Issuu on Google+

por Dentro da fábrica: Saiba como funciona uma linha de produção

Conteúdo que acompanha o seu ritmo Ano 4 | Número 23 | 2013 ISSN 2238-7943

Preço sugerido: R$12,00

O que não pode faltar durante a trilha? Nocaute:

Família Gracie: O nome do jiujitsu mundial Brasil 2014:

Endorfina fiscaliza: A Copa está aí e ainda há muito para fazer

Entrevista:

Nadja Haddad: conheça o treino da Musa da Band

“Gosto de dar espetáculo pra galera”


rodrigo minotauro midway team

2

www.revistaendorfina.com.br


Assuma o mais completo estágio de desenvolvimento muscular e definição corporal a partir do uso combinado dos melhores produtos. Inicie o dia com o Gamma Black®, um produto exclusivo da Midway Labs®, elaborado a partir de um composto modulador, o gama orizanol, que se destaca pelo maior estímulo da síntese de testosterona, assegurando o pleno desenvolvimento das fibras musculares. Antes do treino, o Redway 3D® garante mais energia e disposição, permitindo evoluções simultâneas do estado energético do organismo e do estado de alerta, assegurando absoluta superioridade em suas performances. A Super Fight Creatine® complementa a ação do Redway 3D®, garantindo mais força, explosão muscular e, consequentemente, um contínuo estado anabólico. A L-carnitine Fire®, antes do treino, potencializa o metabolismo dos lipídios, impulsiona a utilização da gordura como fonte de energia e possibilita a mais intensa queima de gordura corporal, favorecendo a extrema definição dos diversos grupos musculares.

Para maiores informações acesse:

www.midwaylabs.com.br www.revistaendorfina.com.br

3


Quem quer desempenho de campeão escolhe o melhor.

[ Ano4 | Número23 ] 2013

Bruno Rezende, levantador da Seleção Brasileira de Vôlei, escolheu Max Titanium.

4

maxtitanium.com.br www.revistaendorfina.com.br


Ele é um atleta do time Max Titanium, a melhor linha de suplementos para quem busca atingir e superar todas as metas, sempre com a máxima qualidade e o máximo resultado.

*Fonte: Portal Volleyball.it

Bruno Rezende, atleta olímpico, eleito o melhor levantador do mundo de 2012* tem um desempenho de campeão.

Lançamentos 2013

MAXTITANIUMSUPLEMENTOS www.revistaendorfina.com.br

MAX_TITANIUM

5


6

www.revistaendorfina.com.br


www.revistaendorfina.com.br

7


[ Ano4 | NĂşmero23 ] 2013

8

www.revistaendorfina.com.br


www.revistaendorfina.com.br

9


Receba a Endorfina em sua

casa!

1 ano por apenas R$ 69,80

Você terá o conteúdo que acompanha o seu ritmo. Acesse: www.revistaendorfina.com.br e preencha o formulário

O sabor das batatas

J

á diria o sábio escritor Machado de Assis, em seu famoso romance Quincas Borba. “Ao vencedor as batatas”. A frase perdura por mais de 100 anos, e ainda assim é a que melhor traduz o significado da “vitória”. O contexto também se aplica ao êxito alcançado em algo feito com sucesso. Afinal, quem não gosta de vencer e ser reconhecido? O jogador sempre vislumbra levantar o troféu no final do campeonato, e o corredor quer cruzar a linha de chegada à frente (mesmo que a diferença seja por um fio de cabelo). A competitividade é algo natural do ser-humano, e se aplicada de forma limpa e dentro das regras pré-estabelecidas, se torna sadia e benéfica. Essa analogia serve para exemplificar o sentimento de todos, nós, da Revista Endorfina, pois conquistamos o Prêmio Top Fiep Brasil -2012, categoria Melhor Revista Esportiva. O reconhecimento de uma entidade como a Federação Internacional de Educação Física – FIEP, só tem a engrandecer nosso trabalho. Independente das dificuldades enfrentadas no dia a dia, trabalhamos com afinco e nós dedicamos a oferecer um conteúdo de qualidade, que de alguma forma contribua com o seu estilo de vida.

Mas não podemos parar, pois 2013 já é um novo ano e as cobranças serão ainda maiores. Segundo, o velho jargão do “futebolês” “Não ganhamos nada ainda e difícil é se manter no topo”. Por isso, começamos em grande estilo e com “pegada” vencedora. José Aldo, o campeão dos pesos penas do UFC, é a grande estrela da nossa constelação, e nos revela com exclusividade como conseguiu superar os obstáculos no início da carreira até figurar entre os melhores, e principalmente por atingir o status de estrela de cinema (o filme “Vale Tudo” vai retratar a trajetória do lutador). Filho pródigo de Manaus, Aldo não é de fazer “joguetes”, tampouco omitir suas opiniões. Ele nos revela que gosta de proporcionar verdadeiros “shows” para a torcida, porém cada detalhe dos adversários é minuciosamente analisado para que o “espetáculo” ocorra. Baseado nas características de Aldo, e sem qualquer arrogância ou hipocrisia, digo que ser reconhecido é muito bom e nós da Endorfina gostamos e queremos saborear essas “batatas”. Obrigado a toda equipe Endorfina, parceiros e leitores, esse prêmio é de vocês e para vocês! Boa Leitura. Diogo Patroni / Diretor de Redação

10

www.revistaendorfina.com.br


www.revistaendorfina.com.br

11


expediente Ano 4 | Número 23 | 2013 - José Aldo

por Dentro Da fábrica: Saiba como funciona uma linha De proDução

EXPEDIENTE Diretor Executivo e Publisher: Michel Kaminski Diretora Administrativa: Caroline Kaminski Gerente Executivo: Felipe Corso

Conteúdo que acompanha o seu ritmo Ano 4 | Número 23 | 2013 ISSN 2238-7943

Preço sugerido: R$12,00

EDITORIAL Diretor de Redação e Jornalista Responsável: Diogo Patroni Revisão e Edição de Texto: Diogo Patroni Colaboradores: Adriane Schultz, Camila Marques, Eliezer dos Santos, Érica Brito, Felipe Araujo, Flávia Ribas, Henrique Mota, Mariana Souza, Pedro Piva e Silvana Chaves

ARTE E FOTOGRAFIA Projeto Gráfico e Diagramação: Vitor Gomes www.estudiolia.com.br Imagens: Divulgação

CAPA José Aldo Foto: Foto Divulgação/UFC

CONSELHO EDITORIAL Walter Feldman Thiago Lobo

ENDORFINA Rua Mont Kemel, 36 - Vila Água Funda CEP: 04155-030 São Paulo-SP Tel: 3227-9555 ou 3228-8696 redacao@revistaendorfina.com.br www.revistaendorfina.com.br Leia a endorfina também no ipad ou android

@ Rev_Endorfina

[ Ano4 | Número23 ] 2013

fb.com/Revista-Endorfina

o que Não pode Faltar duraNte a trilha? Nocaute:

Família Gracie: o nome Do jiujitSu munDial

Nadja haddad: conheça o treino Da muSa Da banD

eNdorFiNa Fiscaliza: a copa eStá aí e ainDa há muito para fazer

Fale conosco Para sugestões, críticas ou elogios:

redacao@revistaendorfina.com.br “GoSto De Dar eSpetáculo pra Galera”

AGRADECEMOS AOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE E EDUCAÇÃO FÍSICA QUE NOS AJUDARAM NESTA EDIÇÃO: A equipe de jornalismo da Revista Endorfina agradece a todos os profissionais das diversas áreas de conhecimento que nos ajudam a construir o conteúdo desta publicação. Enfatizamos que as declarações emitidas por entrevistados e os artigos assinados não representam necessariamente a opinião da Revista

acesse:

www.revistaendordina.com.br

o portal referência no segmento Fitness e wellness

CURTA A REVISTA ENDORFINA NO FACEBOOK, NOS SIGA NO TWITTER

12

eNtrevista:

Brasil 2014:

www.revistaendorfina.com.br

A Revista Endorfina é uma publicação especial e bimestral da Kaminski Editora e Publicidade. Distribuição e comercialização em academias, clínicas de nutrição e fisiologia, clínicas de fisioterapia e de pilates, clubes esportivos, hotéis e spas, condomínios e flats com academias, universidades, escolas, cursos técnicos, associações e eventos esportivos, estabelecimentos comerciais direcionados ao segmento esportivo, lojas de suplementos e de produtos naturais, lojas de equipamentos, roupas e acessórios fitness, federações e confederações esportivas, principais construtoras e administradoras do setor imobiliário. Praça: Nacional. Tiragem: 20.000 exemplares. A redação da Endorfina não se responsabiliza por conceitos emitidos em artigos assinados ou por qualquer conteúdo publicitário e comercial, sendo este último de inteira responsabilidade dos anunciantes.


www.revistaendorfina.com.br

13


índice

Coma Bem

18

Suplementos

Maçã: A fruta de múltiplas funções

30 Acontece

capa José Aldo: Explosão e eficácia dentro do octógono

Saiba como atua a FIEP (Federação Internacional de Educação Física)

40 Entrevista

74

Nadja Haddad: Musa da Band revela seus cuidados com a forma e estética

92 Nocaute

Saiba o que levar e como se portar durante a trilha

Clã Gracie: O nome do jiu-jitsu mundial

110 Na Moda Óculos de sol: Conheça os estilos para 2013

50 Brasil Olímpico

Aventura

132

Complexo B: Uma potente reunião de vitaminas

Esquiva Falcão faz o Brasil retomar o caminho do boxe

122 Pilates

140

Pilates na prancha de Paddle? Conheça o SuPilates

16 CURTAS | 22 beleza pura | 26 Vida Saudável | 34 Na Academia | 54 Espaço Saúde | 56 Espaço Treino | 58 Espaço Wellness 60 Espaço Nutrição | 64 equipados | 70 TENDêNCIA FIT | 78 Maratona | 84 Brasil 2014 | 98 Duas Rodas 104 Aquáticos | 118 Radicais | 140 PILATES | 144 Fitness Shop | 146 Sô Frazão www.revistaendorfina.com.br


Inovando conceitos

AdIpômetro CientífiCo Digital inteligente Aprove seu Adip Ite ôme usado va tro ÚnIco IntelIgente com funções progrAmáveIs. le R$ 00 1. Calcula média ou mediana de três dobras cutâneas. na troca por 2. leitura direta e fácil com dígitos grandes. um dgi 3. BiP sonoro avisa que o valor da dobra está congelado no visor.

300,

4. Incrível: Calcula automaticamente o tempo para estabilização da dobra cutânea, observando o movimento das hastes sobre a dobra e congelando o valor no visor. mais preciso e muito mais fácil aplicação. imagens meramente ilustrativas

Disponível em 2 cores: Branco e Cinza

PHisiCal test 8 software de avaliação física e Prescrição

aDiPÔMetro PriMe neo ii

Kit Profissional De avaliação físiCa

Ligue: (11) 3271-6394 / 3207-6266 rua teodureto souto, 348 - Cambuci - CeP 01539-000 - são Paulo-sP www.revistaendorfina.com.br

estaDiÔMetro PriMe Profissioanl

www.primemed.com.br

15


Curtas

CURTAS Por Diogo Patroni

Arnold na Cidade Maravilhosa Um dos eventos mais tradicionais do fisiculturismo mundial, o Arnold Classic foi criado pelo ícone do culto ao corpo, Arnold Schwarzenegger, há pouco mais de 25 anos. O Rio de Janeiro foi escolhido para sediar a primeira edição do Arnold Classic Brasil, de 26 a 28 de abril, no Centro de Convenções SulAmérica. Mais de 50 mil pessoas devem comparecer ao evento que reúne 20 modalidades com destaque para suplementos, equipamentos, acessórios, lutas e demais esportes. “Esperamos atrair atletas e curiosos de toda parte da América Latina, inserir novas modalidades e agregar os mais diferentes tipos de atletas”, diz o sócio de Arnold Schwarzenegger, Bob Lorimer, durante sua última visita de vistoria no Rio de Janeiro. O ex-governador da Califórnia, inclusive já confirmou presença. Para mais informações acesse: www.arnoldclassicbrasil.com.br

Treino personalizado A rede de academias Smart Fit, inova o conceito de aula de bike indoor. O equipamento “My Ride” da Matrix ajuda o aluno a programar os seus treinos, independente do horário da aula. Ou seja, o totem possui diversos tipos de aulas virtuais e a sessão pode pode ser realizada a qualquer momento. Dentre as opções disponíveis estão: Bike ou Spinning. A máquina possui compatibilidade para Ipod, entrada USB, conexão de internet, TV integrada e monta as planilhas conforme os objetivos estabelecidos por cada um. O My Ride estará disponível na Smart Fit Itaim e em breve deve chegar na unidade Asa Sul II, em Brasília. Para mais informações acesse: www.smartfit.com.br

[ Ano4 | Número23 ] 2013

check-up Fitness

16

Para facilitar os trâmites e agilizar o diagnóstico dos praticantes de atividades físicas, o Vita Chek-Up Center, desenvolveu o Check-UP Fitness, exclusivo para quem visa a “liberação” saudável para a prática esportiva. Dentre as análises mais especificas estão: Avaliação Laboratorial; Avaliação Cardiológica; Orientação Nutricional; Avaliação Postural; Avaliação Clínica; Avaliação Respiratória; Avaliação Radiológica; “ Todos os exames e avaliações são realizados em um único período, evitando que o cliente perca tempo em diferentes clínicas e laboratórios. Outra vantagem é o laudo consolidado, que permite a avaliação global da condição de saúde”, diz a cardiologista especialista em medicina do exercício do Vita Check-Up Center, Dra. Renata Castro. Para mais informações acesse: www.vitacheckup.com.br

www.revistaendorfina.com.br


Evite os refrigerantes O Nutrólogo do HCor – Hospital do Coração, Daniel Magnoni alerta que o hábito de beber refrigerante representa um enorme risco para à saúde, pois a bebida é rica em sódio, corantes e substâncias industrializadas. “Ela faz parte da lista dos alimentos com qualidade nutricional zero”, enfatiza. Segundo algumas análises, o alto consumo de refrigerante acarreta em: obesidade, colesterol, aumento do triglicérides e diabetes do tipo 2. Estudos da Universidade de Miami, nos Estados Unidos, apontam que mesmo os refrigerantes diet e light resultam em cálculo renal, gastrite, depressão, osteoporose, disfunções hepáticas, e até mesmo em câncer, infarto e derrame.

suco vivo A combinação de raízes, frutas, verduras e hortaliças + grãos germinados, resulta na combinação do Suco Verde Do Vivo, com propriedades desintoxicantes, energéticas e que conservam todos os nutrientes. A receita também leva maçã, chuchu ou pepino, batata-doce, abóbora, cenoura, folhas de couve, acelga, alface, hortelã, erva-doce, gengibre, grama de trigo. A bebida é rica em aminoácidos, vitaminas, sais minerais e proteínas. O conceito de alimentação viva (Raw Living Food), é comum nos Estados Unidos e Europa, pois garante a conservação de todos os nutrientes, principalmente de enzimas catalizadoras de proteínas. Para mais informações acesse: www.dovivo.com.br

Cuide das madeixas A utilização de óleos naturais traz inúmeros benefícios para a saúde dos cabelos. O Óleo de Coco, por exemplo, auxilia na hidratação, evita a queda e reduz a caspa. Enquanto, o Óleo de Buriti é eficaz na proteção dos fios e promove mais maciez e brilho. Já a semente de Pracaxi age como condicionador e facilita o penteado. As opções saudáveis e sustentáveis também se aplicam aos cabelos quimicamente tratados e são apresentadas pela Beraca, empresa que fornece ingredientes da biodiversidade brasileira para a indústria de cosméticos. Para mais informações acesse: www.beraca.com.br

Messi vira livro A editora Évora traz para o Brasil, a biografia do maior nome do futebol da atualidade: Lionel Messi. O livro escrito pelo jornalista e antropólogo argentino, Leonardo Faccio, conta a história de “Lio” desde os tempos de infância e revela os bastidores dentro e fora de campo, assim como a convivência do craque com a família. “A Biografia de Lionel Messi”, eleito quatro vezes seguidas pela Fifa como o melhor do mundo, é retratada em 160 páginas, divididas em três partes: 2009, 2010 e 2011. Para conhecer mais sobre a trajetória de la “Pulga”. Acesse: www.editoraevora.com.br

www.revistaendorfina.com.br

17


coma bem

Deliciosa... E nutritiva Saiba tudo sobre a maçã, fruta repleta de nutrientes ótimos para a sua saúde!

Por Adriane Schultz

[ Ano4 | Número23 ] 2013

U 18

m estudo realizado pelo Journal of Medicine Food descobriu que a maçã pode diminuir os níveis de LDL oxidado, considerado o colesterol ruim que pode causar problemas cardiovasculares. Durante 12 semanas, 25 pessoas consumiram duas maçãs diariamente e, após esse período, foi verificada a diminuição de 20% do LDL. Outra pesquisa realizada pela Universidade de Cornell, provou que 100g de maçã fresca pode ser mais benéfico que um comprimido de 1500mg de vitamina C!

Para a nutricionista, Paula Fernandes Castilho, o consumo da fruta pode render ainda outros benefícios. “A maçã é rica em fibras, sendo a principal delas a pectina, que elimina o colesterol do organismo, ajudando a equilibrar os níveis de açúcar no sangue, além de ser eficaz no controle e prevenção da diabete”, diz. Segundo Mirela Fernandes, nutricionista da Naturalis, a maçã auxilia ainda na prevenção de doenças cardiovasculares, pois atua no controle e na redução do colesterol sanguíneo. “É uma fruta que possui compostos com ação antioxidante, previne o câncer

www.revistaendorfina.com.br

“A maçã é rica em fibras, sendo a principal delas a pectina, que elimina o colesterol do organismo, ajudando a equilibrar os níveis de açúcar no sangue, além de ser eficaz no controle e prevenção da diabete”


e evita o envelhecimento celular precoce. A maçã possui vitaminas do complexo B, vitamina C, potássio, entre outros nutrientes que a tornam uma fruta indicada para a manutenção da saúde e prevenção de doenças em geral”, diz Mirela. Fonte de fibras que contribuem na redução do colesterol, também controla os níveis da glicemia, auxilia no bom funcionamento intestinal e favorece o aumento da saciedade. Mas os benefícios da fruta não acabam por aí! Rica em vitamina C, a maçã é muitas vezes associada à prevenção de resfriados, já que fortalece o sistema imunológico. Por ser boa fonte de fibra e pectina (fibra solúvel), também possibilita

um bom funcionamento intestinal. “As fibras presentes na maçã podem auxiliar no intestino, pois contribuem na melhora das contrações musculares que ajudam o alimento a se movimentar. Assim, favorecem o processo de digestão e tornam mais fácil e mais rápida a eliminação das fezes”, explica Mirela. Todas as maçãs possuem os nutrientes de maneira semelhante, apenas com pequenas variações. No Brasil, as mais consumidas são a Gala e Fuji. Porém, a maçã Gala apresenta a vantagem de possuir quantidades maiores de vitamina C e quercitina (antioxidante da família dos flavonoides) quando comparada ao tipo de maçã Fuji. “A forma mais

recomendada de consumir a maçã é in natura, sem esquecer de ingeri-la junto com a casca, pois assim, todos os nutrientes serão absorvidos”, diz a nutricionista Mirela Fernandes. Para ela, o ideal é incluir a maçã na refeição diária. Ingerir três unidades de frutas por dia é recomendado para manter uma dieta saudável.

Mão na massa Endorfina selecionou algumas receitas para você preparar em casa!

Suco de maçã

Ingredientes 4 maçãs 2 litros de água gelada Açúcar a gosto Cubos de gelo

Modo de preparo Descasque as maçãs e tire as sementes. Bata no liquidificador as maçãs, sem sementes e descascadas, além da água. Coe o suco com uma peneira. Depois bata o açúcar com metade do suco no liquidificador. Coloque o líquido em uma jarra e jogue os cubos de gelo.

Vitamina de maçã, banana e castanha do pará

Ingredientes 1/2 litro de suco de maçã bem gelado 2 bananas nanicas maduras picadas 5 colheres (sopa) de aveia em flocos finos 2 colheres (sopa) de mel 8 castanhas-do-pará picadas

Modo de preparo No liquidificador bata o suco com a banana e a aveia até obter uma vitamina espessa. Lambuze a lateral de três copos com o mel e despeje a vitamina. Salpique as castanhas-do-pará por cima e sirva em seguida. Receita fornecida pela Sufresh

Cappuccino de maçã

Ingredientes 150ml de Iogurte com mel 1 bombom 30g de maçã 1 bola de sorvete de creme 50 ml de café coado 3 cubos de gelo Chantilly 1 Tubete crocante

Modo de preparo Coloque o bombom no fundo de uma taça alta. Bata o iogurte, o café, o sorvete e a maçã no liquidificador. Despeje a bebida na taça e decore com o chantilly e o tubete crocante. Receita cedida pelo Café do Centro

19


coma bem

Strudel de Maçã

Ingredientes 1 pacote de massa folhada 3 maçã s ½ xícara (chá) de farinha de rosca 1 xícara (chá) de açúcar ½ xícara (chá) de canela em pó 100g de uva passa 50 de nozes picadas 1 ovo Açúcar de confeiteiro

Modo de preparo

[ Ano4 | Número23 ] 2013

Abra a massa folhada cuidadosamente com um rolo, polvilhando farinha de trigo na mesa. Em uma tigela, coloque as maçãs descascadas

www.revistaendorfina.com.br

e fatiadas. Polvilhe a farinha de rosca, o açúcar e a canela na maçã fatiada. Arrume sobre a massa as fatias de maçãs, espalhe as passas e as nozes. Dobre as beiradas da massa folhada e enrole como um rocambole. Pincele com ovo batido. Coloque em uma fôrma e leve ao forno em temperatura moderada por aproximadamente 40 minutos. Retire do forno, coloque em uma travessa e polvilhe com açúcar de confeiteiro. Sirva com chantilly. Receita cedida pela Rochedo


21


beleza pura

De olho

no espelho Cada vez mais os homens têm invadido clínicas de estética em busca de cuidados com a pele, corpo, cabelo, unhas...Saiba quais são os tratamentos mais procurados pelos vaidosos de plantão! Por Adriane Schultz

[ Ano4 | Número23 ] 2013

F

22

oi-se o tempo em que os salões de beleza eram dominados exclusivamente pelas mulheres. Os homens estão assumindo cada vez mais o lado vaidoso! Eles cuidam do cabelo, da pele, das unhas... E, claro, são exigentes ao escolher o local ideal para encontrarem esses serviços. Bem resolvidos e autoconfiantes, estão transformando o mercado de beleza brasileiro. Para a fisioterapeuta dermatofuncional, Marcela Rodrigues, o homem tem demonstrado com mais facilidade a von-

tade de ser atraente, o que aumenta a autoestima e dá mais confiança na vida pessoal e profissional. “Entre os serviços de beleza mais procurados por homens, estão os tratamentos de estética facial para diminuir as marcas do tempo, como os pés de galinha e rugas diversas, além de procedimentos para eliminação da gordura localizada”, revela. A especialista em estética facial e corporal, Blanch Marie, acredita que antes era raríssimo encontrar homens em clínicas estéticas, mas hoje eles se esbarram na recepção sem nenhum preconceito.

www.revistaendorfina.com.br

“Eles passam protetor solar todos os dias e cuidam da pele com produtos específicos para oleosidade e encravamento de pelos. O que antes era um tabu, agora se tornou essencial e muito importante no dia a dia”.

Cirurgias plásticas Pesquisa da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica revela que o número de homens que fazem cirurgias plásticas passou de 8% para 28% nos últimos dez anos! Em 2009, de 645,4 mil cirurgias estéticas realizadas no Brasil, 119,2 mil foram feitas por pessoas do sexo masculino. Uma das principais razões para esse aumento é que eles estão cada vez mais preocupados em passar uma boa imagem profissional para ganharem destaque no mercado. “Os homens já são 30% do movimento do meu consultório. O mercado de trabalho está cada vez mais exigente. Entre contratar uma pessoa em péssima forma e uma que se cuida mais, não tenha dúvida de qual será a preferida”, avalia Marcelo Norio Inada, cirurgião plástico, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Entre as cirurgias mais procuradas, estão as de modificações mais discretas como rinoplastias, lipoaspiração, prótese de peitoral, orelha de abano, cirurgia das pálpebras e lifting. “Alguns homens com os narizes avantajados procuram o consultório em busca de algo discreto, que tire o estigma de narigudo, mas temos o cuidado de não deixar o nariz tão delica-

Entre as cirurgias mais procuradas, estão as de modificações mais discretas como rinoplastias, lipoaspiração, prótese de peitoral, orelha de abano, cirurgia das pálpebras e lifting


Alisamento

O número de homens que fazem cirurgias plásticas passou de

8%

28% do como o das mulheres”, complementa. Segundo o cirurgião, a busca por procedimentos de rejuvenescimento do rosto também aumentou. “Podemos ainda utilizar a toxina botulínica e o preenchimento com ácido hialurônico como procedimentos estéticos para atenuação das rugas e preenchimento da face. Quando o homem apresenta uma papada ou a face com o famoso bigode chinês, o facelifting é ideal para diminuir os sinais do tempo sem exagero”, revela Inada.

