Issuu on Google+

A INTERNET

Maquiagem glamourosa para orientais Tรก dando Febre: Saias Mullets

MITOS SOBRE SAรšDE

Toda a Cobertura da Festa Junina.


Sumário 1. Capa .............................3 2. Saúde ........................... 7 3. Informática................... 9 4. MakeUP! ...................... 11 5. Moda ........................... 13


Revista Online Merito

Capa

Festa junina No sábado, 16 de junho de 2012, o Colégio Mérito D’Martonne comemorou sua Festa Junina no Circulo Militar de Teresina, o arraia foi “arretado de bom” com muitas comidas típicas, danças e claro muita gente bonita e arretada. É claro, que a Revista Online Merito foi lá para fazer toda a cobertura para que seus leitores ficassem por dentro de tudo, confira algumas fotos do envento:

3


4


5


6


Revista Online Merito

Saúde MITOS SOBRE SAÚDE 1.) O SER HUMANO SÓ USA 10% DO CÉREBRO Este é um mito muito antigo que se parece se originar do início do século XX quando ainda se entendia muito pouco sobre as funções do cérebro. Todos os trabalhos atuais de neuro imagem, análise estrutural e metabolismo sugerem que usamos muito mais do que 10% do nosso cérebro. Não há nenhum indício de que existam áreas inativas ou hipofuncionantes no cérebro humano.Do ponto de vista evolutivo, não faria sentido termos um cérebro tão grande se usássemos apenas uma pequena fração deste.

2.) DEVE-SE BEBER 2 LITROS DE ÁGUA POR DIA. NÃO SERVE OUTRO TIPO DE BEBIDA. Em medicina não existe o famoso "one size fits all". Ingerir líquidos é essencial para a manutenção da hidratação, mas não existe um número mágico que se aplique a todos. O melhor modo de se controlar a hidratação corporal é através da cor da urina (assumindo que a pessoa não tenha nenhum problema renal e não toma diuréticos) e da sensação de sede.Uma urina saudável é bem clara e apresenta fraco odor Em dias quentes precisamos beber mais água, às vezes mais que 2 litros. Em dia frios, talvez não seja necessário tanto. CE não necessariamente precisa ser água. A maioria das bebidas, sejam sucos, refrigerantes, chás etc... apresentam mais de 90% de água na sua composição. Após exercícios, perdemos no suor água e sais minerais. Neste caso a melhor reposição não seria com água pura. Muitos alimentos também são ricos em água, principalmente as frutas. Portanto, o ideal é manter uma urina sempre clara, as mucosas sempre úmidas e não ter sede. Isto já é um bom parâmetro para estimar a hidratação de uma pessoa.

3.) RASPAR O CABELO FAZ COM QUE ELE CRESÇA MAIS GROSSO E ESCURO Apesar de ser uma teoria famosa, as evidências mostram que ela não passa de mito. Primeiro porque ao raspar o cabelo, não se atinge a raiz do mesmo, e portanto, não faz diferença raspar ou cortar com tesoura. Alguns fatos favorecem esta confusão. Primeiro, a barba de um adulto é mais encorpada que do adolescente por fatores hormonais. Como o homem começa a se barbear na adolescência o senso comum sugere que esta engrossou pelas sucessivas raspagens. Segundo, conforme o pêlo cresce, ele fica mais fino nas pontas e ao raspá-lo, ficamos com a impressão de tê-lo engrossado. 7


Terceiro, o pêlo conforme cresce, é mais exposto a luz solar e a substâncias químicas que o fazem ficar mais claro. Quando raspamos, deixamos apenas a pequena parte mais escura que ainda não teve tempo de se descorar.

4.) TELEFONE CELULAR (TELEMÓVEL) PODE CAUSAR TUMOR CEREBRAL Não há nenhuma evidência que as ondas de radio frequência dos celulares (telemóveis) aumentem os risco de neoplasia do cérebro. Na verdade, um trabalho dinamarquês seguiu 420.000 usuários de celular por 20 anos e não demonstrou nenhum aumento na incidência de tumores, independente da quantidade de horas expostas ao telefone.

