Page 1


Aqui seus filhos estão em casa

Alergologia Pediátrica Cardiologia Pediátrica Cirurgia Pediátrica Endocrinologia Pediátrica Enfermeira com ênfase em amamentação Odontopediatra Oncologia Pediátrica Otorrinolaringologia Pediátrica Psiquiatria Infantil Puericultura e Pediatria Geral

Cr iança

Saudável Cr iança

Feliz!

A comodidade de ter todo o cuidado médico em um só lugar é o que faz da Medical Kids a mais nova referência em saúde materno-infantil.

Atendimento infantil nas áreas: Psicopedagogia, Fonoaudiologia, Fisioterapia, Psicologia e Nutrição www.MedicalKids.com.br | Tel.: (48) 3365.1655 Rua Nossa Senhora da Conceição, 223 Lagoa da Conceição - Florianópolis / SC Atendimento particular e convênios Consultas agendadas e intercorrências (sem agendamento)

Carinho especial para que seu filho tenha toda a atenção pediátrica em um só lugar

Responsável Técnico: Dra. Denise Aparecida Nogueira de Lima - CRM/SC 15.519

Hematologia Pediátrica


Editorial

Mais do que uma edição 120 | ano 10 junho - julho 2018 Editora Priscilla Koerich CRP-12/04578 Arte Eduardo Carvalho Motta Colaboradores desta Edição Amanda Martins Auxiliadora Mesquita Carolina Fernandes Camila Martinelli Cláudia Prates Claudio Moreira Fernanda Moura Isabela Feijó Lis Sayuri Milena Luisa Priscila Cruz Pricilla Kesley Ricardo Falzetta Revisão Cláudia Prates Impressão As opiniões veiculadas nos artigos assinados não refletem necessariamente a opinião da revista. Os artigos e os anúncios publicados são de total responsabilidade de seus autores e/ou suas empresas. Não é permitida a reprodução de qualquer conteúdo desta publicação sem prévia autorização da editora. A Revista Educar, publicação bimestral da Pequeninos Revista Educativa Ltda, tem distribuição gratuita e direcionada aos pais, em inúmeros pontos comerciais e instituições de ensino de Joinville, Florianópolis e São José / SC. Para assinatura, sugestões, críticas ou elogios, envie e-mail para educar@revistaeducar.com.br ou acesse nosso site:

www.RevistaEducar.com.br

PARA ANUNCIAR

comercial@revistaeducar.com.br Tel.: (48) 3204-7014 (48) 99158-3342

As equipes já estão no gramado... No detalhe,

saber o que o esporte significa pra elas. Respostas va-

Joãozinho, artilheiro da competição com 7 gols. Está

riadas comprovaram o que já sabíamos: há gosto para

tudo pronto para o início da partida. A saída pertence

todas as modalidades. Umas até sonham em, um dia,

ao time do Pedro. O goleiro Benjamin, à direita, de-

participar da Copa do Mundo. Outras querem seguir

fende o gol do time da camisa amarela. Paulinho, go-

um outro caminho: natação, ginástica olímpica, tênis,

leiro do time azul, se mostra ansioso. Papais, mamães,

vôlei, basquete... a lista é grande. E não importa qual a

vovôs e vovós estão na torcida, já à espera do primei-

criança vai escolher, o mais essencial é que ela descu-

ro gol. O árbitro acerta os últimos detalhes, confere o

bra o que a faz feliz, seja se exercitando porque gosta

cronômetro e apita. Bola rolando no campo – come-

e/ou porque quer competir.

çou a final de um torneio de uma escola catarinense!

Mas como em tudo na vida, aqui também há de

No mês em que se celebra o evento esportivo

ter bom senso, não exagerar e, se necessário, flexibi-

mais assistido do mundo, nós, pais, relembramos os

lizar. Deixá-la livre para escolher, e incentivá-la sem-

momentos em que a Copa era mais do que “partidas

pre, mas moderadamente, pra que isso não seja, para

de futebol”: o evento significava (e para muitos ainda

ela, uma carga pesada, uma obrigação.

significa!) momentos de alegria, união, abraço, ansiedade, choro (de alegria ou de tristeza, pois faz parte!). Um ritual que se repete a cada quatro anos e que, com ele, parecemos renascer, renovar energias.

