Issuu on Google+

Ano 14 - nº 77 Março / Abril - 2013

Nova diretoria da

Abinam toma posse e reforça metas para os próximos três anos Empresas de água mineral investem cada vez mais em

mídias sociais

Água mineral Sferriê contém

maior teor de vanádio

já encontrado em qualquer outra fonte do planeta

Pesquisa alerta:

jovens consomem açúcar em excesso em sucos prontos e refrigerantes

Yolanda Queiroz

à frente de um dos maiores conglomerados do país


Anuncie aqui!


editorial

Novo mandato, novas conquistas É com grande satisfação e ânimo redobrado que escrevo este editorial. A renovação do mandato desta diretoria por um novo período de três anos (maio/2013 a maio/2016), consagrada na abertura das urnas no dia 26 de abril que, pela primeira vez, não registrou nenhum voto branco ou nulo, nos convida a uma breve reflexão sobre o significado do resultado dessa eleição. Desde que estamos à frente da Abinam, sempre defendemos a transparência e os processos democráticos em todas as ações e iniciativas da entidade. Assim, o fato de termos tido uma chapa única e com todos os votos válidos, nos permite concluir que temos amplo apoio dos associados para levar adiante as lutas e bandeiras do nosso setor. Apenas com uma instituição forte e unida é possível avançar, enfrentando os desafios e removendo os obstáculos para que consolidemos o setor de água mineral como indústria moderna, sustentável e lucrativa para todos, incluindo nesse rol os consumidores que também ganham com a oferta de produtos de qualidade a preços justos e acessíveis. Nesse sentido, é importante destacar que 2012 coroou alguns dos nossos mais importantes esforços e batalhas travadas ao longo dos últimos anos: a redução para alíquota zero do PIS/PASEP e da Cofins. O artigo 76, da Lei nº 12.715, corrigiu um erro histórico de enquadramento tributário, que onerou nosso setor e os nossos consumidores por mais de 20 anos. Enquadramento esse que significou durante muito tempo, a incidência de 42,5% de impostos sobre o produto água mineral envasada, índice superior ao de bebidas como cervejas e refrigerantes. Todos nós sabemos o porquê. Também podemos comemorar o crescimento de 15% em 2012 se comparado com 2011, o maior desde 1997, cujo resultado traz em seu bojo diversas ações da Abinam para fomentar a expansão da nossa indústria e ampliar a profissionalização da atividade. Profissionalização essa que envolve também a conscientização sobre a nossa responsabilidade como fornecedores de produto de consumo. Revigorada agora pelos votos de confiança de todos os associados, bem como pelas vitórias em diversas áreas, a diretoria reeleita da Abinam tem entre suas grandes metas para 2013 a luta pela inclusão da água mineral como item da cesta básica em todos os estados da Federação, a exemplo do que já é uma realidade em Santa Catarina, depois de mais de dez anos de lutas. Fazer valer essa conquista em todo o território nacional é reforçar o posicionamento da água mineral como produto de primeiríssima necessidade, já que, por suas propriedades fitoterápicas tão benéficas à saúde, constitui poderoso alimento. Agradecemos a todos pelo apoio e confiança, e quero ver cada um de vocês no próximo Congresso da Abinam, que acontece de 9 a 11 de outubro, em Campos do Jordão, São Paulo. A vitória é a arte de prosseguir onde os outros desistem! Carlos Alberto Lancia Geólogo e Presidente

Desde 1975


Presidente 1º Vice-Presidente 2º Vice-Presidente Diretor Secretário Diretor Tesoureiro Diretora Social Diretor Regional

06

Conselho fiscal efetivo

22 06

Objetivo é compartilhar informações, aumentar as vendas e projetar a marca Público infantil consome 26 kg de açúcar por ano com bebidas açucaradas, alerta pesquisa

18

Conselho fiscal efetivos

fortalecimento do setor de mineração

Suplentes

20

Sob a direção da empresária Yolanda Queiroz, Grupo consolida liderança em diferentes segmentos, inclusive no mercado de água mineral Prazo para execução dos projetos da LR nas cidades-sede da Copa do Mundo exige maior agilidade das empresas

26

14

Sindinam Presidente 1º Vice-Presidente 2º Vice-Presidente Diretor Secretário Diretor Tesoureiro Diretora Social

Parlamentares destacaram a contribuição do órgão para o

Cerimônia reuniu autoridades e representantes do setor

22

Suplentes

Assessoria Científica Assessoria Jurídica Assessoria de Imprensa Secretaria Executiva

25

Márcio Leite Carvalho Marcelo Marques Roberto Gentil Ferreira da Silva Luís Alfredo Schultz José Ângelo M. Rambalducci Roberto P. Serquiz Elias Carlos Alberto Lancia Amílcar Augusto Lopes Jr. Wilmar José Franzner César Dib Ricardo Signorelli Olívia Augusta A. Macedo Costa Luís Alfredo Schultz Marcelo Marques Roberto Gentil Ferreira da Silva José Ângelo M. Rambalducci Wellington Morgado Renan Hazan Petra S. Sanchez Pedroza de Andrade Advogados Márcia de Azevedo Paulo de Souza (Assessor da Diretoria) Silvia Santos (Secretária Administrativa) Rua Pedroso Alvarenga, 584 - 4º andar Cep: 04531-001 – São Paulo – SP Tel.: 11 3167-2008 | Fax: 11 3167-2542 e-mail: abinam@abinam.com.br site: www.abinam.com.br

Lançada em 2011, a marca Sferriê, do Grupo Pereira, já está entre as melhores do mundo pelo seu alto teor de vanádio Mercado

Carlos Alberto Lancia César Dib Antonio Gomes Vidal Ricardo Altgauzen Ricardo Signorelli Olívia Augusta A. Macedo Costa Hamilton Luiz Guido

28 Coordenação Editorial Editora Sub-editora Conselho Editorial da Abinam

25 Colaborou nesta edição Diagramadora Assinaturas e Publicidade

29 www.revistaaguaevida.com.br A revista Água&Vida e a Abinam não têm responsabilidade sobre as informações contidas nos anúncios.

