataque? O vírus é altamente mutante e também pode ter incorporado novas estratégias de ataque. “O vírus é um gourmet”, resume a Dra. Nancy. “Ele escolhe o modo como vai replicar”. Por isso, há previsões pessimistas para o hemisfério norte em relação à segunda onda – que já começou naquela região, com o prenúncio do inverno. Nos Estados Unidos, onde a nova pandemia já fez milhares de vítimas, avalia-se que o H1N1 pode produzir 100 mil vítimas fatais ao longo do ano que vem, na hipótese de o vírus ficar mais agressivo. “O fenômeno é assim: quanto mais pessoas o vírus contamina, maior é a chance de que uma parte deles sofra uma mutação que o torne mais letal - da mesma forma como pode haver outra parte que se torne menos mortífero. A tendência do vírus é aumentar e ‘fugir’ do sistema imunológico, se tornando mais resistente.” De qualquer forma, adverte a Dra. Nancy, é preciso desde já desfazer um mito: a de que se deve evitar o quanto possível O ator George Clooney comparece ao programa do apresentador Jay Leno, na TV americana, com uma máscara cirúrgica, por estar com sintomas da nova gripe

16 | REVISTA ABCFARMA | DEZEMBRO/09


o uso de antivirais (no Brasil, o res de doenças que afetam o sisTamiflu) para não se criar resistema imunológico. A Dra. Nancy tência. “É uma das questões mais diz que um programa eficiente de equivocadas nessa história. A revacinação precisa seguir critérios sistência tem duas formas. Uma regionais. “Temos de contemplar delas independe do uso de antias regiões mais atingidas pela dovirais. O vírus Influenza muda ença e as populações mais atingie de uma hora para outra pode das.” Pelos resultados da primeira se tornar resistente em países onda, sabe-se que os idosos, que Os centros mundiais de produção de imunoteonde ninguém usou o remédio. normalmente formam o principal rápicos, como o Instituto Butantan, trabalham a O segundo mecanismo é a selegrupo de risco das gripes por vítodo vapor para obter a vacina antes do inverno ção. Quando você toma a droga, rus influenza, foram praticamente imunizar toda a população e por isso o mata os vírus sensíveis, mas, se tiver poupados do H1N1. E a explicação mais Ministério da Saúde terá de escolher um resistente e isso é uma loteria, ele plausível é a de que pessoas nascidas angrupos de risco e maximizar o efeito da pode se multiplicar e ser transmitido. tes de 1957 já tiveram contato com vírus vacina. Para o infectologista David Uip, O fato é que o vírus resistente, que já da mesma família – e, portanto, criaram diretor do Instituto Emílio Ribas, o goapareceu em vários países, pode chegar imunidade. O mesmo raciocínio serve verno terá de seguir a seguinte ordem aqui do mesmo jeito. Por isso, não usar para explicar porque a nova gripe matou na imunização: profissionais de saúde, antivirais para controlar a resistência é tantos jovens saudáveis este ano – eram pessoas que trabalham com crianças um engano. Há relato em todo o mundo pessoas que nunca tiveram o menor (como professores), grávidas, portadode menos de 50 casos de resistência ao contato com essa cepa viral.  antiviral. Devemos, sim, utilizar com critério e monitorar a resistência”. Com COMO SE PROTEGER DA SEGUNDA ONDA a experiência acumulada na primeira Onde HÁ casos detectados de gripe pelo vírus Influenza A/H1N1 onda, sabe-se que o medicamento é inO paciente com uma suspeita de infecção pelo vírus Influenza A(H1N1) dispensável nos grupos de risco (como deverá utilizar máscara desde o momento em que for identificada a suspeigrávidas e pessoas imunodeprimidas) ta até a chegada ao local de isolamento hospitalar ou domiciliar. e pacientes que apresentam falta de ar, febre e tosse. “E sabemos que a resOnde NÃO HÁ casos detectados de gripe pelo vírus Influenza A/H1N1 posta nas primeiras horas ao antiviral Não há evidências que comprovem proteção para o uso de máscaras cirúré muito boa”. Há uma relação custogicas para a população em ambiente aberto. benefício importante no tratamento de pessoas com sintomas porque, dessa São considerados casos suspeitos maneira, evita-se que os casos evoluam Pessoas que apresentarem febre alta de maneira repentina (> 38ºC) e tosse para as formas graves da doença. podendo estar acompanhadas de um ou mais dos seguintes sintomas: dor VACINA: UMA ARMA de cabeça, dor muscular, dor nas articulações ou dificuldade respiratória.

INDISPENSÁVEL A segunda onda chegará quase simultaneamente à oferta de vacinas contra o H1N1. O Brasil, festeja a Dra. Nancy, é produtor de vacinas – e isso nos dá uma segurança adicional de boa cobertura. Em janeiro, chegam ao Brasil as 40 milhões de doses compradas do Canadá. Mas, ainda assim, não será possível 18 | REVISTA ABCFARMA | DEZEMBRO/09

O que devo fazer para a prevenção da Influenza A/H1N1? Para proteger as pessoas próximas, cubra sempre o nariz e a boca quando espirrar ou tossir. Lave as mãos frequentemente com água e sabão porque você pode ter tocado uma superfície que contenha saliva de uma pessoa infectada e, ao levar as mãos à boca ou olhos, pode se infectar. Sempre que possível evite aglomerações ou locais pouco arejados. Mantenha uma boa alimentação e hábitos saudáveis.


Cotidiano TEXTO: CELSO ARNALDO ARAÚJO

NATAL / RÉVEILLON

RESSACA DEPOIS DA FESTA

Dr. Paulo Olzon Monteiro da Silva

Dor de cabeça, confusão mental, estômago embrulhado e aquele gosto horrível na boca seca são alguns dos sintomas mais comuns do “day after” das festas de fim de ano. Mas como os excessos – incluindo o de comidas gordurosas e doces - são mais ou menos inevitáveis durante essas comemorações, vale a pena consultar um médico para saber como enfrentar essas turbulências festivas. Antes e depois. Nesta entrevista, o Dr. Paulo Olzon Monteiro da Silva, Chefe da Disciplina de Clínica Médica da Unifesp, Universidade Federal de São Paulo, dá dicas para tentar prevenir e – se não der para controlar – reduzir os efeitos da ressaca

P

rimeiro, é preciso deixar bem claro que álcool vicia e o alcoolismo é reconhecido pela Organização Mundial de Saúde como doença grave. Consumo prolongado e frequente de grandes doses de álcool pode levar à perda de memória, atrofia muscular e cirrose hepática. E nunca é demais lembrar que 60% dos acidentes de carro são provocados por motoristas embriagados. O álcool é proibido para menores de 18 anos pelos riscos à saúde e por afetar o desenvolvimento muscular e neurológico. Mas também é preciso reconhecer que pessoas que bebem apenas social e ocasionalmente podem exagerar 20 | REVISTA ABCFARMA | DEZEMBRO/09

na dose e ficar “de pileque”. E isso é muito mais comum em ocasiões festivas – como Carnaval e Réveillon. Como explica o professor Paulo Olzon, o principal ingrediente de uma ressaca é a desidratação do organismo. Toda bebida alcoólica tem efeito diurético, ou seja, produz mais urina do que o líquido ingerido. “Em geral, o álcool faz a pessoa urinar mais do que o volume bebido”, resume ele. Uma pessoa que tome dois litros de cerveja, por exemplo, chega eliminar até dois litros e meio de água. Outro problema que a bebedeira provoca está relacionado a outras substâncias presentes nas bebidas alcoólicas, os chamados aldeídos, que provocam a típica dor


de cabeça da ressaca. Como cada bebida tem seu tipo de aldeído, misturar bebidas pode agravar a ressaca no dia seguinte. Segundo o Dr. Paulo, em tese os destilados, como pinga e vodca, de alto teor alcoólico, produzem efeitos etílicos mais fortes e mais nocivos – mas a cerveja, pelo grande volume normalmente ingerido por pessoas em festas e passagem de ano, pode causar uma ressaca tão ou mais violenta.

VOU BEBER. E DAÍ? Como é difícil convencer alguém a parar de beber, ou a beber menos no meio da alegria universal, convém passar ao bebedor contumaz uma pequena cartilha antirressaca.

1.

O primeiro conselho do Dr. Paulo Olzon é beber muita água junto com a bebida alcoólica. “Parece estranho recomendar a quem bebe chope que tome água junto, mas essa é a única medida que pode amenizar os efeitos do álcool. Além disso, intercalar qualquer bebida com água, além de evitar a desidratação, faz a pessoa beber menos álcool”. Aliás, a própria raiz da palavra – que tem a ver com seca – já sugere a relação da ressaca com falta de água no organismo.

2.

O outro efeito ruim do álcool é a produção extra de insulina – a consequência pode ser a instalação de um quadro

grave de hipoglicemia, pois a insulina vai esgotar o estoque de glicose do organismo, podendo produzir até perda de consciência, o chamado coma hipoglicêmico. Antídoto para isso? “Comer alguma coisa junto com a bebida”, resume o médico. Com estômago vazio, a queima de glicose é mais rápida. Claro que, se o alimento não for suficiente para equilibrar o nível de glicose, então o remédio é levar o folião para o pronto-socorro, onde receberá glicose na veia. Mas a função desse “açúcar” que se dá nos hospitais é “despertar” a pessoa, não cortar os efeitos da bebida.

3.

Um terceiro efeito do estômago vazio durante a bebedeira: aumento da produção de suco gástrico. Sem nada para digerir, o suco gástrico começa a atacar o próprio estômago. Daí a queimação na barriga, que pode subir até a garganta. Mas atenção: comer não significa se empanturrar de doces, como sugere um velho mito antibebedeira. Comer três barras de chocolate depois de encher a cara mais engorda do que ajuda a curar a bebedeira. Além disso, essa dose concentrada de açúcar pode provocar efeito contrário: diminui o açúcar no sangue porque o corpo volta a produzir mais insulina.

ESTOU DE RESSACA. E AGORA?

Dor de cabeça, tonturas, queimação no estômago – como amenizar os sintomas do “day after”?

22 | REVISTA ABCFARMA | DEZEMBRO/09

Se nada disso funcionou e o festeiro chegou em casa trançando as pernas, uma única providência, antes de se jogar na cama: beber água. No dia seguinte, ao acordar, independentemente da qualidade do sono, o Dr. Paulo Olzon


recomenda beber mais líquidos, para hidratar o organismo que continua em seca, e comer algum alimento do tipo arroz bem cozido ou purê de batata. Um protetor da mucosa gástrica – como a classe dos prazóis – também pode ser benéfico, para reduzir a queimação gástrica e a azia. Mas há quem se dê muito bem, diante de um estado típico de ressaca, com o chamado remédio do dia seguinte: uma fórmula que mistura ácido acetilsalicílico (para a dor de cabeça), hidróxido de alumínio (um antiácido), mepiramina (antihistamínico para reduzir enjoos e vômitos) e cafeína (estimulante do sistema nervoso central, que reduz o estado de torpor).

COMI DEMAIS. O QUE FAÇO? A bebida não é o único vilão do dia seguinte das festas. O abuso à mesa também cobra tributos, sobretudo na forma de infecção intestinal. O Dr. Paulo Olzon lembra que, nesta época de festas de fim de ano, com forte calor, alimentos que se deterioram facilmente, como maionese, creme de leite e molhos em geral, sofrem uma ação ainda mais rápida e deletéria das bactérias. As reações do organismo, ante esses alimentos contaminados, são sintomas típicos do excesso de comida: vômitos e desarranjo intestinal. Mas o Dr. Paulo Olzon diz que não se deve reprimir essas reações – são a defesa natural do organismo contra a infecção alimentar. Tanto o vômito quanto a diarreia funcionam por isso como uma

forma de alívio de sintomas e eliminação de toxinas. A OMS recomenda, aliás, não tomar nenhum medicamento para conter essas reações. Remédios naturais, segundo o Dr. Olzon: muito

líquido (de novo) e uma dieta sem resíduo. O que vem a ser isso? Alimentos que não produzem fibras, como arroz bem cozido, purê de batata, bolacha de água e sal, frango desfiado. Ao contrário do que se convencionou achar, saladas e frutas com bagaço devem ser evitadas justamente por formar resíduos que podem irritar ainda mais o intestino. Mas o Dr. Olzon alerta: se vômito e diarreia persistirem por mais de 24 horas, convém procurar um serviço médico, porque talvez seja preciso hidratar o paciente com soro. E se esses sintomas vierem acompanhados de febre, então provavelmente será preciso ministrar antibióticos. Com esses conselhos úteis, só resta desejar a todos: boas festas, com um dia seguinte melhor ainda. 

O espírito natalino congrega a família em torno da mesa farta – mas excessos devem ser evitados, para não estragar a festa REVISTA ABCFARMA | DEZEMBRO/09 | 23


Segmentação TEXTO: CELSO ARNALDO ARAÚJO FOTOS: DIVULGAÇÃO

NICHOS DE FARMÁCIA PEQUENAS IDEIAS, NOVOS NEGÓCIOS Num mercado cada vez mais acirrado, os empreendedores do mercado farmacêutico precisam encontrar novos modelos de negócio para aumentar sua competividade. Segundo especialistas atualizados do segmento, como

Flávia Ranna, Gerente de Inteligência Competitiva do NICS, Núcleo de Inteligência Competitiva Setorial da Fundação BIORIO, o trabalho junto a nichos – pequenas fatias de mercado com foco em públicos especializados – aumenta as chances do negócio. As vendas por nicho (crianças, idosos, pacientes diabéticos e hipertensos, etc), apesar de seu aparente menor volume de negócios, geram identidade e personalidade para a farmácia, criando vínculo junto à comunidade. É o que Flávia explica, nesta entrevista esclarecedora 26 | REVISTA ABCFARMA | DEZEMBRO/09

Ao oferecer nichos de produtos a seus consumidores, a farmácia está em busca de uma pequena fatia de mercado. E isso significa oferecer mais do que produtos - mas bem-estar de forma geral.

À medida que avançam as farmácias de rede, de que forma as farmácias de pequeno porte, muitas vezes de administração familiar, podem se diferenciar junto à sua comunidade? A cada dia que passa, a sociedade se comporta de forma mais fria e distante, motivada por um ambiente hostil e de competição. Antes de pensar no consumidor, é importante que as empresas considerem o ser humano – carente de atenção e receptividade. As grande empresas/redes, devido à necessidade de se organizar, precisam criar uma série de processos organizacionais – o que muitas vezes burocratiza sua estrutura, dificulta a comunicação interna e, por fim, reduz a agilidade na tomada de decisão. Assim, têm dificuldades de promover mudanças e, principalmente, prestar um atendimento diferenciado ao paciente. A pequena empresa/ rede não deve se preocupar tanto com a concorrência no


bairro ao lado. Não é porque o mercado de farmácias chega a quase 60.000 estabelecimentos, que todos concorrem entre si. A pequena empresa, por possuir uma estrutura mais enxuta, possui o diferencial de poder agir rápido. É importante que seu diferencial se estenda àqueles que vivem em sua localidade. Estes a empresa deve conhecer de perto, criar um relacionamento, construir confiança e, claro, prestar bom atendimento. O consumidor precisa sentir que você quer ser receptivo a ele e se estabelecer como referência em saúde, não apenas um ponto comercial como outro qualquer. Saúde envolve cuidado, zelo, prevenção, pós-atendimento. O paciente se recuperou da patologia? O tratamento foi eficaz? Ele busca sua empresa quando tem dúvidas sobre cuidados de saúde? O que o dono do negócio pensa sobre a própria empresa? Seria sua primeira escolha? Por que sim e por que não? Esta é a primeira pergunta a fazer ao começar o dia. Coloque-se na posição de quem você deseja trazer para perto de você. Onde entra aí a ideia de criar ou reforçar um ou mais nichos na farmácia? O conceito de especialização cabe bem numa farmácia pequena e independente? Quando uma farmácia oferece um nicho, está em busca de uma pequena fatia do mercado consumidor. Se sua empresa se especializa em hipertensão – uma doença que vem crescendo devido ao ritmo e hábitos de vida da sociedade atual - significa dizer que sua empresa vai oferecer mais do que medicamentos. Significa que vai oferecer saúde. Saúde não necessariamente está relacionada ao tratamento medicamentoso, mas bemestar de forma geral. Então, partindo deste princípio, sua empresa deve buscar compreender quais nichos frequentam sua empresa todos os dias e não são identificados. As pessoas não são iguais e possuem motivos diferentes para ir à sua farmácia. Aprenda a segmentálas! Então, compreenda suas necessidades, para então atendê-las. Não existe um parceiro a seu lado que pode oferecer produtos e serviços complementares aos seus e sua empresa aos dele? Que tipo de informação sobre alimentação, exercícios físicos seu paciente poderia receber? Ah, mas se eu cuidar deste paciente desta 28 | REVISTA ABCFARMA | DEZEMBRO/09

Uma farmácia que tenha um nicho especializado em produtos infantis pode, por exemplo, valorizar a semana do Dia da Criança para reforçar seu marketing

forma, o mesmo vai precisar de menos medicamento e não vou faturar? Engana-se! O paciente precisa de um estabelecimento de saúde onde confiar. Em outros momentos de sua vida, a chance de recorrer a outro estabelecimento será menor e sabendo de alguém que esteja também hipertenso (e não são poucos), sem que você peça, indicará sua farmácia. A pequena empresa, pode e deve buscar uma diferenciação em nichos, porque possui flexibilidade e autonomia para se articular e promover ações inovadoras. Devido à sua pequena dimensão, os nichos de mercado são geralmente pouco valorizados pelas empresas maiores, constituindo, por isso, excelentes oportunidades para as pequenas empresas,conseguindo uma posição de liderança através de uma oferta muito específica e adaptada às características dos consumidores que constituem o nicho. De que forma o nicho cria identidade própria para o estabelecimento? Quando se fala em nicho, fala-se em grupos específicos. Uma determinada farmácia decide dar uma maior atenção à preservação do meio ambiente. Quantas outras empresas ao redor se preocupam em apoiar ONGs envolvidas com preservação ambiental? E quantas possuem uma sacola de plástico oxi-biodegradável? Quantas destinam pequena parte de seu faturamento a ações de proteção a mata atlântica? Divulgam o dia do meio


ambiente? Promovem caminhadas ecológicas? Participam de ações coletivas de limpeza das praias? E quantos outros nichos existem? Se cada farmácia focar em um nicho, sua identidade estará marcada no bairro, porque dificilmente uma outra estará engajada no mesmo propósito! Antes de se pensar nesse ou naquele nicho, seria preciso fazer um estudo sócio-geográfico da comunidade onde a farmácia está inserida? Em São Paulo, por exemplo, há bairros mais jovens e bairros mais idosos. Qual é a importância dessa informação na escolha do nicho? O que é mais interessante: criar um produto e achar quem compre, ou descobrir um grupo de pessoas carentes de  determinado produto/serviço e então buscar atendê-lo? Antes de qualquer coisa, é fundamental identificar quem é seu público consumidor. Quantas pessoas entram por dia em sua empresa? Destas, qual a média de homens e mulheres? Em qual faixa etária? Quanto gastam em média? Quantas são hipertensas? Obesas? Diabéticas? Mães? Terceira idade? Adolescentes? Apenas quando a farmácia identificar quem entra em sua farmácia, poderá enxergar o público com maior potencial para investimento. Naturalmente que hoje existem diversas fontes de informação com dados disponíveis e que estes dados poderiam ajudar a traçar um retrato do bairro. Além disso, a prefeitura pode fornecer in-

Segmentação: a alternativa dos pequenos num mercado altamente competitivo 30 | Revista ABCFARMA | dezembro/09

Clientes da terceira idade são um dos segmentos mais promissores do mercado, pelo aumento da expectativa de vida da população. Um nicho especializado em produtos contra a osteoporose, por exemplo, tem um enorme potencial de parcerias (ver box na página seguinte)

formações importantes. Um estudo sócio-geográfico pode ser um investimento que ajudará na tomada de decisão. Para começar, a observação da movimentação diária em sua farmácia é um investimento de baixo/nenhum custo, e que vai oferecer matéria-prima para começar a definir os caminhos que sua empresa deseja trilhar. Quando se fala em nicho, estamos falando sempre em especializações permanentes – ou os nichos podem ser variáveis e flexíveis, de acordo, por exemplo, com datas e eventos (Dia da Criança, Dia Internacional da Mulher, Semana da Hipertensão, etc)? A ideia do nicho é que a empresa se torne referência em determinado aspecto. O paciente deve saber que, procurando um medicamento para osteoporose, informações sobre esta patologia, informações sobre alguma associação de apoio ou qualquer outra necessidade nessa área, será mais fácil encontrar em sua farmácia do que em qualquer outro local. Valorizar datas comemorativas são boas oportunidades para se aproximar do paciente, podendo esta data estar vinculada ao nicho. Por exemplo: valorizar o Dia da Criança, sendo sua farmácia focada em produtos e serviços com foco nas crianças e nas mamães.


A mulher, que é hoje a grande consumidora do mercado, merece atenção especial das farmácias? Não apenas a mulher compõe a maior parte do mercado de consumo, como vive uma vida atribulada, se dividindo entre o emprego e o lar – o que cria uma maior necessidade de serviços de qualidade e de fácil acesso. Dar atenção a este público é fundamental, compreendendo que este universo é muito segmentado. Existem mulheres que trabalham em casa, outras possuem dupla jornada, algumas trabalham nos fins de semana, podem ser jovens ou idosas, estudantes ou aposentadas, casadas, descasadas, viúvas, enfim, uma gama enorme de mulheres. A criação de nichos em farmácias pressupõe a contratação de pessoal especializado – ou treinamento de pessoal já existente resolve? A capacitação dos funcionários é um dos melhores investimentos da farmácia, pois estimula o profissional a ali permancer, por se sentir valorizado, além de ajudar a construir uma equipe alinhada com os objetivos da empresa. Este é o momento de a farmácia iniciar uma nova estratégia e mostrar aos seus colaboradores que o sucesso deste novo negócio depende deles. Desde o início do processo, eles devem se sentir estimulados a vestir a camisa e participar do crescimento e desenvolvimento deste projeto, pois dele fazem parte.

NICS Farma O NICS Farma – Núcleo de Inteligência Competitiva Setorial é um prestador de serviços de inteligência competitiva na área químico-farmacêutica no espectro dos setores regulados pela Vigilância Sanitária. Existe há cinco anos, objetivando a tomada de decisão estratégica das pequenas empresas do mercado farmacêutico, a partir de monitoramento e estudo contínuo de diversos mercados, elaborando análises de informação e realizando workshops temáticos. As análises de informação têm foco nas áreas Regulatória, Mercado, Marketing e Gestão de Negócios, Elaboração de Projetos, Prospecção e Articulação de Novos Negócios. O objetivo do NICS Farma é corroborar para o aumento de competitividade e, portanto, sustentabilidade das empresas. Mais informações: www.nicsfarma.biorio.org.br. E-mail: nicsfarma@biorio.org.br

Se eu quiser instalar um nicho em minha farmácia, devo requisitar os serviços de um consultor? Depende do grau de conhecimento sobre o negócio. Um consultor pode ser um apoio interessante. No entanto, a farmácia deve buscar sua independência. Para tal, precisa se capacitar, aprender a realizar seu planejamento estratégico e financeiro, cuidar da gestão de pessoas, conhecer o ambiente de negócios para, então, definir dietrizes. Exemplo:

Farmácia cria identidade focando a osteoporose, trabalhando como públicoalvo mulheres acima de 50 anos.

1. 2. 3. 4.

Esta identidade vai se refletir de forma a atrair pacientes de locais específicos. Por ex: clínica geriátrica tomar esta farmácia por referência. Parcerias podem ser formadas. Por ex: turma de hidroginástica de academia próxima pode estabelecer convênio.

Parceria em nível de prefeitura municipal. Por ex: a farmácia estar engajada de alguma forma a exercícios promovidos pela prefeitura em locais públicos, de forma gratuita. Médicos (ginecologistas, geriatras, endocrinologistas) da região podem conhecer sua farmácia através de sua credibilidade e variação em atendimentos específicos a este público-alvo.

Diz Flávia: “As empresas que vivem a monitorar o concorrente correm o risco de se manter onde estão, porque se baseiam no que já existe. O grande gargalo do mercado é descobrir qual nicho ao redor de seu negócio está carente de produtos e serviços, para então definir estratégias que o ajudem a atendêlo. Se ações como esta fossem executadas por todos, o segmento estaria mais forte e cada empresa atuaria junto ao seu nicho, assegurando a estabilidade e potencial crescimento no mercado”.  REVISTA ABCFARMA | DEZEMBRO/09 | 31


GESTÃO DE NEGÓCIOS TEXTO: AMÉRICO JOSÉ DA SILVA FILHO

A MACIEIRA ENCANTADA E

ra uma vez um reino antigo e pobre, situado perto de uma grande montanha.

se deparou com a Macieira Encantada, sorriu de felicidade. O que ele não esperava, porém, é que ela fosse tão inatingível. Como

Havia uma lenda de que no alto dessa

chegar até as maçãs? Elas estavam em ga-

montanha havia uma macieira mágica,

lhos muito altos. Não havia como subir. O

que produzia maçãs de ouro. Para colher as maçãs era preciso chegar até lá, enfrentando todas as situações que aparecessem no caminho. Nunca ninguém havia conseguido essa façanha, conforme dizia a lenda. O Rei do lugar resolveu oferecer um gran-

tronco era muito alto também e não havia nenhum meio de chegar até em cima. O Primeiro ficou esperando o Segundo chegar, para resolverem juntos a questão. O Segundo enfrentou galhardamente a primeira situação com a qual se deparou, mas logo

de prêmio àquele que se dispusesse a fazer

em seguida apareceu outra, e logo depois

essa viagem e que conseguisse trazer as

mais uma e mais outra, sendo algumas de-

maçãs, pois assim o reino estaria a salvo

las um tanto difíceis de superar. Ele acabou

da pobreza e das dificuldades que o povo en-

ficando cansado, esgotado até cair prostra-

frentava. O prêmio seria da escolha do vencedor e incluía a

do. Quando se deu conta de seu péssimo estado físico, foi

mão da princesa em casamento.

obrigado a retroceder e voltou para a aldeia, onde recebeu

Apareceram três valorosos e corajosos cavaleiros dispostos a essa aventura tão difícil. Eles deveriam seguir separados e, por coincidência, havia

cuidados médicos. O Terceiro teve seu primeiro teste quando acabou sua água e ele chegou a um poço. Quando puxou o balde, arreben-

três caminhos:

tou a corda e ele então, rapidamente, com suas ferramentas e

1º Rápido e fácil, onde não havia nenhum obstáculo e nenhu-

alguns galhos, improvisou uma escada para descer até o poço

ma dificuldade

e retirar a água para saciar sua sede. Resolveu levar a escada

2º Rápido e não tão fácil quanto o primeiro, pois havia algu-

consigo e também a corda remendada. Percebeu que estava

mas situações a serem enfrentadas

começando a gostar muito dessa aventura.

3º Longo e difícil, cheio de situações trabalhosas.

Depois de descansar, seguiu viagem e precisou atraves-

Foi feito um sorteio para ver quem escolheria em primei-

sar um rio com uma correnteza fortíssima. Construiu, então,

ro lugar um desses caminhos. O primeiro sorteado escolheu,

uma pequena jangada e, com uma vara de bambu como apoio,

naturalmente, o primeiro caminho. O segundo sorteado es-

conseguiu chegar do outro lado do rio, protegendo assim sua

colheu o segundo caminho. O terceiro sorteado, sem nenhu-

mochila, seus agasalhos e todo o material que levava consigo

ma outra opção, aceitou o terceiro caminho.

para o momento que precisasse deles, incluindo a jangada.

Eles partiram juntos, no mesmo horário, levando consigo

Em outro ponto do caminho ele teve de cortar o mato denso

apenas uma mochila contendo alimentos, agasalhos e algu-

e passar por cima de grossos troncos. Com esses troncos ele fez

mas ferramentas.

rodas para facilitar o transporte do seu material, usando tam-

O Primeiro, com muita facilidade, chegou rapidamente até a montanha, acreditando que seria o vencedor e, quando 34 | REVISTA ABCFARMA | DEZEMBRO/09

bém a corda para puxar. E assim, sucessivamente, a cada nova situação que surgia,


como ele não tinha pressa, calmamente, fazendo uso de tudo

A cada dificuldade enfrentada ele se utilizou da criati-

o que estava aprendendo nessa viagem, e do material que

vidade e dos recursos recolhidos ao longo do caminho. Por

prudentemente guardara, resolvia facilmente a questão.

exemplo, quando cortou a densa mata, usou os troncos para

A viagem foi longa, cheia de situações diferentes, de de-

fazer rodas e carregar o material que estava transportando.

talhes, e logo chegou o momento esperado, quando ele se

Assim, quando chega à macieira, ele tinha todos os materiais

defrontou com a Macieira Encantada. O Primeiro havia se

necessários para alcançar as maçãs. A fábula ainda destaca

cansado de esperar e também retornara ao povoado.

que ele não tinha pressa e que estava gostando da aventura.

O encanto da Macieira tomou conta do Terceiro. Ela era tão linda, grande, alta, brilhante. Os raios do sol incidin-

O que podemos aprender com ele?

do nos frutos dourados irradiavam uma luz imensa que o

A importância do planejamento. Se nem uma caminhada

deixou extasiado. Depois do impacto inicial, ele se pôs a

até o alto da montanha pode ser feita sem planejamento, o que

trabalhar e preparou cuidadosamente seu material, fazen-

dizer então da abertura e da administração de um negócio?

do uso de todos os seus recursos. Transformou a jangada

Criatividade para transformar as dificuldades em opor-

numa grande cesta, para guardar as maçãs dentro, subiu na

tunidades. Uso dos conhecimentos adquiridos nas etapas an-

árvore pela escada, usou o bambu para empurrar as maçãs

teriores, para fazer frente às novas. O gosto pelo que se está

mais altas e mais distantes. Tudo isso e mais algumas pro-

fazendo, aliado à convicção da importância da missão assu-

vidências que sua criatividade lhe sugeriu para facilitar seu

mida. A prudência no uso dos recursos. Ele não desperdiçou

trabalho, que havia se transformado em prazer.

nada e manteve a macieira para que novos frutos fossem co-

Depois de encher a cesta com as maçãs, e com a certeza

lhidos sempre que necessário. Planejamento, aprendizado,

de que poderia retornar ali quando quisesse, voltou pelo

criatividade, paciência, prudência e esforço fizeram com que

caminho mais fácil, levando consigo os frutos de seu tra-

o nosso terceiro cavaleiro cumprisse sua missão, assim como

balho e de seus esforços, frutos esses colhidos com mui-

são essenciais para o sucesso de um empresário.

ta competência e merecimento. Nos três cavaleiros desta fábula podemos enxergar também os tipos de empresários que encontramos no varejo farmacêutico.

