Page 1

André Brasil: “Infelizmente as pessoas ainda veem o esporte adaptado como algo social”

Conteúdo que acompanha o seu ritmo Ano 4 | Número 21 | 2012 ISSN 2238-7943

Preço sugerido: R$12,00

Força &

resistência com o Kiai Express na moda:

O que mudou nos tênis de corrida? Equipados:

Tecnologia dá o tom na

2012

são

marcos O goleiro de todas as torcidas

Arthur

zanetti

Foquei meus objetivos e cheguei leve sem pressão


rodrigo minotauro midway team

2

www.revistaendorfina.com.br


Assuma o mais completo estágio de desenvolvimento muscular e definição corporal a partir do uso combinado dos melhores produtos. Inicie o dia com o Gamma Black®, um produto exclusivo da MIdway Labs®, elaborado a partir de um composto modulador, o gama orizanol, que se destaca pelo maior estímulo da síntese de testosterona, assegurando o pleno desenvolvimento das fibras musculares. antes do treino, o Redway 3d® garante mais energia e disposição, permitindo evoluções simultâneas do estado energético do organismo e do estado de alerta, assegurando absoluta superioridade em suas performances. A SupeR FiGht cReatine® complementa a ação do Redway 3d®, garantindo mais força, explosão muscular e, consequentemente, um contínuo estado anabólico. A L-carnitine Fire®, antes do treino, potencializa o metabolismo dos lipídios, impulsiona a utilização da gordura como fonte de energia e possibilita a mais intensa queima de gordura corporal, favorecendo a extrema definição dos diversos grupos musculares.

Para maiores informações acesse:

www.midwaylabs.com.br

www.revistaendorfina.com.br

3


[ Ano4 | NĂşmero21 ] 2012

4

www.revistaendorfina.com.br


www.revistaendorfina.com.br

5


[ Ano4 | NĂşmero21 ] 2012

6

www.revistaendorfina.com.br


www.revistaendorfina.com.br

7


ULTRA CONCENTRATED

PRE-WORKOUT ARNOLD 3D. O MELHOR PRE-WORKOUT DO MUNDO. AGORA NO BRASIL.

A Arnold Nutrition®, trouxe para o Brasil o melhor suplemento de pre-workout booster do mercado mundial. Arnold 3.D® é um moderno e exclusivo pre-workout booster com fórmula inovadora e ultra concentrado que deixa seu treino muito mais intenso, como nunca você treinou antes. Arnold 3.D® tem resposta instantânea, sentindo o “quick” em apenas 5 minutos após o consumo da dose recomendada. Com Arnold 3.D®, você será capaz de realizar mais repetições, correr mais rápido e com máximo desempenho. Experimente Arnold 3.D® e compare.

8

www.revistaendorfina.com.br Better Ingredients. Superior ProductsTM


ULTRA CONCENTRATED

WEIGHT LOSS OXYLINPRO . A MENOR CÁPSULA WEIGHT LOSS DO MUNDO. AGORA NO BRASIL. ®

ED

BY AN I N

CERTIF Y

Certified LA

B O R ATO

R

Isento de registro conforme RDC 27/2010. “Este produto não substitui uma alimentação equilibrada e seu consumo deve ser orientado por nutricionista ou médico.” “Este produto não deve ser consumido por crianças, gestantes, idosos e portadores de enfermidades.” www.revistaendorfina.com.br NÃO CONTÉM GLÚTEN.

PENDENT

GMP

DE

I

A Arnold Nutrition® apresenta ao mercado brasileiro o termogênico mais poderoso do mercado mundial. OxylinPro® usa da tecnologia inovadora, para ajudar na redução do apetite e na queima de gorduras indesejáveis. OxylinPro® estimula um treino voraz, dando energia extra sem os efeitos colateriais dos termogênicos comuns. Sua exclusiva cápsula concentrada, de formato reduzido, proporciona comodidade no transporte e é fácil de engolir. Sua fórmula dá sensação de satisfação completa, melhorando até o bom humor e o bem estar, obtendo resultados impactantes e duradouros. Experimente OxylinPro® e comprove.

www.arnoldnutrition.com.br

9


Receba a Endorfina em sua

casa!

1 ano por apenas R$ 69,80

Você terá o conteúdo que acompanha o seu ritmo. Acesse: www.revistaendorfina.com.br e preencha o formulário

Roda Moinho, roda peão...

O

velho jargão “nasce, cresce, se reproduz e morre”, muito utilizado na biologia, também se aplica a nós seres humanos. Fazemos parte de um ciclo no qual a vida nos reserva alguns destinos, incertos é verdade, mas cujo curso é traçado ao longo dos anos. Passamos por estradas tortuosas e erramos para aprender, ou, muitas vezes, erramos e não aprendemos. No âmbito profissional esse ciclo é cada vez mais evidente. Nascemos em nosso primeiro dia de trabalho, crescemos e nos reproduzimos quando conquistamos experiência e a consolidação da carreira, mas também “morremos” quando chega o dia da aposentadoria. Para o ator, as cortinas se fecham; para o piloto, é a última bandeirada; para o jornalista, é o último texto; para o boleiro, é hora de pendurar as chuteiras e para o goleiro, de pendurar as luvas. Na Endorfina 21 buscamos representar essa linha da vida do esporte. Neste exemplar, você vai encontrar a nova geração com o rei da ginástica artística, Arthur Zanetti e a fase intermediária com o campeão paralímpico André Brasil. Já a velha guarda está devidamente representada pelo pentacampeão mundial e goleiro de todas as torcidas, Marcos, o São Marcos de Palestra Itália. Os jogos de Londres revelaram um

novo nome do esporte brasileiro e desconhecido até então. Com uma apresentação segura na prova das argolas, Zanetti foi o primeiro latino-americano a conquistar uma medalha olímpica na ginástica artística. E entrou de vez para o hall da fama da modalidade. Da mesma forma André Brasil, um pouco mais experiente com 28 anos, surpreendeu o mundo com suas rápidas braçadas nas Paralímpiadas. Certamente esses são espelhos para os meninos e meninas que “desabrocham” para o esporte. No entanto, como toda carreira tem um fim escolhemos uma personalidade para representar a saída triunfal de cena. O goleiro Marcos, ídolo do Palmeiras e do Brasil, já havia anunciado sua despedida dos gramados no final do ano passado, entretanto faltava uma “festa” à altura de suas belas defesas. É justamente isso que buscamos abordar nessa edição, relembrando os feitos e as declarações do goleiro que “Nunca foi Santo”. Em meio a cambalhotas, saltos, piruetas, corridas e defesas, as cortinas da vida se abrem e se fecham. E a roda gigante continua a girar... A chama do talento não se apaga jamais, mas é hora de se reinventar e buscar o novo! Boa sorte aos que começam e um descanso merecido àqueles que encerram. Diogo Patroni / Diretor de Redação

10

www.revistaendorfina.com.br


Linha completa em acabamentos para o seu equipamento

Aceitamos os cartões:

Venda exclusiva para Fabricantes

www.emar.com.br (17)

3269‐9990

www.revistaendorfina.com.br

Referência em Qualidade 11


expediente André BrAsil: “infelizmente As pessoAs AindA veem o esporte AdAptAdo como Algo sociAl”

Ano 4 | Número 21 | 2012 - Arthur Zanetti

EXPEDIENTE Diretor Executivo e Publisher: Michel Kaminski Gerente Executiva: Caroline Corso

EDITORIAL Diretor de Redação e Jornalista Responsável: Diogo Patroni Revisão e Edição de Texto: Diogo Patroni Colaboradores: Adriane Schultz, Débora Ornelas, Érica Brito, Flávia Ribas, Felipe Araujo, Henrique Mota e Mariana Souza

ARTE E FOTOGRAFIA Projeto Gráfico e Diagramação: Vitor Gomes www.estudiolia.com.br Imagens: Divulgação

CAPA Arthur Zanetti Foto: Gaspar Nóbrega-Photo&Grafia

CONSELHO EDITORIAL Walter Feldman Thiago Lobo

ENDORFINA Rua Mont Kemel, 36 CEP: 04155-030 São Paulo-SP Tel: 3227-9555 ou 3228-8696 redacao@revistaendorfina.com.br www.revistaendorfina.com.br Leia a endorfina também no ipad ou android

@ Rev_Endorfina

[ Ano4 | Número21 ] 2012

fb.com/Revista-Endorfina

Conteúdo que acompanha o seu ritmo Ano 4 | Número 21 | 2012 ISSN 2238-7943

Preço sugerido: R$12,00

Força &

rEsistência com o Kiai ExprEss na moda:

o que mudou nos tênis dE corrida? Equipados:

tecnologiA dá o tom nA

marcos

2012

O gOleirO de tOdas as tOrcidas

arthur Fale conosco

zanetti

Para sugestões, críticas ou elogios:

redacao@revistaendorfina.com.br AGRADECEMOS AOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE E EDUCAÇÃO FÍSICA QUE NOS AJUDARAM NESTA EDIÇÃO: A equipe de jornalismo da Revista Endorfina agradece a todos os profissionais das diversas áreas de conhecimento que nos ajudam a construir o conteúdo desta publicação. Enfatizamos que as declarações emitidas por entrevistados e os artigos assinados não representam necessariamente a opinião da Revista

acesse:

www.revistaendordina.com.br

o portal referência no segmento Fitness e wellness

CURTA A REVISTA ENDORFINA NO FACEBOOK, NOS SIGA NO TWITTER

12

são

www.revistaendorfina.com.br

foquei meus oBjetivos e cheguei leve sem pressão

A Revista Endorfina é uma publicação especial e bimestral da Kaminski Editora e Publicidade. Distribuição e comercialização em academias, clínicas de nutrição e fisiologia, clínicas de fisioterapia e de pilates, clubes esportivos, hotéis e spas, condomínios e flats com academias, universidades, escolas, cursos técnicos, associações e eventos esportivos, estabelecimentos comerciais direcionados ao segmento esportivo, lojas de suplementos e de produtos naturais, lojas de equipamentos, roupas e acessórios fitness, federações e confederações esportivas, principais construtoras e administradoras do setor imobiliário. Praça: Nacional. Tiragem: 20.000 exemplares. A redação da Endorfina não se responsabiliza por conceitos emitidos em artigos assinados ou por qualquer conteúdo publicitário e comercial, sendo este último de inteira responsabilidade dos anunciantes.


www.revistaendorfina.com.br

13


índice

Suplementos

Coma Bem

18

Ferro: o amigo da boa alimentação

28

Especialistas debatem o crescimento da Nutrição Esportiva

capa Rei de Londres e do Brasil: Entrevista exclusiva com Arthur Zanetti, o primeiro campeão olímpico da ginástica

68

tendência fit Conheça o Rip Trainer, o novo acessório da TRX

38 equipados

entrevista

Acompanhe os principais lançamentos da 13ª IHRSA Fitness Brasil

Um ídolo que deixa saudades: São Marcos se despede dos gramados

80 radicais

brasil olímpico André Brasil uma “bandeira” para o esporte adaptado

Impulsionados pelo ar: Conheça mais sobre o Balonismo

94

110 na moda

nocaute

122

64

Kiai Express: O treino de artes marciais sem impacto

126

Confira uma retrospectiva inédita sobre os tênis de corrida

16 CURTAS | 20 beleza pura | 24 Vida Saudável | 34 na academia | 46 acontece fitness 50 Espaço Saúde | 52 Espaço treino | 54 Espaço body | 56 espaço wellness | 58 maratona | 88 brasil 2014 100 aquáticos | 106 aventura | 116 duas rodas | 134 pilates | 138 endorfina em ação | 140 fisioshop | 142 sô frazão www.revistaendorfina.com.br


www.revistaendorfina.com.br

15


Curtas

CURTAS Por Diogo Patroni

Atividade física é o melhor remédio

Endorfina cruza o Atlântico A Endorfina viaja até Taiwan, como a única revista do Brasil, para acompanhar a prévia de uma das maiores feiras de esportes e bem-estar da Ásia, a Taipei International Sporting (TaiSPO), que vai acontecer entre 19 à 23 de março de 2013, em Taipei-Taiwan. Na edição seguinte vamos trazer todos os bastidores da nossa incrível jornada, e revelar os traços culturais e um novo mercado em potencial que se abre aos brasileiros. Fique ligado!

O programa “Exercise is Medicine”, criado pelo American College of Sports Medicine e American Medical Association, nos Estados Unidos, foi lançado recentemente em São Paulo, em parceria com o Centro de Estudos do Laboratório de Aptidão Física de São Caetano do Sul (Celafiscs). A ideia é estimular os médicos a prescreverem a atividade física no receituário dos pacientes que sofrem de alzheimer, câncer, diabetes, esclerose múltipla e hipertensão, além de combater a obesidade. A iniciativa também conta com o apoio da Secretaria de Estado da Saúde, Associação Médica Brasileira e Associação Paulista de Medicina. Ao todo já foram certificados 150 profissionais de 14 instituições médicas.

Granola de Cacau A Retratos do Gosto, em parceria com o renomado chef Alex Atala, lança uma nova linha de granolas desenvolvidas pela chef Heloísa Bacellar. Os produtos são compostos de amêndoas de cacau, cultivadas pelo produtor Diego Badaró, na região de Itacáre-Sul da Bahia. O cacau é cultivado manualmente, sem a adição de agrotóxicos e baseado em projetos de reflorestamento. Com isso, há uma valorização dos pequenos produtores. A granola está disponível em três versões: Dourada (frutas desidratadas), Morena (banana passa e chocolate 50% cacau) e Salgada (mix de legumes e temperos desidratados, como alho, cebola, salsinha, tomate e chips de queijo provolone).

[ Ano4 | Número21 ] 2012

Evite as irritações da primavera

16

A estação mais bonita do ano é também uma grande vilã da saúde ocular. Na primavera as temperaturas mais altas e a baixa umidade do ar facilitam o surgimento de irritações e infecções. O médico oftalmologista e diretor-presidente do Eye Care Hospital dos Olhos, Renato Neves, traz algumas dicas para reduzir os incômodos na região dos olhos: Lavar os cílios durante o banho com uma gota de xampu neutro para tirar resíduos; Usar compressas geladas durante o dia e à noite; Usar óculos escuros sempre que estiver ao ar livre; Remover a maquiagem, lavar bem o rosto com sabonete infantil e hidratar a região ao redor dos olhos antes de dormir;

www.revistaendorfina.com.br


Academia Boutique A apresentadora Sabrina Sato; o diretor da TRX no Brasil e árbitro do UFC, Mário Yamasaki, em conjunto com os sócios Rafael Zolko e Alexandre Zolko, inauguraram recentemente a primeira academia boutique do Brasil. A Fit2You traz o conceito de alto padrão com essência nos treinamentos funcionais e em circuitos baseados em: futebol, natação, MMA, tênis, yoga, dança e Pilates. Cada estilo de treino recebe o nome de atletas consagrados como: Paulo Henrique Ganso, César Cielo, Anderson Silva e Guga. Outro diferencial remete a avaliação física digital. Em apenas 30 segundos é possível ter o mapeamento completo do corpo e assim traçar o programa de treino mais adequado. Para mais informações acesse: www.fit2you.com.br

Rio tem a maior sala de musculação Recentemente a academia Ilha Point, que pertence ao Grupo ProQuality inaugurou a maior sala de musculação do Brasil com 2500m². A unidade localizada na Ilha do Governador (Estrada do Galeão, 1950), conta com mais de 100 equipamentos para musculação, 80 esteiras e mais 30 aparelhos cardiovasculares. Com isso, 200 alunos podem treinar simultaneamente no local que oferece ainda: treinos de força, de resistência, aeróbico e funcional. Para mais informações acesse: www.academiailhapoint.com.br

Dieta para os olhos Doenças como a catarata e a degeneração macular podem ser evitadas com uma alimentação rica em frutas, verduras, vitaminas e Ômega 3. O oftalmologista, especialista pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia, Guilherme Colombo Barboza, elenca alguns alimentos essenciais para a saúde dos olhos: Azeite Virgem: Evita a degeneração macular, é rico em Ômega 3; Peixes: Principais fontes de Ômega 3 e vitaminas A, B, D, e E; Legumes, frutas e verduras amarelas e verdes: Os carotenóides ajudam a preservar a mácua; Alho e cebola: Atuam como dilatadores dos vasos sanguíneos, diminuem a pressão arterial e previnem do glaucoma; Óleo de linhaça: Fonte de Ômega 3, favorece o tratamento para a síndrome do olho seco;

www.revistaendorfina.com.br

Garoto Fitness Brasil 2012 pega pesado A rotina de Junior Moreno, o Garoto Fitness Brasil 2012, envolve uma hora e meia de musculação (de segunda à sábado), corrida de 10 km aos domingos e dieta rígida com: fibras, frutas, legumes e hortaliças, além de uma suplementação orientada. O treino formulado pelo personal Eduardo Sene, conta com exercícios de hipertrofia de intensidade alta e volume baixo. Ao todo são mais de 30 exercícios utilizando 85% da carga. “Não adianta apenas ser sarado. É preciso ter simpatia, carisma e simetria. Tudo faz parte de um conjunto, e eu consegui unir essas qualidades”, destaca ganhador do concurso Garoto Fitness Brasil 2012.

17


coma bem

Mineral

indispensável O ferro é um nutriente fundamental na alimentação diária de crianças a adultos. Saiba por que este mineral é tão importante para a sua saúde! Por Adriane Schultz

[ Ano4 | Número21 ] 2012

E

18

ssencial no processo de crescimento e desenvolvimento do organismo, o ferro atua na formação de hemoglobina do sangue e na respiração celular, de acordo com Ione de Queiroga, nutricionista do Departamento de Pesquisa e Desenvolvimento da Onodera. “Ele também participa como co-fator em várias enzimas, auxiliando no funcionamento adequado das células e possui papel importante em processos metabólicos como na síntese de componentes do DNA e do RNA, colágeno, neurotransmissores e na conversão do betacaroteno em vitamina A”, explica a nutricionista. Thais Souza, nutricionista da rede Mundo Verde, revela que a sua principal função fica por conta do auxílio na imunidade corporal. “O ferro é necessário para uma ótima função do sistema imune. A deficiência pode causar diminuição da proporção de linfócitos T no sangue. Além disso, provoca a atrofia do timo, órgão que produz os linfócitos T, e prejudica a multiplicação de linfócitos B”, comenta Thais. Como a maior parte se encontra na hemoglobina e na mioglobina, a ausência do mineral afetaria a função de ambas as proteínas. “A redução da disponibilidade de ferro impede a formação da

hemoglobina, e, portanto, ocorre queda no transporte de oxigênio. Com isso, se observam sintomas como tontura, dor de cabeça, falta de concentração e irritabilidade. Já em relação à mioglobina, a deficiência acarreta fadiga muscular frequente levando ao estado de anemia, que ocorre quando as células vermelhas do sangue contêm menos hemoglobina

www.revistaendorfina.com.br

e, consequentemente, carregam menos oxigênio para as células e tecidos do organismo”, comenta. Vivian Ragasso, nutricionista esportiva do Instituto Cohen de Ortopedia, Reabilitação e Medicina do Esporte, explica que o ferro é encontrado em alimentos na forma heme ou não heme. “O ferro heme é bem absorvido


e representa 40% do ferro em carnes, fígado, aves, peixes e mariscos. O restante (equivalente a 60%) é proveniente dos vegetais (espinafre, couve, feijão, grão de bico, beterraba, frutas, legumes, grãos, nozes) e está na forma de ferro não heme. O ferro heme apresenta maior absorção quando comparado ao segundo”, diz a especialista.

Dosagem de ferro recomendada Crianças de 0 a 6 meses - 0,27mg Crianças de 7 a 12 meses - 11mg Crianças de 1 a 3 anos - 7mg Crianças de 4 a 8 anos - 10mg Crianças de 9 a 13 anos - 8mg Homens 14 a 18 anos - 15mg Homens > 19 anos - 8mg

Mulheres de 14 a 18 anos - 15mg Mulheres > 19 anos - 18mg Mulheres > 50 anos - 8mg Gestantes - 27mg Lactação < 18 anos - 10mg Lactação > 18 anos – 9mg

Anemia Uma das causas da ausência de ferro no organismo é a Anemia Ferropriva. “A doença é caracterizada por uma diminuição anormal da concentração de hemoglobina no sangue por carência de um ou mais nutrientes essenciais como a deficiência de ferro. Esse tipo de anemia é hoje ainda uma das mais graves ocorrências nutricionais a nível mundial”, comenta a nutricionista Ione de Queiroga. Dentre as causas de anemia estão perda menstrual, hemorragias e úlceras gástricas. “Cerca de 80% do ferro do organismo está no sangue, assim quando se perde sangue automaticamente caem os níveis de ferro”, diz a nutricionista Thais Souza.

Você sabia?

Ferro: um mineral de múltiplas funções Transporte de oxigênio: a principal função do ferro é o transporte de oxigênio através da hemoglobina (proteína carreadora de oxigênio nas células vermelhas), para todos os tecidos e células de nosso corpo. Estoque de oxigênio: a mioglobina é uma proteína muscular que contém ferro e atua como reserva de oxigênio no músculo. Imunidade: a ação das células da imunidade natural, neutrófilos e macrófagos, diminuem quando ocorre deficiência de ferro, que pode causar diminuição da proporção de linfócitos T no sangue. Metabolismo de gorduras:

necessário para a síntese do aminoácido carnitina, que desempenha papel importante no metabolismo de ácidos graxos. Produção de energia: a participação do ferro na enzima citocromo oxidase é fundamental. Localizada dentro da mitocôndria, a enzima é responsável por transportar o oxigênio inspirado para formar o ATP, fonte de energia. Destoxificação hepática: atua na enzima citocromo P450, envolvida no processo de detox. Formação de neurotransmissores: o ferro age em enzimas envolvidas na síntese de serotonina e dopamina.

- A absorção do ferro, especialmente de origem animal, é maior com a ingestão conjunta de alimentos levemente ácidos (ou proteínas) e também por alimentos ricos em ácido ascórbico (vitamina C). - A forma de preparo também pode influenciar na absorção do mineral pelo organismo. Um exemplo comum é o cozimento de cereais integrais e leguminosas, que diminui a quantidade de filatos destes alimentos e, consequentemente, aumenta a disponibilidade de ferro para o organismo humano. - A cafeína prejudica a absorção de alguns nutrientes como ferro, cálcio e magnésio. Mas a orientação é simples: procure não os ingerir na mesma refeição.

19


beleza pura

Juventude duradoura

Descubra os dez fatores que podem prevenir o envelhecimento precoce

Por Mariana Souza

A

[ Ano4 | Número21 ] 2012

s mulheres, principalmente, têm terror de aparentar mais idade que a real. Simples hábitos diários podem prevenir o envelhecimento precoce e deixar a pele mais saudável e jovem. Rugas, pés de galinha e linhas de expressão podem ser adiadas e minimizadas. “O envelhecimento é determinado por fatores intrínsecos, que são herdados geneticamente e, por fatores extrínsecos, determinados pelos hábitos de vida”, afirma Karin Helmer, dermatologista membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia do Paraná.

20

A Natura Chronos relançou em junho a linha Politensor de Soja. Os produtos minimizam os sinais de envelhecimento, combatem a perda de elasticidade, promovem efeito tensor imediato e aumentam a produção de colágeno, melhorando a firmeza da pele de dentro para fora

O grande vilão da pele é a exposição excessiva ao sol. Para prevenir os danos que os raios UVA e UVB podem causar à pele a dica é usar protetor solar diariamente mesmo durante o inverno, em dias chuvosos e nublados. “Ele (protetor solar) funciona como um espelho, o sol bate na sua pele e reflete. Não se esqueça de repassar o protetor solar a cada três ou quatro horas”, recomenda Marcela Rodrigues, fisioterapeuta dermato funcional e Estética Aplicada. Outros fatores relacionados ao envelhecimento precoce da pele são tabagismo,

etilismo, má alimentação, stress, sedentarismo, má qualidade do sono, pele desidratada e graus severos de acne. A partir dos 20 anos já é visível os primeiros sinais da idade com o surgimento de linhas de expressão. Aos 25 anos o metabolismo já começa a diminuir o ritmo e perder colágeno, proteína que tem a função de formar as fibras que dão sustentação à pele. O processo do envelhecimento ocorre pela desorganização e diminuição do colágeno no organismo, que culmina no surgimento das rugas. Cada fase da vida necessita de um cuidado específico para prevenir os sinais da idade. Aos 20 anos, basta higienizar a pele com sabonete líquido ou espumas de limpeza, considerados mais neutros, duas vezes ao dia. Como nesse período a maior parte das mulheres tem pele oleosa é bom dar preferência para cosméticos oil free, principalmente os que contêm vitamina C. Após os 25 anos é indicado o uso de tônicos, cosméticos antioxidantes e eventualmente a aplicação de alguns ácidos à base de frutas.