IMK Relações Públicas Márcia de Azevedo Cynthia May Richard Carlos Alberto Lancia Carlos Pedroza de Andrade Dra. Petra S. Sanchez Ricardo Signorelli Carlos Alberto Lancia Lucimara Miyoshi Pecegueiro Juliana Prado Av. Brigadeiro Faria Lima, 2639 | 9º andar cep: 01452-000 | São Paulo | SP Tel.: 11 3813-1300 | Fax: 11 3814-2924 e-mail: imk@imk.com.br


Anuncie aqui!


redes sociais

Empresas de água mineral

investem no marketing das redes sociais

Objetivo é compartilhar informações, aumentar as vendas e projetar a marca

A

s mídias sociais ganham cada vez mais terreno nas estratégias de negócios das empresas dos mais diversos setores. E não é sem motivo, já que investir nessa plataforma envolve baixos custos e retorno a curto prazo. Considerada uma poderosa ferramenta, o marketing digital oferece um imenso potencial de comunicação para as empresas se relacionarem com seus públicos. Um levantamento do Ibramec – Instituto Brasileiro de Inteligência de Mercado mostrou que o Facebook lidera o ranking das mídias sociais mais utilizadas pelas organizações, por oferecer um leque amplo de funcionalidades, que permite multiplicar a interação com os internautas. Mas há outras também visadas para conquistar clientes, como Twitter, Orkut e Linkedin. A pesquisa revelou ainda que a presença das empresas nas redes sociais aumentou 12% em 2012 em relação a 2011. Atenta às oportunidades, o setor de água mineral também aderiu às novas mídias, conferindo ao marketing digital a importância de um forte aliado nas estratégias de negócios, já que se trata de um canal de comunicação eficiente para estreitar laços com públicos-alvo, prover e compartilhar conteúdo e informação, monitorar e sobretudo multiplicar a visibilidade das marcas, já que o consumidor brasileiro ainda pede pela categoria: água com gás, sem gás, gelada ou sem gelo. Outro aspecto que tem impulsionado o uso das redes é a possibilidade de identificar as necessidades de mercado para ampliar o mix de produtos e projetar lançamentos. A rapidez nas respostas também é fundamental nas redes sociais. Caso as empresas de água mineral tenham alguma dúvida ou dificuldade em responder, a Abinam coloca à disposição o Comitê Científico para ajudá-los.

6


Ações em homenagem ao Dia Mundial da Água

Com o objetivo de mostrar como as empresas do setor de água mineral estão utilizando as mídias sociais, a revista Água&Vida reúne nesta reportagem diversas ações desenvolvidas pelas marcas nas redes, que tiveram como mote homenagear o Dia Mundial da Água, celebrado em 22 de março. Também foram incluídas algumas iniciativas de órgãos públicos, que fizeram uso da plataforma para comemorar a data. O tema deste ano foi baseado na campanha da UNESCO, que elegeu 2013 como Ano Internacional da Cooperação pela Água. O objetivo da instituição é difundir a importância da cooperação no manejo da água para preservar os recursos hídricos e proteger o meio ambiente, incentivando em âmbito global ações concretas e inovadoras em prol da preservação de um bem essencial para a humanidade. Confira!

Todo iluminado de azul, Congresso Nacional propõe reflexão sobre a falta de água potável que afeta mais 780 milhões de pessoas no mundo.

Cartaz da EcoCâmara, comitê de Gestão Socioambiental da Câmara dos Deputados, incentiva a otimização do uso da água e destaca indicadores da distribuição da água no planeta.

A homenagem ao Dia da Água cobriu de azul os principais edifícios e monumentos públicos de Brasília. Para marcar a data, o governo federal lançou um programa que visa incentivar os governantes de todo o país a administrarem com mais eficiente o uso do recurso. O Pacto Nacional pela Gestão das Águas vai receber R$ 100 milhões em cinco anos.

7


redes sociais

A Agência Nacional de Águas (ANA), vinculada ao Ministério do Meio Ambiente, lançou a 7ª. edição do hotsite “Águas de Março”. O espaço virtual visa divulgar informações, eventos e ações relacionadas ao tema da campanha da UNESCO, além dos acordos de cooperação que a ANA mantém com instituições nacionais e internacionais referentes à Política Nacional de Recursos Hídricos.

A empresa de água mineral Pedra Azul (RS) chamou a atenção dos consumidores para a preservação da água. A imagem de uma garrafa com a mensagem conteúdo e recipiente 100% recicláveis reforça o conceito de que a Terra é um sistema fechado, que raramente ganha ou perde recursos. Assim, preservar é fundamental.

Mensagem da água mineral Itati (RS) propôs reflexão sobre o consumo consciente do precioso líquido, e enfatizou que a preocupação com a preservação desse bem natural deve se estender pelos outros 364 dias do ano. A marca também sugeriu algumas ações de cidadania, como evitar jogar lixo nos rios e lagos, reutilizar a água em diversas situações e divulgar ideias ecológicas.

8

www.revistaaguaevida.com.br


Anúncio valoriza atributos da marca Lindoya Verão (SP) – leve e saudável - para homenagear o Dia Mundial da Água.

Mensagem da Bonafont, da Danone, incluiu todas as formas de homenagem à água em uma única frase. Também aproveitou para dar destaque à marca na preferência dos consumidores.

Anuncie aqui!


redes sociais

A água mineral Levity, da Bebidas Poty (SP), deu destaque à economia e preservação da água e do meio ambiente, alertando para a importância de evitar o descarte de lixo e resíduos em locais impróprios.

A peça criada pela agência Mercado Comunicação para a água mineral Imperatriz (SC) trabalhou o conceito da igualdade entre as pessoas através da água. Mostrou que independente de opção sexual, religiosa ou cor da pele todo mundo é feito de água e, portanto, todos são iguais.

A foto compartilhada no Facebook pela empresa de água mineral Pedra Branca (SC) brincou com o formato de uma gota, enfatizando a importância da água para a continuidade da vida. O consumo consciente da água para garantir o precioso bem natural às futuras gerações foi o mote do anúncio da empresa de água mineral Havai (PR) nas redes sociais.

10

www.revistaaguaevida.com.br


Destaque para a preservação da água foi a mensagem do anúncio da Puríssima (MT).

Para celebrar o Dia Mundial da Água, a Coca-Cola Brasil, detentora da marca de água mineral Crystal, e o estúdio Criativo Moove promoveram uma intervenção urbana no RJ: chuveiros fictícios com fios de silicone que imitam água. Um alerta contra o desperdício, já que um chuveiro aberto por 15 minutos consome perto de 240 litros de água.

Anuncie aqui!


redes sociais

A agência Pandora, de Natal/RN, desenvolveu uma peça criativa para a água mineral Cristalina. Utilizou cavaletes que chamam a atenção para o piso molhado, lembrando que, apesar do perigo, o risco maior é ficar sem água.

A PepsiCo (BA) comemorou o Dia da Água com posts educativos, informações e dicas sobre a importância da água e o consumo sustentável. Mensagem destaca que 783 milhões de pessoas ainda vivem sem água potável no planeta. A campanha foi produzida pela agência Riot, que responde pelo perfil corporativo da empresa nas mídias sociais.

