Page 1

#00 NO SENSE nunca saberรก se nรฃo tentar Welcome #00


-2-


NO SENSE

#00 Criar Desconstruir Inspirar


editorial no sense Sabe quando você tem uma idéia muito sem sentido e, por isso, guarda-a por não saber se vai dar certo? Pois é, este não é o nosso caso. A No Sense é uma revista – quase uma filha (não que eu tenha uma) – que chegou do nada e começou a fazer bagunça por todos os lados, deixando tudo espalhado e sobrando para gente arrumar. Sejam bem-vindos, marujos! Concentrando uma “mistureba” dos mais variados assuntos, você irá se deparar com matérias inéditas & interativas, fotografias e muita inspiração! Embarque conosco nesta viajem, agarre-se à âncora mais próxima e venha afundar-se conosco neste universo criativo.

Yujdi ida de oliveira

Diretor de criação/ editor contato.revistanosense@gmail.com O responsavel por está edição, se não gostou pode culpar esse aqui !


Equipe

Sabemos que um projeto como esse não poderia ser executado por uma mera equipe, bem... cada um tem a sua, mas só a nossa é NO SENSE. Está duvidando ? Confira aí o que eles fazem. JOHNAT AS FOTOGR GOUVEIA: AFIA

THAMY ROJO: Fotografia

YUJD I Diret IDA: or d e Criad orda criação / NOSE NSE

: A ASSIS R A Y A M o amaçã Diagr

contato Quer saber mais sobre a equipe, ser colaborador, mandar os seus trabalhos ou simplesmente bater um bate papo No Sense?

contato.revistanosense@gmail.com

STÉ P Rev HANIE CR isão ISTIN A:

@no-sense /revistanosense


NATÁLIA MIKI

PEDRO DE LAC QUILA

LLA STE Y LAM ANA CAROLINA HADDAD

Colab

Participaram dessa edição de estreia, esse pessoal NO SENSE. falta vocÊ !


-8-

Sumário uma bagunça de quarto de adolecentes, será? seja bem vindo!

10. 12.

História no sense

Não comestível, acredite!

14.

cartas dos ...

Cartas ou quase isso

18. 44.

Horóscopo

Veja o que os astros dizem para você neste mês

46.

Entrevistas criativas

Conheça 3 profissionais criativos e se inspire.


59.

58.

alice desconhecida

60.

Preservação/Observação

Uma alice de 1988

Fotos de um parque

66.

60. 78. 60.

62.

horóscopo

perdido diario perdido Diário uma historia no sense

Texto no sense

Manifesto

Queria me manifestar, mas...

Veja oque os astros dizem para você neste mês


-10-

histÓria A No Sense surgiu em uma sexta-feira em meio a bocejos e roncos de uma aula de Gestalt, sob apenas a luz de um projetor foi escrito em uma singela folha de papel o começo da ideia. Aquela mesma singela folha passou entre os amigos com a seguinte pergunta: ”Estou criando uma revista que vai se chamar No Sense , quer participar ?” Entre caretas, caras de espanto e sono alguns curtiram a ideia e outros acharam WTF! E foi assim que estamos com uma equipe de criativos que não tem medo de ser devorada por zumbis, clientes ou jobs de clientes zumbis! Espero que goste do nosso jeito no sense.


-11-

projeto Você aí deve estar pensando “Tá vocês são loucos, e daí? O que tem de especial nisso? Bem, ele é um projeto em mutação sempre se transformando a cada dia, o seu diferencial está na estrutura. Você aí que está lendo isso. É, você mesmo, não faça essa cara, bem... deixa eu contar um segredo. A NO SENSE é uma revista sobre criatividade, então tudo o que envolve ela, vamos abordar. Não importa como essa criatividade é, já que não podemos dar uma forma, enlatar e vender nos supermercados, ela também se torna mutável. A cada edição ela terá uma cara diferente já que abordaremos sempre temas diferentes, para isso terá um sorteio na equipe para quem vai conduzir a No Sense por mares inexplorados. E uma curiosidade, nossa marca é uma âncora, o significado por trás disso é que somos marinheiros de primeira viagem.


-12-

cartas dos não leitores Esse é seu espaço para mandar o seu email e sugestões. Mas como não temos ainda fizemos com nossa equipe mesmo. só que deixamos em anônimo

“Queria sugerir que na próxima edição o Lucas fosse o garoto No Sense, e capa da revista também. Em síntese, quero uma edição com garotos No Sense” “Adoro tudo sobre ilustração e gostaria de ver matérias de design de produtos (móveis, embalagem, etc). Desejo sucesso para a estreia da revista! Viva! \o/” “Vou ver uma coisa e já respondo... “ Espero que a revista não afunde como uma ancora, então evitem levar ela para a praia ou lugares que podem afundar. Bem... menos na cantareira “Tô na lan house, já te mando a resposta, faltam 10 minutos meu, tenho que aproveitar...”


