Page 1

Ano III - #25 - Distribuição gratuita

Edição Especial de Aniversário

2 anos

Protagonista da vida Escalado para estrelar Rebelde, próxima novela da Record, Rocco Pitanga honra o nome da família e desponta como um dos grandes atores de sua geração.

Turismo | Cultura | Moda | Beleza | Comportamento | Arquitetura | Tecnologia | Gastronomia | Vinhos


O Tivoli Ecoresort Praia do Forte é o cenário ideal para receber 2011 em grande estilo. Imagine celebrar a chegada do ano novo em uma festa com música ao vivo, excelente gastronomia e um maravilhoso show de fogos. Tudo isso em um cenário de tirar o fôlego. Se o Reveillon já é uma data especial, no Tivoli Ecoresort Praia do Forte ele será inesquecível.

2


Informações e Reservas: Hotel T: + 55 71 3676 4000 | Toll Free: 08000 71 88 88 Escritório Comercial T: + 55 11 3813 73 66 | Toll Free: 0800 11 82 89 E: reservas.htpf@tivolihotels.com www.tivolihotels.com | www.ecoresort.com.br Consulte o seu agente de viagens

3


4


5


Editorial A vida se enche de satisfação quando conquistamos nossos sonhos e metas. E a vitória ganha um sabor especial quando vem acompanhada de muito trabalho e dedicação; mesmo que muitas vezes nossa vontade seja atingir o alvo sem tanto esforço, suar pouco e conquistar muito. Porém, é por meio da luta que crescemos, que nos tornamos seres melhores e mais empenhados em aprimorar continuamente nossos projetos. As grandes obras são sonhadas pelos gênios, executadas pelos lutadores e desfrutadas pelos felizes. Por isso, não se pode olhar somente para frente, é preciso valorizar a caminhada, olhar também para trás e vislumbrar os passos que já foram dados. Neste mês, a revista Estação Aeroporto está de aniversário, completando dois anos de muito trabalho e de muitas realizações. A cada edição buscamos amadurecer e crescer, tentando fazer com que a revista se supere mês a mês, em um contínuo processo de aprimoramento e transformação. Conseguimos atingir nossas primeiras metas sem deixar faltar energia e vontade de seguir em frente. Força, ânimo e coragem foram nossos companheiros todos os dias nessa jornada. De fato, para nós, vencer sem luta não teria nenhuma graça! Se pensamos em realizar grandes coisas, temos que ao menos fazer as pequenas coisas com grandeza. Correr para fazer pauta, juntar todos os pequenos pedacinhos do nosso quebra-cabeça e montar cada mês uma nova edição são atividades que exigem de nós muita perseverança, e ela é a mãe da boa sorte! Desde a escolha da capa, até as matérias, legendas, fotos... Ver o resultado é algo exuberante.

O sucesso é resultado de um esforço coletivo, do empenho de nosso grupo em fazer do trabalho uma troca de conhecimentos, de inspiração e agilidade. O cumprimento de cada parte é um objetivo compartilhado. Em equipe somos todos em um, somos todos Estação Aeroporto! No formigueiro as formigas andam todas em fileiras e em sincronia perfeita. Os gafanhotos não têm rei, porém todos saem, e em bando se repartem (provérbio 30:24-27). Nosso maior desejo é oferecer aos leitores uma leitura agradável e prazerosa, que provoque os sentidos. E é por causa disso que o êxito de nossos projetos só pode ser medido a partir das opiniões e sugestões trazidas pelos leitores. O êxito depende do exército das pessoas que nos rodeiam, e especialmente da participação de você, leitor. Nossa capa do mês é Rocco Pitanga, filho de Antônio e irmão de Camila Pitanga, mais um talento de uma família de estrelas. Traz também uma entrevista com a apresentadora e atriz Gianne Albertoni, que mostra ter, além da beleza, inteligência e personalidade. Tem ainda matérias sobre tendências da moda para o verão 2011 do hemisfério norte, destinos turísticos incríveis, a revitalização do Velho Chico e muito mais. Parabéns para todos nós, muitas felicidades e muitos anos de vida pra Estação!

Narriman Chede

Expediente Diretora Narriman Chede narrichede@estacaoaeroporto.com Jornalista Responsável Rodrigo Brasil rodrigobrasil@estacaoaeroporto.com Editor Executivo Dani Ferrera daniferrera@estacaoaeroporto.com Direção de Arte Karin Orofino karinorofino@estacaoaeroporto.com Jornalista de Moda e Beleza Ana Marta Flores ana.marta.moreira.flores@gmail.com Diretora de Marketing Ana Carolina Rotolo anacarolina@estacaoaeroporto.com

6

Edson Ubaldo enu14517@tjsc.jus.br Juliana Pamplona estacaodepartida@gmail.com Correspondente Internacional (Europa) Celso R.de Campos Corrêa Nobili Pantafni Milão Itália celso@estacaoaeroporto.com

Curitiba Mirian Lins (41) 32323466 Paraná@centralcomunicacao.com.br Comercial Internacional Piquet Business Consulting 80 SW 8th Street 20th floor | 33130 Miami, Fld ( 305 ) 781-8823 | (786)314-0886 luiz@piquetbusiness.com taina@piquetbusiness.com

Diretora Comercial Sonia Meireles (11) 92501273 | (48) 96161276 Rua Marins de Araujo Viana,85 São Paulo SP CEP 02420-040 soniameireles8@yahoo.com.br

Redação Rua Araújo Figueiredo,119 | sala 1002 Centro Executivo Velloso Florianópolis SC (48) 32221840 | (48) 33658191

Grande Vale Mirla Fabiane (47) 33679996 | (47) 84516774 mirla.icone@terra.com.br

A Revista Estação Aeroporto pertence à E Editora Ltda. Apenas as pessoas que constam no expediente tem autorização para representá-la. Os conceitos emitidos em artigos assinados são de responsabilidade de seus autores.

Gerente de Marketing Guilherme Miranda guilherme@estacaoaeroporto.com

Rio de Janeiro DD9 . Chroma Design (21) 2619.2099 grupodd9@gmail.com

Gerente de Comunicação Priscila Bernardi pri@pribernardi.com.br

Brasília Alberto Moreira Rosa Neto (61) 33234701 betico@centralcomunicacao.com.br

Colunistas Raul Caldas contato@raulcaldasfilho.com.br

Goiânia Gisella Silva Oliveira (62) 99796413 Gisellla.oliveira@estacaoaeroporto.com

Redes sociais www.facebook.com/estacao.aeroporto www.twitter.com/estacao


Sumário

26

Rocco Pitanga

12

Mimos

08 Especial 10 Horizontes 14 Lugares por onde andei 16 Beleza 18 Aposte 20 Decoração 22 Turismo Internacional 24 Habitat 30 Perfil 34 Tecnologia 37 Cultura 48 Desembarque

54

Ambientalismo

68

Moda

52 Paisagismo 58 Estação de Partida 60 Gastronomia 62 Vinhos 64 Velocidade 66 Tendência 76 Mais Estação 78 Empreendedorismo 82 Responsabilidade Social 84 Estação Final 89 Crônica 90 Página Poética


Especial

conexão entre culturas, pessoas e lugares U

ma viagem pode começar já na sala de embarque ou mesmo em casa, com a leitura de uma revista que transporte o leitor a lugares fascinantes e lhe possibilite conhecer pessoas interessantes, lançar um novo olhar sobre a arte e a cultura produzidas pelo mundo. Criada há dois anos, a Estação Aeroporto está presente nas salas de embarque das principais cidades do Brasil. Sua proposta é proporcionar aos leitores momentos agradáveis, por meio de um conteúdo leve e interessante, com profusão de fotos, na medida certa para informar e entreter. A revista traz mensalmente matérias sobre turismo, cultura, moda, beleza, comportamento, meio ambiente, entre muitos outros assuntos. Talvez o único ponto comum seja mesmo a intenção de oferecer ao nosso público uma leitura instigante e envolvente. Dois anos de Estação Aeroporto. Um projeto que nasceu do sonho de Narriman Chede, nossa diretora, e se materializou graças ao empenho da equipe e ao apoio de nossos patrocinadores. A cada edição, uma nova surpresa. A Estação

8


Aeroporto já teve o privilégio de entrevistar astros como Madonna, Angelina Jolie, Jennifer Lopez, Javier Bardem, Tom Ford, Camila Pitanga, entre muitos outros. Geralmente elaboramos a pauta da edição da revista a partir de um tema ou uma data comemorativa, seja o Dia das Crianças, Dia dos Namorados, férias, primavera, e assim por diante. Nesses dois anos, retratamos mais de 100 destinos turísticos nacionais, de todas as regiões do País, sempre buscando mostrar roteiros de viagem interessantes e contribuir para difundir o turismo nacional. A seção de cultura faz um passeio com olhar crítico pelos principais lançamentos na área de música, cinema, teatro, artes plásticas, literatura. A cada edição produzimos um ensaio de moda, e procuramos manter o leitor antenado com as tendências do mundo fashion. Tem ainda a seção Habitat, que mostra a arquitetura e decoração de alguns dos hotéis mais elegantes do mundo. As crônicas de Raul Caldas Filho lançam um olhar sempre surpreendente sobre nosso cotidiano. Na seção de Vinhos, o desembargador Edson Ubaldo, autor de Vinho Um Presente dos Deuses, nos brinda com belos textos sobre essa bebida tão apreciada. E a Estação Final mostra flashes de eventos frequentados por pessoas famosas e influentes. O cuidado com as questões ambientais e sociais também está sempre presente. A seção Sustentabilidade traz matérias em defesa do meio ambiente, enquanto a seção Consciência Social destaca ações de pessoas e instituições que contribuem para uma sociedade mais igualitária. Vida longa à revista Estação Aeroporto. Que prossiga ainda durante muitos anos, conectando pessoas, lugares, cultura, beleza, e tornando a vida assim mais agradável e interessante.

9


Horizontes

Maceió | Alagoas

Fotos: Embratur/ Divulgação

Porque navegar é preciso

Maragogi, principal destino do Estado depois da capital, possui praias de ondas calmas.

L

ocalizada em ambiente totalmente litorâneo, Maceió, capital de Alagoas, encravada entre coqueiros, mangues e o mar, se destaca pela beleza e tranquilidade de suas praias. Jatiúca, situada aproximadamente 4,5 km ao norte do centro da cidade, possui mar agitado em quase toda a sua extensão, e é considerada ideal para adeptos do surfe e bodyboarding. Já a praia de Ponta Verde, uma das mais movimentadas de Maceió, consiste em uma ponta de terra que emerge mar adentro, coberta pelo verde dos coqueirais. Os arrecifes formam piscinas naturais, e é comum, na maré baixa, avistar banhistas nestas piscinas, principalmente próximo ao farol. Pajuçara, a 2 km do centro da cidade, possui águas tranquilas, graças a seus arrecifes, que a tornam segura para o banho, especialmente das crianças. É também dali que saem as jangadas para a piscina natural, formada por arrecifes de corais, onde o turista encontra bares flutuantes. O litoral norte é rico em coqueiros nativos, falésias, manguezais, rios e vegetação de diversas espécies. Não deixe de visitar as praias de Guaxuma, que têm bares rústicos e aconchegantes à beira-mar. A Barra de Santo Antônio, na Costa Dourada do Estado, a 50 km de Maceió, apresenta praias selvagens com recifes que formam piscinas naturais de águas

10

límpidas e areias claras. Entre as principais atrações turísticas, estão a Ilha da Croa e a praia de Carro Quebrado. Para atravessar o rio são utilizadas balsas, pequenas embarcações e saveiros. Em Pontal da Barra, à beira da Lagoa Mundaú, rendeiras habilidosas criam peças de filé, bilro, labirinto e renascença. Pequenas lojas espalhadas por todo o bairro vendem toalhas de mão, blusas, saídas de praia e cortinas. Alguns desses produtos são revendidos em quiosques da feira de artesanato da Praia de Pajuçara. Maragogi, principal destino do Estado depois da capital, possui praias de ondas calmas, recifes e uma grande piscina natural conhecida por Galés. Da praia de Japaratinga, ao sul, uma balsa atravessa o Rio Manguaba para Porto das Pedras, local com praias desertas. Penedo ergue-se imponente sobre o rochedo às margens do rio São Francisco, como uma das mais bonitas e antigas cidades do Brasil. O local impressiona seus visitantes pelo rico patrimônio histórico e cultural, que inclui igrejas, conventos e palacetes do século XVII e XVIII. Todas as construções proporcionam uma verdadeira viagem ao passado do Brasil Colonial. O São Francisco é uma atração à parte, com suas canoas impulsionadas por velas duplas, lanchas e balsas que fazem o transporte de pessoas e mercadorias entre as cidades ribeirinhas.


Piscinas naturais em Maceió.

Barcos de passeio levando turistas nas Galés.

Praia de Pajuçara.

Vista aérrea de Maceió.

Saiba mais:

Porto das Pedras.

Visite Alagoas - www.visitealagoas.com.br

11


Mimos Complexo de luxo A joalheria mineira Manoel Bernardes pretende revolucionar o mercado de luxo do país. A grife inaugura, no dia 9 de novembro, no BH Shopping, o maior complexo de marcas mundiais de relógios de luxo do Brasil. Entre as renomadas grifes selecionadas para o empreendimento, estão Breitling, Bulgari, Cartier, Montblanc, Omega e Rolex. O complexo vem reforçar o posicionamento da marca como referência em alto luxo em todo o país. Segundo dados de pesquisa realizada em parceria pela MCF Consultoria e GFK Brasil, o mercado de luxo segue em crescimento acelerado no Brasil. As butiques que compõem o complexo estão em total sintonia com a tendência do mercado e são voltadas para consumidores que buscam produtos diferenciados e exclusivos. Preço: sob consulta. Saiba mais: http://www.mbernardes.com.br/

A seus pés

Fotos: Divulgação

Com a chegada dos dias mais quentes, nada como dar um descanso aos pés e investir nos flats. A linha de rasteirinhas à venda na Fina Seraphina traz tons ultra coloridos e modelos com laços, flores e correntes. A loja ainda tem uma seleção generosa de sapatilhas, peep toes e sandálias. Nos modelos de verão, o destaque fica por conta da caveirinha fofa que faz o contraponto ao tom de pink. Preço: R$ 129,90. Saiba mais: www.finaseraphina.com.br

Foto: Luiza Volpato.

Camiseta: estampa vale-tudo

12

A camiseta é provavelmente a peça mais democrática do guarda-roupa feminino e masculino. O diferencial fica por conta da malha, modelagem e styling. Mas o que vem conquistando gregos e troianos são as estampas gráficas ou com dizeres bem-humorados. Neste modelo à venda na multimarcas Maria Jardim, em Florianópolis, a estampa não traz grandes nomes da música ou do cinema. A inspiração é Tavi Gevinson, a blogger de moda de apenas 13 anos que ganhou a atenção da imprensa especializada. Preço: sob consulta. Saiba mais: www. lojamariajardim.blogspot.com


Joia-sorbet Os tons de sorbet trazem ares mais românticos para o verão 2011. Se você acha que os tons clarinhos não combinam com seu estilo, pode procurar investir em acessórios com os tons de pastel. O quartzo rosa tem o tom do verão e nunca sai de moda. Esse modelo clássico de pulseira Barbara Strauss com 10 micras de ouro 18k dourado tem tudo para fazer sucesso. Preço: R$ 279,00 . Saiba mais: www.barbarastrauss.com.

Champagne prêt-à-porter

Fotos: Divulgação

Toda pespontada, com efeito, trompe-l’oeil e muito fashion, esta é a nova criação da Veuve Clicquot, que acrescenta um toque de elegância ao estilo de vida contemporâneo. Assegurando que a garrafa se mantenha em sua temperatura ideal para degustação por até duas horas, o Shopping Bag é um acessório apropriado para um momento Veuve Clicquot. É uma sofisticada e divertida embalagem para transportar o champagne para onde quiser e ideal para presentear. Preço: R$ 250,00. Saiba mais: http://www.veuve-clicquot.com/.

Mormaii, Fashion? Não, você não está lendo errado, não é ilusão de ótica, muito menos propaganda enganosa. A Mormaii, que tem em seu DNA a água, rumou para terra, para o ar e agora para o seu closet! Com várias inspirações, a Mormaii Eyewear mergulha em “águas nunca antes navegadas” e lança sua primeira coleção Vintage. Em vez de na praia, o cenário desta vez se passa na cidade, no seu dia-a-dia e até no rolê com os amigos sem pretensão nenhuma, apenas a de se divertir. Com uma rica paleta de cores, os modelos foram criados em materiais diversos como o grilamid, o acetato, o metal e a combinação entre eles. Todos possuem variação de cores, não só nas hastes e em sua estrutura, como também nas lentes, que podem ser coloridas, espelhadas ou no melhor estilo classic shade. Preço: sob consulta. Saiba mais: www.mormaii.com.br

11 13


Lugares por onde andei

Por Bruno Orofino.

Fotos: Bruno Orofino.

Belezas inexploradas da Croácia

Praia de Saharun.