12

www.revistaaguaevida.com.br


Mensagem da Água Schin (SP) reforça a importância da água para a saúde e bem-estar do corpo.

Foto da Minalba (SP) que associa água à celebração da vida despertou o interesse de internautas pelo produto.

Anuncie aqui!


saúde Reprodução da matéria publicada no jornal O Estado de S. Paulo – Caderno Vida Domingo, 7 de abril de 2013

Adolescente consome 26 kg de açúcar por ano com refrigerante e suco pronto As crianças e os adolescentes brasileiros estão trocando o consumo de água e leite por bebidas açucaradas, como refrigerantes e sucos industrializados ou em pó – o que têm aumentado consideravelmente os casos de obesidade infantil, além dos riscos para o desenvolvimento de doenças antes observadas em adultos, como diabete tipo 2 e hipertensão. Por Fernanda Bassette

A

constatação – que reforça a necessidade de mudanças de hábitos alimentares – está no primeiro estudo epidemiológico brasileiro que avaliou o consumo de bebidas entre crianças e adolescentes de 3 a 17 anos em cinco capitais: São Paulo, Rio, Porto Alegre, Belo Horizonte e Recife. A pesquisa, desenvolvida por pesquisadores da Faculdade de Saúde Pública da USP, da Faculdade de Medicina do ABC e do Instituto da Criança do HC, foi publicada no BMC Public Health. O Ministério da Saúde considera a obesidade infantil uma epidemia. Os dados mais recentes (referentes a 2009) indicam que uma em cada três crianças brasileiras entre 5 e 9 anos está acima do peso ou obesa. Os resultados da pesquisa são alarmantes. Mostram que, além de o leite e a água praticamente desaparecerem da dieta dos jovens, na média geral, as crianças e os adolescentes consomem cerca

Entre crianças e jovens

60% 25% 1,3% 14

consomem mais de 500ml de bebidas doces regularmente bebem mais de 1 litro de bebidas açucaradas regularmente apenas não ingere essas bebidas com frequência

www.revistaaguaevida.com.br

Fonte: Estadão

de 21 quilos de açúcar por ano só considerando as bebidas. A pesquisa indica, por exemplo, que um adolescente de 11 a 17 anos ingere cerca de 26 quilos de açúcar por ano com as bebidas – quase 45% a mais do que ele poderia consumir no período (18 quilos), considerando o açúcar presente em todo tipo de alimento, não apenas nas bebidas (mais informações nas próximas páginas). "Estamos vivendo um fenômeno universal de aumento dos casos de sobrepeso e obesidade infantil. No Brasil, isso vem se acentuando nos últimos 20 anos, especialmente em decorrência da maior oferta de alimentos e das melhores condições econômicas das famílias", diz Cláudio Leone, professor da Faculdade de Saúde Pública da USP e um dos autores do estudo. Segundo o professor, muitas famílias substituem o refrigerante por sucos industrializados por considerarem mais saudável, sem ter ideia de que esse tipo de produto muitas vezes tem tanto açúcar ou mais do que uma latinha de refrigerante. "As mães acham que o fato de ter uma fruta estampada na embalagem significa que é saudável", diz. É o caso da cabeleireira Maria Luísa Vieira de Araújo Silva, de 47 anos. Ela tem dois filhos: Augusto, que tem 15 anos e é "magrelo" e Júlia, que tem 12 anos e é "cheinha". Segundo a mãe, Júlia costuma beber refrigerante ou sucos industria-


Consumo médio de açúcar

26kg 19kg

Consumo anual (apenas as bebidas) Limite anual recomendado (alimentos e bebidas)

14kg

16kg

18kg

13kg

3 a 6 anos 36,3g

7 a 10 anos 11 a 17 anos 43,8g

50g

Limite recomendado por dia considerando alimentos e bebidas Fonte: Ministério da Saúde

lizados todos os dias nas refeições. "Ela praticamente não bebe água. Ela mata a sede com suco e refrigerante." Por causa do sobrepeso da filha, Maria Luísa levou a menina ao nutricionista, que pediu que ela anotasse num caderno tudo o que consumia. "Quando ela viu, ficou assustada. Readaptamos o cardápio de casa, mas é muito complicado cortar de vez as bebidas. Trabalho fora o dia todo, não tenho como controlar tudo o que ela come e bebe." Maria Luísa deixa o prato do almoço da filha pronto na geladeira, mas a menina ainda toma suco industrializado. "Suco natural é bom, mas e o preço da fruta?" Oferta. Para Ekaterine Karageorgiadis, advogada do Instituto Alana e conselheira do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea), um dos fatores que explicam os resultados da pesquisa é o aumento da oferta de produtos e o crescimento da publicidade dirigida às crianças. "Boa parte dos produtos consumidos pelas crianças tem ações mercadológicas na TV ou na internet. E a publicidade foca na parte boa, como 'rico em ferro' e 'rico em vitaminas', e não deixa claro quanto há de açúcar. Isso faz as mães acreditarem que esses produtos não fazem mal." Maria Edna de Melo, diretora da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade (Abeso), diz que o consumo de açúcar aumentou de maneira geral. "Vemos isso no dia a dia no consultório." Para ela, a única forma de reverter o crescimento da obesidade é promovendo ações de educação. "Não dá para crucificar a mãe que dá suco ou refrigerante para seu filho. A questão da informa-

Refrigerante em queda Embora os Estados Unidos ainda sejam o maior consumidor mundial de refrigerantes, o setor vem sofrendo queda de vendas desde 1999. O produto tem sido alvo dos ataques de representantes da saúde pública que querem criar taxas e limites para o consumo da bebida. A preocupação é com a alta taxa de obesidade no país. Segundo dados do Euromonitor International de 2011, os norte-americanos consomem cerca de 170 litros de refrigerante/ ano, o que representa 16% acima do índice do segundo maior consumidor do planeta, o México.


saúde

Doce no copo

Gramas de açúcar

(Equivalente a 350ml)

0 15,8 16,5 26,6 28,4 30 38,5 56

Água Leite puro Laranja em pó Natural de laranja Melancia natural Refrigerante Maçã de soja Laranja de caixinha

Fonte: Estudo epidemiológico sobre consumo de líquidos por crianças e adolecentes

ção e da condição social precisam ser levadas em consideração. É bem mais caro comprar alimentos saudáveis. É preciso uma política de governo com enfoque na educação alimentar." Patrícia Jaime, coordenadora de Alimentação e Nutrição do Ministério da Saúde, diz que a pesquisa traz resultados alarmantes, que vão orientar novas políticas públicas. "A obesidade infantil é o tema central do programa Saúde na Escola, que é uma ação do Ministério da Saúde, em parceria com o da Educação, desde 2008", diz. Segundo Patrícia, a meta do ministério é reverter a curva de crescimento da obesidade entre crianças e estagnar entre os adultos nos próximos dez anos. Para o presidente da Abinam, Carlos Alberto Lancia, as conclusões da pesquisa brasileira vem de encontro com o trabalho desenvolvido pela entidade e pelo sestor de água mineral. “Nossos esforços têm sido no sentido de ampliar a cultura sobre a importância do consumo de água mineral como item básico para uma dieta alimentar saudável. Daí nossa luta também para incluir o produto na cesta básica em todo o território nacional, a exemplo do que já ocorre no estado de Santa Cartarina”.

