Page 1

DISTRIBUIÇÃO GRATUITA | WWW.REVISTASALT.COM.BR JANEIRO / FEVEREIRO / MARÇO 2016 Nº 17

O que vai rolar no verão 2017 Advanced style: maturidade é a nova moda O sucesso da marca teen Petite Jolie Lowsumerism: uma nova forma de consumo

APP


www.zotto.com.br Rua Genésio Militão dos Reis, nº 572, Park Dona Gumercinda Martins - CEP: 35.519-000 (37) 3226-9600 / zotto@zotto.com.br


É SHOW

CONHEÇA TODA INOVAÇÃO SOUND

de bem com a vida!


EDITORIAL DIRETORA / DIRECTOR Hellen Viegas EDITORA DE JORNALISMO / JORNALISM EDITOR Ana Helena Miranda JORNALISMO / JORNALISM Sabrina Dutra COLABORADORES / COLLABORATORS Bruna Miranda, Davi Leite, Jotta Sybbalena, Julia Lego e Joyce Amaral PROJETO GRÁFICO / GRAFIC PROJECT Voice Design DESIGN Kayta Alves e Ana Carolina Romualdo

Sem fronteiras. Assim definimos esta edição da Salt, que chega ao mercado em versão bilíngue, em inglês e português. A estratégia visa atingir novos mercados e, claro, fazer bons negócios. E estes negócios não se fazem como antigamente. É isto que mostramos na matéria “Um novo tipo de consumo”, em que contamos cases de iniciativas bem sucedidas que tem a economia criativa e colaborativa como base. Também conversamos com a especialista em marketing Maria Teresa Cristina Horn. Nossa entrevistada, que é consultora de várias marcas mineiras, como Patogê, Villa Vittini e Alphorria, nos dá várias dicas de como gerir melhor uma marca. Leia a entrevista e comece 2016 aplicando seus conceitos. Afinal, sem planejamento não se vai a lugar algum. Para fechar, contamos quais serão as tendências da Primavera/Verão 2017 para você já começar a criar sua coleção. Vem com a gente e não esqueça sua Salt, pois este ano de 2016 promete! Boa leitura!

COMERCIAL / COMMERCIAL Rogelma Alves e Daniele Neves TRADUTOR / TRANSLATOR Zach Grundy TRATAMENTO DE IMAGEM / IMAGE TREATMENT Márcio Martins FOTÓGRAFOS / PHOTOGRAPHERS Kayta Alves OPERAÇÕES / OPERATIONS Marcella Belisario GRÁFICA / PRINT SHOP Formato DISTRIBUIÇÃO / DISTRIBUTION Gratuita CIRCULAÇÃO / CIRCULATION Nacional

Hellen Viegas Diretora Borderless. That is how we define this edition of Salt, that reaches the Market in a bilingual version, in English and Portuguese. The strategy is directed towards new markets and, of course, to create good business connections. These business connections are no longer made the way they used to be. This is what we bring to attention in the article “ A new type of consumer”, in which we show some successful initiatives sustained by a creative and collaborative economy. We also talk with the marketing specialist Maria Teresa Cristina Horn. Our choice for interview, who is a consultant for many “mineiro” brands, such as Patoge, Villa Vittini and Alphorria, gives us many tips on how to better manage your brands. Read the interview and start 2016 applying its concepts. After all, without planning you're not going anywhere. To close, we talk about what the tendencies will be for Spring/Summer in 2017 to get you started on creating your collection. Join us and don’t forget your Salt, because this year is promising. Enjoy your reading!

CORRESPONDÊNCIA / CORRESPONDENCE Av. José João Rodrigues, 1135, Fausto Pinto da Fonseca - CEP: 35519-000 Nova Serrana / MG salt@revistasalt.com.br Tel: 37 3226.4068 PARA ANUNCIAR / FOR ADVERTISING comercial@revistasalt.com.br A revista Salt é uma publicação da Salt Comunicação e Editora Ltda. Salt magazine is a Salt Comunicação e editora Ltda publication. A revista Salt não se responsabiliza pelas opiniões, artigos e conceitos emitidos nos textos assinados e/ou anúncios, por serem de inteira responsabilidade de seu(s) autor(es). Salt magazine is not responsible for the opinions, articles and concepts printed in the signed texts or adverts, being the responsibility of the author/s.

Hellen Viegas Director

Foto julia lego styling davi leite

revistasalt.com.br fb.com/revistaSALT

12 | REVISTA SALT

Beleza léo Café

@revistaSALT

Modelo bárbara zanco (ford) Vestido cosh


íNDICE índice

23

16 | COLABORADORES/ COLLABORATORS 18 | SALT NA REDE / SALT ONLINE 20 | VERÃO 2017 / SUMMER 2017 30 | TREND CASUAL FEMININO / FEMALE CASUAL TREND 32 | TREND CASUAL FEMININO / FEMALE CASUAL TREND 36 | CRIATIVIDADE / CREATIVITY 44 | TENDÊNCIA / TENDENCY 50 | TREND CASUAL MASCULINO / CASUAL MALE TREND 52 | TREND FEMININO ESPORTE FINO / FINE FEMALE SPORT TREND 54| GENTE QUE FAZ / WHO DO IT

56| TREND CASUAL MASCULINO / CASUAL MALE TREND 58 | ENTREVISTA / INTERVIEW 66 | EDITORIAL / FASHION EDITORIAL 76 | ILUSTRAÇÃO DE MODA / FASHION ILLUSTRATION 78 | TREND INFANTIL / CHILDREN'S TREND 82 | SUSTENTABILIDADE / SUSTAINABILITY | by BRUNA MIRANDA

66 100

86 | COLUNA JOTTA SYBBALENA / JOTTA SYBBALENA'S COLUMN 90 | RADAR FASHION / FASHION RADAR | by JOYCE AMARAL 92 | INSPIRAÇÃO / INSPIRATION 96 | NOVA GERAÇÃO / NEW GENERATION 100 | STREET STYLE 108 | ONLINE 114 | ANIVERSÁRIO / BIRTHDAY 116| INICIATIVA / INITIATIVE 118 | AGENDA 119| VITRINE SALT / SALT WINDOW 120 | ENDEREÇOS / ADDRESSES

14 | REVISTA SALT


COLABORADORES

DAVI LEITE Davi Leite é stylist radicado em Belo Horizonte. Apaixonado pela imagem e pela estética dos anos 90, fez cursos livres de moda e história da arte. Hoje, é responsável por criar imagens das campanhas dos shoppings Diamond Mall e BH Shopping. Sua grande referência é a arte e a estética urbana, tendo como base o trabalho da dupla paulista OSGEMEOS. Davi Leite is a stylist located in Belo Horizonte. In love with the image and esthetics of the 90’s, participated in open fashion and art history courses. Today he is responsible for creating the images for the campaigns of shopping centers Daimond Mall and BH Shopping. His greatest reference is urban art and esthetics, with a basis coming from the work of the “paulista” double “OS Gemeos” .

JOYCE AMARAL Com especialização em Negócios da Moda e MBA em Gestão de Projetos, Joyce Amaral é estilista há cinco anos e assina a coluna Radar Fashion da revista SALT há dois. Morou em Dublin, na Irlanda, onde pesquisou e estudou tendências da área. Specializing in fashion business and MBA in Project management, Joyce has been a stylist for five years and has signed Salt magazines Radar Fashion column for two years. She has lived in Dublin, Ireland, where she did research and studied tendencies of the area.

KAYTA ALVES A estudante de publicidade Kayta Alves é também designer gráfica e fotógrafa de produtos. Acostumada a desenvolver catálogos para diversas marcas de calçados, bem como outras peças publicitárias, ela também integra a equipe de Nova Serrana da SALT. Kayta Alves is a publicity student as well as Graphic Designer and photographer. Already accustomed to working with catalogs for various footwear brands, in addition to other publicity pieces as part of the Nova Serrana team.

ZACH GRUNDY Australiano, já deu aulas de inglês na Wizard e Rizvi e atualmente cursa Administração. Nesta edição, foi responsável por traduzir todo o nosso conteúdo para o inglês. Australian, he gave english classes in schools like Wizard and Rizvi and currently studies Management. In this edition, he was responsible for translanting all of our content to english.

Ana Helena Miranda Jornalista especializada em Moda pela Saint Martins College, em Londres, ela é ainda editora das revistas Habitat em Minas e Brasília, além de apresentar o programa Fina Estampa na Rádio Inconfidência, que fala de moda e design. Journalist Specialized in Fashion from Saint Martins College, in London she is also the editor of Habitat magazine in Minas Gerais and Brasilia, as well as presenting the “Fina Estampa” program on the radio for “Radio Inconfidencia”, which talks about fashion and design.

SABRINA DUTRA Formada em Jornalismo, com especialização em Design e Cultura, trabalhou por dez anos como colaboradora do colunista social Paulo Navarro, nos jornais O Tempo e Pampulha. Escreve para a revista SALT e também para a Habitat Minas Gerais e Brasília. Adora sapatos, moda, música e é apaixonada por tudo o que envolve o universo rock’n’roll. Graduated in Journalism, specializing in design and culture, she worked as a collaborator with columnist Paulo Navarro for the newspaper “O tempo” (The Weather) and “Pampulha” for tem years. She writes for Salt magazine as well as for Habitat in Minas Gerais and Brasilia. She loves shoes, Fashion, music and is in love with anything that involves the rock’n’roll universe.

16 | REVISTA SALT


revistasalt.com.br

Salt na rede i Salt Online

Primavera/Verão 2017 i Spring/Summer 2017 Saiba o que rolou nas passarelas de Paris, Milão, Londres e Nova York e veja o que melhor se adapta ao nosso gingado brasileiro. Know about what went down on the catwalks of Paris, Milan, London and New York and see what better adaptations can be made to our Brazilian waddle.

APP SALT i Salt App Baixe a revista SALT no seu tablet ou smartphone. Acesse magtab.com/revista-salt. Download SALT Magazine on your tablet or smartphone. Access magtab.com/revista-salt

Moda sem idade i Ageless Fashion Confira mais sobre a tendência “Baby boomers”, que está quebrando os paradigmas do mundo. Check out more about the “Baby Boomers” fashion tendency, which is breaking new paradigms of the fashion world.

fale com a SALT i Talk to Salt Para conversar com a redação

Siga a SALT i Follow Salt facebook.com/Revista-Salt

To talk to the newsroom

55 31 3261-2608 redacao@voicedesign.com.br

18 | REVISTA SALT

@revistasalt


Verão 2017 I SUMMER 2017

VERÃO DO LADO DE LÁ SUMMER FROM THE OTHER SIDE APONTAMOS ALGUMAS TENDÊNCIAS PARA A ESTAÇÃO QUENTE NO HEMISFÉRIO NORTE, A PARTIR DOS DESFILES DAS SEMANAS DE MODA DE NOVA YORK, LONDRES, MILÃO E PARIS, ENTRE SETEMBRO E OUTUBRO PASSADOS. CONFIRA OS HIGHLIGHTS DA TEMPORADA SPRING/SUMMER 2016 E FAÇA SUAS APOSTAS. O QUE VAI PEGAR POR AQUI QUANDO O NOSSO VERÃO 2016/2017 CHEGAR? WE POINT OUT A FEW TENDENCIES FOR THE HOT SEASON IN THE NORTHERN HEMISPHERE, FROM THE PARADES DURING THE FASHION WEEKS IN NEW YORK, LONDON, MILAN AND PARIS, BETWEEN LAST SEPTEMBER AND OCTOBER. CHECK OUT THE HIGHLIGHTS OF THE SPRING/ SUMMER 2016 SEASON AND MAKE YOUR BETS. WHAT IS GOING TO BE IN FASHION WHEN OUR SUMMER OF 2016/2017 ARRIVES? Por Sabrina Dutra Fotos Divulgação By Sabrina Dutra Photos Publicity

MAIS É MAIS De tênis a sandálias, de slippers a saltos que sozinhos impressionam, a moda dos pés continua a brincar de vale-tudo, adaptando tendências do inverno para o verão, muitas delas fazendo um mix esperto no mesmo calçado. A diferença mora nos detalhes. Continua em alta o maximalismo – modelos supertrabalhados, com aplicações de pedrarias, flores, estrelas, franjas, bordados... Destaque para a Gucci, cujo diretor criativo, Alessandro Michele, foi eleito o designer de moda do ano, pelo British Fashion Awards 2015. Outras grifes que não têm medo do excesso? Alexander McQueen, Sophia Webster, Sergio Rossi, Tanya Taylor e Emilio Pucci.

20 | REVISTA SALT

Gucci


Dolce & Gabbana

Fendi

MORE AND MORE From Joggers to sandals, from slippers to heels which by themselves impress, the feet fashion continues to play it all in, adapting tendencies from winter to summer, many of them making a smart mix in the same shoe. The difference lies in the details. The maximization continues at a high – super worked models with stone applications, flowers, stars, fringes, patterns...Extra attention to Gucci, whose creative diretor, Alessandro Michele, was elected fashion designer of the year, by the Brittish Fashion Awards 2015. Other brands who aren’t afraid of excess? Alexander McQueen, Sophia Webster, Sergio Rossi, Tanya Taylor and Emilio Pucci.

REVISTA SALT | 21


Verão 2017 I SUMMER 2017

ABOTINADOS E AMARRAÇÕES Sandálias que parecem botas ou o contrário? Modelos abotinados – hora pesados, hora sexy ou delicados – apareceram em inúmeros desfiles (Louis Vuitton, Burberry, Roberto Cavalli, Christian Siriano, Issa, Rebecca Minkoff, Givenchy). E amarrações pipocaram (Altuzarra, Valentino, Carolina Herrera), dando as caras também em gladiadoras (sim, elas persistem, como visto nas coleções da Temperley London, Peter Pilotto, Giambattista Valli) e até em flats inspiradas no balé.

BOOTIES AND MOORINGS Sandals that look like boots or the opposite? Booties models – Heavy time, sexy time or delicate – appear in various parades (LouisVuitton, Burberry, Roberto Cavalli, Christian Siriano, Issa, Rebecca Minkoff, Givenchy). And Moorings popped (Altuzarra, Valentino, Carolina Herrera), showing their faces also in Gladiators (yes, they persist, as seens in the collections of Temperly London, Peter Pilotto, Giambattista Valli) and even in Flats inspired for the ball.

Mary Katrantzou

22 | REVISTA SALT


Alberta Ferretti

Chanel

Miu Miu

REVISTA SALT | 23


Verão 2017 I SUMMER 2017

Martin Margiela

BASE FORTE Se você ainda torce o nariz para as plataformas, principalmente as flatforms (de solado reto), talvez seja a hora de se render. Quase onipresentes nos desfiles internacionais, compondo produções mais casuais, elas são a bola da vez. Se não é um calçado que prima pela elegância, por outro lado deixa qualquer um mais jovem e descolado. Esteve nos pés de modelos de Alexander Wang, Dries van Noten, Ralph Lauren, Tommy Hilfiger, Lacoste e outros tantos.

STRONG BASE If you still screw up your nose when you see platforms (with the straight sole), maybe its time for you to surrender. Almost ubiquitus in the international parades, including more casual productions, they are the flavor of the month. If it is not a shoe that strives for elegance it leaves anyone looking younger and cool. They have been worn on the feet of models for Alexander Wang, Dries van Noten, Ralph Lauren, Tommy Hilfiger, Lacoste and many others.

24 | REVISTA SALT

Paul Smith


DriesVanNoten

Burberry

Calvin Klein

REVISTA SALT | 25


Verão 2017 I SUMMER 2017

DESCONTRAÇÃO TOTAL Seja pela pegada esportiva ou profusão de cores, estes modelos chamam a atenção por sua estética divertida, um verdadeiro arco-íris nos pés – como mostraram Chanel, J.Crew, Marc Jacobs, Betsey Johnson, etc. Nas versões tipo tênis, flats ou sandálias, a palavra de ordem é irreverência! E lembre-se: branco é a mistura de todas as cores.

TOTAL RELAXATION Be if from the Sporty side or the profusion of colour, these models catch everyones eyes due to their fun esthetics, a true rainbow on your foot – as shown by Chanel, J.Crew, Marc Jacobs, Betsey Johnson, etc. In the jogger type style, flats or sandals, the word of order is irreverance! And remember: White is a mixture of all colours.