R$ 47,50

R$ 49,50

Natura Chronos Politensor de Soja 30+ Gel Creme Antissinais Dia FPS 15

Natura Chronos Politensor de Soja 45+ Gel Creme Antissinais Dia FPS 15

R$ 49,50 Natura Chronos Politensor de Soja 30+ Creme Nutritivo Antissinais Noite

www.revistaendorfina.com.br

R$ 49,50 Natura Chronos Politensor de Soja 45+ Gel Creme Antissinais Dia FPS15


O grande vilão da pele é a exposição excessiva ao sol. Para prevenir os danos que os raios UVA e UVB podem causar à pele a dica é usar protetor solar diariamente Segundo Marcela, a partir dos 30 anos a pele começa a ter alterações de coloração, resultando no aparecimento de manchas e pequenos sulcos. As primeiras linhas entre as sobrancelhas e o sulco nasolabial, vinco entre as abas do nariz e o canto dos lábios, aparecem com essa idade.

O processo do envelhecimento ocorre pela desorganização e diminuição do colágeno no organismo

R$ 143,00 Vichy Serum 10, da Vichy. Ação antirrugas, recuperação de firmeza, efeito lifting, melhora da textura e qualidade da pele. O produto traz na composição dupla ação antienvelhecimento por meio da combinação de dois ativos rhamnose (10%) e ácido hialurônico

R$ 23,90 Protetor Solar L’oreal Creme Facial Ativo Antirrugas, da L’oreal. Especialmente desenvolvido para áreas do corpo mais expostas ao sol como rosto, colo e mãos. Sua fórmula contém ácido hialurônico que hidrata a pele e previne as rugas. Disponível FPS 15, 30 e 60

www.revistaendorfina.com.br

Na região ao redor dos olhos surgem os alertas de desgaste, assim como as manchas provenientes de sol, consumo de anticoncepcionais e fumo. Para amenizar o problema, são indicados cremes que contenham caviar, matrixyl, ácido retinoico e ácido glicólico, eficientes para estimular o colágeno e inibir a ação progressiva das rugas. Uma flacidez nada discreta toma conta do rosto, começando a comprometer o aspecto jovem de antes, a partir dos 40 anos. E não é só. As rugas ao redor dos olhos, os sinais de expressão que costumam aparecer na testa e entre as sobrancelhas, o sulco nasolabial e as manchas claras e escuras se tornam mais evidentes, assim como a falta do contorno facial. Nos cosméticos de tratamento de uso diário não pode faltar caviar, matrixyl, ácido retinoico, ácido glicólico, DMAE e coffeeskin, todos necessários para estimular o colágeno. “Vale lembrar que o tipo de tratamento a ser adotado depende da avaliação individual de cada paciente, bem como as suas reais necessidades e objetivos”, afirma Marcela.

21


beleza pura

Dez hábitos que evitam o envelhecimento precoce Usar protetor solar

1

Ele protege a pele dos raios ultravioletas, UVA e UVB. Passe diariamente, mesmo durante o inverno, em dias chuvosos e nublados. Para proteger-se do sol use também viseiras, bonés e chapéus. O horário ideal para ir a praia é até às 10h ou após às 16h. O fator mais indicado é o FPS 30.

Ter uma alimentação saudável

2

Manter uma dieta balanceada e saudável, com verduras, legumes e frutas, ajuda a manter uma pele mais bonita e saudável.

3

Além de causar câncer e outros problemas de saúde, o cigarro destrói o colágeno, elastina e diminui os níveis de estrogênio, necessários para manter a pele firme.

não beber em excesso

4

A bebida acelera o processo natural de envelhecimento das células. Evite o álcool em excesso.

[ Ano4 | Número21 ] 2012

Beba mais de 2 litros de água por dia

5

Beba pelo menos dois litros de água por dia. Evite muito café e refrigerantes, pois eles são um dos causadores da vilã das mulheres, a celulite.

fazer exercícios físicos

6

Seu corpo precisa de exercícios para manter-se saudável. Escolha o que mais lhe agrada e faça-o pelo menos três vezes na semana, uma caminhada de 30 minutos é um bom começo.

usar ácido

não fumar

22

limpar, tonificar

Hidrate-se.

retinoico

7

Ele minimiza a aparência de marcas e linhas de expressão que surgem ao longo dos anos e ainda impede que novas se formem. Promove esfoliação e estimula a produção de colágeno. Procure um dermatologista que indique a concentração, como e em quais momentos do dia usar.

e hidratar

8

Limpar, tonificar e hidratar são três passos básicos para manter a pele saudável. Lave o rosto com um sabonete específico para o rosto e para seu tipo de pele. O adstringente facial é importante para remover as impurezas mais profundas. Na hora de escolher o hidratante facial opte pelos produtos que já veem com protetor solar. Não esqueça de retirar a maquiagem antes de dormir.

dormir de 6 a 8 horas diárias Durante o sono o organismo trabalha em processos reparadores na pele. Dormir bem é essencial, seu corpo necessita de 6 a 8 horas diárias de sono para relaxar e repor as energias.

9

acne

10

Graus severos de acne podem deixar cicatrizes e a pele com aparência envelhecida. Por isso, evite espremer cravos e espinhas, utilize gel secante na região. Sempre procurar um dermatologista caso haja alguma alteração na pele como acne.

O envelhecimento no ser humano Segundo Dr. Alvaro Ney Bonadia, vice-presidente da Sociedade Brasileira de Estudos do Envelhecimento (Sobrae), “existem algumas teorias para o envelhecimento. Talvez a mais aceita atualmente seja que a formação e acumulo de radicais livres, descobertos há 60 anos por Dennis Hartmann, levem as cinco doenças degenerativas mais comuns artrose, câncer, diminuição visual e auditiva, aterosclerose e doença degenerativa cerebral, como Parkinson e Alzheimer”.

www.revistaendorfina.com.br


www.revistaendorfina.com.br

23


vida saudável

Tireoide: Para elas e para eles

Apesar de afetarem mais as mulheres, os problemas relacionados à tireoide também atingem os homens. Saiba como ocorre a inflamação da glândula Por Érica Brito

L

ocalizada abaixo do pescoço, a tireoide é uma glândula endócrina responsável por controlar o ritmo do metabolismo do nosso corpo. Ela produz um hormônio chamado hormônio tireoidiano, e através dele realiza a função. “Em primeiro lugar é preciso entender que tireoide não é o nome da doença, é o nome do órgão”, alerta o Dr. Alexandre Bezerra, especialista de Cirurgia de Cabeça e Pescoço do HCor. Apesar das inflamações na glândula geralmente serem mais comuns em mulheres, não se trata de algo exclusivamente feminino. Homens e até esportistas, como o ex-jogador de futebol Ronaldo Nazário, também estão sujeitos a enfrentarem os problemas relacionados à tireoide. “É uma doença em que o próprio organismo produz anticorpos contra suas próprias células, no caso a tireoide, como se estas células fossem estranhas. Isso leva a um processo de inflamação muito lenta, e com o passar dos anos faz com que a pessoa perca a capacidade de produzir adequadamente o hormônio na quantia necessária”, explica Bezerra.

[ Ano4 | Número21 ] 2012

As oportunistas

24

Além da obesidade, que pode estar relacionada a estas alterações da tireoide e da própria depressão, também existem outras doenças propicias. O colesterol é um deles, ele pode aumentar ou então ocorrer maior dificuldade em mantê-lo no nível normal. Outro fator a ser levado em consideração é a questão da hereditariedade. Por exemplo, em uma família em que a mãe teve hipotireoidismo, a filha deve ficar atenta, pois tem grandes chances de desenvolver a doença. Existem ainda situações que devem ser evitadas, como a exposição à radiação na região do pescoço. Com o passar do tempo pode fazer com que a glândula sofra de hipotireoidismo. Não existem efetivamente maneiras de se evitar estas inflamações na glândula da tireoide. Por isso, é importante ficar atento a qualquer indício. “Se o paciente apresenta

www.revistaendorfina.com.br


Hipo e Hiper Provavelmente você já ouviu falar em hipo e hipertireoidismo (estados que a inflamação na glândula tireoide pode atingir). Mas você sabe quais são as diferenças? Hipotireoidismo: é quando você tem um hormônio da tireoide produzido em quantidades menores do que o organismo necessita. Hipertireoidismo: é exatamente o contrário, é uma outra doença que faz com que a tireoide produza hormônios em excesso, muito além do que nós precisamos. Portadores de hipotireoidismo costumam apresentar sintomas como: indisposição, desânimo, intolerância ao frio, tendência

à depressão e acumulo de líquidos, que pode ocasionar aumento de peso. Vale lembrar, que geralmente os pacientes hipotireoidianos ao engodarem têm uma dificuldade muito maior para emagrecer. “A obesidade pode estar relacionada ao hipotireoidismo se não for tratado. Do ponto de vista psiquiátrico também pode causar uma depressão ou piorar um quadro já existente”, completa o Dr. Alexandre Bezerra. O hipertireoidismo apesar de ser menos comum, é sintomático. Frequência cardíaca elevada, tremor, cansaço, insônia, sudorese, ansiedade e irritação, são alguns dos sintomas. “Tem pessoas que ficam muito aceleradas, e neste caso é comum a perda de peso”, enfatiza o especialista.

Uma vez que a tireoide perde a capacidade de produzir hormônios, ela nunca mais se recupera fatores de risco ou esta sentindo algum sintoma é indicado procurar um endocrinologista, ou até mesmo realizar um exame de TSH (Hormônio Estimulante da Tireóide- na sigla em inglês), que irá ajudar a diagnosticar se a função da tireoide está normal”, prescreve Felipe

Henning Gaia Duarte, doutor especialista em endocrinologia e metabologia pela Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia – SBEM. Duarte ainda ressalta que existem algumas evidências, embora nada comprovado de que alguns alimentos ricos

Tireoide

www.revistaendorfina.com.br

em selênio podem diminuir as chances de hipotireoidismo. “Dentre eles a castanha, mas em pequenas quantidades, senão engorda”, destaca.

De bem com a tireoide ou até sem ela Uma vez que a tireoide perde a capacidade de produzir hormônios, ela nunca mais se recupera. Essa é a característica marcante que faz com que as doenças relacionadas sejam tão temidas. No entanto, há muitos mitos em torno do tema, e ao serem quebrados podem garantir uma vida normal ao paciente diagnosticado. O biólogo e músico Jorge Kassis, 45, há 13 anos descobriu que estava com uma doença chamada Tireoidite de Hashimoto. Para ele, o mais difícil na verdade foi identificar o problema. “Pelo fato de eu ser homem e isso não ser muito investigado na gente (homens), demorei para descobrir o que eu tinha”. Ele chegou a procurar cardiologistas e neurologistas, e após um ano conseguiu identificar que se tratava de disfunções na tireoide. “Após descobrir fica tudo mais fácil”, garante Jorge, que a partir daí passou a estudar com mais profundidade sobre o assunto, a fim de lidar com a doença da melhor maneira possível. Depois de um tempo a Tireoidite de Hashimoto, que até então tinha sido diagnosticada, se

25


vida saudável

“O tratamento do hipotireoidismo é a reposição hormonal simples e pura. Uma vez tomada à medicação, a pessoa repõe estes hormônios e tem uma vida absolutamente normal, não muda nada”

[ Ano4 | Número21 ] 2012

transformou no então conhecido hipotireoidismo o que possibilitou ao biólogo ter maior controle sobre o problema. “O tratamento do hipotireoidismo é a reposição hormonal simples e pura. Uma vez tomada à medicação, a pessoa repõe estes hormônios e tem uma vida absolu-

tamente normal, não muda nada”, afirma o Dr. Alexandre Bezerra, especialista de Cirurgia de Cabeça e Pescoço do HCor. Ele ainda alerta que apesar de ser em forma de comprimido, na verdade não se trata de um remédio. “É apenas uma substância que o seu corpo não produz mais e você está repondo”, enfatiza. Depois de descobrir que a tireoide não é necessariamente um problema, Jorge Kassis decidiu compartilhar sua experiência. Foi daí que nasceu a iniciativa do Clube T4, cujo lema é “de bem com a tireoide ou até sem ela”. Por meio de vídeos, fóruns e comunidades nas redes sociais ele tenta passar a mensagem de maneira simples e objetiva que o problema tem sim solução. Em 2007, fundou a primeira Associação de Pacientes de Tireoide do Brasil, que hoje já é uma referência e chega a receber

26

www.revistaendorfina.com.br

cerca de 800 visitas mensais de pacientes em busca de informações e outros tipos de ajuda, como a psicologia. O trabalho se tornou tão reconhecido que o biólogo até foi convidado pela SBEM- Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabolismo, para ministrar palestras sobre o tema em eventos, como o EBT –Encontro Brasileiro de Tireoides. Kassis reitera que apesar da doença propiciar o aparecimento de outras, como a própria depressão, cabe ao paciente saber como lidar com cada situação. Se a pessoa já tem uma pré-disposição a engordar, ou a desenvolver um quadro de depressão, isso não significa necessariamente que a tireoide vai ser a culpada da situação se agravar. “Tudo pode ser a tireoide, mas nem tudo é a tireoide”, resume.


www.revistaendorfina.com.br

27


suplementos vidado para ser coordenador científico do Meeting Brasileiro de Nutrição Esportiva. Buscamos fazer um evento que trouxesse informações inovadoras com bases cientificas. Precisamos de mais iniciativas como essa”, esclarece Henry Okigami.

para

indicar

Vários são os ramos que abrangem a nutrição esportiva e a vida saudável. No entanto, ainda há muitas dúvidas em torno do tema. Acompanhe a opinião de especialistas durante o Meeting Brasileiro de Nutrição Esportiva

“A musculação demanda rotina. São necessários no mínimo cinco anos de treino intenso para se ganhar 10 kg de massa muscular...”

Por Diogo Patroni

[ Ano4 | Número21 ] 2012

A

28

nutrição esportiva é um dos temas em voga dentro do segmento de bem-estar e alimentação saudável. O setor de suplementação cresce mais de 20% ano (conforme publicado nas edições anteriores), o que permite o aumento e a oferta de uma gama diversificada de produtos. Além disso, os cuidados com a alimentação e o culto ao corpo também são responsáveis por esse crescimento evidente. No entanto, é preciso seguir atentamente as recomendações nutricionais a fim de se atingir o resultado esperado. É importante também “abrir” os horizontes não só dos potenciais consumidores, mas também de nutricionistas e nutrólogos para que estes façam a prescrição adequada dos suplementos. No dia 06 de outubro, foi realizado na cidade de São Paulo (Hotel Matsubara – Rua Coronel Oscar Porto, 836 Paraíso), o primeiro Meeting Brasileiro de Nutrição Esportiva, organizado pela agência E3 Marketing, em parceria com o farmacêutico, especialista em homeopatia, fitoterapia e farmácia hospitalar, Dr. Henry Okigami.

O evento direcionado para estudantes, educadores físicos, profissionais de nutrição e formadores de opinião recebeu 390 congressistas que acompanharam palestras ministradas por grandes nomes da indústria como: Dr. Paulo Muzy, médico e pós graduado em Fisiologia do Exercício; Dr. Érico Caperuto, doutor em Biologia Celular e Tecidual; Dr. Marcelo Ferro, nutricionista e pós-graduado em Farmacologia Clínica; Dr. Marcos Brioschi, presidente da Associação Brasileira de Termologia Médica (ABRATERM) e Dr. Marcelo Carvalho, nutricionista pós-graduado em Nutrição Esportiva Funcional. “Fiquei muito feliz quando fui con-

Dentre os temas apresentados no congresso estavam: A eficiência dos pré-treinos, Recovery, Modulação Hormonal, Ômega 3 e antioxidantes, além da Termografia no diagnóstico de lesões. De acordo com Muzy, é importante salientar que os suplementos não são responsáveis por “milagres”, mas os resultados estão atrelados ao estilo de vida de cada um.

A musculação demanda rotina. São necessários no mínimo cinco anos de treino intenso para se ganhar 10 kg de massa muscular. O processo de treinamento não deve ser competitivo e sim construtivo

www.revistaendorfina.com.br


Fotos: E3 Marketing

“A musculação demanda rotina. São necessários no mínimo cinco anos de treino intenso para se ganhar 10 kg de massa muscular. O processo de treinamento não deve ser competitivo e sim construtivo”, diz. Em sua palestra “Pré-workout – o que funciona?”, ele abordou a efetividade dos suplementos utilizados para o ganho de força e energia antes dos treinamentos. É importante que o consumidor conheça os benefícios e os riscos daquilo que está ingerindo. “Quando lidamos com ergogenia, lidamos com oscilações hormonais de ordem metabólica. Entretanto somos induzidos a acreditar em determinados números e não em resultados. O ergogênico dificulta a identificação da fronteira entre treinamento e esforço”, explica. Muzy enfatizou que a consciência dos praticantes de atividades físicas também mudou, uma vez que a qualidade de vida tem se tornado evidente. “Nos anos 80 os principais compostos eram à base de cafeína. Já nos anos 90 a grande descoberta foi a efedrina, e nos anos 2000 o DMAA. A busca agora é por bem-estar e foco nos resultados. O marketing dos suplementos está voltado para os resultados imediatos”, diz.

Recuperação Érico Caperuto, doutor em Biologia Celular e Tecidual e consultor técnico na área de suplementos alimentares, ministrou a palestra “Recovery – produtos de ação comprovada”. Segundo o especialista é preciso estabelecer demandas para que os ganhos ocorram de forma satisfatória. “Treino e descanso deve ser algo equilibrado. Já o treinamento é para sempre. Devemos respeitar as condições físicas de cada um, pois os objetivos são individualizados e específicos. Nesse caso a recuperação é um conceito mais amplo”, esclarece. Uma das dicas do profissional para uma suplementação adequada é a informação. Conhecer novos produtos e nutrientes faz parte das estratégias nutricionais. Alguns dos principais compostos elencados por ele são: Carboidratos e

proteínas (para a ressíntese de glicogênio); Creatina (redução dos danos musculares e inflamações), HMB (anti-catabólico e anabolítico para a redução do dano mus-

“...Devemos respeitar as condições físicas de cada um, pois os objetivos são individualizados e específicos...” cular e de inflamações), BCAA (atua no fortalecimento do sistema imune e na redução de lesões), Glutamina (diminuição da inflamação e aumento da imunidade),

www.revistaendorfina.com.br

Ômega 3 (reduz inflamações, indicado para a melhora imunológica em cirurgias), Leite com chocolate (recuperação geral comparada ao isotônico). Outra medida adotada para a recuperação é o RICE (Rest, Ice, Compression Elevation), nada mais do que descanso e tratamento de crioterapia à base de gelo. Além disso, o sono também é um dos componentes essenciais para a recuperação. “As estratégias usadas para facilitar e acelerar a adaptação são diversas e devem ser usadas”, diz Caperuto, que “desmistifica” o mito de que “esporte é saúde”: “saúde é a atividade física programada, enquanto esporte é disciplina”, completa.

Suplementos na modulação hormonal De acordo com o nutricionista e

29


suplementos

“Ao falarmos em nutrição esportiva devemos pensar como um todo e ir além, porque o cérebro controla o músculo...”

o mel quanto a romã podem ser utilizados como suplementos pós-treino.

Termografia: A nova vertente

pós-graduado em Nutrição Esportiva Funcional, Dr. Marcelo Carvalho, a testosterona é um hormônio com importante ação anabólica e responsável pelo crescimento ósseo. A forma mais fácil de estimular o hormônio é por meio de esportes de força. “Exercícios mais intensos secretam mais hormônios. Mas tanto faz a intensidade, pois a quantidade

de testosterona não remete ao aumento de massa. Já para ganhar músculo é preciso energia e quanto maior os níveis de massa corporal, menor os níveis de testosterona”, ressalta Carvalho. As principais fontes do hormônio são: Ovos (dentre eles o Ovo de Codorna), Azeite, Mel, Própolis e Romã. Tanto

Ômega 3 e antioxidantes

[ Ano4 | Número21 ] 2012

O

30

coordenador científico do Metting Brasileiro de Nutrição Esportiva, Henry Okigami abordou a importância do TCM, Ômega 3 e antioxidantes na atividade física. O especialista reitera que primeiro é preciso adaptar a atividade para depois suplementar. “O Ômega 3 estimula o ganho de massa e atiça como efeito anti-inflamatório na redução de lesões. O ganho é fracional. Enquanto os antioxidadentes também agem com o mesmo princípio e controlam a sarcopenia (perda de massa)”. Ao final do evento os especialistas Henry Okigami, Erico Caperuto e Marcelo Carvalho participaram de uma mesa-redonda “Dos trabalhos clínicos para o mercado, o que vem por aí?” para sanar as principais dúvidas dos congressistas. Entre os temas abordados estavam: Efeitos da proteína da carne, Creatina, Leucina e Carboidratos. “O setor está profissionalizando e cada vez mais precisa ser educado. O mercado caminha de acordo com o sucesso dos produtos, mas o melhor caminho é a educação. Hoje o que impera é o imediatismo e aos poucos esse pensamento vai mudando”, finaliza Erico Caperuto.

www.revistaendorfina.com.br

A princípio a nutrição esportiva pode abordar apenas questões ligadas a alimentação, porém o desenvolvimento de algumas áreas da medicina proporciona que novas vertentes se interliguem, como é o caso da termografia, que avalia os pacientes por meio de filmagens e da temperatura corporal. O presidente da Associação Brasileira de Termologia Médica (ABRATERM), Marcos Brioschi explicou como a análise funciona durante a palestra “Termografia no diagnóstico da pré-lesão esportiva”. “Ao falarmos em nutrição esportiva devemos pensar como um todo e ir além, porque o cérebro controla o músculo. Quando se faz atividade física se produz calor. Determinadas atividades produzem calor em músculos específicos, nesse caso fica mais fácil analisar os riscos de lesões e fadigas”, esclarece Brioschi. A termografia também é importante para determinar a ambientação do esportista ao local, analisar os desgastes do pós-treino, avaliar a postura de treinamento, avaliar a pisada (no caso de corredores), prevenir lesões e para o controle metabólico, muscular e nutricional.


www.revistaendorfina.com.br

31


[ Ano4 | NĂşmero21 ] 2012

32

www.revistaendorfina.com.br


www.revistaendorfina.com.br

33


na academia

o a r a p m é b m a t ia c n ê r e f e R

Rede de academias Runner tem plano audacioso para a expandir suas unidades fora do estado de São Paulo Por Diogo Patroni

T [ Ano4 | Número21 ] 2012

radicional academia que remete à cara de São Paulo, essa é a Runner uma das principais redes paulistanas que tem conquistado o Brasil. Inaugurada por Mário Sérgio Moreira, em 1983, na Rua Artur Ramos-Pinheiros, a Runner nasceu com uma proposta de academia modelo e foi uma das primeiras a investir nas aulas de aeróbica. O local ganhou notoriedade por conta de suas aulas “animadas”, e a cultura da atividade física se disseminou rapidamente pela capital paulista. Na carona, surgiram diversas academias de pequeno porte que imitavam o “estilo” Runner. Após quase 30 anos, 19 unidades espalhadas pelo estado de São Paulo (11 franquias e 8 próprias) e aproximadamente 300 mil alunos atendidos, o Grupo Runner projeta sua expansão para os demais estados do Brasil, por meio do projeto Runner Licenciamentos. Com a iniciativa criada em 2007, a rede busca cada vez mais difundir sua marca, e por isso se abre para o mercado baseada no sistema de franquias.

Fotos: Divulgação/Runner

34

www.revistaendorfina.com.br


Peter Thomas CEO da Runner Licenciamentos

“Nossa origem é em São Paulo, mas queremos expandir nossos horizontes. O projeto começou em 2007 e esperamos fechar 2012 com uma boa margem de lucro” A expectativa é faturar R$ 95 milhões ainda em 2012. E aumentar o número de unidades licenciada em diversas cidades do país em 2013. E a primeira unidade fora de São Paulo, já tem local definido. Será em Brasília-DF, conforme explica o CEO da Runner Licenciamentos, Peter Thomas. “Nossa origem é em São Paulo, mas queremos expandir nossos horizontes. O projeto começou em 2007 e esperamos fechar 2012 com uma boa margem de lucro”, destaca o executivo. No entanto, não basta apenas o investidor injetar os recursos e abrir sua própria academia utilizando a marca da rede. Para que todos sigam o padrão “Runner”, a rede oferece uma espécie de consultoria personalizada com cursos de capacitação, acompanhamento financeiro e estrutural.

