Page 1

CHAMADA PUBLICA PARA INSCRIÇÃO E SELEÇÃO DE PROJETOS ESCOLARES VISANDO AO FORTALECIMENTO E AMPLIAÇÃO DAS OPORTUNIDADES DE APRENDIZAGEM DOS ESTUDANTES A SECRETÁRIA DA EDUCAÇÃO DO ESTADO DO CEARÁ, no uso de suas atribuições, com o objetivo de dar maior transparência aos atos da administração pública, estabelece e divulga a inscrição e seleção de projetos escolares que visem fortalecer, ampliar e aprimorar as práticas e vivências dos estudantes das Escolas Públicas da Rede Estadual. 1. DO OBJETIVO 1.1. Fortalecer e ampliar as oportunidades dos estudantes na construção do conhecimento através do desenvolvimento de projetos escolares. 1.2. Proporcionar a publicação dos resultados dos projetos escolares, por meio de artigos científicos produzidos pelos estudantes, sob a orientação de um(a) professor(a). 2. DO VALOR FINANCIÁVEL E DA UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS 2.1. Cada projeto selecionado será financiado, considerando a referência: mínimo de R$ 2.000,00 (dois mil reais) e o máximo de R$ 5.000,00 (cinco mil reais). A escola, no seu projeto, deve especificar os elementos de despesa em que serão usados os recursos, de acordo com as planilhas orçamentárias, constantes nos Anexos II e III. 2.2. O recurso poderá ser utilizado com despesas de serviço, material de consumo e permanente, observadas na Instrução Normativa nº 02/2002, art. 8º, Inciso II,bem como na Portaria 448/2002, Art. 2º, inciso I e II, ambas da Secretaria do Tesouro Nacional. 2.3. As CREDE/SEFOR deverão atender a seguinte distribuição de limites de financiamento: Quantidade de escolas

Grupo de CREDE/SEFOR

Limite de Valor a ser financiado por cada CREDE

Total

Até 20 escolas.

4ª, 7ª, 8ª, 9ª, 11ª, 14ª, 15ª, 16ª e 17ª

R$ 10.000,00

R$ 90.000,00

De 21 até 31 escolas.

3ª, 10ª, 12ª, 13ª, 18ª, 19ª e 20ª

R$ 15.000,00

R$ 105.000,00

De 32 até 47 escolas. 2ª, 5ª e 6ª

R$ 30.000,00

R$ 90.000,00

De 48 até 79 escolas. 1ª

R$ 40.000,00

R$ 40.000,00

Acima de 79 escolas

R$ 75.000,00

R$ 75.000,00

SEFOR TOTAL

R$ 400.000,00

3. DAS LINHAS TEMÁTICAS 3.1. Os projetos apresentados devem integrar uma das Linhas Temáticas, abaixo especificadas. A escolha da linha temática ficará a critério dos autores e deve estar Centro Administrativo Governador Virgílio Távora Av. General Afonso Albuquerque Lima, s/n – Cambeba - 60.822-325 - Fortaleza/CE www.seduc.ce.gov.br página - 1


