Issuu on Google+

Revista de

Saúde DE BARBACENA

Revista de

Saúde GUIA MÉDICO DE BARBACENA

Ano 01

N° 01

AGOSTO DE 2013

GUIA MÉDICO

Câncer de pele Como identificar e prevenir

Pilates associado a exercícios aeróbicos O que é Lombalgia?

Causas, Tipos, Diagnóstico, Tratamento e Prevenção

A importância do ecocardiograma Saúde, bem-estar e qualidade de vida


“Ampla linha de produtos médicos, oferecendo saúde e conforto com qualidade”

CADEIRAS DE RODAS E ACESSÓRIOS

MATERIAL PARA CURATIVO

APARELHOS DE PRESSÃO ARTERIAL DIGITAIS, ANALÓGICOS E NEBULIZADORES.

EQUIPAMENTOS PARA FISIOTERAPIA

ANDADORES, MULETAS E BENGALAS

Rua Tiradentes, 40-B - Centro - Cep: 36.200-062 Barbacena - MG Tel: (32) 3331-9130 www.cirurgicabarbacena.com.br


Sumário 02 CIRURGIA DA COLUNA O que é lombalgia? Causas, tipos, diagnóstico, tratamento e prevenção.

06 DERMATOLOGIA Tipos de câncer de pele Como identificar e prevenir.

08 UROLOGIA

Revista de Saúde

GUIA MÉDICO Equipe Ethara

REVISÃO Equipe Ethara

FOTOGRAFIA José Celso Lima (32) 9961.6606

COMERCIAL Barbara Franco e Bruno Franco

IMPRESSÃO

O que é, e como prevenir.

Tiragem: 5.000 exemplares

Cirurgia de catarata.

BARBACENA

PROJETO GRÁFICO/DIAGRAMAÇÃO

Litíase urinária

10 OFTALMOLOGIA

DE

Tamóios Editora Gráfica

Distribuição Gratuita

Para anunciar: (32) 9804-2320 comercial.revista@ethara.com.br

14 FISIOTERAPIA Pilates associado a exercícios aeróbicos.

16 CARDIOLOGIA A importância do ecocardiograma na cardiologia.

18 OTORRINOLARINGOLOGIA Rinossinusites.

20 ODONTOLOGIA O que é reabilitação oral?

22 GASTROENTEROLOGIA Tecnologia médica em evidência na Gastroclínica.

28 ALERGIA E IMUNOLOGIA O que é alergia? Sintomas, causas, tratamento e prevenção.

30 FONOAUDIOLOGIA Distúrbio da aprendizagem.

32 NUTROLOGIA Saúde, bem-estar e qualidade de vida.

36 FARMÁCIA DE MANIPULAÇÃO Mais qualidade de vida. UC-II para melhorar a mobilidade e a flexibilidade das articulações.

38 PSICOLOGIA Conviver com o TDAH com qualidade de vida.


CIRURGIA DA COLUNA O que é Lombalgia? Causas, Tipos, Diagnóstico, Tratamento e Prevenção

A

lombalgia acontece quando uma pessoa tem dor na região lombar, ou seja, na região mais baixa da coluna, perto da bacia. É também conhecida como “lumbago”, “dor nas costas”, “dor nos rins” ou “dor nos quartos”. Não é uma doença, é um tipo de dor que pode ter diferentes causas, algumas complexas. Felizmente, na maioria das vezes, a lombalgia é de fácil resolução. Algumas vezes, a dor se irradia para as pernas, com ou sem dormência.

Causas

Diagnóstico de Lombalgia

Frequentemente, o problema é postural, isto é, causado por uma má posição para se sentar, deitar, abaixar no chão ou carregar algum objeto pesado. Outras vezes, a lombalgia pode ser causada por inflamação, infecção, hérnia de disco, escorregamento de vértebra, artrose, tumores (mais raramente) e até problemas emocionais.

Nem sempre é preciso fazer exames, como a ressonância magnética. Em mais de 90% das vezes, o diagnóstico e a causa são estabelecidos com uma boa conversa com o paciente e com um exame físico bem feito. Em caso de dúvida, o passo seguinte é a radiografia simples, seguida por tomografia computadorizada ou até ressonância magnética, dependendo da necessidade investigativa. A densitometria é um exame usado na osteoporose, porém osteoporose não provoca dor. O que dói é a fratura espontânea de uma vértebra enfraquecida pela osteoporose. Portanto, na maioria das vezes, a densitometria não é necessária nos casos de lombalgia.

Tipos Há dois tipos de lombalgia: aguda e crônica. A forma aguda é o “mau jeito”. A dor é forte e aparece subitamente ou progride em até 48 horas. Ocorre geralmente entre a terceira e a sexta décadas da vida. A forma crônica tem maior prevalência na terceira idade, e, se presente em paciente jovem, deve ser aprofundada a investigação.

02

Tratamento de Lombalgia Na crise aguda de lombalgia, o exercício está totalmente contraindicado. Deve-se fazer repouso absoluto, deitado na cama durante 24 a 48 horas. Uma alternativa é deitar de lado, em posição fetal (com as pernas encolhidas). Não estão indicados na fase aguda: tração, manipulação, RPG, cinesioterapia, alongamento ou massagem. Os analgésicos, relaxantes musculares e os antiinflamatórios podem ser usados; calor local a cada seis horas durante quinze minutos tem eficácia comprovada. Sedativos leves podem ser úteis para ajudar a manter o paciente em repouso no leito. Existem outras substâncias usadas na crise lombar, porém sem nenhuma


eficácia científica comprovada, tais como: vitamina B12, cálcio, gelatina de peixe, casca de ovo, casca de ostra e geleia de tubarão. Nenhuma delas tem efeito comprovado. Notase que, quanto mais bem feito o repouso, menor será o tempo de tratamento e o uso de medicamentos. Nem todos os casos de hérnia de disco têm de ser operados. O tratamento cirúrgico está indicado apenas nos 10% dos casos em que a crise não passa entre três a seis semanas, em pacientes que têm crises repetidas em um curto espaço de tempo e apresentando sintomas neurológicos progressivos nos membros inferiores, ou quando existem alterações esfincterianas (perda de controle para urinar e defecar). Enquanto no adulto a maioria das lombalgias tem causas e tratamentos simples, a dor lombar no adolescente é incomum e com causas que devem ser investigadas cuidadosamente pelo médico especialista em coluna.

Dr. Eduardo Ayres Loschi CRM - 49331, SBOT - 11493 Ortopedista e Traumatologista. Especialista em Doenças e Cirurgia da Coluna. Membro Titular da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia.

Prevenção Muitos fatores são importantes para evitar que uma lombalgia aguda se torne crônica. A correção postural, principalmente na maneira de se sentar no trabalho e na escola, é essencial. Na fase aguda, a ginástica não é indicada, porém, após o final da crise, a prática regular de exercícios físicos apropriados é importante. O alongamento muscular deve ser uma rotina, não somente antes e após exercícios, mas diariamente, ao levantar e antes de deitar. Na prática de musculação, proteja a coluna deitando ou sentando com apoio nas costas. Quando se abaixar no chão, dobre os joelhos, não a coluna. Nunca se esqueça de mudar a posição do colchão periodicamente para evitar deformidades. Lembre-se de que sobrepeso ou obesidade, tabagismo, alcoolismo, sedentarismo, estresse e má qualidade de sono são os principais fatores desencadeantes das crises agudas, bem como os responsáveis por torná-las crônicas.

A lombalgia tem como principais causas a má postura, inflamações ou hérnia de disco

“Lembre sempre: Viver bem é viver sem dor.“

Rua Padre Anchieta, 48 - Sala 103 - Centro - Barbacena - MG (32) 3333.8080 / (32) 8813.4365 / (32) 9198.1618


Você sabia que a limpeza das mãos é a medida individual mais simples e menos dispendiosa para prevenir a propagação de infecções?

As mãos constituem a principal via de transmissão de microorganismos patogênicos causadores de doenças como gripe, resfriado, conjuntivite, diarreia infecciosa, entre outras. Todas essas doenças podem ser prevenidas com o simples hábito de lavar as mãos. Portanto, não se esqueça: lave bem suas mãos com água e sabão, depois de ir ao banheiro, antes de comer ou manipular alimentos, depois de tossir, espirrar ou assoar o nariz, depois de contactar com animais, sempre que chegar do trabalho, da escola ou de qualquer ambiente público.