Christopher Kane

26 | REVISTA SALT


Tommy Hilfiger

Chloé

Kenzo

REVISTA SALT | 27


Trend Casual Feminino i Female Casual Trend

Confortáveis, sim senhor! Comfortable, yes sir! Elas são altas, bonitas e... confortáveis! Deem as boasvindas às sandálias de solados tratorados, que prometem dominar o nosso guarda-roupa, seja no verão ou no inverno. Sim, elas vieram para ficar! They are tall, beautiful and.... comfortable! Give a warm welcome to the sandals with a track sole, that promise to dominate our wardrobe, be it in the summer or the winter. Yes, they are here to stay. side walk

Fotos Divulgação Photos Publicity

uma

dijean

Abusiva

30 | REVISTA SALT


Trend Casual Feminino i Female Casual Trend

It’s raining men! Dias chuvosos são uma ótima opção para tirar as galochas do armário e desfilar por aí. Escolha a sua! Rainy days are a great opportunity to take your rain boots out of the wardrobe and parade them around. Choose yours!

joules

Fotos Divulgação Photos Publicity

Burberry

RCA

Território do sapato

32 | REVISTA SALT


Criatividade I Creativity

Um novo tipo de consumo A new type of consumption Os hábitos de consumo não são mais os mesmos. Consciência, colaboração, respeito e sustentabilidade são valores que atualmente estão intrinsicamente ligados ao ato de comprar. Segundo a agência de pesquisa de consumo e comportamento Box 1824, estamos frente a frente com um novo conceito: o lowsumerism. Sai de cena o consumismo exacerbado, entra o consumismo consciente. De olho nesta tendência, várias iniciativas ganham força no mercado, sejam elas de empresas de grande ou pequeno porte, ou do cenário independente. The consumer habits are no longer the same. Conscience, collaboration, respect and sustainability are values that currently play a fundamental part in the act of purchasing. According to the research agency for consumerism and behavior Box 1824, we are face to face with a new concept: Lowsumerism. The exacerbated consumer scene is ending, making room for conscious consumerism. With all eyes on this tendency, various initiatives have strengthened in the market, be it from small or large companies or even independent ones. Por Ana Helena Miranda Fotos Divulgação By Ana Helena Miranda Photos Publicity

House of Bubbles

House of Bubbles

Do coworking ao “coclothing”. Dividir é a premissa da House of Bubbles, loja que faz sucesso na capital paulista. Seu objetivo é dividir todo seu acervo de roupas. Funciona como um clube: o cliente paga uma mensalidade fixa e tem direito a usufruir de todo o acervo da loja, que inclui marcas nacionais como Reinaldo Lourenço, Cris Barros, Osklen e internacionais, como Christian Dior e Anthropologie. O cliente pode alugar uma, três ou seis peças de uma vez, durante 10 dias. Depois deste prazo, ele pode renovar as roupas já alugadas ou devolvê-las. Caso queira devolvê-las, é impreterível que elas sejam lavadas depois do uso. Não à toa, a House of Bubbles possui em suas instalações uma lavanderia, que deu origem ao nome (casa das bolhas, em tradução literal).

From coworking to “coclothing”. Sharing is the objective for the House of Bubbles, a shop that has become successful in the Sao Paulo Capital. Its goal is to share its entire collection of clothes. It works like a club: The cliente pays a fixed monthly fee and gains the right to enjoy the entire store collection, which includes national brands such as Reinaldo Lourenço, Cris Barros, Osklen as well as international brands like Christian Dior e Anthropologie. Clientes can rent one, three or six pieces at once for a ten day period. After this time has passed, the cliente can renew the rentals or hand them back to the store. If the cliente wishes to give them back, it is essencial that the clothes be washed after use. Its not by mistake that the House of Bubbles incorporates in its installation a laundry service, which is where the name of the store came from.

Rua Dr. Virgílio de Carvalho Pinto, 61, Pinheiros, São Paulo, SP Tel: (11) 2366-4287 www.houseofall.co

Address: Rua Dr. Virgílio de Carvalho Pinto, 61, Pinheiros, São Paulo, SP Tel: (11) 2366-4287 www.houseofall.co

36 | REVISTA SALT


TrÊS MOTIVOS PARA AMAR O PROJETO:

THREE REASONS TO LOVE THE PROJECT:

1) Compartilhar é a chave para abrir todas as portas nos dias atuais e o House of Bubbles é exatamente sobre isto.

1) Sharing is the key to open all doors in todays time and its what the House of Bubbles is all about.

2) A iniciativa é um avanço quando se trata da mentalidade de consumo no mundo fashion, sempre focada no sentimento de posse.

2) The iniciative is an advance when talking about the consumer mentality in the fashion world, Always focused on the possessive feeling.

3) O projeto é muito sustentável e se pensarmos de forma mais abrangente, também ajuda o meio-ambiente, já que evita que roupas e acessórios sejam descartados.

3) The Project is very sustainable and if we think in a broader form, it is also good for the environmente, taking into account that it will avoid clothes being discarded.

REVISTA SALT | 37


Criatividade I Creativity

Guia Slow Lifestyle I Slow Lifestyle Guide Um estilo de vida mais calmo, em que a correria não entra. Esta é a proposta do “Guia Slow Lifestyle”, projeto da jornalista Bruna Miranda, da designer Luna Siqueira e da fotógrafa Silvia Vasconcellos. Em formato independente, o guia tem foco no comércio de Belo Horizonte. Onde encontrar casas e lojas adeptas do lifestyle? No que se baseia a cultura slow? Todas estas informações estão disponíveis no guia. reviewslowlifestyle.com.br A calmer lifestyle, that rushing doesnt penetrate. This is the proposition of the “Slow lifestyle Guide”, a Project by the journalist Bruna Miranda, the designer Luna Siqueira and the photographer Silvia Vasconcellos. In an independent format, the guide focuses on the commerce in Belo Horizonte. Where can houses and shops adept to the lifestyle be found? What is the slow culture based on? All of this information can be found on the guide.

TrÊS MOTIVOS PARA AMAR O PROJETO:

THREE REASONS TO LOVE THE PROJECT:

1) O guia é um grande incentivador do estilo minimalista. E se você acha que ele se restringe apenas a arquitetura e moda, se engana. Atitudes também podem ser minimalistas. Mas antes de tudo, é necessário conhecer a si mesmo. “Compreenda o que você é diante do mundo. Entenda sua vida profissional, sentimental, suas ambições, visões de mundo, sua necessidade social, etc. Diante disso, você passa a ter um ponto de partida”, explica a jornalista Graziella Giannini, que assina a coluna “Minimalismo na prática” do guia.

1) The guide greatly encourages of the minimalist style. If you think that its restricted to arquitecture and fashion, your mistaken. Attitudes can also be minimalists. But before anything else, its necessary to know yourself. “Comprehend what you are before the world. Understand yourself professionally, emotionally, your ambitions, world visions, your social needs, etc. From there, you begin to find a starting point”, explains the journalist Graziella Giannini, who signed the column “Minimalismo na pratica” (Minimalism in practice) of the guide.

2) O consumo consciente é algo que está em nossas mãos e depende 100% da nossa dedicação e boa vontade. E o projeto incentiva exatamente isto.

2)The conscious consumption of something within hands reach depends 100% on our dedication and good will. And the project pursues exactly that.

3) Nada melhor do que algo que te faça refletir sobre seus valores, atitudes e qualidades. Folhear o guia é rever seus conceitos sobre tudo.

3) Nothing better than something that makes you reflect on your values, attitudes and qualities. Looking through the guide is reviewing your concepts about everything.

38 | REVISTA SALT


Rei I REI Alojaespecializadaemroupaseacessóriosparaosaventureiros,queadoramesportes radicais e não abrem mão de acampar, adeptos do estilo chamado “outwear”, adotou um projeto que fez sucesso durante a Black Friday americana, que acontece logo após o feriado deThanksgiving. Fechou suas 143 lojas para incentivar seus 1.200 funcionários e clientes a passar o dia ao ar livre, em vez de serem agarrados pelo espírito consumista. Com a hashtag #optoutside, eles foram convidados a postar nas redes sociais seu dia fora de todo o rebuliço da Black Friday. Cerca de um milhão e meio de fotos correram a rede, propagando o fim do consumismo desenfreado. optoutside.rei.com The shop that specializes in clothes and accessories for aventurists, who love radical sports and dont say no to camping, the so called “outwear”, adopted a Project that was successful during the American Black Friday, that occurs just after the public Holiday of Thanksgiving. The owners closed their 143 stores to encourage their 1.200 employees and clientes to spend the day in the fresh air, instead of being grabbed by the consumer spirit. With the hashtag #optoutside, they were invited to post their day away from Black Friday on social networks. Close to one million and a half photos ran over the network, advertising the end of unbridled consumerism.

TrÊS MOTIVOS PARA AMAR O PROJETO:

THREE REASONS TO LOVE THE PROJECT:

1) O #optoutside reflete uma tendência que será forte neste ano de 2016: o lowsumerism. O conceito criado pela agência de pesquisas de consumo e comportamento Box 1824 é consequência de um mundo dominado por crises econômicas. Consumir menos, buscar alternativas sustentáveis em vez do consumismo exagerado e viver apenas com o necessário são algumas das bases do conceito.

1) The #optoutside reflects a tendency that will be Strong for 2016: Lowsumerism. The conecept that was created by the research agency for consumerism and behavior Box 1824 is the consequence for a world that Is dominated by economic crisis’. Consume less, search for sustainable alternatives instead of exaggerated consumerism and living only with what is necessary are a few bases for the concept.

2) Outra tendência que a iniciativa da marca traduz é o investimento na cultura interna da empresa. É preciso mostrar aos consumidores seus valores, que devem passar longe do trabalho escravo, do descuido com o meio-ambiente e da corrupção.

2) Another tendency is the brands initiative to invest in the internal culture of the company. It is important to show consumers your values, that they steer clear of slavery, carelessness of the environment and corruption.

3) A iniciativa de marketing é viral em sua essência, garantindo uma ótima propaganda da sua marca, sem se desvirtuar de valores como o cuidado com o próximo.

3) The marketing initiative is viral in essence, guaranteeing great publicity for the brand, without misrepresenting the values and care with others.

REVISTA SALT | 39


Criatividade I Creativity

Lee Jeans Em outubro de 2015, a marca de jeans Lee desafiou seus consumidores durante a promoção de um modelo de calça jeans detentor de calor. Chineses de 32 cidades foram incentivados a sair, mesmo no frio, com suas calças detentoras de calor, para registrar seus movimentos através do aplicativo Warmth Tracker, do WeChat. Se o consumidor encontrasse e usasse os QR codes colocados em locações específicas, ganhava pontos que podiam ser trocados por outros produtos e entradas para eventos exclusivos da marca. In October of 2015, the Jeans Lee brand challenged its consumers during a sale for a heat holder jeans model. Chinese citizens from 32 cities were encouraged to go out, even in the cold, with their heat holder jeans, in order to register their movements through the applicationWarmthTracker, fromWeChat. If the consumer finds and uses the QR codes placed in specific locations, they get points that can be exchanged for other products and entrances to the brands exclusive events.

TrÊS MOTIVOS PARA AMAR O PROJETO: THREE REASONS TO LOVE THE PROJECT:

1) Já sabemos que status é o que move o consumidor. Mas, o que vem depois? Consumidores terão que provar seu apreço pela marca. A tendência apresentada pela agência Trend Watching para 2016 trata exatamente disso. Há pouco status no que é fácil demais e saem na frente as marcas que estreitarem seus relacionamentos com o consumidor, através do denominado “status test”.

1)We already know that status is what motivates consumers. But what comes next? Consumers will need to prove their affection for the brand. The tendency presented by theTrend watching agency for 2016 works toward it.There is little status in what is too easy and brands take the lead when they strengthen their relationships with consumers, through the so called “status test”.

2) A iniciativa é a cara da geração Millennial, jovens nascidos a partir da década de 1990, que prezam a liberdade acima de tudo e adoram desafios. A conexão com o público-alvo nunca foi tão forte.

2)The initiative is the face of the Millennial generation, teens born since the 90’s, who crave freedom above all else and love challenges. The connection with the target public has never been so strong.

3)Tecnologia é a alma do negócio e a Lee soube usar ela muito bem a seu favor. O projeto é praticamente uma extensão conceitual do produto, a calça jeans detentora de calor.

3)Technology is the soul of the business and Lee knew how to use it in his favor.The project is practically a conceptual extension of the product, the heat holder jeans.

40 | REVISTA SALT


Tendência i Tendency

Maturidade fashion Mature fashion Foi só grifes como CÉline, Lanvin e Chanel estamparem campanhas com modelos com idade acima dos 60 anos que os fashionistas rapidamente perceberam um cheiro de tendência no ar. Como pode um mundo efêmero como a moda, que vive de novidades, estampar imagens que vão de encontro a tudo pregado até então? It only took brands like CÉline, Lanvin and Chanel to host campaigns with models over 60 years of age for fashionists to quickly perceive a smell of tendency in the air. How could a frail world like fashion, that lives off new diversity, present images that go against everything that it has stood for until now? Por Ana Helena Miranda Fotos Divulgação By Ana Helena Miranda Photos Publicity

O que aconteceu, na verdade, foi que as grandes marcas perceberam que suas maiores consumidoras não eram mulheres na faixa etária dos 20, 30 anos, mas, sim, acima dos 60, que de ultrapassadas não têm nada. Segundo dados do Bank of America, estas consumidoras gastarão cerca de US$ 15 trilhões até 2020. Abertas a novas experiências, elas não são nada analógicas e estão acessíveis seja através de sua conta no Instagram, seja em sites e blogs sobre moda. Segundo o bureau de tendências WGSN, a chamada geração “Baby Boomers”, pessoas nascidas entre 1946 e 1964, fruto do pós-guerra, é a nova moda do momento. Vide a fashionista Iris Apfel, que ganhou documentário que explora todo seu estilo e seu dia a dia. Outro documentário que também é sucesso na rede é o “Advanced Style”, sobre o blog homônimo, que fotografa homens e mulheres acima dos 60 anos que chamam atenção por sua forte intimidade com a moda.

44 | REVISTA SALT


What happened, in truth, was that the larger brands perceived that their greatest consumers were not women between the ages of 20 to 30 years old, but, yes, above 60 years, which of whom are in no way surpassed. Based on data of the Bank of America, these consumers will spend aproximately US$ 15 trilion before 2020. Open to new experiences, they are no longer apart of an analog world and are accessible be it through their instagram account, or in sites and blogs about fashion. According to the bureau trends WGSN, the so called “Baby Boomer” generation, people born between 1946 and 1964, fruit of the post war era, is the new fashion statement at the moment. Seen by the fashionist Iris Apfel, who won a documentary that completely explores her style and her day to day life. Another documentary that was also successful in the media called “Advanced Style”, about the blog namesake, which photographs men and women over 60 years of age that demonstrate a strong intimacy with fashion.

REVISTA SALT | 45


Tendência i Tendency

Iris Apfel

Millennials X Baby Boomers Eles são imediatistas e, por muitas vezes, considerados superficiais. Os filhos da geração Millennial, jovens nascidos entre 1980 e 2000, já vieram afinados com o mundo digital e estão sempre com um pé no futuro. Mas o que se percebe é que de nada adianta tamanha rapidez e agilidade sem sabedoria e experiência. É então que entra em cena a geração Baby Boomer, para por abaixo todos os clichês. - Acha que eles são digitalmente inalcançáveis? Pois saiba que eles são os responsáveis por manter as estatísticas de uso do Facebook lá no alto. - Campanhas de moda apoiaram a ideia e marcas como Celine, Dior, Chanel, Saint Laurent e Lanvin estamparam suas Baby Boomers como símbolo de estilo e inteligência. Nada mais atual como a expressão “old is cool”. - Baby Boomers não são nada tradicionais. A taxa de divórcio entre os casais acima de 50 anos só aumenta e os sites de relacionamento aproveitam a brecha para explorar este mercado. - O mito de que a saúde é um dos pontos fracos da geração Baby Boomer também foi por água abaixo. Ela é o novo alvo do mercado fitness.