Tintura de cabelo Botox Limpeza de pele

Sobrancelhas Orelha de abano Rinoplastia Depilação a laser Celifiting

Lifting facial

Depilação peitoral Protese peitoral

Lipoaspiração

Creme para as mãos

Unhas

Exercícios específicos

No salão de beleza Além de cuidarem da pele, os homens têm procurado tratar o cabelo, as unhas e sobrancelhas. De acordo com o hairstylist Marcos Coraza, do salão Gilberto Cabeleireiros, eles procuram por cortes modernos e bons tratamentos com tinturas, além de alisamentos, depilação e cuidado com sobrancelhas e unhas. “Um cabelo bem cortado e bem tratado, unhas bem feitas e sobrancelhas sem excessos fazem toda a diferença. Diferente das mulheres, eles gostam de privacidade e não saem por aí dizendo a todo mundo o que faz no salão”, diz.

Creme para pele

www.revistaendorfina.com.br

23


beleza pura Cuidados essenciais

[ Ano4 | Número23 ] 2013

Marcela Rodrigues, fisioterapeuta dermatofuncional, recomenda alguns procedimentos ideais para serem adotados no dia a dia!

24

Faça a limpeza diária da pele para remover as células mortas, gorduras e impurezas. Apenas água não é o suficiente! Use um sabonete específico para o rosto, elaborado com substâncias que não irritem nem ressequem. Limpe a pele duas vezes ao dia, pela manhã e à noite. A limpeza também é importante para a melhor penetração do filtro solar e tratamento antienvelhecimento. Homens com a pele oleosa devem usar produtos que regulem a produção sebácea. Podem ser utilizados géis, leites ou loções de limpeza sem óleo. Produtos com excesso de álcool devem ser evitados, pois aumentam a oleosidade. Já os homens de pele normal ou seca devem preferir leites ou loções de limpeza que ajudam a manter a aparência saudável da pele sem ressecá-la. Fazer a barba de forma incorreta

www.revistaendorfina.com.br

pode resultar em irritação, pelos encravados e pele machucada. Para evitar esses problemas, utilize cremes pré-barba que hidratam a pele, amolecem os pelos e previnem as irritações. Para evitar a foliculite (aquelas bolinhas vermelhas parecidas com espinhas que surgem após fazer a barba), barbeie o rosto apenas no sentido em que os pelos crescem. Se o problema for mais grave, vale investir na depilação a laser. O filtro solar precisa ser passado em quantidade suficiente para deixar uma camada espessa e protetora. Ele deve ser espalhado em todo o corpo, inclusive orelhas, pés e mãos, durante trinta minutos antes da exposição solar. Fique de olho nos procedimentos médicos! O peeling é ótima alternativa para renovar a pele através de descamações. O preenchimento é interessante para suavizar sulcos e rugas profundas. Já a toxina botulínica é excelente para melhorar e prevenir as rugas de expressão.


Não desista,

Lute! MORGANTI

MORGANTI

MMA

JU-JITSU

PLANET SPORT

PLANET SPORT

MUAY THAI / MMA

PLANET BOXE

Experimente uma semana de Free Pass:

* Unidade Jardim da Saúde

As melhores lutas 11 vezes por semana já inclusas no plano de Ginástica e Musculação.*

www.planetsport.com.br Unidade Jardim da Saúde Rua França Junior, 10 (11) 5062-5933 Unidade Vila Mariana Rua Sena Madureira, 328 www.revistaendorfina.com.br(11) 5579-2216

25


vida saudável

Uma questão

de força Ingerir proteína na quantidade certa, praticar musculação e contar com acompanhamento médico e nutricional são cuidados fundamentais para evitar a perda de massa muscular, também chamada de Sarcopenia Por Camila Marques

C

a essas limitações comuns na terceira idade, pois elas podem estar relacionadas ao quadro de Sarcopenia, ou simplesmente perda de massa muscular. O Dr. Celso Vilella Matos, presidente do Departamento de Medicina Física e Reabilitação da Associação Paulista de Medicina, afirma que nas pessoas acima de 60 anos, a síndrome está coligada ao aumento da inatividade e diminuição da ingestão de proteína. “Normalmente, os

[ Ano4 | Número23 ] 2013

onforme envelhecemos, nosso corpo começa a apresentar dificuldades relacionadas à função de síntese muscular, como redução da capacidade de absorção de nutrientes, inclusive de proteínas, perda natural de água e tendência ao sedentarismo. Como consequência, passamos a ter algumas complicações como problemas para levantar sem apoio ou mesmo para andar. É necessário dar atenção

26

www.revistaendorfina.com.br

idosos optam por alimentos mais pastosos, como sopa e farináceos acompanhados de líquidos, que são pobres em proteína. Eles também não se movimentam com frequência, o que ocasiona o atrofiamento do músculo”, justifica. O especialista salienta que a ocorrência de um quadro de osteoporose também pode agravar a situação, pois com os ossos enfraquecidos, o idoso tende a se tornar ainda mais inativo. “A osteoporose, em geral,


caminha junto com a Sarcopenia”. Mas pessoas jovens não estão livres desse mal. A doença pode atingir qualquer indivíduo que não ingira quantidades significativas de carboidratos ou proteínas, sofra de distúrbios gastrointestinais, disfunções hormonais ou de doenças neuromusculares, como distrofia e osteoporose precoce. A nutricionista Esportiva, Vivian Ragasso, revela que os principais fatores associados aos casos da doença na juventude são de origem nutricional. “Dietas restritivas, como a do carboidrato (que proíbe o consumo do nutriente) utilizam gordura e proteína à vontade e ajudam a perder peso no começo, mas depois não surtem mais efeito”, pontua. Segundo a especialista, isso acontece porque o carboidrato é a primeira fonte de energia do corpo, então se a dieta

tiver apenas proteína, as fontes de carboidrato – armazenado em forma de glicogênio - se esgotarão rapidamente e o organismo passará a utilizar os nutrientes presentes nos músculos para manter seu funcionamento.

Alimentação e orientação A repórter Nádia Fischer, 39, conta que perdeu tônus muscular em reflexo de uma anorexia severa, sofrida desde a adolescência ao início da fase adulta. “Apesar de eu me manter magra há anos, sempre tive um tônus interessante, meio definido. Mas me dei conta quando fiz uma foto de biquíni recentemente, e notei uma magreza exagerada na região abdominal e dos quadris, em função da ausência de

Previna-se Segredos para prevenir e reverter o quadro da perda de massa muscular Os especialistas recomendam como manter o percentual saudável de músculos e afastar o fantasma da Sarcopenia

Exercícios de força “Sem dúvida, a musculação é o melhor exercício e deve ser realizada mediante ao acompanhamento de um profissional da área. As atividades aquáticas não são indicadas, pois não contam com ação da gravidade incidindo sobre o músculo”, orienta o Dr. Celso Villela. Pilates e os exercícios funcionais são boas opções para quem deseja manter e definir a massa muscular.

Avaliação profissional “É importante frisar a necessidade de uma avaliação médico-nutricional, pois só o especialista pode dar o diagnóstico. Às vezes, alguns pacientes optam pela suplementação de proteína sem consultar o profissional e acabam acarretando outros problemas, como, por exemplo, complicações nos rins, já que a substância é eliminada essencialmente por esse órgão”, reforça o Dr. Villela.

Proteína na dose certa “Alimentos de origem animal, como leite, queijo, ovos e carnes são fontes de proteína de alto valor biológico, mas também possuem grande quantidade de gordura e colesterol, e podem acarretar diversas doenças, se consumidos em excesso”, alerta Vivian Ragasso. Além do risco de problemas cardiovasculares, a ingestão deliberada desses alimentos pode contribuir para o aumento do sobrepeso, sucedido pela obesidade. Por isso, é importante combiná-los às proteínas de baixo valor biológico, como grãos e leguminosas.

www.revistaendorfina.com.br

Proteínas de alto e baixo valor biológico, carboidratos, três horas de jejum e atividade física são ingredientes da fórmula para o ganho muscular músculos”, explica. Nádia revela que apesar de ter superado o distúrbio alimentar há anos, sem perceber, tinha diminuído a ingestão de carboidratos e também o consumo de frutas, devido à dieta restritiva, que ainda leva como resquício da doença. “Por acompanhamento nutricional, que já tive, sei que a maioria das pessoas que sofre deste problema acaba tendo perda muscular”, declara. Proteínas de alto e baixo valor biológico, carboidratos, três horas de jejum e atividade física são ingredientes da fórmula para o ganho muscular. Se ingerir a quantidade adequada de carboidrato, nem é preciso aumentar muito o consumo de proteína. “É incrível, mas em duas semanas que aumentei a ingestão de carboidratos, já senti diferença nos quadris, que aumentaram um pouco, e não em gordura. Também estou me policiando para comer mais proteína e as frutas que deixei de lado”, conta Nádia. A repórter está decidida a procurar orientação nutricional e resolveu se matricular em uma academia. Segundo ela, o acompanhamento é eficaz porque o nutricionista elabora um diário alimentar e analisa o peso, para sugerir ou não alimentos para a o cardápio. Nádia também revela que tem a intenção de praticar Pilates, para se manter em forma e definida. Vivian Ragasso dá as dicas e deixa uma receita, pois normalmente pecamos na quantidade e na qualidade das proteínas, optando pelas mais gordurosas, como carne vermelha, leite integral e frango com pele. “A dieta do dia deve ter regularidade, com as refeições feitas de forma fracionada, a cada três horas, para preservar a massa muscular. Devese ingerir, em média, por dia, três porções de frutas, três de legumes, sendo um verdeescuro, e duas porções de salada”, recomenda.

27


vida saudável

Sarcopenia Primária Sarcopenia relacionada à idade

Nenhuma outra causa além de envelhecimento

Sarcopenia secundária Sarcopenia relacionada à atividade

Restrição ao leito, sedentarismo, descondicionamento físico ou condições de gravidade zero

Sarcopenia relacionada à doença

Insuficiência de órgãos avançada ( coração, pulmão, fígado, rins, cérebro), doenças inflamatórias, câncer ou endócrinas

Sarcopenia relacionada à nutrição

Ingestão inadequada de energia e/ou proteínas má absorção, disturbios gastrointestinais ou uso de medicamentos que causam anorexia

[ Ano4 | Número23 ] 2013

Fonte: Portal Nutritotal

28

www.revistaendorfina.com.br


GOIÂN IA C A P I T A L

F I T N E S S

4 a 7 de abril CENTRO DE CONVENÇÕES DE GOIÂNIA

10 ANOS

goiânia vai entrar em forma

Marcio Atalla Preparador Físico com especialização em Nutrição, autor do livro: “ Segredos do GNT para o seu BemStar”

PATROCÍNIO

A P O I O

REALIZAÇÃO

INSCRIÇÕES ON LINE - WWW.GOIANIACAPITALFITNESS.COM.BR www.revistaendorfina.com.br

29


suplementos

complexo

“b” de bom e benéfico Conheça as razões que tornam o Complexo B como um dos nutrientes mais consumidos e utilizados pela indústria do mundo todo

[ Ano4 | Número23 ] 2013

Por Diogo Patroni

30

U

ma potente junção de vitaminas responsáveis pelo funcionamento do fígado, produção de anticorpos, controle dos impulsos nervosos, produção de hormônios, fornecimento energético, combate ao stress e anemia. Essas são algumas das funções do chamado Complexo B, for-

mado por oito vitaminas hidrossolúveis (solúveis em água): B1 (Tiamina), B2 (Riboflavina), B3 (Niacina), B5 (Ácido Pantotênico), B6 (Piridoxina), B7 (Biotina), B9 (Ácido Fólico) e B12 (Cobalamina). A combinação está presente na maioria dos suplementos à base de proteínas e carboidratos (voltados para o ganho de

www.revistaendorfina.com.br

energia). Além de, nutricosméticos, uma vez que também auxilia nos benefícios para a pele, olhos e cabelo. “O complexo B possui importantes funções em todo o metabolismo celular, atuando como componente de sistemas enzimáticos essenciais para as células, conhecido também como coenzimas”, explica a nutricionista da Probiótica Laboratórios, Janaína de Oliveira Keid. Para Daniela Tolari, nutricionista da Nutrilatina, a presença dos micronutrientes na maioria dos suplementos é importante, pois facilita a síntese proteica. “As vitaminas do Complexo B são fundamentais para os praticantes de exercícios e atletas, pois estão envolvidas nos processos de produção de energia e síntese de proteínas”, destaca. O Complexo B está diretamente ligado ao aporte de nutrientes que muitas vezes não são completados pela alimentação natural. Por isso, a ingestão via vitaminas se faz necessária para aperfeiçoar os níveis de proteínas, aminoácidos, carboidratos e ácidos graxos. “O complexo B tem uma função complementar, como aumentar a efetividade dos outros suplementos, dos proteicos, por exemplo”, atesta a nutricionista da Integralmédica, Daniela Martoni. Apesar dos benefícios já citados, também há algumas contraindicações para pessoas com tendência ou em tratamento de acne, conforme explica a nutricionista da New Millen, Giovana Guido. “O complexo B pode aumentar a oleosidade da pele em alguns casos. Fora isso, as vitaminas não são tóxicas para o organismo, pois seu excesso é eliminado pelo orga-


Perda de apetite; Náuseas; Alterações na língua como aspereza ou cor mais escura ou vermelha Diarreia; Dormências nas pernas e pés; Tremores; Dor de cabeça.

Diferentes funções

nismo, uma vez que são hidrossolúveis”. A especialista ressalta que a ingestão em excesso também pode gerar desconforto gástrico, cólicas e alterações nas fezes e urina, mesmo que o quadro seja raro, pois as substâncias normalmente são excretadas pela urina. Segundo, Janaina as consequências de “hiper” dosagem também resultam em: “cefaleia,

irritabilidade, hemorragia, hipertireoidismo, alterações gastrointestinais, urticária e prurido”. Já os sintomas ocasionadas pela falta das vitaminas são: Cansaço; Depressão; Irritabilidade fora do normal; Alterações do sono;

Os avanços tecnológicos e científicos são cada vez mais evidentes no campo da saúde, pois novas fórmulas e nutrientes são estudados com frequência a fim de se obter produtos cada vez mais completos para a indústria. Segundo Daniela Martoni, pesquisas revelam que o Complexo B está entre as vitaminas mais consumidas. “Em 2010 e 2011, o complexo B ficou em segundo lugar no ranking de consumo de vitaminas, em 1º lugar estavam os multivitamínicos. Já no Brasil ocupou a 3º posição, ficando atrás dos multivitamínicos e da vitamina C”, reitera a nutricionista da Integralmédica.

Principais fontes Por se tratar de vitaminas, os nutrientes do “chamado” Complexo B estão presentes em: - Cereais integrais;

Carnes;

Ovos;

Laticínios;

Nozes;

Banana;

Vísceras;

Verduras verdeescuras (brócolis, espinafre) couve-flor;

Fígado;

Levedo;

www.revistaendorfina.com.br

Leguminosas;

31


[ Ano4 | Número23 ] 2013

suplementos

32

Nota: O surgimento das vitaminas da família B está ligado ao beribéri, no início do século XX. Os principais sintomas da doença eram fraqueza, câimbras, confusão mental e dificuldades respiratórias. Nesse caso, era necessário “descobrir” algum nutriente capaz de combater esse quadro e após inúmeras análises o bioquímico polonês, Kazimierz Funk chegou à fórmula da amina e decidiu unir dois termos: vita = vida +amina). A descoberta chegou a Tiamina que mais tarde foi nomeada como B1 pelo cientista norte-americano, Elmer McCollum que dividiu os grupos em A (solúvel em gordura) e B (solúvel em água). Conforme mencionado, o Complexo B é um conjunto formado por oito vitaminas nomeadas de B1, B2, B3, B5, B6, B7, B9, B12, porém vale destacar que cada uma independe da outra e possui funções específicas. Logo, um suplemento pode conter B2 e B3, mas não conter B6 ou B7, por exemplo. “Suplementos de aminoácidos de cadeia ramificada geralmente são adicionados de B6, que auxilia na síntese de aminoácidos. Ou vitamina B1 que proporciona benefícios em suplementos energéticos à base de carboidratos. Já que o nutriente atua no metabolismo energético e principalmente no metabolismo dos carboidratos”, enfatiza Daniela Martoni. “Embora tais vitaminas são consideradas um complexo, cada uma possui sua função específica no organismo. Portanto, podem ser acrescentadas isoladamente, de acordo com a característica do benefício esperado”, ressalta Janaina. Para ela nutrientes como a Colina e o Inositol também podem se enquadrar na categoria. Assim como, as vitaminas B13, B15 e B17, menos conhecidas, mas que já estão em estudo. Já Giovana Guido da New Milen acredita que as vitaminas A, D e K se “assemelham” as do Complexo B. Os ingredientes são de certa forma “independentes”, entretanto a combinação

de proteína e Complexo B intensifica a recuperação e definição muscular. “Proteínas são construtores e as vitaminas reguladoras. Os nutrientes quando combi-

Como atuam? Confira as formas de atuação de cada uma das oito vitaminas que integram o chamado Complexo B Vitamina B1 (Tiamina): Atua na produção de ácido clorídrico e na formação do sangue. Vitamina B2 (Riboflavina): Ajuda no processo metabólico de proteínas, carboidratos e gorduras. Também atua na formação de hemácias e produção de anticorpos, além de prevenir a catarata e aliviar a fadiga ocular. Vitamina B3 (Niacina) – Melhora a circulação e o sistema neural. Também proporciona benefícios para a pele e reduz o colesterol.

nados atuam nos processos metabólicos ligados à recuperação, desenvolvimento e definição muscular”, atesta Daniela Tolari, da Nutrilatina.

Vitamina B5 (Acido Pantotênico): Produz hormônios suprarrenais e atua na formação de anticorpos. Também combate o stress. Vitamina B6 (Piridoxina): Atua diretamente no crescimento. Também é essencial para a saúde física e mental. Vitamina B7 (Biotina): Benéfica para a saúde da pele e dos cabelos. Vitamina B9 (Ácido Fólico): Controla a pressão sanguínea e atua na saúde dos espermatozoides e também na saúde do feto durante a gravidez. Vitamina B12 (Cobalamina): Previne anemia, ajuda na digestão e na formação de DNA. Também auxilia no sistema nervoso e medula óssea.

Atuação Metabolismo:

Vitaminas:

ENERGÉTICO

B2, B3

CARBOIDRATO

B1, B3, B5, B6 v

PROTEÍNA

B1, B3, B5, B6, B9, B12

GORDURA

B1, B3, B5

*Fonte : Daniela Martoni , nutricionista da Integralmédica

www.revistaendorfina.com.br


produtos a base de complexo b L-Carnitine 1000 A L-Carnitina líquida da Probiótica é indicada para a queima de gordura e ajuda na redução da fadiga muscular. Composto de vitaminas B5 e B1, o suplemento fornece 1g de L-Carnitina em cada porção (2 colheres de sopa). Os sabores disponíveis nos frascos de 400g são: Pêssego, Laranja, Açaí com Guaraná e Morango. Para mais informações: www.probiotica.com.br

Vit Glaft Desenvolvido nos Estados Unidos, o complexo vitamínico possui ação antioxidante, combate os radicais livres e o envelhecimento celular. Vit Glaft regula o metabolismo celular e contribui para a melhora do sistema imunológico e manutenção da massa óssea. Para mais informações: www.midwaylabs.com.br

Ami NO2 Esse é um novo conceito de proteína líquida à base de colágeno hidrolisado e Whey Protein. A fórmula natural combina peptídeos livres, aminoácidos livres, BCAA’, vitaminas e extratos de polpas vegetais e minerais. Ami NO2 é indicado para processos de recuperação, em função de sua rápida absorção. Os sabores são: Cereja Preta, Uva e Amora. Para mais informações acesse: www.newmillen.com.br

Multi V Formulado com ingredientes naturais como licopeno de tomate, luteína, mais vitaminas e minerais, o suplemento vitamínico é ideal para melhorar o ganho energético durante o dia. Multi V está disponível em frascos com 90 tabletes, nos sabores abacaxi com mamão. Para mais informações acesse: www.gtnutrition.com.br

Levedo de Cerveja As leveduras são essenciais no processo de fermentação é também atuam na função de suplemento alimentar. Indicado para a digestão, o Levedo de Cerveja produzido pela D.N.A(Design Nutrição Avançada) é rico em vitaminas do Complexo B, cálcio e proteínas. Recomenda-se a ingestão de seis tabletes, duas vezes ao dia. Para mais informações acesse: www.dna.ind.br

B Complex B Complex fornece 100% da ingestão diária recomendada das vitaminas do complexo B, responsável pela adequada produção de hormônios e energia. Já a falta destes nutrientes favorece o surgimento do cansaço, desânimo, falta de disposição e energia. O produto também auxilia na manutenção da saúde do sistema nervoso. Para mais informações acesse: www.nutrilatina.com.br

Vita Recovery Tablets O complexo vitamínico é indicado para a recuperação física, após treinos intensos. Sua fórmula exclusiva conta com vitaminas A, C, D, E, B1, B2, B3, B5, B6, B12, Biotina e Ácido Fólico, além de guaraná em pó e mix de minerais. Para mais informações acesse: www.integralmedica.com.br

www.revistaendorfina.com.br

Advantage Carb Control O shake à base de proteinas, 23 vitaminas e minerais, auxilia no controle da fome, atua como substiuto das refeições e evita a ingestão de carboidratos de alto índice glicêmico. Os sabores disponiveis são: Chocolate Amargo, Morango, Baunilha e Chocolate. www.carduz.com.br

33


na academia

O

[ Ano4 | Número23 ] 2013

fertas de academias, aulas de dança, Pilates, ioga e novas tendências, com descontos vantajosos veem atraindo um número maior de internautas e empresas do setor. O princípio das compras coletivas é oferecer descontos irresistíveis. Já a empresa ganha no volume de vendas. Em 2012, no Peixe Urbano, um dos maiores sites de compras coletivas do país, o crescimento das ofertas do mercado fitness foi de 60% em relação a 2011. “Embora as ofertas especificamente de fitness ainda represente um percentual tímido do número total, a fatia tem crescido e deve continuar aumentando devido a preocupação dos brasileiros com saúde e qualidade de vida, que se intensifica ainda mais durante o verão”, acredita Ana Lima, gerente comercial do Peixe Urbano em São Paulo. Diversos fatores determinam o sucesso de uma promoção, estabelecimentos consolidados no mercado, boas instalações, descontos atraentes, disponibilidade de horários e dias, e principalmente unidades próximas à residência ou ao trabalho dos internautas. Atraída pelo desconto de 68%, e pela experiência de conhecer uma academia exclusiva para mulheres, Thaísa Asafu Lopes, assistente administrativa, comprou no Peixe Urbano, a promoção da academia Curves. A oferta válida por três meses oferecia desconto de R$ 100. A taxa de R$ 149 passou para R$ 49 ao mês. “Sempre quis conhecer essas academias só para mulheres, pois tinha vergonha de treinar com homens. Achei

34

As ofertas de compra coletivas proporcionam a oportunidade de testar a academia, aprender a dançar e até conhecer as novidades do mercado fitness

Mercado Fitness na

internet Setor conquistou espaço no mundo dos sites de compras coletivas

Por Mariana Souza

que nesses três meses conseguiria ver se uma academia só para mulheres seria ideal. Gostei do atendimento, mas a ideia dos 30 minutos em circuito não me agradou”, afirma Thaísa. O processo de seleção das ofertas pode ser por meio dos próprios sites das empresas de compras coletivas, que contam com equipes especializadas, ou a própria academia pode demonstrar interesse. Devido ao sucesso das promoções as empresas também incluíram em suas ações de marketing os anúncios. Segundo Ana Lima, o Peixe Urbano trabalha junto

www.revistaendorfina.com.br

com esses parceiros para definir o plano adequado e o espaçamento entre as ofertas, o tipo de oferta e o cronograma ideal. “Continuaremos atentos às tendências do mercado e às preferências dos nossos usuários, buscando trazer ofertas cada vez mais atrativas e variadas para o Cardume. Acreditamos que o mercado fitness continue crescendo em 2013”, diz Ana. As ofertas de compra coletivas proporcionam a oportunidade de testar a academia, aprender a dançar e até conhecer as novidades do mercado fitness.


www.revistaendorfina.com.br

35


na academia Foto: Divulgação-GymPass

O segmento de compras coletivas faturou R$731 milhões no primeiro semestre de 2012, segundo levantamento realizado pela consultoria e-bit em parceria com InfoSaveMe, ferramenta do mercado de compras coletivas desenvolvida pelo SaveMe (do site de compras coletivas), valor 2% maior do que o registrado no mesmo período de 2011. No primeiro semestre de 2012 foram vendidos em torno de 12 milhões de cupons de descontos. Cesar Carvalho, diretor presidente do GymPass

GymPass Outra opção para os internautas aficionados pelas compras eletrônicas e por conhecer diversas academias e modalidades é o GymPass, empresa que vende diárias avulsas ou pacotes ilimitados, para uma rede de mais de 350 academias de ginástica, natação, Pilates e hidroginástica localizadas em 40 cidades de 13 estados. Lançado em 2012 no Brasil, o GymPass é inspirado no site inglês PayasUgym. O conceito é comprar diárias em academias, pagando apenas pelo dia de uso, sem taxa de matrícula. O GymPass oferece também dois tipos de diárias ilimitadas que incluem as 350 academias credenciadas. As Ilimitadas Livres com mensalidade fixa de R$119,00 por mês, sem custo adicional por visita. Ideal para quem vai à academia mais de quatro vezes por semana. E as Ilimitadas com Desconto, mensalidade de R$59,00 por mês, mais cinco reais por visita. O objetivo é atender aos alunos que vão de três a quatro vezes por semana.