vinculada às demandas sociais, científicas e culturais da atualidade, proporcionando a relação entre os conteúdos curriculares e a vida em sociedade. 3.1.1. Linguagens e códigos – Esta linha temática tem como objetivo focar a importância da linguagem como mecanismo que permeia o conhecimento e as formas de conhecer; o pensamento e as formas de pensar; a comunicação e os modos de comunicar; a ação e os modos de agir. Nesta perspectiva, o uso da linguagem no contexto social deve ser objeto de reflexão e análise. 3.1.2. Matemática – Esta linha temática se fundamenta na importância de um conjunto de técnicas e estratégias, que não possui apenas um caráter formativo e instrumental. Por esta razão, a Matemática deve ser concebida como uma linguagem que remete a procedimentos e formas de pensar, vinculados ao domínio de um saber fazer lógico, adquirido pelas habilidades/competências, no decorrer das vivências e práticas sociais. 3.1.3. Ciências Humanas – Contempla-se, nesta linha temática, a compreensão crítica e reflexiva sobre as formas de agir e pensar dos seres humanos no âmbito de suas relações sociais, políticas, econômicas e culturais, consideradas a partir de contexto do espaço e do tempo. Esta compreensão deve subsidiar práticas de conscientização e transformações sociais ligadas aos desafios das comunidades locais e da sociedade contemporânea. 3.1.4. Ciências da Natureza – A referida linha temática tem em sua essência a contribuição nas Ciências, não somente do ponto de vista técnico, mas de uma cultura mais ampla com foco na compreensão de procedimentos científicos, pertinentes aos seus objetos de estudo como mecanismo para a interpretação de fenômenos naturais. Fatos articulados a uma visão de mundo sustentável de âmbito social e ambiental, concomitante, a uma aprendizagem significativa ligada a outras questões correlatas. 3.1.5. Tecnologia Educacional – Esta linha temática abrange uma alternativa de trabalho de ensino e aprendizagem, em que a prática pedagógica envolve os sujeitos (aluno e professor) e os recursos disponíveis. Estes advindos das novas tecnologias como forma de interação entre esses sujeitos no processo de ensino e aprendizagem. Com esta visão, a tecnologia educacional contribui para uma melhor socialização do direito de estudar e aprender com mais atratividade e interação. Portanto, implica nas possibilidades de uso dos diversos gêneros virtuais como estratégias colaborativas e interdisciplinares na “construção do conhecimento”, mediado pelo recurso tecnológico. 4. DA ELABORAÇÃO DO PROJETO ESCOLAR 4.1. O projeto escolar exigido é o resumo sistemático, baseado na metodologia científica, de uma pesquisa em uma das linhas temáticas que trata esta chamada. A pesquisa deve contemplar a seguinte estrutura básica: 4.1.2 Dados da escola - servirão para identificar e acompanhar todo o processo de desenvolvimento do projeto, portanto devem conter: identificação, endereço e contato da escola; modalidade de ensino da escola; linha temática do projeto; quantidade de alunos matriculados na escola por modalidade de ensino; tipificação da escola; turno de funcionamento da escola e a identificação do(a) diretor(a). Centro Administrativo Governador Virgílio Távora Av. General Afonso Albuquerque Lima, s/n – Cambeba - 60.822-325 - Fortaleza/CE www.seduc.ce.gov.br página - 2