LEMBRE-SE:

A SAÚDE ESTÁ EM NOSSAS MÃOS!


DERMATOLOGIA TIPOS DE CÂNCER DE PELE COMO IDENTIFICAR E PREVENIR

A

pele é o maior órgão do corpo humano e merece especial atenção, pois pode ser acometida por várias doenças, entre elas o câncer de pele. A predisposição genética, a cor da pele, a exposição ao sol podem ser fatores contribuintes para o surgimento dessas lesões, que devem ser tratadas precocemente, a fim de evitar a disseminação da doença ou evitar problemas funcionais na pele. Os tumores da pele podem surgir sobre a pele normal, sobre pintas ou sobre pele lesada pelo sol. Sendo assim, é importante que a população crie o hábito de usar filtro solar diariamente, pois a exposição crônica ao sol, após anos, pode favorecer o surgimento de câncer de pele. Um sinal de alerta importante que mostra que a pele apresenta danos causados pela radiação ultravioleta, é o surgimento de lesões ásperas e avermelhadas na pele exposta ao sol, chamadas ceratoses actínicas (foto abaixo), que podem ser precursoras de câncer de pele e devem ser tratadas precocemente.

Os principais tipos de câncer de pele Carcinoma basocelular

Lesões ásperas e avermelhadas na pele exposta ao sol, chamadas ceratoses actínicas

06

É o tipo mais comum. Geralmente se apresenta como um crescimento na pele de aparência elevada e brilhante, translúcida, avermelhada, rósea ou multicolorida. Apesar de não causar metástase, pode destruir os tecidos à sua volta, atingindo até cartilagens e ossos.


Carcinoma espinocelular

É o segundo tipo mais comum e se apresenta como lesão elevada ou ferida avermelhada associada a crostas que nunca cicatriza. Pode se disseminar através dos gânglios ou provocar metástases.

Dra. Christiane Maria de Castro Dani CRM 40457 Membro titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia

Melanoma

É o mais grave dos cânceres de pele, com grande capacidade de gerar metástases. Geralmente se apresenta como uma pinta de bordas irregulares de várias cores. Pode aparecer sobre uma pinta já existente há vários anos ou surgir como uma nova pinta.

Para ajudar no diagnóstico destas lesões os dermatologistas usam um aparelho chamado dermatoscópio, que auxilia na diferenciação de lesões suspeitas orientando melhor quais devem ser biopsiadas ou não. Este aparelho também é muito útil para o acompanhamento de pintas possibilitando que o profissional possa fazer um registro, facilitando assim a percepção de qualquer alteração nestas pintas.

O principal tratamento para o câncer de pele é cirúrgico; entretanto, em alguns casos outras terapias podem ser utilizadas, dependendo do subtipo de tumor e de sua localização. Portanto, a avaliação de um dermatologista é de grande importância para definir o tipo de tumor e indicar o tratamento apropriado para cada caso.

Rua Presidente Kennedy, 634 - Centro - Barbacena - MG (32) 3331.0244 / (32) 3333.0425


UROLOGIA LITÍASE URINÁRIA O QUE É, E COMO PREVENIR

A

litíase urinária (cálculo renal) acomete o homem desde a Antiguidade, com relatos que datam de 5000 aC e achados arqueológicos que confirmam a patologia em egípcios que viveram em 4200 aC. Acredita-se que cerca de 15% das pessoas apresentarão pelo menos um episódio de litíase urinária ao longo da vida. Destes, 25% necessitarão de hospitalização e serão submetidos a alguma intervenção (extração cirúrgica e/ou fragmentação). Os principais fatores de risco para a formação de cálculos renais são: história familiar, elevação do ácido úrico, presença de diabetes mellitus, síndrome metabólica, o fato de pertencer à raça branca, obesidade e alimentação inadequada e, principalmente, pouca ingestão de água. Após os anos de 1980, o desenvolvimento da Endourologia transformou radicalmente o tratamento cirúrgico dos cálculos urinários. Atualmente, as cirurgias ditas abertas (com cortes) são procedimentos de exceção.

“Os principais fatores de risco para a formação de cálculos renais são: história familiar, elevação do ácido úrico, presença de diabetes mellitus, síndrome metabólica, o fato de pertencer à raça branca, obesidade e alimentação inadequada e, principalmente, pouca ingestão de água.”

08


Tratamento As principais modalidades terapêuticas minimamente invasivas são: • Litotripsia Extracorpórea (LECO): consiste na fragmentação do cálculo pelo uso de ondas de choque mecânicas. Por meio de Raio X ou Ultrassonografia, o cálculo é localizado e então são realizados os disparos. Pode ou não ser necessária anestesia. É um procedimento de baixo risco que depende da dureza e do tamanho do cálculo. Há resolução do problema em torno de 60 a 70% dos casos. • Ureterolitotripsia a laser: consiste na introdução do equipamento (ureteroscópio rígido ou flexivel) pela uretra e ureter, podendo chegar até dentro dos cálices renais. Permite realizar a fragmentação do cálculo com uso do laser e retirada dos fragmentos. Método de baixo risco e alta resolução (maior que 90%) que permite retorno precoce do paciente às suas atividades habituais. • Nefrolitotripsia percutânea: através de pequena incisão realizada em região lombar, é introduzido o equipamento que irá perfurar o rim e alcançará o cálculo sendo realizada sua fragmentação. Indicado principalmente em cálculos renais volumosos, com altas taxas de resolução.

“A ingestão de 2 a 3 litros de líquido por dia, assim como a diminuição do consumo de sal e alimentos ricos em sódio são as principais medidas de prevenção.”

Dr. Rafael de Castro Ferreira CRM 39141 Membro Titular da Sociedade Brasileira de Urologia

Prevenção A maneira mais efetiva na prevenção da formação de cálculos consiste na alteração de hábitos alimentares. A ingestão de 2 a 3 litros de líquido por dia, assim como a diminuição do consumo de sal e alimentos ricos em sódio são as principais medidas. O uso excessivo de refrigerante deve ser evitado. Deve-se estimular o uso frequente de suco de limão, que contém citrato, substância que previne o surgimento de cálculos. O ideal é procurar um urologista para realizar um estudo mais aprofundado no sangue e na urina para detectar possíveis distúrbios que possam propiciar a litíase urinária.

Rua Presidente Kennedy, 634 - Centro - Barbacena - MG (32) 3331.0244 / (32) 3333.0425


OFTALMOLOGIA CIRURGIA DE CATARATA O que é a catarata? A catarata nada mais é que o envelhecimento da lente natural do olho, que é chamada cristalino. Desta forma, o cristalino vai perdendo a transparência a cada dia que passa, tornando-se uma lente opaca de cor branco-amarelada, fazendo com que a pessoa veja como se estivesse dentro de um nevoeiro. Com o passar do tempo, a pessoa que tem catarata pode até perder completamente a visão, impedindo até o seu convívio social. A catarata pode também ocorrer em jovens e até crianças, não pelo envelhecimento do olho, é claro, mas por outros problemas.

Cristalino claro e normal.

Cristalino nublado a causa de uma catarata.

Tratamento Inevitavelmente, o tratamento é a cirurgia da catarata, por meio da qual deve ser retirado o cristalino em más condições, e implantada no olho uma lente intra-ocular artificial para substituir o cristalino. A cirurgia hoje é muito rápida, não sendo necessária internação. Usamos no Brasil uma técnica chamada focoemulsificação, que é a mais avançada no mundo. O cirurgião faz uma incisão muito pequena e introduz uma pequena cânula que aspira o conteúdo do cristalino, o qual é destruído pelo aparelho que emite ondas de ultra-som. Logo após, é implantada a lente intra-ocular. Hoje já temos a lente dobrável, que é implantada através de uma incisão ainda menor e muitas vezes nem é necessário o ponto cirúrgico. Esta técnica diminui o tempo de recuperação e melhora em muito os resultados.