A

pós dois dias nas ilhas do norte da Croácia, saímos de Njivice com destino à ilha de Dugi Otok, no condado de Zadar, norte da Dalmácia. O caminho mais rápido seria percorrer os 230 km pela autoestrada A1, porém a mesma passava pelo interior do país, aí optamos por fazer a rota 8, estrada simples de mão dupla que vai costeando as Montanhas Velebit, passando por pequenos vilarejos de pescadores com um visual espetacular das ilhas croatas. Demoramos o dobro do tempo para percorrer praticamente a mesma distância, pois a cada curva era uma parada para fotos. Mas valeu a pena, o visual é espetacular. Chegando a Zadar fomos adquirir os tickets do ferry boat que nos levaria a Dugi Otok. Como o barco sairia apenas no final da tarde, estacionamos o carro na área demarcada para o trajeto e fomos conhecer o centro histórico de Zadar. Zadar foi um antigo povoado Iliriano surgido há mais de 3000 anos. As muralhas que cercam a cidade, seus monumentos góticos, renascentistas e barrocos comprovam o passado movimentado da cidade. Hoje é a capital do condado de Zadar, na região norte da Dalmácia. Em seu entorno encontram-se dois parques nacionais e uma costa muito pitoresca, composta por mais de 300 ilhas e ilhotas, baías tranquilas e totalmente virgens banhadas pelas águas cristalinas do Mar Adriático. O istmo onde se localiza a velha Zadar ainda preserva sua antiga muralha, ladeada por impressionantes portas, tais como a porta do porto e a porta do continente, esta última fechada no século XVI. Dentro cresceu uma cidade romana, e além das ruas estreitas ainda se conservam as ruínas de seu velho fórum romano, junto à igreja pré-romana de San

14

Donato (séc. IX), que é o símbolo da cidade. A cidade também se destaca por ter as mais belas igrejas romanas da Croácia, como a catedral de Santa Anastásia (Séc. XIII), erguida sobre as ruínas de uma basílica anterior. Ao seu redor se destacam a igreja de San Chrysogonus (Séc. XII) e a Torre Campanário de Santa Maria. Do porto de Zadar saem barcos turísticos para os parques nacionais de Kornati e Telascica e ferry boats para Ancona, na Itália, e também para as principais cidades croatas e vilarejos do arquipélago. Após o passeio pelo centro histórico, pegamos o ferry boat para Brbinj, vilarejo que foi nosso porto de chegada e saída em Dugi Otok, uma das maiores ilhas do arquipélago de Zadar, com aproximadamente 46 km de comprimento e 5 km de largura. A viagem dura cerca de uma hora e meia e é realizada de três a quatro vezes por dia no verão, fazendo com que a ilha se mantenha pouco explorada pela maioria dos turistas. Chegamos ao final de tarde à ilha, recebidos com um pôr do sol espetacular. Seguimos pela única e bem conservada rodovia asfaltada até Bozava, principal vilarejo do norte de Dugi Otok, onde há restaurantes, mercados e o posto médico. Como na ilha só há um hotel, optamos por alugar um apartamento, prática muito comum dos turistas que visitam a Croácia, pois a rede hoteleira ainda é pouco desenvolvida no país. Já instalados, só nos restava explorar a ilha. Logo pela manhã saímos em direção ao sul, visitamos o vilarejo de Sali e fizemos as trilhas no parque Telascica, onde estão localizados os Cliffs Gozdenja e Galijola, o lago salgado Mir e inúmeras ilhotas e baías que formam um visual espetacular. Nos dias seguin-


Fotos: Bruno Orofino.

tes ficamos pelo norte, aproveitando as três principais praias de Dugi Otok. Mala Voda, em frente à ilha de Mezanj e formada por pequenas pedras brancas e arredondadas ao longo de seus 2 km de extensão, Saharun, que é a única formada de areia, e Veli Rat, pequeno campo gramado com pinheirais e duas praias de cascalho junto ao farol na ponta norte, todas com acesso para carro, mar calmo e águas azuis-turquesa, ideais para a prática do mergulho submarino. No último dia negociamos o aluguel de um barco com pescadores locais e fomos conhecer algumas ilhas e praias desertas, acessadas apenas pela água, e mergulhar num antigo navio cargueiro naufragado entre as ilhas Lagan e Veli Rat. Fechamos o dia em Saharun e fomos dormir cedo, pois no dia seguinte teríamos de voltar para a Itália... Igreja de San Donato.

Mala Voda com a ilha Mežanj.

Torre do Campanário da Catedral de Santa Anastasia.

Cliff no Parque Telascica. Vilarejo de Bozava.

15


Fragrância de verão Desde 2008 a Shiseido traz o ZEN, um perfume moderno e glamouroso. Agora, a marca criou uma nova fragrância, de edição limitada, em versão ainda mais sedutora e intensa, perfeita para perfumar as brisas noturnas da estação mais quente do ano. O novo ZEN Edição Limitada Verão 2011 traz uma incrível fragrância de flores exóticas, cobertas com o sensual musk e um cítrico leve que despertam os cinco sentidos de uma única vez. Para essa versão exclusiva de verão, a embalagem revela a harmonia do corpo e da alma. Nas cores roxa e rosa, evoca o feminino e reflete a essência da noites quentes e divertidas de verão. Preço: R$ 260,00 (50ml). Saiba mais: www.shiseido.com.br

Pele de pêssego Ter uma pele perfeita nem sempre é tarefa fácil. Para ajudar você a ter uma pele de pêssego, a Avon lança a Magix Base Cashmere, que traz uma tecnologia exclusiva combinando silicone e finíssimas partículas refletoras de luz. O produto promete disfarçar instantaneamente a aparência de poros dilatados e linhas finas, além de manter a pele sem brilho por até 10 horas. A fórmula, com proteína de fibra de seda, apresenta textura mousse líquida, que deixa a pele aveludada e macia ao toque. Em cinco tonalidades, esse produto proporciona cobertura perfeita e uniforme com proteção solar. Preço: R$ 40,00. Saiba mais: www.maquiagemavon.com.br

Presente chique Quem nunca teve dúvida na hora de presentear? Com a proximidade das festas de fim de ano, a Avon traz dicas de mimos de beleza que irão “salvar” você de qualquer dúvida. São mais de 20 opções de estojos, com itens para cuidados com o corpo, maquiagem e fragrâncias internacionais. Na foto, os estojos Summer Bronze com gloss labial, pincel para blush e pó com efeito brozeador para o rosto. O estojo Renew Reversalit traz Sérum Concentrado Restaurador Anti-idade, Espuma de Limpeza Facial Restauradora e Batom FPS 15. Preço: Summer R$64,00 e Renew R$ 178,99. Saiba mais: www.avon.com.br

16

Fotos: Divulgação

Beleza


Fotos: Divulgação

Classe Dolce&Gabbana A mais recente coleção de make up da grife Dolce&Gabbana vem para fechar o ano com muita classe. Com o nome de Ethereal Beauty, a linha é completa e traz os ‘must have’ em maquiagem. Inspirada na riqueza do Mediterrâneo, no glamour de Hollywood e na feminilidade da mulher, a dupla de estilistas criou o conceito e a paleta de cores da coleção. O conjunto de sombras vem em vários tons de terra do estojo Desert e o blush Rosebud dá cor de saúde. A campanha desta linha é estrelada pela atriz Scarlet Johansson e conta com os pincéis da beauty artist Pat McGrath. Preço: sob consulta. Saiba mais: www.dolcegabbanamakeup.com

Cabelos lindos também no verão Já diz o ditado: “melhor prevenir do que remediar”. O sol forte e o contato com o cloro das piscinas podem prejudicar as suas madeixas. Então, corra para deixar seus cabelos ainda mais hidratados e prontos para enfrentar os dias de maresia. A Joico traz novidades para este verão: as linhas K-Pak Sun Therapy, com ingredientes ativos e maior concentração de protetores UV presentes no Complexo Hidróxi Solar das fórmulas, e as linhas Moisture Recovery e Color Endure. Hidratantes, balm, protetores, máscaras e leave-in estão entre os produtos mais recomendados. Agora não tem desculpa para não ter cabelos sedosos também no verão! Preço: de R$ 90,00 a R$ 110,00. Saiba mais: www.joico.com.br

Kryolan lança Primer: Perfect Matt A Kryolan traz ao Brasil o Perfect Matt, um primer a base de silicone incolor, com textura de gel, que preenche as linhas da pele e deixa os poros visivelmente menores. Com vitamina A, C e E, garante a nutrição da pele. Pode ser aplicado somente nas áreas onde se quer um aspecto opaco ou como uma pré-base em todo o rosto. Deixa a pele delicada e muito macia. A Kryolan foi criada em 1945, em Berlim, por Arnold Langer. A marca surgia no pós-guerra e chamava a atenção de artistas ligados ao teatro, opção de lazer que voltava com toda a sua força. Atualmente, além de ser a marca preferida de maquiadores, top models e atrizes ao redor do planeta, também está à venda ao consumidor final. Preço sugerido: R$ 220,00 (14ml). Saiba mais: www.kryolan.com.br | SAC KRYOLAN – (11) 30450087.

17


Aposte Passo a passo com Marcos Costa

O

maquiador Marcos Costa ensina como fazer um look chique e natural com a linha de maquiagem da Natura UNA. A nova linha incentiva a automaquiagem, cada vez mais adotada pelas mulheres. Prepare os pincéis e mãos à obra! Passo 1: Pré-maquiagem Comece pelo pré-maquiagem. Espalhe o produto na testa, contorno dos olhos e vincos. Para peles oleosas, recomenda-se aplicá-lo em todo o rosto. “Espalhe com as pontas dos dedos e perceba o quanto o produto fixa a maquiagem e retira o brilho, deixando um acabamento aveludado na pele”, comenta Marcos Costa. Passo 2: Base Líquida Para uniformizar a cor da pele e protegê-la, aplique uma base líquida em todo rosto. Com ajuda de um pincel, comece pelas laterais do rosto, depois nas maçãs, testa, pálpebras e, se for preciso, use também no pescoço, colo e nuca. Escolha uma tonalidade de acordo com a cor da sua pele. Passo 3: Corretivo Iluminador Para amenizar as olheiras, pequenas marcas e bolsas, use o corretivo Iluminador. Coloque com o próprio pincel e depois espalhe com os dedos em suaves batidinhas, sem esfregar. Escolha uma cor que se aproxime do tom da sua pele. Passo 4: Pó Compacto Para peles mistas e oleosas o pó compacto é muito indicado, pois retira o brilho e permite um acabamento aveludado à pele. Espalhe o produto com um pincel próprio, começando pelas laterais inferiores, e espalhe por todo o rosto. Passo 5: Sombra Compacta Espalhe em toda pálpebra móvel a sombra compacta verde. Com ajuda de um pincel de esponja, o produto deve ser aplicado da raiz dos cílios em direção à dobra do olho. Esfume bem até o acabamento ficar homogêneo. Passo 6: Sombra mousse Potencialize a sombra verde compacta com uma sombra na cor mousse chumbo. “É muito fácil! Basta aplicar aos poucos com a ponta do dedo sem esfregar, dando leves batidinhas”, ensina Marcos. A sombra mousse aumenta o brilho da em pó e possui uma fixação excelente. Passo 7: Delineador Rente à raiz dos cílios superiores, aplique o delineador, começando pelo canto externo dos olhos. Dê uma leve inclinada para trás e faça o traço fino aos poucos em direção ao canto interno, sempre contínuo. Passo 8: Lápis de Longa Duração Agora é a vez do lápis de longa duração preto. Com a ponta do produto, contorne todo o olho rente à raiz dos cílios inferiores e superiores. Passo 9: Máscara Alongadora Finalize o olhar com uma máscara preta. Use da raiz dos cílios em direção às pontas. Reaplique o produto para obter um olhar mais vibrante. Passo 10: Batom Intenso Nos lábios, aplique um batom coral, que deixa a maquiagem sofisticada e os lábios vivos. Passo 11: Blush Pó Solto Nas maçãs do rosto, o blush em pó solto rosa proporciona um rosto iluminado e dá um colorido equilibrado. Um leve sorriso vai ajudar na aplicação. Pressione o aplicador contra o rosto e espalhe aos poucos.

18

Saiba mais: www.natura.net

Fotos: Paschoal Rodriguez


PARFUMES et COSMETIQUES

L.V.M.H SAC - 0800 170506 sac@lvmh.com.br

A NOVA FRAGÂNCIA

19


Decoração Tok & Stok e Ronaldo Fraga: sua casa na moda O estilista Ronaldo Fraga já faz bonito no guardaroupa de adultos e crianças há tempos. Agora, a sua casa também poderá se “vestir” com a criatividade de Ronaldo Fraga. Em parceria com a Tok&Stok, o estilista cria sete linhas de acessórios exclusivos para casa e decoração. Entre os produtos que ganham as estampas mais famosas de Fraga, estão porta-copos, canecas, jogos americanos, bowls, louças para chá e até mesmo edredom, fronha, lençol e bolsa. A Tok&Stock já criou linhas em parceria com outros designers de moda, como Alexandre Herchcovitch e Amir Slama.

Foto: Divulgação

Um dos destaques está nas brincadeiras com nomes brasileiros que se transformam nas peças para café batizadas de “biscoitos” - um detalhe está nos nomes dos filhos do estilista - Ludovico e Graciliano. Outro conjunto delicado é o “Céu de Pássaros” que traz a revoada de andorinhas vistas nas varandas das casas do interior brasileiro, bem ao gosto e tempero do imaginário de Ronaldo Fraga. Preço: sob consulta. Saiba mais: www.tokstok.com.br

Ouvido no radinho! Em tempos de MP3 e aparelhos ultra modernos, há espaço para os saudosistas do bom e velho rádio de pilha. A Gift Express, uma loja online super antenada em decoração e presentes, importa da Holanda os modelos atuais com linguagem retrô de poucos botões que agrada aos preguiçosos e aos nostálgicos. O modelo vermelhinho tem ainda uma alça prática, e todos sintonizam frequências AM e FM. Preço: modelo branco e preto R$ 94,00 e modelo vermelho R$ 394,00. Saiba mais: www.giftexpress.com.br

20


Decoração Design nacional na Dpot A Dpot, loja especializada em design 100% brasileiro, recebe novos produtos de seu time de criadores. Entre as novidades, há uma busca pela suavidade nos tons neutros, com o aconchego dos tons vibrantes e da madeira pontuando todo o espaço. O destaque fica por conta da Poltrona Bossa. Criada por Jader Almeida, tem a palhinha simbólica que dá textura ao móvel. As curvas suaves proporcionam ao mesmo tempo robustez e leveza. A estrutura em madeira maciça vem em vários tons e também está disponível estofada.

Fotos: Divulgação

Outro destaque é o banco Crocco. As impressões de superfície são uma tradição no trabalho da designer gaúcha Heloisa Crocco. Nesta peça de apoio, banco ou mesinha lateral, este efeito é o protagonista. Produzido em madeira maciça de pinus. Preço: Poltrona Bossa R$ 1810,00; Banco Crocco, sob consulta. Saiba mais: www.dpot.com.br

Luxo pelos ares Quem vê o projeto de decoração das fotos não acredita que o conforto e luxo destes ambientes foram projetados para estar em um avião. As suítes do Hotelsuites NL esbanjam detalhes luxuosos e conforto, inclusive nos banheiros conceituais, que aliam beleza e tecnologia na hora do banho. Esse sonho já é realidade na Holanda. O requintado hotel está localizado em um vilarejo próximo à cidade de Apeldoorn, conhecida por abrigar a casa de campo da família real holandesa. Um avião deu vida às instalações das luxuosas suítes e demais dependências para garantir o conforto dos selecionados hóspedes. A aeronave é a única no mundo a se transformar um empreendimento desse tipo. A ousadia de seus idealizadores não compromete a experiência de dormir em um avião. Para isso, a escolha dos elementos da decoração foi fundamental. Um exemplo é o uso da linha de metais da Grohe, líder mundial de sua categoria. A empresa alemã, que fabrica metais sanitários de alto padrão, passou anos para desenvolver a linha Ondus. Saiba mais: www.hotelsuites.nl

21


Turismo internacional Onde o azul é mais azul

Fotos: Divulgação

Riviera Francesa | França

Villefranche-sur-Mer, uma das cidades mais bonitas da Costa Azul.

A

Costa Azul, parte do litoral sul da França no Mar Mediterrâneo, é considerada uma das áreas mais luxuosas, caras e sofisticadas do mundo. Também chamada de Riviera Francesa, esta região que vai de Toulon a Menton, na fronteira com a Itália, oferece 110 km de elegantes hotéis, incontáveis atividades temáticas, natureza abundante, alta gastronomia, muita cultura e uma atmosfera de luxo pairando no ar. Abrangendo cidades da costa mediterrânea da Provença, como Nice, Saint Tropez e Toulon, a Riviera Francesa se apresenta como um paraíso para compras, diversão, praias lindas e gente bonita e famosa pelas ruas. Com temperaturas amenas quase o ano todo, a Côte D’Azur tomou proporções de “paraíso” quando, no século XIX, a alta sociedade europeia a definiu como um lugar “iluminado”, destinado à felicidade. Hoje, com mais de nove milhões de turistas por ano e 41% dos trabalhadores ligados a alguma atividade turística, a região cresce anualmente e já contabiliza uma média de 5 bilhões de euros por ano provenientes do turismo. Cannes _ famosa por sediar o festival de cinema _ e Saint Tropez, a vila de pescadores que se tornou céle-

22

bre com a musa Brigitte Bardot, são alguns dos roteiros turísticos mais conhecidos. De uma pequena vila de pescadores, Cannes transformou-se numa das cidades mais glamourosas e caras da Europa. O Palácio dos Festivais, na avenida marginal Boulevard de la Croisette, com seus hotéis e lojas luxuosas, a marina, o mercado coberto, a parte antiga da cidade e algumas praias são visitas obrigatórias. A Riviera ainda reserva outra pérola para os seus visitantes: Nice, considerada a capital não oficial da Côte D’Azur e maior cidade da região. Rodeada por lojas de grife, carros importados e gente famosa e rica, a cidade, localizada na chamada Baía dos Anjos, também chama a atenção pela orla charmosa. Entre os Alpes e o Mediterrâneo, Mônaco é um principado cuja origem remonta ao início do século XIV, quando a família Grimaldi se separou da República Italiana de Gênova. Ali o visitante tem a oportunidade de conhecer o Museu Oceanográfico e o Aquário, passear pelas típicas ruas medievais da cidade velha, visitar o Palácio Real e o Jardim Exótico, bem como tentar a sorte no famoso Grand Casino.


Mais informações: Guia de Turismo Côte D´Azur (French Riviera) www.guideriviera.com

Vilarejo de Gordes, na Provença. Fotos: Divulgação

A glamourosa Nice.

Vista aérea de Mônaco.

A multiétnica Marselha.

Casas típicas da região da Provença.

23


Habitat Na terra dos czares

Fotos: Divulgação

São Petersburgo | Rússia

Um dos cinco restaurantes do hotel.

O

elegante Grand Hotel Europe, da rede Orient Express, em São Petesburgo, tem a aura da Rússia imperial, 130 anos de história e localização estratégica. As 301 suntuosas suítes oferecem o que há de melhor para uma hospedagem inesquecível. Um marco cultural em São Petesburgo, o hotel é considerado um dos tesouros da arquitetura da cidade. Ao adentrarem a neoclássica fachada do século XIX assinada pelo italiano Rossi, os hóspedes se deparam com instalações luxuosas, que já receberam personalidades como Bill Clinton, Tchaikovsky, Pavarotti e Paul McCartney. O interior do hotel tem arquitetura no estilo art noveau e abriga alguns dos bares e restaurantes mais conceituados de toda a Rússia. Este luxuoso hotel barroco foi concebido e construído em 1824. Entre 1989 e 1991, passou por ampla e completa reforma. O investimento lhe levou a ser considerado um dos melhores hotéis do mundo pela Condé Nast Traveler Gold List. Não há nada tão luxuoso em toda a Rússia. Para quem preferir desvendar os sabores da gastronomia russa, o Caviar Bar é experiência única. Todo de mármore, o ambiente intimista e acolhedor é o local ideal para degustar as mais nobres vodcas e harmonizá-las a uma seleção dos melhores caviares. O hotel possui uma piscina coberta e outra panorâmica, um centro de fitness com sauna e um luxuoso spa. Os hóspedes podem ainda desfrutar de um terraço para banhos de sol.