“Sempre faço o que não consigo fazer para aprender o que não sei!” — Pablo Picasso Boas festas!

O primeiro cavaleiro escolheu o caminho mais rápido e fácil, sem nenhum obstáculo, mas quando chegou à macieira

Américo José da Silva Filho

não sabia como alcançar as maçãs. Ficou esperando que o se-

Atco Treinamento e Consultoria E-mail: americo@atcotc.com.br www.atcotc.com.br

gundo chegasse para auxiliá-lo e acabou por desistir. É o que acontece, algumas vezes, com quem abre um negócio sem fazer o devido planejamento e, por isso, não consegue enfrentar as primeiras dificuldades. O segundo cavaleiro enfrentou muito bem as primeiras dificuldades, mas terminou cansado, doente e também desistiu. Somente o terceiro chegou até a macieira, colheu as maçãs e pôde voltar com a missão cumprida, salvando o reino.

O que ele fez de positivo e que serve de modelo para o negócio varejista? Poderia ter pensado que, já que os outros dois cavaleiros enfrentarão menos dificuldades, não valeria a pena tentar. No entanto, ele estava convicto da missão que havia recebido. O texto diz que, ao arrebentar a corda que puxava o balde com a água, ele se valeu de alguns galhos e usou as ferramentas que estava carregando para descer. Podemos, então, concluir que ele se preparou para isso, ou seja, tinha planejado. 36 | REVISTA ABCFARMA | DEZEMBRO/09


Prêmio TEXTO: MARCIA SAD (ASCOFERJ) • FOTOS: HUMBERTO TESKI

ASCOFERJ

premia destaques de 2009

Os vencedores do Premio ASCOFERJ 2009 se reúnem no Hotel Intercontinental para esta foto histórica

A

Associação do Comércio

NOITE DE HOMENAGENS

Farmacêutico do Estado

O Prêmio Destaque Ascoferj 2009 teve como tema principal os 25 anos da Associação. Na primeira parte do evento, os convidados assistiram a um vídeo que mostrou a trajetória da entidade nesses 25 anos, reverenciando as pessoas que contribuíram para o crescimento e fortalecimento da Associação. Em seguida, fundadores, ex-presidentes, diretores, farmacêuticos e colaboradores foram homenageados. O atual presidente da Ascoferj, Luis Carlos Mains, recebeu uma placa da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, oferecida pelo deputado estadual Edson Albertassi, e outra do ex-presidente da entidade, Ruy de Campos Marins. Na segunda parte do evento, o jornalista Marcio Gomes anunciou as vencedoras nas 18 categorias de premiação, incluindo o Super Destaque. O evento terminou com jantar ao som da banda de música A Maqna.

do Rio de Janeiro (Ascoferj) anunciou, no

dia 22 de outubro, as empresas que se destacaram em 2009 no atendimento a farmácias e drogarias associadas. A cerimônia de premiação aconteceu no Hotel Intercontinental, no Rio de Janeiro, reunindo profissionais do varejo, do atacado e da indústria, além de autoridades de associações e sindicatos 38 | REVISTA ABCFARMA | DEZEMBRO/09


destaques 2009 Indústria de Transformação Embelleze Indústria de Nutrição Infantil Nestlé Indústria de Higiene Pessoal Unilever Indústria de Dermocosméticos Mantecorp Indústria de Coloração Capilar L’Oréal Indústria de Descartável Infantil Procter & Gamble Distribuidor de Produtos de Perfumaria Zamboni Cosméticos Indústria de Material Cirúrgico Cremer Laboratório de Medicamentos Isentos de Prescrição (MIP) Sanofi-aventis Distribuidor de Material Cirúrgico Vale Sul Laboratório de Marca de Referência Sanofi-aventis Laboratório de Medicamentos Genéricos Medley Distribuidor de Medicamentos Genéricos Prosper Laboratório de Produtos Fitoterápicos Herbarium Distribuidor de Medicamento de Referência: Profarma Distribuidor de Produtos Similares de Marca: Emefarma Rio Laboratório de Similares de Marca Neo Química Super Destaque: Zamboni Cosméticos

A partir da esquerda, Nelson Grecov, assessor da ABCFARMA, deputado estadual Edson Albertassi, Luis Carlos Marins, presidente da Ascoferj, e Luigi, assessor do deputado

A Zamboni Cosméticos é o Super Destaque de 2009 e também a vencedora na categoria “Distribuidor de Produtos de Perfumaria”. A Nestlé venceu na categoria Indústria de Nutrição Infantil” “, criada este ano.

Fundadores e expresidentes da Ascoferj são homenageados com placas entregues pelo diretor da Fecomércio-RJ, Natan Schiper, na noite da entrega do Prêmio Destaque ASCOFERJ, que comemorou os 25 anos da entidade Revista ABCFARMA | dezembro/09 | 39


Encontros TEXTO E FOTOS: FRANCISCO EUZÉBIO COLOMBO

FARMÁCIAS ASSOCIADAS EXEMPLO DE PROFISSIONALISMO NO SUL DO PAÍS Há dois anos, o presidente da ABCFARMA, Pedro Zidoi, esteve na cidade de Canela, RS, a convite da rede Associadas de Farmácias, para acompanhar a segunda Convenção e Feira de Negócios realizada pelo grupo. Novamente convidado a participar da Convenção, agora em sua quarta edição, ele pôde acompanhar de perto a incrível evolução dessa rede associativa, através de uma administração aguerrida, competente e dedicada.

O presidente da rede de Farmácias Associadas, José Ademar Lopes, eleito para mais uma gestão, dá as boas vindas aos participantes da 4ª Convenção & Feira de Negócios, em Canela - RS, juntamente com sua diretoria. A partir da esquerda: João Gilberto Serrat, Ciro Rosa, Antonio Eroni Jaques Nunes, Darci Fernando Aldrighi, Ricardo Duarte da Silveira, MIlton Dias dos Santos e Reni Rubin

O

s temas da Convenção, “A mágica dos bons negócios” e “Amigos trocando ideias”, foram dissecados em três dias mágicos e inesquecíveis de confraternização, troca de experiências e bons negócios para cerca de 800 associados da Rede, que puderam sentir o prazer de rever amigos, ouvir excelentes palestras e aproveitar as ofertas dos principais laboratórios, distribuidoras e parceiras das Associadas.

42 | REVISTA ABCFARMA | DEZEMBRO/09

Na abertura do evento, o presidente das Farmácias Associadas, José Ademar Lopes, saudou os presentes e cumprimentou a ABCFARMA por seus 50 anos, destacando a importância do apoio, tanto da entidade como de seu presidente Pedro Zidoi, pelo trabalho que vem realizando, como exemplo para um associativismo moderno e eficiente. Ao agradecer a já tradicional acolhida e hospitalidade do povo gaúcho, o presidente da ABCFARMA manifestou a sua satisfação de estar entre amigos


1

2

3

4

O consultor de empresas Américo José conduz a 4ªConvenção da Rede Associadas como seu mestre de cerimônias, num passe de mágica. 2. Pedro Zidoi fala aos participantes da Convenção e transmite importantes informações de mercado na abertura do evento. 3. Na plateia, Ademar Ferreira Pinto e Lúcia Marques Pinto, sua esposa, acompanham as palestras da Convenção. 4. Reni Rubin, diretor da rede Associadas (centro), sua esposa Lourdes Luiza Zanini e Pedro Zidoi, também atentos às palestras da 4ª Convenção da Rede Associadas em Canelas

e poder acompanhar de perto a evolução de um trabalho sério e importante para as farmácias do Rio Grande do Sul, como vem realizando a rede Associadas. Pedro Zidoi também falou da importância do associativismo e da união de todos para atravessarmos um momento turbulento de transições como o que vivemos. “Encontros como o realizado pelas Farmácias Associadas são fundamentais para a união e o fortalecimento através da participação e da aquisição de conhecimentos necessários para sustentar o crescimento e construir a farmácia que o povo necessita”, completou Pedro Zidoi.

UNIÃO E EVOLUÇÃO Há dois anos a Rede Associadas lançava a sua marca própria, a Revitart, que prometia ser uma linha variada de produtos de qualidade e oferecer vantagens competitivas com valor agregado para seus associados. Nesta quarta convenção da Rede, pôde-se notar nitidamente o crescimento da marca e o contentamento de todos com o desempenho dos produtos Revitart em suas lojas, possibilitando inclusive o lançamento de 15 novos itens para a extensão da linha. Outra marca da evolução das Farmácias Associadas foi a transformação do site, lançado em 2007, em um verdadeiro Portal - www.redeassociadas.com.br, mais interativo

REVISTA ABCFARMA | DEZEMBRO/09 | 43


1. Ewerton Ilha Mafuz e Jaime Nunes, dois dirigentes da Rede Associadas por trás do sucesso do evento 2. Gilberto David Cunha da Silva e Maria do Carmo Canquerini da Silva, durante a Convenção da Rede Associadas 3. No stand da Medley, parceira da revista ABCFARMA, bons negócios e ofertas para as farmácias e drogarias. 4. A força feminina da Rede Associadas (Neusa Albernaz Lopes, Maria do Carmo Canquerini da Silva, Ivone Moreira, Maria Angélica Duarte Zabaleta, Jussara da Glória Acunha Mahfuz e Luciana Rocha Aldrigui) 5. Vanessa Dolsan, da ANB Farma de Curitiba/ PR, com o presidente da ABCFARMA, Pedro Zidoi 6. No stand da Rede Associadas, movimentação e novidades como a nova linha dos produtos de marca Revitart e com informações exclusivas para os associados, justificando assim o slogan da campanha de lançamento do portal, “Uma mão no chimarrão e outra no mouse”, apresentado durante a Convenção por Rubens Guimarães, da empresa E Seth. A 4ª Convenção e Feira de Negócios da Rede de Farmácias Associadas contou com a apresentação e a coordenação do consultor de empresas e colaborador da ABCFARMA, Américo José da Silva Filho, consolidando um trabalho que vem realizando com sucesso na rede Associadas. Entre as palestras apresentadas, a do mágico Bianko – “Profissionais que dão um show” – e a do mestre em psicologia organizacional e doutor em filosofia Cesar Romão – “O seu futuro depende de você”. Ambas as palestras relacionadas ao foco central do encontro: a mágica de fazer amigos e realizar bons negócios. Após as palestras, a Farmácias Hamburguesa apresentou suas estratégias vitoriosas, com exemplos práticos de como é possível vencer em um setor tão competitivo como o varejo farmacêutico. Atualmente, as Farmácias Associadas tam44 | REVISTA ABCFARMA | DEZEMBRO/09

bém desenvolvem um trabalho de unificação de lay-out para todas as lojas, fortalecendo ainda mais a marca da Rede.

CONHECIDA E RECONHECIDA O que há dez anos eram apenas algumas farmácias com o mesmo ideal de negociar melhores condições com fornecedores hoje soma 452 estabelecimentos, presentes em 162 municípios do Rio Grande do Sul, oferecendo vantagens iguais para todos, de acordo com a capacidade de cada um, transformando a Farmácias Associadas em uma rede conhecida e reconhecida em todo o Estado e servindo de exemplo para todo o País. A ABCFARMA se orgulha de estar presente com sua revista, todos os meses, nos balcões das farmácias dessa vitoriosa rede. Um jantar-baile encerrou festivamente a 4ª Convenção da Rede de Farmácias Associadas. À Rede de Farmácias Associadas e sua diretoria, parabéns pelos dez anos de criação e pelo sucesso e resultados positivos de sua 4ª Convenção. 


POSSE TEXTO E FOTOS: ANFARMAG

UNIÃO DE FORÇAS E DIÁLOGO NOVA DIRETORIA DA ANFARMAG/RJ APRESENTA PROPOSTAS EM SOLENIDADE DE POSSE

A

união de forças é uma das propostas da nova diretoria da Associação Nacional de Farmácias Magistrais do Rio de Janeiro (Anfarmag Rio), biênio 2009/2011. A palavra de ordem no discurso dos futuros dirigentes é “aproximação” com outras entidades do setor farmacêutico e com o poder público, para fortalecer o segmento magistral. Os novos diretores tomaram posse no dia 28 de outubro, no Rio de Janeiro

46 | REVISTA ABCFARMA | DEZEMBRO/09

A nova diretoria será composta por Luciana Colli (presidente), Aline Coppola Napp (vice-presidente), Alfredo Mattos Neto (secretário-geral), Thatyana Lima (secretária-geral), Maria Elisabete Durante (tesoureira) e Guilherme Feres (segundo-tesoureiro). Em seu discurso, a vice-presidente Aline Napp destacou a parceria que precisa ser estabelecida entre as entidades do setor. “Temos que trabalhar com os olhos voltados para o futuro da profissão, que carece de apoio e solidariedade. Para isso, é fundamental que eliminemos as distâncias das siglas, como CRF-RJ, Ascoferj, Sinfaerj e Sincofarma Rio. É claro que as entidades devem se manter fiéis aos seus propósitos, mas fazemos parte de um bloco monolítico. As oposições devem ser debatidas de maneira democrática e não como causa de cisão entre os dirigentes. Somos, acima de tudo, profissionais da área de saúde. Separados, perdemos energia e substância”, defende Aline. Durante seu discurso, Luciana Colli enfatizou que os demais profissionais da área de saúde, como enfermeiros e médicos, precisam conhecer melhor o trabalho da farmácia magistral e sua importância para a população. “Vamos participar de eventos e fazer campanhas para divulgar a farmácia de manipulação”. Além da parceria com outras entidades, a nova diretoria pretende também realizar campanha sobre medicamentos manipulados, conscientizar sobre os perigos da concorrência predatória no setor e criar uma ouvidoria local. Atualmente, de acordo com dados do Conselho Federal de Farmácia, há cerca de 7,4 mil farmácias com manipulação no país. No estado do Rio, constam 700 inscritas no Conselho Regional de Farmácia, das quais 330 são associadas à Anfarmag/Rio. Presente na posse, o diretor da Ascoferj, Ricardo Valdetaro, farmacêutico e empresário, é totalmente favorável à união das entidades. Ele disse que sua farmácia já manipulou medicamentos, mas a pressão dos órgãos reguladores o levou a optar apenas pela comercialização dos medicamentos industrializados. “Fiz uma opção, mas admiro os farmacêuticos que continuam no segmento conduzindo suas farmácias magistrais mesmo com todas as adversidades. E, se estivermos juntos, o serviço que prestamos será muito melhor”, acentuou.


Homenagem póstuma TEXTO: FRANCISCO COLOMBO FOTO: ARQUIVO ABCFARMA

MANOEL DE SOUZA GOMES JR. Uma saudade

U

m dos membros fundadores da ABCFARMA, em 1959, por quase 50 anos o farmacêutico e advogado Manoel de Souza Gomes Jr. foi presença marcante nos principais eventos organizados pela ABCFARMA, principalmente as CONVENFARMAS e FEIRAFARMAS realizadas por todo o Brasil. Lutou pelas principais causas do comércio farmacêutico e deixou sua marca registrada de batalhador incansável em defesa do setor. Aos familiares, nossos sentimentos de pesar e a certeza de sua paz junto a Deus.

Farmacêutico e advogado, o Dr. Manoel de Souza Gomes Jr. (aqui fotografado em Brasília) por muitos anos teve intensa participação nos encontros promovidos pela ABCFARMA

SRA. NANCY SANCHEZ SECUNDINO

Momento triste

É

com grande pesar que registramos o falecimento da sra. Nancy Sanchez Secundino, irmã do sr. Carlos Sanchez, presidente do Laboratório EMS, grande parceiro da ABCFARMA. O falecimento e o sepultamento ocorreram no dia 22 de novembro último.

48 | REVISTA ABCFARMA | DEZEMBRO/09

À família da sra. Nancy, cuja morte repentina nos pegou de surpresa e encheu de tristeza o coração de todos os que conviviam com ela, nossos pêsames e nossas palavras de conforto, na tentativa de superarem este momento tão difícil.


Vida acadêmica TEXTO: CELSO ARNALDO ARAÚJO

ACADEMIA NACIONAL DE FARMÁCIA

O Presidente da Academia Nacional de Farmácia, Acadêmico Ca e sua Diretoria, tem a honra de convidar V. Exª. e Família para Ato de Posse do novo Acadêmico

UMA HONRA DE 72 ANOS

Pedro Zidoi Sdoia

Na foto ao lado, celebração dos 72 anos da Academia Nacional de Farmácia: Dr. Rogério Dias, presidente da Academia Brasileira de Farmácia Militar, Dr. Marcus Athila, vice-presidente do CRF-RJ, padre Marcilio Caetano, Dr. João Vieira, orador da ANF, Dr. Caio Romero Cavalcanti, presidente da Academia Nacional de Farmácia, professor Leon Rabinovicth e Dra. Aline Napp, vice-presidente da ANFARMAG/Rio

Membro Honorário Nacional

a ser realizada no dia 30 de outubro de 2009, às 19:30 Buffet França – Avenida Angélica nº 750, salão superior – Higien O novo Acadêmico será saudado pelo Acadêmico Lauro Do As Dras. Terezinha Andreoli e Nilce Barbosa recebem seus diplomas de membros titulares da Academia Nacional de Farmácia. É a hora e a vez das mulheres na entidade

Caio Romero Cavalcanti Presidente

Traje Smoking com Medalha para os Acadêmicos e social completo par RSVP - Mirna ou Martha (11) 3223-8677

Acima, o Prof. Dr. Lauro Moretto toma posse como acadêmico, cercado por seus pares na Academia. Na foto abaixo, ele e o Dr. Caio Romero Cavalcanti, presidente da Academia, ladeiam Pedro Zidoi, novo Membro Honorário da Academia

A Academia Nacional de Farmácia, que acaba de conceder ao presidente da ABCFARMA, Pedro Zidoi, o título de Membro Honorário, completou 72 anos no último dia 13 de agosto – com o prestígio de ser uma das mais atuantes academias científico-culturais do país, hoje sob a presidência do Dr. Caio Romero Cavalcanti

A

Academia Nacional de Farmácia é uma entidade científico-cultural da área farmacêutica, que atua junto ao governo, assessorando, principalmente, o Ministério da Saúde em questões que envolvem assuntos do setor farmacêutico. Entre as realizações da Academia, destacam-se a participação na criação da Associação Internacional de Academias de Farmácia e a presença de seus titulares em reuniões do Comitê Executivo de Farmacopeia Americana, nos Estados Unidos. Hoje, mantém convênio com o Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos de São Paulo, para a realização de palestra em diversos eventos. Atualmente, a entidade conta com 50 membros, sendo 44 titulares e seis correspondentes estrangeiros, além dos membros

50 | REVISTA ABCFARMA | DEZEMBRO/09

honorários. Para se tornar membro, é necessário cumprir algumas condições, como ser farmacêutico há, pelo menos, 15 anos, ter estabilidade tanto profissional quanto econômica e apresentar trabalho de grande valor acadêmico, que é julgado por uma comissão composta por três membros da Academia. “Temos uma boa inter-relação com outros órgãos farmacêuticos. Cada um cuida de suas funções, mas todos estão unidos em benefício do farmacêutico”, comentou o Dr. Caio Romero Cavalcanti, presidente da Academia. “Hoje, nosso desafio é desenvolver os setores da profissão para absorverem o crescente contingente de farmacêuticos que chegam ao mercado. Há um grande número de faculdades de Farmácia, muito superior ao de alguns anos atrás”, completou. 


Destaques

CÃMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO: CONGRATULAÇÕES PELOS 50 ANOS DA ABCFARMA O vereador Toninho Paiva, um dos mais atuantes da Câmara Municipal de São Paulo, enviou à ABCFARMA cópia do requerimento assinado por ele e por outros 28 vereadores paulistanos, congratulando-se com o 50º aniversário da entidade. Ao lado, a reprodução desse requerimento. A ABCFARMA, através de seu presidente, Pedro Zidoi, agradece a iniciativa da Câmara Municipal de São Paulo e, particularmente, ao vereador Toninho Paiva.

MUITO ALÉM DO PAPEL

U

ma parceria verdadeira se faz com confiança, colaboração e ações que sejam produtivas para aqueles que dela participam. É o que ocorre entre a ABCFARMA e a Gráfica Prol, que imprime esta revista. No último dia 6 de novembro, fomos surpreendidos por um convite para um almoço com o diretor presidente da Prol, Eduardo de Carvalho Filho. Do agradável almoço, num confortável e delicioso restaurante de Alphaville, participaram o presidente da Prol, o presidente da ABCFARMA, Pedro Zidoi, o representante comercial da Prol Valmir Bernardes, Sergio Bichara, integrante da equipe editorial da Revista ABCFARMA, e o assessor de comunicação da entidade, Francisco Colombo. Antes do almoço, o presidente da Prol prestou uma homenagem surpresa à ABCFARMA com a entrega de uma maravilhosa placa comemorativa dos 50 anos da entidade.

Uma prova de que a parceria ABCFARMA-PROL se mantém sólida e vitoriosa. À Prol Editora Gráfica nossos agradecimentos e desejos de permanente sucesso. 

REVISTA ABCFARMA | DEZEMBRO/09 | 51


50 anos da ABCFARMA TEXTO: CELSO ARNALDO ARAÚJO FOTOS: DIVULGAÇÃO

A PALAVRA DOS DIRIGENTES Felisindo Domínguez, presidente de la Asociación de Empresarios de Farmacias Del Conosur y los demás miembros asociados representantes de Argentina, Chile y Paraguay, tienen el alto honor de saludar estos primeros cincuenta años de ABCFARMA, la entidad que incansablemente lucha porque el sector farmacéutico de Brasil alcance sus mejores logros. Es indudable que la figura de su incansable líder Pedro Zidoi es un ejemplo de lucha y trabajo em favor de todo el sector farmacéutico. Por ello em esta ocasión tan señalada queremos estar presente com nuestro sincero saludo de felicitaciones a todos los integrantes de la actual directiva. FELICES PRIMEROS 50 AÑOS Felisindo Domínguez Presidente da Asociación de Empresarios de Farmacias Del Conosur

Senac São Paulo parabeniza ABCFARMA pelo seu cinquentenário O Senac São Paulo cumprimenta a Associação Brasileira do Comércio Farmacêutico pelo seu 50º aniversário. Instituição que guarda profunda identidade com a nossa organização, reúne participativos empresários do setor e tem cumprido relevante papel de orientar e de posicionar farmácias e drogarias com apoio jurídico, levantamentos e pesquisas econômicas, cursos e eventos dirigidos. É exemplo de atuação que colabora com o avanço e o desenvolvimento do setor e de seus profissionais. Parabéns pela história que a instituição vem construindo ao longo desses anos, pelas várias iniciativas que esclarecem e direcionam a atividade comercial farmacêutica e pelo seu papel de incondicional aliada da saúde da população. Luiz Francisco de Assis Salgado Diretor Regional Senac São Paulo

A Revista ABCFARMA é um veiculo informativo importantíssimo para todos da área de farmácia. Traz noticias do comércio, lançamentos, informações do setor legal, une código de ética, eventos sociais da classe, transmite otimismo, quando leio me energiza. Parabéns pelos 50 anos! Rogério Tokarski Diretor da ABCFARMA e diretor da Farmacotécnica

52 | REVISTA ABCFARMA | DEZEMBRO/09

Entendemos e reconhecemos a instituição como um dos maiores esteios do mercado farmacêutico. Parabenizamos pelos 50 anos de atuação. Edimar P.Lima Diretor da ABCFARMA e presidente do Sindifarma-Roraima


Diretoria Reunida

50 ANOS DE ABCFARMA UM DIA DE REUNIÕES IMPORTANTES No dia 30 de outubro – data oficial de sua fundação – a ABCFARMA comemorou seu Jubileu de Ouro com uma programação especial que reuniu em São Paulo diretores, parceiros e amigos de todo o Brasil 1

2

3

4

1. Edimar Pereira Lima, do Sincofarma-RR, Boa Vista, dá sua contribuição à Assembleia dos 50 anos da ABCFARMA. 2. Representantes de sindicatos e associações de todo o Brasil, reunidos durante o dia para troca de informações e experiências no auditório da ABCFARMA, em São Paulo 3. Diretores da ABCFARMA acompanham a apresentação da previsão orçamentária para o ano de 2010. 4. Diocesmar Felipe de Faria, presidente do Sincofarma-DF e José Raimundo dos Santos, presidente do Sincofarma-SE e coordenador da CBFARMA, trocam informações nas reuniões do dia 30 de outubro, na sede da ABCFARMA

A

s atividades de comemoração dos 50 anos da ABCFARMA, tiveram início na manhã do dia 30 de outubro, com a realização de uma Assembléia Ordinária de diretoria, onde foi aprovada a previsão orçamentária para o ano de 2010,

apresentada pelo assessor financeiro da ABCFARMA, José Carolino de Campos, e uma Assembleia Extraordinária, logo a seguir, para a aprovação de uma ação coletiva questionando a RDC 44 e as Instruções Normativas 9 e 10. O período da tarde foi dedicado à

discussão de assuntos gerais, com a presença de representantes da maioria dos Estados do Brasil, realizando uma troca de experiências e informações fundamental para o fortalecimento das entidades representativas do varejo farmacêutico, lideradas pelo presidente da ABCFARMA, Pedro Zidoi. 

REVISTA ABCFARMA | DEZEMBRO/09 | 53


Comemoração

A HONRA DE SER ACADÊMICO

A

ntes do jantar no Buffet França, em São Paulo, uma bela e emocionante homenagem ao presidente da ABCFARMA, Pedro Zidoi, que

na mesma noite tomou posse como Membro Honorário da Academia Nacional de Farmá-

cia, hoje presidida pelo farmacêutico Dr. Caio Romero Cavalcanti. Uma honraria concedida a um seleto grupo de profissionais e acadêmicos que presta serviços relevantes ao setor farmacêutico. Pedro Zidoi teve como padrinho o acadêmico e diretor executivo do Sindusfarma-SP,

Dr. Lauro Domingos Moretto. Em seu discurso de boas vindas ao novo membro da Academia Nacional de Farmácia, o Dr. Lauro Moretto lembrou a trajetória do presidente da ABCFARMA, desde sua saída da cidade natal, Dois Córregos, no interior de São Paulo, até seus trabalhos atuais em

Depois de conduzido à frente do salão, diante da mesa que comandou a posse, Pedro Zidoi presta juramento como novo acadêmico

54 | REVISTA ABCFARMA | DEZEMBRO/09


defesa do setor que representa, cobrindo sua dedicação de mais de 50 anos à saúde da população, atrás de um balcão de farmácia, transmitindo conhecimentos adquiridos ao longo de uma carreira de sucesso incontestável, vencendo os desafios de um profissional de saúde ético e responsável, com a preocupação permanente de superar o sofrimento das pessoas com os males que as afligem. O Dr. Lauro Moretto também destacou a importância do apoio familiar na vida de Pedro Zidoi, principalmente na pessoa de Maria Helena, lembrando tratar-se de uma dedicada companheira, esposa confidente e incentivadora de todas as horas e projetos. Ao termino da cerimônia de posse do mais novo membro da Academia Nacional de Farmácia, todos os convidados se dirigiram ao salão principal para o jantar de confraternização, onde as homenagens continuaram. 

À esquerda, o mestre de cerimônias, André Policastro, conduz o evento de posse de Pedro Zidoi como Membro Honorário da Academia Nacional de Farmácia

Depois de ser honrado com a medalha de acadêmico pelas mãos do presidente da Academia Nacional de Farmácia, Dr. Caio Romero Cavalcanti, e de seu padrinho, o Dr. Lauro Moretto, o novo acadêmico, Pedro Zidoi, recebeu a homenagem de seus pares e o carinho de sua família REVISTA ABCFARMA | DEZEMBRO/09 | 55


JUBILEU DE OURO: NOITE DE GALA

E

para encerrar com fecho de ouro os festejos pelos 50 anos da ABCFARMA, um jantar de confraternização, realiza-

do num dos mais tradicionais e luxuosos buffets de São Paulo, reuniu diretores de sindicatos, amigos e fornecedores da entidade, além de autoridades diversas.

A justa homenagem da ABCFARMA, através do presidente Pedro Zidoi, a um dos membros fundadores da entidade ainda em plena atividade, Ruy de Campos Marins

56 | REVISTA ABCFARMA | DEZEMBRO/09


REVISTA ABCFARMA | DEZEMBRO/09 | 57


58 | REVISTA ABCFARMA | DEZEMBRO/09


REVISTA ABCFARMA | DEZEMBRO/09 | 59


60 | REVISTA ABCFARMA | DEZEMBRO/09


REVISTA ABCFARMA | DEZEMBRO/09 | 61


RELÍQUIAS DE UMA PAIXÃO

N

a entrada do jantar, uma pequena mostra do acervo pessoal de peças raras, verdadeiras relíquias da farmácia que pertenceram a Pedro Zidoi, enriquecia a decoração do ambiente.

62 | REVISTA ABCFARMA | DEZEMBRO/09


NOITE DE HOMENAGENS

A

ABCFARMA e seu presidente Pedro Zidoi receberam placas comemorativas da ABAFARMA, ASPROFARGS, e SINPROFARGS, do Rio Grande do Sul, da APROFAR, de São Paulo, da Associação de Empresários de Farmácia do Cone Sul

(Argentina, Paraguai e Uruguai) e da ABRADILAN, . A ABCFARMA agradece a todas as manifestações de júbilo vindas de seus inúmeros parceiros e, em especial, àqueles que contribuíram com o brilhantismo de sua inesquecível festa de 50 anos: laboratórios EMS e Medley, Orizon, Solar das Andorinhas e Gráfica Prol.

FLORES PARA HOMENAGEAR A esposa do presidente da ABCFARMA, Maria Helena, também recebeu homenagens na noite dos 50 anos da entidade, através de três lindos ramalhetes de flores. Da ABIMIP Associação Brasileira de Produtos Isentos de Prescrição. Do presidente do Sincofarma de Niterói, e diretor vice-presidente da ABCFRAMA, Dr. Pedro de Araujo Braz

Das netas, Livia e Marina

COM AS ANDORINHAS

D

urante a festa dos 50 anos da ABCFARMA no Buffet França, o Solar das Andorinhas sorteou dois fins de semana entre os presentes. Os ganhadores foram João Dantas, da cidade de Campina Grande/PB e Geralda de Souza, de São Paulo/Capital.

