Page 1


carta a você

Compartilhando alegria Assim como o rosto é o espelho da alma das pessoas, a capa reflete muito bem o espírito de uma revista. Nesta edição, nada melhor que o sorriso e a leveza da cantora Vanessa da Mata para expressar nossa felicidade por fazer uma revista diferente, gostosa de ler e que inspira nossas leitoras. O compromisso de fazer a melhor revista para você tem nos aproximado de pessoas incríveis e com muita história para contar. Cada entrevista, dica ou experiência sugerida em nossas páginas tem um pouco do nosso desejo de fazer a diferença na sua vida. Vanessa da Mata (página 26) pode incentivar você a arriscar suas fichas em busca de um sonho. A história da dermatologista Carolina Feijó (página 12), que deixou a clínica de sucesso em Porto Alegre para unir a família em Curitiba, pode lhe inspirar a tomar aquela decisão difícil. A dica do quentão com gemada (página 18) na confeitaria polonesa do Bosque do Papa pode lhe aquecer o corpo e a alma. Dra. Ângela Carvalho (página 24) apresenta algumas lições para quem precisa dar um upgrade no casamento. E a publicitária Patrícia Papp, que acaba de lançar o livro “Crianças a Bordo. Como viajar com seus filhos sem enlouquecer” (página 30), certamente vai fazer você ficar com uma vontade danada de sair pelo mundo com seus pimpolhos. Tem muito mais nessa edição de inverno da VIVER Curitiba, mas como a gente quer que essa felicidade se estenda para as próximas edições, aqui vai um convite especial para você: mande um e-mail com sua opinião sobre a nossa revista ou até mesmo uma sugestão de matéria. Temos certeza de que você é mais uma daquelas pessoas especiais que farão o nosso caminho mais completo. Boa leitura,

Luís Fernando Carneiro Editor :: luis@revistaviver.com.br

As irmãs Nicolle e Charlene Gora apresentam o editorial de moda desta edição da VIVER Curitiba. A dupla curitibana que se divide, respectivamente, em criações efervecentes e competência administrativa tem feito muito sucesso no cenário nacional.

A publicitária Patrícia Papp lançou esse mês o livro ‘Crianças a Bordo – Como Viajar com Seus Filhos sem Enlouquecer’ e apresenta em primeira mão aqui na VIVER Curitiba alguma dicas especiais sobre turismo em família.

Vanessa da Mata Foto: Divulgação


índice

30 INÍCIO 10 :: Login Namoro combina com computador? 12 :: Vida Real A história de Carolina Feijó, que uniu suas duas paixões em Curitiba 14 :: Novidade Caixa Mágica traz a Curitiba novo conceito em fotografia infantil

14

GENTE E DIVERSÃO 18 :: Básico Preparamos algumas dicas especiais para você se divertir 22 :: Capa Ame e seja feliz! O que fazer quando o casamento esfria? 25 :: O melhor de Curitiba por Silvia Döring 26 :: Entrevista Vanessa da Mata fala sobre a carreira 29 :: Você merece... Pequenos e grandes desejos nessa nossa divertida seção 30 :: Cartão Postal Confira 10 dicas especiais para viajar com as crianças

MODA E BELEZA

29 18

33 :: Ensaio Grife curitibana Gôra apresenta coleção Peregrino 40 :: Estética Biolifting é a aposta para um rosto jovem sem plástica 42 :: Beleza Dr. Marlon Chiaratti: “cirurgia plástica, só com responsabilidade”

QUALIDADE DE VIDA 46 :: Equilíbrio Especialistas indicam a acupuntura para o bem-estar do corpo 48 :: Movimento Mamãe e bebê ‘malham’ juntos na Academia Gustavo Borges

CASA E FAMÍLIA 51 :: Morar bem Espaços Gourmet são o charme da estação 58 :: Superfamília A importância de associar trabalho e prazer para as crianças 62 :: Eterno Aprendiz Uma bela reflexão sobre o valor de um abraço


fale conosco Parabéns a toda a equipe VIVER Curitiba. A revista está maravilhosa, de um bom gosto e um conteúdo digno de revista nacional. Débora Oliveira

Parabéns! A VIVER CURITIBA proporciona uma leitura extremamente agradável! A cada nova edição a revista vem estampando ainda mais maturidade. Continuem assim! Caco Flores

Adorei o tema de capa da edição maio/ junho. A reportagem foi excelente sobre as escolhas que precisamos fazer diariamente. Gostei bastante e me identifiquei com o depoimento da Simone Rocha Loures Braga Cortes. Apostar na família é sempre a melhor opção! Silmara Tacques

Quando recebi a revista na Academia Gustavo Borges fiquei surpresa com o conteúdo e a quantidade de matérias interessantes. Esta é realmente uma revista que a gente lê do começo ao fim. Ana Paula Rodrigues Baggio

Envie sua opinião ou sugestão para leitor@revistaviver.com.br

A revista VIVER Curitiba é uma publicação da Editora Ruah, com circulação dirigida em Curitiba e Região. Editor Luís Fernando Carneiro Redação Fernanda Jacometti Diagramação Paulo Schiavon Atendimento Kelly C. Gequelim Skrzypietz Representante | Brasília Francine Junqueira Relações Públicas Daura Carneiro Diretora Financeiro Ellen Campos Nogueira Especialistas Dr. Roberto Quintana (Fisioterapia e Pilates)

Dr. Antonio Cezar Mendes dos Santos (Acupuntura) Dr. Marlon Chiaratti (Cirurgia Plástica)

Dra. Caren Pilatti (Estética)

leitor@revistaviver.com.br

(41) 3018 8805

twitter.com/vivercuritiba

www.revistaviver.com.br

www.revistaviver.com.br No nosso site você confere nossa edição digital e pode enviá-la para seus amigos. Lá você também pode dar sua opinião sobre a revista, participar das nossas promoções e conferir novas matérias. DISTRIBUIÇÃO A Revista VIVER conta com uma tiragem de 10.000 exemplares com circulação dirigida. Assinantes | Numa parceria inédita entre a Editora Ruah e a Rede Marista de Colégios, cerca de 4.000 mães dos alunos do Colégio Marista Paranaense e Colégio Marista Santa Maria recebem exemplares como assinantes.

Para anunciar (41) 3018-8805 | comercial@revistaviver.com.br

NOSSAS EDIÇÕES Março - Mulher | Maio - Mães | Junho - Amor | Agosto - Compras | Outubro - Crianças | Dezembro - Natal

Colunistas Marcos Meier (Superfamília) Celso Freire (Arte na Mesa) Jaime Reiss (Tempo Livre) Daura Carneiro (Eterno Aprendiz)

Tatiana Escosteguy (Login) Impressão Maxigráfica

R. Casimiro José Marques de Abreu, 706 - Ahu 82200-130 - Curitiba/PR Fone: (41) 3018-8805 Fax: (41) 3018-7805 www.editoraruah.com.br Todos os direitos reservados Proibida a reprodução sem autorização prévia e por escrito. Todas as informações técnicas bem como anúncios e conteúdos assinados são de responsabilidade de seus respectivos autores.


Login

por Tatiana Escosteguy

Amor na

internet

O computador pode ser um grande aliado para os romances... mas também pode ser seu pior inimigo!

Eu vou te deletar do meu Orkut: http://videolog.uol.com.br/video.php?id=269605 Pedro cadê meu chipe: http://migre.me/KVRd

N

amorar pela internet? Não vejo muita graça. Mas... namorar com a ajuda da internet é uma ótima idéia! Imagine a situação: seu namorado resolve fazer um intercâmbio e ficar quatro meses fora. Na década de 90, vocês tinham poucas e nada eficientes maneiras de se comunicar. A primeira opção era o telefone: muuuuito caro. A segunda opção: as cartas. Olha... nem valia muito a pena. Se seu amor estivesse no Canadá, por exemplo, a correspondência levava 15 dias para chegar até lá. Imaginemos que a saudade fosse muito grande e ele respondesse e colocasse no correio (muito importante isso também) no mesmo dia do recebimento. A carta levaria mais 15 dias para voltar e você esperaria um mês para ler a resposta à sua pergunta: “sim, eu ainda te amo”! A última opção dos anos 90 era o telegrama: muuuuito frio! “Saudades pt sim ainda te amo pt”. Por isso, a internet é, hoje, uma grande aliada das paixões. Pelo Messenger você fala instantaneamente. Pelo Skype dá para ver e ouvir a voz. É possível até cultivar um romantismo e encomendar flores que podem ser entregues do outro lado do mundo. As redes sociais facilitam a conquista. Aquela primeira aproximação, tão difícil pessoalmente, pode ser feita pelo computador onde há possibilidade de se escolher as palavras e o outro não consegue ver que você está parecendo um tomate de tão vermelho. Mas cuidado! Se por um lado a internet ajuda as paixões, por outro, atrapalha. Quem nunca vasculhou o perfil,no Orkut,do namorado, que atire a primeira pedra. Se alguma “folgadinha” deixou uma mensagem muito animada, pior ainda! É por isso que muita gente prefere ficar de fora das redes sociais e evitar ataques de ciúmes (com ou sem fundamento). Outro risco é briga de amor e internet (quase o mesmo de bebedeira e celular à mão). O resultado é mico na certa. Por iniciativa do rejeitado ou não, o fim do relacionamento pode parar na rede. Separei dois casos clássicos para você se divertir. O primeiro resolveu contar para todo mundo sua dor de cotovelo. O segundo caso ficou famoso no Brasil inteiro quando a briga foi parar na internet. Espero que você dê boas risadas e entenda que, em algumas situações, internet é como a bebida: use com moderação!