“Nós temos modelos de expansão a serem seguidos, e oferecemos todo o suporte e

“Nossa origem é em São Paulo, mas queremos expandir nossos horizontes. O projeto começou em 2007 e esperamos fechar 2012 com uma boa margem de lucro” parceria junto aos investidores. Temos alguns estudos que revelam que seguindo essa metodologia a unidade mais deficitária conseguiu dobrar seu faturamento”, ressalta Thomas.

www.revistaendorfina.com.br

O CEO de licenciamentos ratifica que as parcerias entre os órgãos governamentais e privados também integram o plano de negócios, que visa acima de tudo facilitar a intermediação entre investidores e rede. “Temos parcerias com diversas prefeituras e shoppings, que desejarem receber uma Runner em sua cidade. Focamos em todo o Brasil, principalmente Brasília, Belém e Natal”. O sistema de cooperativas é outro trunfo do Grupo para se correlacionar com novos investidores, e assim estabelecer uma grande família dentro do “pool” Runner. “As grandes redes pensam em atrair. Já nós queremos ser a terceira casa desse cliente. O que a gente enxerga é um grande espaço de mercado. Existem bandeiras e o proprietário pode investir por conta própria”, destaca Peter Thomas.

35


na academia

brasileira deverá ter uma academia da rede. A Runner é um braço e buscamos a consolidação. Já nos próximos 8 anos a projeção é atingir 100 academias em todo o Brasil. Nas academias da rede o aluno encontra: musculação, lutas, yoga, mais de 18 modalidades aquáticas, 30 aulas de diferentes estilos incluindo Bike Class, Zumba e o recém-chegado RX24 (circuito de treinamento de alta intensidade com 24 minutos de duração). A rede conta com 42 mil alunos, 60 mil m² e 1,5 horas de treinos por ano. “Nosso foco é o alto padrão, mas buscamos atender todos os públicos com mensalidades entre R$ 150,00 a R$ 300,00”, finaliza o CEO da Runner Licenciamentos, Peter Thomas.

Ano4 || Número18 Número21 ] 2012 [ Ano3

Para que o plano de expansão obtenha êxito é preciso referências. É nisto que o Grupo Runner se baseia, em função de cases de sucesso nas unidades Vila Leopoldina, Paulista e Moema. Em seis meses, a primeira aumentou o faturamento em 175%, após trocar a bandeira. O mesmo modelo de negócio deve ser implementado nas novas unidades que estão por vir. “Todas as nossas lojas se posicionam como licenciadas. As unidades Moema e Paulista são modelos. A forma do licenciamento é o que faz a diferença”, esclarece Thomas. Segundo o executivo, a expectativa é contar com pelo menos uma unidade em cada cidade do país, num futuro não tão distante. “Daqui 10 ou 20 anos, pelo uma cidade

36

www.revistaendorfina.com.br


www.revistaendorfina.com.br

37


capa

Arthur

Zanetti: Brasileiro entrou para o hall da fama da ginástica artística ao se sagrar o primeiro latinoamericano campeão olímpico da modalidade. Conheça os segredos e a história desse “pequeno notável, amante de esportes e de bomba de chocolate

[ Ano4 | Número21 ] 2012

Por Diogo Patroni

38

www.revistaendorfina.com.br


P

oucos atletas conseguem conquistar uma medalha de ouro olímpica, principalmente se a modalidade em questão não é difundida, tampouco usual em seu país de origem. Arthur Zanetti é um desses heróis, que na base da força de vontade e de muito treino chegou à primeira dourada da história do Brasil, na ginástica artística, durante as Olímpiadas de Londres-2012. O brasileiro de 1,56m de altura e 62 kg, obteve pontuação de 15.900 na prova das argolas e superou o então favorito, o chinês Ybing Chen. Zanetti foi o último a se apresentar na North Greenwich Arena, e após uma série impecável foi ovacionado pelo público. “Ali eu tinha a certeza de uma medalha, mas só não sabia qual”, declara.

Foto: Wander Roberto/Rio 2016

O caminho do sonhado ouro não foi nada fácil para Zanetti, que desde a infância teve de conviver com lesões e as privações impostas pela difícil carreira de atleta Após o resultado final divulgado no placar eletrônico, o ginasta explodiu de alegria, pois o feito significou muito mais do que uma medalha. Resultou no ouro. O primeiro do Brasil e da América Latina, na história da Ginástica Artística, tanto feminina como masculina. “A preparação

www.revistaendorfina.com.br

tinha sido perfeita. Eu sabia do que era capaz e entrei para fazer o meu melhor. Fico feliz pela repercussão, espero que essa medalha abra novas portas para a ginástica no Brasil, mas ainda tenho muito mais para conquistar”, destaca o campeão olímpico, que deseja também um título mundial. O caminho do sonhado ouro não foi nada fácil para Zanetti, que desde a infância teve de conviver com lesões e as privações impostas pela difícil carreira de atleta. “Já pensei em desistir, mas o apoio da minha família, amigos e equipe foi fundamental”, diz o ginasta da equipe SERC (Sociedade Esportiva Recreativa e Cultural) Santa Maria-São Caetano.

O início Assim como 99% dos garotos brasileiros, o pequeno Arthur Nabarrete Zanetti, tinha o sonho de ser jogador de futebol.

39


capa Foto: Valtreci Santos/AGIF/COB

A prova

O brasileiro já vinha numa incrível sequência de bons resultados, e durante a fase classificatória da prova das argolas preferiu esconder o jogo para surpreender na final. Arthur iniciou a final com uma nota de partida considerada alta, com isso aumentou também o grau de dificuldade da sua série composta por 10 movimentos entre giros, demonstrações de força, controle do aparelho, acrobacias e saltos. Tudo isso a 2,75m de altura com a distância de 50 cm entre as argolas.

[ Ano4 | Número21 ] 2012

“Já pensei em desistir sim. As coisas não estavam saindo como eu queria, e via meus amigos saindo e se divertindo...”

40

Mas a pouca habilidade no esporte bretão, o jeito birrento de “baixinho folgado” e o olhar “clínico” do professor de educação física Sérgio dos Santos, nos tempos do Colégio Metodista, em São Bernardo, o fizeram rumar para uma modalidade jamais imaginada: a ginástica artística. Foi então que a mãe Roseane Zanetti, impulsionada pelo desejo que o filho praticasse esporte, o levou para uma fase de testes no clube SERC Santa Maria, em São Caetano do Sul, no ABC Paulista. O garoto de apenas 7 anos, mostrou desenvoltura e logo foi aprovado. No clube, Arthur teve o acompanhamento da

primeira treinadora Cláudia Cobo, até ser apresentado em 1998, ao técnico Marcos Goto, que lhe acompanha até hoje. A partir daí foi necessário conciliar os horários de aula com os treinamentos e viagens para competições. “A escola sempre me incentivou e eles compreendiam bem. Às vezes eu fazia uma prova diferenciada e até sozinho. Nunca tive dificuldade para estudar, não era o melhor aluno, mas sempre tirava as notas para passar”, relembra o espevitado Arthur, cujas facilidades eram maiores em matérias como Biologia e História. Já as dificuldades ficavam por conta

www.revistaendorfina.com.br

dos treinos exaustivos e muitas vezes pela falta de materiais para treinar. Até que o pai Archimedes, mecânico industrial do ABC, ouviu um pedido de Goto, para que ele pudesse construir um equipamento de ginástica para o Clube SERC Santa Maria. “Meu pai fez algumas argolas, plataformas, pinos e bacias para pó de magnésio. Esses aparelhos se deterioram rapidamente e o apoio dele nos ajudava bastante”, ressalta o ginasta. Devido a pouca visibilidade do esporte uma das formas encontradas pelo ginasta para acompanhar competições, e conferir as apresentações de seu ídolo da ginástica, o holandês Yuri van Gelder, era


Foto: Gaspar Nóbrega/Photo&Grafia

Foto: Valtreci Santos/AGIF/COB

Saltos Futuros

por meio da internet. “Em 2006 passei a seguir melhor o Van Gelder, e baixava os vídeos dele e tentava imitá-lo. Esse foi meu grande espelho”, destaca Zanetti.

Saber conviver com as dores A ginástica artística é talvez um dos esportes com o maior número de lesões, em função dos movimentos repetitivos e bruscos que acarretam na sobrecarga da musculatura e torções por conta dos saltos e giros. O ginasta é praticamente um acrobata. Por isso, é fundamental

persistência para seguir na carreira e ser completo em todos os aparelhos como: argolas, solo, salto sobre a mesa, cavalo com alças, barras paralelas e barra fixa. “Se você quer ter bons resultados tem que conviver e enfrentar a dor. É preciso ter um pouquinho de cada, porque a ginástica é um conjunto e não adianta ser bom na argola, se você é fraco no solo. Procuro a cada dia aprimorar os aparelhos, e para mim o mais difícil é o cavalo com alças. Mas já estou melhorando”, reitera Zanetti. Para ser um atleta de alto rendimento é preciso ter maturidade para encarar

www.revistaendorfina.com.br

O esporte sempre esteve presente no DNA de Arthur Zanetti, que passou de “perna de pau” no futebol para o primeiro campeão olímpico do Brasil, na ginástica artística. Atualmente com 22 anos, o ginasta com raízes no ABC Paulista (nasceu em São Caetano do Sul, mas mora em São Bernardo), já iniciou a faculdade de Educação Física, entretanto as viagens por conta das competições o fizeram parar o curso que deve ser retomado no futuro. “Nossa carreira como atleta é curta e até os 30 ou 31 anos ainda quero seguir. Depois pretendo trabalhar com algo ligado ao esporte”, planeja o campeão. No entanto, até lá ele pensa ainda em conquistar muitos títulos dentro da ginástica, como um campeonato mundial e quem sabe mais uma Olímpiada. “Sempre quis ser campeão e o mundial-2013 está entre as minhas metas agora. É nele que penso”, diz o obstinado Arthur.

possíveis mudanças físicas proporcionadas pelo esporte. Na ginástica, por exemplo, as alterações são visíveis, uma vez que os atletas possuem baixa estatura, braços e ossos largos. “Sempre convivi numa boa com meu biótipo e isso nunca

41


capa Foto: Valtreci Santos/AGIF/COB

me incomodou. Sempre soube o que queria”, diz o atleta. O campeão olímpico alias relembra um dos momentos mais difíceis de sua vida aos 15 anos de idade. “Já pensei em desistir sim. As coisas não estavam saindo como eu queria, e via meus amigos saindo e se divertindo. Aquilo

pesou bastante. Cheguei a pensar até onde eu iria e quis abandonar tudo. Não fossem meus familiares e minha equipe, talvez não conseguisse essa medalha de ouro. Ela tem um sabor especial por tudo o que enfrentei”, ratifica. Arthur Zanetti também possui outras passagens curiosas, como o carinho da

Raio-x do campeão Nome: Arthur Nabarrete Zanetti Altura: 1,56m Peso: 62 kg Data de nascimento: 16/04/1990 Local: São Caetano do Sul-SP Modalidade: Ginasta Artística Especialidade: Argolas Principais títulos: Olímpiadas de Londres-2012: Medalha de Ouro Copa do Mundo de Ginástica-2012: Ouro nas argolas nas etapas de: Osijek (CRO), Maribor (ESL), Ghent (BEL) e prata em Cottbus (ALE) 2º Meeting de Ginástica Artística, São Bernardo do Campo-2012: ouro no solo e nas argolas, Mundial de Tóquio-2011: Prata nas Argolas; Universíade de Shenzhen (CHI): ouro nas argolas; Jogos Pan Americanos de Guadalajara-2011: Ouro por equipes e prata nas argolas; Livro preferido: Transformando Suor em Ouro Ídolo na ginástica: Yuri van Gelder-HOL Time de Futebol: São Paulo Doce preferido: Bomba de Chocolate

42

www.revistaendorfina.com.br


www.revistaendorfina.com.br

43


capa avó Neide Thomazzo, que lhe levava de ônibus aos treinos, o carregava quando sentia dores nas pernas e sempre lhe comprava um doce na padaria, como forma de recompensá-lo pelo esforço durante os extenuantes treinos da ginástica. O garoto sempre escolhia as bombas de chocolate, seu doce preferido.

Psicologia e persistência Muito se discute em torno de um tema polêmico: a psicologia no esporte. A grande maioria diz que a falta de preparo psicológico é a grande síndrome dos esportistas de alto rendimento. Desta forma, os erros “bobos” tornam-se mais suscetíveis. Alguns atletas se dizem favoráveis ao método, enquanto outros refutam completamente a ideia. A certeza é que não existe uma verdade absoluta, e o acompanhamento de um psicólogo é uma questão pessoal e de escolha. Arthur Zanetti pertence a ala dos favoráveis a psicologia do esporte, segundo

Prós e Contras da ginástica? Prós: A conquista dos resultados e o reconhecimento por tudo o que faz. Hoje as pessoas me param no supermercado para me parabenizar.

x

ele nessas horas é preciso ter o controle total da mente. A psicóloga Maria Cristina Miguel é quem realiza os trabalhos com o ginasta, que mostrou grande preparo mental logo em sua primeira Olimpíada. Arthur usou a estratégia de não se pressionar na busca por uma medalha, mesmo sabendo de suas reais capacidades. “Esse apoio é importante. Na hora é preciso trabalhar a mente, porque o corpo já está mais do que trabalhado. Eu foquei meus objetivos e cheguei leve sem

www.revistaendorfina.com.br

Contras: Muitas vezes ter que abdicar de tudo e conviver com as dores.

pressão. Durante minha apresentação consegui isolar tudo ao meu redor, como a torcida, e mentalizei apenas a minha prova. Que bom que deu certo”, enaltece o verdadeiro rei das argolas. Além da psicóloga Maria Cristina Miguel, o campeão olímpico conta com uma equipe multidisciplinar formada por comissão técnica, fisioterapeuta e nutricionista. “Todos tem uma parcela nessa medalha, e agradeço todo o trabalho que foi feito”, afirma.


www.revistaendorfina.com.br

45


Acontece fitness

Na trilha do Endorfina marcou presença nos últimos quatro grandes eventos do segmento. Confira o que rolou em São Paulo, Brasília, Salvador e Poços de Caldas Por Diogo Patroni

A

[ Ano4 | Número21 ] 2012

Endorfina tem se tornado figurinha carimbada nos principais eventos de wellness, Brasil afora. Em setembro conferimos o melhor da 13ª IHRSA Fitness Brasil, em São Paulo. Já no mês de outubro viajamos ao Planalto Central, para acompanhar a 17ª Brasília Capital Fitness, e uma semana depois já estávamos em Salvador, na 12ª Fitness Brasil Bahia. Simultaneamente, também marcamos presença na 53ª ENAF, em Poços de Caldas. A caravana não para e enquanto isso a Endorfina vai acumulando milhagens.

46

A 13ª IHRSA Fitness Brasil, a maior feira de bem-estar da América Latina, foi realizada no Transamérica Expo Center, de 30 de agosto a 1º de setembro, em São Paulo e contou com a presença de mais de 25 mil visitantes e 140 expositores. Além da feira, também foram realizadas 70 palestras para 2.750 congressistas. Já a movimentação em volume de negócios foi de R$ 44 milhões, quase 10% superior em relação à edição passada. Os números atestam o crescimento significativo do setor, uma vez que o faturamento previsto para 2012 é de R$ 2,45

13ª IHRSA Fitness Brasil

bilhões, segundo dados do IHRSA Global Report. Para o presidente da Fitness Brasil, Waldyr Soares, a edição 2012 foi marcada pelo caráter educacional e desenvolvimento de programas voltados ao público da melhor idade, como foi o caso do Simpósio Viva Melhor. “Nessa última edição crescemos em torno de 25%, e recebemos muitas visitas de CEO’s internacionais que pretendem instalar negócios no Brasil. Mas a educação me chamou bastante atenção, principalmente os programas de auxílio ao idoso. É clara a união da medicina com o exercício e o setor está deixando de ser fitness para ser bem-estar geral”, afirma. Segundo Soares, o profissionalismo é a principal tendência para o segmento, uma vez que a gestão é a vertente que mais cresce. “O médico vai orientar e o educador precisa saber prescrever a

17ª Brasília Capital Fitness

www.revistaendorfina.com.br


atividade. Hoje, as academias estão se transformando e alguns produtos que nós apresentamos na feira como o TRX, Cross Fit e Pilates fogem do conceito tradicional”, completa.

Zumba: Da Colômbia para o Mundo Durante sua passagem pela 13ª IHRSA Fitness Brasil, o criador da Zumba, Beto Perez revela os bastidores do maior programa de danças do mundo. “Em 1986, eu dava aulas de aeróbica, em Cali-COL. Mas um dia esqueci de levar as músicas da minha aula e peguei uma fita k-7, de salsa e merengue que tinha na mochila. Para minha sorte os alunos gostaram ”, relembra Perez. A partir de então ele teve uma sacada e viu que era possível expandir o ritmo. Anos mais tarde, em 1999, movido pelo sonho de conhecer os Estados Unidos, se mudou para Miami. “Junto com Alberto Perlman e Alberto Aghion, pensamos no que os americanos gostavam e decidimos incluir vários ritmos”, destaca. Após uma série de tentativas (Chá-chá-chá, Rumba, Tumba) para escolher um nome, nasceu a Zumba. Para ele o segredo está na filosofia adotada pelo programa de dança. “O objetivo é se divertir. A Zumba queima calorias, libera Endorfina e traz benefícios mentais. Ela é indicada para 90% das pessoas que não fazem ginástica e alguns

países a utilizam como instrumento de inclusão e bem-estar social”, enaltece Beto Perez. Atualmente estima-se que a Zumba seja praticada por mais de 14 milhões de pessoas em 150 países.

Nós adotamos a estratégia de trazer a cidade para dentro do evento, diferente do que ocorre nos grandes centros como Rio e São Paulo...” Fitness no Planalto Brasília é uma cidade que “transpira” esporte e qualidade de vida, em função de seu relevo plano e do poderio econômico que torna a Capital Federal, como a maior renda per capita do país. A cidade possui pouco mais de dois milhões de habitantes, e congrega 650 academias,

além de parques e lagos que estimulam a prática de atividades físicas. A 17ª Brasília Capital Fitness, realizada de 4 a 7 de outubro, no Centro de Convenções Ulisses Guimarães, em Brasília-DF, atestou esse gosto pelo esporte. O evento reuniu 60 mil pessoas avidas para conhecer os lançamentos em: equipamentos, bikes, lutas, suplementos, tênis, moda, Pilates e acessórios. A feira desponta como uma das maiores do Brasil, em número de frequentadores no segmento de bem-estar. “Nós adotamos a estratégia de trazer a cidade para dentro do evento, diferente do que ocorre nos grandes centros como Rio e São Paulo. Esse ano montamos a feira em dois pavilhões e contamos com o Pavil Nutrition com quatro grandes fabricantes de suplementos, e uma área destinada ao MMA”, diz o presidente da Brasília Capital Fitness, Fábio Padilha. A 17ª edição também marcou pela realização de 70 cursos e palestras e pela participação do preparador físico do quadro Medida Certa do Fantástico, Marcio Atalla. Entre as personalidades também marcaram presença os lutadores do UFC, Francisco Massaranduba e

12ª Fitness Brasil Bahia

www.revistaendorfina.com.br

47


Acontece fitness 53ª ENAF Poços de Caldas

Paulo Thiago. “O nosso principal objetivo é estimular toda a cadeia produtiva do fitness. A soma de cada parte faz o sucesso, e assim buscamos interligar todos os setores que compõem o esporte”, ressalta Padilha.

Salvador e Poços de Caldas

[ Ano4 | Número21 ] 2012

A Bahia tem mais um caráter de apresentar as novidades. Com o crescimento econômico a tendência é que o público passe a consumir mais produtos...”

48

o trade show que movimentou R$ 7 milhões e certificou 2.500 profissionais. De acordo, com Waldyr Soares, a feira também marca pelo crescimento perante aos públicos das classes C e D. “A Bahia tem mais um caráter de apresentar as novidades. Com o crescimento econômico a tendência é que o público passe a consumir mais produtos”, explica o presidente da Fitness Brasil. Waldyr Soares também projeta para o ano que vem mais uma edição da Fitness Brasil, na região Nordeste, provavelmente em Recife-PE. “Embora o evento na Bahia esteja consolidado, estamos pensando em estender para Re-

cife. A cidade tem recebido grandes investimentos por conta da implantação do Porto de Suape, e podemos atrair visitantes dos estados próximos”. Já a 53ª Enaf em Poços de Caldas foi marcada pela alta procura de estudantes, educadores físicos e profissionais do segmento esportivo. Ao todo foram mais de 4.200 congressistas e 10 mil visitantes durante a feira, que aconteceu entre 12 e 14 de outubro, no Espaço Cultural da Urca, em Poços de Caldas-MG. “A edição de Poços de Caldas é onde registramos o maior número de matrículas. Nosso planejamento atende uma grande parcela desse público, porém a necessidade de capacitação profissional no Brasil vai muito além”, esclarece o gerente de marketing do Enaf, Marcos Braga. Braga ratifica que atuar na formação do profissional de educação física, fisioterapia, nutrição é pedagogia é uma das bandeiras principais do Enaf. “O Enaf nasceu com essa característica e buscamos auxiliar na reciclagem desses profissionais. Em 2012 nós tivemos três grandes conquistas, entre elas uma loja virtual e parcerias com uma agência de viagens e uma transportadora oficial para facilitar os trâmites de congressistas e expositores”, declara o gerente de marketing, que ratifica a importância do Enaf Shop (Loja Virtual). “A ideia central é chamar todos

www.revistaendorfina.com.br

12ª Fitness Brasil Bahia

No último final de semana de 12 a 14 de outubro, a Endorfina dividiu suas atenções entre Fitness Brasil Bahia e Enaf Poços de Caldas. Tudo para extrair o melhor de cada um dos eventos. A 12ª Fitness Brasil Bahia, realizada de 11 a 13 de outubro, no Centro de Convenções da Bahia, em Salvador-BA, se destacou pelo caráter interativo de atrações como a Zumba e o TRX. Aproximadamente 12 mil pessoas conferiram

os parceiros para uma plataforma eletrônica e oferecer espaço para a exposição e comercialização de produtos o ano inteiro”, diz. Para 2013, o executivo adianta que o Congresso vai buscar atender outros segmentos como a nutrição esportiva (suplementos) e praças no Sul, em São Paulo e no Nordeste, além daquelas que já recebem o evento, casos de: Poços de Caldas-MG, Belo Horizonte-MG, Ribeirão Preto-SP, Macapá-AP e Manaus-AM.


www.revistaendorfina.com.br

49


Espaço Saúde

superar é a melhor estratégia para se alcançar o sucesso O Treinamento cognitivo auxilia no cumprimento de metas, basta o equilíbrio entre o corpo e mente

[ Ano4 | Número21 ] 2012

A

50

superação na vida humana, desde a Grécia Antiga (século XIX), sempre foi a principal fonte de desejo e energia encontrada para transpor dificuldades e adversidades e superar os obstáculos na busca pelo sucesso e capacitação profissional. Atualmente, diversas estratégias, programas e métodos de intervenções são desenvolvidos na forma de coaching com atletas na busca por medalhas, quebra de recordes, conquistas de campeonatos, corpos perfeitos e superação de limites. Já com cidadãos comuns ocorrem as tomadas de decisões assertivas, capacitação profissional, gerenciamento da saúde, qualidade de vida e bem-estar. De acordo com a minha experiência de 12 anos de trabalho nessa área, identifico que a maior dificuldade na busca por este desejo e energia, na maioria dos casos é a tal falta de concentração e consciência corporal. Ou seja, parar para refletir e saber do que se é capaz de fazer se preparando para que as oportunidades possam ser aproveitadas e alcançadas com êxito. Mas como fazer para que isto aconteça? Como se preparar de forma adequada para que este momento de percepção seja confirmado? Uma questão importante, a saber, é que estas situações não ocorrem da noite para o

dia, e sim, devem ser desenvolvidas em longo prazo (mínimo de três meses), e precisam ser inseridas como mais um complemento da vida cotidiana. Uma das estratégias mais utilizadas em minhas intervenções de coaching está voltada para o aprimoramento e educação do ser humano por meio do movimento (exercícios físicos e cognitivos), realizados em sessões com duração de 15 a 30 minutos, na qual atletas e cidadãos comuns buscam o equilíbrio do corpo e da mente tendo como foco três ações: sentir, pensar e agir, vivenciando situações favoráveis e desfavoráveis que os impedem de chegar ao local desejado. Sabe-se que nos grandes clubes desportivos e empresas há uma equipe multidisciplinar que acompanha o processo evolutivo do atleta e dos cidadãos comuns, tanto no âmbito esportivo como pessoal. Sendo assim, eis que me surge uma questão, por que será que desenvolver os princípios do treinamento desportivo, da capacitação profissional e gerenciamento da

Atualmente, diversas estratégias, programas e métodos de intervenções são desenvolvidos na forma de coaching com atletas na busca por medalhas saúde e bem-estar, ainda é uma incógnita para muitas equipes, comissões técnicas, empresas, gestores e todos nós seres humanos? Será que alguma coisa está interligada com o ego, ou será que somos sabedores de tudo e estamos sempre certos e a crítica aos outros é uma virtude e não um vício? De uma coisa tenho certeza, para que haja mudança, primeiro nós é que devemos mudar a forma de pensamento e ação, para depois tentarmos mudar os outros, pois já está explícito que na vida a mudança é sempre de dentro para fora e nunca ao contrário!