REVISTA ABCFARMA | DEZEMBRO/09 | 63


Homenagem

NOSSOS AGRADECIMENTOS

I

númeras entidades do setor farmacêutico mandaram confeccionar placas comemorativas como forma de reconhecer o trabalho desenvolvido pela ABCFARMA ao longo destes 50 anos de existência. São entidades parceiras e que se alinham às conquistas obtidas em benefício do setor.

A todas elas, nossos agradecimentos e o desejo de continuarmos unidos para o desenvolvimento de novos projetos, que certamente fortalecerão o setor como um todo e possibilitarão a melhoria da saúde e da qualidade de vida da população. 

ASPROFARGS, ASOCIACIÓN DE EMPRESÁRIOS DE FARMÁCIA DEL CONO SUR, ABRADILAN, FECOMÉRCIO-SP, SINPROFAR-RS, ABAFARMA, ABRAFARMA e APROFAR. Entidades que prestaram homenagens à ABCFARMA e ao seu presidente, Pedro Zidoi, através de belíssimas placas.

64 | REVISTA ABCFARMA | DEZEMBRO/09


Cartas De todo o Brasil chegaram à ABCFARMA mensagens de dirigentes do comércio, parceiros e amigos da entidade, cumprimentando o presidente Pedro Zidoi pelos 50 anos da ABCFARMA e por sua posse como Membro Honorário da Academia Nacional de Farmácia Neste ano de ouro, desejo mais sucesso e vitórias a todos

Formulo, em nome do Dr.Paulo Skaf, votos de êxito ao

que, com grande dinamismo e competência, fazem da

evento. Cordialmente,

ABCFARMA uma entidade sólida e vitoriosa.

Rossildo Farias

Senador Adelmir Santana (Brasília / DF)

Chefe de Gabinete FIESP

Presidente da Fecomércio – DF Querido Pedro Zidoi, lamentamos não estar presente na Agradeço o convite para o jantar de confraternização

comemoração dos 50 anos da ABCFARMA.

da ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DO COMÉRCIO

Um abraço fraterno.

FARMACÊUTICO, com a celebração dos 50 anos da

Luiz Fernando Buainain

ABCFARMA, entidade representativa do segmento

Presidente ABAFARMA

farmacêutico, papel que vem desempenhando com competência e inegável sucesso. Atenciosamente,

Desejamos pleno sucesso no evento em questão nos colo-

Deputado Aldo Demarchi

cando sempre à disposição para colaborar no que estiver

2º Secretário – Assembléia Legislativa-SP

ao nosso alcance”. José Maria Chapina Alcazar (São Paulo / SP)

Cumprimento Vossa Senhoria pelo importante aconteci-

Presidente – SESCON-SP

mento, estendendo meus cumprimentos ao novo Acadêmico, nome que engrandecerá ainda mais a galeria de

Parabenizo o Ilmo. Companheiro por esta Associação estar

personalidades ilustres da Academia Nacional de Farmá-

comemorando 50 anos de credibilidade por serviços presta-

cia. Atenciosamente,

dos ao segmento farmacêutico. Atenciosamente,

Abram Szajman, Presidente da Fecomércio

Canuto Medeiros de Castro (Maceió / AL) Presidente do Sind. Comércio Atacadista de Alagoas

Conheço Pedro Zidoi há muitos anos e tenho para mim que esta homenagem é mais do que justa, não só pela sua

Cumprimento Pedro Zidoi Sdoia, desejando muito sucesso

dedicação e trabalho a favor do setor, como também por sua

também à Associação Brasileira do Comércio Farmacêuti-

ética. Além disso, reconheço no amigo e irmão Zidoi, uma

co, pelos seus 50 anos de serviços prestados com dedicação,

das pessoas mais íntegras, com conduta pessoal e profissio-

amor e profissionalismo.

nal irreparáveis. Bom chefe de família, bom comapanheiro

José Antonio Scomparin (Mogi Mirim/ SP)

de trabalho voluntário nas entidades de classe e um empre-

Presidente do SICOVAMM

sário competente e dedicado. Parabéns Zidoi e parabéns à Academia pela feliz escolha.

Estimados Pedro y Maria Helena; que grata noticia, ya 50

Roberto Mateus Ordine

años de ABCFARMA ¡¡¡Felicitaciones!!! Queremos hacerlo

Presidente da ANABEL e Vice Presidente da ACSP

extensivo a todo el personal tan dedicado que los representa. Ademas felicitar a Don Pedro por el importante titulo

Prezado presidente Pedro Zidoi, agradeço convite para cele-

que va a recibir y que bien merecido lo tiene por ser un

bração dos 50 anos de serviços prestados pela ABCFARMA.

luchador incansable en defensa de la farmacia, como dicen

Nesta data não poderei parabenizá-lo pessoalmente mas

ustedes. ¡¡¡Parabens Pedro!!!

desde já desejo muitas realizações. Atenciosamente,

Alicia y Edward, diretor da Asociación de

Paulo Oracy Azeredo, Presidente do CRF-RJ

Farmacias del Cono Sur (Uruguai) REVISTA ABCFARMA | DEZEMBRO/09 | 65


Agradeço o convite para participar da solenidade comemo-

Caro Presidente Pedro Zidoi, na oportunidade da histórica

rativa do 50º Aniversário dessa conceituada entidade e ato

marca dos 50 anos da ABCFARMA, compartilho do senti-

de posse na Academia Nacional de Farmácia. Parabenizamos

mento de alegria que invade a todos e parabenizo o amigo,

V.Sa. pela posse como novo integrante daquela Academia.

que é parte importantíssima desta história.

Ruy Pedro de Moraes Nazarian (São Paulo/SP)

Deusmar Queirós, diretor da Rede Pague Menos,

Presidente – SINDILOJAS-SP

(Fortaleza / CE)

Honrados pelo convite para comemoração dos 50 anos de

Infelizmente, por compromissos inadiáveis assumidos

fundação dessa associação. Nesta oportunidade formula-

anteriormente, não poderei estar presente. Mas estarei

mos nossos agradecimentos.

com você em pensamento, enviando meus melhores votos

Marcelo Fernandes de Queiroz (Natal - RN)

de que você continue com a energia e a determinação que

FECOMERCIO–RN

coroam essa trajetória de sucesso. Um forte abraço, José Maria de Faria (São José dos Campos / SP)

Tivemos a honra de receber o convite para a cerimônia de sua

Presidente – SINCOMÉRCIO

posse como novo acadêmico da Academia Nacional de Farmácia, bem como da comemoração dos 50 anos de existência da

Felicitamos a ABCFARMA pela sua longevidade e pelos

ABCFARMA. É com alegria e grande apreço que registramos

relevantes serviços prestados ao segmento farmacêuti-

nossos cumprimentos e votos de sucesso, hoje e sempre.

co. Aproveitamos o ensejo para parabenizar o Sr. Pedro

Alcebíades de Mendonça Athayde (São Paulo / SP)

Zidoi pela posse como Membro Honorário da Academia

Presidente – Libbs Farmacêutica

Nacional de Farmácia. Milton Julião Marcondes (Ribeirão Preto / SP)

Prezado Pedro, parabéns para você e para toda a equipe da

Presidente do Conselho de Administração

ABCFARMA pelo brilhante trabalho desenvolvido ao longo

D. Center Distribuidora LTDA.

destes 50 anos para o comércio farmacêutico brasileiro. Um carinhoso abraço extensivo a Maria Helena, pois ao lado de

Prezado Pedro Zidoi, recebi com satisfação o convite para

um grande homem, tem sempre uma grande mulher.

a Sessão Solene e Ato de Posse que o oficializam como

Modesto Araujo, diretor da Drogaria Araujo

Acadêmico da Academia Nacional de Farmácia,Aproveito a oportunidade para parabenizá-lo,em meu nome e em

Impossibilitado de comparecer a tão importante evento,

nome do SESC SP , por sua eleição para essa egrégia insti-

que reconhece seu trabalho e dedicação em prol da área

tuição, justo reconhecimento de sua destacada e dedicada

farmacêutica, tomo a liberdade de parabenizá-lo, aos

atuação na área farmacêutica. Com renovado apreço,

membros da Academia Nacional de Farmácia e a Diretoria

Danilo Santos de Miranda

da ABCFARMA. Cordialmente,

Diretor Regional do SESC-SP

Flávio Trigo, Diretor da Derma Dream Corp Congratulações pelo importante título de membro hoDr. Pedro, em nome de toda diretoria da Droga Raia,

norário nacional da Academia Nacional de Farmácia,

nossos cumprimentos pela admissão na Academia

conferido nesta data.

Nacional de Farmácia. Além de muito merecida, esta

Marcelo Henrique Limirio Gonçalves

homenagem é o reconhecimento de anos de trabalho,

Presidente do Laboratório Neo Química

dedicação e muita competência. Parabéns também pela comemoração dos 50 anos de ABCFARMA, de fato uma

Meio século de bons serviços prestados ao Comércio

associação que luta pelos interesses do setor farmacêu-

Varejista de Medicamentos, 50 anos é o atestado de uma

tico com muita maestria e ética. Para nós é uma honra

excelente administração. O Comércio Varejista reconhe-

poder partilhar desta comemoração. Parabéns,

ce o empenho e a dedicação da ABCFARMA. O mérito

Rosana Lima Zanini, Rede Droga Raia

maior do homem consiste, sem dúvida, em dominar as

66 | REVISTA ABCFARMA | DEZEMBRO/09


circunstâncias o melhor possível e deixar-se dominar por

É com muita satisfação que recebemos este convite de come-

ela o menos possível. O importante não é vencer todos os

moração desta data tão significativa! Fica o abraço sincero

dias, mas lutar sempre, continue lutando. Parabéns pelos

e cordial com votos de muitas felicidades a toda equipe

50 anos. Atenciosamente,

ABCFARMA, e suas principais representações, Pedro Zidoi e

Dioscesmar Felipe de Faria, Presidente Sind. do

dr. Caio Romero Cavalcanti. Parabéns!!! Afinal são 50 anos de

Comércio Varejista de Prod. Farmacêuticos do DF

lutas, vitorias e conquistas. Um forte abraço!!! Aurélio Ramos

Ilmo Sr. Pedro Zidoi, Presidente da ABCFARMA, prezado

Supervisor de Marketing do Laboratório Teuto

companheiro, em nome das 7 (sete) mil empresas que o SINCOVAT (Sindicato do Comércio Varejista de Taubaté e

Caro presidente e amigo Pedro Zidoi,

região) representa em sua base territorial, queremos para-

Caio Romero Cavalcanti

benizá-lo pela posse como Membro Honorário Nacional da

Presidente da Academia Nacional de Farmácia

Academia de Farmácia. Queremos salientar que admiramos sua trajetória como sindicalista e homem público que

Agradecendo a gentileza do convite, lamento que outros com-

sempre lutou por sua categoria, e sendo um dinâmico e des-

promissos já assumidos anteriormente me impeçam de assistir

bravador, é justo e oportuno sua presença agora também

à posse do sr. Pedro Zidoi Sdoia como Membro Honorário

na Academia, onde poderá ajudar ainda mais a estudar,

Nacional da Instituição, marcada para amanhã. Cumprimento

debater e divulgar tudo que se relaciona com a Farmácia e

pela escolha do novo Acadêmico, uma personalidade reconhe-

ciências afins. Aproveitando a oportunidade para também

cida e ímpar na galeria de integrantes ilustres da Academia

parabenizar a ABCFARMA, que tem à frente este grande

Nacional de Farmácia. Cordialmente.

Presidente, por seus 50 anos de serviços prestados ao seg-

Argemiro de Barros Araújo, Diretor da Fecomércio

mento farmacêutico. Com consideração. Dan Guinsburg, Presidente do SINCOVAT

Caro Sr. Pedro Zidoi, sinto-me muito honrado com o recebimento

Sindicato do Comércio Varejista de Taubaté

deste convite e aproveito para registrar meu protesto de reconhecimento a esta instituição de representatividade que somente

Sr. Pedro Zidoi, buenas, tardes. Por medio de la presente,

enobrece o setor farmacêutico que é a ABCFARMA, com uma

me dirijo otra vez a usted a fin de reiterarle mi enorme

atuação impar (na pessoa de seu presidente o Sr. Pedro Zidoi);

agradecimiento por la invitación recebida para el dia 30 de

neste setor que sofre com tantas mudanças nos últimos anos.

octubre de 2009. Sin mas, me despido saludándolo cordial

Mais envio um fraterno abraço ao honrado Presidente Sr. Pedro

y afectuosamente.

Zidoi. E congratulo com a ABCFARMA esses honrados 50 anos.

Eduardo Dosisto, vice presidente de la Asociación de

Sérgio Sousa, diretor da EMEFARMA

Empresários de Farmacia Del Conosur (Argentina) Esperando poder hacerlo cuando estén en Buenos Aires persoAproveito a oportunidade para parabenizá-lo em nome

nalmente, mis más sinceras felicitaciones.

da ABCFARMA, pelos 50 anos de lutas e conquistas.

Dan Carlos Alonso, diretor da ASOFAR (Argentina)

Grande abraço. Que o nosso grandioso Deus esteja sempre nos guiando.

Compromissos que não tenho como remanejar me impedem de

Ivanilton Galindo, diretor do Grupo Galindo

comparecer ao jantar de confraternização comemorativo do 50º aniversário da prestigiosa Entidade que o prezado Presidente

Em seu JUBILEU DE OURO, é a entidade maior do Comér-

comanda com tanta dedicação. Agradeço-lhe o distinto convite e

cio Varejista Farmacêutico Brasileiro, com garra, com-

cumprimento pelo transcurso da significativa efeméride, apro-

prometimento e participação ativa em todas as esferas de

veitando o ensejo para cumprimentá-lo também pela posse como

governo, em defesa de nosso segmento, e da saúde como um

Membro Honorário Nacional da Academia Nacional de Farmá-

todo. Congratulações.

cia. Parabéns por ambos os acontecimentos. Cordialmente,

Humberto Figlíuolo, Farmacêutico

Euclides Carli, Vice-Presidente da Fecomércio

REVISTA ABCFARMA | DEZEMBRO/09 | 67


Quem a conheceu como eu, tempos atrás, não poderia

Estimado Amigo Pedro Zidoi y Sra. Maria Helena: hemos

imaginar o que ela é hoje. A prestação de serviços que nossa

recebido vuestra nota de agradecimiento y quiero reiterar

querida ABCFARMA promove hoje aos empresários do setor

los preciados conceptos en honor a esta amistad que ha ido

é reconhecida por todos nós. Falo isso para confirmar minha

creciendo. Ha sido un honor participar de los 50 años de

satisfação em ter você como presidente, o que alavancou o

ABCFARMA y un verdadero orgullo contar con un amigo

progresso desta entidade. Todos nós sabemos de sua dedi-

homenajeado por la Academia Nacional de Farmacia, por

cação e zêlo à frente e em prol do nosso desenvolvimento. É

sus 50 años de trayectoria sumando logros para el negocio

com grande satisfação que lhe envio os meus parabéns e os

farmacéutico. Muy agradecidos por habernos permitido

mais sinceros votos de uma continuidade neste progresso. E

participar de ello y por los gratos momentos y atenciones

que você, meu amigo, seja sempre lembrado no futuro, como

recibidas. Un abrazo.

o grande empreendedor e aquele que deu essa acelerada

Alfredo Di Salvo, presidente da ASOFAR,

para que a nossa entidade fosse reconhecida nacionalmente

y Sra. (Argentina)

e até internacionalmente, como exemplo de gestão que deve ser tomado quando se tem tanta responsabilidade nas mãos.

Dr. Caio Romero Cavalcanti (DD Presidente da A N Farmácia),

Gostaria, neste momento, também, de parabenizá-lo pelas

Dr. Pedro Zidoi Sdoia (DD. Presidente da ABCFARMA e No-

palavras no editorial de nossa revista no mês de outu-

vel Membro Honorário da ANF). Decrente de me encontrar

bro/2009, edição 218, onde, com todo o seu cabedal de pre-

em viagem, não tomei conhecimento do Convite para a posse

sidente, elogia a sua diretoria e seus colaboradores. Atitude

do Novel Membro Honorário da nossa ANF. Somente ontem,

democrática de um grande presidente e líder deste segmento.

dia 8 de novembro, ao retornar da viagem, tive a honra de

Parabéns a você pessoalmente e a todos os colaboradores de

saber do ingresso de mais um digno Membro Honorário.

nossa querida ABCFARMA. Fraternalmente,

Pelo motivo acima exposto, não pude cumprimentar a Dire-

Mauro Lima Rodrigues, diretor da ABCFARMA

toria da ANF e o seu Excelentíssimo Presidente, assim como, o novel Membro Honorário Pedro Zidoi Sdoia. Com elevada

Estou escrevendo porque recebi o seu convite para a sua posse

honra, envio os meus cumprimentos, apesar de atrasados

como membro honorário da Academia Nacional de Farmácia.

augurando para o novo Acadêmico uma feliz e promissora

Parabéns pelo novo cargo. A Academia tem muito a ganhar

contribuição, para o nosso solidalício e para a Diretoria e

com a sua presença e contribuição. Agradeço de coração o

seu Presidente efusivos saudares.

convite, mas não poderei comparecer. Desejo que o senhor seja

Antonio J. Monteiro da Silva

muito feliz na Academia. Grande abraço da amiga.

Médico Cirurgião Vascular, Membro Honorário da ANF

Viviane Massi Massi Comunicação (Rio de Janeiro)

Sr. Pedro Zidoi, gostaria de parabenizá-lo pelo grandioso evento realizado. Confesso que fiquei extremamente emocionado

Acusamos com satisfação o recebimento do convite para a

com tantas homenagens que lhe foram prestadas, aliás, justas

digna, honrosa e merecida comemoração dos 50 anos de vida

e merecidas homenagens, pelos anos de dedicação, seriedade e

da ABCFARMA. É com muito orgulho e prazer que nós da BCL

comprometimento com os interesses do setor. É um gratificante

cumprimentamos ao Pedro Zidoi e equipe, afinal nesse meio

saber que temos um exemplar representante dos nossos interes-

século, nós da BCL registramos quase 20 anos de parceria e de

ses. Parabéns e Forte Abraço de toda equipe EMS Genéricos.

serviços prestados a vocês. Infelizmente nesse dia 30 de

Marco Aurélio Miguel, Marketing EMS

outubro estarei em viagem já programada a algum tempo e que não poderei adia-la, portanto peço desculpas e estarei re-

Meu caro Pedro Zidoi, liderança incontestável do comércio

presentado pelo Ângelo Cresta Filho. Aproveitamos a oportu-

farmacêutico, agora membro honorário da Academia Naci-

nidade para cumprimentar e saudar em especial o Pedro Zidoi

nal de Farmácia. Nada mais justo. Líder habilidoso e compe-

pela posse justa e igualmente honrosa como o novo Acadêmico

tente, sempre soube debater com a indústria temas difíceis

da Academia Nacional de Farmácia. Cordialmente,

com generosidade e elegância. Receba meu abraço.

João Batista Cardeal, Gerente Geral da Benfica Cargas

Carlos Fernando Gross, presidente do Laboratório Gross

68 | REVISTA ABCFARMA | DEZEMBRO/09


Agradecimentos

NOSSOS PARCEIROS O sucesso da comemoração dos 50 anos da ABCFARMA contou com o apoio destas empresas parceiras.

Nossos agradecimentos por acreditarem em nosso trabalho.

REVISTA ABCFARMA | DEZEMBRO/09 | 69


Paticipação dos assinantes na promoção: “A melhor frase sobre a ABCFARMA” Parabéns aos nove finalistas Vera Rocha, Drogaria Nova Esperança / SP (vencedora) Charles Lopes, Drogaria Nova Capela – Capela Nova / MG Cintia Bandeira, Drogaria Pharmavida – Conselheiro Lafaiete / MG Maria Aparecida, Drogaelle – Juiz de Fora / MG Zeno Antônio Bernardi, Drogaria Luz e Vida – Gravataí / RS Regina Y. H. Farias, Ken Farma – Cajamar / SP J.C. da Silva, Farmácia São João – Bonito / PE Cristina Harve Hayaschi, Farmácia Bom Jesus – Bauru / SP Leiba D. F. Bonetti, Drogaria Laura Vicuna – Campo Grande / MS

As frases foram surpreendentes, e superaram nossas expectativas. Vocês, nossos assinantes, são um incentivo para um atendimento cada vez mais aprimorado para o comércio farmacêutico. A ABCFARMA agradece sua fidelidade, deseja sucesso em seus empreendimentos e um Natal e Ano Novo cheios de

Saúde e Paz


A vencedora A avaliação das frases aconteceu no dia 30 de outubro de 2009 – aniversário da ABCFARMA. A vencedora do concurso sobre os 50 anos da nossa entidade foi a assinante VERA ROCHA, da Drogaria Nova Esperança (Drogaria F. Rocha Ltda.), de Ilhabela, São Paulo, com a seguinte frase:

“A ABCFARMA é como uma bússola, um farol, uma luz para todo o setor farmacêutico. Sem ela, naufragamos!” Vera desfrutará de um final de semana com acompanhante no Hotel Fazenda Solar das Andorinhas.

u e l i b u J o r u O de MA

R A F C B A


Atualidades

Miosan Caf Chega às farmácias um produto inédito no Brasil da Apsen Farmacêutica. Trata-se do medicamento Miosan CAF, único produto que contém a associação da ciclobenzaprina com a cafeína, produzindo alívio rápido das dores musculares com menor índice de sonolência. Vale lembrar que a ciclobenzaprina é o miorrelaxante com maior número de estudos clínicos publicados e a cafeína é a substância psicoativa mais estudada, que além de diminuir a sonolência, ainda possui ação analgésica. Miosan CAF é vendido em caixas com 15 comprimidos contendo 5 mg de cloridrato de ciclobenzaprina e 30 mg de cafeína ou contendo 10 mg de cloridrato de ciclobenzaprina e 60 mg de cafeína. MS: 1.0118.0611.009-1 Contra-indicações: hipersensibilidade à ciclopenzaprina e/ou cafeína ou a qualquer outro componente da fórmula do produto. Interações medicamentosas: a ciclopenzaprina pode aumentar os efeitos do álcool, dos barbituratos e dos outros depressores do SNC. SAC: 0800165678 A PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO

Litho Calcium, complemento alimentar O Litho Calcium, da Biovita, é um complemento aliBiovita mentar natural, extraído de uma alga marinha brasileira, alimento útil que reduz as carências minerais orgânicas decorrentes de diversos fatores, como a alimentação incorreta, o desgaste natural e o desequilíbrio provocado por estados doentios. Esta alga prolifera no leito do mar, onde incorpora em níveis fisiológicos em sua constituição todos os minerais necessários ao pleno funcionamento orgânico. A alga retira diretamente da natureza todos os oligoelementos essenciais, fi xando-os no estado orgânico vegetal. São 74 elementos minerais, inclusive cálcio e magnésio, indispensáveis à manutenção da saúde e o seu grande diferencial está na origem da matéria-prima. Registrado na ANVISA: 5.6385.00013.00 SAC: 0800 940 6200 Contra-indicação: o Litho Calcium não apresenta nenhuma contra-indicação e pode ser consumido por qualquer pessoa, em qualquer idade, independentemente da sua condição de saúde. A PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO

Biolab lança Photoprot FPS 100, o primeiro fotoprotetor brasileiro desenvolvido com nanotecnologia A Biolab Farmacêutica está lançando o primeiro fotoprotetor solar do mercado que utiliza os inovadores recursos da nanotecnologia. Photoprot FPS 100, desenvolvido em parceria com a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), oferece proteção mais duradoura, segura e eficaz contra os efeitos nocivos da exposição solar, absorvendo e refletindo a radiação ultravioleta com mais estabilidade e distribuição eficiente sobre a pele. As diferenciadas características de Photoprot FPS 100 devem-se à exclusiva tecnologia Nanophoton de nanoencapsulação de filtros químicos orgânicos. Além disso, o produto não tem fragrância, foi desenvolvido com polímero 100% biodegradável e é resistente à água. Sua fórmula contém os filtros solares orgânicos Avobenzona e Octocrileno, que absorvem a radiação UVA e UVB evitando a vermelhidão da pele e ainda protegem contra o envelhecimento prematuro. Outro componente da fórmula do produto é o Óleo de Buriti, importante agente antioxidante e emoliente. Além de ser ideal para o uso diário e fotoproteção prolongada, Photoprot oferece segurança para quem precisa de proteção para cicatrizes recentes e de acne, pós-procedimentos dermatológicos e cirúrgicos, bem como prevenção e terapia de melasma (manchas na pele). Registro no M.S: 2.2763.0053 SAC: 0800 724 65 22 74 | REVISTA ABCFARMA | DEZEMBRO/09


Pyloripac Retrat elimina bactéria da úlcera Inédita opção para a eliminação da bactéria Helicobacter pylori: o Pyloripac Retrat, da Medley Indústria Farmacêutica. O medicamento foi desenvolvido especificamente para o retratamento deste micro-organismo, num período de 10 dias. Segundo estudos, em 20% dos casos a eliminação da H. pylori não apresenta resultado com um tratamento convencional, sendo necessária a reindicação de um novo produto. Com o Pyloripac Retrat, o portfólio da Medley se torna completo para o tratamento da H. pylori, com os seguintes medicamentos: Pyloripac (tratamento de sete dias para eliminação da bactéria), Pyloripac IBP (tratamento por 14 e 28 dias, para eliminação da bactéria e cicatrização da úlcera). M.S. : 1.0181.0579.001-8 SIM: 0800 729 8000 www.medley.com.br Contraindicação: pacientes com história de reação alérgica às penicilinas. Interação medicamentosa: pode interferir na absorção de fármacos que dependam do pH gástrico A PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO

Tartarato de brimonidina, colírio A Geolab aumenta sua linha de colírios com o genérico tartarato de brimonidina em duas concentrações: 0,2% e 0,15%. Após lançar Alphabrin e Alphabrin P, os primeiros colírios similares do mercado, agora a novidade é o tartarato de brimonidina genérico, sendo a concentração 0,15% exclusividade da Geolab. Ambos são indicados para a redução da pressão intraocular em pacientes com glaucoma de ângulo aberto ou hipertensão ocular. Os produtos são apresentados em frascos de 5mL. Registro no M.S.: 1.5423.0144 Contra-indicações: pacientes com hipersensibilidade ao tartarato de brimonidina ou qualquer um dos componentes da fórmula. São contra-indicados também para pacientes em tratamento com fármacos inibidores da monoamino oxidase (MAO). SAC: 0800 701 6080 A PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO

Benestare, regulador do intestino Produzido com policarbofila cálcica, uma fibra sintética capaz de aliviar tanto a constipação quanto a diarreia, chega ao mercado farmacêutico o Benestare, da Medley Indústria Farmacêutica. O medicamento é um regulador do hábito intestinal, com alta capacidade de retenção de água. Por não ser absorvido e nem metabolizado pelo organismo, Benestare pode ser indicado para utilização a longo prazo, inclusive por gestantes. O produto é encontrado na apresentação com 30 comprimidos revestidos, facilitando a ingestão diária. Registro MS: 1.0181.0568.002-6 SIM: 0800 729 8000 Contra indicações: Benestare é um medicamento. Seu uso pode trazer riscos. Procure o médico e o farmacêutico. Leia a Bula. A PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO

REVISTA ABCFARMA | DEZEMBRO/09 | 75


Atualidades

Cetaphil, hidratação diária Cetaphil Loção Hidratante, da Galderma, é uma loção hidratante especialmente formulada para todo tipo de pele. Ideal para hidratação diária de todo o corpo, não comedogênico, hipoalergênico. Apresentação de 473ml. Já o Cetaphil Creme Hidratante tem formulação única, que proporciona hidratação intensa e prolongada. Ideal para hidratação de áreas extremamente secas, como cotovelo, joelho e calcanhar. O produto é utilizado como adjuvante em vários tratamentos dermatológicos,

Preservativos Due: segurança garantida Os Preservativos Due são fabricados com o mais alto padrão de qualidade do látex. Uma grande equipe, apoiada pela tecnologia mais avançada e um rigoroso e exaustivo sistema de segurança, mantém nosso produto na liderança do mercado europeu e nos permite realmente fazer a diferença, sempre. O objetivo principal da Made in Italy é tornar os preservativos Due tão conhecidos no Brasil quanto na Europa, e conseguir conscientizar as pessoas de que o uso de um preservativo de qualidade pode evitar grandes problemas. SAC: 0800-081 00 22 www.usedue.com Registro MS: 1033936

como psoriase, dermatite atópica e rosácea. Apresentação 453g. Cetaphil Creme e Loção Registro ANVISA 343/05 SAC: 0800-0155552 sac@galderma.com

Simeticona, para alívio de gases Chega ao mercado a simeticona Sandoz, em duas apresentações: caixas com 20 comprimidos de 40mg e em gotas, com embalagens de 15ml, na concentração de 75mg/ ml. O medicamento é indicado para o caso de excesso de gases no aparelho gastrintestinal, que causam incômodo, estufamento, dor ou cólicas no abdômen. A simeticona, ou dimeticona ativada, é uma mistura de dimeticonas líquidas com dióxido de silicone. Pode ser tomada por adultos, crianças e bebês para diminuir o desconforto em casos de acúmulo de gases (meteorismo) no pós-operatório e convalescença, além de auxiliar no preparo intestinal dos pacientes para radiografia do abdômen. “ SIMETICONA É UM MEDICAMENTO. SEU USO PODE TRAZER RISCOS. PROCURE O MÉDICO E O FARMACÊUTICO. LEIA A BULA”. M.S.: CPR - 1.0047.0465 M.S.: Gotas - 1.0047.0460 Contra-indicação: a simeticona não deve ser utilizada em pacientes com alergia ou sensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula. SAC: 0800 4009192 SE PERSISTIREM OS SINTOMAS O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO

76 | REVISTA ABCFARMA | DEZEMBRO/09


Tyflen nova apresentação Lançamento do laboratório Brasterápica, o Tyflen 500mg chega para ampliar a linha terapêutica contra a febre e dor. O produto é indicado para alívio temporário de dores leves a moderadas associadas a gripes, resfriados, dor de cabeça, dor de dente, dor nas costas, dores leves associadas a artrites, cólicas menstruais e para a redução da febre. Apresenta-se em embalagens de 20 ou 200 comprimidos. O produto conta com um hot site: www.tyflen.com.br. MS: 1.0038.0039.002-4 MS: 1.0038.0039.003-2 Contra-indicações: não deve ser administrado a pacientes com hipersensibilidade conhecida aos componentes da fórmula. Não use com outros medicamentos que contenham paracetamol, com álcool ou em caso de doença grave do fígado. SAC: 0800 177887 A PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO

Soapex, higiene das mãos Soapex Espuma Antisséptica da Galderma, é uma forma prática e moderna de higienizar as mãos. Graças à sua prática embalagem (pump) e ao fato de não necessitar de água, pode ser levado na bolsa, na mochila e para qualquer lugar. Contém ingredientes (silicone) que mantêm a pele macia. Registro ANVISA: 2.2262.0152.001-7 SAC: 0800-0155552 sac@galderma.com

Glibeta, antidiabetes A Torrent do Brasil está lançando o Glibeta, medicamento para o tratamento do diabetes tipo 2. Com o Glibeta, pode-se obter níveis satisfatórios de HbA1c, proporcionando melhor controle do paciente diabético. Resultado da associação de dois agentes antidiabéticos, o cloridrato de metformina e a glibenclamida, o Glibeta segue a tendência da medicina moderna de combinar drogas diferentes em um único comprimido para otimizar o tratamento. De acordo com a Torrent, este é o primeiro medicamento similar, nesta formulação, no mercado brasileiro. O Glibeta é comercializado em duas apresentações: em comprimidos de 500mg+2,5 mg, em caixa com 30 unidades e em comprimidos de 500mg + 5 mg, em caixa com 30 unidades. M.S. 1.0525.0033.001-6 Contraindicações: hipersensibilidade a qualquer componente da formulação; doença ou disfunção renal, inclusive quando resultante de colapso cardiovascular (choque), infarto agudo do miocárdio ou septicemia; ICC e acidose metabólica aguda ou crônica, incluindo cetoacidose diabética com ou sem coma. SAC: 0800-7708818. A PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO REVISTA ABCFARMA | DEZEMBRO/09 | 77


Você tem um encontro marcado com o futuro do setor farmacêutico no Brasil

8 DE DEZEMBRO DE 2009 Local: Hotel Renaissance, em São Paulo (Teatro do Hotel Renaissance: Alameda Santos, 2.233 - São Paulo / SP)

As entidades ABAFARMA, ABCFARMA e ABRAFARMA realizarão seu evento anual, de acesso gratuito mas com alto valor agregado, que reunirá numa mesma manhã, especialistas que discutirão o futuro do setor de medicamentos no Brasil

Programação: 8h às 12h  Café de boas-vindas  Perspectivas 2010 - A Visão das Entidades  Perspectivas em Medicamentos - IMS Health Brasil  Perspectivas em Higiene & Beleza - Nielsen Brasil  Perspectivas para o país - Stephen Kanitz (escritor, palestrante e colunista da revista Veja) Vagas limitadas sujeitas a inscrição gratuita prévia nos portais: www.abafarma.com.br • www.abcfarma.org.br • www.abrafarma.com.br Realização


Esta publicação é um encarte da Revista ABCFARMA

ABCFARMA Edição 220 • Dezembro • 2009

Conforme determinação da RDC nº 99 de 22/11/2000,

é obrigatório manter à disposição dos consumidores lista atualizada dos medicamentos genéricos

ANEXO DE MEDICAMENTOS GENÉRICOS


Lista de genéricos

medicamentos registrados Medicamento de Referência Acular Acular Acular Acular Adriblastina RD Adriblastina RD Advil Aerolin Aerolin Aerolin Aerolin Aerolin Aerolin Aerolin Aerolin Aerolin Aerolin Aerolin Aerolin Aerolin Afrin Afrin Akineton Aldactone Aldactone Aldomet Aldomet Aldomet Aldomet Allegra Allegra Allegra Alphagan Amaryl Amaryl Amaryl Amaryl Amaryl Aminofilina Aminofilina Aminofilina Aminofilina Amoxil Amoxil Amoxil Amoxil Amoxil Amoxil Amoxil Amoxil Amoxil Amoxil Amoxil Amoxil Amoxil Amoxil Amoxil Amoxil Amoxil Amoxil Amoxil Amoxil

Medicamento Genérico Trometamina de Cetorolaco Trometamina de Cetorolaco Trometamina de Cetorolaco Cetorolaco Cloridrato de Doxorrubicina Cloridrato de Doxorrubicina Ibuprofeno Sulfato de Salbutamol Sulfato de Salbutamol Sulfato de Salbutamol Sulfato de Salbutamol Sulfato de Salbutamol Sulfato de Salbutamol Sulfato de Salbutamol Sulfato de Salbutamol Sulfato de Salbutamol Sulfato de Salbutamol Sulfato de Salbutamol Sulfato de Salbutamol Edulito Sulfato de Salbutamol Cloridrato de Oximetazolina Cloridrato de Oximetazolina Cloridrato de Biperideno Espironolactona Espironolactona Metildopa Metildopa Metildopa Metildopa Cloridrato de Fexofenadina Cloridrato de Fexofenadina Cloridrato de Fexofenadina Tartarato de Brimonidina Glimepirida Glimepirida Glimepirida Glimepirida Glimepirida Aminofilina Aminofilina Aminofilina Aminofilina Amoxicilina Amoxicilina Amoxicilina Amoxicilina Amoxicilina Amoxicilina Amoxicilina Amoxicilina Amoxicilina Amoxicilina Amoxicilina Amoxicilina Amoxicilina Amoxicilina Amoxicilina Amoxicilina Amoxicilina Amoxicilina Amoxicilina Amoxicilina

Encarte Revista ABCFARMA | Dezembro/2009

Laboratório Fabricante Biosintética Cristália EMS Nature´s Plus Eurofarma Glenmark Sigma Pharma Bunker Cristália Geolab Green Pharma Hipolabor Hipolabor Medley Neo Química Prati, Donaduzzi Teuto Theodoro F Sobral União Química EMS Cinfa Teuto Abbott EMS Germed Biosintética EMS Luper Medley Brainfarma Mepha Ranbaxy Alcon Biosintética Eurofarma Medley Sandoz

SANOFI-AVENTIS

Farmace Teuto Teuto Vitapan AB Farmo AB Farmo Abbott Abbott Brainfarma Brainfarma EMS EMS EMS Eurofarma Germed Germed Luper Medley Medley Medley Mepha Mepha Nature´s Plus Neo Química

2

Concentração

Forma Farmacêutica

0,5 pcc Solução oftálmica 0,5 pcc Solução oftálmica 0,5mg/ml Solução oftálmica 5mg/ml Solução oftálmica 10mg;50mg Pó liofilizado p/ sol injetável 10mg;50mg Pó liofilizado p/ sol injetável 200mg Comprimido revestido 0,4mg/ml Xarope 0,4mg/ml Xarope 0,4mg/ml Xarope 0,4mg/ml Solução oral 0,5mg/ml Solução injetável 0,4mg/ml Xarope 0,4mg/ml Xarope 0,4mg/ml Xarope 0,4mg/ml Xarope 0,4mg/ml Solução oral 0,4mg/ml Xarope 0,4mg/ml Solução oral 0,4mg/ml Solução oral 0,5mg/ml Solução nasal 0,5mg/ml;0,25mg/ml Solução nasal 2mg Comprimido 25mg;50 mg;100mg Comprimido 25mg;50mg;100mg Comprimido 500mg;250mg Comprimido revestido 250mg;500mg Comprimido revestido 500mg;250mg Comprimido revestido 250mg;500mg Comprimido revestido 120mg;180mg Comprimido revestido 120mg;180mg Comprimido revestido 120mg;180mg Comprimido revestido 2,0mg/ml Solução oftálmica 1mg;2mg;4mg Comprimido 1mg;2mg;4mg Comprimido 1mg;2mg Comprimido 1mg;2mg;4mg Comprimido 1mg;2mg;4mg Comprimido 24mg/ml Solução injetável 100mg;200mg Comprimido 24mg/ml Solução injetável 200mg Comprimido 500mg Cápsula gelatinosa dura 50mg/ml;100mg/ml Pó p/ suspensão oral 500mg Cápsula gelatinosa dura 50mg/ml Pó p/ suspensão oral 500mg Cápsula gelatinosa dura 50mg/ml Pó p/ suspensão oral 500mg Cápsula gelatinosa dura 50mg/ml;100mg/ml; Pó p/ suspensão oral 200mg/5mL;400mg/5mL; Pó p/ suspensão oral 500mg Cápsula gelatinosa dura 50mg/ml Pó p/ suspensão oral 200mg/5mL; 400mg/5mL; Pó p/ suspensão oral 500mg Cápsula gelatinosa dura 500mg;Cápsula gelatinosa dura 125mg/5ml;200mg/5ml;250mg/5ml;400mg/5ml; Pó p/ suspensão oral 500mg/5ml Pó p/ suspensão oral 500mg Cápsula gelatinosa dura 50mg/ml Pó p/ suspensão oral 500mg Cápsula gelatinosa dura 500mg Cápsula gelatinosa dura Fonte ANVISA (atualizada até Maio/2009)


Lista de genéricos

medicamentos registrados Medicamento de Referência

Medicamento Genérico

Laboratório Fabricante

Amoxil Amoxil Amoxil Amoxil Amoxil Amoxil Amoxil Amoxil BD Amoxil BD Amoxil BD Amoxil BD Amoxil/Amoxil BD

Amoxicilina Amoxicilina Amoxicilina Amoxicilina Amoxicilina Amoxicilina Amoxicilina Amoxicilina Amoxicilina Amoxicilina Amoxicilina Amoxicilina

Neo Química Prati, Donaduzzi Ranbaxy Ranbaxy Sanval Teuto União Química EMS Eurofarma Nature´s Plus Sigma Pharma Eurofarma

Amplacilina Amplacilina Amplacilina Amplacilina Amplacilina Amplacilina Amplacilina Amplacilina Amplacilina Amplacilina Amplacilina Anafranil Anafranil Anafranil Antak Antak Antak Antak Antak Antak Antak Antak Antak Antak Antak Antak Antak Antak Antak Antak Aredia Arifenicol Arimidex Aropax Aropax Aropax Aropax Aropax Aropax Aropax Aropax Artren Aspirina Aspirina Atenol Atenol Atenol Atenol Atenol

Ampicilina Ampicilina Ampicilina Ampicilina Ampicilina Ampicilina Ampicilina Ampicilina Sódica Ampicilina Sódica Ampicilina Sódica Ampicilina Sódica Cloridrato de Clomipramina Cloridrato de Clomipramina Cloridrato de Clomipramina Cloridrato de Ranitidina Cloridrato de Ranitidina Cloridrato de Ranitidina Cloridrato de Ranitidina Cloridrato de Ranitidina Cloridrato de Ranitidina Cloridrato de Ranitidina Cloridrato de Ranitidina Cloridrato de Ranitidina Cloridrato de Ranitidina Cloridrato de Ranitidina Cloridrato de Ranitidina Cloridrato de Ranitidina Cloridrato de Ranitidina Cloridrato de Ranitidina Cloridrato de Ranitidina Pamidronato dissódico Succinato Sódico de Cloranfenicol Anastrazol Cloridrato de Paroxetina Cloridrato de Paroxetina Cloridrato de Paroxetina Cloridrato de Paroxetina Cloridrato de Paroxetina Cloridrato de Paroxetina Cloridrato de Paroxetina Cloridrato de Paroxetina Diclofenaco Sódico Ácido Acetilsalicilico Ácido Acetilsalicilico Atenolol Atenolol Atenolol Atenolol Atenolol

Abbott EMS Eurofarma Eurofarma Neo Química Prati, Donaduzzi Sandoz AB Farmo Medley Ranbaxy Teuto EMS Nature´s Plus Sigma Pharma Ativus Cinfa EMS EMS Eurofarma Farmace Hipolabor Hypofarma Medley Merck Novafarma Ranbaxy Sandoz Teuto Teuto União Química Eurofarma Novafarma Eurofarma Arrow Biosintética Brainfarma Eurofarma Farmasa Mepha Ranbaxy Zydus Merck EMS Green Pharma Abbott Apotex Biolunis Biosintética Cristália

Encarte Revista ABCFARMA | Dezembro/2009

3

Concentração

Forma Farmacêutica

50mg/ml Pó p/ suspensão oral 50mg/ml;100mg/ml Pó p/ suspensão oral 500mg Cápsula gelatinosa dura 50mg/ml Pó p/ suspensão oral 500mg Cápsula gelatinosa dura 500mg Cápsula gelatinosa dura 50mg/ml;100mg/ml; Pó p/ suspensão oral 875mg Comprimido revestido 875mg Comprimido revestido 875mg Comprimido revestido 875mg Comprimido revestido 125mg/5ml;200mg/5ml;250mg/5ml;400mg/5ml;500mg/5ml Pó p/ suspensão oral 500mg Cápsula 250mg/5ml Suspensão oral 500mg Cápsula gelatinosa dura 50mg/ml Pó p/ suspensão oral 50mg/ml Pó p/ suspensão oral 50mg/ml Pó p/ suspensão oral 500mg Cápsula gelatinosa dura 500mg;1g Pó p/ solução injetável 50mg/ml Pó p/ suspensão oral 500mg;1g Pó p/ solução injetável 500mg;1g Pó p/ solução injetável 10mg;25mg Comprimido revestido 10mg;25mg Comprimido revestido 10mg;25mg Comprimido revestido 150mg;300mg Comprimido revestido 150mg;300mg Comprimido revestido 150mg;300mg Comprimido revestido 25mg/ml Solução injetável 150mg;300mg Comprimido revestido 25mg/ml Solução injetável 25mg/ml Solução injetável 25mg/ml Solução injetável 150mg;300mg Comprimido revestido 150mg;300mg Comprimido revestido 25mg/ml Solução injetável 150mg;300mg Comprimido revestido 150mg;300mg Comprimido revestido 150mg;300mg Comprimido revestido 25mg/ml Solução injetável 25mg/ml Solução injetável 30mg;60mg;90mg Pó p/ solução injetável 1g Pó p/ solução injetável 1mg Comprimido revestido 20mg Comprimido revestido 20mg Comprimido revestido 20mg Comprimido revestido 20mg Comprimido revestido 20mg Comprimido revestido 20mg Comprimido revestido 20mg Comprimido revestido 20mg Comprimido revestido 100mg Cápsula gelatinosa dura c/ microgrânulos 100mg;500mg Comprimido 100mg;500 g Comprimido 50mg;100mg Comprimido 25mg;50mg;100mg Comprimido revestido 50mg;100mg Comprimido 25mg;50mg;100mg Comprimido 25mg;50mg;100mg Comprimido Fonte ANVISA (atualizada até Maio/2009)


Lista de genéricos

medicamentos registrados Medicamento de Referência Atenol Atenol Atenol Atenol Atenol Atenol Atlansil Atlansil Atlansil Atropion Atrovent Atrovent Atrovent Atrovent Atrovent Azactam Bactrim Bactrim Bactrim Bactrim Bactroban Bactroban Baycuten - N Baycuten - N Baycuten - N Baycuten - N Bedfordpoly B Benzetacil Berlison Berlison Berlison Berotec Berotec Berotec Betnovate Betnovate Betnovate Betnovate Betnovate Betnovate Betnovate Betnovate Betnovate Betnovate Betnovate Betnovate Betnovate Betnovate Betnovate Betnovate Betnovate Betnovate N Betnovate N Betnovate N Betoptic Betoptic Binotal Biocarb Bisolvon Bisolvon Bricanyl Bricanyl

Medicamento Genérico Atenolol Atenolol Atenolol Atenolol Atenolol Atenolol Cloridrato de Amiodarona Cloridrato de Amiodarona Cloridrato de Amiodarona Sulfato de Atropina Brometo de Ipratropio Brometo de Ipratropio Brometo de Ipratropio Brometo de Ipratropio Brometo de Ipratropio Aztreonam Sulfametoxazol+Trimetoprima Sulfametoxazol+Trimetoprima Sulfametoxazol+Trimetoprima Sulfametoxazol+Trimetoprima Mupirocina Mupirocina Clotrimazol+Acetato de Dexametasona Clotrimazol+Acetato de Dexametasona Clotrimazol+Acetato de Dexametasona Clotrimazol+Acetato de Dexametasona Sulfato de Polimixina B Benzilpenicilina Benzatina Acetato de Hidrocortisona Acetato de Hidrocortisona Acetato de Hidrocortisona Bromidato de Fenoterol Bromidato de Fenoterol Bromidato de Fenoterol Valerato de Betametasona Valerato de Betametasona Valerato de Betametasona Valerato de Betametasona Valerato de Betametasona Valerato de Betametasona Valerato de Betametasona Valerato de Betametasona Valerato de Betametasona Valerato de Betametasona Valerato de Betametasona Valerato de Betametasona Valerato de Betametasona Valerato de Betametasona Valerato de Betametasona Valerato de Betametasona Valerato de Betametasona Valerato de Betametasona+Sulfato de Neomicina Valerato de Betametasona+Sulfato de Neomicina Valerato de Betametasona+Sulfato de Neomicina Cloridrato de Betaxolol Cloridrato de Betaxolol Ampicilina Carboplatina Cloridrato de Bromexina Cloridrato de Bromexina Sulfato de Terbutalina Sulfato de Terbutalina

Encarte Revista ABCFARMA | Dezembro/2009

Laboratório Fabricante EMS Medley Nature´s Plus Ranbaxy Sandoz Teuto Biosintética Hipolabor Ranbaxy Hipolabor Biosintética Neo Química Prati, Donaduzzi Teuto 0,25mg/ml União Química Eurofarma Germed Neo Química Teuto Teuto Medley Prati, Donaduzzi Geolab Kinder Medley Prati, Donaduzzi Eurofarma Eurofarma Ativus Prati, Donaduzzi Prati, Donaduzzi EMS Germed Prati, Donaduzzi EMS EMS EMS EMS Eurofarma Eurofarma Medley Medley Medley Medley Nature´s Plus Nature´s Plus Neo Química Neo Química Prati, Donaduzzi Prati, Donaduzzi Sigma Pharma EMS EMS Prati, Donaduzzi Alcon Cristália EMS Glenmark Medley Prati, Donaduzzi Medley Merck

4

Concentração

Forma Farmacêutica

25mg;50mg;100mg Comprimido 25mg;50mg;100mg Comprimido 25mg;50mg;100mg Comprimido 25mg;50mg;100mg Comprimido 25mg;50mg;100mg Comprimido revestido 100mg;50mg Comprimido 200mg Comprimido 50mg/ml Solução injetável 100mg;200mg Comprimido 0,25mg/ml Solução injetável 0,25mg/ml Solução p/ inalação 0,25mg/ml Solução p/ inalação 0,25mg/ml Solução p/ inalação Solução p/ inalação 0,25mg/ml Solução p/ inalação 0,5g;1,0g Pó p/ solução injetável 40mg/ml+8mg/ml Suspensão oral 40mg/ml+8mg/ml Suspensão oral 400mg+80mg Comprimido 40mg/ml+8mg/ml Suspensão oral 20mg/g Pomada dermatológica 20mg/g Pomada dermatológica 10mg/g+0,4mg/g Creme dermatológico 10mg/g+0,4mg/g Creme dermatológico 10mg/g+0,4mg/g Creme dermatológico 10mg/g+0,4mg/g Creme dermatológico 500.000UI Pó Liofilizado p/ sol injetável 300.000U/ml;150.000U/ml Suspensão injetável 10mg/g Creme dermatológico 10mg/g Creme dermatológico 10mg/g Pomada dermatológica 5mg/ml Solução oral 5mg/ml Solução oral 5mg/ml Solução oral 1mg/g Creme dermatológico 1,0mg/g Loção dermatológica 1mg/g Pomada dermatológica 1,0mg/g Solução capilar 1mg/g Creme dermatológico 1mg/g Pomada dermatológica 1,0mg/g Creme dermatológico 1,0mg/g Loção dermatológica 1mg/g Pomada dermatológica 1,0mg/g Solução capilar 1mg/g Creme dermatológico 1mg/g Pomada dermatológica 1,0mg/g Creme dermatológico 1,0mg/g Pomada dermatológica 1mg/g Creme dermatológico 1mg/g Pomada dermatológica 1mg/g Creme dermatológico 1mg/g+5mg/g Creme dermatológico 1mg/g+5mg/g Pomada dermatológica 1mg/g+5mg/g Creme dermatológico 0,5pcc Solução oftálmica 0,5pcc Solução oftálmica 500mg Comprimido 150mg Pó liofilizado p/ sol injetável 0,8mg/ml;1,6mg/ml Xarope 0,8mg/ml;1,6mg/ml Xarope 0,3mg/ml Xarope 0,3mg/ml Xarope Fonte ANVISA (atualizada até Maio/2009)


Lista de genéricos

medicamentos registrados Medicamento de Referência Bricanyl Bricanyl Bricanyl Composto Bricanyl Composto Brismucol Brismucol Brismucol Brismucol Brismucol Brismucol Brismucol Brismucol Brismucol Brondilat Brondilat Buscopan Buscopan Buscopan Buscopan Buscopan composto Buscopan composto Buscopan composto Buscopan composto Buscopan composto Buscopan composto Calcort Calcort Calcort Calcort Camptosar Camptosar Candicort Candicort Candicort Candicort Candicort Candicort Candicort Candicort Candicort Candicort Candicort Candicort Candicort Canesten Canesten Canesten Canesten Canesten Canesten Canesten Canesten Capoten Capoten Capoten Capoten Capoten Capoten Capoten Capoten Capoten Capoten

Medicamento Genérico Sulfato de Terbutalina Sulfato de Terbutalina Sulfato de Terbutalina+Guaifenesina Sulfato de Terbutalina+Guaifenesina Acebrofilina Acebrofilina Acebrofilina Acebrofilina Acebrofilina Acebrofilina Acebrofilina Acebrofilina Acebrofilina Acebrofilina Acebrofilina Butilbrometo de escopolamina Butilbrometo de escopolamina Butilbrometo de escopolamina Butilbrometo de escopolamina Butilbrometo de escopolamina+Dipirona sódica Butilbrometo de escopolamina+Dipirona sódica Butilbrometo de escopolamina+Dipirona sódica Butilbrometo de escopolamina+Dipirona sódica Butilbrometo de escopolamina+Dipirona sódica Butilbrometo de escopolamina+Dipirona sódica Deflazacorte Deflazacorte Deflazacorte Deflazacorte Cloridrato de Irinotecano Cloridrato de Irinotecano Cetoconazol+Dipropionato de Betametasona Cetoconazol+Dipropionato de Betametasona Cetoconazol+Dipropionato de Betametasona Cetoconazol+Dipropionato de Betametasona Cetoconazol+Dipropionato de Betametasona Cetoconazol+Dipropionato de Betametasona Cetoconazol+Dipropionato de Betametasona Cetoconazol+Dipropionato de Betametasona Cetoconazol+Dipropionato de Betametasona Cetoconazol+Dipropionato de Betametasona Cetoconazol+Dipropionato de Betametasona Cetoconazol+Dipropionato de Betametasona Cetoconazol+Dipropionato de Betametasona Clotrimazol Clotrimazol Clotrimazol Clotrimazol Clotrimazol Clotrimazol Clotrimazol Clotrimazol Captopril Captopril Captopril Captopril Captopril Captopril Captopril Captopril Captopril Captopril

Encarte Revista ABCFARMA | Dezembro/2009

Laboratório Fabricante Prati, Donaduzzi União Química Medley Prati, Donaduzzi Biosintética EMS Eurofarma Farmasa Medley Nature´s Plus Sigma Pharma Teuto União Química Geolab Prati, Donaduzzi Hipolabor Prati, Donaduzzi Teuto União Química EMS Farmace Hipolabor Hipolabor Medley Prati, Donaduzzi EMS Mepha Nature´s Plus Sigma Pharma Biochimico Eurofarma EMS EMS Eurofarma Eurofarma Farmasa Farmasa Geolab Medley Medley Prati, Donaduzzi Prati, Donaduzzi Teuto Teuto EMS Green Pharma Medley Neo Química Prati, Donaduzzi Ranbaxy Teuto União Química Arrow Biosintética Cristália EMS Eurofarma Germed Luper Mariol Medley Neo Química

5

Concentração

Forma Farmacêutica

0,3mg/ml Xarope 0,5mg/ml Solução injetável 0,3 mg/ml + 13,3 mg/ml Xarope 0,3mg/ml+13,3mg/ml Xarope 5mg/ml;10mg/ml Xarope 5mg/ml;10mg/ml Xarope 5mg/ml;10mg/ml Xarope 5mg/ml;10mg/ml Xarope 5 mg/ml; 10mg/ml Xarope 5mg/ml;10mg/ml Xarope 5mg/ml;10mg/ml Xarope 5mg/ml;10mg/ml Xarope 5mg/ml Xarope 5mg/ml;10mg/ml Xarope 5mg/ml;10mg/ml Xarope 20mg/ml Solução injetável 10mg/ml Solução oral 20mg/ml Solução injetável 20mg/ml Solução injetável 6,67mg/ml+333,4mg/ml Solução oral 4mg+ 500mg/ml Solução injetável 4mg+ 500mg/ml Solução injetável 6,67mg/ml+333,4mg/ml Solução oral 6,67mg/ml+333,4mg/ml Solução oral 6,67mg/ml+333,4mg/ml Solução oral 6mg;30mg Comprimido 6mg;30mg Comprimido 6mg;30mg Comprimido 6mg;30mg Comprimido 20mg/mL Solução injetável 20mg/mL Solução injetável 20mg/g+0,5mg/g Creme dermatológico 20mg/g+0,5mg/g Pomada dermatológica 20mg/g+0,5mg/g Creme dermatológico 20mg/g+0,5mg/g Pomada dermatológica 20mg/g+0,5mg/g Creme dermatológico 20mg/g+0,5mg/g Pomada dermatológica 20mg/g+0,5mg/g Creme dermatológico 20mg/g 0,5mg/g Creme dermatológico 20mg/g+0,5mg/g Pomada dermatológica 20mg/g+0,5 mg/g Creme dermatológico 20mg/g+0,5 mg/g Pomada dermatológica 20mg/g+0,5mg/g Creme dermatológico 20mg/g+0,5mg/g Pomada dermatológica 10mg/g Creme dermatológico 10mg/g Creme dermatológico 10mg/g Creme dermatológico 10mg/g Creme dermatológico 10mg/g Creme dermatológico 10mg/g Creme dermatológico 10mg/g Creme dermatológico 10mg/g Creme dermatológico 12,5mg;25mg;50mg Comprimido 12,5mg;25mg;50mg Comprimido 12,5mg;25mg;50mg Comprimido 12,5mg;25mg;50mg Comprimido 12,5mg;25mg;50mg Comprimido 12,5mg;25mg;50mg Comprimido 12,5mg;25mg;50mg Comprimido 12,5mg;25mg;50mg Comprimido 12,5mg;25mg;50mg Comprimido 12,5mg;25mg;50mg Comprimido Fonte ANVISA (atualizada até Maio/2009)


Lista de genéricos

medicamentos registrados Medicamento de Referência Capoten Capoten Capoten Carbolitium Cardizem Cardizem Cardizem Cardizem Carduran Carduran Carduran Carduran Cartrax Cartrax Cartrax Cartrax Cartrax Cartrax Cataflam Cataflam Cataflam Cataflam Cataflam Cataflam Cataflam Cataflam Cataflam Cataflam Cataflam Cataflam Cataflam Cataflam Cataflam D Cataflam D Cataflam Emulgel Cataflam Emulgel Cataflam Emulgel Cataflam Emulgel Cataflam Emulgel Cataflam Emulgel Cataflam Emulgel Cataflam Emulgel Cataflam Emulgel Cataflam Emulgel Cataflam Emulgel Cataflam Emulgel Cataflam Emulgel Ceclor Ceclor Ceclor Ceclor Ceclor Ceclor Cedur Cedur Cedur Cefamox Cefamox Cefamox Cefamox Cefamox Cefamox

Medicamento Genérico Captopril Captopril Captopril Carbonato de Lítio Cloridrato de Diltiazem Cloridrato de Diltiazem Cloridrato de Diltiazem Cloridrato de Diltiazem Mesilato de Doxazosina Mesilato de Doxazosina Mesilato de Doxazosina Mesilato de Doxazosina Tioconazol+Tinidazol Tioconazol+Tinidazol Tioconazol+Tinidazol Tioconazol+Tinidazol Tioconazol+Tinidazol Tioconazol+Tinidazol Diclofenaco Potássico Diclofenaco Potássico Diclofenaco Potássico Diclofenaco Potássico Diclofenaco Potássico Diclofenaco Potássico Diclofenaco Potássico Diclofenaco Potássico Diclofenaco Resinato Diclofenaco Resinato Diclofenaco Resinato Diclofenaco Resinato Diclofenaco Resinato Diclofenaco Resinato Diclofenaco Potássico Diclofenaco Potássico Diclofenaco Dietilamônio Diclofenaco Dietilamônio Diclofenaco Dietilamônio Diclofenaco Dietilamônio Diclofenaco Dietilamônio Diclofenaco Dietilamônio Diclofenaco Dietilamônio Diclofenaco Dietilamônio Diclofenaco Dietilamônio Diclofenaco Dietilamônio Diclofenaco Dietilamônio Diclofenaco Dietilamônio Diclofenaco Dietilamônio Cefaclor Cefaclor Cefaclor Cefaclor Cefaclor Cefaclor Bezafibrato Bezafibrato Bezafibrato Cefadroxila Cefadroxila Cefadroxila Cefadroxila Cefadroxila Cefadroxila

Encarte Revista ABCFARMA | Dezembro/2009

Laboratório Fabricante Sandoz Sigma Pharma Teuto Arrow EMS Nature´s Plus Ranbaxy Sigma Pharma EMS Medley Ranbaxy Sigma Pharma Ativus EMS Geolab Medley Nature´s Plus Prati, Donaduzzi Abbott Biosintética EMS Hipolabor Medley Ranbaxy Teuto Teuto Biosintética EMS Medley Mepha Nature´s Plus Sigma Pharma Brainfarma Teuto Biosintética Cimed Cristália EMS Eurofarma Geolab Medley Nature´s Plus Neo Química Prati, Donaduzzi Ranbaxy Sigma Pharma Teuto EMS EMS Medley Medley Nature´s Plus Sigma Pharma EMS Germed Sigma Pharma Abbott Abbott Biosintética EMS EMS Eurofarma

