Page 1


índice

36 Divulgação

58 64

Divulgação

4 EDITORIAL/CARTAS 6 LIMITE 12 PROGRAMA DE TREINO 28 LINHA DE CHEGADA 36 POSTURA 42 QUINUA 46 CRIOTERAPIA 51 CONSUMO 52 EMAGRECIMENTO 57 COLUNA NUTRIÇÃO 58 MARATONA BETO CARRERO 60 VOLKSWAGEN RUN 61 ASSINANTE SA 62 MARATONA DO RIO 63 COLUNA MEDICINA ESPORTIVA 64 CORPORE FUZILEIROS NAVAIS 65 PERGUNTE AO TREINADOR 66 DESAFRIO URUBICI 67 MINHA HISTÓRIA 68 COLUNA ALTO RENDIMENTO 70 CALENDÁRIO 74 CORREDOR X

ShutterStock

Foto da capa: Shutterstock

A Supe­rA­ção é uma publi­ca­ção men­sal da Edi­to­ra Mul­ties­por­tes. Cir­cu­la em todo o ter­ri­tó­rio nacio­nal. Edi­ção nº 78/Agosto de 2009. EDI­TO­RA MUL­TIES­POR­TES Dep­to. Admi­nis­tra­ti­vo, Comer­cial e Reda­ção - Av. Nossa Senhora de Fátima, 95 - Taquaral - Cam­pi­nas/SP - CEP: 13076-000 Fone/Fax (19) 3254-3144 / 3252-2609 / 3251-0349 - Assi­na­tu­ras: (19) 3294-4290 E-mail: supe­ra­cao@inte­res­por­tes.com.br - www.interesportes.com.br DIRE­TO­RES: Ser­gio Luis Cou­ti­nho Noguei­ra/Car­los Eduar­do M. C. Noguei­ra - EDI­TOR: ­R afael De Mar­co - REPOR­TA­GEM: Fer­nan­do ­Evans/ Julianne Cerasoli F­ OTOS: Fer­nan­da Para­di­zo (cola­bo­ra­do­ra)/Ser­gio Car­va­lho (cola­bo­ra­dor) - PRO­DU­TO­RA: Joy­ce M. Fran­cia Cera­so­li - PRO­MO­ÇÃO: Emer­son Gon­çal­ves da Sil­va CIR­CU­LA­ÇÃO, ASSI­NA­TU­RAS e SAC: Nathá­lia Fran­co (19) 3294-4290 - EDI­TO­RA­ÇÃO/ARTE: Priscila S. Belavenute TRATAMENTO DE IMAGENS: Marcos Antônio Marquezin - IMPRES­SÃO: Gráfica Igil DEPTO COMER­CIAL - Fone (19) 3254-3144 / 3252-2609 Adver­tên­cia - As infor­ma­ções con­ti­das nes­ta revis­ta são para fins edu­ca­cio­nais e de infor­ma­ção. Qual­quer mudan­ça no seu esta­do de ati­vi­da­de físi­ca e nas die­tas deve ser super­vi­sio­na­da por um pro­fis­sio­nal habi­li­ta­do, des­de que você ­tenha libe­ra­ção médi­ca. A revis­ta não se res­pon­sa­bi­li­za pela uti­li­za­ção ina­de­qua­da das infor­ma­ções aqui vei­cu­ la­das e nem ­pelas opi­niões de cola­bo­ra­do­res.


editorial

C

orredor é, por princípio e em sua maioria, um ser de hábitos. Com o passar do tempo, acostuma-se a determinadas rotinas, especialmente de treinos. E isso, longe de ser um defeito, costuma ser uma das maiores qualidades para um atleta, seja ele amador ou profissional. Em uma palavra, trata-se de regularidade. Claro que existem diferenças entre as pessoas e até amantes da corrida avessos a uma planilha de treino, por mais contraditório que isso possa parecer. Para esses e outros casos, trazemos reportagem especial sobre programas de treino. Ele pode ser um guia ou mesmo estabelecer parâmetros para quem já percorre ou pretende encarar distâncias

Treino programado como os 10km, 21km, chegando até a maratona. Vale a pena analisar as sugestões de planilhas. É sempre bom lembrar que não se trata da tal receita de bolo, tão combatida entre os especialistas da área, mas, sim, indicações para que os interessados possam adaptar de acordo com suas necessidades. E, se possível, fazer isso compartilhando informações com um treinador. Agora, se o objetivo for correr para emagrecer, alie o programa de treino às nossas dicas de nutrição e suba na balança sem medo de ser feliz. Boas corridas! Rafael De Marco Editor

cartas Assinante SA “Olá, equipe da SA. Fiquei muito feliz por ter sido o escolhido de junho para ter minha história e foto divulgadas na revista para todo o Brasil. Agradeço de coração a vocês da SA e ao pessoal da Nike por essa parceria. Fiquei muito emocionado ao saber que tinha ganho o kit completo vindo de vocês. Parabéns por criar e manter esse espaço dentro da revista e dar oportunidade a atletas amadores, assim como eu, para contar um pouco de sua história vivida em corridas. Ao fazer isso, vocês estão tornando realidade o sonho de muitas pessoas. A partir de agora, este kit passa a ser meu uniforme da sorte em corridas. Espero conquistar muitas medalhas e títulos fazendo bonito nas pistas com meu novo uniforme. Que Deus abençoe a todos para que possam continuar com esse trabalho maravilhoso dedicado ao esporte e ao bemestar dos atletas.” Juedes da Silva Canto Brasília-DF Vitória “Como assinante da SA, não poderia deixar de compartilhar esse momento de grande alegria que foi completar a minha 2ª Maratona do Rio, com apenas sete semanas de treinos específicos, cuja planilha eu mesmo elaborei nas minhas solitárias noites de trabalho, pois sou porteiro noturno. Com experiência de pouco mais de 3 anos de corridas, ajustei meu pouco

4

tempo diário com treinos dos mais variados possíveis, desde subir e descer escadas, até intervalados de costas. É lógico que os treinos de ritmo, intervalados e os longos do domingo foram priorizados. Mas o bom é que consegui chegar entre os 100 melhores e finalizei em justamente 3 horas! Parabenizo, em especial, minha esposa Alba Valéria que, em sua primeira maratona, obteve o ótimo tempo de 3h38. E não poderia deixar de agradecer ao Sr. Daniel Levy (Sport Society) pelo apoio que sempre deu à Equipe Rocinha, da qual faço parte. Abraços a todos da SA, pois essa vitória é nossa! Marcos A. G. de Lima Rio de Janeiro-RJ Linha de Chegada “Se não estou enganado, gostaria de saber por que não foi publicado o resultado da Maratona de Porto Alegre, como da Maratona de São Paulo, pois essa prova também faz parte das oficiais do Brasil. Na prova de São Paulo foi publicado até o limite de 3h20, de acordo com o ranking da própria revista, que eu acho muito importante. Atenciosamente.” Jair Evangelista Curitiba-PR NR: Caro Jair, realmente foi erro não publicarmos os resultados da prova e, por este motivo, trazemos a listagem na Linha de Chegada desta edição.

Envie sua carta para Av. Nossa Sra. de Fátima, 95 - Taquaral - Campinas - SP- Cep: 13076-000, ou envie um e-mail para superacao@interesportes.com.br


limite

Corrida Integração

Circuito Caixa Luiz Doro/adorofoto

Luiz Doro/adorofoto

As inscrições para a 26ª edição da maior corrida de rua do interior paulista começaram dia 1º de agosto e vão até 19 de setembro. A Corrida Integração está marcada para dia 27 de setembro em Campinas e deve contar com 7 mil participantes. As primeiras inscrições, entre 1º e 30 de agosto, valem para o pelotão Premium, que fica posicionado na largada entre geral e elite, ao custo de R$ 60,00. A partir de 31 de agosto, quem quiser largar no geral pode se inscrever em postos credenciados, por fax e internet por R$ 50,00. Mais informações no site www.corridaintegracao.com.br.

Circuito da Longevidade O queniano Joseph Kibiwott Ngetich (foto) venceu a quarta etapa do Circuito de Corridas da Caixa, dia 28 de junho, em Uberlândia-MG. Junto do africano corriam 13 atletas da elite brasileira e Ngetich completou os 10km em 29min29. Porém, quem ficou no lucro foi o vice-campeão Giomar Pereira da Silva, que, com o resultado, manteve a liderança no ranking da temporada e aumentou sua vantagem sobre José do Nascimento, sexto na prova, para 22 pontos. Giomar, correndo quatro semanas após a Maratona de São Paulo, marcou 29min36, deixando João Ferreira de Lima em terceiro (29min46). No feminino, a favorita Marizete Moreira pagou pelo desgaste da vitória nos 42km paulistanos e foi a quarta, deixando o caminho livre para a vitória de Simone Alves da Silva (35min18). Andrea Celeste Benites ultrapassou Vanda Carneiro Chagas no final para ser vice com 35min29. Vanda terminou com 35min38.

Desafio de 600K

166

A primeira etapa do Circuito de Corrida e Caminhada da Longevidade Bradesco Seguros e Previdência, disputada sob chuva dia 26 de julho em CampinasSP, contou com a presença de corredores africanos que, como de costume, tiveram destaque na linha de chegada. Ao final dos 6km de prova, o etíope Tadese Tolesa Areso venceu no masculino, enquanto a queniana Meseret Hailu Debele foi a mais rápida entre as mulheres. Areso completou o percurso em 17min27 e foi seguido por David Benedito de Macedo (17min31). O brasileiro deixou para trás o queniano Joseph Ngetich (17min37). A disputa foi apertada também entre Debele e Anne Berewere no feminino, com 3 segundos separando as duas primeiras colocadas (19min54 a 19min57). Rosangela Faria fez 20min56 e garantiu o terceiro posto. O evento premiou os melhores corredores acima dos 60 anos. Marcela Vicente Floriano, de 62 anos e corredora há 30, e Geraldo Alves Faria, de 77, completaram os 6km em 34min.

Inovadora e desafiante, a Corrida SP-RJ, Desafio dos 600K, promovida pela Nike, nasce com o status de maior corrida de revezamento das Américas. A prova, com largada dia 22 de outubro, promete reunir 20 equipes que irão percorrer, em quatro dias, os 600km que separam as duas maiores cidades do País. Cada equipe deve contar com 12 atletas, sendo dez titulares (com o mínimo de três mulheres), além de um reserva de cada sexo. Toda a cronometragem da prova será disponibilizada por meio da tecnologia Nike Plus, sistema wireless que fornece dados de tempo, ritmo, distância e calorias queimadas pelo corredor. Mais informações no www.nikecorre.com. br ou www.nikeplus.com.


limite

Circuito Osasco de Corridas de Rua Adriano Bastos venceu a terceira etapa do Circuito Osasco de Corridas de Rua, disputada dia 26 de julho. Apesar de, oficialmente, a prova ter as distâncias de 4 e 8km, os percursos eram de 3.775m e 7.550m, como mostraram os marcadores dos atletas. Bastos apertou nos últimos 400m para bater Gilson Rodrigues de Miranda, que vinha na sua ‘cola’ durante toda a competição, e cruzou a linha de chegada em 22min53, 3 segundos à frente do segundo colocado. Fábio de Oliveira Chagas foi o terceiro, com 23min45. No feminino, Vivian de Oliveira impôs bom ritmo para vencer em 29min13, contra 29min45 da vice-campeã Nilzete Ribeiro Martins. A terceira colocada foi Hildene Cardoso dos Santos (30min36).

25km Beach Cross Peruíbe-Itanhaém Manhã de Marias nos os 25km Beach Cross Peruíbe-Itanhaém, realizados dia 19 de julho no litoral de São Paulo. As três primeiras colocadas não dividiram apenas o pódio, mas também o nome. A primeira delas foi Maria Edith, que marcou 2h02min18, o que representa um ritmo de menos de 5min/km. Maria Cláudia Ferreira foi vice-campeã (2h05min42) e Maria de Fátima Neves chegou em terceiro lugar após 2h06min55. No masculino, um pódio mais ‘eclético’, com Fredison Carneiro Costa na primeira colocação, com 1h21min36, depois de dura disputa com Iranildo da Silva, que acabou um segundo atrás. Izálio Francisco de Santana viu a briga de perto e terminou em terceiro com 1h23min26.

Nilton Rolin/Itaipu Binacional

Meia Maratona das Cataratas do Iguaçu

168

A 3ª edição da Meia Maratona das Cataratas do Iguaçu, realizada no dia 5 de julho, reuniu mais de mil corredores num dos mais belos cartões-postais do Brasil e foi marcada pela quebra de recordes. Com o tempo de 1h03min37, o atleta João Ferreira de Lima, o João da Bota (foto), venceu a prova e superou, em mais de 3 minutos, a melhor marca que pertencia a Marcelo Vecchi, 1h06min57 (2007). Completaram o pódio os atletas Franck Caldeira (1h03min42) e Damião Ancelmo de Sousa (1h04min01), na segunda e terceira colocações, respectivamente. No feminino, a queniana Anne Cheptanui Bererwe completou o percurso em 1h14min04 e é a nova recordista do evento - o recorde anterior pertencia à brasileira Luzia de Sousa Pinto (1h17min17), desde 2007. Marily dos Santos (1h16min16) foi a segunda colocada, com Marizete Moreira dos Santos em terceiro (1h17min11). Os campeões levaram para casa R$ 15 mil cada.

Brasileiro de Corridas de Montanha Com a presença de 96 competidores, o Campeonato Brasileiro Caixa de Corridas de Montanha, disputado dia 5 de julho, em São Bento do Sapucaí-SP, teve como destaques o tricampeonato de Luzia Aluízio, nos 8km adulto, e o bicampeonato de Naval Freitas, nos 12km adulto. Vencedora em 2007 e 2008, Luzia mostrou estar recuperada de uma meningite e registrou o tempo de 50min24, quase 1min à frente de Daiana Barros (51min17), nos 8km. Já Naval, que ganhou o campeonato em 2007, voltou ao lugar mais alto do pódio com o tempo de 57min05 nos 12km. Ernani de Souza (58min14), terminou no segundo lugar. Nas disputas juvenis (para atletas com até 19 anos), o campeão foi Erik Cardoso (44min02) nos 8km, enquanto Bruna Leite venceu os 4km (32min32).


limite

O Brasil no Mundial Divulgação

10 16

Um grupo com 45 atletas brasileiros, sendo 24 mulheres e 21 homens, tentará fazer história no Campeonato Mundial de Atletismo, de 15 a 23 de agosto, no Estádio Olímpico de Berlim, na Alemanha. Entre as maiores esperanças de medalha, está o maratonista Marílson Gomes dos Santos (foto), bicampeão da Maratona de Nova Iorque e que vem treinando na cidade suíça de Saint Moritz, a 1.856m de altitude, para fazer bonito em solo alemão. “A maratona vem evoluindo muito, mas tenho me sentido bem nesse tipo de prova e acho que tenho de sonhar com o ouro”, afirmou o atleta. Ele terá a companhia de Adriano Bastos e José Telles de Souza na disputa. Campeã olímpica no salto em distância em Pequim2008, Maurren Maggi também está na luta pela primeira medalha de ouro do País em um Mundial. A brasileira tem 6,90m como melhor marca na temporada, mas se saltar os 7,04m que lhe deram o ouro na China, tem grandes chances de repetir o feito. Destaque também para Fabiana Murer, que também pode conquistar medalha no salto com vara, e Jadel Gregório, do salto triplo, único atleta brasileiro em atividade medalhista em mundiais de pista aberta - ele conquistou a prata em Osaka, em 2007. Os dois estão treinando na Europa há algum tempo, tudo para chegar em ótima forma à competição. Da equipe comandada por Ricardo D’Angelo, treinador-chefe da delegação, destaca-se ainda o revezamento 4x100m, que já obteve ótimos resultados em olimpíadas e pode surpreender na Alemanha. O time é composto por José Carlos Moreira, Vicente Lenílson, Basílio de Moraes, Bruno Lins e Jorge Célio Sena. No Mundial, os brasileiros estarão em companhia dos melhores atletas dos planeta, como o velocista jamaicano Usain Bolt e a saltadora russa Yelena Isinbayeva.

A SELEÇÃO BRASILEIRA: Masculino José Carlos Moreira - 100 metros rasos, revezamento 4x100 metros Vicente Lenilson - 100 metros rasos, revezamento 4x100 metros Basílio de Moraes - 100 metros rasos, revezamento 4x100 metros Bruno Lins - 200 metros rasos, revezamento 4x100 metros Sandro Viana - 200 metros rasos Jorge Célio Sena - 200 metros rasos, revezamento 4x100 metros Fabiano Peçanha - 800 metros Kleberson Davide - 800 metros Mahau Suguimati - 400 metros com barreiras Jessé Farias - salto em altura Jadel Gregório - salto triplo Jefferson Sabino - salto triplo Leonardo Elisiário - salto triplo Fábio Gomes da Silva - salto com vara Júlio César de Oliveira - lançamento do dardo Mário José Santos Jr. - marcha 50 quilômetros José Alessandro Bagio - marcha 20 quilômetros Moacir Zimmermann - marcha 20 quilômetros Marilson Gomes dos Santos - maratona José Telles de Souza - maratona Adriano Bastos - maratona Feminino Lucimar Moura - 100 metros, revezamento 4x100 metros Luciana França - 400 metros com barreiras Lucimar Teodoro - 400 metros com barreiras Sabine Heitling - 3 mil metros com obstáculos Evelyn Santos - revezamento 4x100 metros Thaissa Presti - revezamento 4x100 metros Franciela Krasucki - revezamento 4x100 metros Rosemar Coelho Neto - revezamento 4x100 metros Vanda Gomes - revezamento 4x100 metros Emmily Pinheiro - revezamento 4x400 metros Jailma Sales de Lima - revezamento 4x400 metros Geisa Coutinho - revezamento 4x400 metros Josiane Tito - revezamento 4x400 metros Sheila Ferreira - revezamento 4x400 metros Maurren Maggi - salto em distância Keila Costa - salto em distância Gisele de Oliveira - salto triplo Fabiana Murer - salto com vara Elisângela Adriano - lançamento do disco Lucimara Silvestre - heptatlo Tânia Spindler - marcha 20 quilômetros Alessandra Picagevicz - marcha 20 quilômetros Maria Zeferina Baldaia - maratona Adriana Aparecida da Silva - maratona COMISSÃO TÉCNICA Treinador-chefe: Ricardo D’Angelo Treinadores: Peter Stanley, Nélio Moura, João Paulo Alves da Cunha, Jayme Netto Jr., Katsuhico Nakaya, Adauto Domingues, Claudio Roberto de Castilho, Kiyoshi Takahashi, Tânia Moura; Elson Miranda, Carlos Morastoni, Inaldo Sena, Jorge Peçanha Médico: Cristiano Laurino Fisioterapeutas: Rodrigo Iglesias e Maria Paula de Figueiredo Massagistas: Jacy Castilho da Silva e Renato Anselmo de Oliveira


Corrida Corpore Bombeiros

A equipe da Cultura Inglesa foi o destaque da Super 40 BH – Revezamento do Fogo, terceira etapa do circuito Super 40km de Revezamento. O time foi o campeão no masculino e feminino em evento realizado dia 28 de junho no Parque da Pampulha. Com a ausência do Cruzeiro, o domínio do trio formado por Celio R. da Silva, Antonio da Silva e Luciano Coelho foi marcante, com mais de 10 minutos de diferença para o Corpo de Bombeiros (2h21min02 contra 2h31min26). A Montevérgine V precisou de 2h44min23 para assegurar o terceiro posto. No feminino, Andréia de Lima, Claudete Silva e Terezinha Silva venceram com 2h50min01, contra 2h53min45 da Casa do Corredor. A RC Competitors foi a terceira colocada (3h21min01). A próxima etapa será no dia 29 de setembro, em Brasília.

Mais de 5 mil corredores marcaram presença na 14ª edição da Corrida Corpore Bombeiros 10km, no dia 5 de julho, no Parque da Independência, em São Paulo. O evento faz parte das comemorações do Dia do Bombeiro. Na categoria geral, os vencedores foram Renilson Vitorino da Silva (31min16) e Angelina das Graças Rafael (39min02). Na categoria bombeiros, Alexandre Justo de Almeida (35min31) foi o campeão entre os homens, enquanto Maria Vecchio venceu entre as mulheres (45min19). “Para ganhar essa prova tem que treinar bastante, entre os Bombeiros o nível é bem forte. Eu treino há 5 anos e espero um dia conseguir o resultado da categoria geral. A festa é bonita, é uma prova bem estruturada, bem organizada e a cada ano melhora”, comentou Almeida. Durante a premiação, houve a entrega simbólica de uma brinquedoteca móvel para a Cruz Verde, resultado das doações dos corredores durante as inscrições.

Emerson Gonçalves da Silva

Super 40 BH


performance

Planejar o treinamento é como jogar xadrez. Cada fase do macrociclo, assim como as peças do tabuleiro, tem uma razão e momento certo para entrar em ação

12 16


Fernando Evans

Q

uando o assunto é estratégia, usualmente utilizamos o xadrez como metáfora. Cheio de variáveis, o jogo de tabuleiro serve perfeitamente para ilustrar a complexidade do treinamento de corrida. Engana-se quem pensa que correr se resume ao fato de calçar um tênis e sair por aí. Para ser praticada com eficiência, promovendo ganhos à saúde, a modalidade tem de ser orientada, direcionada de acordo

com os objetivos e a capacidade física do praticante. Existem diversas possibilidades que devem ser levadas em conta na elaboração de uma planilha de trabalho. Diante dessa realidade, não é errado afirmar que nesse jogo quem move as peças é o treinador. Assim como peões, cavalos, torres, bispos, rei, cada um com suas características e possibilidades de ação, as fases do treino e suas especificidades têm seu papel e hora exatos para serem executados. Cabe ao profissional da área saber utilizá-las de forma correta, para que, no momento certo, ocorra o xeque-mate!

13

superação


performance

Para vencer o jogo – ou neste caso, a corrida –, o treinador precisa, primeiramente, conhecer a necessidade do jogador. Ao iniciar um programa de treinamento, o atleta tem de ter em mente o que deseja com aquilo: perder peso? Correr uma maratona? Voar baixo nos 10km? Avaliados objetivos e capacidades, o técnico poderá, enfim, elaborar um programa de treinamento. Respeitando o princípio da individualidade – assim como cada peça tem seu movimento único no tabuleiro –, o profissional de Educação Física vai utilizar uma gama de exercícios para atingir tal objetivo. Afinal, existe uma razão para que o corredor faça intervalados, fartleks, tempos run ou longões. Cada corredor, de acordo com seu histórico esportivo, capacidade física e objetivo, vai realizar esses tipos de trabalhos com cargas e volumes únicos. Na corrida, nada é receita de bolo, costumam dizer os treinadores. O que dá certo para um não é garantia de sucesso para outro. “Os treinadores devem ter habilidade em usar os métodos de treinamento em função de atingir os objetivos de seus atletas”, avisa Miriam Caldasso, treinadora da equipe Correndo, de Porto Alegre. “Para romper com um determinado ritmo, no qual o corredor passa anos e anos fazendo o mesmo tempo na distância, somente oferecendo ao nosso atleta treinamento com diferentes tipos de sensações para haver adaptações fisiológicas, orgânicas e psicológicas. Entretanto, quanto mais variados forem os estímulos vivenciados pelo corredor, mais apto e preparado ele estará para responder aos diferentes ritmos e desafios oferecidos na corrida”, orienta Miriam. “Independentemente da prova-alvo do corredor, deve-se trabalhar de uma a duas vezes por semana os exercícios educativos e de coordenação, além de realizar um longão na semana, de preferência no final de semana, quando, geralmente, se tem mais tempo para treinar e descansar. Trabalhos de qualidade como os intervalados, fartlek e tempo run também podem ser feitos uma vez na semana, e utilizo os exercícios educativos e de coordenação como aquecimento”, indica João Vicente de Moraes Neto, diretor-técnico da EcoGym Clube de Corrida, de São Paulo. Toda essa estratégia da corrida é o que determina ou não o sucesso da empreitada. Afinal, disputar uma prova de 10km, 21km ou 42km é apenas o final do processo. Os meses que antecedem o clímax do

14 16


Fotos: ShutterStock

esporte são, sem dúvida, os mais importantes. Entretanto, apesar de não ser uma ‘receita de bolo’, a divisão do treino tem alguns passos básicos, presentes em qualquer tipo de planejamento. “De maneira geral, divido o planejamento em período de pré-base, com duração de duas a três semanas. Isso, claro, vai depender do corredor, do que ele vinha realizando ou do tempo de sua pausa nos treinamentos. Depois vem o período de base, que eu divido em base 1 e base 2. Nessas fases, intensifico o trabalho de musculação, pliometria e correções da biomecânica da corrida. A duração da base varia entre 4 a 6 semanas, por período. Depois entra o período específico, em que o trabalho é mais direcionado para as distâncias individuais de cada corredor e suas necessidades. A musculação continua, mas com caráter de manutenção e outros exercícios, como o uso do mini-trampolim e bicicleta, são trocados por treinos específicos de corrida. Esta fase tem duração de três

PROFISSIONAL X AMADOR A diferença para estabelecer um macrociclo entre um atleta profissional e o amador está no fato de que o profissional já tem uma base muito maior, com condicionamento físico, psíquico e mental elevado em relação às corridas. O atleta que compete profissionalmente está adaptado ao treino árduo e resistente psicologicamente às sensações ocasionadas por ele. O amador ainda precisa adquirir todas essas adaptações. Os treinadores têm um cuidado especial com o corredor iniciante. Ele precisa de mais tempo de adaptação e seu treino deve ser bem progressivo, tanto em relação ao volume quanto em intensidade. O iniciante deve passar por uma base muito maior, com corridas contínuas de baixa intensidade para resistir à sobrecarga do treino sem se lesionar. A musculatura precisa ser trabalhada de forma que desenvolva a resistência localizada específica, além de toda a maturação fisiológica que o organismo do amador tem de passar até atingir o domínio da especificidade da corrida.

15

superação


performance

a cinco semanas. Por último entra o período de competição, no qual, à medida que as principais provas chegam, os treinos regenerativos e o descanso entre os trabalhos aumentam”, explica Neto. Miriam Caldasso ressalta que, para fazer um planejamento de treino, é preciso que o treinador saiba vários dados importantes sobre a individualidade do atleta, histórico esportivo, objetivo em relação à corrida, etc. “Existem muitos fatores que fazem a diferença entre uma pessoa e outra. Cada indivíduo tem a sua hereditariedade, individualidade, histórico, vivência e objetivos diferentes. Um exemplo disso é que há atletas com uma pré-disposição genética para as corridas mais rápidas, devido a sua

16

constituição muscular ter maior predominância de fibras de contração rápida e, em sua fase de apronte de qualidade, não precisarão de muito treino para atingir um bom desempenho, ao contrário de outro atleta que, geneticamente, tem predominância de fibras musculares de contração lenta. Esse deverá trabalhar mais exercícios de velocidade para chegar ao mesmo objetivo.” Em sua metodologia de trabalho, a treinadora gaúcha costuma realizar uma anamnese com o atleta que procura seus serviços. O questionário, elaborado pela própria Miriam Caldasso, traz perguntas pessoais, de saúde, histórico esportivo, entre outros (confira a ficha).


FICHA DE ANAMNESE (questionário) MODALIDADE ESPORTIVA – ATLETISMO/CORRIDAS – TREINAMENTO PERSONALIZADO PERSONAL TRAINER: MIRIAM CALDASSO Dados Pessoais 1. Peso:

16. Como se sentiu durante a realização da prova, antes e após? Altura:

2. Qual o seu tipo e grupo sanguíneo? 3. Já praticou algum esporte antes? ( ) Sim ( ) Não Qual?

17. Que tipo de treinamento fez? Teve orientação de um treinador? ( ) Sim ( ) Não 18. Quantos dias treinava por semana? 19. Que métodos e tipos de treinamento fazia?

4. Pertence a algum patrocínio? ( ) Sim ( ) Não Qual? 5. Já realizou um check up, eletrocardiograma, exame de sangue? ( ) Sim ( ) Não Quando? 6. Tem algum plano de saúde que possibilite o acompanhamento de profissionais na área médica (cardiologista, nutricionista, etc.)? ( ) Sim ( ) Não 7. Tem ou teve alguma doença, fratura ou lesão? ( ) Sim ( ) Não Qual?

20. Quantos quilômetros diários? 21. Quantos quilômetros semanais? 22. Fazia ou faz alongamentos, exercícios de reforço, natação ou musculação? 23. Qual é o seu objetivo agora em relação a corrida? 24. Em qual data? Qual prova? 25. Quantos dias dispõe para treinar? Quais? 26. Quais horários?

8. Ingere alguma vitamina ou suplemento alimentar? ( ) Sim ( ) Não Qual?

27. Onde costuma treinar?

9. Você fumava?

28. Já treinou alguma vez em pista? ( ) Sim ( ) Não

10. O que o (a) levou a começar a correr?

29. Qual local julga ser mais apropriado para treinar?

11. Há quanto tempo pratica a corrida?

30. Qual pista de preferência?

12. Tem orientação de um profissional da área (treinador, professor de Ed. Física) nos treinamentos? ( ) Sim ( ) Não Qual?

31. Dispõe de material esportivo adequado com a prática da corrida (tênis flexível, relógio c/ cronômetro, marcador de frequência cardíaca, etc.)?

13. Como é o seu treino, descanso e alimentação?

32. O que você espera do trabalho orientado por um profissional de Educação Física?

14. Já participou de alguma corrida? Qual? 15. Qual foi o tempo que fez? Em qual prova?

33. Qual é o seu principal objetivo ao contratar um Personal Trainer?

17

superação


performance

TREINAMENTO EM FASES

Tabela baseada no livro Treinamento Ideal, J端rgen Weineck, E. Manole, 1999.