Josenei Braga dos Santos Mestre em Ergonomia pela Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC; Graduado em Educação Física pela Universidade Regional de Blumenau – FURB e Coaching de Atletas da In Side Munil Adriano.

www.revistaendorfina.com.br


www.revistaendorfina.com.br

51


Espaço Treino

Lombalgia

e Corrida Falta de alongamento, sobrecarga e postura inadequada são os principais fatores que desencadeiam a dor

A

[ Ano4 | Número21 ] 2012

s corridas de rua no Brasil aumentam exponencialmente ano a ano. Até o início desta década, eram menos de 100 provas anuais. Atualmente, são mais de 600 corridas. Estima-se que existam no país mais de 4 milhões de corredores, sendo que pelo menos 300 mil disputam corridas de rua. Esse é um esporte que não exige habilidade específica, como outras modalidades, por isso qualquer um, teoricamente, pode iniciar treinos de corrida, ou até mesmo participar de uma prova. Entretanto, ter boas condições de saúde e um preparo físico adequado, é necessário para iniciar não só a corrida, como também qualquer tipo de atividade física. A lombalgia (dor na coluna lombar) é uma das principais queixas entre os corredores. A corrida é uma atividade física que depende da ação da musculatura do tronco para mantê-lo dentro

52

A prevenção das lombalgias se dá através de exercícios de alongamento feitos de forma contínua e progressiva de uma postura correta durante um longo período de tempo. A coluna lombar funciona como ponte de transmissão de forças entre os membros inferiores e o tronco, fazendo movimentos básicos de flexão, extensão e rotação. A dor ocorre por um problema mecânico. Os músculos não estão suficientemente alongados para permitir uma amplitude total de movimentos do tronco e quadril, e dessa forma, sofrem mínimas lesões por estiramento durante posturas inadequadas ou movimentos bruscos, resultando em

uma resposta de espasmo muscular. Vários fatores contribuem para o surgimento das lombalgias mecânicas em corredores, como o desequilíbrio das forças entre os grupos musculares flexores e extensores do tronco; cargas repetidas ou excessivas na coluna lombar; vícios de postura durante a corrida; menor flexibilidade nos grupos musculares do tronco e membros inferiores; intervalos curtos de descanso entre treinos; fadiga muscular; aumento do treinamento; além de treino em pisos rígidos e tênis inadequado. A prevenção das lombalgias se dá através de exercícios de alongamento feitos de forma contínua e progressiva, sem sobressaltos, até o limite da dor, quando o atleta deve permanecer na posição alongada de 20 a 30 segundos, preferencialmente sentado e trabalhando tanto os músculos dos membros superiores quanto inferiores. Os exercícios de fortalecimento devem envolver a musculatura paravertebral, pélvica como também toda musculatura abdominal (Core). Estes exercícios são importantíssimos para a proteção da coluna, além disso, o excesso de peso na região abdominal é outra causa na ocorrência das lombalgias, pois muda o centro de gravidade do corpo, exercendo sobrecarga constante sobre a lombar e facilitando o surgimento de lesões, principalmente nas atividades de impacto como a corrida. Mas se suas dores forem persistentes, deverá procurar seu médico.

Dr. Moisés Cohen Chefe do Departamento de Ortopedia e Traumatologia da Unifesp, Presidente da Sociedade Mundial de Artroscopia, Cirurgia do Joelho e Trauma Desportivo (ISAKOS) e diretor do Instituto Cohen de Ortopedia, Reabilitação e Medicina do Esporte Instituto Cohen Tel.: (11) 3093-9000 | www.institutocohen.com.br

www.revistaendorfina.com.br


Envio até o dia 19 de novembro de 2012

Patrocinador:

Parceiros:

FIEP BULLETIN on-line

SISTEMA CONFEF/CREFs

PROFESSORES DE EDUCAÇÃO FÍSICA SEM FRONTEIRAS DA FIEP

Chancelas:

LatinAmerica

www.revistaendorfina.com.br

53


Espaço body

Beleza feminina esculpida no aço A musculação não é mais vista como uma atividade masculina, pois hoje grande parte das mulheres desejam um corpo malhado e torneado

[ Ano4 | Número21 ] 2012

C

54

om a evolução dos padrões de beleza impostos pela sociedade cresceram também os ideais das supermulheres, saradas com corpos torneados, e que ao mesmo tempo mantém o linear feminino e doce de uma mulher. Muitos dizem sobre esta mudança e tenho a plena convicção que a evolução do nosso esporte o “Bodybuilding feminino e Figure”, e demais categorias como o toned na NABBA, bikini e body fitness e wellness na IFBB tem um fator determinante neste aspecto. Há tempos atrás as mulheres de um modo geral viam a musculação como um tudo ou nada. Ou seja, toda mulher que treinava com pesos era vista como fora dos padrões estéticos e consideradas “masculinas”. Hoje notamos uma série de “marmanjos” e até meninas entusiastas de academias pararem em frente à televisão para admirarem mulheres com coxas torneadas e abdômen levemente marcados. Nestes últimos anos, sem dúvida estes fatores foram determinantes para o aumento do sexo feminino nas salas de musculação. As bolsas que antes eram repletas de maquiagem, hoje carregam barras de proteínas e coqueteleiras com shakes proteicos como forma de não

perder a próxima refeição. O público feminino invadiu os eventos de musculação, tornando o ambiente mais agradável e sem dúvidas competem em número de igual para igual com os homens. Já no grande mercado con-

O público feminino invadiu os eventos de musculação, tornando o ambiente mais agradável e sem dúvidas competem em número de igual para igual com os homens

sumidor específico é comum vermos ensaios de produtos relacionados como suplementos alimentares, roupas e ar-

tigos fitness, aparelhos de musculação entre outros, associados à belas mulheres esculpidas pelo aço. Até mesmo revistas populares que fogem um pouco do padrão do público de academia, e de entretenimento são hoje preenchidas com fotos de celebridades em plena forma. Indiscutivelmente aquela que não treina e não se alimenta adequadamente está um passo atrás das demais no quesito beleza, conforme os padrões atuais da mulher moderna, que cada vez mais mostra sua versatilidade e eficácia. Seja na chefia e organização do lar, como também no mercado de trabalho. Se as elas pudessem valorizar todo seu potencial não só pelo seu trabalho, mas por uma boa apresentação física condicionada ao seu alto teor de capacidade trabalharia em conjunto todo seu aspecto emocional, psicológico e físico.

Braulio Colmanetti Consultor técnico da Nakagym e Treinador de atletas de alto rendimento - Cref: 47.666 G/SP *Colaborou o professor Kleber Caramelo – consultor da Midway Labs

www.revistaendorfina.com.br


www.revistaendorfina.com.br

55


Espaço Wellness

dicas para manutenção de

bike indoor Alguns passos são fundamentais para garantir a segurança e a vida útil do equipamento

P

ara um bom funcionamento da sua sala de bike indoor, o equipamento deve sempre estar limpo, lubrificado, sem resíduos de poeira, graxa, óleo ou de suor. Assim, é possível promover maior segurança e desempenho aos usuários, bem como aumentar a vida útil do aparelho. Abaixo decidi elencar algumas dicas simples e que considero fundamentais. Se você é gestor ou proprietário de academia, basta seguir o passo a passo e verá o resultado num curto período de tempo. Fique atento!

Monitoramento por computador Deve ser limpo com silicone em aerosol, em seguida secar com uma flanela;

[ Ano4 | Número21 ] 2012

Volante de Inércia (parte superior ou lateral) Primeiro limpar com lã de aço fina e posteriormente pano seco; É indicada a limpeza com produto específico para cromo e aço inox; Sugestão: White clean gel;

56

Pedais e pé de velas Realize uma checagem completa com aperto. Verifique também os rolamentos; - Pedaleiras com firma pé Repita o mesmo procedimento de checagem, e faça a lubrificação com óleo em aerosol; Sapata de carga ou freio vertical Retirada (caso necessário), em seguida faça a limpeza e escovação com palha de aço para a despetrificação e retirada de detritos. Quando houver necessidade devido ao desgaste natural, inverte-la de lado;

Para um bom funcionamento da sua sala de bike indoor, o equipamento deve sempre estar limpo, lubrificado, sem resíduos de poeira, graxa, óleo ou de suor Corrente Checagem do esticamento e lubrificação com Óleo lubrificante Pró-bike; Carenagem interna e externa Vistoria com aperto e proteção com White Clean Gel, ou silicone em aerosol Selim e guidão Limpar pulverizando com Flash bio clean e secar com papel toalha. A limpeza e lubrificação das buchas deverão ser com óleo lubrificante em aerosol; Correia Checagem do esticamento e lubrificação (Parafina);

Botões de regulagem (knobs) Vistoria completa com aperto. Faça também um teste de travamento; Freio de emergência É necessária uma boa regulagem e lubrificação; Regulador de carga Regulagem e lubrificação; Chassi Limpeza geral com pano umedecido em querosene e lubrificação com antiferrugem em possíveis pontos de oxidação; Para proteção: White clean gela Sistema de freio lateral Limpeza e lubrificação das partes internas (aplicação de óleo tipo Singer), verificação e regulagem da parte externa; Movimento central Checagem com aperto e lubrificação com óleo em aerosol dos rolamentos; Pés niveladores Checagem de nível do equipamento; Manutenção da estabilidade e aumento no conforto;

Prof. ESP. Almir diógenes facchinatto CREF4 00019-G/SP Diretor Comercial da OUTFITmixx, Delegado Regional da FIEP-SP, Docente da Extensão Universitária na Universidade Gama Filho-SP. E-mail: outfitmixx@hotmail.com; prof.almirdf@hotmail.com

www.revistaendorfina.com.br


www.revistaendorfina.com.br

57


[ Ano4 | NĂşmero21 ] 2012

maratona

58

www.revistaendorfina.com.br


Musculação, exercícios direcionados e planejamento podem garantir uma melhor performance aos praticantes de corrida de rua Por Érica Brito

P

or ser uma modalidade fácil de praticar, indicada para todas as idades e que necessita de uma estrutura simples para ser realizada, a corrida de rua atrai a cada dia mais adeptos. Além disso, é o tipo de exercício que além de proporcionar a perda calórica, permite trabalhar ao mesmo tempo várias partes do corpo. Mas atenção! Se você pretende ingressar no esporte é preciso ter em mente que assim como em qualquer outra modalidade, a corrida de rua também exige dedicação e treino. “A corrida para se tornar segura e prazerosa precisa ser planejada”, diz Robson Alves Maciel, professor da Academia Edge Life Sports. Ele reitera que traçar metas, sempre respeitando as limitações e analisar possíveis falhas na técnica de execução dos movimentos podem ajudar na melhora da performance. Assim como a musculação e alguns exercícios direcionados. Kleber Beserra, que também é professor da Edge Life Sports, reforça que na corrida de rua os movimentos são repetitivos e se o atleta não estiver bem preparado pode se lesionar. Por isso, a musculação tem um papel importante neste caso, pois fortalece os músculos e articulações. “Para a grande maioria dos corredores, a musculação é uma grande aliada. Já que atua na correção postural e melhora o desempenho durante os treinos”, afirma. Outra alternativa para quem deseja uma preparação mais direcionada é o treinamento funcional. Trata-se de um trabalho elaborado para algumas modalidades especificas. A técnica se aplica para corredores de alta performance e até mesmo para praticantes comuns. Segundo os professores da Edge, exercícios e movimentos simples como agachar, sentar e a mudança de direção estão integrados na metodologia do treinamento. A ideia é trabalhar o corpo como um conjunto, ou parte dele. A vantagem deste tipo de prática especifica é garantir muito mais do que a tonificação muscular, mas também influenciar

Para a grande maioria dos corredores, a musculação é uma grande aliada. Já que atua na correção postural e melhora o desempenho durante os treinos

www.revistaendorfina.com.br

59


maratona na qualidade de vida. É importante que o corredor saiba que mais do que ajudar na melhora do desempenho durante a prova, o treinamento é uma forma de prevenção e de se evitar possíveis lesões, fraturas por stress e desgastes articulares. Desta forma a planilha de treinos, assim como a carga horária deve levar em consideração algumas particularidades. Por mais, que um programa de exercícios possa parecer ideal ele pode não fazer o mesmo efeito para todos. É o que atesta o professor, Robson Alves Maciel. “Cada

pessoa pode reagir de forma diferente a um mesmo estímulo. Portanto, indicar uma frequência e carga horária de maneira generalizada pode ser um erro”, alerta. Usar roupas adequadas, manter uma boa hidratação antes e durante as atividades, um calçado específico e uma alimentação correta, são fatores que também contribuem bastante para os praticantes de corrida alcançarem suas metas. No entanto, antes das primeiras passadas é importante realizar análises físicas e clínicas, conforme explica o professor Kleber Beserra. “É importante buscar a

A ideia é trabalhar o corpo como um conjunto, ou parte dele orientação de um profissional com experiência na modalidade para em seguida realizar testes físicos e exames médicos a fim de saber sobre sua atual situação de saúde”, ressalta. Agora que você já seguiu todos os passos. Boa corrida e muita endorfina.

Como se preparar O professor de musculação da Academia Edge Life Sports, Fernando Passanezi dá dicas de alguns exercícios de musculação específicos para os corredores. Confira: Fotos: Carina Basso

[ Ano4 | Número21 ] 2012

1

60

Afundo com Barra Função/Objetivo: Trabalho de membros inferiores (quadríceps, glúteos e femorais). Execução: Com a barra posicionada sobre a porção superior do trapézio, realizar um afastamento anteroposterior dos membros inferiores e projetar o joelho da perna de trás em direção ao solo . Benefícios: Fortalecer toda musculatura de membros inferiores, além de trabalhar o equilíbrio e a coordenação motora.

2

3

Leg Press Unilateral Função/Objetivo: Fortalecer quadríceps e em um segundo plano, femorais. Execução: Com o pé centralizado na plataforma realizar uma extensão de joelho, mantendo uma ligeira flexão ao término do movimento; descer até ângulo confortável para o aluno. Benefícios: Além de fortalecer os membros inferiores, distribui a carga do exercício de forma que a força seja dividida por igual entre as pernas (unilateral).

Flexão Vertical Unilateral Função/Objetivo: Fortalecer bíceps femoral. Execução: Em posição ortostática (em pé), realizar a flexão de joelho. Benefícios: Fortalecimento da musculatura posterior da coxa, e melhor distribuição da carga entre os membros (unilateral)

www.revistaendorfina.com.br

4 Gêmeos no Step Unilateral Função /objetivos: Trabalhar a musculatura dos gastrocnêmios (músculo que fica na região posterior da perna, abaixo dos joelhos), ênfase nos gêmeos. Execução: posição ortostática (em pé), posicionar a ponta dos pés sobre o step e realizar a flexão plantar. Benefícios: Fortalecimento da musculatura, responsável pela sustentação de todo corpo, além de melhorar a distribuição da carga entre os membros.


www.revistaendorfina.com.br

61


maratona Programe-se para o último bimestre Dia 04/11 / 4ª Maratona de Revezamento Pão de Açúcar – Rio de Janeiro Local: Rio de Janeiro www.maratonaderevezamento.com.br Dia 04/11 / Golden Four “Os 21K da Asics” Local: Brasília www.asics.com.br/golden4asics Dia 04/11 / Circuito Athenas – 3ª Etapa (percursos de 4, 10 e 21 km) Local: São Paulo

Dia 11/11 / Circuito de Corridas CAIXA Local: Brasília www.circuitocaixa.com.br Dia 25/ 11 / Circuito Venus – Etapa II RJ Local: Rio de Janeiro Dia 16/ 12 / Circuito Venus – Etapa II SP Local: São Paulo www.circuitovenus.com.br/2012

Dia 02/12 / Circuito Athenas – 3ª Etapa (percursos de 4, 10 e 21 km) Local: Brasília www.circuitoathenas.com.br/2012

Dia 02/12 / 9ª Maratona de Revezamento Ayrton Senna Racing Day Local: São Paulo www.ayrtonsennaracingday.com.br

Dia 10/11 / Fila Night Run Local: São Paulo www.nightrun.com.br

Dia 09 / 12 / VW Run 2012 - 10 K Local: São Bernardo – SP www.vwrun.com.br

 medicina  fisioterapia

Circuito das Estações Adidas Verão / Percurso de 10 km Dia 25/11/ Local: Belo Horizonte Dia 02/12 / Local: Rio de Janeiro Dia 02/12 / Local: Curitiba Dia 09/12 / Local: Porto Alegre Dia 09/12 / Local: Brasília Dia 16/12 / Local: São Paulo Dia 16/12 / Local: Salvador www.circuitodasestacoes.com.br Dia 31/12 / Corrida Internacional de São Silvestre Local: São Paulo www.saosilvestre.com.br

OS CONFECCIONAM PALMILHAS AS! PERSONALIZADa de atletas e

[ Ano4 | Número21 ] 2012

a pisad Avaliação d rma io de platafo e m r o p s re amado com tadorizada u p m o c a ir ou este são. ivos de pres it c a p a c s re senso

62

www.revistaendorfina.com.br


PREPARE-SE

Presen ça Arnold de Schwar zenegg er

Arnold Classic Brasil 26 a 28 de Abril de 2013

Centro de Convenções SulAmérica • Rio de Janeiro • RJ

20 COMPETIÇÕES ESPORTIVAS - MAIS DE 100 EXPOSITORES NA EXPO

PARTICIPE DO MAIOR EVENTO MULTIESPORTIVO DO PAÍS! Informações: (21) 3478-1999 - www.arnoldclassicbrasil.com.br • arnoldclassicbrasil@savagetpromocoes.com.br

Patrocínio Diamond Expo

Apoio

Organização e Promoção

www.revistaendorfina.com.br

63


Tendência fit

J

á se imaginou executando vários exercícios utilizando apenas o peso do corpo? Parece uma tarefa inalcançável, não é mesmo? Mas se tornou uma atividade perfeitamente possível depois da criação do Rip Trainer, um acessório completo de treinamento funcional, feito para beneficiar aqueles que gostam de cuidar da saúde, e que se tornou conhecido no mundo inteiro pela capacidade de melhorar o condicionamento. O equipamento, aparentemente, é bem simples, apesar de sua eficiência. O usuário utiliza um bastão e executa mo-

Randy Hetrick fundador da TRX

“Devido ao padrão de carregamento assimétrico, os músculos do corpo imediatamente são envolvidos a manter uma postura saudável vertical...” vimentos contínuos para frente e para trás, muito parecido com o que é feito nas tacadas de um jogo de beisebol. O exercício, além de colaborar com a tonificação da musculatura, trabalha a estabilização do core – unidade integrada de músculos que mantém a coluna alinhada durante todos os movimentos – desta maneira, previne possíveis lesões. Um de seus diferenciais é a escolha do nível de dificuldade que será executado pelo usuário.

[ Ano4 | Número21 ] 2012

Os benefícios?

64

Melhora da estabilidade do core, equilíbrio, força, aumento da flexibilidade, melhora na postura, além do fortalecimento da musculatura e articulações. Essas são algumas das benfeitorias do acessório, conforme garante Randy Hetrick, responsável por idealizar o TRX - treino em suspensão – e por patentear o Rip Trainer. “Devido ao padrão de

Rip Trainer a nova

“explosão” da TRX Acessório foca estabilização do “core”, mescla movimentos de força, rotação e potência Por Felipe Araujo

carregamento assimétrico, os músculos do corpo imediatamente são envolvidos a manter uma postura saudável vertical. Adicionar movimento para posições básicas desafia a força do núcleo e o equilíbrio, melhorando a capacidade atlética em geral”. Isaías Rodrigues, professor da Monday Academia, confirma a eficiência do exercício na prática. “Recomendo muito. É extremamente efetivo para trabalhar, além dos músculos específicos, os

www.revistaendorfina.com.br


músculos da região do core e os estabilizadores”, afirma. A intensidade do trabalho varia conforme a dificuldade. Ou seja, quanto mais próximo o usuário fica do centro do bastão, mais difícil fica a estabilização, devido à resistência proporcionada pelo elástico. “O Rip Trainer substitui com eficiência os aparelhos e exercícios convencionais por provocar uma rotação natural e desestabilizadora de todos os movimentos. A tração provocada pelo elástico gera cerca de 10 kg de resistência durante os movimentos, que normalmente são explosivos ou balísticos”, explica Isaías. Com a experiência no trabalho realizado no dia a dia, o professor ressalta os resultados obtidos com a prática do Rip Trainer. “Pode- se criar inúmeros movimentos sequenciais, que além de fortalecer a musculatura global, melhoram a parte cardiorrespiratória, devido à intensidade. Pelo fato de ser uma atividade que envolve tração elástica, diminui muito o risco de lesões”, ressalta Rodrigues.

“O Rip Trainer resultou de um treinamento de Pete Holman com atletas de elite, em Aspen, no Colorado – Canadá, além de reabilitar pacientes de fisioterapia..”

com o bastão elástico em mãos. “O Rip Trainer resultou de um treinamento de Pete Holman com atletas de elite, em Aspen, no Colorado – Canadá, além de reabilitar pacientes de fisioterapia. Enquanto trabalhava com um Snowmobile (Ski-trenó), o atleta brincou tentando simular a barra do punho Snowmobile. O resultado foi ele chegar à primeira ‘interação’ Rip-TRX”, revela Hetrick, desenvolvedor do TRX, que completa. “Holman logo descobriu que poderia usar o dispositivo para melhorar a força, o equilíbrio postural, e fluidez da circulação, não apenas com atletas, mas também para todos seus clientes. Ele queria deixar o produto mais plausível e, por isso, procurou a TRX para o desenvolvimento. Porque senão seria apenas um bastão comum”, conclui.

O surgimento Uma curiosidade relevante é que o Rip Trainer foi baseado nas técnicas de uma arte marcial: o taekwondo, por meio de Pete Holman, capitão da seleção norte-americana da modalidade. A novidade da TRX mescla movimentos de força, potência e rotação em diferentes cargas

www.revistaendorfina.com.br

65


Tendência fit

tados Unidos há sete anos, está chegando no país com força total. “Tivemos um feedback muito positivo de nossos clientes no Brasil. Um dos desafios por aqui é manter-nos alinhados com a demanda do cliente”, disse Hetrick. Por conta disso o diretor da TRX no Brasil, Mário Yamasaki, já projeta a abertura de uma fábrica própria no país em 2013. “Estamos uns cinco anos atrás dos

[ Ano4 | Número21 ] 2012

O Rip Trainer exige mais trabalho de coordenação e desafios de estabilização, uma vez que a cada dia surgem novos movimentos. Para aprimorar as técnicas de treinamento, muitos atletas de alto nível do MMA, da NBA, NFL e jogadores de grandes clubes de futebol do Brasil e do mundo, como Corinthians, São Paulo, Santos e Liverpool-ING, estão incluindo equipamentos da TRX na sua preparação. Randy conta, no entanto, que não é preciso estar bem condicionado fisicamente para se exercitar com o Rip Trainer. “Pode ser usado por todos. Desde atletas de elite até pacientes de fisioterapia. Holman, inclusive já treinou um cliente de 86 anos de idade, e um lutador profissional do UFC, o Shane Carwin, com o mesmo aparelho”, exemplifica. Apresentado oficialmente no Brasil, este ano em São Paulo, na 13ª IHRSA Fitness Brasil, o Rip Trainer, nova modalidade da TRX, empresa fundada nos Es-

66

www.revistaendorfina.com.br

Estados Unidos. Mas já estabelecemos algumas parcerias, e a ideia é criar uma fábrica da TRX no Brasil, já a partir do ano que vem”, diz Yamasaki. A TRX, hoje, atuante em mais de 125 países, se tornou uma das principais empresas fabricantes de equipamentos de treinamento funcional, segmento que movimenta cerca de US$ 200 bilhões no mercado de bem-estar e fitness.


www.revistaendorfina.com.br

67


Equipados

tecnologia

a serviço do

fitness Acompanhe os lançamentos das grandes marcas de equipamentos na 13ª IHRSA Fitness Brasil Por Diogo Patroni

A

tecnologia novamente foi um dos motes da 13ª IHRSA Fitness Brasil, realizada de 30 de agosto a 1º de setembro, no Transamérica Expo Center, em São Paulo. Grandes marcas de equipamentos apresentaram novidades e facilidades, tanto para gestores professores e alunos. As inovações vão desde máquinas com resistência pneumática, estações de treinamento funcional, bikes, esteiras com alta absorção de impacto, equipamentos ulta-tecnológicos e interativos, dentre outras. A Endorfina esteve presente e traz os lançamentos de grandes

Keiser A Keiser aposta no seu maquinário para treinamento funcional com resistência pneumática e controle de carga. O equipamento Infinity Series trabalha todos os grupos musculares com um gama variada de exercícios. Por isso, é bastante utilizado por atletas profissionais do UFC, da NBA e NFL (liga de futebol americano). “Aqui é possível focar na especificidade do movimento. Com foco em potência e velocidade”, descreve o professor de capacitação,

Life Fitness

[ Ano4 | Número21 ] 2012

Keiser

marcas como: Keiser, Life Fitness, Technogym, Movement, Total Health, Matrix e Righetto. Confira:

68

www.revistaendorfina.com.br

Renan Rossin. A máquina de ar comprimido também pode ser utilizada na reabilitação física e para treinos específicos de corrida e condicionamento físico.

