Page 1

Bahia visite a

e Sergipe também

A n o I I - n º 03 - M A I O 2014 - R $ 7,90

Fortes de Salvador A cidade de Salvador nasceu sob o signo da defesa

Terra Caída

Aqui tem um dos estuários mais belos do Brasil

Visite a Bahia e Sergipe também - outubro 2013

1


2


Bahia visite a

Editorial

e Sergipe também

Prezado leitor, Diante da crise de valores e de serviços que o país atravessa, o setor Turístico se apresenta com grande potencial, apresentando resultados positivos que vem crescendo a cada ano – tendo uma enorme importância no setor de desenvolvimento socioeconômico do Brasil. A expectativa de realização da Copa do Mundo de Futebol, em 2014, que também é um dos maiores atrativos do setor, constituem maiores oportunidades para o Turismo nacional e melhora a imagem do Brasil no exterior – e para o turista brasileiro nascem novas possibilidades de uma vida mais aprazível, com mais emoção e maiores oportunidades para quem ama viajar e adora conhecer outras culturas; influenciando na melhoria da autoestima do brasileiro. Para a revista ‘Visite a Bahia e Sergipe também’, que é categoricamente focada no turismo regional, é uma grande satisfação apresentar sua terceira edição, dando assim, nossa parcela de contribuição ao Turismo do Brasil – a emoção permanece a mesma, como se fosse o primeiro filho, principalmente no que concerne ao grande sucesso e enorme repercussão das recentes edições. A responsabilidade ficou maior ainda, diante do compromisso da continuidade do mesmo nível de qualidade, em conteúdos e imagens; objetivando ganhar créditos para definitivamente estabelecer sua permanência no mercado.

Selecionamos aqui alguns destaques: ::: Seção Bahia -Fortes da Bahia: Conheça um pouco da história desses elementos de defesa tão importantes para a civilização baiana. -Itacaré : A cidade é conhecida mundialmente como cidade brasileira do surf.

Diretor Geral: Ramon Andrade Direção de Jornalismo: Jussara Assunção Gerente Financeiro: Francisco Carlos Dir. Comercial e Administrativa: Perpétua Andrade Gerente de Marketing: Gabriela Britto Dpto Jurídico: Dra Gabriela Santana Jornalista Responsável: Marta Santana (DRT/BA3899) Colaboradores: Edvaldo Ribeiro José Eduardo Assis Correspondente internacional: Marta Santana Fotos: Jota Freitas - Rita Barreto - Tatiana Azeviche - Acervos Emsetur – Edvaldo Cruz Tadeu Nascimento - Marcelo Martins - Gabriel Carvalho - Eduardo Filho - Setu-Ba - Setur-Se - ZéCops Mahalo Projeto Gráfico e Arte: Alexandre Rosa Diagramação: Aquishow Revisão de texto: Jussara Assunção Chefe de distribuição e circulação: Mateus Soares

-Vale do São Francisco: Um prazer para os amantes da enoturismo. Para receber gratuitamente a revista ‘Visite a Bahia e Sergipe também’ em seu endereço, envie um e e-mail para

::: Seção Sergipe

cadastro@visiteabahiaesergipetambem. com.br.

Povoado de Terra Caída: Simplicidade e diversidade de elementos naturais..

A revista ‘Visite a Bahia e Sergipe também’ é uma publicação quadrimestral e pertence ao Grupo VBtur. As opiniões e conceitos nos artigos assinados por seus autores, são de sua inteira

::: Matéria Especial:

responsabilidade.

Cruzeiros no Brasil: Encargos exorbitantes, além de péssimas condições dos portos, encarecem as tarifas no Brasil

Boa Leitura

Ramon Andrade D i r e t o r g e ra l .

Contatos: Geral: 71-3492-9315 Comercial Ba: 71-9639-3982 Comercial Se: 79-9952-0514 Endereço: Rua do Tira Chapéu, Edf Nsa Sra da Ajuda, salas 804-A e 804-B Centro Histórico - Salvador Bahia - Brasil contatos@visiteabahia.com.br visiteabahiaesergipetambem.com.br Foto Capa: Rafael Martins - Secom-Ba


Sumário

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

18 Fortes da Bahia - Elementos de defesa de Salvador

32 • Cruzeiros no Brasil é caro?

10 • Itacaré cidade do surf no Brasil

22 • Terra Caída - Diversidades

14 • Ilha de Maré tem música

Seção Bahia 08

0 5 S a l v a d o r. . . S u a s n a s c e n t e s e r i o s u r b a n o s D e s t i n o Tu r í s t i s t i c o : Va l e S ã o Fra n c i s c o - P ra z e r p a ra o s a m a n t e s d o e n o t u r i s m o 1 0 D e s t i n o Tu r í s t i c o : I t a ca ré é c o n h e c i d a c o m o a c i d a d e b ra s i l e i ra d o s u r f. 14 Ilha de Maré: Já foi muito cantada em versos populares de samba de roda 18 Capa: Fortes da Bahia: Elementos de defesa de Salvador

S e ç ã o S e r g ipe 2 2 D e s t i n o t u r í s t i c o : Te r r a C a í d a ' S i m p l i c i d a d e e D i v e r s i d a d e d e E l e m e n t o s N a t u r a i s 2 5 M e i o a m b i e n t e : E s t u á r i o d e ' Te r r a C a í d a ' "A b e l e z a d o s m a n g u e s d o S u l d e S e r g i p e e sua importância para o planeta”

V a r ie d a d es 32

28 Ao visitar Santos conheça o Museu do Café 31 Culinária: A Arte de Esculpir Frutas e Legumes Especial: Cruzeiros no Brasil - Encargos exorbitantes encarecem as tarifas 36 Newstur: Destaque das notícias de turismo no trimestre 40 Guia de erviços


Foto: Eduardo Filho

Meio Ambiente - Seção Bahia

Salvador... Suas nascentes e rios urbanos A

“EXEMPLOS DA DEGRADAÇÃO E DESRESPEITO AO MEIO AMBIENTE”

expansão urbana desordenada ou mal planejada, aliada ao conhecimento unilateral dos planejadores e gestores municipais sobre o papel dos rios urbanos para as cidades, acaba por conferir a esses corpos hídricos condições de insalubridade e de natureza opostas às suas funções ecológicas. Isso identifica as principais fontes de poluição dos rios de Salvador, que são, sobretudo, resultado da ausência de soluções adequadas para o esgotamento sanitário e manejo de resí-

duos sólidos; o que contribui para que as águas servidas sejam conduzidas ou escoadas pela rede de drenagem ou pelas calhas dos rios. Os resultados desta pesquisa devem contribuir para a ampliação do debate em torno da problemática da degradação ambiental dos rios urbanos da cidade do Salvador-Bahia, assim como a adoção de medidas de reabilitação, recuperação ou revitalização dos nossos rios urbanos. A situação de degradação em que se encontram os rios que cortam

a nossa cidade, são essas: Sujos e à vontade, atravessam as áreas urbanas da grande Salvador, a terceira maior metrópole do Salvador como se fossem verdadeiros cartões postais para serem observados pela população e turistas. E com o advento da Copa do Mundo de 2014, ainda podem ser relacionados, rios descobertos, quer dizer, córregos, que transbordam e invadem casas. Na verdade, faltam Projetos que contemplem todas as Bacias Hidrográficas

Visite a Bahia e Sergipe também - MAIO 2014

5


Foto: Eduardo Filho

Meio Ambiente - Seção Bahia

Urbanas. Segundo relatos de nativos do bairro de Nova Brasília de Itapuã, que falam com propriedade sobre o assunto, e citam , por exemplo, o rio Xangô ou Bispo, que também passa despercebido pelas autoridades. Com a palavra quem detiver o controle da monitoração, seja o CRA, (Centro de Recursos Ambientais); seja o gestor do município, enfim, toda a sociedade. Com várias Cartas Abertas, em defesa dos rios urbanos, já foram objetos de manifestação. Vale destacar, “XI O Grito da Água, que figura como a maior manifestação de rua que se realiza na América Latina em defesa da água”, defendido pelo SINDAE/BAHIA, e demais movimentos organizados. Por conseguinte, não temos rios, temos canais de esgotos que cortam a cidade levando imundície e poluição ao Meio Ambiente e prejudicando a qualidade de vida da população. O Caminho das Águas de Salvador,

Bacias Hidrográficas, Bairros e Fontes, precisam ser recuperados, reurbanizados e revitalizados. A água é o recurso natural mais importante para os homens, animais e plantas. É a fonte de tudo na vida. Dela dependem as diversas atividades humanas, desde a produção de alimentos ao esporte, da geração de energia à navegação, da indústria ao lazer. Sendo que toda a evolução das espécies está intimamente ligada a ela. A água determina a qualidade de vida do povo. Não foi à toa, que as grandes civilizações surgiram às margens dos rios. O Egito se transformou numa invejável civilização graças ao Rio Nilo. A Inglaterra cresceu junto ao rio Tamisa. A França o rio Sena, por conseguinte, o que seria da Rússia sem o rio Volga. A Índia sem o rio Ganges. O Brasil sem o rio Amazonas, rio São Francisco, (...) Segundo a ONU, até 2025, haverá absoluta insuficiência

de água no Planeta e que vai comprometer seriamente o desenvolvimento de cerca de 50 países, bem como, os desenvolvidos que terão problemas técnicos, haja vista, a explosão urbana. Entretanto, desperdiçamos água e a cada dia, se torna um produto mais caro e raro e não vai demorar para o mundo enfrentar a crise da água. O mundo discute a importância da água, por ser um bem insubstituível e sua escassez tem provocado preocupações, reflexões e debates em eventos e organismos internacionais. Portanto, tornase necessário fazer um levantamento com fulcro em um Mapa digno e preciso, para descobrir e recuperar centenas de milhares de nascentes e rios mortos na cidade de Salvador. Citamos alguns exemplos de rios que lutam por sobrevivência: - O Rio Camarajipe é o maior rio soteropolitano, possui 14 Km, mas muito poluído sua nascente. Localiza-se no bairro da Boa Vista de São Caetano e a foz na Praia do Jardim dos Namorados. No Iguatemi possui 20 metros de largura e tem o rio das Tripas, como afluentes, dentre outros, e o Rio Lucaia como braço seu. - O Rio das Tripas, tem a sua nascente na Barroquinha e é afluente do Rio Camarajipe, o qual é alcançado no largo dos Dois Leões. - O Rio do Cobre é o que abriga vida em suas águas. (Ele nasce na Lagoa da Paixão no bairro de Coutos, é acom-