[ Ano4 | Número23 ] 2013

o GymPass é inspirado no site inglês PayasUgym. O conceito é comprar diárias em academias, pagando apenas pelo dia de uso, sem taxa de matrícula

36

www.revistaendorfina.com.br

Quem se exercita até duas vezes por semana o principal benefício é pagar pelo dia de uso, além da flexibilidade para escolher diversas academias. Uma aula custa em média R$ 14,90, mas os valores variam de R$ 8,90 até R$49,90. Para os frequentadores que vão a academia mais de três vezes por semana, a vantagem é poder utilizar a rede de academias e serviços disponíveis no GymPass pagando somente uma mensalidade. “A receita do GymPass vem de um percentual do valor de cada diária vendida. As academias parceiras ficam com o restante, portanto todos ganham. Realizamos até agora dois aportes de capital com investidores nacionais e estrangeiros. O valor inicial investido foi quase meio milhão de reais e o total já passa de dois milhões de reais”, afirma Carvalho, diretor presidente do GymPass. As expectativas de Carvalho para 2013 é consolidar a posição do GymPass no Rio de Janeiro, Brasília e Belo Horizonte. Após isso, expandir para outros países da América Latina.


Lテ好ER ABSOLUTO EM

SUPLEMENTOS ALIMENTARES DO BRASIL

A MAIOR VARIEDADE DE

SUPLEMENTOS PARA SEUS TREINOS

Acesse agora: www.corpoperfeito.com.br www.revistaendorfina.com.br

37


[ Ano4 | NĂşmero23 ] 2013

38

www.revistaendorfina.com.br


www.revistaendorfina.com.br

39


capa Fotos: Divulgação-UFC

[ Ano4 | Número22 Número23 ] 2013

mma 40

“Comecei a lutar jiu-jitsu com 13 anos por indicação de um amigo com quem eu jogava bola. Eu era muito agitado e as artes marciais fazem a pessoa controlar bem isso

www.revistaendorfina.com.br


a

José Aldo: Show e soberania no UFC Confira a entrevista exclusiva com o campeão dos pesos penas, que mantém a incrível sequência de quinze lutas de invencibilidade no MMA. Determinado e acostumado a quebrar barreiras ele também terá sua vida retratada no cinema Por Diogo Patroni

anauara de vida sofrida que soube superar obstáculos para se tornar uma personalidade reconhecida e um grande campeão. À primeira impressão, trata-se da história “clichê” de um lutador de boxe ou artes marciais, mas na realidade não há como fugir desse senso comum quando nos referimos a José Aldo da Silva Oliveira Junior, o atual campeão dos pesos penas do UFC (Ultimate Fighting Championship). Com um invejável cartel de 23 lutas, 22 vitórias e apenas uma derrota, Aldo, não apenas vence seus adversários com soberania, como também proporciona verdadeiros shows para o público com cotoveladas, giratórias, joelhadas e chutes potentes. Eleito recentemente para o top 10 entre os melhores pesos por pesos da atualidade, ele conversa com a Revista Endorfina e revela-se uma pessoa tranquila, bem-humorada, pai de família e apaixonado por futebol, principalmente pelo Clube de Regatas do Flamengo.

Chutes certeiros Quando garoto, José Aldo da Silva Oliveira Junior era “briguento”, praticante de capoeira, sonhava em se tornar jogador

de futebol, mas o jeito viril de “chegar” na canela dos adversários lhe mostraram outros caminhos. Até então nunca imaginados: o jiu-jitsu. “Comecei a lutar jiu-jitsu com 13 anos por indicação de um amigo com quem eu jogava bola. Eu era muito agitado e as artes marciais fazem a pessoa controlar bem isso. Então conheci o Marco Antonio ‘Loro’ (atleta do Bellator atualmente) e fui para o Rio de Janeiro, com ele treinar na Nova União”, conta Aldo. A Nova União, comandada pelo técnico Dedé Pederneiras, é a equipe que

www.revistaendorfina.com.br

recebeu o garoto vindo de Manaus, em busca da “sorte” no Rio de Janeiro. Foram dias de muito trabalho intenso e dormindo na própria academia em que treinava, na favela de Santo Amaro. “Precisava buscar uma condição de vida melhor para minha família e para mim. O jiu-jitsu não paga bolsas, e o MMA apareceu como possibilidade de sustento. Tive que tentar a sorte e o Rio de Janeiro. Sempre foi o grande centro das artes marciais no Brasil. Dormir na academia era sofrido, especialmente quando ficava sozinho, mas contava com o

41


capa

apoio de grande amigos que fiz na Nova União, como o Marlon Sandro e o Hacran Dias”, relembra. Durante os treinos, Aldo conheceu Vivianne Oliveira, também integrante da Nova União, e quem lhe deu abrigo em sua casa. No entanto, a relação de amizade e gratidão resultou em casamento. Juntos há quase seis anos, José Aldo e Vivianne são pais da pequena Joanna, de apenas seis meses. “Sou muito caseiro e quando estou em casa gosto de curtir minha esposa, minha filhinha e também jogo muito videogame e vejo futebol”, diz.

[ Ano4 | Número23 ] 2013

“É uma coisa simples: quanto mais no topo você está, mais adversários duros tem para enfrentar. Eu só luto contra o melhor da minha categoria. O cara só não é campeão porque não me ganhou...”

42

www.revistaendorfina.com.br

Letal e imprevisível A calmaria se desfaz quando o “Scarface” sobe ao octógono para mais uma batalha. Determinado e objetivo, ele confessa que estuda minuciosamente cada adversário e busca sempre conectar os golpes de maneira perfeita. Foi assim, por exemplo, com Mark Hominick (UFC 129); Kenny Florian (UFC 136); Chad Mendes (UFC142), e, recentemente, Frankie Edgar (UFC 156), além dos outros 18 que ficaram pelo caminho em eventos como o extinto WEC, Pancrase, TopFC, GoldFC, Jungle Fight, Shooto Brazil, Rio MMA... “Acredito que a imprevisibilidade e a capacidade de combinar golpes são minhas grandes qualidades. Estamos preparados para surpreender os adversários, pois na Nova União temos todos os tipos de treinos, inclusive com os melhores lutadores do mundo”, ressalta o campeão dos penas do UFC. Um claro exemplo da análise tática foi a última exibição no UFC 156 – Aldo x Edgar, valendo a quarta defesa de cinturão do brasileiro. Até então, Frankie Edgar seria considerado por muitos como o adversário mais duro enfrentado pelo campeão, pois havia “descido” da categoria dos pesos leves onde já deteve o cinturão (perdido para Ben Henderson no UFC 144). Por isso, era preciso saber dosar o combate e utilizar os artifícios de maneira correta. O brasileiro mostrou a todos seu vasto repertório e durante o terceiro round aplicou um chute frontal no adversário, e no último segundo da luta desferiu um poderoso superman punch (soco voador). “No caso do chute frontal, horas antes da luta, eu estava com o Dedé (Pederneiras) no quarto e conversamos sobre os chutes. Se eu chutasse a perna, o Edgar poderia defender, então decidimos que daria um chute frontal, que combinamos de chamar ‘engole sapo’. O superman punch foi pra dar show mesmo, porque a torcida gosta e merece”, revela. O combate terminou com vitória unânime de José Aldo. Show aliás é o que ele mais gosta de fa-


zer, principalmente quando se jogou nos braços da “massa” durante o UFC 142, no Rio de Janeiro, após nocaute fulminante em Chad Mendes. “Foi inexplicável. Ganhar daquela forma, no Rio de Janeiro, com ginásio lotado, depois de tanto treino...”, revela o campeão que logo após o “êxtase” recebeu uma “bronca” do presidente do UFC, Dana White. “O UFC ficou meio bravo, então não sei dizer se faria de novo, é coisa de momento (risos)”. Mas a plasticidade e a “agressividade” muitas vezes devem ser contidas, conforme admite o manauara. “É uma coisa simples: quanto mais no topo você está, mais adversários duros tem para enfrentar. Eu só luto contra o melhor da minha categoria. O cara só não é campeão porque não me ganhou (risos)”, justifica Aldo que completa “isso sem contar a questão da responsabilidade de defender um cinturão, que é totalmente diferente de entrar no octógono e lutar uma luta simples”. A preparação para os combates são verdadeiros “retiros” para os lutadores que se fecham para entrevistas e evitam comparecer aos eventos. No caso de José Aldo, a “blindagem” é feita pelo treinador Dedé Pederneiras. “O Dedé me ajuda muito nisso. Ele centraliza tudo nele para que eu só me preocupe em lutar. Então, monto uma planilha de treinos baseada nas principais características de quem vou enfrentar. Na Nova União, treino todas as modalidades, desde o muay-thai ao wrestling. Temos que ser completos”.

Pederneiras, aliás, é atuante dentro e fora do octógono. Indicado para a disputa do Oscar do MMA como melhor treinador e melhor equipe (Nova União), ele é responsável por “cuidar” de Aldo e de todos os membros da Nova União. “O Dedé é um pai para mim. Ele me acolheu e batalhou muito no início da minha carreira, investiu mesmo. Até hoje ele ‘cuida’ de mim e dos irmãos da Nova União como filhos. Além de, melhor treinador do mundo, ele é um grande empresário e um gerenciador de carreiras. Sem ele, não sei se estaria onde estou”, enaltece.

Domínio absoluto Nos anos seguintes, quando ainda lutava pelo WEC, o brasileiro já havia conquistado o World MMA Awards – Lutador do Ano em 2010, e foi eleito também pelo site especializado Sherdog como o Melhor Lutador em 2009. Aldo também manteve a maior sequência invicta na franquia - oito, no total. Desde que estreou no Ultimate, em 30 de abril de 2011, no UFC 129, diante do canadense Mark Hominick, tem colecionado vitórias em cima de vitórias, além de prêmios de melhor nocaute e luta da noite. A so

O dono do cinturão Nome: José Aldo da Silva Oliveira Junior Nascimento: 09/09/1986 Local: Manaus-AM Peso: 66 Kg Altura: 1,70m Ídolo: Minotauro e Anderson Silva Estilo: Boxe, Muay-Thai e Jiu-Jitsu Equipe: Nova União

www.revistaendorfina.com.br

Categoria: Penas – Campeão do UFC

Cartel Lutas: 23 Vitórias: 22 (Nocaute: 13 / Finalização: 2 / Decisão dos juízes: 7) Derrotas: 1 – Finalização

43


capa

se o Dedé achar que vale a pena. Ele é quem decide”. *Nota: Após as desistências de Aldo e Quinton Rampage Jackson por conta de lesões. Anderson Silva lutou contra Stephan Bonnar no UFC Rio III pela categoria meio-pesado, mas o combate não valeu cinturão e foi vencido pelo Aranha com um nocaute ainda no primeiro round. Já entre os adversários mais “cascas-grossas”, o campeão é enfático. “O Urijah Faber. É um cara muito técnico e duríssimo, completo. Foi muito dura a preparação para enfrentá-lo e muito difícil a luta”. Na ocasião José Aldo venceu por decisão unânime dos juízes, em mais uma defesa de cinturão pelo extinto WEC 48, em 24 de abril de 2010.

[ Ano4 | Número23 ] 2013

Próximo desafio

44

berania adquirida no passado, e mantida no presente, tem gerado “desconfianças” de que ele não tenha mais um adversário à altura na categoria dos penas. Sendo assim, os rumores de uma subida para outros desafios nos leves se tornam mais evidentes. Ou seja, na popular gíria do MMA, o campeão “limpou” a categoria. Mas a afirmação é totalmente refutada pelo próprio Aldo, que ainda enxerga grandes oponentes dentro dos 66 kg. “Não acho que a categoria esteja esgotada. Tem adversários duros, como o Ricardo Lamas, o Cub Swanson, o Zumbi Coreano (Chan Sung Jung) e o próprio Chad Mendes, contra quem lutei no Rio de Janeiro”, reitera. Já sobre uma possível subida de categoria, assim como fizeram recentemente Vitor Belfort e Anderson Silva, Aldo diz que não pretende abdicar da sua “cinta” nos penas para se aventu-

“Não acho que a categoria esteja esgotada. Tem adversários duros, como o Ricardo Lamas, o Cub Swanson, o Zumbi Coreano (Chan Sung Jung) e o próprio Chad Mendes...” rar nos leves, porém tudo será feito com o consentimento do treinador Dedé Pederneiras. “O Anderson (Silva) subiu para salvar o card do UFC Rio III. Eu subirei de categoria se for para disputar o título, e

www.revistaendorfina.com.br

Em meio aos rumores da qualidade dos prováveis adversários de José Aldo, Dana White, presidente do UFC, anunciou que o próximo duelo do brasileiro será ante Anthony Pettis, no UFC 163, no dia 3 de agosto em local a ser definido. O combate foi “selado” logo após a vitória de Aldo sobre Edgar no UFC 156, quando Pettis (lutador da categoria leve até 70 Kg) se ofereceu para descer e enfrentar o campeão dos penas (até 66 kg). “Achei injusto com os lutadores da categoria até 66 kg que estão lutando para tentar disputar o cinturão. Se fosse uma ‘superluta’ seria mais justo. Mas o UFC decide e eu estarei pronto para lutar contra o Pettis, ou qualquer um”, afirma Aldo. O campeão não é do tipo marqueteiro, daqueles que gostam de “escolher” seus adversários. Funcionário exemplar (mesmo em poder de um cinturão do Ultimate), José Aldo não faz qualquer distinção de seus oponentes, mas apenas descarta três adversários aos quais julga serem superiores fisicamente. “Eu que devo pensar se estou à altura dos grandes campeões como Anderson Silva, George St. Pierre e Jon Jones. Mas não tenho como lutar contra eles, né? Sou muito levinho (risos)”, brinca o lutador.


www.revistaendorfina.com.br

45


capa

Estrela de cinema Nos próximos meses deve estrear o filme “Vale Tudo”, produzido por Afonso Poyart e dirigido por Daniel Filho. O longa vai contar a “luta” de José Aldo, que será interpretado pelo conterrâneo Malvino Salvador. “Malvino está fazendo um ótimo trabalho. A diferença é que ele é mais bonito que eu, né? (risos)”, brinca Aldo, que sempre acompanha as gravações do filme que vai retratar também seu começo no MMA e o relacionamento com a esposa Vivianne Oliveira. “É emocionante ter um filme sobre mim. Acompanho tudo o que posso e o público pode esperar uma história de vida muito legal, mas não vou contar detalhes, quero que vejam na telona”, despista.

[ Ano4 | Número23 ] 2013

Paixão rubro-negra

46

Flamenguista de coração e muitas vezes até “corneteiro” nas redes sociais, José Aldo é daqueles que não escondem sua devoção pelo clube da Gávea. Ainda no anonimato, sempre comparecia às caravanas com a torcida em jogos fora do Rio de Janeiro e nas partidas em casa. Mesmo quando não pode ir aos jogos por conta da agenda, Aldo sempre dá um jeito de demonstrar seu fanatismo. No UFC 129, quando venceu Hominick, exibiu uma bandeira da torcida rubro-negra, e em troca, na semana seguinte, no jogo Flamengo x Ceará pela Copa do Brasil, recebeu uma homenagem em uma faixa: “Obrigado Aldo, nosso Campeão do UFC”. “Não tenho mais tido como ir para os jogos, por causa das lutas, treinos e com-

www.revistaendorfina.com.br

José Aldo é daqueles que não escondem sua devoção pelo clube da Gávea. Ainda no anonimato, sempre comparecia às caravanas com a torcida promissos profissionais. Mas acompanho muito. Sou apaixonado pelo Flamengo e a molecada está arrebentando nesse começo de ano. Espero que continue com esse conjunto bom que o Dorival Jr. (treinador) está conseguindo montar”, destaca. A ligação com o clube de coração se


AVALIAÇÃO FÍSICA E PRESCRIÇÃO SOFTWARE

ESTADIÔMETRO PHYSICAL

de liderança e mais de 25 mil clientes no mundo.

Imagens meramente ilustrativas

Que o Physical Test há 20 anos é o mais vendido e querido no Brasil todos já sabem. Agora venha conhecer as novidades da nova versão 8 e participe de sorteios em: www.terrazul.com.br

ADIPÔMETRO PRIME NeO II

KITS DE AvALIAçãO FÍSICA

BANCO DE WELLS PHYSICAL

www.terrazul.com.br/loja (11) 3542-4588 3542-4533 3272-9305 www.revistaendorfina.com.br

47


capa

das artes-marciais. “O futebol está no sangue de toda criança, mas com o crescimento do MMA, no futuro isso é possível. Cada vez mais ocorrem edições do UFC no Brasil, com bolsas

[ Ano4 | Número23 ] 2013

tornou mais forte ainda no ano passado, quando firmou parceria de marketing, a exemplo do que fizeram Anderson Silva e Junior Cigano (Corinthians); Rodrigo Minotauro (Internacional); Paulo Thiago (Cruzeiro) e Thiago Tavares (Avaí). Segundo Aldo, esse apoio das instituições de futebol é importante para a projeção de ambas as marcas. “Se entrarem como patrocinadores é muito bom, porque apesar do crescimento do esporte ainda existem muitos lutadores sem patrocínio. Ao mesmo tempo os clubes aproveitam a exposição que o MMA está tendo. Acho válido”. Já em relação às comparações MMA x Futebol, o campeão dos pesos penas do UFC, diz que é difícil equiparar o nível de paixão envolvendo os dois esportes, mas acredita na ascensão

48

www.revistaendorfina.com.br

melhores e mais eventos profissionais. Tem tudo para ser maravilhoso para que as próximas gerações tenham bem menos dificuldades do que nós tivemos”.


www.revistaendorfina.com.br

49


Acontece fitness

90

anos de lutas

em nome da

Educação Física

Consolidada em mais de 120 países, Federação Internacional de Educação Física – FIEP atua em prol da formação e capacitação dos profissionais do segmento

[ Ano4 | Número23 ] 2013

Por Diogo Patroni

50

A

imagem do profissional de educação física como aquele instrutor de academia, ou professor do colégio que anda de agasalho esportivo e “vive” de esportes 24 horas por dia, é um tanto quanto preconceituosa. As atribuições desses profissionais são bem maiores, pois atualmente eles devem ser versáteis e antenados com todas as novidades que o mercado tem a lhes oferecer. A evolu-

Fotos: Wilmar Hermann

ção deve ser constante, visto que a cada dia surgem novas modalidades e programas para o consumidor. Para auxiliar na formação e capacitação desse profissional, a FIEP (Federação Internacional de Educação Física), realiza diversos congressos e palestras com o intuito de orientar e “lutar” pelos direitos do setor. A entidade é formada por 120 delegados, divididos em delegados regionais (representantes

www.revistaendorfina.com.br

de cada estado) e adjuntos. Criada em 1923, em Bruxelas-Bélgica, e com sede em 120 países, a FIEP comemora em 2013, 90 anos de sua fundação, cujo principal intuito é difundir a Educação Física por meio de ações recreativas e sócio educativas, além de contribuir para a atualização e aperfeiçoamento constante dos profissionais. “Ainda sentimos falta de uma maior valorização, inclusive valorização de


qualidade técnica. Os congressos, pesquisas científicas, cursos de pós-graduação, mestrados e a publicação de trabalhos científicos, são uma forma de se ‘auto-reciclar’”, explica o delegado geral da FIEP no Brasil, professor Almir Gruhn. No país, o órgão responde pela realização de eventos, fomento da educação física, apoio a programas e pelo desenvolvimento ético e legislativo. Vale ressaltar que a entidade não possui fins lucrativos e que todos os recursos são obtidos por meio de parcerias. “Participamos de eventos, não só no Brasil, mas em todos os países da América do Sul e Central. Buscamos auxiliar o segmento com a realização de congressos. Temos também uma revista virtual e divulgamos as ações em nossas redes sociais, além do Programa Sem Fronteiras”, ressalta Gruhn. Segundo ele, atualmente há mais de 500 mil profissionais de educação física no Brasil, sendo que apenas 250 mil estão registrados legalmente no Conselho Federal de Educação Física (Confef). Já o total de cursos de graduação no país é de mil.

mos um selo comemorativo dos Correios. Além da entrega da Medalha Prof. Manoel Tubino, em alusão aos 90 anos, e que será entregue em 120 países”, diz o Prof. Almir Gruhn. Segundo dados da FIEP, 80% do público presente aos eventos paralelos era formado por profissionais graduados, enquanto nos cursos a porcentagem foi de 65% de acadêmicos e 500 participantes vindos do exterior. Apesar dos números favoráveis e animadores, Gruhn, ainda ressalta que o setor não está totalmente consolidado no país, porém acredita que os grandes eventos devem movimentar o meio esportivo. “Ainda enfrentamos algumas barreiras, mas juntamente com o sistema Cref (Conselho Regional de Educação Física) e Confef deveremos avançar. Estes órgãos são importantíssimos para o desenvolvimento da profissão no Brasil. Os grandes eventos (Copa das Confederações, Copa do Mundo e Olimpíadas), também devem nos fortalecer”, esclarece o delegado geral da FIEP no Brasil.

Congresso De 12 a 16 de janeiro, foi realizado o 28º Congresso Internacional de Educação Física – FIEP, em Foz do Iguaçu. Mais de 2.800 inscritos de todas as regiões do Brasil, e de 23 países, participaram dos 45 cursos de aprimoramento. Alguns dos assuntos apresentados foram: massagem, recreação, treinamento funcional, musculação, ginástica laboral, nutrição, fisiologia, fisioterapia, dentre outros. Todos focando a importância do profissional de educação física na América Latina, tema principal da edição 2013. “O Congresso transcorreu dentro da normalidade e foi histórico para a FIEP, pois realizamos as eleições da FIEP Mundial. Apresentamos a publicação do boletim dos 90 anos e ainda lança-

www.revistaendorfina.com.br

Sem fronteiras Criado em 2007, pelos professores Almir Gruhn e Jorge Diaz Otanez, o grupo dos Professores Sem Fronteiras, surgiu com o objetivo de prestar atendimento, a diversas cidades e países, que ainda carecem de informação e apoio acadêmico. A primeira viagem foi realizada de 24 março a 09 de abril de 2007, e percorreu a Guatemala, El Salvador, Honduras, Nicarágua, Costa Rica e Panamá. O objetivo traçado pelos Sem Fronteiras é visitar todos os estados do Brasil (incluindo o Distrito Federal), todos os países das Américas do Sul e Central. Caso seja possível devem ir também para a Europa, América do Norte, África, Ásia e Oceania. As viagens deverão ser concluídas ainda em 2013 e o material coletado fará parte de um livro. • Vale lembrar que todas as despesas com passagem são custeadas pelos próprios professores voluntários. As cidades fornecem estadia e alimentação.

51


Acontece fitness

premio top fiep 2012

[ Ano4 | Número23 ] 2013

O 28º Congresso Internacional de Educação Física, também marcou a entrega do 9º Prêmio Top Fiep Brasil 2012, cujo intuito é reconhecer as melhores práticas desenvolvidas em prol do segmento de educação física. A cerimônia realizada no Hotel Bela Itália, em Foz do Iguaçu-PR, premiou as categorias: Professor/Profissional, Livro, Revista, Internet e Estudante. A Endorfina foi eleita como a melhor Revista Esportiva, após votação popular realizada no site da entidade (www.congressofiep.com.br). Ao todo foram computados 9.500 votos válidos na qual participaram delegados regionais, profissionais e estudantes de educação física.