Simulação de um procedimento cirúrgico que remove a catarata e implanta a lente intra-ocular

10


Os cuidados e exames Tudo depende de um bom planejamento. A lente a ser implantada é calculada através da ecobiometria (ultrassonografia), para que o paciente após a cirurgia use o mínimo grau possível nos óculos, mesmo que usasse grau forte anteriormente, e, ademais, é necessária a realização de um exame de sangue e cardiológico para avaliar as condições de saúde do paciente. A recuperação é bastante rápida, o paciente permanece apenas um dia com o curativo e a visão retorna gradativamente. Quanto mais precocemente o paciente realiza a cirurgia, mais macio é o cristalino, e melhores são os resultados, pois é mais fácil o ato cirúrgico. A Clínica São Francisco possui um dos mais avançados centros cirúrgicos, com microscópios cirúrgicos de alta definição, aparelho de facoemulsificação de alta performance e monitorização completa do paciente por meio de um aparelho que mede oximetria, capinografia, pressão não invasiva, temperatura e o pulso do paciente, para segurança anestésica. Sendo utilizado o sistema hospital-dia, não são admitidas cirurgias potencialmente contaminadas, o que aumenta em muito a segurança do ato cirúrgico, e a permanência hospitalar é apenas o necessário à recuperação do paciente. No caso da cirurgia da catarata, o paciente vai para casa logo após a cirurgia.

Dr. Fernando Miranda Médico - Oftalmologista Diretor da Clínica São Francisco

“A recuperação é bastante rápida, o paciente permanece apenas um dia com o curativo e a visão retorna gradativamente.”

Rua Padre Anchieta, 48 - Centro - Barbacena - MG (32) 3331.0156


Varilux S series Ultrapassando os Limites Até hoje, mesmo as melhores lentes multifocais apresentam limitações ao usuário. Pela primeira vez uma lente quebra essa barreira e é capaz de oferecer muito mais do que as principais lentes do mercado: amplos campos de visão com baixo efeito de flutuação. Quanto maiores são os avanços nas lentes Varilux, maiores são as exigências de seus usuários e, para atender esta crescente expectativa, a Essilor promove mais uma revolução. Em mais de 50 anos de história, cada evolução tecnológica implementada na gama Varilux trouxe benefícios reais para o usuário de multifocal, proporcionando visão superior, a qualquer distância, em qualquer situação.

Rua Quinze de Novembro, 240, Barbacena - MG Telefone:(32) 3333-2958


FISIOTERAPIA PILATES ASSOCIADO A EXERCÍCIOS AERÓBICOS

O

método Pilates tem como base os princípios criados por Joseph H. Pilates, onde a respiração tem papel fundamental na execução dos exercícios, além de associar a estes outras técnicas de conscientização corporal e teorias de controle motor. Com a certeza de que os músculos devem ser fortes e flexíveis para se manterem bonitos e saudáveis. O Pilates fortalece os músculos fracos, alonga os músculos que estão encurtados e aumenta a mobilidade das articulações. Movimentos fluentes são feitos sem pressa e com muito controle para evitar estresse. O alinhamento postural é importante em cada exercício, ajudando na melhora da postura global do indivíduo.

“O Pilates fortalece os músculos fracos, alonga os músculos que estão encurtados e aumenta a mobilidade das articulações.”

14


EVERALDO CLOVIS BATALHA CREFITO 4- 4315-F FACULDADE DE REABILITAÇÃO DA ASCE RIO DE JANEIRO

NATALIA CRISTINA RODRIGUES DE BARROS CREFITO 4- 134382-F UNIVERSIDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS

Já os exercícios aeróbicos referem-se ao uso de oxigênio no processo de geração de energia dos músculos. Esse tipo de exercício trabalha uma grande quantidade de grupos musculares de forma rítmica. Andar, correr, nadar e pedalar são alguns dos principais exemplos de exercícios aeróbicos. São contínuos e prolongados, realizados com movimentos não muito rápidos. Esta categoria de exercício traz benefícios característicos ao organismo, diminuindo a chance de doenças cardiovasculares. Auxilia no controle da pressão arterial e colesterol, melhorando a qualidade e expectativa de vida, pois somente os exercícios aeróbicos de longa duração queimam as reservas de gordura do corpo humano. Quando pensamos em uma atividade aeróbica, a primeira questão que deve vir em mente é qual o melhor exercício, seguido da intensidade correta. Identificar a primeira etapa é razoavelmente fácil; a segunda, controlar a intensidade do esforço, é que deve ser considerada um pouco mais complexa. Portanto, se faz necessária uma avaliação com um profissional credenciado e especializado, seja para melhorar a performance ou manter a saúde, pois um fator de grande importância a ser considerado é que um exercício executado de forma errada pode trazer grandes malefícios ao organismo.

PAULA DE CASTRO ARAUJO ALMEIDA CREFITO 4- 67198-F UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PETRÓPOLIS

NATALIA CARVALHO PEREIRA CREFITO 4- 108744-F UNIVERSIDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS

Mas, e se associarmos os exercícios aeróbicos à pratica de Pilates? Essa combinação é o que muitas clínicas e academias credenciadas estão fazendo, e trazem ao indivíduo, além de benefícios físicos, uma maneira consciente de se movimentar. Conciliar hábitos saudáveis nos dias atuais não é uma tarefa fácil, seja pela pouca disponibilidade de tempo, já que temos uma vida corrida, seja pela falta de ânimo para se iniciar uma atividade física. Mas não podemos nos esquecer de que “hábitos incorretos são responsáveis pela maioria de nossas doenças, se não por todas elas” (Joseph Pilates). De modo talvez ousado, propomos o treinamento cardiorrespiratório associado com Pilates, como modo de prevenção de doenças ou de tratamento. Este é possível e muito válido. Diversos estúdios já estão incorporando a bicicleta e a esteira como mais uma possibilidade. Portanto, pratique exercícios regularmente e sempre com orientação de profissionais credenciados. É fundamental que você primeiramente procure seu médico para saber se você está apto a praticar as modalidades de sua escolha. A satisfação é muito pessoal, cada um deve buscar a atividade que lhe proporcione mais prazer e bem-estar. Combinar duas ou mais ainda, como já visto, é a melhor escolha para a saúde, tanto física como mental.

Rua Padre Toledo s/n - São Sebastião (anexo à Santa Casa) (32) 3331.4833 - Barbacena - MG centrobemviver@yahoo.com.br


CARDIOLOGIA A IMPORTÂNCIA DO ECOCARDIOGRAMA NA CARDIOLOGIA

A

Ecocardiografia é a utilização do Ultrassom como meio diagnóstico em cardiologia. É um exame especializado, que necessita de habilidade manual, conhecimento e técnica do médico responsável. Somente a vivência diária e experiência do médico operador do aparelho de Ecocardiograma é que permite a realização adequada do exame para o diagnóstico de doenças cardíacas importantes. O exame Ecocardiográfico é indolor e não causa nenhum dano físico ao paciente, podendo ser repetido quantas vezes necessárias, conforme solicitado pelo médico assistente (responsável pelo paciente).

16

O exame ecocardiográfico é um método complementar, solicitado pelo médico responsável para diagnóstico e indicação do tratamento clínico ou cirúrgico de patologias (doenças) cardíacas importantes. Podemos citar algumas doenças na cardiologia no diagnóstico das quais o exame ecocardiográfico auxilia o médico assistente: • nos pacientes hipertensos (cardiopatia hipertensiva); • nos portadores de ICO (insuficiência coronariana) com história de infarto agudo do miocárdio; • no pós-operatório de cirurgia de revascularização miocárdica; • no pós-implante de stents nos pacientes submetidos a angioplastia coronariana (miocardiopatia isquêmica); • nos valvulopatas, pacientes portadores de sopros cardíacos, insuficiência ou estenose nas válvulas cardíacas (mitral, aórtica, pulmonar e tricúspidecardiopatias valvares).


Nos pacientes portadores de CIA, CIV, PCA, Tetralogia de Fallot, cardiopatias congênitas e inúmeras outras patologias cardíacas. Portanto, após a abordagem clínica do paciente portador de doença cardíaca, o exame ecocardiográfico bem indicado e solicitado pelo médico assistente e realizado em um serviço que dispõe de aparelhagem de Ultrasonografia de última geração é de suma importância para o diagnóstico e acompanhamento de patologias cardiovasculares.