Life Fitness A funcionalidade também está presente nos ideais da Life Fitness. A empresa traz para o Brasil, a sua nova estação de treinamento Synergy 360, que possibilita o treino simultâneo de até 40 pessoas. O equipamento mescla exercícios em suspensão com o TRX; ketlebell; barras e demais acessórios. Além disso, se configura para diferentes ambientes. “Nós o lançamos em março, em Los Angeles-EUA, e pretendemos unir o funcional e o treino em grupo. Essa é a tendência, pois as pessoas querem resultados com movimentos do dia a dia”, destaca a gerente de marketing, Giuliana Cogo. A empresa também resgatou uma de suas essências ao lançar a bike Lifecycle EX, uma vez que a Life Fitness surgiu do nome Life Cycle. O modelo indoor possui roda atrás (e não na parte da frente como as tradicionais), o que evita a corrosão pelo suor e prolonga a vida útil do equipamento. Outras funcionalidades são: Ajustes de banco e guidão, design inovador, sistema de tração por fita e computador integrado.

Technogym Já a italiana Technogym levou para a feira novidades como a Kiness Station, linha que possibilita a execução dos movimentos não guiados. Ao todo as seis máquinas

Technogym


www.revistaendorfina.com.br

69


Equipados realizam mais de 400 exercícios para diversos fins. “O funcional é uma tendência no mundo todo. A nossa ideia é completar e não substituir a musculação. O mercado brasileiro é muito forte e a Technogym vai inaugurar sua fábrica própria, em Barra do Piraí-RJ, até o fim de 2012”, projeta o diretor do Grupo Technogym, Flávio Venturi.

As inovações vão desde máquinas com resistência pneumática, estações de treinamento funcional, bikes, esteiras com alta absorção de impacto, equipamentos ulta-tecnológicos e interativos, dentre outras

Movement A Movement realizou ações para apresentar as novas esteiras da família RT e o novo Sistema SAC (Shock Absorber Control), que reduz em até 45% o impacto. A tecnologia foi desenvolvida em parceria com o Laboratório de Biomecânica da Escola de Educação Física e Esportes da USP, e pretende reduzir o desgaste do aparelho locomotor. “Estudos apontam que o SAC é importante para equalizar o impacto, pois o equipamento se adapta ao peso do usuário”, diz o supervisor de marketing, Marco Corradi. Segundo Corradi as esteiras da marca estão entre as preferidas, pois aliam robustez, qualidade e interatividade. “O atendimento da Movement é tão amplo que oferecemos esteiras de 3 mil a 25 mil reais. Buscamos oferecer sempre soluções inovadoras aos nossos clientes. Hoje, todos equipamentos vem com painel touch screen”, reitera. A marca também lançou equipamentos para a linha de Força e Movimentos Articulados, além de expandir o mix de cores para a padronização em academias.

“O atendimento da Movement é tão amplo que oferecemos esteiras de 3 mil a 25 mil reais...” Total Health Ideais sustentáveis e tecnológicos sempre fizeram parte do escopo da Total Health, que inovou sua linha RX Precision com 40 máquinas inteligentes e movidas à energia cinética por meio da força roldânica. A empresa também apresentou a parceria firmada com o Sport Club Corinthians Paulista, para o desenvolvimento do Laboratório de Reabilitação – LAB R9 – que funciona no novo Centro de

Total Health

[ Ano4 | Número21 ] 2012

Momevent

“A Movement dá a solução completa no que tange à ergonomia e musculação. Isso facilita a venda fechada”, ressalta Corradi. O vice-presidente Lyo Nishimura, completa. “O mercado demanda de soluções completas e fazendo uma analogia de marca, nós somos como a Volkswagen do fitness”.

70

www.revistaendorfina.com.br

Treinamento do Clube. “Estamos verticalizando a empresa. Vamos inaugurar uma fábrica altamente tecnológica e sustentável. Sempre buscamos o pioneirismo com a linha Innostrength e agora com o Lab R9 e a EMG System”, destaca o presidente da Total Health, Robson De Bonis. O estande da marca recebeu a presença do Dr. Joaquim Grava, especialista em cirurgia de joelho e médico do clube, Bruno Mazzioti chefe do departamento de fisioterapia e Luciano Moreira Rosa, fisioterapeuta e doutor em biomecânica, responsável pelo Lab R9. “Aparelhos como o Innostrength nos ajudam a observar os níveis de fadiga do atleta. As lesões são nosso calcanhar de Aquiles, e assim conseguimos antever se o atleta está no seu limite máximo. Também usamos o equipamento para a parte de reabilitação”, explica Rosa.

Matrix A Matrix também buscou abranger todos os setores e renovou seu portfólio de equipamentos cardiovasculares.

Matrix


ACADEMIAS CONDOMÍNIOS SPAS & HOTÉIS GINÁSIOS CLUBES KIT LED FITNESS HDTV

KIT WIRELESS III

TV INDIVIDUAL PARA ESTEIRAS E BIKES - KIT LED

ELIMINE O SOM DA SALA DE CARDIO - KIT WIRELESS

Proporciona liberdade de escolha para assistir o programa de TV enquanto se exercita.

Sistema de áudio sem fio que envia o som da TV para receptores individuais instalados em esteiras, bikes e elípticos.

Tela com exclusiva proteção contra respingos de suor e impacto.

O aluno conecta seu fone de ouvido e ajusta o volume de acordo com sua necessidade.

Pedestal com pintura eletrostática com regulagem de altura e ângulos. Exclusivo controle remoto com entrada para fone de ouvido.

SUPORTES ACOPLÁVEIS PARA ESTEIRAS SUPORTE INTEGRITY LIFE

SUPORTE 95T

(11) 5587-1241

NOVOS MODELOS

www.arrowsolutions.com.br

Av. Senador Casemiro da Rocha, 981 - São Paulo

www.revistaendorfina.com.br

71


Equipados O simulador de escadas C7xe ClimbMill oferece mais resistência e imita movimentos reais de subida. A empresa também trouxe novidades para musculação com a linha Versa - evolução da antiga linha G7 - mas com custo mais acessível. “A Matrix é o braço de luxo para equipamentos Premium da Johnson, que recentemente comprou a Magnum Fitness (para pesos livres). Vamos dar suporte para todo o segmento de cardio e musculação”, enaltece o supervisor de marketing, Ricardo Faiock.

Righetto

Righetto Visando a interatividade, a Righetto Fitness Equipament apresentou a Linha XR5 com torres mais baixas e paineis de LED de 40 polegadas. Assim, é possível até assistir TV durante os treinos de musculação.

Direto de fábrica, acessórios para Fitness, Pilates, Musculação, Artes Marcias, Yoga, Natação, Hidroginástica, Hidroterapia. Confira em nosso site.

Participe de nosso blog interativo 13ª IHRSA Fitness Brasil

ABIMAQ

[ Ano4 | Número21 ] 2012

O

72

rgão responsável por gerir e auxiliar a indústria nacional de equipamentos, a Abimaq (Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos), anunciou durante a feira uma nova medida que vai beneficiar grande parte dos fabricantes, como a redução do Finame (Financiamento para Máquinas e Equipamentos) junto ao BNDES (Banco Nacional do

www.revistaendorfina.com.br

Desenvolvimento). “O Finame baixou de 5,5% para 2,5% para os aparelhos de ‘cardio’ e temos chance de aprovar para a musculação e membros superiores. A tendência é só crescer e o Finame é bom para quem compra e para quem vende”, ressalta o gerente executivo da CSGIN (Câmara Setorial de Equipamentos para Ginástica), Antonio Melicio.


www.revistaendorfina.com.br

73


[ Ano4 | NĂşmero21 ] 2012

74

www.revistaendorfina.com.br


www.revistaendorfina.com.br

75


[ Ano4 | NĂşmero21 ] 2012

76

www.revistaendorfina.com.br


www.revistaendorfina.com.br

77


[ Ano4 | NĂşmero21 ] 2012

78

www.revistaendorfina.com.br


www.revistaendorfina.com.br

79


Entrevista

O santo da bo Canonizado por palmeirenses e aclamado pelos brasileiros, Marcos é uma das figuras carismáticas que deixa saudades no mundo do futebol. Confira os bastidores da carreira e os “causos” do ex-goleiro

[ Ano4 | Número21 ] 2012

Por Felipe Araujo

80

www.revistaendorfina.com.br


ola se despede B

icampeão Brasileiro (1993/1994), Quatro vezes Campeão Paulista (1993/1994/1996/2008), Bicampeão do Torneio Rio-São Paulo (1993/2000), Campeão da Copa do Brasil (1998), da Copa Mercosul (1998) e da Copa Libertadores da América (1999), entre outros títulos, no total de 13 com a camisa da Sociedade Esportiva Palmeiras, único clube que defendeu durante toda sua carreira profissional, Marcos se tornou símbolo do futebol brasileiro. As conquistas com a Seleção Brasileira (Copa América-1999; Copa das Confederações-2005), além do Penta Mundial, em 2002, quando fez uma final espetacular na vitória por 2 a 0 diante da Alemanha, o transformaram em ídolo nacional. Na história, um privilégio alcançado por poucos que ocuparam a posição de goleiro, já que é muito mais fácil para um atacante (o cara que faz a torcida vibrar com a bola na rede), alcançar tal feito. Não só pelo que produziu dentro de campo, Marcos Roberto Silveira Reis, um caipira humilde, que chegou a capital vindo da pequena cidade de Oriente, no interior de São Paulo, ganhou carinho e respeito de todos admiradores de futebol pela sua simplicidade e alegria contagiante. Para Marcos, não tem hora, nem lugar, sempre é possível encontrar um jeito de fazer piada, mesmo carregado de tanta responsabilidade, como sempre foi na sua carreira. Para perenizar seus feitos, tanto no âmbito pessoal, quanto no profissional, lançou recentemente sua biografia intitulada de “Nunca Fui Santo”, em parceria com o jornalista Mauro Beting. Como não poderia ser diferente, mais uma vez, o ícone da camisa 12 do Palmeiras chamou atenção. No dia da apresentação da obra para o público, mais de duas mil

“...nunca pensei que escreveria um livro, mas o departamento de Marketing do Palmeiras trouxe a ideia e achei interessante...” pessoas transformaram um shopping na zona oeste de São Paulo, em um verdadeiro estádio de futebol. O livro de 168 páginas, da editora Universo dos Livros, retrata os bastidores de sua vivência no Palmeiras e também suas passagens pela Seleção Brasileira, com relatos da Copa do Mundo de 2002. Confira a entrevista exclusiva que um dos principais goleiros da história do futebol brasileiro concedeu para a Revista Endorfina. Revista Endorfina: Como surgiu a ideia de publicar um livro contando suas histórias?

www.revistaendorfina.com.br

Marcos: Ah... Na realidade nunca pensei que escreveria um livro, mas o departamento de Marketing do Palmeiras trouxe a ideia e achei interessante, principalmente porque é uma forma de estar mais perto do torcedor. RE: Como se desenvolveu o processo até chegar ao conteúdo final que seria publicado? Marcos: O Mauro (Betting) sempre acompanhou a minha carreira, e é um cara que escreve muito bem. Tivemos duas ou três longas conversas e ele conseguiu colocar todas histórias no papel de uma forma diferente. Acho que ficou bom de ler. Pelo menos é o que dizem. (risos) RE: Teve alguma história que você preferiu deixar de fora do livro? Marcos: Tem né!? Tem coisa que não dá pra contar. (risos) RE: Por que o nome ‘Nunca Fui Santo’? Marcos: Eles sugeriram, pois eu sempre disse isso, por conta do apelido que a torcida do Palmeiras me deu. Foi uma maneira de brincar com esse apelido.

81


Entrevista

RE: Uma das histórias curiosas do livro é o fato de você, durante toda careira, ter contrariado o amor de seu pai pelo Corinthians. Como foi ter um pai corintiano atuando pelo Palmeiras? Marcos: A gente sempre brincou um com o outro, meu pai não escolheu ter um filho palmeirense (risos), mas quando eu jogava ele era palmeirense. RE: No dia do lançamento do livro, o shopping em São Paulo se transformou em um verdadeiro estádio de futebol. O que pode contar dessa experiência? Marcos: Na realidade saiu do controle do Shopping e da loja. Lógico que é legal você ver toda essa mobilização da torcida, mas fiquei muito preocupado, pois poderia ter machucado alguém. Fiquei quase 10 horas assinando os livros. Demorou

“O meu corpo já não aguentava mais. Meu joelho doía muito. Acho que isso me fez aceitar a situação de uma maneira melhor. Mas é claro que fiquei triste” uns três dias para me recuperar. (risos) RE: Qual foi sua maior alegria dentro do futebol? Marcos: Vencer a Copa do Mundo de 2002 com o Brasil e a Libertadores de 1999 com o Palmeiras. RE: E a maior tristeza? Marcos: Perder o Mundial de Clubes para o Manchester United, da Inglaterra, em 99. RE: Qual a sensação de ter conquistado o Penta na Copa do Mundo de 2002? Marcos: Acho que é difícil até de descrever, porque a gente via imagens da torcida brasileira e isso nos motivava demais. Ganhar a Copa e dar alegria para

um povo que sofria tanto como o nosso é motivo de muito orgulho. RE: Como foi tomar a decisão de se aposentar do futebol? Marcos: O meu corpo já não aguentava mais. Meu joelho doía muito. Acho que isso me fez aceitar a situação de uma maneira melhor. Mas é claro que fiquei triste. Foram quase 20 anos fazendo o mesmo caminho para treinar, a mesma rotina... É uma vida toda né!? RE: Você é admirado por torcedores de outros times rivais ao Palmeiras. Percebe isso nas ruas? Marcos: Percebo sim. A gente fica feliz! Lógico que não são todos que gostam de mim (risos), mas acho que sempre procurei respeitar os torcedores. Até porque tenho muitos amigos corintianos, por exemplo. RE: Está confirmado seu jogo de despedida do futebol para o dia 12/12/2012 em função da camisa 12 que usava no Palmeiras. Como será essa grande festa? Marcos: A expectativa é grande, pois vou ter que me preparar para não passar vergonha. Chamaram a Seleção de 2002 e o Palmeiras de 99/2000. Só tem craque nos dois times. Mas acho que nesse jogo não serei reserva. (risos)

Carreira do Santo

Carreira na Seleção

Nome: Marcos Roberto Silveira Reis Nascimento: 04/08/1973 Local: Oriente-SP Altura: 1,93m Clube: Sociedade Esportiva Palmeiras Jogos: 532

Jogos: 29 Títulos: 3 Copa América (1999) Copa do Mundo: (2002) Copa das Confederações (2005)

[ Ano4 | Número21 ] 2012

Principais Títulos: Campeonatos Paulista: (1993/1994/1996/2008) Torneio Rio São Paulo: (1993/2000) Campeonato Brasileiro: Série A (1993/1994)

82

www.revistaendorfina.com.br

Série B: (2003) Copa do Brasil: (1998) Copa dos Campeões: (2000) Copa Libertadores da América: (1999) Copa Mercosul: (1998)


www.revistaendorfina.com.br

83


Entrevista

Amém Marcos

[ Ano4 | Número21 ] 2012

No próximo dia 12 de dezembro de 2012, às 21hs, Marcos Roberto Silveira Reis, o “São Marcos” fará sua última exibição como jogador profissional. O jogo de despedida intitulado de “Amém Marcos”, acontece no charmoso estádio Municipal do Pacaembu, já que a verdadeira casa do “santo” (o Palestra Itália) passa por reformas para a construção da Nova Arena Palestra. Mais de 37 mil pessoas devem acompanhar a partida entre o Palmeiras 99/2000 x Seleção Brasileira Pentacampeã de 2002. Já estão confirmados craques como: Sérgio, Cafu, Arce, Agnaldo Liz, Cléber, Euller, Vampeta e Ronaldo. Para mais informações acesse: www.amemmarcos.com.br

84 84

www.revistaendorfina.com.br


www.revistaendorfina.com.br

85 85


brasil 2014

[ Ano4 | Número21 ] 2012

Fotos: Lucas Uebel e Juliano Kracker

Fotos: Divulgação/Portal Copa-2014

88

www.revistaendorfina.com.br


Por Ricardo Gomes

Quase pronta, Arena do Grêmio terá dois amistosos em dezembro Estádio será casa de jogo entre Grêmio e Hamburgo e 10ª edição da ‘Partida Contra a Pobreza’

D

as arenas que abrigarão jogos da Copa do Mundo, a mais adiantada é a Arena do Grêmio. O próprio clube garante que 90% das obras já estão concluídas. Tamanho é o adianto que o Tricolor já traça seus primeiros planos para quando o estádio estiver apto para uso. No dia 8 de dezembro, a Arena Grêmio abre as suas atividades com um amistoso entre Grêmio e Hamburgo, reedição da final do Mundial Interclubes de 1983, vencida pelos brasileiros. Já no dia 19, o estádio recepciona pela primeira vez

a ‘Partida Contra a Pobreza’, projeto tutelado por Ronaldo e Zidane e que chega este ano à sua 10 ª edição. De acordo com o site oficial do Grêmio, a Arena já começa a ser tomada pela cor azul. A estrutura translúcida no telhado da cobertura do setor sul está em fase de instalação. As cadeiras fixadas no primeiro anel do estádio também levam o azul, característico do clube. No gramado, os dutos responsáveis pelo escoamento da água acumulada começaram a ser colocados. A próxima fase das intervenções no campo prevê a acomodação do equipamento da drenagem a vácuo.

Arena Corinthians ganha tons em preto e branco Segundo empreiteira, obra já tem mais de 50% de sua totalidade já entregue

A

lçado a objeto de maior desejo do corintiano, já que a Libertadores da América foi devidamente conquistada, a Arena Corinthians começa a ganhar cara e forma. Segundo a Odebrecht, empreiteira responsável pela construção do estádio, pouco mais de 50% das obras no local já foram concluídas. Entre setembro e outubro, houve avanço no setor leste da arquibancada, que teve os degraus inferior e superior assentados. Os setores sul, oeste e norte também progridem. Dois túneis que servirão de saída de emergência já estão em fase final de acabamento, bem

www.revistaendorfina.com.br

como a galeria subterrânea de serviços. Banheiros, que recebem agora porcelanatos nas paredes nas cores branca e preta, e espaços reservados para lojas e lanchonetes também estão em estágio de conclusão. De acordo com a Odebrecht, o próximo passo é colocar em operação o guindaste de 1.500 t de capacidade e 114m de torre que vai instalar as estruturas metálicas da cobertura da arena. Com 2.200 operários distribuídos em três turnos de trabalho, a Arena Corinthians tem previsão para entrega em dezembro de 2013, sete meses antes de receber o jogo inaugural da Copa-2014.

89


brasil 2014

Seleção brasileira:

pronta para a Copa das Confederações-2013? Foto: Portal CBF

[ Ano4 | Número21 ] 2012

Time de Mano enfrenta ‘pedreira’ antes de estrear na competição, que começa em junho

90

O técnico da seleção brasileira, Mano Menezes, tem pouco tempo para preparar o seu time para a Copa das Confederações-2013, último ensaio oficial antes da Copa-2014. Depois de golear ‘babas’ como China, Iraque e Japão, a equipe verde e amarela testará sua capacidade diante de um adversário mais gabaritado ainda em novembro, a Colômbia, que tem um ataque poderoso formado por Falcao Garcia e James Rodríguez. É a última aparição da seleção nesta temporada. Portanto, uma vitória se torna essencial para encorpar o remoçado time de Mano. Depois da Colômbia, a seleção tem, segundo o calendário da Fifa, mais duas datas livres para fazer amistosos. A primeira é no dia 6 de fevereiro, quando o Brasil enfrenta a Inglaterra, em Wembley, em jogo que comemora o 150º aniversário da FA, a federação inglesa de futebol. A segunda é

no dia 4 de junho. Acontece que a equipe canarinho só deve encarar o English Team, já que a data Fifa de 4 de junho é vizinha à estreia da seleção na Copa das Confederações, marcada para 11 dias depois. No que diz respeito ao campo, Mano parece cada vez mais convencido de sua escalação ideal. Recentemente, o técnico disse que já tem o time base para o torneio, salvo alguma ausência por lesão. Pelo que foi visto nos últimos amistosos contra China, Iraque e Japão, o Brasil deve ir à campo sem um típico camisa 9. Depois de tentar Leandro Damião, Pato e Luis Fabiano, o treinador esboçou dois atacantes mais abertos, casos de Neymar e Hulk, e gostou. Assim, é muito provável que a seleção brasileira jogue, depois de muito tempo, sem uma referência no ataque, como foi com Ronaldo nas últimas décadas, por exemplo. No meio-campo, o nome da vez é Oscar,

www.revistaendorfina.com.br

que ganhou a boa companhia de Kaká. O armador do Real Madrid deu mais peso a um time jovem. Um pouco mais atrás, Paulinho e Ramires fazem a dupla de volantes, podendo variar com as entradas de Sandro e Rômulo. As laterais estão ocupadas. Na direita, Daniel Alves. Na esquerda, Marcelo. O miolo de zaga tem Thiago Silva, incontestável, e mais um. A briga está entre David Luiz e Dedé. Pela rodagem no futebol europeu, o zagueiro do Chelsea está na frente. No gol, depois de um longo hiato a partir da Copa-2010, Diego Alves é o favorito a assumir a camisa 1. O goleiro, que reveza a titularidade no Valencia, mostrou segurança quando exigido na seleção. Sóbrio, tem características semelhantes à de Taffarel, especialmente na hora de pegar pênaltis. Victor, Jefferson e Cássio brigam por duas vagas como reservas.


www.revistaendorfina.com.br

91


brasil 2014 Foto: Portal CBF

Ases da Copa Neymar

[ Ano4 | Número21 ] 2012

Nascimento: 05/02/1992 (20 anos) Peso: 65 kg Altura: 1,74kg Posição: Atacante Clube: Santos (desde 2009) Principal esperança do futebol brasileiro na Copa-2014. Franzino, enfileira zagueiros com a mesma facilidade com que sofre faltas. Já passou da barreira dos 100 gols com a camisa do Santos em apenas três anos como profissional. Ainda pelo Peixe, já é o maior artilheiro da equipe na era pós-Pelé, além de estar entre os quatro maiores artilheiros do alvinegro na história da Libertadores. Destaca-se pela facilidade no drible e a frieza na conclusão ao gol. Na seleção, tem alternado boas e más exibições.

92

www.revistaendorfina.com.br


www.revistaendorfina.com.br

93


brasil olímpico

Esporte A não é assist Nadador André Brasil conquistou cinco medalhas durante as Paraolimpíadas de Londres-2012 e luta pela igualdade de direitos entre os atletas Por Diogo Patroni

[ Ano4 | Número21 ] 2012

Brasil até no nome É uma responsabilidade carregar uma nação no nome. Mas que não diminui a importância do Esteves do meu pai. Sinto alegria de representar um povo sofrido que ainda é subjugado, e a cada dia luta pela vida.