52

www.revistaendorfina.com.br


www.revistaendorfina.com.br

53


Espaço Saúde

História e efeitos fisiológicos da

massagem para o bem-estar

Depois da prática da atividade física, a massagem é a que mais produz resultado metabólico importante para o organismo. Ela tem sido usada como um meio físico para aliviar a dor e o desconforto

[ Ano4 | Número23 ] 2013

A

54

massagem é citada e praticada pela medicina tradicional na China antiga, desde 3000 a.C. Em alguns livros encontramos ilustrações sobre a prática do Tui-ná, a mais antiga prática de massagem conhecida. Os egípcios, budistas, persas e japoneses usaram massagem e movimentos no tratamento de várias doenças e lesões; técnicas como anmá, shiatsu e digitopressão. Os homens atletas eram massageados antes e após as práticas desportivas. As mulheres para ficarem mais belas eram massageadas várias vezes por semana. Hipócrates, considerado o pai da medicina, acreditava que a massagem era uma importante ferramenta terapêutica, e descreveu qualidades, indicações e contraindicações da massagem no seu “On Articulations”. Para ele, os médicos deveriam apresentar mais experiência em fricção, assim como outros métodos de massagem no tratamento médico. Asclepíedes, outro médico grego, teve uma grande influência no desenvolvimento da massagem. Ele afirmou que existiam apenas três agentes terapêuticos: a hidroterapia, os exercícios das técnicas e a fricção. Os gregos, que valorizavam altamente a saúde física, beleza e potência atlética, usavam massagem aplicada nos atletas, tanto antes como após um evento esportivo. A técnica recebia o nome de Apoterapia, e acreditava-se que preparava a musculatura antes do evento e limpava os membros de matérias supérfluas e fluidos, após uma atividade extenuante. Ao longo da Idade Média, pouco se es-

A massagem começou a ser adotada nos Estados Unidos, devido a escritos e influência de Douglas Grahm, um médico de Boston, e John Kellogg, de Battle Creek que escreveu em 1900 o Livro Manual de Massagem creveu sobre massagem até que Ambrosie Paré, da França, no século XVI, transcreveu e publicou uma literatura antiga sobre fricções junto com sua própria aplicação específica para pacientes cirúrgicos. Seu trabalho foi reconhecido e a terminologia francesa para as técnicas específicas de massagem são usadas até hoje. Praticamente o consideramos precursor das massagens pré-cirúrgicas e pós-cirúrgicas. Considerado o pai da massoterapia mundial. Per Henrik Ling, da Suécia, em 1813, foi quem criou o primeiro instituto de massagem, no Central Royal Institu-

te Of Gymnastics, em Estocolmo. Ling organizou a massagem e os exercícios terapêuticos num sistema que se tornou conhecido como ginástica médica. Seus seguidores continuaram seu trabalho e por volta de 1860, já havia institutos espalhados na Inglaterra, França, Áustria, Alemanha e Rússia. Na virada do século XIX, a massagem começou a ser adotada nos Estados Unidos, devido a escritos e influência de Douglas Grahm, um médico de Boston, e John Kellogg, de Battle Creek que escreveu em 1900 o Livro Manual de Massagem, um dos mais notáveis livros sobre massagem, no Brasil. O estresse e a fadiga são frutos da agitação do dia a dia, bem como da concentração urbana e a forte presença de indústrias nas grandes cidades. Para isso, a massagem Antiestresse, surge como alternativa de aperfeiçoamento para profissionais de educação física. O método tem ganhado popularidade em muitos países da América e Europa. Certamente será a prática mais comum, com os grandes eventos esperados para o Brasil, como a Copa das Confederações, Copa do Mundo e Olimpíadas.

André Nessi (CREF.2377-4 G/SP) Prof. da Graduação e Pós Graduação da Universidade Anhembi-Morumbi. Diretor do Instituto Nessi de Massoterapia, consultor para Clínicas e Spas é também autor do livro Massagem Antiestresse

www.revistaendorfina.com.br


xr­5 Beleza, design ergonômico e alta performance. A Righetto revoluciona os padrões de qualidade dos equipamentos para fitness com a Linha XR5, uma verdadeira ferramenta para empresários que desejam fidelizar clientes e conquistar mercado. Reunindo beleza, ergonomia, design e itens adicionais integrados, a Linha XR5 possui uma estrutura especialmente desenvolvida para superar todas as expectativas da sua academia e dos alunos.

Desempenho e tecnologia para superar expectativas.

Bem-estar para o seu aluno, segurança para você. A Linha Cardio R é composta pelos melhores equipamentos cardiovasculares do mercado. De fácil utilização e manutenção, as esteiras, elípticos e bicicletas horizontais e verticais oferecem aos seus alunos excelentes opções de exercícios com segurança e a qualidade Righetto, que é a fabricante de equipamentos que mais investe em tecnologia no país.

i

FITNESS EQUIPMENT

Fábrica - Rua Itacuruçá, 568 • Jd. Aeroporto • Campinas/SP • 13056-094 • Fone: 19 3766-7600 • www.righetto.com.br www.revistaendorfina.com.br

55


Espaço Treino

Dicas para uma Corrida

Saudável e sem Riscos Academias caminham para a padronização de serviços, conceitos e benefícios exigidos pelos clientes

N

[ Ano4 | Número23 ] 2013

os últimos anos tem crescido exponencialmente, o número de praticantes e adeptos da corrida. É comum vermos nas ruas, avenidas e principalmente nos parques inúmeros corredores, cada um com seus próprios objetivos, mas que buscam pelo menos um bem comum, uma vida mais saudável. Grande parte deste crescimento se deve ao desenvolvimento e a profissionalização das assessorias esportivas, que hoje contam com os mais variados serviços como nutricionistas, médicos, psicólogos, massagistas, além de parcerias com academias. A corrida pode ser praticada por qualquer pessoa, desde que apresente condições físicas para tal atividade. Para os iniciantes, é indicado (como também em qualquer outro esporte) passar por profissionais do esporte (médicos, fisioterapeutas, nutricionistas, dentre outros). Assim, é possível fazer uma completa avaliação física e laboratorial, com o intuito de identificar possíveis doenças ou limitações físicas que possam impedir ou prejudicá-lo durante a prática.

56

Um ponto importante para quem inicia a corrida é não correr todos os dias, e sim alternar os treinos com outras modalidades aeróbicas como a natação, bicicleta, step e esportes coletivos. Deve-se também condicionar a musculatura com atividades de fortalecimento (musculação) e alongamentos, principalmente dos membros inferiores. Os abdominais e os dorsais também são músculos importantes e se bem trabalhados melhoram a performance, principalmente nas provas de longa distância. Esses grupos musculares, juntamente com os músculos do quadril, formam o que os treinadores chamam de Core (núcleo do corpo). O Core é responsável por manter a estabilidade da coluna e do quadril em todas as nossas atividades. Caso estes grupos não sejam trabalhados acarreta em dorsalgias (dor região dorsal) e lombalgias (dor região lombar), com relativa frequência. Portanto, o corpo precisa estar apto para a prática da atividade física. A frequência cardíaca é outro ponto importante que deve ser levado

em consideração. Para os iniciantes, a média deve ficar entre 60% e 75% da FC Máxima (Frequência Cardíaca Máxima), além de seguir um programa de treinamento progressivo com reavaliações periódicas (a cada dois ou três meses). Se possível, alterne a corrida na esteira e ao ar livre, já que são lugares com exigências diferentes ao praticante. O tênis tem papel fundamental, pois pode trazer e prevenir lesões. Um bom tênis deve ser flexível, ter um solado mais grosso, acolchoamento para o calcanhar e tendão de Aquiles. O calçado tem que ser mais alto na sua parte de trás e confortável. O sistema de amortecimento, ou até aqueles que respeitam os desvios posturais dos pés são imprescindíveis para a estabilidade e melhora do rendimento. Além disso, as características físicas do corredor e os locais de treinamento também devem ser considerados. Ao seguir essas orientações, o corredor estará menos sujeito ao risco de lesões, ou maus hábitos e atingirá com mais segurança os seus objetivos.

Dr. Moisés Cohen Professor Titular chefe do Departamento de Ortopedia e Traumatologia da Unifesp, Presidente da Sociedade Mundial de Artroscopia, Cirurgia do Joelho e Trauma Desportivo (ISAKOS) e diretor do Instituto Cohen de Ortopedia, Reabilitação e Medicina do Esporte Instituto Cohen Tel.: (11) 3093-9000 | www.institutocohen.com.br

www.revistaendorfina.com.br


www.revistaendorfina.com.br

57


Espaço Wellness

Avaliação Física Multifuncional A Edge Life Sports é a única academia do Brasil que aplica a avaliação Premium do Instituto Mauro Guiselini

O

[ Ano4 | Número23 ] 2013

modelo de Avaliação Física Multifuncional do Instituto Mauro Guiselini (IMG), atualmente implantado e conduzido na Academia Edge Life Sports pelo Instituto Mauro Guiselini, é resultado de um longo trabalho de pesquisa aliado a uma vasta experiência prática, adquirida ao longo de anos de trabalho dedicados à condução de equipes de Avaliação Física em academias. Trata-se de uma nova abordagem que tem como principal característica a inclusão da Avaliação Multifuncional-IMG, no processo da avaliação física dos alunos ingressantes na academia. Esta é uma nova tendência no mercado mundial de atividade física que está gerando muitas pesquisas, especulações e também, oportunidades de diferenciação de produtos. A essência do processo de Avaliação Multifuncional-IMG é simples: avaliar como o aluno se movimenta para identificar seus “déficits” de movimento, seus desequilíbrios musculares, sua falta de estabilidade e de mobilidade, para no momento seguinte prescrever exercícios complementares que eliminem, redu-

58

A essência do processo de Avaliação Multifuncional-IMG é simples: avaliar como o aluno se movimenta para identificar seus “déficits” zam ou estabilizem tais desvios. Desta forma, contribuímos para a melhoria da saúde promovendo a redução do risco de incidência de lesões. Os efeitos são positivos para o aluno, pois ele se lesiona menos e verifica a melhoria da sua capacidade de se exercitar mais e melhor. Também para a academia que contribui de forma positiva para a saúde do aluno, e diminui o nível de desistências de planos por conta do aparecimento de lesões. Compõe a avaliação aplicada ao aluno da Edge, como novidade no mercado, a

Avaliação do Core. Assim, o avaliador (e, na sequência o professor) pode conheçer mais um aspecto totalmente relacionado à segurança e à saúde do aluno (especificamente à saúde e segurança da coluna). Conhecendo-se o nível de consciência de ativação, força e controle dessa musculatura, é possível direcioná-lo corretamente para um treino mais eficaz e alinhado às suas atuais possibilidades. O pacote inclui a Avaliação de Encurtamentos Musculares, que verifica dentre os maiores grupos musculares, quais estão com a flexibilidade em níveis que comprometam a amplitude dos movimentos, gerando potencial risco de aparecimento de compensações e, consequentemente, possíveis lesões. Além disso, por ser uma forma diferente de Avaliação, a metodologia proposta pelo Instituto Mauro Guiselini encanta o aluno, pois ele nota que chegou a uma academia com uma forma de recepção e condução diferenciada das outras. Essa percepção aliada aos resultados positivos conseguidos pela atuação da tríade “avaliador – aluno – professor” provoca um efeito positivo no nível de fidelização dos clientes.

Prof. Ms. Mauro Guiselini Mestre em Educação Física pela USP, com especialização em “Fitness Lidership” pela AFAA – American Fitness Aerobic Association; Proprietário do Instituto de Ensino e Pesquisa Mauro Guiselini. Gestor do programa Avaliação Física Multifuncional – AFM, das Academias Edge Life Sports, consultor científico das Academias Runner e Triathon. Criador da Avaliação Física Multifuncional – AFM

www.revistaendorfina.com.br


Linha completa em acabamentos para o seu equipamento

Aceitamos os cartões:

Venda exclusiva para Fabricantes

www.emar.com.br (17) 3269‐9990 www.revistaendorfina.com.br

Referência em Qualidade 59


Espaço Nutrição

Uma nova alternativa em

suplementação Oléo de arroz semi refinado é um antioxidante natural, combate o colesterol e ajuda no aumento de massa muscular

[ Ano4 | Número23 ] 2013

H

60

oje, uma das novas apostas do mercado de suplementação são produtos desenvolvidos a partir do óleo de oryza sativa (óleo de arroz semi refinado). A grande importância agregada ao uso desse óleo está na ampla quantidade de compostos considerados nutracêuticos, como o orizanol, tocoferóis e tocotrienóis, sendo os dois últimos componentes da família da vitamina E. São vários os estudos que destacam o óleo de oryza sativa como fonte de antioxidantes naturais, já que o gama orizanol, seu principal componente, é uma mistura de ésteres de alto potencial antioxidante. Além disso, dentre as outras inúmeras ações desse composto, destacam-se a ação anticolesterolêmica e maior resposta ao aumento de massa muscular. A estruturação química da maior parte dos componentes do gama-orizanol é similar à estrutura do colesterol. Essa similaridade é considerada a principal responsável pelo efeito da diminuição da absorção de colesterol, conferindo ao óleo propriedades hipocolesterolêmicas e, também, cardioprotetoras, já que o controle do colesterol é um fator de extrema importância na prevenção da arteriosclerose. O gama orizanol também é utilizado como um recurso ergogênico por atletas que praticam atividades de alta

Os radicais livres são espécies facilmente reativas que conseguem entrar nas estruturas intracelulares, capazes de causar mutações na estruturação do DNA celular intensidade. Há estudos que apontam que a sua suplementação aumenta a liberação de endorfina e auxilia o desenvolvimento muscular. Isso porque os principais efeitos da endorfina envolvem o aumento da resistência, aumento da disposição física e mental e maior sensação de euforia e bem-estar. A prática de atividades físicas é capaz de gerar, dependendo da frequên-

cia, intensidade e duração do exercício executado, o que chamamos de estresse oxidativo. Esse estresse é uma condição na qual o nosso corpo produz mais radicais livres do que o sistema de defesa antioxidante é capaz de remover. Os radicais livres são espécies facilmente reativas que conseguem entrar nas estruturas intracelulares, capazes de causar mutações na estruturação do DNA celular, formações de resíduos tóxicos e até mesmo ocasionar o envelhecimento celular por comprometer os componentes da matriz extracelular, como o colágeno e a elastina. Os tocoferóis e tocotrienóis, que fazem parte da composição do óleo de oryza sativa, são compostos classificados como pertencentes à família da vitamina E. Esses componentes exercem a função antioxidante capaz de ajudar o organismo no combate à formação dos radicais livres, e consequentemente reduzir o estresse oxidativo e todos os males associados.

Jeanne Nogueira Nutricionista da Midway Labs, especialista em Vigilância Sanitária e Controle de Qualidade dos Alimentos

www.revistaendorfina.com.br


www.revistaendorfina.com.br

61


[ Ano4 | NĂşmero23 ] 2013

62

www.revistaendorfina.com.br


www.revistaendorfina.com.br

63


[ Ano4 | Número23 ] 2013

Equipados

64

“Nosso sistema garante uma variabilidade mínima entre as máquinas. Entre 2011 e 2012 investimos na aquisição de novas máquinas, e para esse ano deveremos abrir mais um turno por conta do aumento nas solicitações”

www.revistaendorfina.com.br


Como se

faz? Parafraseando o “saudoso” Programa Rá-Ti-Bum da TV Cultura, a partir de agora “Você vai ver, como aquele ferro bruto vira um equipamento e faz acontecer”

Por Diogo Patroni

C

orta, fura, solda... O barulho por muitas vezes parece ensurdecedor, batidas e mais batidas, máquinas trabalhando, aperta o botão, programa a prensa e lá vem o carinho da expedição recolher as peças. Pausa para o almoço. Silêncio absoluto, mas depois de uma hora, todos de volta ao batente e a “música” retorna ao galpão. Essa é a rotina de qualquer fábrica, porém no segmento de fitness não é diferente. Endorfina visitou duas grandes fábricas no interior de São Paulo, e mostra como uma simples chapa de aço ganha vida e se torna uma esteira, ou uma estação de musculação.

Movement Referência nacional e mundial em equipamentos cardiovasculares, a Movement abre suas portas e nos recebe em seu QG, na cidade de Pompéia-SP - região de Marília. A linha de produção está instalada num galpão de 53.000 m², que responde pela fabricação de 81 items entre aparelhos cardiovasculares e de força, divididos

www.revistaendorfina.com.br

nas linhas Home, LX, RT e E (cardio); RT, Pesos Livres e Articulados (Musculação). O sistema de operação “Kanban” é baseado nas raízes orientais da família Nishimura, e funciona conforme a demanda. Ao todo são necessárias 10 etapas (aquisição, avaliação, parte estrutural, verificação, distribuição, produção, preparação, pintura, modelagem e verificação de qualidade final), e de 3 a 5 dias para dar “vida” a essa nova máquina. O parque fabril totalmente automatizado conta 400 funcionários, que se dividem em dois turnos de trabalho. “Nosso sistema garante uma variabilidade mínima entre as máquinas. Entre 2011 e 2012 investimos na aquisição de novas máquinas, e para esse ano deveremos abrir mais um turno por conta do aumento nas solicitações”, esclarece o vice-presidente da Movement, Lyo Nishimura.

Automatização e verticalização Para chegar à linha de montagem, todas as peças são divididas conforme os

65


Equipados

[ Ano4 | Número23 ] 2013

“O Nível de exigência dos clientes tem aumentado e isso reflete na atualização do parque de máquinas das academias de todo o Brasil. Temos um share de 40% do mercado de cardio, e acredito que essa qualidade atrelada à manutenção preventiva e ao pós-venda”

66

pedidos personalizados, para que não ocorram erros na produção, pois o risco de se produzir mais do que o necessário é grande. Por isso, tudo é estudado e minuciosamente calculado e projetado. Após a conclusão das etapas de elaboração, corte e furo, o protótipo é encaminhado para a soldagem, que no caso da Movement, funciona em torres. O que traz mais uniformidade, evita erros e garante o padrão de todas as linhas. Em seguida, o “esqueleto” é encaminhado para os rolos de corte a laser a fim de se obter a uniformidade em cada uma das peças. Antes de seguir para a pintura, o “equipamento” passa por 10 banhos químicos para a retirada de detritos. Feito isso, é hora da ferragem receber uma nova “cara”. A Movement utiliza em todas as suas linhas a pintura eletroestática negativa a pó, o que evita a corrosão, além de garantir um aspecto mais brilhante ao equipamento. Nessa

etapa, cada parte é encaminhada para a pintura numa espécie de “varal” e customizada de acordo com as solicitações de cada cliente. Em seguida, ocorre a separação, montagem e verificação de qualidade final. Nessa última fase são verificados possíveis erros e deformações, caso as especificações não estejam de acordo, o pedido volta para a montagem. Paralelamente com as ações desenvolvidas na matriz de Pompéia-SP, a Movement realiza um verdadeiro intercâmbio com sua outra unidade em Manaus-AM, em função de que alguns componentes são produzidos apenas em uma das sedes e vice-versa. Quase todos os dias caminhões lotados deixam Pompéia rumo ao Norte do país. A sustentabilidade também é uma das grandes preocupações da empresa, que utiliza sistema de reuso de água em suas instalações, além de reaproveitar o refu-

www.revistaendorfina.com.br

go de peças plásticas e metais. “O Nível de exigência dos clientes tem aumentado e isso reflete na atualização do parque de máquinas das academias de todo o Brasil. Temos um share de 40% do mercado de cardio, e acredito que essa qualidade atrelada à manutenção preventiva e ao pós-venda são nossas grandes qualidades. Planejamos expandir nossas linhas e aumentar a exportação”, garante Lyo Nishimura, que completa. “A filosofia da minha família sempre foi atender ao cliente, oferecer saúde e uma vida melhor. É nisso que sempre pensamos”.

Pró-Phisical Nossa “excursão” pelo oeste paulista também se estende para a cidade de Jaú, berço da Pró-Phisical, uma das maiores fabricantes nacionais de equipamentos de musculação. Ao contrário da Movement, a empresa possui uma área mais modesta - 10.000 m² - e produz todas as suas 10 linhas (58 modelos) na “mão”. Sendo, 70% do público alvo composto por portadores de academias de médio porte da classe C. “Sempre trabalhamos com esse público. Esse é o nosso DNA. Hoje, o conceito de vida saudável está presente em todas as classes sociais. O que tem resultado num aquecimento das vendas”, declara o proprietário, Homero Filho.


Passo a passo e peça a peça A Pró-Phisical foi criada em 1989, pelo próprio Homero Filho, que desenvolveu um protótipo de aparelho residencial. Atualmente, a marca concentra em sua fábrica 130 funcionários responsáveis pela produção diária de 30 novas máquinas (média de 450 por mês). Já as etapas de criação são sete. Conforme destacado a seguir:

1º Passo | Tornearia

2º Passo – Corte

3º Passo – Ponteamento

Nessa etapa as chapas são moldadas.

Após a tornearia, as peças passam por um processo de corte, que dará forma as colunas tubulares.

Aqui a estrutura é montada e todas as peças recebem o ponto de solda, para que ocorra a junção entre os tubos de aço.

Foto - 1778

4º Passo – Solda

5º Passo - Desbaste e Acabamento

Após o ponteamento o “esqueleto” recebe a aplicação de um cordão de solda... O equipamento já ganhou forma, mas essa etapa é importante para “solidificar” a estrutura. “Um ponto de solda segura até uma tonelada. Já o cordão garante a solidez para a vida toda. A máquina não se deteriora e o que estraga é apenas plástico e matéria”, garante Homero Filho.

O passo é importante para corrigir possíveis imperfeições e rebarbas antes de ir para a pintura. “Construímos a máquina e depois corrigimos o projeto. Primeiro fazemos a casa para depois incluir o alicerce”, destaca o proprietário da Pró-Phisical.

www.revistaendorfina.com.br

67


Equipados

6º Passo – Pintura A máquina também passa pela lavagem manual com produtos químicos (anticorrosivos), e em seguida é encaminhada para a cabine de pintura

eletroestática a pó. A Pró-Phisical trabalha exclusivamente com as cores: Branco, Preto e Prata.

7º Passo – Montagem Final

[ Ano4 | Número23 ] 2013

O último processo corresponde a “cara” do equipamento, pois aqui são inseridos os bancos em couro, barras e demais itens. Em seguida, cada máquina passa por um processo manual de teste, na qual se verifica a amplitude e angulação. “Necessitamos de uma

68

atenção maior na montagem. Tudo é feito na mão por meio do gabarito (molde). Simulamos exercícios para testar, e se há alguma falha biomecânica o técnico reencaminha para o acabamento”, explica Homero Filho.

Segundo, o proprietário da Pró-Phisical, a linha mais vendida é a Fitness BR, mais compacta e com carenagem de proteção. Ele ainda revela quais características tornam um equipamento “perfeito”. “Para uma máquina ser perfeita ela deve fazer no máximo de dois a três exercícios. Não mais que isso. Também nos apoiamos nas análises de mercado e vemos que hoje a tendência é de equipamentos menores e curvilíneos”, esclarece.

www.revistaendorfina.com.br


www.revistaendorfina.com.br

69


Tendência fit

Prontuários

online:

avanço na saúde ou chance de diagnóstico falho? Softwares que armazenam fichas clínicas de pacientes e oferecem consultoria médica geram “burburinho” entre profissionais da saúde e adeptos de práticas esportivas Por Silvana Chaves

[ Ano4 | Número23 ] 2013

Lucas Sampaio, sócio do Minha Saúde Online

70

U

m espaço onde é possível armazenar exames laboratoriais, tipo sanguíneo, carteira de vacinação e medicamentos utilizados. Antes, tudo era mantido em prontuários que ficavam em poder dos médicos. Atualmente, atletas, praticantes de atividades físicas, profissionais da saúde ou até mesmo pacientes tradicionais podem acessar as informações a respeito de sua condição física de qualquer

lugar. Mas até que ponto esse acesso é benéfico? A Revista Endorfina expõe os prós e os contras propostos por essa nova ferramenta. Com mais de dez mil cadastros de usuários ativos, o Minha Saúde Online (www.minhasaudeonline.com.br) foi um dos primeiros sites a oferecer o serviço no Brasil. Comandado pelos sócios: Antonio Paschoal, Waldemar Paschoal e Lucas Sampaio, a ideia surgiu devido a um

www.revistaendorfina.com.br

incidente com a esposa de Antonio. “Tudo começou há três anos, quando a esposa do Antonio teve diversas crises alérgicas. Ele ficava incomodado com a falta de padrão nos procedimentos e percebemos que se o histórico de saúde dela estivesse acessível, tudo seria mais fácil. Após pesquisarmos, descobrimos que no Brasil não havia uma solução prática para o próprio paciente armazenar exames e informações de saúde em nuvem, na internet. Assim, ficou claro o que precisávamos fazer”, revela Lucas Sampaio.