Retrato da obesidade infantil

Evolução do sobrepeso e da obesidade, entre crianças, de 5 a 9 anos

Sobrepeso

Obesidade Meninas

Meninos 35 30 25 20 15 10 5 0

34,8%

16,6%

1975

1989

2009

35 30 25 20 15 10 5 0

32%

11,8%

1975

1989

2009

Fonte: Ariana Fernandes, nutricionista da liga de obesidade infantil do HC da USP, membro da ABESO

16

www.revistaaguaevida.com.br


Anuncie aqui!


aniversário

DNPM comemora

79 anos com homenagem no Congresso Nacional Parlamentares destacaram a contribuição do órgão para o fortalecimento do setor de mineração

Carlos Nogueira, secretário de Geologia, Mineração e Transformação Mineral do Ministério de Minas e Energia (MME); Antonio Vidal, superintendente de Águas da Edson Queiroz; Sérgio Dâmaso, diretor-geral do DNPM; Carlos Alberto Lancia, presidente da Abinam/Sindinam.

U

ma homenagem em sessão solene no Congresso Nacional, no último dia 9 de abril, marcou as comemorações dos 79 anos de atividades do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM). A cerimônia reuniu mais de 500 convidados, entre autoridades do governo, parlamentares, representantes das mineradoras e de entidades dos mais diversos setores. Para o diretor-geral do DNPM, Sérgio Dâmaso, a celebração ganhou ainda uma importância especial, já que o órgão está na iminência de se transformar em agência reguladora. Em seu discurso, Dâmaso fez uma retrospectiva

18

www.revistaaguaevida.com.br

da trajetória do DNPM, destacando a contribuição do órgão para o desenvolvimento da mineração brasileira e do país. “Não podemos esquecer que o primeiro poço de petróleo brasileiro foi descoberto pelo DNPM, em Lobato, na Bahia, à época, denominado Poço DNPM-163, locado pelo DNPM e perfurado pelo extinto CNP”, enfatizou. Segundo o diretor-geral do DNPM, o desempenho da indústria extrativa mineral tem sido notável nos últimos anos, se comparado a outros setores da economia. “Sua participação na formação do Produto Interno Bruto mostra-se crescente, particularmente nos últimos dez anos”, ressaltan-


Parlamentares e autoridades do governo federal

do ainda que o fluxo de comércio exterior do setor vem superando recordes sucessivos. Ele reforçou também a necessidade e urgência de mudanças legais e administrativas no setor para modernizar a relação público-privada na área mineral. “Com um novo marco regulatório e uma Agência Reguladora, o País estará dotado dos mecanismos modernos para se promover a melhor gestão do patrimônio mineral brasileiro em benefício de toda a sociedade, preparando-se para o novo ciclo de investimentos que vivenciaremos num futuro próximo”, finalizou Dâmaso. Apoio ao DNPM De acordo com o deputado e 1º vice-presidente

da Casa, André Vargas (PT-PR), autor do requerimento que propôs a homenagem ao DNPM, com o novo marco regulatório da mineração o setor será fortalecido e modernizado. O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, lembrou que em muitos municípios a compensação financeira da mineração é essencial para investimentos em saúde, educação e infraestrutura. Alves ressaltou ainda a importância do papel do DNPM nas áreas social, política e econômica. Para o presidente da Abinam, Carlos Aberto Lancia, que também participou da homenagem, a instituição tem contribuído de forma incisiva para o fortalecimento do segmento de águas minerais, através da política de fomento, característica histórica do DNPM.

“Não podemos esquecer que o primeiro poço de petróleo brasileiro foi descoberto pelo DNPM, em Lobato, na Bahia, à época, denominado Poço DNPM-163, locado pelo DNPM e perfurado pelo extinto CNP”

Sérgio Dâmaso, diretor-geral do DNPM

Também marcaram presença no evento, o ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves; o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Antônio Andrade; o ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro; o deputado federal do (PMDB-MG) Leonardo Quintão; o deputado federal do (PMDB-PR) João Arruda; o diretor do Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram), Marcelo Tunes, representando os ex-diretores-gerais do DNPM homenageados na presente sessão; o secretário de Geologia, Mineração e Transformação Mineral (SGM), Carlos Nogueira, que representou o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão.

19


gestão

Nova diretoria

da Abinam toma posse Cerimônia reuniu autoridades e representantes do setor

N

a sexta-feira, 24 de maio, a nova diretoria da Abinam, eleita para o triênio 2013/2016, foi oficialmente empossada em cerimônia realizada na sede da entidade. O evento reuniu associados, autoridades e representantes do setor de água mineral, que também participaram do coquetel oferecido para marcar a ocasião. Carlos Alberto Lancia, presidente reeleito da entidade, agradeceu os votos de confiança e reiterou o empenho da nova diretoria na continuidade da luta em prol dos interesses do setor. “Já consolidamos diversas conquistas nos últimos anos, mas ainda temos muito o que avançar. A inclusão da água mineral na cesta básica em todos os estados da federação será uma das principais bandeiras da nossa gestão”.

20

www.revistaaguaevida.com.br

Wilmar José Franzner, Olívia Augusta A. Macedo Costa, Wellington Morgado, Hamilton Luiz Guido, Márcio Leite Carvalho, Carlos Alberto Lancia, Luís Alfredo Schultz, César Dib, Antonio Gomes Vidal, Renan Hazan, Ricardo Altgauzen, Ricardo Signorelli, Roberto Gentil Ferreira da Silva, Roberto P. Serquiz Elias e Marcelo Marques.