46 | REVISTA SALT

They are strong sighted and most of the time, considered to be superficial. The offspring of the millennial generation, teenagers born between 1980 and 2000, have arrived already tuned in with the digital world and are always a foot ahead into the future. However, what can be perceived is that size, speed and agility are useless without wisdom and experience. That is where the Baby Boomer generation comes in, to throw down all clichés. - Think that they are digitally unreachable? But know that they are responsible for keeping facebook's statistics up high. -Fashion campaigns support the idea and brands like Celine, Dior, Chanel, Saint Laurent and Lanvin have labeled their Baby Boomers as an abundance of style and Intelligence. Nothing as current as the expression “old is cool”. - Baby Boomers are not at all traditional. The Divorce fee for couples over 50 years of age has only increased and the dating sites have taken advantage of the gap to explore this part of the market. - The myth that health is one of the weak points for the Baby Boomer generation was also blown out of the water. It is the new target for the fitness market.


Baddie Winkle

Linda Rodin

Beatrix Ost

Assista

Iris Uma das pessoas mais fascinantes do mundo da moda, Iris Apfel ganhou documentário que mostra toda a sua rotina. A empresária têxtil ganhou o mundo da moda quando o Metropolitan Art Museum resolveu fazer uma exposição de seu acervo de roupas. A partir daí, Iris virou ícone fashion dos mais simpáticos da atualidade. Advanced Style O documentário explora a relação de mulheres e homens, todos acima dos 60 anos, com a moda. “Independente da idade, nós queremos deixar a nossa marca através da moda”, diz uma das entrevistadas. E o filme mostra exatamente isto: moda não tem idade.

Para seguir no Instagram

Baddie Winkle | @baddiewinkle Com a apresentação que diz “stealing your man since 1928”, (roubando seu homem desde 1928, em tradução literal), Baddie é considerada a velhinha mais teenager da rede. Suas fotos irreverentes mostram ela em poses sexy, arrasando na balada e sem medo de viver a vida. Beatrix Ost | @beatrixost Artista, escritora e fashionista, Beatrix está sempre impecável com seus looks haute couture. Sem falar sobre seu cabelo arroxeado e seus turbantes que são verdadeiros fashion statements. Linda Rodin | @lindaandwinks A fundadora da perfumaria Rodin Olio Lusso também está no Instagram mostrando todo o seu lifestyle sofisticado. A novaiorquina está sempre acompanhada de seu poodle e seus looks são um capítulo à parte.

Watch Iris One of the most fascinating people in the fashion world, Iris Apfel won a documentary that showed her entire daily routine. The textile entrepreneur won over the fashion world when the Metropolitan Art Museum decided to make an exposition of her collection of clothes. Since then, Iris has returned to being one of the most sympathetic fashion icons of recent times. Advanced Style The documentary explores the relashionships of men and women, all over the age of 60 years old, with fashion. “Regardless of age, we want to leave our mark through fashion”, wrote one of the interviews. It is just that that is depicted in the movie: Fashion is ageless. To follow on Instagram Baddie Winkle | @baddiewinkle With the presentation that says “stealing your man since 1928”, Baddie is considered the oldest teenager of the network. Her irreverent fotos show her in sexy poses, dancing in the club and unafraid to live life. Beatrix Ost | @beatrixost Artist, writer and lover of fashion, Beatrix is always impecable with her haute couture looks. Not to mention her purple hair and turbans that are true fashion statements. Linda Rodin | @lindaandwinks The founder of the Rodin Olio Lusso perfume is also on Instagram displaying her entire sofisticated lifestyle. The New Yorker is always accompanied by her poodle and her looks are a chapter in itself.

REVISTA SALT | 47


Trend Casual Masculino I Casual Male Trend

Clássico indispensável Indispensable Classic Os homens que desejem sair dos já conhecidos sapatênis podem apostar em outro modelo: o dockside é casual, confortável e muito charmoso. Aproveite! Men who wish to move on from the wellknown casual sport shoes can bet on another model: Docksides are casual, comfortable and very charming. Take a look! Fotos Divulgação Photos Publicity

Colcci

Ralph Lauren

Side Walk

Malbeck

Redley

50 | REVISTA SALT


Trend Feminino Esporte Fino I Fine Female Sport Trend

Golden age Perfeitas para celebrar, as sandálias douradas podem ter saltos altos ou baixos, você escolhe. Invista no seu modelo preferido sem medo de ficar overdressing e vá festejar por aí! Perfect for celebration, the Golden sandals give you a choice between high or low heels. Invest in the model of your preference without fear of being overdressed and get out there and party.

Jimmy choo

Fotos Divulgação Photos Publicity

azaleia

Diva Rara

Jorge Bischoff

52 | REVISTA SALT

manolo blahnik


Gente que faz i We do it

QUALIDADE TAMBÉM NA COMUNICAÇÃO QUALITY IN COMUNICATION TOO MARCA DE CALÇADOS LANÇADA HÁ 25 ANOS, EM NOVA SERRANA (MG), A MARINA MELLO SAI NA FRENTE AO FALAR DIRETAMENTE À CONSUMIDORA FINAL. RODRIGO MARTINS, UM DOS SÓCIOS, NOS CONTA UM POUCO SOBRE A EMPRESA E POR QUE INVESTIR NESSE DIÁLOGO. BRAND OF SHOES RELEASED 25 YEARS AGO, IN NOVA SERRANA (MG), MARINA MELLO COMES OUT IN FRONT FOR TALKING DIRECTLY to THE FINAL CONSUMERS. RODRIGO MARTINS, ONE OF THE PARTNERS, TELLS US A LITTLE ABOUT THE COMPANY AND WHY TO INVEST IN THIS DIALOG. Por Sabrina Dutra Fotos Kayta Alves By Sabrina Dutra Photo Kayta Alves

Fruto da Rassa, empresa familiar criada em 1982, oito anos depois nascia a Marina Mello, marca de calçados femininos casuais. Rodrigo Martins, filho de um dos fundadores, Juarez Pinto Martins, começou a trabalhar na fábrica aos 16 anos. Hoje, aos 23, ele é sócio do pai na empresa, onde também atuam sua mãe, Conceição, e sua irmã, Rafaela. Reconhecida pela qualidade e conforto dos seus calçados, a Marina Mello aposta cada vez mais no design, atributo muito valorizado pelas mulheres. Conceição desenvolve a criação e o estilo dos produtos, junto com um modelista. A designer Ângela Diniz, de Belo Horizonte, colabora também nas pesquisas e viagens em busca de inspirações e tendências. “Visitamos Nova York e mecas do design na Europa”, conta Rodrigo.

Quanto à publicidade, a Marina Mello costumava anunciar em revistas e canais de TV nacionais. Atualmente, priorizam a comunicação na internet: o site está sempre atualizado de acordo com as campanhas e as mídias sociais da marca – são mais de 38 mil seguidores no Facebook e quase 10 mil no Instagram – contam com um consultor da área para as postagens e a comunicação com o cliente final. Rodrigo ressalta que o contato rápido e direto com os seguidores não apenas serve de termômetro para as coleções, mas beneficia o próprio lojista, pois indicam ao internauta onde encontrar o calçado. Além disso, a Marina Mello faz parcerias com blogueiras, fortalecendo a marca em todo o país. Também exportam para alguns países da América do Sul e já fazem contatos com outros mercados. História que vai longe!

QUALITY, COMFORT, DESIGN AND ....COMMUNICATION!

Alterosa). Currently, the focus is the internet. “We prioritise communication. Our site has been on the air for some time, Always being updated according to our campaigns”, he explains. The social media of the brand – there are more than 38 thousand followers on Facebook and almost 10 thousand on instagram – counting on the help of a local consultant, who manages what is posted and general communication with the final consumer.

Fruto da Rassa, a Family business founded in 1982, eight years after the birth of Marina Mello, a casual female brand. Rodrigo Martins – son of one of the founders, Juarez Pinto Martins, and today his partner – started work at 16 years of age, in the warehouse. Today, at 23 years of age, Rodrigo is involved alongside other Family members (besides his father, his mother, Conceiçao, and his sister, Rafaela) in command of Marina Mello, known for its quality and the comfort of its shoes. To complete the tripod of the brand is the design, largely valued by the women in which they constantly invest. Conceiçao comes up with the style of the products, together with a modeler. The designer Angela Diniz, from Belo Horizonte, who also collaborates with research and travel in search of new inspiration and fashion tendencies. For publicity, Marina Mello was accustomed to advertising in national magazines, such as “Vogue” and “Capricho”, and on TV (Globo and

54 | REVISTA SALT

Rodrigo highlights that, before the web, they depended on clientes to know what the desires of consumers were. “The fast and direct contact with the followers not only serves as a basis for collections, but benefits the shopkeeper, because we indicate them when someone asks where they can find our products”, Aside from this, Marina Mello makes partnerships with bloggers from varios regions, strengthening the brand throughout the country. The footwear are also exported to some countries in South America and our company makes contacts in other markets. A long story!


Trend Casual Masculino i Casual male trend

Clássico masculino male classic Entra ano, sai ano, o tênis ocupa o primeiro lugar na preferência de calçados masculinos. Quer variar? Escolha os modelos de cano longo! The years come and go, and the joggers occupy first place in preference for male footwear. Want to be different? Choose the long-barrelled models. Fotos Divulgação Photos Publicity

Adidas

Strikwear

Mad Bull

Nike

56 | REVISTA SALT


Entrevista

Planejamento é a alma do negócio Planning is the soul of a business Tereza Cristina Horn é especialista em moda e proprietária da 2 2 1 Consultoria e Projetos, empresa baseada em Belo Horizonte, Minas Gerais, focada em planejamento de marketing, gestão comercial, posicionamento de marca e treinamento de equipes. Em conversa com a revista SALT, compartilha conosco o segredo para fazer o seu negócio girar e ressalta: “planejar é fundamental”. Tereza Cristina Horn is a fashion specialist and owner of 2 2 1 consultancy and projects, a company based in Belo Horizonte, Minas Gerais, focused mainly on marketing planning, commercial management, brand positioning and team training. In an interview with Salt magazine she shares the secret to making your business work and reiterating: “Planning is fundamental”. Por Ana Helena Miranda Foto Leca Novo By Ana Helena Miranda Photo Leca Novo

Qual a importância do desenvolvimento de um planejamento?

What is the importance of developing a plan? Today, in any business activity, planning is fun-

Hoje, em qualquer atividade de negócio, é fundamental planejar. Uma execução primorosa sem planejamento se torna um turbilhão, um atropelo. Você não tem uma orientação, não sabe qual o passo a seguir. Então você faz e não obtém o resultado pretendido. Uma ação de planejamento começa no estabelecimento da meta. As pessoas, muitas vezes, estabelecem metas, mas não se planejam para alcançá-las. E depois elas se sentem frustradas porque o objetivo não foi alcançado. A ação de planejamento é fundamental. Em momentos como os de agora, que são momentos de crise, costumo dizer que este mercado é muito mais de atenção do que de crise. Como explicar que alguns setores estão conseguindo se desenvolver? Exatamente porque, em alguma medida, eles se prepararam para momentos de turbulência.

58 | REVISTA SALT

damental. A beautiful execution without planning is a whirlwind, a disaster. You don’t have a direction; you don’t know which steps to take. So you start and you don’t achieve the desired result. A planned action begins with establishing a goal. Most of the time people establish goals but don’t make plans to achieve them. Which means that they feel frustrated because they didn’t reach their objective. Action planning is fundamental. In moments like today, moments of crisis, I usually say that the Market is more of an attention Market than a crisis Market. How can it be explained that some areas are able to develop? It is because that these exact areas prepare themselves for turbulence.

Como é feito este planejamento? A primeira etapa é incluir entre as atividades da empresa um balanço de ações. Um balanço não é só importante

para você ter consciência do estoque de produtos que você tem, de como anda seu financeiro. Não. Um balanço precisar estar sempre como uma ação fundamental. Nenhum negócio pode dar certo se ele não conseguir aprender com o seu passado. A partir de um balanço das suas ações, você pode se projetar para o futuro através da elaboração de metas. A partir delas, você precisa criar um planejamento de ações pensadas e orquestradas dentro dos meses para que as metas sejam alcançadas. O planejamento começa, antes de mais nada, com um balanço do que foi. Por que através deste balanço, você percebe onde estão suas falhas, o que é preciso melhorar, onde estão os acertos. Porque também não é só olhar as falhas. Você deve olhar também para o lado positivo de todas as ações.

How is this planning done? The first step is to include an action balance to the businesses activities. A balance is not only important so that you may have a n o t i o n


REVISTA SALT | 59


Entrevista

"CAPACITAR A EQUIPE EU CREIO QUE SEJA O INVESTIMENTO DE EMPRESÁRIOS VISIONáRIOS'. “I see training a team as an investment for visionary companies”. of your product stock, but also to know how you’re financial area is going. A balance always needs to have a fundamental action. No business can move forward if it doesn’t learn from its past. F r o m t h e b a l a n c e o f y o u r a c t i o n s , y o u c a n m a ke e s t i m a t i o n s f o r the future by establishing goals. From there, you need to create a

produto pronto e falam “agora eu quero vender”. Não é assim. A primeira coisa que a gente tem que saber é se este produto é adequado às necessidades do mercado. Como eu vou fazer a venda deste produto? Porque tudo vai depender. Posso precisar de uma força comercial maior, uma força comercial menor, um volume de pessoas atuando em determinada área ou somente em feiras, ou precisar de uma representação, ou de uma loja própria, ou de um e-commerce. Tudo isso são definições que um planejamento deve ter. Se não você fica andando em círculos. As pessoas falam “vou abrir um e-commerce”. Para quê? Se não tiver uma estrutura correta você não precisa abrir um e-commerce. Porque sua loja vai ficar vazia. Ninguém vai acessar sua loja. Por que ninguém sabe que você existe. Você não tem braço no varejo para chegar até estas pessoas. Só abrir a loja não basta. A gestão comercial é o coração da empresa. Ela precisa de ter uma estrutura comercial bem feita, com uma atuação competente, uma equipe bem capacitada. Como uma avaliação de mercado, com a busca de novos clientes, com o acompanhamento dos clientes já existentes. Quando eu disse que é uma equação é porque depende de todos estes fatores. Eles não estão separados, eles estão interligados.

series of well thought out and orchestrated action plans inside the time limit so as to achieve the goals. The planning starts before a n y t h i n g e l s e w i t h a b a l a n c e o f t h e p a s t . B e c a u s e i t ’s f r o m t h e b a l a n c e t h a t y o u p e r c e i v e w h e r e y o u r m i s t a ke s t o o k p l a c e , w h a t you need to improve upon and what can be corrected. It is also i m p o r t a n t t o l o o k a t t h e p o s i t i v e s t o m a ke s u r e t h a t t h e b u s i n e s s

Na effective commercial management is the key to good company productivity in general. What is the secret to sales in times of crisis?

c o n t i n u e s t o g r o w. This is an equation that starts with a product. People usually separate

Uma gestão comercial eficaz é a chave para o bom desempenho de empresas em geral. Qual o segredo para vender em tempos de crise? Isso é uma equação que começa com um produto. As pessoas costumam dividir setor comercial de estilo. Isso é muito perigoso. O setor de criação deve estar ligado intrinsicamente ao setor de estilo. Não existe um estilo sem um bom comercial, porque o setor comercial é a pulsação do negócio. É onde as coisas estão acontecendo, onde há o contato com o cliente, onde existe o feedback. Muitas vezes o departamento de estilo não gosta de ouvir críticas, eles preferem se encapsular. A gente precisa fazer um produto que esteja adequado ao mercado. Isso não quer dizer que seja um produto que não seja comercial. Ao contrário. Um produto, para vender, precisa de um diferencial. Mas ele precisa estar adequado às demandas do mercado. Na verdade, estilo, departamento de criação e departamento comercial precisam andar juntos. Mas também só isso não basta. É preciso que você tenha um corpo comercial. Muitas empresas me procuram com o

60 | REVISTA SALT

the commercial sector from the style sector. This is very dangerous. The creation sector should be closely connected to the style sector. There is no such thing as a style without a good commercial sector, because the commercial sector is the propulsion for the business. It’s where everything is happening, we you make contact with the client, where the feedback exists. A lot of the time the style sector doesn’t want to listen to critics, they prefer to encapsulate themselves. We need to make products that at adequately suited to the market. This doesn’t mean that it has to be a non-commercial product. On the contrary. A product, to sell, needs to be different. However it needs to be suited to what the Market demands. In actuality, style, the creation department and the commercial department, need to walk hand in hand. But that is not enough. It’s necessary that you have a commercial body. Many companies come to me with a ready-made product and say to me “now I want to sell”. That’s not how it works. The first thing that we need to know is if the product suits the Market. How will I sell this product? Because it all depends. I may need a greater commercial force, a smaller force, a certain amount of people working in a certain area, or maybe just at fares, or maybe I will need representation or a shop to sell from, or possible e-commerce. These are some of the things that need to be included in planning. Otherwise you walk in circles. People say “I’m going to start working with e-commerce”. Why? If you don’t have the correct structure you don’t need


to open with e-commerce. Because your store will be empty. Nobody will access your store. Because nobody knows you exist. You have no retail arm to reach these people. Just opening the store is not enough. Commercial management is the heart of a business. It needs to have a well-structured commercial sector, with a competent performance and a well-trained team. With a market evaluation, a search for clients, and a monitoring strategy for existing clients. When I said it was an equation, it’s because it depends on all of these factors. They are not separate, they are connected.