6

Concentração

Forma Farmacêutica

12,5mg;25mg;50mg Comprimido 12,5mg;25mg;50mg Comprimido 12,5mg;25mg;50mg Comprimido 300mg Comprimido 30mg;60mg Comprimido revestido 30mg;60mg Comprimido revestido 30mg;60mg Comprimido revestido 30mg;60mg Comprimido revestido 2mg Comprimido 2 g Comprimido 2mg;4mg Comprimido 2mg Comprimido 20mg/g+30mg/g Creme vaginal 20mg/g+30mg/g Creme vaginal 20mg/g+30mg/g Creme vaginal 20mg/g+30mg/g Creme vaginal 20mg/g+30mg/g Creme vaginal 20mg/g+30mg/g Creme vaginal 50mg Comprimido revestido 50mg Comprimido revestido 50mg Comprimido revestido 25mg/ml Solução injetável 50mg Comprimido revestido 50mg Drágea 25mg/ml Solução injetável 15mg/ml Suspensão oral 15mg/mL Suspensão oral 15mg/mL Suspensão oral 15mg/mL Suspensão oral 15mg/mL Suspensão oral 15mg/mL Suspensão oral 15mg/mL Suspensão oral 50mg Drágea 50mg Comprimido dispersível 10mg/g Gel creme 10mg/g Gel creme 10mg/g Gel creme 10mg/g Gel creme 10mg/g Gel creme 10mg/g Gel creme 10mg/g Gel creme 10mg/g Gel creme 10mg/g Gel creme 10mg/g Gel creme 10mg/g Gel creme 10mg/g Gel creme 10 mg/g Gel creme 250mg;500mg Cápsula gelatinosa dura 50mg/ml;75mg/ml Suspensão oral 500mg Cápsula gelatinosa dura 50mg/ml;75mg/ml Suspensão oral 250mg;500g Cápsula gelatinosa dura 250mg;500mg Cápsula gelatinosa dura 200mg Comprimido revestido 200mg Comprimido revestido 200mg Comprimido revestido 500mg Cápsula gelatinosa dura 50 g/ml Pó p/ suspensão oral 50mg;100mg Pó p/ suspensão oral 500mg Cápsula gelatinosa dura 50mg;100mg Pó p/ suspensão oral Cápsula gelatinosa 500mg dura Fonte ANVISA (atualizada até Maio/2009)


Lista de genéricos

medicamentos registrados Medicamento de Referência Cefamox Cefamox Cefamox Cefamox Cefamox Cefoxitina Sódica - Eurofarma Celestamine Celestamine Celestamine Celestamine Celestamine Celestamine Celestamine Celestamine Celestamine Celestamine Celestamine Celestamine Celestamine Celestone Celestone Celestone Celestone Celestone Celestone Celestone Celestone Celestone Celestone Celestone Cipramil Cipramil Cipramil Cipramil Cipramil Cipramil Cipramil Cipramil Cipramil Cipro Cipro Cipro Cipro Cipro Cipro Cipro Cipro Cipro Cipro Cipro Cipro Cipro Claforan Claritin Claritin Claritin Claritin Claritin Claritin Claritin Claritin Claritin

Medicamento Genérico Cefadroxila Cefadroxila Cefadroxila Cefadroxila Cefadroxila Cefoxitina Sódica Maleato de Dexclorfeniramina+Betametasona Maleato de Dexclorfeniramina+Betametasona Maleato de Dexclorfeniramina+Betametasona Maleato de Dexclorfeniramina+Betametasona Maleato de Dexclorfeniramina+Betametasona Maleato de Dexclorfeniramina+Betametasona Maleato de Dexclorfeniramina+Betametasona Maleato de Dexclorfeniramina+Betametasona Maleato de Dexclorfeniramina+Betametasona Maleato de Dexclorfeniramina+Betametasona Maleato de Dexclorfeniramina+Betametasona Maleato de Dexclorfeniramina+Betametasona Maleato de Dexclorfeniramina+Betametasona Betametasona Betametasona Betametasona Betametasona Betametasona Betametasona Betametasona Betametasona Betametasona Betametasona Betametasona Bromidrato de Citalopram Citalopram Citalopram Citalopram Citalopram Citalopram Citalopram Citalopram Citalopram Ciprofloxacino Ciprofloxacino Cloridrato de Ciprofloxacino Cloridrato de Ciprofloxacino Cloridrato de Ciprofloxacino Cloridrato de Ciprofloxacino Cloridrato de Ciprofloxacino Cloridrato de Ciprofloxacino Cloridrato de Ciprofloxacino Cloridrato de Ciprofloxacino Cloridrato de Ciprofloxacino Cloridrato de Ciprofloxacino Cloridrato de Ciprofloxacino Cefotaxima Sódica Loratadina Loratadina Loratadina Loratadina Loratadina Loratadina Loratadina Loratadina Loratadina

Encarte Revista ABCFARMA | Dezembro/2009

Laboratório Fabricante Eurofarma Medley Medley Sandoz Sandoz Novafarma Brainfarma Cimed Cristália EMS EMS Eurofarma Farmasa Mepha Merck Nature´s Plus Prati, Donaduzzi Sigma Pharma Teuto EMS EMS EMS Eurofarma Medley Nature´s Plus Nature´s Plus Prati, Donaduzzi Prati, Donaduzzi Sigma Pharma Sigma Pharma AB Farmo Arrow Biosintética Brainfarma Eurofarma Farmasa Mepha Ranbaxy Sandoz Eurofarma Isofarma AB Farmo Arrow Biolunis Biosintética EMS Medley Mepha Merck Neo Química Sandoz Zydus AB Farmo Ativus Biosintética Brainfarma Cimed Cinfa EMS Farmasa Geolab Medley

7

Concentração

Forma Farmacêutica

50mg/ml;100mg/ml Pó p/ suspensão oral 500mg Cápsula gelatinosa dura 50mg/ml;100mg/ml Pó p/ suspensão oral 500mg Cápsula gelatinosa dura 50mg/ml;100mg/ml Pó p/ suspensão oral 1g Pó p/ solução injetável 0,4mg/ml+0,05mg/ml Xarope 0,4mg/ml+0,05mg/ml Xarope 0,4mg/ml+0,05mg/ml Xarope 2mg+0,25mg Comprimido 0,4mg/ml+0,05mg/ml Xarope 2mg+0,25mg/5ml Xarope 0,4mg/ml+0,05mg/ml Xarope 0,4mg/ml+0,05mg/ml Xarope 0,4mg/ml+0,05mg/ml Xarope 0,4mg/ml+0,05mg/ml Xarope 0,4mg/ml+0,05mg/ml Xarope 0,4mg/ml+0,05mg/ml Xarope 0,4mg/ml 0,05mg/ml Xarope 0,5mg;2mg Comprimido 0,1mg/ml Elixir 0,5mg/ml Solução oral 0,5mg;2mg Comprimido 0,1mg/ml Elixir 0,5mg;2mg Comprimido 0,5mg/ml Solução oral 0,1mg/ml Elixir 0,5mg/ml Solução oral 0,5mg;2mg Comprimido 0,5mg/ml Solução oral 20mg Comprimido revestido 20mg Comprimido revestido 20mg Comprimido revestido 20mg Comprimido revestido 20mg Comprimido revestido 20mg Comprimido revestido 20mg Comprimido revestido 20mg Comprimido revestido 20mg Comprimido revestido 2mg/ml Solução injetável 2mg/ml Solução injetável 250mg;500mg Comprimido revestido 250mg;500mg Comprimido revestido 250mg;500mg Comprimido revestido 500mg Comprimido revestido 500mg Comprimido revestido 250mg;500mg Comprimido revestido 250mg;500mg Comprimido revestido 500mg Comprimido revestido 500mg Comprimido revestido 250mg 500mg Comprimido revestido 500mg Comprimido revestido 500mg;1g Pó p/ solução injetável 1mg/ml Xarope 10mg Comprimido revestido 1mg/ml Xarope 1mg/ml Xarope 10mg Comprimido 1mg/ml Xarope 1mg/ml Xarope 1mg/ml Xarope 1mg/ml Xarope Fonte ANVISA (atualizada até Maio/2009)


Lista de genéricos

medicamentos registrados Medicamento de Referência Claritin Claritin Claritin Claritin Claritin Claritin Claritin Claritin Claritin - D Claritin - D Claritin - D Claritin - D Claritin - D Claritin - D Claritin - D Claritin - D Clavulin Clavulin Clavulin Clavulin Clavulin Clavulin Clavulin Clavulin Clavulin Clavulin Clavulin Clavulin BD Clavulin BD Clavulin BD Clavulin BD Clorana Colpistatin Colpistatin Coreg Co-Renitec Co-Renitec Co-Renitec Co-Renitec Co-Renitec Co-Renitec Co-Renitec Co-Renitec Co-Renitec Cozaar Cozaar Cozaar Cozaar Cozaar Cozaar Cozaar Cozaar Cromolerg Oculum Cymevene Daforin Daforin Daforin Daforin Daforin Daktarin

Medicamento Genérico Loratadina Loratadina Loratadina Loratadina Loratadina Loratadina Loratadina Loratadina Loratadina+Sulfato de Pseudoefedrina Loratadina+Sulfato de Pseudoefedrina Loratadina+Sulfato de Pseudoefedrina Loratadina+Sulfato de Pseudoefedrina Loratadina+Sulfato de Pseudoefedrina Loratadina+Sulfato de Pseudoefedrina Loratadina+Sulfato de Pseudoefedrina Loratadina+Sulfato de Pseudoefedrina Amoxicilina+Clavulanato de potássio Amoxicilina+Clavulanato de potássio Amoxicilina+Clavulanato de potássio Amoxicilina+Clavulanato de potássio Amoxicilina+Clavulanato de potássio Amoxicilina+Clavulanato de potássio Amoxicilina+Clavulanato de potássio Amoxicilina+Clavulanato de potássio Amoxicilina+Clavulanato de potássio Amoxicilina+Clavulanato de potássio Amoxicilina+Clavulanato de potássio Amoxicilina+Clavulanato de potássio Amoxicilina+Clavulanato de potássio Amoxicilina+Clavulanato de potássio Amoxicilina+Clavulanato de potássio Hidroclorotiazida Benzoilmetronidazol+Nistatina+ Cloreto de Benzalcônio Benzoilmetronidazol+Nistatina+ Cloreto de Benzalcônio Carvedilol Maleato de Enalapril+Hidroclorotiazida Maleato de Enalapril+Hidroclorotiazida Maleato de Enalapril+Hidroclorotiazida Maleato de Enalapril+Hidroclorotiazida Maleato de Enalapril+Hidroclorotiazida Maleato de Enalapril+Hidroclorotiazida Maleato de Enalapril+Hidroclorotiazida Maleato de Enalapril+Hidroclorotiazida Maleato de Enalapril+Hidroclorotiazida Losartan Potássico Losartan Potássico Losartan Potássico Losartan Potássico Losartan Potássico Losartana Potássica Losartana Potássica Losartana Potássica Cromoglicato Dissódico Ganciclovir sódico Cloridrato de Fluoxetina Cloridrato de Fluoxetina Cloridrato de Fluoxetina Cloridrato de Fluoxetina Cloridrato de Fluoxetina Nitrato de Miconazol

Encarte Revista ABCFARMA | Dezembro/2009

Laboratório Fabricante

Concentração

Forma Farmacêutica

Mepha Mepha Merck Merck Nature´s Plus Prati, Donaduzzi Sandoz Sigma Pharma EMS Eurofarma Farmasa Medley Neo Química Sandoz Sigma Pharma Teuto AB Farmo Brainfarma Brainfarma EMS EMS Eurofarma Mepha Mepha Ranbaxy Sandoz Sandoz Legrand Ranbaxy Ranbaxy Sandoz Nature´s Plus Medley

10mg Comprimido 1mg/ml Xarope 10mg Comprimido revestido 1mg/ml Xarope 1mg/ml Xarope 1mg/ml Xarope 10mg Comprimido 1mg/ml Xarope 1 mg/ml + 12mg/ml Xarope 1 mg/ml + 12mg/ml Xarope 1 mg/ml + 12mg/ml Xarope 1mg/ml+12mg/ml Xarope 1mg/ml+12mg/ml Xarope 1mg/ml+12mg/ml Xarope 1mg/ml+12mg/ml Xarope 1mg/ml+12mg/ml Xarope 1g+200mg Pó liofilizado p/sol injetável 500mg+125mg Comprimido revestido 50mg/ml+12,5mg/ml Pó p/ suspensão oral 500mg+125mg Comp.rev 25mg/ml+6,25mg/ml;50mg/ml+12,5mg/ml Pó p/ suspensão oral 500mg+100mg;1g+200mg Pó liofilizado p/ sol injetável 500mg+125mg Comprimido revestido 25mg/ml+6,25mg/ml;50mg/ml+12,5mg/ml Pó p/ suspensão oral 500mg+125mg Comprimido revestido 500mg+125mg Comprimido revestido 25mg/ml+6,25mg/ml;50mg/ml+12,5mg/ml Pó p/ suspensão oral 875mg+125mg Comprimido revestido 875mg+125mg Comprimido evestido 40mg/ml+5,7mg/ml;80mg/ml+11,5mg/ml Pó p/ suspensão oral 875mg+125mg Comprimido revestido 25mg;50mg Comprimido 62.5mg/g+25.000UI/g+1.25mg/g Creme vaginal

Prati, Donaduzzi

62.5mg/g+25.000UI/g+1.25mg/g Creme vaginal

Biosintética Biosintética EMS EMS Medley Merck Nature´s Plus Nature´s Plus Sigma Pharma Sigma Pharma Biosintética Brainfarma Eurofarma Farmasa Medley EMS Merck Ranbaxy Alcon Eurofarma EMS Nature´s Plus Nature´s Plus Sigma Pharma Sigma Pharma Cimed

3,125mg;6,25mg;12.5mg;25mg Comprimido 20mg+12,5mg Comprimido 10mg+25mg Comprimido 20mg+12,5mg Comprimido 20mg+12,5mg;10mg+25 mg Comprimido 20mg+12,5mg;10mg+25 mg Comprimido 10mg+25mg Comprimido 20mg+12,5mg Comprimido 20mg+12,5mg Comprimido 10mg+25mg Comprimido 50mg Comprimido revestido 50mg Comprimido revestido 50mg Comprimido revestido 50mg Comprimido revestido 50mg Comprimido revestido 50mg;100mg Comprimido revestido 50mg Comprimido revestido 50mg;12,5mg Comprimido revestido 40mg/ml Solução oftálmica 500mg Pó liofilizado p/ sol injetável 20mg/ml Solução oral 20mg Cápsula gelatinosa dura 20mg/ml Solução oral 20mg Comprimido revestido 20mg/ml Solução oral 20mg/g Loção cremosa

8

Fonte ANVISA (atualizada até Maio/2009)


Lista de genéricos

medicamentos registrados Medicamento de Referência Daktarin Daktarin Daktarin Daktarin Daktarin Daktarin Daktarin Daktarin Daktarin Daktarin Daktarin Dalacin C Dalacin C Dalacin C Dalacin C Dalacin C Dalacin C Dalacin C Dalacin C Dalacin V Dalacin V Dalacin V Dalacin V Daonil Daonil Daonil Daonil Daonil Daonil Daonil Decadron Decadron Decadron Decadron Decadron Decadron Decadron Decadron Decadron Decadron Decadron Decadron Decadron Depakene Depakene Depakene Depakene Depakene Dermazine Dermodex Dermodex Dermodex Dermodex Dermodex Dermodex Desonol Desonol Desonol Desonol Desonol Desonol Desonol

Medicamento Genérico Nitrato de Miconazol Nitrato de Miconazol Nitrato de Miconazol Nitrato de Miconazol Nitrato de Miconazol Nitrato de Miconazol Nitrato de Miconazol Nitrato de Miconazol Nitrato de Miconazol Nitrato de Miconazol Nitrato de Miconazol Cloridrato de Clindamicina Cloridrato de Clindamicina Cloridrato de Clindamicina Fosfato de Clindamicina Fosfato de Clindamicina Fosfato de Clindamicina Fosfato de Clindamicina Fosfato de Clindamicina Fosfato de Clindamicina Fosfato de Clindamicina Fosfato de Clindamicina Fosfato de Clindamicina Glibenclamida Glibenclamida Glibenclamida Glibenclamida Glibenclamida Glibenclamida Glibenclamida Dexametasona Dexametasona Dexametasona Dexametasona Dexametasona Dexametasona Dexametasona Dexametasona Dexametasona Dexametasona Dexametasona Dexametasona Fosfato Dissódico de Dexametasona Valproato de Sódio Valproato de Sódio Valproato de Sódio Valproato de Sódio Valproato de Sódio Sulfadiazina de Prata Nistatina+Óxido de Zinco Nistatina+Óxido de Zinco Nistatina+Óxido de Zinco Nistatina+Óxido de Zinco Nistatina+Óxido de Zinco Nistatina+Óxido de Zinco Desonida Desonida Desonida Desonida Desonida Desonida Desonida

Encarte Revista ABCFARMA | Dezembro/2009

Laboratório Fabricante Cristália EMS EMS Medley Nature´s Plus Nature´s Plus Neo Química Prati, Donaduzzi Sigma Pharma Sigma Pharma Teuto Ranbaxy Teuto União Química EMS Eurofarma Hipolabor Nature´s Plus Novafarma EMS Germed Prati, Donaduzzi Sigma Pharma Biosintética EMS Mepha Nature´s Plus Ranbaxy Sigma Pharma Zydus Cristália EMS EMS Geolab Germed Hipolabor Medley Neo Química Prati, Donaduzzi Sanval Sigma Pharma Teuto Teuto Biolab Sanus EMS Hipolabor Sigma Pharma Teuto Prati, Donaduzzi EMS Medley Mepha Nature´s Plus Prati, Donaduzzi Sigma Pharma EMS EMS EMS Medley Medley Medley Medley

9

Concentração

Forma Farmacêutica

20mg/g Loção cremosa 20mg/g Loção cremosa 20mg/g Pó Tópico 20mg/g Loção cremosa 20mg/g Loção cremosa 20mg/g Pó Tópico 20mg/mL Loção cremosa 20mg/g Loção 20mg/g Loção cremosa 20mg/g Pó Tópico 20mg/g Loção 300mg Cápsula gelatinosa dura 300mg Cápsula gelatinosa dura 300mg Cápsula gelatinosa dura 150mg/ml Solução injetável 150mg/ml Solução injetável 150mg/ml Solução injetável 150mg/ml Solução injetável 150mg/ml Solução injetável 20mg/g Creme vaginal 20mg/g Creme vaginal 20mg/g Creme vaginal 20mg/g Creme vaginal 5mg Comprimido 5mg Comprimido 5mg Comprimido 5mg Comprimido 5mg Comprimido 5mg Comprimido 5mg Comprimido 0,1mg/ml Elixir 0,5mg;0,75mg;4mg Comprimido 0,1mg/ml Elixir 0,1mg/ml Elixir 0,5mg;0,75mg;4mg Comprimido 2mg/g;4mg/g Solução injetável 0,1mg/ml Elixir 0,1mg/ml Elixir 0,1mg/ml Elixir 0,1mg/ml Elixir 0,5mg;0,75mg;4mg Comprimido 0,1mg/ml Elixir 2mg/ml;4mg/ml Solução injetável 50mg/ml Xarope 50mg/ml Xarope 50mg/ml Xarope 50mg/ml Xarope 50mg/ml Xarope 10mg/g Creme dermatológico 100.000UI/g+200mg/g Pomada dermatológica 100.000UI/g+200mg/g Pomada dermatológica 100.000UI/g+200mg/g Pomada dermatológica 100.000UI/g+200mg/g Pomada dermatológica 100.000UI/g+200mg/g Pomada dermatológica 100.000UI/g+200mg/g Pomada dermatológica 0,5mg/g Creme 0,5mg/g Loção cremosa 0,5mg/g Pomada dermatológica 0,5mg/g Creme dermatológico 1,0mg/g Loção capilar 0,5mg/g Loção cremosa 0,5mg/g Pomada dermatológica Fonte ANVISA (atualizada até Maio/2009)


Lista de genéricos

medicamentos registrados Medicamento de Referência Desonol Desonol Desonol Desonol Desonol Desonol Dexason Dexason Dexason Differin Differin Digesan Digesan Digesan Digesan Digesan Digesan Digesan Digesan Digesan Digesan Digesan Digesan Digesan Digoxina Digoxina Digoxina Digoxina Dilacoron Dilacoron Dilacoron Dilacoron Dilacoron Dilacoron Dilacoron Diprogenta Diprogenta Diprogenta Diprogenta Diprogenta Diprogenta Diprogenta Diprogenta Diprosalic Diprosalic Diprosalic Diprosalic Diprosalic Diprosalic Diprosalic Diprosalic Diprosone Diprosone Diprosone

Medicamento Genérico Desonida Desonida Desonida Desonida Desonida Desonida Acetato de Dexametasona Acetato de Dexametasona Acetato de Dexametasona Adapaleno Adapaleno Bromoprida Bromoprida Bromoprida Bromoprida Bromoprida Bromoprida Bromoprida Bromoprida Bromoprida Bromoprida Bromoprida Bromoprida Bromoprida Digoxina Digoxina Digoxina Digoxina Cloridrato de Verapamil Cloridrato de Verapamil Cloridrato de Verapamil Cloridrato de Verapamil Cloridrato de Verapamil Cloridrato de Verapamil Cloridrato de Verapamil Dipropionato de Betametasona+ Sulfato de Gentamicina Dipropionato de Betametasona+ Sulfato de Gentamicina Dipropionato de Betametasona+ Sulfato de Gentamicina Dipropionato de Betametasona+ Sulfato de Gentamicina Dipropionato de Betametasona+ Sulfato de Gentamicina Dipropionato de Betametasona+ Sulfato de Gentamicina Dipropionato de Betametasona+ Sulfato de Gentamicina Dipropionato de Betametasona+ Sulfato de Gentamicina Dipropionato de Betametasona +Ácido Salicílico Dipropionato de Betametasona+Ácido Salicílico Dipropionato de Betametasona+Ácido Salicílico Dipropionato de Betametasona+Ácido Salicílico Dipropionato de Betametasona+Ácido Salicílico Dipropionato de Betametasona+Ácido Salicílico Dipropionato de Betametasona+Ácido Salicílico Dipropionato de Betametasona+Ácido Salicílico Dipropionato de Betametasona Dipropionato de Betametasona Dipropionato de

Encarte Revista ABCFARMA | Dezembro/2009

Laboratório Fabricante

Concentração

Forma Farmacêutica

Nature´s Plus Nature´s Plus Prati, Donaduzzi Prati, Donaduzzi Sigma Pharma Sigma Pharma Geolab Prati, Donaduzzi União Química Biosintética Medley Biosintética EMS Hipolabor Medley Medley Medley Mepha Merck Prati, Donaduzzi Prati, Donaduzzi Teuto União Química União Química Pharlab Prati, Donaduzzi Teuto Vitapan Abbott EMS Nature´s Plus Prati, Donaduzzi Sandoz Sigma Pharma Teuto EMS

0,5mg/g Creme 0,5mg/g Pomada dermatológica 0,5mg/g Creme dermatológico 0,5mg/g Loção cremosa 0,5mg/g Creme 0,5mg/g Pomada dermatológica 1mg/g Creme dermatológico 1mg/g Creme dermatológico 1mg/g Creme dermatológico 1mg/g Gel 1mg/g Creme dermatológico 1mg/ml;4mg/ml Solução oral 1mg/ml;4mg/ml Solução oral 5mg/ml Solução injetável 10mg Cápsula gelatinosa dura 1mg/ml; Solução oral 4mg/ml; Solução oral 4mg/ml Solução oral 4mg/ml Solução oral 10mg Comprimido 4mg/ml Solução oral 4mg/ml Solução oral 5mg/ml Solução injetável 4mg/ml Solução oral 0,25mg Comprimido 0,05mg/ml Elixir 0,25mg Comprimido 0,25mg Comprimido 80mg;120mg;240mg Comprimido revestido de liberação retardada 80mg Comprimido revestido 80mg Comprimido revestido 80mg Comprimido revestido 80mg;120mg;20mg Comprimido revestido 80mg Comprimido revestido 80mg Comprimido revestido 0,5mg/g+1mg/g Creme dermatológico

EMS

0,5mg/g+1mg/g Pomada dermatológica

Medley

0,5mg/g+1mg/g Creme dermatológico

Medley

0,5mg/g+1mg/g Pomada dermatológica

Nature´s Plus

0,5mg/g+1mg/g Creme dermatológico

Nature´s Plus

0,5mg/g+1mg/g Pomada dermatológica

Sigma Pharma

0,5mg/g+1mg/g Creme dermatológico

Sigma Pharma

0,5mg/g+1mg/g Pomada dermatológica

EMS Medley Merck Nature´s Plus Prati, Donaduzzi Prati, Donaduzzi Sigma Pharma Teuto EMS Geolab Betametasona

0,5mg/g+30mg/g Pomada dermatológica 0,5mg/g+30mg/g Pomada dermatológica 0,5mg/g+30mg/g Pomada dermatológica 0,5mg/g+30mg/g Pomada dermatológica 0,5mg/g+30mg/g Pomada dermatológica 0,64mg/ml+20mg/ml Solução tópica 0,5mg/g+30mg/g Pomada dermatológica 0,5mg/g+30mg/g Pomada dermatológica 0,5mg/g Creme dermatológico 0,5mg/g Creme dermatológico Geolab 0,5mg/g Pomada dermatológica

10

Fonte ANVISA (atualizada até Maio/2009)


Lista de genéricos

medicamentos registrados Medicamento de Referência Diprosone Diprosone Diprospan Diprospan Dobutrex Dobutrex Dobutrex Dobutrex Dolantina Dormonid Dormonid Dormonid Dormonid Efexor Efexor XR Elocom Elocom Elocom Elocom Elocom Elocom Eloxatin Eloxatin Espasmo Luftal Fagyl Fagyl Feldene Feldene Feldene Feldene Feldene Feldene Feldene Feldene Femara Fenergan Fentanil Fentanil Flagass Baby Flagass Baby Flagyl Flagyl Flagyl Flagyl Flagyl Flagyl Flagyl Flagyl Flagyl Flagyl Flagyl Flagyl Flagyl Flagyl Flatex Flotac Flotac Flotac Flotac Flotac

Medicamento Genérico Dipropionato de Betametasona Dipropionato de Betametasona Dipropionato de Betametasona + Fosfato Dissódico de Betametasona Dipropionato de Betametasona + Fosfato Dissódico de Betametasona Cloridrato de Dobutamina Cloridrato de Dobutamina Cloridrato de Dobutamina Cloridrato de Dobutamina Cloridrato de Petidina Maleato de Midazolam Maleato de Midazolam Midazolam Midazolam Cloridrato de Venlafaxina Cloridrato de Venlafaxina Furoato de Mometasona Furoato de Mometasona Furoato de Mometasona Furoato de Mometasona Furoato de Mometasona Furoato de Mometasona Oxaliplatina Oxaliplatina Dimeticona+Metilbrometo de Homatropina Nistatina Metronidazol+Nistatina Nistatina Metronidazol+Nistatina Piroxicam Piroxicam Piroxicam Piroxicam Piroxicam Piroxicam Piroxicam Piroxicam Letrozol Cloridrato de Prometazina Citrato de Fentanila Citrato de Fentanila Dimeticona+Metilbrometo de Homatropina Dimeticona+Metilbrometo de Homatropina Benzoilmetronidazol Benzoilmetronidazol Benzoilmetronidazol Metronidazol Metronidazol Metronidazol Metronidazol Metronidazol Metronidazol Metronidazol Metronidazol Metronidazol Metronidazol Metronidazol+Nistatina Dimeticona Diclofenaco Colestiramina Diclofenaco Colestiramina Diclofenaco Colestiramina Diclofenaco Colestiramina Diclofenaco Colestiramina

Encarte Revista ABCFARMA | Dezembro/2009

Laboratório Fabricante

Concentração

Forma Farmacêutica

Nature´s Plus Sigma Pharma Brainfarma

0,5mg/g Creme dermatológico 0,5mg/g Creme dermatológico 5mg/ml+2mg/ml Suspensão injetável

Eurofarma

5mg/ml+2mg/ml Suspensão injetável

Eurofarma Hipolabor Hypofarma Novafarma União Química Farmasa Mepha Hipolabor União Química Biosintética Eurofarma Biosintética Biosintética Eurofarma Eurofarma Medley Sigma Pharma Eurofarma Glenmark EMS Luper Prati, Donaduzzi Ativus Cinfa EMS Nature´s Plus Neo Química Prati, Donaduzzi Ranbaxy Sandoz Eurofarma

250mg Solução injetável 12,5mg/ml Solução injetável 12,5mg/ml Solução injetável 12,5mg/ml Solução injetável 50 mg/ml Solução injetável 15mg Comprimido revestido 7,5mg; 15mg Comprimido revestido 1mg/ml; 5mg/ml Solução injetável 5mg/ml Solução injetável 37,5mg, 50mg e 75mg Comprimido 75mg;150mg Cápsula gelatinosa dura 1mg/g Creme dermatológico 1mg/g Pomada dermatológica 0,1% Creme dermatológico 0,1% Pomada dermatológica 1mg/g Pomada dermatológica 1mg/g Pomada dermatológica 50mg;100mg Pó liofilizado p/ sol injetável 50mg;100mg Pó liofilizado p/ sol injetável 80mg/ml+2,5mg/ml Solução oral 100mg+20.000Ul/g Creme vaginal 100mg+20.000Ul/g Creme vaginal 5mg/g Gel 20mg Comprimido solúvel 20mg Cápsula gelatinosa dura 20mg Cápsula gelatinosa dura 20mg Cápsula gelatinosa dura 20mg Cápsula gelatinosa dura 5mg/g Gel 20mg Comprimido solúvel 2,5mg Comprimido revestido 25mg Comprimido revestido 50mcg/ml Solução injetável 50mcg/ml Solução injetável 80mg/ml+2,5mg/ml Emulsão oral 80mg/ml+2,5mg/ml Emulsão oral 40mg/ml Suspensão oral 40mg/ml Suspensão oral 40mg/ml Suspensão oral 100mg/g Gel vaginal 400mg Comprimido revestido 250mg;400mg Comprimido revestido 5 mg/ml Solução injetável 5 mg/ml Solução injetável 100 mg/g Gel vaginal 250 mg Comprimido 100mg/g Gel vaginal 250mg Comprimido 100mg/g Gel vaginal 100mg+20.000Ul/g Creme vaginal 150 mg Comprimido 140mg Cápsula gelatinosa dura 140mg Cápsula gelatinosa dura 140mg Cápsula gelatinosa dura 140mg Cápsula gelatinosa dura 140mg Cápsula gelatinosa dura

SANOFI-AVENTIS

Eurofarma Hipolabor Medley Teuto EMS Neo Química Teuto

SANOFI-AVENTIS SANOFI-AVENTIS

EMS Equiplex Halex Istar Nature´s Plus Neo Química Prati, Donaduzzi Prati, Donaduzzi Sigma Pharma Geolab Farmasa EMS Medley Nature´s Plus Novartis Sigma Pharma