18 16


“Com base nas respostas do questionário, começo a traçar o perfil e a forma com que vou trabalhar a periodização do treinamento para que meu atleta consiga atingir seu objetivo. Esta meta também passa a ser minha e só sossego no momento em que, juntos, conseguimos atingi-la. É nessa hora que minha função de treinadora se realiza, quando o objetivo é atingido. Após traçarmos outros desafios, montamos outro macrociclo de treinamento e trabalhamos para conseguir realizá-lo. Motivados por essas metas é que prosseguimos o treinamento, ampliando os limites”, defende Miriam. Neto ressalta que, no caso de pessoas que já praticam ou praticaram a corrida – ou outra atividade esportiva –, o conhecimento dessa ‘bagagem’ se torna fundamental para a realização de um novo trabalho. O objetivo também deve ser definido no início do trabalho, pois ele deve permear boa parte da preparação. “Analisar a prova-alvo que o corredor pretende disputar está entre as primeiras providências que tomamos ao elaborar a divisão do treinamento. Questões como altimetria, temperatura, tipo de piso, horário e região (se é na própria cidade, estado, País ou mesmo no Exterior), tudo isto é de extrema importância para se iniciar o planejamento ideal.”

A divisão

Os treinamentos são divididos em macrociclos, compostos por mesociclos (meses) e microciclos

(semanas). A periodização é elaborada conforme a especificidade da prova e distância de que o corredor vai participar. “O método que utilizo é aquele em que o atleta atinge um pico máximo num período de apronte a cada seis meses. Portanto, para passar por todas as etapas, o macrociclo é semestral, quer seja para as provas de 10 quilômetros, meia maratona ou maratona. Dessa forma, a competição alvo será sempre no último mês do semestre”, explica Miriam. É importante frisar que quanto mais específico for executado o treinamento, melhor será o resultado. “O que muda muito entre as diferentes distâncias das provas-alvo são com relação ao volume de treino. Ou seja, para os 21km e 42km, o corredor deverá ter mais tempo para treinar, pois as distâncias serão maiores. Enquanto que, para provas de 10km, um corredor necessariamente não precisa realizar longões acima de 12km, se for um amador que corre por prazer. Nos demais casos, um atleta que pretende correr a meia precisa fazer longões de 18 a 19km, enquanto que para um maratonista é fundamental realizar um trabalho com treinos de até 34km. E o volume aumenta nos diferentes métodos de treinamento, como treinos de rodagem, tempo run, intervalado ou fartlek”, aponta Neto. Na proposta da treinadora Miriam Caldasso, o macrociclo se inicia com o período de base, em que se procura trabalhar o volume de treinamento, técni-

DICAS * Um dos pré-requisitos para o corredor participar de uma meia maratona é já ter competido em provas de 10 quilômetros. Essa meta deve ser adicionada na periodização do treinamento. O corredor de 10 quilômetros deve ter um cuidado em especial na hora de administrar os 21,097km. Ele deve largar mais leve, em média 20 segundos acima do seu ritmo por quilômetro da prova de 10km. Ex: Se o seu ritmo nos 10km é de 4 minutos por quilômetro, largue para a meia maratona correndo a 4min20 por quilômetro. Assim terá menos risco de quebrar no meio da prova. * Para participar de uma maratona, o corredor já deve ter competido em meias maratonas, no mínimo uma vez, no mesmo macrociclo de treinamento.

19

superação


performance

cas de corrida, exercícios que desenvolvam a resistência muscular localizada (musculação), potência, força (treinos em percursos variados com subidas), flexibilidade por meio de alongamentos, exercícios posturais, etc. “Esse tipo de trabalho serviria para adaptar o corpo do corredor para uma segunda fase, a de treinamento específico, que poderá ser de 12 semanas antes da prova-alvo. Nesse período teremos de unir quantidade + qualidade, ou seja, haverá um maior número de repetições de tiros (intervalados) em dias alternados na pista, buscando adquirir resistência de velocidade e ritmo de competição, dentre rodagens mais ritmadas e fundões. Nesta fase, o atleta deve entrar em provas para pegar ritmo, experiência, resistência psicológica, dentre outros fatores que vão ajudá-lo a ter maior domínio quando for correr para valer”, orienta a técnica. Na maioria das vezes, o corredor pode ficar chateado pelo tempo obtido em uma prova feita como teste, que, geralmente, não é o que considera ideal. É importante frisar que isso ocorre pela carga elevada de treinamento a que ele é submetido. No momento certo, antes da prova-alvo, o volume diminuirá e o resultado aparecerá. “No mês que antecede a prova, no período de competição, será feito o apronte e a lapidação do corredor, visando treinos de qualidade e pouco volume. Nesse momento, o atleta, mais descansado, vai render muito mais na prova”, garante Miriam. Após competir, o corredor deverá ter um período de descanso ativo ou treino regenerativo de, no mínimo, uma semana, podendo estender-se até

15 dias. “Essa fase é fundamental para que o atleta descanse antes de reiniciar mais um macrociclo e passe para outro nível de condicionamento físico”, completa a treinadora.

Os treinamentos

Como abordamos no início, a corrida e a divisão dos treinos podem sem comparadas ao xadrez. Para ter sucesso na empreitada, é preciso conhecer o movimento de cada peça e como utilizá-la. Na planilha, cada atividade tem o seu objetivo específico. Para que o corredor obtenha maior qualidade no ritmo de corridas longas e melhore a resistência de velocidade, o treinador usa o intervalado, no qual o atleta tem de fazer repetições de velocidade, ritmo ou de distâncias variadas. “Entre cada tiro, ou repetição, é feito um intervalo, que pode ser com o atleta trotando, parado ou determinado pela frequência cardíaca”, explica Miriam Caldasso. Conhecido como longão, o treino de rodagem de longa duração é essencial para dar ao corredor resistência muscular localizada, para que não falte ‘perna’ na hora da competição. “É importante que esse tipo de trabalho ocorra no mínimo uma vez a cada 10 dias e o atleta tem de percorrer uma distância bem maior do que está acostumado durante a semana”, orienta Miriam. Treinos de coordenação, educativos e de percepção, chamados também de treinos de qualidade, são usualmente utilizados no início da programação. “Gosto de trabalhá-los duas vezes por semana para melhorar a qualidade motora e a economia de

Tempo mínimo entre treinos duros e competições preparatórias

20 16


Fique atento: * Nos dias de rodagem, faça alongamentos básicos antes e depois da corrida. Os alongamentos básicos são aqueles exercícios que visam alongar os grupos musculares que são mais exigidos na corrida, como posterior da coxa (bíceps coxofemural), anterior da coxa (quadríceps), panturrilha (gastrocnêmio, sóleo e tendão-de-aquiles), braços (bíceps e tríceps), dentre outros. * Nos dias de pista, com treinamentos intervalados, aqueça entre 2.000m até 3.000m. Após isso, realize alongamentos básicos na duração de 20 segundos, aproximadamente. Depois execute de 4 a 6 repetições de progressões (tiros progressivos) de 50 metros, como complemento do aquecimento, adaptando o músculo cardíaco para o esforço maior, que são os intervalados no treino principal. * Terminado o treinamento, o corredor deve desaquecer a mesma distância no final do treino. Em ritmo bem leve. Após isso, repita os alongamentos básicos. Não é aconselhável fazer alongamentos muito forçados após a sessão de corrida de intervalados. Após o treino de intensidade, a musculatura está bastante cansada.

energia do corredor”, explica o técnico João Vicente de Moraes Neto. Os treinos regenerativos, de intensidade leve e/ou moderada e com pouco volume são utilizados após o longão, série de intervalados ou prova. Já a fase regenerativa, de maior duração e que visa a recuperação do atleta, é incluída sempre no final do planejamento, após a conclusão da meta do início do macrociclo.

O descanso

Falando em fase regenerativa, é importante frisar que o descanso descrito nas planilhas de treinamento são tão importantes quanto os trabalhos de qualidade ou volume. “Não descansar corretamente

* Para melhorar a flexibilidade, é recomendável que o corredor faça, de uma a três vezes na semana, aulas de alongamentos e exercícios posturais. Mas atenção: essas aulas devem ocorrer nos dias de trabalho leve, em um outro turno do treinamento.

é um dos principais erros que acometem os mais experientes e afobados corredores. Eles sempre querem correr mais, não gostam de ficar parados um só dia. O descanso é planejado para haver a recuperação ideal e para conseguirmos progredir na melhora do condicionamento físico geral do atleta. Caso não ocorra o descanso previsto, o corredor começa a entrar em declínio de condicionamento e

21

superação


performance Planilha de Treinamento para 10km

22 16 *i=intervalo #percepção = treino com maior atenção para técnica de corrida, ênfase na qualidade motora


23

superação


performance Planilha de Treinamento para Meia Maratona

24 16

estresse físico. Aumenta também a predisposição para lesões. O corredor deve sempre ser informado por seu treinador que o descanso é programado dentro do planejamento semanal, sendo muito importante para a evolução dos treinos”, observa Neto. “O tripé treino, alimentação e descanso tem igual proporção de importância e todos os itens são fundamentais para o atleta obter um bom desempenho”, ressalta Miriam Caldasso. “De-

pendendo da fase do treinamento e do atleta, o descanso pode ser total, no qual o corredor não realiza nenhuma atividade física no dia determinado, ou ativo e/ou regenerativo, no qual faz um trote ou uma corrida leve de pouca duração. Já o descanso entre as corridas/treinos pode e deve ser realizado por meio de uma boa qualidade de sono, com duração média de 8 horas diárias. Em dias de muito cansaço, é recomendado dormir de 20 a 40 minutos após o almoço.”


Aquecimento

Apesar de aparecer também na planilha de treinamento, aquecimento e alongamento, às vezes, são deixados de lado pelo corredor. Assim como o descanso, eles têm o motivo de estar ali. A realização de um bom aquecimento/alongamento é fundamental para que o corredor desempenhe com qualidade o restante do treinamento. “O ideal é re-

alizar um trote leve entre 15 e 20 minutos, depois fazer séries leves de alongamento, repetindo duas vezes com sustentação por 20 a 40 segundos em cada posição. Lembre-se, os exercícios de alongamento nunca devem ser fortes, nem antes e muito menos depois da prova, podendo haver o risco de lesionar o atleta ou até diminuir a sua performance”, orienta Neto.

25

superação


performance

Planilha de Treinamento para Maratona

26 16


* Planilhas elaboradas por João Vicente de Moraes Neto, diretor-técnico da EcoGym Clube de Corrida, pós-graduado em Fisiologia do Exercício pela Faculdade de Medicina da USP e treinador de corrida da ATC São Paulo.

27

superação


linha de chegada XXVI MARATONA INTERNACIONAL DE PORTO ALEGRE 24 DE MAIO – PORTO ALEGRE (RS) – 42KM Masculino SA Elite 1º Adriano Bastos

28 16

PãodeAçúcar/NewBalance/Powerbar 2:19:20

SA Nível Ouro 2º José Pereira da Silva Cruzeiro Esporte Clube 3º Giliard Altair Pinheiro Aba Bombinhas 4º Laírton da Silva Eq. de Atletismo de Sapiranga 5º Gustavo Caurio 6º Vilmar G. de Camargos Marinha do Brasil/Cdm 7º Francisco D. Oliveira Vo2/Gatorade/Adidas 8º Jorgivaldo Oliveira Santos Pé de Vento 9º André Aparecido Ferreira Cruzeiro Esporte Clube 10º Fernando Péricles S. Santos Equipe Hercules 11º Edesio de Oliveira Santos Equipe Hercules/Delta 12º Ismael Pereira da Silva 13º Kleber Anderson V. da Silva Aalceat 14º Claudinei Ribeiro Prorunner/Fatima 15º Marcelo Cosmo Dias Vo2/Gatorade/Adidas

2:21:25 2:22:17 2:22:48 2:22:55 2:24:16 2:25:18 2:25:25 2:25:43 2:26:04 2:26:24 2:26:39 2:27:03 2:28:44 2:28:59

SA Nível Prata 16º Naval Freitas M.Calcados/Harald/Unip 17º Vinicius B. da Silva Florenal/Penpagono Seguros 18º Leandro Pinto Vieira Gboex Confiança 19º Silvano Lima Pinto Cuca/Fortitech/Elias Fausto 20º Carlos Alberto Soares Hidravidativa/Círculo Militar-PR 21º Luis Fernando Luz dos Santos Percorrer 22º Marcio dos Santos Matos Cfc Missões/Lima Refrigeração 23º Marcos Antonio F. Lopes Obcursos 24º Sidini de Oliveira Rocha Maratona Clube Santa Rosa 25º Gilberto da Silva Guarda Municipal de Curitiba 26º Daniel da Silva Unisc 27º Sebastião Rodrigues Viana Adc Carbocloro 28º José Vianei Pazzato Sub-4 29º Cleverson de Paula 30º Cleiser Alves dos Santos Andre Villarinho 31º Paulo Cesar da Silva Cruz Obcursos 32º Marcos Félix Correios e Telégrafos 33º Ivo Adonati de Souza 34º Odiles Marçal Rodrigues 35º Djairson de Lara Correios e Telégrafos 36º Lindenbergue Gomes Nunes Supercei 37º Antonio Carlos P.Gomes Sub-4M 38º Dione da Silva Ramos Correios e Telégrafos 39º Alexsandro M de Oliveira Mpr/Scaff/Teleatlantic 40º Adriano Oliveira da Silva Gboex Confiança 41º Ademir Pedro Equipe Advaldo 42º João Pires Lins Sec. de Esp. Ribeirao Pires

2:30:09 2:30:43 2:31:18 2:31:36 2:31:42 2:31:50 2:31:54 2:31:54 2:32:24 2:33:10 2:33:16 2:33:39 2:34:20 2:34:22 2:34:26 2:34:52 2:36:45 2:36:46 2:37:28 2:37:43 2:37:51 2:38:28 2:38:41 2:38:43 2:38:47 2:38:55 2:39:59

SA Nível Bronze 43º Adelmo Emidio da Silva Correios eTelégrafos 44º Jorge Antônio de Avila Campos Running 45º Ivonir dos Santos 46º Roque Rode Ouro Fértil

2:40:04 2:40:41 2:41:04 2:41:09

47º Gilmar Pazelloq Pref.deCuritiba/Soares&Guerios 2:41:53 48º Daniel Cristino da Silva Acorremar 2:42:00 49º Nelson Marino Rodrigues Correios e Telégrafos 2:42:13 50º Guilherme Hummel Junior Petiskeira Fun Runners 2:42:28 51º Netiele Peterson da Silva Unisc 2:42:41 52º Alexandre Goularte Andreleite/Pad.Marety/SãoJorgeTran 2:42:59 53º João Carlos Teodoro Gabassi Ferramentas 2:43:47 54º Claudio Pessoa de Lira Correios e Telégrafos 2:44:08 55º Nilton Kohn Corre Bloc 2:44:40 56º Eloi Francisco de Souza 2:44:54 57º Claudio Jesus Vieira Vieira Juquitiba 2:45:09 58º Fabio de Medeiros Dutra 2:45:18 59º Ornaldo Fernandes Lima Cordf 2:45:53 60º Antonio Paixão Guedes 2:45:54 61º Moacir Moreira da Silva Parque Bacacheri 2:45:58 62º Gesifran Martins Messias Correios e Telégrafos 2:46:22 63º Oswaldo Moreira da Silva Correios e Telégrafos 2:46:36 64º Jose dos Santos Transportadora Trevo 2:47:17 65º Cleiton Vargas de Melo União dos Corredores de Santiago 2:47:59 66º José Carlos Cordeiro Acad. Esp. do Corpo/Merc. Tropical 2:48:28 67º Joceli Fantin Grafantin 2:48:49 68º José Carlos Pereira Sério Um Só Coração 2:48:57 69º Luiz Antonio de Lima Ala-Limeira 2:49:37 70º José Roberto Matos 2:49:45 71º Evânder Franco Marcelo Diniz 2:49:47 72º Yuri Aguiar Rodrigues Mergulhões da Fronteira/Unimed 2:50:47 73º Cercio Cardoso Carvalho Perfipar 2:50:55 74º João Alves Simões Filho 2:51:07 75º Ramiro Sebastián Sáenz 2:52:11 76º Jose Ivaldo Pereira Silva Ida 2:52:11 77º Reginaldo Alves de Souza Trabuco/Acorremar 2:52:13 78º Carlos Jose de O. da Silva Pref. Florai 2:52:16 79º Jose Evangelista Ribeiro Jr 2:52:44 80º Marcos Pereira Medeiros Regatas 2:52:52 81º Antonio dos Santos Lima Maxipas/Dsr Vlox/Contax 2:53:38 82º Luciano Bittencourt Marcos Corredores Pirelli 2:53:48 83º Pedro Marcomini Filhos de Maria 2:53:56 84º Franco Javier Gerosa Oxigênio Sports/Ac. Plena Forma 2:54:00 85º Antenor Lacerda dos Santos Pref. Municipal Curitiba 2:54:15 86º Jose de Medeiros Batista Equipe de Atletismo Desafio 2:54:25 87º Marcelo Yukio Adaniya Acorremar Maringá 2:54:31 88º Rodrigo dos Santos Fac. Guairacá/Pref. Guarapuava 2:54:37 89º Anailton Alves Viana Odontoclin 2:54:37 90º Itacir Mochnacz Prefeitura de Bituruna 2:54:54 91º Raul Motta Fioravanti Stillo O2/ Plus Point Ac. 2:55:06 92º Marcos Antonio Pavan Ala-Limeira 2:55:17 93º Carlos Beniz do Couto Acorja/Correbroc 2:55:37 94º Ari Sganzerla Aba 2:55:46 95º Vanderlei Ferreira Pé de Vento 2:55:51 96º Gilberto Souza Miriam Caldasso 2:57:24 97º Gabriel Garcia Imbituba 2:57:38 98º João F. Freitas Filho Familia Freitas 2:58:17 99º Giovani José Duarte Correios e Telégrafos 2:58:28 100º Elisandro Nunes Cortes União dos Corredores de Santiago 2:58:33 101º Rui Marcelo de Oliveira Clube Mesc Sbc 2:58:46 102º Leonardo Campos Andre Villarinho 2:58:52 103º Cesar Amaral Silveira Lapidus Pilates 2:59:18

10K Masculino *Recorde (27min48) a 31’59” - SA Elite 32min a 33’59” - SA Nível Ouro 34min a 36’59” - SA Nível Prata 37min a 39’59” - SA Nível Bronze

15K Masculino Recorde (42min15) a 49’59 – SA Elite 50min a 54’59 – SA Nível Ouro 55min a 59’59 – SA Nível Prata 1h a 1h04’59” – SA Nível Bronze

MEIA MARATONA Masculino *Recorde (59min33) a 1h09’59” - SA Elite 1h10 a 1h13’59” - SA Nível Ouro 1h14 a 1h21’59” - SA Nível Prata 1h22 a 1h27’59” - SA Nível Bronze

MARATONA Masculino *Recorde (2h06min05) a 2h19’59”SA Elite 2h20 a 2h29’59” - SA Nível Ouro 2h30 a 2h39’59” - SA Nível Prata 2h40 a 3h19’59” - SA Nível Bronze

Feminino *Recorde (32min06) a 37’59” - SA Elite 38min a 39’59” - SA Nível Ouro 40min a 43’59” - SA Nível Prata 44min a 47’59” - SA Nível Bronze

Feminino Recorde (48min38) a 59’59 – SA Elite 1h a 1h09’59” – SA Nível Ouro 1h10 a 1h19’59” – SA Nível Prata 1h20 a 1h29’59” – SA Nível Bronze

Feminino *Recorde (1h04min50) a 1h21’59” - SA Elite 1h22 a 1h27’59” - SA Nível Ouro 1h28 a 1h34’59” - SA Nível Prata 1h35 a 1h43’59” - SA Nível Bronze

Feminino *Recorde (2h27min41) a 2h44’59’’ - SA Elite 2h45 a 2h59 - SA Nível Ouro 3h00 a 3h20 - SA Nível Prata 3h20 a 3h40 - SA Nível Bronze


104º Matthew Nistor 2:59:42 105º Jorge de Souza Caetano Clube dos Corredores de Ijuí 2:59:47 106º Adriano Carvalho da Silva Gold Gol/Athlética Pulsar 2:59:50 107º Eduardo de Oliveira Gomes Callmed 2:59:58 108º Ivanildo Alves de Oliveira Corlages 3:00:02 109º Manoel Soares de Lima 3:00:09 110º Gustavo Dias Race/Ápice 3:00:23 111º Bernardo Faccin de Almeida Parentex/UniãoF.C./FmeTijucas 3:00:41 112º José Alves Moreira Filho Acorremar 3:01:02 113º Leonildo Guilhermino Silva 3:01:07 114º Paulo Sérgio de Souza Even Faster 3:01:11 115º Anselmo Perez 3:01:19 116º Clovis Gantes Rodrigues 3:01:30 117º Antonio Carlos Castro Odontoclin 3:02:00 118º Aluisio Alves Bento UFCG 3:02:03 119º Benedito Rubens Porto Gonzafer 3:02:21 120º Eurico Chaves S Filho Correios e Telégrafos 3:03:25 121º José Carlos Camargo 3:03:32 122º Gerson Klippel Gnoatto Sogipa 3:03:48 123º Claudio Faisca Plm 3:04:05 124º Aires Jose Duarte Equipe Papa Km 3:04:16 125º Roosvelt Almeida Petiskeira/Vida Natural 3:04:23 126º José Adão Castro Soares Petiskeira 3:04:37 127º Jose Carlos Sousa Cordf 3:04:42 128º Horácio Pereira de Sena Clube de Corredores de Ijuí 3:05:07 129º Almir Dias de Morais 3:05:14 130º Tárcisio Pereira da Silva Correios e Telégrafos 3:06:23 131º Paulo Cesar Fonseca Corredores do Reino 3:06:50 132º Elcio de Oliveira Tnf Transporte 3:07:15 133º Rogério Del Nero Basica 3:07:20 134º Ivaltemir Tinil Carrijo Ac.CorpoeFormaGoiania/Saneago 3:07:23 135º Sergio Alves de Sousa Acorremar 3:07:27 136º Pedro Teixeira da Silva C.C.P M 3:07:30 137º Gerri Ori Vieira UniãodosCorredoresdeSantiago 3:07:53 138º Fernando T C de Araujo Jr Cde 3:08:03 139º Alberto Sette Neto 3:08:36 140º Wagner Carlos Martins Adriano Bastos/Capal 3:08:38 141º Aleardo Manacero Jr. Unesp/Rio Preto 3:09:04 142º Alex Goulart Guarienti 3:09:08 143º Eduardo Barrille O Próprio 3:09:09 144º Leandro Pinheiro da Silva 3:09:11 145º Romildo Moreira dos Sants Correios e Telégrafos 3:09:23 146º Robson Francisco Haag 19 bimtz 3:09:34 147º Cleocir José Ayres Equipe Papa Km 3:09:47 148º Edson Joel Cunha da Silveira Petiskeira Fun Runners 3:09:51 149º Geraldo Magela Nascimento Top Sports 3:09:56 150º Milton Ferreira Rocha The One 3:10:00 151º Bernardo Andrés Sànchez Tigre Asiático Rest. 3:10:03 152º Edson da Silva Silva Antilope/Remat 3:10:15 153º Jean Carlo Herbstrith Sportcenter 3:10:34 154º Marcos Guilherme Cruvinel Hf Treinamento Esp. 3:10:34 155º Paulo Zenildo Verli Megafarma Central 3:10:45 156º Julio Cesar Almeida Adreleite/Nelson Wendt 3:10:45 157º Nelson Fagundes Athlética/Pulsar 3:10:50 158º Marcelo Alberto Tombi Marcorrer 3:10:53 159º Jocelito Quevedo Ferreira Tammis 3:11:17 160º Roberto Ribeiro da Encarnação 3:11:21 161º Renato Ribeiro de Godoi 3:11:25 162º Luiz Antonio Cardoso Clucorg 3:11:38

163º Miguel Andrade Pimentel Equipe Não Pare 164º Adao Carlos Peres Maratona Club 165º Elton Reinoldo Drech Pegasus - Farroupilha/RS 166º Valdevino Zaccariotto Acol de Leme 167º Airton Akio Kobayase Aerp 168º Francisco Silva Leite Abc/Salute Nutrição Esp. 169º Valdir da Cruz Silva 170º Paulo Henrique da Silva Acorsj-SC 171º Giovane Baptistone 1º Registro de Imóveis/Cvc 172º Guilherme da Silva Grosso 173º Humberto Moreira Barreto 174º Gustavo Aquiles Facco Ucrsm 175º José Barros de Bastos Ace Jandira 176º Ricardo Gomes Rosa Academia Pucrs- Rg Express 177º Stephen Abou Mourad Acores 178º Joao Ricardo de Oliveira Run&Fun 179º Pedro Ivo de S e S Sobrinho 180º Adair José de Lima Mizuno/Veranópolis 181º Diego Sheuca Alves Atp Grupo de Corrida 182º Carlos Augusto Leite Odontoclin 183º Ricardo C. Gomyde 184º Vitor Hugo Rosa Filho Sogipa/ Percorrer/ Widex 185º Antonio José Ferreira 186º Aderaldo R do Nascimento Correbloc 187º João Batista de Matos Danda Miriam Caldasso 188º Wilson Roberto da Rocha Acorremar Herbalife 189º Carlos Alberto R Veloso Petiskeira Fun Runners 190º Almir Mendes de Oliveira Acp-Piracicaba 191º Vicent Luc Raimbault Percorrer 192º Leonardo Sosinski 4° Elemento/Ironmind 193º Pedro Silva Andarines Maldonado Uruguay 194º Carlos Alberto Nascimento 195º Felipe Saraiva Body Tech 196º Fernando Nicolau Camargo 197º Neuri Bonfim Dantas Atletas do Bem 198º Eduardo Umpierrez Acm Uruguai 199º Amado dos Santos 200º Jorge Orlando Tello Corre-Bloc 201º Neriovaldo Rodrigues Borges Rota da Geografia 202º Egidio Ap do Nascimento Acorp/Cg/MS 203º Mario Roberto Correa Du Bira 204º Jair Evangelista Capis Sports 205º Kohei Senoguchi Ec Tavares 206º Marcos Sakaki Flavio Freire 207º Fernando Rodrigues Remião Treinamentos Físicos 208º Robert Ferreira da Rocha Poupex/Cordf 209º Luiz Paulo da Silva Acorrg 210º João Brum Gonçalves UniãodosCorredoresdeSantiago 211º Paulo Ricardo Leite 4° Elemento/Ironmind 212º Carlos Alberto Teixeira DuarteTriatloTeam/Teix.Marques 213º Etelvino Lins Machado Quero-Quero Brasilia 214º Gilberto Bonfim da Silva 215º Claudio Roberto dos Santos 216º Vicente Puhl Unisc 217º Francisco Cândido Ferreira Cfc Atlântica 218º Sergei Nitzke da Silva Marcelo Diniz 219º Vilson Orlando da Silva Sub 4 /Aur 220º Arlindo Silva 221º André Luis Gomes de Souza 19° Bimtz

3:11:51 3:12:01 3:12:12 3:12:27 3:12:28 3:12:49 3:12:53 3:12:56 3:13:04 3:13:29 3:13:35 3:13:44 3:13:51 3:13:52 3:13:55 3:13:59 3:14:02 3:14:08 3:14:14 3:14:48 3:14:52 3:14:56 3:14:57 3:15:11 3:15:31 3:15:59 3:16:14 3:16:17 3:16:19 3:16:21 3:16:33 3:16:38 3:16:45 3:16:46 3:16:47 3:16:48 3:16:50 3:16:54 3:16:57 3:16:59 3:17:03 3:17:16 3:17:40 3:18:24 3:18:38 3:18:41 3:18:42 3:18:51 3:18:57 3:18:59 3:19:04 3:19:09 3:19:09 3:19:12 3:19:27 3:19:37 3:19:48 3:19:48 3:19:50


linha de chegada Feminino SA Elite 1º Conceição Maria Oliveira

Find Yourself/Caixa

2:43:25

SA Nível Ouro 2º Rosa Jussara Barbosa Barbosa 3º Luciana Beatriz da Luz Clube da Endorfina/Reebok 4º Rosangela Gavinski Pref de Curitiba 5º Maria dos Remédios Castro Pref de Guarujá/C Ela 6º Ilaine Wandscheer Atlética Olímpica/ Itaqui 7º Maria Gabriela Almada 8º Maria Rosana Nunes Ferreira Clube da Endorfina/Reebok 9º Adriana Sutil da Costa 10º Elenir Stropper da Silva Pan Fácil/Petiskeira/Endorfina 11º Rosineide Flor da Silva 12º Dione Dagostini Chillemi R2/Prefeitura de Curitiba

2:48:38 2:49:06 2:52:12 2:53:04 2:53:48 2:54:22 2:55:18 2:55:50 2:57:03 2:58:28 2:59:09

SA Nível Prata 13º Neli Rosa de Oliveira Petiskeira Fun Runners/Polimaq 14º Suzana Maria Sabino Pref. de Curitiba 15º Ana Beatriz Gorini da Veiga Petiskeira 16º Claudia Helena Dumont Teo Sport Team 17º Edna Lucia Martins Acorremar 18º Janice Kunz Schmitz Cotrijal 19º Débora Aparecida de Simas Mega

3:00:45 3:04:39 3:09:53 3:11:44 3:15:40 3:16:36 3:16:51

SA Nível Bronze 20º Liliane Pereira D´Elia Petiskeira 21º Rosangela Andrade Silva Equipe Papa Km 22º Ivani Gomes dos Santos Guaramil Bramil 23º Rosemeire Silva Tavares 24º Etna Pereira Castelo Branco Unifin 25º Monica Moncada Runners Club 26º Elisabete Oliveira Pascoal Grêmio/Aletreinez 27º Pamela Moura Cavalcanti Acorja 28º Maria José Dias Pereira 29º Ana Berenice Acauan Luis Fajardo 30º Daniela Sturzenegger Race/Ápice 31º Lucia Brito Perfect Run 32º Danuse Fighera Daniel Rech/Unimed 33º Caroline Martins Alcamim Acorremar 34º Lisiane de O Brustoloni Perfect Run