Conheça os integrantes da gestão para o período 2013/2016

Presidente 1º Vice-Presidente 2º Vice-Presidente Diretor Secretário Diretor Tesoureiro Diretora Social Diretor Regional

CARLOS ALBERTO LANCIA CÉSAR DIB ANTONIO GOMES VIDAL RICARDO ALTGAUZEN RICARDO SIGNORELLI OLÍVIA AUGUSTA A. MACEDO COSTA HAMILTON LUIZ GUIDO

CONSELHO FISCAL ABINAM Efetivos MÁRCIO LEITE CARVALHO MARCELO MARQUES ROBERTO GENTIL FERREIRA DA SILVA Suplentes

LUÍS ALFREDO SCHULTZ JOSÉ ÂNGELO M. RAMBALDUCCI ROBERTO P. SERQUIZ ELIAS

DIRETORIA SINDINAM

Presidente

CARLOS ALBERTO LANCIA 1º Vice-Presidente AMÍLCAR AUGUSTO LOPES JR. 2º Vice-Presidente WILMAR JOSÉ FRANZNER Diretor Secretário CÉSAR DIB Diretor Tesoureiro RICARDO SIGNORELLI Diretora Social OLÍVIA AUGUSTA A. MACEDO COSTA CONSELHO FISCAL SINDINAM Efetivos LUÍS ALFREDO SCHULTZ MARCELO MARQUES ROBERTO GENTIL FERREIRA DA SILVA Suplentes JOSÉ ÂNGELO M. RAMBALDUCCI WELLINGTON MORGADO RENAN HAZAN Os superintendentes regionais, conforme Estatuto, serão empossados no Congresso.

Anuncie aqui!

DIRETORIA ABINAM


empresa

Grupo Edson Queiroz:

uma das maiores holdings do país Sob a direção da empresária Yolanda Queiroz, Grupo consolida liderança em diferentes segmentos, inclusive no mercado de água mineral

N

o último dia 25 de março, a empresária cearense Yolanda Vidal Queiroz, presidente do Grupo Edson Queiroz, recebeu do governo do Ceará, uma homenagem especial: a “Medalha da Abolição”. Mais importante comenda do Estado, a concessão marca o aniversário de 129 anos da libertação dos escravos em território cearense, primeira província do país a abolir em 1884 o sistema escravista, quatro anos antes da Lei Áurea de 1888.

Comércio Brasil-Estados Unidos, concedido pela primeira vez a uma mulher no Brasil. A construção de um império empresarial As homenagens fazem jus à trajetória da matriarca da família Queiroz. Nascida em Fortaleza, casou-se aos 16 anos com o empresário Edson Queiroz, com quem teve seis filhos e hoje 15 netos e 21 bisnetos. A participação em todo o processo de construção do Grupo Edson Queiroz conferiu à dona Yolanda grande experiência empresarial. Com a morte de Queiroz em um acidente de avião, em 1982, assumiu o comando das empresas e deu continuidade ao projeto do marido, transformando o Grupo em um dos 100 maiores conglomerados empresariais do país. Responsável pela geração de mais 16 mil empregos diretos, a organização atua nos mais diversos segmentos econômicos: distribuição de gás, fabricação de refrigerantes e sucos, educação universitária, comunicação, agropecuária, agroindústria,

Yolanda Queiroz recebe a Medalha da Abolição

A outorga conferiu um significado contemporâneo ao fato, por representar outra forma de libertação na história do Ceará, sintetizada no pronunciamento da empresária na cerimônia do evento. “Para mim, se tornou uma verdadeira missão promover a educação e o bem-estar coletivo, ajudando o Ceará a se libertar da escravidão do subdesenvolvimento”, declarou a homenageada. A essa comenda, somam-se várias outras condecorações, entre elas, o Prêmio Personalidade do Ano 2008, da Câmara de

22

www.revistaaguaevida.com.br

Sede da TV Verdes Mares, em Fortaleza - CE


tintas imobiliárias, eletrodomésticos, metalurgia e água mineral, com as marcas Indaiá e Minalba. No setor de comunicações, dona Yolanda dirige um pool de empresas que inclui a TV Verdes Mares, afiliada da Rede Globo, e a TV Diário, com programação própria, além de quatro emissoras de rádio e do jornal Diário do Nordeste, principal publicação do Ceará, com filiais no Distrito Federal e em Pernambuco, constituindo o maior grupo nesse segmento do Nordeste. No campo da responsabilidade social, a corporação mantém, através da Fundação Edson Queiroz, diversos projetos voltados ao meio ambiente, assistência médica e odontológica, capacitação e formação profissional, além de creches e assistência jurídica à população carente. Mantenedora da Universidade de Fortaleza, instituição com 31 cursos de graduação e mais de 25 mil alunos, a Fundação é responsável também pela Escola de Aplicação Yolanda Queiroz. Instalada no campus da universidade, a unidade oferece à comunidade educação infantil até o 3º. ano do Ensino Fundamental. Liderança no setor de água mineral Proprietário das marcas Minalba e Indaiá, o Grupo Edson Queiroz é hoje a maior empresa de água mineral do país, responsável por 10% das vendas nacionais do produto. A Indaiá foi a primeira marca do Grupo, lançada em 1967. Atualmente, as fábricas nos Estados da Paraíba e Bahia garantem o abastecimento do produto nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste. Investimentos na unidade de Santa Rita (PB) devem torná-la em breve a segunda maior planta de garrafas PET do Brasil, e a maior da Região Nordeste. É também nesse município carente no interior paraibano, que a empresa mantém o Instituto Santa Rita. Criada em 2006, a instituição é voltada para a capacitação de crianças e jovens de 10 a 24 anos. A educação ambiental é outra área de atuação da entidade. De acordo com a empresa, a Indaiá estuda agora a possibilidade de levar o Instituto Santa Rita para Dias D’Ávila (BA), onde está localizada sua outra fábrica. A unidade também está recebendo investimentos para expandir sua produção e deverá lan-

çar, até o final do ano, outra linha de produtos com a exploração de uma nova fonte de água mineral. Hoje, a Indaiá provém de 13 fontes espalhadas por várias regiões do país. O produto é comercializado nas versões sem gás em garrafões de 20 e 5 litros; garrafas de 1,5 litro, 500 ml, 330 ml e copo de 200 ml. Com gás, nas opções de garrafas de 600 ml e 330 ml. Os investimentos na Paraíba e na Bahia visam atender à aquecida demanda da Região Nordeste, onde a marca é líder de mercado. De acordo com uma pesquisa da Nielsen, entre janeiro e junho de 2012, os Estados nordestinos puxaram o crescimento das vendas de água mineral no país. O aumento do consumo registrado na região no período foi de 18,6%, atingindo o patamar de 875,2 milhões de litros, diz o estudo. Lenda dá nome à fonte da Minalba Já a Minalba passou a integrar o portfólio do Grupo Edson Queiroz na década de 80. É extraída da fonte Água Santa, situada em uma área de preservação ambiental mantida pela empresa nas montanhas da Serra da Mantiqueira, no município de Campos do Jordão, no interior do Estado de São Paulo. O nome da fonte tem origem em uma lenda da região. Conta a história que, há mais de 200 anos, os habitantes do município descobriram uma fonte de água pura com efeitos terapêuticos, que auxiliava na recuperação da saúde. Como o conceito de água mineral e seus benef ícios ainda não eram