24

Música no Caviar Bar. Com localização estratégica, hotel tem a aura da Rússia imperial.


Fotos: Divulgação

Vista da fachada do Grand Hotel.

Spa luxuoso.

Serviço:

O interior tem arquitetura no estilo art noveau.

Grand Hotel Europe, Nevsky Prospekt, Mikhailovskaya Ulitsa 1/7, 191186, São Petersburgo, Rússia. Tel : +7 812 329 6000. www.grandhoteleurope.com

Piscina com vista panorâmica.

25


construindo uma Capa

história

Por Dani Ferrera

Ele está ligado às artes desde seu nascimento. A origem de seu nome é uma homenagem que seu pai, o grande Antonio Pitanga, prestou ao mestre Luchino Visconti por “Rocco e i Suoi Fratelli”. António Rocco Manhães Sampaio, 30 anos, é um dos grandes atores de sua geração. Desde sua estreia no teatro, em “A Mulher Sem Pecado”, de Nelson Rodrigues, ele praticamente emendou um trabalho após o outro. Na TV, apresentou o Globo Ciência e deu vida a Joaquim em Desejos de Mulher, novela de Euclides Marinho. “Sempre fui muito noveleiro. Lembro que quando criança projetava minhas emoções nos personagens que via e quando terminava eu até brincava de faz de conta e realmente acreditava ser o personagem.” Seu bom desempenho como Joaquim rendeu-lhe protagonizar, ao lado de Débora Lamm e Caio Junqueira, o drama “Seja o que Deus Quiser”, de Murilo Salles. No filme

Rocco vive o músico MC PQD. Após se envolver com uma VJ da MTV, ele acaba sendo incriminado por ela, que o acusa de ter armado um assalto com o qual nada teve a ver. Decidido a limpar seu nome, ele parte rumo a São Paulo para encontrá-la, mas acaba se envolvendo com o mundo clubber da cidade. O longa foi premiado como melhor filme pelo júri popular do Festival do Rio. Esta foi a estreia oficial dele na grande tela, mas já tinha no currículo uma participação: com um ano de idade, apareceu amassando barro ao lado do pai, Antonio Pitanga, no filme “Quilombo”, de Cacá Diegues. Seu trabalho seguinte foi em Da Cor do Pecado, novela de João Emanuel Carneiro. No folhetim ele viveu Felipe Freitas, antagonista que em determinada parte da história rouba o coração da protagonista Preta (Taís Araújo). O sucesso de seu personagem rendeu ao ator sucesso de crítica e público.

“Tenho uma família muito querida, mas meus parentes não são do tipo que almoçam ou jantam juntos todos os dias.”

26


27 Fotos: Patrick Demarchelier


Entre um trabalho na TV e outro ele voltou ao cinema, para participar do elenco do excelente “Filhas do Vento”, de Joel Zito Araújo, grande vencedor do Festival de Gramado. Rocco recebeu por sua atuação o Kikito de Melhor Ator Coadjuvante. Também participou de uma temporada do seriado teen Malhação. “O meu primeiro teste foi para Malhação, isso ainda na primeira fase. Era pra viver um colega do personagem do Bruno De Luca. E o mais curioso é que ainda lembro de 70% do texto - isso faz mais de 15 anos.” Em 2008 mergulhou de forma espetacular no drama “Era uma Vez...”, de Breno Silveira (“2 Filhos de Francisco”). Seu personagem Carlão é irmão mais velho de Dé (Thiago Martins), grande protetor do protagonista no início da história, mas que acaba se envolvendo com o tráfico e a bandidagem, tornando-se pedra fundamental para o desfecho da história de amor. “Tive a ajuda do Thiago Martins e de outros atores, que foi essencial para me humanizar mais. O próprio Breno também deu uma super ajuda! Foi uma composição baseada no que eu já tinha vivido, uma entrega de coração, um olhar para dentro da alma do personagem.” Quando perguntado sobre suas influências e sua preferência entre cinema, teatro e TV, ele diz: “Como fiz curso de teatro durante muito tempo, minha influência maior é o teatro. Mas como sou apaixonado por cinema e TV, acabo sendo influenciado pelos três veículos. Até por causa das pessoas que admiro, como Lima Duarte, Tony Ramos, Fernanda Montenegro, Selton Mello (desse sou fã de carteirinha), Wagner Moura, Lázaro Ramos, Tonico Pereira, Milton Gonçalves, Camila - minha irmã -, meu Pai Antonio Pitanga. Adoro os três meios, eles me completam como ator, pois acabo ganhando uma consciência ainda maior sobre a arte de interpretar. Apesar de a construção do personagem ser igual, o resultado final é bem diferente. E a relação e a sensibilidade têm dosagens diferentes. Ele esteve à frente da peça “Laranja Azul”. Ambientada em um hospital psiquiátrico, conta a história de um jovem negro, internado para observação e tratamento, e traz à tona a discussão sobre o preconceito racial. A direção ficou a cargo de Guilherme Leme. Reservado, Rocco fala pouco sobre sua família. “Tenho uma família muito querida, mas meus parentes não são do tipo que almoçam ou jantam juntos todos os dias. Muito por conta da agenda lotada de todos. Se bem que desde 2009 foram todos para a zona sul da cidade, e fui o único que ficou em Jacarepaguá. Gosto da tranquilidade daqui, que na verdade está acabando por conta dessas obras intermináveis que o Rio de Janeiro tem passado. “

28


“Sou muito tímido. Minhas amizades são de longa data. A maioria dos amigos que frequentam minha casa é formada por pessoas que conheço há muito tempo.” Escalado para protagonizar Rebelde, próxima novela da Rede Record, ele fala um pouco sobre os planos para 2011. “Fui escalado para a novela Rebelde, com previsão de estreia no primeiro semestre de 2011. Também estou, em parceria com alguns amigos, me preparando para produzir algo no teatro.” Fora a atuação, outra paixão de Rocco é o surfe. “Adoro surfar, sem dúvida é o esporte que mais me deixa em paz. Também gosto de ouvir música. Geralmente quando não tenho tempo de praticar o meu estresse fica visível. No surfe eu gasto minha energia, que é muita. Sobre uma prancha consigo reeducar minha concentração, e a música aguça minha sensibilidade. Tímido, ele diz que tem poucos e bons amigos: “Sou muito tímido. Minhas amizades são de longa data. A maioria dos amigos que frequentam minha casa é formada por pessoas que conheço há muito tempo.”. Rocco mostra que pode unir o útil ao agradável. Quando está envolvido em um projeto, seja na TV, no cinema ou no teatro, ele mergulha de cabeça. É visível sua dedicação ao personagem, algo visto em atores como Chiwetel Ejiofor, Robert De Niro e Tony Ramos. Certa vez o grande ator Sidney Poitier disse: “Se Deus cantasse, ele teria a voz de Jessye Norman”. Se Poitier conhecesse Rocco. O rapaz escreve sua história de forma limpa e cabe a nós, admiradores de seu talento e sua beleza, aguardar os próximos capítulos de sua história.

29


mulher nota 1000 Perfil

Por Dani Ferrera

Ela pode ser chamada de Cinderela. Descoberta aos 13 anos, enquanto passeava em um parque, tornou-se uma das modelos mais requisitadas de sua geração. Hoje divide com Edu Guedes, Celso Zucatelli e Cris Flores a apresentação do Hoje em Dia, um dos programas de maior audiência da TV. No cinema, dá vida a Mari em “Muita Calma Nessa Hora”.

G

ianne Albertoni foi descoberta aos 13 anos pelo fotógrafo Sergio Valle Duarte e deu início a uma bemsucedida carreira de modelo internacional. Foi sensação nas passarelas de Milão, desfilou para todos os grandes estilistas europeus, como Armani, Dior, Prada, Versace, Gucci, Roberto Cavalli e Valentino. Devido à pouca idade, embora fosse muito procurada, não pôde participar da Semana de Moda de Paris. Sua beleza angelical chamou a atenção de fotógrafos e editores de moda ao redor do mundo, estampou dezenas de capas de revista, estrelou inúmeros editoriais de moda. Mas logo expandiu seus trabalhos para outras áreas. Em 2000, depois de participar do filme “Xuxa Pop Star”, resolveu estudar artes cênicas. Estreou profissionalmente no monólogo “Você Está Aqui”, de Fernando Ceylão. O sucesso da peça transformou o texto em seriado de TV. Próxima parada, a TV. Foi apresentadora do Fox Fashion, de 2005 a 2007, apresentadora do E!Fashion Weeks, em 2008, e assumiu o Conexão Brasil. Na atração ela mostrou o que havia de melhor em cultura, moda e entretenimento no eixo Rio-São Paulo. Encerrou sua participação no canal pago com Eletrika!. No programa ela entrevistava personalidades ligadas à moda e à cultura. Como atriz participou dos seriados Mandrake, da HBO, Você Está Aqui, no Canal

30

Brasil, da novela Beleza Pura e dos seriados Casos e Acasos e Toma Lá Dá Cá. Voltou aos palcos em 2009, com a excelente “Cachorras Quentes“, de Marcos Alvisi, e desde Agosto do mesmo anos integra o quadro de apresentadores do bem-sucedido Hoje em Dia, programa de variedades com ótimos índices de audiência nas manhãs da Rede Record. Gianne foi convidada para substituir a também modelo e amiga de longa data Ana Hickmann no matutino. O entrosamento entre os apresentadores vai além dos estúdios. Mesmo com a dura jornada, ela se diz feliz em trabalhar com o trio. “Minha rotina é maravilhosa. Acordo motivada. Sinto-me à vontade no programa. Apresentar o Hoje em Dia ao lado de Celso Zucatelli, Chris Flores e Edu Guedes é um grande prazer. Eles são excelentes profissionais e nos divertimos muito”. Este ano ela volta com tudo ao cinema, com “Carro de Paulista”, de Mario Vianna, “Malu de Bicicleta”, de Marcelo Rubens Paiva, e “Muita Calma Nessa Hora”, de Bruno Mazzeo. Neste último ela vive Mari, uma publicitária arrasa quarteirão que está cansada de ser vista como mulher objeto. Nessa entrevista Gianne fala sobre sua trajetória, rotina e seus planos e derruba de vez o estereótipo da mulher linda e burra.


Estação Aeroporto: Você foi descoberta aos 13 nos pelo fotógrafo Sergio Valle Duarte e em pouco tempo despontou nas passarelas de Milão. O que se lembra dessa época? Gianne Albertoni: Me lembro de tudo. Na verdade, com 13 anos, após ser descoberta, já comecei a trabalhar. Era uma menina com corpo de mulher. Como conheci um mundo novo, o das passarelas, lembro-me de tudo, pois era novidade na minha vida. Na ocasião lembro-me de uma polêmica sobre a idade das new faces. Por ter 13 anos, você não pôde participar da Semana de Moda de Paris. Teve algum tipo de auxílio da agência para que o sucesso repentino não subisse à cabeça? Passei sempre por agências legais, que levavam o trabalho de modelo super a sério. Porém, meu maior auxílio foi ter minha família ao meu lado. Como comecei muito cedo, essa base foi essencial na minha vida. Pude contar com minha família e minha mãe, que também viajou muito ao meu lado durante toda minha carreira de modelo. Você tem consciência da responsabilidade que teve ao abrir caminho para as modelos brasileiras no mercado internacional? Tenho sim, e fico muito contente. Dessa forma elas podem acreditar no sonho delas e não desistir, porque é possível. Por outro lado, espero que elas nunca deixem de estudar e que tenham uma boa base que as apóie, assim como pude contar com minha família. Passou por alguma saia justa? Passei, claro! Acredito que todas nós já passamos um dia. Me lembro quando estava num desfile da Salinas, e enquanto as modelos desfilavam, a equipe técnica soltava bolhinhas de sabão. A passarela ficou muito escorregadia e eu levei um tombo enorme. Foi uma “bela” saia justa. Quais são suas modelos favoritas? No início comecei a desfilar com a Naomi Campbell, Cindy Crawford, Clau-

31


dia Schiffer e Kate Moss. Elas me ensinaram a desfilar e são minhas modelos favoritas. Quando percebeu que poderia transitar por outras áreas? Logo depois das passarelas já comecei a estudar e me empenhar. Fiz curso de artes cênicas e comecei a carreira de apresentadora. Sempre fui atrás dos meus objetivos, por meio de estudo e dedicação. A transição das passarelas para as artes cênicas foi difícil? Sentiu algum tipo de preconceito da classe artística? Passei por uma transição gradual. Tudo aconteceu aos poucos. Após as passarelas, estudei e depois comecei como apresentadora no canal E! Entertainment Television, atuando em dois programas, o Eletrika! e o Conexão Brasil! E, durante seis anos, mostrei as semanas de moda do Rio e São Paulo. Sua estreia no teatro foi em “Você Está Aqui”, de Fernando Ceylão. Como surgiu o convite? Depois do curso de artes cênicas fiz algumas participações em novelas. O Fernando Ceylão assistiu e me convidou para fazer um monólogo no teatro Cândido Mendes. Foi o “Você Está Aqui”. Pensa em voltar aos palcos? Para o ano que vem, tenho um convite para protagonizar a peça “O Intervalo”, nos fins de semana. Vou trabalhar sete dias por semana e continuar estudando à noite, não é fácil. Você apresentou alguns programas na TV paga, e hoje está à frente do Hoje em Dia, na Record. Fale um pouco sobre sua rotina à frente da atração. Minha rotina é maravilhosa. Acordo motivada. Sinto-me à vontade no programa. Apresentar o Hoje em Dia ao lado do Celso Zucatelli, Chris Flores e Edu Guedes é um grande prazer. Eles são excelentes profissionais e nos divertimos muito. Você cursa jornalismo. Pretende seguir na área? Pretendo utilizar o curso de jornalismo para aperfeiçoar cada vez mais o meu trabalho. A faculdade tem me ajudado muito. No momento, minha prioridade é finalizar o curso. Como surgiu o convite para viver uma femme fatale divertida em “Muita Calma Nessa Hora”? O diretor e os produtores foram assistir à peça “Cachorras Quentes”, que eu estava protagonizando no Teatro do Leblon, gostaram e me convidaram para o filme. O que você tem em comum com sua personagem no filme? Acho que nada (risos). Estamos em momentos completamente diferentes. A Mari está em um momento totalmente oposto do que vivo hoje, está em uma fase muito confusa de sua vida, indecisa.

32

Você foi uma modelo de sucesso, trabalha como atriz e apresentadora. O que ainda falta fazer? Continuar o meu trabalho de hoje, que adoro, e continuar a estudar, é o que mais desejo. Seu nome nunca esteve ligado a escândalos ou fofocas. Como consegue preservar sua vida particular? Faço o que realmente gosto, porém, minha vida pessoal sempre se encaixou no meio de todo o contexto da vida profissional. Sempre zelei pela minha imagem e procuro usar meu tempo no trabalho, na faculdade, cursos, academia e com a família, não saio muito à noite. Portanto, não estar envolvida em escândalos ou fofocas, no meu caso, acredito que seja uma consequência do estilo de vida que levo. Qual o segredo de beleza de Gianne Albertoni? O segredo da beleza é você estar bem com você mesma. Você se sente mais bonita e confiante. Porém, eu particularmente não deixo de usar protetor solar todos os dias, para cuidar da pele, e não durmo com maquiagem. Sempre removo antes de deitar. No máximo, durante o dia, quando não estou em gravação, passo batom e máscara para cílios. Você se sente realizada? Não diria “realizada”. Na verdade acho que nunca podemos nos sentir “realizadas”, para não parar de sonhar e buscar sempre mais. Me sinto extremamente feliz e me encontrei como apresentadora.


33


Tecnologia O Samsung Galaxy Tab é o mais novo tablet do mercado. Possui sistema operacional Android 2.2, conexões 3G e WiFi, processador ARM Cortex A8 de 1 GHz, processador gráfico PowerVR SGX540, câmera de 3.2 megapixels com flash, grava vídeos em 720 x 480 pixels, câmera frontal VGA e bateria de 7 horas. Além de tudo isso, ainda conta com entrada para cartão microSD e faz ligações telefônicas. Segundo Silvio Stagni, vice-presidente da Divisão de Telecomunicações da Samsung no Brasil, o equipamento deve chegar por aqui em outubro, com produção local e TV Digital. Preço sugerido: R$2.699,00. Mais informações: www.samsung.com/br

Pequeno, mas potente Dell Alienware MX11X não deixa quase nada a desejar quando o assunto é jogo. Equipado com tela de 11,6’ e processador Intel, o Alienware possui duas “personalidades”: uma para tarefas diárias, como acesso à internet, assistir vídeos em alta definição (HD) e digitar textos, e a outra, mais avançada, que surge com um simples toque no teclado, ativando a placa de vídeo nVidia e possibilitando uma ótima experiência com os novos jogos. Bem completo, o equipamento possui bluetooth, portas Display Port, HDMI, SVGA, Firewire, USB, Fast Ethernet e leitor de cartões. Sua bateria de oito células garante horas de utilização sem precisar carregar. Além disso possui um sistema de customização de iluminação de teclado, alto falantes e logotipo em 20 cores. Só não possuiu leitor de CD/DVD embutido. Preço: R$3.267,00. Mais informações: www.dell.com.br

Novidade da Apple A Apple lançou o novo MacBook Air, uma espécie de netbook que é um misto de iPad e notebook. Assim como um netbook comum, o novo MacBook Air não traz drive óptico, nem hard drive. Ele tem duas opções de tela (de 11,6 e 13,3 polegadas), processador Core 2 Duo, placa NVIDIA GeForce 320m, câmera para uso também com o FaceTime e um track pad multitoque. Incrivelmente fino, no ponto mais fino o aparelho tem 0,28 cm, e pesa 1,3 kg. Preço: No Brasil, de R$ 3,2 mil a R$ 5,7 mil. Mais informações: www.apple.com/br

34

Fotos: Divulgação

Sete polegadas na sua mão


Tecnologia Fotos: Divulgação

Blu-ray com acesso à internet A Sony anunciou sua nova linha de Blu-ray players, com o BDP-S370 e o BDP-S270, disponíveis no Brasil a partir de agosto. O BDP-S370 e o BDP-S270 são preparados para conexão Wi-Fi com uso do USB Wireless. Contam ainda com a função Bravia Internet Vídeo, que permite o acesso aos conteúdos dos portais parceiros Sony – internacionais e locais – com um simples toque no controle remoto. Os novos aparelhos possuem a tecnologia BD Live, que permite acesso a conteúdos exclusivos pela Internet. Outro diferencial é o XrossMediaBar, menu de fácil utilização na tela, inspirado no PlayStation 3, para melhor navegação. Preço: R$ 699,00 (BDP-S370) e R$ 649,00 (BDP-S270). Mais informações: www.sony.com.br

TV retrô Para os saudosistas, a LG lançou seu novo televisor, o Série 1, com ar retrô. Além de uma tela plana de 14 polegadas, o aparelho tem grandes botões valvulados, antenas, detalhes cromados e as cores vermelha e branca bem contrastantes. As linhas mais curvadas e redondas da Série 1 estão presentes no controle remoto também, em formato de cone. O modelo é uma TV CRT, ou seja, de tubo, com ajuste em P&B ou sépia. De acordo com a LG, o televisor já está à venda nas lojas. Preço: R$ 449,00. Mais informações: www.lge.com/br

Tablet com cara de PC O Slate 500 da HP tenta reproduzir a experiência dos computadores em forma de tablet, e representa contraste com relação a rivais que deram aos seus aparelhos uma cara mais parecida com a de um celular inteligente. O Slate 500 opera com a mesma versão do Windows 7 usada por muitas empresas em seus computadores convencionais. O produto da HP tem tela de 8,9 polegadas e sistema multitoque, pesa 700 gramas e vem com 64 gigas de armazenagem e uma caneta especial. A bateria tem carga para cinco horas de uso. Preço sugerido: US$ 799,00. Mais informações: www.hp.com

35


Fotos: Divulgação

JURERÊ – FLORIANÓPOLIS – BRASIL

A LENDA DO HOUSE MUSIC NO MELHOR REVEILLON DO BRASIL

Shawnee Taylor (New York, USA)

Richard Grey (Subliminal Records – FR)

• Paulinho Boghosian (Warung – 3Plus) • Daniel Kuhnen (Warung – 3Plus) • The Beckers • Tatiana Fontes (Hypno) • Brych & Brandz (Groove Dj Agency)

• Al t a G a s t ro n o m ia • Open Bar Premium C A M A R O T E S , M E S A S E B A C K S TA G E Espaços reservados, equipados e decorados para atender grupos de 6 a 20 pessoas, com conforto e atendimento exclusivo e preferencial.