É muito falado atualmente a frase “Mares calmos não fazem bons marinheiros”, em referência a crise que passamos. Você concorda com isto? Eu discordo. Acho que o bom marinheiro vai se capacitar para mares calmos e mares turbulentos. Aprender só com o problema eu acho perigoso, você perde tempo. Quando se está preparado, mesmo durante os mares calmos você continua afiando seus machados, vai encontrando oportunidades antes do que aqueles que vão se ver perdidos nos mares turbulentos. Você percebe a diferença entre marcas que estão preparadas para mares calmos e turbulentos, porque eles não têm um decréscimo de venda. Elas podem não crescer, mas não perdem vendas. Eu conheço marcas que estão passando pela crise tranquilas. Exatamente porque elas se prepararam, elas sentiram a pulsação do mercado.

é muito comum. Porque é um trabalho cansativo, um trabalho de muitas horas, um trabalho de final de semana, ou seja, é complicado. Nem sempre você consegue manter aquilo durante muito tempo. Mas isso não te dá o direito de oferecer uma experiência de compra negativa para o cliente. Porque quem perde é você. Uma equipe capacitada transforma o seu cliente em um vendedor para o seu negócio. Porque ele viveu uma experiência competente dentro daquela empresa e ele vai voltar novamente. Vai transferir esta experiência positiva para outras pessoas. Capacitar a equipe eu creio que seja o investimento de empresários visionários. E visionários como a Luiza Trajano, do Magazine Luiza, que coloca isto como um ponto que não se discute. Eu acho que ela atingiu este patamar exatamente porque ela tem esta visão. Uma visão de que a experiência de compra é mais importante do que a perda que o proprietário possa ter com uma eventual saída do funcionário. Porque a experiência que você traz ao seu cliente com um bom atendimento, um bom relacionamento, de fato, plagiando a frase do Mastercard, não tem preço.

What is the importance of a well-trained team in the footwear area? How can the frequent employee turnover be dealt with in some companies? Actually, those that get into that type of business need to know that it is all part of it. Not so much in wholesale, but in retail turnover is very common. Because it’s tiring work, a job with long hours, a weekend job, so basically complicated. It is not always possible to maintain

There is a recently common phrase that goes “Calm seas do not make for good sailors”, with reference to the crisis that we are going through. Do you agree with this? I di sagre e . I t hi nk a g o o d s a il o r w il l a djus t h im s e l f t o ca l m o r v i o l e nt seas. Le arning o nl y f ro m pro b l e m s is da ng e r o u s, y o u wa st e time . When you r pre pa re d, e v e n during c a l m e r s e a s, y o u st i l l c o n tinu e t o sharpe n y o ur a xe s , c o ntinuing to s e a rch fo r o ppo r t u n i t i es b efore t hey becom e l o s t in w il de r s e a s . Yo u ca n s e e t h e d i f f er en ce b et wee n brands t h a t a re pre pa re d f o r b o th ca l m a nd wi l d sea s, b e-

for very long. But that doesn’t give people the right to offer a negative buyers experience to clients. Because it puts you on the losing side. A well trained team transforms clients into salespeople for their business. Because the client had a competent experience inside the business and will most likely be back for more. The client will also pass on that positive experience to other potential clients. I see training a team as an investment for visionary companies. And visionaries such as Luiza Trajano, from Luiza Magazine, see this point as being undisputable. I feel that she has reached success for her vision. The vision that a client’s experience is more important than what the business would lose if an employee left. Because the experience you give a client with a good relationship is in fact, to steel the MasterCard slogan “Priceless”.

cau se t hei r sales d o no t dro p. T h e y m a y no t g ro w, b u t t h ey d o n o t de c re ase . I know of b ra nds th a t a re g o ing th ro ug h t h e cr i si s wi t h ea se . All be c au se th e y w e re pre pa re d, th e y f e l t th e m o v ement i n th e marke t .

Qual a importância de uma equipe bem treinada no setor de calçados? Como lidar com a alta rotatividade de funcionários de algumas empresas? Na verdade, quem entra neste negócio precisa ter em mente que isso faz parte. No atacado menos, mas no varejo a rotatividade

Em tempos de crise, muitos apostam na redução de custos e no aumento da produtividade. É possível juntar estas duas iniciativas? Não é fácil, mas é o desejo de todo empresário. A redução de custos é necessária para você oferecer um produto competitivo. Todas as empresas sonham com isto. Em todos os lugares é isto que elas almejam. Mas é importante pensar: eu não posso cortar o custo em detrimento do meu cliente. Eu posso cortar o custo em áreas que não aflijam o meu cliente. A gente tem sempre que pensar em diminuição de custos e valor para o cliente.

REVISTA SALT | 61


Entrevista

In times of crisis, many companies bet on cost reduction and the increase of produtivity. Is it possible to unite these iniciatives? It’s not easy, but it’s every businessman’s dream. Cost reduction is necessary to offer a competitive product. Its what every company desires. It’s what businesses everywhere are after. But it’s important to remember: I can’t cut costs at the expense of my clients. I can cut costs in areas that don’t affect

"Um produto, para vender, precisa ter um diferencial, mas, ao mesmo tempo, ser adequado às demandas do mercado".

my clients. We always need to remember to reduce costs and increase client value.

E que custos seriam estes que não afetam o cliente? Os custos operacionais. A própria operação, muitas vezes, tem uma série de gorduras que pode diminuir. É interessante também investir na produtividade para a sua empresa, com funcionários mais bem capacitados, que possam produzir mais em seu horário de trabalho. Um bom plano de carreira, que possibilite que estas equipes motivadas possam permanecer na empresa e produzir mais, premiação por produtividade, e outros tantos programas que possam criar nestas equipes o desejo de permanecer produzindo cada vez mais. Eu volto a dizer: eu acredito em redução de custos, mas desde que ela esteja acompanhada do aumento do valor para o cliente. Você tem que ganhar em cima do valor que você oferece. E não com a diminuição, apenas, pura e simplesmente do preço. Se você diminuir o preço, mas o cliente não perceber valor, você vai ficar com o produto parado.

What would be the costs that don’t affect clients? Operational costs. The operation usually has a portion of fat that you can

“A product, to sell, needs to have a differential. But, at the same time adequate to the markets demands”. marcas mundialmente conhecidas não estão sozinhas na mente do consumidor. Dividem este espaço com outras marcas similares. Agora, a posição que você vai ocupar na mente deste consumidor é relativo aos valores que você transmite a estes produtos ou marca, para ocupar uma posição de destaque ou não. Mas vai ser sempre em relação a outras marcas similares e produtos similares. Então, posicionamento é algo complicado, que você pode levar em consideração preço, mix de produtos, etc. A Havaianas investe muito alto em imagem da marca, uma Morena Rosa faz a mesma coisa. Outros, como a Hering, por exemplo, transformaram o mix de produtos, levaram junto a distribuição, a divulgação, a precificação. Tudo vem junto, mas você pode eleger um elemento para posicionar a sua marca e depois os outros serão equacionados de uma forma a criar uma posição nova na mente do consumidor.

remove. It’s also a good idea to invest in company productivity, with better trained employees, which can produce more in their work shift. A good career plan, that makes it possible to maintain motivated employees inside the company and produce more, rewards for productivity, and many other programs that can increase the desire to always produce more. I say again: I believe in cost reduction, be only if it proportionally increase valor for clients. You have to earn on top of what you are offering. Not with reduction, but simply with the price. If you lower the price, but the client can’t see the value, you get stuck with products that won’t sell.

Qual a importância do posicionamento de marca? Não é uma coisa simples. É basicamente, se a gente puder fazer uma definição, a posição que seu produto, marca, ocupa na mente do consumidor. Quando se fala de uma posição na mente de um consumidor é sempre relativo a outras marcas. Porque você nunca está sozinho. Mesmo

62 | REVISTA SALT

What is the importance of brand positioning? It’s not a simple thing. Basically, if we could make a definition, the position that your product, brand, occupies in the minds of clients. When talking about the position occupied in the mind of clients it is always in relation to other brands. Because your never alone. Even world renowned brands are not alone in a client’s mind. They share the space with similar brands. Now the position that you will occupy in the mind of this client is related to the value that you give to these products or brands, to determine whether you hold a higher position or not. But it will always be in relation to similar brands or products. So positioning is complicated, in which you can consider price, product mix, etc. Havaianas largely invests in its brand image, a morena rosa does the same thing. Other such as Hering for example has transformed their mix of products, bringing together distribution, advertising and pricing. Everything comes together, but you can elect an element to position your brand and then the others will be equated in a way to create a new position in a client’s mind.


Entrevista

Há algum case que você gostaria de citar para ilustrar a importância deste posicionamento de marca? O case da Patogê, que foi uma marca que eu comecei com um trabalho muito mais de distribuição, para qualificá-la, e acabou se estendendo para achar um novo posicionamento. Ela teve que mudar a forma como ela distribuía o produto no mercado e com isso a gente pôde interferir também na estruturação fabril da empresa, no sentido de trabalhar um elemento que é fortíssimo na essência da marca, que é a qualidade dos produtos. A gente teve a oportunidade de trabalhar junto a setores produtivos, levando essa mensagem, introduzindo isto em processos novos, aflorando a qualidade do produto cada vez mais, trazendo novos valores para o produto, chegando até a montar um planejamento estratégico para a empresa. A Patogê é uma case porque levou também em consideração algo que é essencial, que é o posicionamento para o cliente. Teve a oportunidade de ajudar a montar vários trabalhos in loco dentro dos pontos de venda, a empresa faz um acompanhamento muito bem feito dentro dos pontos de venda, levando não só conhecimento de produto, mas também orientações sobre merchandising, maximizando os resultados através deste apoio em forma de serviço. Hoje, a Patogê, além de entregar produto, também oferece um serviço a este lojista. Não à toa, ela tem crescido de forma bastante agressiva.

Is there a certain case that you would like to mention to illustrate the importance of brand positioning? The Patoge case, which was a brand that I started with more work on distributing to qualify it, and which ended up extending to find a new position. The form that the product was distributed in the market had to be changed, which meant making changes in the company’s manufacturing structure, in order to work on a strong element in the brands essence, which was the product quality. We were given the opportunity to work together with the production sectors, bringing our message, introducing them to new processes, and gradually increasing product quality, bringing the product new value, and even getting to the stage of creating a new strategic plan for the business. Patoge was also a case because it took something essential into consideration which is client positioning. I was given the opportunity to help start various on-site Jobs at the sales points, the company keeps good track of clients at sales points, bringing not only knowledge of the products, but also advice on merchandising,

64 | REVISTA SALT

increasing results through this special attention as a service. Today, Patoge not only delivers the product, but also offers services to the retailer. No surprise that Patoge has grown aggressively.

Qual conselho você dá aos fabricantes de Nova Serrana? Eu acho que a primeira coisa é pensar no seu negócio de uma maneira mais ampla. Por isso que uma ação de planejamento é tão importante. A maior parte dos empresários tem horror a planejar. Ele precisa pensar nas questões prementes da necessidade da urgência diária. Eu vivo em uma cultura empresarial em que se percebe que a maior parte da ações são focadas em apagar incêndios. Então, uma ação de planejamento é uma ação preventiva. Ela vai olhar para o seu negócio à distância e não muito próxima, pensando no que vai acontecer no final do mês. A gente precisa fazer um projeto um pouco mais a distância até para se ter um plano de ação que vá te levar a este objetivo maior. A venda precisa acontecer acompanhada de outras coisas, de um ganho de mercado, um ganho de imagem, de uma reverberação na sua marca, e outros fatores que não sejam pura e simplesmente vender. Porque, às vezes, se consegue um resultado de interesse, mas com aquilo você está massacrando a sua marca, está desvalorizando seu negócio. Essencialmente, é pensar no negócio como um todo, é pensar em prevenir incêndios, e não só apagar.

What advice do you give to manufacturers in Nova Serrana? I think that firstly it would be to think of your business in a wider aspect. Which is why action planning is so importante. Most businessmen are afraid of planning. It is important to think about the daily pressing matters to attend to. I live in a business culture where I notice that most actions are focused on putting out fires. So an action plan is a prevention plan. It will give you a look at your company from a distance and not so close by, and help you think about what will happen at the end of the month. We need to make a project a bit further away so that it’s possible to reach the greater objective. Sales need to happen along with other things, like winning over the market, gaining a better image, brand reverberation, and other factors that aren’t purely about sales. Because sometimes you can achieve interesting results, but at the same time by massacring your brand, and taking value from your business. Essentially it’s about thinking of your business as a whole, about preventing fires, not just putting them out.


ele camisa e calรงa colcci e bota strikwear. ela vestido apartamento 03 e sapatilha via salt.


bem leve, leve Fotos Julia Lego Styling Davi Leite

assistente de fotografia isabela cortez assistente styling luiza oliveira e carolina lima beleza lĂŠo cafĂŠ modelos bĂĄrbara zanco e Adrian Zanetti (ford)


ele polo Colcci, bermuda Forum e tĂŞnis Strikwear. ela vestido Apartamento 03, brinco Camila Klein e SandĂĄlia Azezzo.


ele polo Colcci ela vestido Apartamento 03

ele look completo Colcci e tĂŞnis Strikwear ela look completo Apartamento 03 e colar Camila Klein


ele polo Colcci ela vestido Apartamento 03 e brinco Camila Klein

ela vestido Cosh, brinco Camila Klein e sapatilha Via Salt


vestido Cosh, bracelete Camila Klein e sapatilha Via Salt.


Ilustração de moda | Fashion Illustration

Numa folha qualquer eu desenho... Moda! On any piece of paper I write... Fashion! Por Sabrina Dutra Fotos Divulgação By Sabrina Dutra Photos Publicity

Na crista da onda, em boa parte graças à internet, onde divulgam seus trabalhos e arrebatam milhares de seguidores, os ilustradores de moda ganham cada vez mais espaço em publicações e campanhas de grandes marcas internacionais. Mas a origem dessa arte é antiga: começou no século 16, durantes as expedições, quando modos e costumes de novas terras, incluindo o vestuário, eram registrados através da xilogravura. Mais tarde, as revistas de moda também lançaram mão das ilustrações – principalmente antes da popularização da fotografia –, não só para mostrar novos modelos e tendências, mas com foco publicitário.

On the waves’ crest, in most parts thanks to the internet, where their works are seen and loved by millions of followers, the Fashion Illustrators gain more space at a daily rate with publications and campaigns for large international brands. But the origin of this art is ancient: It was in the 16th century, during the expeditions, when habits and customs of new lands, including clothing, were registered through hieroglyphs. Further on, the fashion magazines also left ilustrations behind– mostly before photography became popular - , not only to show new models and tendencies, but with a publicity focus.