4.1.3 Dados do projeto - servirão para caracterizar e selecionar o projeto, devendo ser detalhados os seguintes itens: a) Título do Projeto: é o nome que identifica a linha temática e o campo de atuação do projeto. O título deve ser conciso e objetivo. b) Dados dos responsáveis pelo projeto: neste item, o(a) diretor(a), o(a) professor(a), orientador(a) e os estudantes devem ser identificados para ajudar no acompanhamento das atividades detalhadas. c) Abrangência do Projeto: neste campo,deve ficar claro o número de estudantes, por série e por turma, envolvidos com o desenvolvimento do projeto. Quanto maior a sua abrangência, maior a sua importância para a escola. O cronograma deve esclarecer o período de desenvolvimento, com detalhamento dos encontros e horários de atividades, com a carga horária semanal e total para os resultados esperados. d) Assinaturas dos Responsáveis pela Escola: neste campo, o(a) Diretor(a) e o Conselho Escolar assinam e se responsabilizam pelo orçamento, prestação de contas e pelo desenvolvimento das atividades previstas. e) Descrição metodológica do projeto: nestes campos, serão detalhados os seguintes itens: caracterização, justificativa, objetivos e metas, principais ações, metodologia, resultados/descritores, material didático utilizado, resultados e impactos esperados, riscos e dificuldades a serem enfrentadas e referências bibliográficas. Cada item tem sua forma correta de preenchimento. Algumas instruções para orientarem a construção do projeto encontram-se no anexo I. 5. DAS RESPONSABILIDADES 5.1. São responsáveis pela execução do projeto: Diretor(a) da Escola, Professor(a) Orientador(a), Conselho Escolar e Estudantes. a) O(a) Diretor(a) tem a responsabilidade de dar condições para elaboração e execução das atividades previstas, acompanhar o desenvolvimento e os resultados esperados e prestar contas dos recursos. b) O(a) Professor(a) Orientador(a) tem a responsabilidade de capacitar e orientar os estudantes; garantir a abrangência do projeto; orientar a elaboração da planilha orçamentária; atender o cronograma de ações e das reuniões semanais e mensais; orientar os estudantes na alimentação do ambiente Thinkquest; articular com os segmentos escolares para a obtenção dos resultados e impactos esperados. c) O Conselho Escolar tem a responsabilidade de acompanhar os resultados e de fiscalizar a execução do recurso destinado ao projeto escolar. d) O Estudante envolvido tem a responsabilidade de protagonizar a construção e a execução do projeto, participar das capacitações, realizadas pelo(a) professor(a) orientador(a), além de participar da construção e administração da planilha orçamentária; atender ao cronograma de ações e das reuniões semanais e mensais; registrar mensalmente no ambiente Thinkquest o resumo das atividades realizadas; articular com os segmentos escolares para a obtenção dos resultados e impactos esperados ,com a ajuda do(a) professor(a) orientador(a), dedicando-se às atividades previstas, com assiduidade e envolvimento, pesquisando e aplicando os conhecimentos. Centro Administrativo Governador Virgílio Távora Av. General Afonso Albuquerque Lima, s/n – Cambeba - 60.822-325 - Fortaleza/CE www.seduc.ce.gov.br página - 3


6. DA PUBLICAÇÃO DOS RESULTADOS 6.1. Considerando a necessidade de consolidar o ganho pedagógico adquirido com o desenvolvimento das atividades do projeto, mesmo após a sua conclusão, os estudantes e o(a) professor(a) orientador(a) deverão concluir seu trabalho com a produção de um artigo científico ,ver ( anexo V), que deverá ser enviado, no período de 15 de agosto à 17 de setembro de 2012, de acordo com orientações complementares. 6.2. Os trabalhos devem ser enviados em formato doc ou odt. 6.3. Este artigo científico pode ser apresentado em eventos organizados pela Secretaria da Educação e publicados em ambientes digitais ou impressos para dar visibilidade à sociedade cearense dos resultados de investimentos públicos em educação básica. 6.4. O ambiente Thinkquest deverá ser usado para registro dos relatórios de desenvolvimento de atividades do projeto, com periodicidade mensal, para subsidiar a produção do artigo científico. 7. DAS CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO 7.1. As escolas da rede pública estadual podem apresentar projetos. 7.2. Todos os projetos deverão ser de iniciativa de um grupo de estudantes com orientação de um(a) professor(a). 7.3. Os projetos a serem inscritos pelas escolas deverão ser publicados no ambiente Thinkquest. (site: www.thinkquest.org). 7.4. A escola poderá apresentar até 2 (dois) projetos, na fase de seleção, no entanto, somente 01 (um) poderá ser selecionado. 7.5. A CREDE e SEFOR, quando necessário, poderá complementar os critérios de seleção dos projetos. No entanto, este complemento não deve criar contradições com as orientações expressas nesta Chamada Pública. 8. DA INSCRIÇÃO 8.1. Período de inscrição: 03 a 28 de outubro de 2011. 8.2. As inscrições de projetos deverão ser feitas na sede de cada CREDE ou na SEFOR, conforme suas áreas de abrangência. 8.3. Documentação necessária: 8.3.1. Apresentar o projeto no Formulário Padrão de Projetos, constante do Anexo I desta Chamada Pública. 8.3.2. Declaração do Diretor(a) da Escola de que o projeto está publicado no ambiente Thinkquest. 8.3.3. Declaração de aprovação do projeto pelo Conselho Escolar. 8.3.4. Termo de Compromisso para produção do artigo científico ,assinado pelo(a) Diretor(a), Orientador(a) e Estudantes envolvidos no projeto (anexo IV). 8.4. O descumprimento de quaisquer destes itens, relativos à inscrição, acarretará no cancelamento da inscrição do projeto.