23


empresa

conhecidos, a fonte foi considerada sagrada, principalmente porque um morador alegou ter visto uma santa protegendo o local. Em homenagem à padroeira, a quem creditavam a excelente qualidade da água, foi construída uma pequena capela, preservada até hoje. Há pouco tempo, o Grupo investiu na ampliação da unidade de Campos do Jordão, na aquisição de novos equipamentos e adequação do maquinário instalado. Seu processo de engarrafamento é totalmente mecanizado e realizado com rigoroso controle, o que rendeu à marca o selo NSF, outorgado pela reconhecida organização norte-americana de certificação industrial, que confere reconhecimento internacional de qualidade ao produto. Distribuída em todo o País, a Minalba tem forte presença nos mercados de São Paulo e Rio de Janeiro. O produto é comercializado nas seguintes versões: sem gás em garrafão de 5 litros, garrafas de 1,5 litro, 500 ml, 330 ml (PET, vidro e classic) e copo de 200 ml. Com gás, em garrafas de 2 litros, 1 litro, 600 ml e 330 ml (PET, vidro e classic).

24

www.revistaaguaevida.com.br

A trajetória de um empreendedor Responsável pela criação do que é hoje uma das maiores holdings do país, o empresário Edson Queiroz nasceu em 12 de abril de 1925, na cidade de Cascavel, no Ceará. Desde cedo demonstrou aptidão para os negócios, assumindo aos 15 anos o posto de gerente do armazém de estivas de propriedade do pai. A partir de então, sua trajetória foi marcada pelo perfil empreendedor que o fez ingressar em diferentes segmentos de atividades. Em 1945, casou-se com Yolanda Queiroz, a quem sempre creditou coparticipação nos empreendimentos realizados. Com a criação de uma empresa de gás liquefeito de petróleo (GLP), nos anos 50, o jovem empresário lançou os pilares do Grupo Edson Queiroz. Ainda na mesma década inaugurou o primeiro terminal oceânico do Nordeste. Em 1962, investiu na área de comunicação, adquirindo o controle acionário da Rádio Verdes Mares AM. Poucos anos depois, inaugurou a TV Verdes Mares, e em 1981, lançou o Diário do Nordeste, com uma equipe de 80 jornalistas, hoje posicionado como o jornal de maior circulação do Estado do Ceará. Entre outros empreendimentos, Edson Queiroz levou também o grupo para o ramo da metalurgia, com a fundação das empresas Esmaltec e Tecnorte em 1963. Em 1969, a criação da Cascaju, primeira indústria de grande porte da cidade de Cascavel, marcou o ingresso do grupo no setor agroindustrial. Foi na década de 70, que o empresário concretizou um antigo projeto: criar uma instituição com o objetivo de contribuir para fomento da educação no Estado do Ceará. Nascia assim, a Fundação Edson Queiroz, responsável também pela construção da Universidade de Fortaleza (Unifor), que iniciou suas atividades em 1973. Em 1979, mais um projeto marcou a trajetória de sucesso do empresário, com a aquisição da marca Indaiá, que marcou a entrada do grupo no mercado de água mineral. Nos anos 80, a Indaiá já era líder de vendas nas regiões Norte e Nordeste, e a terceira no ranking nacional. Com sua morte precoce em um acidente aéreo em 1982, o Grupo Edson Queiroz passou a ser presidido por dona Yolanda, que atualmente divide o controle das empresas com os filhos.


Logística Reversa

Empresas já devem

implementar ações da Logística Reversa, alerta Abinam Prazo para execução dos projetos da LR nas cidades-sede da Copa do Mundo exige maior agilidade das empresas

E

mbora a proposta do Grupo de Coalização Empresarial do setor de embalagens ainda não tenha sido homologada pelo Ministério do Meio Ambiente, a Abinam alerta as empresas de água mineral para que não fiquem no aguardo do aval do governo para só então iniciar a implementação das ações da Logística Reversa (LR). O assessor jurídico da Abinam, Carlos Pedroza de Andrade, que participa da comissão da entidade na coalizão, lembra que a lei que instituiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos está em vigor desde 2010. “O estabelecido na lei tem que ser cumprido, até porque na proposta da Coalizão Empresarial já está correndo o prazo para a implantação dos projetos desta primeira fase, que envolvem as cidades-sede da Copa do Mundo”. A Abinam recomenda que as empresas não percam mais tempo e façam, desde já, a parte mínima exigida, que é a criação dos Pontos de Entrega Voluntária (PEVs) de embalagens, o desenvolvimento de projetos ambientais, além de colaborar para a organização de cooperativas de catadores de material reciclável em suas respectivas regiões. Segundo Pedroza, as entidades que aderiram à proposta setorial estão discutindo a possibilidade de desenvolver alguns modelos e projetos, por meio do comitê técnico do acordo, que poderão ser aproveitados por investidores de menor porte, de maneira que vários possam participar. “O importante é que as empresas comecem a agir, buscando parceiros, informação e orientação. A Abi-

nam está sugerindo manter um fórum permanente às sextas-feiras na sede da entidade para prestar todas as informações, esclarecimentos e desenvolver novas ideias sobre o assunto para melhor orientar seus associados”, afirma o assessor. Adesão ao acordo A Abinam lembra também que as empresas de água mineral que não aderiram ao acordo setorial ainda poderão fazê-lo. Depois que a proposta for homologada pelo governo, quem quiser ingressar na Coalizão Empresarial vai enfrentar outra realidade. “Provavelmente o candidato terá que passar pelo crivo e apreciação de todo o colegiado, o que dependerá de deliberação”, afirma Pedroza. “Outro agravante a ser considerado, é que o custo para participar de um projeto já homologado, com certeza, será bem maior”, conclui. O não cumprimento da Lei 12.305/10 envolve diversas penalidades para as empresas, que vão desde a impossibilidade de renovação das licenças junto aos órgãos competentes até pesadas multas. “A logística é reversa, mas a lei é irreversível”, enfatiza Pedroza.