Clareza x Segurança O preparador físico do Grêmio Esportivo Osasco, Sandro Sargentim, autor dos livros Treinamento de Força no Futebol e Treinamento Funcional no Futebol, reforça que o prontuário de treino online é interessante, mas precisa ser claro e conciso. “Muitos preparadores se atentam apenas com a especificidade e não em individualizar o treino. Dificilmente o mesmo prontuário contemplará a individualidade de cada atleta”. Já para Lucas Sampaio, do Minha Saúde Online, a ideia de um histórico online tem sido bem aceita. “O sistema permite que o profissional acesse com maior precisão e rapidez as informações do paciente, que muitas vezes não sabe ou esquece esses dados relevantes. Além disso, ele distingue informações imputadas pelo paciente das informações imputadas por outro profissional de saúde, trazendo mais segurança na tomada de decisões”, ressalta Sampaio.

“O sistema permite que o profissional acesse com maior precisão e rapidez as informações do paciente, que muitas vezes não sabe ou esquece esses dados relevantes...”


funcionamento do programa O funcionamento de softwares de armazenamento de dados em nuvem registra o histórico de saúde dos pacientes, como alergias, medicamentos utilizados ou em uso, doenças e vacinas. Ele permite também anexar documentos ou exames ao prontuário online. Sendo assim, o próprio usuário ou médico responsável pode acessar o site de qualquer parte do mundo. Os usuários cadastrados também têm direito a um cartão, onde constam um código de emergência e as informações mais importantes para o primeiro atendimento. Assim, o profissional de saúde acessa o resumo das informações cadastradas no prontuário eletrônico e define o tratamento adequado. Também pode-se registrar uma pessoa de confiança que receberá um e-mail, caso o código de emergência tenha sido usado.

Atleta monitorado Confira a entrevista com o praticante de ciclismo e empresário, Wilson Patat, 30 anos. Morador de Sorocaba, ele anda de bike desde 2002, e há um ano utiliza o Minha Saúde Online Como o uso de um software de armazenamento lhe ajuda na prática de esportes? Fiquei mais atento a minha saúde e acabei criando uma cultura de fazer check-up anualmente. Passei a controlar melhor a saúde. Você se sente mais seguro ao optar por essa ferramenta? Sem dúvida. E a minha família também pensa assim. Se algo acontecer comigo, eles serão avisados imediatamente. É uma forma que encontrei

Alguma vez você utilizou o Minha Saúde Online? Em situação de emergência, não. Mas o uso com frequência, porque anexo todos os meus exames, solicitados no check-up. Meu médico analisa e compara com outros exames do ano anterior, que já estão registrados. Se um dia acontecer uma emergência, está tudo lá. Foto: Divulgação

Agilidade no atendimento A possibilidade de acessar os dados online do atleta é, sem dúvida, o mote de softwares de armazenamento em nuvem. O presidente da Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte (SBMEE), Jomar Souza reforça que, se bem estruturado, o sistema só tem a acrescentar. “Acredito que o prontuário online não melhora diretamente os resultados, mas facilita o acesso ao histórico médico passado e atual de cada um. Se estabelecido em um sistema eficaz de segurança, será uma excelente ferramenta para aqueles que estão longe dos seus médicos assistentes e que necessitam ser acompanhados por outros profissionais da saúde”, argumenta. Souza reforça o posicionamento da entidade quanto ao uso de softwares de armazenamento de dados de saúde via internet. “A SBMEE entende que qualquer programa de prontuário eletrônico deve seguir as normas do Conselho Federal de Medicina, principalmente no que diz respeito à confidencialidade dos dados do atleta e a necessidade de uma avaliação médica presencial, sempre que

para me sentir mais seguro e fazer trilhas com a minha turma. Nós abusamos um pouco e podemos acabar nos machucando. Se um dia isso acontecer, embora eu torço e rezo para que nunca aconteça, meu histórico de saúde está atualizado e em um único lugar.

houver algum problema de saúde do usuário”, reitera. De acordo com Lucas Sampaio não só os atletas profissionais utilizam a plataforma do Minha Saúde Online. “Temos dois públicos: pessoas que se expõe a situações de risco, como atletas

www.revistaendorfina.com.br

e desportistas, e aquelas que precisam de cuidados específicos. Contudo, muitas vezes estes dois públicos se fundem. Há casos de diabéticos, asmáticos e cardiopatas que praticam atividades físicas justamente pelos benefícios do esporte à saúde”, revela.

71


[ Ano4 | NĂşmero23 ] 2013

72

www.revistaendorfina.com.br


www.revistaendorfina.com.br

73


Entrevista

74


Nadja

Haddad: Bem-estar físico e mental

Entre as gravações do programa Zoo, a Musa da Band, ainda arranja tempo para cuidar do corpo e da mente. O segredo está no treinamento funcional, combinado aos tratamentos estéticos e terapêuticos Por Camila Marques | Fotos: Fábio Nunes

A

prática de atividades físicas e o cuidado com o corpo sempre foram constantes na vida da jornalista e apresentadora, Nadja Haddad. Depois de dedicar-se durante 14 anos ao ballet clássico, ela teve que encontrar outras maneiras de manter a forma em meio à dura rotina da profissão. Nadja começou a carreira na Rádio Tupi, no Rio de Janeiro, sua cidade natal. Passou pelo Canal 21, um dos braços da TV Bandeirantes, e logo foi convidada a se mudar para São Paulo, para trabalhar nos telejornais da Band. A bela apresentou o noticiário Primeiro Jornal, ficou à frente do programa Vídeo News por três anos e hoje comanda o Zoo de segunda à sexta, além de atuar em projetos especiais da emissora, como a cobertura do Band Folia, a Festa de Parintins e o concurso de Miss. Somente com um treino poderoso

para aguentar esse ritmo. Acompanhada há muitos anos pelo personal trainer, Francisco Dragone, a apresentadora aposta no treinamento funcional para atingir os objetivos desejados em relação ao corpo, e combina os resultados com alguns cuidados estéticos e nutricionais, outro truque de beleza de Nadja Haddad. Eleita em 2012, como Musa da TV Bandeirantes, pelo programa Pânico na Band, ela revela os cuidados com a mente e com o físico, a fim de manter não somente um corpo bonito, mas também a saúde em dia. Revista Endorfina: Como é sua rotina de treinos? Quais atividades você se dedica e quanto tempo por dia? Nadja Haddad: Pratico musculação, no mínimo, quatro vezes por semana, com meu personal. Fazemos um treino funcional e também corro durante 30

www.revistaendorfina.com.br

minutos, com alguns intervalos, duas vezes por semana. A dança também é uma constante em minha vida, porém, por falta de tempo, precisei interromper, mas pretendo retornar esse ano. RE: Quais os resultados alcançados com o treinamento funcional?

Pratico musculação, no mínimo, quatro vezes por semana, com meu personal. Fazemos um treino funcional e também

75


Entrevista NH: Desde que o Francisco (personal) mudou meu treino, consegui mais definição e enrijecimento muscular, além da perda de gordura. (O treinamento funcional trabalha os grupos musculares de forma global, além da estabilidade e coordenação, por meio de alguns recursos, como bolas, halteres e fitas elásticas). RE: Como é sua alimentação no dia a dia: você segue alguma dieta especial ou se abstém de alguns alimentos para manter a forma? NH: Frequento uma clínica ortomolecular, que me passa toda a suplementação necessária, como vitaminas e também uma dieta mais balanceada. Evito glúten, leite e derivados e não como carne vermelha, nem bebo refrigerante. Bebo muita água. Contudo, penso no meu bem-estar, e a boa forma acaba sendo também uma consequência.

RE: Quais são seus cuidados de beleza, você usa algum creme ou produto especial? NH: Uso filtro solar no rosto diariamente e frequento o consultório dermatológico sempre, em busca dos cremes e produtos mais apropriados. Uso fluido para a área dos olhos, para aliviar olheiras e evitar o envelhecimento precoce, também uma espuma de limpeza, com efeito de lifting, e nunca durmo maquiada. Para os cabelos, uso máscara de hidratação, pelo menos, uma vez por semana, durante o banho mesmo, e coloco gotas

de óleo de Argan no condicionador. RE: E para o corpo, além da malhação, você faz algum tratamento estético especial, como drenagem e massagens modeladoras? NH: No corpo, hidratante é indispensável, e faço drenagem linfática duas vezes por semana. Quando preciso renovar as energias, recorro à massagem Ayurvédica (medicina milenar indiana com óleos e sal) e também à radiestesia (técnica mística para verificar o campo energético de coisas e pessoas).

RE: Quais foram suas experiências ligadas ao esporte no jornalismo? NH: De vez em quando, encaro matérias desafiadoras como mergulhar pra alimentar tubarões, andar de skate - o que nunca havia feito -, flutuar no Fly Board e até lutar MMA.

[ Ano4 | Número23 ] 2013

O Treino de Nadja

76

Agachamento livre no TRX

Treino de Membros Inferiores

Aquecimento de Membros Inferiores (3x10 – três séries com 10 repetições) Agachamento no TRX; Agachamento com os braços estendidos; Agachamento unipodal com “sport stride” (elástico amarrado às pernas para criar sobrecarga e aumentar a intensidade);

Avanço unilateral com sport stride intercalado a agachamento com salto no TRX e com sport stride (3x10 cada); Agachamento isométrico na parede com sport stride (3x30s) intercalado a agachamento com panturrilha no Kinesis (3x10); Avanço com progressão e com Sport stride (3x10);

Treino de Membros Superiores Remada aberta com elástico (3x10); Remada aberta no TRX (3x10); Peitoral no TRX e com elástico (3x10 cada); Rosca direta e alta no TRX

(sentado) – (3x10); Rosca direta com elástico (3x10); Kick Back no TRX ou tríceps com elástico (3X10 cada); Ombros no TRX (3X10); Elevação diagonal com elástico (3x10);

www.revistaendorfina.com.br

Abdução unilateral, com sport stride e no TRX ou abdução sem apoio com sport stride (3x10); Sequência de elevações pélvicas com apoio nos calcanhares, na ponta dos pés e no bosu (com pés inteiros e depois com o calcanhar - 3x10 para cada); Adução com bola pequena intercalada a adução com bola pequena e elevação de pernas (3x10);

Treino de Abdome Prancha Isométrica no solo (3x30s); Prancha isométrica sentada no trampolim e com pernas elevadas a 70º.


19, 20 E 21 DE ABRIL - ITAJAÍ/SC

O MAIOR EVENTO DO SEGMENTO DO SUL DO BRASIL EXPOFITNESSSPORTS.COM.BR

TRADE SHOW COM AS NOVIDADES DO MUNDO FITNESS, EMPRESAS NACIONAIS E INTERNACIONAIS CURSOS E PALESTRAS DAS ÁREAS TÉCNICAS E ADMINISTRATIVAS COM OS MELHORES PROFISSIONAIS DO MERCADO 1º CAMPEONATO PARA ESTREANTES DE FISICULTURISMO DA IFBB-SC – 20/04 ÀS 16H WWW.IFBBSC.COM.BR REALIZAÇÃO www.revistaendorfina.com.br

77


maratona

Triatletas ou Superatletas? Entenda por que eles são vistos como heróis, conheça os prós e contras dessa prática e saiba como ingressar no esporte Por Camila Marques

O

s praticantes de triathlon ficaram conhecidos como “super atletas”, a partir da criação do Iron Man, em 1977, uma das provas mais desafiadoras do mundo, com distâncias de 3,8 km de nado, 180 km de ciclismo e 42 km de corrida. O especialista em Medicina do Exercício e do Esporte, Dr. Jomar Souza, explica as razões fisiológicas e mecânicas na comparação entre atletas e “super atletas”. Além disso, ele aponta as vantagens em relação às modalidades individuais, que trabalham apenas um tipo de atividade, como a corrida de rua. “A musculatura é solicitada de maneira diferente na natação, no ciclismo e na corrida, e isso reflete em uma capacidade cardiorrespiratória mais apurada. A maior variabilidade na mecânica de treino e competição evita, por exemplo, uma sobrecarga articular e muscular por movimento contínuo”, afirma.

Fotos: Raul Furtado Team

o ideal é que o praticante que deseja se tornar triatleta realize, pelo menos, uma das atividades correspondentes ao esporte, contudo, nada o impede de seguir uma planilha de treinamento elaborada por um profissional

Souza também apresenta as desvantagens do triathlon, em função das condições extremas de resistência e força necessárias para as competições. “Tradicionalmente, o triathlon vem de uma prova de ultrarresistência. Iron Man e Ultra Man são provas que têm uma demanda musculoesquelética e cardiovascular muito alta e isso pode levar a um

desgaste prematuro de várias estruturas corporais”, declara. Para o Dr. Ricardo Cury, ortopedista e professor do Grupo de Cirurgia do Joelho da Faculdade de Medicina da Santa Casa de São Paulo, e presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia do Joelho (SBCJ), o ideal é que o praticante que deseja se tornar triatleta realize, pelo menos, uma das atividades correspondentes ao esporte, contudo, nada o impede de seguir uma planilha de treinamento elaborada por um profissional, em conjunto com a prática da musculação, a fim de evitar lesões. “Ele recebe uma carga de atividade com evolução gradativa, ou seja, o tempo e a quilometragem aumentam aos poucos, e adaptam os músculos e articulações. Alguns indivíduos também fazem um reforço muscular, para proteger as articulações”, salienta Cury.


www.revistaendorfina.com.br

79


maratona

Cuidado triplicado As lesões sofridas pelos triatletas, normalmente, atingem regiões do corpo como os ombros e cotovelos, no caso da natação, joelhos e tornozelos no ciclismo, e joelhos, tornozelos e pés na corrida. De acordo com o Dr. Cury, na natação, também são comuns lesões em membros inferiores, e no ciclismo e na corrida, predomina a inflamação dos tendões traseiros e dianteiros dos joelhos, os chamados flexos. “São regiões muito solicitadas pela postura curvada durante a prática da atividade, principalmente da bike. Na corrida, também ocorrem as inflamações nos tendões do tornozelo, na tíbia e na planta dos pés”, acrescenta. Treinadores e triatletas, iniciantes ou veteranos, devem compreender a necessidade de trabalhar o fortalecimento muscular para as três modalidades. “O foco do treinamento fica mais no trabalho cardiovascular, mas dependendo da modalidade, acaba utilizando mais alguns membros do que outros, e é nessa hora que o músculo precisa estar fortalecido”, alerta Cury.

[ Ano4 | Número23 ] 2013

A primeira prova

80

No início da carreira, alguns triatletas enfrentam problemas, como dores e mal estar, durante as provas, devido ao mau assessoramento médico e nutricional. O campeão carioca e técnico da equipe que leva o próprio nome, Raul Furtado, pratica o esporte há 11 anos e conta que quase não completou seu primeiro Iron Man, em 2006, por conta da falta de orientação profissional. “Com 70 km de bike, comecei a passar mal porque não tinha me alimentado bem. Vomitei algumas vezes e tive que ir ao banheiro onze vezes ao longo da prova. Nesse dia, tinha todos os motivos para desistir da prova, mas obtive força e perseverança para ir até o final. Foi uma experiência muito dura, não só fisicamente, mas, principalmente, mentalmente”, desabafa o atleta.

“Vejo novos atletas querendo ir logo para o Iron Man, o que é um erro gravíssimo, pois pode acarretar, sobretudo, em lesões sérias. O iniciante deve começar com provas de curta duração, como de1h, no máximo” Segundo ele, o desafio serviu para aumentar sua resistência diante das adversidades dentro e fora do triathlon. “Hoje fico feliz por ter cumprido aquela jornada. Com certeza, me fortaleceu muito para dificuldades, não só do esporte, como da vida”, reconhece. Furtado também alerta sobre os riscos das provas muito extensas para atletas iniciantes. Ele os aconselha a optarem por competições de curta e média distância, como o Triathlon Olímpico (1.5X40X10) e o Meio Iron Man (1.9X90X21). “Vejo novos atletas querendo ir logo para o Iron Man, o que é um erro gra-

www.revistaendorfina.com.br

víssimo, pois pode acarretar, sobretudo, em lesões sérias. O iniciante deve começar com provas de curta duração, como de1h, no máximo”. Hoje, com a própria equipe estruturada, a Raul Furtado Team, Furtado conta com a ajuda de profissionais e empresas que lhe auxiliam na parte fisiológica e nutricional. “Treino em média 40 horas semanais. O desgaste físico é enorme, por isso o acompanhamento médico e nutricional é fundamental. Esse ano, tenho dois grandes parceiros, sem eles seria quase impossível”, ressalta.


www.revistaendorfina.com.br

81


maratona

O atleta e empresário Raul Furtado, campeão carioca de triathlon, e técnico da equipe Raul Furtado Team dá algumas dicas para os iniciantes na modalidade: Assessoria: É necessário acompanhamen-

to médico e nutricional adequado e um patrocinador, para fornecer suplementos. Treinos compensatórios: Basicamente o treinamento é aeróbio, porém existem algumas sessões anaeróbias e também de trabalho de força, como musculação moderada e alongamento. Equipamentos: Óculos de natação, bike speed e tênis de corrida seriam os itens necessários para começar. Informações: Para saber mais sobre provas, inscrições e calendário, o atleta deve acessar os sites das principais competições, como www.trofeubrasil.com.br, www.triathlonorg.br e www.ironman.com Antes da Prova: Observar o tipo de prova, o percurso, e o clima do local pode ser uma forma de escapar de um percurso muito extenso logo de início. É preciso também conhecer as condições de relevo do trajeto e se proteger de intempéries, como chuvas e ventanias.

Lesões de membros inferiores relacionadas à prática do Triathlon: Dor entre a patela e o fêmur ou Condromalácia Patelar; Inflamação dos tendões do joelho (flexos); Dor na planta dos pés ou fasceíte plantar; Dor na lateral do fêmur ou Síndrome do Trato Iliotibial; Fratura por stress na tíbia ou no pé; Síndrome do stress tibial medial ou periostite;


ACADEMIAS CONDOMÍNIOS SPAS & HOTÉIS GINÁSIOS CLUBES KIT LED FITNESS HDTV

KIT WIRELESS III

TV INDIVIDUAL PARA ESTEIRAS E BIKES - KIT LED

ELIMINE O SOM DA SALA DE CARDIO - KIT WIRELESS

Proporciona liberdade de escolha para assistir o programa de TV enquanto se exercita.

Sistema de áudio sem fio que envia o som da TV para receptores individuais instalados em esteiras, bikes e elípticos.

Tela com exclusiva proteção contra respingos de suor e impacto.

O aluno conecta seu fone de ouvido e ajusta o volume de acordo com sua necessidade.

Pedestal com pintura eletrostática com regulagem de altura e ângulos. Exclusivo controle remoto com entrada para fone de ouvido.

SUPORTES ACOPLÁVEIS PARA ESTEIRAS SUPORTE INTEGRITY LIFE

SUPORTE 95T

(11) 5587-1241

NOVOS MODELOS

www.arrowsolutions.com.br

Av. Senador Casemiro da Rocha, 981 - São Paulo

www.revistaendorfina.com.br

83


brasil 2014

Estamos

prontos?

Há pouco menos de um ano e meio para a Copa do Mundo de 2014, o Brasil ainda enfrenta sérios problemas estruturais para receber o maior evento de futebol do planeta

Organização no papel

Por Felipe Araujo

[ Ano4 | Número23 ] 2013

T 84

erça-feira, dia 30 de outubro de 2007, por volta de 12h36 (horário de Brasília), em Zurique, na Suíça, o presidente da Fifa, Joseph Blatter, anunciou oficialmente o Brasil como país-sede da Copa do Mundo de 2014. A partir daí, os olhos do planeta se voltaram para nosso país, afinal de contas, 64 anos depois do fatídico vice-campeonato, em pleno Maracanã, na derrota de 2 a 1 para o Uruguai, o maior evento de futebol estaria de volta ao “país do “futebol”.

amos para dar as condições necessárias para sediar um Mundial. Presente na cerimônia, o então presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, discursou: “O mundo terá a oportunidade de ver o que o povo brasileiro é capaz de fazer. O futebol para nós, brasileiros, não é apenas um esporte, mas uma verdadeira paixão”. Pois bem, há pouco menos de um ano e meio para a realização do evento, está mais do que na hora de analisarmos os preparativos para essa grande festa. A bola vai rolar no dia 12 de junho, com o jogo de abertura na Arena de Itaquera, em São Paulo. Inicialmente, 18 cidades se candidataram para receber a vigésima edição da Copa: Brasília (DF), Belo Horizonte (MG), São Paulo (SP), Porto Alegre (RS), Rio de Janeiro (RJ), Campo Grande (MS), Cuiabá (MT), Goiânia (GO), Natal (RN), Recife (PE), Salvador (BA), Maceió (AL), Fortaleza (CE), Florianópolis (SC), Curitiba (PR), Belém (PA), Manaus (AM) e Rio Branco (AC). Destas, Campo Grande, Goiânia, Maceió, Florianópolis, Belém e Rio Branco ficaram de fora. No dia 28 de janeiro de 2013 chegamos a 500 dias exatos para o jogo de abertura. Do total de 102 obras entre estádios, mobilidade urbana, hotelaria, portos e aeroportos, 81% dos trabalhos estão concluídos ou em andamento. Doze projetos estão finalizados, 83

Ser o país do futebol, no entanto, está longe de ser o suficiente. Para promover um evento de tamanha grandeza, é preciso ir muito mais além do que ‘simplesmente’ ser reconhecido na modalidade, dentro de campo. Aeroportos, hotéis, transportes público, segurança, enfim, tudo deve estar impecável. Desde que Blatter abriu o envelope com o resultado da votação, na qual todos os 20 membros do Comitê Executivo da Fifa votaram a favor da candidatura do Brasil, passou a ser levantada a questão de como farí-

www.revistaendorfina.com.br

Para promover um evento de tamanha grandeza, é preciso ir muito mais além do que ‘simplesmente’ ser reconhecido na modalidade, dentro de campo


Fotos: Portal da Copa

ainda precisam ser concluídos – 69 estão em andamento e quatorze não foram iniciados –, os outros seis foram excluídos da Matriz de Responsabilidades, instrumento que trata das áreas prioritárias de infraestrutura das doze cidades-sedes. Em relação aos estádios, dois já foram entregues: O Castelão, em Fortaleza, no dia 16 de dezembro de 2012, e o Mineirão, em Belo Horizonte, no dia 21 do mesmo mês. Mais adiantadas, outras quatro arenas irão receber, também, a Copa das Confederações neste ano, com expectativa de entrega até abril. São elas: Mané Garrincha, em Brasília, com 89% das obras concluídas; Arena Pernambuco, em Recife, com 83,6%; Maracanã, no Rio de Janeiro, com 79%; e a Fonte Nova, na Bahia, com 91% de conclusão. As outras seis sedes estão na seguinte situação: Arena Pantanal, em Cuiabá, tem 62% dos trabalhos finalizados; Arena da Baixada, em Curitiba, com 55,82%; Arena da Amazônia, em Manaus, com 52% de conclusão; Arena das Dunas, em Natal, tem 50%; Beira Rio, em Porto Ale-

gre, com 58%; e Arena de Itaquera, em São Paulo, com 62% de conclusão. Na questão aeroportos, serão 30 obras, em treze locais no total (em São Paulo funcionará os aeroportos de Cumbica e Viracopos), para atender as necessidades da Copa. Oito cons-

Em Curitiba estão finalizados os trabalhos na pista de pouso e decolagem. Na capital federal, em Brasília, a Infraero concluiu a reforma no corpo central do aeroporto truções já estão entregues, incluindo quatro Módulos Operacionais Provisórios (MOPs), 13 estão em andamento e nove não saíram do papel. Em Curitiba estão finalizados os trabalhos na pista de pouso e decolagem.

www.revistaendorfina.com.br

Na capital federal, em Brasília, a Infraero concluiu a reforma no corpo central do aeroporto. Já em Cumbica, aeroporto de São Paulo, foram entregues a ampliação do sistema de pistas, a implantação do terminal de passageiros 4 e a terraplanagem do terminal de passageiros 3. Sob o comando da iniciativa privada, quatro obras estão em andamento, enquanto onze empreendimentos estão na fase final com responsabilidade da Infraero. De sete obras ainda não iniciadas, a reforma e ampliação do terminal de passageiros do aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, está na fase de projetos, ou seja, ainda não saiu do papel. Outro atraso é a intervenção excluída da ampliação da pista de pouso e decolagem. As obras devem começar no dia 25 de fevereiro e terão duração de 14 meses. Cinco aeroportos estão com o processo licitatório praticamente finalizado. Duas obras em Belo Horizonte, no aeroporto de Confins, e as construções no Galeão, no Rio de Janeiro, foram, inclusive, oficializadas no Plano Nacional de Desestatização. Os outros são um

85


brasil 2014

Arenas Serão R$ 7,1 bilhões em investimentos no total, sendo R$ 3,76 bilhões via financiamento federal. O BNDES desembolsou R$ 1,9 bilhão para oito projetos. O banco tem contrato com dez responsáveis pelas obras, mas ainda falta a assinatura oficial com São Paulo. O estádio de Brasília não solicitou recursos do BNDES.

aeroportos Previsão de R$ 6,82 bilhões em investimentos totais, sendo R$ 3,61 de fonte privada. Brasília, São Gonçalo do Amarante (RN), Guarulhos (SP) e Campinas (SP) passaram por processo de concessão. O Governo Federal anunciou que os terminais do Galeão (RJ) e de Confins (MG) passarão pelo mesmo processo neste ano.