Dr. Sérgio A. Carvalho Discacciati CRM 21.761 Título Especialista pela SBC (Sociedade Brasileira de Cardiologia) Especialista em Cardiologia (Hospital do Coração Santa Casa – BH) Especialista em Ecocardiografia (Hospital Beneficiência Portuguesa- SP)

A Prevencor realiza exames de: • Exame clínico cardiológico. • Eletrocardiograma. • MAPA (Monitorização Ambulatorial da Pressão Arterial 24 horas). • Ecocardiograma bidimensional com doppler e fluxo a cores. • Duplex Scan (Doppler) de artérias carótidas e vertebrais. • Duplex scan venoso (mapeamento de varizes). • Avaliação de TVP (Trombose Venosa Profunda). • Duplex Scan Arterial (Avaliação de DAOP).

Rua Coronel Teófilo, 235 - Centro - Barbacena - MG (32) 3333-7006 / (32) 8848-7006


OTORRINOLARINGOLOGIA RINOSSINUSITES

A

rinossinusite é um dos diagnósticos mais comuns da prática médica e uma das principais razões de prescrição de antibióticos. Apesar do avanço da medicina, o diagnóstico de sinusite nem sempre é fácil, sendo um problema para a intervenção terapêutica.

Conceito Rinossinusite é uma inflamação da mucosa de revestimento da cavidade nasal e dos seios paranasais, secundária a uma agressão física, química ou biológica (bacteriana, fúngica ou viral), ou também pode ser decorrente de mecanismos alérgicos.

Óstio de drenagem do seio maxilar Inflamação do seio maxilar

Classificação A classificação usada atualmente está descrita abaixo: Aguda

Duração de até 12 semanas, desaparece completamente após o tratamento instituído

Crônica

Duração de mais de 12 semanas

Aguda recorrente

Mais de 4 episódios/ano, sinais e sintomas consistentes com a rinossinusite aguda, ausência completa de sintomas entre os episódios

Etiologia A patogênese da rinossinusite é relacionada basicamente a uma alteração da fisiologia normal dos seios paranasais que se baseia em três fatores principais: a qualidade das secreções nasais, a função ciliar e a patência dos óstios de drenagem dos seios paranasais. A obstrução do óstio sinusal, parcial ou completa, resulta em estagnação de secreções, queda do pH e da tensão de oxigênio dentro do seio, favorecendo o crescimento bacteriano. Fatores locorregionais e sistêmicos estão envolvidos na etiologia das rinossinusites. Entre os fatores locais,

18

temos a inspiração de ar frio e seco, infecções dentárias, traumas nasais ou faciais, obstrução nasal mecânica por um desvio septal importante ou atresia de coana. O edema secundário a uma infecção viral de vias aéreas superiores pode obstruir o óstio sinusal e favorecer uma infecção bacteriana. Fatores sistêmicos que envolvam condições debilitantes, como desnutrição, terapia longa com corticoides, diabetes descontrolado, quimioterapia e outros fatores que contribuam com um estado de depleção metabólica podem predispor a rinossinusite.


Diagnóstico O quadro clínico muitas vezes é difícil de ser diferenciado de um quadro de infecção viral das vias aéreas superiores. Na doença de origem viral, geralmente a febre, inapetência e mal estar melhoram em três a cinco dias. Suspeitamos de rinossinusite bacteriana quando a sintomatologia de um resfriado comum (tosse, obstrução nasal e rinorreia) persistir, sem melhora clínica, por mais de 10 a 14 dias, ou quando houver piora súbita dos sintomas a partir de cinco dias. A presença de dois ou mais sinais maiores de sinusite aguda (cefaleia, dor ou pressão facial, obstrução ou congestão nasal, secreção nasal ou pós-nasal purulenta, hiposmia ou anosmia), ou de um sinal maior e dois ou mais menores (febre, halitose, dor dentária, otalgia ou pressão nos ouvidos, tosse), ou a presença de secreção purulenta nasal no exame físico, são altamente sugestivos de sinusite aguda. Em casos duvidosos, é recomendável a realização de exames complementares, como endoscopia nasal, tomografia computadorizada ou ressonância magnética.

Dr. Homero Goyatá CRM-MG 42886 Medicina na Faculdade de Medicina de Barbacena Título de especialista em Otorrinolaringologia pela ABORL-CCF

Tratamento O tratamento baseia-se hoje em medidas gerais de higienização, lavagem nasal com soro fisiológico abundante e antibioticoterapia em casos selecionados.

“O quadro clínico muitas vezes é difícil de ser diferenciado de um quadro de infecção viral das vias aéreas superiores. Na doença de origem viral, geralmente a febre, inapetência e mal-estar melhoram em três a cinco dias. Suspeitamos de rinossinusite bacteriana quando a sintomatologia de um resfriado comum persistir, sem melhora clínica, por mais de 10 a 14 dias, ou quando houver piora súbita dos sintomas a partir de cinco dias.” Secreção purulenta visualizada por endoscopia nasal

Av. Dr. Jaime do Rego Macedo, 86 sala 206 - Clínica São Lucas - Barbacena - MG (32) 3331.3939


O que é reabilitação oral? Falamos em reabilitação oral quando alterações severas das estruturas orais acontecem, necessitando de um trabalho extenso de recuperação dos fatores funcionais e estéticos. Tais alterações podem ser de diversas ordens, as mais comuns são as mudanças em decorrência da perda de vários elementos dentários sem a devida reposição, ocasionando alterações no posicionamento dos dentes e consequentemente no encaixe da mordida. Outro fator comum é o desgaste generalizado dos dentes em decorrência do bruxismo. Quanto maior o número de dentes perdidos e maior o tempo sem reposição, mais severas serão as consequências e mais complexos serão os procedimentos para a reabilitação oral. Restabelecer função (mastigação), estética (beleza) e saúde (remoção de infecções) para o paciente significa melhora em sua qualidade de vida, com significativo aumento em sua autoestima.

Antes

Depois


GASTROENTEROLOGIA TECNOLOGIA MÉDICA EM EVIDÊNCIA NA GASTROCLÍNICA

A

Gastroclínica trouxe para Barbacena novidades nas áreas de gastroenterologia e endoscopia digestiva antes disponíveis somente em grandes cidades. São tecnologias e equipamentos que auxiliam no diagnóstico e tratamento das doenças do aparelho digestivo e na segurança dos exames. Os médicos do corpo clínico participam de programas de educação continuada e cada vez mais aumentam a oferta de procedimentos à população de Barbacena. Estão disponíveis na Gastroclínica: atendimento em gastroenterologia e hepatologia, endoscopia digestiva alta diagnóstica e terapêutica, retossigmoidoscopia flexível, colonoscopia, polipectomia e mucosectomia, dilatação de estenoses, esclerose e ligadura elástica de varizes de esôfago, gastrostomia endoscópica e colocação de próteses esofageanas. Com endoscópios de última geração, é possível realizar cromoscopia com magnificação de imagens, o que permite um estudo mais acurado das lesões. Para aumentar o arsenal de procedimentos diagnósticos e terapêuticos, a Gastroclínica está realizando exames com cápsula endoscópica, estudo da halitose, teste do Hidrogênio expirado para diagnóstico de supercrescimento bacteriano do intestino delgado e intolerância à lactose, e coagulação por plasma de argônio.

Endoscopia digestiva terapêutica Tecnologia de ponta

PLASMA DE ARGÔNIO O Coagulador por Plasma de Argônio, nova tecnologia empregada pela Gastroclínica, usa o gás de argônio para distribuir energia térmica a um campo de tecido de forma uniforme com reduzida profundidade de penetração (2-3 mm), garantindo segurança e eficácia.

22

Menor risco de perfuração, menor tempo de procedimento e melhor coagulação com redução do risco de sangramento. Principais indicações • Úlceras sangrantes; • Angioectasias (vasos dilatados) no estômago, intestino delgado ou cólon; • Tratamento de retite actínica; • Eliminação de tecido adenomatoso residual proveniente de polipectomias; • Controle de hemorragia difusa de tumores ulcerados; • Tratamento de sangramentos decorrentes de polipectomias e mucosectomias; • Tratamento da dilatação do estômago em cirurgia bariátrica de pacientes com peso readquirido.