25


Raridade

Água mineral vanádica de Toledo (PR)

é uma das mais raras do planeta Lançada em 2011, a marca Sferriê, do Grupo Pereira, já está entre as melhores do mundo pelo seu alto teor de vanádio

O

acaso tem sido responsável por muitas histórias de sucesso e pelo surgimento de novos empreendimentos, mas é preciso saber aproveitar as oportunidades proporcionadas pelo “inesperado”. Foi o que aconteceu com o empresário paranaense Osmar Pereira, da Indústria de Laticínios Pereira, localizada no distrito de Sobradinho, no município de Toledo, no oeste do Paraná. Ao perfurar um poço tubular ao lado da sua fábrica, o industrial descobriu “por acaso” uma fonte de água mineral vanádica, considerada entre as mais raras do planeta.

26

www.revistaaguaevida.com.br

Segundo os especialistas, trata-se de um oligomineral, muito dif ícil de ser encontrado, presente em apenas cerca de 0,02% da crosta terrestre. Suas propriedades terapêuticas são comparadas às encontradas no alho, arroz integral, em frutos do mar, como salmão e mariscos, e em óleos nobres como o de oliva, cujos benef ícios são reconhecidos mundialmente. No Brasil, existem apenas outras quatro fontes com esse mineral, sendo duas em São Paulo e outras duas em Minas Gerais. Fora do país, somente a França possui fonte de água vanádica.


Além de entrar para o rol das raridades, a água de Toledo apresenta ainda outra característica que a torna praticamente única no mundo: a concentração de 0,31mg/L de vanádio em sua composição química, índice bem superior às demais fontes de águas vanádicas, cuja proporção varia entre 0,02 mg/L e 0,13 mg/L. Com a Sferriê nasce uma nova empresa A descoberta rendeu ao Grupo Pereira uma nova empresa, a Indústria de Bebidas Sobradinho – IBS, criada em 2010 para gerenciar o envasamento e a comercialização da nova marca, a água mineral Sferriê. A moderna fábrica com 3.700 metros quadrados de edificação, inclui também uma linha de bebidas não-alcoólicas, além da transportadora Sferriê, responsável pelo transporte e logística dos produtos industrializados pelo grupo. Com a chegada da marca ao mercado, no segundo semestre de 2011, a Sferriê entrou para o circuito mundial das águas minerais, atraindo a atenção de especialistas e empresários internacionais, que já consideram o produto como uma das melhores águas minerais do planeta. Um exemplo foi a vinda ao país de uma delegação da Arábia Saudita para conhecer a fonte e estudar a possibilidade de importação do produto. A Sferriê, apresentada nas versões premium de 410 ml e convencional de 510 ml, com e sem gás, também foi um dos principais destaques da Mercosuper 2013, tradicional evento da Associação Paranaense de Supermercados (Apras). Atualmente, a marca é comercializada em hotéis e restaurantes de primeira linha do Paraná, além

Osmar Pereira, da Indústria de Laticínios Pereira

de estar presente nas principais redes de supermercados do estado. "A empresa já tem planos de ampliar a distribuição do produto em redes nacionais", declara Osmar Pereira. Propriedades terapêuticas do vanádio Entre outros benef ícios já reconhecidos pela ciência médica, o vanádio tem importante ação inibidora da síntese de colesterol, evitando a deposição de gorduras nas paredes das artérias, o que previne ataques cardíacos e isquemia cerebral. "A substância também simula os efeitos da insulina no organismo. É antioxidante e retarda o envelhecimento. Auxilia na diminuição do acúmulo do ácido úrico nas vias urinárias e no controle de úlceras, gastrites e demais problemas digestivos. Também é atribuído ao mineral efeito dermatológico e cicatrizante.", conclui Osmar. Mais informações acesse www.sferrie.com.br


Mercado

Águas do Porto conquista ISO 9001 “O que já era leve, puro e natural, agora é certificado”. A afirmação é do proprietário da fábrica baiana de água mineral Águas do Porto, Marcos Cintra, que comemora a conquista da ISO 9001:2008, outorgada à empresa pelo seu sistema de gestão de qualidade nos processos de produção e distribuição de água mineral. Para o empresário, a certificação em apenas dois anos de existência da marca mostra o empenho da envasadora em oferecer produtos de qualidade aos consumidores. Captada a mais de 100 metros de profundidade do poço São José, localizado em Imbirussú de Dentro, município de Porto Seguro, a Águas do Porto é classificada como mineral fluoretada. Com uma linha completa de embalagens, o produto é oferecido nas versões: garrafas de 330 ml e 510 ml com e sem gás, garrafa PET de 1,5 L, garrafão de 5 L, garrafão de 20 L e copos de 200 ml e 300 ml.

Minalba acompanha a Gastronômade Brasil A Minalba Premium foi a água mineral exclusiva do aclamado Gastronômade Brasil, nas etapas de São Paulo, Brasília e Rio de Janeiro, realizado em março de 2013. O encontro reuniu ícones da gastronomia brasileira em sete estados. Considerado um dos mais badalados eventos gastronômicos internacionais, a edição brasileira é baseada no mesmo conceito de “restaurante sem paredes”, criado pelo chef americano Jim Denevan, em 1999. O objetivo é conectar as pessoas com a terra e com as origens dos alimentos. A escolha de cenários deslumbrantes ao ar livre faz parte da proposta do festival. Os pratos criados com ingredientes locais são preparados por um chef top. Os estados de Minas Gerais, Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul também fizeram parte do circuito da edição 2013.

DNPM deve instalar escritório em Santa Gertrudes (SP) O DNPM estuda a implantação de uma unidade do órgão no município de Santa Gertrudes, interior de São Paulo, considerado o maior polo produtor de cerâmica do país. O projeto visa atender a uma antiga reivindicação das empresas extrativistas da região. A presença do DNPM na cidade vai evitar que o minerador tenha que se deslocar até a capital para resolver assuntos do seu interesse, além de contribuir para intensificar ações de responsabilidade ambiental na prospecção dos minerais. As negociações para a instalação do escritório estão sendo discutidas com a Prefeitura local e a Aspacer - Associação Paulista das Cerâmicas de Revestimento.

28

www.revistaaguaevida.com.br


Com uma embalagem diferenciada, elaborada especialmente para apreciadores de vinhos, a Lindoya Verão foi mais uma vez a marca oficial do Encontro de Vinhos Off – São Paulo, realizado este ano, na sofisticada Casa da Fazenda, no bairro do Morumbi. Já considerado um dos principais encontros de vinho do Brasil, o evento é pioneiro na adoção do conceito road show, percorrendo diversas cidades do país para fomentar negócios, divulgar o produto e alavancar o setor.

Realizado sempre um dia antes da tradicional ExpoVinis, o encontro reúne importadores, produtores brasileiros e internacionais para apresentar as novidades dos seus portfólios. Presente desde a primeira edição do evento, a Lindoya Verão também participa de outras iniciativas realizadas por importadores, lojas de vinhos e demais players do mercado. Parceira da The Wine School, uma organização dedicada à formação de profissionais do mundo do vinho, licores e destilados, além de apreciadores e enófilos, a Lindoya Verão é a primeira representante da Wine&Spirit Education Trust (WSET) no Brasil, Chile e Colômbia.