Centro Administrativo Governador Virgílio Távora Av. General Afonso Albuquerque Lima, s/n – Cambeba - 60.822-325 - Fortaleza/CE www.seduc.ce.gov.br página - 4


9. DO JULGAMENTO 9.1. Período de Julgamento: 31 de outubro a 7 de novembro de 2011. 9.2. O julgamento dos projetos das escolas será feito nas CREDE e na SEFOR, de acordo com a sua área de abrangência. 9.3. A escola poderá ter, somente, 01 (um) projeto selecionado. 9.4. Os projetos que cumprirem com todas as condições de participação e inscrição serão examinados em seu mérito e classificados, para fins de concessão do apoio financeiro, de acordo com a pontuação abaixo especificada: CRITÉRIOS

VALOR

O projeto propõe ações de melhoria do desempenho cognitivo dos alunos, visando ao aprimoramento da performance dos estudantes na construção do conhecimento.

0 – 25

O projeto apresenta coerência na justificativa, clareza nos objetivos, relevância científica e cultural no tema proposto e orçamento compatível e exequibilidade das atividades propostas.

0 – 25

O projeto aponta estratégias de acompanhamento e avaliação pelo Núcleo Gestor da Escola e pelo Conselho Escolar.

0 – 15

O projeto proposto pela escola desenvolve estratégia de mobilização de atores intra e extra-escolares: famílias, comunidade, organização, parceiros, etc.

0 – 15

O projeto contempla pelo menos uma das Linhas Temáticas especificadas no item 3, apresentando uma intervenção com resolução de problema e uma aprendizagem satisfatória.

0 –20

TOTAL

100 pontos

10. DO RESULTADO DA CHAMADA PÚBLICA 10.1. A classificação dos projetos inscritos será comunicada à escola interessada, imediatamente, após a deliberação da equipe de avaliação de cada CREDE/SEFOR, cujas decisões em relação à seleção serão soberanas e irrecorríveis. 10.2. A equipe de avaliação de cada CREDE/SEFOR deverá enviar à SEDUC/CODEA/COAPE, de 08 a 11 de novembro de 2011, um relatório técnico, contendo a relação com os nomes das escolas e dos projetos selecionados, a respectiva pontuação e a planilha de custos por escola, com a distribuição dos recursos a serem financiados, por elementos de despesa e devem ser enviados para os endereços eletrônicos: heldermf@seduc.ce.gov.br e ricardo.felipe@seduc.ce.gov.br. 11. DA FONTE DE RECURSOS 11.1. Os recursos são provenientes do orçamento da SEDUC, importando no valor total de R$ 400.000,00 (quatrocentos mil reais). Centro Administrativo Governador Virgílio Távora Av. General Afonso Albuquerque Lima, s/n – Cambeba - 60.822-325 - Fortaleza/CE www.seduc.ce.gov.br página - 5