3:21:30 3:22:13 3:23:44 3:24:34 3:24:36 3:24:48 3:25:22 3:27:13 3:29:43 3:32:33 3:33:34 3:34:01 3:37:57 3:39:02 3:39:47

MARATONA CAIXA DO RIO 2009 28 DE JUNHO – RIO DE JANEIRO (RJ) – 42KM

30 16

Classificação Geral 1º Marcos Antono Pereira Pé de Vento 2º Willy Kongogo Kimutai Kenia Luasa 3º Marcos Alexandre Elias Cruzeiro Esporte Clube 4º Cheruiyot Robert Kiprotich Kenia Luasa 5º Adriano Bastos Pão de Açúcar 6º Elias Bastos Spa Sorocaba Fupe 7º Glenio Caitano Rodrigues 8º Giliard Pinheiro Aba Bombinhas 9º Eliesio Miranda da Silva Pé de Vento 10º Clodoaldo Azevedo da Silva Pé de Vento 11º Alex Januario de Mendonça Kenia Luasa 12º Ricardo Gomes de Oliveira Fluminense F.C. 13º Jailson Araujo dos Anjos 14º Gilvado dos Santos Cerqueira Sport Society 15º Weber Dias Ferreira Cml Exército 16º Fernando Péricles da S Santos Hércules 17º Hudson Charles do Nascimento Prefeitura de Itabira 18º Jota Junior Pereira Pão de Açúcar Clube 19º Juscelino Farias Poupex 20º Adair José Henrique dos Santos Filhos do Vento 21º Geraldo Antonio da Silva Sul Carioca 22º Uriwagner Fonesi de Oliveira Epj 23º Nilton Santos Fernandes Itabuna Pmi Aia 24º Manoel Gonçalves de Oliveira 25º Alex Passos Barbosa Cefan 26º Dione da Silva Ramos Correios

2:17:11 2:17:24 2:18:26 2:19:11 2:20:15 2:25:22 2:26:13 2:26:20 2:27:07 2:27:13 2:28:44 2:30:30 2:31:01 2:31:12 2:31:43 2:31:52 2:32:54 2:33:28 2:33:31 2:35:20 2:36:29 2:37:40 2:37:34 2:37:36 2:38:00 2:38:39

27º Paulo Roberto dos Reis Rm-7 Varejão 28º Albertino Silva da Luz Hf Treinamento/Go 29º Péricles Pinto Coelho Vilaça Hf Treinamento 30º Dejairson de Lara Correios 31º Ricardo Santos 32º Marizete de Paula Rezende Mizuno 33º Francismar de Barros Dias Acro Gmro 34º Amauri Rodrigues Oliveira Jrpneus Rio Doce 35º Hefer Cardoso de Freitas Garças 36º Adelmo Emidio da Silva Correios 37º Milton Salvador Marinho Pbh/Slu 38º Flavio Roberto C. dos Santos Comlurb 39º Ildailda Alves dos Santos Astorga 40º Bartolomeu Romualdo da Silva Pq. do Carmo 41º Conceição de Maria Oliveira 42º Sebastião Torres de Oliveira E. C. Tavares 43º Claudio Pessoa de Lira Correios 44º Walter Grimouth Golden Cross 45º Gustavo Salgado Vilardo Chaibs Group 46º Marluce Queiroz Borges Phyto Exencias Adidas 47º Osvaldo Moreira da Silva Correios 48º Carlos Alberto de Souza Mercado Ouro Market 49º Gildasio Pereira Barbosa Associação Amigos 50º Ricardo Hideaki Tominaga Caixa 51º Dari Arcanjo dos Santos Casa do Corredor 52º Gabriel Andrade Pagani Academia Velox Fitness 53º Gilberto Pereira de Souza Telhas Camará 54º José Carlos Santos Cordeiro Arcolagos/Studio Zen 55º Roberto Marcio Vieira Rm7 56º Goncalo Jose de Macedo Ec.Tavares/Colegio 57º José Hilton Cav. dos Santos Gpa Esporte Clube 58º Elizabeth Esteves de Souza 59º José Cosme Damião Corvaço 60º Ornaldo Fernandes Lima Palmier – Brasilia 61º Kenny de Sousa Alves Pedacinho, Oskalunga 62º Edson Pinheiro dos Santos Hercules 63º Jose Miranda Silva Bombeiro Div Publica 64º José Carlos Barreto da Silva Golden Cross 65º Paulo Sergio Pereira Comlurb 66º Jose Humberto de Souza Palmier – Brasilia 67º Oscar Luis Giroto 68º João Alves Simoes Filho Jepom 69º João Bosco Pinto Vilaca Corpam 70º Paulo Roberto Meira Casa do Corredor 71º Maria do Carmo Guimarães 72º Manoel Mecias de Oliveira 73º José Luis Bruno Gm Rio 74º Frank Land Pereira Torres 75º Giovane José dos S. Duarte Correios 76º Janete Gomes Barbosa 77º Celso dos Santos Dias Casa do Corredor 78º Vicente Nazareno da Silva Bh Race 79º José Lima Siqueira Casa Corredor 80º Pollet Stephane 81º Ciro Di Palma 82º Claudio da Silva Moura Telhas Camará 83º Sebastião Vilaboim Vargas Nf Saude 84º Jorge de Carvalho Gsf 85º Miguel González 86º Gilson da R Venancio Comlurb 87º Jose Nilton Soares Rota da Geografia 88º Rafael Chieza F Garcia 89º Jorge C Souza Filho Acoruja 90º Wanderley B Rodrigues 91º Carlos Roberto Pereira Acorlaf/Baratão 92º Paulo Fonseca Playteam/Advocacia 93º Leonardo Felippe Vieira Bombeiros Militar RJ 94º Luiz Carlos Rodrigues Rodoban 95º Nilson Nonato da Silva Prefeiturade Nilopolis 96º Marcos Antonio de Lima Sport Society 97º Expedito Ricardo A. Alves Correios 98º Erivelto Vilela Gomes João Corredor 99º Magidiel Trajano de Assis Divanf/Ffe

2:39:15 2:40:22 2:40:44 2:40:59 2:41:08 2:42:46 2:42:59 2:43:22 2:43:35 2:43:39 2:44:44 2:45:04 2:45:15 2:47:16 2:47:01 2:47:02 2:47:08 2:47:13 2:47:56 2:47:59 2:48:09 2:48:22 2:48:22 2:49:46 2:49:54 2:50:17 2:51:19 2:51:21 2:51:28 2:51:43 2:51:57 2:52:14 2:52:14 2:52:21 2:52:40 2:52:40 2:52:52 2:53:55 2:53:56 2:54:10 2:54:40 2:54:49 2:55:01 2:55:19 2:55:20 2:55:37 2:55:41 2:55:48 2:55:49 2:55:53 2:56:00 2:56:35 2:56:37 2:57:55 2:57:56 2:58:03 2:58:04 2:58:09 2:58:11 2:58:27 2:58:42 2:59:10 2:59:14 2:59:17 2:59:18 2:59:21 2:59:29 2:59:42 2:59:49 3:00:00 3:00:02 3:00:18 3:00:24


100º Bruno Goncalves Rangel Rf Sports 101º João Lino da Silva Filho Correios 102º Maria Sandra Paerira Silva 103º Marcelo Verderoce Vieira Bpm – Assessoria 104º João Carlos Lossano Santos Acoruja 105º Francisco R. Santos Tribus Adventure 106º Jose Carlos Barros da Silva Correios 107º Jair Martins da Silva Comlurb 108º Almir Dias de Morais Ricoxete Sport Team 109º Alexandre Moura Equipe Start 110º Leandro Lago Santos Top Sport 111º Celso dos S Nascimento Anpef 112º Odair Jose da Costa Assacabrasa 113º Ivaltemir Tinil Carrijo Acad. Corpo e Forma 114º Manuel Lago Run4fun Mizuno 115º Genivaldo Rosa 116º Robson de Paula Run4u 117º João F. Freitas Filho Familiafreitas 118º Aldo Carlos Alves Pimenta Bio Fit Academia 119º Gilberto A do Nascimento 120º Welliton Rodrigues 121º Rubens Kuffer de Alencar Start 122º Severino Marcelo de Lima Lauter Nogueira 123º Luiz Carlos Leal Junior Trilopez 124º Eurico Chave S. Filho Correios 125º Urbano Dario Cracco Junior Urbano Cracco 126º Michele Grasso 127º Thadeu Gonçalves da Costa Santa Cabrini 128º Gerson Savio Silveira Exército 129º Jaci de Oliveira Castro Casa do Corredor 130º Leonardo Cunha Pimentel 131º Rogério Freitas Cunha Cobra D`Agua 132º Waldir dos Reis

3:00:24 3:00:59 3:01:00 3:01:35 3:01:39 3:01:40 3:01:57 3:02:30 3:02:32 3:03:59 3:04:00 3:04:03 3:04:05 3:04:17 3:04:52 3:05:20 3:05:31 3:05:35 3:05:47 3:05:49 3:06:20 3:06:46 3:07:10 3:07:24 3:07:26 3:07:30 3:08:30 3:08:35 3:08:40 3:08:44 3:09:01 3:09:04 3:09:19

133º Pedro Hasselmann Novaes Joaquim Ferrari 134º Renato Ribeiro de Godoi 135º José Pinheiro Fernandes Sport Society 136º Leonardo Machado da Silva Ascom,Academia 137º Charles Eduardo Moura 138º Leone Justino da Silva 139º Alberto Bogliolo Sirihal Ammp 140º Eduardo Sousa Rodrigues 141º Getulio Luiz Vantine Funcef/Caixa 142º Raimundo Carlos Pereira Hf/Go Bananas 143º Valdemir Felx Acorgrande 144º Roseneide Flor da Silva Projeto Jepom 145º Rodolfo Niemeyer de Lavôr 146º Americo Gabriel Salles Playteam 147º Isaias Schuindt Estevo Banco do Brasil 148º Adalberto Pessoa de Araujo 149º Pedro A. Pereira E. C. Tavares 150º Neriovaldo Rs Borges Rota da Geografia 151º Claudio Antonio S. Alves Start 152º Mauro Rosa 153º Luís Kerbauy 154º Vinicius M Nunes Equipe Limiar 155º Joel Soares Vieira Associação Amigos 156º Bonson Philippe 157º Eduardo Ledesma 158º Antonio Jorge C Cardoso Acoruja 159º Jose Cavalcanti Bezerra Dark Carimbo 160º Robert Walch Dreamteam Oberpfalz 161º Wantuir Alves de Assis 162º Alvaro do N Medeiros 163º Usley Aurelio Pereira Renners Club 164º Fernando Brunialti Rm/Flexpower 165º Esnault Easqy

3:09:29 3:09:30 3:09:37 3:09:51 3:10:06 3:10:10 3:10:10 3:10:12 3:10:14 3:10:17 3:10:23 3:10:42 3:10:42 3:10:48 3:10:59 3:11:11 3:11:29 3:11:32 3:11:44 3:11:49 3:11:53 3:11:56 3:12:05 3:12:06 3:12:09 3:12:15 3:12:16 3:12:34 3:12:37 3:12:57 3:13:03 3:13:09 3:13:10


linha de chegada 166º Elcio de Oliveira Tnf Transportadora 167º Laurent Raphanel 168º Caio Rodrigues Fjg 169º Marco Orta Diaz 170º Alberto P Filho Povoas Uss 171º Paulo Sergio da Silva Sul Carioca 172º Ana Cristina da S. Pimenta Golden Cross 173º Jose Francisco C Loureiro 174º Decio Nora Ribeiro Junior Domiciana Gomes 175º Juan Jose Aguirre 176º Vanessa Siqueira Aecopasa/Rm7 177º Luiz Antonio Costa Ameplan-Ectavares 178º Renato Carvalho Santa Casa Saude 179º Adriano Gusmão Adriano Bastos 180º Geraldo José Ferreira Socicam 181º Cenira dos S Pereira Corra Para Esp. Hilza 182º Marcos A. R. Salles Acoruja 183º Hugo Rene Gonzalez Sfd Services 184º William Oliveira Fernandes Santander 185º Marcio Lassance Pe de Jegue 186º Erika Maria Jose Vieira Casa do Corredor 187º Alessandro Coelho 188º Gustavo Luz Tavora G-Luz Top Team 189º Severino Francisco da Silva 190º Valter Barros da Silva Elevadores Atlas 191º Paulo Cesar da Silva 192º Luiz Evando dos Santos Mr Runner Yam 193º Bernardo Tillmann Tribus Adventure 194º Ventura F Coelho Filho Caixa 195º Flávio Lago e Santos Hf 196º Anderson Azevedo Urbancg Caixa 197º Kubica Grazyna 198º Francisco José Monaco Tifariado 199º Ronaldo Luiz de Paula 200º Antonia Lemos de Sousa Mayal Athletics

3:13:11 3:13:31 3:13:59 3:14:02 3:14:22 3:14:23 3:14:26 3:14:26 3:14:28 3:14:33 3:14:46 3:14:46 3:14:49 3:14:49 3:14:57 3:15:05 3:15:15 3:15:34 3:15:40 3:15:42 3:16:03 3:16:09 3:16:11 3:16:16 3:16:16 3:16:20 3:16:29 3:16:31 3:16:32 3:16:37 3:16:49 3:16:59 3:17:09 3:17:15 3:17:17

CIRCUITO DE CORRIDAS DA CAIXA 2009 28 DE JUNHO – UBERLÂNDIA (MG) – 10KM

32 16

Masculino SA Elite 1º Joseph Kibiwott Ngetich Fila 2º Giomar Pereira da Silva Cruzeiro EC/Caixa 3º João Ferreira de Lima Cruzeiro EC 4º Mark Korir Fila 5º Daniel Lopes Ferreira 6º José do Nascimento Souza Facitec/Supercei/Reebook 7º Ivanildo Pereira dos Anjos CruzeiroEc/CafédoDoutor/Caixa 8º Clodoaldo Gomes da Silva Maranata/Asics 9º Sivaldo Santos Viana M. Calçados/Naval Freitas 10º Naval Figueiredo A de Freitas M. Calçados/Harald 11º Gladson Alberto S. Barbosa EC Pinheiros

29:31 29:39 29:49 30:16 30:22 30:46 31:06 31:22 31:25 31:28 31:50

SA Nível Ouro 12º Eduardo Nascimento 13º Anoé dos Santos Dias 14º Flavio de Oliveira Silva Soares 15º Ricardo de Melo Rodrigues 16º Benedito Donizetti Gomes 17º Divinomar Barbosa dos Santos

32:11 32:20 32:21 32:27 32:43 32:54

Bioleve/Runners Aratrop Indl/Caixa Accb Ass. Esp. Cult. Correr Limpebrás Eng. Amb. M. Calçados Avel - Morro Acima

SA Nível Prata 18º Edson Silva Santos Acrimet/Semes Cubatão 19º Waldir de Jesus Lopes Morro Acima 20º Irismar Bento de Castro Morro Acima 21º Adão Joviano T S Ascoruze/Caldema 22º Lindomar Alves de Almeida 23º Ricardo Cândido da Silva 24º Cleidson da Conceição Pereira Vazante 25º Marcelo Umberto Ribeiro Pmgo 26º Divino Rosa Pimenta Uberlândia Vida Ativa 27º Lucas Alves de Souza Vo3 Running 28º João Marcelino da Silva Algar Segurança 29º Antonio Filho de Oliveira Amac de Araguari

34:00 34:32 35:41 35:43 35:47 35:49 35:50 35:52 36:05 36:05 36:36 36:47

SA Nível Bronze 30º Adilson da Silva Fernandes 31º Joeilton Gonçalves Campos Sind dos Emp no Estab 32º Luiz Mario Beijamin Futel 33º Valter de F Carlos Júnior Bobydheck 34º Gilberto Alves de Oliveira Vazante 35º Donizete Batista Vargas Choc. Chic e Loja do Rosiq 36º Jorge Eduardo Costa Izidoro Amac 37º Rodrigo Lemes Pereira Transp. Emborcação 38º Jose Ednaldo Alves Algar Segurança 39º Ueliton Ribeiro de Araujo Morro Acima 40º Willians Faria Guimarães 41º Gilberto Pedro de Souza 42º Ivanor José da Silva Cia Cmdo Cmo 43º Sebastião da Silva Amaral 44º Alancardec Resende Novos Talentos 45º José Carlos Honorato 46º Luismar Dias da Silva 47º Henrique Fortes Pereira 36º Bimtz 48º Farley Melo França Fortia/Speed Fitness 49º Adriano Aparecido da Silva Morro Acima 50º Jose Inacio de Jesus 51º Francisco Edivaldo Sobreira 52º Gabriel Pinheiro Paim Baigal 53º Márcio Machado T Rosa 36º Bimtz 54º Diego Santiago Beires

37:04 37:05 37:14 37:31 37:52 37:59 38:04 38:13 38:14 38:20 38:23 38:26 38:28 38:33 38:34 38:35 38:45 38:46 38:58 39:09 39:09 39:11 39:28 39:35 39:40

Feminino SA Elite 1º Simone Alves da Silva Grancursos 2º Andrea Celeste Ramos Bioleve/Runners 3º Vanda Carneiro Chagas Supercei/Neoquimica 4º Marizete Moreira dos Santos Caso/Supercei/Caixa 5º Antonia Bernadete Lins da Silva Centiser/Caixa

35:21 35:32 35:41 35:44 36:53

SA Nível Ouro 6º Maria Lúcia do Nascimento Matilat/Nardini/Caixa

39:26

SA Nível Prata 7º Rosangela Figueredo Silva Unip/Grano Levir 8º Angelita Maria de Freitas Cento e Oitenta Graus

42:00 43:32

SA Nível Bronze 9º Alessandra Beltran Bosqueiro 10º Ana Paula Facuri Silva Rassi

46:01 46:54

SUPER 9K MONTEVÉRGINE 2009 9 DE JULHO – SÃO PAULO (SP) – 9KM Masculino 1º Renilson Vitorino da Silva Montevergine 2º Marildo Jose Barduco Montevergine 3º Urias Yostaque de Lima Acrimet/Top Spin/Runtech 4º Adriano Bastos Pão de Açúcar 5º Vanderley Santos Pereira Acrimet/Top Spin/Runtech 6º Antonio Jose da Costa 7º Orlando Dias de Lima Montevergine 8º Antonio Soares Filho E.C. Tavares 9º Edson Silva Santos Acrimet 10º Damiao Nunes de Souza Montevergine 11º Luciano Alves de Sousa E.C. Tavares 12º Ronaldo Vonaldo de Freitas Montevergine 13º Edmilson de Cassio Horacio Arfrio/Telium/Topazio 14º Sebastião Torres de Oliveira E.C. Tavares 15º Vanderlei Silva Soares Lemier 16º Joao Lima de Oliveira 17º Francisco Do de Azevedo Inac 18º Lauro Verissimo da Silva E.C. Tavares 19º Angelisio Silva dos Reis E.C. Tavares 20º Jose Nildo da Silva Bruxinha Prod.Naturais 21º Ionaldo Rocha Mendes Rodar Aclimação 22º Paulo Junior Alves Montevergine 23º Izalio Francisco de Sanatana E.C. Tavares 24º Rodrigo Lopes Sabino Sabinada Flech

28:21 28:30 28:52 29:41 29:44 29:48 29:54 29:55 30:08 30:31 30:47 31:03 31:07 31:38 31:52 31:55 32:13 32:23 32:24 32:25 32:28 32:40 32:41 32:50


25º Antonio Carlos de Souza 26º Lucio dos Santos Lima Drug And Drug 27º Edson Epifanio dos Santos Montevergine 28º Fernando Luis Toyota Idt 29º Joachim Doeding Saucony 30º Ricardo Santos Basica 31º Ronaldo Soares os Santos Edgar/Cj Controle 32º Antonio Wilton de Sousa E.C. Tavares 33º Claudionor R da Silva Filho Club.Clomac.Edson.Comp. 34º Paulo Cesar da Silva Ipe Clube 35º Gilmar Rodrigues Montevergine 36º Jodenilton Barbosa Toyota Idt 37º Jairo de Souza Martins 38º Arthur Rabay Rabay Advocacia 39º Ivair Neves Lima Montevergine 40º Itamar Jose Zampieri Fam?Lia Zampieri 41º Rogerio Jose de Arruda Arrudafast 42º Josenildo Galdino da Silva E.C. Tavares 43º Rodrigo de Eston Armond Ar4 Runners Team 44º Carlos Eber Valentim Vieira Montevergine 45º Fabio Cardoso de Sena Academia Ph5 46º Francisco Jose Ferreira E.C. Tavares 47º Claudio Alves de Souza Montevergine 48º Reginaldo dos Santos Costa Playteam 49º Marcelo Jose Rodrigues Giardino Paraíso 50º Marco Antonio de Oliveira Playteam Feminino 1º Joelma da Silva Gomes SPFC/Banco Votorantim/Projeto 2º Angelica de Almeida Basica 3º Laudiceia Carvalho dos Santos Karina Julimar 4º Maria de Lourdes Floriano Playteam 5º Maria do Socorro Marques Yescom 6º Patricia Maria Resende Pinto Acrimet/Top Spin/Runtech 7º Rosemeire Ferreira Silva E.C. Tavares 8º Edeni Ferreira da Silva E.C.Tavares 9º Ana Rosa Fernandes Bgm Rodotec 10º Eugenia Maria de Almeida 11º Lusimieri Ap da Luz Santos Cet 12º Maria Aparecida Grecov 13º Andreia Moreira de Sousa Pé de Pano 14º Sandra de Matos 15º Marta Ribeiro Moreno Hp Brasil 16º Selma Bueno Rocha Fica Quieto 17º Silvana Cole Basica 18º Melissa Bertti de Oliveira Jb Quimica 19º Marluce Jose de Carvalho 20º Priscila Rafanin Clube da Corrida Sesc Interlagos 21º Janete Simões Globo 22º Isadora Vieira Ribeiro 23º Fabiana de Arantes Basso Globo 24º Daniela V da Costa 25º Gabriela Bocalini Montevergine 26º Karla Renata dos Santos 27º Sonia Maria de Ferreira 28º Ruth Lobrigate Petrobras/Transpetro

32:54 33:05 33:15 33:21 33:24 33:30 33:35 33:41 33:42 33:55 33:58 34:01 34:03 34:09 34:12 34:17 34:32 34:38 34:42 34:43 34:47 35:03 35:05 35:15 35:21 35:21 37:31 38:43 39:54 41:17 41:26 42:01 42:22 42:55 44:26 45:05 45:44 46:17 46:22 46:23 46:50 46:55 47:05 47:17 47:25 47:27 47:39 47:50 47:55 48:05 48:09 48:10 48:17 48:30

29º Ana Rodrigues da Silva Chegar Bem 30º Maria Alves de Almeida E.C. Tavares 31º Simone Valentin Wolf Arias Renaissance 32º Claudia Regina B de Oliveira 33º Aida Carvalho Veiga Anhembi 34º Maria Aparecida C Alfenas Sesc Interlagos 35º Adesilde Souza Pereira E.C. Tavares 36º Cibele Cristina Galindo 37º Luciana de N Garritano Circulo Militar de São Paulo 38º Cristina Helena Kaize L&C 39º Cristiane Mendes Leite Playteam 40º Andreia Fernandes Martins Run All Way 41º Karine Parussolo E.C. Tavares 42º Leonita R Carvalho Sesc Pinheiros 43º Cecilia Cristina Dantas 44º Rika Fukuoka Claro 45º Marcia Regina Lopes Ouro Vida 46º Eliane Monteiro J Safra Clube 47º Eliana Aparecida dos Anjos 48º Margarida G Coleto Montevergine 49º Alison Vergo C Abrao 50º Lucilene de Jesus Silva

48:34 48:40 48:53 49:01 49:07 49:08 49:10 49:25 49:26 49:56 50:03 50:12 50:33 50:39 50:53 50:54 51:00 51:02 51:03 51:11 51:32 51:37

IV MEIA MARATONA DE RECIFE 12 DE JULHO – RECIFE (PE) – 21KM Classificação Geral 1º Josiel de Oliveira da Silva Esposende 2º Jan Eric Lira Corre 3º André Severino G Falcão Cvr 4º Cristiano Gregório da Silva Ascal-Al 5º Adriano Ilário da Silva Pão de Açúcar Club 6º Antonio Martins de Freitas Academia Estilo de Vida 7º Luiz Carlos Xavier Cvr 8º João Bosco de Souza Cvr 9º Rinaldo Santos Leite Corra Conosco 10º Ivan Marques da Silva Cvr 11º Aldo José F dos Santos Amigos do Regi 12º Argildo A da Rocha Júnior Academia Estilo de Vida 13º José Marconde da C Silva Amigos do Regi 14º Romualdo T dos Santos Ascal-Al 15º Aldevan N dos Santos Ascal-Al 16º Josimar Lourenço da Silva Cvr 17º Manoel José de Oliveira Corre 18º Armando Johnson da Silva Diário Associados 19º Elmano Pereira da Silva Cuca 20º Eloir Gonçalves da Rosa Runners - PB 21º Maria Bernadete Cabral Fac. Mauricio de Nassau 22º Aluisio A de Melo Bento João Pessoa-PB 23º Marcos B do Nascimento Corre 24º Jonas Manoel Mendes Cuca 25º Jefferson Ferreira da Silva Asscultpalmfc 26º Ezivan Barbosa da Silva Corre Timbaúba 27º José Henrique Coutinho Corre 28º Gerson Xavier de Oliveira Corre 29º Gerlânio Alves Pereira Sesc-PE/Corpore Sano

1:12:38 1:13:20 1:13:44 1:14:52 1:15:32 1:16:24 1:16:39 1:16:50 1:18:59 1:20:19 1:20:21 1:20:44 1:21:47 1:21:58 1:22:31 1:22:36 1:23:06 1:23:08 1:23:16 1:23:18 1:23:35 1:23:37 1:23:43 1:23:52 1:23:59 1:24:05 1:24:34 1:24:47 1:24:53


linha de chegada 30º Eurico Chaves Solano Ect-Pe 31º Gilmar de Oliveira Corra Conosco 32º José Hilton Barros Corre 33º João F. Freitas Filho Família Freitas/PR 34º Aurélio dos Santos Acoper 35º Wellington M. da Silva Rapidão Cometa 36º Sonivaldo B do Arruda Corra Conosco 37º Severino Paulo do Amaral Corra Conosco 38º Edvaldo Lopes Corre 39º José Maciel dos Santos Amigos do Regi 40º André Luiz R. Benedetti Runners - PB 41º Nivan Ferreira de Lima Academia Estilo de Vida 42º atleta não cadastrado 42º José Carlos da Silva 43º Murilo Vieira Costa Jr Acorja 44º Alonso José de Sousa 45º Allan Gregório da Silva Corre 46º Haziel Nascimento Batista Avançar 47º Éricles Silva 10ª Cia E Cmb 48º José Antonio de Araújo Bprp/PM 49º Reginaldo F do Carmo Amigos do Regi 50º Tiago Fagner G da Silva Cpor 51º Alexandre Arraes Corre 52º Gilberto Fernando S Santos Corre 53º Vitor Hugo Alves Lopes Cpor 54º José Valdecy Machado Soares Corpore Sano 55º Luiz Alberto M do Nascimento Cvr 56º Gildenor de Oliveira Diário Associados/Transval 57º Edmilson Santos de Jesus Unimarka-BA 58º Soluzia Queiroz Teixeira Alcal-AL 59º Hildeberto Melo Maratonista 60º Antonio José dos Santos 61º Rosangela de H. Cavalcante Cvr 62º José Henrique de Araújo Diário Associados 63º Antonio Carlos V. F. Júnior Acorja 64º Antonio C de Oliveira Filho Cvr 65º Enos da Silva Corre 66º José Simpliano de Azevedo Corra Conosco 67º Carlos César de Oliveira Zatopeck-SE 68º Moises Assis de Souza Avançar 69º Fiel Martins de Souza Zatopeck-SE 70º Edvânia Maria Valério Cvr 71º Paulo César A dos Santos Corre 72º Marcio Vieira de Q Gomes Corre 73º Atenor de Moraes Bezerra Corre 74º Egnaldo Severino da Silva Corre 75º Emerson de Lima e Silva 76º Emilton Vieira Santos Zatopeck-SE 77º Valberto Pessoa da Silva Academia Quatro Estilos 78º Severino Gerônimo Pereira Corre 79º Francisco Edivar Bernardino Cpor 80º Luiz André dos Santos Corre 81º Israel da Silva Anselmo Acoper 82º Pamela Moura Cavalcanti Acorja 83º Augusto Carlos de L Brito Corre 84º Jonas Leitão de Melo Filho 85º Ivan Ferreira de Paula Filho Corre 86º Cícero Barros Vieira Ascal-AL 87º Quiteira Feliciano Barbosa Corre 88º José Bandeira da Silva Corre

1:24:54 1:25:28 1:25:29 1:26:01 1:26:25 1:26:37 1:26:49 1:27:14 1:27:21 1:27:42 1:27:45 1:27:57

89º Fabio José Bagetti Maratonista 90º Gilmar Batista Marques Corra Conosco 91º Lindinaldo José da Silva Corra Conosco 92º José Soares Santos Zatopeck-SE 93º Elmar Robson de A. Pessoa Esporte Assessoria 94º Cleodon José da Rocha Corre 95º Flávio R. Lemos da Silva Acorja 96º Rui Luiz Soares da Costa Vip Fitness 97º Higor Richardson de Assis 14º Btl Logístico 98º Paulo Vladimir S da Silva Eb 99º Severino Henrique Ferreira Corre 100º Manoel Vi Cente Ferreira Acorja

1:39:18 1:39:32 1:39:49 1:39:45 1:40:13 1:40:21 1:40:44 1:40:45 1:40:56 1:40:57 1:41:11 1:41:17