Anuncie aqui!

Lindoya Verão: marca oficial do 4º Encontro de Vinhos Off


Mercado

Município de Sobradinho (RS) terá água mineral A Hidromineradora Santo Expedito, de Campo Bom, no Rio Grande do Sul, deverá iniciar em breve a exploração de água mineral no município de Sobradinho, localizado na região Centro-Serra. Em junho de 2009, a empresa recebeu a autorização do DNPM para dar início aos trabalhos de pesquisa do poço de 270 metros de profundidade, localizado nas proximidades da estrada que leva à Lagoa Bonita do Sul. A empresa tem a intenção de envasar, inicialmente, garrafões de 20 litros de água mineral, o que deverá gerar 20 empregos diretos.

Água mineral Lebrinha no mercado de luxo

Recepção do Botanique Hotel&Spa, em Campos do Jordão, SP Selecionada para integrar a carta de águas minerais do Botanique Hotel&Spa, um dos mais exclusivos e sofisticados hotéis do país, localizado em meio à exuberante Serra da Mantiqueira, em Campos do Jordão, a água Lebrinha ganhou projeção nacional como marca do segmento de bebidas de luxo. O produto, apresentado em embalagens Premium e Fitness, atraiu a atenção dos gestores do Botanique, durante o Water Bar na Expo-Abinam, realizada em outubro de 2012, em Santa Catarina. Proveniente da fonte Bica das Moças, na Chapada dos Guimarães, situada a 67 quilômetros ao norte de Cuiabá (MT), a água Lebrinha é protegida por um filtro natural, formado por uma extensa camada de material argilo-siltoso e arenoso fino, o que confere ao produto 100% de pureza. É classificada pelo DNPM como água mineral fluoretada e hipotermal na fonte.

CVI assume distribuição da Crystal Desde o início de 2013, a água mineral Crystal, que integra a linha de hidratação da Coca-Cola Brasil, passou a ser distribuída pela CVI Refrigerantes. Disponibilizado nas versões com e sem gás, em embalagens de 500 ml e 1,5 litro, o produto pode ser encontrado nas áreas de cobertura da CVI. Já as versões copo 200 ml e 5 litros continuam sendo distribuídas com a marca Fonte Ijuí, adquirida pelo Grupo Coca-Cola em 2012. A CVI Refrigerantes atua no segmento de bebidas por meio da produção, comercialização e distribuição de produtos da The Coca-Cola Company, Heineken e Leão Alimentos e Bebidas.

30

www.revistaaguaevida.com.br


Anuncie aqui!


Mercado

Fruki investe em aumento de produção A fabricante de bebidas Fruki, do Rio Grande do Sul, vai investir cerca R$ 100 milhões até o final de 2013 para aumentar sua capacidade de produção. Nos planos da empresa está prevista, além da ampliação da matriz de Lajeado e do centro de distribuição

em Canoas, a construção de uma nova fábrica. Segundo as estimativas do presidente da empresa, Nelson Eggers, “só a produção de água mineral deverá dobrar com as novas instalações”. Além da marca Água da Pedra, a Fruki produz refrigerantes e energéticos.

Água Fonte Ijuí é a mais lembrada e preferida do RS A água mineral Fonte Ijuí conquistou a liderança em duas categorias na 15ª edição da tradicional pesquisa MARCAS DE QUEM DECIDE 2013, promovida pelo Jornal do Comércio e o Instituto Qualidata. Foi a primeira colocada nos quesitos “lembrança” e “preferência”, respectivamente com 31,2% e 31,9% dos votos captados entre 590 empresários, executivos e profissionais liberais em 47 municípios do Rio Grande do Sul. Foram também classificadas, entre as mais lembradas, as marcas Sarandi (23,1%); Água da Pedra (20,3%); Charrua (5,1%) e Itati (3,1%). No índice de preferência, as indicações apenas alteraram a posição da Água da Pedra, que ultrapassou a Sarandi, assumindo o segundo lugar nesse item, com 21,4% dos votos. Em 2012, a Fonte Ijuí foi adquirida pela empresa mineradora de águas Charrua, formada pela Coca-Cola Inc. e Vonpar Bebidas, franqueada da multinacional nos estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

32

www.revistaaguaevida.com.br

Mais lembradas

31,2% Fonte Ijuí

23,1

Sarandi

Preferidas

21,4% Água da Pedra

31,9% Fonte Ijuí

21,4%

Água da Pedra

5,1%

19,3% Sarandi

4,4%

Charrua

Charrua

3,1%

2,7%

Itati

Itati


Anuncie aqui!


Mercado

Classificados

O resultado do Censo da Reciclagem do PET no Brasil, produzido pela Associação da Indústria do PET – Abipet, será apresentado durante a PETtalk 2013 – II Conferência Internacional da Indústria do PET, entre os dias 26 e 27 de junho, no hotel Holiday Inn Anhembi, em São Paulo. O estudo foi conduzido junto a aproximadamente 400 empresas recicladoras, que atuam em todo o território nacional. Para contribuir com a ampliação e a sustentabilidade deste índice, o PETtalk trará uma série de apresentações com soluções e tecnologias que ampliam a produtividade e os resultados das empresas, inclusive a apresentação da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), lei que objetiva resolver a questão da coleta seletiva e o sistema de logística reversa para as embalagens pós-consumo. "A lei traz responsabilidades e oportunidades para o setor. O PETtalk vai mostrar para a indústria as possibilidades e os riscos envolvidos", afirma Auri Marçon, presidente da Abipet. Segundo ele, as empresas, de um modo geral, ainda não conhecem as implicações da PNRS. As inscrições para o PETtalk podem ser feitas através do site www.pettalk.org.br.

In Natura vai produzir gelo de água mineral Até julho de 2013, a empresa mineira In Natura de Água Mineral deverá concretizar um projeto pioneiro em Minas Gerais: produzir gelo de água mineral. A iniciativa envolverá investimentos da ordem de R$ 200 mil. Segundo a fabricante, a produção de gelo deverá representar 20% do volume total de 70 mil litros de água mineral, extraído diariamente da sua fonte natural, localizada no Sítio das Águas. A empresa também pretende investir R$ 500 mil na produção de água com gás.

34

www.revistaaguaevida.com.br

Anuncie aqui!

Censo da Reciclagem do PET será apresentado no PETtalk


Anuncie aqui!


Anuncie aqui!


Revista Água&Vida 77