* Tatiana Escosteguy é jornalista, especialista em Mídia-Educação, Telejornalismo e Mídias Sociais. 10


11


FOTO: Adriana Tissot

vida real

12


Opção pela

família

Você abriria mão de uma carreira de sucesso para recomeçar em outra cidade? A dermatologista Carolina Garcia Feijó apostou na felicidade e não se arrepende

A

história dela com Curitiba começou em 2000, quando o namorado porto-alegrense veio morar aqui a trabalho. A dermatologista Carolina Garcia Feijó visitava a cidade em alguns finais de semana, o que continuou a acontecer após o casamento, em 2002. Na época, ela já tinha uma clínica estabelecida na capital gaúcha e para alguém que começou consultório passo a passo no final da residência, em 1996, fechar as portas estava fora dos planos. Durante a semana, portanto, ela trabalhava em Porto Alegre e ele, executivo de uma grande empresa, em Curitiba. “Nesse período curtimos o melhor de Curitiba e de Porto Alegre, visto que ambas as cidades têm muitas opções. Mas em Curitiba, eu confesso, ainda me sentia turista”, conta. Em 2006 ocorreu a grande virada na vida do casal: o nascimento da Deborah. “A partir daquele momento percebemos a necessidade de ficarmos o maior tempo possível juntos”. A médica adaptou a clínica de Porto Alegre e continuou atendendo alguns dias por mês, agora com a filha. Sem família em Curitiba, o início foi extremamente difícil. “Decidi ser médica aos seis anos de idade e respi-

ro Dermatologia. Seria muito difícil ficar sem trabalhar”, explica. Bebê a bordo Nessa ponte aérea Curitiba/Porto Alegre, mãe e filha enfrentaram o auge da crise aérea, horas e horas de atraso nos aeroportos, sem contar uma bagagem imensa que incluía carrinho, bebê-conforto e sempre algum curioso perguntando o que aquela mulher fazia para lá e para cá com uma criança tão pequena. “Nunca deixei de explicar que tentar conciliar a família e a profissão sendo a melhor mãe possível seria o meu desafio e que não desistiria dele momento algum. Passamos momentos difíceis, outros hilários, mas ver nossa filha crescendo forte e amada, nossas carreiras solidificando, bem como o nosso relacionamento é uma das coisas mais gratificantes da minha vida!”, lembra com orgulho. É claro que o maridão teve um grande papel nessa escolha: “o fato dele ter dado suporte a todas as minhas decisões, mesmo com todo o desgaste, duas casas a 800 quilômetros de distância e um bebê itinerante, fez com que o meu respeito e amor por ele só aumentassem”. Carreira em Curitiba O início da vida profissional em

Curitiba ocorreu muito lentamente, de forma muito pensada, afinal a responsabilidade de ter um nome e uma história em outra cidade não lhe permitiriam dar um passo em falso nesse novo começo. “Comecei a atuar no Intralaser por conhecer a respeitada Dra Ana Zulmira Diniz Badin e considero que essa foi a minha melhor escolha. Trata-se de uma clínica com excelente corpo médico, estrutura sólida e contando com vários equipamentos destinados a tratar inúmeros problemas dermatológicos e estéticos, que são a minha paixão. Sem contar o clima de harmonia que existe entre todos”, conta. Orgulho de viver aqui Hoje em dia Dra. Carolina Garcia Feijó continua com os atendimentos em Porto Alegre, mas toda a sua vida está aqui. “Nossa filha estuda aqui, nossos pratos prediletos estão em restaurantes daqui e temos o nosso círculo social aqui. Temos muito orgulho da cidade e, ao contrário do que se diz a respeito do curitibano ser fechado, estamos fazendo belas amizades nessa capital tão organizada e progressista. Meu prazer é tão grande por estar aqui que tenho certeza de que os meus pacientes se beneficiam com isso”, finaliza. 13


novidade

Muito além da

fotografia

Caixa Mágica chega a Curitiba trazendo um novo conceito em fotografia infantil

P

repare o seu melhor sorriso. Está chegando em Curitiba o estúdio de fotografia infantil Caixa Mágica. Esta é a terceira unidade no Brasil dessa marca que faz um grande sucesso no México. Segundo a franqueada Sandra Marisa Correia a receita da Caixa Mágica está na exclusividade. “Mais que apenas um estúdio, criamos um ambiente mágico para captar os melhores momentos das famílias, com excelentes profissionais e uma atenção a detalhes das imagens e impressões, garantindo um resultado final único”, explica. Para sempre E quem não daria tudo para parar o tempo e eternizar a infância dos

14

seus filhos? A Caixa Mágica inova ao oferecer às famílias uma oportunidade inédita de preservar esses momentos reproduzindo uma atmosfera de diversão e magia. Com uma série de cenários que apresentam um mundo de sonhos e fantasias que se adaptam às diferentes etapas do crescimento das crianças, tudo é registrado de forma natural e espontânea. Segundo Sandra, são oferecidos diversos pacotes de fotos, com diferentes quantidades e tamanhos, além de uma série de produtos personalizados e exclusivos. Bebês, gestantes, famílias e irmãos, todos terão a oportunidade de eternizar os sorrisos em fotos maravilhosas que encantam e derretem os corações de mamães e papais.

Quanto custa? Além da qualidade diferenciada, a Caixa Mágica apresenta um grande diferencial também nos preços. Como exemplo o pacote mais completo vem com 50 imagens e custa 559 reais. Esse pacote inclui ainda o exclusivo CD mágico, que além das fotos da sessão traz quebra-cabeça e slide show. Este valor poderá ser parcelado, ou se a cliente preferir, pode montar um orçamento personalizado.

Serviço:

A Caixa Mágica fica na rua Brigadeiro Franco, 2798 - Fone: 3022-4758


15


gps curitiba

1

2

3

4

16

1 - DE PERNAS PRO AR - Cicero Lira, diretor da CL Produções, Claudia Raia e Carlos Deiró, sócio-diretor da Deiró Filmes. A produtora foi escolhida para filmar o musical Pernas Pro Ar para um DVD. O musical foi apresentado em maio em Curitiba. 2 - URBAN SPA - As empresárias Elaine Quintella e Cíntia Ribeiro inauguraram o Ohm Urban Spa, um espaço completo com áreas de relaxamento, área verde e equipamentos de última geração, muitos deles exclusivos. 3 - COPA CASTEVAL DE GOLF - Aconteceu em maio, no Graciosa Country Club, a 7ª edição da Copa Casteval de Golf. Na foto, o presidente da construtura, Osvaldir Benato, que jogou com seu filho Leonardo Benato. “Fazemos essa competição para interagirmos com nossos amigos e para promover o golfe. Conquistamos ambos os objetivos”, contou. 4 - TALENTO - O longa-metragem paranaense Corpos Celestes, que conta com a direção de Marcos Jorge e Fernando Severo, coordenador do curso de Cinema Digital do Centro Europeu de Curitiba, foi um dos filmes selecionados pelo Programa Petrobras Cultural – Edição 2010, projeto que visa a difusão e a valorização do cinema nacional.


Gente e diversão

Isso é

Brasil A Bandeira do Brasil transformada numa peça de moda fashion. é o que mostra a nova exposição “Isso é Brasil”, que ficará em cartaz até 11 de julho na Galeria Gourmet do ParkShoppingBarigüi. Com curadoria da Coolture Club, produção de Victor Sálvaro, direção de arte de Fábio Biondo e fotos de Paulo Cibin, a mostra traz fotos produzidas por fashion designers de Curitiba.

17


básico

Toy Story 3 Não importa qual a sua idade, se você tem filhos ou não. Vale a pena embarcar com Woody, Buzz e toda a turma nessa nova, divertida e emocionante história da Disney nos melhores cinemas 3D da cidade. Enquanto Andy se prepara para ir para a universidade, Buzz, Woody e seus leais brinquedos estão preocupados com o futuro incerto. Toy Story 3 leva os brinquedos para uma sala cheia de crianças selvagens que mal podem esperar para botar seus dedinhos nesses “novos amiguinhos” . O caos está formado quando eles tentam ficar juntos e garantem que nenhum brinquedo será deixado para trás. Enquanto isso, Barbie fica cara a cara com Ken (sim, com aquele Ken).

18

Cultura, diversão e arte Uma boa dica para conferir os melhores programas da cidade é ficar de olho na agenda da Fundação Cultural de Curitiba. No site

www.fundacaoculturaldecuritiba.com.br

você encontra tudo sobre Teatro, Circo, Dança, Música, Cinema e Artes Visuais.