-13-


nada d e mimim i Sabe -14-

desabaf os de u ma diag ramad ora

aquel es dias do ser viço q ue tudo d a err ado?

Que o softw are que vo cê mai s precisa c omeça a trav a r do n ada

ou qua ndo vo está fa zendo cê um tra balho esque e ce de salva e o so r ftwar e de rep ente p a

de fu r a ncion ar? Um minu t

os Jobs o de silêncio pa que acon teceu. ra todos


-15-

mayara assis

Estudante de design e diagramadora ,conta como s達o suas aventuras


-16-

Pois é eu sempre fico bem quando isso acontece! P o ré m e u p e rc e b i q u e e s t a m o s re c l a m a n d o d e b a r r i g a c h e i a .

Um dia desses me solicitaram que eu pegasse todos os arquivos que foram feitos para um determinado cliente e enviasse para ele, comecei a procurar nos arquivos antigos da empresa e encontrei o bendito CD no qual ele foi gravado. Quando eu abri o documento eu entrei em choque, precisava enviar para o cliente o mais rápido possível e o arquivo parecia estar corrompido, o documento estava numa extensão que eu nunca tinha visto, coloquei a extensão no Google e descobrique pertencia a um software que pertencia chamado PageMaker. Para quem não sabe o que é como eu, o PageMaker do jeito mais leigo de dizer é o pai ou o a v ô s e p re f e r i re m d o I n D e s i g n , o f a t o é q u e e s s e s o f t w a re f o i u m m a rc o p a r a o m e i o g r á f i c o , p r i m e i ro p o r q u e e l e a j u d o u a o t i m i z a r o t e m p o d o s p ro f i s s i o n a i s d a á re a e s e g u n d o p o rq u e a partir dele é que foram criados os p ro g r a m a q u e c o n h e c e m o s h o j e Para quem quiser conhecer a plataforma, as ferramentas e t o d o o re s t o n o s i t e d a a d o b e tem o PageMaker 7 Eu tive uma curiosidade imensa de saber como ele funcionava, quais ferramentas eram as mesmas do InDesign. e descobri como era a

v i d a p ro f i s s i o n a l d o m e i o g r á f i c o a n t e s d a c r i a ç ã o d e s s e p ro g r a m a . Vo u d i z e r s ó u m a c o i s a p a r a v o c ê s o s p ro f i s s i o n a i s q u e u s a v a m e l e s ã o v e rd a d e i ro s h e ró i s , p r i m e i ro p o rq u e a s f e r r a m e n t a s n ã o s ã o organizadas como no InDesign e s e g u n d o p o rq u e e l e n ã o f a z n e m

m e t a d e d o q u e o s s o f t w a re s a t u a i s fazem, o que significa que um trabalho que demora 1:30 para f i c a r p ro n t o , l e v a v a q u a s e o d o b ro para fazer no Page Maker e haja paciência viu. Depois de quebrar minha cabeça p a r a g e r a r u m P D F, e u p e rc e b i q u e re c l a m a m o s d e m a i s , não estou falando que o que f a z e m o s a g o r a é p o u c o v a l o ro s o nem nada disso, o que eu estou q u e re n d o f a l a r e m o s t r a r é q u e t e m o s q u e p a r a r d e re c l a m a r t a n t o e s i m p l e s m e n t e e n f re n t a r o s i m p re v i s t o s e f a z e r o n o s s o trabalho. Sem deixar nem um p ro g r a m a , a rq u i v o o u b l o q u e i o criativo impedir que você p ro c u re u m s o l u ç ã o . S ó estou dizendo que muitas vezes nós quebramos a cabeça para solucionar um determinado p ro b l e m a q u e é m a i s s i m p l e s d o q u e p a re c e . O d e s c o n h e c i d o é n a v e rd a d e algo que podemos conviver o u a t é a p re n d e r m o s a c o n v i v e r dependendo do caso.

N ó s s e m p re o u v i m o s q u e p re c i s a m o s s e r c r i a t i v o s , e s t u d a r, b u s c a r re f e r ê n c i a s e p r i n c i p a l m e n t e desenvolver trabalhos ótimos e de qualidade, mas o que não nos ensinam é que vamos ter que a p re n d e r e m a l g u m a p a r t e da nossa vida a achar soluções p a r a o i m p o s s í v e l e a p re n d e r algo com isso. No caso dos p ro f i s s i o n a i s a n t e r i o re s q u e j á passaram pela era


-17PageMaker e acompanharam sua evolução até o Indesign, por exemplo, tiveram que lidar com o que para eles era impossível para t e r m o s o s o f t w a re s q u e t e m o s h o j e , ou seja, eles passaram a conviver com o desconhecido sem ficar d e m i m i re c l a m a n d o d a s d i f e re n ç a s d e u m p a r a o o u t ro . E u e s p e ro q u e u m d i a e u a p re n d a a p e rd e r t o t a l m e n t e e s s a m a n i a d e re c l a m a r s o b re o s p ro b l e m a s q u e o c o r re m e p a s s e d e u m a v e z por todas a conviver com esse d e s c o n h e c i d o q u e a i n d a i r á s u r g i r.