Fotos: Buda Mendes/CPB

94

www.revistaendorfina.com.br


Adaptado tencialismo R

ecentemente o mundo acompanhou a luta por medalhas, a busca incessante pelos resultados, o choro pela derrota, a emoção pela vitória e a quebra de recordes. Cenário comum nas competições esportivas. Certamente você pensou que esse é o retrato das Olimpíadas? Mas a cena descreve a última edição das Paraolimpíadas, realizadas de 29 de agosto a 09 de setembro, em Londres-ING. O evento voltado ao esporte adaptado é a valorização e o ápice de atletas, que por um motivo se viram obrigados a conviver com as adversidades impostas pela vida. André Brasil Esteves é um desses ícones que durante os Jogos deram mostras de sua real capacidade. O atleta conquistou cinco medalhas na natação categoria S10 (para atletas com poucas limitações físico-motoras), sendo: três ouros (50m livre; 100m livre; 100m borboleta) e duas pratas (100m costas e 200m medley). Além de quebrar os recordes: mundial nos 50m e paraolímpico nos 100m borboleta. Feitos que se somam a outras cinco medalhas (4 ouros e 1 prata) das Paraolimpíadas de Pequim-2008. “Esses resultados são motivo de orgulho não só pra mim, mas para todos que estão junto comigo. É preciso fazer mais

pelo esporte adaptado e sinto que tenho muito a contribuir. A medalha é só um objeto que representa tudo o que foi feito no passado”, destaca o nadador. A natação do Brasil conquistou 14 medalhas. Enquanto a delegação paraolímpica brasileira conseguiu em Londres, seu melhor desempenho, terminando na sétima colocação geral com 43 medalhas: 21 ouros, 14 pratas e 8 bronzes.

Reconhecimento Logo aos três meses de idade André Brasil, contraiu poliomielite (paralisia infantil) por reação vacinal, o que resultou no encurtamento de uma de suas

www.revistaendorfina.com.br

pernas. Após mais de sete cirurgias na infância, encontrou na natação a alternativa para combater a doença. No entanto, começou a competir apenas aos 20 anos de idade, quando se encantou com Clodoaldo Silva nas Paraolimpíadas de Atenas-2004. Oito anos após e 10 medalhas paraolímpicas, Brasil “empunha” a bandeira em prol do reconhecimento e pela igualdade dos direitos. “Esporte adaptado não é assistencialismo e inclusão. Mas sim uma forma de competir dentro das limitações de cada um. Temos que mudar a mentalidade das pessoas de que o atleta portador de necessidades é coitado. Essa é uma

95


brasil olímpico

[ Ano4 | Número21 ] 2012

questão cultural que aos poucos vem se transformando”, explica. O nadador acredita que o paradesporto deve ser algo integrado aos esportes “convencionais” com confederações e eventos únicos. “Nos Estados Unidos e Canadá, por exemplo, as seletivas olímpicas e paraolímpicas acontecem juntas. Primeiro você vê um ídolo como o Phelps competir, e dois minutos depois acontece a prova adaptada. Assim, as pessoas passam a conhecer mais os atletas e a se familiarizar com cada um”, ressalta o campeão paraolímpico. Tradicionalmente as paraolimpíadas acontecem logo após as Olímpiadas, porém a dimensão do evento ainda é inferior em relação aos Jogos. Ainda assim, a edição de Londres-2012 registrou um público de 2,7 milhões de expectadores, com quebra de 421 recordes paraolímpicos e de 251 recordes mundiais. “Os jogos paraolímpicos são a forma de corrigir tudo o que deu errado nas Olímpiadas. A organização e a estrutura são impecáveis, pois o esporte adaptado requer um cuidado um pouco maior por conta das limitações dos atletas. As pessoas me perguntam se as Paraolimpíadas são inferiores e respondo: Olímpiada ou Paraolimpíada pouco importa. É o maior evento do mundo e que bom que tenho chance de competir”, ratifica o nadador. Dono de 10 medalhas paraolímpicas, André Brasil, é considerado um dos grandes nomes da natação adaptada. Entretanto logo em seu início de carreira, mesmo que tardio (passou a competir somente aos 20 anos), teve que conviver com as desconfianças do Comitê Parao-

96

“Os jogos paraolímpicos são a forma de corrigir tudo o que deu errado nas Olímpiadas. A organização e a estrutura são impecáveis límpico Internacional, que o “julgou” apto demais para competir na categoria S10. Ou seja, o órgão acreditou que o brasileiro não possuía deficiência motora e por isso não poderia participar das provas. Brasil teve sua carreira interrompida entre setembro de 2005 a abril de 2006, e após apresentar um laudo na qual constatava

Nome: André Brasil Esteves Nascimento: 25 de maio de 1984 Local: Rio de Janeiro-RJ Altura: 1,83m Peso: 84Kg Modalidade: Natação Categoria: S10 Clube: E.C Pinheiros Técnico: Felipe Domingues

www.revistaendorfina.com.br

sua deficiência por poliomielite conseguiu retomar o direito de competir. “Esse foi um momento importante na minha vida e na minha carreira. Queria provar para eles (Comitê) que era capaz de igual para igual em qualquer categoria, pois sempre participei de competições sem deficiência. Mas o que eu queria era que reconhecem a minha limitação e me deixassem fazer aquilo que eu mais sabia fazer”, esclarece. O nadador que também estudava fisioterapia aproveitou o “contratempo” para aprimorar suas teses em torno do tema. “Me dediquei aos estudos e pesquisas. Discutia as questões envolvendo meu caso com os professores. Não me revoltei contra o mundo, mas esse foi o momento que mais cresci como profissional”, relembra.

Paradigmas André Brasil é um atleta diferenciado, não apenas por conta de seus resultados,

Medalhas: Paraolímpiadas: 10 (7 ouros e 3 pratas) Mundiais: Durban-África do Sul 2006 – 4 ouros e 2 bronzes | Eidhoven-Holanda 2010 – 5 ouros e 2 pratas | (25m) Rio de Janeiro-Brasil 2009 - 7 ouros e 2 pratas | Paranpanamericanos: Guadalajara-2011 – 6 ouros | Rio-2007- 6 ouros, 1 prata e 1 bronze


www.revistaendorfina.com.br

97


brasil olímpico Foto: Ricardo Bufolin/ECP

completa “Infelizmente as pessoas ainda veem o esporte adaptado como algo social e não é”. O atleta do Esporte Clube Pinheiros, se vangloria de aos 28 anos conseguir uma certa independência financeira, comprar seu primeiro imóvel em São Paulo e de construir uma família. “Tenho meu clube e meus patrocinadores que me apoiam. Mas como diz meu mentor Gustavo Borges, ser atleta de alto rendimento e um estado de espírito e um dia acaba. Então devemos plantar as sementes nesse período para no futuro colhermos o que fizemos”. André Brasil pretende seguir carreira até 2020 para depois se dedicar a profissão de fisioterapeuta e a gestão esportiva. “O esporte vem passando por uma transformação e as exigências são mais específicas. A gente consegue mudar a cultura de povos e países, mas não uma nação. Depois de 2020 quero olhar para trás e ver que representei o meu país com

[ Ano4 | Número21 ] 2012

mas por expressar claramente seus sentimentos e desejos em prol do esporte adaptado. A palavra superação muito utilizada para “reverenciar” os feitos de esportistas nessas condições é algo que não passa pela sua cabeça. “Acredito em trabalho e na busca de objetivos. Superação cada um tem a sua em qualquer atividade que se propõem a fazer. Talvez a pessoa com deficiência valorize mais seus objetivos, em função das situações adversas enfrentadas ao longo da vida”, explica. O campeão paraolímpico atribui que o reconhecimento é talvez uma das maiores barreiras que circundam o esporte adaptado. “Os patrocinadores precisam se atentar mais as questões a longo prazo e investir na imagem do atleta. Cielo é meu amigo e as vezes treinamos juntos. Eu não me sinto deficiente e tampouco desvalorizado perto dele. Mas sabemos os limites de cada um. Devemos evitar a exploração pontual e a chave da mudança é essa”, destaca André Brasil, que

98

www.revistaendorfina.com.br

a sensação de dever cumprido”, finaliza. Mas antes disso pretende participar dos Jogos Paraolímpicos do Rio-2016. “Por ser em casa quero participar do Rio. Até lá muita coisa acontece e o corpo muda. Pretendo participar de no máximo quatro provas. Tenho certeza que faremos uma festa bonita, mas a transformação precisa ocorrer já. Não dá para aceitar o que fizeram com o Maria Lenk, após o Pan-Americano”, finaliza.


www.revistaendorfina.com.br

99


aquáticos

Você conhece o

Waveski? Já imaginou dropar uma onda sentado na prancha e utilizando remos? Conheça a modalidade de Canoagem Onda que tem conquistado muitos adeptos nas praias brasileiras

O Brasil está no ranking entre os dez melhores do mundo, sendo a prática mais comum em São Paulo e Santa Catarina

Por Debora Ornelas

O

Waveski é uma das classes da Canoagem Onda. Nesse esporte seguro, mas muito radical, o praticante é desafiado a enfrentar ondas sentado em uma prancha especial e fazendo manobras com o uso de um remo. O Brasil está no ranking entre os dez melhores do mundo, sendo a prática mais comum em São Paulo e Santa Catarina, polos onde as competições e treinamentos aconte-

100

cem. “No mundo, a tradição do Waveski está na África do Sul, França e Austrália”, conta Chrystian Borba, supervisor do Comitê de Canoagem Onda da Confederação Brasileira de Canoagem (CBCa) e presidente do Clube de Canoagem de Barra Velha. Ainda pouco conhecido, o Waveski surgiu antes do próprio surfe. No século XV, caravelas espanholas encontraram no litoral peruano, na América do Sul, peque-

nas embarcações semelhantes ao caiaque, feitas de fibra e utilizadas para a pesca. Os homens entravam no mar remando com um pedaço de bambu e, após soltar a rede, voltavam surfando na onda. Já a prática ligada ao esporte surgiu em 1962, na Austrália, com os grupos de fiscalização e segurança dos campeonatos de surfe, que se deslocavam na água em pranchas tipo Waveski e desciam as ondas nos intervalos das competições. O


www.revistaendorfina.com.br

101


aquáticos primeiro Campeonato Mundial aconteceu em 1975, na África do Sul. No Brasil, a Canoagem Onda vem ganhando força a cada ano e se divide atualmente em duas classes: Kayaksurf e Waveski, com campeonatos simultâneos para os dois esportes. Para os iniciantes, o segredo é conhecer o equipamento, aprender a remar e dominar as técnicas de “rolamento” e o “ducke dive”.

O que você vai precisar? Uma prancha e um remo. O custo médio da prancha é de R$ 2.000,00 e do remo R$ 500,00, para equipamentos de ponta Há diversos equipamentos sofisticados, como roupas, quilhas e outros acessórios. O Brasil é conceituado internacionalmente em equipamentos de Waveski, com grandes fabricantes que atendem ao mercado interno e demandas internacionais. “O Brasil é privilegiado no Waveski, pois temos um dos melhores shapers do mundo: Rogério Cruz. Ele já viajou o mundo inteiro e está atualizado nos melhores equipamentos para a modalidade”, destaca Chrystian.

A prancha

Com cerca de 6kg e produzidas artesanalmente, são revestidas de resina epóxi e bloco EPS. As medidas são de acordo com o peso e tamanho do waveskier. O atleta usa um cinto que lhe prende ao assento e outro para fixar os pés, localizado próximo ao bico. Podem apresentar de uma a quatro quilhas. “Atualmente, as pranchas triquilhas (thrusters) são as mais usadas, modelo que vem sendo desenvolvido com novos designs, angulações e posicionamento para melhorar o desempenho da prancha”, explica Chrystian Borba. Mas atenção: o bico, a rabeta e as quilhas são altamente cortantes!

O remo

Tem aproximadamente 1,7metros e, geralmente, é feito de fibra de carbono. Serve para auxiliar nas manobras e ajudar o atleta a desviar da arrebentação da onda.

O leash

Também conhecido por “cordinha”, é muito utilizado para evitar nadar até a praia atrás da prancha ou mesmo que o waveski acerte um banhista na arrebentação quando estiver indo solto rumo à praia. Há seis tipos de fundos para a prancha, que proporcionam desempenhos diferentes. Há também cinco tipos de rabetas, com fundamentos que indicam o comportamento da prancha em ação.

[ Ano4 | Número21 ] 2012

Foto: Cadu

102

www.revistaendorfina.com.br


www.revistaendorfina.com.br

103


aquáticos

Iniciando no Waveski 1 O waveski deve estar adequado ao seu peso e altura.

2 Com a “prancha” na água, sente-se com uma perna de cada lado.

3 Apertar o cinto bem firme é fundamental para divertir-se e estar seguro.

4 O assento deve ser revestido em borracha para maior firmeza e aliviar impactos.

5 O waveski é oco. Confira se o tampão está bem lacrado antes de entrar na água.

6 Use um leash pequeno no remo prendendo-o em frente às pedaleiras, para não separá-lo da prancha.

Treinando

Aprenda a remar em um local protegido das ondas do oceano, como uma lagoa, um rio de águas calmas ou uma piscina grande. Pratique ajustar e soltar o cinto até se familiarizar com a posição da fivela. Quando estiver confiante, tome bastante ar e role de cabeça pra baixo. Invertido, conte até vinte antes de abrir o cinto. Feito isto algumas vezes, você saberá como é estar debaixo d’água quando o waveski virar, evitando entrar em pânico.

[ Ano4 | Número21 ] 2012

Técnicas de rolamento

104

Rolar é uma habilidade importante para waveskiers. O rolamento deve ser praticado em uma piscina calma, para adquirir confiança em um ambiente controlado e seguro. Há uma lista de técnicas e exercícios de rolamento, e novas maneiras podem ser encontradas para trazer o waveski para a vertical. Pratique muito até adquirir confiança.

A manobra Duck Dive

O duckdiving permite o waveskier furar ondas e ultrapassar além da turbulência da onda quebrada. Para alcançar este efeito submarino, o waveskier controla o ângulo da prancha empurrando o bico debaixo da onda. É essencial fazer o duckdive para varar a arrebentação e escolher um local onde as ondas sejam mais longas para treinar. “Todas as manobras aplicadas no surf são realizadas no Waveski, sentados e com auxílio do remo”, diz Chrystian.

Principais manobras

• Drop: dropar a onda. • Botton turn: descer a onda e manobrar forte, impressionando quem estiver olhando. • Aéreos: provavelmente a manobra mais espetacular, de alto risco. O atleta preso ao cinto “voa” e vira de cabeça para baixo com perfeito controle, pousando suave e seguro. É a manobra em que o waveskier mais ganha respeito e rivalidade dentro d’água. • Tubo: surfar dentro da onda, a manobra de maior pontuação do surf.

Como está o crescimento do esporte no Brasil?

O esporte está em plena ascensão no país, com muitos praticantes nos estados

www.revistaendorfina.com.br

onde as principais competições acontecem (litoral Sul e Sudeste e no Ceará). A Confederação Brasileira de Canoagem recentemente conquistou o direito de sediar o Mundial de Waveski, que acontecerá no Brasil de 22 a 28 de Abril de 2013, no Estado do Ceará, na paradisíaca praia de Icaraí. No mês de setembro a equipe brasileira de Waveski, patrocinada pelo Ministério do Esporte e pela Sul Mar Pescados, esteve na Indonésia, em Mentawaii, para um treinamento específico e intenso para o mundial. Entre os participantes estavam Chrystian Borba, Luciano de Bastiani, Rogério Cruz, Marco Marcondes e Fernando Belarmino. “Pegamos altas ondas!”, ressalta Chrystian.

Fique ligado!

Nos dias 1 e 2 de dezembro, será realizado o campeonato sul-americano de Canoagem Onda (Waveski e Kayaksurf), na cidade de São Francisco do Sul – Santa Catarina. Fonte: página oficial da CBCa: www.canoagem.org.br


www.revistaendorfina.com.br

105


aventura

Ciência, geografia, biologia e esportes Mergulhe conosco nessa expedição em cavernas, desfrute de um visual encantador e aprecie a riqueza da fauna e da flora da Mata Atlântica Por Henrique Mota Fotos: Natalia Gori

Fotos do Parque Estadual Turístico do Alto do Ribeira (PETAR)

[ Ano4 | Número21 ] 2012

M 106

odalidade que vai dos conhecimentos científicos dos estudos até a prática do esporte. Para quem não conhece, esse é o espeleoturismo, prática esportiva e recreativa de visitação às cavernas. A técnica refere-se à espeleologia, que aborda o estudo do meio subterrâneo, tanto da evolução das cavernas e seus ambientes, como também o desenvolvimento de técnicas de prospecção e exploração. A atividade proporciona diversas novidades aos praticantes como conhecer novos lugares, explorar enormes salões, descer centenas de metros em sequências de intermináveis abismos.

O PETAR (Parque Estadual Turístico do Alto do Ribeira), considerado uma das unidades de conservação mais importantes do mundo, abriga a maior porção de Mata Atlântica preservada do Brasil. Ao todo são mais de 300 cavernas, sendo 12 com acesso aos turistas. As cavernas oferecem vários níveis de desafios, desde enormes rios, escaladas, mergulhos e rapel até aquelas com estruturas turísticas, como escadas, passarelas e pontes. São diversas dimensões, formas e ambientes, que atraem grande número de visitantes e estudiosos. O PETAR fica localizado no sul do Es-

www.revistaendorfina.com.br

tado de São Paulo, nas escarpas da Serra de Paranapiacaba, na transição entre a Baixada do Ribeira e o Planalto Atlântico, e assume características peculiares como relevo, litologia, clima, entre outras. Segundo o assessor técnico do PETAR, Tadeu Gonçalves, as atividades desenvolvidas em cavernas são oferecidas comercialmente, em caráter recreativo e de finalidade turística. “As cavernas do PETAR proporcionam um dos espetáculos mais incríveis da natureza com impressionantes e magníficos espeleotemas (estalactites,


estalagmites, cortinas, flores, colunas, etc.)”, diz Gonçalves. As atividades são sempre guiadas por monitores profissionais com licenciamento específico para essa modalidade. Eles coordenam o grupo e verificam toda situação antes de começarem a expedição. Também são incumbidos de certificarem todas as dificuldades técnicas, físicas e psicológicas do local. O bom espeleólogo deve conhecer desde a melhor vestimenta para uma caverna específica até procedimentos complexos de descida e subida por corda. “O profissional recepciona, orienta, prepara e conduz o cliente de forma segura nas atividades de espeleoturismo de aventura. Além de atender aos requisitos da Norma ABNT NBR15399, o condutor de espeleoturismo de aventura deve atender aos requisitos definidos na ABNT NBR 15285”, reitera o assessor técnico. Apesar dos riscos que envolvem os esportes de aventura, o espeleoturismo

encanta por sua beleza e pela exploração do novo, conforme declara o educador físico, Rogenyson Michel Sampaio dos Santos. “O Brasil é um país vasto para o espeleoturismo, segundo o Cadastro Nacional de Cavernas são mais de Cinco mil

As atividades são sempre guiadas por monitores profissionais com licenciamento específico para essa modalidade cavernas, fora as muitas que ainda não foram descobertas. Nas próximas semanas pretendo reunir amigos e participar de uma expedição para satisfazer meu desejo por aventuras, e pela busca do desco-

nhecido”, revela. “As expedições no PETAR são realizadas em trilhas de curta e média duração, com diferentes graus de dificuldades e acesso à cachoeiras, cavernas, sítios arqueológicos e sambaquis caminhando por trechos de floresta. Entre as cavernas se encontram a Casa de Pedra, com o maior pórtico de caverna do planeta (2,15m de altura), e Santana, uma das maiores e mais ornamentadas do Estado. Destaca-se a Trilha do Betari, que segue o rio formando ao longo do seu curso diversas piscinas naturais”, descreve Gonçalves. Para quem deseja iniciar a aventura do turismo em cavernas confira abaixo o que o PETAR oferece aos visitantes: Núcleo Santana Localiza-se no vale do rio Betari. Oferece diferentes roteiros de visitação como: a caverna de Santana, a trilha do Betari (Caverna Água Suja, Cafezal, Torre de Pedra e cachoeiras do Betarizinho e

Cuidados na caverna

O

espeleoturismo como qualquer outra atividade também gera riscos, caso não sejam feitos os procedimentos corretos. Por exemplo, picadas de insetos e animais peçonhentos, quedas provenientes de trechos de escalada sem a devida segurança, ou até vestimenta mal adaptada pode causar hipotermia em cavernas molhadas. Para a segurança é adequado sempre obedecer às instruções e orientações do condutor. Algumas dicas são necessárias, tais como: Equipamentos de segurança, como corda, cinto de segurança para turistas, principalmente em cavernas horizontais; Lanterna acoplada ao colete, evite lanterna nas mãos; Vestimenta adequada, (de preferência macacão) às condições de umidade e temperatura da caverna. Evite bermudas e calçados inadequados; Calçado resistente (de preferência bota de cano alto); Mochilas de PVC; O grupo deve estar sempre unido e buscar o auxílio do monitor; Equipamentos de emergência são essenciais para auxilio ao percurso, como por exemplo: lanternas reservas,

pilhas, isqueiro, canivete, comidas energéticas, mantas térmicas, pequena corda, mosquetões extras e materiais de primeiros socorros; Em alguns casos, a expedição pode apresentar trechos de natação, então coletes salva-vidas e boias são necessários; O monitor deve ter total conhecimento da caverna em que for conduzir os grupos, traçar percursos seguros com o mínimo de impacto possível ao ambiente cavernícola, verificar as condições de manutenção de todos os equipamentos individuais e coletivos e estabelecer planos prévios de emergência para eventuais resgates e escapes necessários em caso de acidentes.

www.revistaendorfina.com.br

107


aventura

Andorinhas) e a trilha do Morro Preto-Couto (Grutas do Morro Preto, cachoeira do Couto e Caverna do Couto). Conta também com um Centro de Visitantes com exposição permanente. Núcleo Caboclos Localiza-se na região central do Parque. Com relevo de planalto e altitude mais elevada é o ponto de partida para visitas em cavernas e cachoeiras    (Sete Reis e Maximiano) e outros atrativos, como a trilha do Chapéu (Gruta do Chapéu, Mirim I e II e Aranhas), trilha do Temimina (Caverna Temimina), trilha da Pescaria (Caverna Pescaria e Desmoronada). Núcleo Ouro Grosso Situado próximo ao bairro da Serra (Vale do Betari), conta com um centro de Educação Ambiental, voltado ao desenvolvimento de atividades junto à comunidade local e à rede escolar. É ponto de partida para visita às cavernas do Ouro Grosso e Alambari de Baixo.

com uma base de fiscalização e controle turístico, localizada no Vale do rio Iporanga. PETAR Taxa de entrada: R$ 9,00 (integral) e R$ 4,50 (meia entrada) Isentos: menores de 12 anos, maiores de 60 anos, pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida. Dias de visita: Terça a domingo, das 8h às 17h. Hospedagem: R$ 17,00 por pessoa/ pernoite (reserva antecipada)  Não é necessário agendamento para as visitas diárias, sendo que a distribuição dos grupos é por ordem de chegada.

[ Ano4 | Número21 ] 2012

Núcleo Casa de Pedra Dá acesso para uma das cavernas com um dos maiores pórticos de entrada do mundo (2,15m   de altura). O Núcleo conta

108

As cavernas do PETAR proporcionam um dos espetáculos mais incríveis da natureza com impressionantes e magníficos espeleotemas www.revistaendorfina.com.br


www.revistaendorfina.com.br

109


Radicais Foto: Natalia Gori

A 14032 L 782

A 23502 L 442

Sem risco 110

www.revistaendorfina.com.br


longe Conheça mais sobre o universo do esporte aéreo e descubra por que o balonismo é uma febre mundial Por Flávia Ribas

A

ndar de balão pode parecer radical para uns ou simplesA modalidade mente prazeroso para outros. pode ser praticada O balonismo é uma modalidade que começou a ser difundida no país em qualquer na década de 90, e que nos últimos anos parte do mundo, ganhou muitos adeptos, sejam aqueles que basta o tempo em praticam a passeio ou os que competem profissionalmente. condição estável e Para conduzir um balão de ar quente o piventos calmos loto necessita ter habilitação. No Brasil não existe um curso regular, porém o interessado deve fazer uma preparação teórica, além de contratar um instrutor. Somente depois de 16 horas/aula de voo o piloto está pronto para decolar sozinho. “Eu realizo voos de balão há 25 anos. Comecei como piloto de avião amador e conheci uma pessoa que na época queria construir um balão. Não entendia nada do assunto, mas topei (risos). Então, o construímos e comecei a pegar gosto pela coisa. Hoje, tenho uma escola que realiza passeios com passageiros no interior de São Paulo”, afirma Miguel Leiva, piloto do centro de Balonismo Boituva, no interior de São Paulo. A modalidade pode ser praticada em qualquer parte do mundo, basta o tempo em condição estável e ventos calmos. No Brasil, além de Boituva, cidades como Piracicaba

O piloto Miguel Leiva explica algumas regras para um voo ideal: Os riscos de acidentes são muito pequenos, pois o balão atinge uma velocidade baixa; Os passageiros recebem instruções de como se portarem durante a decolagem e o pouso,

recomenda-se, também o uso roupas confortáveis; Os voos são realizados aos finais de semana e feriados; O balão chega a uma altura que varia entre 300 e 500 metros; O tempo médio de voo é de 50 minutos à 1h10min, dependen-

www.revistaendorfina.com.br

do das condições climáticas; Os voos podem ser compartilhados ou fechados e os balões comportam de dois a 16 lugares. Para obter mais informações, acesse: balonismoboituva.com.br

111


Radicais tudo que temos no Brasil. O clima é árido e a paisagem figura entre morros baixos e formações rochosas bem peculiares. Outro atrativo é poder ver as cavernas que eram esculpidas pelos homens e utilizadas como moradias. O prazer de ouvir o silêncio lá em cima é único”, conta a estudante Natalia Gori, 25 anos.