1:28:35 1:29:21 1:30:16 1:30:59 1:31:03 1:31:14 1:31:29 1:31:45 1:31:50 1:31:53 1:32:26 1:32:47 1:32:54 1:33:19 1:33:21 1:33:25 1:33:26 1:34:13 1:34:14 1:34:18 1:34:24 1:34:32 1:34:50 1:35:00 1:35:14 1:35:15 1:35:31 1:35:34 1:35:42 1:35:53 1:36:00 1:36:04 1:36:18 1:36:30 1:36:34 1:36:50 1:37:07 1:37:19 1:37:58 1:38:03 1:38:04 1:38:07 1:38:22 1:38:50 1:38:53 1:38:54 1:39:11

RJ CLASSIC - 22ª CORRIDA DOS FUZILEIROS NAVAIS 19 DE JULHO – RIO DE JANEIRO (RJ) – 20KM Masculino 1º Clodoaldo A Fereira Arpoador/Pé de Vento 2º Auderi Moreira Duarte Seupersonaltrainer.com 3º Vilmar Gonçalves de Camargo 4º Ricardo Gomes de Oliveira Equipe da Rocinha 5º Francescole L Rodrigues Speed 6º Alvaro Luiz Z de Brito Flamengo Rio de Janeiro 7º Alex Passos Barbosa Marinha do Brasil 8º Elisvaldo R de Carvalho Power Bar 9º Flavio Roberto C. dos Santos Comlurb-RJ 10º Paulo Sérgio Pereira Comlurb-RJ 11º Amilton Cesar Nascimento Chão do Aterro 12º Pedro Antonio Madalena Chão do Aterro 13º Ivan do Espirito S de Mello Fuzileiros Navais 14º Gabriel Pegani de Andrade velox fitness 15º Djalma de Araujo Costa 16º Bruno Gonçalves Rangel 17º Jorge de Carvalho 18º André Fernandes da Silva 19º José Carlos Barros da Silva 20º Rodolfo Niemeyer de Lavor 21º Caio Rabelo Oliveira 22º Adriano Gusmão Comar Adriano Bastos Trein. 23º Luiz Guilherme da S Furtado 24º Jair Martins da Silva Comlurb-RJ 25º Raimundo Jose S de Amorim 26º Christian Graner Lenz Cesar 27º Renaldo Avelino Frotté ACM-Ilha do Governador 28º Jose Maria Serra da Silva 29º Adriano Ferreira Sanches 30º Laumir da Silva Certo Bombeiro RJ 31º Joel Borges Ferreira 32º Raphael Pazos Pereira Acoruja 33º Marcos Antonio Salles Acoruja 34º Leonardo Mauro de Freitas Marinha do Brasil 35º Alexandre M Pepe Acoruja 36º Sandro Flores do Azevedo 37º Marcio Teixeira da Costa 38º Ulisses de A Romanazzi Embratel 39º Antonio Jorge Cecere Cardoso 40º Jose Antonio Rocha Ferro Fundido 41º Roberto Portugal de Moraes Comlurb-RJ 42º Francisco Carlos Castro 43º Jose Luiz Fernandes

1:03:45 1:05:50 1:05:57 1:05:59 1:06:55 1:07:32 1:09:44 1:10:00 1:11:18 1:14:00 1:14:27 1:14:32 1:14:32 1:14:48 1:16:47 1:17:45 1:18:28 1:18:38 1:18:46 1:20:06 1:20:19 1:20:54 1:21:26 1:21:56 1:22:09 1:22:11 1:22:22 1:23:00 1:23:19 1:23:21 1:23:34 1:23:54 1:24:02 1:24:04 1:24:12 1:24:25 1:24:37 1:24:37 1:25:05 1:25:21 1:25:36 1:25:37 1:25:56


44º Luiz Felippe Guida Leitão 45º Evandro Oliveira D’aquino Clube Naval Piraque 46º Mauro Fernandes dos Santos Runners Club 47º Raimundo Nascimento Multsport Clube de Corredores 48º José Matias Barros Pé no Chão 49º Luiz Evandro Santos MR Runner 50º Francisco Jose Monaco

1:25:57 1:26:07 1:26:28 1:26:38 1:26:53 1:26:54 1:26:55

Feminino 1º Denise Paiva Campos Cruzeiro Esp. Clube BH 2º Andrea Folegatti Melo 3º Fernanda da N. dos Santos CEPE-Caxias 4º Helena Leitão Toscano Prep. Física 5º Denize Alves da C. Pires 6º Vera Lucia F. Oliveira Pé no Chão 7º Monica Priscilla Hernandez Runners Club 8º Claudia Regina S. de Carvalho Guia Voluntário RJ 9º Debora Pereira de M. Soares Embratel-Rio 10º Adriana Magalhães Gois Embratel 11º Vânia Soares Wong Calvo Runners Club 12º Maria de Fatima Cruz Chão do Aterro 13º Nadia Teixeira de Siqueira Chão do Aterro 14º Cristiane Sousa Braga 15º Rosemary Nonato Portella By Fit 16º Maria Lucia B Lapa Eq. Fem. da Ass. de Vet. 17º Maria Helena da Silva 18º Cláudia Marchetti Runners Club 19º Mariza Pessoa 20º Concy Caldeira 21º Luciana C Laranjeira Chão do Aterro 22º Ruth Lobrigate Transpetro 23º Tânia Wrobel Folescu Runners Club 24º Anna Perez Acoruja 25º Carlos Roberto Gs Vale 26º Iracilda da Costa Silva Chão do Aterro 27º Ana Paula de C Delpino By Fit Club 28º Aura Scofano Chão do Aterro 29º Priscilla F. Lopes 30º Paula J de Almeida AbodyTech 31º Maria Rodrigues Body Tech 32º Angelica dos Santos Vianna Flamengo Rio de Janeiro 33º Claudete da Costa 34º Maria Suely dos Santos Lima 35º Eunice Pinto da Silva 36º Leila Maria Amaral Ribeiro Toscano Prep. Física 37º Railda Maria de Souza Araribóia Runners 38º Rita dos Santos Ferreira 39º Ana Paula M de Souza 40º Magnólia Costa Pn Treinamento 41º Gisele Salgado de Chermont Embratel-Rio 42º Martha Regina Dutra Souto 43º Nilza Rogeria N. Estrada Chão do Aterro 44º Verônica de Fátima Bastos Runners Club 45º Denise Ferreira do Amaral Acad. Estação do Corpo 46º Marília Castañon Penha Valle 47º Telma Therezinha Dantas 48º Claudia Donelate Araribóia Runner’s 49º Claudia Regina M Lacerda Filhos do Vento 50º Bárbara Isabel M Furiati

1:16:29 1:22:48 1:26:20 1:30:23 1:34:06 1:34:08 1:34:17 1:36:28 1:38:29 1:39:01 1:39:50 1:40:31 1:40:56 1:42:25 1:42:51 1:45:26 1:45:55 1:48:32 1:48:58 1:49:17 1:49:49 1:51:47 1:50:54 1:51:51 1:51:53 1:53:28 1:53:28 1:53:35 1:53:58 1:55:31 1:55:52 1:56:08 1:57:50 1:59:07 1:59:10 1:59:18 1:59:35 2:01:14 2:02:35 2:04:19 2:04:42 2:04:45 2:04:50 2:04:51 2:05:42 2:05:52 2:06:24 2:09:18 2:11:08 2:18:53

RJ CLASSIC - 22ª CORRIDA DOS FUZILEIROS NAVAIS 19 DE JULHO – RIO DE JANEIRO (RJ) – 10KM Masculino SA Elite 1º Eduardo Peralta Tavares Guia Voluntário 2º Leandro Ramiro S de Almeida 3º Batalhão Infantaria

31:24 31:24

SA Nível Ouro 3º Eder Gomes de Mattos Seupersonaltrainer.com 4º Amauri Jose Junior Equipe da Rocinha 5º Marcelo Jose Alves 6º Marcos A Quintanilhas Seupersonaltrainer.com 7º Carlos Matos Lopes CEFAN-Marinha do Brasil 8º Luciano Ferreira de Sousa Marinha do Brasil 9º Reinaldo Gomes da Cunha Vasco da Gama-RJ 10º Gabriel Broitman S Barros By Fit 11º Leandro Ribeiro de Carvalho 12º Thiago M Silva Chão do Aterro

32:00 32:08 32:25 32:44 32:47 33:15 33:24 33:24 33:30 33:50

SA Nível Prata 13º Messias Vargas Moura Charque Litoral/HTPS 14º Luciano da Silva Cunha 15º José Hilton Cavalcanti PA Club 16º Osvaldo Moreira da Silva 17º Fabiano Bettoni Runners Club 18º Joaquim G de Moraes 19º Aldir Silva Guerra Esquedra Brasileira 20º Lebret David 21º Jose Givaldo da Silva Acoruja

34:34 34:50 35:00 35:05 35:25 35:29 35:39 36:10 36:19

SA Nível Bronze 22º Marival Amaral Lois Running 23º Flavio Santos de Oliveira 24º Leandro de Albuquerque ASCAC-Canelas de Mercúrio 25º João de Andrade e Silva Chão do Aterro 26º Izael Vieira de Sousa Marinha do Brasil 27º Arnaldo Luciano Porfirio 28º Giovanni Sousa da Silva Marinha do Brasil 29º Sergio Antonio da Silva Ascac/Ilha 30º Marcelo Sierpe Pedrosa 31º Renato Colman 32º Haroldo Alves Flores 33º Fernando L de Araujo Marinha do Brasil 34º Zenildo Macedo 35º Daikile Jona Ciaw

37:29 38:19 38:36 38:44 38:45 38:48 38:49 38:50 39:14 39:20 39:22 39:31 39:45 39:54

Feminino SA Nível Prata 1º Antonia Lemos de Sousa Mayal Athletics 2º Maira Vendrame 3º Aparecida dos A de Andrade Eq. Fem. da Ass. de Vet.

40:45 41:45 43:40

SA Nível Bronze 4º Rizia de Almeida M. Silva 5º Sionice Elmo da Silva Equipe CDE 29º Bib 6º Lucia de Macedo Moraes 7º Maria de Fatima P de Souza Ztrack Esporte e Saúde

44:24 46:06 46:27 47:18


Fique ‘direito’ para evitar que as dores nas costas prejudiquem a sua corrida

Julianne Cerasoli

D

36 16

e tão comum, aquela dorzinha nas costas que você sente ao fazer determinado movimento ou depois de um dia estressante muitas vezes passa despercebida. Também, pudera: é um mal que atinge 80% da população e a origem do problema pode ser observada sem maiores dificuldades, simplesmente olhando para a postura das pessoas nas ruas. O corpo está preparado para todas as nossas atividades cotidianas, seja trabalhar horas sentado ou passar o dia inteiro em pé, levantar peso ou sair correndo pelos parques da vida. Nada disso deveria causar dor, contanto que evitemos andar ‘tortos’ por aí. Ombros desalinhados, projetados para a frente, pés paralelos, com o peso do corpo concentrado em um deles, quadris deslocados para o lado ou para frente. Esses são os verdadeiros vilões da coluna, e podem desencadear diversas patologias, desde um simples desconforto até uma hérnia de disco. E o que era uma dorzinha corriqueira, seja qual for sua origem, se torna um problema daqueles. “No caso de atletas, não há como generalizar a causa do desconforto, nem para a corrida, nem para o trabalho. Embora ambas possam ser causas da dor, estamos falando de um sintoma e não de um diagnóstico específico. Desta maneira, apesar da grande maioria dos desconfortos e dores não serem causados por problemas sérios, a avaliação médica é fundamental. Obviamente, erros de treinamento, intensidade e técnica de corrida podem causar problemas,

Uma questão de

seu corpo


Fotos: ShutterStock

postura

assim como a ergonomia e o estresse do trabalho”, avalia o ortopedista especializado em coluna Alexandre Sadao. O risco de se acostumar com a dor, atribuí-la a um mau jeito qualquer e não procurar um especialista é torná-la crônica. “De maneira repetitiva, isso leva o atleta a manter uma posição de defesa contra a dor, piorando os sintomas. Os músculos paravertebrais, que ajudam a coluna a se manter na posição normal, se contraem e entram em espasmo, e esta somatória de fatores cronifica a dor nas costas”, explica o médico do esporte Antonio Sproesser. Em primeira análise, a atividade física em geral protege a coluna. Entretanto, a corrida pode piorar esse quadro quando executada com a postura inadequada, pois os músculos do tronco atuam na transmissão de impacto e, portanto, se contraem constantemente. Isso, aliado à falta de fortalecimento e um insuficiente alongamento da cadeia posterior, que resulta em pequenos estiramentos quando o indivíduo adota posturas inadequadas para pegar um objeto pesado no chão, por exemplo, se tornam o motivo perfeito daquela frase clássica: ‘travei!” Isso quer dizer que a corrida, a musculação ou mesmo as horas que passamos – sentados ou em pé – no trabalho não causam, sozinhas, incômodo na coluna. Desde que mantenhamos a postura correta. Também é verdade que, se um corredor treina exemplarmente, faz todos os alongamentos e fortalece o tronco, mas senta todo torto em frente ao computador e não se levanta para alongar durante o expediente, também está propenso a sentir aquela dorzinha no final do dia. Ocupado com os afazeres do trabalho, é tão fácil quanto prejudicial relaxar na postura. Na posição sentada, a pressão sobre o nervo ciático e a região lombar é grande, além da troca de líquidos entre os corpos esponjosos das vértebras ser comprometida. Em pé, a tendência é desrespeitar as curvaturas (lombar e cervical) naturais que dissipam as forças sobre a coluna ao colocar os ombros e quadris posicionados à frente, jogando fora essa proteção que o corpo nos dá.

37

superação


seu corpo

São tantos fatores que podem ocasionar a dor nas costas que até o estresse tem papel importante. Dependendo do local, pode ser um sinal de algo ainda mais grave. “Quero chamar a atenção para a dor nas costas de causa cardíaca, provocada por isquemia do miocárdio. É a popular angina, que pode se manifestar como primeiro sintoma do infarto do miocárdio, e não é levada a sério, pois está numa posição que não é a mais frequente, ou seja, o coração, mas existe e tem que ser afastada de outras doenças”, atenta Sproesser. Devido a essa complexidade, o tratamento exige um certo comprometimento em várias frentes. “A melhora destas dores depende de um conjunto de ações, que envolvem aspectos físicos e psicológicos. No lado psicológico, controle de estresse, tratamento de doenças de ansiedade e depressão podem ajudar a melhorar a reação à dor e a forma como respondemos a ela. No físico, a maioria dos trabalhos que envolvem o tema recomendam a atividade física, de maneira geral. O desenvolvimento do controle motor, força e resistência de alguns grupos musculares específicos, como a musculatura cervical profunda e do transverso do abdome e multifidus (lombar), me parecem atualmente a melhor evidência para o tratamento da função da coluna. Não importa muito a técnica a ser utilizada. O princípio de tratamento é o mais importante e este é o conceito de estabilização segmentar da coluna”, considera Sadao. O primeiro passo é uma visita ao ortopedista. “O exame físico no consultório é o começo do diagnóstico de qualquer dor nas costas. Se necessário, exames complementares como raio X de coluna e ressonância nuclear magnética poderão ser acrescentados”, lista Sproesser.

Alongais e fortaleceis

Alongar e fortalecer, na ordem de preferência, deveriam ser os primeiros mandamentos de qualquer um em busca de qualidade de vida. Para prevenir e tratar dores na coluna não é diferente. Com esses dois quesitos em dia, fica muito mais fácil manter a postura correta. “O indivíduo pode escolher o que quiser, seja a musculação tradicional, pilates, ioga,

38 16

RPG... qualquer um deles vai gerar consciência corporal, ou seja, ele vai aprendendo a corrigir a postura automaticamente, pois está treinado para isso”, avisa o treinador Aulus Sellmer, da 4any1 Asssessoria Esportiva. “A melhor proteção contra problemas nas costas é desenvolver os músculos da região abdominal e das costas.” Essa proteção à qual o treinador se refere também pode ser chamada de controle. Assim como conseguimos controlar melhor nosso ritmo de corrida quanto mais bem treinados estamos, também somos capazes de saber como está a coluna se treinarmos sua posição correta por meio das práticas citadas anteriormente. “A musculatura flácida tem que se contrair mais do que o recomendado para cumprir sua função de sustentação. A contração excessiva dificulta a circulação sanguínea, o que propicia o surgimento da dor”, explica Sellmer. De maneira indireta, a própria corrida pode ser um agente facilitador na diminuição da dor. “A manutenção da atividade física leve e regular diminui a incidência de lombalgia. A corrida, assim como outras modalidades, pode servir como trata-

Por que a s costas doem?

aExcesso de peso e/ou gordura abdom inal; aFraqueza na região do abdome e do rsais; aEncurtamen to da musculatura po sterior das pernas e lo mbar; aManuntenção de uma postura in adequada durante um longo período; aUtilização de tênis inadequado pa ra a pisada ou muito desgas tado.


mento, se feita de maneira adequada. Há normalmente diminuição do peso, algum ganho de massa muscular, melhora de ansiedade, sono. Desta forma, a corrida pode ajudar no componente físico e psicológico da dor”, opina Sadao. Para isso, as observações ‘leve e regular’ são relevantes. Continuando nos mandamentos, ‘todo exagero será punido’. “A corrida deve ser praticada de preferência em superfícies de baixo impacto, sem aclives ou declives e com tênis apropriado. Cuidado com o uso indiscriminado de anti-inflamatórios e analgésicos. A manutenção de uma coluna saudável depende de vários fatores como constituição física, propensão para a doença, mas fatores externos, como a prática irregular de exercícios, obesidade e sobrepeso, má postura, colchão e acentos, movimentos abruptos sem equilíbrio, etc., colaboram para o aparecimento da dor, vindo a interferir na qualidade de vida”, alerta Sproesser. Talvez por isso há quem reclame de dor nas costas após os treinos. Será que não seria melhor pedalar, devido à manutenção da posição sentada, ou nadar, anulando a questão do impacto? “É muito polêmico. Trata-se, na verdade, mais de um problema da intensidade do que qual esporte pratica. Por exemplo, cuidamos, aqui no Vita Care, nossa ONG para atletas, de um grande número de profissionais ou semi-profissionais, dentre eles alguns da natação. Eles também têm problemas na coluna, principalmente os praticantes do estilo borboleta. O mesmo acontece com atletas de corrida e ciclismo. Provavelmente isto ocorre pela intensidade e demanda que exigem da coluna”, observa Sadao. “Não há, que eu saiba, um trabalho na literatura médica que tenha comparado, de maneira correta, os riscos de problemas lombares entre várias modalidades de esporte e chegado a uma conclusão definitiva”, completa. Comprovando que há opiniões divergentes sobre o assunto, Sproesser vê, sim, diferenças entre as modalidades. “A natação, sem dúvida, é a melhor modalidade para fortalecer e tonificar a musculatura paravertebral. O ciclismo favorece e cronifica lesões pré-existentes na coluna. A corrida é fator de risco em atletas que já possuem uma predisposição para o problema ou mesmo induz à lesão se praticada com tênis inapropriado e em superfícies irregulares.”

Como alivar a dor Um exercício simples que o treinador Aulus Sellmer recomenda para melhorar a postura é: deitado de bruços, com os braços flexionados nos cotovelos e as palmas das mãos e antebraços no chão, levante lentamente a cabeça e o peito até o ponto em que possa atingir confortavelmente, mantendo as palmas da mão e antebraço no chão. Depois volte devagar à posição inicial. “Quando fizer 10 repetições com facilidade, tente com os braços estendidos ao lado do corpo”, indica. Outra opção serve para aliviar dores na região lombar: “Encoste as suas costas na parede, com as pernas ligeiramente flexionadas, os pés afastados na linha do quadril, com ombros e o tronco em contato com a parede. Empurre a coluna vertebral contra a parede, mantendo a barriga para dentro. Mantenha esta posição por alguns segundos e repita pelo menos três vezes.”

39

superação


seu corpo Restrições

O sobrepeso e a obesidade são fatores que induzem a problemas de coluna e dor nas costas durante a corrida. Assim, a recomendação é começar com caminhada, juntamente do fortalecimento, perder um pouco de peso e depois iniciar os treinos mais pesados. “Quando não há grandes problemas, não há restrição, sendo necessário apenas um período de adaptação e exercícios específicos de controle do core antes de iniciar o esporte. No caso de pacientes com problemas diagnosticados, não proíbo nenhuma atividade, mas explico os riscos de aumentar demais os treinos e espero esta adaptação”, recomenda Sadao.

r O que a do nder : pode esco o

40 16

s: distensã aTraumatismo ndão ou muscular, de te uras e ligamentos, frat hérnias discais; ecânicoaProblemas m ura vicioposturais: post gravidez, sa, obesidade, dos encurtamento riores músculos poste das pernas; aDoenças infla nfecmatórias não-i umatóide e ciosas: artrite re nil, pelvesponve ju e id ó at m u re nte, artrite dilite anquilosa r; rome de Reite psoriática, Sínd ; aFibromialgia aArtrose; ; aOsteoporose aTumores; aAngina; aEstresse.

Outro local em que a dor nas costas pode se tornar um empecílio é na sala de musculação. “Para os indivíduos que já possuem um excelente controle motor da musculatura do core (região do tronco), a maioria dos exercícios é bastante segura se realizada sob orientação específica. Por outro lado, movimentos mais complexos, que envolvem vários grupos musculares e aumentam a carga na região lombar, devem ser evitados por iniciantes na musculação ou mesmo pelos experientes sem um bom controle motor. Isto significa que um determinado exercício pode ser seguro para alguns e inseguro para outros. A ajuda de um bom educador físico pode minimizar este risco”, alerta o ortopedista. Sproesser cita agachamento com pesos, leg press, supino horizontal e oblíquo, abdominal horizontal e lateral como os vilões da musculação quando realizados com postura errada e/ou peso em excesso. É interessante observar que, geralmente, ambos os fatores estão ligados: quando o peso é maior do que você aguenta, provavalmente a execução está equivocada. De acordo com o profissional, os alongamentos também merecem atenção especial em relação à execução. “Eles devem ser realizados com supervisão, já que são responsáveis diretos em grande parte das lesões. Realize sempre um pré-aquecimento da musculatura para-vertebral e das articulações. Caso sinta dor ou desconforto durante a sessão de alongamento, volte a parte afetada para o lugar de origem e permaneça em repouso. Não siga padrões pré-estabelecidos de outros atletas, pois cada um apresenta certo tipo de elasticidade ligamentar diferente de outro”, complementa. Siga as orientações do especialistas e cuide de suas costas com carinho. Assim, evitará ficar travado e perder bons treinos e competições.


Teste 1- Como você costuma dormir? a) De bruços. b) De barriga para cima ou de lado. c) De barriga para cima com um travesseiro abaixo dos joelhos ou de lado com um travesseiro entre os joelhos. 2 - Durante o trabalho, você: a) Passa boa parte do seu expediente sentado ou em pé e não realiza nenhuma pausa durante o expediente e não se alonga. b) Passa boa parte do seu expediente sentado ou em pé, mas quando sente alguma dor ou cansaço dá um descanso e realiza um alongamento, mas isso não ocorre com frequência. c) Passa boa parte do seu expediente sentado ou em pé, mas a cada hora trabalhada tira 5 minutos para um descanso e alongamento. 3 - Durante o seu final de semana, você: a) Passa o dia deitado em frente a TV ou sentado utilizando o computador. b) Passa parte do dia deitado ou sentado, mas também realiza outras atividades. c) Realiza diversas atividades, inclusive atividades físicas. 4 - Em relação a exercícios físicos: a) Você não pratica atividades físicas. b) Você começa a praticar, mas acaba abandonando. c) Você pratica atividades físicas regularmente.

5 - Ao fazer exercícios físicos, você: a) Não realiza nenhum exercício de alongamento antes e depois da atividade física. b) Alonga-se somente antes do exercício ou alongase somente após a realização do exercício. c) Alonga-se antes e depois da atividade física. 6 - Para ler um livro você prefere: a) Deitado de bruços. b) Deitado na cama ou no sofá de barriga para cima. c) Sentado com o livro apoiado sobre uma almofada sobre as pernas. 7 - Ao levantar um objeto pesado do chão, você: a) Apenas curva a sua coluna para frente e apanha o objeto sem flexionar os joelhos. b) Agacha-se, flexionando o joelho e projetando o corpo para frente. c) Agacha-se, flexionando os joelhos e apanha o objeto sem projetar a sua coluna para frente. 8 - Ao utilizar uma mochila, você: a) Utiliza apenas uma das alças e não alterna entre um ombro e outro. b) Utiliza as duas alças, mas sem ajustar as mesmas, de modo que a mochila não fica bem apoiada sobre as costas. c) Utiliza as duas alças bem ajustadas de forma que a mochila fique bem apoiada sobre as costas. Resultado Mais letras A: Você não tem tido cuidado com a saúde da sua coluna. Procure mudar seus hábitos para evitar dores nas costas e o aparecimento de doenças que afetam a sua coluna. Mais letras B: Você até tenta evitar o aparecimento de dores nas costas, mas ainda comete alguns deslizes. Mais letras C: Seus hábitos contribuem para uma boa manutenção de saúde da sua coluna.

Elaborado pelo Instituto de Tratamento da Coluna Vertebral Responsável: Dr. Helder Montenegro, fisioterapeuta

41

superação


nutrição

Essa pode ser uma das definições da quinua, parente da soja e do trigo, que ganha cada vez mais notoriedade entre os atletas por conter proteína de alto valor biológico e carboidratos essenciais

42 16


D

ona de um nome um tanto es- E, diferentemente de outros membros da ‘família’, tranho e de uma combinação não contém glúten, proteína que provoca alergia em poderosa de nutrientes, a qui- algumas pessoas. Além de ser uma ótima fonte de proteína vegetal, nua se tornou o alimento do momento para aqueles que se a quinua possui ainda carboidrato de baixo índice preocupam em manter a saúde. glicêmico, que garante saciedade por mais tempo, e ‘Parente’ de grãos como trigo e gorduras saudáveis, que ajudam a reduzir os níveis soja, possui o grande trunfo de ser fonte de proteí- de colesterol ruim. Juntando a tudo isso fibras, sais na de alto valor biológico, ou seja, de grande apro- minerais (cálcio, ferro, magnésio, fósforo, potássio, veitamento do organismo. Isso, para quem pratica sódio, zinco, cobre e manganês) e vitaminas (B1, atividade física, é uma qualidade e tanto, tendo em B2, B3, E), se tem um alimento quase completo. Apesar de não ter contraindicações, a nutriciovista que são justamente as proteínas as principais nista e bacharel em Educação Física Mariana responsáveis pela constante reconstrução de Amaro Castro Maciel atenta para um nossos músculos, tecidos e células. cuidado importante. “Ela pode ser Os benefícios da quinua não usada como substituto da proteíparam por aí. O grão contém toALIMENTO na em dietas vegetarianas, por dos os animoácidos essenciais ANTIGO E SAGRADO exemplo. A desvantagem é (aqueles que não são produque, apesar de ser uma prozidos pelo corpo e necesA quinua não é uma descoberta recente. teína com alto índice de sitam ser consumidos por Apesar de ter ganho notoriedade depois que aproveitamento pelo cormeio da alimentação), esa NASA (agência espacial norte-americana) po humano, normalmente pecialmente a lisina, que passou a acrescentá-la na alimentação que os é preciso consumir uma ajuda a fortalecer a imuastronautas levam ao espaço, trata-se de uma quantidade grande de nidade e auxilia na meplanta da família do espinafre originária na grãos para atender a nemória. “As proteínas de região dos Andes, especialmente na área da cessidade proteica, quando origem vegetal, encontraBolívia. Não por acaso, os incas a comparada à carne. Outra das nas leguminosas (soja, consideravam sagrada já há desvantagem é que a carne feijão, lentilha, ervilha, grão milhares de anos. bovina tem um teor mais alto de bico) e cereais (arroz, trigo, de ferro. Então, no caso de usámilho, centeio, cevada), precila como substituto da carne, é necessam ser combinadas entre si para sária atenção a outras fontes de ferro da que forneçam todos os aminoácidos que precisamos. Mas, têm a vantagem de conter menos dieta para não haver deficiência.” Os vegetarianos estão entre os mais beneficiagordura e menos calorias, podendo ser consumidas em maior quantidade. A quinua tem quantidades no- dos pela quinua, juntos dos celíacos (intolerantes ao táveis de lisina e de metionina, os dois aminoácidos glúten) e, é claro, atletas. Isso porque quem pratica mais deficientes entre as proteínas vegetais. A quan- atividade física tem grande demanda de aminoácitidade de lisina na quinua é o dobro da encontrada dos. “Eles são precursores das proteínas necessárias na aveia, o triplo do milho e tem cinco vezes mais para um melhor rendimento e elasticidade das fibras que o trigo”, lista Carolina Freitas, do Santorini Spa. musculares. Ideal para quem quer ganhar ou culti-

43

superação


nutrição

var músculos, na recuperação de tecidos e células e na produção de hormônios e enzimas”, enfatiza Carolina. Mariana recomenda que os corredores utilizem o alimento especialmente antes e depois dos treinos, mas a quinua está liberada para qualquer refeição. “Quando usada na refeição que antecede o treino, provavelmente vai atuar como fonte de energia (carboidratos). Se for usada depois, pode ser utilizada como um repositor energético (carboidratos novamente) e como reparador muscular (proteína).” Encontrar formas de incluí-la nas refeições não é um problema. Disponível em diversos grãos, flocos, farinha e até macarrão, pode ser adicionada a várias receitas. Entretanto, há diferenças entre os tipos. “A quinua em grãos preserva melhor os nutrientes, mas os flocos são mais práticos e já estão prontos para consumo. Vale lembrar que esses produtos serão consumidos em diferentes preparações. Flocos para ser adicionado a frutas, vitaminas, iogurtes, massas de pães e bolo. Grãos para substituir o arroz ou saladas”, recomenda Carolina. Outros exemplos de consumo são bolinhos de legumes ou cozidos para os grãos e como substituto do trigo em receitas de massas, pães, bolos e tortas, no caso da farinha.