Viagem ao intestino delgado Cápsula endoscópica: exame que oferece precisão e conforto A Gastroclínica trouxe para Barbacena o que há de mais moderno em estudo do tubo digestivo. Maior órgão do sistema digestório, o intestino delgado agora pode ser estudado por meio de um exame de alta tecnologia: a cápsula endoscópica. Trata-se de um exame não invasivo, ou seja, que não requer sedação nem internação, e praticamente não oferece riscos. O procedimento é simples e indolor: o paciente engole naturalmente uma pequena cápsula (do tamanho de um comprimido), dentro da qual existe uma câmera capaz tirar várias fotos por segundo. As imagens são transmitidas para um cinturão preso ao paciente. O exame tem duração aproximada de oito horas, possibilitando o registro de cerca de 60 mil fotos. Durante esse tempo, o paciente é liberado da clínica e pode realizar naturalmente suas atividades diárias, enquanto a cápsula percorre todo o intestino delgado, fazendo o mesmo trajeto que segue a comida. Depois de oito horas, o paciente retorna à clínica para a retirada do cinturão onde ficaram armazenadas as fotos. A cápsula é descartável e é eliminada naturalmente pelo organismo. Eficácia e conforto Por meio de um software específico, as informações armazenadas são transformadas em um filme de aproximadamente duas horas, a partir do qual o médico pode avaliar qualquer lesão do intestino delgado, possibilitando um diagnóstico preciso. Esse é o método mais eficaz para análise do intestino delgado. Com ele, é possível investigar pequenas lesões que não eram encontradas pelos outros exames. A cápsula é eficaz em até 80% dos diagnósticos contra apenas 35% de eficácia dos outros exames. Quando se deve realizar o exame com a cápsula? • Em pacientes com sangramento intestinal e anemia cujas causas não foram diagnosticadas por endoscopia e colonoscopia. • Para investigação da doença de Crohn (inflamação do intestino delgado). • Para investigação de doença celíaca (alergia ao glúten). • Nos casos de suspeita de tumores. • Na investigação de dores abdominais não explicadas por outros exames. • Na diarreia crônica. A contraindicação é a suspeita de obstrução intestinal, o que impossibilitaria a eliminação da cápsula.

Lavagem automática de endoscópios Realidade na Gastroclínica O aparelho para limpeza e desinfecção de endoscópios digestivos, modelo ENDOCLEAR ALX 1012/DL, é um equipamento exclusivamente desenvolvido para automatizar as etapas envolvidas no reprocessamento manual de endoscópios digestivos. Maior segurança e maior confiança na limpeza dos endoscópios.

Av. Pereira Teixeira, 375 - Térreo - Barbacena - MG (32) 3331.8688


GASTROENTEROLOGIA Estudo da Halitose (Halimetria) Por meio do aparelho “Halimeter”, a halitose (mau hálito) pode ser melhor elucidada através da halimetria. Ao contrário do que se imagina, a halitose não tem as causas digestivas como seu principal motivo. O aparelho digestório é responsável por menos de 2% das causas da halitose. A Halimetria permite quantificar os compostos sulforados voláteis (CSV), em partes por bilhão (PPB). Dentre os CSV, o sulfidreto, a metilmercaptana e o dimetilsulfeto são os que mais comprometem o hálito, causando a halitose. Essas substâncias são medidas pelo Halímetro, e as três origens dessas substâncias são abordadas separadamente, através de medidas específicas, quais sejam: • Oral • Respiratória • Fossas Nasais A principal origem da halitose, onde é produzida a maior quantidade de CSV, é na região ORAL, através da saliva (principalmente), e em virtude de problemas odontológicos (sobretudo periodontais). Mas o principal “inimigo” do bom hálito é a saliva de baixa qualidade. O Halímetro permite classificar o hálito em: a) normal; b) halitose perceptível; c) halitose leve; d) halitose moderada; e) halitose severa. Além disso, permite investigar a origem da halitose, como já referido. Também é possível fazer a classificação clínica da halitose: a) clínica; b) subclínica; c) mista. Por meio do teste da cisteína, o exame pelo halímetro aumenta a acurácia para o estudo da halitose, fazendo parte, portanto, dessa complexa abordagem. A Gastroclínica já disponibiliza aos seus clientes, à classe médica e à classe odontológica, o estudo da halitose através do Halímetro.

Teste do Hidrogênio para Diagnóstico de Intolerância à Lactose Relevância: Temos observado crescente número de pacientes com suspeita ou diagnóstico de intolerância a carboidratos, sendo o principal deles a lactose. Esta condição pode levar a sintomas importantes e prejudicar a qualidade de vida do paciente. Definição: A má absorção de lactose é o tipo mais comum de má absorção de carboidratos, e, quando associada a sintomas, é chamada intolerância. A lactose encontrada no leite e derivados é um tipo de dissacarídeo que necessita da ação da enzima lactase para ser absorvido. Existem três formas de hipolactasia e má absorção da lactose: congênita, primária e secundária. A congênita é extremamente rara. A primária é condição autossômica recessiva, que resulta no declínio da ação da lactase no intestino delgado. A secundária pode estar relacionada a

24

doenças, tais como enterites, supercrescimento bacteriano, doença celíaca e doença de Crohn. Prevalência: Estudos mostram que a má absorção de lactose varia com o grupo étnico, sendo rara em descendentes do norte europeu e podendo chegar a 80% em adultos negros. A partir dos 50 anos de idade aumenta progressivamente. Sintomas: Os sintomas mais prevalentes são: dor, distensão abdominal, diarreia e flatulência. Porém, os pacientes com má absorção podem ser totalmente assintomáticos. Diagnóstico: É importante distinguir hipolactasia (baixa produção de lactose) da intolerância clínica. O diagnóstico diferencial deve ser feito com outras desordens intestinais e com a síndrome do


DR. LUIZ EDUARDO GRISOLIA DE OLIVEIRA CRM 10159

DR. JOSÉ EUGÊNIO DUTRA CÂMARA FILHO CRM 21707

intestino irritável. Não é suficiente perguntar ao paciente se ele nota correlação entre ingestão de lactose e sintomas. Um teste objetivo deve ser realizado. Diferentes métodos diagnósticos têm sido usados. O padrão ouro seria a biópsia jejunal, mas, por ser método invasivo, é pouco realizado. O teste respiratório é considerado o exame diagnóstico mais prático, barato e não invasivo, com sensibilidade de 77,5% e excelente

DR. JOSÉ DAYRELL DE LIMA ANDRADE CRM 35454

DR. CRISTOVAM EDSON LOBATO CAMPOS CRM 12212

especificidade (97,6%). Falsos negativos podem ocorrer por inabilidade da flora intestinal em produzir H2. Teste genético para intolerância a lactose com pesquisa da mutação C/T 13910 pode ser feito. Teste sanguíneo para pesquisa de intolerância a lactose, embora rotineiramente solicitado, não está incluído no algoritmo de consenso diagnóstico.

Teste do Hidrogênio para Diagnóstico de Supercrescimento Bacteriano do Intestino Delgado Descrição: O trato gastrointestinal é colonizado por aproximadamente 500 espécies bacterianas. O supercrescimento bacteriano é definido classicamente pelo encontro de mais de 105 UFOC/ml no intestino delgado, com predomínio de anaeróbios, como bacteroides e bifidobactérias. O supercrescimento bacteriano ocorre com a senilidade, por diminuição da motilidade do trato gastrointestinal ou pela diminuição da produção ácida no estômago. Prevalência: O supercrescimento bacteriano não tem prevalência estabelecida no Brasil, porém sabe-se que é mais frequente em idosos e em pacientes com hipocloridria gástrica. Estudos mostram aumento da colonização bacteriana no duodeno em pacientes usando Omeprazol por quatro meses. Doenças que alteram a motilidade intestinal, tais como aderências intestinais, hipotireoidismo, esclerodermia e diabetes podem estar associadas à alteração da flora intestinal, com aumento da prevalência do supercrescimento.