Entre nuvens

[ Ano4 | Número21 ] 2012

e Sorocaba, situadas em São Paulo e Torres, no Rio Grande do Sul, são conhecidas pela prática da técnica. Ao redor do mundo, dependendo da época do ano, os destaques são a Inglaterra e os Estados Unidos. Já a charmosa cidade de Capadócia, na Turquia, tornou-se tradicional por realizar passeios que sobrevoam as rochas avermelhadas e os vales da região, resgatando toda a cultura e história local. “É um cenário bastante diferente de

A fotógrafa Sarita Freitas, 31 anos, aceitou o convite de uma amiga e após ter de mudar de data, devido à instabilidade do tempo, conseguiu aproveitar o passeio com um grupo de oito pessoas, em Boituva. “Tive a sensação de ter o mundo aos meus pés. O local escolhido tinha uma paisagem muito bonita. Nunca tinha feito nenhum esporte parecido, mas o voo foi bem tranquilo e seguro, com pouca adrenalina. Confesso que o balonismo despertou o meu interesse em saltar de paraquedas (risos)”, revela. Já a estudante Luciana Basile, 24

112

www.revistaendorfina.com.br

anos, ganhou o passeio do seu namorado. “Era meu aniversário e o meu namorado fez uma surpresa pra mim. Na época, ele morava na Irlanda, então ligou para uma empresa de balonismo no Brasil e pediu para que me entregassem uma carta com um vale passeio. Eu fiquei super animada, porque andar de balão sempre foi meu sonho. Desde pequena eu tinha curiosidade em entender como seria voar com ‘fogo’,” relembra. “Eu lembro que o passeio começava às 6 horas da manhã, pois o intuito era apreciarmos o nascer do sol. A sensação de leveza foi surpreendente. O balão foi subindo e aos poucos toda a paisagem foi ficando cada vez menor e menor. Nunca vou me esquecer da imagem dos balões se entrelaçando entre as nuvens e os passarinhos. Depois da aterrissagem, para completar, o nosso grupo teve direito a um café da manhã com frutas e bolo”, completa Luciana.


www.revistaendorfina.com.br

113


Importado e distribuido por:


facebook.com/midwaylabs

“Crianças, gestantes, nutrizes, idosos e portadores de enfermidades: Consultar um médico antes de consumir o produto.” “ Não é recomendando o consumo com bebida alcoólica.’’ “NÃO CONTÉM GLÚTEN” “Contém 80mg/250ml de Cafeína

www.psychodrink.com


duas rodas Fotos: Dream Bike

além das duas rodas Modelos adaptados surgem como alternativa de qualidade de vida aos portadores de necessidades especiais Por Felipe Araujo

[ Ano4 | Número21 ] 2012

R

116

Recentemente as Paralimpíadas de Londres trouxe à tona uma questão relevante para ser discutida pela sociedade. Uma pessoa com deficiência física pode perfeitamente ser um atleta de alto rendimento, capaz de superar seus próprios limites e realizar o sonho de conquistar uma vitória por meio da prática do esporte? Neste ano, foram quebrados 199 recordes mundiais. O número representa cinco vezes mais do que o alcançado pelos competidores nas Olimpíadas. Na última edição dos Jogos, o Brasil conseguiu seu melhor desempenho na história do principal evento esportivo

do planeta. O sucesso no alto rendimento se equipara a evolução que os portadores de deficiência física ‘comuns’ vêm conquistando para manterem uma vida saudável, também com a exploração do esporte.

O responsável por trazer a ideia para o país é Rubens Sérgio Ribeiro, fundador da Dream Bike Uma das maneiras que o cidadão portador de necessidades especiais encontra para fazer exercícios é a bicicleta adaptada.

www.revistaendorfina.com.br

Portadores de paralisia cerebral, com alguma capacidade de locomoção, paraplégicos e deficientes visuais podem usar tanto bicicletas, como triciclos, tricicletas, especialmente modificados para pedalar com as mãos, com lugar extra para um guia ou até mesmo com apoiadores de tronco e quadril. Estas são alternativas que já existiam há algum tempo fora do Brasil, e que se tornou realidade por aqui no início dos anos 90. O responsável por trazer a ideia para o país é Rubens Sérgio Ribeiro, fundador da Dream Bike. Ele desenvolve projetos de acordo com a necessidade do usuário e ajuda crianças da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) e da Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD) a manterem uma vida saudável, por meio de doações de triciclos adaptados para as entidades.


A STILE PILATES TEM ORGULHO DE APRESENTAR SUA LINHA DE EQUIPAMENTOS PARA PILATES E PROPORCIONAR: PARA VOCÊ

PARA SEU ALUNO

Conforto

Flexibilidade

Segurança

Vitalidade

Resistência

Coordenação

Satisfação

Força

E AINDA, UM PRESENTE ESPECIAL PARA VOCÊ: ESTADIA NO CARIBE*

*Vide regras no estande

www.stilepilates.com.br Rua Bernardo Monteiro, 295 - Santa Edwiges | Contagem | Minas Gerais |Brasil | CEP 32040-250 www.revistaendorfina.com.br Telefones: (031) 3334-0232 | (031) 25116236 | (031) 25116230

117


duas rodas

[ Ano4 | Número21 ] 2012

“Eu vejo isso acontecer (vida saudável). Acredito que o triciclo seja um incentivo para as crianças portadoras de necessidades especiais praticarem exercícios. É uma alternativa que encontramos para dar mais qualidade de vida a elas”, afirma Rubens Sérgio. Audrey Sartori Cabral, fisioterapeuta da AACD Santana, ressalta a importância dos triciclos no tratamento direcionado ao público infantil. “Favorece e melhora a força muscular dos membros inferiores, o condicionamento físico e a resistência dos pacientes”. Da mesma forma que a maioria as crianças têm o sonho de aprender a andar de bicicleta, com Rubens Sérgio não foi diferente. Seu caso, no entanto, é um pouco diferente. A realização levou cerca de 30 longos anos para ser concretizada. Impedido de pedalar, em virtude de uma poliomielite, que o deixou com a perna esquerda paralisada, a esperança de dar uma simples volta sobre a ‘magrela’, sustentou uma inspiração que mais tarde viria a ajudar muita gente. É da sua cabeça que triciclos diferenciados e bicicletas engenhosas ganham forma. “É muito gratificante observar quando existe evolução física de algum cliente. Mesmo com todo histórico de atendimentos, cada caso é uma nova emoção”, conta.

118

“Acredito que o triciclo seja um incentivo para as crianças portadoras de necessidades especiais praticarem exercícios...” Inclusão e market Até mesmo a fábrica da Dream Bike tem um aspecto inovador. Desde 1993, a empresa ocupa uma casa de cinco andares, no bairro do Cambuci, na zona sul de São Paulo. De lá para cá, a criatividade de Rubens Sérgio beneficia cerca de cinco mil usuários por ano. Os produtos variam desde patinetes elétricos, capazes de atingir a velocidade de 30 km/h, custeados em R$ 4 mil, até triciclos customizados para grandes organizações, como Coca-Cola, China in Box, Nestlé e Kibom, que têm o objetivo de divulgarem suas marcas ou venderem seus produtos tendo o guidão da bike como um balcão de negócios. No total, o dono da Dream Bike já elaborou doze maneiras diferentes de se pedalar. “Temos certeza que ajudamos muito na inclusão social, pois além do atendimento inicial, o usuário retorna e aí podemos constatar o resultado positivo, seja na reabilitação física como também na mental”, revela Rubens Sérgio. Entre os modelos inusitados, aparecem formatos de vários

Bicicleta adaptada de aro cross

tamanhos e diferentes cores. Tem o com baú de sorvete; aqueles que possibilitam passeio para toda família ao mesmo tempo, com dois ou mais lugares; e o do kit composto por um cesto de metal e duas rodas com sistema diferencial que distribui o peso do ciclista durante os percursos com curvas. Esses mesmos triciclos podem ser vistos nas praias e nos parques da cidade de São Paulo, como Ibirapuera e Villa Lobos, disponíveis para uso das pessoas por meio de aluguel equivalente a um determinado tempo. Os triciclos adaptados para pessoas com dificuldade de equilíbrio dão a opção de escolha entre a tração manual e a tração a pedal, pedalar com os pés ou com as mãos. “As bicicletas promovem maior seletividade e controle dos movimentos, por isso favorece a dissociação dos membros inferiores, além de funcionar como um forte fator motivacional”, afirma o fisioterapeuta Audrey Sartori Cabral.

Bicicleta adaptada de aro grande

www.revistaendorfina.com.br


www.revistaendorfina.com.br

119


duas rodas

Uma história de superação seus primeiros protótipos de triciclos adaptados com a esperança de, um dia, dar uma volta sobre um deles. A evolução do trabalho possibilitou a criação de modelos com encostos especiais, suportes e pedais específicos para que as mãos e pés de pessoas com dificuldades de locomoção continuem se movimentando, mesmo no caso dos triciclos motorizados. Seu trabalho de auxílio aos portadores de necessidades espe-

handbike

[ Ano4 | Número21 ] 2012

Rubens Sérgio Ribeiro se mudou para capital paulista aos 20 anos, vindo de Fernandópolis, cidade localizada a 550 km de São Paulo, para trabalhar com compra e venda de carros. Casado e pai de três filhos, mal sabia que um acidente no ano de 1990 mudaria para sempre sua vida. O empresário foi atingido violentamente por um carro em marcha ré. Com a perna imobilizada durante meses, viu em uma paixão de infância a saída para manter a renda da família. Juntando peças de acordo com o pedido de cada cliente, começou a trabalhar com bicicletas esportivas. Três anos depois do acidente, desenhou

120

www.revistaendorfina.com.br

ciais rendeu alguns reconhecimentos, como o título de “Cidadão Especial”, o troféu de “O Homem do Ano”, em 2009, além de “Embaixador da Paz”, concedido pela Universal Peace Federation.


www.revistaendorfina.com.br

121


nocaute

socos joelhadas ionamento e bom condic

Conheça o Kiai Express, método de treinamento de artes-marciais em circuito que proporciona diversão, bem-estar e qualidade de vida Por Felipe Araujo

[ Ano4 | Número21 ] 2012

A 122

As Artes Marciais Mistas, popularmente conhecidas pela sigla MMA, definitivamente caíram no gosto popular. A prática da luta que reúne vários estilos em um só está entre uma das mais admiradas pelos brasileiros na atualidade. O fato de o país ter campeões em quatro categorias do UFC, principal evento da modalidade, impulsionou vários atletas a treinarem com o objetivo de alcançar fama, dinheiro e o reconhecimento que o esporte tem proporcionado.

A popularidade do MMA despertou também o interesse de muitos que, até então, nunca sequer haviam tido contato com nenhuma arte marcial. Foi pensando nisso que o ex-lutador de taekwondo, Renato Lara teve a ideia de criar o Kiai Express, um circuito de treinamentos semelhante aos que são vistos nos combates entre lutadores profissionais, só que sem qualquer tipo de contato físico. “A maioria das pessoas têm interesse nas artes marciais. Seja pelos benefícios físicos e estéticos, seja pela plasticidade

www.revistaendorfina.com.br

dos movimentos ou pela segurança de saber lutar. Entretanto, grande parte não quer correr o risco proporcionado pelo contato físico de socos, chutes, quedas e torções”, conta Lara.

O que é? O Kiai Express é um circuito de treinamento dividido em 24 estações, que conta com seis grupos de atividades separadas pelo exercício técnico marcial, recuperação ativa, exercício de força e descanso completo. Cada uma das estações tem duração de 30 segundos, sempre com acompanhamento de música motivacional durante a atividade. Os trabalhos são divididos em três níveis de treinamento: iniciante, intermediário e avançado. “Minha ideia


foi levar várias modalidades de lutas em forma de circuito, sem contato físico e em apenas 30 minutos”, afirma o criador do método, Renato Lara, em relação ao tempo total da atividade. Lara também levou em consideração a importância de inovar e criar atividades diferentes para os usuários interagirem dentro de uma academia: “As aulas tem a necessidade de modalidades novas. É um programa que cai como uma luva para gestores”. A necessidade de praticar atividade física orientada regularmente, a busca por exercícios eficazes de rápida duração, o

interesse crescente pelas artes marciais, principalmente o MMA, e a atividade física lúdica, sem riscos e sem monotonia, são algumas das características do Kiai Express, definidas para atender a demanda das pessoas que pretendem emagrecer, tonificar músculos e até mesmo melhorar o condicionamento físico em poucos minutos. O estudante Lucas Sant’Anna, de 22 anos, é um exemplo de praticante que já tinha contato com outras lutas – no caso o judô e taekwondo – e decidiu praticar o Kiai Express, após conhecer o plano de treino. “Percebi que seria a melhor forma

de conciliar aumento de desempenho e treino marcial”. Já a psicóloga Cláudia Leo, 41 anos, diz que conheceu o programa na academia em que as filhas praticam artes marciais. “Decidi fazer porque além de ser um exercício completo e dinâmico, é muito animado e sigo de acordo com o meu ritmo”. Renato Lara destaca que os treinos de Kiai Express são indicados para todos os públicos. “Nosso método é para qualquer pessoa a partir dos 12 anos, que tenha passado por um exame médico e uma avaliação física”, orienta.

A maioria das pessoas têm interesse nas artes marciais. Seja pelos benefícios físicos e estéticos, seja pela plasticidade dos movimentos ou pela segurança de saber lutar mia de tempo, uma vez que bastam 30 minutos para a sua realização; aprendizado de várias técnicas de lutas; não há o risco de lesão por contato com outro oponente; flexibilidade de horário; alívio do stress, já que o aluno vai bater muito; existência de três níveis de execução, à medida que o aluno evolui ele vai trocando de ‘graduação’”, garante.

Resultados e desafios

Segundo Lara, as vantagens também alcançam os proprietários das academias pelos seguintes motivos: Rápido retorno de investimento; Sistema totalmente inovador, não existe em nenhum lugar do mundo; Vinte e quatro alunos a cada meia hora, possibilitando matricular quarenta e oito alunos por hora; As turmas podem ser heterogêneas, uma vez que se trabalha em circuito;

O jovem Lucas Sant’Anna explica porque decidiu iniciar os treinamentos no Kiai Express. “A aula combina exercícios de força e técnicas marciais sempre intensos, pois vão conforme o ritmo de cada um. Isso, juntamente com a música e o ambiente, evita que os treinamentos sejam monótonos e faz com que haja sempre um desafio a ser superado”. Os benefícios assegurados por Renato Lara são diversos. “O Kiai proporciona excelente nível de condicionamento cardiovascular; trabalha todos os grupos musculares do corpo sem o uso de sobrecarga, usando somente o peso corporal; econo-

Apenas um professor de educação física comanda o trabalho; Ao adquirir o sistema não é necessário pagar nenhuma taxa de franquia. O comprador recebe um certificado de compra e direito de uso (marca, sistema e aparelhos são patenteados nacional e internacionalmente); O sistema vem acompanhado da vídeo-aula, que ensina o professor a ministrar as aulas. Vem também com 10 horas de música motivacional. Renato Lara fundador do Kiai Express

www.revistaendorfina.com.br

123


nocaute Atualmente o Kiai Express é visto apenas em Belo Horizonte, em Minas Gerais, na academia JODOJAN. Mas após o lançamento oficial na última IHRSA Fitness Brasil, no início de setembro, Lara está otimista em relação à expansão dos negócios.

Acredito que em poucas semanas já teremos o sistema em várias cidades do país “Já foram feitos alguns pedidos. Acredito que em poucas semanas já teremos o sistema em várias cidades do país. Estamos produzindo para grandes redes. Há também procura por academias da Argentina, Itália e EUA”, revela.

Por dentro do circuito Os equipamentos que compõem o circuito são ergonômicos e com visual bonito e robusto ao mesmo tempo. Conheça cada um deles e sua respectiva função:

[ Ano4 | Número21 ] 2012

Barra fixa: Treinamento da mus- rativa, com mini cama elástica, culatura dorsal e dos bíceps. Acom- boneco de solo, tatame e corda; panha barra solta para realizar Córner: Descanso completo sentado; movimentos com os pés apoiados Boneco de entrada: Treinamento no chão; de entradas de golpes de judô; Barra paralela: Treinamento Saco de pancada: Treinamento dos tríceps e peitoral. Acompanha de chutes com o dorso / peito do pé; cinta elástica para realização de socos frontais apoiado, ou seja, Máquina de joelhada / cotovelada: jab e direto; Treinamento de joelhadas e cotovela-

124

Pneu com marreta: Treinamento de dorsais e deltoide;

das, baseadas no muay-thai;

Step: Treinamento de quadris e glúteos;

Máquina de soco Upper: Treinamento de socos de baixo para cima;

Totem: Mostra os exercícios de recuperação ativa de maneira inte-

Máquina de socos Jab / Direto: Treinamento de socos frontais;

Máquina de Chute: Treinamento de chutes frontais, usando a sola Tatame: Treinamento de amortedo pé, com giros ou não; cimento de quedas e abdominais;

www.revistaendorfina.com.br


www.revistaendorfina.com.br

125 125


Na moda

correndo atrás da Endorfina traz uma retrospectiva inédita da evolução dos tênis de corrida nos últimos 50 anos

T

[ Ano4 | Número21 ] 2012

Por Mariana Souza

126

ênis, jeans e camiseta branca são ícones da moda contemporânea. O tênis combina com quase todos os looks, pode ser usado para trabalhar, passear, ir para balada e praticar esportes. Por isso, a indústria de calçados desenvolveu produtos específicos para cada uma dessas atividades. Dentre os esportivos os modelos de running (corrida), se adequado as necessidades do atleta, podem auxiliar na performance e evitar lesões. A principal influência do consumidor na hora de escolher o tênis de corrida é o design. Coloridos, com tecnologias visíveis e arrojados eles são fundamentais para compor o visual. E o mais importante, essenciais para a saúde dos pés, pernas, joelhos, quadril e até da coluna. Nestes últimos 50 anos a indústria criou novas tecnologias que revolucionaram os tênis de corrida. Amortecedores, sistema de ventilação, design moderno e calçados leves e flexíveis são alguns dos avanços desse período.

Tecnologia Segundo Leandro Moraes, gerente de produtos da área de calçados da Asics Brasil, o desenvolvimento de três inovações se destacaram nestes últimos 50

Os tênis de corrida devem ter bom sistema de ventilação e leveza para que a atividade fique mais ágil. Também são importantes os amortecedores dianteiros para absorver o impacto das pernas, pés e joelhos Nestes últimos 50 anos a indústria criou novas tecnologias que revolucionaram os tênis de corrida. Amortecedores, sistema de ventilação, design moderno e calçados leves e flexíveis são alguns dos avanços desse período anos: “amortecimento em gel; matéria-prima e tecnologia avançada na entressola; investimento na parte de cima (cabedal), permitindo que o calçado interaja perfeitamente com os movimentos dos pés”. Os tênis de corrida devem ter bom

www.revistaendorfina.com.br

sistema de ventilação e leveza para que a atividade fique mais ágil. Também são importantes os amortecedores dianteiros para absorver o impacto das pernas, pés e joelhos. “Os tecidos utilizados em alguns tênis permitem uma maior circulação de ar, o que evita grande transpiração e acúmulo de umidade. Além disso, o peso do calçado está diretamente relacionado ao seu desempenho, pois quanto mais leve mais fácil a atividade. O amortecimento, muitas vezes, está relacionado ao tipo de pisada. Assim, ao escolher o tênis de acordo com a forma como pisa, você automaticamente está adquirindo um calçado com o amortecimento adequado. Amortecedores ‘gel’, ‘wave’, ‘air’ ou de molas são escolhidos de acordo com o gosto de cada um”, explica Marco


www.revistaendorfina.com.br

127


Na moda

Design O design é importante para atrair o consumidor na hora da compra. A primeira característica que o brasileiro observa no momento da escolha do tênis é se a tecnologia é visível. “O brasileiro é muito influenciado por essa relação tecnologia X preço. Quando a tecnologia é visível ele valoriza mais o produto. Só depois avalia conforto e preço”, afirma Leandro Moraes.

Desenvolvimento A concepção de uma nova tecnologia tem seis fases. A primeira é a criação do conceito tecnológico, a partir daí a inovação é definida, em seguida o desenvolvimento da matéria-prima e testes para comprovar a efetividade da inovação. Na sequência ocorre a fase da criação do design, que busca unir beleza e funcionalidade. Em seguida são elaborados protótipos do modelo. E para finalizar os testes de campo. “A Asics tem um Centro de Biomecânica, na sua sede em Kobe, Japão. Lá te-

Acompanhe a evolução dos tênis de corrida nos últimos 50 anos

[ Ano4 | Número21 ] 2012

128

O destaque da época foi o Rome, da Adidas. Lançado em 1960, a novidade era a borracha e a sola mais macias, reforçadas e duráveis. O Rome era mais leve e arrojado que os calçados anteriores. Outros atributos como biqueira de borracha e calcanhar reforçados, fizeram do tênis o mais escolhido por muitos atletas no período.

Atualmente, a corrida “off-road” com tênis específico de trilha é extremamente popular, entretanto o padrinho de todos esses modelos de calçados, foi o Marathon TR, lançado em 1978, pela Adidas. A sola externa convexa do Marathon TR fornecia melhor aderência e estabilidade máxima. A placa estendida minimizava o impacto e reduzia os movimentos do pé na queda.

1986

1972

1960

1970

O modelo Cortez, da Asics, lançado em 1970 foi um dos primeiros a misturar design das sapatilhas de atletismo com características dos calçados de jogging. Na época, os modelos de running quase não possuíam amortecimento. O Cortez, aumentou o tamanho da entressola na região do calcanhar dos tradicionais 16mm para 24mm, visando minimizar o impacto sofrido pelo corredor nessa região.

mos uma pista de 400m com câmeras que captam movimentos slow motion. Testamos os protótipos com corredores no Japão, Estados Unidos e Europa. Dependendo do modelo mais de 90 corredores são envolvidos nos testes de campo. O feedback da origem ao protótipo final que é aprovado”, afirma Moraes. Em média, o tempo para o desenvolvimento de uma nova tecnologia varia entre três e cinco anos. No caso de nova versão, dois anos.

1978

Antonio Ambrósio, ortopedista, traumatologista e médico do esporte do Hospital Samaritano.

Dois anos depois a Nike lançou o Nike Cortez Classic, com o solado em waffle. Bill Bowerman, o dono da Nike, utilizou a máquina da esposa de fazer waffle para criar o primeiro protótipo. O Nike Cortez Classic era mais leve que os outros tênis de treino.

www.revistaendorfina.com.br

A Asics lançou os modelos GT II e Freaks, em 1986, foram os primeiro tênis da série “Asics Gel Cushioning”, com tecnologia em gel. Atualmente, essa tecnologia é a mais conhecida em calçados de alta performance em running.


Em 1984, a Adidas lançou o Micro Pacer, no auge da febre dos robôs e filmes como “De volta para o Futuro”, o tênis tinha visual futurista, o solado minimizava o impacto e reduzia os movimentos do pé na queda. Atualmente, a Puma traz o FAAS 500, inspirado em um dos calçados icônicos da marca, o RS-1. Com tecnologia BioRide, ranhuras flexíveis posicionadas estrategicamente na sola e entressola que auxiliam o movimento e a estabilidade natural dos pés, criando uma transição suave do calcanhar aos dedos do pé. O modelo foi desenvolvido para os corredores que não precisam de todos os recursos do calçado convencional de corridas. A novidade da Asics é o Gel-Nimbus 14, com sistema de amortecimento em Gel, Plus 3 para as mulheres, o calçado feminino possui uma placa de 3mm no calcanhar que alivia o stress dos tendões, principalmente no período pré-menstrual. Destaca-se pela proteção e diversidade de público, uma vez que é o preferido tanto pelos iniciantes como pelos corredores mais experientes. Foi o primeiro modelo a oferecer características diferenciadas para as mulheres. A Adidas traz o adiZero adios 2, indicado para provas longas é o tênis dos maratonistas. Ultra leve e com solado baixo, garante estabilidade e velocidade nas provas. O adiZero adios já subiu mais de 150 vezes no lugar mais alto dos pódios das maratonas internacionais.

A Mizuno lançou o modelo Mizuno Wave Prorunner, em 1998, primeiro tênis de corrida da marca com placa Wave, incorporada na entressola criando funções inovadoras nos calçados para corrida, como amortecimento e estabilidade simultaneamente.