11

Fonte ANVISA (atualizada até Maio/2009)


Lista de genéricos

medicamentos registrados Medicamento de Referência Floxacin Floxacin Floxacin Floxacin Floxacin Floxacin Floxacin Floxacin Floxacin Floxacin Floxacin Fluimucil Fluimucil Fluimucil Fluimucil Fluimucil Fluimucil Fluimucil Fluimucil Fluimucil Fluimucil Fluimucil Fluimucil Fluimucil Fluimucil Fluimucil Fluimucil Fluoro-uracil Foldan Fortaz Fortaz Fosamax Frademicina Frademicina Frontal Frontal Frontal Frontal Frontal Frontal Frontal Frontal Furacin Garamicina Gardenal Gardenal Gardenal Gardenal Gardenal Gardenal Gino Canesten Gino Canesten Gino Canesten Gino Canesten Gino Dermazine Gino-Pletil Gino-Pletil Gino-Pletil Gino-Pletil Gino-Pletil Gino-Pletil Gino-Pletil

Medicamento Genérico Norfloxacino Norfloxacino Norfloxacino Norfloxacino Norfloxacino Norfloxacino Norfloxacino Norfloxacino Norfloxacino Norfloxacino Norfloxacino Acetilcisteina Acetilcisteina Acetilcisteina Acetilcisteina Acetilcisteina Acetilcisteina Acetilcisteina Acetilcisteina Acetilcisteina Acetilcisteina Acetilcisteina Acetilcisteina Acetilcisteina Acetilcisteina Acetilcisteina Acetilcisteina Fluoruracila Tiabendazol Ceftazidima Ceftazidima Alendronato Sódico Cloridrato de Lincomicina Cloridrato de Lincomicina Alprazolam Alprazolam Alprazolam Alprazolam Alprazolam Alprazolam Alprazolam Alprazolam Nitrofural Sulfato de Gentamicina Fenobarbital Fenobarbital Fenobarbital Fenobarbital Fenobarbital Fenobarbital Clotrimazol Clotrimazol Clotrimazol Clotrimazol Sulfadiazina de Prata Tinidazol+Nitrato de Miconazol Tinidazol+Nitrato de Miconazol Tinidazol+Nitrato de Miconazol Tinidazol+Nitrato de Miconazol Tinidazol+Nitrato de Miconazol Tinidazol+Nitrato de Miconazol Tinidazol+Nitrato de Miconazol

Encarte Revista ABCFARMA | Dezembro/2009

Laboratório Fabricante Biosintética Brainfarma EMS Medley Mepha Merck Nature´s Plus Prati, Donaduzzi Ranbaxy Teuto União Química EMS EMS Eurofarma Eurofarma Eurofarma Farmasa Farmasa Germed Medley Nature´s Plus Prati, Donaduzzi Prati, Donaduzzi Sigma Pharma União Química União Química Zambon Eurofarma União Química AB Farmo Eurofarma Arrow Neo Química Teuto Arrow Biosintética EMS Eurofarma Germed Medley Sandoz Sigma Pharma Neo Química Neo Química Neo Química

SANOFI-AVENTIS

Sanval Teuto União Química União Química EMS Germed Medley Sigma Pharma Prati, Donaduzzi Cristália EMS Farmasa Geolab Kinder Medley Nature´s Plus

12

Concentração

Forma Farmacêutica

400mg Comprimido revestido 400mg Comprimido revestido 400mg Comprimido revestido 400mg Comprimido revestido 400mg Comprimido revestido 400mg Comprimido revestido 400mg Comprimido revestido 400mg Comprimido revestido 400mg Comprimido revestido 400mg Comprimido revestido 400mg Comprimido revestido 100mg;200mg;600mg Granulado 20mg/ml;40mg/ml Xarope 100mg;200mg;600mg Granulado 100mg/ml Solução injetável 20mg/ml Xarope 100mg;200mg;600mg Granulado 20mg/ml Xarope 100 mg; 200mg;600mg Granulado 100 mg; 200mg;600mg Granulado 20mg/ml;40mg/ml Xarope 100mg;200mg;600mg Granulado 20mg/ml Xarope 20mg/ml;40mg/ml Xarope 100mg/ml Solução injetável 20mg/ml Xarope 20mg/ml Xarope 25mg/ml Solução injetável 50mg/g Pomada dermatológica 1g Pó p/ solução injetável 1g Pó p/ solução injetável 10 mg Comprimido 300mg/ml Solução injetável 300mg/ml Solução injetável 0,25mg;0,50mg;1mg Comprimido 0,25mg;0,50mg Comprimido 0,25mg;0,50mg;1 mg;2mg Comprimido 0,25mg;0,50mg;1mg Comprimido 0,25mg;0,50mg;1mg;2mg Comprimido 0,25mg;0,50mg;1mg Comprimido 0,50mg;1mg;2mg Comprimido 0,25mg;0,50mg;1mg;2mg Comprimido 2mg/g Pomada dermatológica 40mg/ml Solução injetável 100mg Comprimido 100mg Comprimido 40mg/ml Solução oral 100mg Comprimido 100mg Comprimido 40mg/ml Solução oral 10mg/g;20mg/g Creme vaginal 10mg/g;20mg/g Creme vaginal 10mg/g;20mg/g Creme vaginal 10mg/g;20mg/g Creme vaginal 10mg/g Creme vaginal 30mg/g+20mg/g Creme vaginal 30mg/g+20mg/g Creme vaginal 30mg/g+20mg/g Creme vaginal 30mg/g+20mg/g Creme vaginal 30mg/g+20mg/g Creme vaginal 30mg/g+20mg/g Creme vaginal 30mg/g+20mg/g Creme vaginal Fonte ANVISA (atualizada até Maio/2009)


Lista de genéricos

medicamentos registrados Medicamento de Referência Gino-Pletil Gino-Pletil Gino-Tralen Glifage Glifage Glifage Glifage Glifage Glifage Glifage Glifage Glifage Glifage Glifage Glifage Gyno-daktarin Gyno-daktarin Gyno-daktarin Gyno-daktarin Gyno-daktarin Gyno-daktarin Gyno-daktarin Gyno-daktarin Gyno-Icaden Gyno-Icaden Gyno-Icaden Gyno-Icaden Gyno-Icaden Gyno-Icaden Gyno-Icaden Gyno-Icaden Gyno-Icaden Haldol Haldol Helmiben NF Helmiben NF Helmiben NF Hidantal Hidantal Hidantal Higroton Higroton Hipofagin S Hipofagin S Hipofagin S Hipofagin S Hipofagin S Hypnomidate Hyponor Hyponor Hyzaar Icaden Icaden Icaden Icaden Icaden Imigran Imovane Imovane Isordil Isotrex Jumexil

Medicamento Genérico Tinidazol+Nitrato de Miconazol Tinidazol+Nitrato de Miconazol Tioconazol Cloridrato de Metformina Cloridrato de Metformina Cloridrato de Metformina Cloridrato de Metformina Cloridrato de Metformina Cloridrato de Metformina Cloridrato de Metformina Cloridrato de Metformina Cloridrato de Metformina Cloridrato de Metformina Cloridrato de Metformina Cloridrato de Metformina Nitrato de Miconazol Nitrato de Miconazol Nitrato de Miconazol Nitrato de Miconazol Nitrato de Miconazol Nitrato de Miconazol Nitrato de Miconazol Nitrato de Miconazol Nitrato de Isoconazol Nitrato de Isoconazol Nitrato de Isoconazol Nitrato de Isoconazol Nitrato de Isoconazol Nitrato de Isoconazol Nitrato de Isoconazol Nitrato de Isoconazol Nitrato de Isoconazol Haloperidol Haloperidol Mebendazol +Tiabendazol Mebendazol +Tiabendazol Mebendazol +Tiabendazol Fenitoína Fenitoína Fenitoína Sódica Clortalidona Clortalidona Cloridrato de Anfepramona Cloridrato de Anfepramona Cloridrato de Anfepramona Cloridrato de Anfepramona Cloridrato de Anfepramona Etomidato Bitartarato de Norepinefrina Hemitartarato de norepinefrina Losartana Potássica +Hidroclorotiazida Nitrato de Isoconazol Nitrato de Isoconazol Nitrato de Isoconazol Nitrato de Isoconazol Nitrato de Isoconazol Succinato de Sumatriptano Zopiclona Zopiclona Dinitrato de Isossorbida Isotretinoina Cloridrato de Selegilina

Encarte Revista ABCFARMA | Dezembro/2009

Laboratório Fabricante Prati, Donaduzzi Sigma Pharma Blausiegel AB Farmo Biosintética Brainfarma Bunker EMS Medley Mepha Merck Nature´s Plus Prati, Donaduzzi Ranbaxy Sigma Pharma Blausiegel EMS Geolab Kinder Medley Nature´s Plus Prati, Donaduzzi Teuto Ativus Cristália EMS Geolab Hipolabor Medley Nature´s Plus Neo Química Prati, Donaduzzi Sigma Pharma Teuto EMS Nature´s Plus Sigma Pharma

SANOFI-AVENTIS

Teuto União Química EMS Nature´s Plus EMS EMS Nature´s Plus Sigma Pharma Sigma Pharma Cristália Hipolabor Novafarma Sigma Pharma Cristália EMS Geolab Medley Prati, Donaduzzi Arrow Arrow

SANOFI-AVENTIS

Germed Ranbaxy Biosintética

13

Concentração

Forma Farmacêutica

30mg/g+20mg/g Creme vaginal 30mg/g+20mg/g Creme vaginal 65mg/g Pomada vaginal 500mg;850mg;1g Comprimido revestido 500mg;850mg;1g Comprimido revestido 500mg;850mg;1g Comprimido revestido 850mg Comprimido revestido 500mg;850mg;1g Comprimido revestido 500mg;850mg;1g Comprimido revestido 500mg;850mg Comprimido revestido 500mg;850mg;1g Comprimido revestido 500mg 850mg;1g Comprimido revestido 850mg Comprimido revestido 500mg;850mg Comprimido revestido 500mg;850mg;1g Comprimido revestido 20mg/g Creme vaginal 20mg/g Creme vaginal 20mg/g Creme vaginal 20mg/g Creme vaginal 20mg/g Creme vaginal 20mg/g Creme vaginal 20mg/g Creme vaginal 20mg/g Creme vaginal 10mg/g Creme vaginal 10mg/g Creme vaginal 10mg/g Creme vaginal 10mg/g Creme vaginal 10mg/g Creme vaginal 10mg/g Creme vaginal 10mg/g Creme vaginal 10mg/g Creme vaginal 10mg/g Creme vaginal 2mg/ml Solução oral 5mg/ml Solução injetável 200mg+332mg Comprimido mastigável 200mg+332mg Comprimido mastigável 200mg+332mg Comprimido mastigável 100mg Comprimido 100mg Comprimido 50mg/ml Solução injetável 12,5mg;25mg; 50mg Comprimido 12,5mg;25mg; 50mg Comprimido 25mg Comprimido 75mg Comprimido de liberação lenta 25mg Comprimido 25mg Comprimido 75mg Comprimido de liberação lenta 2mg/ml Solução injetável 1mg/ml Solução injetável 2mg/ml Solução injetável 50mg+12,5mg;100mg+25mg Comprimido revestido 10mg/g Creme dermatológico 10mg/g Creme dermatológico 10mg/g Creme dermatológico 10mg/g Creme dermatológico 10mg/g Creme dermatológico 50mg;100mg Comprimido revestido 7,5 mg Comprimido revestido 7,5 mg Comprimido revestido 5 mg; 10 mg Comprimido 0,5 mg/g Gel 5mg Comprimido Fonte ANVISA (atualizada até Maio/2009)


Lista de genéricos

medicamentos registrados Medicamento de Referência Kefazol Kefazol Kefazol Kefazol Keflaxina Keflex Keflex Keflex Keflex Keflex Keflex Keflex Keflex Keflex Keflex Keflex Keflin neutro Keflin neutro Keflin neutro Keflin neutro Keflin neutro Keforal Keforal Keforal Klaricid Klaricid Klaricid Klaricid Klaricid Kloren Lamictal Lamisil Lamisil Lamisil Lamisil Lamisil Lamisil Lamisil Lamisil Lamisil Lamisil Lamisil Lamisil Lamisil Lanexat Lanexat Lasix Lasix Lasix Lasix Lasix Lasix Lasix Lasix Lasix Lasix Leucovorin Levaquin Lexotan Lexotan Lexotan Lexotan

Medicamento Genérico Cefazolina Sódica Cefazolina Sódica Cefazolina Sódica Cefazolina Sódica Cefalexina Cefalexina Cefalexina Cefalexina Cefalexina Cefalexina Cefalexina Cefalexina Cefalexina Cefalexina Cefalexina Cefalexina Cefalotina Sódica Cefalotina Sódica Cefalotina Sódica Cefalotina Sódica Cefalotina Sódica Cefalexina Cefalexina Cefalexina Claritromicina Claritromicina Claritromicina Claritromicina Claritromicina Cloreto de Potássio Lamotrigina Cloridrato de Terbinafina Cloridrato de Terbinafina Cloridrato de Terbinafina Cloridrato de Terbinafina Cloridrato de Terbinafina Cloridrato de Terbinafina Cloridrato de Terbinafina Cloridrato de Terbinafina Cloridrato de Terbinafina Cloridrato de Terbinafina Cloridrato de Terbinafina Cloridrato de Terbinafina Cloridrato de Terbinafina Flumazenil Flumazenil Furosemida Furosemida Furosemida Furosemida Furosemida Furosemida Furosemida Furosemida Furosemida Furosemida Folinato de Cálcio Levofloxacino Bromazepam Bromazepam Bromazepam Bromazepam

Encarte Revista ABCFARMA | Dezembro/2009

Laboratório Fabricante AB Farmo Eurofarma Novafarma União Química Teuto AB Farmo Brainfarma EMS EMS Eurofarma Eurofarma Medley Mepha Ranbaxy Sandoz Teuto AB Farmo EMS Eurofarma Novafarma Teuto AB Farmo Medley Sandoz Abbott EMS EMS Medley Merck Prati, Donaduzzi Ranbaxy EMS EMS EMS Eurofarma Eurofarma Hipolabor Medley Medley Nature´s Plus Prati, Donaduzzi Prati, Donaduzzi Prati, Donaduzzi Sigma Pharma Eurofarma União Química Biosintética Cinfa Halex Istar Hipolabor Hipolabor Hypofarma Prati, Donaduzzi

SANOFI-AVENTIS

Teuto Teuto Eurofarma Halex Istar Abbott Arrow Biosintética EMS

14

Concentração

Forma Farmacêutica

1g Pó p/ solução injetável 1g Pó p/ solução injetável 1g Pó p/ solução injetável 1g Pó p/ solução injetável 50mg/ml Pó p/ suspensão oral 500mg Comprimido revestido 500mg Comprimido revestido 500 mg; 1 g Comprimido revestido 50mg/ml Suspensão oral 500mg Comprimido revestido 50mg/ml Suspensão oral 50mg/ml;100mg/ml Suspensão oral 500mg Comprimido revestido 500mg Comprimido revestido 500mg Comprimido revestido 500mg Comprimido 1g Pó p/ solução injetável 1g Pó p/ solução injetável 1g Pó p/ solução injetável 1g Pó p/ solução injetável 1g Pó p/ solução injetável 500mg Cápsula gelatinosa dura 500mg Cápsula gelatinosa dura 500mg Cápsula gelatinosa dura 250mg;500mg Comprimido revestido 250mg;500mg Comprimido revestido 25mg/ml;50mg/ml Granulado para suspensão oral 250mg;500mg Comprimido revestido 500mg Comprimido revestido 60mg/ml Solução oral 25mg;50mg;100mg Comprimido 125mg;250mg Comprimido 10mg/g Creme dermatológico 10mg/g Solução tópica 250mg Comprimido 1% Creme dermatológico 10mg/g Creme dermatológico 125mg;250mg Comprimido 10mg/g Creme dermatológico 10mg/g Solução tópica 10mg/g Creme dermatológico 10mg/g Solução tópica 250mg Comprimido 10mg/g Solução tópica 0,1mg/mL Solução injetável 0,1mg/mL Solução injetável 40mg Comprimido 40mg Comprimido 10mg/ml Solução injetável 40mg Comprimido 10mg/ml Solução injetável 10mg/ml Solução injetável 40mg Comprimido 40mg Comprimido 40mg Comprimido 10mg/ml Solução injetável 50mg Pó liofilizado p/ sol injetável 5mg/ml Solução injetável 3mg;6mg Comprimido 3mg;6mg Comprimido 3mg;6mg Comprimido 3mg;6mg Comprimido Fonte ANVISA (atualizada até Maio/2009)


Lista de genéricos

medicamentos registrados Medicamento de Referência Lexotan Lexotan Lexotan Lexotan Lexotan Lopid Lopid Lopid Lopid Lopid Lopressor Lopril D Lopril D Lopril D Loprox Loprox Loprox Loprox Lorax Lorax Lorax Lorax Lorax Lorax Lorax Lorax Lorax Losec Losec Luftal Luftal Luftal Luftal Luftal Luftal Luftal Luftal Luftal Luftal Luftal Luftal Luftal Luftal Luftal Luftal Luftal Luftal Max Luftal Max Luftal Max Luftal Max Marevan Maxcef Maxcef Maxcef Mebendazol -Genérico -Abbott Mefoxin Meronem IV Meticorten Meticorten Meticorten Meticorten Meticorten

Medicamento Genérico Bromazepam Bromazepam Bromazepam Bromazepam Bromazepam Genfibrozila Genfibrozila Genfibrozila Genfibrozila Genfibrozila Tartarato de Metoprolol Captopril+Hidroclorotiazida Captopril+Hidroclorotiazida Captopril+Hidroclorotiazida Ciclopirox olamina Ciclopirox olamina Ciclopirox olamina Ciclopirox olamina Lorazepam Lorazepam Lorazepam Lorazepam Lorazepam Lorazepam Lorazepam Lorazepam Lorazepam Omeprazol Sódico Omeprazol Sódico Dimeticona Dimeticona Dimeticona Dimeticona Dimeticona Dimeticona Dimeticona Dimeticona Dimeticona Dimeticona Dimeticona Dimeticona Dimeticona Dimeticona Dimeticona Dimeticona Dimeticona Dimeticona Dimeticona Dimeticona Dimeticona Varfarina Sódica Cloridrato de Cefepima Cloridrato de Cefepima Cloridrato de Cefepima Mebendazol Cefoxitina Sódica Meropenem Prednisona Prednisona Prednisona Prednisona Prednisona

Encarte Revista ABCFARMA | Dezembro/2009

Laboratório Fabricante Eurofarma Medley Merck Nature´s Plus União Química Biosintética EMS Medley Nature´s Plus Sigma Pharma Biosintética EMS Germed Medley Medley Medley Prati, Donaduzzi Prati, Donaduzzi Apotex Arrow EMS Germed Medley Merck Ranbaxy Sigma Pharma Teuto EMS Eurofarma Biosintética Neo Química Teuto Abbott EMS EMS Eurofarma Farmasa Germed Hipolabor Medley Medley Mepha Merck Prati, Donaduzzi Prati, Donaduzzi Sigma Pharma EMS Medley Nature´s Plus Sigma Pharma União Química AB Farmo Eurofarma Novafarma Cimed Eurofarma Antibióticos do Brasil Brainfarma EMS Eurofarma Germed Neo Química

15

Concentração

Forma Farmacêutica

3mg;6mg Comprimido 3mg;6mg Comprimido 3mg;6mg Comprimido 3mg;6mg Comprimido 3mg;6mg Comprimido 600mg Comprimido 600mg;900mg Comprimido revestido 600mg;900mg Comprimido 600mg;900mg Comprimido revestido 600mg;900mg Comprimido revestido 100mg Comprimido revestido 50mg+25mg Comprimido 50mg+25mg Comprimido 50mg+25mg Comprimido 10mg/g Creme dermatológico 10mg/ml Solução tópica 10mg/g Creme dermatológico 10mg/ml Solução tópica 1mg;2mg Comprimido 1mg;2mg Comprimido 1mg;2mg Comprimido 1mg;2mg Comprimido 1mg;2mg Comprimido 1mg;2mg Comprimido 1mg;2mg Comprimido 1mg;2mg Comprimido 2mg Comprimido 40mg Pó p/ solução injetável 40mg Pó p/ solução injetável 75mg/ml Emulsão oral 75mg/ml Emulsão oral 40mg Comprimido 40mg Comprimido 40mg Comprimido 75mg/ml Emulsão oral 75mg/ml Emulsão oral 40mg Comprimido 40mg Comprimido 75mg/ml Emulsão oral 40mg Comprimido 75mg/ml Emulsão oral 40mg Comprimido 75mg/ml Emulsão oral 40mg Comprimido 75mg/ml Emulsão oral 75mg/ml Emulsão oral 125mg Cápsula gelatinosa mole 125mg Cápsula gelatinosa mole 125mg Cápsula gelatinosa mole 125mg Cápsula gelatinosa mole 5mg Comprimido 1g;2g Pó p/ solução injetável 500mg;1g;2g Pó p/ solução injetável 1g;2g Pó p/ solução injetável 100mg Comprimido 1g Pó p/ solução injetável 500mg;1g Pó p/ solução injetável 5mg;20mg;50mg Comprimido 5mg;20mg Comprimido 5mg;20mg Comprimido 5mg;20mg Comprimido 5mg;20mg Comprimido Fonte ANVISA (atualizada até Maio/2009)


Lista de genéricos

medicamentos registrados Medicamento de Referência Meticorten Meticorten Meticorten Mevacor Miantrex CS Micostatin Micostatin Micostatin Micostatin Micostatin Micostatin Micostatin Micostatin Micostatin Micostatin Micostatin Micostatin Micostatin Micostatin Micostatin Micostatin Minomax Minoton Miosan Mitexan Moduretic Moduretic Moduretic Moduretic Monocordil Monocordil Monopril Motilium Movatec Movatec Movatec Movatec Movatec Movatec Movatec Movatec Movatec Movatec Mucolitic Mucolitic Mucolitic Mucolitic Mucolitic Mucolitic Mucolitic Mucolitic Mucolitic Mucolitic Mucolitic Mucolitic Mucolitic Mucolitic Mucolitic Mucosolvan Mucosolvan Mucosolvan Mucosolvan

Medicamento Genérico Prednisona Prednisona Prednisona Lovastatina Metotrexato Nistatina Nistatina Nistatina Nistatina Nistatina Nistatina Nistatina Nistatina Nistatina Nistatina Nistatina Nistatina Nistatina Nistatina Nistatina Nistatina Cloridrato de Minociclina Aminofilina Cloridrato de Ciclobenzaprina Mesna Cloridrato de Amilorida+Hidroclorotiazida Cloridrato de Amilorida+Hidroclorotiazida Cloridrato de Amilorida+Hidroclorotiazida Cloridrato de Amilorida+Hidroclorotiazida Mononitrato de Isossorbida Mononitrato de Isossorbida Fosinopril sódico Domperidona Meloxicam Meloxicam Meloxicam Meloxicam Meloxicam Meloxicam Meloxicam Meloxicam Meloxicam Meloxicam Carbocisteína Carbocisteína Carbocisteína Carbocisteína Carbocisteína Carbocisteína Carbocisteína Carbocisteína Carbocisteína Carbocisteína Carbocisteína Carbocisteína Carbocisteína Carbocisteína Carbocisteína Cloridrato de Ambroxol Cloridrato de Ambroxol Cloridrato de Ambroxol Cloridrato de Ambroxol

Encarte Revista ABCFARMA | Dezembro/2009

Laboratório Fabricante Sanval Sigma Pharma União Química Sandoz Kinder Cristália Cristália Ducto EMS Eurofarma Geolab Green Pharma Luper Medley Nature´s Plus Neo Química Neo Química Prati, Donaduzzi Prati, Donaduzzi Teuto Teuto Ranbaxy Hypofarma Eurofarma Eurofarma Biosintética EMS Nature´s Plus Sigma Pharma Biosintética Zydus Arrow Medley Ativus Biosintética EMS Eurofarma Luper Mepha Merck Nature´s Plus Prati, Donaduzzi Unichem Biosintética Cimed EMS EMS Geolab Medley Medley Mepha Merck Nature´s Plus Neo Química Prati, Donaduzzi Sigma Pharma Teuto União Química Mariol Teuto Abbott Abbott

16

Concentração

Forma Farmacêutica

5mg;20mg Comprimido 5mg;20mg Comprimido 5mg;20mg Comprimido 10mg;20mg;40mg Comprimido 25mg/ml;100mg/ml Solução injetável 25.000UI/g Creme vaginal 100.000UI/ml Suspensão oral 100.000UI/ml Suspensão oral 25.000UI/g Creme vaginal 25.000UI/g Creme vaginal 25.000UI/g Creme vaginal 25.000UI/g Creme vaginal 25.000 UI/g Creme vaginal 25.000UI/g Creme vaginal 100.000UI/ml Suspensão oral 25.000UI/g Creme vaginal 100.000UI/ml Suspensão oral 25.000UI/g Creme vaginal 100.000UI/ml Suspensão oral 25.000UI/g Creme vaginal 100.000UI/ml Suspensão oral 100mg Comprimido revestido 24mg/ml Solução injetável 5mg;10mg Comprimido revestido 100mg/ml Solução injetável 5mg+50mg Comprimido 2,5 g+25mg;5mg+50mg Comprimido 2,5mg+25mg;5mg+50mg Comprimido 2,5mg+25mg;5mg+50mg Comprimido 20mg;40mg Comprimido 20mg;40mg Comprimido 10mg;20mg Comprimido 1mg/ml Suspensão oral 10mg/ml Solução injetável 7,5mg;15mg Comprimido 7,5mg;15mg Comprimido 7,5mg;15mg Comprimido 7,5mg;15mg Comprimido 7,5mg;15mg Comprimido 7,5mg;15mg Comprimido 7,5mg;15mg Comprimido 7,5mg;15mg Comprimido 7,5mg;15mg Comprimido 20mg/ml;50mg/ml Xarope 20mg/ml;50mg/ml Xarope 50mg/ml Solução oral 20mg/ml;50mg/ml Xarope 20mg/ml;50mg/ml Xarope 50mg/ml Solução oral 50mg/ml;20mg/ml Xarope 20mg/ml;50mg/ml Xarope 50mg/ml;20mg/ml Xarope 50mg/ml Solução oral 50mg/ml;20mg/ml Xarope 20mg/ml;50mg/ml Xarope 50mg/ml Solução oral 20mg/ml;50mg/ml Xarope 20mg/ml;50mg/ml Xarope 3mg/ml;6mg/ml Xarope 3mg/ml;6mg/ml Xarope 7,5mg/ml Solução oral 3mg/ml;6mg/ml Xarope Fonte ANVISA (atualizada até Maio/2009)


Lista de genéricos

medicamentos registrados Medicamento de Referência Mucosolvan Mucosolvan Mucosolvan Mucosolvan Mucosolvan Mucosolvan Mucosolvan Mucosolvan Mucosolvan Mucosolvan Mucosolvan Mucosolvan Mucosolvan Mucosolvan Mucosolvan Naprosyn Naprosyn Nebacetin Nebacetin Neosaldina Neurontin Neurontin Nimotop Nimotop Nisulid Nisulid Nisulid Nisulid Nisulid Nisulid Nisulid Nisulid Nisulid Nitrencord Nizoral Nizoral Nizoral Nizoral Nizoral Nizoral Nizoral Nizoral Nizoral Nizoral Nizoral Nizoral Nizoral Nizoral Nizoral Nizoral Nizoral Nizoral Nizoral Nizoral Nizoral Nizoral Nizoral Nizoral Nolvadex Norvasc Norvasc

Medicamento Genérico Cloridrato de Ambroxol Cloridrato de Ambroxol Cloridrato de Ambroxol Cloridrato de Ambroxol Cloridrato de Ambroxol Cloridrato de Ambroxol Cloridrato de Ambroxol Cloridrato de Ambroxol Cloridrato de Ambroxol Cloridrato de Ambroxol Cloridrato de Ambroxol Cloridrato de Ambroxol Cloridrato de Ambroxol Cloridrato de Ambroxol Cloridrato de Ambroxol Naproxeno Naproxeno Sulfato de Neomicina+Bacitracina Sulfato de Neomicina+Bacitracina Dipirona Sódica+Cloridrato de Isometepteno+Cafeína Gabapentina Gabapentina Nimodipino Nimodipino Nimesulida Nimesulida Nimesulida Nimesulida Nimesulida Nimesulida Nimesulida Nimesulida Nimesulida Nitrendipino Cetoconazol Cetoconazol Cetoconazol Cetoconazol Cetoconazol Cetoconazol Cetoconazol Cetoconazol Cetoconazol Cetoconazol Cetoconazol Cetoconazol Cetoconazol Cetoconazol Cetoconazol Cetoconazol Cetoconazol Cetoconazol Cetoconazol Cetoconazol Cetoconazol Cetoconazol Cetoconazol Cetoconazol Citrato de Tamoxifeno Besilato de Anlodipino Besilato de Anlodipino

Encarte Revista ABCFARMA | Dezembro/2009

Laboratório Fabricante

Concentração

Forma Farmacêutica

Ativus Biosintética Bunker Cimed Cinfa Cristália EMS Farmasa Geolab Hipolabor Medley Mepha Neo Química Prati, Donaduzzi Prati, Donaduzzi Biosintética Teuto EMS Medley Prati, Donaduzzi

3mg/ml;6mg/ml Xarope 3mg/ml;6mg/ml Xarope 3mg/ml;6mg/ml Xarope 3mg/ml Xarope 3mg/ml Xarope 3mg/ml;6mg/ml Xarope 3mg/ml;6mg/ml Xarope 3mg/ml;6mg/ml Xarope 3mg/ml;6mg/ml Xarope 3mg/ml;6mg/ml Xarope 3mg/ml;6mg/ml Xarope 3mg/ml;6mg/ml Xarope 3mg/ml;6mg/ml Xarope 7,5mg/ml Solução nasal 3mg/ml;6mg/ml Xarope 250mg;500mg Comprimido 250mg;500mg Comprimido 5mg/g+250UI/g Pomada dermatológica 5mg/g+250UI/g Pomada dermatológica 300mg/ml+50mg/ml+30mg/ml Solução oral