Sintomas: As manifestações clínicas são inespecíficas e incluem dor, distensão abdominal, diarreia, flatulência, esteatorreia, perda ponderal e anemia macrocítica. Raramente o paciente é assintomático. Diagnóstico: Baseia-se essencialmente nas manifestações clínicas. Portanto, essa síndrome deve ser considerada em todos pacientes com sinais e sintomas compatíveis, especialmente em idosos, e nos casos de diarreia crônica e em usuários de inibidores de bomba de prótons de longa data. A cultura do aspirado jejunal é considerado o padrão ouro. Como esse método é de difícil execução e oneroso, pode-se usar o teste respiratório, empregando-se a glicose ou lactulose como substrato, embora este com menor acurácia, mas indicado para diabéticos.

Av. Pereira Teixeira, 375 - Térreo - Barbacena - MG (32) 3331.8688


Viver com saúde é viver bem Mantenha uma alimentação equilibrada, evite sal e açúcar em excesso e alimentos gordurosos. Controle o seu peso e pratique atividade física regularmente. Procure um profissional de saúde periodicamente. Essas seriam atitudes importantes para uma qualidade de vida melhor.


MUSCULAÇÃO - PILATES SOLO - ALONGAMENTO - AXÉ ZUMBA - STUDIO PILATES - BOXE - MMA - MUAY THAI - JUMP JIU JITSU - LOCALIZADA - SPINNING Equipe de profissionais capacitados, dentro das exigências do CREF, cuja preocupação é a qualidade dos serviços prestados

De Segunda a Sexta: 6h às 24h e Sábados: 8h às 13h Rua Benjamin Constant, 117 - Centro -Barbacena - MG (32) 3333.6171


ALERGIA E IMUNOLOGIA

O QUE É ALERGIA? SINTOMAS, CAUSAS, TRATAMENTO E PREVENÇÃO

A

s alergias são um conjunto de manifestações, provocadas por uma reação de hipersensibilidade, resposta exagerada do sistema imune a um determinado estímulo ou antígeno. Manifestamse, sobretudo, no sistema respiratório, digestório e na pele.

Quais os sintomas das diversas alergias? Os sintomas da alergia respiratória são coceira no nariz, olhos, ouvidos e garganta, espirros, nariz entupido, coriza, tosse, falta de ar, aperto no peito, lacrimejamento e olhos vermelhos. Coceiras e irritação na pele podem ser sintomas de alergias de contato e dores intestinais, de barriga, diarreia, inchaço abdominal sinais de alergia alimentar.

Quais fatores causam alergia? As alergias respiratórias são geralmente causadas por substâncias como poeira, ácaros, antígenos da barata, pelos de animais e polens, dentre outros. As alergias alimentares podem ser causadas por leite de vaca e derivados, amendoim, ovo, crustáceos, trigo, alguns aditivos alimentares (corantes e conservantes). Existem também as alergias medicamentosas. Alergias de contato na pele podem ser causadas por esmalte de unha, níquel, cimento, borracha, perfumes, cosméticos e outros. Fatores emocionais também podem desencadear crises alérgicas.

28

Ácaro, o principal causador das alergias respiratorias.


Qual o tratamento eficaz para as alergias? Afastar o agente causal. Alguns agentes são passíveis de identificação através de testes alérgicos específicos, realizados pelo especialista em alergia. Outros agentes são identificados pela história clínica do paciente em uma consulta alergológica. Vários medicamentos podem ser usados durante as crises e outros por um período mais prolongado. Quando não se consegue o afastamento total do agente causal, a imunoterapia dessensibilizante especifica é um excelente método de tratamento para alergias respiratórias.

DR. CESAR LUIS DE ARAUJO CAMPOS CRM 21731 Especialista em Alergia e Imunologia Membro da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia- ASBAI Professor da Faculdade de Medicina de Barbacena

O que é imunoterapia dessensibilizante específica? Também conhecida como “vacina de alergia”, é um tratamento que visa diminuir a hipersensibilidade alérgica. Com isto, o paciente não só diminui os sintomas alérgicos, como também o uso excessivo de medicamentos. Essa terapia é bastante segura e eficaz e deve sempre ser indicada por profissional especializado e capacitado, já que é específica para cada paciente.

Alergia respiratória tem cura? Com os avanços da medicina, principalmente da imunoterapia dessensibilizante específica, a doença alérgica tem um excelente controle. Deve-se evitar o uso de medicamentos sem orientação do especialista e seguir as recomendações de limpeza do ambiente, de acordo com o resultado dos testes alérgicos.

Como prevenir uma alergia respiratória? Com medidas profiláticas ambientais, tais como envolver colchões e travesseiros com capas plásticas, trocar a roupa de cama frequentemente, tirar as cortinas dos quartos, limpar o piso com pano úmido, combater os focos de mofo e umidade, evitar produtos de limpeza com cheiro muito forte. Os quartos devem ser bem ventilados e ensolarados.

“Os sintomas da alergia respiratória são coceira no nariz, olhos, ouvidos e garganta, espirros, nariz entupido, coriza, tosse, falta de ar, aperto no peito, lacrimejamento e olhos vermelhos.”

TESTES ALÉRGICOS - TRATAMENTO DE RINITE - SINUSITE ALÉRGICA - ASMA - BRONQUITE URTICÁRIAS - ALERGIA DE CONTATO - VACINAS PARA ALERGIA Av. Pereira Teixeira , 620 sala 103 - Centro - Barbacena - MG (32) 3331-7839


FONOAUDIOLOGIA DISTÚRBIO DA APRENDIZAGEM

A

fonoaudiologia tem um papel fundamental na avaliação e reabilitação dos distúrbios de aprendizagem. Crianças com dificuldades de alfabetização ou com dificuldades escolares persistentes podem estar apresentando problemas de consciência fonológica, alterações de consciência fonêmica e inabilidades de processamento auditivo que dificultam o processo de aprendizagem. Uma avaliação fonoaudiológica detalhada, juntamente com uma avaliação multidisciplinar com uma equipe formada por psicólogos, psicopedagogos, fonoaudiólogos, neurologistas, oftalmologistas, entre outros, é capaz de dar um diagnóstico diferencial entre distúrbio e dificuldade de aprendizagem. A reabilitação fonoaudiológica baseada em procedimentos multissensoriais permite uma intervenção ampla e com resultados concretos na grande maioria dos casos. A abordagem multissensorial visa estabelecer uma conexão entre os aspectos visuais (a forma ortográfica da letra), auditivos (consciência fonológica) e cinestésicos (os movimentos necessários para pronunciar os fonemas e escrever os grafemas). Dentre os distúrbios da aprendizagem, a dislexia é um distúrbio bastante comum e que exige avaliação e tratamento multidisciplinar.

DISLEXIA Ao contrário do que muitos pensam, a dislexia não é o resultado de má alfabetização, desatenção, desmotivação, condição socioeconômica ou baixa inteligência, podendo, sim, estar relacionada a fatores genéticos. Quanto mais cedo for realizado o diagnóstico, melhor para os pais, a escola e a própria criança. Algumas dificuldades apresentadas: • dificuldades com a linguagem e a escrita; • dificuldades com a ortografia; • lentidão na aprendizagem da leitura; • disgrafia (letra feia); • discalculia (dificuldades na matemática); • dificuldades com a memória de curto prazo e com a organização; • dificuldades em seguir indicações de caminhos e em executar sequências de

30

“Quanto mais cedo for realizado o diagnóstico, melhor para os pais, a escola e a própria criança.”

• •

tarefas complexas; dificuldades em compreender textos escritos; dificuldades em aprender uma segunda língua, entre outras.


Na fase da PRÉ-ESCOLA, fique alerta se a criança apresentar alguns destes sintomas: • dispersão; • fraco desenvolvimento da atenção; • atraso no desenvolvimento da fala e da linguagem; • dificuldades em aprender rimas e canções; • fraco desenvolvimento da coordenação motora; • dificuldades com quebra-cabeças; • falta de interesse por livros impressos. O fato de apresentar alguns desses sintomas não indica necessariamente dislexia. Na fase da IDADE ESCOLAR, a criança continua apresentando alguns ou vários dos sintomas a seguir: • dificuldade na aquisição e automação da leitura e da escrita; • dificuldade de copiar de livros e da lousa; • dificuldade na coordenação motora fina e/ ou grossa; • desorganização geral (perda de material escolar, atraso na entrega de trabalhos, entre outros); • confusão entre esquerda e direita;

Dra. Cristiane Freitas Anes Formada em Fonoaudiologia pela Universidade Presidente Antônio Carlos

• • • •

• •

dificuldade em manusear mapas, dicionários, listas telefônicas, etc.; vocabulário pobre, com sentenças curtas; dificuldades em decorar sequências, como meses do ano, alfabeto, tabuada, etc.; dificuldade em atividades que exigem memória de curto prazo, como recados e instruções; troca de letras na escrita; bom desempenho em prova oral.