Que as crianças estejam sempre à procura do movimento, e que descubram, mesmo que no seu tempo, a importância da dedicação. Que elas aprendam que o que torna ainda mais emocionante o momento da en-

É sabido que a Copa exerce sobre as pessoas (adultos e crianças) um fascínio especial, seja pela fa-

trega, da conquista, é o braço estendido, e, quem sabe, para todo e qualquer tipo de esporte, o grito de “gol”!

cilidade de “aproximar” quantidades ou pelo simbolismo do acontecimento, espécie de profecia para um futuro risonho e um marco na história do esporte.

Um grande abraço e até a próxima!

Por isso, para essa edição, trouxemos, como “carro-chefe”, uma capa e matérias que visam celebrar o esporte. E fomos ouvir as crianças - queríamos

Priscilla Koerich @prikoerich

Nossa capa A paixão pelo esporte começa cedo Os irmãos Felipe (futebol) e Carolina (natação), filhos de Eduardo e Ana Paula Trierweiler Keller; e Ariana Nathalia Gonçalves Silva (ginástica olímpica), filha de Michele Gonçalves Pereira Silva e Luciano Cardoso Silva, estão na capa deste mês e mostram que a paixão pelo esporte pode começar cedo. Gostaríamos de agradecer às famílias pelo carinho e confiança; à Isabela Feijó, que nos cedeu, gentilmente, seu centro de treinamento; às alunas Alícia Reis Borges e Isabelle Vega Machado e à Lis Sayuri por sua dedicação e pelas fotos maravilhosas.

Assim que você concluir a leitura dessa revista, repasse para outra pessoa

O esporte está presente na vida dessas crianças de uma maneira linda. Estamos juntos, acreditando que a prática do exercício físico ajuda os pequenos a desenvolver uma mente sã, um corpo saudável, possibilitando que eles façam novas amizades e desenvolvam novas habilidades.

Nos acompanhe também nas redes socias e fique por dentro das novidades da Educar

ISABELA FEIJÓ CENTRO DE TREINAMENTO

www.babuskafotografia.com.br @RevistaEducar

www.isabelafeijo.com.br


Variedades

Por Auxiliadora Mesquita

AS NOVIDADES QUENTINHAS,

direto do forno A famosa pilha nova

Muitos brincam, ao ver crianças correndo de um

lado para o outro, que nada como ter uma bateria novinha. Agora pesquisadores publicaram um estudo na revista Frontiers in Physiology que comparou a energia produzida e as taxas de recuperação após o esforço de meninos entre 8 e 12 anos de idade, adultos não treinados e atletas de resistência. O resultado? As crianças se saíram melhor do que os grupos de adultos, incluindo o dos atletas altamente treinados! As crianças possuem músculos resistentes à fadiga e uma enorme habilidade de se recuperar rapidamente após algum esforço de grande intensidade. Os pesquisadores afirmam que isso certamente contribui para explicar porque a criançada consegue brincar e brincar... e brincar, brincar, brincar, muito além do que os pobres adultos que tentam acompanhar.

Avião de papel da nova geração Uma empresa americana lançou um kit eletrônico que permite transformar um avião de papel em um aviãozinho controlado pelo smartphone. Não é um aviãozinho por controle remoto e não se deve esperar grandes malabarismos, mas a ideia pode divertir quem ama experimentar com os famosos aviões de papel. O Powerup-v3 fornece um pequeno motor e leme, controlados por Bluetooth, que são acoplados ao aviãozinho. O controle é feito inclinando o smartphone ou tablet para subir, descer, virar à esquerda ou à direita. O aparelho permite até 10 minutos de vôo, numa distância de 55 metros e voando cerca de 5 km/h. O avião de papel não é fornecido pela empresa e, detalhe importante: tem que ser muito bem feito para a engenhoca funcionar. I N FA N T I L | G E S TA N T E | PA R T O

www.babuskafotografia.com.br 48 99645-5959


EDUCAR

Dormir cedo é bom para a cintura

informação útil para todos

Menos brinquedos, mais brincadeiras

Mais um motivo para estabele-

A pesquisadora Alexia Metz, da

cer e manter horários para o sono das

Universidade de Toledo, na Espanha

crianças: um estudo realizado por uma universidade americana desco-

Salas para esfriar a cabeça

briu que aquelas que vão dormir até

Na cidade de Filadélfia, nos EUA,

às 20 horas diminuem suas chances de obesidade na adolescência. O estudo durou dez anos e acompanhou o sono de cerca de mil crianças. O resultado foi surpreendente: 39% das que dormiam mais tarde do que 20 horas se tornaram adolescentes obesos, enquanto isso só acontecia com 10% das que iam para cama mais cedo. Os pesquisadores ainda não sabem se o tempo a mais passado acordado pode servir para comer mais ou se essa diferença de horários causa algum impacto hormonal no metabolismo.