Cheguei a uma conclusão ótima s o b re t r a b a l h o s e p ro g r a m a s , a m b o s t e m s e m p re q u e d a r a q u e l a d o r z i n h a

de cabeça em nós para a gente sentir orgulho de dizer o que fazemos, pois se um material é muito

fácil e não dá nenhum trabalho pode p e rc e b e r q u e v o c ê v a i a c a b a r n ã o dando a mínima atenção para ele. Agora se um material te instiga a p ro c u r a r s o l u ç õ e s , a a p re n d e r coisas novas e principalmente fazer você sentir aquele friozinho na barriga, pode ter certeza que ele v a i f i c a r m a rc a d o n a s u a c a b e ç a e vai te ajudar bastante no d e s e n v o l v i m e n t o d e o u t ro s p ro j e t o s . O u t r a c o i s a q u e e u t a m b é m p e rc e b i é q u e a p re n d e r n a h o r a m a i s

difícil é muito mais legal do que a p re n d e r p o r a p re n d e r , u m e x e m p l o

disso é a primeira vez que você a n d a d e b i c i c l e t a s e v o c ê n ã o c a i r, se machucar ou ter aquele hábito de t e n t a r m e s m o s e t u d o i s s o a c o n t e c e r, v o c ê n ã o v a i a p re n d e r.

Eu sei que eu dei uma viajada nessa de bicicleta, mas é a mais pura verdade, eu por exemplo não sei andar de bicicleta porque eu não tentei. O grande foco dessa matéria a l é m d e f a z e r v o c ê s c o n h e c e re m o PageMaker é fazer com que vocês c r i e m o h á b i t o d e t e n t a r, e n f re n t a r o q u e p a re c e s e r i m p o s s í v e l e

principalmente fazer com que a zona de c o n f o r t o s e q u e b re , p a r a q u e finalmente exista mais pessoas tentando do que falando ai eu não vou conseguir. É claro que tudo tem um limite né?

Se você já tentou diversas vezes e não conseguiu obter êxito em determinado job ou qualquer o u t ro a s s u n t o d a s u a v i d a , não significa que você é uma pessoa que não consegue fazer isso ou aquilo, apenas mostra que você ainda tem muita c o i s a p a r a a p re n d e r . A f i n a l s e no mundo não existisse alguém que sabe mais do que você, n ã o i r i a a p re n d e r n a d a c o n c o rd a ? S e r i a m o s a p e n a s pessoas que desfrutam da mesma base de informação sem ter nenhuma informação o u e n s i n a m e n t o p a r a a p re n d e r, c o m t o d a c e r t e z a n ã o saberíamos quase nada e não teríamos vontade de aprender nada. E n t ã o e u e s p e ro q u e a s s i m como eu você tentem tirar a q u e l a b e n d i t a f r a s e d e eu

não consigo e passei a usar eu posso tentar, eu vou tentar e eu vou conseguir e q u e

vocês também pesquisem e corram atrás de informações q u e a g re g u e m n ã o s ó n o s e u t r a b a l h o , n a s u a p ro f i s s ã o e q u e utilizem isso pra vida de vocês.


-18-

parte destinada a inspirações E para você, o que te inspira?


-19-

Iain Macarthur www.behance.net/iainmac


-20-

Desconhecido (quem souber , para colocar crĂŠditos do artista)


-21-

AshleyPercival www.pinterest.com/ashleypercival/


-22-

Daryl Feril www.behance.net/dtferil


-23-

LucĂ­a Franco www.flickr.com/photos/luzdeluciernaga


-24-

LucĂ­a Franco www.flickr.com/photos/luzdeluciernaga


-25-

Ina Hattenhauer www.halloheute.blogspot.com.