O Hotel de Charme de Porto Seguro

6

Visite a Bahia e Sergipe também - MAIO 2014

Pacote Romântico para


panhado pela BA 528), passa dentro do Parque São Bartolomeu, e deságua na Enseada do Cabrito na Península de Itapagipe. - O Rio Locaia, ou Rio Vermelho, é um braço do Rio Camarajipe, no Iguatemi que deságua no Largo da Mariquita, no bairro do Rio Vermelho. - O Rio Paraguai tem a sua nascente na Fazenda Coutos e a foz na Praia de Periperi. - O Rio das Pedras ou Rio das Pedrinhas, ou Rio Imbuí, que passa pelo Bairro Homônimo, hoje é um rio canalizado por motivos de requalificação urbana, tal como ocorreu com o Rio Lucaia e o Rio dos Seixos no terreno do quartel do 19º Batalhão de Caçadores do Exército Brasileiro, entre os bairros de Pernambués e Saboeiro, atravessando a Avenida Paralela, o Imbuí, a Boca do Rio; desaguando na Praia da Boca do Rio. - O Rio dos Seixos, apesar de cortar os bairros nobres do Canela e Barra, recebe esgoto doméstico. Também tamponado na área da Avenida Centenário, para reurbanização e conter o transbordamento no intervalo chuvoso, ele tem a sua foz situada na Praia do Farol da Barra, ao lado do Morro do

▶ Aluguel de carro | rent a car ▶ Locação de Vans | rent a van ▶ Carro Executivos | Executive Car ▶ Ônibus | Bus ▶ Escunas | Schooner Cruiser ▶ Suporte em Eventos | Events

Saiba mais: www.visiteabahia.com.br

Cristo. - O Rio Trobogi, nasce no bairro de Águas Claras e chega à Repressa de Itapagipana (Trecho que recebe o nome de Rio Cascão), a partir daí a Paralela passa a ser chamada de Trobogi, finalmente ganha o nome de Rio Jaguaripe, depois da Paralela e seguindo até a foz na Praia de Jaguaribe. Rios que antes serviam de alimento e que hoje servem de esgoto para o serviço doméstico, hospitais, indústrias, (...). E enquanto já é uma realidade a es-

cassez de água no Planeta os nossos gestores hídricos precisam vislumbrar as gerações presentes e futuras. Por exemplo, no lugar onde construíram as casas populares para os moradores do Pilar, na Avenida Frederico Pontes – comércio - observa-se que há , pelo menos duas nascentes, sendo que colocaram tubos para que suas águas fossem direcionadas para o exposto. Objeto inclusive, de matéria de minha autoria publicada no jornal Tribuna da Bahia.

Biografia do autor: Jose Eduardo Firme Assis é servidor público federal pela PRF-BA Bacharel em Administração com Habilitação em Planejamento Municipal. Especialista em Gestão Pública Municipal. Mestrando Desenvolvimento Regional e Urbano. Fundador Benemérito do Clube Literário de Brasília/ DF. Poeta/Compositor/Escritor. Ex-presidente da Comissão Regional de Direitos Humanos da 10ª Superintendência Regional de PRFBA. Acadêmico Imortal da Academia de Ciências letras e Artes de Vitória/ES. Diploma Correspondente da Academia Internacional de LETRAS “3” Fronteira Brasil, Argentina e Uruguai. Diversos artigos publicados em jornais e livros em antologias literárias.

▶ Receptivo | Singtseeing ▶ Passagens Aéreas | Flight Tickets ▶ Hotéis | Hotel Reservation ▶ Translado | Transfers ▶ City Tours

71 3205 1400

www.privetur.com.br reserva@privetur.com.br

Visite a Bahia e Sergipe também - MAIO 2014

7


Destinos turísticos - Seção Bahia

Vale São Francisco “Em processo de consolidação, no remapeamento turístico da Bahia, a região dos Lagos e Cânions do São Francisco foram aprovadas pelo Fórum Estadual como mais uma nova zona turística a ser desenvolvida. O destino é formado por: Juazeiro, Casa Nova, Curaçá, Remanso e Sobradinho.”

J

uazeiro da Bahia, é o principal ponto de divisa entre os estados da Bahia e Pernambuco, permanece com um próspero comércio às margens do Rio São Francisco e polo agroindustrial moderníssimo, com atividade de exportação forte e constante. Mantendo alguns monumentos da arquitetura do século passado, a cidade tem se modernizado com a urbanização da orla fluvial e os arcos da ponte Eurico Gaspar Dutra ora reformados, sendo ocupados por pequenos bares e restaurantes. Aguas e vinhos do velho Chico: Para os amantes do Ecoturismo, a sugestão é caminhar pelos vinhedos, aproveitando o passeio para aprender a colher uvas e conhecer mais de perto o preparo de vinhos de primeira qualidade, com direito à degustação nas principais vinícolas da região . Pode-se também navegar pelo Rio São Francisco, na barca “Rio dos Currais”, fazendo a Rota das Águas, com direito a almoço e banho de rio, retornando ao final da tarde. Aproveite também para conhecer a Usina e Lago de Sobradinho, considerado o segundo maior lago artificial do mundo em “espelho d’água”, com opção de eclusagem a bordo da embarcação “Velho Chico” com destino à vinícola Ouro Verde. A facilidade de acesso ao lago incentivou a prática de esportes náuticos, especialmente a vela, hobbie cat, laser, windsurfe e jet ski. A culinária típica, à base de bode, de cari (peixe conhecido como a lagosta do sertão), da tilápia (criada em cativeiro) e de surubim (peixe nobre de água doce) está incluída no cardápio deste roteiro. Cidade festiva e festeira, Juazeiro oferece diversas opções de lazer noturno, onde não faltam shows como o forró que é o ingrediente musical indispensável na região:

8

Visite a Bahia e Sergipe também - MAIO 2014

Foto: Gabriel Carvalho

Prazer para os amantes do enoturismo


Foto: Gabriel Carvalho

Vapor do vinho: O passeio no Vapor do Vinho tem início em Juazeiro, seguindo por transporte rodoviário até o Porto Chico Periquito, no município de Sobradinho. A partir daí, o turista navega em uma pequena embarcação típica da região, com destino ao Lago de Sobradinho, conhecendo a barragem e realizando a eclusa (espécie de elevador de águas) e durante o trajeto, apreciar a beleza das águas calmas do lago, vislumbrando a bela vista ao som de boa música regional e ouvindo belas poesias recitadas pelos tripulantes da embarcação. Ao chegar ao município de Casa Nova, o turista se dirige à Vinícola Ouro Verde (Miolo/Lovara), para visitar os vinhedos, conhecer mais sobre viticultura, como são elaborados os vinhos tinto, branco e espumante, além de ir à destilaria para conhecer a produção de brandy. Tudo isso com o sabor marcante de degustações inesquecíveis e o conhecimento de inúmeros outros produtos, à base de uva e vinho, como cosméticos, confec-

Saiba mais: www.visiteabahia.com.br

ções, acessórios, taças e artesanato. Pinturas Rupestres da Tribo Tamoquins: Em São Gonçalo da Serra, a pouco mais de 27 quilômetros de Sobradinho, numa localidade com acesso fácil, encontram-se inúmeras pinturas rupestres feitas pela Tribo Tamoquins. Os habitantes desse lugar ainda guardam histórias e rituais típicos da época destes primeiros moradores e tentam manter sólida a essa tradição. Por um lado os descendentes dos Tamoquins dançam o “Toré”, e por outro lado os descendentes dos portugueses fazem a dança de São Gonçalo, objetivando reviver os costumes d’além-mar, levando para as novas gerações, a história de seus antepassados. Mais à frente existe uma região denominada de “Corrente”, considerada pelos seus nativos um lugar sagrado, e com muitos mistérios, onde tão somente os mais velhos pajés tinham conhecimento. Os moradores dizem e, há quem garanta que em algum lugar dessa localidade existe um tesouro valioso muito bem

escondido pelos caciques Tamoquins. Hã-hã-hães, Tuxás e Tupinambás O Norte e Nordeste do Estado encontram-se diversas tribos da nação Cariri, estabelecidas em áreas que abrangem os municípios de Glória, Rodelas, Paulo Afonso, Sobradinho e Euclides da Cunha. São as tribos Tuxás, Kaimbés, Pankararés e Atikuns, remanescentes dos Cariris e de uma das tribos mais conhecidas: a dos Tamoquins, conhecidos também como Trukás. Objetivando conhecer a cultura remanescente dos índios dessas tribos, o turista deve se dirigir até o município de Paulo Afonso, onde se encontram inúmeras empresas especializadas e guias profissionais de turismo que oferecem várias opções de pacotes de passeios e visitas às tribos indígenas, práticas de esporte e aventura, contemplação da vegetação nativa: a caatinga, bem como roteiros históricos e nesquecíveis, como o Raso da Catarina e Maria Bonita.

Visite a Bahia e Sergipe também - MAIO 2014

9


Destinos turísticos - Seção Bahia

Itacaré

"É conhecida mundialmente como a cidade brasileira do surf.

A

A cidade de Itacaré é conhecida como a cidade do surf. Sua posição geográfica propicia a formação de ondas grandes (as maiores da Bahia) e de boa qualidade. Como destaque temos: A Praia da Tiririca, conhecida por suas ondas fortes e sequenciadas, o local atrai, durante o ano, diversas competições de surf organizadas pela associação municipal focada no esporte, bem como em algumas etapas do campeonato baiano. Para os surfistas, Itacaré é conhecida como surf-city (Cidade do Surf). Itacaré recebe ondas durante todo o ano sendo que em qualquer

10

Visite a Bahia e Sergipe também - MAIO 2014

época podem entrar grandes swells. As condições climáticas que mudam a todo o momento, o relevo submarino e as condições geográficas asseguram que Itacaré, é um dos melhores lugares no Brasil para a prática do surf. Itacaré possui mais 09 praias, a saber: Concha, Coroinha, Costa, Engenhoca, Havaizinh, Itacarezinho, Jeribucaçu, Pontal, Prainha, Resende, Ribeira, São José, Serra Grande e Siriaco. Pertencendo à APA Itacaré/Serra Grande, as pequenas praias em forma de concha, a barra do Rio de Contas, a Reserva Ecológica de Prainha, o manguezal e a Mata Atlântica com-


caminhadas pelas imensas praias e as trilhas do Costão, ou mergulhar em um delicioso banho de mar, além de desfrutar de bronzeamento nas areias das praias próximas à cidade.

te a do bairro da Pituba concentram inúmeras lojas, bares e restaurantes, atraindo assim, gente de todos os estilos e todas as origens que se encontram ao cair da tarde e início de noite.