RECEITAS Nhoque de quinua Ingredientes: 170g de farinha de quinua; 1 xícara de espinafre cozido e picado; 1 xícara de parmesão ralado; 1 colher de azeite; 2 xícaras de água; Sal marinho a gosto.

44 16

Modo de preparo: Ferver a água com sal. Juntar a farinha de quinua, mexendo continuamente. Deixar cozinhar até que fique bem espessa. Retirar do fogo e adicionar o espinafre refogado em água e bem picado, misturar bem. Abrir a massa em 2cm de largura sobre uma superfície lisa. Depois de fria, cortar em quadrados ou círculos, forrar uma

forma e levar para forno, polvilhando parmesão ralado e regando com um fio azeite. Gratinar no forno bem quente.

Flocos de quinua no café da manhã Ingredientes: 1 xícara (chá) de flocos de quinua; 1/2 maçã cortada; 1/2 xícara de passas; 1/2 mamão papaia; 1/2 colher de canela, mel e açúcar mascavo. Modo de preparo: Junte tudo e acrescente leite.


Risoto de quinua com tomate e queijo branco Ingredientes: 1 cebola cortada; 4 tomates; 350g de quinua em grão; 200ml de vinho branco; 600ml de caldo de vegetais; 250g de espinafre; 150g de queijo branco; Sal, noz moscada e pimenta. Modo de preparo: Cortar a cebola em fatias finas e refogá-las em água até ficarem transparentes. Juntar a quinua e esquentar até que os grãos absorvam todo o líquido. Juntar os tomates descascados e picados, o vinho e cozinhar em temperatura média até que a quinua absorva todo o líquido. Juntar o caldo de vegetais aos poucos e cozinhar em fogo baixo. Lavar o espinafre e juntar com alho, cozinhar suavemente até que o líquido evapore. Juntar o espinafre com o risoto de quinua. Temperar com sal, pimenta e noz moscada. Salpicar queijo branco, de cabra ou parmesão ralado no risoto pronto e servir. Elaboradas pela nutricionista Carolina Freitas

Quinua X outras fontes de proteína vegetal (a cada 100g) Componentes Calorias (Kcal) Carboidrato (g) Proteína (g) Lipídio (g) Fósforo (mg) Cálcio (mg) Fibras (g) Cinzas (g) Ferro (mg) Tiamina (mg)

Quinua 336 68,3 12,1 6,1 302 107 6,8 2,7 5,2 1,5

Trigo 330 71,6 9,2 1,5 224 36 3 1,1 4,6 0,2

Aveia Grão de bico 394 355 66,6 57,9 13,9 21,2 8,5 5,4 153 342 48 114 9,1 12,4 1,8 3,2 5 5,4 0,55 0,52

Feijão 76 13,6 4,8 0,5 87 27 8,5 0,7 1,3 0,04

Lentilha 93 16,3 6,3 0,5 104 16 7,9 0,6 1,5 0,03

* Queijo de soja

Fonte: Tabela Brasileira de Composição de Alimentos da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)

45

superação

Tofu* 64 2,1 6,6 4,0 130 81 0,8 0,7 1,4 0,04


saúde

FIQUE Todo corredor, pelo menos alguma vez na vida, usou gelo em um momento de dor. Descubra por que a crioterapia é tão importante no momento da lesão

46 16

FRIO


P

sadoras da dor (que são justamente liberadas quanraticar esporte é sinônimo de saúde, de do entendem que o tecido muscular está machucasuperação, de saber valorizar a disciplina do). A crioterapia ainda age no sentido de reduzir e, para atingir objetivos. Mas também sigao mesmo tempo, confudir os impulsos nervosos. É nifica aprender a lidar com uma dorzinha como se desviasse nosso cérebro para sentir frio ao de vez em quando. No mundo das corridas invés de dor no local. Além disso, a aplicação estinão poderia ser diferente. Um exagero aqui, a falta mula a liberação de endorfinas na área da lesão. de alongamento ali, uma passada de mau jeito lá e os músculos reclamam. Aí entra em ação o salvador da pátria: o gelo. Primeiros socorros Ele nos acompanha desde crianças, quando caSendo assim, não é de se assustar que a aplicaíamos de ‘maduros’ no chão e abríamos o berreição de gelo seja vista como a primeira reação que ro. Logo aquela sensação de gelado dava lugar à o corredor deve ter ao sentir alguma lesão. Depois, anestesia e a dor já era – se bem que muitas vezes é partir para a investigação. “A dor é a sinalização um colo já era suficiente. A prática faz todo sentido do nosso organismo de que algum tipo de sobrecare é amplamente encorajada ga, ou mesmo uma lesão, está pelos médicos. Tem até ocorrendo. O corredor nome, crioterapia. deve, inicialmente, atuar Primeiros socorros para A lista de benefícios sobre as possíveis causas acidentes no esporte: é longa, principalmenda dor, por exemplo, dite em relação a lesões minuindo a intensidade Para torções, rompimento de ligamentos ou musculares e pequenas dos treinos, aumentando músculos, pode-se utilizar o chamado princítorções, justamente essas os períodos de recupepio do PRICE, sigla que em inglês significa: dorzinhas que aparecem ração e considerando no meio ou depois dos possíveis mudanças da P (protect the area) - interromper as atividatreinos de corrida. técnica de treinamento e des com o membro afetado; Uma lesão muscular, da superfície de corrida por exemplo, significa (piso). A vigência de ouR (rest) - relaxar a parte afetada; que os vasos sanguíneos tros sinais inflamatórios, IC (ice compression) - aplicação e compresse romperam e teve inícomo inchaços, aumento são de saco plástico com gelo; cio uma inflamação. O de temperatura e vermeE (elevation) - levantar o membro com a que vemos de fora é uma lhidão localizados, ou a lesão, acima da altura do coração, para intervermelhidão, um inchamanutenção e reincidênromper o fluxo sanguíneo e reduzir o inchaço. ço. O gelo vai justamente cia dos sintomas por lonlimitar esse hematoma gos períodos, inferem a pois, com a diminuição necessidade de avaliação da temperatura da pele, os vasos se estreitam, diespecializada”, indica Marcio Freitas, ortopedista minuindo a quantidade de sangue na área e, conseespecializado em pé e tornozelo do Instituto Vita. quentemente, o edema. Ao primeiro sinal de dor, juntamente dessa reLogo depois desse estreitamento dos vasos, eles visão geral, que passa pela observação da evoluse dilatam novamente. Com esse novo aumento da ção do quadro e pela avaliação das condições de circulação, a remoção de impurezas é favorecida, treino, deve-se iniciar o tratamento com o gelo. “A acelerando o processo da cura. Ao mesmo tempo, o princípio, diante de um trauma ou dor músculogelo reduz o metabolismo celular e, com isso, a neesquelética, devemos optar pela realização da criocessidade de oxigenação das células, protegendo-as terapia, com intenção de melhorar a dor e também nesse momento mais sensível. pelos seus efeitos anti-inflamatórios. Realiza-se a As temperaturas baixas ainda melhoram a sensacrioterapia por 15 a 20 minutos, algumas vezes ao ção de dor, pois o gelo diminui a pressão no tecido, dia, evitando-se períodos prolongados de exposição assim como bloqueia as substâncias químicas caucontínua e possíveis lesões pelo gelo. O contras-

47

superação


saúde

O gelo ajuda a: aAmenizar a dor; aDiminuir a rigidez articular e muscular; aDiminuir espasmos musculares; aAumentar o metabolismo e fluxo sanguíneo.

te, quente e frio, melhora de forma significativa o edema (inchaço), atuando sobre a permeabilidade e calibre dos vasos sanguíneos da região lesionada”, recomenda o profissional. Aí entra outro ingrediente, esse não tão popular entre os médicos: o quente. A teoria é que, dentro daquela ação de contrair e dilatar os vasos sanguíneos para acelerar o processo de cura, faria sentido esfriar e, depois de alguns minutos, esquentar. Mas há quem não veja tanta utilidade de fazer esse jogo de temperaturas. “Realmente existe esta dúvida entre os pacientes. Na fase inicial, o uso de gelo deve ser utilizado nas primeiras horas, causando vasoconstrição vascular. Após 24 horas, tanto faz o uso de calor ou frio. Particularmente, prefiro o uso do ‘frio’ mesmo após alguns dias da dor. Porém, alguns pacientes preferem usar o calor no local da dor. A combinação de calor e frio alternadamente pode ser também utilizada, apesar de não ter nenhum trabalho com nível de excelência que prove que isso seja melhor”, explica o ortopedista Daniel Barros, do Hospital Orthomed Center.

48 16

A utilização de calor como terapia é chamada de termoterapia. Há quem limite sua utilidade para tratamentos ortopédicos a casos em que o objetivo seja diminuir a dor e relaxar o músculo, o que exclui situações em que há edemas ou hematomas. Ou seja, se há uma contratura e você sente seu músculo ‘preso’, é uma boa. A duração do tratamento, seja com gelo, seja com uma compressa quente, também varia de acordo com o profissional consultado. Para Fábio Ravaglia, ortopedista e presidente da ONG Instituto Ortopedia & Saúde, o ideal é começar com aplicações de 30 minutos a cada duas horas. “No caso agudo, o melhor é o gelo, mas se o inchaço persistir por cinco ou seis dias, pode iniciar o tratamento com quente e frio. Isso porque, nessa fase, os vasos já estão estruturados, e essa mudança de temperatura estimula a vasodilatação, facilitando a absorção do líquido em excesso”, recomenda. Quando trabalhar com essa alteração térmica, o profissional indica aplicar três minutos de compressa quente alternados com um minuto de fria. “Se começar com quente, termina


com quente.” Há quem utilize o gelo de várias formas, triturado, misturado com álcool, dentro de bolsas de gel e mesmo o gelo dentro de saco plástico. De acordo com os médicos, todos são válidos. Só se deve evitar movimentar muito o local. “A crioterapia, seja ela realizada apenas com gelo ou gelo misturado com álcool, está indicada na maioria dos traumas, torções ou dores agudas. Não se deve fazer manipulações ou massagens sem que tenhamos um diagnóstico fechado, pois, em alguns casos, na vigência de lesões anatômicas, poderemos piorar o quadro ao tentarmos, por exemplo, manipular uma lesão muscular ou uma rotura da fáscia plantar”, avisa Freitas. Para quem ficou imaginando o que o profissional quis dizer com ‘na maioria dos traumas’ – afi-

nal, aprendemos na infância que o gelo cura tudo –, uma explicação. “Dores causadas por determinadas condições vasculares e outras de caráter neurogênico precisam ser esclarecidas antes de fazermos crioterapia, para não piorarmos as condições préexistentes. Devemos ter atenção a processos inflamatórios causados por infecções. Além disso, algumas pessoas apresentam hipersensibildade ao gelo, com piora da dor após a crioterapia, sem um motivo clínico aparente”, lista. Junto a essas contraindicações, vale salientar algumas precauções também. Como o gelo mascara a dor, ele não deve ser utilizado antes da atividade, nem antes de alongamentos, sob o risco do atleta exceder seu limite sem perceber. O tempo de aplicação do gelo também deve ser observado, pois a circulação mais lenta pode prejudicar a cura.

49

superação


saúde

Gelo não é médico

Quando falamos de dor, sabendo que ela é o resultado e não a causa, estamos nos referindo a uma larga gama de possibilidades. Por isso fica difícil precisar quando os primeiros socorros do gelo devem dar lugar a uma visita ao médico. Nessa hora, vale o bom senso e o conhecimento que o corredor tem de seu próprio corpo. “Não existe uma regra. O atleta, seja ele amador ou profissional, deve conhecer um pouco de cuidados e primeiros socorros. Mesmo assim, como é leigo e não sabe diagnosticar determinadas patologias, deve lembrar que o que é simples pode evoluir para outra enfermidade mais grave. Portanto, o ideal é procurar serviço médico especializado”, recomenda Barros. Ravaglia fala em dois dias com dor, o que coincide com o final do ‘tratamento de choque’ com gelo por 48h, mas o autoconhecimento leva a discernir se a dor é causada por uma contratura leve ou uma torção forte, por exemplo. “Não há uma resposta padrão para essa questão de quanto tempo devemos esperar antes de procurar um médico, uma vez que as lesões e a gravidade das mesmas diferem segundo o local e a forma que se apresentam. Em linhas gerais, dores de forte intensidade, dores acompanhadas de edema, dores com irradiações ou que provocam alterações na marcha ou a falta de resposta a medidas anti-inflamatórias são sinais de alerta para os corredores”, lista Freitas. Outro forte motivo para procurar ajuda é simplesmente não saber por que a dor começou. Muitas vezes conseguimos observar quando pisamos torto, demos um sprint quando os músculos da perna praticamente imploravam para que parássemos, e sabemos que temos nossa parcela de culpa. Outras vezes, a dor apenas aparece, sem avisar. “Qualquer dor deve ser valorizada e, no caso do corredor, a causa tem que ser procurada. Se o corredor não sabe o motivo da dor, deve procurar um médico ortopedista especializado em traumatologia esportiva para tentar encontrar as respostas e iniciar o tratamento. Por exemplo, uma tendinite simples pode se transformar em doença mais grave do tendão e evoluir até para a ruptura do mesmo”, lembra Barros. A tendinite, por exemplo, é uma daquelas dores que podem só incomodar depois dos treinos nas fases iniciais. Ou seja, é bem improvável que o cor-

50 16

redor consiga discernir o porquê desse incômodo. “Neste caso, falamos em tendinite mais simples. À medida que a inflamação aumenta, a dor pode acontecer durante a corrida e também em repouso”, informa Barros. “Alguns tipos de lesões ou sobrecargas músculo-esqueléticas podem apresentar esse comportamento (de gerar dor no descanso). Frequentemente, com o agravamento das lesões, o corredor, que sentia desconforto após os treinos, passa a sentir dor durante a corrida e, posteriormente, a mesma se torna contínua, sem períodos de melhora até em atividades cotidianas”, descreve Freitas. Isso quer dizer que nem o mais santo dos remédios garante a ‘fuga’ dos consultórios.

Precauções com a aplicação de gelo: aEm áreas com nervos superficiais; aAntes da prática esportiva, pois a alteração da sensibilidade pode mascarar lesões; aAntes de alongamentos para não correr o risco de exceder o limite de estiramento do músculo; aCuidado para não dormir ou exceder o tempo de aplicação do gelo para não lesar a pele.


consumo

Monitor cardíaco, Speedo Watches

Anorak Skin Pocket, Kailash

Ideal para os dias frios, a jaqueta pesa apenas 84g, possui bolso interno que serve como embalagem e a deixa extremamente compacta. Desenvolvido no tecido TechSkin®, que proporciona excelente proteção contra o vento. Produzido em Nylon 30D com camada de silicone, oferece ainda alta resistência a rasgos e furos, repelência a água e secagem rápida. Disponível nas cores azul e laranja. Preço sugerido: R$ 150,00 SAC: (11) 5051-4669 www.kailash.com.br

Camiseta Masculina Simply Run Basic, Track&Field

Confeccionada com tecido Thermodry, permite que a transpiração do corpo passe rapidamente para fora, deixando-o seco. Associado à tecnologia do fio Amni Biotech, evita a proliferação excessiva das bactérias. O tecido é leve, garantindo conforto. Preço sugerido: R$ 125,00 SAC: (11) 3048-1238 www.tf.com.br

O modelo 58002G0EMNP acompanha relógios com caixa termoplástica, pulseira de PU e suporta até cinco ATM. Permite definir os limites máximos e mínimos de leitura dos batimentos cardíacos e, caso o limite seja ultrapassado, o relógio soa um alarme de alerta. Também realiza a função de cronômetro, cronômetro do exercício e contagem regressiva. Disponível na cor preta. Preço sugerido: R$ 219,00 SAC: (31) 3516-7699 www.speedowatches.com.br

T shirt Topper Run Viamonte Em microfibra de poliéster com construção trabalhada, possui logo em silk refletivo 3M. Disponível nas cores: grafite/preto/rubi e branco/marinho. Preço sugerido: R$ 49,90

Short Topper Run Viamonte

Tecido plano 100% poliéster, possui sunga em meia malha, bolsorelógio interno e logo em refletivo. Nas cores: preto e azul-naútico/ marinho. Preço sugerido: R$ 49,90 SAC: São Paulo (11) 3045-5522 / Outras localidades 0800 70 70 566 www.topper.com.br

51

superação


dicas

CONTROLE A BOCA PARA DIMINUIR SEU PERCENTUAL DE GORDURA 52 16

10 conselhos que farão a ‘engrenagem de seu organismo girar’ e consumir mais calorias para que o treino de corrida apresente grandes resultados em seu programa de emagrecimento


P

erder gordura corporal está entre os assuntos mais falados entre os corredores amadores interessados em saúde e qualidade de vida do que em baixar tempos. Se é um deles, este artigo é para você. Apresentamos aqui algumas dicas que ajudarão a diminuir o percentual de gordura. Grande parte destes conselhos está relacionada ao treinamento cardiovascular e treinamento com pesos. Neste artigo, nos concentraremos nas refeições e proporcionaremos uma lista prática sobre como ajustar seus hábitos alimentares ao seu objetivo. E, em seguida, uma outra lista dos deslizes mais cometidos e responsáveis pela falta de eficiência dos programas de exercícios. Seguindo nossos conselhos, o seu sucesso será apenas questão de tempo.

1

Mude seu estilo de vida

Seguir um programa para queimar gorduras não é fácil. É só parar e pensar em quanta gente que você conhece que já fracassou ao tentar atingir este objetivo. A maioria das pessoas que inicia uma dieta e acaba retornando aos hábitos alimentares antes de obter sucesso desejado. Portanto, se deseja iniciar um plano para se manter em forma, mudanças no estilo de vida serão necessárias. Para isso, o programa de dieta com a finalidade de perder gordura deve ser realizado de forma progressiva (sem grandes restrições calóricas) e com variedades para que seja duradouro.

3

2

-

-

Beba mais água

A água é o meio pelo qual se realiza a maior parte das atividades celulares, inclusive o transporte e a queima de gorduras. Uma pessoa de 90 quilos, por exemplo, deve beber aproximadamente 3 litros de água por dia. Mantenha próxima uma garrafa de meio litro de água e encha cinco vezes ao dia, isso sem contar a hidratção pós-treino.

Consuma menos calorias do que se gasta

Para avaliar a quantidade de calorias consumidas ao dia, calcule o seu metabolismo basal (de repouso) – a quantidade de calorias habitualmente queimadas durante as atividades diárias para manter as funções básicas do organismo, sem incluir os exercícios. Utilize esta fórmula: MB = [Peso corporal (kg) x 2,2] x 13. Depois, determine quantas calorias são queimadas durante o exercício – meia hora de exercício aeróbio de intensidade moderada consome aproximadamente 350 calorias para um homem normal, e meia hora de treinamento com pesos queima cerca de 200 calorias. Adicione o valor do seu MB (metabolismo basal) às calorias que são gastas na academia e mantenha o consumo diário total de calorias abaixo deste valor.

53

superação


dicas

4

O corpo fica toda a noite sem receber energia (alimentos) e necessita de nutrientes para reconstituir-se. Um café da manhã mal feito influenciará negativamente na performance e em tudo o que você fará durante o dia. Ingira proteínas suficientes (30g-40g) e carboidratos complexos, como a aveia e frutas, para começar bem o dia.

6

Evite uma restrição drástica de calorias

54 16

Limite o consumo de açúcar

Ingerir carboidratos simples, principalmente após o treinamento, ajuda a repor as reservas de glicogênio dos músculos e do fígado. No entanto, o excesso de açúcar consumido em outros momentos do dia será acumulado como gordura. Satisfaça sua vontade de comer açúcar ocasionalmente, porém, limite o seu consumo a frutas frescas. Substitua as bebidas açucaradas, como refrescos e sucos de fruta, por água, café, chá ou sucos light.

Qualquer atleta de alta performance que reduz drasticamente as calorias na tentativa de perder gorduras descobrirá que esta não é a melhor maneira de realizar uma dieta. E o mesmo pode se aplicar para os que não competem. Ao contrário disso, busque uma redução moderada das calorias. A diminuição de ingestão de calorias diárias irá variar de acordo com as características das pessoas, sendo uma redução de 200-300 calorias para indivíduos de menor porte físico, e de 500 calorias para pessoas de porte físico maior. Isso varia também de acordo com o tipo de treino e um profissional de Educação Física e/ou nutrição deve ajudar nessa orientação.

8 9

5

Faça um café da manhã completo e equilibrado

7

Faça de 5 a 6 refeições diárias

A maioria dos indivíduos que faz dieta reduz o número de refeições na tentativa de diminuir a ingestão calórica – um erro grave. Se você faz seis refeições ao dia ao invés de três, ainda que a quantidade calórica ingerida seja a mesma, queimará mais gorduras porque ao fazer mais refeições se queima mais gordura (pelo organismo), afirmam especialistas. Calcule quantas calorias você deseja consumir por dia e reparta esta quantidade em cinco a seis refeições, assegurando-se de incluir proteínas em todas elas.

Aumente o consumo de verduras As verduras possuem muitos nutrientes, o que significa que contêm grande valor nutricional com apenas poucas calorias. Isso nos deixa saciados com menos calorias. Consuma cinco porções de verduras em lanches ou como acompanhamento. Da próxima vez que for pedir um lanche, peça com verduras ao invés de batatas fritas.

Consuma de 25 a 35 gramas de fibras ao dia A fibra reduz os níveis de insulina – além das calorias totais – e, portanto, influencia sobre o percentual de gordura corporal. A fibra absorve água e ocupa mais espaço no estômago, ajudando a aplacar a sensação de fome. Entre suas melhores fontes estão as distintas formas de aveia e feijão. Leia os rótulos dos alimentos para checar o conteúdo de fibra, mas evite seu consumo antes de treinar para evitar desconfortos.


10

Consuma mais gorduras saudáveis

As gorduras saudáveis são muito pouco utilizadas pelas pessoas que desejam perder peso. É preciso reduzir as calorias para perder gordura, no entanto, não deve haver uma redução completa das gorduras saudáveis. As gorduras demoram mais tempo para decompor-se no estômago e ajudam a controlar os níveis de açúcar no sangue, o que nos deixa mais satisfeitos e reduz a vontade por doces. Inclua em sua dieta, abacates, atum, azeitonas, frutas secas, azeites de oliva e linho.

NÃO ESCORREGUE NA DIETA Para obter o sucesso esperado na árdua tarefa de perder gordura, é preciso estar atento. Deslizes são comuns para pessoas que seguem uma dieta. Por exemplo: você faz uma dieta equilibrada com muitos carboidratos complexos, baixa ingestão de gorduras, frutas, verduras e proteínas magras. Tudo certinho. Porém, de repente, algo acontece. O dia está terminando e você vai a um restaurante fast-food e faz um pedido completo: batatas fritas, lanche gorduroso e uma bebida grande o bastante para elevar os níveis de açúcar no sangue às alturas. Decepcionado pela tragédia, para distrair, chega em casa, senta em frente à televisão e come alguns bombons. Tragédia completa! Para que isso não volte a ocorrer, apresentamos aqui algumas situações típicas e que devem ser evitadas para se manter na dieta e com uma forma física estupenda.

Deslize nº 1: Refeições exageradas Moderação. Esta é a palavra-chave para alcançar o sucesso com a dieta. Algumas pessoas excluem completamente determinados alimentos, achando que estes podem levar a episódios de voracidade. Acreditam que um simples pedaço de pizza pode levar ao consumo da pizza inteira. No entanto, existem algumas pessoas que fazem abstinência. Nada de pizza, nada de sobremesa. Nunca. Esta estratégia restritiva pode ser contraprodutiva, segundo a especialista Suzanne Girard Eberle, autora do livro “Nutrição para os esportes de resistência”. Para evitar esta situação, Eberle aconselha um sistema mais moderado para perder peso, que inclui alimentos que poderiam estar dentro da categoria “alimentos gordurosos”. Ao invés de abrir mão dos seus alimentos favoráveis, procure fazer uma moderação responsável: “Para ter sucesso com a dieta, terá que comer menos destes alimentos, porém, sem eliminá-los por completo.” Eberle acredita que as mulheres podem incluir até 150 calorias e homens 200 calorias diárias desta categoria de alimentos. Isso equivale a uma porção pequena de sorvete, por exemplo. Um pedaço de pizza pode ter um pouco menos do que 200 calorias. A conclusão é que você tem que saber quais são os seus pontos fracos e os alimentos que mais gosta e desfrute-os com moderação.

55

superação


dicas Deslize nº 2: Doces Você começa o dia com as melhores intenções, porém, quando se depara com alguns doces, não resiste. E lá se foi mais um dia perfeito. Segundo Larry Klug, fisiologista e nutricionista, os doces podem ser substituídos por opções mais saudáveis. “Se você tem acesso a alternativas mais saudáveis, consegue driblar estas tentações”, afirma Klug. Um bolo natural com creme de queijo desnatado é uma melhor opção do que um pastel ou donuts, que possuem muita gordura e açúcar. E quando estiver em um local onde são servidas apenas comidas gordurosas, a melhor opção é tentar comer antes. “Se você se sente satisfeito porque já ingeriu algo saudável e que contenha as calorias necessárias para cobrir as necessidades energéticas, é mais fácil dizer não a estes alimentos gordurosos.”

Deslize nº 3: Comer à noite De acordo com Eberle, “pessoas que comem muito à noite devem redefinir suas pausas alimentares. Pode ser que não estejam comendo o suficiente durante o dia e isso leva ao desejo de comer à noite.” Ela enfatiza que as pessoas que comem mais durante a noite tendem a estar de pé enquanto se alimentam, o que resulta em outro problema. “Sente-se enquanto estiver comendo! Quando a pessoa está de pé, tende a comer sem perceber a quantidade de comida que está ingerindo,” sugere. Para solucionar o problema, Eberle aconselha comer até os dois terços do total de calorias diário antes do jantar. “Se não alcançamos a necessidade de energia durante o dia e comemos à noite, estamos criando um cenário perfeito para aumentar a gordura corporal. Faça o contrário e coma durante o dia, dando ao corpo a energia que ele necessita. Então, reduza a quantidade de comida durante a noite”. Desta forma evitamos este deslize.

Deslize nº 4: Comer rápido Pode ser que não haja muita literatura científica relacionada com a velocidade com que se come, no entanto, as pessoas que obtiveram êxito com as dietas dirão que deve alimentar-se com calma. Os indivíduos que quase não mastigam os alimentos e os comem rapidamente, diz Klug, acabam comendo em excesso, o que leva ao aumento da gordura corporal. “É necessário um tempo para que a comida chegue ao estômago e envie um sinal ao cérebro de que o corpo já tem energia o suficiente”, afirma. À medida que o alimento passa pelo estômago, mensageiros químicos são enviados através do sistema nervoso, provocando uma sensação de saciedade e de estômago cheio. Quando se mastiga bem a comida, há maior controle de quando se está cheio e do quanto você comeu. Como diz Klug, “desfrute o processo de colocar-se em forma e manter um estilo de vida saudável.”

56 16


Ferro no esporte: qual a Importância?

O

ferro cumpre um importante papel no desempenho físico de atletas e esportistas em geral. Como componente da hemoglobina nas hemáceas (células vermelhas do sangue), o ferro permite o transporte do oxigênio para o músculo durante o exercício. Por isso, está envolvido na geração desse gás tão importante no esporte, assim, atua diretamente no processo de produção de energia. Diversas são as causas para a deficiência de ferro em atletas.A mais freqüente é a inadequada ingestão deste mineral na dieta. Isso quer dizer que a anemia poderia ser facilmente controlada pela maior ingestão de alimentos ricos em ferro. Atletas apresentam maior dificuldade em atingir as recomendações nutricionais de ferro, especialmente as mulheres, que têm que repor o ferro perdido por meio da menstruação. Um dos aspectos que determinam a baixa ingestão de ferro é o uso de dietas hipocalóricas (abaixo de 2.000 Kcal) e também a alimentação vegetariana. A modalidade esportiva praticada também pode facilitar a perda de ferro, uma vez que esportes que exigem impacto constante com o solo, como a corrida, basquete e tênis, aumentam a chamada “hemólise por impacto”, que favorece a perda de sangue pelo trato gastrointestinal. Do ponto de vista nutricional, temos um grande problema em atingir as recomendações de ferro: apenas uma média de 10% do ferro ingerido será propriamente absorvida. As melhores fontes alimentares de ferro são as carnes vermelhas e fígado. Frango e peixe também contêm quantidades apreciáveis deste mineral, e alimentos como feijão, lentilha e espinafre apresentam boas quantidades de ferro, porém, esse não é muito bem absorvido nestes alimentos. A eficiência na absorção do ferro é determinada também pelos alimentos que são consumidos na mesma refeição. Por exemplo, os alimentos que contém ácido ascórbico (vitamina C) são ótimos “facilitadores” da absorção intestinal do ferro. Dessa forma, sempre que um alimento fonte de ferro for ingerido, uma fruta ácida, rica em vitamina C, deve ser ingerida conjuntamente. No entanto, deve-se atentar para os alimentos que contenham fitatos e taninos (chás em geral; café; coca-cola), pois tais substâncias se ligam ao

nutrição Dra. Tânia Rodrigues

ferro, prejudicando a sua absorção. Alimentos que contenham cálcio também não são indicados para serem ingeridos juntamente com fontes de ferro. Isto porque ocorre a “união” entre os dois minerais, prejudicando a absorção de ambos. Os alimentos fontes de cálcio são principalmente os leites, queijos e seus derivados. Recomendações Segue abaixo recomendação de ferro (mg) diária para cada indivíduo: Sexo/idade Recomendação diária de ferro (mg) Homens 9 a 13 anos 8 14 a 18 anos 11 19 anos em diante 8 Mulheres 9 a 13 anos 8 14 a 18 anos 15 19 a 50 anos 18 51 anos em diante 8 Fonte: DRI, 2001

Dra. Tânia Rodrigues é nutricionista, especialista em Fisiologia do Exercício (UNIFESP), sócia/diretora da RGNutri Consultoria em Nutrição - São Paulo e nutricionista do Clube BM&F.