Se nessa fase a criança não for acompanhada adequadamente, os sintomas persistirão e irão permear a fase adulta. Com acompanhamento adequado, os resultados do tratamento vão aparecer de forma consistente e progressiva. Ao contrário do que muitos pensam, o disléxico sempre contorna suas dificuldades, encontrando seu caminho. No tratamento, é muito importante também um bom entrosamento entre o profissional e o paciente. ESTE E OUTROS TRATAMENTOS PARA DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM VOCÊ ENCONTRA NO CIS, COM UMA EQUIPE MULTIDISCIPLINAR.

FISIOTERAPIA ACUPUNTURA FONOAUDIOLOGIA ODONTOLOGIA PSICOLOGIA PSICOPEDAGOGIA AUDIOMETRIA ESTÉTICA APARELHOS AUDITIVOS - DIREITO DE OUVIR Convênios: Polícia Militar e Bombeiros - Correios - Bradesco Saúde - Saúde Caixa - COPASS - Unimed - AMAGIS - Vitallis - CEMIG Saúde

Av. Bias Fortes,142, 2° andar - Centro - Barbacena - MG (32) 3333-3512 www.cisbarbacena.com.br


NUTROLOGIA SAÚDE, BEM-ESTAR E QUALIDADE DE VIDA

V

iver por mais tempo, com qualidade, saúde e vitalidade é um dos maiores anseios da população mundial. Para isto, é imprescindível mudar alguns fatores que influenciam diretamente na longevidade, tais como emagrecer e manter peso, controlar o estresse e parar de fumar. A juventude não é eterna nem a ciência descobriu a fonte do rejuvenescimento. Envelhecer é inevitável, mas, com os avanços da Medicina, já é possível retardar a velhice e manter os indivíduos saudáveis na Terceira Idade sem a manifestação de doenças degenerativas. Graças ao conhecimento do corpo humano, hoje se vive mais e com muito mais saúde... Costumamos colocar a culpa no tempo, mas a verdade é que os maiores culpados pelo envelhecimento (principalmente o precoce) são os maus hábitos. Aqueles que nós mesmos cometemos no dia-a-dia e, em meio à atribulada rotina, nem nos damos conta. Estresse, poucas horas de sono, falta de hidratação, sedentarismo e alimentação desequilibrada são apenas alguns dos hábitos de vida prejudiciais à saúde. A ciência tem comprovado todos os dias que é possível retardar a idade biológica por meio da escolha de um estilo de vida mais saudável, com a prática regular de exercícios físicos, distanciamento do fumo, alimentação balanceada, auto-estima elevada, vida social e relacionamentos gratificantes. Desde já, um primeiro passo é começar a ingerir maiores quantidades de ômega 3 (provindo de óleo de peixes de águas profundas), que será, em breve, a nova base da pirâmide alimentar. Hoje se sabe que quanto menor o estresse, mais se vive, e há meios para tentar diminuí-lo, como yoga, meditação, ginástica, gargalhadas, entre outros. Nos tempos atuais, a proposta da Medicina que estuda maneiras de retardar o envelhecimento é rejuvenescer de dentro para fora. A meta, portanto, é manter

“Estresse, poucas horas de sono, falta de hidratação, sedentarismo e alimentação desequilibrada são apenas alguns dos hábitos de vida prejudiciais à saúde.”

32


a

harmonia do corpo, mente e espírito. Para isso, é fundamental ter hábitos alimentares saudáveis, e é aí que entra o conceito de nutrição e dieta. Dieta é aquilo que escolhemos para comer e ingerimos como alimento. Nutrição é um conceito mais amplo. É o aproveitamento pelas nossas células dos nutrientes que comemos, consequentemente, atuando na formação e regeneração de órgãos e tecidos. É o que chamamos de nutrição celular: todo o processo envolvido desde a entrada do alimento pela boca, sua digestão, sua absorção e assimilação dos nutrientes pela célula. Essa compreensão nos faz optar pela escolha do alimento. Na verdade, comemos muito e nos alimentamos pouco. É ideal que se corrijam as deficiências nutricionais inerentes à dieta e ao estilo de vida modernos.

Dra. Andréa Peres Amaral Pazeli CRM-MG: 34293 Especialista em Nutrologia pela ABRAN (Associação Brasileira de Nutrologia)

Tudo por uma pessoa completa no bio, no psico e no social! Serviços

Venha conhecer nosso novo espaço de nutrição e vida saudável!

• • • • •

Estética facial e corporal Nutrologia Fisioterapia estética e pós-operatória Psicoterapia Coaching vocacional e empresarial

Programas de emagrecimento com acompanhamento. Deixe-nos cuidar de você!!! Travessa Cristiano Flisch, 69 - Mansões - Barbacena - MG (32) 3331.6188 corpoecalma@hotmail.com


ATENÇÃO PROFISSIONAIS COMPRANDO SALT SLIM SAL PARA BANDAGEM DE 1L e BODY SLIM IONTO CORPORAL 400mL GANHE PEELING CORPORAL DE MARACUJÁ E ÓLEO DE GIRASSOL 400g

VitaDerm - Barbacena-MG Rua Tiradentes, 140 Lj 17 Tel: (32) 3333-1324

DETOXIFICAÇÃO (OU DESINTOXICAÇÃO) TRANSDÉRMICA Objetivo Combater excesso de radicais livres, eliminar toxinas proporcionando limpeza do organismo. Deverá estar presente no início de todo tratamento facial e corporal, com a finalidade de aperfeiçoar resposta do organismo aos estímulos estéticos oferecidos. Como é feito De 3 a 5 dias consecutivos que antecedem o início de qualquer tratamento (facial, corporal ou de bem-estar), a cliente vai até o Studio para a sessão de 1 hora de DETOX. Na sessão a cliente recebe via pele, produtos com ativos naturais à base de extratos de guaraná, algas fucus e oligoelementos (minerais) que agem diretamente na eliminação de toxinas do corpo principalmente do fígado.

Resultados Sensação de leveza, diminuição de inchaço, melhora de sintomas do estresse. PASSO 1: Esfoliação com o Peeling de Maracujá – esfoliar a área a ser tratada (Interno de coxa por ser muito vascularizada/Safena e abdome). PASSO 2: Ionização com BodySlim, no interno de coxa e no abdome. Polaridade (-) 5 min. PASSO 3: Umedecer as ataduras na água morna, depois acrescentar o Salt Slim, deixando a cliente envolta durante 30 minutos Restrição alimentar No período da detoxificação a cliente não poderá consumir alimentos como: carne vermelha, frituras, embutidos, leite, derivados do leite e bebidas alcoólicas.

Consulte nossos profissionais em: Andrelândia, Santa Bárbara, Oliveira Fortes, Paiva, Lima Duarte, Bom Jardim de Minas, Santa Rita de Jacutinga, Serranos, Seritinga, Arantina, São Vicente de Minas, Minduri, Piedade, Ibertioga, Liberadade, Pinheiro Grosso, Senhora das Dores, Desterro do Melo, Alto Rio Doce, Cipotânia, Abreus, Dores do Turvo, Senador Firmino, Brás Pires, Presidente Bernardes, Piranga, Senhora de Oliveira, Rio Espera, Capela Nova, Vitorinos, Senhora dos Remédios e Carandaí.


Chia: o poder dessa semente Ajuda no bom funcionamento das ar ticulações A Chia tem seis vezes mais cálcio que o leite, e maior quantidade de proteína de alta qualidade que a soja, ajudando a for talecer músculos e ossos.

Promove a saúde cardiovascular Os ácidos graxos Omega3 normalizam a pressão sanguínea e os níveis de colesterol mau.

Ajuda na perda de peso saudável O alto conteúdo de fibra da Chia inibe o apetite, e sua capacidade de reduzir os níveis de glicose é eficaz na perda de peso.