Os turistas percorrem inúmeras trilhas, atravessam riachos, vários trechos de praia, matas e cachoeiras, tendo prazerosamente um contato direto com belíssimas paisagens ainda primitivas deste encantado grande santuário ecológico da Bahia. Enormemente frequentada desde os anos 80 por surfistas de diversas partes do mundo, a Itacaré de hoje atrai todo tipo de gente em busca de praia, natureza e aventura. Existem diversas opções de diversão e lazer para qualquer idade. Podese usufruir de um delirante passeio de canoa pelo Rio de Contas, banhar-se nas cachoeiras, pegar ondas em dezenas de picos diferentes, percorrer um circuito de arvorismo no meio da mata atlântica, fazer Rafting nas corredeiras de Taboquinhas, fazer longas

Acesso fácil: Desde a criação da Estrada Ilhéus-Itacaré, a cidade é um dos principais centros turísticos do litoral sul baiano, se destacando como principal ponto de surf do estado. Com a construção da ponte sobre o Rio de Contas, a antiga balsa foi desativada e o acesso norte pela rodovia BA-001 integrou a cidade de forma mais intensa à Península de Maraú e encurtou a distância à capital através do ferry-boat de Bom Despacho, na Ilha de Itaparica.

Após um prazeroso dia de praia, o programa predileto é reverenciar o entardecer com um belíssimo por do sol na Ponta do Xaréu e posteriormente passear pela rua principal, bastante conhecida como Rua da Pituba, e assistir a uma roda de capoeira, visitar as lojas dos artesãos locais e jantar em um dos inúmeros restaurantes que servem desde pratos locais à internacionais. Itacaré é bastante animada durante o dia e sua temperatura aumenta depois da meia-noite, quando as diversas tribos de frequentadores da cidade se reencontram nos bares da Orla e da Pituba para curtir e dançar aos sons de ritmos variados, como: reggae, forró, samba rock, eletro e axé music.

Conservação: Antiga cidade colonial, Itacaré conserva alguns vestígios do seu passado glorioso. Alguns casarões da época de ouro do Cacau ainda estão em pé, reformados e transformados em pousadas ou restaurantes. As ruas do Centro da cidade, precisamen-

Foto: Gabriel Carvalho

plementam em grande parte, do elenco de atrações ecológicas do município. As praias ao norte, do lado esquerdo da foz do Rio de Contas só se tem acesso apenas através de embarcações.


Foto: Gabriel Carvalho

Destinos turísticos - Seção Bahia

Foto: ZéCops Mahalo

campeonato bodyboard Pelo quinto ano consecutivo, a Bahia sediou um evento de bodyboard e pela primeira vez a cidade de Itacaré recebeu os melhores atletas do país, neste que foi o maior circuito nacional do mundo, distribuindo mais de R$100.000,00 em prêmios. Foram R$35.000,00 em premiação somente na etapa baiana. Mahalo Bodyboarding Show Após as vitórias de Lucas Nogueira e Jéssica Becker na etapa de abertura do Circuito Brasileiro de Bodyboard, disputada em Campos, todas as atenções voltaram-se para a segunda etapa do ano. Como já é tradicional nas etapas promovidas em solo baiano, os shows merecem grande destaque no Skol apresenta Mahalo Bodyboarding Show. Nos últimos anos, grandes nomes da

12

Visite a Bahia e Sergipe também - MAIO 2014

Saiba mais: www.visiteabahia.com.br


Foto: Gabriel Carvalho

música brasileira e internacional se apresentaram durante os eventos e para este ano não poderia ser diferente. Natiruts, Jau, Battata e Massa Sonora se apresentaram ao público, no show de encerramento que aconteceu no dia 26 de outubro. Com realização da Champ Produlções o Skol Apresenta Mahalo Bodyboarding Show teve o patrocínio da Petrobras, Bahiatursa e Prefeitura de Itacaré. Válido como segunda etapa do Circuito Brasileiro de Bodyboard, o evento teve o apoio da Backdoor, Instituto de Turismo de Itacaré, Confederação Brasileira de Bodyboarding - CBRASB – e Associação de Surf de Itacaré.

Foto: João Ramos

Itacaré recebe ondas durante todo o ano sendo que, em qualquer época podem entrar grandes swells. As condições climáticas que mudam a todo o momento, o relevo submarino e as condições geográficas asseguram que Itacaré, é sem duvidas um dos melhores lugares no Brasil para a prática do surf..


Por: Jussara Assunção

Foto: Tatiana Azeviche-Setur

Em Destaque - Seção Bahia

Ilha de Maré:

Já foi muito cantada em versos populares de samba de roda

A

Ilha de Maré está localizada na maior baía do Brasil em extensão territorial (1052 km²), que é a Baía de Todos os Santos, eleita como um dos sete Pontos Mágicos de Salvador, apresentando excelentes condições de navegabilidade e várias ilhas com muitos atrativos. Suas águas são mornas e abrigadas, apropriadas para o turismo náutico. Na Ilha

14

Visite a Bahia e Sergipe também - MAIO 2014

de Maré, além do banho de mar nas praias de Itamoabo, Neves e Botelho, podem-se visitar as igrejas de Nossa Senhora das Neves, construída pelo padre Bartolomeu Pires no século XVI de Nossa Senhora das Candeias construída no século XIX, além de conhecer o trabalho em renda de bilro das rendeiras e o artesanato em bambu. Ilha de Maré tem um ecossistema rico

com belíssimas paisagens, biodiversidade como manguezais, Mata Atlântica remanescente, coqueirais, bananais e recifes de corais. Uma das Ilhas mais visitadas pelas escunas que fazem o passeio na Baía de Todos os Santos; tem doze povoados distribuídos em 13,87 km2, e integra o município de Salvador, muito embora esteja bem mais próxima dos municípios de Can-


deias e Madre de Deus. Famosa pelo seu artesanato, em renda de bilro e seu doce de banana na palha, Ilha de Maré se destaca entre as demais Ilhas. É um local ainda primitivo com belas praias e vilas de casinhas à beira-mar. A vegetação é densa, com vasta extensão de Mata Atlântica, mangueiras, coqueiros e a cana brava, que serve de matéria-prima para o artesanato de cestaria. Também já foi cantada em versos populares de samba de roda, na bela voz da cantora Beth Carvalho.

Os passeios na ilha podem ser feitos através de um meio de transporte inusitado, o jegue, a forma mais comum de locomoção da ilha, onde não existem veículos automotores. O "jegue tour" é uma atração especial para os que buscam um contato mais íntimo com a natureza e com uma cultura centenária. Na verdade, parece que a Ilha de Maré é um pedacinho do planeta que foi esquecido pelo tempo. Apesar da proximidade com Salvador - 30 minutos de barco - o povo dessa ilha cultiva hábitos antigos e vive basicamente da pesca e do artesanato.

Foto: TatianaAzeviche-Setur

Os três maiores povoados - Santana, Itamoabo e Praia Grande - são também as melhores praias. Em todas, porém, há presença de pedras e mangues. A praia das Neves, com aproximadamente 300 m de extensão, tem águas límpidas, mar calmo e vegetação ao longo da costa.

Plotagens Adesivos Banner’s Cartão de visita Faixas Criações Convites Logomarcas Fachadas Panfletos

A decisão é sua. A Solução é nossa! Tel: |71| 9158.0681 / 9185.0567 / 8650.3450 - E-mail: adicaosolucoes@hotmail.com Visite a Bahia e Sergipe também - MAIO 2014

15


Foto: Tatiana Azeviche-Setur

Visite a Bahia e Sergipe tambĂŠm - MAIO 2014

16


Foto: Tatiana Azeviche-Setur

Veja agora algumas informações importantes para quem deseja conhecer a ilha, seu povo, seus costumes e suas produções: Praia de Itamoabo - meninos "nativos" esperam pelos visitantes com uma refrescante água de coco e os jegues para levar os turistas durante o passeio. Vila de Santana - aí estão as famosas rendeiras de bilro, que dão um show de habilidade com as mãos ao tecerem finíssimas toalhas que fazem muito sucesso. Povoado de Praia Grande - até hoje se pode encontrar descendentes de escravos que se comunicam através de estranhos dialetos africanos. Nesse local, estão os artesãos que utilizam a palha e a cana brava para a confecção de cestos e artesanato variado, também de rica criatividade e beleza. É neste povoado que é vendido o delicioso doce de banana na palha, típico da Ilha de Maré.

Sem título-2 1

Saiba mais: www.visiteabahia.com.br

03/10/2013 11:27:50 Visite a Bahia e Sergipe também - MAIO 2014

17


FORTE DE Sテグ MARCELO - Foto: Jota Freitas - Setur

Cultura

Fortes da Bahia Elementos de defesa de

Salvador 18

Visite a Bahia e Sergipe tambテゥm - MAIO 2014

Por: Ramon Andrade


capital colonial brasileira. As antigas trincheiras, baluartes e torres, ocupavam lugares estratégicos de defesa e ganharam suas muralhas e inúmeras baterias de canhões. Muitos dos projetos foram da criatividade dos militares portugueses, outros foram desenvolvidos por engenheiros militares das escolas italianas e francesas, contratados pelo governo colonial, conforme as condições naturais do terreno, para as necessidades de defesa, bem como, para o exercício da plasticidade. Quando o primeiro Governador-Geral, Tomé de Souza, chegou à Vila do Porto da Barra, em 1549, o sítio para a sede da administração colonial portuguesa já estava definido. Obedecendo a ordens do Rei D. João III, o então governador, construiu a cidade-forte no local mais alto e bem protegido, tendo em volta, seus pântanos praticamente intransponíveis e com visão sobre toda a Baía de Todos os Santos.

Forte de São Pedro:

Q

uem vai à Salvador, jamais deixa passar despercebido a bela paisagem e a riqueza de detalhes de sua cultura. Nessa matéria viajaremos um pouco na história desses elementos de defesa tão importantes para a civilização baiana - os fortes de Salvador. A cidade do Salvador nasceu, tendo como o primeiro objetivo colonizatório dos portugueses, assegurar fortemente a soberania sobre o território descoberto e, os Fortes foram os principais elementos de defesa da

Localiza-se no centro da cidade de Salvador, próximo ao Campo Grande. A fortificação do local remonta ao entrincheiramento de São Pedro, diante das Portas de São Bento (Portas de Vila Velha), em local escolhido pelos holandeses, quando da invasão de 1624, para uma fortificação. Sua função de defesa era o acesso terrestre sudoeste. As obras de um forte nessa localidade foram iniciadas a partir de 1627, no Governo-geral de Diogo Luís de Oliveira (1626-1635), empregando faxina e terra, quando foi artilhado com trinta e cinco peças de diversos calibres (BARRETTO, 1958:178). A partir de 1646, no Governo-geral de Antônio Teles da Silva (1642-1647), o forte foi reconstruído em alvenaria de pedra e cal, com planta no formato de um polígono quadrangular, com baluartes pentagonais nos vértices em estilo Vauban. Em 1661, diante da ruína da portada de acesso, em madeira, foi ordenada a sua substituição por outra nova, em alvenaria de pedra e cal.