-26-

Daniel Clarke www.behance.net


-27-

Gustavo Pergoli www.behance.net/gustavopergoli


-28-

Alessando Ripane www.alessandroripane.com


-29-

Lorena Alvarez G贸mez www.behance.net/LorenaAlvarez


-30-

Ario Anindito www.arioanindito.daportfolio.com


-31-

Anton Marrast www.behance.net/Grape_Frogg


-32-

Ayohexo ayohexo.tumblr.com


-33-

Yuki www.yuqiplus.tumblr.com/


-34-

Kureo95 www.kureo95.deviantart.com/


-35-

Hapiness da Red Velvet


-36-

Hapiness da Red Velvet


-37-

Tankousee www.tenkousee.tumblr.com/


-38-

Sakutori www.sakutori.deviantart.com/


-39-

xXFuchsiaXx www.xxfuchsiaxx.deviantart.com


-41-


-42-

FOLHA BRANCA O que falar dela, simples, branca, amada, desejada em alguns momentos, mas as vezes tem o incrível poder de te deixar assustado. Bem, ela é na verdade a vítima e o terrível vilão é o bloqueio criativo, o pesadelos que muitos enfrentam na hora de criar, falo isso porque já fui um de vocês. Parece que aquela folha está te encarando, observando e até te desafiando, você fraco acaba na armadilha dele. Aí que começa a ladainha, eu não sei desenhar, sou péssimo desenhista, não consigo criar, a ladainha enlatada de sempre, sendo que nem fez o primeiro risco para não machucar a sua linda e macia folha Pare com isso imediatamente, olhe para aquela folha e mostre quem é o criativo que está no controle, não use o controle da TV e vá pegar a sua atitude que falta pra sair a sua obra de arte que tanto fica matutando aí na cachola e coloque nessa folha em branco todas as ideias sem ter medo de ser feliz, seja de lápis, de caneta ou até mesmo nanquim. # FICA A DICA NO SENSE


Desafiamos você a fazer alguma coisa no sense com alguma folha branca, esse é apenas um modo simbólico de lembrar caso você não faça o desafio, e te torturar a cada vez que abrir ta revista, lembrando você do desafio não feito


-44-

H O R Ó S C O P O no sense Escorpião

Aquário Saturno ilumina a casa de aquário e mostra que você está pensando demais no seu fds e em sair com seu denguinho,ou pensando na falta de um denguinho e esquecendo de terminar aquele seu Job, que é para amanhã.

Áries Houve alinhamentos dos planetas na casa de Áries e isto indica que não vai mudar nada na sua vida.

Peixes Plutão me mostra que está pensando tanto nas festas de fim de ano que já está mais perdido que o cliente e confundindo a escala pantone com panetone.

A casa em plutão se move nesse mês para a próxima chácara do zodíaco, por que casa não está mais comportando as suas festinhas, fortes mudanças nos relacionamentos, seu status do facebook vai mudar mais do que placa em promoção do supermercado, mas não se preocupe, é alguém rakeando sua conta mesmo. Se a lua toca no mar ela pode nos tocar, indica que você está em uma fase sonhadora da sua vida, aproveite, mas perca esse mal gosto musical…

Capricórnio Sol em Vênus, dividido por Marte, que subtrai na Terra me dizem que: você tá correndo para conseguir grana para a ceia de natal desse ano, pegou job demais e sua máquina vai dar pau... Faça um backup urgente e procure um bom técnico.


-45-

Touro Gêmeos Não tem alinhamento nenhum previsto para os geminianos... Tá tudo desalinhado... Tá osso.

O sol alinhado com marte indica que para quem faz faculdade, tem alguém com caráter tão bom quanto o do Mark Zuckerberg e Bill Gates de olho no seu projeto. Para quem não faz faculdade, baila tu cuerpo com alegria macarena. #ficadica

Câncer Leão Eclipse total na casa de leão... Não pagou a conta de luz, porque tava com o dinheiro contado daquele Job e o cliente te deu um cano. Agora tá sem energia e sem job.

A lua está alinhada com urano que está inclinado em um ângulo de 90º graus na casa de câncer que invadem os trópicos e mostra que seu pc foi invadido por milhares de vírus... )= Como você não sabia que não pode clicar naquelas propagandas de site? Ou estava vendo conteúdo adulto e esqueceu de deixar ativado o antivírus XD...safadinho(a)

Libra

Virgem Plutão virado em ângulo de 45º para o buraco negro me diz que seu chefe tá te atormentando com aquele job que você só atrasou a uma semana apenas e que você ta querendo mandar tudo para um lugar não muito apropriado de se estar.... Calma, muita calma nessazora

Fortes revelações hoje, o cliente vai descobrir que você é micreiro, nem sempre fazer média e se fazer de culto adianta...

Sagitário A dança “caliente” do universo que está ocorrendo na casa de sagitário me mostra que dentro de você, mantém acesa uma chama, que se inflama toda vez que a cigana Sandra Rosa Madalena está perto de você, porque você quer ve-la sorrir, quer ve-la cantar, quer ver o seu corpo dançar sem parar . “Aposto que enquanto você lia isso, você ouvia o Sidney Magal cantando na sua mente ê.ê}”


-46-

mariana portal tccendo

motivos para você começar a se dedicar ao seu TCC TCC e monografia tem diferença ?

