Page 1

Odontologia Texto: arnaldo ansar fotos: divulgação

Higiene Bucal B

Mitos e verdades

oa parte das pessoas que cuidam bem de seus dentes têm uma rotina de higiene parecida com esta: escovam os dentes imediatamente após as refeições, usam escova dental com cerdas duras e colocam nela uma boa quantidade de pasta dental, que proporciona um hálito mais refrescante, além de usarem regularmente antisséptico bucal. Esses hábitos, porém, podem esconder algumas noções errôneas de higiene bucal – como ensina, nesta matéria o Dr. Hugo Lewgoy, cirurgião-dentista, professor, mestre e doutor em Odontologia da UNIBAN

38 | Revista ABCFARMA | AGOSTO/2011

“Muitas pessoas não sabem a técnica ideal para escovar os dentes, não conhecem os produtos mais eficazes e exageram na quantidade de pasta e antisséptico oral. São detalhes que podem prejudicar a prevenção da cárie e de doenças periodontais, que afetam as gengivas,” diz o Dr. Lewgoy, de início. Ele lembra que a cárie é considerada a doença crônica mais comum do mundo. Estima-se que aproximadamente cinco bilhões de pessoas, ou seja, 88 % da população mundial, tenham cáries. O especialista observa que alguns países da Europa conseguiram erradicar a cárie devido à implantação do iTOP - Individually Trained Oral Prophylaxis (Treinamento Individual de Higiene Oral), técnica

Dr. Hugo Lewgoy, professor de Odontologia da UNIBAN que investe nas ações preventivas para evitar problemas de saúde oral. Por essa técnica, cada pessoa recebe orientação individual sobre a


forma de higienização e orientação acerca dos produtos adequados, como a escova comum, a interdental e o limpador de língua, por exemplo. Esse trabalho é realizado desde a infância para que as pessoas cheguem à idade adulta sem precisar fazer tratamentos restauradores. Nesses países, a higienização oral é tratada com muita seriedade e de forma global: arcada dentária, gengiva e língua. “Não adianta ter dentes maravilhosos se a gengiva estiver comprometida, com a coloração alterada, ou a língua com acúmulo de saburra”, alerta Lewgoy. O cirurgião-dentista também adverte que há muitos mitos sobre a higienização oral. Ele explica, por exemplo, que é um erro achar que a escova com cerdas duras é mais eficiente. Muito pelo contrário, elas agridem aos dentes e a gengiva. “A escova mais indicada deve ser ultramacia e com grande quantidade de cerdas, que proporcionam maior efeciência sem agredir o esmalte dos dentes e a gengiva”.

Higiene oral: o que há de verdade? Escovar os dentes imediatamente logo após as refeições.

Mito. Deve-se esperar, no mínimo, 30 minutos para escovar os dentes. É o tempo necessário para que a saliva possa agir e neutralizar o Ph dos alimentos e bebidas. O café, o vinho, o refrigerante e o suco de laranja, por exemplo, têm pH inferior a 5,0. Portanto, são ácidos e causam erosão, ou seja, perda da estrutura dental (cálcio). Usar uma boa quantidade de pasta dental.

Mito. A escova com pasta dental desgasta mais o esmalte do que a escova sem pasta. Ela, na verdade, é desnecessária. No entanto, caso ela seja utilizada, deve-se usar uma dose pequena, do tamanho de uma ervilha, por exemplo. É necessário escovar a gengiva e a língua.

Verdade. Desde que seja com uma escova ultramacia para não causar uma retração gengival, deve-se passar a escova 50% sobre a gengiva e 50% sobre a estrutura dental, em um ângulo de 45º. A língua também deve ser higienizada, pois é nesta região que as bactérias ficam alojadas. A higienização deve ser feita diariamente, preferencialmente todas as manhãs, com um higienizador.