Nature´s Plus Sigma Pharma Nature´s Plus Sigma Pharma Arrow Brainfarma Ducto Eurofarma Eurofarma Medley Medley Neo Química Prati, Donaduzzi Biosintética Ativus Biosintética Cimed Cristália Cristália Cristália EMS EMS EMS Geolab Luper Medley Medley Medley Mepha Neo Química Neo Química Pharlab Prati, Donaduzzi Prati, Donaduzzi Ranbaxy Teuto Teuto Teuto Sandoz Arrow Biolab Sanus

300mg;400mg Cápsula gelatinosa dura 300mg;400mg Cápsula gelatinosa dura 30mg Comprimido revestido 30mg Comprimido revestido 100mg Comprimido 100mg Comprimido 50mg/ml Suspensão oral 100mg Comprimido 50mg/ml Suspensão oral 100mg Comprimido 50mg/ml Suspensão oral 50mg/ml Suspensão oral 50mg/ml Suspensão oral 10mg;20mg Comprimido revestido 20mg/g Creme dermatológico 20mg/g Creme dermatológico 20mg/g Creme dermatológico 20mg/g Creme dermatológico 20mg/g Shampoo 20mg/g Shampoo 200mg Comprimido 20mg/g Creme dermatológico 20mg/ml Shampoo 20mg/g Creme dermatológico 20mg/g Creme dermatológico 200mg Comprimido 20mg/g Creme dermatológico 20mg/g Shampoo 200mg Comprimido 200mg Comprimido 20mg/g Creme dermatológico 20mg/g Creme dermatológico 20mg/g Creme dermatológico 20mg/g Shampoo 200 mg Comprimido 200mg Comprimido 20mg/g Creme dermatológico 20mg/g Shampoo 10mg;20mg Comprimido revestido 5mg;10mg Comprimido 5mg;10mg Comprimido

17

Fonte ANVISA (atualizada até Maio/2009)


Lista de genéricos

medicamentos registrados Medicamento de Referência Norvasc Norvasc Norvasc Norvasc Norvasc Norvasc Norvasc Norvasc Norvasc Norvasc Norvasc Norvasc Norvasc Norvasc Novacort Novacort Novacort Novacort Novacort Novacort Novacort Novacort Novacort Novacort Novacort Novacort Novacort Novacort Novacort Novacort Novalgina Novalgina Novalgina Novalgina Novalgina Novalgina Novalgina Novalgina Novalgina Novalgina Novalgina Novalgina Novalgina Novalgina Novalgina Novalgina

Medicamento Genérico Besilato de Anlodipino Besilato de Anlodipino Besilato de Anlodipino Besilato de Anlodipino Besilato de Anlodipino Besilato de Anlodipino Besilato de Anlodipino Besilato de Anlodipino Besilato de Anlodipino Besilato de Anlodipino Besilato de Anlodipino Besilato de Anlodipino Besilato de Anlodipino Besilato de Anlodipino Cetoconazol+Dipropionato de Betametasona +Sulfato de Neomicina Cetoconazol+Dipropionato de Betametasona +Sulfato de Neomicina Cetoconazol+Dipropionato de Betametasona +Sulfato de Neomicina Cetoconazol+Dipropionato de Betametasona +Sulfato de Neomicina Cetoconazol+Dipropionato de Betametasona +Sulfato de Neomicina Cetoconazol+Dipropionato de Betametasona +Sulfato de Neomicina Cetoconazol+Dipropionato de Betametasona +Sulfato de Neomicina Cetoconazol+Dipropionato de Betametasona +Sulfato de Neomicina Cetoconazol+Dipropionato de Betametasona +Sulfato de Neomicina Cetoconazol+Dipropionato de Betametasona +Sulfato de Neomicina Cetoconazol+Dipropionato de Betametasona +Sulfato de Neomicina Cetoconazol+Dipropionato de Betametasona +Sulfato de Neomicina Cetoconazol+Dipropionato de Betametasona +Sulfato de Neomicina Cetoconazol+Dipropionato de Betametasona +Sulfato de Neomicina Cetoconazol+Dipropionato de Betametasona + Sulfato de Neomicina Cetoconazol+Dipropionato de Betametasona +Sulfato de Neomicina Dipirona Sódica Dipirona Sódica Dipirona Sódica Dipirona Sódica Dipirona Sódica Dipirona Sódica Dipirona Sódica Dipirona Sódica Dipirona Sódica Dipirona Sódica Dipirona Sódica Dipirona Sódica Dipirona Sódica Dipirona Sódica Dipirona Sódica Dipirona Sódica

Encarte Revista ABCFARMA | Dezembro/2009

Laboratório Fabricante

Concentração

Forma Farmacêutica

Biosintética Brainfarma Cristália Ducto EMS Medley Mepha Merck Neo Química Prati, Donaduzzi Ranbaxy Sandoz Teuto Zydus EMS

5mg;10mg Comprimido 5mg; 0mg Comprimido 5mg;10mg Comprimido 10mg Comprimido 5mg;10mg Comprimido 5mg;10mg Comprimido 5mg;10mg Comprimido 5mg;10mg Comprimido 5mg;10mg Comprimido 5mg;10mg Comprimido 5mg;10mg Comprimido 5mg;10mg Comprimido 5mg Comprimido 5mg Comprimido revestido 20mg/g+0,5mg/g+2,5mg/g Creme dermatológico

EMS

20mg/g+0,5mg/g+2,5mg/g Pomada dermatológica

Eurofarma

20mg/g+0,5mg/g+ 2,5mg/g Creme dermatológico

Eurofarma

20mg/g+0,5mg/g+2,5mg/g Pomada dermatológica

Farmasa

20mg/g+0,5mg/g+2,5mg/g Creme dermatológico

Farmasa

20mg/g+0,5mg/g 2,5mg/g Pomada dermatológica

Geolab

20mg/g + 0,5mg/g + 2,5mg/g Creme dermatológico

Geolab

20mg/g + 0,5mg/g + 2,5mg/g Pomada dermatológica

Medley

20mg/g + 0,5mg/g + 2,5mg/g Creme dermatológico

Medley

20mg/g + 0,5mg/g + 2,5mg/g Pomada dermatológica

Mepha

20mg/g + 0,5mg/g + 2,5mg/g Creme dermatológico

Mepha

20mg/g + 0,5mg/g + 2,5mg/g Pomada dermatológica

Prati, Donaduzzi

20mg/g+0,5mg/g+2,5mg/g Creme dermatológico

Prati, Donaduzzi

20mg/g+0,5mg/g+2,5mg/g Pomada dermatológica

Teuto

20mg/g+0,5mg/g+1,68mg/g Creme dermatológico

Teuto

20mg/g+0,5mg/g+1,68mg/g Pomada dermatológica

Abbott Biosintética Bunker Ducto Ducto EMS EMS Eurofarma Farmasa Geolab Green Pharma Hipolabor Hipolabor Lafepe Medley Medley

500 mg/ml Solução oral 500mg/ml;50mg/ml Solução oral 500mg/ml Solução oral 500mg/ml Solução injetável 500mg/ml Solução oral 500mg Comprimido 500mg/ml Solução oral 500mg/ml Solução oral 500mg/ml Solução oral 50mg/ml Solução oral 500mg Comprimido 500mg/ml Solução injetável 500mg/ml Solução oral 500mg/ml Solução oral 500mg Comprimido 500mg/ml Solução oral

18

Fonte ANVISA (atualizada até Maio/2009)


Lista de genéricos

medicamentos registrados Medicamento de Referência Novalgina Novalgina Novalgina Novalgina Novalgina Novalgina Novalgina Novalgina Novalgina Novalgina Novalgina Novalgina Novalgina Novamin Novamin Novamin Novamin Oceral Oceral Oflox Ogastro Ogastro Ogastro Olcadil Omcilon A M Omcilon A M Omcilon A M Omcilon A M Omcilon A M Omcilon A M Omcilon A M Omcilon A M Omcilon A Orabase Omcilon A Orabase Omcilon A Orabase Omcilon A Orabase Otosynalar Pamelor Pamelor Pamelor Pantelmin Pantelmin Pantelmin Pantelmin Pantelmin Pantelmin Pantelmin Pantelmin Pantelmin Pantelmin Pantelmin Pantelmin Pantelmin

Medicamento Genérico Dipirona Sódica Dipirona Sódica Dipirona Sódica Dipirona Sódica Dipirona Sódica Dipirona Sódica Dipirona Sódica Dipirona Sódica Dipirona Sódica Dipirona Sódica Dipirona Sódica Dipirona Sódica Dipirona Sódica Sulfato de Amicacina Sulfato de Amicacina Sulfato de Amicacina Sulfato de Amicacina Nitrato de Oxiconazol Nitrato de Oxiconazol Ofloxacino Lansoprazol Lansoprazol Lansoprazol Cloxazolam Acetonido de Triancinolona+Sulfato de Neomicina +Gramicidina+Nistatina Acetonido de Triancinolona+Sulfato de Neomicina +Gramicidina+Nistatina Acetonido de Triancinolona+Sulfato de Neomicina +Gramicidina+Nistatina Acetonido de Triancinolona+Sulfato de Neomicina +Gramicidina+Nistatina Acetonido de Triancinolona+Sulfato de Neomicina +Gramicidina+Nistatina Acetonido de Triancinolona+Sulfato de Neomicina +Gramicidina+Nistatina Acetonido de Triancinolona+Sulfato de Neomicina +Gramicidina+Nistatina Acetonido de Triancinolona+Sulfato de Neomicina +Gramicidina+Nistatina Acetonido de Triancinolona Acetonido de Triancinolona Acetonido de Triancinolona Acetonido de Triancinolona Acetonido de Fluocinolona+Sulfato de Neomicina +Sulfato de Polimixina B+Cloridrato de Lidocaína Cloridrato de Nortriptilina Cloridrato de Nortriptilina Cloridrato de Nortriptilina Mebendazol Mebendazol Mebendazol Mebendazol Mebendazol Mebendazol Mebendazol Mebendazol Mebendazol Mebendazol Mebendazol Mebendazol Mebendazol

Encarte Revista ABCFARMA | Dezembro/2009

Laboratório Fabricante Mepha Mepha Neo Química Neo Química Neo Química Prati, Donaduzzi Prati, Donaduzzi Rioquímica

Concentração

Forma Farmacêutica

Teuto Teuto Theodoro F Sobral Eurofarma Hipolabor Novafarma Teuto Prati, Donaduzzi Prati, Donaduzzi Alcon EMS Medley Nature´s Plus Novartis Arrow

500mg Comprimido 500mg/ml Solução oral 500mg Comprimido 500mg/ml Solução injetável 500mg/ml Solução oral 500mg Comprimido 500mg/ml,50mg/ml Solução oral 500mg/ml Solução oral 500mg Comprimido 500mg/ml;50mg/ml Solução oral 500mg/ml Solução injetável 500mg/ml Solução oral 500mg/ml Solução oral 50mg/ml;250mg/ml Solução injetável 50mg/ml; Solução injetável 50mg/ml;125mg/ml;250mg/ml Solução injetável 50mg/ml;125mg/ml;250mg/ml Solução injetável 10mg/g Creme dermatológico 10mg/ml Solução tópica 0,3pcc Solução oftálmica 15mg;30mg Cápsula gelatinosa dura mcg lib ret 15mg;30mg Cápsula gelatinosa dura mcg des grad 15mg;30mg Cápsula gelatinosa dura mcg lib ret 1mg;2mg;4mg Comprimido 1mg+2,5mg+0,25mg+100.000U Creme dermatológico

Arrow

1mg+2,5mg+0,25mg+100.000U Pomada dermatológica

EMS

1mg+2,5mg+0,25mg+100.000U Creme dermatológico

EMS

1mg+2,5mg+0,25mg+100.000U Pomada dermatológica

Farmasa

1mg+2,5mg+ 0,25mg+100.000U Creme dermatológico

Farmasa

1mg+2,5mg+0,25mg+100.000U Pomada dermatológica

Prati, Donaduzzi

1mg+2,5 mg+0,25mg+100.000U Creme dermatológico

Prati, Donaduzzi

1mg+ 2,5mg+0,25mg+100.000U Pomada dermatológica

EMS Nature´s Plus Prati, Donaduzzi Sigma Pharma EMS

1mg/g Pomada bucal 1mg/g Pomada bucal 1mg/g Pomada bucal 1mg/g Pomada bucal 0,275mg+3,85mg+11.000UI+20mg/ml Solução otológica

Eurofarma Novartis Ranbaxy Cifarma Geolab Nature´s Plus Neo Química Neo Química Sigma Pharma Abbott Cristália Cristália EMS EMS Green Pharma Medley

10mg;25mg;50mg;75mg Cápsula gelatinosa dura 25mg e 10mg Cápsula gelatinosa dura 25mg;50mg;75mg Cápsula gelatinosa dura 20mg/ml Suspensão oral 20mg/ml Suspensão oral 20mg/ml Suspensão oral 100mg Comprimido 20mg/ml Suspensão oral 20mg/ml Suspensão oral 100mg Comprimido 100mg Comprimido 20mg/ml Suspensão oral 100mg Comprimido 20mg/ml Suspensão oral 20mg/ml Suspensão oral 500mg Comprimido

SANOFI-AVENTIS SANOFI-AVENTIS

19

Fonte ANVISA (atualizada até Maio/2009)


Lista de genéricos

medicamentos registrados Medicamento de Referência Pantelmin Pantelmin Pantelmin Pantozol Pantozol Pantozol Pantozol Pantozol Pantozol Paraplatin Penicilina G potássica Pen-Ve-Oral Pen-Ve-Oral Peprazol Peprazol Peprazol Peprazol Peprazol Peprazol Peprazol Peprazol Peprazol Peprazol Pepsamar Plasil Plasil Plasil Plasil Plasil Plasil Plasil Plasil Plasil Plasil Plavix Pletil Pletil Polaramine Polaramine Polaramine Polaramine Polaramine Polaramine Polaramine Polaramine Polaramine Polaramine Polaramine Polaramine Polaramine Polaramine Polaramine Expectorante Polaramine Expectorante Polaramine Expectorante Pravacol Pravacol Pravacol Pred Fort Prednisolon Prednisolon

Medicamento Genérico Mebendazol Mebendazol Mebendazol Pantoprazol Pantoprazol Pantoprazol Pantoprazol Pantoprazol Pantoprazol Carboplatina Benzilpenicilina Potássica Fenoximetilpenicilina Potássica Fenoximetilpenicilina Potássica Omeprazol Omeprazol Omeprazol Omeprazol Omeprazol Omeprazol Omeprazol Omeprazol Omeprazol Omeprazol Hidróxido de Alumínio Cloridrato de Metoclopramida Cloridrato de Metoclopramida Cloridrato de Metoclopramida Cloridrato de Metoclopramida Cloridrato de Metoclopramida Cloridrato de Metoclopramida Cloridrato de Metoclopramida Cloridrato de Metoclopramida Cloridrato de Metoclopramida Cloridrato de Metoclopramida Bissulfato de clopidogrel Tinidazol Tinidazol Maleato de Dexclorfeniramina Maleato de Dexclorfeniramina Maleato de Dexclorfeniramina Maleato de Dexclorfeniramina Maleato de Dexclorfeniramina Maleato de Dexclorfeniramina Maleato de Dexclorfeniramina Maleato de Dexclorfeniramina Maleato de Dexclorfeniramina Maleato de Dexclorfeniramina Maleato de Dexclorfeniramina Maleato de Dexclorfeniramina Maleato de Dexclorfeniramina Maleato de Dexclorfeniramina Maleato de Dexclorfeniramina+Sulfato de Pseudoefedrina+Guaifenesina Maleato de Dexclorfeniramina+Sulfato de Pseudoefedrina+Guaifenesina Maleato de Dexclorfeniramina+Sulfato de Pravastatina Sódica Pravastatina Sódica Pravastatina Sódica Acetato de Prednisolona Fosfato Sódico de Prednisolona Fosfato Sódico de Prednisolona

Encarte Revista ABCFARMA | Dezembro/2009

Laboratório Fabricante Prati, Donaduzzi Teuto Teuto EMS Eurofarma Germed Medley Merck Ranbaxy Eurofarma Eurofarma EMS Teuto Biosintética Cinfa Cristália EMS Germed Libbs Medley Mepha Merck Teuto Prati, Donaduzzi EMS Hipolabor Mariol Medley Nature´s Plus Neo Química

Concentração

Forma Farmacêutica

Farmasa Medley Brainfarma Brainfarma Cristália EMS EMS Geolab Hipolabor Medley Merck Nature´s Plus Neo Química Prati, Donaduzzi Sigma Pharma Teuto EMS

100mg Comprimido 100mg Comprimido 20mg/ml Suspensão oral 20mg;40mg Comprimido revestido 40mg Pó liofilizado p/ sol injetável 20mg;40mg Comprimido revestido 20mg;40mg Comprimido revestido 20mg;40mg Comprimido revestido 40mg Comprimido revestido 10mg/ml Solução injetável 5.000.000UI Pó p/ solução injetável 80.000UI/ml Pó p/ solução oral 500.000UI Comprimido 10mg;20mg;40mg Cápsula gelatinosa com microgrânulos 20mg Cápsula gelatinosa com microgrânulos 10mg;20mg;40mg Cápsula gelatinosa dura c/ microgrânulos 10mg;20mg Cápsula gelatinosa com microgrânulos 10mg;20mg;40mg Cápsula gelatinosa com microgrânulos 10mg;20mg;40mg Cápsula gelatinosa dura c/ microgrânulos 10mg;20mg;40mg Cápsula gelatinosa dura 20mg;40mg Cápsula gelatinosa dura 20mg Cápsula gelatinosa dura 10mg;20mg Cápsula gelatinosa dura 61,5mg/ml Suspensão oral 4mg/ml Solução oral 4mg/ml Solução oral 4mg/ml Solução oral 4mg/ml Solução oral 4mg/ml Solução oral 5mg/ml Solução injetável 10mg Comprimido 4mg/ml Solução oral 5mg/ml Solução injetável 4mg/ml Solução oral 75mg Comprimido revestido 500mg Comprimido revestido 500mg Comprimido revestido 0,4mg/ml Xarope 6mg Drágea 0,4mg/ml Xarope 10mg/g Creme dermatológico 0,4mg/ml Solução oral 0,4mg/ml Solução oral 0,4mg/ml Xarope 0,4mg/ml Solução oral 0,4mg/ml Solução oral 0,4mg/ml Solução oral 0,4mg/ml Solução oral 0,4mg/ml Solução oral 0,4mg/ml Solução oral 0,4mg/ml Solução oral 0,4 mg/ml+ 4mg/ml+20mg/ml Solução Oral

Medley

0,4mg/ml+ 4mg/ml+20mg/ml Solução oral

Nature´s Plus Arrow Mepha Ranbaxy Alcon Medley Prati, Donaduzzi

0,4mg/ml+4mg/ml+20mg/ml Solução oral 10mg;20mg;40mg Comprimido 10mg;20mg Comprimido 10mg;20mg Comprimido 1,0pcc Suspensão oftálmica 1mg/ml Solução oral 1mg/ml Solução oral

SANOFI-AVENTIS

Sigma Pharma Teuto Teuto

SANOFI-AVENTIS

20

Fonte ANVISA (atualizada até Maio/2009)


Lista de genéricos

medicamentos registrados Medicamento de Referência Prednisolon Prelone Prelone Proctyl Profenid Profenid Profenid Profenid Profenid Profenid Profenid Profenid Profenid Profenid Profenid Profenid Profenid Profenid Profenid entérico Proflam Propécia Propécia Propécia Propécia Propécia Propécia Propécia Propécia Propranolol Propranolol Propranolol Propranolol Propranolol Propranolol Propranolol Proscar Proscar Proscar Proscar Proscar Proscar Proscar Prozac Prozac Prozac Prozac Prozac Prozac Prozac Prozac Prozac Prozac Psorex Psorex Psorex Psorex Psorex Psorex Psorex Psorex Psorex

Medicamento Genérico Fosfato Sódico de Prednisolona Fosfato Sódico de Prednisolona Fosfato Sódico de Prednisolona Policresuleno+Cloridrato de Cinchocaína Cetoprofeno Cetoprofeno Cetoprofeno Cetoprofeno Cetoprofeno Cetoprofeno Cetoprofeno Cetoprofeno Cetoprofeno Cetoprofeno Cetoprofeno Cetoprofeno Cetoprofeno Cetoprofeno Cetoprofeno Aceclofenaco Finasterida Finasterida Finasterida Finasterida Finasterida Finasterida Finasterida Finasterida Cloridrato de Propranolol Cloridrato de Propranolol Cloridrato de Propranolol Cloridrato de Propranolol Cloridrato de Propranolol Cloridrato de Propranolol Cloridrato de Propranolol Finasterida Finasterida Finasterida Finasterida Finasterida Finasterida Finasterida Cloridrato de Fluoxetina Cloridrato de Fluoxetina Cloridrato de Fluoxetina Cloridrato de Fluoxetina Cloridrato de Fluoxetina Cloridrato de Fluoxetina Cloridrato de Fluoxetina Cloridrato de Fluoxetina Cloridrato de Fluoxetina Cloridrato de Fluoxetina Propionato de Clobetasol Propionato de Clobetasol Propionato de Clobetasol Propionato de Clobetasol Propionato de Clobetasol Propionato de Clobetasol Propionato de Clobetasol Propionato de Clobetasol Propionato de Clobetasol

Encarte Revista ABCFARMA | Dezembro/2009

Laboratório Fabricante SANOFI-AVENTIS Biosintética Prati, Donaduzzi Medley Cristália Cristália EMS EMS EMS EMS Eurofarma Eurofarma Medley Medley Medley Medley Nature´s Plus Sigma Pharma

SANOFI-AVENTIS

Ranbaxy Biosintética EMS Eurofarma Germed Medley Mepha Merck Sandoz EMS Germed Medley Neo Química Prati, Donaduzzi Teuto União Química Biosintética EMS Eurofarma Germed Medley Mepha Merck Biosintética EMS Medley Mepha Merck Ranbaxy Sandoz Sigma Pharma Teuto Zydus Ativus Ativus EMS EMS Eurofarma Eurofarma Eurofarma Medley Medley

21

Concentração

Forma Farmacêutica

1mg/ml Solução oral 3mg/ml Solução oral 3mg/ml Solução oral 0,1g/g+0,01g/g Pomada retal 100mg Pó liofilizado p/ sol injetável 50mg/ml Solução injetável 50mg Cápsula gelatinosa dura 25mg/g Gel 50mg/ml Solução injetável 20mg/ml Solução oral 100mg Pó liofilizado p/ sol injetável 50mg/ml Solução injetável 50mg Cápsula gelatinosa dura 100mg Comprimido revestido 25mg/g Gel 20mg/ml Solução oral 50mg/ml Solução injetável 50mg/ml Solução injetável 100mg Comprimido revestido 100mg Comprimido revestido 1mg Comprimido revestido 1mg; Comprimido revestido 1mg Comprimido revestido 1mg Comprimido revestido 1mg Comprimido revestido 1mg Comprimido revestido 1mg Comprimido revestido 1mg Comprimido revestido 10mg;40mg;80mg Comprimido 10mg;40mg;80mg Comprimido 10mg;40mg;80mg Comprimido 40mg;80mg Comprimido 10mg;40mg;80mg Comprimido 40mg;80mg Comprimido 40mg Comprimido 5mg Comprimido revestido 5mg; Comprimido revestido 5mg Comprimido revestido 5mg Comprimido revestido 5mg Comprimido revestido 5mg Comprimido revestido 5mg Comprimido revestido 20mg Cápsula gelatinosa dura 20 mg Cápsula gelatinosa dura 20mg Cápsula gelatinosa dura 20mg Cápsula gelatinosa dura 20mg Cápsula gelatinosa dura 20mg Cápsula gelatinosa dura 20mg Cápsula gelatinosa dura 20mg Cápsula gelatinosa dura 20mg Cápsula gelatinosa dura 20mg Cápsula gelatinosa dura 0,5mg/g Creme dermatológico 0,5mg/g Pomada dermatológica 0,5mg/g Creme dermatológico 0,5mg/g Pomada dermatológica 0,5mg/g Creme dermatológico 0,5mg/g Pomada dermatológica 0,5mg/g Solução tópica 0,5mg/g Creme dermatológico 0,5mg/g Pomada dermatológica Fonte ANVISA (atualizada até Maio/2009)


Lista de genéricos

medicamentos registrados Medicamento de Referência Psorex Psorex Psorex Psorex Psorex Psorex Psorex Psorex Psorex Psorex Psorex Psorex Psorex Psorex Psorex Psorex Quadriderm Quadriderm Quadriderm Quadriderm Quadriderm Quadriderm Quadriderm Quadriderm Quadriderm Quadriderm Quadriderm Quadriderm Quadriderm Reductil Reductil Reductil Reductil Remeron Renitec Renitec Renitec Renitec Renitec Renitec Renitec Renitec Renitec Renitec Revivan Revivan Revivan Rifocina Rifocina

Medicamento Genérico Propionato de Clobetasol Propionato de Clobetasol Propionato de Clobetasol Propionato de Clobetasol Propionato de Clobetasol Propionato de Clobetasol Propionato de Clobetasol Propionato de Clobetasol Propionato de Clobetasol Propionato de Clobetasol Propionato de Clobetasol Propionato de Clobetasol Propionato de Clobetasol Propionato de Clobetasol Propionato de Clobetasol Propionato de Clobetasol Valerato de Betametasona+Sulfato de Gentamicina+Clioquinol+Tolnaftato Valerato de Betametasona+Sulfato de Gentamicina+Clioquinol+Tolnaftato Valerato de Betametasona+Sulfato de Gentamicina+Clioquinol Tolnaftato Valerato de Betametasona+Sulfato de Gentamicina+Clioquinol+Tolnaftato Valerato de Betametasona+Sulfato de Gentamicina +Clioquinol+Tolnaftato Valerato de Betametasona+Sulfato de Gentamicina+Clioquinol+Tolnaftato Valerato de Betametasona+Sulfato de Gentamicina+Clioquinol+Tolnaftato Valerato de Betametasona+Sulfato de Gentamicina+Clioquinol+Tolnaftato Valerato de Betametasona +Sulfato de Gentamicina +Clioquinol + Tolnaftato Valerato de Betametasona+Sulfato de Gentamicina+Clioquinol+Tolnaftato Valerato de Betametasona+Sulfato de Gentamicina+Clioquinol+Tolnaftato Valerato de Betametasona+Sulfato de Gentamicina+Clioquinol+Tolnaftato Valerato de Betametasona+Sulfato de Gentamicina+Clioquinol+Tolnaftato Cloridrato de Sibutramina Cloridrato de Sibutramina Cloridrato de Sibutramina Cloridrato de Sibutramina Mirtazapina Maleato de Enalapril Maleato de Enalapril Maleato de Enalapril Maleato de Enalapril Maleato de Enalapril Maleato de Enalapril Maleato de Enalapril Maleato de Enalapril Maleato de Enalapril Maleato de Enalapril Cloridrato de Dopamina Cloridrato de Dopamina Cloridrato de Dopamina Rifamicina Rifamicina

Encarte Revista ABCFARMA | Dezembro/2009

Laboratório Fabricante

Concentração

Forma Farmacêutica

Medley Mepha Mepha Merck Merck Merc Nature´s Plus Nature´s Plus Neo Química Neo Química Prati, Donaduzzi Prati, Donaduzzi Sigma Pharma Sigma Pharma Sigma Pharma Teuto Brainfarma

0,5mg/g Solução capilar 0,5mg/g Creme dermatológico 0,5mg/g Pomada dermatológica 0,5mg/g Creme dermatológico 0,5mg/g Pomada dermatológica 0,5mg/g Solução capilar 0,5mg/g Creme dermatológico 0,5mg/g Pomada dermatológica 0,5mg/g Creme dermatológico 0,5mg/g Pomada dermatológica 0,5mg/g Creme dermatológico 0,5mg/g Pomada dermatológica 0,5mg/g Creme dermatológico 0,5mg/g Pomada dermatológica 0,5mg/g Solução capilar 0,5mg/g Creme dermatológico 0,5mg/g+1mg/g+10mg/g+10mg/g Creme dermatológico

Brainfarma

0,5mg/g+1mg/g+10mg/g+10mg/g Pomada dermatológica

EMS

0,5mg/g+1mg/g+10mg/g 10mg/g Creme dermatológico

EMS

0,5mg/g+1mg/g+10mg/g+10mg/g Pomada dermatológica

Eurofarma

0,5mg/g+ 1mg/g+10mg/g+10mg/g Creme dermatológico

Eurofarma

0,5mg/g+1mg/g+10mg/g+10mg/g Pomada dermatológica

Farmasa

0,5mg/g+1mg/g+10mg/g+10mg/g Creme dermatológico

Farmasa

0,5mg/g+1mg/g+10mg/g+10mg/g Pomada dermatológica

Medley

0,5 mg/g + 1mg/g + 10mg/g + 10mg/g Creme dermatológico

Medley

0,5mg/g+1mg/g+10mg/g+10mg/g Pomada dermatológica

Neo Química

0,5mg/g+1mg/g+10mg/g+10mg/g Pomada dermatológica

Prati, Donaduzzi

0,5mg/g+1mg/g+10mg/g+10mg/g Creme ermatológico

Prati, Donaduzzi

0,5mg/g+1mg/g+10mg/g+10mg/g Pomada dermatológica

Biosintética Medley Ranbaxy Sandoz Sandoz EMS Sigma Pharma AB Farmo Biosintética Cinfa Cristália Germed Medley Neo Química Teuto Hipolabor Teuto União Química EMS Eurofarma

10mg;15mg Cápsula gelatinosa dura 10 mg; 15 mg Cápsula gelatinosa dura 10mg;15mg Cápsula gelatinosa dura 10mg;15 g Cápsula gelatinosa dura 30mg;45mg Comprimido revestido 5mg;10mg;20mg Comprimido 5mg;10mg;20 g Comprimido 5mg;10mg;20mg Comprimido 5mg;10mg;20mg Comprimido 5mg;10mg;20mg Comprimido 5mg;10mg;20mg Comprimido 5mg;10mg;20mg Comprimido 5mg;10mg;20mg Comprimido 5mg;10mg;20 mg Comprimido 5mg;10mg;20mg Comprimido 5mg/ml Solução injetável 5mg/ml Solução injetável 5mg/ml Solução injetável 10mg/ml Solução tópica 10mg/ml Solução tópica

22

Fonte ANVISA (atualizada até Maio/2009)