Formação : Comunicação Social/ pós-graduação em Gestão Cultural grandes amores : pessoas-musicas-escrever  tcc não é um pesadelo www.portaltccendo.com.br

mari@portaltccendo.com.br

Dicas de ter um bom relacionamento com o seu orientador


a r r

-47-

Vamos falar de tcc ? Muitos só de ouvir, já começam a setir o calafriu, ter visões de um fim trágico, mas não entre em panico , temos a solução ou quase dos seus problemas, e não é a mãe júlia do tcc só pra avisar. Estou falando do Portal Tccendo Mariana mais conhecida por “mari” ela é a criadora do portal tccendo, junto com mais duas pessoas, eles dão dicas para quem está na situação do grande monstro da faculdade -----------------------tivemos a honra de entrevistar


-48NO SENSE: Mari fale um pouco sobre você! Seus gostos, seus hobbies, profissão e formação. Sou a Mariana, casada com o Panda (que também atende por Antonio), 25 anos, formada em Comunicação Social com habilitação em Publicidade e Propaganda e aluna de pósgraduação em Gestão Cultural. Sou do tipo que sonha em melhorar o mundo com pequenas coisas, começando com o que posso alcançar, aqui, pertinho de mim. A coisa mais importante da minha vida são as pessoas. Um dos meus grandes amores é a música. Outro grande amor é escrever. E algo que me inspira é a vida acadêmica. NO SENSE: Como surgiu a ideia de criar o Portal TCCendo!? Em qual momento da sua vida isso aconteceu? O TCCendo! nasceu porque sempre esteve dentro de mim. Como eu disse, amo pessoas, amo a vida acadêmica e amo escrever. Juntando tudo isso deu no que deu. Eu e o Sérgio, um cara que se tornou um baita amigo, sempre tivemos vontade de fazermos algo juntos. De conversa em conversa surgiu essa grande ideia. Queríamos ajudar as pessoas de uma forma legal e simples, mostrando que estudar não dói nada! Minha experiência com meu TCC foi incrível. Sempre digo que existe a Mari de antes do TCC e a Mari de depois. Foi por isso que o TCCendo! acabou acontecendo. Seis meses depois de ter terminado minha graduação eu e o Sérgio começamos a amadurecer nossa ideia e plim! Aí está meu projeto preferido... NO SENSE: Estou sabendo que aconteceu a semanas do TCC, como foi, e o que aconteceu de bom nessa semana? Está pensando em fazer mais? A Semana do TCC foi um congresso online sobre TCC, com o objetivo de dar uma força para a galera que anda meio desesperada. As palestras foram transmitidas durante a semana e puderam ser assistidas de graça. Convidei alguns professores para serem nossos palestrantes e o pessoal aproveitou muito. Muito mesmo! Recebi muitos feedbacks lindos! Os temas das palestras estavam relacionados aos principais problemas na hora de construir o TCC. Nosso desejo é que aconteçam mais semanas

assim, com certeza. O trabalho para realizar esse tipo de evento é muito grande. Gastamos vários dias e noites preparando tudo. Faremos o próximo assim que for possível! NO SENSE: Quem está por trás do portal? Somo em 3. Eu, o Sérgio e a Cynthia. Eu escrevo todos os posts, respondo e-mails, ajudo o pessoal (quando consigo, porque são muuuitas perguntas), cuido da nossa fanpage, no Facebook... O Sérgio cuida da parte técnica, como montagem do site e coisas assim. A Cynthia me auxilia com o conteúdo dos posts, pois, como ela é professora universitária, conhece melhor do que eu algumas dificuldades enfrentadas pelos alunos. Ela me dá uma força no direcionamento dos posts. Meus dois parceiros são muito especiais e acreditam na ideia tanto quanto eu. É exatamente por isso que o TCCendo! tem dado tão certo! NO SENSE: O que espera do portal daqui a 5 anos? Espero, do fundo do coração, que ele alcance proporções maiores e espalhe a ideia de que fazer TCC não é um pesadelo. Precisamos apagarda mente das pessoas o que foi construído, porque, desde que entramos


-49na faculdade, começamos a ouvir que o TCC é terrível, que é chato, que é difícil... Quando fazemos com dedicação e vontade nada é tão terrível assim! O TCC é uma oportunidade incrível que nos é dada, só precisamos saber o que fazer com ela. Estudar é uma das melhores coisas da vida. NO SENSE: Tem mais projetos vindo por aí? Nossa cabeça nunca para. Há, sim, ideias de projetos, mas dentro do TCCendo!. É claro que são surpresa e que, portanto, não vou contar agora (huhuhuh...) O que posso adiantar é que, nas próximas semanas, o TCCendo! será totalmente reestruturado. Está ficando LINDO DEMAIS! NO SENSE: Que dica você daria para os nossos leitores que estão fazendo ou se preparando para o TCC? TCC não é um monstro! Faça ele se tornar um parceiro e esteja disposto a aprender o que ele pode te ensinar. Você não tem outra opção. Vai ter que fazer o TCC para terminar seu curso. Que tal aproveitar essa oportunidade para crescer, então? Fazer TCC não dói nada! Muita gente quer escapar dele porque sabe que vai ter que trabalhar. E muito! Mas os bons alunos sabem tirar proveito de toda a dedicação que esse desafio exige. Aproveite! NO SENSE:Qual lado ou aspecto do TCC você acha mais NO SENSE? Ele todo! Se a gente for parar para pensar, fazer um TCC é doideira. Mas é uma doideira divertida. :) NO SENSE: Sempre faço essa pergunta: o que significa para você no primeiro momento que escuta NO SENSE? Como define? Sem conhecer nada sobre a revista? Hum... Penso em algo “fora da caixinha”, fora do comum.