Férias

em família

Brusque, a Capital Catarinense do Turismo de Compras, é uma boa opção para as férias de julho. A cidade tem muito mais do que malhas... Lá você poderá conferir as belas construções em estilo germânico, o Parque Zoobotânico, além, é claro, do famoso Santuário de Nossa Senhora de Azambuja. Destaque para o Hotel Monthez, a grande referência em conforto e gastronomia na cidade. Para os curitibanos, que são a grande maioria por lá, o hotel oferece uma promoção em julho. É o pacote de férias em família, com quatro diárias em apartamento Luxo, crianças de até 12 anos free, café colonial e ingressos para o Parque Unipraias em Balneário Camboriú incluídos por R$ 790,00. Reservas: 0800 47 3700.


OS MAIS VENDIDOS EM CURITIBA FICÇÃO 1. A BREVE SEGUNDA VIDA DE BREE TANNER – STEPHENIE MEYER 2. QUERIDO JOHN – NICHOLAS SPARKS 3. A CABANA - WILLIAM P YOUNG 4. ALICE – AVENTURAS DE ALICE NO PAÍS DAS MARAVILHAS – LEWIS CARROLL / JOHN TENNIEL

Lente de

aumento

O humorista Leandro Hassum traz a Curitiba no dia 04 de julho, no Teatro Positivo, seu stand-up comedy “Lente de Aumento”. No espetáculo, o artista lança um olhar curioso sobre as pequenas coisas da vida que estão à nossa volta e que nunca tivemos oportunidade ou paciência para analisar. Informações: (41) 3317-3107.

5. A ULTIMA MUSICA – NICHOLAS SPARKS

NÃO FICÇÃO 1. COMER REZAR E AMAR - ELIZABETH GILBERT 2. MÚLTIPLA ESCOLHA – LYA LUFT 3. GUIA POLITICAMENTE INCORRETO DA HISTORIA DO BRASIL – LEANDRO NARIOCH

Visita à

Arena

4. UMA BREVE HISTORIA DO MUNDO - GEOFFREY BLAYNEY 5. MENTES PERIGOSAS - ANA BEATRIZ BARBOSA SILVA

AUTO-AJUDA E ESOTERISMO 1. POR QUE OS HOMENS AMAM AS MULHERES PODEROSAS – SHERRY ARGOV 2. O EFEITO SOMBRA – DEEPAK CHOPRA / DEBBIE FORD 3. MENTES BRILHANTES MENTES TREINADAS – AUGUSTO CURY 4. 10 RESPOSTAS QUE VÃO MUDAR SUA VIDA – Pe. REGINALDO MANZOTTI

Em clima de Copa do Mundo, vale a pena fazer um tour pela Arena da Baixada, que será uma das sedes da Copa do Mundo de 2014. O passeio começa com as primeiras informações sobre a história do clube e passa pelos setores reservados ao público, praça de alimentação, salão vip, camarotes, vestiários, sala de imprensa e, por último, a Arena Store. Os visitantes são acompanhados por um guia e os ingressos custam R$ 7 e R$ 10. Informações: (41) 2105-5616 ou www.atleticoparanaense.com

5. SE ABRINDO PRA VIDA – ZÍBIA GASPARETTO

Lista dos livros mais vendidos pela Livrarias Curitiba no período de 14 a 20 de junho. Saiba mais: www.livrariascuritiba.com.br

19


Na torcida pelo

Se depender da PUC, crianças vão torcer com muito charme e estilo

R

eunir a família e os amigos em frente à TV é a deliciosa pedida desta Copa do Mundo. O futebol nessas horas é o de menos. O que vale é a união, a festa, a alegria. Afinal, se muitos homens não sabem quem é Grafite e Michel Bastos, não é você que vai saber! Quem melhor retrata esses tempos de festa e patriotismo são as crianças. Depois da febre dos álbuns e figurinhas da copa chega a hora de botar o “uniforme” e torcer. A PUC Moda Infantil preparou especialmente para a Copa do Mundo uma coleção de roupas e acessórios divertidos para a criançada torcer com muito charme e estilo para o Brasil. A coleção é completa e vai desde o body para o bebê até os casaquinhos femininos e masculinos para compor os looks mais despojados. Na torcida pelo hexa, a marca lançou camisetas e batas em tamanho adulto, para que os papais e mamães possam torcer juntos. Durante o período da Copa será possível conferir nas vitrines das lojas PUC uma decoração especial com motivos do Brasil. Os consumidores que comprarem os produtos da marca receberão apitos, cornetas e mãos bate palma para juntos formarem a Torcida PUC.

SERVIÇO: PUC Batel Alameda Doutor Carlos de Carvalho, 1341 Fone: 3224-8778

20


21


capa

O casamento esfriou

E agora?

Rotina, perda do desejo, chegada dos filhos. Existem várias explicações para os casais perderem o interesse pelo sexo. Mas a boa notícia é que há como recuperá-lo

N

este mês de julho, ao invés de falar sobre fondues e amenidades, resolvemos mergulhar no universo dos relacionamentos e avaliar porque muitas vezes a temperatura debaixo dos lençóis varia de morno para gelado. Não é preciso fazer uma extensa pesquisa para descobrir que a vida sexual de quem é casado está longe de ser esfuziante. Porém, em 2008, no mais extenso levantamento realizado com os brasileiros nesta área, a Pesquisa Mosaico Brasil, descobriu-se que 11% dos casados não fazem sexo há pelo menos um ano. Em Curitiba, segundo a pesquisa, a situação se complica. Se comparado a habitantes de outras nove capitais brasileiras, o curitibano é o povo que menos faz sexo. As mulheres daqui são as que apresentam menor índice de satisfação em relação à vida sexual. Derrota para o estresse

O desgaste promovido pela rotina costuma ser apontado como uma das principais razões para o desinteresse pela vida sexual. Estressados e atormentados pela falta de tempo, homens e mulheres fazem malabarismo para criar os filhos, pagar contas, aumentar o patrimônio da família e estar no topo do ranking dos melhores no trabalho. O sexo, que era prioridade no início da vida afetiva, 22

perde espaço para o cotidiano. A falta de desejo, sobretudo para as mulheres, é uma das questões centrais em casamentos frios na cama. Encontrar o equilíbrio entre a vida doméstica e o erotismo, tão necessário para fazer pulsar o casamento, é o grande desafio dos casais de hoje. “Ninguém mantém o desejo aceso 365 dias por ano. Há fases em que ele fica adormecido, em que cada um está voltado para seus próprios projetos, em que os filhos exigem mais atenção”, destaca a empresária Rosani Medroni. Segundo a Dra. Angela Carvalho, ginecologista e sexóloga, quando o sexo deixa o casamento, é porque o erotismo perdeu espaço. A libido foi vencida pelo dia a dia massacrante. Ainda assim, a especialista destaca que o relacionamento de longo prazo tem aspectos muito positivos, que bem cultivados contribuem para uma vida sexual plena. “Entre eles podemos citar a intimidade que possibilita o conhecimento profundo do outro e nos permite sermos nós mesmos, nos despindo das máscaras que a sociedade nos impõe, outro fator fundamental é a experiência de praticar sexo com amor e para finalizar a grande oportunidade de amadurecimento ao lado da mesma pessoa, olhar para trás e ver uma vida construída com amor, crises, sorrisos e lágrimas”.


Termômetro das crises Elas comprometem o sexo e o afeto

Fase 1: Luto da paixão A paixão e a idealização romântica são substituídas pelas responsabilidades familiares e profissionais. Os defeitos e as limitações do parceiro se tornam visíveis. Fase 2: Choque de expectativas Surgem as dificuldades na convivência diária e as diferenças de interesses. O contato com a realidade se intensifica e os objetos dissonantes diminuem a atração. Fase 3: Chegada dos filhos O casal fica sem tempo e disposição para o sexo, principalmente à noite, com o stress gerado pelo choro do bebê. A amamentação diminui o impulso sexual da mulher. Fase 4: Meia-idade Sobrecarga com filhos adolescentes e cuidados com os pais mais velhos. Nessa fase ocorre a maioria dos divórcios. Fase 5: Síndrome do ninho vazio A menopausa e a andropausa afetam o desempenho sexual. Surgem dificuldades em envelhecer, irritabilidade, busca por parceiras mais jovens e frieza no convívio conjugal.

Fonte: Ana Maria Fonseca Zampieri, doutora em psicologia clínica e terapeuta sexual.

23


capa

Lição de casa Uma das maiores dificuldades para os casais que querem superar a crise é refazer o pacto que os uniu um dia e trazer o sexo de volta para a relação conjugal. Como fazer isso? A Dra. Angela Carvalho dá algumas dicas com exclusividade para as leitoras da VIVER Curitiba.

1 - DIÁLOGO É FUNDAMENTAL

Devemos lembrar que as crises conjugais são multifatoriais, ou seja, muitos elementos podem estar envolvidos no desgaste da relação, como a falta de tempo, dificuldades financeiras, problemas com filhos ou parentes, incompatibilidade de gênios, entre tantos outros. As disfunções sexuais na grande maioria das vezes fazem parte de um conflito maior. O primeiro passo é o diálogo, reconhecendo a existência da crise e evitando procurar um culpado. Muitas vezes quando existe um bom canal de comunicação entre o casal, a maioria das crises são superadas rapidamente, outras vezes pode haver a necessidade de um terapeuta.