2012 2006

1997 1998

1984

Em 1997, a Asics lança o Gel-Kayano 3, voltado para corredores neutro-pronados. O modelo se destacou pelo suporte no arco plantar, necessário para oferecer maior estabilidade. Além disso, o solado era confeccionado com detalhes especiais na parte frontal para facilitar o “arranque” e melhorar o grip com o solo.

O primeiro Nike Free foi criado em 2004, com o objetivo trazer a sensação de correr descalço. A ideia era criar um calçado que fosse usado para simular o trabalho de fortalecimento dos pés, feito por muitos corredores na areia ou na grama. A Nike inovou com o Nike Free+, em 2006, que permite a interação entre o tênis e alguns leitores de MP3 iPod, por meio de um sensor colocado no calçado esquerdo. A tecnologia permite ao corredor saber a distância percorrida e as calorias queimadas, assim como partilhar ou desafiar outros corredores por meio das redes sociais. Já o Mizuno Wave Prorunner 12 (foto ), lançado em 2009, foi o primeiro tênis desenvolvido de acordo com as características biomecânicas de homens e mulheres. Para os homens, o modelo foi sinônimo de mais segurança e para as mulheres de flexibilidade.

www.revistaendorfina.com.br

129


Na moda

Beabá das tecnologias dos tênis de corrida Amortecimento: Ao praticar corridas, caminhadas e saltos é importante a utilização de um calçado de qualidade e com amortecimento. Devido ao impacto causado sobre pés e pernas, tanto tornozelo como também joelhos podem vir a ficar prejudicados; Absorção de suor: Não deixa os pés transpirarem e elimina a sensação de desconforto;  

Tênis leves: Importante para dar estabilidade; Flexibilidade: É necessária devido ao elevado grau de repetição de movimentos do pé durante a corrida. Fonte: Dr. Marco Antonio Ambrósio, ortopedista, traumatologista e médico do esporte do Hospital Samaritano.

[ Ano4 | Número21 ] 2012

Estabilidade: Oferecem um grande controle sobre o eixo de transição dos pés no solo evitando os movimentos laterais e mediais, devido à utilização

de espuma de dupla densidade na entressola e dispositivos em plástico TPU;

130

www.revistaendorfina.com.br


www.revistaendorfina.com.br

131


[ Ano4 | NĂşmero21 ] 2012

132

www.revistaendorfina.com.br


www.revistaendorfina.com.br

133


pilates

AdoPilates importância

na reabilitação física Como fisioterapeutas podem aplicar o método no tratamento e recuperação de lesões Por Debora Ornelas

[ Ano4 | Número21 ] 2012

H

134

oje, a prática do Pilates já é bastante conhecida. Com um bom número de estúdios específicos e presente em grande parte das academias, muitas pessoas descobriram os benefícios que o método traz para a saúde e para o corpo. Mas o que nem todos sabem é que o Pilates tem sido cada vez mais usado na reabilitação física. Desenvolvido pelo alemão Joseph Pilates no início do século XIX, a eficácia na reabilitação de lesões foi posta em prática por ele e seus companheiros de prisão durante a 1ª Guerra Mundial. Os exercícios conseguiram promover a reeducação dos movimentos, inclusive nos mais debilitados e, desde então, o método tem sido usado capacitando o indivíduo ao maior aproveitamento de suas potencialidades. A fisioterapeuta Danielle Codonho, da Clínica Colunar e especializada em Pilates Clínico Internacional, destaca a aplicação como técnica de reabilitação física. “Considero Pilates um importante e eficaz método complementar num programa de tratamento fisioterapêutico, principalmente em casos de disfunções ortopédicas, por ser altamente eficaz no alívio e prevenção de muitos problemas musculoesqueléticos”, conFotos: Divulgação/Equipe Trabalhando com Pilates

www.revistaendorfina.com.br


firma Danielle. Nenhum recurso fisioterapêutico deve ser dispensado e as técnicas utilizadas são escolhidas e integradas no tratamento conforme a necessidade de cada pessoa. “Quando o paciente chega à clínica, ele deve ter em mãos o diagnóstico médico juntamente com a solicitação de fisioterapia. Após uma entrevista, é possível traçar a conduta a ser tomada. Um recurso muito usado atualmente é o Pilates Clínico”, explica a fisioterapeuta. A instrutora de Pilates Gerusa Gurak, da equipe Trabalhando com Pilates, concorda que o método atua como complemento à fisioterapia convencio-

Por ser um exercício seguro, sem impacto nas articulações, o Pilates Clínico se adequa a prevenção e tratamentos dos mais variados tipos de dores e lesões... nal, e não como substituto. “Ele pode sim ser um caminho para dar continuidade na reabilitação, depois da liberação da equipe responsável”, destaca. “Hoje o Pilates está presente não só em academias e estúdios, mas também nas clínicas e até em hospitais. Ele também tem sido procurado por gestantes, idosos e atletas”, conta Danielle Codonho. A busca pelo método também tem aumentado devido ao ambiente descontraído e agradável de um estúdio. Com todos os benefícios que a aplicação do método Pilates pode trazer, médicos têm indicado a técnica a pacientes para o tratamento de lesões. “É muito importante que o trabalho de reabilitação seja feito especificamente por um fisioterapeuta, onde ele terá todos os recursos para reabilitar a lesão, para só depois começar um trabalho voltado para o fitness, para criar um bom condicionamento, fortalecer a musculatura e, assim, prevenir outras lesões”, reforça Gerusa.

Essência é a mesma Por ser um exercício seguro, sem impacto nas articulações, o Pilates Clínico se adequa a prevenção e tratamentos

www.revistaendorfina.com.br

dos mais variados tipos de dores e lesões, principalmente as musculoesqueléticas, como a maioria dos problemas na coluna - desvios causados por má postura, hérnia de disco e outros – além de problemas neurológicos (acidente vascular cerebral, mal de parkinson), fibromialgia, artrose e artrite reumatoide,

A exemplo do fitness, o Pilates na reabilitação segue os mesmos princípios fundamentais, que trabalham respiração, alongamento axial e controle de centro, articulação da coluna, organização de cabeça, pescoço e ombros osteoporose, esclerose múltipla, incontinência urinaria, entre outros. “O Pilates é muito indicado também para lesões de joelho, casos de cirurgia nos ligamentos ou de menisco, que necessitem de um bom trabalho de fortalecimento muscular; lesões de ombro, como bursite; e também de pé e tornozelo”, complementa Gerusa. A exemplo do fitness, o Pilates na reabilitação segue os mesmos princípios fundamentais, que trabalham respiração, alongamento axial e controle de

135


pilates

centro, articulação da coluna, organização de cabeça, pescoço e ombros, alinhamento das extremidades, descarga de peso e integração do movimento. A principal função é preparar a pessoa para o dia a dia, ensinando maneiras eficazes de movimento, sem prejudicar articulações e, dessa forma, evitam-se lesões. Por trabalhar vários grupos muscu-

lares simultaneamente, com ênfase na concentração, no fortalecimento e na estabilização de abdômen, coluna e região pélvica (o CORE/ POWERHOUSE), a prática oferece melhora na estabilização da região lombar, alívio das dores nas costas e do estresse das articulações, além da melhora na postura e maior resistência muscular à fadiga para as atividades diárias.

[ Ano4 | Número21 ] 2012

Quais os principais benefícios do Pilates?

136

• Alonga, tonifica e define a musculatura sem exageros • Trabalha a percepção do corpo e da mente • Reduz o estresse e alivia as tensões • Melhora a circulação sanguínea • Aumenta a coordenação neuromuscular • Oferece alívio das dores nas costas e o estresse das articulações • Complementa o treino esportivo O grande diferencial do Pilates na reabilitação é a possibilidade de um atendimento individual, considerado indispensável, e a adaptação que o profissional

terá para este tratamento. “A aula de reabilitação individual permite criar desafios e uma boa concentração do paciente na melhora da região da lesão”, ressalta Gerusa Gurak, instrutora da equipe Trabalhando com Pilates. “Por ser uma prática de exercícios de forma mais individualizada, acaba atingindo melhor o objetivo do aluno e professor com relação à saúde muscular”.

www.revistaendorfina.com.br

Cuidados

A escolha do acompanhamento deve ser feita com cautela. É necessário que o instrutor dê uma boa orientação biomecânica para que se evite forçar o local da lesão


www.revistaendorfina.com.br

137


endorfina em ação

Confira as ações nos eventos em que a Endorfina participou. Fique por dentro!

01/09/2012 Eduardo Cesar Galli e esposa prestigiam a Endorfina na 13ª IHRSA Fitness Brasil. Local: Transamérica Expo Center-São Paulo-SP

06/10/2012 Maria da Penha Pereira e família fazem sua assinatura em Brasília. Local: Centro de Convenções Ulisses Guimarães-Brasília-DF

01/09/2012 Josué Saldanha participa da promoção 2 anos de Endorfina. Local: Transamérica Expo CenterSão Paulo-SP

06/10/2012 Rodrigo Berno adere a promoção de 2 anos. Local: Centro de Convenções Ulisses Guimarães-Brasília-DF

31/08/2012 Mauro Aranda exibe seu exemplar durante a 13ª IHRSA Fitness Brasil. Local: Transamérica Expo Center-São Paulo-SP

07/10/2012 Adetônio Sousa Junior rece be brindes especiais pela promoção de três ano s. Local: Centro de Convenções Ulisses Guimar ães-Brasília-DF

31/08/2012 Casal Gori exibe seu exemplar durante a 13ª IHRSA Fitness Brasil. Local: Transamérica Expo Center-São Paulo-SP

07/10/2012 Fã dos Lakers Eduardo Santos de Araujo exibe sua Endorfina em Brasília. Local: Centro de Convenç ões Ulisses Guimarães-Brasília-DF

138

www.revistaendorfina.com.br


31/08/2012 ho de Ana Paula e Homero posam junto ao Galin l: Loca . l hisica Pró-P da de estan no Jofre Ouro Éder -SP Paulo Transamérica Expo Center-São

11/10/2012 Eder dos Santos vai levar suas Endorfinas para a Academia Músculos. Local: Centro de Convenções da Bahia-Salvador-BA

31/08/2012 Garoto Fitness Brasil 2012 e Garota Fitness Brasil-SP 2012 também seguem a Endorfina. Local: Transamérica Expo Center-São Paulo-SP

12/10/2012 ss assina Marcia proprietária da Academia Elite Fitne l: Centro Loca . Bahia Brasil ss Fitne sua Endorfina na 12ª de Convenções da Bahia-Salvador-BA

13/10/2012 Personal Joadilson Neri e Wanessa Torres posam ao estilo Junior Cigano. Local: Centro de Convenções da Bahia-Salvador-BA

13/10/2012 José Rodrigues leva as edições e mais o Squeeze da Endorfina. Local: Centro de Convenções da Bahia-Salvador-BA

13/10/2012 Celso Pereira da Planet Fitness Academia e família na 12ª Fitness Brasil Bahia. Local: Centro de Convenções da BahiaSalvador-BA

13/10/2012 Amigas Joseane e Flávia de Arac aju-SE assinam a Endorfina na 12ª Fitness Brasil Bahi a. Local: Centro de Convenções da Bahia-Salvador-B A www.revistaendorfina.com.br

139


fisioshop

Fisioshop endorfina indica Market pesado A Filizola lança uma balança exclusiva para as farmácias e academias viabilizarem os ganhos. O modelo PL Mídia traz um monitor de 19 polegadas com tela de LCD, na qual é possível veicular promoções, anúncios e acessar portais de notícias. O equipamento também possui conexão wireless e compatibilidade com arquivos JPEG, BMP, MPEG4 e DivX. Agora se pesar pode se tornar algo prazeroso e vantajoso. Para mais informações: www.filizola.com.br

Estilo Coca-Cola A coleção verão das sandálias Coca-Cola Shoes está repleta de novidades. Os 20 modelos trazem estampas inspiradas no logo e nas garrafas da marca, em animal print, no calçadão de Copacabana, paisagens, corações e beijinhos. O formato anatômico e as tiras de borracha proporcionam mais conforto aos pés. Enquanto, as garrafas metálicas sob as tiras compõem o look de quem não quer fazer feio durante o verão. Para mais informações acesse: www.cocacolashoes.com.br

Relógio do Bernardinho

Proteína da Soja

O técnico da seleção brasileira masculina de vôlei, Bernardinho, assina a nova coleção de relógios da Touch Watches. Os modelos fazem alusão ao esporte com estojo no formato de bola de vôlei e pulseiras de silicone nas cores: azul, amarelo, branco e preto. O kit traz ainda um exemplar do livro “Transformando Suor em Ouro”, de autoria do próprio Bernardinho. Na compra de cada relógio serão revertidos R2, 50 para ações sociais do Instituto da Criança. Para mais informações acesse: www.touchwatches.com.br

A proteína isolada da Soja é a única vegetal e contém altos níveis de aminoácidos essenciais como: BCAA’s e Arginina, além de cobre, ferro, fósforo, vitaminas do complexo B e isoflavonas. O suplemento Soy Pro da Universal Nutrition, auxilia na síntese proteica e recuperação muscular, em função do alto valor biológico e da rápida absorção. Por conta de sua qualidade nutricional é indicado para vegetarianos, idosos, gestantes, atletas, mulheres na fase da menopausa e pessoas com dietas de baixo carboidrato. O novo shake proteico está disponível em potes de 682g. Para mais informações acesse: www.universalnutrition.com.br

[ Ano4 | Número21 ] 2012

Na pegada de Cigano

140

Os fãs do campeão dos pesos pesados do UFC, Junior Cigano dos Santos, já podem incorporar o estilo do maior nocauteador do MMA. As luvas de Boxe by Cigano da Pretorian são confeccionadas em PU de alta resistência, com marcação de peso e de tamanho no punho. Além de furos na palma que facilitam a entrada de ar e evitam o superaquecimento. Já a tecnologia PPS 3 oferece três camadas de proteção e aumenta a absorção de impacto dos golpes. Os tamanhos são 12oz, 14oz e 16oz. Os modelos são vermelho e preto. A edição limitada traz também a assinatura estilizada de Cigano. Para mais informações acesse: www.rythmoon.com.br

www.revistaendorfina.com.br


Pack de verão

Pudim de proteína

Emagrecimento cor de rosa

Os cuidados com a pele devem ser redobrados no período de verão, devido à alta incidência dos raios UVA e UVB. Para quem deseja um bronzeado saudável e sem riscos, a Cenoura&Bronze traz opções exclusivas como: Óleo Bronzeador FPS6, Protetor Facial FPS 30 e Stick Facial, protetor solar com toque seco indicado para áreas mais sensíveis do rosto. Sitck Facial é resistente ao suor e não sai na água, permanecendo na pele por até cinco horas. As versões são: Kids e Sport, exclusivo para triatletas e corredores. Para mais informações acesse: www.cenouraebronze.com.br

As sobremesas também são ótimas opções de alimentação saudável. A MHP (Maximum Humam Performance), lança a nova versão do Power Pak Pudding à base de proteína e zero açúcar. O pote de 255g possui apenas 190 calorias, 30g de proteína de alta qualidade e fornece o aporte de 50% da quantidade diária de cálcio. Assim, é possível manter a forma e seguir uma dieta rica em nutrientes de um jeito mais saboroso e nutritivo. Os sabores são: Chocolate e Baunilha. Para mais informações acesse: www.mhpbrasil.com.br

A Bionatus traz mais uma solução de emagrecimento para o público feminino. O Lipofim Skin Shape, concentra as propriedades de três ingredientes potenciais como: Polissacarídeo Desacetilado, Spirulina e Colágeno. O primeiro é responsável pela absorção de gordura e redução do colesterol, enquanto o segundo aumenta a saciedade. Já o terceiro promove a elasticidade da pele e o fortalecimento das unhas e cabelos. Por ser exclusivo para as mulheres, as cápsulas são todas na cor rosa. Assim como, a embalagem, a nécessaire exclusiva e o folheto explicativo. www.bionatusfarma.com.br

Alívio Quente e frio A Hypermarcas lança a linha completa de Calminex para aliviar dores musculares, inchaços, traumas e pancadas durante a prática de atividades físicas. Os cinco produtos estão divididos em duas categorias: Hot e Ice. Para dores ou cólicas é indicado o Adesivo Calminex Hot, enquanto a Pomada Calminex H trata dores músculo esqueléticas mais profundas, em função de micropartículas que aquecem o local afetado. Já Calminex Ice Spray reduz o inchaço e alivia a dor. Assim como, Calminex Ice Bag serve como uma bolsa de gelo descartável. Calminex Gel Atleta, possui rápido efeito analgésico e alivia dores, câimbras, torcicolos e demais contusões. Para mais informações acesse: www.calminex.com.br

Suplemento do UFC As feras do UFC, José Aldo, Wanderlei Silva, Erick Silva e Jon Fitch são responsáveis pela formulação do novo Prefight, suplemento pré-treino produzido pela Integralmédica. Prefight integra a linha Body Size, e conta com nutrientes como Beta-alanina, Taurina, Cafeína e Creatina. O resultado é um produto que proporciona mais energia e aumento do poder de concentração, indispensável durante os treinamentos. É recomendável a ingestão 15 minutos antes das atividades, sendo a medida de 10g diluída em 200 ml de água gelada. O suplemento está disponível em potes de 200g – sabor guaraná. Para mais informações acesse: www.integralmedica.com.br

www.revistaendorfina.com.br

141


sô frazão responde

Perguntas & respostas com Solange Frazão 1. Olá Solange. Por favor, tenho uma dúvida e não sei se pode esclarecê-la. Meu filho mais velho tem 14 anos, e se sente pequeno perto dos amigos do colégio. Ele quer fazer academia para não se sentir “diferente”. Mas ouvi dizer que a musculação retarda o crescimento de crianças e adolescentes. Qual seria a alternativa? Luciana Sobral – São Paulo - SP Olá Luciana querida. Segundo estudos novos, os exercícios de musculação são excelentes para os adolescentes, exceto exercícios com impactos nas articulações. Sugiro que ele se inscreva na academia e imediatamente faça uma avaliação física. Depois comece os trabalhos com acompanhamento de um instrutor. Tem alguns movimentos que ele não deverá fazer para não comprometer o crescimento. No mais pode ter certeza que será ótimo para a vida dele, principalmente para preparar a musculatura para os esportes que seu filho pratique e para a própria vida que segue. Beijos a vocês.

[ Ano4 | Número21 ] 2012

2. Solange, sou super sua fã e são pou-

142

cas as mulheres que chegam aos 50, linda como você. Muito tem se falado sobre o Óleo de Coco, já ouvi relatos positivos e negativos. Pretendo emagrecer e acho que ele pode potencializar a perda. Qual a sua opinião sobre o produto? Karina Alves de Deus – Goiânia – Go

Karina, querida obrigada pelo carinho. Realmente o Óleo de Coco tem se tornado polêmico. Eu posso dar apenas a minha opinião, porque não tenho propriedade técnica como uma nutricionista profissional. Mas já tomei e passei para minhas filhas. Se nos dedicarmos a uma alimentação saudável, com exercícios físicos diários e bons hábitos com certeza o Óleo de Coco será saudável. Cuidado com a dosagem porque realmente é calórico. Apenas uma colher de sobremesa pela manhã. Senti que me fez bem, e minhas filhas relataram uma perda de gordura considerável, juntamente com as outras atitudes. Se cuida! Bjos.

3. Oi Solange, Quero emagrecer para ficar bem para o verão. Algumas amigas do trabalho estão praticando corrida, elas dizem que as mudanças já podem ser sentidas logo no primeiro mês. Mas minha vida é muito agitada (moro no Tataupé e trabalho na zona Sul) e não sei se conseguiria conciliar. Senti curiosidade pela corrida. O que devo fazer? Quais são os primeiros passos? Tathiane Albuquerque Lins– SãoPaulo -SP Tathi querida, tudo bem? Realmente escolheu uma das melhores atividades que existem para potencializar a queima calórica e melhorar a sua saúde. Quando corremos, mesmo que moderadamen-

Mande sua pergunta para redacao@revistaendorfina.com.br que a Sô Frazão Responde

www.revistaendorfina.com.br

te, promovemos a liberação de alguns hormônios essenciais para o bem-estar e importantes situações para todo o sistema cardiovascular. O ideal seria correr ao menos três vezes na semana. Poderia começar com 30 minutos de corrida intervalada, ou seja, caminhando cinco minutos e correndo 30 segundos nos três primeiros dias. Depois nos próximos três dias 30 minutos de novo, caminhar quatro minutos e correr um minuto. Na próxima semana caminhar três minutos e correr um minuto. Na segunda e terceira semana manter esse ritmo. Depois ir aumentado o ritmo da corrida gradativamente. Pronto, resolvido! Coloque um bom tênis e corra em parques ou na esteira. Beijos e se cuida.

Solange Frazão é apresentadora, defensora da qualidade de vida e colunista da Revista e do Portal Endorfina.com


www.revistaendorfina.com.br

143


DESAFIE OS IRMÃOS MINOTAURO E MINOTOURO

ACESSE: FACEBOOK.COM/MIDWAYLABS E PARTICIPE!

TOTAL DEFINITION

A definição total das formas corporais por meio da queima de gorduras e redução de medidas, muitas vezes necessitam de coadjuvantes além da prática de atividade física e do contole balanceado da alimentação. Alguns suplementos da MIDWAY LABS® são capazes de acelerar e estimular o alcance do objetivo deste propósito. A formulação do HYDROXY 6® abrange tecnologia de microgrânulos de liberação gradativa de MCT (Medium Chaim Triglicerides) e Cafeína Anidra Purificada, que associadas nessa nova apresentação mantém a ação de promoção de energia por longos períodos, pois mobilizam maior quantidade de gordura corporal. A L-CARNITINE FIRE®, liquidada e de rápida absorção pelo organismo, complementa a atuação de HYDROXY 6®, facilitando a utilização de lipídios durante a atividade física e transformando a gordura em fonte de energia metabólica. O GAMMA BLACK® (Gama-Oryzanol + Tocoferol) é a maior novidade tecnológica e exclusiva da MIDWAY LABS®, baseada em pesquisa científica e comprovação de eficácia, lançado como o substituto natural dos esteroides sintéticos anabolizantes, promove o tônus, força e definição muscular.

Ação termogênica

[ Ano4 | Número21 ] 2012

HYDROXY 6®

L-CARNITINE FIRE® DUE EFFECT CAPS 1. Pellets de cafeína para aceleração do metabolismo 2. Puro MCT para oxidação das gorduras

Efeitos desfavoráveis

Redução da gordura abdominal

Substituto definitivo natural dos esteroides sintéticos anabolizantes

Ação termogênica

HYDROXY 6 Outros produtos de cafeína

Diminuição do colesterol Diminuição de triglicerídeos

Ação antioxidante Combate o envelhecimento precoce da pele

Tempo

“NÃO CONTÉM GLÚTEN” | “NÃO CONTÉM AÇÚCARES” | “O MINISTÉRIO DA SAÚDE ADVERTE: NÃO EXISTEM EVIDÊNCIAS CIENTÍFICAS COMPROVADAS DE QUE ESTE ALIMENTO PREVINA, TRATE OU CURE DOENÇAS” “Crianças, gestantes, idosos e portadores de qualquer enfermidade devem consultar o médico e ou nutricionista.” HYDROXY 6: RDC 27/2010 Isento de Registro L-Carnitine Fire Reg. M.S.: 5.9544.0054 GammaBlack Reg. M.S.: 5.9544.0055

144

GAMMA BLACK®

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: ** Cerretelli P, Marconi C. L-carnitine supplementation in humans. The effects on physical performance. Int J Sports Med. 1990; 11(1):1-14.; Singh, R.B. et al (1996). Postgrad. Med. J. 72:45.; Jacoba, K.G.C. et al (1996). Clin. Drug. Invest. 11:90.; Kosolcharoen, P. et al (1981). Curr. Therap. Res. 30:753.; Davini, P. et al (1992). Drugs Exp. Clin. Res. 18:355.; Pepine, C. (1991). Clin. Therapeutic. 13:2.; Cacciatore, L. et al (1991). Drugs Exp. Clin. Res. 17:225.; Lurz, R. and Fischer, R. (1998). Aerztezeitschrift fur Naturheilverfahren 39:12.; Kaats, G.R. (1992). Cur. Ther. Res. 51:261.; Owen, K. et.al. (1996) Swine Day Rep. I. ; Owen, K, et. Al. (1994). Swine Day. 161.; Costa, M. et al (1994). Adrologia. 26:155.; Vitali, G. et al. (1995). Drugs Exptl. Clin. Res. 21:157.

www.revistaendorfina.com.br

Venda Online:

Revista Endorfina 21  

Revista Endorfina 21

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you