11.2. Os recursos para os Projetos aprovados deverão ser depositados na conta da Escola contemplada. 11.3. A Escola deverá estar com seu credor desbloqueado para que a SEDUC possa liberar o recurso. 12. DA PRESTAÇÃO DE CONTAS 12.1. O(a) Diretor(a) da escola que for contemplada, deverá realizar a prestação de contas, no prazo de 60 dias, após o efetivo depósito dos recursos na conta da escola. 12.2. O(a) professor(a) orientador(a) do projeto escolar contemplado com financiamento deverá elaborar um relatório técnico para subsidiar a prestação de contas, onde descreverá todas as ações desenvolvidas para concretização do projeto. 12.3. O não cumprimento dos critérios estabelecidos nesta Chamada Pública ou mesmo o cumprimento de modo irregular das especificações e prazos, por parte da escola selecionada,implicará em devolução do recurso não aplicado e a devida prestação de contas do projeto realizado. 13. DAS DISPOSIÇÕES FINAIS 13.1. A apresentação do projeto escolar implica na aceitação plena de todas as condições estabelecidas nesta Chamada Pública. 13.2. É facultada à SEDUC/CODEA/COAPE, em qualquer fase de execução dos projetos escolares, promover diligências destinadas a esclarecer questões duvidosas e averiguar o seu cumprimento. 13.3. Esta Chamada Pública não contempla o pagamento de bolsa ou gratificação para alunos ou professores. 13.4. Todo e qualquer material adquirido com recurso, objeto desta Chamada Pública, será destinado à escola na qual o projeto escolar será desenvolvido. 13.5. Os equipamentos e mobiliários adquiridos, através desta ação ,deverão passar pelo processo de tombamento legal, como patrimônio da escola. 13.6. Todos os recursos deverão ser gastos, exclusivamente, com o projeto escolar a ser desenvolvido. 13.7. Os projetos escolares que não demandem financiamento não deverão ser inscritos para análise das CREDE/SEFOR. 13.8. Após o encerramento da presente Chamada Pública e a divulgação dos resultados, os projetos selecionados serão mantidos, nas CREDE/SEFOR, em arquivo por um período de 2 anos. 13.9. Os casos omissos serão resolvidos pela SEDUC/CODEA/COAPE. SECRETARIA DA EDUCAÇÃO, em Fortaleza, aos 16 de setembro de 2011.

Maria Izolda Cela de Arruda Coelho Secretária da Educação Centro Administrativo Governador Virgílio Távora Av. General Afonso Albuquerque Lima, s/n – Cambeba - 60.822-325 - Fortaleza/CE www.seduc.ce.gov.br página - 6


ANEXO I FORMULÁRIO PADRÃO - CHAMADA PÚBLICA DE PROJETOS 1 Dados da Escola Nome da Escola: Código da Escola: Endereço (Rua, Número): Rua:

Bairro:

Município:

CEP:

Telefone:

Fax:

E-mail:

Diretor (a) da Escola: Especificar CREDE ou SEFOR:

( ( ( ( ( (

Modalidade de Ensino: ) Educação Infantil ) Ens. Fundamental ) Ens. Médio ) Educação Especial ) EJA ) Educação Indígena

Linha Temática ( ( ( ( (

)Linguagens, Códigos )Matemática )Ciências Humanas )Ciências da Natureza )Tecnologia Educacional

Número de Alunos Matriculados em 2011:

Tipificação da Escola:

-Educação Infantil: -Ensino Fundamental: -Ensino Médio: -EJA: -Educação Especial: -Educação Indígena:

( ( (

Total:

( ( (

)Nível A )Nível B )Nível C Turnos de funcionamento )Manhã )Tarde )Noite

2 Dados sobre o Projeto Título: Diretor(a) da Escola responsável pelo projeto:

Documento de Identidade

Professor(a) Orientador(a) do Projeto

Telefone(s)

Abrangência do Projeto: Turma - Número de Alunos Envolvidos: Período de Desenvolvimento do Projeto

Horário de Funcionamento

C/H Semanal:

De ___/ ___/ _____ a ___/ ___/ _____ 3 Assinatura do Responsável (Direção da escola) Local: Data: 4 Visto do Conselho Escolar: Local: Data:

Assinatura:

Assinatura:

Centro Administrativo Governador Virgílio Távora Av. General Afonso Albuquerque Lima, s/n – Cambeba - 60.822-325 - Fortaleza/CE www.seduc.ce.gov.br

C/HTotal:


5. Caracterização do Projeto (Máximo de aproximadamente 1 página. Recomenda-se cuidado com a clareza da linguagem e precisão dos conceitos, além dos seguintes atributos: objetividade, exatidão, coerência e suficiência das informações.)