Reservas e Informações: (48) 3028 4019 - 7811.1392 ID 85*221664 contato@reveillonboutique.com.br ENTERTAINMENT GROUP

36


Cultura . teatro

Da Broadway para São Paulo

texto: Léo Francisco

D

Fotos: Divulgação

epois de fazer um grande sucesso nos palcos do Rio de Janeiro, finalmente chega à cidade de São Paulo, no Teatro Bradesco, o espetáculo musical “A Gaiola das Loucas“, baseado na peça “La Cage Aux Folles”, de Jean Poiret. O musical começou sua temporada paulista no último dia 23 de outubro e é estrelado por Miguel Falabella e Diogo Vilela, que trabalham pela primeira vez juntos no teatro. “Nós, embora da mesma geração, nunca tínhamos trabalhado juntos no teatro. Fizemos pouca coisa juntos, e quando houve a oportunidade de estarmos no Toma La Da Cá (programa da Rede Globo), começamos a conversar e resolvemos coroar isso com uma peça”, explica o ator Miguel Falabella. Inspirada no musical concebido na Broadway, em 1983, por Harvey Fierstein (texto) e Jerry Hermann (músicas), a versão brasileira de “A Gaiola das Loucas” tem a direção assinada por Miguel Falabella, que encabeça o grande elenco de estrelas. Na trama, Georges, vivido por Miguel Falabella, é o proprietário do cabaré “A Gaiola das Loucas“, a joia e o orgulho de St. Tropez. Lugar famoso pelos seus shows performáticos, tem como a sua grande vedete a primeira e única Zazá, o transformista mais famoso de toda Riviera, interpretado por Diogo Vilela. Falabella conta que, “desde o início, sempre soube que queria fazer o Georges e o Diogo seria o Albin”. Ele explica que “a intuição falou mais alto. Eu tenho uma personalidade cênica que se presta mais ao Georges”. Diogo Vilela o interrompeu, brincando: “Falabella não queria usar o salto, ele passou isso para mim”. Além de trazer uma orquestra, ao vivo, com 14 grandes músicos, a montagem brasileira de “A Gaiola das Loucas” conta com a co-direção de Cininha de Paula, coreografias de Chet Walker e Fernanda Chamma e a participação de mais de 120 profissionais. Fora dos palcos, Zazá transforma-se em Albin, com quem Georges mantém uma relação solidamente estruturada há mais de 20 anos. Juntos, eles criam seu único filho, o jovem Jean Michel (Davi Guilherme), fruto de uma aventura de Georges, quando jovem, nos bastidores do Lido de Paris. Como a mãe de Jean, na época inexperiente, não assumiu o bebê, acabou deixando a complexa tarefa para Georges e Albin. Jean, agora com 20 anos, chega em casa com uma notícia avassaladora: vai se casar. Pior, ele está perdidamente apaixonado por Anne (Carla Martelli), a filha única de Édouard Dindon (Mauricio Moço), presidente do Partido da Família, Tradição e Moralidade (PFTM), que prometeu varrer do mapa os homossexuais da Riviera, caso seja eleito. Quando explicou sobre as dificuldades de interpretar Albin/ Zazá, Diogo explicou que “queria fazer um ser humano”. Disse que “a sua maior preocupação era ter legitimidade nas atitudes físicas”, por ser um personagem difícil, pois ele ficava “no limite da caricatura, tendo que ser caricato, e da desumanidade, tendo que humanizar”.

Serviço: O que: “A Gaiola das Loucas”. Onde: Teatro Bradesco - Bourbon Shopping São Paulo – Rua Turiassu, 2.100 – 3º piso – Pompéia. Quando: De 23 de outubro a 19 de dezembro. Quinta e sábado, às 21h. Sexta, às 21h30. Domingo, às 19h. Quanto: de R$ 20 a R$ 170. Duração: 150 minutos (intervalo de 15 minutos) Classificação: 12 anos Gênero: Musical

37


Cultura . música O Compromisso de Seal

O que: Seal 6: Commitment (Álbum). Artista: Seal. Quanto: R$30,00. Lançamento: Warner Music.

Fotos: Divulgação

Seal lança seu sexto álbum de estúdio, Seal 6: Commitment, com o primeiro single “Secret”, uma balada comovente, repleta de cordas, considerada uma de suas melhores músicas sobre o amor. Commitment traz o renomado maestro David Foster na produção. Embora apresentando um Seal como uma espécie de barítono rouco, do ponto de vista lírico, canções como “The Weight of My Mistakes”, “Best of Me” e “If I’m Any Closer” aprofundam as emoções em torno do amor, da família e do compromisso - vem daí o título do projeto. Ao longo de uma notável carreira que ultrapassa mais de duas décadas, Seal vendeu mais de 15 milhões de álbuns em todo o mundo e fez sucesso em vários gêneros musicais. Suas canções românticas, como “Prayer for the Dying”, “Kiss From A Rose” , “Don’t Cry e “Love’s Divine” alegraram os fãs ao mesmo tempo em que lhe valeu a aclamação da crítica.

Realeza do Samba Novo álbum das sete integrantes do Samba de Rainha, intitulado “Contrariando a Regra”, traz ao cenário musical a mistura do samba de roda, da malandragem, da canção popular, do samba rock, além de um ritmo mais pop. Com produção e arranjos de Walmir Borges, o terceiro CD do grupo é composto por 12 faixas. A versatilidade do Samba de Rainha pode ser conferida na voz de Núbia Maciel, que ganha acento mais rock´n roll na música “Pessoa Interessante. Todas as integrantes do Samba de Rainha tocam, cantam e compõem. Influenciadas por diversas vertentes do samba, como os consagrados Jovelina Pérola Negra, Ary Barroso, Clara Nunes e outros contemporâneos como Zeca Pagodinho e Beth Carvalho, as moças do grupo também se inspiram em referências ecléticas que vão desde Benito Di Paula a Rolling Stones. O que: Contrariando a Regra (Álbum). Artista: Samba de Rainha. Quanto: R$ 15,00. Lançamento: SDR Records.

Originais do Rock O álbum “ORIGINS” narra, através de 10 canções, a saga de Amagat, menino nascido em uma tribo Sibéria, lar dos primeiros Xamãs. As dez canções do disco são assinadas por todo o Shaman, tendo como base de composição Thiago Bianch e Fernando Quesada, respectivamente vocalista e baixista da banda, que com talento incomum para criar letras e melodias ditam o “caminho musical” do álbum. Todas as faixas são excelentes, mas destaque para a incrível “Lethal Awakening”, por sua velocidade e “altura de voz extrema”, a espetacular e pesadíssima “Inferno Veil”, as enigmáticas “Ego”, part “I e II” (1º ‘single’ do disco), a bela e viajante “Finnaly Home” (videoclipe), a candidata a “hino” “Rising Up To Life”, a hard metal “No Mind’ e a pungente balada “Signed, Sealed & Delivered”, que encerra com chave de ouro essa obra-prima. O que: ORIGINS (Álbum). Artista: Shaman. Quanto: R$29,00. Lançamento: Independente.

38


Cultura . música Luciana Souza Tide é a segunda colaboração de Luciana como marido, Larry Klein. Eles escolheram abrir o disco com um hino aos brasileiros que moram fora e sentem saudade de voltar. Eu Quero Um Samba descreve um brasileiro expatriado com tanta saudade de casa que o samba está o chamando. Sua honesta, simples, porém habilidosa rendição à música é um exemplo da marca registrada percussiva e rítmica de Luciana, junto com um ágil senso de compacidade. Além disso, como todas as grandes cantoras de jazz, ela faz com que tudo pareça relaxado e casual. Esta música começa o que poderia ser descrito como um ciclo de música que trata da sensação de se olhar para dentro e para frente: para dentro de onde se está atualmente, e para frente para onde se quer chegar.

Fotos: Divulgação

O que: Tide (Álbum) Artista: Luciana Souza. Quanto: R$ 30,00. Lançamento: Universal Music.

Viva Las Vegas Apesar de todas as armadilhas estratificadas, reputação suspeita e campanhas de turismo lascivo, Brandon Flowers continua teimosamente orgulhoso de sua cidade natal – Las Vegas. O vocalista – cujas horas de trabalho geralmente são gastas com a sua banda The Killers – deixa isso bem claro quando fala de seu primeiro disco solo. Flamingo é uma coleção de 10 canções, cheia de músicas brilhantes, prontas para estádios, que percorrem a escala musical desde execuções pop habilidosas e cantos fúnebres eletro infelizes a músicas gospel e até blues. “Jilted Lovers and Broken Hearts”, um rock de estádio pra cima, com a pulsação de um clássico para a pista de dança, usa o jogo como uma metáfora épica. Enquanto isso, “Welcome to Fabulous Las Vegas” não faz Las Vegas soar muito fabulosa. Na verdade, há também a negação, perfídia, a absolvição, a espiritualidade e os limites da fé – cada um dos quais é explorado nas outras faixas do álbum. Flowers transforma conceitos intelectuais em adrenalina em “Crossfire”; canais de falsete luminoso em efeito irritante em “Playing With Fire”; e procura por segundas chances em “Only the Young”. O que: Flamingo (Álbum). Artista: Brandon Flowers. Quanto: R$ 35,00. Lançamento: Universal Music.

Thousand Suns Se você espera de A Thousand Suns, novo álbum do Linkin Park, um retorno às origens, como HT e Meteora, pode esquecer. A banda reconstrói sua trajetória musical, algo corajoso quando se faz sucesso. O álbum está equilibrado. Gosto muito das intros e bridges entre as canções. As músicas são um misto de revolta, ódio e esperança. Destaque para “Waiting for the End”, “Blackout”, “Robot Boy”. Os efeitos usados em algumas faixas, por mais que causem estranhamento, não alteram a qualidade do disco. Claro que a primeira impressão para os fãs é de distanciamento, mas quando ouvido aos poucos chega a cativar. A produção leva a assinatura de Rick Rubin e Mike Shinoda. O que: A Thousand Suns (Álbum). Artista: Linkin Park. Quanto: R$40,00. Lançamento: Warner Music.

39


Muita Calma Nessa Hora Mari (Gianne Albertoni), Tita (Andréia Horta) e Aninha (Fernanda Souza) são grandes e inseparáveis amigas. Tita só pensava em se casar, até que flagra seu noivo com outra às vésperas do casamento. Decididas a ajudar a amiga traída, as três resolvem passar um fim de em Búzios, na casa alugada para a lua-de-mel de Tita. Na estrada, conhecem Estrella (Débora Lamm), que pede carona até o balneário, onde pretende encontrar o pai que nunca conheceu. Nesse fim de semana especial, vivem momentos como um luau inesquecível, romances de verão, passando por porres homéricos. As quatro garotas não encontram a paz que procuravam, mas vivem intensamente uma jornada de autoconhecimento. E acabam descobrindo que não só tiveram dias inesquecíveis, mas que aprenderam muito mais sobre si mesmas. Bruno Mazzeo não está para brincadeira. Seu excelente roteiro prova que é possível fazer humor sem partir para a baixaria escatológica. Embora muitos personagens sejam estereótipos comuns, não incomodam, justamente por ter um elenco talentoso. Destaque para a participação de Luis Miranda, com sua divertida Drag Queen, Marcelo Adnet e seu mauricinho paulista, e do talentoso Nelson Freitas.

RED - Aposentados e Perigosos Frank Moses (Bruce Willis) é um agente aposentado da CIA, que tem uma vida solitária e tranquila. Pelo menos era, até que um dia um esquadrão da agência tenta matá-lo. Com a sua identidade em risco e para proteger a vida de Sarah (MaryLouise Parker), uma mulher carente, Frank decide recrutar sua antiga equipe para garantir a sobrevivência de todos. Baseado no graphic novel de Warren Ellis e Cully Hamner, “RED – Aposentados e Perigosos” é uma explosiva comédia com muitas cenas de ação, estrelada por Morgan Freeman, Helen Mirren e John Malkovich. Agora acusada de assassinato, a equipe deve usar de toda astúcia para se manter com vida. Para interromper a operação da agência, os agentes embarcam em uma missão impossível para invadir a sede da CIA, onde descobrirão uma das maiores conspirações e encobrimentos da história do governo.

Minhas Mães e Meu Pai Neste retrato engraçado, vibrante e ricamente desenhado de uma família moderna, Nic (Annette Bening) e Jules (Julianne Moore) vivem duas mães que dividem um aconchegante bangalô com seus filhos, Joni (Mia Wasikowska) e Laser (Josh Hutcherson). Antes de Joni entrar para a Universidade, seu irmão mais jovem, Laser, pede a ela um grande favor. Ele quer que Joni, agora com 18 anos, o ajude a encontrar o pai biológico deles, já que os dois foram concebidos por inseminação artificial. Ela, contra a vontade de suas mães, honra o pedido de seu irmão e consegue fazer contato com o pai biológico, Paul (Mark Ruffalo), um restauranteur. Quando Paul entra na vida deles, um novo e inesperado capítulo se inicia para esta família, os laços familiares são definidos, redefinidos e então modificados novamente.

40

Fotos: Divulgação

Cultura . cinema


Fotos: Divulgação

Cultura . cinema Viagem Maldita Um Parto de Viagem narra a história de dois sujeitos completamente diferentes forçados a fazer uma viagem de carro juntos, o que acaba mudando suas vidas para sempre. Peter Highman (Robert Downey Jr) é um pai estreante cuja esposa está para dar à luz em poucos dias. Ele se apressa a pegar um avião em Atlanta para chegar a tempo do nascimento do bebê, em Los Angeles. Mas suas melhores intenções vão por água abaixo quando encontra, por acaso, o aspirante a ator e um verdadeiro imã para confusão Ethan Tremblay (Zach Galifianakis). Como resultado, os dois são expulsos do avião e proibidos de embarcar em outro. O problema é que a bagagem, os documentos e a carteira de Peter decolam sem ele. Vendo-se sem alternativa, ele é obrigado a pedir carona com Ethan e seu cão, e parte numa viagem de carro que vai acabar destruindo diversos automóveis, numerosas amizades e o que restou da paciência de Peter.

Senna A notável história de Ayrton Senna, pontuando suas realizações físicas e espirituais nas pistas e fora delas, sua busca por perfeição e o status de mito que ele alcançou são os temas de SENNA, um documentário que abrange os anos da lenda do automobilismo como piloto de F1, desde sua temporada de estreia, em 1984, a sua morte precoce uma década depois. Muito mais que um filme para fãs da F1, a produção expõe uma história extraordinária de maneira igualmente incrível, evitando o uso de muitas técnicas padrões de documentários e favorecendo uma abordagem mais cinematográfica, que faz uso total de filmagens estarrecedoras, boa parte inédita, tirada dos arquivos da F1.

Machete Machete (Danny Trejo) é um ex-Federale e uma lenda-viva com uma habilidade à altura de sua atitude mortífera. Dado como morto depois de um enfrentamento com o famoso narcotraficante mexicano, Torrez (Steven Seagal), ele foge para o Texas para esquecer seu passado trágico. Mas o que encontra é uma rede de corrupção e mentiras que terminam com um político, o senador McLaaughlin (Robert De Niro), baleado e com Machete na lista dos homens mais procurados. Ele se dispõe a limpar o nome e a expor a intrincada conspiração. Mas em seu caminho atravessam Booth (Jeff Fahey), um homem de negócios implacável, com uma longa lista de assassinos de aluguel; Von (Don Johnson), um perverso vigilante de fronteira que chefia um pequeno exército; e Sartana (Jessica Alba), uma bela agente do Serviço de Imigração dos EUA, dividida entre cumprir a lei e fazer o que é certo. Abrindo um caminho em meio a balas, sangue e corações partidos, a odisséia de Machete finalmente o leva ao reencontro com Torrez e a um confronto épico de vingança e redenção. O filme na verdade surgiu durante o projeto “Grindhouse”, de Robert Rodrigues e Quentin Tarantino. Entre um filme e outro eles colaram aos rolos trailers de cinema falsos, e entre os trailers estava o do destemido Machete. Os fãs da dupla cobraram e conseguiram que o trailer fake virasse um longa metragem dos bons.

41


Cultura . home video Edição de diamante

O que: A Noviça Rebelde - Edição Comemorativa 45 Anos (Box). Quanto: R$ 359,90. Lançamento: Fox Home.

Produção espetacular A Ponte do Rio Kwai é uma produção espetacular. O filme foi vencedor em sete categorias do Oscar em 1957, incluindo as de Melhor Filme, Melhor Diretor e Melhor Ator para Alec Guinness. Agora, pela primeira vez em Blu-ray, após um amplo trabalho de restauração digital utilizando os mais modernos recursos, desfrute a obra-prima do diretor David Lean numa intensidade nunca antes vista. O que: A Ponte do Rio Kwai (Blu-Ray). Quanto: R$ 89,90. Lançamento: Sony Home.