57

superação


42k Fotos: Divulgação

Maratona Beto Carrero

E

58 16

xiste um lugar no Brasil em que é possível afirmar que correr os 42,195km da maratona é pura brincadeira. Pelo segundo ano consecutivo, o Parque Carrero World, em Penha, Santa Catarina, foi palco da Maratona Beto Carrero, no dia 4 de julho. Neste ano, mais de 1.800 atletas divididos em 307 equipes de dois, quatro ou oito integrantes toparam o desafio de completar o percurso, composto por oito voltas em meio à natureza do complexo de diversão catarinense. O quarteto Companhia da Corrida-Asics GC, formado pelos atletas Giliardi Pinheiros, 29 anos, Welington Messias, 28, Natalino Nunes da Silva, 45, e Gilialdo Kobal, 24, faturou o primeiro lugar geral da prova, com 2h20min50, repetindo o feito de 2008. Como ficou em primeiro no geral, o quarteto abriu vaga para outra equipe levar o título da categoria, nesse caso, o time 42K 13, que precisou de 2h31min59 para cumprir o desafio. Ainda entre as equipes com quatro integrantes, a Amigos do Bosque Maia de Guarulhos venceu no feminino, com 3h09min50, enquanto a DDR Distribuidora/ Associação Atlética Pro Runner Team foi a primeira entre os quartetos mistos (2h44min21). Na disputa dos octetos, melhor para a 14ª Brigada de Infantaria Morotizada, campeã na disputa masculina, com 2h35min37. As oito mulheres do

O quarteto Companhia da Corrida-Asics GC (acima), campeão geral, e as meninas do octeto Phisic Running/Adidas/Marcelo Sports fizeram a festa no pódio


time Phisic Running/Adidas/Marcelo Sports chegaram em primeiro na categoria com 3h44min36, enquanto o pessoal da Repecon ficou em primeiro nas equipes mistas com 2h46min15. Entre as duplas, os homens do time Arotubi Ação e Saúde venceram com 2h55min19, enquanto as meninas da Mega Racer fecharam o percurso em 3h13min58. O título de dupla mista ficou com o time Campos Running Diadora (2h42min51). A animação dos participantes era tamanha, que teve gente pensando em estratégias para o futuro. “Na próxima vez eu quero correr primeiro para depois só ficar brincando”, disse a catarinense Silvia Rocha, 37 anos. Após concluir sua participação no evento, Silvia foi curtir a Fire Whip, a maior montanha-russa da América Latina. Outra competidora, Camila Fioresi, estava em êxtase. “Só saio daqui quando o parque fechar”, avisou. Aliás, a brincadeira deu o tom ao evento, que contou com a participação maciça de familiares dos corredores, como mulheres, maridos e filhos, caso da paulistana Ana Lucia Meira, que competiu na prova e tinha a companhia do marido Fábio Thiago Meira e dos filhos Mateus, de 7 anos, e Beatriz, 5.

Teve gente também que suou duplamente. O fotógrafo Marcos Viana “Pinguim” corre e registra os detalhes da prova ao mesmo tempo. “No começo eu corria para brincar, depois passei a correr para competir e agora corro para sobreviver.”

Ao todo, 307 equipes participaram da edição 2009 da Maratona Beto Carrero

Em clima de festa, as estátuas de dinossauros não assustaram os corredores em Florianópolis


10k

Circuito Volkswagen Run

S

60 16

egunda das três etapas do Circuito Volkswagen Run 2009, a prova disputada em São José dos Pinhais, na Grande Curitiba, no dia 19 de julho, teve como vencedores dois etíopes. Flisa Ayale Megersa, na categoria masculina, e Geletu Hirpasa, entre as mulheres, foram os primeiros a completar o percurso de 10km por dentro da fábrica da montadora no Paraná. A corrida contou com a participação de 1,5 mil pessoas, incluindo corredores profissionais, amadores e colaboradores da empresa. Na etapa em São José dos Pinhais, os competidores passaram pela linha de produção do Golf, do Fox e do CrossFox, que produz nada menos que 200 mil carros por ano. Com certa facilidade, Flisa Ayale Megersa venceu a disputa masculina ao completar o trajeto em 29min38, 20 segundos à frente do brasileiro Paulo Alves dos Santos, vice-campeão com 29min58. Completaram o pódio os atletas Damião Anselmo de Souza (30min04), Daniel Lopes Ferreira (30min16) e Willian Salgado Gomes (30min26). Entre as mulheres, a vitória de Geletu Hirpasa foi apertada. Ela cruzou a linha de chegada com 33min35, seguida de perto pela queniana Jane Katalai Kiyara, segunda colocada com o tempo de 33min38. As brasileiras Sueli Pereira da Silva (33min44), Fabiana Cristine da Silva (34min16) e Edielza Alves dos Santos (34min33) completaram o pódio. Dentre os 200 colaboradores da Volkswagen inscritos, o primeiro a completar a prova foi Aguinaldo Oliveira dos Santos, da fábrica de São Bernardo do Campo (SP), com o tempo de 34min03, o 18º no geral. Já a controladora de processos estatísticos Fabrícia Míriam Silva de Sousa, da fábrica Anchieta, foi a colaboradora que chegou em primeiro entre as mulheres, com o tempo de 53min48. Além da corrida na unidade de São José dos Pinhais (PR), o Circuito Volkswagen Run teve uma

Fotos: Divulgação

A segunda etapa do Circuito Volkswagen Run reuniu cerca de 1,5 mil participantes em prova realizada no Paraná. Os atletas etíopes foram os vencedores no masculino e no feminino

prova na fábrica de Taubaté (PR), em 14 de junho, e promoverá a última etapa em São Bernardo do Campo (SP), no dia 22 de novembro.


assinante sa

Joel dos Santos Leitão

“J

amais me imaginei correndo. Sempre pensei: ‘é coisa de gente louca’. Pois bem, mudei meu pensamento – ou fiquei louco! Meu nome é Joel dos Santos Leitão, de São Paulo, tenho 40 anos e há alguns meses contava com 101 quilos. Em maio de 2008, comecei a correr com disciplina e perseverança, controlando a alimentação e adquirindo boa condicionamento. Dizem que não podemos ser radicais com as mudanças, mas eu não quis nem saber. Cortei totalmente doces e bebidas alcoólicas, refrigerantes e tudo o mais que, como sabemos, atrapalha o emagrecimento e a aquisição de boa forma física. Pouco depois veio a tal da ‘lei seca’, e eu já estava adaptado... Em apenas dois meses de treino já contava com 86 quilos! Acordo todos os dias às 4h30 e somente consigo correr à noite, após o expediente de trabalho. Corro nas ruas da zona leste e em parques públicos, quatro vezes por semana, e nos finais de semana vou ao Ibirapuera. Ansioso por participar de minha primeira meia maratona, em 13 de julho participei da Meia Maratona Listel de Campinas, onde, aliás, conheci a SuperAção e imediatamente fiz a assinatura. Enquanto minha esposa apreciava as revistas (ganhamos 3 exemplares) e me aguardava, terminei a prova com 2h02min16. A sensação de felicidade, a alegria por cumprir um desafio desses é inenarrável. Se jamais me imaginava correndo, quanto mais participar de uma prova de 21km? Por tabela, ainda conheci aquela linda região de Campinas. Bem, como se percebe, não consigo mais me imaginar sem correr e, o pior, quando minhas pernas estão cansadas, reluto em deixar de treinar, e converso com elas... ‘aguenta aí, minha filha...’. Claro que minha meta agora é uma maratona! Não tem como ser diferente. Além do desafio pessoal, há todo um fator histórico que me fascina com re-

Arquivo pessoal

lação à distância. Mesmo sendo a potência que era, a Pérsia sucumbiu aos gregos na batalha travada na cidade de Maratona, com uma estratégia inteligente que visava não apenas a autopreservação, como também a preservação do filho mais novo daquele povo, chamado ‘democracia’. Se os gregos não vencessem a guerra de Maratona, o bebê, recém-nascido ‘democracia’ correria sério perigo, pois o rei persa com certeza dominaria a Grécia. Enfim, correr vem sendo não apenas uma forma de aperfeiçoar meu físico e melhorar minha saúde, como também adquirir conhecimento histórico, filosófico, etc. E a SuperAção tem uma boa parcela nisso. Forte abraço e parabéns pela revista.”

www.nikecorre.com

61

superação

Foto ilustrativa do kit masculino

A parceria com a Nike do Brasil continua e em toda as edições uma nova pessoa será selecionada. Se você é assinante da revista SuperAção, mande uma carta para ASSINANTE SUPERAÇÃO (Av. Nossa Senhora de Fátima, 95 - Campinas/SP, CEP 13076-000) ou envie e-mail (superacao@interesportes.com. br) com este título, nome completo, telefone e endereço do e-mail para contato, endereço completo e sua história em corridas de rua. Não esqueça das fotos, de preferência em atividade. São elas que ilustrarão as páginas e devem estar nítidas e grandes. As melhores histórias serão selecionadas pela equipe da SuperAção e Nike do Brasil para publicação, e ganharão KIT NIKE.


42k

Maratona do Rio de Janeiro

D

obradinha brasileira, uma grande festa nas ruas e famílias unidas. A manhã do dia 28 de junho foi de muita agitação, com a edição 2009 da Maratona Caixa da Cidade do Rio de Janeiro, que contou também com uma meia maratona e a Family Run, prova de 6km. Na disputa dos 42,195km, melhor para os atletas Marcos Antônio Pereira e Marizete Rezende, que deixaram os quenianos para trás e garantiram a vitória verde-amarela. Ao todo, 15,4 mil pessoas se inscreveram para os três eventos. Estreante na maratona carioca, Marcos Antônio fez uma belíssima prova, demonstrando resistência e garra. Depois de liderar até o quilômetro 15, ele foi ultrapassado pelos quenianos Willy Kimutai e Cheruiyot Kiprotich, que abriram vantagem por volta do 25º km. Persistente, Pereira seguiu em busca dos africanos e, faltando 3 quilômetros para o final, buscou um gás a mais para vencê-los. “Foi a vitória mais importante da minha carreira em 18 anos”, festejou o campeão, com o tempo de 2h17min11. “Eu estava bastante cansado, sentindo dor e vinha treinando em Itamonte, com cinco graus negativos. Mas vi os quenianos ali na frente e o público me empurrando. Aquele espírito entrou em mim e consegui superar tudo”, descreveu o atleta. Willy Kimutai, que fez o tempo de 2h17min24 e ficou com a segunda colocação, explicou que o calor e a umidade daquela manhã carioca compli-

caram seu rendimento. “Disputo a maior parte das competições na Europa e senti muito o calor e a umidade. Infelizmente, nos últimos metros não deu para segurar o brasileiro. O mais incrível é que ouvi de vários cariocas que hoje não está quente”, disse o vice-campeão. O brasileiro Marcos Alexandre Elias ficou em terceiro, com 2h18min26. Na disputa feminina, Marizete Rezende, em sua terceira participação na prova, finalmente alcançou o lugar mais alto do pódio - e com certa tranquilidade. Ela completou o percurso em 2h42min46, quase 3 minutos à frente de Idalida dos Santos, segunda colocada com 2h45min15. A atleta Conceição Maria Carvalho foi a terceira, com 2h47min01. William Cardoso venceu a meia maratona com 1h05min54, apenas 3 segundos à frente do queniano Emanuel Kipkemei Bett (1h05min57). Entre as mulheres, Edielza Guimarães, vice-campeã da maratona no ano passado, venceu com 1h16min31, mas teve de travar um duelo intenso com a experiente Marcia Narloch, segunda colocada ( 1h16min41). Durante a disputa da Family Run houve ainda o “Revezamento Olímpico”, com atletas e ex-atletas apoiando a candidatura do Rio à Olimpíada de 2016. Nelson Prudêncio, Jackie Silva, Nalbert, Miguel Angelo da Luz, Bruno Prada, Adriana Samuel, Ciro Delgado, Paulinho Villas-Boas, Sebastian Pereira e Marcus Vinícius Freire correram 500m cada, liderados por Vanderlei Cordeiro de Lima. Atletas do pelotão de frente aceleram na luta pelas primeiras posições

Tiao Moreira

62 16


calendário CORRIDAS DE RUA

70

Setembro Dia Prova 05 2ª Corrida Pedestre “Eu Quero a Paz” – 7,5km 06 Circuito SEME de Corrida de Rua 2009 – 5km 06 Corridas dos Carteiros - Rio Branco 07 Troféu Independência do Brasil – 10km 07 1ª Corrida da Independência – 6km 13 Corrida Pela Paz Caixa – 4 e 8km 13 VIII CICORRE 13 Track & Field Run Series Shopping Iguatemi – 10km 13 Circuito SEME de Corrida de Rua 2009 – 5km 13 CasaCor Eco Running 7K 13 5ª Corrida dos Fuzileiros Navais 13 Corrida de Aniversário da Sogipa – 5 e 10km 13 79ª Volta da Penha – 10km 13 Circuito das Estações Adidas – PRIMAVERA 13 Circuito Popular de Corridas CAIXA – 6km 13 23ª Corrida Pedestre N.S. da Penha – 6,2km 19 23ª Corrida Infanto-Juvenil - Corpore 19 Corrida de Aniversário da AASP – 6km 20 Cross Country de Nova Friburgo - Adventure RJ 20 Running for Nature - Desafio das Matas - 8km 20 Circuito da Longevidade Bradesco 20 Eco Desafio Adventure de Pedestre 20 Rio Preto Shopping 10 Milhas – 16,09km 20 27ª Volta USP São Carlos – 5 e 10km 20 Circuito das Estações Adidas – PRIMAVERA 20 Bragança 10K 26 Circuito Mongaguá de Corridas - 4ª Etapa – 10km 27 Circuito SEME de Corrida de Rua 2009 – 5km 27 Track & Field Run Series BH Shopping – 10km 27 Circuito de Corridas da CAIXA – 5 e 10km 27 Corrida Ecológica de Marica – 15km 27 3ª Prova Ecológica Ilha Porchat – 10km 27 Circuito das Estações Adidas – PRIMAVERA 27 26ª Corrida Integração – 10km

Local Piracicaba/SP São Paulo/SP Brasília/DF São Paulo/SP Guararema/SP São Paulo/SP Recife/PE Porto Alegre/RS São Paulo/SP Campinas/SP Brasília/DF Porto Alegre/RS São Paulo/SP Belo Horizonte/MG São Paulo/SP Araçariguama/SP São Paulo/SP Sorocaba/SP Nova Friburgo/RJ Belo Horizonte/MG Ribeirão Preto/SP São Paulo/SP Rio Preto/SP São Carlos/SP Brasília/DF Brag. Paulista/SP Mongaguá/SP São Paulo/SP Belo Horizonte/MG Fortaleza/CE Marica/RJ São Vicente/SP São Paulo/SP Campinas/SP

Data de inscrição Até 03/09 Até 03/09 A confirmar Até 03/09 Até 03/09 Até 01/09 Até 09/09 Até 06/09 Até 10/09 Até 09/09 A confirmar Até 08/09 Até 09/09 Até 23/08 2kg alimento A confirmar A confirmar Até 11/09 Até 17/09 Até 17/09 Até 16/09 Até 11/09 Até 17/09 Até 15/09 Até 29/08 A confirmar Até 11/09 Até 23/09 Até 20/09 Até 19/09 A confirmar Até 28/08 Até 24/08 Até 19/09

Valor R$ 10 Gratuito A confirmar De R$ 22,50 a R$ 45 R$ 2,80 De R$ 35 a R$ 40 R$ 8,00 R$ 70 Gratuito De R$ 55 a R$ 70 A confirmar De R$ 30 a R$ 35 De R$ 30 a R$ 35 De R$ 51 a R$ 71 A confirmar A confirmar De R$ 20 a R$ 30 De R$ 10 a R$ 30 De R$ 15 a R$ 30 R$ 50 De R$ 10 a R$ 20 Gratuito De R$ 30 a R$ 60 De R$ 10 a R$ 25 De R$ 46 a R$ 66 A confirmar De R$ 30 a R$ 35 Gratuito R$ 70 De R$ 25 a R$ 30 R$ 35 R$ 35 De R$ 56 a R$ 76 De R$ 50 a R$ 60

Outubro Dia Prova 03 Corrida Noturna – 4, 8 e 12km 03 Alphaville Running Kids - 2ª Etapa 04 IX CICORRE 04 9ª Corrida da Graciosa – 20km 04 Iguatemi Kids Run 2009 04 Circuito Ilhabela de Corrida de Rua - 3ª etapa – 8km 04 Circuito SEME de Corrida de Rua 2009 – 5km 04 Circuito Mizuno 10 Milhas Brasil 04 Circuito Peruíbe de Corridas 2009 - 2ª Etapa 04 9ª Corrida Equipe Bill – 7km 10 5ª Etapa Circuito das Praias – 8km 10 10 Km Prima Poços 11 4ª Corrida Escolar A Tribuna 11 Circuito SEME de Corrida de Rua 2009 – 5km 11 Circuito das Estações Adidas - PRIMAVERA 11 Corrida Corpore WTC – 4 e 8km 11 Prova Pedestre Viva Feliz 10k Brasília – 10 e 5km 12 6ª Corrida Santos Dumont – 5 e 10km 18 Track&Field Run Series - Park Shopping – 5 e 10km 18 Circuito da Longevidade Bradesco 18 Circuito de Corridas da CAIXA – 5 e 10km 18 II Meia-Maratona da Superação – 19, 7,6 e 3,8km 18 Circuito Bar do Mané de Corridas de Rua 24 11ª Corrida Pão de Açúcar Kids 25 2ª Rústica Panorâmica Deck da Barra do Norte – 5 e 10km 25 Shopping Aricanduva – Corpore 25 Corrida do Imperador – 10km 25 Alphaville Running (4ª etapa)

Local São Paulo/SP Barueri/SP Recife/PE Morretes/PR São Paulo/SP Ilhabela/SP São Paulo/SP Belo Horizonte/MG Peruíbe/SP Mairinque/SP Cubatão/SP Poços de Caldas/MG São Vicente/SP São Paulo/SP Rio de Janeiro/RJ São Paulo/SP Brasília/DF São Paulo/SP Brasília/DF São José Campos/SP Curitiba/PR Rio de Janeiro/RJ Guaratinguetá/SP São Paulo/SP Bal. Camboriú/SC São Paulo/SP Petrópolis/RJ Barueri/SP

Data de inscrição Até 30/09 Até 30/09 Até 30/09 Até 25/09 Até 30/09 Até 02/10 Até 01/10 Até 5.000 atletas Até 29/09 Até 30/09 Até 07/10 A confirmar A confirmar Até 08/10 Até 14/09 A confirmar Até 05/10 Até 08/10 Até 11/10 A confirmar Até 10/10 Até 15/10 Dia 18/10 A confirmar Até 22/10 A confirmar Até 16/10 Até 22/10

Valor Informações De R$ 30 a R$ 40 www.yescom.com.br A confirmar www.zarrobrasil.com.br R$ 8,00 www.ativo.com R$ 60 www.procorrer.org.br A confirmar www.kidsrun.com.br Gratuito www.ativo.com Gratuito www.ativo.com De R$ 46 a R$ 132 www.10milhas.com.br R$ 15 www.webrun.com.br De R$ 10 a R$ 20 www.runnerbrasil.com.br De R$ 35 a R$ 80 www.th5eventos.com.br A confirmar www.enaf.com.br A confirmar www.atdigital.com.br Gratuito www.ativo.com De R$ 51 a R$ 61 www.circuitodasestacoes.com.br A confirmar www.corpore.org.br De R$ 30 a R$ 40 www.yescom.com.br De R$ 22,50 a R$ 45 www.jjseventos.com.br R$ 70 www.trackandfield.com.br A confirmar www.corridadalongevidade.com.br De R$ 30 a R$ 35 www.circuitocaixa.com.br De R$ 25 a R$ 30 www.ativo.com De R$ 3,00 a R$ 10 (12) 3132-6016 A confirmar www.pakids.com.br De R$ 15 a R$ 30 www.luizfelicio.com A confirmar www.corpore.org.br De R$ 15 a R$ 35 www.corridadoimperador.com A confirmar www.zarrobrasil.com.br

Novembro Dia Prova 01 3ª Corrida de Espírito Santo do Pinhal – 10km 01 Circuito Mizuno 10 Milhas Brasil

Local E. S. do Pinhal/SP Brasília/DF

Data de inscrição Até 26/10 A confirmar

Valor Informações R$ 20 www.aapinhal.com.br A confirmar www.10milhas.com.br

Informações www.ativo.com www.ativo.com www.corredorderua.com.br www.jjseventos.com.br www.runnerbrasil.com.br www.yescom.com.br www.ativo.com www.trackandfield.com.br www.ativo.com www.ativo.com www.corredorderua.com.br www.corpa.esp.br www.runnerbrasil.com.br www.circuitodasestacoes.com.br www.htsports.com.br (11) 4204-1072 www.corpore.org.br www.aaspatletismo.com.br www.prodesporte.com.br www.desafiodasmatas.com.br www.corridadalongevidade.com.br www.ativo.com www.ativo.com www.sc.usp.br/voltausp www.circuitodasestacoes.com.br www.marinhofitness.com.br www.runnerbrasil.com.br www.ativo.com www.trackandfield.com.br www.circuitocaixa.com.br www.ativo.com (13) 3467-1977 www.circuitodasestacoes.com.br www.corridaintegracao.com.br


01 01 08 08 08 08 14 15 15 15 15 15 15 15 15 15 22 22 22 22 29 29 29 29

Circuito Vênus (4º etapa) – 5 e 10km 10km SESC Praia 10K Brasil CAIXA X CICORRE Circuito Ilhabela de Corrida de Rua - 4ª etapa – 7km 3° Encontro Coop de Corrida e Caminhada – 10km Corrida Novo Nordisk Mudando o Diabetes – 5 e 10km Corrida BH 10 km Cemig Energia Vital - 7ª Edição Circuito de Corridas da CAIXA – 5 e 10km Circuito de Corridas da CAIXA – Etapa Infantil 15ª Corrida de Pedestres do Soneca – 7km Circuito Vênus (4º etapa) – 5 e 10km Circuito da Longevidade Bradesco II Corrida 6 milhas Oticas Guarapari – 9,654km 13ª Prova Pedestre “Bar do Mané” Beach Cross Ilhabela – 10 e 12km Volkswagen Run 10k Anchieta São Paulo Classic Zumbi dos Palmares – 4,3 e 10km Circuito de Corridas da CAIXA – 5 e 10km Rock’ n Run – 3 e 10km Track&Field Run Series - Shopping Villa-Lobos 10K Rio Corrida Panamericana 5ª AT Revista 8k Circuito Peruíbe de Corridas 2009 - 3ª Etapa

Rio de Janeiro/RJ Bertioga/SP São Paulo/SP Recife/PE Ilhabela/SP Santo André/SP São Paulo/SP Belo Horizonte/MG São Paulo/SP São Paulo/SP São Paulo/SP São Paulo/SP Sorocaba/SP Guarapari/ES Guaratinguetá/SP Ilhabela/SP São Bernando/SP São Paulo/SP Brasília/DF São Paulo/SP São Paulo/SP Rio de Janeiro/RJ Guarujá/SP Peruíbe/SP

Até 01/10 A confirmar Até 01/11 Até 04/11 Até 06/11 A confirmar Até 10/11 Até 12/11 Até 07/11 A confirmar Até 05/11 Até 30/10 A confirmar Até 14/11 Até 06/11 A confirmar Até 10/11 A confirmar Até 14/11 A confirmar Até 22/11 Até 20/11 A confirmar Até 24/11

R$ 80 www.ativo.com A confirmar www.th5eventos.com.br De R$ 35 a R$ 40 www.yescom.com.br R$ 8,00 www.ativo.com Gratuito www.ativo.com A confirmar www.coop-sp.com.br R$ 30 www.yescom.com.br De R$ 22,50 a R$ 45 www.jjseventos.com.br De R$ 35 a R$ 40 www.circuitocaixa.com.br R$ 25 www.circuitocaixa.com.br De R$ 25 a R$ 35 www.corridadosoneca.com.br R$ 80 www.ativo.com A confirmar www.corridadalongevidade.com.br R$ 15 www.oticasguarapari.com.br De R$ 15 a R$ 40 www.runnerbrasil.com.br A confirmar www.th5eventos.com.br R$ 50 www.vw.com.br/vwrun A confirmar www.corpore.org.br De R$ 30 a R$ 35 www.circuitocaixa.com.br A confirmar www.rocknrun.com.br R$ 110 www.trackandfield.com.br De R$ 30 a R$ 400 www.yescom.com.br A confirmar www.atdigital.com.br R$ 15 www.webrun.com.br

Setembro Dia Prova 06 XIII Meia Maratona Internacional do Rio de Janeiro 13 Meia Maratona Faz um 21 – Petrópolis 20 II Meia Maratona Volta da Ilha de Vitória 27 Meia Maratona das Pontes – 10 e 21km

Local Rio de Janeiro/RJ Petrópolis/RJ Vitória/ES São Paulo/SP

Data de inscrição Até 31/08 Até 09/09 Até 11/09 Até 13/09

Valor De R$ 45 a R$ 80 De R$ 21 a R$ 42 R$ 20 R$ 70

Outubro Dia Prova 11 1ª Meia Maratona Pedestre In Serra 11 Meia-Maratona Internacional do Pantanal 25 2ª Meia Maratona Cidade de Pomerode 25 5ª Meia Maratona Frei Galvão 25 3ª Meia Maratona do Servidor Público

Local Serra Negra/SP Campo Grande/MS Pomerode/SC Guaratinguetá/SP Porto Alegre/RS

Data de inscrição Até 08/10 Até 30/09 A confirmar Até 24/10 Até 19/10

Valor Informações R$ 40 www.ativo.com De R$ 15 a R$ 25 www.fiems.org.br A confirmar www.meiamaratonapomerode.com.br De R$ 25 a R$ 30 www.runnerbrasil.com.br De R$ 30 a R$ 35 www.corpa.esp.br

Novembro Dia Prova 29 3ª Meia Maratona de Blumenau 29 Meia Maratona Faz um 21 – Niterói

Local Blumenau/SC Niterói/RJ

Data de inscrição Até 26/11 Até 25/11

Valor De R$ 20 a R$ 35 A confirmar

Informações www.meiamaratonablumenau.com.br www.ativo.com

Setembro Dia Prova 13 Maratona das Praias Bertioga 2009 27 3ª Maratona Internacional de Foz do Iguaçu Sesc PR

Local Bertioga/SP Foz do Iguaçu/PR

Data de inscrição Até 06/09 A confirmar

Valor De R$ 40 a R$ 60 A confirmar

Informações www.th5eventos.com.br www.sescpr.com.br

Novembro Dia Prova 22 Maratona de Curitiba

Local Curitiba/PR

Data de inscrição Até 21/11

Valor De R$ 45 a R$ 55

Local Petrópolis/RJ Salvador/MG São Paulo/SP Campos do Jordão/SP Gramado/RS Brasília/DF

Data de inscrição Até 09/09 Até 14/09 Até 20/08 Até 22/08 Até 05/09 Até 20/09

Valor De R$ 21 a R$ 42 De R$ 160 a R$ 250 De R$ 100 a R$ 400 De R$ 100 a R$ 150 De R$ 70 a R$ 210 De R$ 350 a R$ 400

MEIA MARATONA Informações www.yescom.com.br www.ativo.com www.premium.srv.br (11) 3051-3748

MARATONA

Informações www.maratona.curitiba.pr.gov.br

REVEZAMENTO

Setembro Dia Prova 13 Meia Maratona Faz um 21 – Petrópolis – 21km 20 Meia Maratona de Salvador de Revezamento 20 17ª Maratona Pão de Açúcar de Revez. de São Paulo 26 Aventura Campos do Jordão – 142km 26 1º Adventure Running 27 Super 40km de Revezamento – Etapa Brasília

71

superação

Informações www.ativo.com www.yescom.com.br www.maratonaderevezamento.com.br www.corpore.org.br www.ativo.com www.yescom.com.br


calendário Outubro Dia Prova 04 Revezamento 21K Track&Field 17 Maratona de Revezamento Bertioga–Maresias - 75km 18 Meia Maratona Faz um 21 - São Gonçalo 18 Mountain Do Lagoa da Conceição – 73km 25 Meia Maratona de Revez. Eco Run

Local Campinas/SP Bertioga/SP São Gonçalo/RJ Florianópolis/SC Maceió/AL

Data de inscrição Até 19/09 Até 09/10 Até 14/10 Até 25/09 A confirmar

Valor Informações De R$ 70 a R$ 210 www.latinsports.com.br De R$ 70 a R$ 900 www.ciadeeventos.com.br De R$ 10,50 a R$ 21 www.ativo.com De R$ 340 a R$ 1.080 www.mountaindo.com.br A confirmar www.ecorun.com.br

Novembro Dia Prova 08 Ayrton Senna Racing Day – 42,2km 15 1ª Maratona Pão de Açúcar de Revezamento 15 5ª Maratona Revezamento Paquetá Esportes ASICS

Local São Paulo/SP Rio de Janeiro/RJ Porto Alegre/RS

Data de inscrição Até 25/10 A confirmar Até 05/11

Valor Informações De R$ 110 a R$ 440 www.ayrtonsennaracingday.com.br A confirmar www.maratonaderevezamento.com.br A confirmar www.paquetaesportes.com.br

Setembro Dia Prova 26 2º Desafio Pico do Itapeva – 48km

Local Campos do Jordão/SP

Data de inscrição Até 120 atletas

Valor Informações De R$ 150 a R$ 180 www.corpore.org.br

Outubro Dia Prova 23 Super Maratona e Meia Maratona de Friburgo – 50km 24 8º Desafio Praias e Trilhas – 84km