-50-


-51-

Isabela c o e l h o Formação : programação visual/ Design de produto pessoinha estranha ilustradora/modeladora pinadora compulsiva Portfolio: behance.net/isa_coelho

@_coelho_


isabela coelho encantando sempre com suas criações, coloridas e cheio de vida, está parcticipando do Inktober deste ano

-52-

NO SENSE: Fale um pouco sobre você,seus gostos e hobbies! Sou uma pessoinha estranha hahaha, sou muito exigente comigo mesma e sempre busco excelência em tudo o que eu faço, fazendo o máximo que posso em qualquer situação, acredito que fazendo isso consigo evoluir. Ainda preciso treinar muito,aprender e corrigir muita coisa. Considero que minhas experiências e repertório formaram muitas das minhas opiniões até agora e que isso é uma coisa que está em constante evolução (não mudança, mas sim aprimoramento!). Meus gostos, hobbies e trabalho estão meio que fundidos pois acho que um não existiria sem o outro. Me formei na Unesp de Bauru em 2008 no curso de desenho industrial – programação visual, e estou atualmente terminando Design de produto, também pela Unesp de Bauru. Estou entre fazer um TCC sobre games com realidade aumentada ou algo no sentido do wearable design, talvez misturar os dois! NO SENSE: Alem de ilustradora você também faz modelagem de massinhas, quando que começou a gostar de massinha? Gosto de massinha desde que comecei ter lembranças hehe! Mas passei a curtir muito quando aprendi a mexer com biscuit e fazia umas bonequinhas bem simples. NO SENSE: Como você aprendeu as técnicas de modelagem? Bom a maioria delas foi na base do teste e erro/ acerto! Mas também procurei dicas em vídeos tutoriais, dicas com profissionais que já estão a mais tempo modelando (como a querida Natsy Alencar). Já fiz um workshop com Caio Morel onde aprendi a fazer esqueleto de arame e outras dicas.

NO SENSE: Quais suas inspirações ? Tento encarar tudo da maneira mais positiva possível e transformar tudo em inspiração! As possibilidades são infinitas! Hahaha (sou uma pinadora as vezes compulsiva, as vezes abandono, mas tem bastante coisa la que eu curto: http://br.pinterest.com/isacoelho/) NO SENSE: Tem alguma dica pra quem quer começar a modelar? A dica que eu posso dar é procurar saber de tudo sobre o assunto, como os tipos de massa que existem, as ferramentas, bases. E acima de tudo “manusear” bastante massinha para sentir como cada tipo funciona. Cada uma tem um tipo de plasticidade que permite diferentes técnicas de modelagem. NO SENSE: Você usa o seu sketchbook com regularidade? Para você qual é a importância dele? Ultimamente tenho usado mais. Quando eu trabalhava numa agência era tanta correria que não conseguia reservar um tempo/energia para usar meu sketchbook. Considero importante sempre treinar, não importa onde. Se gosta do sketch com lápis, alguma tinta, então um sketchbook é bem legal para manter organizado. O interessante do sketchbook também é que se pode ver a evolução de estilo/traço da primeira página até a ultima. NO SENSE: Tem projetos vindo aí? Sim! Mas talvez demorem um pouco pra se realizar, tenho um TCC para concluir antes de tudo!


-53-

NO SENSE: Como é o seu processo criativo? Ouve música para inspirar? Não apenas música, pode ser um filme, ler sobre algum projeto muito legal, passar tempo com amigos. Construir um repertório não só de referências artísticas, mas também de vida considero muito importante. Então tento tirar o máximo proveito de todas as experiências. NO SENSE: Qual o melhor material para se trabalhar? E por quê? É o que a pessoa/artista se sente mais confortável! O melhor material é diferente para cada pessoa, só experimentando para perceber qual deles “extrai” ao máximo o seu potencial de maneira mais eficiente. NO SENSE: Sempre faço essa pergunta, o que significa para você no primeiro momento que escuta NO SENSE? Como define? Me lembrou do Nonsense na hora! E algumas aulas da facul por consequência hehehe. Aí pra lembrar/definir eu fui googlar: wikipedia.org/wiki/Nonsense bem curtinho e interessante XD


-54-

DIEGO c u n h a Formação : técnico em edificações ilustrador/ freelancer Muita coca-cola Portfolio: diegoocunha.deviantart.com drawcrowd.com/diegoocunha

diegorscunha@gmail.com


-55-

Diego cunha, conhecido pelas suas pinturas digitais na internet. sempre inspirado em um estilo de fantasia, cheio de ação e rico em detalhes -----------------------tivemos a honra de entrevistar esse ilustrador


-56-

Diego tem 20 anos e é formado em edificações, e senhoras e senhores ele é brasileiro e não é das gringas.

muito o trabalho dos outros para ver se conseguia absorver alguma técnica e tal. No começo os desenhos eram horríveis, dava até uma dor no coração de olhar pra eles hahaha, mas a partir do momento que comecei a entender como as coisas funcionam, eles foram melhorando até chegarem onde estão hoje. NO SENSE: Quais são suas inspirações?