Forte de Santa Maria:

O Forte de Santa Maria localiza-se ao largo da praia do Porto da Barra, no bairro da Barra, primitivo porto da cidade de Salvador, no litoral da capital. Erguido a partir de 1614 com risco do engenheiro-mor e dirigente das obras de fortificação do Brasil, Francisco de Frias da Mesquita (1603-1634). Constituiu um comando unificado, entre1624 e 1694, juntamente com o Forte de Santo Antônio da Barra e o Forte de São Diogo, com os quais cruzava fogos na defesa da barra do porto da Vila Velha, local de desembarque do primeiro donatário da Capitania (Francisco Pereira Coutinho, 1536), do primeiro governador-geral (Tomé de Sousa, 1549) e da primeira das Invasões holandesas do Brasil (Johan Van Dorth, 1624). À época desta última, era comandante das três praças Paulo Coelho de Vasconcelos (SOUZA, 1983:170). Após a reconquista portuguesa de Salvador, essa primitiva estrutura do forte foi reformada entre 1625 e 1627. Esse triângulo defensivo rechaçou, nos meses de abril e maio de 1638, o assalto das forças neerlandesas sob o comando do Conde Maurício de Nassau (1604-1679).

Forte de Monte Serrat: O Forte de Nossa Senhora de Monte Serrat localiza-se em posição dominante na ponta de Monte Serrat, limite Norte da cidade de Salvador à época do Brasil Colônia, atual Rua da Boa Viagem, no litoral da capital. O Governador Geral João de Lencastre (1694-1702), fez reedificar o primitivo fortim, em alvenaria de pedra e cal, com planta do Engenheiro florentino Baccio di Filicaya (GARRIDO, 1940:94). Os trabalhos só foram concluídos, entretanto, em 1742, sob o governo do Vice-rei D. André de Melo e Castro (1735-1749). De acordo com iconografia de José Antônio Caldas (Planta e prospeto do forte de Nossa Senhora de Monte Serrat. in: Cartas topográficas contém as plantas e prospectos das fortalezas que defendem a cidade da Baia de Todos os Santos e seu recôncavo por mar e terra. A sua estrutura apresentava planta no formato de um polígono hexagonal irregular com parapeitos à barbeta e, nos vértices, guaritas

Visite a Bahia e Sergipe também - MAIO 2014

19


FORTE ST ANTONIO DA BARRA - Foto: Rita Barreto

recobertas por cúpulas. No terrapleno, pelo lado do portão de acesso, observa-se uma edificação de dois pavimentos, abrigando as dependências de serviço (Casa de Comando, Quartel da Tropa, Casa da Palamenta, e outras), e a cisterna. Originalmente o seu acesso se dava por uma ponte levadiça entre a rampa e o terrapleno, e o Corpo da Guarda tinha, no pavimento térreo, dois quartéis flanqueando a entrada.

Forte Santo Antônio da Barra: O Forte de Santo Antônio da Barra localiza-se na ponta do Padrão (atual Largo do Farol da Barra), em Salvador. No local, que domina a entrada da barra de Salvador, diante do qual Gonçalo Coelho teria fundeado aquele navegador, fez erguer um padrão de posse para a Coroa Portuguesa, a 1º de novembro de 1501: conforme o calendário católico então adotado, era dia de (Todos-os-Santos). A primeira estrutura no local, para defesa da barra do porto da então capital da Colônia, foi erguida durante o Governo Geral de Manuel Telles Barreto (1583-1587) (BARRETTO, 1958:170). Provavelmente de faxina e terra, foi reconstruído em alvenaria de pedra e cal, a partir de 1596 durante o Governo Geral de D. Francisco de Sousa (1591-1602), com planta atribuída ao Engenheiromor de Portugal, o cremonense Leonardo Torriani (1560-1628), no formato de um polígono octogonal regular. O Farol da Barra: Após o naufrágio do Galeão Santíssimo Sacramento, capitânia da frota da Companhia Geral de Comércio do Brasil, num banco de areia frente à foz do rio Vermelho, em 1668, o forte foi reedificado a partir de 1696, durante o Governo Geral de João de Lencastre (1694-1702), quando recebeu um farol – um torreão quadrangular encimado por uma lanterna de bronze envidraçada, alimentada a óleo de baleia - o primeiro do Brasil e o mais antigo do Continente (1698), quando passou a ser chamado de Vigia da Barra ou de Farol da Barra.

Visite a Bahia e Sergipe também - MAIO 2014

20


FORTE DE MONT SERRAT - Foto: Gabriel Carvalho

Forte de São Marcelo: Forte de São Marcelo um dos mais importantes pontos de proteção de seu porto, foi alvo de ocupações e enfrentou batalhas decisivas contra os corsários que atacavam a cidade nos três primeiros séculos de colonização. Erguido em frente ao centro histórico da cidade, num banco de areia a 600 metros da encosta, o Forte chama atenção por ser o único de planta circular nas Américas, provavelmente inspirado na Torre do Bugio, em Portugal. Inicialmente construído em madeira, foi edificado em alvenaria em 1623, portando 19 armamentos de defesa.

Em 1650, começaram a execução de obras que lhe deram o tão peculiar formato circular. Em 1812, as últimas reformas finalizaram a formatação atual. Embora seu nome inicial tinha sido Forte de Nossa Senhora do Pópulo de São Marcelo era popularmente conhecido como Forte do Mar. Ocupado pelos conquistadores durante a invasão holandesa de 1624, dele, os inimigos dispararam balas incendiárias, aterrorizando os moradores soteropolitanos. Já na tentativa de ocupação liderada pelo holandês Maurício de Nassau, em 1638, o Forte teve papel decisivo para manter a esquadra do conquistador à distância. O Forte de São Marcelo encontra-se

tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). a Prefeitura Municipal do Salvador, sob orientação do Patrimônio Histórico, procedeu a alguns reparos. Algumas informações extraídas do site :http://patrimoniodesalvador.wordpress. com (site do trabalho prático dos alunos de “Arte e Mundo Digital” dos BIs do IHAC/ UFBA coordenado pela prof. Karla Brunet.,

acesse: www.visiteabahia.com.br

Os Fortes foram os principais elementos de defesa da capital colonial brasileira.

Visite a Bahia e Sergipe também - MAIO 2014

21


Foto: Edvaldo Cruz

Destinos turísticos - Seção Sergipe

Povoado 'Terra Caída' “Simplicidade e Diversidade de Elementos Naturais”

F

alar sobre as belezas naturais do litoral de Terra Caída é falar sobre uma região onde o homem é o principal responsável na realização do contraste nas paisagens ambientais. Isso me torna um perito deslumbrado pelo fascinante Povoado, onde a simplicidade, o acolhimento e a diversidade de elementos naturais que juntos formam o paradisíaco Povoado de Terra Caída, me torna um apaixonado pela região. ituado nas margens dos Rios Cajazeiras e Piauí no município de Indiaroba/Se, é um dos luga-

S 22

Visite a Bahia e Sergipe também - MAIO 2014

res do mundo onde a natureza agiu de forma excepcional. Mas, de onde surgiu esse nome tão estranho? Antigamente o Povoado se chamava Praia de São José, onde moradores mais antigos relatam sua história. O nome Terra Caída surgiu quando um antigo Padre teve a ideia de aumentar a única igrejinha do lugarejo. A pretensão do Padre incomodou os moradores, que achavam que ele queria mesmo era se apossar de mais terras em benefício próprio. A peleja do Padre com a comunidade foi dura e em uma das reuniões com moradores o Padre quase foi en-

xotado do Povoado, acusado de criar um latifúndio invadindo a terra alheia. Após a reunião apimentada, o Padre foi saindo de mansinho e se dirigiu à praia para embarcar numa canoa que o levaria até a localidade do Crasto, distrito do município de Santa Luzia do Itanhy/Se. Como antigamente não existia estrada até a Praia do São José, o transporte era fluvial feito em barcos que se concentravam no Crasto Para embarcar, a pessoa tinha que caminhar sobre a lama do rio. E, chegando à canoa para lavar os pés, tirando a terra e a lama, o Padre pegou as sandálias


Foto: Edvaldo Cruz

sujas, bateu no costado da canoa e falou: “... Essa terra haverá de ser caída...”A população que acompanhava o embarque achou que aquilo era um mau agouro e foi espalhado que o Padre tinha lançado uma praga sobe a cidade, condenando-a a ser uma terra permanentemente caída, o que a partir daquele dia nada de bom iria acontecer. Se foi uma praga do Padre, ou não, o fato é que, a cidadezinha está encravada em meio a um vasto manguezal e cercada de natureza viva, de uma beleza incomparável. A bela paisagem ainda conserva o brilho e o encanto de um mundo que os habitantes das grandes cidades já não conhecem. Por lá ainda voam as mesmas aves em formação, navegam as mesmas canoas e o sol homenageia o fim do dia com cores tiradas das aquarelas mais especiais.

Foto: Edvaldo Cruz

O Padre pegou as sandálias sujas, bateu no lado da canoa e falou: “… essa terra haverá de ser caída…”. A população, que acompanhava o embarque, achou aquilo um mau agouro e foi espalhado que o Padre tinha lançado uma praga sobre a cidade, condenando-a a ser uma terra permanentemente caída!

Visite a Bahia e Sergipe também - outubro 2013

23


Foto: Edvaldo Cruz

Destinos turísticos - Seção Sergipe

Edvaldo Ribeiro da Cruz Presidente da ONG Voluntários Ecológicos; Tecnico em Analises de Impactos Ambinetais EIA e RIMA; Geografo Bacharel Licenciado; Pós-Graduado em Administração Publica Municipal; PósGraduado em Geografia e Meio Ambiente; Pós-Graduado em Didática e Metodologia do Ensino Superior; Mestrando em Agroecossistemas.