Lista de genéricos

medicamentos registrados Medicamento de Referência Rifocina Rifocina Rifocina Rino-Lastin Risperdal Risperdal Rivotril Rivotril Rocefin Rocefin Rocefin Rocefin Rocefin Rocefin Rulid Sandimmun neoral Sandimmun neoral Sandimmun neoral Sandostatin Secnidal Secnidal Secnidal Secnidal Secnidal Secnidal Secnidal Secnidal Secnidal Silomat Silomat Silomat Silomat Silomat Plus Silomat Plus Silomat Plus Silomat Plus Silomat Plus Sinemet Solu-cortef Solu-medrol Sonebon Sonebon Sonebon Sorine Sorine Sorine Sorine Sorine Sorine Sorine Sotacor Sotacor Sotacor Splendil Sporanox Sporanox Staficilin-N Staficilin-N Staficilin-N Stiefcortil Stilnox Stugeron

Medicamento Genérico Rifamicina Rifamicina Rifamicina Cloridrato de Azelastina Risperidona Risperidona Clonazepam Clonazepam Ceftriaxona Sódica Ceftriaxona Sódica Ceftriaxona Sódica Ceftriaxona Sódica Ceftriaxona Sódica Ceftriaxona Sódica Roxitromicina Ciclosporina Ciclosporina Ciclosporina Acetato de Octreotida Secnidazol Secnidazol Secnidazol Secnidazol Secnidazol Secnidazol Secnidazol Secnidazol Secnidazol Cloridrato de Clobutinol Cloridrato de Clobutinol Cloridrato de Clobutinol Cloridrato de Clobutinol Cloridrato de Clobutinol+Succinato de Doxilamina Cloridrato de Clobutinol+Succinato de Doxilamina Cloridrato de Clobutinol+Succinato de Doxilamina Cloridrato de Clobutinol+ Succinato de Doxilamina Cloridrato de Clobutinol+Succinato de Doxilamina Carbidopa/Levodopa Succinato Sódico de Hidrocortisona Succinato Sódico de Metilprednisolona Nitrazepam Nitrazepam Nitrazepam Cloridrato de Nafazolina Cloridrato de Nafazolina Cloridrato de Nafazolina Cloridrato de Nafazolina Cloridrato de Nafazolina Cloridrato de Nafazolina Cloridrato de Nafazolina Cloridrato de Sotalol Cloridrato de Sotalol Cloridrato de Sotalol Felodipino Itraconazol Itraconazol Oxacilina Sódica Oxacilina Sódica Oxacilina Sódica Hidrocortisona Tartarato de Zolpidem Cinarizina

Encarte Revista ABCFARMA | Dezembro/2009

Laboratório Fabricante Nature´s Plus Neo Química Sigma Pharma EMS Arrow Sandoz Medley União Química AB Farmo EMS Eurofarma Eurofarma Neo Química Sandoz Novartis Germed Germed Sigma Pharma Sun Farmacêutica EMS Medley Mepha Nature´s Plus Neo Química Prati, Donaduzzi Ranbaxy

SANOFI-AVENTIS

Sigma Pharma Medley Medley Prati, Donaduzzi Prati, Donaduzzi Medley Prati, Donaduzzi Prati, Donaduzzi União Química União Química Biosintética Eurofarma Novafarma EMS Nature´s Plus Sigma Pharma Arrow EMS Medley Mepha Nature´s Plus Prati, Donaduzzi Sigma Pharma Biosintética Merck Sandoz Sandoz Mepha Prati, Donaduzzi AB Farmo Eurofarma Teuto Sigma Pharma Sandoz Mepha

23

Concentração

Forma Farmacêutica

10mg/ml Solução tópica 10mg/ml Solução tópica 10mg/ml Solução tópica 1mg/ml Solução nasal 1mg;2mg;3mg Comprimido revestido 1mg;2mg;3mg Comprimido revestido 2,5mg/ml Solução oral 2,5mg/ml Solução oral 500mg; 1g Pó p/ solução injetável 250mg; 500mg; 1g Pó p/ solução injetável 500mg; 1g Pó p/ solução injetável 500mg; 1g Pó p/ solução injetável 500mg; 1g Pó p/ solução injetável 500mg; 1000mg Pó p/ solução injetável 300mg Comprimido revestido 25mg; 50mg;100mg Cápsula gelatinosa mole 100mg/ml Solução oral 25mg; 50mg;100mg Cápsula gelatinosa mole c/ microemulsão 0,05mg/ml;0,1mg/ml Solução injetável 30mg/ml Pó p/ suspensão oral 500mg; 1000mg Comprimido revestido 1000mg Comprimido revestido 30mg/ml Pó p/ suspensão oral 1000mg Comprimido 500mg; 1000mg Comprimido revestido 500mg; 1000mg Comprimido revestido 500mg; 1000mg Comprimido revestido 30mg/ml Pó p/ suspensão oral 60mg/ml Solução oral 4mg/ml Xarope 60mg/ml Solução oral 4mg/ml Xarope 4mg/mL+0,75 mg/mL Xarope 48mg/mL+ 9mg/mL Solução oral 4mg/mL+0,75 mg/mL Xarope 48mg/mL+ 9mg/mL Solução oral 4mg/mL+0,75mg/mL Xarope 25mg+250mg Comprimido 100mg;500mg Pó liofilizado p/ sol injetável 125mg;500mg Pó liofilizado p/ sol injetável 5mg Comprimido 5mg Comprimido 5mg Comprimido 0,5mg/ml Solução nasal 0,5mg/ml Solução nasal 0,5mg/ml Solução nasal 0,5mg/ml Solução nasal 0,5mg/ml Solução nasal 0,5mg/ml Solução nasal 0,5mg/ml Solução nasal 120mg; 160mg Comprimido 160mg Comprimido 160mg Comprimido 5 mg; 10mg Comprimido de desintegração lenta 100mg Cápsula gelatinosa dura 100mg Cápsula gelatinosa dura 500mg Pó p/ solução injetável 500mg Pó p/ solução injetável 500mg Pó p/ solução injetável 10mg/ml Solução capilar 10mg Comprimido revestido 25mg; 75mg Comprimido Fonte ANVISA (atualizada até Maio/2009)


Lista de genéricos

medicamentos registrados Medicamento de Referência Stugeron Tagamet Tagamet Tagamet Tagamet Tagamet Tagamet Talsutin Talsutin Talsutin Talsutin Talsutin Tavanic Tavanic Tavanic Tavanic Tavanic Tavanic Taxol Taxol Taxotere Tazocin Tazocin Tecnocarb Tegretol Tegretol Tegretol Tegretol Tegretol Tegretol Tegretol Tegretol Tegretol Tegretol Tenoretic Tenoretic Tenoretic Tenoretic Thiaben Ticlid Ticlid Ticlid Ticlid Tienam Tilatil Tilatil Tilatil Timoptol Timoptol Timoptol Timoptol Timoptol Tobradex Tobradex Tobradex Tobrex Tobrex Tobrex Topamax Tralen Tralen Tralen

Medicamento Genérico Cinarizina Cimetidina Cimetidina Cimetidina Cimetidina Cimetidina Cloridrato de Cimetidina Cloridrato de Tetraciclina+Anfotericina B Cloridrato de Tetraciclina+Anfotericina B Cloridrato de Tetraciclina+Anfotericina B Cloridrato de Tetraciclina+Anfotericina B Cloridrato de Tetraciclina+Anfotericina B Levofloxacino Levofloxacino Levofloxacino Levofloxacino Levofloxacino Levofloxacino Paclitaxel Paclitaxel Docetaxel Piperacilina Sódica+Tazobactam Sódico Piperacilina Sódica+Tazobactam Sódico Carboplatina Carbamazepina Carbamazepina Carbamazepina Carbamazepina Carbamazepina Carbamazepina Carbamazepina Carbamazepina Carbamazepina Carbamazepina Atenolol+Clortalidona Atenolol+Clortalidona Atenolol+Clortalidona Atenolol+Clortalidona Tiabendazol Cloridrato de Ticlopidina Cloridrato de Ticlopidina Cloridrato de Ticlopidina Cloridrato de Ticlopidina Imipenem+cilastatina Tenoxicam Tenoxicam Tenoxicam Maleato de Timolol Maleato de Timolol Maleato de Timolol Maleato de Timolol Maleato de Timolol Tobramicina+Dexametasona Tobramicina+Dexametasona Tobramicina+Dexametasona Tobramicina Tobramicina Tobramicina Topiramato Tioconazol Tioconazol Tioconazol

Encarte Revista ABCFARMA | Dezembro/2009

Laboratório Fabricante Ranbaxy Abbott Neo Química Prati, Donaduzzi Sandoz Teuto Teuto Ativus Cristália EMS Medley Prati, Donaduzzi EMS Eurofarma Eurofarma Isofarma Nature´s Plus Sandoz Eurofarma Glenmark Glenmark AB Farmo Eurofarma Glenmark Abbott Biosintética EMS Eurofarma Germed Medley Medley Neo Química União Química União Química Biosintética EMS Medley Nature´s Plus EMS Biolunis Biosintética Medley Merck Ranbaxy Eurofarma Germed Ranbaxy Alcon Allergan Biosintética Sigma Pharma Teuto Alcon Allergan Biosintética Alcon Biosintética Cristália Eurofarma EMS EMS EMS

24

Concentração

Forma Farmacêutica

25mg; 75mg Comprimido 200mg; 400mg Comprimido revestido 200mg; 400mg Comprimido 200mg; 400mg Comprimido revestido 200mg; 400mg Comprimido revestido 200mg; 400mg Comprimido revestido 150mg/ml Solução injetável 25mg/g+12,5mg/g Creme vaginal 25mg/g+12,5mg/g Creme vaginal 25mg/g+12,5mg/g Creme vaginal 25mg/g+12,5mg/g Creme vaginal 25mg/g+12,5mg/g Creme vaginal 500mg Comprimido revestido 250mg; 500mg Comprimido revestido 5mg/ml Solução injetável 5mg/ml Solução injetável 500mg Comprimido revestido 250mg; 500mg Comprimido revestido 6mg/ml Solução injetável 6mg/ml Solução injetável 20mg; 80mg Solução injetável 2g+250mg;4g+500mg Pó liofilizado p/ sol injetável 2g+250mg;4g+500mg Pó liofilizado p/ sol injetável 450mg Pó liofilizado p/ sol injetável 200mg; 400mg Comprimido 200mg Comprimido 400mg; 200mg Comprimido 200mg Comprimido 400mg; 200mg Comprimido 200mg; 400mg Comprimido 20mg/ml Suspensão oral 200mg Comprimido 200mg Comprimido 20mg/ml Suspensão oral 50mg+12,5mg; 100mg+25mg Comprimido 50mg+12,5mg; 100mg+25mg Comprimido revestido 50mg+12,5mg; 100mg+25mg Comprimido 50mg+12,5mg; 100mg+25mg Comprimido 500mg Comprimido 250mg Comprimido revestido 250mg Comprimido revestido 250mg Comprimido revestido 250mg Comprimido revestido 500mg + 500mg Pó injetável 20mg; 40mg Pó liofilizado p/ sol injetável 20mg Comprimido revestido 20mg Comprimido revestido 0,5pcc Solução oftálmica 0,25pcc; 0,5pcc Solução oftálmica 0,25pcc; 0,5pcc Solução oftálmica 0,25pcc; 0,5pcc Solução oftálmica 0,5pcc Solução oftálmica 3mg/ml +1mg/ml Suspensão oftálmica 3mg/ml +1mg/ml Suspensão oftálmica 3mg/ml +1mg/ml Suspensão oftálmica 0,3pcc Solução oftálmica 0,3pcc Solução oftálmica 0,3pcc Solução oftálmica 25mg; 50mg;100mg Comprimido revestido 10mg/g Creme dermatológico 10mg/g Loção 10mg/g Pó dermatológico Fonte ANVISA (atualizada até Maio/2009)


Lista de genéricos

medicamentos registrados Medicamento de Referência Tralen Tralen Tralen Tramal Tramal Tramal Tramal Tramal Tramal Tramal Tramal Tramal Trental Trental/Trental Vert Trental/Trental Vert Triatec Triatec Triatec Triatec Triatec Trileptal Trileptal Trusopt Tryptanol Tryptanol Tryptanol Tryptanol Tryptanol Tryptanol Tussiflex D Tussiflex D Tussiflex D Tussiflex D Tylenol Tylenol Tylenol Tylenol Tylenol Tylenol Tylenol Tylenol Tylenol Tylenol Tylenol Tylenol Tylenol Tylenol Tylenol Tylenol Tylenol Tylenol Tylenol Tylenol Tylenol Tylenol Tylenol Tylenol Tylenol Tylenol Tylenol Tylenol Tylenol

Medicamento Genérico Tioconazol Tioconazol Tioconazol Cloridrato de Tramadol Cloridrato de Tramadol Cloridrato de Tramadol Cloridrato de Tramadol Cloridrato de Tramadol Cloridrato de Tramadol Cloridrato de Tramadol Cloridrato de Tramadol Cloridrato de Tramadol Pentoxifilina Pentoxifilina Pentoxifilina Ramipril Ramipril Ramipril Ramipril Ramipril Oxcarbazepina Oxcarbazepina Cloridrato de Dorzolamida Cloridrato de Amitriptilina Cloridrato de Amitriptilina Cloridrato de Amitriptilina Cloridrato de Amitriptilina Cloridrato de Amitriptilina Cloridrato de Amitriptilina Dropropizina Dropropizina Dropropizina Dropropizina Paracetamol Paracetamol Paracetamol Paracetamol Paracetamol Paracetamol Paracetamol Paracetamol Paracetamol Paracetamol Paracetamol Paracetamol Paracetamol Paracetamol Paracetamol Paracetamol Paracetamol Paracetamol Paracetamol Paracetamol Paracetamol Paracetamol Paracetamol Paracetamol Paracetamol Paracetamol Paracetamol Paracetamol Paracetamol

Encarte Revista ABCFARMA | Dezembro/2009

Laboratório Fabricante Eurofarma Medley Medley EMS Medley Mepha Mepha Nature´s Plus Nature´s Plus Sandoz Sigma Pharma União Química

SANOFI-AVENTIS

EMS Nature´s Plus Biosintética Brainfarma Mepha Ranbaxy Sandoz Medley Novartis Biosintética Eurofarma Medley Mepha Neo Química Ranbaxy Teuto Medley Neo Química Prati, Donaduzzi União Química Arrow Biosintética Biosintética Brainfarma Bunker Cimed EMS EMS Eurofarma Eurofarma Farmasa Farmasa Geolab Green Pharma Green Pharma Hipolabor Hipolabor Mariol Medley Medley Mepha Merck Merck Neo Química Neo Química Prati, Donaduzzi Prati, Donaduzzi Prati, Donaduzzi Teuto

25

Concentração

Forma Farmacêutica

10mg/g Creme dermatológico 10mg/g Creme dermatológico 10mg/g Loção 50mg Cápsula gelatinosa dura 50mg Cápsula gelatinosa dura 50mg/ml Solução injetável 100mg/ml Solução oral 50mg Cápsula gelatinosa dura 100mg/ml Solução oral 50mg Cápsula gelatinosa dura 100mg/ml Solução oral 50mg/ml Solução injetável 400mg Comprimido revestido 400mg; 600mg Comprimido revestido 400mg; 600mg Comprimido revestido 2,5mg; 5mg Comprimido revestido 2,5mg; 5mg Comprimido revestido 2,5mg; 5mg Comprimido revestido 2,5mg; 5mg Comprimido revestido 2,5mg; 5mg Comprimido 300mg; 600mg Comprimido revestido 300mg; 600mg Comprimido revestido 2pcc Solução oftálmica 25mg; 75mg Comprimido revestido 25mg; 75mg Comprimido revestido 25mg; 75mg Comprimido revestido 25mg Comprimido 25mg; 75mg Comprimido revestido 25mg Comprimido revestido 1,5mg/ml; 3,0mg/ml Xarope 1,5 g/ml; 3,0mg/ml Xarope 1,5mg/ml; 3,0mg/ml Xarope 3mg/ml Xarope 750mg Comprimido 500mg; 750mg Comprimido revestido 200mg/ml Solução oral 750mg Comprimido 750mg Comprimido 200mg/ml Solução oral 750mg Comprimido revestido 200mg/ml Solução oral 750mg Comprimido 200mg/ml Solução oral 750mg Comprimido 200mg/ml Solução oral 200mg/ml Solução oral 500mg; 750mg Comprimido 200mg/ml Solução oral 500mg;750mg Comprimido 200mg/ml Solução oral 750mg Comprimido 750mg Comprimido revestido 200mg/ml Solução oral 200mg/ml Solução oral 750mg Comprimido revestido 200mg/ml Solução oral 750mg Comprimido 200mg/ml Solução oral 500mg; 750mg Comprimido revestido 200mg/ml Solução oral 500mg Pó p/ preparação extemporânea sachê 500mg;750mg Comprimido Fonte ANVISA (atualizada até Maio/2009)


Lista de genéricos

medicamentos registrados Medicamento de Referência Tylenol Tylenol Tylenol Tylenol Unasyn Unasyn Unasyn Valium Valium Valium Valium Vancocina Vepesid Vibramicina Vibramicina Vibramicina Vibramicina Vibramicina ViofórmioVodol Vodol Vodol Vodol Vodol Voltaren Voltaren Voltaren Voltaren Voltaren Voltaren Voltaren Voltaren Voltaren Voltaren Voltaren Voltaren Voltaren Voltaren Voltaren Retard Voltaren Retard Wellbutrin SR Xarope Vick Xarope Vick Xylestesin Xylocaína Xylocaína Xylocaína Xylocaína Zaditen Zaditen Zaditen Zaditen Zaditen Zaditen Zaditen Zaditen Zaditen Zaditen Zaditen Zaditen Zaditen Zaditen

Medicamento Genérico Paracetamol Paracetamol Paracetamol Paracetamol Sulbactam Sódica+Ampicilina Sódica Sulbactam Sódica+Ampicilina Sódica Sulbactam Sódica+Ampicilina Sódica Diazepam Diazepam Diazepam Diazepam Cloridrato de Vancomicina Etoposídeo Cloridrato de Doxiciclina Cloridrato de Doxiciclina Cloridrato de Doxiciclina Cloridrato de Doxiciclina Doxiciclina HidrocortisonaClioquinol +Hidrocortisona Nitrato de Miconazol Nitrato de Miconazol Nitrato de Miconazol Nitrato de Miconazol Nitrato de Miconazol Diclofenaco Sódico Diclofenaco Sódico Diclofenaco Sódico Diclofenaco Sódico Diclofenaco Sódico Diclofenaco Sódico Diclofenaco Sódico Diclofenaco Sódico Diclofenaco Sódico Diclofenaco Sódico Diclofenaco Sódico Diclofenaco Sódico Diclofenaco Sódico Diclofenaco Sódico Diclofenaco Sódico Diclofenaco Sódico Cloridrato de Bupropiona Guaifenesina Guaifenesina Cloridrato de Lidocaína Cloridrato de Lidocaína Cloridrato de Lidocaína Cloridrato de Lidocaína Cloridrato de Lidocaína Fumarato de Cetotifeno Fumarato de Cetotifeno Fumarato de Cetotifeno Fumarato de Cetotifeno Fumarato de Cetotifeno Fumarato de Cetotifeno Fumarato de Cetotifeno Fumarato de Cetotifeno Fumarato de Cetotifeno Fumarato de Cetotifeno Fumarato de Cetotifeno Fumarato de Cetotifeno Fumarato de Cetotifeno Fumarato de Cetotifeno

Encarte Revista ABCFARMA | Dezembro/2009

Laboratório Fabricante Teuto Theodoro F Sobral União Química União Química AB Farmo Eurofarma Novafarma EMS Nature´s Plus Ranbaxy União Química Eurofarma Glenmark EMS Germed Ranbaxy Sigma Pharma Sandoz EMS Geolab Kinder Medley Neo Química Prati, Donaduzzi Abbott Biosintética Brainfarma Ducto Medley Medley Mepha Neo Química Novafarma Novartis Ranbaxy Sandoz Teuto União Química Mepha Ranbaxy Eurofarma EMS Nature´s Plus Blausiegel Cristália Hipolabor Hipolabor Hypofarma Ativus Ativus Biosintética Biosintética Cimed EMS EMS Medley Medley Merck Nature´s Plus Nature´s Plus Sigma Pharma Sigma Pharma

26

Concentração

Forma Farmacêutica

200mg/ml Solução oral 200mg/ml Solução oral 750mg Comprimido 200mg/ml Solução oral 0,5g+1g;1g+2g Pó p/ solução injetável 0,5g+1g;1g+2g Pó p/ solução injetável 0,5g+1g; Pó p/ solução injetável 5mg;10mg Comprimido 5mg/ml Solução injetável 5mg;10mg Comprimido 5mg/mL Solução injetável 500mg Pó liofilizado p/ sol injetável 20mg/ml Solução injetável 100mg Comprimido revestido 100mg Comprimido revestido 100mg Comprimido revestido 100mg Comprimido revestido 100mg Comprimido solúvel 30mg/g+10mg/g Creme dermatológico 20mg/g Creme dermatológico 20mg/g Creme dermatológico 20mg/g Creme dermatológico 20mg/g Creme dermatológico 20mg/g Creme dermatológico 50mg Comprimido revestido 50mg Comprimido revestido 50mg Comprimido revestido 25mg/ml Solução injetável 50mg Comprimido revestido 25mg/ml Solução injetável 50mg Comprimido revestido 25mg/ml Solução injetável 25mg/ml Solução injetável 50mg Comprimido revestido 50mg Comprimido revestido 50mg Comprimido revestido 25mg/ml Solução injetável 25mg/ml Solução injetável 100 mg Comprimido revestido de desintegração lenta 100mg Comprimido de desintegração lenta 150mg Comprimido revestido de desintegração lenta 13,33mg/ml Xarope 13,33mg/ml;16mg/ml Xarope 20mg/ml Solução injetável 2% Gel tópico 2% Gel tópico 20mg/ml Solução injetável 20mg/ml Solução injetável 1,0mg/ml Solução oral 0,2mg/ml Xarope 1,0mg/ml Solução oral 0,2mg/ml Xarope 0,2mg/ml Xarope 1,0mg/ml Solução oral 0,2mg/ml Xarope 1mg/ml Solução oral 0,2mg/ml Xarope 0,2mg/ml Xarope 1,0mg/ml Solução oral 0,2mg/ml Xarope 1,0mg/ml Solução oral 0,2mg/ml Xarope Fonte ANVISA (atualizada até Maio/2009)


Lista de genéricos

medicamentos registrados Medicamento de Referência Zaditen Zaditen Zentel Zentel Zentel Zentel Zentel Zentel Zentel Zentel Zentel Zentel Zentel Zentel Zentel Zentel Zentel Zestril Zestril Zestril Zestril Zestril Zestril Zestril Zestril Zestril Zestril Zestril Zestril Zinacef Zinacef Zinacef Zinnat Zinnat Zinnat Zitromax Zitromax Zitromax Zitromax Zitromax Zitromax Zitromax Zitromax Zitromax Zocor Zocor Zocor Zocor Zocor Zocor Zocor Zocor Zofran Zofran Zoloft Zoloft Zoloft Zoloft Zoloft Zoloft Zoloft Zoloft

Medicamento Genérico Fumarato de Cetotifeno Fumarato de Cetotifeno Albendazol Albendazol Albendazol Albendazol Albendazol Albendazol Albendazol Albendazol Albendazol Albendazol Albendazol Albendazol Albendazol Albendazol Albendazol Lisinopril Lisinopril Lisinopril Lisinopril Lisinopril Lisinopril Lisinopril Lisinopril Lisinopril Lisinopril Lisinopril Lisinopril Cefuroxima Sódica Cefuroxima Sódica Cefuroxima Sódica Axetil Cefuroxima Axetil Cefuroxima Axetil Cefuroxima Azitromicina Azitromicina Azitromicina Azitromicina Azitromicina Azitromicina Azitromicina Azitromicina Azitromicina Sinvastatina Sinvastatina Sinvastatina Sinvastatina Sinvastatina Sinvastatina Sinvastatina Sinvastatina Cloridrato de Ondansetrona Cloridrato de Ondansetrona Cloridrato de Sertralina Cloridrato de Sertralina Cloridrato de Sertralina Cloridrato de Sertralina Cloridrato de Sertralina Cloridrato de Sertralina Cloridrato de Sertralina Cloridrato de Sertralina

Encarte Revista ABCFARMA | Dezembro/2009

Laboratório Fabricante Teuto União Química Green Pharma Medley Prati, Donaduzzi Prati, Donaduzzi Teuto Abbott Ducto EMS EMS Mepha Nature´s Plus Neo Química Neo Química Sigma Pharma Teuto AB Farmo Biosintética Cinfa Cristália Germed Medley Mepha Merck Merck Ranbaxy Sandoz Sigma Pharma AB Farmo Eurofarma Sandoz Mepha Ranbaxy Ranbaxy EMS EMS Farmasa Mepha Prati, Donaduzzi Prati, Donaduzzi Ranbaxy Sandoz Teuto Arrow Biosintética Brainfarma EMS Medley Mepha Ranbaxy Sandoz Eurofarma Hipolabor Arrow Biosintética Brainfarma Eurofarma Mepha Merck Ranbaxy Sandoz

27

Concentração

Forma Farmacêutica

0,2mg/ml Xarope 0,2mg/ml Xarope 40mg/ml Suspensão oral 40mg/ml Suspensão oral 400mg Comprimido mastigável 40mg/ml Suspensão oral 40mg/ml Suspensão oral 400mg Comprimido mastigável 40mg/ml Suspensão oral 200mg;400mg Comprimido mastigável 40mg/ml Suspensão oral 40mg/ml Suspensão oral 200mg;400mg Comprimido mastigável 400mg Comprimido mastigável 40mg/ml Suspensão oral 200mg;400mg Comprimido mastigável 400mg Comprimido mastigável 5mg;10mg;20mg Comprimido 10mg Comprimido 5mg;20mg Comprimido 5mg;10mg;20mg;30mg Comprimido 5mg;10 mg;20mg;30mg Comprimido 5mg;10mg;20mg Comprimido 5mg;10mg;20mg Comprimido 5mg;20mg Comprimido 10mg Comprimido 5mg;10mg;20mg Comprimido 5mg;10mg;20mg Comprimido 5mg;10mg;20mg;30mg Comprimido 750mg Pó p/ solução injetável 750mg Pó p/ solução injetável 750mg Pó p/ solução injetável 25mg/ml;50mg/ml Pó p/ suspensão oral 250mg;500mg Comprimido revestido 25mg/ml;50mg/ml Pó p/ suspensão oral 500mg Comprimido revestido 40mg/ml Pó p/ suspensão oral 500mg Comprimido revestido 500mg Comprimido revestido 500mg Comprimido revestido 40mg/ml Pó p/ suspensão oral 500mg Comprimido revestido 500mg Comprimido revestido 500mg Comprimido revestido 5mg;10mg;20mg;40mg Comprimido revestido 10mg;20mg;40mg;80mg Comprimido revestido 5mg;10mg;20mg;40mg;80mg Comprimido revestido 5mg;10mg Comprimido revestido 5mg;10mg;20mg;40mg;80mg Comprimido revestido 5mg;10mg;20mg;40mg;80mg Comprimido revestido 5mg;10mg;20mg; 40mg;80mg Comprimido 5mg;10mg;20mg;40mg Comprimido revestido 2mg/ml Solução injetável 2mg/ml Solução injetável 50mg; 100mg Comprimido revestido 50mg Comprimido revestido 50mg Comprimido revestido 50mg; 100mg Comprimido revestido 50mg Comprimido revestido 50mg Comprimido revestido 50mg Comprimido revestido 50mg Comprimido revestido Fonte ANVISA (atualizada até Maio/2009)


Lista de genéricos

medicamentos registrados Medicamento de Referência Zoloft Ó Zoltec Zoltec Zoltec Zoltec Zoltec Zoltec Zovirax Zovirax Zovirax Zovirax Zovirax Zovirax Zovirax Zovirax Zovirax Zovirax Zovirax Zovirax Zovirax Zovirax Zovirax Zovirax Zovirax Zovirax Zovirax Zovirax Zovirax Zyban Zyloric Zyloric Zyrtec Zyrtec Zyrtec Zyrtec Zyrtec

Medicamento Genérico Cloridrato de Sertralina Fluconazol Fluconazol Fluconazol Fluconazol Fluconazol Fluconazol Aciclovir Aciclovir Aciclovir Aciclovir Aciclovir Aciclovir Aciclovir Aciclovir Aciclovir Aciclovir Aciclovir Aciclovir Aciclovir Aciclovir Aciclovir Aciclovir Aciclovir Aciclovir Aciclovir Aciclovir Aciclovir Cloridrato de Bupropiona Alopurinol Alopurinol Dicloridrato de Cetirizina Dicloridrato de Cetirizina Dicloridrato de Cetirizina Dicloridrato de Cetirizina Dicloridrato de Cetirizina

Encarte Revista ABCFARMA | Dezembro/2009

Laboratório Fabricante Medley EMS Germed Hipolabor Isofarma Medley Teuto Abbott Apotex Blausiegel Cristália EMS Eurofarma Geolab Medley Mepha Mepha Merck Multilab Neo Química Neo Química Prati, Donaduzzi Prati, Donaduzzi Ranbaxy Ranbaxy Sandoz Teuto Teuto Eurofarma Prati, Donaduzzi Sandoz Biosintética Medley Medley Prati, Donaduzzi Teuto

28

Concentração

Forma Farmacêutica

50mg Comprimido revestido 150mg Cápsula gelatinosa dura 150mg Cápsula gelatinosa dura 2mg/ml Solução injetável 2mg/mL Solução injetável 150mg Cápsula gelatinosa dura 150mg Cápsula gelatinosa dura 50mg/g Creme dermatológico 200mg Comprimido 50mg/g Creme dermatológico 50mg/g Creme dermatológico 50mg/g Creme dermatológico 250mg Pó liofilizado p/ sol injetável 50mg/g Creme dermatológico 50mg/g Creme dermatológico 200mg Comprimido 50mg/g Creme dermatológico 200mg; 400mg Comprimido 50mg/g Creme dermatológico 200mg Comprimido 50mg/g Creme dermatológico 200mg Comprimido 50mg/g Creme dermatológico 200mg; 400mg Comprimido 50mg/g Creme dermatológico 200mg Comprimido 50mg/g Creme dermatológico 250mg Pó liofilizado p/ sol injetável 150mg Comprimido revestido de desintegração lenta 100mg Comprimido 300mg Comprimido 10mg Comprimido revestido 10mg Comprimido revestido 1mg/ml Solução oral 1mg/ml Solução oral 1mg/ml Solução oral

Fonte ANVISA (atualizada até Maio/2009)


Revista ABCFARMA 221