As cidades mais avançadas são Belo Horizonte e Recife, que iniciaram todas as obras. Em Porto Alegre, de onze obras, nove já foram iniciadas projeto em Curitiba, no Afonso Pena, um em Recife, no Gilberto Freyre e outro no Deputado Luís Eduardo Magalhães, em Salvador.

[ Ano4 | Número23 ] 2013

Mobilidade

86

A área mais delicada é a de mobilidade urbana, que envolve operações de trânsito, sinalização, deslocamento e transporte multimodal. Dos 53 projetos, apenas o Viaduto Bajado nas proximidades da Arena Pernambuco está pronto. Houve também a liberação de 13 km de corredor exclusivo de ônibus. Nos demais, 45 projetos estão em andamento e oito, sequer, saíram do papel. Em 11 cidades os

trabalhos já foram iniciados. As cidades mais avançadas são Belo Horizonte e Recife, que iniciaram todas as obras. Em Porto Alegre, de onze obras, nove já foram iniciadas. A previsão é que tudo esteja concluído em maio de 2014. Já São Paulo, Natal, Brasília e Manaus, com projetos excluídos da Matriz, com conclusão prevista para depois do evento, são as mais atrasadas. No total serão dois VLT’s (Veículos Leves sobre Trilhos), 15 BRT’s (Bus Rapid Transit), 26 corredores e vias, além de dez estações, terminais e centrais de controle de tráfego que ajudarão a melhorar o transporte urbano nas cidades-sede. Nas regiões dos portos, serão cinco terminais de passageiros utilizados na Copa. Em Fortaleza, Natal, Recife e Salvador as obras já foram iniciadas. Em Manaus o projeto ainda aguarda aprovação. O píer, no Rio de Janeiro, ainda está em processo de licitação e o alinhamento do cais de Santos, em São Paulo, está em obras, com conclusão em dezembro de 2013. Entre as ações impostas estão: construção, reforma e ampliação dos Centros de Atenção ao Turista; implantação ou complementação de Sinalização Turística

www.revistaendorfina.com.br

Mobilidade Urbana Estão previstos investimentos de R$ 8,95 bilhões, sendo R$ 5 bilhões de financiamento federal. 80% do desembolso que era esperado já foi utilizado. As obras têm conclusão prevista para o período entre janeiro de 2013 e maio de 2014.

Portos Os investimentos previstos são de R$ 682 milhões.

Turismo O BNDES, através da linha de financiamento ProCopa Turismo, oferecerá R$ 2 bilhões para reforma e construção de novos hotéis. Deste valor, R$ 1,5 bilhão está comprometido em projetos aprovados ou em análise.

Capacitação Investimento de R$ 212,5 milhões.

telecomunições Investimentos de R$ 200 milhões na área da Telebrás e mais R$ 171 milhões da Anatel.


www.revistaendorfina.com.br

87


brasil 2014

Segurança e defesa

Urbana e Rodoviária; qualificação de pessoal de receptivo e serviços turísticos com abertura de 240 mil vagas e 52 cursos de formação e idiomas; mapeamento e classificação da classe hoteleira com a modernização e ampliação de 15% da oferta no setor até 2014. Para dar a segurança necessária a todos, o intuito é integrar todas as instituições de segurança pública, além do Ministério da Defesa, Exército, Aeronáutica e Marinha. Algumas soluções já adquiridas foram o imageador aéreo e o kit antibomba. Másca-

ras anti-gás e plataformas móveis de observação ainda estão em processo de licitação. Os preparativos de Telecomunicações somam 12 projetos da Telebrás, no qual, sete estão em construção, quatro em projeto executivo e um aguarda licenciamento. Dos 32 projetos da Anatel, apenas três estão em execução e o restante não saiu do papel.

O Ministério da Justiça investirá R$ 1,2 bilhão nos projetos. Já o Ministério da Defesa, R$ 700 milhões para controle do espaço aéreo, marítimo e fluvial, segurança cibernética, prevenção e combate ao terrorismo, fiscalização de explosivos.

Energia Serão investidos R$ 1,7 bilhão em ações de geração, transmissão e distribuição de energia.

*Informações fornecidas pelo Portal da Copa. Os dados foram divulgados até o fechamento dessa matéria em 15 de fevereiro de 2013. *Procurado pelo nossa reportagem, o Ministério dos Esportes não quis se pronunciar sobre o assunto e alegou agenda “cheia”.

Rua Tocantins, 122 / 132 | Cep 99070-380 | Passo Fundo | RS

www.kurtyr.com.br Televendas

3311.6111

(54)

kurtyr@kurtyr.com.br kurtyr@terra.com.br

3311.6661

(54)

trilho para saco de boxe com repouso

estruturas metálicas personalizadas


você muito mais

definido

Na busca pela diminuição da gordura corporal, a L-Carnitine Concentrated® gera o melhor estímulo para a diminuição da gordura acumulada no corpo. Isso ocorre devido a geração de energia direta a partir de lipídios e pela rápida ação devido ao seu uso sublingual. O poder termogênico do Hydroxy 6® garante um estímulo maior para a diminuição do percentual de gordura, já que esse suplemento trabalhará com a aceleração do metabolismo e, consequente, aumento do gasto calórico. O ZMA Way® fornece os micronutrientes importantes para os vários processos metabólicos que ocorrem durante a realização de um treinamento intenso e, por isso, é importante para melhores efeitos ergogênicos. Durante esse processo é importante fornecer módulos nutricionais adequados para o fortalecimento muscular. O Heavy Bomber Pack® atuará nesse fortalecimento ao manter o estado contínuo de anabolismo muscular e por fornecer um mix de nutrientes específicos para a formação de energia e contração muscular. A recuperação de energia de forma instantânea se dá pelo uso do ISO Waxy Maize®, que garante a reposição do glicogênio muscular. Além disso, é de extrema importância estabelecer métodos para evitar a perda de massa magra que ocorre, principalmente, durante os treinos. Desse modo, o uso de ISO Casein® e BCAA Heavy Bomber® serão os principais responsáveis pela recuperação e manutenção da massa muscular no pós-treino e ao longo do dia e da noite. Felipe Franco MIDWAY TEAM


uso combinado Lanche da manhã: ½ porção de Iso Casein® Pré-treino: 1 pack do Heavy Bomber® + 1 porção de Hydroxy 6® + 1 porção de L-Carnitine Concentrated ® Pós-treino: 1 porção de BCAA Heavy Bomber® + 2 cápsulas de ZMA Way® + 1 porção de ISO Waxy Maize® Antes de dormir: ½ porção de Iso Casein®

Associação de suplementos com rápida ação e melhor eficiência.

INVESTIMENTO EFICIÊNCIA VELOCIDADE

Máxima definição muscular


brasil olímpico

Esquiva

Falcão: [ Ano4 | Número23 ] 2013

Foto: Daniel Ramalho-AGIF-COB

92

www.revistaendorfina.com.br


Um homem nascido para lutar Confira a trajetória do pugilista que recolocou o Brasil no cenário do boxe olímpico, quase 44 anos após o bronze de Servílio de Oliveira

Por Eliezer dos Santos

S

implicidade. Essa é a palavra que define Esquiva Falcão. Em plena segunda-feira de Carnaval, quando a maioria das pessoas está aproveitando o feriado prolongado, o pugilista usa esse tempo para se dedicar ao que ele mais sabe fazer: praticar ainda mais o boxe. E é nessa mesma segunda-feira “enforcada” que nós da Endorfina, conversamos com o último medalhista do boxe olímpico brasileiro. O garoto de apenas 23 anos foi obrigado a trocar a região metropolitana de

Vitória, no Espírito Santo, pela megalópole São Paulo. Tudo pelo boxe. Atualmente, Esquiva Falcão Florentino mora em Santo Amaro, bairro da Zona Sul da capital paulista. A saudade da família ainda é grande. Em sua página no microblog twitter, Esquiva lamenta: “Galera um bom carnaval para vcs eu vou fik aqui em SP treinando: (longe da minha família e dos meus amigos de Vitoria-ES, longe de tudo”. A rotina dos treinamentos é bastante puxada. Folga somente no domingo. “De segunda à sexta treino duas horas pela manhã e mais duas à tarde. No sábado são mais três horas de treinamento. Esse Carnaval ficou no passado para mim, talvez no próximo eu consiga aproveitar”, diz sorrindo.

Família e carreira Os treinos são realizados com o irmão Yamaguchi, no Clube

Escola Joerg Bruder, que pertence à prefeitura de São Paulo, próximo da casa da dupla. Falando em irmão, os dois se enfrentaram uma única vez. A luta “Falcão x Falcão” aconteceu em um campeonato da Federação Paulista de Pugilismo, há quase seis anos, quando os dois lutavam na mesma categoria. Para irem ao ringue como adversários, tiveram que pedir autorização para o pai. Em uma entrevista ao portal UOL, após as participações nas olimpíadas de Londres, o irmão mais velho Yamaguchi brincou. “Lutar contra o Esquiva foi muito ruim. Tanto que até prometemos nunca mais lutar um com o outro depois disso”. Esquiva perdeu a luta por pontos.

“De segunda à sexta treino duas horas pela manhã e mais duas à tarde. No sábado são mais três horas de treinamento...” A família, por sinal, sempre foi a base de Esquiva. Os ensinamentos da vida e do esporte vieram do pai, Touro Moreno. Pai de 18 filhos, o treinador-pai (ou pai-treinador) nunca foi de reclamar da vida e das condições enfrentadas pelos esportistas amadores no Brasil. Essa lição foi, de fato, seguida por Esquiva. Durante a entrevista, o pugilista em momento algum fez críticas ao que passou na vida. Ele lembrou mesmo do momento em que ganhou a medalha de prata nas Olimpíadas de Londres. “Todas as minhas lutas nos Jogos Olímpicos foram

www.revistaendorfina.com.br

93


brasil olímpico para a minha família por causa das dificuldades que passamos. Tudo foi homenagem ao meu pai. Ele ficou muito feliz com o resultado”, recorda o atleta que trouxe uma medalha olímpica para o boxe brasileiro, após um longo jejum de 44 anos. A última conquista havia sido o bronze de Servílio de Oliveira, nos Jogos do México, em 1968. Os treinos na adolescência eram no quintal de casa, onde Touro Falcão ainda mantém uma academia. Até o nome Esquiva não veio por acaso. Ele se chama assim porque, durante os combates, os treinadores não podem dizer nada além do nome do lutador. Esquiva começou cedo na carreira. Foi para São Paulo treinar no Clube São Caetano do Sul, e por lá se deu bem em dois campeonatos: “O Forja dos Campeões, realizando minha primeira conquista com a medalha e a luva de ouro. Ao chegar na semifinal, diziam que eu tinha talento, mas não tinha a idade para isso. Fui desclassificado por ter apenas 15 anos de idade, e conforme as regras, não era permitido participar de campeonatos”, diz. Com 17 anos seguiu para o Rio de Janeiro, onde conheceu profissionais que o ajudaram a seguir no boxe. Na cidade maravilhosa fez parte do Projeto Instituto Todos na Luta do mestre Raff Giglio, onde treinou por dois anos. Outros nomes não são esquecidos por Esquiva: “No final de 2008, a Seleção Brasileira me convidou para representar não apenas uma cidade, mas sim o Brasil. E quando entrei para a seleção brasileira de boxe, tive o prazer de conhecer e ser treinado por mais um mestre, o técnico João Carlos”, completa.

do pai. “Muita gente dizia que não dava. Malhei, ganhei um pouco de corpo e encaixei na categoria 75kg”, ressalta. O primeiro resultado significativo foi o bronze no mundial de Baku, no Azerbaijão. Ele não conseguiu ir para a final após ser derrotado pelo japonês Ryota Murata. No ano seguinte, veio a prata em Londres depois de perder a luta (por um ponto de diferença e contestada por muitos) para o mesmo Murata. “Dois mil e doze pra mim foi um ano inesquecível. Quando a gente entra em uma batalha sempre tem quer vencer. Ao mesmo tempo em que eu estava determinado,

[ Ano4 | Número23 ] 2013

Futuro Reconhecimento esse que deve se estender ainda mais. Esquiva retomou

Perfil: Nome: Esquiva Falcão Florentino Nascimento: 12/12/1989 Local: Vitória-ES Altura: 1,80m Peso: 78kg

Olímpiadas

94

era a minha primeira aparição. Não era medo do adversário, mas medo de decepcionar o Brasil que era quem eu estava representando”, lembra. Cinco meses depois, Esquiva afirma que o rosto dele não é mais tão conhecido quando caminha por São Paulo. Sorrindo e sem se sentir incomodado, ele diz. “Aqui em São Paulo conto nos dedos quantas pessoas me reconhecem. Já no Espírito Santo, todos reconhecem meu trabalho”.

Esquiva Falcão Florentino começou a ser reconhecido na grande mídia durante os Jogos Olímpicos de Londres, em 2012. O planejamento começou com a mudança de categoria, de 69kg para 75kg. “Com a pesagem anterior eu ficava muito fraco. Sempre tinha que perder cerca de 5kg, 6kg e não conseguia acompanhar o ritmo do adversário”. A mudança foi uma ideia

Principais resultados • Medalha de Prata nos Jogos Olímpicos de Londres 2012 (categoria – 75kg) • Medalha de Bronze no Campeonato Mundial de Boxe Amador – Baku 2011 (categoria – 75kg) • Medalha de Bronze nos Jogos Sul-Americanos Medelin 2011 (categoria - 69kg)

www.revistaendorfina.com.br


brasil olímpico os treinos pela seleção em janeiro deste ano. Com o contrato renovado com a Petrobras, onde recebe um salário na casa dos R$ 5.000,00 e um “salário” do Programa Bolsa Atleta, do Ministério do Esporte, o capixaba foca os jogos Pan-americanos de Boxe, no Chile, e o mundial de boxe no Cazaquistão, em outubro. “Fui bronze no último mundial, agora estou indo para ganhar a prata ou ouro”, projeta. Mas o mais importante para Esquiva Falcão Florentino são as Olimpíadas do Rio de Janeiro, em 2016. “Algumas propostas surgiram para eu me tornar profissional, mas me impediriam de participar das Olimpíadas aqui no Brasil em 2016, fazendo com que eu saísse do amador. Como não era o momento certo pra mudar para o profissional, esperei e analisei pra tomar a decisão, até que surgiu o convite pra fechar contrato com a AIBA (Associação Internacional de Boxe Amador). Agora estou treinando muito

Foto: Washington Alves-AGIF-COB

para competir pela Aiba e pelo Brasil em 2016”, completa. Mas para conseguir sobreviver do esporte, Esquiva ainda vê um problema que cerca todo o esporte amador no Brasil. A falta de acompanhamento por parte da grande mídia. “Sem a mídia não

tem como ter esporte. A mídia levanta a modalidade. É importante o atleta treinar bastante, mas sem patrocínio fica difícil comprar luvas e uma roupa adequada para competir. Hoje, tenho um bom patrocínio, mas nem sempre foi assim. Quanto mais, melhor”, garante.

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K


duas rodas

O “formigueiro”

do ciclismo Endorfina traz um guia básico do ciclismo de estrada. Conheça as principais provas e as funções de cada atleta

Por Felipe Araujo

Foto: Getty Images

vemos grandes emissoras de TV dando destaque às provas como o Tour do Rio, Prova Nove de Julho, Copa América e Tour do Brasil”, ressalta. Na história, as corridas que utilizam bicicletas próprias, chamadas de Speed, começaram a surgir no final do século XIX, em maio de 1868, em Paris, na França. No ano seguinte ocorreu a primeira prova de longa distância. Os ciclistas percorreram 123 km entre as cidades de Paris e Ruão. No Brasil, o esporte passou a ter proporções maiores no início da década de 1990, antes disso, era pouco praticado.

[ Ano4 | Número23 ] 2013

M 98

ais do que um meio de transporte, a bicicleta, é um instrumento de trabalho para competidores que praticam o ciclismo. Entre outras modalidades exercidas sobre as duas rodas manuais, como o Ciclismo de Pista (disputado em velódromo), Mountain Bike (com bicicletas bem diferentes e praticado off road) e BMX (bicicletas de aro 20), o Ciclismo de Estrada é disputado, justamente, em estradas ou ruas de longa distância. Bastante popular em vários lugares do mundo, principalmente em países da Europa, como Espanha, Itália, França, Bélgica e Alemanha, a modalidade já é considerada um esporte de

grande visibilidade também no Brasil. “O ciclismo de uma maneira geral está crescendo muito no país, tanto em número de praticantes, quanto em espaço na mídia. Temos uma legião de ciclistas e entusiastas praticando o esporte até como meio de transporte”, conta João Magalhães, gerente de comunicação da Shimano, empresa especializada, entre outros esportes, em produtos e materiais de ciclismo. Nildo Guedes, do marketing esportivo da organização, acrescenta que a tendência é o ciclismo de estrada ganhar cada vez mais adeptos: “É fato que é um esporte bem aceito por todos e tende a crescer muito em popularidade por aqui. Hoje,

www.revistaendorfina.com.br

É fato que é um esporte bem aceito por todos e tende a crescer muito em popularidade por aqui Provas Dentro do ciclismo de estrada existem diferentes modalidades. Entre elas estão: Prova de um dia: Possui apenas uma largada e uma chegada. Vence aquele que cruzar a linha de chegada à frente dos outros adversários. Essas provas são disputadas em um dia único, com distâncias entre 60 km e 280 km. Prova individual contra o relógio: Está incluída no ciclo olímpico. Nela, vence o


www.revistaendorfina.com.br

99


duas rodas ciclista que completar o percurso entre 15 km e 80 km, dependendo da categoria, no menor tempo. Diferente da prova de dia único, os competidores largam um de cada vez em intervalos pré-determinados. Caso aconteça de dois atletas se encontrarem ao longo do caminho, não é permitido tirar proveito do vácuo. É obrigatório ficar pelo menos dois metros de distância do outro competidor. Provas contra relógio por equipes: Os atletas do mesmo time largam ao mesmo tempo e pedalam agrupados em trajetos de até 100 km. Também é proibido se aproveitar do vácuo proporcionado pelo pelotão da frente. O vencedor é definido a partir de um determinado componente da equipe, que varia de acordo com cada competição. Provas por etapas: Para vencer, o ciclista precisa acumular o menor tempo em todas as etapas disputadas. Geralmente existem outras premiações e classificações, como a geral por pontos, atribuída aos velocistas, e a classificação geral de montanha. Uma ou mais etapas podem ser do tipo contra o relógio individual. Ultra maratona: Os ciclistas percorrem cerca de 3000 milhas em até uma semana. É o caso do Race Acress American (RAAM), corrida realizada nos Estados Unidos, de costa a costa. Muitos atletas fazem parte de equipes de até doze pessoas. Fato que possibilita o uso de estratégias entre eles com

o intuito de decidir quem se dá melhor em relevo, possibilidade de chegada em Sprint, traçado, etc. Geralmente é escolhido um líder. Os outros competidores ficam com a função de protegê-lo. “Cada prova tem um nível de dificuldade e para cada prova as equipes têm os seus atletas focados para a vitória. Etapas com montanhas são trabalhadas para os escaladores, etapas planas são trabalhadas para os sprinters, estes são protegidos durante toda prova e são colocados à frente do pelotão na chegada para definirem a prova na última arrancada”, explica Nildo Guedes. Tour de France, Giro de Italia, Vuelta de Espanha são provas referências em termos de organização e nível de competição mundial no ciclismo de estra-

da. Segundo João Magalhães, o Brasil também já é capaz de realizar grandes eventos da modalidade. “Hoje já temos o Tour do Rio que tem um alto nível e conta com a participação de equipes internacionais. O Tour do Brasil (volta de SP) e a Volta de Santa Catarina também são grandes provas”, relata.

“Dialetos” Nas situações em que a vitória depende de um grupo de pessoas, é fundamental ter o mínimo de organização. Por isso, cada integrante possui nomes e funções específicas. “O ciclista de estrada pode praticar mais de uma modalidade como, por exemplo, pista e contra relógio, porém, são treinamentos específicos


duas rodas o sprinter é o atleta capaz de atingir grandes velocidades, porém, não consegue mantê-la por muito tempo. Já o escalador é o especialista em subidas de montanhas e os atletas normalmente se especializam no que fazem melhor. Um sprinter dificilmente será um bom escalador e este escalador possivelmente não será um bom contrarrelogista”, Para que fique claro, o sprinter é o atleta capaz de atingir grandes velocidades, porém, não consegue mantê-la por muito tempo. Já o escalador é o especialista em subidas de montanhas. O contrarrelogista é bom nas provas individuais contra o relógio. Tem também o domestique, que sacrifica seu desempenho para ajudar a equipe. E, por fim, o passista, que é aquele atleta capaz de manter o ritmo elevado por um longo período.

Nildo Guedes revela que cada equipe tem uma maneira de se comunicar durante a prova: “Existem muitas gírias internas. Diferente do vôlei, por exemplo, onde todas as dicas são ocultas e jogadas são ensaiadas, no ciclismo a coisa acontece ‘no grito’. Até meados de 2009, se usavam rádios comunicadores. Hoje em dia, toda a estratégia é estudada antes da

largada e, durante a prova, os atletas se falam lado a lado”, destaca. O esporte exige muito do físico do atleta. “Ciclismo de alto nível é muito duro, alguns profissionais pedalam mais de 800 km por semana, para os entusiastas este volume cai pela metade. O ciclismo não perdoa, ou treina ou não evolui” enfatiza o gerente da Shimano.


Paixão por saúde e bem-estar

Paixão por fitness e ginástica Conteúdo relevante nas áreas de fitness e bem-estar, saúde, musculação e personal training para atualização profissional. Confira os cursos no módulo Fitness e Ginástica. E ainda: a maior feira de fitness da América Latina com aulas e palestras gratuitas.

www.fitnessbrasil.com.br/santos MARCAS OFICIAIS EQUIPAMENTO

facebook.com/fitnessbrasil

PROGRAMA DE FITNESS

twitter.com/fitnessbrasil

NUTRIÇÃO ESPORTIVA

fitnessbrasil.com.br (11) 5112 0101


aquáticos

sensitivo

Conheça o jovem Derek Rabelo, que mesmo com algumas limitações visuais desafia grandes ondas, cuja vida é retratada no documentário “Além da Visão” Por Henrique Mota | Fotos Divulgação

[ Ano4 | Número23 ] 2013

E

104

le é exemplo para todos que o acompanham e conhecem. Derek Rabelo, um jovem deficiente visual que fez da sua “limitação” uma solução. O capixaba que perdeu a visão por conta de um glaucoma congênito ainda na infância, mostra que enxergar não é fator preponderante para “sentir” a energia do surf. Entre seus grandes feitos estão desafios como Pipeline, no Havaí, na qual surfou ondas de quase três metros, impressionando astros como Kelly Slater e Taj Burrow. “Lá dentro é liberdade, você é natureza e deve ser assim também em outros esportes que tem contato direto com a natureza, sentir a onda é maravilhoso. Lembro-me da primeira vez que fiquei em pé na prancha e andei alguns metros, gritei e foi muito alucinante e já pedi mais para o meu pai. A energia do surf pra mim é tudo, porque Deus foi quem proporcionou isso tudo para a minha vida”, diz Derek quando perguntado sobre como é “sentir” a energia do mar.

“Meu pai sempre me falou: ‘tem jeito pra tudo, só não tem jeito pra morte’. Temos muitos exemplos de superação em esportes...”

www.revistaendorfina.com.br


O esporte e principalmente o surf é algo presente no sangue do jovem, uma vez que o pai e os tios também costumam pegar algumas ondas em Guarapari, no Espirito Santo, cidade em que reside a família Rabelo. “Meu pai sempre gostou de esportes e com dois anos de idade já tinha comprado minha prancha que tenho até hoje. Já meu principal incentivador no esporte e grande responsável é o Fabio Castor (Maru), foi ele quem me recebeu quando cheguei à sua escola de surf. Lembro que ele dizia que era isso mesmo , e me ensinou a superar muitos obstáculos, porque muita gente dizia que era perigoso e iria me causar problema”, recorda. Atualmente, o jovem é um dos grandes nomes do surf, e por conta de sua perseverança causa admiração em lendas como Kelly Slater (quem inclusive teve oportunidade de surfar junto) e os australianos Joel Parkinson e Taj Burrow, além dos brasileiros Fábio Gouveia e Ricardo dos Santos. No entanto, apesar das limitações os treinamentos e o aprimoramento técnico são fatores importantes para o desempenho de Derek. O surfista costuma praticar algumas corridas e faz exercícios na academia para melhorar o físico. Enquanto os treinos técnicos são realizados na água, sob a supervisão de Maru e do próprio pai. A preparação também envolve treinos de apneia, pois é fundamental que o surfista tenha um bom fôlego para se manter embaixo d’água no caso de quedas (caldos). “Quando estou para viajar para locais que quebram ondas maiores do que na minha região (Guarapari-ES), eu treino apneia e tenho vontade de fazer treinamento funcional, mas na minha cidade digamos que é bem precário e também há questão de tempo e horários. Os valores também são bem elevados. No momento, estamos conversando com um técnico e é bem provável que uma parceria seja fechada nessa questão”.