6 Justificativa do Projeto (Máximo de aproximadamente 1 página. Descrever as razões que levaram a escola a propor o projeto. Justificar o projeto a partir das necessidades de desenvolver a capacidade cognitiva dos alunos, e criar novas oportunidades de aprendizagem, otimizando o espaço e do tempo pedagógico.)

7. Objetivos e Metas 7.1 Objetivo Geral (Máximo de aproximadamente 4 linhas. Informação sucinta sobre a finalidade do projeto. Qual o problema que se busca resolver) 7.2 Objetivos Específicos (Máximo de aproximadamente 12 linhas . Desdobramento do item anterior, com indicação clara da inovação ou do conhecimento a ser obtido ou difundido. Máximo de 3 e 6 objetivos.) 7.3 Metas (Especificação, de forma quantificada, dos itens anteriores. Definir entre 3 e 6 metas.) 7.4 Principais Ações (Indicar as ações através das quais os objetivos e metas serão alcançados) 8 Metodologia (Máximo de aproximadamente 3/4 de página. Detalhamento dos procedimentos didáticos metodológicos necessários à consecução dos objetivos e metas.)

9 Resultados/Descritores (Indicar as principais habilidades ou descritores, conforme matriz de referência do SPAECE, a serem reforçadas durante o projeto.)

10. Material didático a ser utilizado no projeto

Centro Administrativo Governador Virgílio Távora Av. General Afonso Albuquerque Lima, s/n – Cambeba - 60.822-325 - Fortaleza/CE www.seduc.ce.gov.br


11 Resultados e Impactos Esperados (Máximo de aproximadamente ½ página. Descrever de que forma o projeto vai impactar na melhoria dos resultados da escola.)

12 Riscos e dificuldades a serem enfrentados (Máximo de aproximadamente 1/2 página. Descrever quais os fatores ou dificuldades que podem ser responsáveis pelo insucesso do projeto.)

13 Referências Bibliográficas

Centro Administrativo Governador Virgílio Távora Av. General Afonso Albuquerque Lima, s/n – Cambeba - 60.822-325 - Fortaleza/CE www.seduc.ce.gov.br


ANEXO II PLANILHAS ORÇAMENTÁRIAS - CHAMADA PÚBLICA DE PROJETOS Nome da Escola: Código da Escola: CREDE/SEFOR:

SERVIÇO–PESSOA FÍSICA(

) E/OU PESSOA JURÍDICA(

Especificações

MATERIAL DE CONSUMO (

Especificações

VALOR UNITÁRIO

VALOR TOTAL

QTD.

VALOR UNITÁRIO

VALOR TOTAL

QTD.

VALOR UNITÁRIO

VALOR TOTAL

)

Especificações

MATERIAL PERMANENTE (

)

Serviço (código) QTD.

)

Centro Administrativo Governador Virgílio Távora Av. General Afonso Albuquerque Lima, s/n – Cambeba - 60.822-325 - Fortaleza/CE www.seduc.ce.gov.br


ANEXO III QUADRO SÍNTESE DE DESPESAS - CHAMADA PÚBLICA DE PROJETOS Nome da Escola: Código da Escola: CREDE/SEFOR: NATUREZA DE DESPESA Serviço-Pessoa Física

(

)

Serviço-Pessoa Jurídica

(

)

MATERIAL DE CONSUMO (

)

MATERIAL PERMANENTE (

)

VALOR (R$)

TOTAL GERAL DO PROJETO

Centro Administrativo Governador Virgílio Távora Av. General Afonso Albuquerque Lima, s/n – Cambeba - 60.822-325 - Fortaleza/CE www.seduc.ce.gov.br


ANEXO IV TERMO DE COMPROMISSO PARA PRODUÇÃO DO ARTIGO CIENTÍFICO CHAMADA PÚBLICA DE PROJETOS

A escola ______________________________ se compromete em realizar as atualizações mensais no site do Thinkquest, além de todos os procedimentos necessários para a produção do artigo científico relativo ao projeto ________________________________ que será finalizado e enviado no mês de setembro de 2012. Assinatura dos Responsáveis pelo projeto que se comprometem com este termo: Responsáveis

Assinaturas

Nome do Diretor(a): Nome do Orientador(a): Nome Estudante 1: Nome Estudante 2: Nome Estudante 3:

Observação: o projeto pode ter a quantidade de alunos necessário para o seu desenvolvimento. Todos os estudantes envolvidos no projeto assinam este termo.

