a product message image
{' '} {' '}
Limited time offer
SAVE % on your upgrade

Page 42

LOGÍSTICA LEAN

José Roberto Pierre (Bosch) e Sidney Rago (IMAM), gerentes de projeto Lean Warehouse e equipe

Operação enxuta com tecnologia Bosch redesenha sua operação de aftermarket, internaliza os processos logísticos e se transforma em uma referência mundial

A

Bosch é uma empresa alemã fundada em 1886. No Brasil está presente desde 1954, completando 60 anos no País. Conhecida por suas soluções na área de engenharia e eletrônica, a empresa é responsável por soluções voltadas para automóveis, sendo uma das principais fornecedoras de peças de reposição para diversas montadoras no Brasil. 42

bosch alterado 2.indd 42

São inúmeros produtos entre velas de ignição, cabos, filtros, alternadores, motores de partida e componentes do sistema de freios e injeção. A maior parte deles, 70%, é produzida no Brasil e apenas o restante vem de fora (Europa, Ásia, México ou EUA). Do número produzido aqui, 30% é enviado para exportação. Ao longo dos anos, a Bosch optou por terceiros para gerir o processo de Aftermarket, mas certa ineficiência no resultado, com um alto nível de

reclamações de clientes referentes a pedidos entregues errados, fora do prazo ou avariados. Em 2012 a Bosch resolveu mudar tudo e passou a encarar a logística de peças de reposição como um processo competitivo. “Resolvemos focar a logística como “core competence”. Fomos ver o que o mercado precisava e percebemos que nossos clientes queriam mais flexibilidade, agilidade e qualidade”, conta Calixto Delfim, vice-presidente

outubro 2014

01/10/2014 13:12:14

Profile for Revista LOGÍSTICA

Revista LOGÍSTICA Ed 288 outubro 2014  

Especial Automação. Estocagem: transelevadores aumentam a produtividade; Paletização com robôs: fim de linha ganha eficiência

Revista LOGÍSTICA Ed 288 outubro 2014  

Especial Automação. Estocagem: transelevadores aumentam a produtividade; Paletização com robôs: fim de linha ganha eficiência

Advertisement