A escova mais indicada deve ser ultramacia e com grande quantidade de cerdas, que proporcionam maior eficiência sem agredir o esmalte dos dentes e a gengiva 40 | Revista ABCFARMA | AGOSTO/2011

A higienização noturna é a mais importante.

Verdade. À noite, quando a salivação diminui, deve-se fazer a escovação mais minuciosa do dia, por pelo menos 10 minutos. A língua é o melhor sensor para saber quanto tempo deve-se escovar os dentes. Deve-se passá-la em todos os dentes para sentir em qual ponto falta fazer a higienização. A escova interdental é mais eficiente do que o fio dental.

Verdade. O fio é bom para remover detrito alimentar fibroso, como uma carne, por exemplo. Contudo, ele não limpa a região côncava entre os dentes. Por isso, deve-se usar a interdental, pelo menos uma vez ao dia.


Teste: sua higienização oral é adequada? Os cuidados com a higienização vão além de uma simples escovação, ou seja, é preciso usar uma escova correta, adotar uma técnica adequada e utilizar outros produtos para complementar a limpeza como, por exemplo, escova interdental ou higienizador de língua. Por isso, o Dr. Hugo Lewgoy elaborou um teste para que cada pessoa avalie o seu grau de cuidados com a saúde oral.

1- A sua escova dental é: A- ( B- ( C- ( D- (

) Dura ) Média ) Macia ) Ultramacia

2- A escova dental é escolhida, em função: A- ( B- ( C- ( D- (

) Do preço ) Do visual ) Da marca ) Da quantidade e qualidade das cerdas

3- Com qual freqüência é feita a higienização oral: A- ( B- ( C- ( D- (

) Uma vez ao dia ) Somente antes de dormir ) Duas vezes ao dia ) Após as refeições e antes de dormir

4- A limpeza da sua escova dental é feita:

A- ( B- ( C- ( D- (

) Nunca ) Somente após usá-la ) Uma vez por semana ) Diariamente antes e após usá-la

5- Como complemento à escovação, uso: A- ( B- ( C- ( D- (

) Nenhum produto ) Escova interdental ) Fio dental ) Escova interdental e Escova Unitufo

6- É feita a limpeza dental no consultório: A- ( B- ( C- ( D- (

) Só quando preciso ) Nunca ) Uma vez ao ano ) A cada seis meses

42 | Revista ABCFARMA | AGOSTO/2011

7- A língua é higienizada: A- ( B- ( C- ( D- (

) Raramente ) Uma vez ao mês ) Uma vez por semana ) Diariamente

10- A gengiva sangra: A- ( B- ( C- ( D- (

) Sempre ) Não reparo ) Às vezes ) Nunca

8- A troca de escova é feita a cada: A- ( B- ( C- ( D- (

) Dez meses ) Quando as cerdas se abrem ) Seis meses ) No máximo a cada três meses

Para cada resposta A, somar 1 ponto

9- O uso do antisséptico oral é feito:

Para cada resposta B, somar 2 pontos

A- ( ) De acordo com a propaganda B- ( ) Conforme a orientação dos amigos C- ( ) Para tornar o hálito puro D- ( ) Conforme a orientação do cirurgião-dentista

Para cada resposta C, somar 3 pontos Para cada resposta D, somar 4 pontos

Entre 10 e 20 pontos: ATENÇÃO A sua saúde oral está muito aquém do que é considerado ideal. Você deve procurar imediatamente um profissional especializado para uma orientação mais detalhada, a fim de incorporar à sua rotina de higiene produtos mais adequados para cada caso.

Entre 20 e 30 pontos: CUIDADO Alguns hábitos devem ser mudados imediatamente. Você já está na iminência de ter cáries e gengivite.

Entre 30 e 40 pontos: Parabéns!!! A sua higienização oral está perfeita. Basta continuar nesse ritmo que, dificilmente, terá algum tipo de problema oral, como cárie e doença gengival. n

Higiene Bucal - mitos e verdades  

Matéria da Revista ABCFARMA sobre Higiene Bucal

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you