2 - RESGATAR O ROMANTISMO “A forma como dizemos bom dia, os olhares que trocamos e a maneira como tratamos o outro desde que acordamos até o final do dia terão influência direta sobre a libido e o desempenho sexual Dra. Angela Carvalho

Algumas vezes um período de esfriamento do relacionamento sexual pode não ter relação com crise e sim com a acomodação da rotina conjugal, se for este o caso, o melhor é rever o vínculo erótico, ou seja, procurar resgatar as atitudes que tinham no início do relacionamento e que causavam tanta paixão e excitação, como: mensagens fora de hora, cartões, flores, elogios, programas que fujam da rotina, como pequenas viagens, etc. Devemos lembrar sempre que uma relação sexual de qualidade inicia no “café da manhã” ou melhor, a forma como dizemos bom dia, os olhares que trocamos e a maneira como tratamos o outro desde que acordamos até o final do dia, terão influência direta sobre a libido e o desempenho sexual.

3 - CADÊ O ENCANTO ESPONTÂNEO?

Acredito que a vida moderna com suas múltiplas exigências diárias dificulte a aproximação entre as pessoas, todos estão sempre correndo, cansados e estressados, conflitos surgem com mais facilidade gerando novos afastamentos e o pior, as pessoas estão sempre tendo que cumprir performances como ser bonito, magro, bem sucedido e ter um desempenho sexual invejável. Diante de tudo isso, perdeuse a magnitude do encanto espontâneo que podemos exercer uns sobre os outros, apenas sendo autênticos, tendo características próprias.

4 - SEDUZA NA HORA CERTA

A linguagem corporal é muito importante, especialmente no jogo de sedução e conquista. É a fase do desejo falando alto. O excesso de exposição corporal e uma linguagem corporal muito explícita as vezes interferem negativamente no jogo erótico, pois as insinuações nesta fase são mais excitantes. Todos sabemos o poder de um olhar sedutor ou de uma leve transparência de uma roupa feminina. Já no momento da relação sexual a intimidade é extremamente positiva, bem como a comunicação verbal, pois precisamos expressar ao outro as nossas preferências. Não devemos esperar que o parceiro adivinhe os nossos desejos e sentimentos.

24


o melhor de curitiba

Curitiba com estilo Designer de joias Silvia Döring destaca o melhor da cidade 2010 é um ano muito especial para a designer Silvia Döring. Em outubro, ela abre sua primeira loja em shopping, na expansão do ParkShoppingBarigüi. A operação seguirá o mesmo padrão da loja matriz, da Alameda Augusto Stellfeld. Além disso, este ano Silvia inicia a expansão de seu negócio com a abertura do sistema de franquias com propostas já encaminhadas para Santa Catarina, São Paulo e interior do Paraná. Formada em Desenho Industrial pela PUCPR, Silvia Döring é uma das mais destacadas designers no mercado de joias e acessórios de luxo do Paraná. Sua inspiração nasce do cotidiano, do contemporâneo e das tendências internacionais da moda. As peças desenvolvidas por ela já estrelaram editorias de moda nas principais revistas do segmento como Vogue e Vogue Casa. A convite da VIVER Curitiba, Silvia Döring falou sobre o que mais gosta na cidade.

Um lugar sem igual Teatro do Paiol, lindo e aconchegante . Vi muitas peças lá quando era criança e para mim parecia um lugar mágico.

Para passear Mercado Municipal é um lugar que eu adoro. Olhar as bancas com frutas, flores, frutos do mar, fazer umas comprinhas e depois curtir um almoço gostoso. Para comer Edvino é o meu preferido. É um restaurante com um clima especial, música excelente e serviço impecável. Para se divertir Passar a tarde na Praça Espanha, com direito à almoço, sangria, música ao vivo e para terminar um cafezinho. Para relaxar Cinema, normalmente no ParkShoppingBarigüi ou no shoping Novo Batel, onde passam filmes mais alternativos. Sobre Curitiba É uma cidade limpa, bem cuidada, com uma excelente qualidade de vida e o mais importante, é onde moram as pessoas que eu adoro!


entrevista

Um brinde à

Com o aguardado disco saindo no segundo semestre, Vanessa da Mata entra de vez para o hall das grandes cantoras do país

N

o momento, Vanessa da Mata está em estúdio, gravando seu novo disco. Mas é no palco que a cantora se realiza, cantando o universo feminino e rodando as saias coloridas. Para um olhar despercebido Vanessa poderia até ser encaixada como mais uma dentro da leva de intérpretes femininas que de tempos em tempos surgem no Brasil. Mas a menina de atitude que nasceu na pequena cidade de Alto Garças, no Mato Grosso, tem talento e história em quantidades suficientes para deixar a concorrência para trás. Apesar de ter começado a carreira como cantora, ela despontou para o sucesso como compositora, com parceiros como Chico César e Ana Carolina, e tendo suas músicas gravadas por Maria Bethânia e Daniela Mercury. Como a missão da Revista VIVER Curitiba é sempre inspirar você, Vanessa da Mata não está aqui por acaso. Ela é uma legítima representante da mulher brasileira, que acredita nos sonhos e avança dia a dia com talento e determinação.

26

sem tocar instrumentos. Fui descobrir que era possível, sozinha, sem saber que isso já existia, em pouquíssimos casos. Já dizia que queria ser cantora aos três anos de idade. Existia uma vocação enorme para aquilo. Eu era completamente impulsionada à um caminho desconhecido que me trouxe até aqui. Quais as suas primeiras influências e apresentações em público?

Na minha infância ouvia de tudo que se possa imaginar de uma pessoa que vive no interior: música sertaneja, caipira, sambas, bossa nova, Luis Gonzaga, Roberto Carlos, música brega italiana, Milton Nascimento... Acho que o que eu mais gostava eram as músicas de Milton, Clara Nunes, Bethânia e Roberto Ribeiro... essas são as que mais me lembro, mas lógico que existem as músicas de melodias fortes que “grudam” e que com certeza também me influenciaram.

Quem surgiu primeiro, a Vanessa da Mata cantora ou compositora?

Você só tinha 15 anos e já tocava com músicos profissionais, abrindo shows para outros músicos, que ainda não deviam ser tão conhecidos, mas, enfim, como você se colocou?

A compositora veio muito depois da cantora... eu não acreditava que se pudesse compor

Acho até que por ser um pouco inconseqüente e não saber direito onde estava. Mais por ins-


27


entrevista tinto. Senão, não teria chegado hoje aqui. Eu nunca imaginaria que estaria em São Paulo e tal. Queria vir. Sempre existia uma fé, uma inocência, sei lá. Ia pensando em fazer música e que as pessoas cantassem a minha música, que isso fizesse bem para as pessoas, sabe, pequenas coisas que te levam a fazer coisas grandes, lutando por aquilo. Mesmo estando num lugar sem grana, e sem a mínima condição, mas que vão te levando a acreditar que aquilo vai melhorar. Comecei a cantar pelo prazer de subir num palco. E essa história de falar para os pais que ia estudar medicina como foi? Demorou muito para os seus pais te perdoarem?

Minha mãe sabia de todos os meus planos... na verdade queria que eu fosse Elis Regina. Pelo meu pai eu teria ficado lá, junto da família. Como eu sabia que ele queria os filhos bem formados e doutores, me aproveitei deste fato para seguir minha vida, já que na minha cidade, não havia possibilidade nem estrutura para eu ser cantora. Meu pai perdoou com o tempo, quando ele percebeu que eu poderia me manter e seguir uma vida digna sendo cantora. Como funciona sua inspiração?

É muito da vida mesmo, de como você capta as coisas. Como você transforma as coisas que você capta. Acho que tive muitos privilégios na vida. Muitas coisas difíceis, às vezes, mas que eu não costumo nem perceber, e amadurecer, deixar para lá. Mas outras coisas, como o mato, a floresta toda que eu convivi perto, a minha avó, que é maravilhosa, meus pais também, mas minha avó tem uma super maturidade, muita sabedoria, que não é muito comum. Ela cantava muito, comemorava muito. Tudo e qualquer coisa. O dia, um pôr-do-sol maravilhoso, uma pessoa que chegava, que ela gostava muito, que ela gostava do sorriso da pessoa. Tudo era cantando. Então, aprendi a registrar as minhas coisas cantando e compondo. Vira um meio de tato. Você já não mais toca, você já canta. É tão automático, que, às vezes, eu não tenho mais meio de sentir, eu já vou gravando. Eu não tenho um segundo momento. É um primeiro, é direto. Aproveito aquilo e já faço, que é ótimo também, mas não pode ser o tempo todo, porque senão você começa a acordar de noite e não dorme mais. Ou não tem tempo para tomar café, ou no avião que poderia dormir, você não dorme. Não estou tão nesse momento

28

ainda, mas de não conseguir dormir aconteceu várias vezes. Você está gravando agora seu CD, tem previsão de quando vai sair?