Mas a vida em Terra Caída mudou um pouquinho. A velha balsa que fazia a ligação entre as duas margens já não navega. Em seu lugar foi construída uma enorme e moderna ponte de concreto. A ponte em homenagem ao escritor, advogado, diplomata e político sergipano, natural de Estância, Gilberto Amado, está lá imponente sobre as águas do Rio Piaui e com as promessas encravadas em seus estais do desenvolver o turismo e, encurtar a distância entre Aracaju/Se e Salvador/Ba. Com certeza preferiríamos ver essa paisagem sem o ardor cinza do concreto,

mas, o progresso é um ser caminhante, de pernas longas e apressadas e nada escapa de suas vontades. O progresso cruzou o rio, deixando a marca de novidade em um mundinho acostumado à rusticidade da beleza natural. A pequena Terra Caída sobreviveu à força do concreto e festejou sua ascensão ao mundo delirante do turismo, unindo a beleza natural com o contraste cultural. Agora bem mais acessível, o Povoado já faz parte da rota de turismo Sergipe e Bahia, proporcionando ao turista uma viagem tranquila e belezas exube-

rantes no decorrer de suas estradas. Novos horizontes que se abrem, dando maior visibilidade a investidores e veranistas que buscam sossego, e também, desfrutar de suas belezas naturais e nativas. O progresso está se estabelecendo definitivamente em Terra Caída. Várias empresas imobiliárias estão investindo fortemente na região, Baianos, sergipanos e pessoas de outros estados brasileiros, sem falar também em muitos estrangeiros, estão construindo casas de veraneio nessa deliciosa localizade chamada de Terra Caída.

Monte o Stand que o seu Empreendimento merece!

24

Construção e locação de stands para congressos, shows, feiras e eventos em geral.

Visite a Bahia e Sergipe também - MAIO 2014


Foto: Edvaldo Cruz

Meio Ambiente - Seção Sergipe

O Estuário de 'Terra

Caída'

"A beleza dos mangues do Sul de Sergipe e sua importância para o planeta”

O

estuário do rio Piauí, localiza-se no extremo sul da região fisiográfica do litoral de Sergipe. O clima da região é do tipo megatérmico úmido a sub-úmido, onde as áreas de mangue localizam-se nas margens do rio Piauí, entre as localidades de Terra Caída, no município de Indiaroba e Porto dos Cavalos, no município de Estância. Falar sobre essa beleza natural é necessário primeiramente saber a importância desse ecossistema para o planeta. Pois os mangues são a espinha dorsal das costas dos oceanos tropicais, são muito mais importantes

Saiba mais: www.visiteobrasil.com.br

para a biosfera do oceano global do que anteriormente previsto. E, embora essa mata de mau-cheiro lamacento não tenha o encantamento de florestas tropicais ou recifes de corais, as árvores de manguezal, cujas raízes pneumatóforas, protegem as zonas úmidas costeiras contra o oceano, formam um importante habitat, berçário para inúmeras espécies de peixes, crustáceos, mamíferos, aves e insetos. Cobrem menos de 0,1 por cento da superfície terrestre global, e mesmo assim são responsáveis por um décimo do carbono (sua marca de Agroecossistemas.

(COD) que flui da terra para o mar). O sistema de raízes dos manguezais retém a folhagem úmida, rica em carbono absorvido da atmosfera e o fixa no sedimento superficial, onde a matéria orgânica dissolvida é lixiviada em grandes quantidades nas águas costeiras. A ascensão e queda diária das marés escoa o carbono dissolvido para o oceano aberto (como um saco de chá mergulhado em uma xícara). Já no oceano, no entanto, o intenso sol tropical destrói alguns dos pontos mais delicados das moléculas de carbono orgânico dissolvido. Entretanto, mais da metade da

Visite a Bahia e Sergipe também - MAIO 2014

25


matéria orgânica dissolvida sobrevive ao ataque da luz solar e de bactérias, mais especiais. Os mangues que margeiam o belíssimo povoado de Terra Caída em Sergipe, contribuem para o equilíbrio natural da vida marinha, além da exuberante paisagem natural que encanta a quem lá visita. Com a construção da ponte Gilberto Amado interligando os munícipios de Estância e Indiaroba que se limita com o estado da Bahia, vários impactos ambientais foram relatados, pois a destruição de áreas de mangues apresentaram laudos técnicos de intensa ação humana, realizando um Impacto Ambiental nas reservas ecológicas de manguezais, levando em conta que esse ecossistema está inserido na APA-Sul (Área de Preservação Ambiental) do estado de Sergipe, onde a preservação é atribuída por lei.

Foto: Edvaldo Cruz

O sistema de raízes dos manguezais retém a folhagem úmida, rica em carbono absorvido da atmosfera e o fixa no sedimento superficial, onde a matéria orgânica dissolvida é lixiviada em grandes quantidades nas águas costeiras. A ascensão e queda diária das marés escoa o carbono dissolvido para o oceano aberto.

Foto: Edvaldo Cruz

Meio Ambiente -Seção Sergipe

26

Visite aa Bahia Visite Bahia ee Sergipe Sergipetambém também--maRÇ MARÇO2014 2013


Visitar Terra Caída e passear em pequenas embarcações leva você de encontro com o seu próprio interior, desfrutando das paisagens dos manguezais, berços de aves migratórias e de peixes exóticos como o “Robalo”, e visualizar ao entardecer a beleza e o encanto dos saltos do “Boto”. Mangues esses que relatam na história mundial o naufrago de embarcações da II Guerra Mundial, elo com as primeiras ações comerciais, onde hoje, o primeiro porto de Sergipe foi erguido, próximo a ilha das tartarugas. Não existe natureza completa sem a preservação e a contribuição do visitante, onde apenas po-

derão levar as lembranças e deixar as pegadas de um lugar paradisíaco em pleno interior sergipano. Área de Preservação Ambiental do Litoral Sul do Estado de Sergipe, criada pelo Decreto Governamental Nº 13.468, de 21/01/93, Terra Caída é constituída por manguezais, estuários, dunas, restingas, lagoas e remanescentes de Mata Atlântica, que se encontram conservados no entorno do povoado. e foi contemplada pelo projeto Destinos Indutores do Plano Nacional de Turismo (2007-2010) do Ministério do Turismo pelo Programa PRODETUR-SE (2002-2005).

Edvaldo Ribeiro da Cruz Presidente da ONG Voluntários Ecológicos; Tecnico em Analises de Impactos Ambinetais EIA e RIMA; Geografo Bacharel Licenciado; Pós-Graduado em Administração Publica Municipal; Pós-Graduado em Geografia e Meio Ambiente; Pós-Graduado em Didática e Metodologia do Ensino Superior; Mestrando em Agroecossistemas.

Visite a Bahia e Sergipe também - MAIO 2014

27

Fotos – Banco de dados do Projeto Tamar

Foto: Edvaldo Cruz

Meio Ambiente - Seção Sergipe


Viajando Brasil a fora - Seção Variedades

VIsite Santos

Por: Jussara Assunção

Foto - Marcelo Martins

O MUSEU DO CAFÉ É SEM SOMBRA DE DÚVIDA UM DOS PRINCIPAIS PONTOS TURÌSTICOS DESSA BELA E HISTÓRICA CIDADE.

O

Museu do Café é um dos principais pontos turísticos da cidade de Santos, estado de São Paulo. É uma instituição da Secretaria de Estado da Cultura, criado em 1998, tendo como objetivo preservar e divulgar a histórica relação do café com o Brasil. Fica instalado no edifício da antiga Bolsa Oficial do café, hoje, com 90 anos de existência. O Palácio do Café foi inaugurado em 1922 e lá funcionava a Bolsa Oficial do Café, em Santos – para centralizar, organizar e controlar as

28

Visite a Bahia e Sergipe também - MAIO 2014

operações do mercado cafeeiro, na época a principal fonte de riqueza do país. Traduzia-se como arquitetura típica do ecletismo que caracterizou as mais importantes obras do período. Estilo e volumetria empregados, ofereceram resposta compatível à monumentalidade almejadas pelos idealizadores, que, durante sua construção, não pouparam esforços nem recursos para aquisição de materiais de acabamento de alta qualidade. Cúpulas de cobre, grandes figuras escultóricas, vitrais, mosaicos de mármore, ro-

bustas colunatas de granito são expressões de riqueza e prosperidade do ciclo cafeeiro no país e, ao mesmo tempo, representam a materialidade do desejo de converter o edifício da Bolsa no “Palácio do Porto de Santos”. Visitar o Museu do Café é uma viagem deliciosa ao tempo onde os grandes fazendeiros do café viveram seus anos mais dourados - de muita riqueza e ostentação. O edifício da Bolsa Oficial de café passou por uma restauração, concluída em 1998, realizada com muita competência pelo


Cursos de Corte e costura

Linha Praia

Foto: Ademir Henrique

Governo do Estado de São Paulo, tornou o prédio, um monumento de grandiosa imponência histórica, oferecendo instalações muito adequadas para o funcionamento do Museu do Café, dentro de uma concepção moderna e versátil. No mesmo, ano foi concedido à Associação dos Amigos dos Cafés de Brasil, através do Decreto Estadual nº 43.389, de 18 de agosto de 1998, a Permissão de Uso, com o propósito bem definido de ser instituído o Museu do Café. A Associação dos Amigos do Museu dos Cafés do Brasil constituída pelas principais entidades de classes, torrefadores, produtores, exportadores, comerciantes, corretores e uma gama de associações, jurídicos ou não, do setor cafeeiro que acreditaram na viabilização do Museu do Café, desenvolveu o processo de musealização para sua criação, de autoria da professora Maria Cristina de Oliveira Bruno, do Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade de São Paulo e, após a aprovação do Departamento de Museus do Estado de São Paulo pelo Ofício DT/DEMA nº 328/2000 foi instalado no térreo e primeiro pavimento, que

Peças íntimas

Confecções em geral

Reformas.

Av. Manoel Dias da Silva, Edf. Iana Center, Sala 101. Pituba. Tel: (71) 3248.0070 /8131.5902/9213.7204 Visite a Bahia e Sergipe também - MAIO 2014

29


Sem título-2 1

30

Foto: Tadeu Nascimento

tinha como pretensão, apresentar a memória do comércio de café que ocorreu na Cidade desde o século XIX repercutindo nacionalmente. UMA ATRAÇÃO TURISTICA: A partir desta aprovação, a primeira iniciativa implementada foi a Cafeteria que se tornou a principal atração turística do centro histórico santista. Em 22 de julho deste ano, retomaramse as exposições de longa duração e temporárias, a mostra do acervo, ainda em captação, Centro de Preparação de Café, e ainda foi inaugurada uma sala de vídeo onde os visitantes assistem filmes sobre café. O Museu conta com um Centro de Informação e Documentação, Centro de Preparação de café e uma premiada cafeteria, onde o turista além de se deliciar com os mais variados sabores, pode também, levar como presente para amigos e familiares, amostra dos mais variados e selecionados grãos de café, em finas embalagens, doces e chocolates com sabor de café. Ao entrar no Museu, o turista vislumbra o imenso salão onde funcionavam os pregões do café e onde se reuniam todos os barões e fazendeiros para negociarem suas sacas de grãos de café. Ali, estão registradas imensas imagens pintadas nas paredes, que contam boa parte da histórica cidade de Santos e do seu maior bem econômico, o CAFÉ. Sobre o Palácio do Café o escritor Roberto Cochrane Simonsen disse: “Esse Palácio pode ser considerado um dos mais ricos do Brasil, digno templo de sua principal riqueza e da incontestável grandeza do nosso estado”......