Enquanto o desenho de moda ou croqui é uma representação das roupas e calçados a serem produzidos pelos estilistas, a ilustração de moda é vista como uma arte, mais solta e sem compromisso técnico. Estimulante, expressiva, divertida e lúdica, a ilustração pode captar o espírito de uma coleção (com o olhar de outro artista), ser editorial ou criada para campanhas publicitárias.

While the fashion design or sketch is a representation of clothes and shoes to be produced by stylists, the fashion illustration is seen more as an art, loose and without technical compromise. Stimulating, expressive, fun and enjoyable, the illustration can capture the spirit of a collection (with the look of another artist), be it for the editorial or created for publicity campaigns.

Campanha inesquecível foi a da Luiza Barcelos para o inverno 2011: os sapatos da marca foram apresentados pelos traços da francesa Sophie Griotto, que tem em seu portfólio trabalhos para Cartier, L´Oreal, Hugo Boss, Clarins e Dior, entre outras. Lindo e delicado, o catálogo era destacável, para que as ilustrações pudessem ser emolduradas. Um charme!

An unforgettable campaign was that of Luiza Barcelos for the winter of 2011: The brands shoes were presented by dashes of Sophie Griotto from France, who has included in her portfolio works with Cartier, L´Oreal, Hugo Boss, Clarins e Dior among others. Beautiful and delicate, the catalog is disposable, so that the illustrations could be framed. Charming!

76 | REVISTA SALT

Imagem de Sophie Griotto, que ilustrou a campanha de inverno 2011 para a marca Luiza Barcelos Image by Sophie Griotto, who illustrated the 2011 winter campaign for the Luiza Barcelos brand

 Siga Já / Follow Now - Nina Chakrabarti (@ninabarti). - Donald Robertson (@drawbertson) - Meagan Morrison (@travelwritedraw) - Nadia (@nadiacoolrista) - Kate Rodgers (@paperfashion) - Lena Ker (@lenaker)


Trend Infantil i Children´s Trend

Diversão é a solução Fun is the solution Os modelos de sapatos no estilo Croc ganharam os pés da garotada também. Na versão infantil eles são mais coloridos, tem estampas de super-heróis e princesas, tudo sem deixar o conforto de lado. The Croc style shoe models have won over the feet of children as well. The versions for children are more colourful, they have superhero and princess prints as well as maintaining the same comfort known from the adult version.

crocs

Fotos Divulgação Photos Publicity

Plugt

crocs

Yuupiii

78 | REVISTA SALT


Sustentabilidade | Sustainability

MODA SUSTENTÁVEL Sustainable fashion CONSUMO, PRODUÇÃO E VENDA DE PRODUTOS ECOFRIENDLY. consumption, production and sale of ecofriendly products. Por Bruna Miranda Fotos Divulgação By Bruna Miranda Photos Publicity

Adidas cria tênis impresso em tecnologia 3D utilizando lixo marítimo Seis meses depois de apresentar um tênis feito quase que inteiramente de lixo do oceano reciclado (e que apresentei aqui na última coluna), a Adidas e a Parley organização que combate a poluição do meio ambiente - evoluíram ainda mais em sua parceria. Juntas criaram o primeiro tênis feito a partir de uma impressora 3D. Esse novo modelo também foi fabricado utilizando poliéster, redes de pesca e outros plásticos que estavam poluindo nossos mares. O lançamento foi anunciado

82 | REVISTA SALT

durante um dos painéis da COP21, Conferência do Clima da ONU que aconteceu há pouco em Paris, e o objetivo é aumentar a sensibilização do público e inspirar novas colaborações que podem contribuir para proteger e preservar os oceanos. Eric Liedtke, membro do conselho executivo do Grupo Adidas, que é responsável por marcas globais, disse à plateia da conferência de Paris que a indústria não pode contar com os governos do mundo para todas as respostas. "Nós não precisamos que nos digam para fazer a coisa certa. A indústria não pode se dar ao luxo de esperar por instruções por mais tempo. Jun-

tamente com a Parley, nós começamos a tomar medidas e a criar novos materiais sustentáveis e inovações para os atletas. Esse novo modelo mostra como podemos estabelecer novos padrões para a indústria se começarmos a questionar a razão sobre o que criamos. Queremos trazer todos do ramo para que possamos criar soluções sustentáveis para grandes problemas globais". Ainda não há previsão sobre quando esses tênis chegarão ao consumidor, mas já foi anunciado que, ao final do projeto, eles devem chegar, finalmente, às lojas. Dentre outras medidas desenvolvidas pela marca está a eliminação gradual dos sacos plásticos em suas lojas.


Adidas creates a printed jogging shoe with 3D technology using marine rubbish Six months after presenting a jogging shoe made almost completely from recycled ocean rubbish (which I presented here in the last column), Adidas and Parley – organizations that combat environmental pollution – have evolved even more with their partnership. Together they have created the first jogging shoe made with a 3D printer. This new model was also made using polyester, fishing nets and other types of plastic that were polluting our oceans. The release was announced during one of the panels of COP21, The Climate Conference of the UN held in Paris, with the objective of raising public sensibility and inspire new collaboration that may contribute to protect and preserve the oceans. Eric Liedtke, member of the Adidas groups executive council, which is responsible for global brands, told the people present at the Paris conference that the industry cannot count on the worlds governments for all the answers. “We don’t need them to tell us to do the right thing. The industry does not have the luxury of being able to await instructions any longer. Together with Parley, we have started to take measures and create new sustainable and innovative materials for athletes. These new show us how we can establish new parameters for the industry if we begin to question the reasons for which we create. We want to bring everyone from the area so as to come up with sustainable solutions for large global problems”. There is still no telling when these joggers will reach consumers, but it has already been announced that, at the end of the project, they should finally arrive in stores. In addition to other measures taken by the brand is the elimination of plastic bags in its stores.

Tradição sustentável brasileira para exportação Produção em baixa escala, feito à mão, design apurado, materiais reciclados e responsabilidade social. É assim que a marca Caboclo define seus valores, aliados ao objetivo de resgatar as raízes tradicionais da produção calçadista do Ceará. Eles atuam desde 2006 com acessórios, sandálias e sapatos femininos e masculinos feitos com artesãos da região nordestina. O couro é curtido em um processo livre de cromo e todo o tingimento é realizado naturalmente. Suas solas também são feitas com material Sustainable Brazilian tradition for exportation Small scale production, handmade, calculated design, recycled material and social responsibility. This is how the Caboclo brand defines its values, allied with the objective of recuperating the traditional roots of the Ceara footwear production. They are working since 2006 with accessories, sandals and male and female shoes made with artisans from the northeast. The leather is tanned in a chromium free process and dyeing is carried out naturally. Its soles are also made with recycled materials. The brand has been well accepted

reciclado. A marca alcançou excelente aceitação em Barcelona, Espanha, base da marca, e, atualmente, opera também na Alemanha, França, Itália, Finlândia, Japão e EUA. Uma de suas estratégias é a participação nas maiores e mais conhecidas feiras de estilo consciente, que acontecem em Berlim e Paris. Com os artesãos brasileiros, além da produção e resgate de suas culturas, a Caboclo incentiva que eles aprendam a empreender, conectando-os diretamente ao mercado, a parceiros e clientes, para que, além do desenvolvimento da auto-estima, eles possam se empoderar. Apesar desse trabalho e da equipe ser brasileira, as peças da marca não são vendidas por aqui. in Barcelona, Spain, the brands base and currently operates in Germany, France, Italy, Finland, Japan and the USA. One of the strategies is the participation in the biggest and most well-known style conscious fares, which take place in Berlin and Paris. With Brazilian Artisans, in addition to the production and rescue of their culture, Caboclo encourages that they learn to take, connecting directly with the market, with partners and clients, so that as well as developing self-esteem, they can empower themselves. In spite of this work and the fact that the artisans are Brazilian the brands pieces are not sold here.

REVISTA SALT | 83


Sustentabilidade | Sustainability

Have you ever heard about the decomposer of each piece of material used to make shoes? - Curvin is used in the fabrication of leather. It is a recyclable residue that can be reused for running soles, sandals and pitfalls that take more than 50 years to decompose. - Nylon is used to make pairs of runners and the material can be reused to make pillows, sofas and fillers in general. It takes more than 30 years to decompose. - Foam is also used to make runners, and is reused to make stuffed teddy bears and filling for pillows and sofás. It takes on average more than ten years to decompose. - The cans are used as glue recipients to make all types of shoes and is recyclable when aquired by steel mills that melt them in hot ovens, creating new products. They take more then 10 years to decompose.

Você já ouviu falar sobre a decomposição de cada material usado na fabricação de sapatos? - O curvin é usado na confecção do cabedal do sapato. É um resíduo reciclável e reaproveitável para solados de tênis, sandálias e rasteiras que leva mais de 50 anos para se decompor. - O nylon é usado na confecção de pares de tênis e seu material pode ser reaproveitado para travesseiros, sofás e enchimentos em geral. Leva mais de 30 anos no processo de decomposição. - A espuma, também usada na confecção de tênis, é reaproveitada para fazer ursos de pelúcia e enchimentos de travesseiros e sofás. Leva, em média, mais de dois anos para decompor. - As latas que são usadas como recipientes de cola para a confecção de todo tipo de sapatos é reciclável quando adquirida por siderúrgicas, que as derretem em altos fornos, gerando novos produtos. Leva mais de 10 anos para se decompor. - O plástico é pouco usado na fabricação de sapatos, mas vem agregado a ela. TR, PVC, Nylon e espuma vêm embalados

84 | REVISTA SALT

em plásticos. Os materiais recicláveis podem voltar para a fábrica em forma de sacos de lixo, embalagens e tubos e leva mais de 100 anos para se decompor. Uma exceção para os calçados feitos exclusivamente de plástico e que possuem um sistema próprio de reciclagem. - O papel que é usado como embalagem do produto final no formato de caixas é reciclável, podendo se transformar em novas caixas e tubos para enrolar materiais. Leva mais de três anos para a decomposição completa. - O tecido utilizado na fabricação de calçados, como nas sandálias femininas, por exemplo, praticamente ainda não é reciclável no Brasil e deve ser destinado a empresas especializadas. Já há marcas se especializando no reaproveitamento de tecidos diversos para a criação de novos pares de sapatos. Panos em geral levam de seis meses a um ano para se decompor. - A borracha usada nos solados dos sapatos é reciclável e seu tempo de decomposição, indeterminado. - O couro usado na confecção de calçados não é reciclável e leva até 50 anos para se decompor.

- Plastic isn’t used very often in production but is linked to it. TR, PVC Nylon and foam all come wrapped in plastic. The recyclable materials can be returned to the factory in the form of plastic bags, wrappings and tubes and takes more than 100 years to decompose. An exception for the shoes that are made exclusively from plastic and have their own recycling system - Paper which is used to wrap the final product in the form of boxes is recyclable, able to be transformed into new boxes and tubes to roll materials up in. It takes more than 3 years to decompose. - The fabric used in the production of shoes, such as with female sandals, isn’t yet recyclable in Brazil and should be sent to specialized companies. There are brands specializing in the reuse of varied types of fabrics for the creation of new shoes. Cloths in general take six months to a year to decompose. - Rubber used for soles is recyclable and its discomposure time is undetermined. - Leather is used to produce shoes, is not recyclable and can take up to 50 years to decompose.


Coluna Jotta Sybbalena i Column Jotta Sybbalena

Nova Serrana, com muito orgulho Nova Serrana, proudly Fotos Hedi Slimane e divulgação Photos Hedi Slimane and Publicity

Falar de autoestima, aqui em Nova Serrana, é muito delicado, nota-se um grau elevadíssimo de autoestima no quesito “poder”, “grandes fábricas”, “capacidade de produção”, “vendas milionárias”; mas no quesito moda, a história é um pouco, digamos, peculiar. Sem generalizar, existe uma cultura local de esperar grandes marcas nacionais lançarem suas coleções, para Nova Serrana ir atrás do sucesso alheio. Pronto, falei! Uma certa “invasão positiva” está ocorrendo na cidade. Marcas de peso nacional estão recorrendo à cadeia produtiva de Nova Serrana e isso deixa bem claro a capacidade de produção da cidade, visto que os sapatos produzidos aqui estão enfeitando as vitrines mais cobiçadas do país. Essa “invasão positiva” vem mostrar que Nova Serrana só precisa falar mais de moda, que marcas locais podem ocupar lugar de destaque no cenário da moda calçadista nacional, ditando moda sim, e que, escrevo com todas as letras: Nova Serrana é o futuro do

86 | REVISTA SALT

calçado no Brasil e no mundo, com muito orgulho!

Alerta Eco

Quase todo mundo conhece a Campanha “Uma vida, uma árvore”, que existe desde 2008 na capital mineira e prevê o plantio de uma muda de árvore para cada criança registrada nos cartórios municipais. Enfim, Belo Horizonte é uma cidade extremamente verde, com árvores em todos lugares. Andando por Nova Serrana, nota-se a falta de verde. Como Nova Serrana, o futuro dos calçados no Brasil e no mundo, não pensa nisso? Como ficará o entorno das nascentes dos rios, os córregos e toda fauna local? Já pensou se, ao redor das fábricas, ruas comerciais nos novos bairros, tivéssemos árvores, muitas árvores? Se Nova Serrana plantasse uma árvore por cada 1000 pares vendidos, ela seria uma verdadeira floresta urbana, uma cidade fresca, oxigenada, mais global, mais preparada para o futuro, que é inerentemente promissor!!! Think about it!

To talk about self-esteem, here in Nova Serrana, is something very delicate, take note of the elevated levels of self-esteem, in question “power”, “large factories”, "production capacity", and “millionaire sales”; but with fashion, the past is a little, shall we say, peculiar. Without generalizing, there exists a local cultural idea that leads people to wait for the largest national brands to release their collections, in order for Nova Serrana to make a move towards success that does not belong to them. Alright, I said it! A certain “positive invasion” is occurring in the city. Influential national brands are going back to the productive chain of Nova Serrana which makes the productive capacity of the city very clear, since the shoes produced here are gracefully filling the most coveted showcases in the country.

Eco Alert Almost everybody knows the “One life, one tree” campaign, thats exists since 2008 in the Minas Gerais's capital and provides the planting of a tree for each child registered in the municipal registry offices. Belo Horizonte is a very green city, with trees all over the place. Walking through Nova Serrana, notice the lack of green. How can Nova Serrana, the future of footwear in Brazil and in the world not think on this? What will become of the rivers, wildlife and local flora and fauna in general? What if, around the factories, commercial streets in new suburbs, we had trees, lots of trees? If Nova Serrana planted a tree for every 1000 pares of shoes sold, it would become a true urban forrest, a fresh city, oxigenated, more global, and more prepared for a very promising future!! Think about it!


#IT SHOES Nike Air Force 1 LV8 VT Focar em nichos específicos é uma solução para este momento que vive a economia mundial. Um claro exemplo disso são as edições limitadas das marcas globais de tênis. Baseadas em pesquisas fundamentadas, as marcas detectam esse nichos e lançam modelos específicos e direcionados. Encabeçada pela gigante NIKE, esses modelos só fazem aumentar o desejo e o poder da marca, além, claro, de alimentar a caixa registradora. Focus on specific niches is a solution for the world economic times that we live in. A clear example of this are the limited editions of globally branded joggers. Based on proven research, we can detect these niches and release specific and direct models. Headed by the giant NIKE, these models only increase the desire and the power of the brand, aside from, of course, from feeding the cash register.

#E-MUSIC Para baixar já: - Big Fun (Full Intention 88 Remix) - Inner City, Kevin Saunderson: Clássico da house music dos anos 90, reeditado de forma contemporânea e com o beat mais acelarado e rebolante. Saudades do The Sound Fastory - NYC! - Blame It (Deep Mix) - Fantasy, Marco A. Berry: Nem sei falar dessa música, acordes incríveis e ácidos, pitadas de vocal masculino em transe total. Puro clímax! Pede muuuuuuuitas taças de prosecco! - Something Special - Miguel Campbell - Camilo Franco: Clássico atemporal da cena deep, vibe sex e deluxe. Ready to download! - Big Fun (Full Intention 88 Remix) - Inner City, Kevin Saunderson: House music classic from the 90’s, remastered in a contemporary form with a more accelerated and slinky beat. MissingThe Sound Factory – NYC! - Blame It (Deep Mix) - Fantasy, Marco A. Berry: I cant do this music justice, amazing chords and acids, male vocal pinches in full trance. Pure climax! Ask for lots of glasses of prosecco! - Something Special - Miguel Campbell - Camilo Franco: Timeless classic deep scene, sex vibe and deluxe.