uma ideia surgiu para tentar diminuir o estresse e a violência entre as crianças: é a “sala calmante”, calming rooms em inglês. A sala é um espaço onde o aluno pode ir para desenhar, ler um pouco, ouvir música tranquila ou mesmo conversar baixinho, tudo em meio a almofadas felpudas. A sala especial está sendo experimentada na Tilden Middle School para atender seus alunos, com idades entre 10 e 15 anos e que vivem em uma área com índices altos de violência e baixa renda familiar. O objetivo é proporcionar momentos de alívio para a tensão que, muitas vezes, vai crescendo em sala de aula. Os profissionais da escola acreditam que, mesmo sendo breve, esse momento na sala calmante pode trazer conforto e concentração para crianças e adolescentes que vivem sob o impacto de circunstâncias difíceis de vida.

COLEÇÃO

IN V ER NO

2018

www.SamanthaTeenKids.com.br Rua Alexandre Dohler, 75, Joinville - Tel.: (47) 3028.3326

descobriu que menos é mais quando se trata de brinquedos e brincadeiras. Observando 36 crianças, de 18 a 30 meses de idades, ela descobriu que menos brinquedos aumentavam não só o tempo de brincadeira com cada um dos objetos, mas também a qualidade da brincadeira. As crianças que recebiam apenas 4 brinquedos (ao invés de 16) brincavam por mais tempo e de forma mais variada com cada um dos brinquedos. A pesquisadora acredita que o número menor de brinquedos disponíveis aumentava o foco e a concentração, o grau de exploração e de criatividade envolvidos na brincadeira.

5


Educação

Leitura para bebês, sim! Por Pricilla Kesley, do Todos Pela Educação

Sabemos que ler para as crianças é importante, mas e para os bebês? Também!

www.TodosPelaEducacao.org.br

EDUCAR | informação útil para todos

A

ntes mesmo de nascer, o bebê já está

Esse “super poder” impactará no desenvol-

fazendo “leituras” do mundo: ele

vimento cognitivo e emocional/psíquico

ouve a voz da mãe e já responde com mo-

dos pequenos. Por isso, deve ser estimula-

vimentos ainda na barriga, por exemplo. Ao

do - e muito!

chegar ao mundo cheio de informações, o

Vale reforçar que proporcionar litera-

bebê passa a tentar entender os tempos de

tura para os bebês não significa tentar al-

espera, a ausência, os sinais de voz, os ges-

fabetizá-los. A leitura literária nessa etapa

tos e os cuidados que recebe. Tudo isso (e

está ligada a um mergulho na linguagem

muito mais) são, sim, atos de leitura.

que nos cerca: música, entonações, ritmos,

Evélio Cabrejo-Parra, especialista em

cores, pausas, símbolos, etc. Trata-se de dar

leitura na Primeira Infância, afirma que as

a eles material para pensarem sobre si mes-

crianças pequenas são músicos em esta-

mos e o mundo, criando significados mes-

do puro, com uma audição extraordinária.

mo antes de falarem.


EDUCAR

informação útil para todos

O que você talvez não saiba, mas deveria: • Entre o terceiro e o quinto mês de gestação o

• A leitura amplia o vínculo do cuidador (seja mãe,

sistema auditivo do bebê se constitui e a voz da

pai ou outro responsável) com o bebê, aprofun-

mãe começa a ser processada e chegar com uma

dando assim o afeto essencial para o desenvolvi-

ressonância particular. É possível ler para o bebê

mento infantil.

ainda na barriga! •

Bebetecas: isso mesmo, bibliotecas para bebês

• Os bebês podem “estragar” os livros? Os bebês mor-

existem! Esses espaços são pensados para respon-

dem, tocam, babam, rasgam os livros porque essa é a

der às necessidades de crianças entre 6 meses e 3

maneira deles de testar cores, texturas, formatos -

anos de vida, levando em consideração a impor-

ou seja, informações. É preciso ensiná-los a apreciar

tância do brincar e da socialização dos pequenos,

as obras sem estragá-las e jamais limitar a leitura ou

além de seu conforto. Procure uma em sua cidade!

o contato físico com os livros apenas “quando eles estiverem prontos”. Quanto antes, melhor! • Os bebês e as crianças não-alfabetizadas podem não saber ler de modo convencional (dominando um código), mas antes de entrarem na escola, eles já simulam comportamentos leitores que viram por aí. Tudo isso forma uma preciosa bagagem para quando a criança tiver de empregar suas próprias viagens solitárias no mundo do saber e da linguagem. • É nos primeiros anos de vida que o cérebro humano atinge seu pico de conexões cerebrais. Essas interligações representam a capacidade de aprendizagem e as pesquisas mostram que seu maior ou menor número depende não apenas de genética, como de estímulos de qualidade, que devem ocorrer na creche ou em casa. Ler é uma das maneiras de estimulá-lo.