Ainda não exatamente, mas pode ser que saia ainda em setembro. Estou gravando esse CD há um ano, num momento meu, completamente tranqüilo. Tem músicas que foram feitas já há algum tempo, outras que foram feitas há muito pouco tempo. A imagem é importante dentro de seu trabalho? Você decide sozinha como vai se vestir, que cabelo vai usar ou como deve sair nas fotos? Isso é algo que te preocupa?

Sim porque estamos lidando com imagem. Por mais que alguém te diga que tenha um estilo despojado, ele vai com certeza escolher as fotos escolher uma roupa para ficar despojada. Tudo neste meio é devidamente produzido. Estou falando de imagem!!! Muitas vezes aquilo é natural do cantor, por exemplo: o meu cabelo ou meu estilo em me vestir. Só escolho e trato para que fique tudo dentro do que eu sou . Não tenho personal stylist, por exemplo. Vários já tentaram e não conseguem achar uma roupa para o meu estilo. Geralmente uso roupas minhas ou vou à caça. Detesto, mas não tem jeito.


Você merece... Investir em um Iphone

Alugar uma ilha

Ter um Iphone é realmente um luxo ao qual muita gente está se permitindo. Além de tudo o que você conhece sobre o supercelular da Apple, há uma seleção especial de aplicativos voltados exclusivamente para as mulheres. Os ‘programinhas’ controlam de calendários menstruais até a sua alimentação. Dê uma olhada no blog do iphone.com e divirta-se.

Que tal então alugar uma ilha paradisíaca como nos filmes de Hollywood? O que era privilégio apenas dos milionários está cada vez mais acessível e já existem sites especializados onde é possível procurar por localidade, preço ou tipo: para lua-de-mel, com importância histórica e até com farol. No Brasil, as ilhas mais populares estão em Angra dos Reis. A Ilha da Piedade, por exemplo, tem capacidade para até 22 pessoas e diárias a partir de R$ 8 mil. O preço é salgado, mas sonhar... isso não custa nada!

Tomar um delicioso quentão com gemada da confeitaria polonesa Kawiarnia Krakowiak. Elaborado com vodka e vinho colonial, o bule custa R$ 18 e a porção de gemada é R$ 1,8. De brinde você curte a vista do Bosque do Papa João Paulo II.

Saborear um fudge Uma novidade em Curitiba que aprovei e achei a cara da seção “Você Merece”! Experimentar um delicioso Fudge, sobremesa artesanal à base de cacau e outros ingredientes selecionados, com textura macia e cremosa que conquista amantes de chocolate mundo afora, há mais de um século! SATIS FUDGE, caixa com 06 unidades A partir de R$ 21,00. Fones: 9684-3777 ou 9995-5571

Cláudia Amarante 29


cartão postal

Eu viajo com

meus filhos patricia papp

M

inha família é daquelas que sempre inventa uma desculpa para viajar: uma exposição em São Paulo, uma pousada nova no nordeste, um filho morando fora, qualquer motivo serve de pretexto para arrumar as malas. Casei com um fotógrafo que também é apaixonado por outras culturas. Daquelas pessoas que mal terminam uma viagem e já estão pensando na próxima. Quando meu filho Pedro nasceu, nem passava pela minha cabeça diminuir o ritmo das viagens. Por isso, quando ele completou três meses embarcamos para Alagoas. A Luiza nasceu cinco anos depois e também foi “iniciada” com três meses. Juntos já fomos para várias praias do Nordeste, para Foz do Iguaçu, para Argentina, para Disney e, em janeiro deste ano, passamos um mês entre Dubai e Tailândia. Depois desta experiência, descobri que viajar é menos complicado e mais divertido do que muita gente pensa. Acredito que viajar ajuda as crianças a compreenderem melhor o mundo, suas diferenças e suas riquezas. É muito gostoso sair da rotina do dia a dia e ver o mundo através dos olhos deles.

30


1

2

3

4

5

1 - A família andando de bicicleta em Sukhothai, antiga capital do Reino de Sião | 2 - Luiza na Tribo das mulheres pescoçudas em Chiang Mai | 3 - Luiza faz pose para a foto em Chiang Mai | 4 - Eu com o Pedro, no Animal Kingdom, na Disney | 5 - Pôr do sol no deserto em Dubai

31


cartão postal

Crianças a bordo Estas são minhas dicas para quem quer viajar com a família nas próximas férias

1

Um pouquinho de planejamento não faz mal a ninguém: informe-se sobre o seu destino, faça reservas, veja a previsão do tempo, a distância entre as cidades. Quanto mais informações você tiver, melhor.

2

O tempo das crianças é diferente dos adultos. Respeite ritmo dos seus filhos, chegue com antecedência no aeroporto, faça tudo com calma. Não queira visitar todos os pontos turísticos de uma cidade no mesmo dia.

3

Destinos child-friendly: algumas cidades, hotéis e restaurantes têm estrutura montada ou, pelo menos, muita boa vontade para receber crianças. Procure este tipo de local par ir com a sua família.

4

A casa de uma criança pequena é seu “ninho”, para que seus filhos se sintam bem onde quer que estejam, leve travesseiros, cobertorzinhos e ursinhos com os quais eles estejam acostumados.

5 6

Procure quartos de hotéis que tenham frigobar para manter conservadas frutinhas e papinhas e microondas para aquecer mamadeiras ou comidas.

7

Qualquer pessoa, de qualquer idade, fica de mau-humor quando está com fome. Tenha sempre bolachinhas, castanhas ou barrinhas de cereal para estes momentos.

8 9 10 32

Na maioria dos vôos, bebês de até dois anos não pagam passagens aéreas, ou pagam apenas as taxas. É uma ótima desculpa para começar a viajar com seu filho.

Comissários de bordo estão acostumados às mais estranhas situações. Seja gentil, apresente seus filhos para eles e peça ajuda quando precisar. Em caso de voos longos, prefira os noturnos. Crianças costumam dormir bem em aviões. Imprevistos acontecem em qualquer viagem: voos atrasam, reservas podem dar problemas, malas desparecem... Esteja preparado para estas situações. Às vezes um imprevisto resulta numa oportunidade bacana. Mantenha a calma para que seus filhos se sintam seguros.

Patricia Papp é autora do livro Crianças a bordo – Como viajar com seus filhos sem enlouquecer, um manual prático que ajuda a organizar a rotina de adultos e crianças nos mais variados estilos de viagem. Pulp Edições - 100 páginas


moda

e Beleza

33


ensaio

34


Apresentamos Gôra, uma marca curitibana cheia de atitude, que integra elegância e conforto com criatividade. O inverno 2010 da Gôra viajou pelo mundo. Seguiu as tribos nômades mais remotas, passou pelo Tibet, Mongólia e norte da África. De lá, saíram os tons da temporada: ocres, pinks, mostardas... As referências tribais, então, encontraram-se com as grandes metrópoles produzindo um cenário cheio de sobreposições, contrastes de formas e abundância de tecidos. Como novidade, cores vivas e variadas. Também os tecidos surpreendem: cetins e sedas compostas entram em cena, trazendo leveza a uma estação que já não vive apenas de lãs e flanelas. Sem dúvidas, uma boa inspiração para as exigências da mulher moderna e atual.

35


ensaio

36


ONDE ENCONTRAR FERNANDA CAVALCANTI R. Cam천es, 2034 Tel.: 41 3042 8087 MKR STORE Av. Manoel Ribas, 7222 Tel.: 41 3272 0123 www.mkrstore.com.br SUSY FAZ POSE R. Augusto Stresser, B3 Tel.: 41 3079 4313

37


shopping

Elegância

a toda prova A nova coleção da grife internacional de moda e lifestyle Gant mostra que nem só de capuccinos se faz o inverno. As peças da loja do Shopping Crystal mostram que recortes, costuras marcantes, botões, fivelas e acessórios fazem os looks mais descolados, porém sempre elegantes, que estão com tudo nessa temporada.

Cachecol xadrez, o charme da temporada R$ 280,00

Casaco feminino preto com forro colorido R$ 1.330,00

Túnica branca, com mangas largas e o detalhe na gola que a tornam uma peça moderna, sem fugir do casual R$ 680,00

Sobretudo feminino cinza Preço sob consulta Camisa Xadrez, que traz consigo o visual preppycool dos londrinos R$ 460,00

38


39


beleza

Rosto jovem

sem plástica

BIOLIFTING É A MAIS NOVA APOSTA PARA REVERTER AS MARCAS DO TEMPO

Q

uem não gostaria de recuperar a aparência jovem da face ou mantê-la por muitos anos? Se puder fazer isso sem recorrer à cirurgia plástica melhor ainda! A evolução da tecnologia e dos procedimentos estéticos tem propiciado uma verdadeira revolução quando o assunto é beleza. Segundo a fisioterapeuta Caren Pilatti, da Clínica de Estética Bioclin, com o passar dos anos, a musculatura do rosto, assim como a do corpo, vai perdendo a sua sustentação. Existe uma queda na produção de fibras elásticas de colágeno e elastina e com isso o rosto perde a sua forma, aparecendo as marcas do tempo e também uma aparência de cansaço. A bochecha fica diminuída e cai, forma-se o temido “bigode chinês”, a “papada” e as dobras no pescoço. Para solucionar esses problemas, Dra. Caren Pilatti desenvolveu o Biolifting, um programa completo de remodelação da face. “O tratamento é feito através de uma corrente elétrica, aplicada por um aparelho italiano em cada músculo da face. Com tecnologia e muita experiência profissional conseguimos recuperar a aparência de um rosto mais jovem”, destaca. Segundo a especialista, o programa de tratamento Biolifting, exclusivo da clínica Bioclin, “realiza o reposicionamento de todos os músculos e o elevamento da pálpebra e das maçãs do rosto. Os excelentes resultados são consequência da estimulação muscular e da produção de colágeno e elastina”. Após o término do programa, Dra. Caren recomenda uma manutenção mensal para que os resultados sejam mantidos por muito tempo, “protelando a cirurgia plástica ou até mesmo, para aquelas que já passaram por uma cirurgia, conseguirem manter o seu efeito por mais tempo”.