Derek Rabelo não tem medo do mar, pois sabe que é uma pessoa que inspira e ainda vai inspirar muitas pessoas a desenvolverem uma forma de integração dos deficientes visuais no surf. “Não tenho medo, mas respeito muito as condições do mar e as dicas e opiniões de amigos e colegas, principalmente os locais e obstáculos”, assegura. Já em relação as competições, algumas cidades como o Rio de Janeiro costumam realizar etapas voltadas aos deficientes auditivos e visuais. No caso dos surfistas com problemas de audição grandes placas são posicionadas na areia por voluntários, e cada uma corresponde a cor da camisa que estão usando. Conforme as notas são digitadas, as placas são levantadas e a leitura é feita da esquerda para a direita apontando qual surfista está na frente. “Já ouvi falar que aconteceram competições em São Paulo, e no Rio de Janeiro para cegos; Gostaria muito de participar”, planeja Derek.

www.revistaendorfina.com.br

Vida documentada O surfista deficiente visual nada, surfa, anda de skate, de bicicleta, faz jiu-jitsu e outras artes marciais. Ele inclusive até já até pulou de paraquedas. “Meu pai sempre me falou: ‘tem jeito pra tudo, só não tem jeito pra morte’. Temos muitos exemplos de superação em esportes como skate, basquete, voleibol, futebol, natação, lutas, corrida, e outros também fora do esporte, com atores, cantores... Temos que ser determinados em tudo na vida”, admite o surfista. Por conta de tanta disposição e versatilidade sua história será transformada no documentário “Além da Visão”. A produtora, Raquel Rache revela que a ideia de produzir um documentário sobre a vida do jovem surfista surgiu do “acaso”, principalmente por conta da popularidade de Derek. “Ano passado o levamos para surfar com o Makua Rothman (surfista profissional), e fizemos um vídeo que foi parar no youtube. Logo no primeiro dia tivemos 40 mil acessos. Foi maravilhoso e

105


aquáticos

ali vimos o potencial da história do Derek, a possibilidade de ajudá-lo a ter um futuro melhor e resolvemos começar a produção de um documentário sobre a vida dele”, esclarece Raquel. A produtora também destaca o bom ambiente das gravações, apesar de alguns obstáculos como a falta de aporte financeiro. “As gravações estão ótimas, uma benção. Muitas pessoas legais estão no documentário. A dificuldade ainda é a falta de recurso, pois ainda não começamos a captar”, diz. O documentário “Além da Visão”, também terá um cunho social, pois a ideia é mostrar as peculiaridades presentes no cotidiano dos deficientes visuais, como dificuldades no ambiente de trabalho e de locomoção. “Ser o personagem do filme é muito gratificante, sinto a alegria das pessoas quando me parabenizam pelo o que está acontecendo. O mais importante é levar a mensagem de quanto Deus é importante nas nossas vidas”, comenta Derek Rabelo. Segundo Raquel, o convívio com o jovem surfista traz uma nova lição a cada dia, principalmente pela força de vontade demonstrada por ele. “Derek tem um astral maravilhoso, está sempre sorrindo e fissurado para surfar, andar de skate e fazer atividades e aventuras. Ele está sempre de bom humor e faz

www.revistaendorfina.com.br

O documentário “Além da Visão”, também terá um cunho social, pois a ideia é mostrar as peculiaridades presentes no cotidiano dos deficientes visuais amigos com muita facilidade. Sempre aprendo muito com ele”, afirma Raquel. Já a “estrela” do documentário “Além da Visão” adota uma postura humilde e enaltece aqueles que o acompanham. “Agradeço a Deus por tudo, e a todos e em todos os lugares pelo carinho, torcida, colaboração e ajuda, a receptividade nos lugares que eu vou, as pranchas Diamond Hads, Billagong, Cobiam e Evoke, são tantos nomes que a lista é muito grande. Mas, principalmente ao Maru, você é o cara”.


aventura

Caminhos para

a aventura Endorfina traz um guia completo do que levar e como se planejar para enfrentar trilhas mata adentro

Por Eliezer dos Santos

S

empre que vimos uma entrevista com algum praticante experiente de esporte de aventura, é normal ouvir a seguinte resposta para a pergunta. “E ai, ainda sente o frio na barriga? Depois de ‘ene’ saltos, você ainda sente medo?” A resposta sempre vai ser a mesma: Sim. O medo é bom porque serve como um escudo que nos protege do perigo que nos cerca em diversos momentos. Por causa do medo, calculamos com exatidão os nossos próximos passos. Mas aí você, caro leitor, pergunta por que raios esse repórter está abrindo essa matéria de trekking falando sobre esse tema? O editor confundiu o título com o texto? Não, amigo aventureiro... Está tudo certo. O trekking, mesmo considerado uma modalidade tranquila, pode trazer diversos problemas graves se não for praticado com cuidado, cautela e com os equipamentos adequados. Então vamos lá!!!

[ Ano4 | Número23 ] 2013

Como tudo começou

110

A palavra trekking tem origem sul-africana e quer dizer seguir um trilho ou um caminho terrestre a pé. Essa palavra, na sua origem, não tem nenhuma conotação com algo divertido. O termo

Fotos: Rodrigo Valle Cezar

vem do Groot Trek que ocorreu no início do século XIX, no país africano. Os holandeses e boeres (agricultores descendentes dos pioneiros europeus da época da colonização dos Países Baixos) tiveram que partir para o leste e norte da África do Sul com a chegada dos britânicos. Foram dois mil quilômetros de caminhada a partir de 1835. A palavra em africâner foi absorvida pela língua inglesa e “chegou” ao nosso português com o significado atual. O esporte começou a ganhar força no Brasil, na década de 1980, quando

Foto: Martha Alves

www.revistaendorfina.com.br

começamos a desenvolver atividades mais organizadas e específicas. Dez anos mais tarde, o trekking se difundiu em São Paulo, e passou a ser conhecido como enduro a pé, uma espécie de prova de regularidade.

Primeiro passo O trekking organizado é a melhor escolha para quem está começando a se aventurar nas trilhas. A opção é interessante porque o praticante conta com o acompanhamento de um profissional


aventura

especializado, que traça toda a rota e dá dicas sobre a região. Rodrigo Cezar conheceu a Chapada Diamantina, na Bahia, em 2005, gostou do que viu e resolveu ficar. Atualmente, o engenheiro ambiental, natural de Bragança Paulista-SP, trabalha na prefeitura de Lençóis (410 km de Salvador) e também atua como guia turístico. Especializado no mapeamento da região, o bragantino afirma que qualquer pessoa pode se aventurar, mas deve ter preparo físico para encarar o esporte. “Aqui na Chapada Diamantina temos inúmeras trilhas. Umas que levam 10 minutos para serem completadas e outras quatro dias, com pedras no caminho, terrenos íngremes e cânions. Uma preparação de seis meses de caminhada é recomendável, além de uma prática aeróbica e muscular”, atesta Cezar. Todo esse preparo é válido, pois a pessoa nunca sabe exatamente o que vem pela frente. Uns podem ter dificuldade para atravessar uma pedra, outros um rio ou até mesmo se assustar ao passar ao lado de um desfiladeiro. “Medo de altura e de correntezas com pedras são os maiores empecilhos para o turista aventureiro”, completa.

112

O “escritório de trabalho” de Rodrigo Cezar abrange uma área de aproximadamente 38.000 km² de área. Quase todos os rios das bacias do Paraguaçu, do Jacuípe e do Rio de Contas nascem na região da Chapada. A exuberante vegetação é composta de espécies da caatinga semi-árida e da flora serrana, com destaque para as bromélias, orquídeas e sempre-vivas.

Consciência O cuidado deve ser redobrado para não contaminar essa diversidade natural, por isso, não transforme o caminho da sua trilha em latrina. Isso mesmo, não é em qualquer lugar que se pode (e deve) fazer o “número dois” na hora do aperto.

“A gente pede para a pessoa se afastar 60 metros do rio para não contaminar, faz um buraco de 20 centímetros no chão e ai o turista pode enterrar os dejetos”, revela o guia. Se o local for rochoso, deve-se utilizar o shit tube, nada mais do que uma espécie de pote que servirá para levar o dejeto para um local apropriado de descarte. O respeito ambiental também se dá justamente em ir para a trilha com uma pessoa que realmente conheça a área, lembra Rodrigo Cezar. “Muita gente se perde porque não quer pagar o guia. Em novembro do ano passado, dois turistas se perderam na mata, fizeram uma fogueira para chamar a atenção e esse fogo se alastrou pelo parque. Foram quatro dias para controlar as chamas”, lembra com tristeza. A escolha do grupo também é importante. Equipes com o mesmo ritmo de passada e condicionamento físico aproveitam mais a caminhada.

Segurança “Nunca passei problemas nas trilhas que fiz, mas conheço amigos que não conseguiram voltar no dia previsto porque o rio subiu com a chuva. Outras pessoas se machucaram em locais que nem helicóptero chega. O jeito é se proteger e esperar que chegue alguém resgatar de maca”. É assim que o guia bragantino lembra que nunca se deve sair despreparado para fazer uma trilha. Tudo que é essencial deve ser checado.

Alguns equipamentos básicos devem sempre estar na mochila do praticante do trekking. São eles: Roupas e sapatos adequados (dê preferência para os impermeáveis); Mochila que se ajuste ao corpo; Bastão de caminhada; Faca ou canivete;

Bússola para usar no caso de se perder; Kit de primeiros socorros; Cantil;


aventura Meus caminhos A jornalista Martha Alves, de 39 anos, divide os trabalhos na redação de um jornal paulista com a diversão nas trilhas pelo mundo. São mais de 15 locais visitados em nove anos, alguns deles de dar inveja a qualquer um que curte a prática, como Isla del Sol (Bolívia), Parque del Fogo (Ushuaia Patagonia Argentina), Wanna Pichu (Peru) e Chapada dos Veadeiros (Goiás). “Comecei a fazer porque sou aventureira, gosto do contato com a natureza e de me isolar um pouco das tecnologias. Algumas pessoas me chamam de louca, outras acham legal e pedem para convidá-las, mas quando aviso da trilha elas sempre têm uma desculpa”, diz Martha. Ela destaca um passeio que realizou

Uns podem ter dificuldade para atravessar uma pedra, outros um rio ou até mesmo se assustar ao passar ao lado de um desfiladeiro

durante as férias. “Fazia um mochilão pela América Central, quando fui visitar a ilha Ometepe, que fica no lago Nicarágua, e vi um dos mais lindos por-do sol da minha vida. Comprei um pacote de guia de trilha (obrigatório e que vai para um morador da ilha) de aproximadamente oito horas no vulcão inativo Maderos. Essa trilha foi cansativa porque era uma longa subida escorregadia coberta por florestas. Ao fundo, você ouve o barulho dos pássaros e dos macacos”. A viajante acrescenta que por pouco não se machucou no retorno. “A descida não é fácil porque é igualmente escorregadia e eu, que não estava com um tênis adequado (com ranhura) cai umas dez

vezes para alegria do dinamarquês do meu grupo que aprendeu a contar até dez em português.” O resultado: “muito feliz e com uma bolha de sangue no pé”. Martha afirma que os problemas enfrentados nas caminhadas foram muitos, como uma aranha intrusa que seguiu viagem dentro da mochila e só foi descoberta horas depois, além dos mosquitos. “Mas nada que um bom repelente e um antialérgico não resolvam”, completa. A jornalista e aventureira resume em uma frase o espírito de praticar o trekking. “Às vezes a trilha não é o fim, mas o meio de se viver uma experiência ou ter outro olhar do local”.

O que Levar?

[ Ano4 | Número23 ] 2013

R$ 34,00

114

R$ 441,00

Canivete Mormaii Expedition

Mochila Chrome Yalta

O canivete Expedition Mormaii possui sete funções: Faca grande, Faca pequena, Saca-rolha, Abridor de garrafa, Tesoura, Chavefenda e Punção com orifício para costura. O canivete é produzido em alumínio anodizado e com uma lâmina em aço inox 420.

Mochila com a qualidade Chrome, capacidade de 29 litros, feita em lona encerada 1000 denier, formato rolltop de abrir e fechar, bolso frontal externo com zíper, compartimento principal com duas divisórias. Possui espuma ergonômica para a proteção das costas. Há também uma tira peitoral para garantir estabilidade.

www.revistaendorfina.com.br


aventura

Valor: Sob consulta

Barraca Guepardo Everest Barraca feita de poliéster nas laterais e teto, com piso produzido em polietileno de alta resistência. As varetas de sustentação são em fibra de vidro soft, ideal para situações extremas de vento e chuva. Pesa somente 2,3 kg para uma estrutura com as seguintes dimensões: 260 x 240 x 100cm.

R$ 311,00

Tênis Dakar TS 1161 O modelo é próprio para a prática de trilhas. A bota que leva a marca Dakar é produzida em couro e com o solado confeccionado pela marca italiana Vibram. O solado é flexível e leve, o que garante o conforto nos pés durante todo o percurso.

R$ 349,00

Óculos Mormaii Athlon Ideal para esportes de aventura noturno, ao ar livre e indoor. Possui duas lentes (uma transparente e outra escura). Com sete cores, todas unissex, os óculos têm armação em Grilamid, matéria prima leve, flexível e resistente com o nose emborrachado. A lente solar P400 é em policarbonato com 100% de proteção UV e altamente resistente a impacto, além de ser intercambiável.


Radicais

A das Américas fica aqui! Cidade de Pedra Bela abriga mega tirolesa, e recebe turistas em busca de radicalidade e diversão em família Por Flávia Ribas

[ Ano4 | Número23 ] 2013

A

118

tirolesa, modalidade que nasceu na cidade de Tirol, Áustria, caiu no gosto dos brasileiros. O cabo aéreo horizontal, fixado entre dois pontos, onde os praticantes se deslocam por meio de roldanas atreladas a uma cadeira de alpinismo, proporciona sensação de liberdade aos aventureiros. Já a partir dos primeiros segundos de voo os adeptos podem desfrutar das belas paisagens naturais. No Brasil, além dos estados de Goiás e Minas Gerais, concentrarem locais para a prática, é na cidade de Pedra Bela, no interior de São Paulo (próxima à Bragança Paulista e Socorro), que os turistas encontram a mega tirolesa, considerada a maior das Américas. Com 1.900 metros de extensão, 177 metros de desnível, a queda pode atingir uma velocidade de até 107 km/h. Os números realmente impressionam e aguçam os sentidos dos apaixonados por esportes radicais. “Para chegar ao local onde ocorre o salto, no topo da pedra, é necessário

Fotos: Divulgação

subir 314 degraus. Depois disso, há uma conferência dos equipamentos e a adrenalina começa. Essa é a parte difícil, a decisão, você tenta ver a chegada e sua visão não alcança o fim. Aí é descer os 314 degraus ou saltar”, afirma Nádia Bernardelli, de 33 anos, que já saltou três vezes. Segundo ela, o percurso de 1.900 metros é feito em torno de 1 minuto e

www.revistaendorfina.com.br

20 segundos, dependendo do peso e do vento. “A paisagem é linda e sempre vai ter aquele frio na barriga”, completa. Nádia, que também já praticou motocross, saltos de paraquedas e costuma mergulhar frequentemente, conta como se interessou por mais uma modalidade radical. “Meu irmão indicou o lugar, então, eu e meu marido convida-


mos alguns amigos e fomos conhecer a Alma de Pedra, em Pedra Bela. O local é lindo e atividades radicais não faltam. Lá eles oferecem serviço de escalada, trilhas e a própria tirolesa de cabo único”, relembra.

Segurança garantida Alexandre Anderson Machado, administrador da tirolesa de Pedra Bela, enfatiza a importância das condições do tempo e da supervisão do cabo e dos equipamentos de segurança. “Aqui não realizamos voos com tempos nublados, as condições climáticas têm de estar favoráveis. Além disso, temos o alvará da Prefeitura da Cidade, que é renovado de seis em seis meses, e fazemos também a manutenção do cabo periodicamente”, diz Machado. Outro aspecto fundamental é a instrução dada pelo monitor e o uso do capacete, da cadeirinha de escalada, roupas confortáveis e tênis. “Realizamos salto de tirolesa desde 2008. Recebemos crianças e até senhores de 82 anos de idade, e cumprimos as normas de segurança. Depois de tudo checado é só curtir a sensação ímpar que a tirolesa proporciona, é como viajar de avião, mas do lado de fora, escutando todos os barulhos da natureza”, ressalta Machado.

www.revistaendorfina.com.br

Mega Tirolesa de Pedra Bela-SP Cidade: Pedra Bela Distância de São Paulo: 124 Km Local: Saída do alto da pedra do Santuário e chegada no portal da cidade Empresa que presta serviço: Alma de Pedra Tipos de Salto: Individual ou duplo Horários de funcionamento: sábado, domingo e feriados, das 11h às 18h (durante a semana, apenas mediante a agendamento – grupo mínimo: 10 pessoas) Valor: R$ 40,00 (não há devolução do dinheiro em caso de desistência) Peso: Mínimo 40 kg e máximo 150 kg www.almadepedra.com.br Há serviços de filmagem e fotografia

119


nocaute

As centenárias raízes do

Gracie C

M

Os contextos e histórias que fizeram do sobrenome Gracie ter o peso que tem, são quase obra de ficção – e os ciclos continuam se renovando. A família vive agora expectativa de um novo representante no UFC

Y

CM

MY

CY

Por Pedro Piva

E [ Ano4 | Número23 ] 2013

m 18 de Junho de 1908, o navio Kasato Maru atracou no Porto de Santos. Era o marco inicial da chegada dos japoneses ao Brasil. Passaram-se seis anos deste acontecimento até que o mestre de Jiu-Jitsu, Mitsuyo Maeda, fixou residência em Belém do Pará. Ele então começou a ensinar sua arte na cidade. Um de seus alunos era Carlos, filho mais velho de Gastão e Cesalina Gracie. No entanto, Maeda, também conhecido como “Conde Koma”, não imaginava que Carlos e seus familiares fariam a arte suave do jiu-jitsu viajar o mundo.

122

Primeira Geração Carlos ficou com a família na região norte até os 19 anos. Tempo suficiente para descobrir no jiu-jitsu seu equilíbrio e se dedicar avidamente ao esporte, além de ensinar aos seus irmãos tudo o que aprendia. Anos depois

CMY

quando os Gracie chegaram ao Rio de Janeiro, Carlos continuou a lecionar. Certo dia o único de seus sete irmãos impossibilitado de treinar, por recomendação médica, se prontificou para dar uma aula para qual Carlos havia se atrasado. Hélio Gracie, sem jamais ter lutado, ministrou a aula e agradou ao aluno, que pediu para seguir com o jovem Hélio. Com a companhia de Hélio, Carlos Gracie buscaria provar a superioridade do Gracie Jiu-Jitsu sobre as outras artes marciais. Então teve a ideia de divulgar no jornal o seguinte anuncio: “Se você quer um braço quebrado contate Carlos neste número”. Sem regras ou tempo determinado os irmãos Gracie desafiavam qualquer um! O início dos desafios Gracie, a primeira semente do que anos mais tarde viria a ser o Ultimate Fight Championship (UFC).

www.revistaendorfina.com.br

Segunda Geração Em razão de sua estrutura física, Hélio Gracie, aprimorou técnicas de alavancas e criou de fato o que se chama Gracie JJ. Ele se tornaria um dos primeiros ídolos do esporte nacional ao vencer os lutadores mais famosos da época, geralmente maiores e mais pesados. A sequência de vitórias lhe concedeu a oportunidade de lutar com melhor do mundo na época, Masahiko Kimura. Mas o ginásio do Maracanãzinho lotado viu Hélio negar-se a bater até a equipe jogar a toalha, antes que seu braço fosse quebrado pela chave de Kimura. A fama dos irmãos Gracie começava a propagar e a segunda geração da ‘dinastia’ estava a caminho. O passo definitivo para os Gracie ganharem notoriedade mundial viria de Rorion Gracie, filho mais velho de Hélio. Aquele que decidiu se aventurar nos Estados Unidos, com objetivo de difundir o Gracie Jiu Jitsu

K


nocaute do amante das artes marciais mistas (MMA). Um trenzinho puxado pelo esguio Royce Gracie, seguido pelos familiares e, por fim, o grande mestre Hélio. Royce venceu rapidamente todos os oponentes por finalização. Entre eles o norte americano Kan Shamrock, 20 quilos mais pesado, nas quartas de final. Campeão também das edições 2 e 4 do UFC, Royce e o irmão Rorion passaram a discordar das regras, que impunham limite de tempo e vitórias por decisão dos jurados. Por esta razão, e satisfeitos por colocar o jiu-jitsu no topo das artes, a marca UFC foi vendida para os irmãos Fertitta, empresários donos de cassino, e Dana White. Mas o Gracie Jiu Jitsu continua se impondo sobre as outras artes marciais se mantidas as regras do princípio do UFC? “O Jiu-Jitsu é e sempre será a arte marcial mais completa do mundo”, justifica Royler Gracie, filho de Hélio e 4 vezes campeão do mundo em JJ. Atualmente ele vive em San Diego, onde administra a Gracie Humaitá, e

[ Ano4 | Número23 ] 2013

no sul da Califórnia. Ele seguiu o modelo do pai e lançou desafios de luta estilo livre contra mestres de todas as modalidades. As lutas se davam no mesmo local onde Rorion ensinava seus alunos; uma garagem. Com aumento da demanda de aulas, Royce, sexto filho de Hélio, também rumou para América para ajudar o irmão. Rorion, advogado por formação, juntou esforços para lançar o documentário Gracie in Action, divulgando imagens dos desafios de artes marciais. Mesmo com a fundação da Gracie Jiu Jitsu Academy, ele pensava em meios de popularizar o esporte. Sua ideia era criar um espetáculo no qual as artes marciais se confrontariam ‘sem limite de tempo e sem regras’. O meio de comunicação escolhido foi a televisão pelos canais pay-per-view. Surgiu então o UFC. Oito lutadores foram escalados, cada um representando seu estilo. Entre os Gracie o escolhido foi Royce. Aí uma cena histórica invade a cabeça

Foto: Ray Santana-Divulgação-Acervo Kyra Gracie

124

www.revistaendorfina.com.br

realiza seminários em todo o mundo difundindo o que define como: “arte mais que maravilhosa”.

Os Gracie da atualidade Kyra e Roger Gracie somam juntos 13 títulos mundiais de jiu-jitsu conquistados com a técnica desenvolvida por seu avô e aprimorada por gerações. Os dois representantes Gracie da terceira geração continuam no universo das lutas e mostram que a chama acesa por Conde Koma, em Carlos Gracie continua “inflamando” o espírito da família.

Kyra Gracie Com apenas 27 anos e já pentacampeã mundial de jiu-jitsu, Kyra continua a treinar “todos os dias” e se diz “focada também em dar aula de defesa pessoal e ministrar seminários só para mulheres”. Paralelamente também segue as carreiras de modelo e comentarista. Ela comentou sua primeira luta na disputa de cinturão do UFC de Cigano x Velásquez. “Estou gostando da carreira de comentarista e com isso vou quebrando mais uma barreira, ao colocar uma mulher nesse ambiente que todo mundo pensa que só tem homem fortão. Tem que acabar com isso. Quero mostrar meu lado feminino também”, finaliza. Apesar da proporção tomada pelo UFC, Kyra segue sem saber se lutará em eventos de MMA. “Só vou competir se me sentir confortável. Porque se eu sentir que não devo, não vou”, ressalta a única representante feminina dos Gracie. Enquanto decide seu futuro ela aproveita outros aspectos da personalidade comum entre vários Gracie. “Tive a sorte de herdar esse sobrenome. Meu avó deixou um leque de opções. A família tem o lado lutador e o empreendedor. Hoje, estou abrindo o leque também”, conta. Kyra que possui uma loja virtual de produtos da família. Outro aspecto tradicional na cultura dos Gracie, diz respeito aos cuidados com a alimentação, a famosa “dieta Gracie”, criada pelo bisavô Carlos. “Ele


nocaute

tinha uma geladeira só dele, cheia de frutas e alimentos frescos. O jiu-jitsu e a dieta Gracie cresceram comigo. Cresci tomando açaí, suco natural. Sigo a dieta dos Gracie, mas não gosto de chamar assim. Porque dieta te restringe. Já a alimentação do meu bisavô não. O que muda é o equilíbrio entre os alimentos. E cortar coisas que estão na mesa da maioria das pessoas como refrigerante, bebida (alcoólica) e açúcar”, enfatiza.