Melhora na digestão e na desintoxicação natural A fibra insolúvel da Chia reduz o tempo do trânsito da digestão e elimina as toxinas.

www.recantodasaude.com (32) 9994-1212


FARMÁCIA DE MANIPULAÇÃO MAIS QUALIDADE DE VIDA UC-II PARA MELHORAR A MOBILIDADE E A FLEXIBILIDADE DAS ARTICULAÇÕES

A

expectativa de vida aumentou e, junto com ela, cresceu a preocupação com a qualidade de vida na terceira idade. Afinal, com o passar dos anos, o corpo sofre uma degeneração natural, que compromete a mobilidade e interfere na saúde e no bem-estar das pessoas. Porém, existem alguns desgastes que podem ser prevenidos com cuidados diários.

Acaba de chegar ao Brasil um tratamento de última geração, para prevenir o desgaste ocorrido nos ossos e nas articulações, a substância UC-II®. O UC-II® é um derivado de cartilagem de frango. Tem como finalidade contribuir na melhoria da resistência estrutural das articulações devido à

36

estrutura do colágeno tipo II não desnaturado presente. Este ativo é comprovadamente eficaz na prevenção e tratamento de alguns problemas ortopédicos, como artrite, artrose e lesão articular e de cartilagem. Age juntamente com o sistema imunológico, para manter as articulações saudáveis e promover mobilidade e flexibilidade. A BQ PHARMA, farmácia de manipulação, produz com o mais alto e rigoroso controle de qualidade o UC-II®, a partir de insumos adquiridos da Pharma Nostra, importadora e distribuidora de matérias-primas farmacêuticas. A ingestão da substância UC-II®, comercializada no país pela empresa, realiza a reposição do colágeno articular.

“A cartilagem é fundamental para absorver parte do impacto direto dos movimentos sobre e entre os ossos. O colágeno tipo II não desnaturado é a principal proteína estrutural na cartilagem e é responsável pela sua resistência à tração e firmeza. Os estudos mostraram que, ao ingerir apenas uma dose diária de 40mg de UC-II®, o sistema imunológico é estimulado a manter as articulações saudáveis”.


Indicações e benefícios UC-II® barra o processo inflamatório pela prevenção da quebra da cartilagem da articulação e ajuda o corpo a reconstituir o tecido danificado. “Por isso, é indicado para prevenção de artrose e osteoartrose, artrite e osteoartrite, artrite reumatoide, poliartrite reumatoide juvenil e lesão articular e de cartilagem”. UC-II® é uma substância que precisa de formulação magistral (farmácias de manipulação) para ser utilizada, conforme prescrição médica. É indicado para uso humano na dosagem de 40 mg por dia, podendo ser divididos em duas doses, e para animais são indicados 20 mg até 80 kg de peso e 40 mg acima de 80 kg, ao dia.

Resultados dos estudos Um estudo randomizado duplo cego, conduzido na América do Norte com 52 pessoas com osteoartrite nos joelhos, em 2009, concluiu que a substância UC-II® diminuiu significativamente a dor nas articulações, o desconforto e imobilidade, sendo duas vezes mais efetiva na promoção da saúde das articulações do que a combinação 1,5 g de Glucosamina + 1,2 g de Condroitina.

Fernando Vitor de Souza Farmacêutico Bioquímico CRF MG 16993 Fiscal Sanitário Diretor da BQ PHARMA Graduado pela Universidade Presidente Antônio Carlos

“Este ativo é comprovadamente eficaz na prevenção e tratamento de alguns problemas ortopédicos, como artrite, artrose e lesão articular e de cartilagem”.

Rua Teobaldo Tolendal, 52 - Centro - Barbacena - MG (32) 3332.2015 compras@bqpharma.com.br


PSICOLOGIA CONVIVER COM O TDAH COM QUALIDADE DE VIDA

O

TDAH – Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade tem seu início na infância, envolvendo um conjunto de comportamentos que são demonstrativos de uma dificuldade de focar a atenção, tanto no âmbito escolar, como no cotidiano da criança, gerando distrabilidade e desorganização por parte da criança. A desatenção pode estar também associada à hiperatividade, que é expressa no comportamento da criança que não para, explora o ambiente em demasia, escalando móveis, pulando de escadas; parece estar ligada no “220v”, remexese na cadeira, realiza várias atividades ao mesmo tempo. A hiperatividade pode vir acompanhada da impulsividade, característica do indivíduo que tem dificuldade em esperar, interrompe as pessoas, é insistente no que quer, age sem pensar, falando e fazendo coisas de que se arrepende; a criança impulsiva é destemida, lança-se em atividades que envolvam riscos. Esses comportamentos devem ser evidentes em dois ambientes diferentes de convivência da criança: geralmente na escola e em casa. Isto para ficar claro que é uma disposição de comportamento da criança, e não uma reação em um ambiente específico, diferenciando-se, por exemplo, da criança que tem um comportamento sem limites.

Diagnóstico “A desatenção pode estar também associada à hiperatividade, que é expressa no comportamento da criança que não para...”

38

O que define o diagnóstico é se há prejuízo no desempenho escolar e/ou na socialização da criança. Esta tem, na maioria das vezes, competência para aprender, mas não tem um bom desempenho escolar, como também vivencia conflitos na socialização com colegas e amigos e problemas com relação à obediência aos pais e professores. O diagnóstico é clínico, geralmente realizado por um neurologista infantil ou neuropediatra. É


realizado geralmente a partir de seis anos, fase de alfabetização da criança, quando se faz necessária uma maior organização interna e externa para o aprender, para as atividades cognitivas e pedagógicas, associadas ao lúdico da criança. A escola tem uma valiosa colaboração para o diagnóstico, principalmente nos casos em que aparecem somente os sintomas de desatenção, pois é na sala de aula que é detectada a distrabilidade da criança, tendo a dificuldade de acompanhar o ritmo da turma por ficar “no mundo da lua”.

Tratamento

Dra. Maria Alice Oliveira Macedo CRP 04/15304 Graduada em Psicologia pela Universidade Federal de Minas Gerais UFMG Psicóloga clínica infantil e adolescentes desde 1998 Pós-graduada em Psicopedagogia, educação especial para talentosos, bem dotados e gestão educacional Cursando formação em Terapia de Família

O tratamento é feito em colaboração com a família, sendo comum o uso de medicação específica e de orientação de rotina e organização do ambiente para a criança. Aliado ao médico, o acompanhamento psicológico auxilia no treinamento, orientação e desenvolvimento de estratégias cognitivas e sociais que auxiliem a criança e os pais. O foco do trabalho é organizar a rotina da criança e estabelecer hábitos e regras, capacitando os pais a desenvolver formas de comunicação e interação que gerem acolhimento, cuidado e realização pessoal. O trabalho clínico conjunto de médicos, psicólogos e demais profissionais (fonoaudiólogos, psicopedagogos, terapeutas ocupacionais, entre outros) tem gerado bons resultados na intervenção com a criança e no suporte à família, colaborando para o desenvolvimento global e a qualidade de vida da criança.

Av. Bias Fortes, 626 sala 205 - Centro - Barbacena - MG (32) 3333.3377 / (32) 8878.7801 marialicemacedo@yahoo.com.br


“Ampla linha de produtos médicos, oferecendo saúde e conforto com qualidade”

CADEIRAS DE RODAS E ACESSÓRIOS

MÓVEIS PARA CONSULTÓRIOS MÉDICO E HOSPITALARES.

APARELHOS DE PRESSÃO ARTERIAL DIGITAIS E ANALÓGICOS E NEBULIZADORES.

APARELHOS DE GLICOSE, BALANÇAS, ESTETOSCÓPIOS E INSTRUMENTAIS.

DIVERSIDADE DE MATERIAL DESCARTÁVEL.

Av. Bias fortes, 997 - Centro - Cep: 36.200-068 Barbacena - MG Tel: (32) 3331-0220 www.gromedbarbacena.com.br


Novas instalações da Unidade Ibiapaba. Ainda mais conforto pra você!

UNIDADE MEDCENTRO Tomografia Multislice e Raios X: (32) 3331.7337 UNIDADE IBIAPABA Tomografia: (32) 3339.3531 UNIDADE IBIAPABA Raios X: (32) 3339.3523 UNIDADE IBIAPABA Ressonância: (32) 3333.6929


Revista de saúde Agosto 2013