SERVIÇO Clínica Bioclin Rua Padre Anchieta, 1846 - 11º Andar - Cj.1110 Edifício Biocentro - (41) 3015-3088

40


Espelho,

espelho meu As cirurgias estéticas, quando bem feitas e bem indicadas representam um ganho para a autoestima. Mas o segredo para um ótimo resultado está em evitar mudanças drásticas, principalmente no rosto.

42


J

á na década de 1920, uma revista feminina americana publicou o primeiro artigo sobre as maravilhas das intervenções estéticas para a autoestima. O título “Por que envelhecer? O valor da face”, estampado na publicação Ladies’ Home Journal, antecipava as chamadas de capa mais recorrentes das revistas femininas da atualidade. De lá para cá muita coisa mudou, as técnicas evoluíram significativamente e a cirurgia plástica tornou-se cada vez mais acessível. E é claro que não há nada de errado em querer conservar (ou restaurar) a autoestima. Os benefícios psicológicos de uma cirurgia plástica, quando bem feita e bem indicada, são mesmo inegáveis. Um nariz mais harmônico, uma ruguinha ‘deletada’ e uns quilinhos aspirados fazem bem para qualquer mulher. A questão é quando se exagera na dose. Surge aí uma patologia chamada transtorno dismórfico corporal. São as pessoas que não se cansam de encontrar defeitos ao espelho (na maioria das vezes, inexistentes) e, para corrigi-los, perseguem compulsivamente um padrão estético inatingível. O problema é que isso pode levar a pessoa a alterar demais sua fisionomia nas mãos de cirurgiões despreparados. Recorrer à cirurgia cosmética com o intuito de resolver questões de ordem psicológica mais profunda invariavelmente dá errado. “O cirurgião plástico deve avaliar individualmente e orientar caso a caso os pacientes que estão passando por algum problema ou por grandes mudanças na vida, como separação ou mudança de emprego”, diz o cirurgião plástico Dr. Marlon Chiaratti, da Clínica Delineare, destacando que é grande a probabilidade de, nessas situações, a cirurgia ser um subterfúgio. “Quando isso acontece, o risco de o paciente se arrepender existe, mesmo se os resultados forem bons”, explica.

Na maioria das vezes, os pacientes recorrem ao cirurgião com pedidos pertinentes. “No meu consultório, em 90% dos casos, as solicitações são absolutamente razoáveis”, destaca. Para o médico, a melhor plástica é aquela que passa despercebida. Ele explica que o aprimoramento das técnicas e do instrumental cirúrgico possibilita resultados muito próximos do natural. Há quinze anos, as próteses de silicone, por exemplo, costumavam provocar muitos casos de contratura capsular. Hoje, o número de contraturas diminuiu muito, devido às diferenças na qualidade dos implantes. O lifting facial também passou por grandes mudanças técnicas. Antes, a cirurgia consistia no estiramento da pele, em direção às orelhas, o que conferia às pacientes um aspecto artificial. Agora, além da pele, os músculos superficiais da face são reposicionados, respeitando a anatomia do rosto e proporcionando um aspecto jovial mais natural. “Muitas vezes o lifting de face pode ser adiado para depois dos 60 anos e o rejuvenescimento ser alcançado com o uso de pequenos procedimentos, que quando associados conferem melhores resultados do que uma plástica precoce. Hoje em dia o uso do laser, luz intensa pulsada, preenchimentos com ácido hialurônico e Botox ® promovem o rejuvenescimento de forma mais harmônica da face e sem necessidade de afastamento do trabalho”, afirma o Dr. Marlon. Então qual é o conselho dos médicos experientes para mulheres e homens que querem rejuvenescer, mas sem alterar sua fisionomia? “A chave do rejuvenescimento está em evitar mudanças drásticas, principalmente no rosto”, diz o cirurgião plástico, Dr. Marlon. Antes de mais nada, é preciso entender que o conceito de belo envolve proporção, simetria e equilíbrio.

“Muitas vezes o lifting de face pode ser adiado para depois dos 60 anos e o rejuvenescimento ser alcançado com o uso de pequenos procedimentos, que quando associados conferem melhores resultados do que uma plástica precoce. Hoje em dia o uso do laser, luz intensa pulsada, preenchimentos com ácido hialurônico e Botox ® promovem o rejuvenescimento de forma mais harmônica da face e sem necessidade de afastamento do trabalho”, afirma o Dr. Marlon.

MAIS INFORMAÇÕES: Dr. Marlon Gouveia Chiaratti Rua Pe. Anchieta, 771, (41) 3322-5360 43


Qualidade de Vida

Cidade

FOTO: bruno covello/smcs

sorriso? Um estudo da Universidade de Toronto, no Canadá, indica que o mau humor e a famosa depressão invernal podem estar relacionados com a diminuição do tempo de exposição à luz solar, mais comum nos dias mais curtos e escuros de inverno. Esta condição afeta milhares de pessoas no Reino Unido e países mais próximos aos pólos, mas também é bem conhecida dos curitibanos. Afinal, Curitiba é a segunda cidade com menos dias de sol do país, só ficando atrás de Rio Branco, no Acre. De acordo com a média histórica, são 1714 horas de sol por ano, ou seja, em 12 meses, apenas quatro são de sol. Os meteorologistas apontam a Serra do Mar, um ambiente com muita umidade, como a grande vilã dessa história.

45


46


equilíbrio

Em busca do

A milenar medicina chinesa pode oferecer bons resultados para a sua estética. É o que garantem os especialistas Drs. Antonio Cezar Mendes dos Santos, Juliana Lopes Fernandes e Jeisi Elen de Freitas. Eles atuam juntos e destacam que a autoestima elevada é consequência de um corpo equilibrado.

Estar de bem com o corpo e com a vida sempre foi o desejo das mulheres. Como a acupuntura pode ajudar nesse processo? A preocupação das mulheres com a aparência, tanto corporal como facial, vem crescendo a cada dia. Porém a manutenção da saúde é essencial a todas nós. Nada melhor do que manter um corpo saudável e esteticamente agradável. A acupuntura pode auxiliar em ambos os sentidos, pois considera o paciente como um todo, procurando estabelecer o equilíbrio entre mente, corpo e espírito. Diferentes técnicas e formas de aplicação da acupuntura podem ser utilizadas para tratar as mais diversas alterações estéticas. Em nosso consultório utilizamos recursos como a eletroacupuntura, auriculoterapia, laserterapia de baixa intensidade em pontos acupunturais e linhas de expressão, entre outros, com o objetivo de oferecer ao paciente bem-estar físico, não deixando de lado o tratamento da parte emocional que contribui muito para o resultado estético. O tratamento auxilia na autoestima? Como? As respostas são notáveis já nas primeiras sessões, pois o paciente apresenta melhora na qualidade do sono, regula a ansiedade e compulsão, melhora no funcionamento intestinal, entre outros efeitos que consequentemente refletirão na eliminação de peso, hidratação da pele, diminuição de rugas, etc... A partir do momento que o paciente começa a sentir

os benefícios da acupuntura, sua autoestima melhora, o que contribui ainda mais para o tratamento e resultado. A estética tem se beneficiado muito da acupuntura. É uma tendência que as pessoas procurem tratamentos menos invasivos? A acupuntura é um tratamento eficaz, praticamente indolor e não apresenta efeitos colaterais, ao contrário dos procedimentos cirúrgicos invasivos sob anestesia e a aplicação de químicos. Além disso, não existe a necessidade de cuidados pré ou pós procedimentos, podendo o paciente seguir com sua rotina diária normalmente após as sessões. Os resultados ocorrem de forma natural, ou seja, os estímulos gerados pela acupuntura fazem com que o próprio organismo trabalhe a favor do paciente, obtendo respostas a médio prazo, tanto na parte física como emocional. Quais os diferenciais do trabalho de vocês? Trabalhamos de forma integral com a Medicina Tradicional Chinesa. A acupuntura é apenas um dos métodos utilizados dentro deste campo. Além dela, temos a cromoterapia, eletroacupuntura, laserterapia, auriculoterapia, e outros aparelhos utilizados para dar ênfase ao tratamento e chegar ao objetivo do paciente de forma agradável e prazerosa. Os atendimentos são individualizados, em um ambiente tranquilo e agradável, com uma estrutura especializada, dis-

pondo de equipamentos diferenciados com intuito de proporcionar resultados satisfatórios e duradouros, visando sempre o bem estar do paciente. Além disso, estamos sempre pesquisando procedimentos novos e nos atualizando. Em nosso site (www.consultorioac.com.br) os pacientes dão seus depoimentos sobre o nosso trabalho e os resultados obtidos. Por que trabalham em duplas ou em trios? Nossa equipe é formada por três profissionais especialistas em acupuntura, porém cada um possui outras formações além desta. Acreditamos que a união de conhecimentos dos profissionais possa proporcionar ao paciente um atendimento privilegiado. Em resumo: colocamos o conhecimento e a experiência de todos para escolhermos o melhor para nosso paciente.