O Polanski de sempre O Escritor Fantasma é o primeiro thriller contemporâneo do vencedor do Oscar Roman Polanski em mais de vinte anos. O filme conta a história de um ex-primeiro-ministro britânico Adam Lang (Pierce Brosnan), que está escondido em uma ilha na costa oriental dos EUA escrevendo suas memórias. Quando seu assessor de longo tempo morre em um acidente, um escritor fantasma profissional (Ewan McGregor) é enviado para ajudá-lo a terminar o livro. O que: O Escritor Fantasma (Blu-Ray). Quanto: R$ 79,00. Lançamento: Paris Filmes.

Reds Lançado originalmente em 1981 o drama relata o caso de amor de John Reed (Beatty) e a escritora feminista Louise Bryant (Diane Keaton) no explosivo cenário da Revolução Russa, em 1917. Esta obra-prima recebeu doze indicações ao Oscar em 1982. “Reds” levou as cobiçadas estatuetas de Melhor Diretor (Beatty), Melhor Atriz Coadjuvante (Stapleton) e mais uma pela arrebatadora fotografia de Vittorio Storaro. O que: Reds (DVD). Quanto: R$29,90. Lançamento: Paramount Home.

Dexter A inovadora Dexter é estrelada pelo ator Michael C. Hall. A série conta a história de Dexter Morgan, órfão aos quatro anos e adotado por um policial, que identifica suas tendências homicidas e as canaliza de forma construtiva, tornando-o um respeitado membro da corporação policial, um perfeito cavalheiro. Para quem curte, chega às lojas um box com as três temporadas.

42

O que: Dexter – Temporadas Um, Dois e Três (DVD). Quanto: R$129,00. Lançamento: Paramount Home.

Fotos: Divulgação

Em comemoração aos 45 anos do lançamento de A Noviça Rebelde, a Fox entrega um Box com edição remasterizada com dois discos em Blu-ray, um DVD, livro com 100 páginas repletas de fotos e curiosidades, entre outros mimos. Reveja a história de Maria (Julie Andrews), uma noviça que não segue as rígidas normas do convento e acaba indo trabalhar na mansão da família Von Trapp.


Cultura . home video Salt

Fotos: Divulgação

Evelyn Salt (Angelina Jolie), uma agente da CIA, tem de partir numa fuga desesperada quando um dissidente russo convence seus superiores de que ela é uma agente dupla enviada para assassinar o presidente dos Estados Unidos. À medida que a caçada humana se intensifica, Salt usa todas as suas habilidades para despistar seus adversários e descobrir um segredo capaz de alterar o curso da história mundial. O que: Salt (Blu-Ray). Quanto: R$ 89,90. Lançamento: Sony Home.

Toy Story Para comemorar o lançamento em home vídeo de Toy Story 3, a Disney lança um box em Blu-ray com os três filmes da bem-sucedida série cinematográfica. Acompanhe as peripécias de Buzz,Woody, Cabeça de Batata e cia. para alegrar a vida do garoto Andy e todas as fases da vida. O que: Coleção Toy Story (Blu-Ray). Quanto: R$ 100,00. Lançamento: Walt Disney Home Entertainment.

Ugly Betty A vida de Betty (America Ferrera) está cheia de surpresas nesta terceira temporada, quando ela se muda para a cidade grande e se questiona se ela realmente pertence ao agitado mundo da moda. Baseado na novela colombiana de enorme sucesso, a série tem entre seus produtores a atriz mexicana Salma Hayek. O que: Private Practice - A Terceira Temporada Completa (DVD). Quanto: R$149,90. Lançamento: Walt Disney Studios Home Entertainment .

Um Amor de Família Com um elenco de astros e estrelas encabeçado por Ed O’Neill, Sofia Vergara, Julie Bowen e Ty Burrell, “Modern Family” traz uma divertida e inovadora visão do que significa criar uma família nesta época doida em que vivemos. Relacionamentos multiculturais, adoção e casamento de pessoas do mesmo sexo são apenas alguns dos assuntos atuais abordados por esta série, que os analisa de modo divertido e sensível. O que: Modern Family -1ª Temporada Completa (DVD). Quanto: R$129,00. Lançamento: Fox Home.

Trilogia Futurística De Volta para o Futuro é a mais cultuada trilogia de ficção científica do cinema. Produzida por Steven Spielberg e dirigido por Robert Zemeckis, os três filmes da serie arrecadam incríveis um bilhão de dólares só nas bilheterias. Acompanhe agora os viajantes do tempo nessa incrível edição em Blu-ray. O que: Trilogia De Volta para o Futuro (Blu Ray). Quanto: R$149,00. Lançamento: Universal Pictures.

43


Cultura . artes visuais

Pedro Teixeira: tattooearte@gmail.com

44

A

rtista, tatuador, grafiteiro. Pedro Teixeira, conhecido como Driin, é um artista multifacetado. Saiu de casa, com uma prancha e uma mochila, e jogou-se no mundo, precisamente, Florianópolis – Ilha da Magia. Identificouse com o local de tal forma que o adotou como moradia, e ali leva uma vida simples, independente e livre. Paralelamente, buscou ampliar sua formação a partir do ingresso em uma universidade, a UDESC, onde Pedro cursou Design Gráfico e na qual transita até hoje, finalizando o mestrado em Artes Visuais, de grande valia para seus desdobramentos – profissional, pessoal e acadêmico. A arte apareceu na vida de Pedro naturalmente. Na visão do artista, ele continua fazendo o que sempre fez desde criança: desenhar. Para ele, a arte se dá muito mais em uma relação das pessoas com aquilo que desenha ou ilustra do que algo colocado em um pedestal. Pedro desenha em pessoas – tatuagem, e este é seu oficio há 10 anos. Tal técnica é denominada cientificamente de dermo-pigmentação. “Em muitos casos foi vista como um ritual, em tribos e comunidades ancestrais, mas em suma é um desenho”, afirma. Pedro Teixeira também desenha em muros, no computador, em objetos. Dependendo do suporte e das relações culturais, sociais e econômicas, denomina-se graffiti, design, arte, enfim, para o artista todos são desenhos. A primeira vez que Driin pintou na rua foi com a intenção de despertar a atenção e admiração de uma pessoa, e fez, simbolicamente, uma menina de olhos fechados em vários locais pelos quais essa pessoa passava. Daí surgiu um dos arquétipos mais usados em seu trabalho pictórico, a figura feminina, que vem a ser algo sempre presente em seus trabalhos. “Atualmente busco minha inspiração numa religação com um outro plano, e também nos pequenos detalhes da mulher, poéticos, estéticos e sensuais banalizados pela sexualidade apelativa da imagem feminina em nossa cultura.” Em 2007 fez sua primeira exposição coletiva na galeria COR em Florianópolis. Uma das artistas convidadas, Tanja Köersters, alemã, tornou-se sua grande amiga. “Quando ela voltou à Alemanha, deixou umas 20 fotos para que pudesse experimentar. Pintei umas 10 e enviei para ela de forma descompromissada, apenas pelo registro”, conta. A artista se interessou e conseguiu uma participação para Pedro em uma exposição na Alemanha. Ele não poderia perder a oportunidade. Fez inúmeras artimanhas para conseguir patrocínio e financiamento para participar da exposição. E conseguiu. “As pessoas mais próximas diziam: ‘você é louco!’, e eu respondia: ‘sou louco se não viajar’”. Depois dessa exposição, participou de algumas coletivas nacionais e também da edição seguinte da Kuboshow, na Alemanha. Hoje está amplamente envolvido com a Intervenção urbana, como objeto de pesquisa e de desejo. Dialogar com o espaço urbano é uma de suas finalidades, e o suporte é indiferente.

Fotos: Divulgação

Desenho de muitas faces

Por Karin Orofino


Cultura . artes visuais

O superego em Laurie Anderson

Fotos: Divulgação

T

ravesseiros, mesas e paredes vão falar no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB). Esses objetos serão portadores da voz de Laurie Anderson, a artista norte-americana que realiza “I in U - Eu em Tu”, sua primeira grande mostra no país. “Eu me considero uma contadora de histórias, foi a primeira coisa que fiz como artista e é a de que mais gosto”, disse Anderson, 63. Para contar suas histórias, a artista criou um clima intimista, uma espécie de abrigo antiestresse das caóticas ruas do centro de São Paulo. A primeira peça da mostra, “Handphone Table” (mesa de telefone manual) é uma boa síntese do objetivo da artista: trata-se de uma mesa que emite sons e, para escutálos, é preciso apenas encostar uma parte do braço no objeto e a voz de Anderson irá vibrar pelos ossos do visitante, até alcançar suas mãos, que devem ficar junto aos ouvidos. Nessa obra, uma recriação de um trabalho dos anos 1970, quando os sons eram gravados em fitas cassetes, a tecnologia de ponta é um instrumento para o dom de narradora de Anderson. A própria artista reconhece que parte desse uso instrumental da tecnologia tem a ver com sua formação inicial como violinista, quando adolescente, em Chicago (EUA). Com curadoria de Marcello Dantas, a exposição traz pela primeira vez ao Brasil obras desta artista que pesquisa o uso da tecnologia, do corpo e da linguagem como forma de expressão. Em “I in U - Eu em Tu” Laurie estará presente em 31 obras, entre instalações, fotografias, desenhos, vídeos, músicas, documentações de performances e 19 filmes.

Entre os desenhos, um que tinha sido finalizado na parede do segundo andar contava a história de um burro que havia morrido quando estava seguindo uma cenoura. Histórias assim, simples, compõem a principal instalação da mostra “Delusion”, criada a partir da morte da mãe de Anderson, ocorrida recentemente, que se transformou numa peça para o palco. “’Delusion’ é como rever a vida, foi algo que fiz para ela. Já aqui, busquei transformar essa homenagem que estava no palco em algo tridimensional e não algo para assistir em laptops”, conta. A instalação é composta por 20 contos, todos narrados de várias formas distintas. Essas pílulas narrativas fazem parte da busca constante de contato com o público: “Para mim, interessa perguntar o que realmente queremos. Eu faço esforço para não estar numa bolha, mas não busco grandes audiências, o que eu busco é que as pessoas compreendam e gostem do que eu faço”, conta a artista. A mostra abriu com a performance “Duets on Ice”, realizada originalmente em 1975. O dueto é feito com um “violino autotocante”, objeto que Anderson criou e que fica sobre gelo durante a ação. “Eu preciso acabar essa performance de alguma forma, e quando o gelo derrete, é o fim, para ela.” Serviço: O que: I in U - Eu em Tu: Laurie Anderson. Onde: Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB-SP) — R. Álvares Penteado, 112, Centro. São Paulo/SP Quando: de terça a domingo, das 10h às 20h; até 26/12. Mais informações: (11) 3113-3651.

I in U

45


Cultura . literatura Clarice na Cabeceira Fotos: Divulgação

Reunião de vinte textos selecionados por convidados afeitos à obra de Clarice Lispector, Clarice na cabeceira apresenta uma leitura selecionada de crônicas publicadas entre 1962 e 1973, na revista Senhor e no Jornal do Brasil, e posteriormente agrupadas nos livros A descoberta do mundo e Para não esquecer. Abordando temas tão diversos quanto as memórias da infância, a vida, a morte, o amor, o ato de escrever, o silêncio, a maternidade e a indignação, as crônicas ganham sabor especial quando apresentadas por amigos e admiradores de Clarice, que compartilham o impacto da escritora e de sua obra em suas vidas, como Eduardo Portella, Ferreira Gullar, Marília Pêra, Maria Bonomi e Naum Alves de Souza, entre outros. Autor: Clarice Lispector. Quanto: R$ 24,00. Editora: Rocco. Páginas: 272.

Valsa Negra O ciúme de um homem é o fio condutor de Valsa negra, quinto romance de Patrícia Melo. Em uma narrativa na qual o suspense vai crescendo a cada página, lembrando a evolução da melodia durante um concerto, a autora faz valer a epígrafe do livro, retirada de um verso do poeta italiano Catulo: “O ódio é indistinguível do amor”. Afinal, os dois sentimentos se alternam para o protagonista, deixando os leitores em dúvida sobre qual deles irá prevalecer no fim da trama. Narrado por um maestro de prestígio, cujo nome não é revelado, o livro é centrado na relação dele com Marie, sua segunda mulher, 30 anos mais jovem e violinista da orquestra. Autor: Patrícia Melo. Quanto: R$ 32,00. Editora: Rocco. Páginas: 244.

Perversas Famílias Do amor de um homem por uma mulher surge um sonho: construir um castelo no meio do pampa gaúcho. Mas a concretização de tamanha empreitada caberia ao filho dele, Olímpio. Assim tem início Perversas famílias, o primeiro volume da série “Um castelo no pampa”. Luiz Antonio de Assis Brasil, um dos maiores romancista brasileiros, conta a saga da família Borges da Fonseca e Menezes, que se confunde com a história do próprio Rio Grande do Sul. Narrada em um vaivém temporal, o livro revela aos poucos quem é quem. E como o título já diz, disseca as mentiras e a hipocrisia que rondam as relações entre pais, filhos e irmãos, ao mesmo tempo em que põe por terra as contradições do projeto latifundiário-pecuarista. Autor: Luiz Antonio de Assis Brasil. Quanto: R$ 53,00 Editora: L&PM. Páginas: 328.

Contos de Ivo Bender Ivo Bender, um dos mais importantes dramaturgos brasileiros contemporâneos, acaba de vencer um novo desafio. O livro Contos, recém lançado pela L&PM Editores, marca a estreia de Bender na escrita de contos e relatos breves. Neste livro a realidade se coloca a serviço do fantástico e o cenário apresentado é completamente novo e, por que não, inusitado. O autor apresenta em seus contos um novo e curioso olhar sobre o Rio Grande do Sul. A temática da imigração europeia – sobretudo alemã – é grata pelo autor, já que reaviva suas memórias em São Leopoldo, interior Estado. A partir deste ponto, Bender constrói a vida dos homens e mulheres que povoaram a região.

46

Autor: Ivo Bender. Quanto: R$36,00. Editora: L&PM. Páginas: 136.


47


Desembarque T

rilhas pela mata preservada, belas cachoeiras e excelentes locais para a prática do mergulho, além de um pôr-do-sol sem igual, integram a lista de atrativos de Ilhabela, no litoral norte de São Paulo. O município compreende a Ilha de São Sebastião, as Ilhas de Búzios e a Ilha da Vitória; e mais as ilhotas das Cabras, Serraria, Castelhanos, Lagoa, Figueira e das Enchovas. São Sebastião, a mais conhecida das ilhas, é um badalado destino turístico. Possui águas claras e calmas no lado voltado para o continente, e praias desertas e paradisíacas – protegidas pelo Parque Estadual de Ilhabela – no trecho de mar aberto. Os desportos náuticos são um símbolo do local, que anualmente se transforma em sede do maior campeonato sul-americano de iatismo. Ilhabela já teve atividade pesqueira e agricultura bem desenvolvidas. Boa quantidade da produção era levada para Santos para ser comercializada. Atualmente, a economia do município está voltada apenas para o turismo. Entre as atrações principais, a Igreja Matriz, inaugurada em 1806, tem o piso todo em mármore proveniente de Espanha. Bem preservada, conta um pouco da história e da cultura dos habitantes locais. A Fazenda do Engenho D’água, construída no século XVIII, guarda

48

Ilhabela | SP características da época e conta um pouco da história da região. Ilhabela é o paraíso dos adeptos tanto da pesca submarina quanto do mergulho livre e autônomo. O mar claro permite uma boa visibilidade da vida marinha local e de mais de 20 naufrágios, que servem de morada para a vasta flora e fauna. Grande variedade de peixes, tartarugas e, com sorte, até golfinhos e baleias podem ser vistos. Ilhabela conta com operadoras de mergulho que oferecem cursos para iniciantes e saídas com guias especializados. A praia Pacuíba reúne ranchos de pesca e é um ótimo local para a prática do mergulho livre. Ponto de encontro preferido dos jovens que gostam de aventura. Já á praia Jabaquara é considerado um local de caça submarina. Destaca-se por possuir um riacho em cada uma das extremidades da praia. A praia Baía dos Castelhanos faz parte do Parque Estadual de Ilhabela. O acesso é feito com lancha ou por uma estrada de terra aconselhável somente a veículos 4x4. Dizem que é um antigo refúgio de piratas. Próximo dali, a praia do Bonete abriga uma pitoresca vila de pescadores onde o tempo parou há décadas. O acesso pode ser feito com lancha ou por uma trilha de 1h30, a partir da Cachoeira do Laje.

Praia da Pedra Miúda.

Fotos: Embratur/ Divulgação

Mergulho no belo


Praia de Siriúba.

Fotos: Embratur/ Divulgação

Mais informações: Informações turísticas: (12) 3896-6737 / 3896-2440 www.ilhabela.com.br www.ilhabela.sp.gov.br

Praia da Feiticeira. Praia de Castelhanos.

49


Desembarque Cenário perfeito

Lagoa da Conceição | Florianópolis, SC

50

Vista da Lagoa.

Foto: Fábio Cabral.

uem se aproxima da Lagoa da Conceição, a partir do chamado Morro das Sete Voltas, depara-se com uma paisagem deslumbrante, estendendo-se das lagoas, em seguida pelas dunas até o mar, considerada uma das mais belas vistas urbanas do mundo. A lagoa tem um espelho d’água de 15km de extensão no sentido Norte-Sul e largura que varia de dezenas de metros a 2,5km. Liga-se ao mar por um pitoresco canal que desemboca na Barra da Lagoa, local que preserva características de uma vila de pescadores, agora adaptada ao turismo. O bairro é um importante centro turístico da ilha, com boa infra-estrutura de hotéis, pousadas, bares e restaurantes, e uma vida noturna intensa. A população do entorno é de cerca de 14 mil habitantes. A freguesia da Lagoa foi uma das primeiras povoações da Ilha. Traços da imigração açoriana são visíveis nas diversas casas de arquitetura típica colonial. A Igreja Nossa Senhora da Conceição da Lagoa, datada de 1750, é uma das construções mais expressivas da arquitetura religiosa do Estado. Síntese dos contrastes de Florianópolis, a Lagoa abriga descendentes de açorianos, gente de vários lugares do Brasil e estrangeiros, surfistas, executivos, pescadores e artistas. Mansões convivem com casas simples, assim como pequenos barcos de pesca dividem espaço com lanchas sofisticadas. Diversos cafés proporcionam uma atmosfera agradável para relaxar e conversar. Na Avenida das Rendeiras, pode-se encontrar artesanato feito em renda de bilro, comercializado em casinhas de madeira administradas pelas próprias rendeiras. Destaque para o Centro Cultural Bento Silveira (1912) composto por duas edificações: a antiga estação de rádio-telegráfica e a casa de máquinas, desativada em 1914 e recentemente convertida em centro cultural. Em frente ao Centro é promovida a Feira de Arte do Casarão, na Praça Bento Silvério, aos finais de semana. Um dos roteiros mais procurados é o passeio de barco até a Costa da Lagoa, onde se pode saborear frutos do mar nos restaurantes, em especial o rodízio de camarão, que é pescado na própria lagoa. O local pode ser

Fotos: Divulgação. Foto: Fábio Cabral.