Cidade, dia, mês de 2011.

Centro Administrativo Governador Virgílio Távora Av. General Afonso Albuquerque Lima, s/n – Cambeba - 60.822-325 - Fortaleza/CE www.seduc.ce.gov.br


ANEXO V ORIENTAÇÕES PARA PRODUÇÃO DO ARTIGO CIENTÍFICO CHAMADA PÚBLICA DE PROJETOS ORIENTAÇÕES PARA FORMATAÇÃO DO ARTIGO CIENTÍFICO

TÍTULO: centralizado, letras maiúsculas: fonte Times New Roman tamanho12 (negrito) Nome dos Autores: separados por ponto e vírgula, primeiras letras de nomes e sobrenomes com maiúscula, com chamada numérica de identificação. Identificação dos Autores (logo abaixo dos nomes dos autores, fonte Times New Roman tamanho10, espaçamento simples entre o orientador e aluno) RESUMO: máximo de trezentas palavras, sem parágrafos e sem citações bibliográficas. Deverá conter: introdução (opcional), o(s) objetivo(s) do trabalho, a metodologia (local, tratamentos em estudo, características avaliadas), os resultados e as conclusões. Palavras-chave: máximo de três (evitar repetir termos usados no título). INTRODUÇÃO: Demonstrar a importância/relevância do trabalho. Elaborar uma abordagem conceitual e científica do tema considerado, com revisão bibliográfica. E, se a pesquisa exigir, as fontes utilizadas nas quais se fundamentou a pesquisa realizada. Apresentar ao final da Introdução os objetivos do trabalho. MATERIAL E MÉTODOS: Conforme a especificidade da área, o pesquisador deverá descrever o local, os materiais utilizados, as etapas, o tamanho de amostras, o universo abordado e o delineamento experimental. As etapas metodológicas descritas devem estar em ordem cronológica e esclarecer como atingiu todos os objetivos. RESULTADOS E DISCUSSÃO: apresentar os dados obtidos e o tratamento dos mesmos. Podem ser apresentados cálculos, gráficos, fotos, quadros ou tabelas. É nesta etapa que são feitas a análise e a discussão dos resultados. CONCLUSÕES: concluir se os objetivos foram alcançados, tomando como referencial a discussão dos resultados. Apresentar, se pertinente, sugestões para futuras pesquisas relacionadas com o tema desenvolvido. REFERÊNCIAS: relacionar todas as referências citadas nas demais partes do trabalho redigido, conforme as normas da ABNT.

Centro Administrativo Governador Virgílio Távora Av. General Afonso Albuquerque Lima, s/n – Cambeba - 60.822-325 - Fortaleza/CE www.seduc.ce.gov.br


PARA A FORMATAÇÃO DO ARTIGO: - Editor de texto Word (97 – 2003). - salvo como documento do word (.doc) e como arquivo pdf (.pdf). - Tamanho do papel: A4 (29,7 x 21cm) - Fonte: Times New Roman, tamanho 12 cm. - Espaçamento interlinear: 1,5 cm. - Alinhamento: justificado. - Margens: superior: 3 cm; esquerda: 3 cm; inferior: 2 cm; direita: 2 cm. - Nº de páginas: mínimo de 10, máximo de 15, incluindo referências, gráficos, anexos etc.

Centro Administrativo Governador Virgílio Távora Av. General Afonso Albuquerque Lima, s/n – Cambeba - 60.822-325 - Fortaleza/CE www.seduc.ce.gov.br


CHAMADA PUBLICA DE PROJETOS ESCOLARES 2011  

Edital de chamada.

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you