Local Nova Friburgo/RJ Florianópolis/SC

Data de inscrição Até 18/08 Até 15/10

Valor Informações De R$ 25 a R$ 80 www.ativo.com De R$ 230 a R$ 570 www.ecofloripa.com

Novembro Dia Prova 28 II Ultramaratona Rio 24h - Fuzileiros Navais

Local Rio de Janeiro/RJ

Data de inscrição Até 20/11

Valor Informações De R$ 200 a R$ 250 www.corpore.org.br

ULTRAMARATONA


PROVAS INTERNACIONAIS MEIA MARATONA Setembro Dia Prova 05 Fjord Norway Half Marathon 06 24th Nike Budapest Int’l Half Marathon 06 Medio Maratón Atlas de Guadalajara 06 Pila Int’l Half Marathon 06 Fresh ‘n’ Lo Great Half Marathon 06 Reebok Bristol Half Marathon 12 Stockholm Half Marathon 12 Novosibirsk Half Marathon 13 Media Maraton Int’l Ciudad de Medellin 20 Turin Half Marathon 20 XXI Media Maratón de Buenos Aires 27 Dexia Bil Route du Vin Half Marathon

Local Noruega Hungria México Polônia Grã-Bretanha Grã-Bretanha Suécia Rússia Colômbia Itália Argentina Luxemburgo

Outubro Dia Prova Local 04 RTP Half-Marathon of Portugal Portugal 18 St Denis Half Marathon Paris Novembro Dia Prova 01 NG New York City Marathon 01 Airtel Delhi Half Marathon 02 UWI-SPEC Half Marathon 06 Sharm El Sheikh Half Marathon 15 Big Sur Half Marathon on Monterey Bay 15 Marabana Half & Full Marathon 15 Garda Trentino Half Marathon 22 Medio Marathon Ciudad de Valencia 22 Cyprus Aphrodite Half Marathon 22 21k Nuevo Leon 23 Medio Mara de Quito Mitad del Mundo 29 UNICEF Charity Run Half Marathon

Informações www.knarvikmila.no www.budapestmarathon.com www.mediomaratonatlas.com www.pila.halfmarathon.pl www.runglasgow.org www.bristolhalfmarathon.com

www.stockholmhalfmarathon.se

www.marafon.nsk.ru http://maratonmedellin.com www.turinmarathon.it www.championchip.com.ar http://routeduvin.rtl.lu Informações

www.maratonaclubedeportugal.com www.saint-denis-marathon.com

Local EUA Índia

Informações www.ingnycmarathon.org adhm.indiatimes.com

EUA Cuba Itália Espanha Chipre México Equador Hong Kong

www.bigsurhalfmarathon.org www.inder.cu www.trentinoeventi.it www.correcaminos.org www.runclub.com.cy www.emociondeportiva.com www.quito21k.com http://unicef.org.hk

Setembro Dia Prova 05 Jungfrau Marathon 05 Ruska Maraton 06 Torshavn Marathon 06 2ª Maratona de Punta Del Este 06 Kaua’i Marathon and Half 13 Maraton Wroclaw 13 Moscow Int’l Peace Marathon 13 Vilnius Marathon & Half 13 Tallinn Marathon 20 Hans Christian Andersen Marathon 20 Sydney Marathon 20 real, Berlin Marathon 20 Dam tot Damloop 20 Maui Marathon & Half Marathon 20 Varazdinski Polumarathon 21 Maraton Leon Independencia 27 Maraton de la Ciudad de México 27 Nedbank Cape Town Marathon 27 Lake Tahoe Marathon 27 Scotiabank Toronto Waterfront 27 International Lake Garda Marathon 27 Fortis Singelloop Utrecht 27 Maratonina “Citta Di Udine”

Local Suíça Finlândia Ilhas Faroé Uruguai EUA Polônia Rússia Lituânia Estônia Dinamarca Austrália Alemanha Holanda EUA Croácia México México África do Sul Estados Unidos Canadá Itália Holanda Itália

Informações www.jungfrau-marathon.ch/ws www.ruskamaraton.com http://torshavnmarathon.com

Outubro Dia Prova 04 Ford Cologne Marathon 04 24th Spar Budapest International 04 Baxters Loch Ness 04 Maratón de Guayaquil 04 Medtronic Twin Cities Marathon 04 Kosice Peace Marathon 04 ING Brussels Marathon and Half 04 TBIM Taiwan Boulevard International 11 Portland Marathon

Local Alemanha Hungria Grã-Bretanha México EUA Eslováquia Bélgica Taiwan EUA

Trinidad e Tobago sta.uwi.edu/spec/marathon Egito www.sharmelsheikhhalfmarathon.com

MARATONA

www.maratondepuntadeleste.com.uy

www.thekauaimarathon.com www.wroclawmaraton.pl www.marafon.msk.ru www.maratonas.lt www.jooks.ee www.hcamarathon.dk www.runthebridge.com.au www.real-berlin-marathon.com www.damloop.nl www.mauimarathon.com www.marathon95.hr

www.maratonindependencia.com.mx

www.maraton.df.gob.mx www.wpa.org.za www.laketahoemarathon.com

www.torontowaterfrontmarathon.com

www.lakegardamarathon.com http://athletic.nl/singelloop/nl www.maratoninadiudine.it

Informações www.koeln-marathon.de www.budapestmarathon.com www.lochnessmarathon.com www.dm3.com www.mtcmarathon.org http://kosicemarathon.com www.sport.be www.sportsnet.org.tw www.portlandmarathon.org

11 11 11 11 11 11 11 11 11 17 18 18 18 18 18 18 18 18 25 25 25 25 25 25 25 25 25 25 26 26

Zagreb Marathon & Half Marathon Croácia Samsung Melbourne Marathon Austrália Royal Victoria Marathon Canadá Timisoara Marathon Romênia Ferrari Italian Marathon Itália Poznan Marathon Polônia Novi Sad NIS Marathon Sérvia Okanagan International Marathon Canadá Eindhoven Marathon Holanda Amman International Marathon Jordânia Bucharest City Marathon & Half Romênia Amsterdam Marathon Holanda Beijing International Marathon China Marathon del Mediterrâneo Espanha Toronto Marathon and Half Canadá Istanbul Eurasia Marathon Turquia Maraton Internacional de Guadalajara México Dong-A Ilbo Gyeongju International Coréia do Sul Marine Corp Marathon EUA Venice Marathon Itália Commerzbank Frankfurt Marathon Alemanha Ljubljanski Marathon Eslovênia Aland Marathon Finlândia Lausanne Marathon Suíça Niagara Falls International Marathon Canadá Marathon International De Casablanca Marrocos Maratón Turístico Nuevo Vallarta México Chosunilbo Chunchon Int’l Marathon Coréia do Sul Standard Chartered Nairobi Marathon Quênia Adidas Dublin Marathon Irlanda

Novembro Dia Prova Local 01 JoongAng Seoul I’ntl Marathon Coréia 01 Bass Pro Shops Springfield EUA 07 Taroko Gorge Marathon Taipei 08 Marathon des Alpes-Maritimes França 08 Porto Marathon Portugal 08 Athens Classic Marathon Grécia 22 Maraton Internacional de Zaragoza Espanha 22 Philadelphia Marathon EUA 22 Standard Chartered Bangkok Tailândia 27 Malta Int’l Challenge Marathon Malta 29 XXVI Firenze Marathon Itália 29 Amica Insurance Seattle Marathon EUA 29 Shanghai Marathon for the Toray China 29 Maraton de San Sebastian Espanha 29 Lake Kawaguchi Marathon Japão 29 Marathon of la Rochelle Serge Vigot França

www.z-as.hr www.melbournemarathon.com.au www.royalvictoriamarathon.com www.marathon.ro www.italianmarathon.it www.marathon.poznan.pl www.marathon.org.yu www.events.runningroom.com www.marathoneindhoven.nl www.amman-marathon.com www.bucharestcitymarathon.com www.amsterdammarathon.nl www.beijing-marathon.com www.maratodelmediterrani.com www.runtoronto.com www.istanbulmarathon.org www.maraton.com.mx marathon.donga.com/gyeongju.html www.marinemarathon.com www.venicemarathon.it www.frankfurt-marathon.com www.ljubljanskimaraton.si www.marathon.aland.fi www.lausanne-marathon.com www.niagarafallsmarathon.com www.casablanca-marathon.com www.mediomaratonnuevovallarta.com http://marathon.chosun.com www.nairobimarathon.com http://dublinmarathon.ie Informações http://marathon.joins.com www.basspro.com www.sportsnet.org.tw www.marathon06.com www.runporto.com www.athensclassicmarathon.gr www.zaragozamaraton.com www.philadelphiamarathon.com www.bkkmarathon.com/thai www.marathonchallengemalta.com www.firenzemarathon.it www.seattlemarathon.org www.shmarathon.com www.maratondonostia.com www.sports-info.co.jp www.marathondelarochelle.com

PROVAS DE PISTA Setembro Dia Prova 12 Final Mundial do Atletismo

Local Grécia

Informações www.cbat.org.br

Outubro Dia Prova 11 Campeonatos Sul-Americanos 11 Mundiais de Meia-Maratona 25 1ª Etapa – Circuito Sul-Americano 31 2ª Etapa – Circuito Sul-Americano

Local Argentina Grã-Bretanha Guiana Suriname

Informações www.cbat.org.br www.cbat.org.br www.cbat.org.br www.cbat.org.br

Novembro Dia Prova Local 15 3ª Etapa – Circuito Sul-Americano Panamá

Informações www.cbat.org.br

ULTRAMARATONA Outubro Dia Prova 31 50Km World Trophy Final

Local Gibraltar

Informações www.gaaa.gi

Novembro Dia Prova 13 9th Pharaonic 100km

Local Egito

Informações www.egyptianmarathon.net

73

superação


Riscos nas lesões musculares

A

s lesões musculares são muito comuns na prática esportiva e alguns fatores de risco são apontados como desencadeantes, sendo os mais frequentes: deficiências de flexibilidade, desequilíbrios de força entre músculos de ações opostas (agonistas e antagonistas), lesões musculares pregressas, reabilitação incompleta, distúrbios nutricionais, distúrbios hormonais, alterações anatômicas e biomecânicas, lesões da coluna vertebral, infecções e fatores relacionados ao treinamento (aquecimento inadequado, falta de coordenação de movimentos, técnica incorreta, sobrecarga e fadiga muscular).

Fadiga muscular

A sobrecarga representa um dos princípios do treinamento esportivo. Não há hipertrofia muscular sem que ocorram as adaptações de uma carga elevada imposta ao músculo. Durante o treinamento, a sobrecarga gerada pode resultar em fenômenos de fadiga muscular, o que predispõe os grupos musculares envolvidos ao aparecimento de lesões. Durante a fadiga, o sistema neuromuscular perde provisoriamente a sua habilidade de controlar as forças impostas, gerando alterações na mecânica do movimento. A lesão muscular, portanto, também pode ser gerada quando um músculo não está preparado para receber uma carga com intensidade e duração além da sua capacidade.

Deficiências de força

Estudos revelam que diferenças de força entre músculos agonistas e antagonistas inferiores a 60% sugerem predisposição ao aparecimento de lesões. A recuperação da força e da coordenação nos gestos esportivos específicos tem fundamental importância na prevenção. A recidiva de lesões musculares é menor nos atletas com normalização de desequilíbrios musculares.

Flexibilidade

A flexibilidade nos músculos isquiotibiais e quadríceps tem sido relacionada com a alta incidência de lesões musculares.

Músculos biarticulares

Os grupos musculares biarticulares (atravessam duas articulações) são geralmente superficiais, apresentam grande velocidade de contração e baixa capacidade de suportar tensão. São mais propensos à lesão por serem restritores dos movimentos articulares,

MEDICINA ESPORTIVA Dr. Cristiano Frota de Souza Laurino

atravessam duas articulações adjacentes e apresentam predomínio de contração excêntrica, como observado nos músculos isquiotibiais, reto femoral e tríceps da perna. Dentre os músculos mais frequentemente acometidos por lesões, os isquiotibiais são biarticulares, limitam a extensão do joelho com o quadril flexionado e atuam na desaceleração da extensão do joelho durante a corrida. Alguns parâmetros influenciam os músculos isquiotibiais durante movimentos de alto risco, como inclinação do tronco para frente, velocidades sub-máximas ou máximas, aumento da distância da passada, máximo estiramento durante os momentos finais da fase de balanço e máxima contração durante os momentos iniciais da fase de apoio.

Tipos de fibras musculares

Os grupos musculares com predominância estrutural de fibras do tipo II B (de contração rápida) são os mais frequentemente acometidos pelos estiramentos musculares.

Lesões musculares pregressas

Estas lesões representam fator de risco importante nos casos dos estiramentos. A perda de força gerada e não devidamente readquirida e a perda de segmentos de fibras musculares substituídas por tecido fibroso não contrátil são algumas das razões que predispõem às recidivas frequentes na prática esportiva. Lesões musculares pregressas podem produzir grandes áreas de tecido cicatricial não contrátil e comprometer a eficiência da contração muscular. A falta de coordenação dos movimentos pode ser decorrente de perdas de tecido muscular, substituição por tecido fibroso e perda da inervação de segmentos musculares. Bons treinos! Dr. Cristiano Laurino é Mestre em Ortopedia e Traumatologia pela UNIFESP. Diretor Científico do Comitê de Traumatologia Desportiva da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT). Membro da American Academy of Orthopaedic Surgeons (AAOS). Médico do Clube de Atletismo BM&F/BOVESPA. Assessor Médico da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt).

63

superação


20k

Corpore Fuzileiros Navais

M

pódio ainda contou com Leandro Melo de Souza (15min18) e Rodrigo Pereira de Menezes Lira (15min34). As corredoras Maria Aparecida Angelo (18min57), Vera Betania Bazílio Rosa (19min28) e Ana Cristina da Silva Pimenta (19min24) foram as mais rápidas no percurso de 5 mil metros. Paralelamente às provas com corredores de elite e amadores, a Corrida dos Fuzileiros Navais teve a disputa dos pelotões, que largavam um a um e a definição do grupo vencedor se dava pelo tempo líquido. Pelo regulamento, a distância entre o primeiro membro do pelotão e o último não pode ultrapassar oito segundos. Pela sexta vez, o Batalhão Humaitá ficou com o título. O clima ameno favoreceu os corredores na prova carioca Divulgação

64 16

ilhares de corredores se reuniram para a disputa da RJ Classic - 22ª Corrida dos Fuzileiros Navais, na manhã do dia 19 de julho, no Aterro do Flamengo. Os percursos, de 5km, 10km e 20km, ficaram coloridos com a presença dos atletas, que largaram em frente ao Monumento aos Expedicionários da II Guerra Mundial (Monumento aos Pracinhas). A largada geral aconteceu às 8h, e os atletas aproveitaram o clima ameno para apertar o ritmo e registrar ótimos tempos nas diversas distâncias. Na disputa dos 20km, Clodoaldo Ferreira da Silva venceu com o tempo de 1h03min49, pouco mais de 2 minutos de vantagem para Auderi Moreira Duarte, segundo colocado com 1h05min54. Vilmar Gonçalves de Carmargo foi o terceiro, com 1h05min58. Entre as mulheres, Denise Paiva Lucas Campos foi a primeira a completar o percurso, com 1h16min39. Ela teve a companhia das atletas Andrea Folegatti de Souza Melo (1h22min49) e Fernanda da Nobrega dos Santos (1h26min22), segunda e terceira colocadas, respectivamente. Na prova dos 10km, disputa acirrada pela vitória no masculino. Eduardo Peralta Tavares e Leandro Ramiro Silva de Almeida marcaram praticamente o mesmo tempo - 31min24 - mas Tavares cruzou primeiro a linha de chegada. Eder Gomes de Mattos ficou em terceiro, com 32min. Na disputa feminina, Antonia Lemos de Sousa levou a melhor, com 40min45, contra os 41min53 de Maria Vendrame, segunda colocada. Aparecida dos Anjos de Andrade terminou na terceira colocação (43min41). Na prova mais rápida, o atleta Márcio de Souza precisou de 15min16 para vencer os 5km. O


pergunte ao treinador

SuperAção tira suas dúvidas “Oi, SA. Quando quero me hidratar, prefiro tomar água gaseificada ao invés da normal. Há alguma contra-indicação nisso? Tenho a impressão de que mata mais minha sede. Um abraço.” Fernando R. Soares São Carlos-SP Resposta: Olá, Fernando! Tudo bem? A água com gás não tem contra-indicação. Os sais presentes nela não são um risco e o teor levemente mais ácido também não acarreta problemas. A questão de “matar mais a sede” vai do gosto pessoal. Bons treinos! Danilo Balu “Não sou um corredor voraz por tempos, mas gosto muito da atividade. Só que não consigo, e nem quero, deixar de tomar uma cervejinha com os amigos nos

finais de semana. O problema é que, no dia de prova, acordo meio preguiçoso e, muitas vezes, até desisto de ir. Tem alguma dica pra eu levantar mais disposto?” Rubens A. Lins Porto Alegre-RS Resposta: Olá, Rubens! Nesse caso que você descreveu, acredito que antes de uma prova você deve reservar um pouco mais de tempo de sono nas duas noites anteriores à prova e também diminuir o consumo de cerveja ou qualquer outra bebida alcoólica na véspera. Não há um alimento em específico que vá substituir esse cuidado simples. Boas corridas! Danilo Balu “Sei que manter a postura durante a corrida, com os braços

em movimento, é o ideal. Mas, às vezes, os braços pesam e relaxo, não ajudando no movimento da corrida e fico correndo com eles soltos. Isso pode me prejudicar ou trazer algum dano, como lesão, tombo, etc.? Abraço.” Allan S. Moraes Rio de Janeiro-RJ Resposta: Allan é até interessante que relaxe os braços por alguns breves momentos, algo em torno de 30 segundos a cada 20 ou 25 minutos de treino ou prova. Ao fazer isso, não somente os braços, mas a região do pescoço e até mesmo a parte superior das costas, podem relaxar e contribuir para a manutenção de uma boa mecânica dos movimentos. Boas corridas! Renato Dutra

Conheça o nosso time Prof. ­Danilo Balu ­Bacharel em ­Esporte e graduado em ­Nutrição pela USP Prof. ­Nelson ­Evêncio CREF nº 016048-G/SP ­Graduado em ­Educação ­Física pela ­Faculdade Osec Pós-­Graduado em ­Treinamento ­Desportivo FMU ­Equipe ­Nelson ­Evêncio ­Assessoria ­Esportiva

Prof. ­Renato ­Dutra CREF 991-G/SP ­Bacharel em ­Esporte pela USP Pós-­graduado em ­Treinamento ­Desportivo pela ­Escola ­Paulista de ­Medicina ­Sócio-­Treinador da Ação ­Total ­Consultoria em ­ Qualidade de Vida

Prof. ­Cláudio ­Roberto de ­Castilho CREF nº 008333-G/SP - CBAt 489 ­Graduado em ­Educação ­Física pela UMC Pós-­Graduado em ­Treinamento ­Desportivo pela FMU ­Equipe ­Saúde & ­Performance ­Atividade ­Física

SuperAção tira dúvidas sobre treinamento, nutrição e tudo relacionado ao esporte. Para isso, firmou parceria com um time de profissionais com competência comprovada e respeito no meio. Para participar, escreva para nós: Av. Nossa Sra. de Fátima, 95, Taquaral - Campinas-SP, Cep 13076-000 ou envie e-mail para superacao@interesportes.com.br.


50k

Desafrio Urubici

E

66 16

nquanto muitos fogem do frio, um grupo de atletas corre, literalmente, em direção ao clima gelado. Com esse atrativo, além das belas paisagens da Serra Catarinense, foi disputada, dia 27 de junho, a 6ª edição do Desafrio Urubici, prova de 50km individual ou em duplas, organizada pela Eco Floripa, que leva competidores ao topo do Morro da Igreja, ponto mais alto do Sul do Brasil - e com as temperaturas mais baixas. A cidade de Urubici, que dá nome ao evento, fica a 170km da capital Florianópolis. Nela está o Morro da Igreja (1.824m de altitude), base do Cindacta II (Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo), local onde foi registrada a temperatura mais baixa do Brasil, -17,8ºC, em junho de 1996. O desafio para os mais de 200 participantes começa no centro da cidade e segue com a subida ao Morro da Igreja. A volta, de 26km, é quase toda em declive, e a chegada também é na região central do município catarinense. Neste ano, as duplas tiveram uma dificuldade a mais, que foi esperar no Morro da Igreja o companheiro chegar, para depois iniciar a descida. Porém, houve um problema, com a queda de uma barreira na estrada que dá acesso a esse percurso. “Para transpor essa dificuldade, contratamos um caminhão para fazer o transporte da organização, material de apoio e dos atletas que faziam o revezamento. No fim deu tudo certo. É sempre uma satisfação dos atletas verem a capacidade que cada um tem de superar os desafios impostos pela natureza”, disse Carlos Roberto Duarte, diretor da prova. Na disputa individual, Cleber Itamar Rodrigues, de Florianópolis, levou a melhor com o tempo de 4h14min52. No pódio, teve a companhia de Marcelo da Silva Santos (4h25min35), de Canoas-RS; Fabio Jardim Vieira (4h34min27), de São José-SC; Evandro Silva da Silva (4h40min38), de BlumenauSC; e Rui Marcelo Oliveira (4h47min17), de São Bernardo do Campo-SP. Entre as mulheres, Débora Aparecida de Simas, também moradora da ilha, venceu com 5h09min52 para faturar o tetra do evento. Andreia Henssler Koetz (5h35min09), de Igrejinha-RS, foi a segunda colocada, com Mirela Fernanda Paraná (5h36min31), de Curitiba-PR, em terceiro. Completaram o pódio Neusa Regina Schmitz (5h42min47), de Curitiba, e Naoko Sakagawa Kuriyama (6h14min08), de São Paulo-SP.

Fotos: Christian S. Mendes - www.focoradical.com.br

Urubici, que está a 170km de Florianópolis, é uma das regiões mais frias do Brasil

A prova contou com a presença de mais de 200 ‘corajosos’ em sua 6ª edição

Entre as duplas, vitória de Cleimar Rodrigo Tomazelli e Adriano Oliveira da Silva, de Porto Alegre, na categoria masculina, com 4h18min16. Entre as mulheres, Hursula Fortkamp Machado e Patricia Prim Inácio, de Floripa, fizeram 5h36min37 para ficar com o título. Já Aderaldo Ramos do Nascimento e Ana Maria Coutinho Lesnieski, de São José-SC, faturam o troféu de melhor dupla mista com o tempo de 4h35min57.


minha história

Emoção na Muralha da China

C

Fotos: Arquivo pessoal

omecei a correr para valer há 2 anos. E comecei para ‘jogar os bichos fora’. Uma forma de aliviar meu estresse do dia a dia e buscar novos desafios. Treino seis vezes por semana, entre musculação e aeróbio na Companhia Atlhetica de Campinas. Tenho o acompanhamento do personal trainer Douglas, porque o desempenho é bem melhor, e nutricional, com a Daniela Magro. Sigo exatamente as recomendações que ela me passa, inclusive suplementações de vitaminas. Esse acompanhamento é revisto a cada 4 meses. Nas corridas, ela me passa uma alimentação específica, dependendo do tipo de prova que irei fazer. A ideia de correr a Maratona da Muralha da China veio quando vi a reportagem do Rodolfo Lucena e disse para mim mesma – ‘é isso que eu quero: um desafio muito grande, que mobilizasse minha mente e meu corpo’. E lá fui eu. Treinei intensamente durante 4 meses. Inicialmente iria sozinha. Durante um treino longo, conversando com minha amiga Claudia Maruoka, comentei que iria correr na China e ela, lógico, se empolgou. Depois convenci uma outra amiga, Iraci Severino de Oliveira, a correr também. E lá fomos nós rumo a Beijing. Fizemos treinamentos intensos. Corremos muito na rua, fizemos muita subida, muita escada e muita corrida em esteira com inclinações de 10 a 15 – os treinos eram de matar. Mas quando pensava nas muralhas o cansaço ia embora e a vontade era treinar, treinar e treinar. A prova foi fantástica. No dia 14 de maio fizemos o Inspeccion Day. Andamos pela muralha, mil fotos e muita emoção. A prova foi no dia 16 de maio. Saímos do hotel às 3 horas da manhã, pois a largada era às 7h30. Fazia 8 graus. Não sentia frio, tamanha emoção e frisson para a largada. A competição reuniu 2.000 inscritos de 45 países. Uma diversidade de pessoas que era de arrepiar. Todo mundo mobilizado para correr uma prova tão especial. Não existe premiação em dinheiro, apenas ‘run for fun’. São percorridos 3.700 degraus de muralha e depois corre-se por um vilarejo, com campos de arroz e trilhas com muita pedra. A estrutura do evento é excelente, tudo minuciosamente planejado: hidratação, frutas durante o percurso, pessoas sinalizando o trajeto correto durante toda a prova. O mais legal do percurso é quando você sai da muralha e entra em um vilarejo onde os moradores ficam gritando, estimulando os corredores e dando apertos de mão. As crianças gritam e correm ao seu lado, pegando

Maria Terezinha Fontana Caldas (acima) e com as amigas Claudia Maruoka e Iraci de Oliveira

e pedindo as garrafas com água. Os moradores gritam em chinês ‘ponha gás’, ‘vá em frente’, ‘não pare’... Até os bem velhinhos ficam sentadinhos nas cadeiras acenando e gritando sem parar. É muito lindo e especial. Quando retribuímos o sorriso, eles se derretem. Chorei durante o percurso, principalmente quando estava na muralha. Pensava: estou correndo em cima de um patrimônio da humanidade, construído há 2.000 anos, a maior estrutura artificial do mundo. Quando cruzei a linha de chegada a sensação foi de plenitude total. Pensei: se consegui vencer esse desafio, então posso ir mais além, vencer os desafios e dificuldades que a vida me dá no dia a dia. Recomendo a experiência... Aliás, no próximo ano devo repetir. Quero voltar à China para correr e conhecer um pouco mais daquele país maravilhoso. Essa corrida, como disse o Lucena, é para poucos e loucos. A corrida me impulsiona, me estimula, me alegra. E lá vou eu correndo, correndo, jogando meus bichos fora...” Por Maria Terezinha Fontana Caldas, 54 anos, empresária

67

superação


Taper para atletas de esportes de resistência

“C

68 16

omuniquei aos integrantes da minha equipe que, na semana anterior a uma competição internacional, usarei o ‘princípio do descanso’ muito mais que o do ‘treino duro’. Minha experiência como treinador me convenceu sobre a grande importância do ‘princípio do descanso’ na preparação de picos de performance.” (Forbes Carlile, lendário treinador australiano de natação) “Eu raramente corro rápido no treinamento que precede um grande evento. Existe um pequeno ponto em que deixo meu melhor esforço na pista de treinamento.” (John Walker, primeiro homem a correr a milha abaixo de 3min50) Atletas de esportes de resistência frequentemente se concentram na otimização do desempenho em apenas um ou dois grandes eventos em toda a temporada. Eles normalmente fazem o “taper”, ou seja, reduzem drasticamente seu volume de treino antes de competições importantes. De fato, tal prática, sempre quando bem desenhada, é amplamente aceita e deve ser parte integrante de qualquer preparação de atletas de endurance em direção a uma grande competição (Houmard & Johns, 1994). A maioria dos atletas aguarda o taper como uma redução do intenso rigor do treinamento. Por outro lado, muitos treinadores aproximam-se desse período com algumas ‘trepidações’ no treinamento, momento em que tentam encontrar o correto equilíbrio entre a carga de treinamento e a recuperação. Durante o taper, inúmeras variáveis podem ser controladas na tentativa de maximizar o desempenho. Isso inclui a frequência, duração e intensidade das sessões de treinamento, e a duração completa do período de taper. Poucos são os estudos sobre o controle dessas variáveis no taper até o presente. Entretanto, das pesquisas existentes, alguns fatores emergem como sendo importantes para o seu sucesso.

ALTO RENDIMENTO Prof. Ms. Ricardo Antonio D’Angelo

Primeiro, o volume de treino é reduzido de forma linear ou por patamares por 10-14 dias. Entre 2-3 dias imediatamente antes da grande competição chega perto de zero. Estudo com o modelo de taper longo de 6 semanas indica que tal mecanismo apenas mantém a performance e não eleva a mesma. Segundo, a intensidade do treinamento deve ser mantida, ou até mesmo levemente aumentada. Tal intensidade do treinamento é provavelmente necessária para preservar algumas das adaptações associadas a ele que podem ser perdidas com a redução marcada no volume do treino. Resultados de um estudo bem conhecido com o treinamento de atletas de cross country, que correm aproximadamente 80km por semana, revelaram que esses sujeitos melhoraram suas performances quando seguiram um taper de baixo volume e alta intensidade, com duração de 7 dias, quando comparado ao taper de baixo volume (30km/semana) e baixa intensidade ou até mesmo sem corrida (Shepley et al., 1992). O interessante foi que o taper de baixo volume e alta intensidade (o qual consistia de 3-5 repetições de 500m em 70-75seg com 6-7min de recuperação) resultou em um total de volume de corrida semanal de menos de 10km! A frequência das sessões de treinamento aparece também como uma das características de um taper de sucesso: o atleta deve reduzir o número total de sessões por não mais que 30% (Houmard & Johns, 1994). Qualquer redução superior a isso pode resultar em decréscimo de performace, justamente porque o atleta pode perder o ‘feeling’


pela atividade. Nadadores, em particular, frequentemente reclamam quando são forçados a perder sessões de piscina por alguns dias na semana. Algumas evidências indicam que a maioria dos atletas de resistência, particularmente fundistas e ciclistas, não utilizam o taper corretamente antes das competições. Esses atletas receiam que uma ou duas semanas de redução em seus programas de treino pode resultar em uma drástica perda de forma física. Consideram também que o desempenho pode ser inferior daquele que poderia ser alcançado se caso tivessem treinado forte naquele período. Mas as evidências publicadas indicam que a maioria dos atletas bem treinados pode esperar uma melhora de performance de até 3% acima de sua marca pessoal na temporada após seguir um período de taper.