Q

Ciclistas na Avenida das Rendeiras.


Foto: Fábio Cabral.

A Lagoa é cenário para diferentes práticas de esporte. Canto da Lagoa.

Foto: Fábio Cabral.

acessado também a pé, por meio de uma trilha que inicia no Canto dos Araçás. A Lagoa da Conceição também é muito procurada para a prática de atividades esportivas como vôo livre, caminhadas, mergulho, cavalgadas, navegação, surfe, sandboard, windsurfe, ciclismo, entre outras. Próximo dali, a Praia da Joaquina, famosa entre os jovens, é ótima para a prática de surfe e sandbord, além de ser palco para shows e competições de surfe. A Praia Mole reúne a galera jovem e sarada em busca de badalação e boas ondas.

Santur: www.santur.sc.gov.br Guia Floripa: www.guiafloripa.com.br

Foto: Fábio Cabral.

Foto: Fábio Cabral.

Mais informações:

Costa da Lagoa.

Barcos conduzem visitantes à Costa da Lagoa.

51


Desembarque Taipa de Pilão; Ituporanga | SP Fotos: Divulgação

Na rota dos bandeirantes

Artesanato de Embu das Artes.

O

s municípios que compõem o Circuito Cultural Taypa de Pilão, em São Paulo, apresentam algo em comum: patrimônios históricos bandeiristas, além de muita história, cultura e meio ambiente. O roteiro, criado recentemente, envolve as cidades de Carapicuíba, Cotia, Embu das Artes, Santa de Parnaíba e São Roque. Este circuito abrange a história e a cultura dos municípios integrantes, por meio de seus prédios antigos, muitos deles construído em “taipa de pilão” – tradicional técnica construtiva do período colonial. Vale dizer que os bens históricos dessa região são todos tombados pelo Instituto Nacional do Patrimônio Histórico e Nacional (Iphan). Já o Circuito Itupararanga, formado por cidades localizadas na região de influência da Área de Proteção Ambiental, oferece amplas opções de lazer e esportes junto à natureza, bem como opções ecoturísticas, rurais e de aventura. O circuito Taypa de Pilão convida turistas para desbravar o interior do Estado e descobrir a verdadeira história de força, fé e coragem dos bandeirantes. Eles utilizavam as construções de taipa de pilão para o descanso nas caminhadas ao interior, com o fim de ocupar espaço e expandir o seu domínio.

52

Entre as principais atrações do roteiro, estão a Capela Nossa Senhora da Escada ou Capela da Aldeia de Barueri, a primeira de taipa de pilão do País, construída entre os séculos 16 e 17; a imagem da Nossa Senhora da Escada, de Barueri; a Aldeia de Carapicuíba, de 1580, a única das 12 aldeias de São Paulo de Piratininga que preserva suas características; a Festa de Santa Cruz, realizada há 300 anos em Carapicuíba; o Sítio do Mandu e o Sítio do Padre Inácio, do século 17, em Cotia; o Museu Casa de Anhanguera e a Casa de Cultura, dos séculos 17 e 18, em Santana do Parnaíba; o Sítio Santo Antônio, maior casa bandeirista da região construída no século 17, de São Roque. Uma ótima opção de passeio aos domingos, dia de maior movimento em Embu das Artes, é a Feira de Artes e Artesanato de Embu. Desde 1969, a cidade oferece diversas lojas de artesanato, galerias de arte, lojas de móveis e antiquários. Na década de 20, inúmeros artistas se fixaram no municipio, e em 1964 foi realizado o 1º Salão de Artes Plásticas de Embu, tornando a cidade reconhecida internacionalmente por sua arte.


Fotos: Divulgação

Parede construída em taipa de pilão.

Coreto da igreja Nossa Senhora do Rosário.

Móveis rústicos da região.

Tradicional feira de Embu das Artes.

Mais informações: www.taypadepilao.com.br e www.taypadepilao.tur.br

Capela da Aldeia de Carapicuíba.

53


Ambientalismo Um sopro de vida para o Velho Chico Por Rodrigo Brasil

O

tamento de áreas críticas, a construção de barragens em rios afluentes, a melhoria da calha navegável do seu curso médio, o tratamento de esgotos das cidades e vilas localizadas nas suas margens, o controle da irrigação e a educação ambiental. Há também ações para a melhoria das condições de vida das comunidades ribeirinhas. Porém, as obras de recuperação avançam em ritmo lento. Dos R$ 442,7 milhões previstos no orçamento federal deste ano para projetos de recuperação ambiental, apenas R$ 71 milhões foram empenhados de janeiro a maio. Ou seja, o compromisso efetivo de liberação dos recursos alcançou no período menos de 17% do investimento divulgado, segundo o Siafi, o sistema eletrônico de acompanhamento orçamentário. O último balanço do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), divulgado em junho, reflete a dificuldade de executar o projeto de revitalização das bacias. Somente 26 das 151 obras de recuperação e controle de processos erosivos - que envolvem proteção de encostas e recompo-

Foto: Aparício Mansur.

debate em torno da transposição do rio São Francisco acabou por chamar a atenção para a necessidade de revitalizar o Velho Chico, como é conhecido. Como escreveu Guimarães Rosa, sua história tem sido a história do sofrimento de um rio que há mais de quinhentos anos é fonte de vida e riqueza. Em meio a muita controvérsia, a revitalização tornou-se uma condição para que a população aceitasse a transposição. O decreto do Projeto de Conservação e Revitalização da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco, assinado em junho de 2001 pela Presidência da República, prevê ações para conservação e revitalização das Bacias Hidrográficas do Rio São Francisco. O programa é coordenado pelo Ministério do Meio Ambiente, com a participação do Ministério da Integração Nacional e da sociedade sanfranciscana. O Programa de Revitalização tem um prazo de execução de 20 anos, e orçamento anunciado de R$ 1,5 bilhão (a transposição tem orçamento de R$ 4,8 bilhões). O programa contempla ações voltadas para o reflores-

54

Praia do Areão, no Rio São Francisco, em Pirapora (MG).


Foto: Aparício Mansur.

Pesca no Rio São Francisco.

Foto: Aparício Mansur.

sição da mata ciliar - foram concluídas ou estão em andamento. Das 20 ações para coleta, tratamento e destinação final de resíduos sólidos, 17 estão em fase “preparatória” e patinam em trâmites burocráticos. O ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima, diz que a ampliação de recursos disponíveis não encontrou projetos suficientemente avançados para deslanchar a revitalização. “Não tínhamos projetos na carteira”, diz o ministro, que prometeu acelerar a execução dos programas ao longo do segundo semestre. Geddel acrescenta que tem havido “morosidade” no licenciamento ambiental de algumas ações, a cargo de órgãos estaduais. Mas ressalta que a Codesvasf - estatal responsável pela maioria dos programas - tem licitações em curso no valor de R$ 203 milhões, só na área de esgotamento sanitário. “Não temos nada contra os atuais projetos, que são bem-vindos, mas não há uma ação articulada e a liberação de recursos é pontual”, afirma o coordenador do Grupo Ambientalista da Bahia, Renato Cunha. Ele lembra que o compromisso de aumentar investimentos na revitalização foi uma espécie de contrapartida do governo para suavizar as fortes críticas ao projeto de transposição, mas o sentimento das comunidades locais com o ritmo das obras é de “frustração total”. O Instituto Estadual de Florestas (IEF) será responsável pela execução de 60 projetos. Dentre eles, o cadastro georeferenciado, cercamento e proteção de nascentes e matas ciliares, proteção de matas de topo e área de recarga hídrica. Os trabalhos estão sendo desenvolvidos com recursos do Governo do Estado e da Companhia do Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf). O Ministério das Cidades, por sua vez, está aplicando R$ 620 milhões em projetos de saneamento básico e/ou de abastecimento d’água em 86 municípios da Bacia. “As ações estruturantes são as que estão sendo priorizadas no momento”, explica Maurício Laxe, coordenador do Programa de Revitalização da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco do MMA. O Rio São Francisco tem sido muito ameaçado pelos impactos da ação do homem, de que são exemplos a poluição por esgotos, as barragens construídas ao longo do seu leito para a geração de energia elétrica, o assoreamento causado pelo desmatamento crescente dos cerrados em benefício da agropecuária, e a agressão às suas matas ciliares. Apesar disto, segue resistindo bravamente.

Foto: Aparício Mansur.

Balneário das Duchas, em Pirapora (MG).

Ilha do Boi, em Barra do Guaicuí (MG).

55


Mais informações: São Francisco Vivo: www.saofranciscovivo.com.br Projeto Manuelzão: www.manuelzao.ufmg.br

Foto: Aparício Mansur.

Vapor Benjamin Guimarães.

Foto: Aparício Mansur.

Foto: Aparício Mansur.

Foto: Aparício Mansur.

Manifestação pela preservação do Velho Chico.

Lavadeiras do Rio São Francisco. Foto: Divulgação

Foto: Divulgação/ Embratur

Pesca no fim da tarde.

56 Cânion em Canindé (SE).

Obras de transposição do rio.

Fotos: Aparício Mansur.

Até o início de setembro, a transposição do Rio São Francisco já havia custado aos cofres públicos mais de R$ 2 bilhões, de acordo com dados do Tesouro Nacional pesquisados pela ONG Contas Abertas. Esse valor corresponde a 45% dos gastos autorizados pelas leis orçamentárias desde 2004, antes mesmo do início formal das obras em junho de 2007. Chamado o rio da integração nacional, o São Francisco tem esse título por ser o caminho de ligação do Sudeste e do Centro-Oeste com o Nordeste, ao longo de cinco Estados – Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, Sergipe e Alagoas. Desde as suas nascentes, na Serra da Canastra, em Minas Gerais, até sua foz, na divisa de Sergipe e Alagoas, ele percorre 2.700 km. O rio São Francisco recebe água de 168 afluentes, dos quais 99 são perenes.

A transposição do São Francisco foi um dos carros-chefes no lançamento do PAC, em fevereiro de 2007. O polêmico projeto se refere à transposição de parte das águas do Velho Chico, por meio de dois canais que totalizam 700 quilômetros de extensão. O projeto está orçado atualmente em R$ 4,8 bilhões. O São Francisco não vai ser propriamente desviado. Só uma pequena parte do seu volume – ou seja, apenas 1% da água que ele joga no mar – vai ser captada para garantir o consumo humano e animal na região do semi-árido nordestino, onde vivem 12 milhões de pessoas. Iniciadas há três anos, as obras de transposição avançam a passos lentos, mas não estão paralisadas, conforme foi divulgado pela oposição na propaganda eleitoral. O ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima, anunciou que a parte civil do Eixo Leste (com canal projetado para chegar até a Paraíba) estará concluída este ano. E que as obras do Eixo Norte, cujo canal termina no Ceará, estarão prontas somente em 2012.


57


Estação de Partida

Vamos partir?

Por Juliana Pamplona*

P

artida é palavra de sentido amplo: entre outras coisas, pode significar despedida, mas pode ser começo, origem de uma trajetória. Não resta dúvida de que representa, sempre, mudança. E assim são as viagens em nossa vida. Ao partirmos, nunca voltamos iguais. Há sempre um novo conhecimento, uma nova experiência, um novo deleite que vai, de alguma forma e em algum nível, nos modificar. Pode ser um final de semana ou um ano, pro outro lado do mundo ou pra cidade vizinha, partir é sempre bom – como também é voltar. Estação de Partida, que você vai acompanhar mensalmente aqui, vai falar um pouco da paixão pelas viagens – e dos apaixonados, bien sur, dar dicas de como viajar mais e melhor, e até de como viajar sem sair de casa. Enfim, um pouquinho deste mundo maravilhoso que está aí esperando por nós. Vamos partir?

Au pair Essa modalidade de intercâmbio que conjuga viagem internacional e trabalho tem sido umas das mais procuradas nos últimos tempos por jovens de todo o Brasil. Nela, as intercambistas passam um ano morando com uma família estrangeira e ajudando com tarefas domésticas, especialmente cuidando das crianças. Além de ser remunerada, a participante do programa pode ganhar ainda, dependendo do país de destino, uma bolsa de estudos e até as passagens aéreas. Mas, no final, o grande atrativo é o convívio diário com a família, que possibilita uma imersão cultural e lingüística. È só para mulheres, com idades a partir de 18 anos e com limite de 24 à 30 anos.

Viajantes Completar 30 países visitados antes dos 30 anos é a meta da jornalista catarinense Ana Beatriz Freccia da Rosa. Sua viagem começou há cerca de seis anos e já conta com três “mochilões” pela Europa, Ásia e América Latina, conhecendo 23 países. Em outubro, Ana partiu rumo à China e segue depois para Malásia, Laos, Camboja, Vietnã, Tailândia e Myanmar. Na seqüência, Austrália e depois, só Deus sabe... Para acompanhar de perto a viagem da Ana, é só acessar: www.donna.diario.com.br/mundo.

58

Saboreando (n)o Rio Para quem gosta de descobrir novos restaurantes, deliciosas receitas ou ao menos ter referências sobre a gastronomia na cidade do Cristo Redentor e os melhores pontos para adquirir produtos culinários de primeira, a dica é acompanhar o blog Alain Gouste’ Rio Food Page ( http://alaingouste. blogspot.com). Segundo se autodenomina, esse carioca “very food-obsessed” pretende, com o blog, dividir suas experiências no mundo da gastronomia. Tem dicas preciosas!

O melhor assento Não é surpresa para ninguém que é possível, no ato da compra, já reservar os assentos em que você vai viajar. A novidade, que vem bem a calhar para viagens mais longas, é o site www.seatguru.com, que faz uma espécie de “consultoria de assento”. Ao indicar a companhia aérea e o número do vôo, o site identifica a aeronave que fará o vôo e a sua configuração de assentos, dando indicações bem detalhadas sobre quais são os melhores – e os piores – assentos disponíveis. São mais de 100 companhias aéreas e cerca de 700 configurações de assentos mapeadas. Entre as brasileiras, por enquanto, apenas a TAM. Ideal para evitar aquela viagem de 10 horas num banco que não reclina, por exemplo, ou desagradavelmente ao lado do banheiro.

Fique de olho Falando em viagens longas, segue uma dica importante para quem vai para o exterior: fique atento às taxas cobradas pelas companhias aéreas para despachar as malas, especialmente nos vôos internos. Há empresas que permitem despachar uma mala gratuitamente, mas cobram pela segunda. Outras já cobram a primeira, aumentando o custo para uma segunda, ou terceira, gradativamente. Ainda por cima, as malas devem atender à especificações de tamanho e peso. Nas companhias low-cost, essas regras são ainda mais rígidas. Então, antes de fechar a compra de sua passagem internamente em outro País, não custa verificar as regras da companhia, para que o barato não acabe saindo caro.

*Juliana Pamplona é jornalista, especialista em MKT e apaixonada por novos destinos. Carrega na bagagem o passaporte carimbado pela entrada em diversos países, além das vivências, sensações e descobertas, os quais divide aqui com vocês leitores. Au revoir!


Gadgets bacanas Em todas as edições, você vai encontrar aqui uma dica de compra bacana para facilitar sua vida nas viagens. E já que falamos em taxas de bagagem, a dica é uma balança digital portátil para pesar as malas. Ela é pequena e super prática de levar, vem com visor digital e evita prejuízos na hora de embarcar. O brinquedinho, nos Estados Unidos, custa cerca de 20 dólares. Aqui no Brasil, encontramos na internet por até R$ 120, e não-digitais por cerca de R$ 40.

Na Provence É claro que dá pra viajar sem sair de casa, e a Estação de Partida pode ser a sala de cinema ou a sua televisão mesmo. A dica de filme-viagem desta edição é uma bela viagem pela Provence, no sul da França, com suas paisagens encantadoras, regadas a muito vinho. “Um Bom Ano”, baseado no livro homônimo de Peter Mayle, tem direção de Ridley Scott e o galã Russell Crowe no papel principal. Uma comédia divertida e uma bela oportunidade de conhecer as paisagens que tanto inspiraram o mestre Cézanne.

Sorvete em forma de flor Isso mesmo! Na sorveteria Amorino, uma das melhores de Paris, os sorvetes são graciosamente servidos em forma de pétalas de rosas. E o melhor é que além de encherem os olhos ainda são deliciosos. Essa autêntica sorveteria italiana made in France foi criada em Paris há 5 anos e conta hoje com 28 lojas espalhadas pelo mundo (das quais 8 em Paris e 3 em Shanghai). Alguns sabores são inusitados como tiramisu e omelete da Noruega, mas os sabores chocolate amorino, framboesa e Cioccolato Grand Cru Ecuador Estraciatella (chocolate com flocos) são de tirar o fôlego! Há Amorinos espalhadas por toda Paris, no Carrousel du Louvre, na Galeries Lafayette, na Mouffetard, etc. Todos os endereços e o telefone da tele-entrega (sim, há tele-entrega!) você encontra no site http://www.amorino.com/ fr/les-boutiques. Bom apetite!

Toujours Provence Peter Mayle, aliás, é um capítulo a parte quando se fala em Provence. Esse publicitário inglês estava entediado com sua vida na cinzenta Londres e resolveu largar tudo para viver numa pequena cidade provençal. Seu primeiro ano por lá – e todas as aventuras desse estrangeiro aprendendo o jeito de viver francês renderam um livro, chamado “Um Ano na Provence”. O sucesso foi estrondoso, e depois deste vieram Encore Provence, Toujours Provence, Um Bom ano, entre outros títulos, onde a região, mais do que cenário, é protagonista. Vale a pena conferir.

Destino exótico O título de instável e perigoso dado aos destinos do Oriente Médio é muito injusto de ser aplicado a todos os países daquela região. A Síria, por exemplo, é um destino tranquilo, fascinante e barato, além de recheado de história e cultura. Sua capital, Damasco, é tida como a mais antiga habitada do planeta e abriga três grandes religiões monoteístas: o cristianismo, o judaísmo e o islamismo. A cidade velha de Damasco é cercada por muralhas da época do Império Romano que escondem uma cidade pulsante, repleta de bons hotéis, restaurantes, mercados e residências. É imprescindível, entre uma visita às mesquitas e o passeio nas lojas típicas da região, uma parada em um dos restaurantes de culinária local. Tanto os pratos salgados como os doces são irresistíveis.