5.) DOAR SANGUE FAZ ENGORDAR Não consigo nem imaginar qual seria a explicação para tal teoria. Doar sangue não engorda, nem emagrece. Aproveitando a deixa, doar sangue não afina, nem engrossa o sangue. Doar sangue não causa leucemia. Não é fator de risco para contrair HIV ou qualquer outra doença transmitida pela transfusão de sangue. Doar sangue não vicia e não causa alergia.

6.) FUMAR MACONHA FAZ MENOS MAL QUE FUMAR CIGARRO A maconha (marijuana) não é uma droga tão inócua como alguns tentam vender. Cigarro e maconha possuem substâncias que fazem mal a saúde. Ambos apresentam potencial de carcinogênico, ou seja, de induzir o aparecimento de cânceres. Um cigarro de maconha apresenta 4x mais alcatrão e 50% mais substâncias cancerígenas que um cigarro comum. A grande diferença entre a maconha e o cigarro é a quantidade consumida diariamente de cada um.

7.) ANTICONCEPCIONAL ENGORDA Não há evidências que confirmem aumento substancial de peso em mulheres que tomam pílulas anticoncepcionais. Nenhum trabalho conseguiu comprovar diferença maior que 0,5 kg no ganho de peso entre mulheres que tomam e não tomam pílula. O resultado independe do tipo e da dosagem dos hormônios.Durante um dos trabalhos, 20% das mulheres do grupo que tomava anticoncepcionais, na verdade, emagreceu. Fonte:mdsaude.com

8


Revista Online Merito

Informática A INTERNET A Internet é um conglomerado de redes em escala mundial de milhões de computadores interligados pelo protocolo de comunicação TCP/IP que permite o acesso a informações e todo tipo de transferência de dados. Ela carrega uma ampla variedade de recursos e serviços, incluindo os documentos interligados por meio de hiperligações da World Wide Web (Rede de Alcance Mundial), e a infra-estrutura para suportar correio eletrônico e serviços como comunicação instantânea e compartilhamento de arquivos. De acordo com a Internet World Stats, 1,96 bilhões de pessoas tinham acesso à Internet em junho de 2010, o que representa 28,7% da população mundial. Segundo a pesquisa, a Europa detinha quase 420 milhões de usuários, mais da metade da população. Mais de 60% da população da Oceania tem o acesso à Internet, mas esse percentual é reduzido para 6,8% na África. Na América Latina e Caribe, um pouco mais de 200 milhões de pessoas têm acesso à Internet (de acordo com dados de junho de 2010), sendo que quase 76 milhões são brasileiros.

Nomenclatura A palavra Internet é tradicionalmente escrita com a primeira letra maiúscula, como um nome próprio. Internet Society, Internet Engineering Task Force, ICANN, World Wide Web Consortium e várias outras organizações relacionadas usam essa convenção em suas publicações. Da mesma forma, vários jornais, revistas e periódicos usam o mesmo termo, incluindo The New York Times, Associated Press e Time.Outras organizações alegam que a primeira letra deve estar em minúsculo (internet), e que o artigo "a internet" é suficiente para distinguir entre "uma internet", usada em outras instâncias. Publicações que usam essa forma estão ausentes no meio acadêmico, mas presentes em médias como The Economist e The Guardian. Internet e internet possuem significados diferentes. Enquanto internet significa um conjunto de redes de computadores interligadas, a Internet se refere à internet global e pública, disponibilizada pelo Protocolo de Internet. Dessa forma, existem inúmeras internets espalhadas por redes particulares, seja interligando empresas, universidades ou residências. Entretanto, existe somente uma rede única e global, o conjunto de todas as redes, a Internet.