SERVIÇO Dr. Antonio Cezar Mendes dos Santos Cirurgião Dentista e acupunturista com formação e mestrado na USP e residência clínica na China. Juliana Lopes Fernandes Fisioterapeuta CREFITO 3/69223-F) especialista em Acupuntura com formaçao em SP. Jeisi Elen de Freitas Fisioterapeuta (CREFITO - 8/3646 LTT.F) especialista em Acupuntura. Comendador Araújo, 510 - Sl. 1501 Centro - Curitiba - PR www.consultorioac.com.br consultorioac@gmail.com 41 3223 8927 | 3016 8927 | 8484 4250 47


movimento

Mamãe e bebê O seu filho nasceu e já tem entre três e quatro meses? O que acha de voltar à forma física praticando atividade junto com ele? Na Academia Gustavo Borges do Tarumã, em Curitiba, isso é possível, com uma aula inédita que também nasceu recentemente e ganhou o nome de mamãe&bebê/FIT. A modalidade foi uma iniciativa da gerente e uma das proprietárias da unidade, Kátia Ruschel, depois de uma experiência pessoal vivida no ano passado, aos 34 anos, quando teve a primeira filha. “Não tinha como deixar a Pietra para praticar algum esporte, então resolvi fazer exercícios com a ajuda dela, conciliando com a sua rotina diária”, conta.


Casa e família

Estilo e

conforto Vale a pena conferir o ambiente Natural Ambiental da arquiteta Varínia Schwartz, criado para o Lançamento da Coleção 2010 da Inove Decoração+Design, loja Jardim Social.

49


mostra

Casa de

ideias

Casa Cor agrada público com novas propostas e responsabilidade social e ambiental

R

ealizada de 21 de Maio a 29 de Junho, a Casa Cor Paraná apresentou sua 17ª edição em um local estratégico e especial: a Casa de Retiros Mossunguê, integrada ao Ecoville. Dezenas de arquitetos participaram da mostra apresentando suas melhores ideias ao público curitibano. Convidamos Maria Luiza Milani e Isabel C. M. Azevedo, duas apreciadoras de arquitetura, para falar sobre o que mais gostaram nessa edição da Casa Cor. A Sala de Jantar, assinada pelos designers Guto Biazzetto e Carolina Espezim

Eu gostei da diversidade das propostas exibidas na Casa Cor 2010. Mas o que mais me agrada é quando um arquiteto ousa, utiliza conceitos, nos surpreende, nos faz refletir, cria atmosferas inéditas. Apesar de nem sempre conseguirmos adaptar estes ambientes para nossas casas, conseguimos perceber a capacidade de criação do arquiteto, e sua habilidade de utilizar materiais diferentes e de construir coisas que não estamos acostumados a ver. Um exemplo disso nesta edição, é o espaço Café, do Jorge Elmor, acho que ele conseguiu surpreender e brincar com as sensações do espectador. Maria Luiza Milani, empresária

O olhar de uma educadora para a Casa Cor 2010 não poderia deixar de destacar, em primeiro lugar, o encantamento com a proposta social e ambiental dos projetos apresentados. Além da preocupação com a acessibilidade do público aos espaços, vimos que os profissionais conseguiram associar conceitos visuais, criatividade, inovação à sustentabilidade, solidariedade e ao cuidado, inclusive com as pessoas que continuarão a utilizar aqueles espaços no futuro. Imaginar como seria ocupar quartos com diferentes cores e texturas nas paredes, com piso aquecido, que se comunicam com o ambiente externo como num diálogo entre duas pessoas, provocou sensações inéditas que ficarão gravadas não apenas em minha mente, mas também em meu coração.

Isabel C. M. Azevedo, diretora educacional da Rede Marista de Colégios

Quer ver outros ambientes da Casa Cor Paraná? Entre no nosso site: www.revistaviver.com.br e divirta-se.

50


A vez do espaço

gourmet

Uma cozinha completa e aconchegante é a opção ideal para quem quer fugir do frio

N

esta época do ano todos querem fugir do frio e ficar o máximo possível em casa. Restaurantes e bares dão lugar aos encontros com os amigos e, por isso, uma cozinha aconchegante é um ótimo recurso para curtir o clima. A tendência é fazer da cozinha um espaço completo, com churrasqueira e adega integradas, transformando-se numa bela área de convívio com a família e amigos. Para a arquiteta Andreia Galvan, da Marel Móveis Planejados, a tendência do momento é a utilização de painéis em MDF madeira com característica rústica e bruta com nós e veios elegantes. “Eles comprovam os efeitos encontrados na natureza, o uso da madeira aquece o ambiente, contrastando com o visual colorido do frontal em fórmica brilhante vermelho revelam uma tendência em cozinha, e um toque de classe a mais no design”, destaca. As paredes com vidro da cozinha em destaque na foto acima permitem a integração dos elementos da natureza para dentro da cozinha, além de ampliar o espaço e melhorar a iluminação. É um ambiente com essência contemporânea, não perdendo o toque acolhedor, envolto a muito charme.

Serviço:

A Klassic Design representa a Marel em Curitiba e fica na Av. Getúlio Vargas, 1922. Fone: (41) 3013-2538

Paranaense com orgulho Com sede na cidade de Francisco Beltrão, no Paraná, a Marel desenvolve uma linha completa de móveis em MDF, capaz de atender a diversos estilos e necessidades. Reconhecida por seu excelente suporte ao cliente e pela agilidade na entrega e assistência técnica rápida e eficiente, a Marel é também uma das maiores fabricantes de móveis do Brasil.

51


Sob medida Artur Lenzi, designer de móveis e gerente da Klistocch fala sobre como fazer a escolha certa na hora de encomendar móveis

QUAL A DIFERENÇA ENTRE MÓVEIS SOB MEDIDA E PLANEJADOS? Quando o móvel é sob medida significa que o profissional irá projetá-lo baseado na medida existente da residência do cliente, partindo do zero. O móvel planejado (ou modulado) parte de uma modulação de medidas. A fábrica fornece vários módulos que são encaixados na casa do cliente e apenas finalizados com uma peça de acabamento. O móvel feito por módulos não tem a mesma liberdade de criação, de acabamento e aproveitamento total do espaço que se tem em um móvel sob medida. MÓVEIS SOB MEDIDA SÃO UMA TENDÊNCIA? Atualmente as casas estão ficando com seus espaços cada vez menores, precisando de um aproveitamento total do espaço. A personalização é sim uma tendência, as pessoas querem peças únicas, feitas exclusivamente para elas. 52

Qual o trabalho de um designer de móveis? Projetar móveis com estilo, funcionalidade, beleza e ergonomia. Precisamos entender o que o cliente deseja e transformar em produtos, projetando um móvel para cada necessidade específica. Quais os principais cuidados na hora de comprar seus móveis? Considerando que móveis sob medida são pensados individualmente para cada pessoa ou família, tanto no projeto quanto na fabricação, precisam de um prazo maior para ser produzido. Portanto, não se pode deixar para comprar estes produtos quando se está precisando urgentemente deles. É preciso planejar com antecedência para que se tenha um móvel de qualidade. Além disso, contratar uma empresa sólida, que forneça garantia, ferragens, material, acabamento de qualidade e pós-venda faz uma grande diferença para evitar aborrecimentos no futuro.


53


Arte na mesa por

Papardelle com ragú de rabada

Ingredientes

Modo de preparo

(Porção para quatro pessoas)

A rabada deve ser preparada de forma clássica, tradicional. Retire a carne do osso e desfie. Refogue muito bem a cebola. Coloque o tomate e deixe desmanchar. Acrescente o caldo e reduza à metade.Junte a carne, uma parte do agrião picado e misture com cuidado. Cozinhe a massa em água abundante cuidando com o ponto. Retire da água e transfira para a panela da carne. Acerte o sal, coloque uma pitatada de calabresa e um fio de azeite. Transfira a massa para um prato aquecido. Coloque mais um pouco de agrião sobre a massa e regue com mais um pouco de azeite de oliva e queijo parmesão ralado na hora.