NO SENSE: Fale um pouco sobre você,seus gostos e hobbies! Moro em Limeira, interior de São Paulo Desenho desde criança e tenho como hobbie preferido, dormir. (E beber muita coca) NO SENSE: Atualmente está trabalhando com o que ? Atualmente sou funcionário público e também trabalho como ilustrador freelancer. NO SENSE: Como você aprendeu a fazer pintura digital? Aprendi por tentativa e erro. Via bastante vídeos de speed painting no youtube e observava

O tempo, os grandes artistas, filmes, animações, musicas... Nao sei ao certo. Uma soma de tudo. NO SENSE: Tem alguma dica para quem está começando a se aventurar na pintura digital? Estudem. Busquem técnicas, ferramentas. Observem os trabalhos de quem já é mestre na coisa e tente aprender com eles. Se houver a possibilidade de fazer um bom curso, faça! È o caminho mais curto.


-57NO SENSE: Você usa o seu sketchbook com regularidade? Para você qual é a importância dele? Olha, vou te falar que consegui um meio que recentemente, apesar de não ser bem um sketchbook. Nunca tive, rabiscava em qualquer lugar. Agora uso bastante. É bom para passar o tempo. NO SENSE: Tem projetos vindo aí? Uma faculdade, que já tá na hora. Também comecei a brincar com animação recentemente. Então vamos ver se consigo criar uma animaçãozinha com uma historinha legal! NO SENSE: Como você vê o mercado de ilustração no Brasil? Competitivo e desvalorizado. Onde se preza o valor à qualidade. Principalmente para quem está começando. NO SENSE: Como é o seu processo criativo? Geralmente as ideias vem rapido a minha cabeça. Algumas acabam mudando bastante conforme vou construindo a ilustração. Afinal várias coisas implicam no processo de passagem da ideia para o “papel”. O tempo que leva para concluí-la também influencia bastante nisso. Chuveiro e caminhada fazem parte do processo, além da musica, é claro. Trilhas sonoras de filmes, ou aquelas mais “aleatórias”, que você encontra no youtube rendem boas inspirações. NO SENSE: Material favorito para criar? Lapis e papel e digital. Mais digital. NO SENSE: O que significa para você no primeiro momento que escuta NO SENSE? Como define? Algo sem sentido, sei lá. Até meio bizarro.


-58-

Uma alice

desconhecida deixa de construir sobre ela, com O filme é tcheco e originalmente uma simbologia original, e uma intitulado por Něco z Alenky, que significa atmosfera negra que cativa e “Algo de Alice”. Ele se baseia na obra surpreende em cada momento. de Lewis Carroll “Alice no País das Svankmajer procurou fazer uma Maravilhas”, adaptação mais mas não segue Alices tem um bocado por a, varias próxima do que muito o estilo verções e adpatções de muitas maneiras, ele considerava o kawaii ou o cut cut mas uma dessas se tornou sombra livro de Carroll, não da animação da esquecida. uma das verções mais como um conto Disney. macabras que já vi, estou falando de de fadas, mas um O filme é em stop ALICE de 1988 sonho. Svankmajer -Motion, uma diz em uma especialidade de entrevista: “Apesar de um Svankmajer. conto de fadas ter um aspecto Ele se passa com nossa protagonista educativo - trabalhando com Alice, que entre uma leitura de um livro e uma moral positiva (bem vence seus sonhos ou pesadelos, vê um mundo o mal), o sonho, como uma fantástico (para não dizer sinistro), onde expressão de nosso inconsciente, objetos ganham vida e se comportam intransigentemente persegue a como pessoas. Isso tudo tem conexão já realização dos nossos desejos que o Svankmajer era membro do grupo mais secretos, sem considerar as surrealista tcheco! O filme de Svankmajer inibições morais e racionais, porque tem uma identidade própria, que embora ele é impulsionado pelo princípio respeitando a história original, não do prazer. Minha Alice é um sonho realizado”.