REVISTA SALT | 87


www.viavip.com.br


COMEMORE AS COISAS BOAS DO SEU DIA Aquele dia de sol. Uma brincadeira diferente. Estar junto com os amigos. O descanso. A pausa pro lanche. O novo aprendizado. Aquele abraço gostoso. Isso e todas aquelas coisinhas simples que fazem a diferença. cu tudo isso Melhor ainda é curtir com o conforto de Via Vip.

A vida é uma coleção de bons momentos.

37 3228-9000 | viavip@viavip.com.br


RADAR FASHION | POR JOYCE AMARAL

Chega mais, Verão Come closer, summer As tendências já estão aí, prontas para serem incorporadas pela indústria de calçados. Confira a seguir o que será hit no próximo verão. The tendencies are already here, ready to be incorporated by the shoe industry. Check out what will be popular next summer. Fotos Divulgação Photos Publicity

Máxima tendência para o verão 2017 i Maximum tendency for summer 2017 Como tendência do Verão 2017, a flat apresentada pela Chanel para essa temporada é uma mistura da papete e da birken. Esse tipo de modelo é prático e confortável, além de ser super comercial. A variedade de materiais para usar neste modelo é infinita. Fivelas mais elaboradas, por exemplo, dão um ar de sofisticação. O velcro também pode ser usado na linha adulta, porém, atenção redobrada para o modelo não ficar com um aspecto infantil. Soleta tratorada com vincos, depressões ou texturas é obrigatório. Cuidado especial para a sola não ser pesada, para não perder pontos no quesito conforto. As a 2017 summer tendency, flat presented by Chanel for this season is a mixture between hiking sandals and the birken. This type of modal is practical and comfortable, aside from being very commercial. The variety of materials to be used for this model is infinite. More elaborate buckles, for example, showing more sophistication.The velcro can also be used for the adult line, however, with extra attention so as too not give the footwear and childish look. Soles treated with creases, depressions or textures is mandatory. Special care to decrease sole weight, to avoid losing points for comfort.

Chanel

90 | REVISTA SALT


Missoni sneaker i Missoni sneaker Não é mais nenhuma novidade a presença dos sneakers na principais passarelas do mundo. Mais uma vez, a Converse colabora com a Missoni. Famosa por suas estampas de zigue-zagues, veremos muitos tênis casuais e vulcanizados com seus cabedais estampados com tais listras. The presence of sneakers on the main catwalks of the world is hardly a surprise. Once again, Converse collaborates with Missoni. Famous for their zig-zag designs, we will be seeing large amounts of casual and volcanized shoes with zig-zag designs on the uppers.

Converse

Nova marca grupo Arezzo i New Brand Group Arezzo Fiever é a nova marca do grupo Arezzo & Co. A quinta marca do grupo vem para um público de 18 a 35 anos, classes A e B. São produtos como rasteiras e tênis na linha casual. Provavelmente você já sabia que esse mercado está em alta. A diferença é que a Arezzo não espera acontecer e vê a crise como uma alavanca. Fiever is the new brand group of Arezzo & Co. The fifth brand group arrives for a public between 18 and 35 years of age, classes A and B.They are products such as pitfalls and joggers in the casual line. You probably already knew that this market is popular.The difference is that Arezzo doesnt wait for things to happen and sees the crisis as an advantage.

Metal 2017 i Metal 2017 Os estilistas estavam muito inspirados no rock‘n roll para o Verão 2017. Os cabedais estão tomados de fivelas, ilhoses de todos tamanhos, tachas e rebites níquel. As grandes Louis Vuitton, Alexander Wang e Burberry cobriram de corrente seus calçados. Essa tendência de enfeites também está presente em outras marcas de luxo, com ilhoses em locais bem escolhidos e minúsculos spikes.

Fiever

The stylists were very inspired by rock‘n roll for the summer of 2017. The uppers are taken from buckles, eyelets of all sizes, nickel rivets and tacks.The Louis Vuitton, Alexander Wang and Burberry cover streamed their shoes. This decorative tendency is also present in other luxury brands, with eyelets in well-chosen areas and miniscule spikes.

REVISTA SALT | 91


Inspiração i Inspiration

VEJO CORES EM VOCÊ I SEE COLOURS IN YOU UMA MARCA DE CALÇADOS JOVEM DE IDADE, DE ESPÍRITO E DE OPINIÕES, QUE CRESCEU COM A INTERNET – E FAZ DELA SUA MELHOR PLATAFORMA DE COMUNICAÇÃO – SÓ PODERIA SER TOTALMENTE CONECTADA COM SUAS CONSUMIDORAS. OPS! CONSUMIDORAS NÃO, AMIGAS, FORMA CARINHOSA COMO A PETITE JOLIE CHAMA SUAS FIÉIS ADMIRADORAS. A YOUNG FOOTWEAR BRAND, IN SPIRIT AND IN OPINION, THAT GREW UP WITH THE INTERNET – AND USES IT AS ITS BEST COMMUNICATION PLATFORM – IT COULD ONLY BE TOTALLY CONNECTED WITH ITS CONSUMERS. OPS! NOT CONSUMERS, FRIENDS, THE CUDDLY WAY THAT PETITE JOLIE REFERS TO ITS FAITHLY ADMIRERS. Por Sabrina Dutra Fotos Raquel Espírito Santo By Sabrina Dutra Photos Raquel Espírito Santo

Movido pela experiência na produção de calçados injetados e pela visão da oportunidade em um nicho no mercado calçadista, o Grupo Aniger – consolidado fabricante e detentor de várias marcas, com sede no Rio Grande do Sul – lançou, em 2009, a Petite Jolie. A alegria das cores e o otimismo são a assinatura da marca, que, voltada a um público jovem, investiu no relacionamento como um caminho para chegar até a sua consumidora, tratada como amiga. Com ela, a equipe da Petite Jolie preza um diálogo aberto, fortemente impulsionado pela presença nas redes sociais. Esse relacionamento exige uma linguagem própria e adequada ao público, sempre de acordo com o posicionamento e a verdade da marca. Graças, sobretudo, à internet, a conexão estreita com as consumidoras torna mais fácil e natural a criação de coleções mais acertadas e adequadas aos estilos do seu público. Todas as equipes de trabalho da marca estão constantemente ligadas no que está acontecendo nas redes sociais da Petite Jolie – são mais de 1,7 milhão de seguidores no Facebook e mais de 252 mil no Instagram (até o fechamento desta edição) – e nos perfis das principais consumidoras da marca, além de conversar e buscar opiniões delas em pesquisas, e-mails e perguntas direcionadas.

92 | REVISTA SALT

Além das mídias sociais, a Petite Jolie marca forte presença na web através do seu site, blog, loja online e aplicativo, sempre promovendo ações interativas. Com as blogueiras de moda, a marca também mantem um laço estreito, vide a participação delas na websérie “Petite Jolie sem Filtro”, em que são convidadas a participar de desafios, mostrar os bastidores, a produção dos calçados e as campanhas da marca. Já pelo APP Petite Jolie, é possível não só compartilhar frases e imagens de uma maneira especial (o que as jovens adoram), mas colaborar, junto com as bloggers, em um guia de locais bacanas para se visitar em uma cidade. A Petite Jolie ainda promove o “We Love Fashion Blogs”, maior concurso de blogs de moda do país, que chegou à terceira edição, em novembro passado, premiando a vencedora com uma viagem a Paris. Apesar do papel importante das blogueiras, a marca não investe em uma única fórmula de sucesso. A equipe acredita nas ações alinhadas com o seu espírito e na aproximação com influenciadores que também apresentem identificação com o perfil do produto. Essa relação vai além da publicidade clássica ou mainstream: precisa ser verdadeira e conversar naturalmente com o público da marca.


Moved by the experience in the production of injected shoes and through the vision of the opportunity and a niche in the footwear Market, the Aniger group – consolidated manufacturer and holder of several brands, based in Rio Grande do Sul – released, in 2009, Petite Jolie. The Joy of colours and optimism are the brands signature, which, is directed at a younger public, invested in relationships as a path to reach its consumers, treating them as friends. The team at Petite Jolie keep an open dialog, strongly propelled by its presence in social media. This relationship is mantained using its very own appropriate form of language for the public, always in accordance with the position and truth of the brand. Thanks, above all, to the internet, the narrow connection with the consumers makes the creation of more adequate and correct collections for the public easier and more natural. All of the brands work teams are in constant connection with what is happening on Petit Jolie’s social media networks – it has more than 1.7 million followers on Facebook and more than 252 thousand on Instagram (before the end of this edition) – and in the profiles of the main consumers, as well as talking and searching for their opinions with surveys, it sends emails and direct questions.

In addition to the social media, Petit Jolie marks a Strong presence on the web through its site, blog, online store and application, always promoting interactive actions. With the fashion bloggers, the brand also maintains a narrow connection, due to its participation in the webseries (“Petite Jolie sem filtro”), where they are invited to participate in challenges, go behind the scenes, the footware production and the brands campaigns. Now with the APP Petite Jolie it is possible to not only share phrases and images in a special way (which teenagers love), but collaborate, together with the bloggers, in a guide for cool areas for people to dress in a city. Petite Jolie also promotes the “We Love Fashion Blogs”, the largest fashion blog contest in the country, which made it to a third edition, last November, gifting the winner with a trip to Paris. Aside from the important role that the bloggers play, the brand doesn’t invest only in a single formula for success. The team believes in the alined actions with its spirit, and the aproximation of influential people who also identify themselves with the product profile. This relationship goes beyond the classic publicity or mainstream: It needs to be true and speak naturally with the brands public.

REVISTA SALT | 93


Inspiração i Inspiration

Online Sales

Vendas online Em 2015, a Petite Jolie lançou um novo formato, uma espécie de pop up store via internet. Na Lojinha, são apresentadas campanhas mensais, com produtos limitados e à venda temporariamente. O objetivo é aproximar a marca das consumidoras, como um canal de vendas direto, porém diferente e exclusivo. Através dessas campanhas, a Petite Jolie busca incentivar um mix diferenciado de produtos, que nem sempre são as apostas mais comerciais encontradas nas lojas multimarcas espalhadas pelo Brasil. Além do sucesso

94 | REVISTA SALT

nacional, a empresa exporta para mais de 50 países, entre eles alguns orientais, onde os acessórios e a linha de PVC vêm chamando bastante atenção. Quanto às cores, que são mais do que uma inspiração para a criação dos produtos da Petite Jolie, mas a alma da própria marca, a equipe nos conta que tem se surpreendido com o sucesso do amarelo nas últimas coleções. No inverno 2016, foi lançado um bordô, que ainda não havia sido usado na cartela da marca. O tom ficou lindo nos modelos de PVC e também está sendo um grande sucesso. Façam as apostas para a próxima estação!

In 2015, Petite Jolie released a new format, a species of pop up stores via the internet. In the store, monthly campaigns can be found, with limited products and temporary sales. The objective is to bring the brand closer to the consumers, as a direct sales channel, however, different and exclusive. With these campaigns, Petite Jolie attempts to encouraged a differentiated mix of products, which are not always the most common bets found in multi brand stores spread out throughout Brazil. As well as the national success, the company exports to more than 50 countries, including some oriental, where the accessories and the PVC line have been catching the eyes of many. About the colours, which are more than just an inspiration for the creation of the Petite Jolie products, but the soul of the brand itself, the team tells us that they have been surprised with the success yellow has had in the latest collections. In the winter of 2016, a maroon colour was released, that had yet to be used by the brand. The tone came out beautifully on the PVC models and was also a great success. Make your bets for next season.


Nova Geração i New Generation

POESIA EM FORMA DE SAPATOS POETRY IN THE FORM OF SHOES A HISTÓRIA DE TÂNIA DIOTAIUTI COM OS CALÇADOS COMEÇOU POR UM SENTIMENTO GENUÍNO. DESDE PEQUENA, PREFERIA SAPATOS A ROUPAS, MELHOR AINDA SE FOSSEM VERMELHOS E MACIOS. NA ADOLESCÊNCIA, ADORAVA PINK COM BORDADOS. SUA OUTRA PAIXÃO ERA A MEDICINA, QUE ELA EXERCEU POR ANOS, ATÉ MERGULHAR DE VEZ NO DESIGN DE CALÇADOS, CRIANDO A MARCA LA COLLEZIONISTA. THE STORY OF TANIA DIOTAIUTI WITH SHOES STARTED WITH A GENUINE FEELING. SINCE SHE WAS SMALL, SHE PREFFERED SHOES TO CLOTHES, EVEN BETTER IF THEY WERE RED AND SOFT. IN HER ADOLECENCE, SHE ADORED PINK EMBROIDERY. HER OTHER PASSION WAS MEDICINE, WHICH SHE PRACTISED FOR YEARS, BEFORE DIVING IN COMPLETELY INTO SHOE DESIGN, CREATING THE BRAND La COLLEZIONISTA. Por sabrina Dutra Fotos Divulgação By Sabrina Dutra Photos Publicity Tânia Diotaiuti

O que leva uma bem-sucedida cirurgiã oftalmologista a colocar a medicina em segundo plano e se dedicar à criação de calçados? No caso de Tânia Diotaiuti, o fascínio. “Sempre procurei sapatos diferentes e digo que eles me ajudaram a escrever momentos marcantes da minha vida, mas quando fui estudar design de calçados femininos na Itália, não larguei a profissão. Foi tudo muito bem planejado”, lembra. Até tomar a decisão de ir fundo nos estudos, sua inquietude a levou, inicialmente, a buscar outros

caminhos como forma de expressão: frequentava cursos de história da arte, cerâmica e desenho de observação. Daí para os sapatos foi um pulo.

What does it take for a successful ophthalmologist surgeon to put medicine aside to dedicate herself to the creation of shoes? In Tania Diotaiuti’s case, for the fascination. “I have always searched for different shoes and say that they will help me to write important moments of my life, but when I went to study female shoe design in Italy, I didn’t abandon the proffesion. It was all very well planned”, she recalls. Before making the decision to go deeper into her studies, her restlessness led her,

initially, to search for other paths such as the form of expression: She frequented art history courses, ceramics and observational design. From there it was a short jump to shoes.

96 | REVISTA SALT

Em maio de 2015, no bairro Funcionários, em Belo Horizonte, Tânia inaugurou a oficina de criação e a loja de sua marca, La Collezionista – nome que reflete seu amor por colecionar sapatos – numa casa da década de 1930, em estilo art déco e tombada pelo patrimônio histórico. “Foi a casa que me escolheu.

In May of 2015, in the suburb Funcionarios, in Belo Horizonte, Tania inaugurated the creation office and shop of her brand, La Collezionista – a name that reflects her love for collecting shoes – in a house of the 1930’s, in the Art Deco style and listed as a heritage. “It was the hou-

Revitalizamos o imóvel para receber, como moradores, sapatos de qualidade”, conta a designer. A ideia era criar uma sapataria contemporânea. “Por definição, contemporâneo é o que coexiste, que existe ao mesmo tempo. Já a sapataria está ligada à arte do ofício de sapateiro. Nossa casa é muito especial, onde se criam calçados feitos à mão, modelos que atravessaram o tempo e que, aos nossos olhos, acompanham tendências do agora, ganham alma e uma nova história”. se that chose me. We revitalized the building to receive quality shoes as guests”, says the designer. The idea was to create a contemporary shoe shop. “By definition, contemporary is that which coexists, that exists at the same time. The Shoe part is for the part connected to the cobblers office. Our house is very special, where we make hand made shoes, models that travel through time and that, before our eyes, accompany current tendencies, gain soul and a new story.