São Paulo prático Se você vai visitar São Paulo à passeio ou à negócios e precisa de um carro apenas em alguns momentos, uma nova modalidade de locação pode ser a solução. A empresa Zazcar oferece opções de planos e de carros com o conceito carsharing, onde você pode usar de 1 a 4 vezes por mês ou mais, dependendo da necessidade, sem se preocupar com combustível e seguro. Segundo informações do portal da empresa, ao se cadastrar via site ou call Center, você envia os documentos e dados necessários e, se aprovado, recebe em sete dias úteis o cartão pessoal da Zazcar, estando apto a realizar reservas de veículos. Após a reserva, é só se locomover até algum dos pontos da empresa espalhados pela cidade, desbloquear o veículo escolhido com o seu cartão, pegar as chaves no porta-luvas e sair dirigindo pelo tempo reservado. Informações pelo portal http:// www.zazcar.com.br e pelo fone 0800-770-3880.

59


Gastronomia

Clássico e moderno nspirado nos principais exemplares da arquitetura nova-iorquina, sua decoração possui um ar cosmopolita, já que mistura o moderno com o clássico. Ao contrapor os extremos de forma harmoniosa, as decoradoras Maria Cecília Veiga e Paola Lanzuolo conseguiram dar o tom ideal ao restaurante. A fachada do Othelo já impressiona, pois o restaurante possui um pé direito duplo alto com uma porta de entrada em vidro e jardim externo cercado por Alamos. Amplo, a decoração interna também chama atenção com um enorme lustre de cristal e mobiliário impecável. A parte superior é composta por uma passarela de vidro, que separa os ambientes. Vale lembrar que o teto é retrátil, o que garante um charme em noites agradáveis. Mesmo fora do eixo gastronômico, o Othelo consegue quebrar o limite da distância por possuir um menu que une os mais diversos ingredientes da cozinha internacional. O mérito fica por conta do chef Francisco, que fez modificações no cardápio com receitas que enaltecem os sabores de cada prato. Entre as boas sugestões, estão os bem executados costeletta de cordeiro ao molho de ervas e risoto de funghi, magret de pato com galette de batatas e cuscuz marroquino, atum grelhado com fettuccine ao vongole e aspargos frescos, risoto ao champagne, morango e rúcula e kedgerre (risoto de lagostins curry, gengibre, maçã servido na alcachofra e chutney de damasco). Em busca de atrair os mais diversos paladares, as novidades vão muito além. Restaurante Othelo integra forneria à sua culinária contemporânea e traz os deliciosos sabores do forno à lenha direto para a mesa. O resultado surpreende com saboroso e remodelado cardápio com tradicionais bruschetas, paninis e pizzas. Entre as boas sugestões e para incrementar ainda mais o menu contemporâneo com ingredientes da culinária nacional e internacional, Othelo também apresenta novos pratos. Entre eles, destaca-se o chateaubriand grelhado ao molho de vinho do porto, funghi e Gnocchi de mandioquinha seguido da deliciosa ganache – sobremesa de chocolate com sorvete de paçoca, morangos picados e farofa. Tudo isso acompanhado pela carta de vinhos composta por 200 rótulos de diversos países. Serviço: O que: Restaurante Othelo. Onde: Rua Dr. Jesuíno Maciel, 728 – Campo Belo Tel.: (11) 2609-4773 www.othelorestaurante.com.br

60

Fotos: Divulgação

I


Consuma com estilo, n達o com excesso.

www.veuve-clicquot.com 61 www.catalogomh.com.br


Vinhos A

ACAVITIS – Associação Catarinense dos Produtores de Vinhos Finos de Altitude – é uma associação civil sem fins lucrativos, já declarada de utilidade pública pelo Estado de Santa Catarina, fundada por um pequeno grupo de idealistas, em 5 de novembro de 2005, na cidade de São Joaquim, onde tem sede, com a finalidade de produzir os melhores vinhos brasileiros, capazes de competir em nível mundial com as mais reputadas regiões vinícolas. Um de seus principais objetivos é instituir a Marca Coletiva ACAVITIS, ou seja, garantir ao consumidor que as garrafas portadoras desse selo identificador contêm um produto de altíssima qualidade, de porte superior, ou no mínimo igual, aos similares importados. Tanto é verdade, que associados da ACAVITIS vêm recebendo seguidos prêmios em certames internacionais. Mas, afinal, o que define um vinho fino catarinense de altitude? Vejamos, passo a passo. Só podem provir de áreas geográficas delimitadas, abrangendo os municípios das regiões de São Joaquim, Campos Novos e Caçador, cujos vinhedos se situem na altitude mínima de 900 metros. As variedades autorizadas são exclusivamente de Vitis vinifera. Tintas: Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc, Merlot, Tannat, Pinot Noir, Malbec, Tempranillo, Tinta Roriz, Touriga Nacional, Sangiovese, Montepulciano, Petit Verdot, Petit Syrah, Touriga Franca, Marcelan e Teroldego. Brancas: Chardonnay, Riesling Itálico, Riesling Renano, Gewurtztraminer, Sauvignon Blanc, Moscato Giallo, Petit Manseng, Gros Manseng, Viogner, Fernão Pires e Alvarinho. Os sistemas de condução das vinhas deverão ser em “Y” (manjedoura) ou em espaldeira. A quantidade máxima por hectare é de 6.000 (seis mil) litros, quando se sabe que a produção das viníferas poderia chegar a 15 mil litros e a das híbridas a mais de 30 mil. A graduação glucométrica (teor de açúcar) das uvas deverá ter o padrão mínimo de 22º Brix para a vinificação dos tintos, 20º para os brancos e 18º para os

62

Edson Ubaldo*

rosés e vinhos-base para espumantes. Essa graduação se reflete no álcool e demais componentes do vinho. Decodificando os graus Brix: 22 produzirão vinhos com o mínimo de 13º G.L., 20 com o mínimo de 12º G.L. e 18 em torno de 11º G.L. Proíbe-se a prática da chaptalização, consistente na adição de açúcar cristal ao mosto, para elevar a graduação quando as uvas não atingem o mínimo de 18º Brix, como sempre ocorre com as variedades híbridas de origem americana. A palavra deriva do nome do Ministro da Fazenda de Napoleão Bonaparte – Antoine Chaptal – que em 1804 autorizou essa prática para salvar os vinhateiros franceses das safras ruins. Os padrões de identidade e qualidade química não são fáceis de atingir e deixa-se de descrevê-los em razão da linguagem técnica, de difícil compreensão para o leigo. Os padrões de identidade e qualidade organoléptica são objeto de um controle de extrema rigidez, exercido por dois órgãos internos da ACAVITIS: o Conselho Regulador e a Comissão de Degustação. O Conselho Regulador compõe-se de um Diretor e mais oito membros, sendo cinco da ACAVITIS, um da UFSC, um da EMBRAPA, um da EPAGRI e um do Clube do Vinho da Capital, representando os consumidores. Esse Conselho, do qual o autor faz parte, fiscaliza todas as etapas de produção, que começa nos vinhedos e passa pela vinificação, manipulação, armazenamento e engarrafamento dos vinhos. Qualquer falha detectada em alguma dessas fases implica na desclassificação do produto como vinho fino de altitude. Superadas essas etapas com sucesso, os vinhos enfrentarão a Comissão de Degustação, composta por um representante dos consumidores e 6 enólogos (um da EMBRAPA, um da EPAGRI, um da ABE – Associação Brasileira de Enologia – e três da ACAVITIS). Essa Comissão faz a degustação às cegas, isto é, sem saber quem produziu os vinhos, que são identificados apenas por números. Tem o poder de aprovar o produto para receber a marca da ACAVITIS, como também o de desclassificá-lo, tomando as decisões por maioria de votos, que devem ser justificados. Como se vê, estamos diante de um esforço árduo e de um trabalho sério, com elevados investimentos em tecnologia, tendo por escopo demonstrar que Santa Catarina dispõe do melhor potencial do Brasil para a produção de vinhos de qualidade internacional. O maior beneficiário, entretanto, é o consumidor, que já pode levar às mesas exigentes, sem temor e com orgulho, para enobrecimento dos mais requintados pratos, os magníficos vinhos nascidos e criados em nossa terra. * Desembargador do TJSC Autor de “Vinho Um Presente dos Deuses”

Foto: Divulgação

Vinhos catarinenses de altitude (II)


63


Velocidade

Luxo sobre rodas

O

Fotos: Divulgação

Hyundai Equus 2011, um dos destaques do Salão do Automóvel de São Paulo, é um sedã de luxo voltado para os mercados europeu e americano - ainda não tem uma data definida para aportar no Brasil. O Hyundai Equus 2011 será vendido em duas versões, Equus Signature e Equus Ultimate. A primeira versão tem acabamento em couro, volante com aquecimento, bancos com aquecimento e sistema de massagem, Smart Cruise Control, suspensão a ar e som com nada menos que 17 falantes, da marca Lexicon. Se você pagar um pouco mais, leva o Equus Ultimate, que é ainda mais completo, com câmeras ao redor do carro todo, para estacionar e porta-malas elétrico, não do tipo que apenas destrava eletricamente, mas que levanta e abaixa a tampa automaticamente. Ainda tem bancos traseiros reclináveis e com sistema de

64

Hyundai Equus 2011 massagem, junto com uma geladeira entre os dois bancos. O sedan Hyundai Equus deve manter a mesma motorização disponível na Coreia para o mercado norteamericano, sendo um propulsor V6 de 3.8 litros com de 285 cavalos e 37 kgfm de torque e um V8 de 4.6 litros de 360 cavalos de potência e 45 kgfm de torque. Com o modelo, a marca pretende competir com os sedans de luxo Mercedes-Benz Classe S, BMW Série 7 e Lexus LS. O automóvel surgiu como conceito no Salão de Nova York e, no Salão de Paris, aparece como carro de produção ao lado do Genesis Coupé. As encomendas começaram em setembro e o modelo já será entregue como parte da linha 2011, com preços entre US$ 50 mil e 60 mil.


65


Tendência

Feira Livre Fashion Por Ana Marta Moreira Flores

Broche com cristais Swarovski Avalaya

B

anana, cereja, laranja, abacaxi...as frutas estão caindo de maduras no mundo da moda. Na temporada internacional de desfiles que antecipa as tendências para o verão 2011 do hemisfério norte, as estampas de fruta conquistaram estilistas como Miuccia Prada, Stella McCartney, Zac Posen e Rossella Jardini. Fora das passarelas, elas aparecem no figurino em seriados para TV e shows, nas ruas, na praia e até na cabeça de style icons, como a editora da Vogue Japão, Anna Dello Russo. Por aqui, as frutas surgem também em acessórios e sapatos saindo da feira livre direto para o guarda-roupa.

Look Daniella Martins Peep toe Cristófoli

O desfile da grife italiana Prada trouxe estampas nada sórios que lembram corais e peças em tricot dão um toque óbvias, brincando com bananas e macacos em uma vibraespecial às produções da marca. ção barroca e contemporânea. As formas amplas de camiAlém das passarelas, as frutas também aparecem na sas abusam do amarelo e preto das estampas e das listras moda praia brasileira, como nas marcas Poko Pano e Sagrossas, outro hit da coleção. Vestidos e saias lembram linas. Paola Robba, estilista da Poko Pano, trouxe os tons uma modelagem enviesada e têm barra larga com leve vermelhos em estampas de melancia, e a estilista Jacquefranzido. line de Biase, da Salinas, trouxe abacaxis e bananas nas Já na passarela da marca Z Spoken, segunda linha desefiguras criadas em parceria com Laila Rigo. nhada por Zac Posen, as frutinhas aparecem Os acessórios também buscam inspiração mais discretas em estampas miúdas e nessa salada de frutas da moda. Broches, broches cítricos. O estilista acredita cintos, pingentes, brincos e relógios que a marca fala para o público procuram na cartela de cores tropimais jovem, como as blogueicais motivos para ser destaque. ras antenadas e cheias de Bolsas e sapatos usam cereestilo. Para isso, trabalhou jas e morangos para serem em parceria com a ilustraestampa ou, ainda, como dora Daisy de Villeneuve, um detalhe ultra-fofo nos que criou frutas “humapeep toes da marca Crisnizadas”, com rostinhos tófoli e Melissa. Nas bolmaquiados. sas da Confraria e da Saad Também na semaelas vêm como pingentes na de Nova York, Stella charmosos. A ilustração McCartney abriu espaço de cherry da Moschino na sua coleção de verão conquistou até os figurinis2011 para os cítricos. A tas de Gossip Girl, uma das maxiestampa de laranjas, séries para TV mais fashionisAneis de resina Sugarscape toranjas e limões preenchetas dos últimos tempos. Para ram calças e vestidos de moquem quer esse gostinho doce no delagem ampla e manga ¾. No look pode correr para a Chouchou, desfile da Moschino Cheap & Chic, em marca brasileira que também trouxe a Milão, a estilista Rossella Jardini aposta em estampa de cerejinhas em vestidos fofíssilimões amarelos para dar frescor a saias longas e mos. Carmen Miranda que se cuide: as frutas chegafluidas ou a vestidos ladylike. Os complementos com acesram para ficar no verão 2011!

66


Colar Sourpuss

Z Spoke by Zac Pozen

Stella McCartney

Moschino Cheap & Chic

Prada

Anna Dello Russo Vogue Paris Outubro de 2010

O seriado Gossip Girl

Salinas

estamparia da Z Spoke Bolsa Rootote cinto Daniella Martins

Rel贸gios Ftuitz Summer

Broche com cristais Swarovski Avalaya

67


Moda

Livre, leve e solto Simplicidade e leveza. Não há nada com mais atitude do que um look confortável. Pensando nisso, a Revista Estação Aeroporto convidou o ator Rocco Pitanga e a atriz Karla Nogueira para protagonizarem este editorial que traz o ar renovador de verão. A cartela de cores masculina em tons de azul traz a energia calmante para o look. Os materiais - como o algodão e até mesmo o jeans – provam a versatilidade para looks para noite e dia. Para as mulheres, os vestidos e saias rodadas dão o charme em dias de calor. Os detalhes rendados e as estampas miúdas são tendência em tecidos cada vez mais orgânicos e confortáveis. Nos pés, sandálias vazadas e saltos grossos ou flats fofíssimas, tudo para não perder o equilíbrio. 68

Rocco veste calça jeans Calvin Klein, camisteta, camisa e tênis Redley.


Karla veste colete Farm, cinto Mara Mac e sandalia Alexia Reis.

69


Karla veste saia Dress to, faixa acervo e camiseta Dooping.

70


Rocco veste Calvin Klein e Karla bermuda Basthiana e camiseta Maria Fil贸.

71


72


Karla veste vestido Dress to e sandalia Marcela Leite. Na pรกgina anterior, Rocco veste Calvin Klein e Karla veste vestido Space.

73


Karla usa vestido Farm e Rocco veste camiseta Calvin Klein e calรงa jeans Hering. Na pรกgina ao lado, Karla estรก de camiseta Carmin, cinto Lily Sarti, short 284 e sandalia Alexia Reis.

74


Ficha Técnica: Fotos: Gabriela Nehring. Assistente de fotografia: Wilson Silva. Tratamento de imagem: Bruna Splittes. Produção de Moda: Ana Carolina Chede Rotolo. Modelos: Rocco Pitanga e Karla Nogueira. Maquiadora: Priscila Ficher. Lojas e grifes participantes: Redley, Calvin Klein, Alexia Reis, Dress to, Carmim, 284, Space, Farm e Marcela Leite.

75


Mais Estação Esporte de luxo

E

sporte preferido da realeza britânica, o polo é mais exclusivo que qualquer outra atividade esportiva. Um esporte considerado viril, elegante e caro, pois seu campo possui tamanho equivalente a quatro campos de futebol e inclui despesas rotineiras com cavalos, gramados e uniformes. O Brasil detém dois títulos mundiais no polo, conquistados em 1995 e 2001, e disputa com argentinos e britânicos a primazia internacional. Estima-se que atualmente há aproximadamente cerca de 500 jogadores de polo no país, sendo 50% deles no Estado de São Paulo. Alguns dos principais são pessoas de destaque na área empresarial, como os Diniz, do Grupo Pão de Açúcar, e os Mansur, do ramo de laticínios. Os campos mais badalados do país ficam no Helvetia Polo Club, em Indaiatuba, no interior de São Paulo, a cerca de uma hora da capital paulista. Fundado nos anos 70, na região onde ficam alguns dos mais luxuosos condomínios do Brasil, o entorno do Helvetia é uma das áreas que concentram o maior número de campos de polo do mundo. São 33 no total, 27 deles em fazendas particulares e clubes que organizam torneios disputadíssimos durante o ano inteiro. O segundo maior centro está em Orlândia, nas proximidades de Ribeirão Preto, para onde o esporte foi levado pela família Junqueiro. A temporada começa em março e termina em novembro, com jogos todos os sábados e domingos. Os outros campos estão no Rio Grande do Sul, no Rio de Janeiro, Minas Gerais e Brasilia. O polo é um esporte no qual quatro jogadores por equipe montados em cavalos e golpeando um bola com um taco, tentam marcar o máximo de gols possíveis no arco da equipe rival. Os jogos são disputados em quatro tempos de sete minutos e meio, denominados chukkas.

76

Além da qualidade do jogador, o desempenho dos cavalos também faz a diferença. Os especialistas dizem que os melhores animais podem responder por até 70% da performance da equipe. Como o polo exige muita força e explosão, os cavalos utilizados são da raça puro-sangue inglês, uma das mais velozes do mundo. O Polo chegou ao Brasil na década de 30, trazido por empresários entusiastas do esporte na Europa. Com a revolução de 1932 houve uma queda no número de participantes, e ele só voltou a se desenvolver bem depois dos anos 40, alcançando o auge na década de 70, com as facilidades concedidas pelo governo brasileiro, que facilitou a importação de cavalos adequados e estimulou o intercâmbio com criadores e jogadores argentinos - o país vizinho produz ótimos cavalos e ainda lidera o esporte na América Latina. Os primeiros ocidentais a entrar em contato com o polo foram soldados ingleses e civis servindo na Índia no século IXX. Eles aprenderam a jogar trabalhando em Manipur, um pequeno estado entre Assam e Burma, onde o polo era um jogo nacional e as pequenas vilas tinham seu próprio time. Provavelmente o povo de Manipur copiou e adaptou o jogo do Tibet, usando a palavra pulu ao invés de kán-jãibazèè, nome usado na região. Em 1854 os ingleses começaram a cultivar plantações de chá em Manipur e cinco anos mais tarde o primeiro clube de polo foi formado pelo capitão Robert Stewart, conhecido como o Pai do Polo Moderno. Em torno de 1870, o polo era muito jogado pela Índia Britânica, onde eram utilizados pequenos pôneis que não mediam mais do que 1,27m. O primeiro jogo de polo no Reino Unido foi realizado em 1869, jogado por oficiais. Aos poucos foi ficando mais popular e se disseminou pelo mundo.