(Morton, 1997). Imaginem dizer a um atleta para não treinar 12-14 dias antes de um grande evento! Mais estudos são necessários sobre esses modelos antes dos atletas os utilizar. A ideia de perder o ‘feeling’ deve ser incluída, por exemplo. Talvez a fadiga também decaia rapidamente quando os períodos de treino forem curtos, o que explicaria o porquê de tais períodos parecerem ser positivos no taper (Hopkins, 1993). Até mais pesquisas serem feitas, o taper continuará a ser uma mistura de ciência e arte.

Modelagem dos efeitos do taper

Prof. Ms. Ricardo Antonio D’Angelo é Doutorando em Biodinâmica do Movimento e Esporte, UNICAMP-2008 e Treinador Coordenador do Clube de Atletismo BM&FBOVESPA.

Vários cientistas do esporte, entre eles o notável Eric Banister e colegas, desenvolveram complexos modelos matemáticos para tentar predizer os efeitos do treinamento no desempenho. Eles assumem que a intensidade e duração de um período de treinamento produz o efeito da reprodutibilidade no estado da forma de um atleta (o qual melhora a performance) e na fadiga (a qual reduz a performance). Eles também assumem que a forma física resultante de um determinado período de treinamento decai em uma taxa mais lenta que a fadiga. Isso indica que o atleta obtém mais benefícios de um determinado período de treinamento, algum tempo depois de realização do mesmo. De acordo com esses modelos, qualquer treinamento feito nos últimos 12-14 dias antes da maior competição tem efeito negativo na subsequente performance

Referência Bibliográfica: Hawley, J.A. and Burke, L.M. (1998). Peak Performance: Training and Nutritional Strategies for Sport. Sydney: Allen and Unwin.


calendário CORRIDAS DE RUA

70

Agosto Dia Prova 01 1ª Corrida Pedestre Cidade de Garça – 10km 02 Circuito de Corridas da CAIXA – 5 e 10km 02 Circuito SEME de Corrida de Rua 2009 – 5km 02 Circuito Mizuno 10 Milhas Brasil 02 Track & Field Run Series Ribeirão Shopping – 10km 02 VII CICORRE 02 I Corrida e Caminhada Viva a Laranja – 8km 02 XXIII Corrida do Porto Ferreira Futebol Clube 02 III Etapa do Circuito Brasileiro Corridas de Montanha 02 Circuito Peruíbe de Corridas 2009 - 1ª Etapa 08 Corrida Infantil da Familia Cordf 08 62ª Corrida do Morro do Pinto – 6km 08 Fila Night Run – 10km 09 Corrida e Caminhada Contra o Câncer de Mama – 5km 09 XIV Corrida Corpore Centro Histórico – 9km 09 Circuito SEME de Corrida de Rua 2009 – 5km 09 Circuito da Longevidade Bradesco 09 Corrida Múltipla EM Movimento – 5, 10 e 21km 09 10 Km Cidade de Jaú 09 Corrida da Padroeira Cabo Frio 2009 – 6km 16 20ª Dez Milhas Garoto – 16,090km 16 Alphaville Running (3ª etapa) 16 Circuito das Praias 2009 - Etapa 4 – 10km 16 Corrida dos Carteiros – 10km 16 Circuito SEME de Corrida de Rua 2009 – 5km 16 1ª Corrida da Emancipação de Pitangueiras – 7km 22 Unimed Saturday Night Run – 4 e 8km 23 7ª Corrida Troféu Duque de Caxias – 4,3 e 10km 23 Corrida Internacional Matilat Nardini – 10km 23 Circuito Bar do Mané de Corridas de Rua 23 Circuito SEME de Corrida de Rua 2009 – 5km 23 Circuito das Estações Primavera 23 5ª Corrida TVB Campinas – 10km 23 5ª Corrida do Lago Sul 23 Minimaratona Lagoa Rodrigo de Freitas – 7,5, 15 e 22,5km 23 5ª Corrida Rústica e Caminhada de Sapucaí-Mirim – 4 e 8km 23 1ª Corrida de rua Gazeta de Piracicaba 5km 23 i9 Solidari Run – 5 e 10km 29 Nissan XTERRA Night Trail Run 29 Fila Night Run – 5 e 10km 30 Nissan XTERRA Kids Running 30 Circuito de Corridas da CAIXA – 5 e 10km 30 Corrida 95 Anos UNIFAL – 10km 30 Circuito da Longevidade Bradesco 30 3ª Oscar Fashion Running – 10km 30 IV Corrida Juventus Viva A Mooca – 10km 30 Circuito SEME de Corrida de Rua 2009 – 5km

Local Garça/SP Belo Horizonte/MG São Paulo/SP São Paulo/SP Ribeirão Preto/SP Recife/PE Niterói/RJ Porto Ferreira/SP Piquete/SP Peruíbe/SP Brasília/DF Rio de Janeiro/RJ Rio de Janeiro/RJ São Paulo/SP São Paulo/SP São Paulo/SP Bauru/SP Goiânia/GO Jaú/SP Cabo Frio/RJ Vitória/ES Barueri/SP Bertioga/SP São Paulo/SP São Paulo/SP Pitangueiras/SP Londrina/PR São Paulo/SP Catanduva/SP Guaratinguetá/SP São Paulo/SP Porto Alegre/RS Campinas/SP Brasília/DF Rio de Janeiro/RJ Sapucaí-Mirim/MG Piracicaba/SP Belo Horizonte/MG Angra/RJ Belo Horizonte/MG Angra/RJ Porto Alegre/RS Alfenas/MG S. José Rio Preto/SP S. José Campos/SP São Paulo/SP São Paulo/SP

Data de inscrição Até 24/07 Até 25/07 Até 30/07 Até 6.000 atletas Até 26/07 Até 29/07 Até 27/07 Até 29/07 Até 30/07 Até 28/07 A confirmar Até 05/08 Até 5.000 atletas Até 01/08 Até 05/08 Até 06/08 Até 06/08 Até 02/08 Até 06/08 Até 06/08 Até 25/07 Até 13/08 Até 12/08 Até 09/08 Até 13/08 Até 12/08 Até 19/08 Até 19/08 Até 13/08 Dia 23/08 Até 20/08 Até 3.500 atletas Até 20/08 A confirmar Até 20/08 Até 3.500 atletas Até 20/08 Até 20/08 Até 15/08 Até 6.000 atletas Até 15/08 Até 22/08 Até 27/08 A confirmar Até 26/08 A confirmar Até 27/08

Valor Informações R$ 20 (14) 3406-2666 De R$ 30 a R$ 35 www.circuitocaixa.com.br Gratuito www.ativo.com De R$ 61 a R$ 142 www.10milhas.com.br R$ 70 www.trackandfield.com.br R$ 8,00 www.ativo.com De R$ 20 a R$ 30 (21) 8415-9242 De R$ 10 a R$ 20 www.corpuseventos.com.br R$ 87 www.corridasdemontanha.com.br R$ 15 www.webrun.com.br A confirmar www.cordf.com.br De R$ 15 a R$ 30 www.ativo.com De R$ 46 a R$ 66 www.nightrun.com.br R$ 35 www.yescom.com.br De R$ 40 a R$ 50 www.corpore.org.br Gratuito www.ativo.com De R$ 10 a R$ 20 www.corridadalongevidade.com.br De R$ 10 a R$ 50 www.webrun.com.br R$ 20 www.runnerbrasil.com.br R$ 20 www.ativo.com R$ 30 www.garoto.com.br R$ 60 www.zarrobrasil.com.br De R$ 20 a R$ 70 (13) 3313-1196 De R$ 10 a R$ 20 www.corridadocarteirosp.com.br Gratuito www.ativo.com De R$ 10 a R$ 20 www.runnerbrasil.com.br R$ 38 www.saturdaynightrun.com.br De R$ 40 a R$ 50 www.corpore.org.br R$ 20 www.matilat.com.br R$ 15 (12) 3132-6016 Gratuito www.ativo.com De R$ 51 a R$ 61 www.circuitodasestacoes.com.br R$ 35 www.tvb.com.br De R$ 46 a R$ 56 www.freecorner.com.br R$ 40 www.ativo.com De R$ 15 a R$ 30 www.acosm.com.br R$ 25 (19) 3422-7796 R$ 50 www.ativo.com De R$ 70 a R$ 100 www.xterrabrazil.com De R$ 46 a R$ 66 www.nightrun.com.br R$ 45 www.xterrabrazil.com De R$ 30 a R$ 35 www.circuitocaixa.com.br De R$ 25 a R$ 35 www.runnerbrasil.com.br A confirmar www.corridadalongevidade.com.br De R$ 30 a R$ 40 www.runnerbrasil.com.br De R$ 35 a R$ 35 www.minhasinscricoes.com.br Gratuito www.ativo.com

Setembro Dia Prova 05 2ª Corrida Pedestre “Eu Quero a Paz” – 7,5km 06 Corrida Corpore WTC – 4 e 8km 06 2ª Rústica Panorâmica Deck da Barra do Norte – 5 e 10km 07 Troféu Independência do Brasil – 10km 13 Corrida Pela Paz Caixa – 4 e 8km 13 VIII CICORRE 13 Track & Field Run Series Shopping Iguatemi – 10km 13 Circuito SEME de Corrida de Rua 2009 – 5km 13 5ª Corrida dos Fuzileiros Navais 13 Corrida de Aniversário da Sogipa – 5 e 10km 13 79ª Volta da Penha – 10km 19 Corrida Infantil 20 Cross Country de Nova Friburgo - Adventure RJ 20 Running for Nature - Desafio das Matas - 8km 20 Circuito da Longevidade Bradesco 26 Circuito Mongaguá de Corridas - 4ª Etapa – 10km

Local Piracicaba/SP São Paulo/SP Bal. Camboriú/SC São Paulo/SP São Paulo/SP Recife/PE Porto Alegre/RS São Paulo/SP Brasília/DF Porto Alegre/RS São Paulo/SP São Paulo/SP Nova Friburgo/RJ Belo Horizonte/MG Ribeirão Preto/SP Mongaguá/SP

Data de inscrição Até 03/09 A confirmar Até 02/09 Até 03/09 Até 01/09 Até 09/09 Até 06/09 Até 10/09 A confirmar Até 08/09 Até 09/09 A confirmar Até 17/09 Até 17/09 A confirmar Até 11/09

Valor Informações R$ 10 www.ativo.com A confirmar www.corpore.org.br De R$ 15 a R$ 30 www.luizfelicio.com De R$ 22,50 a R$ 45 www.jjseventos.com.br De R$ 35 a R$ 40 www.yescom.com.br R$ 8,00 www.ativo.com R$ 70 www.trackandfield.com.br Gratuito www.ativo.com A confirmar www.corredorderua.com.br De R$ 30 a R$ 35 www.corpa.esp.br De R$ 30 a R$ 35 www.runnerbrasil.com.br A confirmar www.corpore.org.br De R$ 15 a R$ 30 www.prodesporte.com.br R$ 50 www.desafiodasmatas.com.br A confirmar www.corridadalongevidade.com.br De R$ 30 a R$ 35 www.runnerbrasil.com.br


26 27 27 27 27

Circuito SEME de Corrida de Rua 2009 – 5km Track & Field Run Series BH Shopping – 10km Circuito de Corridas da CAIXA – 5 e 10km 3ª Prova Ecológica Ilha Porchat – 10km 26ª Corrida Integração – 10km

São Paulo/SP Belo Horizonte/MG Fortaleza/CE São Vicente/SP Campinas/SP

Até 23/09 Até 20/09 Até 19/09 Até 28/08 Até 19/09

Gratuito R$ 70 De R$ 25 a R$ 30 R$ 35 De R$ 50 a R$ 60

Local São Paulo/SP Barueri/SP Recife/PE Morretes/PR São Paulo/SP Ilhabela/SP São Paulo/SP Belo Horizonte/MG Peruíbe/SP Poços de Caldas/MG São Vicente/SP São Paulo/SP Brasília/DF Curitiba/PR São José Campos/SP Guaratinguetá/SP São Paulo/SP Barueri/SP

Data de inscrição Até 30/09 Até 30/09 Até 30/09 Até 25/09 Até 30/09 Até 02/10 Até 01/10 Até 5.000 atletas Até 29/09 A confirmar A confirmar Até 08/10 Até 11/10 A confirmar A confirmar Dia 25/10 A confirmar Até 22/10

Valor Informações De R$ 30 a R$ 40 www.yescom.com.br A confirmar www.zarrobrasil.com.br R$ 8,00 www.ativo.com R$ 60 www.procorrer.org.br A confirmar www.kidsrun.com.br Gratuito www.ativo.com Gratuito www.ativo.com De R$ 46 a R$ 132 www.10milhas.com.br R$ 15 www.webrun.com.br A confirmar www.enaf.com.br A confirmar www.atdigital.com.br A confirmar www.jjseventos.com.br R$ 70 www.trackandfield.com.br De R$ 30 a R$ 35 www.circuitocaixa.com.br A confirmar www.corridadalongevidade.com.br De R$ 3,00 a R$ 10 (12) 3132-6016 A confirmar www.corpore.org.br A confirmar www.zarrobrasil.com.br

Agosto Dia Prova 02 7ª Meia Maratona Cidade de São Bernardo do Campo 09 Meia Maratona EM Movimento – 5, 10 a 31km 30 6ª Meia Maratona A Tribuna 30 3ª Meia Maratona de Blumenau

Local S Bernardo Campo/SP Goiânia/GO Praia Grande/SP Blumenau/SC

Data de inscrição Até 29/07 A confirmar Até 14/08 Até 29/08

Valor De R$ 40 a R$ 50 A confirmar De R$ 40 a R$ 42 De R$ 20 a R$ 35

Informações www.corpore.org.br www.corredorderua.com.br www.triesportes.com.br www.meiamaratonablumenau.com.br

Setembro Dia Prova 06 26ª Meia Maratona Rústica de Guariba 06 XIII Meia Maratona Internacional do Rio de Janeiro 27 Meia Maratona das Pontes – 10 e 21km

Local Guariba/SP Rio de Janeiro/RJ São Paulo/SP

Data de inscrição Até 02/09 Até 31/08 Até 13/09

Valor Gratuita De R$ 45 a R$ 80 R$ 70

Informações www.runnerbrasil.com.br www.yescom.com.br (11) 3051-3748

Outubro Dia Prova 04 Revezamento 21K Track&Field 11 1ª Meia Maratona Pedestre In Serra 25 2ª Meia Maratona Cidade de Pomerode 25 3ª Meia Maratona do Servidor Público

Local Campinas/SP Serra Negra/SP Pomerode/SC Porto Alegre/RS

Data de inscrição Até 19/09 Até 08/10 A confirmar Até 19/10

Valor Informações De R$ 70 a R$ 210 www.latinsports.com.br R$ 40 www.ativo.com A confirmar www.meiamaratonapomerode.com.br De R$ 30 a R$ 35 www.corpa.esp.br

Agosto Dia Prova 15 K42 Bombinhas Adventure Marathon

Local Bombinhas/SC

Data de inscrição Até 31/05

Valor De R$ 13 a R$ 280

Setembro Dia Prova 13 Maratona das Praias Bertioga 2009 27 3ª Maratona Internacional de Foz do Iguaçu Sesc PR

Local Bertioga/SP Foz do Iguaçu/PR

Data de inscrição Até 06/09 A confirmar

Valor De R$ 40 a R$ 60 A confirmar

Informações www.th5eventos.com.br www.sescpr.com.br

Local Brasília/DF S. Francisco Sul/SC São Paulo/SP

Data de inscrição Até 09/08 Até 10/08 Até 26/08

Valor De R$ 80 a R$ 300 De R$ 80 a R$ 100 R$ 240

Informações www.maratonaderevezamento.com.br www.ecofloripa.com www.corporaterun.com.br

Outubro Dia Prova 03 Corrida Noturna – 4, 8 e 12km 03 Alphaville Running Kids - 2ª Etapa 04 IX CICORRE 04 9ª Corrida da Graciosa – 20km 04 Iguatemi Kids Run 2009 04 Circuito Ilhabela de Corrida de Rua - 3ª etapa – 8km 04 Circuito SEME de Corrida de Rua 2009 – 5km 04 Circuito Mizuno 10 Milhas Brasil 04 Circuito Peruíbe de Corridas 2009 - 2ª Etapa 10 10 Km Prima Poços 11 4ª Corrida Escolar A Tribuna 12 6ª Corrida Santos Dumont – 5 e 10km 18 Track&Field Run Series - Park Shopping – 5 e 10km 18 Circuito de Corridas da CAIXA – 5 e 10km 18 Circuito da Longevidade Bradesco 25 Circuito Bar do Mané de Corridas de Rua 25 Shopping Aricanduva – Corpore 25 Alphaville Running (4ª etapa)

www.ativo.com www.trackandfield.com.br www.circuitocaixa.com.br (13) 3467-1977 www.corridaintegracao.com.br

MEIA MARATONA

MARATONA

Informações www.bombinhasrunners.com.br

REVEZAMENTO

Agosto Dia Prova 16 2ª Maratona Pão de Açúcar de Revez. de Brasília 29 6º Revezamento Volta de São Francisco – 90km 30 Corporate Run 2009

71

superação


calendário 30

Meia Maratona de Revez. Eco Run

Salvador/SP

Até 3.500 atletas

De R$ 92 a R$ 204

www.ecorun.com.br

Setembro Dia Prova 13 Meia Maratona Faz um 21 – Petrópolis – 21km 20 Meia Maratona de Salvador de Revezamento 20 17ª Maratona Pão de Açúcar de Revez. de São Paulo 26 Aventura Campos do Jordão – 142km 27 Super 40km de Revezamento – Etapa Brasília

Local Petrópolis/RJ Salvador/MG São Paulo/SP Campos do Jordão/SP Brasília/DF

Data de inscrição Até 09/09 Até 14/09 Até 20/08 Até 22/08 Até 20/09

Valor De R$ 21 a R$ 42 De R$ 160 a R$ 250 De R$ 100 a R$ 400 De R$ 100 a R$ 150 De R$ 350 a R$ 400

Informações www.ativo.com www.yescom.com.br www.maratonaderevezamento.com.br www.corpore.org.br www.yescom.com.br

Outubro Dia Prova 18 Meia Maratona Faz um 21 - São Gonçalo 18 Mountain Do Lagoa da Conceição – 73km 25 Meia Maratona de Revez. Eco Run 25 Meia Maratona SESC de Revezamento 2009

Local São Gonçalo/RJ Florianópolis/SC Maceió/AL Brasília/DF

Data de inscrição Até 14/10 Até 2509 A confirmar Até 23/03

Valor Informações A confirmar www.ativo.com De R$ 340 a R$ 1.080 www.mountaindo.com.br A confirmar www.ecorun.com.br A confirmar www.ativo.com

Setembro Dia Prova 26 2º Desafio Pico do Itapeva – 48km

Local Campos do Jordão/SP

Data de inscrição Até 120 atletas

Valor Informações De R$ 150 a R$ 180 www.corpore.org.br

Outubro Dia Prova 23 Super Maratona e Meia Maratona de Friburgo – 50km 24 8º Desafio Praias e Trilhas – 84km

Local Nova Friburgo/RJ Florianópolis/SC

Data de inscrição Até 18/08 Até 15/10

Valor Informações De R$ 25 a R$ 80 www.ativo.com De R$ 230 a R$ 570 www.ecofloripa.com

ULTRAMARATONA


PROVAS INTERNACIONAIS MEIA MARATONA Agosto Dia Prova 02 Media Maratón de Bogotá 02 Meia Maratona da Cidade de Assunção

Local Colômbia Paraguai

Informações www.mediamaratonbogota.com mediamaratondeasuncion.com

Setembro Dia Prova 05 Fjord Norway Half Marathon 06 24th Nike Budapest Int’l Half Marathon 06 Medio Maratón Atlas de Guadalajara 06 Pila Int’l Half Marathon 06 Fresh ‘n’ Lo Great Scottish Half Marathon 06 Reebok Bristol Half Marathon 12 Stockholm Half Marathon 12 Novosibirsk Half Marathon 13 Media Maraton Int’l Ciudad de Medellin 20 Turin Half Marathon 20 XXI Media Maratón de Buenos Aires 27 Dexia Bil Route du Vin Half Marathon

Local Noruega Hungria México Polônia Grã-Bretanha Grã-Bretanha Suécia Rússia Colômbia Itália Argentina Luxemburgo

Informações www.knarvikmila.no www.budapestmarathon.com www.mediomaratonatlas.com www.pila.halfmarathon.pl www.runglasgow.org www.bristolhalfmarathon.com www.stockholmhalfmarathon.se www.marafon.nsk.ru http://maratonmedellin.com www.turinmarathon.it www.championchip.com.ar http://routeduvin.rtl.lu

Local Portugal Paris

Informações www.maratonaclubedeportugal.com www.saint-denis-marathon.com

Outubro Dia Prova 04 RTP Half-Marathon of Portugal 18 St Denis Half Marathon (La Voie Royale)

MARATONA

Agosto Dia Prova 02 Siberian International Marathon 09 Maratón Internacional Ciudad de Panamá 15 Helsinki City Marathon 16 ING Edmonton Marathon 22 Reykjavik Marathon 22 Maratona e Meia Maratona de Park City 30 SSQ Quebec City Marathon 30 Hokkaido Marathon

Local Rússia Panamá Finlândia Canadá Islândia Estados Unidos Canadá Japão

Informações http://runsim.ru www.marathonpanama.com www.helsinkicitymarathon.fi www.events.runningroom.com www.marathon.is www.pcmarathon.com. www.quebecmarathon.com www.aims-association.org

Setembro Dia Prova 05 Jungfrau Marathon 05 Ruska Maraton 06 Torshavn Marathon 06 2ª Maratona de Punta Del Este 06 Kaua’i Marathon and Half 13 Maraton Wroclaw 13 Moscow Int’l Peace Marathon 13 Vilnius Marathon & Half 13 Tallinn Marathon 20 Hans Christian Andersen Marathon 20 Sydney Marathon 20 real, Berlin Marathon 20 Dam tot Damloop 20 Maui Marathon & Half Marathon 20 Varazdinski Polumarathon 21 Maraton Leon Independencia 27 Maraton Intern.de la Ciudad de México 27 Nedbank Cape Town Marathon 27 Lake Tahoe Marathon 27 Scotiabank Toronto Marathon & Half 27 International Lake Garda Marathon 27 Fortis Singelloop Utrecht 27 Maratonina “Citta Di Udine”

Local Suíça Finlândia Ilhas Faroé Uruguai Estados Unidos Polônia Rússia Lituânia Estônia Dinamarca Austrália Alemanha Holanda Estados Unidos Croácia México México África do Sul Estados Unidos Canadá Itália Holanda Itália

Informações www.jungfrau-marathon.ch/ws www.ruskamaraton.com http://torshavnmarathon.com www.maratondepuntadeleste.com.uy www.thekauaimarathon.com www.wroclawmaraton.pl www.marafon.msk.ru www.maratonas.lt www.jooks.ee www.hcamarathon.dk www.runthebridge.com.au www.real-berlin-marathon.com www.damloop.nl www.mauimarathon.com www.marathon95.hr www.maratonindependencia.com.mx www.maraton.df.gob.mx www.wpa.org.za www.laketahoemarathon.com www.torontowaterfrontmarathon.com www.lakegardamarathon.com http://athletic.nl/singelloop/nl www.maratoninadiudine.it

Outubro Dia Prova Local 04 Ford Cologne Marathon Alemanha 04 24th Spar Budapest International Marathon Hungria 04 Baxters Loch Ness Marathon Grã-Bretanha 04 Maratón de Guayaquil México 04 Medtronic Twin Cities Marathon Estados Unidos 04 Kosice Peace Marathon Eslováquia 04 ING Brussels Marathon and Half Bélgica 04 TBIM Taiwan Boulevard Intern. Marathon Taiwan 11 Portland Marathon Estados Unidos 11 Zagreb Marathon & Half Marathon Croácia 11 Samsung Melbourne Marathon Austrália 11 Royal Victoria Marathon Canadá 11 Timisoara Marathon Romênia 11 Ferrari Italian Marathon Itália 11 Poznan Marathon Polônia 11 Novi Sad NIS Marathon Sérvia 11 Okanagan International Marathon Canadá 11 Eindhoven Marathon Holanda 17 Amman International Marathon Jordânia 18 Bucharest City Marathon & Half Marathon Romênia 18 Amsterdam Marathon Holanda 18 Beijing International Marathon China 18 Marathon del Mediterrâneo Espanha 18 Toronto Marathon and Half Canadá 18 Istanbul Eurasia Marathon Turquia 18 Maraton Internacional de Guadalajara México 18 Dong-A Ilbo Gyeongju International Marathon Coréia do Sul 25 Marine Corp Marathon Estados Unidos 25 Venice Marathon Itália 25 Commerzbank Frankfurt Marathon Alemanha 25 Ljubljanski Marathon Eslovênia 25 Aland Marathon Finlândia 25 Lausanne Marathon Suíça 25 Niagara Falls International Marathon Canadá 25 Grand Marathon International De Casablanca Marrocos 25 Medio Maratón Turístico Nuevo Vallarta México 25 Chosunilbo Chunchon Int’l Marathon Coréia do Sul 26 Standard Chartered Nairobi Marathon Quênia 26 Adidas Dublin Marathon Irlanda

Informações www.koeln-marathon.de www.budapestmarathon.com www.lochnessmarathon.com www.dm3.com www.mtcmarathon.org http://kosicemarathon.com www.sport.be www.sportsnet.org.tw www.portlandmarathon.org www.z-as.hr www.melbournemarathon.com.au www.royalvictoriamarathon.com www.marathon.ro www.italianmarathon.it www.marathon.poznan.pl www.marathon.org.yu www.events.runningroom.com www.marathoneindhoven.nl www.amman-marathon.com www.bucharestcitymarathon.com www.amsterdammarathon.nl www.beijing-marathon.com www.maratodelmediterrani.com www.runtoronto.com www.istanbulmarathon.org www.maraton.com.mx marathon.donga.com/gyeongju.html

www.marinemarathon.com www.venicemarathon.it www.frankfurt-marathon.com www.ljubljanskimaraton.si www.marathon.aland.fi www.lausanne-marathon.com www.niagarafallsmarathon.com www.casablanca-marathon.com www.mediomaratonnuevovallarta.com

http://marathon.chosun.com www.nairobimarathon.com http://dublinmarathon.ie

PROVAS DE PISTA Agosto Dia Prova 15 Campeonato Mundial de Atletismo

Local Alemanha

Informações www.cbat.org.br

Setembro Dia Prova 12 Final Mundial do Atletismo

Local Grécia

Informações www.cbat.org.br

Outubro Dia Prova 11 Campeonatos Mundiais de Meia-Maratona

Local Grã-Bretanha

Informações www.cbat.org.br

Agosto Dia Prova 16 50 km Cidade de Córdoba

Local Argentina

Informações www.ultraargentina.com.ar

Outubro Dia Prova 31 50Km World Trophy Final

Local Gibraltar

Informações www.gaaa.gi

ULTRAMARATONA

73

superação


Que som é esse?

W

ilson é um corredor X de longa data e imensuráveis quilômetros rodados. Reside, até hoje, na casa onde nasceu, uma construção sem maiores luxos em uma cidadezinha desse interiorzão de Brasil. Conta 44 anos de vida e pelo menos 20 de esporte. Começou na onda do Cooper e não parou mais. Como todo matuto – e a denominação é do próprio – é um homem de hábitos simples e, confessa, algumas manias. Corre sempre no mesmo percurso de 8km, não participa de competições nem a convite e só troca de tênis quando a sola da meia fica suja de terra. E precisa estar bem marrom, porque se o furo no assoalho do calçado for pequeno, ele garante aguentar mais um tempinho com ele no pé até se desmanchar por completo. Neto é um corredor X de outra safra. Adora uma novidade e produtos tecnológicos para incrementar suas passadas estão sempre na sua lista. É um exagero dizer que ele troca de frequencímetro como quem muda de camiseta suada por uma limpa após o treino. Mas passa perto disso. Tênis então, basta ouvir que um modelo tem isso ou aquilo a mais em termos de amortecimento, ou estabilidade, ou que ajuda 0,5% no rendimento, que estará em seus pés em questão de semanas. E é ele quem nos conta sobre o dia em que apresentou um MP3 player ao vizinho Wilson. “Primeiro, foi um parto convencê-lo a colocar os fones nos ouvidos. Quando liguei a música, ele deu um pulo. Mas foi culpa minha, costumo deixar

CORREDOR X Rafael De Marco

o volume no talo e esqueci de abaixar. Por fim, fomos trotar, mas depois de pouco mais da metade do percurso de cerca de 8 quilômentros ele parou, agradeceu e devolveu o aparelho. Disse que prefere ouvir o barulhos dos próprios pés batendo no chão, o canto dos pássaros e o vento mexendo nas folhas das árvores. Eu respeito, mas acho isso uma baboseira. Quem não gosta de se distrair ouvindo um som enquanto se mata de correr? Deve ser por causa da idade que ele é avesso a novidade”, disse o rapaz de 20 e poucos anos, tendo o cuidado para não ofender o veterano. Dias depois, sozinho, suado e feliz após sua ‘corridinha’ matinal, Wilson confessou o real motivo para descartar o MP3 do colega. “Nem é por nada, não. Até achei interessante esse negócio de escutar música, mas dureza foi aguentar o gosto do menino. Não deu para suportar mais que uns 4 quilômetros. Não conheço as bandas, nem os cantores e sempre achei que rock é só barulho. Agora, se fosse uma MPB das antigas ou um bom sertanejo, eu até que podia me acostumar com os fones de ouvido.”


SuperAção nº 78  

Corridas de rua e maratonas

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you