03/10/2013 11:27:50

Visite a Bahia e Sergipe também - MAIO 2014


Especial - Culinária

Roberto Souto Chef de cozinha, especialização em Portugal.

A Arte de Esculpir Frutas e Legumes “A bela arte de esculpir em frutas e legumes, está cada vez mais presentes nas mesas dos

S

hotéis e restaurantes brasileiros”

inais da história, na decoração de mesas brasileiras, desde os tempos mais antigos que o homem decorava pratos e a mesa para torná-los mais apetitivos e atraentes à nossa vista. Muito conhecida nos países asiáticos como Coreia, China e Japão. Porém, as melhores esculturas se encontram na Tailândia. Mas, segundo conta a história, começou na China, há aproximadamente dois mil anos atrás, para decorar eventos chegando depois aos restaurantes e celebrações. A técnica chegou à Tailândia em 1.364 em Sukhothai, vinda da China. Conta a história que uma princesa do palácio de-

corou pela primeira vez com frutas e esculpiu com vegetais uma cerimônia . Ao ver isso, o rei resolveu levar essa arte para seu uso na corte. Na Culinária Thai, culinária da Tailândia, que se encontra o que há de mais criativo e delicado nessa arte. A culinária Thai envolve uma mistura de cores e contrastes de sabores. Para se ter um exemplo disso, em uma colherada de Tom Kha Gai, uma das sopas mais emblemáticas estão presentes quatro sabores clássicos da cozinha do país: o doce, o salgado, o ácido e o picante. O povo Tailandês acredita e eu penso igual, que a comida deve agradar aos olhos como se agrada o

paladar. Em 1932 essa arte começou a ser ensinada a professores e passou a ser mais uma das manifestações artísticas oficiais como a música, pintura e a dança. A diferença entre a China e a Tailândia em esculpir frutas e legumes, é que os chineses fazem figuras e imagens alegóricas de suas histórias e lendas, como dragões e elementos que remetem guerras e vitorias. Já os tailandeses esculpem principalmente flores e elementos ligados à natureza e ao budismo. Aprendi a fazer algumas artes em restaurantes que trabalhei em Lisboa e venho a cada dia aperfeiçoando mais; daí, a ser um artista tailandês, ainda tenho muito a aprender para que o trabalho seja realizado com perfeição. Outra coisa que aconselho para quem deseja seguir no ramo da arte de esculpir, é que tem que ter muito gosto pela arte; paciência, concentração e mãos firmes na hora do trabalho. Certas frutas e legumes são difíceis de trabalhar, pois, algumas racham após estarem quase prontas, é preciso muito carinho e delicadeza para não ter que fazer tudo outra vez. Para que a escultura de fruta ou legume não oxide, é preciso borrifar algumas vezes. Alguns profissionais usam água com algumas gotas de limão, mas, apenas a água resolve também.

Visite a Bahia e Sergipe também - MAIO outubro 20142013

31


Por: Ramon Andrade

Fotos: Divulgação

ESPECIAL - Seção Variedades

Cruzeiros no Brasil

Encargos exorbitantes encarecem as tarifas para os passageiros e, as péssimas condições dos portos brasileiros impedem aumento de roteiros

O

setor tem um enorme potencial no Brasil. Os cruzeiros estão na moda e caíram definitivamente no gosto dos brasileiros. É comprovadamente um segmento que cresceu subitamente nos últimos anos, com a chegada de novos navios e com variados roteiros. A partir do crescimento do mercado de cruzeiros no Brasil, a oferta por esse serviço se transformou em facilidades com pre-

32

Visite a Bahia e Sergipe também - MAIO 2014

ços acessíveis e excelentes condições de pagamento, contudo, para sustentar crescimentos ainda maiores, a infraestrutura portuária brasileira está aquém do que se espera, precisando ser melhorada e muito. Os portos brasileiros ainda são carentes de infraestrutura ideal para receber grandes transatlânticos. Hoje, os terminais de passageiros com maiores condições se encontram nos portos de Santos e do Rio de Janei-

ro, mas é necessário ampliá-los para grandes balneários pelo Brasil, como Salvador, principal destino dos cruzeiros. Para isso, é necessário um grande empenho do poder público nas três esferas (municipal, estadual e federal), além de parcerias público-privadas que também devem colaborar com o desenvolvimento do turismo marítimo brasileiro.Esse problema da infraestrutura já apresenta sintomas interessan-


Foto: Divulgação

tes de evolução como é o caso dos novos e modernos terminais de Salvador e Rio de Janeiro, que se arrastam em sua construção, com várias promessas de conclusão, por vezes vencidas e até agora nada. Tudo bem, sabemos que não se constrói um terminal da noite para o dia. O importante é que está mais do que claro o quadro de necessidades urgentes do setor. Outros gargalos na infraestrutura portuária, consistem na falta de regulamentação do setor, que acaba acarretando altos custos para as operadoras, como se não bastasse, ainda existe a burocracia, que é vista como um problema estrutural do país com restrição de vistos para tripulantes, cujo encargo vai para a empresa, como também, para o visto dos tripulantes de plata-

formas, por exemplo, além de impostos estupidamente excessivos. A falta de visão, interesse e de profissionalismo nos órgãos do setor turístico tem ajudado nas dificuldades para a continuidade do crescimento desse setor. Infelizmente, é calamitosa a estrutura portuária do Brasil. Já em países concorrentes, como no Oriente Médio e na Ásia, estão oferecendo condições extremamente melhores para as empresas, onde um dos navios que navegava por aqui durante uma temporada, foi para Dubai em razão dos benefícios fiscais oferecidos. Hoje para fazer um cruzeiro de sete noites pela costa brasileira, não sai por menos de 1.100 dólares, enquanto na Europa, Ásia, dentre outros, pode-se fazer por 300 dólares . Essa enorme

09 NOITES Embarque em Hamburgo (Alemanha) : VÁRIAS SAÍDAS Navegando pelo Canal da Mancha: Helgoland (Alemanha), South Queensferry (Edimburgo/Escócia), Newcastle -Tyne (Inglaterra), Dover (Londres/Inglaterra), Le Havre (França), Zeebrugge (Bélgica) e Amsterdã (Holanda). A partir de *USD 729 por pessoa.

diferença é justamente o peso dos excessivos encargos brasileiros, dificultando assim, que milhões de outros brasileiros, realizem um dos maiores sonhos de consumo do turismo. A importância do setor para o turismo e a economia nacional: Os navios de cruzeiro são sem sombra de dúvidas, verdadeiras cidades flutuantes e como em toda cidade, sua população, necessita consumir produtos como, alimentos e bebidas. Isso acarreta num impacto indireto extremamente alto na economia local, pois avalie quantos milhares de abacaxis, melancias, laranjas, etc não devem ser vendidos para um navio com roteiros distintos numa temporada de cinco meses? Como também, os cruzeiros trazem turistas que gastam com táxis,

Norte da Europa com a MSC

Conheça os exóticos destinos do Norte da Europa com o MSC Magnifica, e viva momentos inesquecíveis a bordo desse belíssimo navio!

Informações e reservas: reservas@vbtur.com.br www.vbtur.com.br 71 3492 9315 / 8841 2770

Visite a Bahia e Sergipe também - MAIO 2014

33


Fotos Divulgação

ESPECIAL - Seção Variedades

onibus de turismo local e geram uma demanda de guias turísticos. “É uma cadeia produtiva incrivelmente muito extensa, não dá para enumerá-los, considerando-se que esses navios levam turistas a diversas cidades onde eles descem para comprar lembranças dentre outros gastos para consumo. Não são tão somente os turistas, bem como, os tripulantes que saem do navio conforme seu dia de folga. Além dessa injeção de recursos na economia, um outro fato importante é, como o navio fica aportado geralmente um dia em cada cidade, isso acaba valendo como uma degustação para o turista visitante retornar ao local novamente e, por mais tempo, o que é um incentivo ao turismo. Mais do que um visitante que vai passar um ou dois dias na cidade, o turista de cruzeiros marítimos é visto pelos gestores do setor turístico como um impulsionador da economia local e indicativo de novos negócios. Segundo dados de uma dessas empresas, ela estima que, juntando a despesa dela com a dos hóspedes, o impacto econômico no Brasil é em cerca de mais de R$ 800 milhões numa só temporada .Esse setor passa a ganhar ainda mais importância devi-

.

34

Visite a Bahia e Sergipe também - MAIO 2014

do às altas taxas de crescimento confirmadas nos últimos anos. Mesmo com um litoral restrito, o Brasil tem enorme potencial de consumo com passageiros que visam buscar experiências novas e adquirir através de compras, novos produtos. Em comparação às outras áreas de turismo, o maior nível de crescimento dos cruzeiros se deve à participação praticamente inexistente desse mercado em anos passados. Sendo assim, houve uma acentuada solidificação de sua importante parcela para a economia do Brasil.

Apostas no mercado brasileiro: A Royal Caribbean ignora as projeções de estagnação do mercado de cruzeiros marítimos e, apesar da movimentação de retirada de navio das frotas concorrentes, o mercado de cruzeiros marítimos pode até estagnar daqui para frente, mas ainda há empresas que esperam crescimento e, melhor que isso, apostam no Brasil. O começo do namoro entre a empresa e o Brasil pode ser datado de janeiro de 2009, quando o escritório da Royal Caribbean foi aberto no Brasil. Desde então, os lucros tem sido cada vez

maiores e a aptidão por resultados também. Hoje, o escritório do Brasil já é o segundo maior da Royal Caribbean fora dos Estados Unidos. “Ele só está atrás da Inglaterra, que é o segundo maior mercado de cruzeiros do mundo, enquanto o Brasil é o quinto . A MSC Cruzeiros na dianteira do mercado desfrutou anos de expansão e, a empresa não se preocupa apenas com números. Há algo subjetivo para o qual a MSC volta sua atenção: a satisfação dos seus hóspedes. E, nesse quesito, somente a sofisticação oferecida nos navios e a eficiência na qualidade do atendimento, garantem a credibilidade da empresa e a fidelização dos clientes. Não é a toa que, já há alguns anos, a MSC Cruzeiros se mantém na liderança do mercado de cruzeiros no Brasil e no mundo. A empresa embarcou na expansão do mercado de cruzeiros com investimentos sólidos em sofisticação, conforto, segurança e luxo. Hoje, a marca MSC é referência no país. Isso acontece, principalmente, porque o produto é de ponta, e sua decoração e a gastronomia são características principais.