História A primeira rede de grande extensão baseada em TCP/IP entrou em operação em 1° de janeiro de 1983, quando todos os computadores que usavam o ARPANET trocaram os antigos protocolos NCP. Em 1985, a Fundação Nacional da Ciência (NSF) dos Estados Unidos patrocinou a construção do National Science Foundation Network, um conjunto de redes universitárias interconectadas em 56 kilobits por segundo (kbps), usando computadores denominados pelo seu inventor, David L. Mills, como "fuzzballs". No ano seguinte, a NSF patrocinou a conversão dessa rede para uma maior velocidade, 1,5 megabits por segundo. A decisão importantíssima de usar TCP/IP DARPA foi feita por Dennis Jennings, que estava no momento com a responsabilidade de conduzir o programa "Supercomputador" na NSF. A abertura da rede para interesses comerciais começou em 1988. O Conselho Federal de Redes dos Estados Unidos aprovou a interconexão do 9


NSFNER para o sistema comercial MCI Mail naquele ano, e a ligação foi feita em meados de 1989. Outros serviços comerciais de correio eletrônico foram logo conectados, incluindo a ONTYME, a Telemail e a Compuserve. Naquele mesmo ano, três provedores comerciais de serviços de Internet (ISP) foram criados: a UUNET, a PSINET e a CERFNET. Várias outras redes comerciais e educacionais foram interconectadas, tais como a Telenet, a Tymnet e a JANET, contribuindo para o crescimento da Internet. A Telenet (renomeada mais tarde para Sprintnet) foi uma grande rede privada de computadores com livre acesso dial-up de cidades dos Estados Unidos que estava em operação desde a década de 1970. Esta rede foi finalmente interconectada com outras redes durante a década de 1980 assim que o protocolo TCP/IP se tornou cada vez mais popular. A habilidade dos protocolos TCP/IP de trabalhar virtualmente em quaisquer redes de comunicação pré-existentes permitiu a grande facilidade do seu crescimento, embora o rápido crescimento da Internet se deva primariamente à disponibilidade de rotas comerciais de empresas, tais como a Cisco Systems, a Proteon e a Juniper, e à disponibilidade de equipamentos comerciais Ethernet para redes de área local, além da grande implementação dos protocolos TCP/IP no sistema operacional UNIX.

O nascimento do World Wide Web A Organização Européia para a Investigação Nuclear (CERN) foi à responsável pela invenção da World Wide Web, ou simplesmente a Web, como hoje a conhecemos. Corria o ano de 1990, e o que, numa primeira fase, permitia apenas aos cientistas trocar dados, acabou por se tornar a complexa e essencial Web. O responsável pela invenção chama-se Tim Berners-Lee, que construiu o seu primeiro computador na Universidade de Oxford, onde se formou em 1976. Quatro anos depois, tornava-se consultor de engenharia de software no CERN e escrevia o seu primeiro programa para armazenamento de informação – chamava-se Inquire e, embora nunca tenha sido publicada, foi à base para o desenvolvimento da Web. Em 1989, propôs um projeto de hipertexto que permitia às pessoas trabalhar em conjunto, combinando o seu conhecimento numa rede de documentos. Foi esse projeto que ficou conhecido como a World Wide Web. A Web funcionou primeira dentro do CERN, e no Verão de 1991 foi disponibilizada mundialmente. Em 1994 Berners-Lee criou o World Wide Web Consortium, onde atualmente assume a função de diretor. Mais tarde, e em reconhecimento dos serviços prestados para o desenvolvimento global da Web, Tim Berners-Lee, atual diretor do World Wide Web Consortium, foi nomeado cavaleiro pela rainha da Inglaterra. FONTES: WIKIPEDIA

10


Revista Online Merito

MakeUP! Maquiagem glamourosa para orientais Depois das negras, agora é a vez de as orientais aprenderem a ressaltar a beleza de seus traços. Mestiças não têm muita olheira e, na maioria das vezes, mantêm as marcas de espinha longe. Corretivo e base leve resolvem para desfilar pele de dar inveja. Veja abaixo, passo a passo:

11


12


Revista Online Merito

Moda Tá dando Febre: Saias Mullets O que eu estou vendo de peças no estilo Mullet (ou Hi-low) nao tah escrito! Está sendo tendência mundial. Presente em saias, blusas, vestidos e outros, entrou no nosso guarda-roupa rapidinho... E além de tudo favorece as baixinhas....uhullll...

Vestidos de noiva...

Nas saias e vestidos...

13


14


15


Nas blusas...

Fonte: http://febredecor.blogspot.com.br

16



Revista Online Merito - 7 Edição