[ Ano4 | Número23 ] 2013

O mais novo Gracie do UFC

126

Aos 31 anos Roger é oito vezes campeão do mundo de JJ. O primeiro tri campeão da categoria absoluto. Seu cartel responde a responsabilidade do sobrenome quando se trata da especialidade da família. Mas, já em 2006, ele estreou no MMA com uma vencedora chave de braço sobre o canadense Ron Waterman. Depois de ganhar do japonês Yuki Kondo, com um mata-leão em Tóquio, por outro evento, ele se credenciou para um dos mais disputados torneios de lutas do mundo: o recém finado Strikeforce. No dia 12 de Janeiro, última edição do evento antes de ser incorporado pelo UFC, Roger Gracie fez Anthony Smith bater três vezes com um triângu-

www.revistaendorfina.com.br

lo e foi declarado vencedor da luta que completa seu cartel de apenas uma derrota em sete lutas e cinco finalizações. Morando em Londres ele respondeu à Revista Endorfina. Endorfina: Qual a sua lembrança mais antiga vestindo um kimono? Roger Gracie: A lembranca mais antiga que tenho de kimono eu devia ter uns sete ou oito anos, estava correndo na academia do meu tio Rilion, com outras crianças e meus primos. E: Como é a sua rotina de trabalho? RG: Minha rotina hoje e dividida em treinar, dar aula e passar o tempo com minha família. E: Qual sua ambição no UFC? RG: Minha ambição, não só no UFC, mas a que sempre foi, é de ser o melhor lutador do mundo. Passei muitos anos me dedicando em treinar e competir de kimono. Agora estou me dedicando em MMA. E: O que, no método Gracie de Jiu Jistu, possibilita a habilidade se impor sobre a força? RG: O jiu-jitsu que minha família criou é


nocaute uma arte baseada totalmente na técnica, criar força por meio de alavancas para poder vencer um adversário maior e mais forte que você. A diferença do estilo que a minha família criou para as outras artes marciais está na eficiência. O MMA foi criado para provar ao mundo a eficiência do JJ. Olha a dimensão que isso chegou! E: Você, além do sobrenome Gracie de mãe, tem um pai faixa preta. Isso pesou sempre como um incentivo? Já foi positivo ou negativo em competições? RG: Meu pai sempre foi uma inspiração para mim, dentro e fora do tatame! Sempre foi muito positivo.

[ Ano4 | Número23 ] 2013

E: Há alguma história que represente o espírito guerreiro da família Gracie? RG: Você se imagina uma pessoa de 60 kg, tendo que lutar contra oponentes de pelo menos 20 kg a mais que você e duas vezes o seu tamanho? Esse sempre foi o espirito Gracie em que cresci!

Hélio gracie


www.revistaendorfina.com.br


Na moda

Ó

Looks [ Ano4 | Número23 ] 2013

para

132

2013 Com diversos modelos e designs exclusivos os óculos de sol são mais que um acessório, além de conferir proteção e charme para os olhos. Endorfina selecionou alguns modelos e apresenta as principais tendências Por Silvana Chaves

www.revistaendorfina.com.br

culos de sol é moda e sinônimo de saúde no mundo todo. Com cores fortes, espelhados, armações de acetato e acrílico, os modelos que eram característicos nos anos 80 voltam com força em 2013. Grifes renomadas lançam linhas com o conhecido estilo “retrô” , tendência para 2013. A Mormaii, grife de Surf, decidiu investir na produção de óculos e também na ampliação de seu portfólio. O modelo Marbella, foi projetado para o público feminino consumidor de moda, esporte e qualidade de vida. Outro atrativo são os tradicionais esportivos, em especial o Atlhon, criado

Óculos de sol é moda e sinônimo de saúde no mundo todo. Com cores fortes, espelhados, armações de acetato e acrílico, os modelos que eram característicos nos anos 80 voltam com força em 2013 para corredores e ciclistas. Ele tem uma curvatura acentuada, que se adapta perfeitamente aos diferentes tipos de rosto, minimizando a entrada de vento e poeira durante a prática esportiva. Já o design do estojo é inspirado nos capacetes de bike.

Psicodelismo Uma das maiores fabricantes e distribuidoras de óculos do mundo, a Marchon Eyewear – que comercializa produtos da Calvin Klein Collection, CK, Calvin Klein Jeans, Coach, Chloe, Diane von Furstenberg, Emilio Pucci, Salvato-


re Ferragamo, Valentino, Fendi, Flexon, Lacoste, Marchon, Nike, dentre outros – apresenta a nova coleção de óculos de sol com a grife italiana Emilio Pucci, ícone de estilo e sofisticação, que marcou o mundo da moda com suas famosas estampas. Por conta do crescimento desse mercado, até as celebridades investem no lançamento de suas marcas. Um exemplo é a apresentadora Ana Hickmann, que lançou a coleção Ana Hickmann

Eyewear (AH Eyewear), com modelos espelhados para as mulheres clássicas e que não abrem mão de novidades. A coleção 2013 da AH Eyewear contém lentes espelhadas, a clássica proteção contra raios UVA e UVB e são feitos à mão, com materiais ecologicamente testados, como a fibra de algodão.

Design e proteção Além de diversos modelos encon-

trados no mercado, redondos, quadrados, espelhados ou não, os fabricantes se preocupam principalmente com a proteção que os óculos de sol devem proporcionar. É importante optar por modelos com lentes fotossensíveis, ou seja, que identificam a intensidade da luz solar e escurecem gradativamente, protegendo a visão e a pele em volta dos olhos, além, é claro, da proteção solar.

Confira alguns modelos Athlon Indicado para running e bike. O novo modelo da Mormaii Óculos possui lentes cambiáveis. Assim, é possível usar a lente escura nos dias mais claros e a lente transparente a noite ou em dias nublados. Uma das novidades do Athlon são as cores fortes e vibrantes, hit da campanha, como laranja, amarelo, azul turquesa e até dourado. Mas a coleção também tem as cores mais básicas como preto e branco. Outro diferencial do produto são as lentes que bloqueiam a ação dos raios UV, nocivos à saúde. Preço sugerido: R$ 349,00

Itacaré : Com design que traduz o espírito jovem e esportivo da Mormaii, o Itacaré aparece novamente com cores exclusivas e vibrantes para a época mais quente do ano. Feito de grillamid, proporciona conforto, leveza e durabilidade. Além disso, por ser um pouco menor do que outros modelos da marca, combina facilmente com diferentes tipos de rostos. Preço sugerido: R$ 269,00, o modelo com lentes P400 R$ 349,00 o modelo com lentes Xperio (polarizadas)

Marbella: Inspirado na praia Marbella, que é o coração da Costa do Sol, na Espanha, o novo solar traduz a sofisticação e alegria do local. Feito de grillamid com trim de metal, o Marbella chega com oito opções de cores, dos clássicos preto e branco até os mais ousados como o modelo roxo com lente dourada espelhada. Preço sugerido: R$299,00

www.revistaendorfina.com.br

133


Na moda

Flexxxa: Inspirado no tradicional modelo aviador e com cores diferenciadas, o modelo unissex agrada todas as idades, desde jovens até adultos com muito estilo. O solar da marca tem um grande diferencial: é feito inteiramente de grillamid, o que confere mais leveza e flexibilidade. Em sintonia com as tendências do verão 2013 o Flexxxa possui opções de lentes espelhadas. Ao todo são 12 cores, das mais ousadas como o uva com lente espelhada, até o mais discreto, o pretinho básico. Os cuidados da Mormaii com o Flexxxa são inúmeros, como por exemplo, o trim e a dobradiça feitos de aço não alérgico. Preço sugerido:R$299,00 EP710S: O tradicional óculos aviador deixa de ser uma peça básica para se tornar um item de colecionador, com lentes e hastes com estampas geométricas. Marca registrada de Emilio Pucci, o modelo ganha desenho alegre e divertido, além de lentes degradê, a cara do verão. As peças da nova coleção vêm em três tons: amarelo e azul; preto com branco e o todo marrom. Preço sugerido: R$ 899,00 EP719S Para quem procura uma peça sofisticada, Emilio Pucci apresenta seu modelo cateye, com armação de acetato e hastes com detalhes em dourado. Os óculos são oversized e, no Brasil, serão lançados nas cores petróleo, marrom e preto, com lentes pretas. Preço sugerido: R$ 950,00

[ Ano4 | Número23 ] 2013

EP712S: O modelo de acetato, com as já conhecidas estampas do estilista italiano Emilio Pucci, promete agradar mulheres que não tem medo de ousar no visual. Com estilo gatinho e tons de azul, a peça vem com tudo para o verão. Disponível ainda nas cores vermelho, amarelo, grafite e verde. Preço sugerido: R$ 950,00

134

Nike Impel Swift Para homens e mulheres que vão para as montanhas em busca de aventuras esse óculos ajuda a tornar o passeio muito mais agradável, oferecendo aderência e estabilidade. O modelo é superleve e apresenta recursos contra nebulosidade por ter uma ponte ventilada. Preço sugerido: R$ 435,00

www.revistaendorfina.com.br


Na moda

Lacoste L642S Para as mais tradicionais a sugestão é o óculos Lacoste, que tem hastes com uma exclusiva textura que imita o piquet das clássicas polos da marca. Preço sugerido: R$395,00

AH3085 03A Óculos de sol feminino estilo aviador com armação de metal na cor prata. Design moderno, com lentes escuras em degradê e hastes de metal com detalhe em textura colorida. Fashion e elegante, este novo modelo é discreto e combina as cores branca e verde claro nas ponteiras de acetato. Preço sugerido: 420,00


pilates

Meditação e equilíbrio

nas águas Conheça a modalidade que tem despertado a atenção dos amantes do Pilates e do Stand Up Paddle

Por Érica Brito

“O

ato de remar em pé sobre uma pequena embarcação”, assim define o idealizador do site SuPClub Brasil, Luciano Meneghello, o que é o Stand Up Paddle. A modalidade originou-se em meados dos anos 50, no Havaí a partir de um grupo de instrutores de surfe os “Beachboys de Wakiki” que contava com Duke Kahanamoku, considerado o pai do surfe moderno. Entretanto, foi no inicio dos anos 2000, que ganhou mais força graças a um grupo de havaianos liderados por Laird Hamilton e Dave Kalama, que reinventaram o esporte, utilizando materiais mais modernos na construção das pranchas e remos, tornando-os mais leves e resistentes.

140

Fotos: Jaqueline Rangel

Desde então, o Stand Up Paddle cresce e a cada dia conquista mais adeptos, principalmente pelo fato de ser possível executá-lo de diferentes maneiras. “Essa é uma das facetas mais legais do esporte, pois a todo momento surgem novas modalidades de SUP, como o SUP fishing (pesca com a prancha de SUP), o SUP pólo, o SUP Yoga e o SUPilates”, declara Meneghello. Jaqueline Rangel Barreto era dançarina e estudante de fisioterapia, quando decidiu procurar novas formas de trabalhar o corpo. E foi a partir dessa busca que durante um intercâmbio no Canadá, teve o seu primeiro contato com o Pilates. “Descobri no Pilates uma nova paixão e desde então me dediquei a investir na forma-

ção. Depois de trabalhar cinco anos com a técnica em Toronto, voltei para o Brasil e junto da Pilates Studio Fit passei a formar instrutores”, relata. A treinadora Internacional STOTT Pilates, natural do Rio de Janeiro, e amante da natureza, aproveitou a experiência para ir além. “Faço aulas de bodyboard e resolvi experimentar Stand Up Paddle Board. Entre uma remada e outra testei alguns exercícios do Pilates na prancha e vi que era possível transportar a vivência para este outro meio”, explica. Depois de pesquisar Jaqueline descobriu que a modalidade já era trabalhada na Flórida. O Pilates sobre a prancha, SUPilates como é chamado foi criado pela americana Karen Mirlenbrink, que define


o esporte como “uma meditação sob a água”, pois permite liberar todo o stress do dia a dia.

Desafio Se o Pilates na sua forma mais tradicional já nos permite trabalhar respiração, força e resistência. Praticá-lo sob a prancha torna o desafio ainda mais interessante, em função das instabilidades da água. Além disso, o SUPilates ainda permite que seus praticantes fiquem em contato direto com a natureza. A modalidade pode ser praticada até mesmo por crianças a partir dos 4 anos de idade e é uma ótima opção para quem deseja queimar calorias. Os itens necessários para praticá-lo são: Stand Up Board, roupas de banho, além é claro

do mar ou lago. “Também é importante a presença de um instrutor de Pilates”, alerta Jaqueline. A atriz, bailarina e fisioterapeuta Bianca Andreoli, 34, também se dedica ao Pilates e conta que conheceu a nova vertente pelas redes sociais. No entanto, foi depois de observar algumas fotos que o seu interesse ficou ainda maior. “Quando vi as fotos da Jaqueline Rangel, me interessei bastante porque sou muito apaixonada pelo mar”. Apesar de ser instrutora, fazer aulas de balé, entre outras atividades, Bianca afirma que o SUPilates é diferente de todas as atividades já praticadas por ela. “A grande vantagem e o diferencial do SUPilates é que você se conecta com a natureza, e isso é fantástico”. Ela ainda

Exercitando e Relaxando A treinadora Internacional Jaqueline Rangel Barreto revela alguns exercícios que podem ser realizados sobre a prancha: Swan Dive - Trabalho dos eretores da coluna para mobilizar o tronco no plano sagital; Teaser - Trabalha o abdômen para mobilizar, estabilizar e equilibrar a coluna no topo do movimento. Grande desafio para o centro do corpo devido as longas alavancas dos membros inferiores e superiores; Jack Knife - Exige força dos oblíquos, reto abdominal para o rolamento da coluna. Controle dos glúteos, tríceps e latíssimo do dorso no retorno; Hundred-Cem - O foco está no trabalho isométrico da parede abdominal para a sustentação do tronco, coordenação da respiração com o movimento dos membros superiores e o desafio para a estabilização da cintura escapular;

141


pilates O que é o SupClub Brasil?

acrescenta “o Pilates permite aos seus praticantes autoconhecimento e domínio do corpo, porém o local escolhido pode influenciar bastante”. As vantagens físicas são perceptíveis já que a respiração é favorecida pelo fato do SUPilates ser praticado ao ar livre. Assim, como a prancha

que por ser uma superfície instável influencia na busca pelo equilíbrio constante. E para quem tem interesse de iniciar a atividade Bianca dá a dica: “É fundamental ter assimilado os princípios do método Pilates, e claro ter as noções básicas do SUP, de como segurar o remo, a base pra ficar em pé e como remar para se deslocar”, finaliza.

O SupClub.com.br começou como um blog e hoje é o maior site brasileiro sobre o esporte com mais de mil acessos diários. Luciano Meneghello sempre gostou de escrever, enquanto sua esposa prefere fotografar. Em comum os dois tinham o amor incondicional pelo Stand Up Paddle. Isto os motivou a iniciar um blog em 2010, para registrar o desenvolvimento do esporte em São Paulo. Segundo Meneghello, o objetivo é divulgar o esporte para o maior número de pessoas possíveis. “Outro dia, enquanto remava em Santos, encontrei com um amigo que não via há muitos anos e ele me disse: ‘há um ano nem imaginaria estar aqui, remando e me sentindo bem. Se não fosse o SUP, provavelmente estaria agora fazendo um happy-hour em algum bar, bebendo e reclamando do meu trabalho’. São momentos como esse que me inspiram a seguir com o site. Aloha”.


Fitness Shop

Fitness Shop endorfina indica

Suplemento para os 60

colágeno pra beber Essência dos ringues A Everlast, lança em parceria com a Passion Perfumes e Cosméticos, quatro fragrâncias para o homem moderno, esportista, elegante com pegada aventureira. As opções Black, Round, Blue Corner e Red Corner, trazem aromas cítricos, tons amadeirados e notas florais. A linha foi projetada com embalagens modernas e alusivas ao “universo das lutas”, porém cada fragrância possui sua peculiaridade.

A Advanced Nutrition lança o Gelamin Beuaté, sachês compostos de colágeno hidrolisado, vitaminas A, C, D, E e B7 (Biotina), e enriquecido com minerais como: Zinco, Selênio, Manganês, Cobre e Silício. A fórmula ajuda no combate ao envelhecimento, melhora o tônus da pele, fortalece os ossos, cartilagens, ligamentos, tendões e cabelos. Os sabores são: Laranja, Limão e Tangerina. Para mais informações acesse: www.advancednutrition.com.br

Suplementos alimentares também são indicados para os “sessentões”, pois promovem o aporte energético e nutricional de ingredientes essenciais no processo de envelhecimento. Pensando em oferecer opções para este público, a Nestlé Health Science, lança o Nutren Senior, composto pela combinação Act 3 (proteína, vitamina D e cálcio), que auxilia na saúde dos ossos, músculos e fornece mais de 26 vitaminas, minerais e mix de fibras. Nutren Senior pode ser encontrado em farmácias e supermercados na versão em lata de 370g. Para mais informações acesse: www.nestle.com.br

receita caseira Toni Fit é um acessório prático que ajuda na tonificação muscular rápida e eficaz. As alças presas às molas internas oferecem mais resistência para o usuário, conforme o grau de exigência. Assim, é possível trabalhar até 10 movimentos de braços, pernas, costas, ombros, peitorais e glúteos. Os exercícios podem ser feitos tanto em pé, sentado, ou apoiado. A novidade chega ao Brasil pela Domyos. Para mais informações acesse: www.domyos.com

[ Ano4 | Número23 ] 2013

corrida mais leve

144

Preocupada em oferecer conforto e ganho de performance aos corredores, a Mizuno, lança a linha EVO. O modelo Levitas pesa 185g (masculino) e 150g (feminino), e foi inspirado para proporcionar mais conforto. Já o Mizuno EVO Cursoris possui maior amortecimento, em função da entressola de 12mm. Os ilhós anatômicos seguem a forma dos pés, enquanto sulcos horizontais no solado também melhoram a movimentação dos dedos. Ambos são confeccionados em tela air mesh e trazem a placa Wave na parte frontal. Para mais informações acesse: www.mizunobr.com.br

www.revistaendorfina.com.br


Mochilhas casuais A Fico, marca esportiva ligada ao surfwear, apresenta a nova coleção de mochilas da linha Graphics Colection. Os modelos Jet, Game e Play, são confeccionados em poliéster, possuem amplo espaço interno, bolso para garrafa d’água e porta celular na parte externa com saída para fone de ouvido. As estampas também trazem um ar mais descontraído e casual, que se adapta tanto para praticantes de esportes, estudantes e executivos. Para mais informações acesse: www.fico.com.br

chocolate turbinado As proteínas necessárias para os praticantes de atividades físicas, agora podem ser obtidas de forma saborosa e a qualquer hora do dia. A Probiótica Laboratórios, lança o Choko Crunch, chocolate com quantidade de proteínas quatro vezes superior aos chocolates comuns. A barra de 40g contém Whey Protein concentrada, alto teor de BCAA e crispis proteicos. O produto está disponível em farmácias e lojas especializadas. Para mais informações acesse: www.probiotica.com.br

Queima gordural Oxyhers da Arnold Nutrition é um termogênico com efeito Time Release, que libera gradativamente os nutrientes em duas fases: Rapid Release Liquid (promove a rápida absorção) e Controlled Time Release Pellets (libera doses de cafeína aos poucos). O suplemento atua na queima calórica e equilíbrio energético, além de aumentar a resistência muscular. Produzido à base de cafeína, Oxyhers é um pré-treino indicado principalmente para o público feminino, pois facilita a queima de gorduras. Para mais informações: sac@americandistribuidor.com.br

Segunda pele A Nike lança o modelo Nike Flyknit Lunar + 1, com o sistema de amortecimento Lunarlon e cabedal composto pela tecnologia Flyknit, que proporciona maior ajuste, flexibilidade, reduz o peso e áreas de atrito. O grande diferencial está no ponto de costura do cabedal em malha ultraleve (Nike Flywire), cujo aspecto é de uma segunda pele. O modelo também conta uma plataforma neutra de absorção de impacto na entressola, enquanto a sola traz aplicações de borrachas para facilitar o grip na região do calcanhar e antepé. Para mais informações acesse: www.nikeevoce.com.br

Albubina mastigável Albumix é produzido à base de Albumina, proteína proveniente do ovo, está disponível em tabletes mastigáveis e concentra 76% de Albumina desidratada, além de ser zero de lactose e gorduras. Indicado para praticantes de atividades físicas, também ajuda na melhora do sistema imunológico, reduz a fadiga e aumenta a força e massa muscular. Albumix é mais um produto da linha Body Size da Integralmédica e integra o mix oficial de suplementos do UFC no Brasil. Para mais informações acesse: www.integralmedica.com.br

www.revistaendorfina.com.br

145


sô frazão

Saia do Sedentarismo em 2013 com Solange Frazão

Coloque em prática suas resoluções de ano novo, bom motivos não faltam para praticar exercícios. Saiba por que:

C

omo todos sabem, sempre levantei a bandeira da saúde no Brasil, e sempre incentivei a todos para começarem a se cuidar em busca de mais saúde e qualidade de vida. No entanto, recebo muitos depoimentos de pessoas que dizem não ter tempo de praticar exercícios físicos por causa do trabalho, dos filhos, de problemas... Enfim, são tantas as desculpas que arrumamos para não fazer nada por nós mesmos, que resolvi dar uma dica de ouro para vocês que fizeram aquela velha promessa de ano novo. Começar a praticar exercícios físicos!

[ Ano4 | Número23 ] 2013

Se você não tem muito tempo para fazê-los, não tem problema. Comprometa-se com pelo menos uma hora do seu dia, todos os dias, para fazer o bem para a sua saúde. Comece pelos exercícios aeróbicos. Aliás, você sabe realmente o que são os exercícios aeróbicos?

146

Exercício aeróbico é aquele que se refere ao uso de oxigênio no processo de geração de energia dos músculos. Esse tipo de exercício trabalha uma grande quantidade dos grupos musculares de

forma rítmica. Andar, correr, nadar e pedalar são alguns dos principais exemplos de exercícios aeróbicos. As atividades são as mais eficientes para quem está tentando emagrecer. Como quase 50% dos brasileiros têm sobrepeso ou obesidade, a prática é indicada pelo menos para metade da população do país. Logo no início da atividade, a principal fonte de energia é o glicogênio muscular, porém com o passar dos minutos, a gordura se torna a fonte predominante, o substrato principal usado por nosso corpo. Dentre todos os benefícios estão: a melhora no humor e o combate à depressão, diminuição da ansiedade, melhora da autoestima, melhora do sistema imune, qualidade no sono, fortalecimento da musculatura do coração e consequentemente fortalecimento do sistema cardiorrespiratório, além de ser a melhor maneira de se perder peso e prevenir doenças. Então não espere o próximo ano, ou a próxima segunda-feira. Comece a praticar pelo menos uma hora de exercício

www.revistaendorfina.com.br

aeróbico por dia. O seu corpo, sua mente e principalmente a sua saúde vão lhe agradecer. Todos podem praticar, até mesmo quem não gosta de academia. Para isso, temos os parques, praças, ruas, praias, campos....são tantos os lugares. Então comece já!!! Sua saúde agradece!

Solange Frazão é apresentadora, defensora da qualidade de vida e colunista da Revista e do Portal Endorfina.com


A esteira que você corre ficou ainda mais interativa! Conheça o novo pacote de entretenimento da Movement para tornar seu treino ainda mais divertido e desafiador.

Volta ao Mundo

Simule as principais maratonas, corridas e parques com distâncias, percursos e topografias reais.

Shock absorber control

Único sistema de absorção que se ajusta

perfeitamente ao peso do usuário reduzindo o impacto em até 45%.

Interatividade

Perfeita união entre exercício e entretenimento através dos modos TV/áudio com total conectividade

iPod, iPhone, iPad.

Movement Fitness

@Movement_Brasil

.com.br


CONHEÇA A MELHOR COMBINAÇÃO PARA EMAGRECIMENTO

[ Ano4 | Número23 ] 2013

Para começar o seu dia, substitua o café da manhã por DIET WAY®, o shake para emagrecimento mais vendido no Brasil, com 23 vitaminas e minerais e apenas 102 calorias. Antes da atividade físcica, tome uma dose de L-CARNITINE ENDOGEN®, a l-carnitina utiliza a gordura como fonte de energia durante as atividades físicas, possibilitando a mais intensa queima de gordura corporal. Associado à dieta, o LIPOWAY REDUCE® é responsável pela continuidade do processo de modelagem do corpo. A ação combinada desses produtos garante o perfeito funcionamento do mecanismo responsável pelo controle de apetite, aumento de saciedade e diminuição do colesterol ruim, reduzindo os níveis de gordura acumulada.

148

www.revistaendorfina.com.br


Revista Endorfina-23-Março/Abril