A Costa Cruzeiros, acredita que se os resultados animam, não há porque diminuir o investimento. Este é o pensamento de empresas que, ano após ano, conseguem bons resultados, justamente porque investem. E nesse grupo podemos encontrar a Costa Cruzeiros, que considera o mercado brasileiro próspero. Portanto, reduzir o número da frota, e também o investimento no Brasil, a empresa reafirma que está fora de questão. A empresa é composta de navios de grande porte com os termos qualidade, entretenimento, gastronomia e serviço e, navios de porte médio na Ibero Cruzeiros, sua outra operadora. O desafio está em manter um serviço que seja visto como referência nesse mercado tão conhecido pela empresa O potencial do Brasil é imenso, então não há como acreditar que estamos no lugar que merecemos, posicionado no quinto lugar no mercado mundial de cruzeiros”. As empresas aqui mencionadas, são unânimes ao sustentar que o país pode ser o segundo maior, ou eventualmente até o primeiro. Só que isso, somente acontecerá no dia em que os investimentos forem direcionados para esse setor tão importante do turismo e o governo rever os excessivos encargos, já que deseja se aproximar de países de primeiro mundo. “Mas o Brasil está se movendo, vamos acreditar e esperar!”

los Henrique Poffo CMT-Veleiro NAMASTÊ Site: www.rotastralbahia.com E-mail: carlos@rotastralbahia.com Telefones de contato: 71-8103-0012 e/ou 71-9163-1043

www.receptivoemsalvador.com.br Transfers aeroporto x hotel x aeroporto Transfers para outras localidades Locação de Vans. Microonibus e onibus Passeios em grupo ou individual » Passeio às Ilhas » Passeio à Praia do Forte com Projeto Tamar » Passeio à Morro de São Paulo » Passeio Histórico » Passeio Panorâmico » Passeio à Cachoeira » Tour Bahia à noite com show folclórico » City aéreo » Ver Baleias Jubarte em Praia do Forte

Visite a Bahia e Sergipe também - MAIO 2014

35

Fotos: Divulgação

ESPECIAL - Seção Variedades


Newstur - Seção Variedades

A Secretaria do Turismo da Bahia e o Procon vão firmar parceria para garantir os direitos dos consumidores que visitam o Estado. O assunto foi discutido em reunião pelo titular da Setur, Pedro Galvão, e o superintendente do órgão, Ricardo Maurício Freire. Na oportunidade, o secretário Galvão apresentou o projeto do Reclame Turismo, um aplicativo voltado para tablets e smartphones, onde o turista poderá avaliar a qualidade dos serviços turísticos prestados em estabelecimentos baianos. As ações preveem operações conjuntas de fiscalização em hotéis, a fim de resguardar os direitos dos consumidores turistas; atuações no aeroporto de Salvador, para orientação dos consumidores quanto às normas de proteção das relações aeroportuárias; cursos de capacitação para fornecedores do trade turístico, com o objetivo de difundir as normas reguladoras das relações de consumo e fomentar a realização de práticas em consonância com o Código de Defesa do Consumidor e legislações correlatas.

Foto-Ascom-Setur-Ba

Setur-Ba e Procon farão parceria para garantir direitos do consumidor

...................................................................................................................................................................................................................

Até o início da Copa do Mundo, o Brasil irá receber novos voos, que farão a ligação direta de turistas europeus com as cinco regiões do Brasil. “A Europa foi responsável por 30% do total de visitantes estrangeiros que o País recebeu em 2012. O início de novas frequências reforçam a tendência de crescimento e a importância do continente para a promoção do Brasil como destino turístico”, ressalta Leila Holsbach, diretora de Mercados Internacionais da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo). “A Embratur comemora o início dos novos voos. As novas frequências descentralizam os portões de entrada. Além de aumentar a oferta de assentos, permitirão que turistas europeus cheguem em voos diretos para todas as regiões do país”, explica Leila Holsbach. A diretora ressalta, ainda, que o aumento de voos internacionais contribuirá para que o Brasil alcance sua meta de número de turistas para 2014, que é de 7 milhões. “Para chegar de Paris a Brasília e de Lisboa para Manaus, atualmente, o turista gasta 20 horas, sempre passando por outra capital do Brasil. A partir de agora, a viagem irá durar menos da metade do tempo”, comemora. A Europa é considerada como continente prioritário para a promoção turística do Brasil. Em 2012, o País recebeu 1,67 milhão de turistas europeus. Novos voos : Air Europa anunciou o início das operações entre Salvador (BA) e Santiago (Chile), jà iniciou desde 31 de março. Três frequências semanais do voo diário da Air Europa entre Madri e Salvador terão extensão para Santiago.

.............................................................................................................................................................................................................................

Novo secretário do Turismo diz que pasta terá superintendência para ‘tocar obras’ Recém-empossado secretário estadual de Turismo, o empresário Pedro Galvão anunciou que a pasta terá uma nova superintendência, para tentar evitar o retorno de recursos federais aos cofres da União por falta ou atraso na apresentação de proje-

36

Visite a Bahia e Sergipe também - MAIO 2014

Fotos: Divulgação

Brasil de braços abertos para a Europa


Foto-Ascom-Setur-Ba

tos. “Há um número enorme de secretarias com demandas na Conder. E às vezes demora. Agora, não. Estamos instalando uma superintendência chamada Suinfra, Superintendência de Infraestrutura, onde teremos condição inclusive de tocar obras”, disse. Indicado pelo PR para assumir a Setur, Galvão calcula ter o apoio de “95% do trade turístico” cita a requalificação da Baía de Todos-os-Santos e do turismo náutico como prioridades da sua curta gestão, embora reconheça que o objetivo é dar apenas o pontapé inicial. “O nosso principal projeto, e que não vai ser feito na minha administração porque não há condição, é a requalificação da Baía de Todos-os-Santos e o turismo náutico, que abandonamos durante um tempo”, admitiu. De acordo com o secretário, a reforma do Centro de Convenções será uma das iniciativas mais imediatas, com R$ 10 milhões disponíveis para tal. Chegado ao governo há pouco tempo, Galvão minimiza o corte de recursos destinados ao setor no orçamento e evita muitas críticas ao antecessor, Domingos Leonelli, para quem dá “nota 8”. “Só quem não é erra é quem não trabalha. Houve alguns desacertos, projetos que não chegaram até o fim. Não sei se por culpa dele, não vou analisá-lo, até porque pode acontecer o mesmo comigo”, afirma. Sobre a possibilidade de permanecer à frente da pasta, caso convidado após uma possível vitóriado grupo político adversário, Galvão deixa as portas abertas. (Crédito: Bahia Noticias) ................................................................................................................................

A Revista Exame divulgou recentemente o ranking de pesquisa do site Trivago, que traz Aracaju como quinta colocada da lista das dez cidades que possuem melhor custo para viajar. A publicação informa que o custo-benefício de uma viagem é um dos critérios que muita gente utiliza para escolher um destino para passar as férias. A lista foi elaborada com base em um algoritmo que leva em consideração o tHPI (Índice de Preços de Hotéis Trivago) e o Ranking de Reputação das Acomodações e cruzou os dados de preços das acomodações com a reputação dos hotéis. Entraram na avaliação apenas destinos com, no mínimo, 10 hotéis e 150 avaliações registradas. O período estudado foi de agosto de 2012 a agosto de 2013 e o preço estabelecido é a média do valor de quartos para duas pessoas. Com valor médio de pernoite por pessoa R$ 128,00, Aracaju chama atenção pelo ar de cidade do interior e esse é um dos motivos que fazem da capital sergipana um destino tranquilo e ideal para descanso. Assim como outros destinos litorâneos, as praias são belas e, segundo a publicação, a gastronomia típica da região chama a atenção dos turistas que passam por aqui.

Fotos: Emsetur

Aracaju é apontada como um dos melhores destinos custo-benefício do Brasil

.................................................................................................................................

O complexo turístico de Aracaju, em Sergipe, acaba de receber R$ 260 mil do Ministério do Turismo (MTur) para reforma. O prédio centenário do Centro de Turismo será restaurado sem perder os elementos do romantismo e do neoclassicismo que compõem a sua estrutura. Entre as melhorias, destacam-se a individualização das instalações elétricas, a revisão da rede hidráulica e a criação de novos acessos para contemplar pessoas portadoras de deficiência, além de um completo sistema contra incêndio. O Centro de Turismo abriga o Bureau de Informações Turísticas e o Museu de Artesanato, com artesãos e expositores que comercializam bordados, cerâmica, couro e palha. Próximos ao prédio estão pontos importantes da cidade, como a Rua do Turista, a Catedral Metropolitana do século XIX, o prédio Cacique Chá, o Palácio Museu Olímpio Campos, a Praça Fausto Cardoso e a Ponte do Imperador. “Os artesãos e expositores terão melhores condições para divulgar o rico artesanato sergipano”, disse o secretário nacional interino de Programas de Desenvolvimento do Turismo, Carlos Henrique Sobral. O secretário de Estado do Turismo, Elber Batalha, à época, explicou que mesmo com o início das obras de reforma, o Centro de Turismo estará aberto para a comercialização dos produtos. “Conversamos com os comerciantes sobre a logística de adequações durante a reforma para que todos continuem vendendo seus produtos no mesmo local e ninguém tenha prejuízos financeiros”, Visite a Bahia e Sergipe também - MAIO 2014

37

Fotos: Emsetur

Centro de Turismo de Aracaju recebe recursos para reforma


Newstur - Seção Variedades

O Secretário Sérgio Araújo falou sobre a proposta que fez ao Prefeito Carlos Magno, de que fosse feito um Inventário Turístico – que é um Raio-X para ajudar identificar toda população local e o turismo da região, pois assim, acredita-se que se possa melhorar as ações. Foram feitos vários levantamentos, iniciados desde 2013, não havendo nenhum interesse político sobre a questão. Nessa busca, visitando entidades de várias áreas, a Prefeitura de Estância conseguiu em visita a Universidade Federal de Sergipe, parceria para fazer o Inventário Turístico de Estância. “Estou completamente engajado e focado no desenvolvimento turístico” – disse Sérgio. “Eu tenho orgulho em dizer que Estância, hoje, é a única cidade do estado de Sergipe que tem Plano de Desenvolvimento Turístico, Projeto de Balizamento Náutico e apta a receber uma Marina Internacional colocando dessa forma a cidade nas cartas náuticas internacionais e atraindo as diversas embarcações (Saveiros e Veleiros) – fizemos um estudo relacionado a isso – e o que é de fundamental importância”. Para que aconteça precisamos fazer o exercício de casa bem feito, complementou Sérgio. Disse ainda, que 1.200 (Hum mil e duzentos) veleiros e saveiros passam pela região litorânea sergipana, por mês – “passam e não param porque não temos uma marina estruturada”.