Ritmo próprio La Collezionista é uma marca para quem vê o sapato como alicerce do vestir. As criações de Tânia têm um estilo bastante autoral. “Como colecionadora, crio para colecionadores. As coleções são temáticas e esse é o gatilho do processo criativo. Chuva é o primeiro tema escolhido para a coleção Zero da marca. "Chuva é movimento, reflexo, brilho e introversão”, explica. Sua pesquisa passeia por modelos clássicos, observação de comportamento, materiais nobres e tendência. “Faço desde o desenho até a modelagem e o estilo. No desenvolvimento, conto com a parceria Own RHYTHM La Collezionista is a brand for who sees shoes as being the foundation for what they wear. Tania’s creations have a very autorial style. “As a coletor, I create for collectors. The collections are themed and this is the sheltor for the creative process. Rain is the first theme chosen for the brands zero collection. Rain is movement, reflex, shine and introversion”, she explains. Her research goes over classic models, behavioural observation, nobel materials and tendency. “I work from the drawing to the modeling and the style. In the development, I work in a partnership with a

de uma pequena oficina de sapateiros que amam o ofício. Tudo é feito no seu tempo”. Em uma época de modismos e efemeridades, Tânia nada contra a corrente, criando “sapatos humanizados”. “É isso mesmo, o ‘sem-pressa’ não é um produto, mas um conceito. Acreditei e investi nele. La Collezionista é jovem e tudo o que envolve conceito demora mais para ser absorvido pela maioria. Acredito na qualidade com respeito”, aposta a designer. No momento, seus sapatos são vendidos na loja e nas mídias sociais da marca (Instagram e Facebook, via WhatsApp) para todo o Brasil. Como small shoe office with people who love my office. Everything is made in its own time”. In a time of fads and efermeries, Tania swims against the current, creating “humanized shoes”. “That’s right, the ‘no rush’ isnt a product, but a concept. I believed and invested in it. La Collezionista is new and everything that involves a concept takes more time to be absorbed by the majority. I believe In quality with respect”, says the designer. At the moment, her shoes are sold at the shop and in the brand’s social media (Instagram and Facebook, via Whatsapp) for all of Brazil. As a sales and marketing strategy, Tania

estratégia de vendas e marketing, Tânia considera a relação interpessoal com o cliente fundamental, seja no espaço físico ou pela internet, mas conta também com uma assessoria de marketing. A marca ainda tem uma embaixadora mais que especial: a publicitária, escritora e blogueira Cris Guerra. “Ela é uma mulher feminina, forte, sensível e cosmopolita, a cara da La Collezionista. Além disso, é testemunha e incentivadora desde o início do projeto. Nada mais justo que a escolha dela como a primeira colecionadora da marca que ela viu nascer”. Alguém duvida que essa história vá longe? considers na interpersonal relationship with the cliente to fundamental, be it in the shop or over the internet, but she also relies on a marketing agency. The brand still has an ambassador who is more than special: The publitian, writer and blogger Cris Guerra. “She is a feminine woman, strong, sensitive and cosmopolitan, the face of La Collezionista. In addition, she has been a testimony and encourager since the beginning of the project. Nothing was more fair than her choice as the first collector of the brand which she saw at it birth”. Does anyone doubt that this story will go far?

REVISTA SALT | 97


Street Style i Street Style

Pelo mundo Around the World Pegue o seu passaporte e viaje com a gente pelas semanas de moda de Paris, Milão e Nova York e fique de olho nos looks que dominaram as ruas durante as fashion weeks. Get your passport and travel with us over fashion weeks in Paris, Milan and New York and keep an eye on the looks that dominate the streets during these events. Fotos Divulgação Photos Publicity

Black is beautiful Os desfiles eram das coleções de Primavera/Verão 2016, mas durante a semana de moda de Paris o frio dominou o guardaroupa das fashionistas. Nos pés, botas e sapatos pretos foram o fashion statement da temporada. The shows were for spring/Summer 2016 collections, however during Fashion week the wardrobes of fashionists were dominated by the cold. Boots and black shoes were the seasons fashion statements.

100 | REVISTA SALT


REVISTA SALT | 101


Street Style i Street Style

Ao quadrado i SQUARED Seja em botas, peep toes ou sandálias, os saltos quadrados dominaram os pés de quem assistiu os desfiles Primavera/Verão 2016 em Milão. Be it in boots, peep toes or sandals, square heels are dominating the feet of those who watched the Spring/Summer 2016 Fashion parade in Milan.

102 | REVISTA SALT


Cor da pele I Skin Colour O nude foi o tom escolhido pelas mulheres que transitaram pelos ruas de Nova York durante sua fashion week para a Primavera/Verão 2016. Curinga, ele combina com todos os estilos! Nude was the chosen tone by women who walked the streets of New York during the Spring/Summer 2016 Fashion week. Versatile, it’s a combination for all styles.

REVISTA SALT | 103


Online

TOP 5 PRA VOCÊ SEGUIR JÁ TOP 5 FOR YOU TO FOLLOW ALREADY A internet virou um mar sem fim de informação, por isso é fundamental saber “pescar”. Entre tantos blogs, sites e perfis nas mídias sociais tratando de moda e tendência – incluindo aí o mundo dos calçados – selecionamos páginas que são pura inspiração. The internet has become a sea of information, which is why you need to know how to “fish”. Betweens so many blogs, sites and profiles in the social media network that focus on fashion and tendencies – including the world of shoes – we have selected some pages of purE inspiration. Chiara Ferragni , do blog the Blond Salad

Por Sabrina Dutra Fotos Divulgacão By Sabrina Dutra Photos Publicity

BLOGS DAS ANTENADAS I TUNED IN BLOGS The Blond Salad > theblondesalad.com A italiana Chiara Ferragni (foto) – uma das pessoas com menos de 30 anos mais influentes do mundo, segundo a “Forbes” – compartilha tendências e eventos de moda, colabora com grandes marcas e assina sua própria linha de sapatos. The Italian Chiara Ferragni (photo) – One of the most influential people in the world under 30 years of age, according to “Forbes” – she shares information on tendencies and fashion events, and collaborates with large brands and signs her own line of shoes.

Sea of Shoes > seaofshoes.com Uma adolescente do Texas (EUA) catapultada à fama, em 2007, graças à sua obsessão por sapatos. Aos 23 anos, Jane Aldridge continua um sucesso, postando imagens com destaque para o que calça, além de um canal de compras só para seus modelos favoritos.

108 | REVISTA SALT

An adolecent from Texas (USA) captures fame, in 2007, thanks to her obsession with shoes. At 23 years of age, Jane Aldridge continues her success, posting images highlighting what to wear, as well as a shopping channel exclusively for your favourite models.

Blog da Thássia > blogdathassia.com.br Tendências, viagens, dicas, eventos... Pode parecer apenas mais um blog de estilo pessoal, mas o da mineira Thássia Naves, sempre montada em roupas e acessórios grifados, segue como um dos mais importantes do país (e do mundo!). Tendencies, trips, tips, events... might seem like just another blog for personal styling, but for the “mineira” Thassia Naves, always dressed up in clothes and highlighted accessories, it follows as one of the most important in the country (and the world!).

5 Inch And Up > 5inchandup.blogspot. com O blog da finlandesa Sandra Hagelstam, it girl que vive em Londres, é uma declaração

de amor aos stilettos, plataformas e outros saltos altos. Nem precisa dizer que sua coleção de sapatos é das mais incríveis da internet. The Finnish Sandra Hagelstam’s blog, a it girl who lives in London, is a love declaration to stilettos, platforms and other high heels. Without mentioning that her collection is one of the most amazing of the internet.

En Brogue > enbrogue.com Na contramão, a editora de moda da revista “InStyle” inglesa, Hannah Rochell, resume seu blog : “Love fashion. Love shoes. Hate heels” (Amo moda. Amo sapatos. Odeio saltos, em tradução literal). O foco é no estilo com conforto, mostrando como arrasar usando calçados baixos. On the other hand, the fashion editor of the English magazine “Instyle”, Hannah Rochell, continues her blog: “Love Fashion. Love shoes. Hate heels”. The focus is on the comfortable style, showing people how to look great with lower shoes.


SITES PRA VOCÊ FICAR POR DENTRO I SITES FOR YOU TO BE UPDATED Footwear News > footwearnews.com Imperdível para quem pretende acompanhar tudo o que acontece no mundo dos calçados – de novidades do setor à moda, passarela e negócios. Bem atualizado e repleto de imagens. A must see for those who wishes to accompany everything that happens in the world of shoes – from whats new of the fashion sector, catwalk and business. Well informed and full of images.

FFW – Fashion Forward > ffw.com.br Prefere em português? Então acesse o FFW (foto), que mostra os principais desfiles de moda nacionais e internacionais, ricamente ilustrados com detalhes dos calçados. Prefer in Portuguese? Then access the FFW (photo) that shows the main national and international fashion shows, richly illustrated with shoes details.

Ecouterre > ecouterre.com

Destaca marcas e designers que se preocupam com o impacto social e ambiental de sua produção. Vá direto ao canal Shoes. Outline brands and designers that show concern with the social and environmental impact of their production. Go straight to the shoes channel.

Vogue > vogue.com/magazine Site da mais influente publicação de moda do mundo. Lifestyle, tendência, beleza, cultura, passarela... Está tudo lá. Confira também a versão brasileira (vogue.globo.com). The most influential fashion publication site in the world. Lifestyle, tendency, beauty, culture, catwalk... its all there. Check out the Brazilian version as well (vogue.globo.com).

Büro 24/7 > buro247.com/me Ótima fonte de pesquisa, vende a ideia “Trabalhamos 24 horas por dia, sete dias por semana”, para te manter informado sobre os últimos acontecimentos ligados à moda e à cultura. Great research source, sell the idea “We work 24 hours a day, seven days a week”,to keep you updated on the latest happenings in fashion and culture.

REVISTA SALT | 109


Online

Instagram giovanni bianco

O INSTAGRAM DOS CRIATIVOS I THE INSTAGRAM FROM THE CREATIVES Giovanni Bianco > @gb65 Diretor criativo de campanhas para grifes como Dsquared2 (foto), Versace, Givenchy e Arezzo, ele é o brasileiro responsável pelo visual das turnês e álbuns da Madonna e do novo clipe e CD da funkeira Anitta. Seu trabalho? “Uma sopa de milhões de ideias que estão no ar”. Creative Campaign Director for brands like Dsquared2 (photo), Versace, Givenchy and Arezzo, He is the Brazilian responsable for the visuals for the tours and albums for Madonna and the new clip and CD of the Funkeira Anitta. His job? “A soup of millions of ideas that are in the air”.

Toilet Paper Mag Addiction > @toiletpapermagaddiction Imagens surpreendentes criadas pela Toilet Paper Magazine, selecionadas por fãs da publicação. Toques surrealistas são a grande sacada. Suprising images created by the Toilet Paper Magazine, selected by fans of the publication. Surreal touches are the big secret.

The Sartorialist > @thesartorialist

110 | REVISTA SALT

Perfil do fotógrafo e criador do blog The Sartorialist, Scott Schuman, que cria um diálogo entre o mundo da moda e sua vida diária. Pegue carona com esse fenômeno internacional e viaje o mundo! The profile of the photographer and the creator of the blog The Sartorialist, Scott Schuman, who creates a dialog between the fashion world and daily living. Take a ride with this international fenomenon and travel the world!

Julia Galdo & Cody Cloud> @jucophoto Além dos belos cliques, esta dupla de fotógrafos baseada em Los Angeles (EUA) faz intervenções incríveis nas imagens. Não à toa, já atuaram com as maiores publicações de moda. In addition to the beautiful clicks, this double of photographers based in Los Angeles (USA) make incredible interventions in their images. Not by accident, they have been involved with the largest fashion publications.

It’s Nice That > @itsnicethat Um site atualizado diariamente, uma revista bianual, um simpósio de verão. It’s Nice That é isso e muito mais. Um perfil de gente que acredita, apaixonadamente, que a inspiração criativa é para todos. A daily updated site, a biannual magazine, a summer symposium. It’s Nice That I all of this and much more. A profile of people who believe, beyond doubt, that creative inspiration is for all.


Aniversário i Birthday

MUITO A COMEMORAR Lots to Celebrate COMO A MAIORIA DOS JOVENS DE NOVA SERRANA (MG), HELLEN VIEGAS CRESCEU EM MEIO A FÁBRICAS DE CALÇADO. DO DESEJO DE MOSTRAR À CIDADE UM JEITO INOVADOR DE FAZER REVISTA, EM 2011 ELA COMEÇOU A PLANEJAR A SALT. NO ANO SEGUINTE, A PUBLICAÇÃO FOI LANÇADA. LÁ SE VÃO QUATRO ANOS DE APRENDIZADO E ENRIQUECIMENTO, MAS O DESEJO DE FAZER O MELHOR CONTINUA! LIKE MOST TEENAGERS FROM NOVA SERRANA (MG), HELLEN VIEGAS GREW UP SURRONDED BY SHOE FACTORIES. WITH THE WISH TO SHOW THE CITY AN INNOVATIVE WAY OF CREATING A MAGAZINE, IN 2011 SHE STARTED PLANNING SALT. DURING THE NEXT YEAR, THE PUBLISHED MAGAZINE WAS RELEASED. FOUR YEARS OF LEARNING AND GROWTH GONE BY, BUT THE WISH TO ALWAYS IMPROVE AND DO BETTER CONTINUES. Por sabrina Dutra Foto Layla Fernandes By sabrina Dutra Photo Layla Fernandes

“Desde o início, buscávamos construir uma publicação mais moderna, que realmente refletisse o que o polo de Nova Serrana produzia, tornando-o mais conhecido e valorizado”. Assim, em janeiro de 2012, Hellen Viegas apresentou a primeira edição da revista SALT, direcionada a fabricantes e lojistas, com o melhor do mundo dos calçados, incluindo moda e mercado. A publicação foi crescendo e passou por uma transformação. Em 2014, (a SALT se juntou à equipe da Voice Design) para desenvolver sua nova identidade, com mais dinamismo, conteúdo e informação de qualidade. Nesses quatro anos, a publicação acompanhou de perto a evolução de Nova Serrana, tanto em tecnologia quanto na qualificação da mão de obra. Além do maquinário de ponta, é um dos poucos polos versáteis, onde se produz do calçado esportivo ao feminino, ca-

114 | REVISTA SALT

“Como o mercado externo tem olhado bastante para a produção nacional, dada a alta do dólar, e muitos lojistas têm vindo ao Brasil com a intenção de importar, optamos pelo formato bilíngue”, “Following the external market which has been looking closely at national production, given the increased value of the dollar, and many retailers have been coming to Brazil with the Intention of Importation, we have chosen to go with the bilingual format”


Joyce, Isis, Rogelma, Zach, Daniele, Maike, Kayta, Priscila, Hellen e Yandeara.

sual e infantil. Sempre presente nas principais feiras do país, nesta edição a SALT é publicada, pela primeira vez, em português e inglês. “Como o mercado externo tem olhado bastante para a produção nacional, dada a alta do dólar, e muitos lojistas têm vindo ao Brasil com a intenção de importar, optamos pelo formato bilíngue”, destaca a diretora da revista. Firme na missão de tocar o fabricante de calçados, colaborando para sua interação com o lojista e motivando a quebra de paradigmas, a SALT tem mais um motivo para celebrar: sua recente fusão com a Comenta Design e Tecnologia. “Nova Serrana ainda está começando a caminhar na internet. A partir deste ano, vamos oferecer serviços de branding, planejamento de mídia online, criação de sites, aplicativos e perfis nas redes sociais”, adianta Hellen. E vem mais por aí!

“Since the beginning, we have strived to build a more modern publication, that truly reflects what the Nova Serrana area produces, making it more known and valued”. And so, in January of 2012, Hellen Viegas presented the first edition of SALT Magazine, made directly for manufacturers and retailers, with the best of the worlds shoes, including fashion and the Market. The publication continued to grow and went through a transformation. In 2014, SALT was joined by the team at Voice Design to create a new identity, with more dynamism, content and quality information. In these four years, the publication has closely followed the evolution taking place in Nova Serrana, from technology to labor quality. In addition to the cutting-edge machinery, it is one of the few versatile areas, where production ranges from sporting shoes to feminine, casual and children’s shoes. Always present in the country’s largest fares, this edition for the first time is being published in Portuguese and English. “Following the external market which has been looking closely at national production, given the increased value of the dollar, and many retailers have been coming to Brazil with the Intention of Importation, we have chosen to go with the bilingual format”, explains the Director of SALT. Firmly on the mission to captivate the shoe manufacturers, collaborating with their interaction with retailers and motivating the breaking of paradigms, Salt has another reason to celebrate: Its recente fusion with Comenta Design and Technology. “Nova Serrana is only just beginning to find its feet on the internet. Starting this year, we are going to be offering branding services, online media planning, website building, applications and profiles for social networks”, points out Hellen. With more to come!