-59-

Uma sugestão para passar o tempo é uma webcomic que vi há algum tempo. Trata-se basicamente de uma história de dois melhores amigos Bruno e Ollie, que buscam voltar para casa enquanto o mundo desaba ao redor. (não direi muito sobre a história para não dar uma de spoiler). O melhor de tudo não é exatamente a história é como ele está ilustrado. Em meio a visões hipnóticas e tiques nos olhos, o que faz dele tão novo é a quase completa animação em GIFs. Muito bem feito e ilustrado. Agora, enfim, se vocês querem sanar a curiosidade, aqui vai o nome: Thunderpaw: In the Ashes of Fire Mountain, autoria de Jen Lee, feito 100% em Photoshop. Só ir nesse site: www.thunderpaw.co Um pouco mais do trabalho e comics dela: http://repoghost.com/

NATÁLIA MIKI Estudante de design, de produto/ ilustradora


-60-


-61-

Sessão de fotos feita na área de preservação do Parque da Água Branca (Parque Doutor Fernando Costa), que passou por reformas e utilizando de forma consciente o espaço natural criou uma área de preservação, que pode ser visitada todos os dias, com um monitor para acompanhar e orientar sobre a biodiversidade. Por conta dessa proteção é necessário uma autorização para fotografar com camêras semiprofissionais ou profissionais, sendo apenas liberado para câmeras compactas e celulares. O propósito desta sessão é mostrar como a câmera de celular pode realizar fotografias de qualidade e criar um olhar sensível quando se compõem uma fotografia. Por isso nenhuma destas imagens recebeu tratamentos e foram especificamente tiradas de um celular.

Preservação Observação THAMY ROJO

Estudante de design/ fotografa profissional se inspira na natureza


-62-


-63-


-64-


-65-


#00 -66-

+18

Girl

no sense Ensaio artístico feito pelos nossos fotógrafos especialmente para essa primeira edição.


-67-


-68-


-69-


-70-


-71-


-72-


-73-


-74-


-75-


-76-


-77-


-78Ultimamente meu ânimo tem tido seus maus momentos, já tiveram a sensação de que tudo que comem tem uma espécie de capa em volta que não te deixa saborear as coisas de forma apropriada? Me fez lembrar presuntos ou de linguiça calabresa, a linguiça em especial porque você tem que tirar a capa de gordura para prepará-la, o que não só deixa uma sensação horrível de gordura na sua mão, como ela também rasga e você tem que ficar alisando a linguiça por meia hora.

Nada contra arte moderna, sei lá, você tem algo contra? Pode ser que tenha, enfim, eu moro não muito longe da paulista (na verdade eu moro a uns 20 minutos de lá, descendo ladeira), mas eu realmente acho que a cultura da arte moderna é muito bizarra (muita gente acha isso também, e muita gente não acha, opiniões... ah, opiniões), eu nem vou entrar nesse mérito, até porque perdi a linha de pensamento, mas basicamente, bandas de percussão moderna são estranhas.

Bem, enquanto eu tentava saborear uma quentinha na cozinha da casa da minha vó, que vem a ser minha casa temporária (e eu deixo claro que me sinto a vontade quando deixo minhas roupas no chão, mas nunca por muito tempo), eu acabei ouvindo vários sons altos e meio abafados, na hora eu pensei “podem ser tiros, rojões por causa de um jogo de futebol... ou uma banda moderna de percussão”.

Falando agora de geografia, ou pelo menos geografia “sentimental”, eu tenho a teoria de que toda a vez que eu mudo de casa, eu estou sempre me mudando para uma localização mais baixa, mas, como eu mencionei antes, é sentimental, nada que eu possa (na verdade eu poderia) ou queira fazer, mas as vezes penso que um dia vou morar em lugares tão baixos que vou finalmente morar embaixo do mar (considerando que o mar nunca seque), ou um outro jeito que eu gosto de ver a coisa, minha casa atual me faz lembrar de um toca de hobbit.

Perdido d i á ri o Pequenos pensamentos sobre a arte moderna, geografia e sensações

Ah, sobre sensações? Esqueça isso, sensações estão um saco, não estou afim de falar mais disso.


-79-


-80-

agradeço!

confere confirma Venho aqui agradecer quem fez parte do projeto desde os primeiros passo até os quem caíram de paraquedas do nada, mas que confiram nesse projeto, muitos deles estão nessas fotos aqui de baixo, sim são todos loucos. mas quem não é ? A todos que confiaram em mim e nesse projeto maluco!

Muito obrigado! Sem vocês não seria possível o impossível.


-81-

Natテ。lia Miki Johnatas Gouveia Thamy Rojo Mayara Assis Rafael dell 窶連quila Stテゥphanie Cristina Pedro de Lacquila Lucas Mendes Drielen Ramalho Stella Lamy Ana Carolina Haddad Maira Moura Kelly Kuribayashi thomaz Bregantin Gabriela Glaeser Soares ATT: yujdi ida e isso テゥ tudo pessoal !


-82-


#00

Profile for No Sense

No sense #00  

Estamos felizes por apresentar a primeira edição da revista, muita criatividade e coisas No Sense estão recheadas nessa edição. Venha afunda...

No sense #00  

Estamos felizes por apresentar a primeira edição da revista, muita criatividade e coisas No Sense estão recheadas nessa edição. Venha afunda...

Advertisement