Foto-Secom-Estancia

Secretário de Turismo apresenta ações e resultados referente ao turismo de Estância-Se

Na reunião, foi discutido também, sobre as necessidades que o turismo de Estância tem em se fazer parcerias com outros órgãos para colocar em prática seus projetos; sobre a boa localização e desenvolvimento da cidade. ...................................................................................................................................................................................................................

Cantada em versos e prosas há aproximadamente 500 anos, a Baía de Todos Santos passa, nos próximos anos, por grande requalificação visando melhorar o turismo náutico e cultural. Por intermédio do Programa Nacional do Desenvolvimento do Turismo (Prodetur Bahia), o Governo da Bahia e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) fecharam um contrato que viabiliza um total de R$ 208 milhões para o projeto de requalificação da zona turística, beneficiando 18 municípios. Espera-se que mais de 1.6 mil empregos diretos sejam criados com o programa. A assinatura do contrato aconteceu esse mês na sede do BID, em Brasília (DF), e contou com a presença do secretário do Turismo da Bahia, Pedro Galvão, as representantes do banco, Danielle Marquis, e da Procuradoria da Fazenda Nacional, Ana Rachel Freitas da Silva. Segundo informações do secretário do Turismo, após a assinatura do contrato, estão sendo providenciadas as licitações, para que a obra possa ser iniciada. De acordo com o secretário, o projeto vai aumentar o fluxo turístico na região, além de gerar renda para a população residente nos 18 municípios da zona turística que serão beneficiados. .............................................................................................................................................................................................................................

Filho de Marcos Medrado é o novo presidente da Bahiatursa Conforme adiantado pela imprensa baiana, o filho do deputado federal Marcos Medrado (SDD), Diogo Medrado, assumiu o comando da Empresa de Turismo da Bahia (Bahiatursa). Ele foi aprovado por unanimidade pelo Conselho de Administração do órgão – composto pelo presidente da Associação Brasileira das Agências de Viagens (Abav), Pedro Costa, e pelos secretários estaduais Pedro Galvão (Turismo), Albino Rubim (Cultura), Maurício Barbosa (Segurança), Osvaldo Barreto (Educação) e Edvaldo

38

Visite a Bahia e Sergipe também - MAIO 2014

Foto-Jota Freitas

Estado quer explorar mais o potencial turístico da Baía de Todos os Santos


Foto-Tatiana Azeviche

Brito (Assuntos Estratégicos) – na quarta-feira (30/04). Diogo substituiu Fernando Ferrero, ex-comandante da empresa mista, que se ausentou da votação. A permuta já havia sido confirmada pelo parlamentar do SDD na segunda-feira (28/04) e faz parte do acordo para que a sigla apoie o candidato petista ao governo estadual, Rui Costa. A troca foi alvo de críticas do Conselho Baiano de Turismo, que defendia a permanência de Ferrero no cargo por ter “fácil convívio e entrosamento junto a todas as entidades do Trade”. Em entrevista à imprensa baiana, o novo presidente da Bahiatursa falou quais serão os principais desafios que terá à frente do cargo. “Agora é trabalhar 24 horas por dia. Não pode dormir porque tem que sair tudo perfeito e o tempo é curto. Temos 45 dias para fazer os três principais eventos: o Salão de Turismo, o São João e a Copa do Mundo”, listou Diogo Medrado. .................................................................................................................................

A campanha “Não Desvie o Olhar”, coordenada mundialmente pela Rede ECPAT (End Child Prostitution, Child Pornography And Trafficking of Children for Sexual Purposes), é promovida no Brasil pelo Conselho Nacional do SESI (SESI/CN) e a Frente Nacional dos Prefeitos (FNP), e conta com o envolvimento de atores públicos, privados e da sociedade civil, que trabalham na temática. A iniciativa tem ainda o apoio da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, da União Europeia e dos governos das doze cidades-sede da Copa do Mundo. Quando se trata de exploração sexual infantil no exterior, os números também assustam, em países como a Malásia e Siri Lanka, 15% de toda a renda do país vem através do abuso sexual infantil. A campanha é realizada nos 16 países da Copa e nas 12 cidades sedes do Brasil. O objetivo principal é incentivar o turismo saudável, que é um turismo de lazer, aventura, esporte e divisão. O foco da campanha será minimizar, prevenir e banalizar a exploração sexual infantil no país. Segundo os números, a cada um menino que é abusado, 3.7 meninas também são. Fatores como IDH baixo, renda baixa e um fluxo de turismo no local, são um diferencial na exploração infantil. Dos 10 estados com maiores índices de exploração sexual infantil, 5 são cidades sedes da Copa do Mundo.

Fotos: Divulgação

SESI e FNP lançam campanha para combater exploração sexual na Copa

.................................................................................................................................

A Diretora de Jornalismo desta renomada revista de turismo Visite a Bahia e Sergipe Também, jornalista Jussara Assunção, por ocasião da premiação do IV Prêmio Qualidade Tribuna do Interior 2013 - onde recebeu pelo 2º ano consecutivo, o Prêmio Qualidade Tribuna do Interior, por ter se destacado na Comunicação Social Feminina do interior de Sergipe. Jussara Assunção que já vem dando sua contribuição para os meios de comunicação da cidade de Estância há praticamente 30 anos no ramo do jornalismo, já passou por jornais históricos: Gazeta de Estância, Folha Trabalhista e outros mais. O Prêmio Qualidade Tribuna é realizado todo ano na capital Aracaju, destacando grandes personalidades do Estado de Sergipe - nomes como João Alves Filho (atual Prefeito de Aracaju), Deputado Mendonça Prado (DEM), Luizinho (Pré-candidato a Deputado pelo PMN) e demais personalidades sergipanas e tem como idealizador o Sócio Proprietário na empresa Rádio Buda News e Jornal Tribuna do Interior, Eduardo Lima Buda. Saiba mais sobre essas noticias acessando:

www.noticiasdeturismo.com.br

Visite a Bahia e Sergipe também - MAIO 2014

39

Foto: Manelão

Diretora de jornalismo recebe prêmio pelo 2º ano consecutivo


- Guia de Serviços

Monte o Stand que o seu Empreendimento merece!

Construção e locação de stands para congressos, shows, feiras e eventos em geral. Stands decorados, básicos ou construídos. Camarim - Auditórios - Móveis - TV’S - Ar condicionado.

Telefones: |71| 3288.3800 - 3378.1922 - 8202.3261 E-mail: atendimento@msstands.com.br/ Site: www.msstands.com.br Endereço: R. Gilvan Fernandes, QD 19, Lote 04, Lauro de Freitas.

40

Visite a Bahia e Sergipe também - MAIO 2014

www.receptivoemsalvador.com.br Transfers aeroporto x hotel x aeroporto Transfers para outras localidades Locação de Vans. Microonibus e onibus Passeios em grupo ou individual » Passeio às Ilhas » Passeio à Praia do Forte com Projeto Tamar » Passeio à Morro de São Paulo » Passeio Histórico » Passeio Panorâmico » Passeio à Cachoeira » Tour Bahia à noite com show folclórico » City aéreo » Ver Baleias Jubarte em Praia do Forte


- Guia de Serviços

Plotagens Adesivos Banner’s Cartão de visita da Faixas Norte Europa 09 NOITES Criações Convites com a MSC Logomarcas Fachadas Panfletos Embarque em Hamburgo (Alemanha) saída

em: VÁRIAS SAÍDAS Navegando pelo Canal da Mancha: Helgoland (Alemanha), South Queensferry (Edimburgo/Escócia), Newcastle -Tyne (Inglaterra), Dover (Londres/Inglaterra), Le Havre (França), Zeebrugge (Bélgica) e Amsterdã (Holanda). A partir de *USD 729 por pessoa.

Conheça os exóticos destinos do Norte da Europa com o MSC Magnifica, e viva momentos inesquecíveis a bordo desse belíssimo navio!

A decisão é sua. A Solução é nossa!

Informações e reservas:

reservas@vbtur.com.br Tel: |71| 9158.0681 / 9185.0567 / 8650.3450 - E-mail: adicaosolucoes@hotmail.com www.vbtur.com.br

71 3492 9315 / 8841 2770

41

Visite a Bahia e Sergipe também - MAIO 2014


O Hotel de Charme de Porto Seguro

Casais

O melhor de

Pacote Romântico para

Salvador em um só passeio. The best of Salvador in a single tour.

Incluindo diárias com um lindo Café da Manhã e + 10 presentes

extrabold.com.br

Saiba mais no site: www.solardoimperador.com.br

@salvadorbus instagram.com/salvadorbus

www.facebook.com/salvadorbahiabus Contatos: (+55 71) 3356.6425 reservas@salvadorbus.com.br www.salvadorbus.com.br

0800.073.8686 reservas@solardoimperador.com.br | reservas01@solardoimperador.com.br Est. do Aeroporto, 317 - Porto Seguro | Bahia - Tel.: (73) 3288-8450 / 3288-0180

Monte o Stand que o seu Empreendimento merece!

Construção e locação de stands para congressos, shows, feiras e eventos em geral. Stands decorados, básicos ou construídos. Camarim - Auditórios - Móveis - TV’S - Ar condicionado.

Telefones: |71| 3288.3800 - 3378.1922 - 8202.3261 E-mail: atendimento@msstands.com.br/ Site: www.msstands.com.br Endereço: R. Gilvan Fernandes, QD 19, Lote 04, Lauro de Freitas.


Central

de Escunas

Conheça praias e ilhas incríveis da ‘Baía de Todos os Santos’ navegando com conforto e segurança em nossas embarcações. Além de banhar Salvador com suas águas quentes e seus encantos, a Baía possui um mar propício à navegação e ilhas lindíssimas para visitar... Temos saídas diárias com direito a rodada de frutas,grupo musical e guia turístico a bordo, com pagamento por pessoa! Dispomos também de locação de escunas e lanchas para grupos de amigos, empresas, aniversários, casamentos, confraternizações e eventos em geral!

Acesse: www.centraldeescunas.com.br E-mail: reservas@centraldeescunas.com.br Telefones: 71-3492-9315 / 8841-2770


Revista Visite a Bahia e Sergipe também! - Edição 03  

A 3a edição da revista' Visite a Bahia e Sergipe também' como destaque, os Fortes de Salvador (capa) , o belo estuário de Terra Caída-Se (ca...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you