REVISTA SALT | 115


Iniciativa i Initiative

PENSE FORA DA CAIXA! THINK OUTSIDE THE BOX! SAIR DA NOSSA ZONA DE CONFORTO, MUDAR DE TRAJETO, TENTAR UMA PERSPECTIVA DIFERENTE, ESTIMULAR A CRIATIVIDADE E AS EMOÇÕES, SE LIVRAR DAS AMARRAS E BARREIRAS QUE IMPEDEM A ORIGINALIDADE OU LIMITAM O PENSAMENTO CRIATIVO. TUDO ISSO É “PENSAR FORA DA CAIXA”. PARECE COMPLEXO, MAS É POSSÍVEL. LEAVE YOUR COMFORT ZONE, CHANGE YOUR COURSE, TRY A DIFFERENT PERSPECTIVE, STIMULATE CREATIVITY AND EMOTIONS, FREE YOURSELF OF BOUNDS AND BOUNDERIES THAT BLOCK ORIGINALITY OR LIMIT YOUR CREATIVE THOUGHTS. ALL OF THIS IS “THINKING OUTSIDE THE BOX”. SEEMS COMPLICATED, BUT IT’S POSSIBLE. Por sabrina Dutra Foto Divulgação By sabrina Dutra Photos Publicity

Com a intenção de inovar, inspirando um grupo de fabricantes do polo calçadista de Nova Serrana (MG), a revista SALT – sob o comando da diretora Hellen Viegas e dos colaboradores Jotta Sybbalena, consultor e designer de calçados, e Joyce Amaral, estilista com especialização em Negócios da Moda e Gestão de Projetos – promove a primeira edição do workshop “Fora da Caixa”, no mês de janeiro. Em quatro encontros, durante duas semanas, 20 convidados farão uma verdadeira imersão fashion. A sede da revista vai se transformar em um novo ambiente, bem à vontade, onde os participantes terão a oportunidade de preparar um reforço das coleções de inverno 2016 (já mirando a 17ª Fenova, que acontece de 23 a 25 de fevereiro) e receber um conteúdo relevante sobre as tendências para o ve-

116 | REVISTA SALT

rão 2016/2017. Segundo Hellen, a ideia é levar conhecimento, informação – hoje tão dinâmica – e estimular o lado criativo do grupo, além de fortalecer os laços entre a revista SALT e os fabricantes do polo. “Os convidados vão ter contato com os materiais e, literalmente, colocar a mão na massa, coisa que às vezes os fabricantes não fazem, pois deixam a cargo do modelista. Ao final do curso, cada participante terá criado um protótipo de calçado para inserir em sua próxima coleção de verão”, explica a diretora. “A abordagem será bem contemporânea, um choque de informação, gestão de coleções e cultura de moda. Afinal, Nova Serrana não precisa esperar as principais marcas nacionais apresentarem seus lançamentos”, completa Jotta.


With the intention to inovate, inspiring a group of manufacturers of the footwear pole of Nova Serrana (MG), SALT magazine – Under the Command of Director Hellen Viegas and collaboration of Jotta Sybbalena, footwear designer and consultant, and Joyce Amaral, stylist specializing in Fashion business and Project management – promotes the first edition of the workshop “Outside the box”, in January. In four encounters, throughout two weeks, 20 invited guests will take part in a true fashion immersion. The magazines headquarters will be transformed into a new environment, really layed back, where participants will have the opportunity to prepare to strengthen their 2016 winter collections (Already aimed at the 17th Fenova, occurring between the 23rd and 25th of February) and receive rele-

vant content about tendencies for the summer of 2016/2017. According to Hellen, the idea is bring knowledge, information – currently very dynamic – and stimulate the creative side of the group, as well as strengthen the connections between SALT magazine and the manufacturers of the area. “The guests with have contact with the material and, literally, get their hands dirty, something that manufacturers aren’t yet doing, because they leave the modeler position behind. At the end of the course, each participant will have created a prototype shoe to include in their next summer collection”, the diretor explains. “The approach will be very contemporary, a shock of information, collection managment and fashion culture. After all, Nova Serrana doesn’t need to wait for the largest national brands to present their releases”, says Jotta.

REVISTA SALT | 117


AGENDA i AGENDA

Tome nota Take note Confira os principais eventos ligados ao setor CALÇADISTA que você não pode perder. Check out the main events concerning the shoe industry that you can't miss.

10 a 13 de janeiro

Couromoda Feira de Calçados, Moda e Artigos em Couro São Paulo (SP) www.couromoda.com

11 e 12 de janeiro

Inspira Mais Verão 2017 São Paulo (SP) www.inspiramais.com.br

17 a 20 de janeiro

Calce Moda Curitiba (PR) www.calcemoda.com.br

10 a 12 de fevereiro

GDS – Global Destination for Shoes

10th to the 13th of January Couromoda Fair for shoes, fashion and leather articles São Paulo (SP) www.couromoda.com 11th to the 12th of January Inspira Mais Verão 2017 São Paulo (SP) www.inspiramais.com.br 17th to the 20th of January Calce Moda Curitiba (PR) www.calcemoda.com.br 10th to the12th of February GDS – Global Destination for Shoes

118 | REVISTA SALT

and Acessories Düsseldorf, Alemanha www.gds-online.com

23 a 25 de fevereiro

e equipamentos para calçados e curtumes Novo Hamburgo (RS) www.fimec.com.br

17a Fenova Feira de Calçados de Nova Serrana Nova Serrana (MG) www.fenova.com.br

23 a 25 de maio

7 a 9 de março

26 a 29 de junho

15 a 17 de março

21 a 23 de novembro

and Acessories Düsseldorf, Alemanha www.gds-online.com

equiptment and (curtumes) Novo Hamburgo (RS) www.fimec.com.br

23rd to the 25th of February 17 a Fenova The Nova Serrana shoe fair Nova Serrana (MG) www.fenova.com.br

23rd to the 25th of May SICC 2016 Gramado (RS) www.sicc.com.br

Feira 40 Graus – Calçados e Acessórios Natal (RN) www.feira40graus.com.br

40a Fimec – Feira Internacional de couros, produtos químicos, componentes, máquinas

7th to the 9th of March Feira 40 Graus – Shoes and Accessories Natal (RN) www.feira40graus.com.br 15th to the 17th of March 40a Fimec – International Fair of leather, chemical products, componentes, shoe machines and

SICC 2016 Gramado (RS) www.sicc.com.br

48a Francal São Paulo (SP) www.feirafrancal.com.br

Zero Grau Gramado (RS) www.feirazerograu.com.br

26th to the 29th of June 48a Francal São Paulo (SP) www.feirafrancal.com.br 21st to the 23rd of November Zero Grau Gramado (RS) www.feirazerograu.com.br


VITRINE SALT

fiolleta

37 3225-1228 calcadosfiorella@hotmail.com.br

Vem com

pulseira

37 3226-7107 mks@nwm.com.br

37 3226-1238 gontijo@ns2004.com.br www.calcadoseg.com.br

37 3225-6134 vendashappy@hotmail.com.br

Solado em

EVA

37 3226-2501 calcadoslets@hotmail.com.br

37 3226-2501 calcadoslets@hotmail.com.br

37 3226-2501 calcadoslets@hotmail.com.br


ENDEREÇOS i Adress

AIR SPORT

CHUTEIRAS CAMPU'S/ BOTINAS CAMPU'S/

HAPPY LUCK

RUA FAUSTO PINTO DA FONSECA, 295,

ASKLEN

RUA VEREADOR LEONEL LINO, 1288, JAR-

PARK DONA GUMERCINDA MARTINS

RUA JOAQUIM MACEDO, 625, BELA VISTA

DIM PADRE LAURO

NOVA SERRANA - MG

PERDIGÃO - MG

NOVA SERRANA - MG

TEL.: (37) 3226 – 2996

TEL.: (37) 3287 - 1256/ 9169 – 6446

TEL.: (37) 3225 – 6134 LEKIZ

A.R.G BRAZIL

DIVA RARA

RUA CARIJÓS, 412, CENTRO

RUA JOSE BATISTA DE FREITAS, 38, CEN-

RUA LEONARDO AZEVEDO, 226, LARANJEI-

MOEMA - MG

TRO

RAS

TEL.: (37) 3525 – 1415

NOVA SERRANA - MG

NOVA SERRANA - MG

TEL.: (37) 3226 – 4190

TEL.: (37) 3225 – 2071

KRISLE RUA JOÃO FERREIRA DOS SANTOS, 495,

ANA FLOR

EG CALÇADOS

PARK D. GUMERCINDA MARTINS

RUA DELBAR PINTO DA FONSECA, 918,

RUA PRESIDENTE COSTA E SILVA, 275,

NOVA SERRANA - MG

JARDIM PADRE LAURO

MARISA

TEL.: (37) 3225 – 3891

NOVA SERRANA - MG

NOVA SERRANA - MG

TEL.: (37) 3226 – 2614

TEL.: (37) 3226 – 1238

LYND AV. CEL. PACIFICO PINTO DA FONSECA,

BELLA RIOS

FIOCCO/PIXONE

620, FAUSTO PINTO DA FONSECA

RUA EUREKA, 210, SANTA CRUZ

RUA JOÃO FERREIRA DOS SANTOS, 485,

NOVA SERRANA - MG

NOVA SERRANA - MG

PARK D.GUMERCINDA MARTINS

TEL.: (37) 3225 – 9500

TEL.: (37) 3225 – 3414

NOVA SERRANA - MG TEL.: (37) 3226 – 2323

BFK / VORAX

MAGIA DA TERRA RUA RUI BARBOSA, 15, SÃO CRISTÓVÃO

RUA VALDOMIRO AMARAL, 150, JARDIM

FRONTSYS SOLUÇÕES EM SOFTWARE

NOVA SERRANA - MG

SÃO FRANCISCO

RUA VEREADOR LELIS CAMILO, 183 SALA

TEL.: (37) 3226 – 2208

NOVA SERRANA - MG

103, JARDIM DO LAGO

TEL.: (37) 3226 – 4800

NOVA SERRANA - MG

MALBECK

TEL .:(37) 3225 – 6982

RUA ANTÔNIO HONÓRIO DOS SANTOS, 420,

B MARK / VIA EURO

FIOLLETA/FIORELLA

SÃO GERALDO II

RUA PADRE LIBÉRIO, 1835, JARDIM PADRE

RUA JOSÉ FERREIRA DO AMARAL, 347

NOVA SERRANA - MG

LIBÉRIO

GALPÃO 02, VILA OPERÁRIA

TEL.: (37) 3226 – 7398

NOVA SERRANA - MG

NOVA SERRANA - MG

TEL.: (37) 3226 – 3016

TEL .:(37) 3225 – 1228

MAX TERMOPLÁSTICO RUA IRACEMA GOMES GUIMARÃES,

BIKER SHOES

GABRIELA AMARAL

2325/2327, PADRE LIBÉRIO

AV. JUSCELINO KUBITHECK, 302,

AV. BENJAMIM MARTINS DO ESPÍRITO SAN-

DIVINÓPOLIS - MG

TO, 1754, PARK D. GUMERCINDA MARTINS

TEL.: (37)3221-5959

SERRA

NOVA SERRANA - MG

PERDIGÃO - MG

TEL.: (37) 3226 – 3228

TEL.: (37) 3287 – 1756

120 | REVISTA SALT


U m a r e V i s ta F e i ta s o b m e d i da pa r a s e U N e G Ó c i o

produtos customizados pela Voice design

Há 14 anos à frente da revista Habitat, a Voice compartilha com o mercado o know-how do que sabe fazer melhor: revistas. Faça a sua também.

contato: 55 (31) 3261 2608 comercial@voicedesign.com.br


ENDEREÇOS i Adress

MY ZON

SOPHIA ALMEIDA

VIA SALT

AV. OURO PRETO, 882, CENTRO

AV. JOSÉ BATISTA FILHO, 2741, PROL.

RUA DIMAS GUIMARÃES, 796/800, SÃO

PERDIGÃO - MG

JÉFERSON BATISTA DE FREITAS

SEBASTIÃO

TEL.: (37) 3287 – 1777

NOVA SERRANA - MG

NOVA SERRANA - MG

TEL.: (37) 3225 – 1632

TEL.: (37) 3226 – 3400

RUA GERALDO PINTO DO AMARAL, 185,

SINDINOVA

VIA VIP

SANTA CLARA

RUA ANTONIO MARTINS, 75, FREI PAULO

AV. BENJAMIM MARTINS DO ESPIRITO SAN-

NOVA SERRANA - MG

NOVA SERRANA - MG

TO, 1.882, PARK D. GUMERCINDA MARTINS

TEL.: (37) 3226 – 5300

TEL.: (37) 3228 – 8500

NOVA SERRANA - MG

ONITY

TEL.: (37) 3228 – 9000 ORTOBESSA

STAR CHIC/ WINIPEG

RUA ARÍSIO GERALDO M. AMA-

RUA VEREADOR LEONEL LINO, 1215, JAR-

VITHORIA DIAS

RAL,310,PROL.

DIM PADRE LAURO

RUA BETSAID, 16, SAGRADA FAMÍLIA

BELA VISTA

NOVA SERRANA - MG

NOVA SERRANA - MG

NOVA SERRANA - MG

TEL.: (37) 3226 - 6119

TEL.: (37) 3226 – 2869

STRIKWEAR

ZYRON

PANKY

AV. AMARAL, 530, NOVO HORIZONTE

RUA PARÁ DE MINAS, 271, FARTURA

RUA PATRÍCIA LACERDA DOS SANTOS, 323,

NOVA SERRANA - MG

NOVA SERRANA - MG

ANDRÉ DE FREITAS

TEL.: (37) 3228 – 0101

TEL.: (37) 3226 – 1963

TEL.: (37) 3226 – 1077

TIÊ REPRESENTAÇÕES E ASSESSORIA

ZOTTO

RASSA / MARINA MELLO

AV. JOSÉ JOÃO RODRIGUES, 1135, FAUSTO

RUA GENÉSIO MILITÃO DOS REIS, 572, SÃO

AV. JOSE JOÃO RODRIGUES, 380, PARK D.

PINTO DA FONSECA

SEBASTIÃO

GUMERCINDA MARTINS

NOVA SERRANA - MG

NOVA SERRANA - MG

NOVA SERRANA - MG

TEL.: (37) 3228 – 9500

TEL.: (37) 3226 - 9600

TEL.:(37)3226-7107

NOVA SERRANA - MG

TEL.: (37) 3226 – 3444 TRY STAR / MIZZUMINHO RASTER

RUA MATO GROSSO, 855, PLANALTO

RUA JOAQUIM JOSÉ FERREIRA, 135, PROL.

NOVA SERRANA - MG

JEFERSON BATISTA DE FREITAS

TEL.: (37) 3226 – 2501

NOVA SERRANA - MG TEL.: (37) 3226 – 1719

VELLUTI RUA DELBAR PINTO DA FONSECA, 70,

RCA

FRANCISCO LUCAS

RUA LEONARDO AZEVEDO , 455, LARAN-

NOVA SERRANA - MG

JEIRAS

TEL.: (37) 3228 – 0000

NOVA SERRANA- MG TEL.: (37) 3226 – 1353

VIA MARA RUA VITAL PAULINO PEREIRA, 1001, LARAN-

SIDEKICK

JEIRAS

TEL.: (37) 3228 - 9500

NOVA SERRANA - MG TEL.: (37) 3226 – 0350

122 | REVISTA SALT


Profile for revistasalt

REVISTA DE SAL :: EDIÇÃO Nº 17  

REVISTA DE SAL :: EDIÇÃO Nº 17  

Advertisement