250g de papardelle 300g de rabada sem osso 100g de cebola 60g de tomate concassé 150ml de caldo de carner ½  maço de agrião Sal e pimenta calabresa 40g de parmesão 50ml de azeite de oliva

Você pode conferir as dicas da coluna Arte na Mesa, por Celso Freire, também na Rádio Lumen (99,5 FM)

54


55


Pequenos e

notáveis Curitiba tem uma escola de inglês especializada para crianças a partir dos 2 anos

Desde o nascimento, as crianças recebem estímulos que geram situações de aprendizagem. Martha Pierson, neurobiologista da Baylor College of Medicine, EUA, afirma: “Crianças necessitam de uma inundação de informações, um banquete, uma festa”. E foi inspirada nessa vontade de aprender das crianças que foi criada a Escola Teddy Bear. A ideia surgiu em 1990, na cidade de Florianópolis. As escolas de idiomas não tinham um universo próprio para os pequenos. A receita era a mesma para todas as faixas etárias. E aí veio a Teddy Bear com a proposta de ser uma escola de Inglês especializada no ensino do idioma para crianças, pré-adolescentes e adolescentes. A iniciativa deu tão certo que de 1990 até hoje mais de 5 mil alunos já estudaram e aprovaram o método de ensino. Atualmente a Teddy Bear conta com 6 escolas, em 4 cidades, incluindo Curitiba, sendo a única escola especializada para crianças e adolescentes do sul do país.

Conheça a Teddy Bear

Para saber mais sobre a metodologia e como o seu filho pode conhecer o mundo Teddy Bear, acesse: www.teddybear.com.br ou visite a Teddy Bear Curitiba, localizada na Av. 7 de Setembro, 5708- Batel.

56


Na Teddy Bear aprender inglês é uma experiência única A metodologia da Teddy Bear explora todos os sentidos. Assim, como na língua mãe, primeiro se aprende a ouvir, depois a falar, e após a alfabetização em português consolidada os alunos iniciam a leitura e a escrita. O aprendizado acontece de forma natural e divertida. A Teddy Bear enfatiza o lúdico para as crianças e o inglês prático para os adolescentes. As instalações físicas são preparadas para que as aulas sejam dinâmicas, diferentes e com interessantes descobertas. Quer um exemplo? A cooking experience. É fantástico ver como as crianças adoram colocar a mão na massa para fazer bolos e biscoitos. É muito divertido constatar que entre farinha, ovos e colheres, lá está o vocabulário, a gramática, que deixaram de ser um bicho papão, para ser um delicioso chocolate cake (bolo de chocolate), que além de gostoso vai ser inesquecível.

Criatividade e interatividade sempre estimuladas A Teddy Bear trabalha com turmas de, no máximo, 10 alunos para que os professores/educadores culturais percebam e estimulem as habilidades individuais. E muito importante: na metodologia Teddy Bear a expressão oral e corporal fazem parte do aprendizado. Sendo assim, não basta assimilar, tem que participar. Dois projetos anuais fazem este papel. O primeiro é o projeto de leitura ,o Reading Project, realizado em parceria com a Editora Oxford. Os alunos recebem sugestões de livros indicados para o seu nível de inglês e após a leitura do livro, apresentam um projeto através de cartazes, desenhos, maquetes entre outros trabalhos artísticos, para expor de forma criativa o conteúdo da história. Outro projeto estimulante é a Bearfest que acontece no segundo semestre. A Bearfest envolve toda Escola e funciona da seguinte maneira: um tema é escolhido e os alunos, junto com seus professores/educadores culturais, desenvolvem um espetáculo teatral que é apresentado no final do ano.

57


Super família por Marcos Meier

Filho, venha

lavar a louça!

Q

uando meu filho era pequeno, perto de 4 anos de idade, eu o chamava para lavar a louça comigo. - Filho, venha lavar a louça comigo. É claro que eu já havia lavado quase tudo, incluindo cristais, facas e outros objetos perigosos. Deixava para ele apenas algumas tampas de potinhos plásticos. Cheio de vontade de ajudar, ele lavava as tampas, enxaguava e as colocava no escorredor de louça. Em seguida eu o elogiava: “Muito bem filho! Que legal, você já sabe lavar louça. Vamos lá contar para a mamãe.” E eu o pegava no colo e levava para ganhar o troféu. A mãe dizia: - Que maravilha de menino! Ele é trabalhador, sabe ajudar, muito bem! E o menino saía correndo para brincar, feliz por ter ajudado. Nas próximas vezes a quantidade de tampas e de potes ia aumentando. Sem perceber, a parcela de trabalho da criança aumentava e a minha diminuía. As associações trabalho-alegria, trabalho-prazer, trabalho-elogio, trabalho-sorriso e trabalhobrincadeira é construída pelos pais. Mais tarde as crianças associam trabalho com coisas boas como realização e felicidade. No entanto, muitos pais constroem uma relação contrária. Relacionam trabalho com mau-humor, com raiva, com broncas ou com coisas ruins. Veja alguns exemplos: “Filho, primeiro ajudar, depois brincar.” Essa frase, tão comum e inocente, faz a criança associar trabalho com coisas tristes, pois o brincar que dá prazer, vem depois e não durante o trabalho.

“De castigo você vai lavar a louça do almoço por uma semana”. Péssima idéia. Associa trabalho com castigo. Mais tarde esses pais reclamam dizendo que seus filhos não mexem um dedo pra ajudar, só querem o prazer. “Ajunte logo esses brinquedos do chão. Eu sou sua mãe, não sua empregada” Parece que trabalhar não é um privilégio. Frases desse tipo fazem a criança achar que não há nada bom em fazer atividades práticas em casa. Portanto cuidado com a forma como você pede ajuda. A mensagem oculta é logo apropriada por seu filho. Da mesma forma acontece com a lição de casa. - Filho, tem lição de casa hoje? - Não, hoje a professora disse que a gente ia ter folga de lição. - Ah, que bom né? Então vai brincar. Nesse caso, a professora já enviou um recado ruim “folga” entra em oposição a “trabalho” e dá a impressão de ser uma espécie de prêmio. A mãe, reforçando a relação ruim “lição-peso” fala com alívio “que bom né?”. Novamente as mensagens que a criança recebe são as de que lição é algo pesado, algo cansativo, algo ruim. Quer que seu filho ame o trabalho e aprenda a se dedicar, ser persistente e valorize o esforço pessoal para conquistar os desafios da vida? Associe trabalho e lição de casa com alegria, prazer, realização, sorrisos, elogios e bom-humor. Ah, meu filho já adulto, me diz: “pai, me ajuda a lavar a louça?” E passamos bons momentos juntos.

* Marcos Meier – Psicólogo, professor de matemática e mestre em educação. Palestrante nacional e internacional a respeito de educação, qualidade da interação professor-aluno e da qualidade da relação entre pais e filhos. Seus livros são encontrados no site www.kapok.com.br

58


59


Tempo livre por Jaime Reiss

1

2 3

1 - Pelo mundo - A fotógrafa Adriana Tissot fez um cruzeiro de 19 dias até Amsterdam, na Holanda, e depois visitou Suíça, França, Alemanha, Bélgica e Inglaterra em 35 dias de férias comemorando o prêmio Melhores do ano do Paraná 2010 e 24 anos de profissão. 2 - ISSO SIM É ESTILO - Flash da equipe que atende com muito atenção e profissionalismo os clientes Estilo, do Banco do Brasil. 3 - O QUENTE DO INVERNO - Ursula Pawlowsky, do Restaurante Mozart, que nesse inverno serve durante a semana um delicioso Buffet de Sopas. Vale a pena conferir. 60


Eterno aprendiz por Daura Carneiro

A tecnologia do

abraço D

as invenções dos homens, a que mais tem sentido é o abraço. Não tem como apenas um aproveitar um abraço. As duas pessoas participam de alguma forma. Quando você está com muita saudade, o abraço de alguém lhe alivia. Quando você está com muita raiva, vem alguém, te abraça, e você fica até sem graça de continuar com raiva... Se você está feliz e abraça alguém, você o contagia com a sua alegria. Se alguém está doente, quando você o abraça, ele começa a melhorar, e você melhora junto também. Muitas pessoas importantes e cultas já tentaram dar um jeito de saber porquê o abraço tem tanta tecnologia, mas ninguém ainda conseguiu descobrir... Mas, eu sei! Foi um espírito bom de Deus que me contou: o abraço é bom por causa do coração. Quando você abraça alguém, faz massagem no coração e o coração do outro é massageado também! Mas não é só isso... Aqui está a chave do maior segredo: Quando abraçamos alguém, nós ficamos com dois corações no peito. Colaboração: Jorge Carlos Cantarelli

A ilustração é da americana Shirley Jordan, que mora em Redmond, em Washington, nos Estados Unidos. Ela começou a pintar aquarela há apenas três anos e está tão apaixonada pelo que faz, que diz que quer pintar pelos próximos 50 anos! Como sabemos que o abraço é universal, nada melhor que convidar essa amiga de tão longe para ilustrar o texto.

62


Revista Viver Curitiba Ed 99  

Edição de julho/agosto 2010 da Viver Curitiba - Ame e seja feliz