Regras do jogo Jogado a galope, o polo é um dos esportes mais rápidos do mundo. O objetivo é fazer mais gols que seu oponente, acertando uma bola de 8cm de diâmetro com um taco de 3m de comprimento. O gol tem uma largura de 7,3m. O campo mede 275 metros de comprimento por 140 metros de largura. A altura de um cavalo de polo gira em torno de 1,52m e 1,60m. Cada time possui quatro jogadores, sendo que o número 1 e o número 2 são atacantes, o número 3 é meio de campo e o número 4 defesa. A partida dura um pouco menos de uma hora e é dividido em chukkas, que duram 7,5 minutos cada. Dependendo do nível jogo, pode-ser ter de 4 a 6 chukkas. Os cavalos devem ser trocados a cada chukka e só podem ser utilizados duas vezes na mesma partida. As provas nestes esporte são divididas em diversas categorias. Nas categorias de iniciantes o percurso tem em média entre 20 e 30 km, evoluindo para categorias mais avançadas, onde os percursos podem chegar a 160 km. Na velocidade ideal, o concorrente deve percorrer a trilha em um tempo pré-estabelecido, com a trilha demarcada por faixas e sinais, ou desenhada e distribuída aos concorrentes. A velocidade livre é como uma corrida de longa distância. O cavalo será eliminado durante a prova se sua condição física for julgada insatisfatória num dos controles veterinários realizados ao longo do trajeto.

77


Empreendedorismo

Sustentabilidade é um bom negócio para todos Empreendedor do bairro-conceito Pedra Branca defende que tanto os investidores quanto a sociedade ganham com princípios ecologicamente corretos.

O

projeto do bairro-cidade de Pedra Branca é um case de sucesso. Mais de uma centena de urbanistas, planejadores urbanos, arquitetos, professores, pesquisadores universitários e empreendedores já foram visitar e estudar o projeto do bairro que está sendo implantado na Grande Florianópolis. O empresário Valério Gomes, presidente da Pedra Branca Empreendimentos Imobiliários, tem sido convidado constantemente para participar em seminários, congressos e simpósios para falar sobre seu bairro conceito. Em suas apresentações, além dos princípios que nortearam o projeto, ele tem destacado que a sustentabilidade não deve se restringir aos aspectos urbanos e arquitetônicos. Deve incluir também a sustentabilidade econômica, para os compradores e empreendedores. Segundo ele, a economia de água, energia e o melhor aproveitamento dos espaços comuns representam custos de condomínio mais baixo. O empresário deixa claro que a sustentabilidade rende bons negócios aos empreendedores. Ele está convicto de que a prática da sustentabilidade é rentável e deve ser vista também sob a perspectiva do business. “Intervenção sustentável, tanto na arquitetura e urbanismo como em qualquer outra área da economia, é um grande negócio. Não só do ponto de vista do exercício de cidadania, mas inclusive do ponto de vista econômico. É de fato um grande negócio, para a sociedade e para os empreendedores”, garante Gomes.

78

Prova disso é o projeto Pedra Branca, primeiro bairro totalmente sustentável a ser implantado na América Latina, que se transformou em exemplo mundial para o setor, além de um grande sucesso de vendas. Projetado de acordo com as diretrizes estabelecidas pela escola do Novo Urbanismo/ Urbanismo Sustentável, o bairro privilegia o pedestre, a densidade equilibrada, a diversidade, os usos mistos, o senso de comunidade, os espaços públicos atraentes, a segurança, a eficiência energética e a harmonia entre a natureza e as “amenidades urbanas”, como o comércio, os pontos de encontro e os serviços. Selecionado pela Fundação Bill Clinton para o Programa do Clima Positivo, o projeto Pedra Branca atrai a atenção do mundo não só pela opção sustentável e pioneira, mas pela vanguarda visionária que estabelece para os negócios imobiliários. “É um exemplo de cidadania consciente, ética e lucrativa. Todos ganham”, afirma Gomes. “Não tenho dúvidas que Pedra Branca será um modelo para o desenvolvimento urbano sustentável, seja para projetos de bairros ou centros urbanos. Há no Brasil uma carência de projetos com essa abrangência”, conclui. O empresário tem recebido diversos prêmios e convites para participar de eventos. “É o reconhecimento do trabalho sério e relevante para o urbanismo brasileiro, desenvolvido por uma grande equipe de profissionais, que abraçou o projeto de criar um bairro sustentável, economicamente viável, com muita seriedade e garra. Ousaria dizer que também com muito amor.”


Showroom da sustentabilidade Para apresentar o projeto do centro do bairro de Pedra Branca aos atuais e futuros moradores, foi construído o Showroom da Sustentabilidade. Sua construção seguiu os mesmos padrões que nortearão todos os projetos da Pedra Branca. Sua estrutura é de aço, que utiliza pelo menos 50% de matéria prima reciclada. Após sua utilização como showroom durante a construção, o edifício terá pequenas adaptações e será destinado a outro uso. O ambiente obedece aos princípios da eficiência energética, com o máximo uso de iluminação natural, proteção solar e as econômicas lâmpadas LEDs. Além disso, foram instalados painéis fotovoltaicos para captação de energia solar. Seu desempenho pode ser verificado em tempo real pelos visitantes através de telas de computador. O projeto do showroom foi desenvolvido para permitir o máximo reaproveitamento de água de chuva e seu funcionamento é explicado por meio de painéis didáticos. Os materiais de acabamento foram utilizados de acordo com os critérios de sustentabilidade. Através de grandes maquetes físicas e eletrônicas, projetos e painéis fotográficos, os futuros moradores terão uma idéia bastante próxima de como será o bairro nos próximos 10 anos. Também são apresentados, em espaços ajardinados junto ao showroom, apartamentos decorados com 2, 3 e 4 dormitórios. E ainda duas salas comerciais.

79


Lançamento por quadras Um importante diferencial do centro de bairro de Pedra Branca é o seu lançamento por quadras. Isso permite que cada conjunto tenha um mix planejado, áreas comuns valorizadas, bicicletários, visuais de cada prédio estudado, a densidade do conjunto controlada. Além de maior sustentabilidade e menor custo de condomínio. “Os diferentes modelos preenchem as necessidades de privacidade e vida familiar, integrando a vida urbana à vida junto à natureza”, diz o arquiteto Nelson Teixeira Netto, autor do projeto da segunda quadra. Lançada no final de outubro, repetiu o sucesso de vendas da primeira, com destaque para os apartamentos jardim, com frentes para a rua e o pátio interno. “O Pátio das Flores integra apartamentos, casas jardins duplex, lojas comerciais e escritórios. Um pátio central de uso exclusivo dos moradores terá muito verde, fontes e lâmina d’água, criando recantos atrativos para as diferentes faixas etárias”, afirma o arquiteto. Equipamentos de lazer, gastronomia, natação e ginástica encontram-se integrados ao interior do pátio e à cobertura de um dos prédios da quadra, com visuais para o pôr do sol da Pedra Branca.

80


81


Responsabilidade Social Arte transformadora

T

ransformação social e preservação ambiental por meio da arte. Essa é a proposta do Instituto Laélia Purpurata, que há quatro anos desenvolve gratuitamente oficinas de arte, qualificação profissional e conscientização ambiental junto a grupos excluídos, comunidades indígenas e escolas públicas da região da Grande Florianópolis e do Vale do Rio Tijucas. O projeto, que já atendeu 950 alunos e conta com cerca de 10 técnicos, tem por objetivo resgatar a arte, promover a cultura e oferecer uma opção de terapia ocupacional e renda a famílias carentes. Suas ações direcionam-se ao atendimento e à criação de oportunidades de trabalho e geração de renda, explorando os meios sustentáveis existentes e preservando a cultura local. Por meio da capacitação laboral e técnica, visa a promover a reintegração ao mercado de trabalho e contribuir para a melhoria de sua qualidade de vida das pessoas. O Instituto, uma organização sem fins lucrativos, comporta uma série de projetos culturais: oficinas profissionalizantes para grupos excluídos; projetos culturais junto aos museus; projetos de sustentabilidade junto às comu-

82

Por Rodrigo Brasil nidades indígenas; capacitação para gestores culturais; arte-educação nas escolas direcionada para reciclagem; arte terapia nos centros de recuperação de dependentes químicos; oficinas profissionalizantes de corte e cabelo e maquiagem; projeto Trilha Ecológica voltado às comunidades escolares. Em 2010, iniciou as ações sociais em asilos, escolas e centros de recuperação de dependentes químicos, realizadas por alunas das alunas capacitadas nas oficinas de corte de cabelo, que atendiam gratuitamente as pessoas e assim também praticavam o ofício. Esta Oficina foi realizada junto à Entidade obras Assistenciais Operários de Jesus, administrada pelo Sr. Ivo Sponton, em Areias de Baixo, Governador Celso Ramos (SC). Este é o primeiro ano em que o Instituto Laélia Purpurata atua como Ponto de Cultura, uma ação do programa Cultura Viva, do Ministério da Cultura, concebido como uma rede orgânica de gestão, agitação e criação cultural que potencializa iniciativas culturais já existentes. Tudo começou em 2006, quando um grupo de arte educadores de São José, coordenado por Maria de Fátima Antunes, tomou

Instituto promove oficinas de cerâmica e artesanato.


Maria de Fátima criou o Laélia Purpurata em 2006.

a iniciativa de promover oficinas profissionalizantes, arte cerâmica e artesanato regional. O Instituto oferece também oficinas de escultura e artesanato para cerca de 30 alunos no centro de recuperação de dependentes químicos de Padre Prim, no Centro de Recuperação de Dependentes Químicos Recanto Silvestre, em Biguaçu, usando como ferramenta a arte como terapia. Entre inúmeras outras atividades, o instituto promove na APAE de São José, juntamente com o Grupo de Teatro Anjos da Guarda, apresentações de teatro de bonecos com contação de histórias. Em Antônio Carlos, ministra oficinas de artesanato e customização usando resíduos de tecidos industriais. Desenvolve ainda formação de professores e gestores de cultura no Casarão Gallotti, em Tijucas. Lá foram abertas 20 vagas para a oficina de decoração natalina, mas a procura foi tão grande que tiveram de absorver 20 alunas a mais do que o previsto. As oficinas acontecem às terças e quintas-feiras, das 19h às 22h, durante três meses. O trabalho desenvolvido pelo grupo tem sido reconhecido também pela qualidade das peças produzidas. Recentemente, Margarete Ordovás, irmã de Maria de Fátima e uma das técnicas da Laélia Purpurata, foi premiada na terceira edição do Salão Nacional de Cerâmica com uma reprodução da Sagrada Família. “Fiquei muito surpresa porque das peças que enviei a que foi premiada era das mais simples”, comenta a artista. Um dos destaques do trabalho desenvolvido pelo Instituto são as oficinas de cerâmica realizado junto à aldeia indígena Yynn Moroti Wherá, de Biguaçu, com o Projeto Estação Arte. A iniciativa incentivou a revitalização da cerâmica tradicional desses índios, uma prática que estava perdida há mais de 50 anos. O instituto recebeu em 2008 o “Prêmio Culturas Indígenas”, concedido pela Secretaria da Identidade e Diversidade Cultural do Ministério da Cultura, em reconhecimento pela importância da ação pioneira do Projeto no Estado. Oficina junto à aldeia indígena Yynn Moroti Wherá.

83


Estação Final by Narriman Chede Daniela Cicarelli e Sarah Oliveira.

Prêmio Sorriso do Bem By Rodrigo Trevizan.

Glória Menezes.

Eliana e Formandos do bem.

Campari Affair 2010 Milão

Benicio del Toro.

Shanyn Leigh, Abel Ferrara e Bob Kunze.

Fotos by Vittorio Zunino DJ Matteo Ceccarini.

Maria Sole Brivio Sforza e Max Maggi Arturo Artom e Alessandra Repiri.

84 Federica Fontana e Maddalena Corvaglia.


Clica Voigt e Paulo Trejes.

Clica Voigt.

Jeniffer Rozar.

Peterson Ungaretti e Gilberto Elkis.

Maloca Chic [Confraria Club]. Lançamento da coleção de Clica Voigt.

Darline Rodrigues.

Heaven Delhaye.

By Angelo Santos.

Festa Old is Cool! [Confraria Club]. By Angelo Santos.

O Dj catarinense Daniel Kuhnen e Andrea Bicondoa.

Para provar que os ícones da cultura pop e as melhores músicas resistem ao teste do tempo, aconteceu com exclusividade no Confraria Club, em Florianópolis, a estreia do projeto Old is Cool, no qual as músicas que escreveram a história da Dance Music encontram os clássicos do cinema. Os DJs catarinenses Daniel Kuhnen e Rafael Pigozzi e o VJ paulista Cadu Da Toro animaram o público com as melhores músicas de todos os tempos.

Eliana Vieira e o fotógrafo Fabio Cabral.

85


Estação Final by Narriman Chede

Lançamento coleção de óculos Dolce & Gabbana Madonna [Bárbara K] Fotos by Marco Dutra.

Bárbara Koerich.

Luiz Augusto e Bárbara Koerich com as modelos.

Adri e Mirian Koerich.

Fotos by Alessandro Roney.

Roberto Fratton.

Fibrafort marca presença no SP Boat Show 2010

Equipe All Flags.

Taíssia, Claudio, Cleiton, Marcelo, Fabricio e Cleide.

Joao, Rafaela e Aline Righi, Fabiana Gill, Alexandre Padilha.

BFS Summer 2010

86

Luciane, Vanessa Camargo, Alexandre Padilha, Bethania.

Fotos by Alessandro Roney.


Black Eyed Peas . Florian贸polis Fotos by Marco Dutra.

Fergie.

Will.i.am e Taboo.

Apl.de.ap e Fergie.

Rosamaria Murinho. Zeze Polessa.

Sophie Charlotte.

Gloria Pires e Mylena Ciribelli.

Ary Fontoura. Isabel Fillardis e Jaqueline Fillardis.

Estreia do musical Cats, no Vivo Rio [RJ] Fotos by Rog茅rio Rezende.

87


88


Crônica

Umas & Outras Raul Caldas Filho

D

ois amigos – um na faixa dos 80 anos, o outro de meia-idade, já avançando célere para a categoria de velhote – conversavam num banco de jardim. Então disse o idoso: - As últimas paixões dos homens são as enfermeiras. Ao ouvir tal assertiva, replicou o quase velhote: - E as penúltimas são as garçonetes. *** Néquinho, encarregado pelo vigário de conduzir as novenas na igreja do Campeche, era também um fanático torcedor do Avaí. Certa noite de sábado havia um importante jogo entre o seu time e o Figueirense. Mas Néquinho não podia faltar à novena. Combinou então com um amigo - que acompanharia a partida pelo rádio -, para que este lançasse aos ares um rojão se o Avaí fizesse algum gol. A novena teve início e Néquinho, compenetrado, seguia as rezas. Até que ouviu a explosão de um rojão. Não se contendo, bradou (para o espanto das beatas): - Gol do Avaí! *** Em outra ocasião, Néquinho tomou umas pingas a mais na venda do Onofre, que ficava ao lado da igreja, antes do ato religioso. No meio dos mistérios gozosos, Néquinho deu uma cochilada e interrompeu a ladainha. Então, alguém gritou lá de trás: - Nossos comerciais, por favor! *** E confessou o marido, boêmio de fim de semana: “Vivemos muito bem das segundas às quintas. Nossas confusões começam sempre às sextas.” *** Receita de vida daquele velho pescador da Barra da Lagoa, ao chegar aos 106 anos: “Duas boas gargalhadas por dia, uma pinga antes do almoço e duas cervejas no fim da tarde.” *** Ao ver num shopping uma moça gordinha e bem provida de seios, comentou aquele voyeur para o amigo: - O verdadeiro láctico dos deuses. *** Diálogo de balcão de bar: - Detesto feriados.

- É mesmo? - Em compensação, adoro as vésperas. *** Certa madame passava uma temporada em Nova York. Após gastar todos os dólares que havia levado, enviou o seguinte e-mail para o marido: - Chove torrencialmente em Nova York. Mande mais três mil dólares. E o marido respondeu: - Aqui chove mais barato. Volte imediatamente. *** Da mulher de James Joyce, Nora, para o próprio, um dos maiores escritores do século 20: - Vê se escreve alguma coisa que alguém entenda. Desse jeito vamos morrer de fome. *** Uma jovem descontraída e falante apresentou-se como candidata à vaga de copeira na luxuosa casa de uma senhora da alta sociedade catarinense. Mas fez uma série de exigências: quarto amplo, com rádio e televisão, expediente até as 17 horas e folga nos fins de semana e feriados. - Tudo bem, minha filha – disse a dona da casa. – Aceito as suas condições desde que você toque piano. Toca? - Piano? Não, não toco. - Então não dá. Meu marido só almoça ouvindo Bach e Beethoven. *** No meio da celebração de uma missa na igreja do Campeche, o sacerdote que a oficiava percebeu que uma mosca havia caído no cálice que continha o vinho destinado à consagração. Virou-se, então, para o sacristão (que, por acaso, era o mesmo Néquinho, já citado antes) e sussurrou: - Mata o bicho! Néquinho não contou tempo: bebeu o vinho com mosca e tudo.

Raul Caldas Filho Jornalista, cronista e ficcionista. www.raulcaldasfilho.com.br contato@raulcaldasfilho.com.br

89


Invictus

Foto: Divulgação

Autor: William E Henley Tradutor: André C S Masini

90

Do fundo desta noite que persiste A me envolver em breu – eterno e espesso, A qualquer deus – se algum acaso existe, Por mi’alma insubjugável agradeço.

Além deste oceano de lamúria, Somente o Horror das trevas se divisa; Porém o tempo, a consumir-se em fúria, Não me amedronta, nem me martiriza.

Nas garras do destino e seus estragos, Sob os golpes que o acaso atira e acerta, Nunca me lamentei – e ainda trago Minha cabeça – embora em sangue – ereta.

Por ser estreita a senda – eu não declino, Nem por pesada a mão que o mundo espalma; Eu sou dono e senhor de meu destino; Eu sou o comandante de minha alma.


92


Revista #25  

revista estação aeroporto, edição aniversário, mês de novembro

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you