Mãos às obras Formar um leitor capaz de navegar sozinho em busca do saber requer acompanhamento e incentivo desde bem cedo. Esse é o papel indispensável da família e dos educadores.

7


Desenvolvimento

EDUCAR

dedicação

informação útil para todos

Fernanda Mello

A

família é o espelho da sociedade, é

um viver a sua vida individualmente?

realmente é correto delegar essa função a

o reflexo do que, em determinada

Que a vida moderna é corrida e nos suga

pessoas que sequer conhece?

época e em determinado lugar, se com-

diariamente é fato. Poucas as pessoas que

É importante preservar e cultivar mo-

preende pelas funções sociais do homem,

têm o privilégio de ter uma vida tranquila.

mentos de qualidade com atenção inte-

da mulher, da criança, do adolescente, do

No entanto, isso não pode ser desculpa para

gral a essa pequena coletividade. Ela pre-

trabalho, da educação, do afeto etc. Por-

não se ter tempo para os mais próximos.

cisa desse tempo para construir vínculos,

tanto, o conceito do que é uma família é

Os pais não podem deixar a educação

relações, sinergia e memórias. E para isso

mutável e pode variar bastante. Ultima-

básica de seus filhos sob responsabilidade

não existe uma fórmula de sucesso, uma

mente, temos observado um processo de

exclusiva da escola. É bom lembrar que as

receita de como fazer, cada uma constrói

modificação na esfera familiar. É claro que

instituições de ensino são responsáveis so-

do seu jeito.

não são todos, mas muitos dos integrantes

mente pela educação formal das crianças.

Vamos parar, olhar para dentro de casa

desses grupos sociais estão se afastando

Quando fingimos que a família não

e refletir sobre como estamos conduzindo

uns dos outros e, apesar de viverem jun-

precisa de atenção, a vida dos filhos vai

nossas famílias? Quais são as nossas prio-

tos, estão cada vez mais solitários.

se tornando cada vez mais vazia, sem re-

ridades? Ainda dá tempo de virar o jogo e

Os tablets, os celulares, as televisões, a

ferências positivas, no que diz respeito

começar a construir momentos significa-

falta de tempo e a correria estão ajudando

à convivência familiar. O lugar onde as

tivos com nossos parentes mais próximos.

os parentes a se distanciarem. Hoje em

crianças deveriam aprender sobre os valo-

Porque quando queremos e damos valor a

dia, é comum observarmos famílias juntas

res básicos de respeito, ética, honestidade,

algo, sempre arranjamos tempo para nos

fisicamente, mas cada um no seu mundo

direitos do próximo e deveres é dentro de

dedicarmos a ele.

particular e/ou virtual.

casa. Se o adulto se abstiver de seu papel,

Assim, perceberemos como as crian-

Importante rememorar o motivo

onde as crianças aprenderão sobre estas

ças reagem de forma rápida e positiva

pelo qual se optou por formar uma famí-

questões? Quem serão seus “professo-

a este tipo de atitude, pois no fundo,

lia. Atualmente, as pessoas não têm mais

res”? Será que essas pessoas acreditam nos

sentem falta desses momentos de qua-

a obrigação de casar e de ter filhos. Então

mesmos valores que você, pai ou mãe, tem

lidade. Então, que tal dar uma chance à

por que constituir família se é para cada

como referência? Mais uma indagação:

nossa família?

Os tablets, os celulares, as televisões, a falta de tempo e a correria estão ajudando os parentes a se distanciarem. Hoje em dia, é comum observarmos famílias juntas fisicamente, mas cada um no seu mundo particular e/ou virtual.

EDUCAR | informação útil para todos

Fernanda Mello de Moura - Pedagoga

8


Maple Bear? “

Eu já estudei no Nursery, JK

e agora IK

. Gosto de ser

a helper (ajudante

). Nesse

Eu gosto de estudar na Maple Bear por-

que eu tenho aulas legais, e eu aprendi a falar Inglês

. O parquinho é legal, e eu gosto de ir

Sabe por que eu gosto de estudar na

Maple Bear? Porque eu gosto de fazer as atividades das aulas de Inglês e de Por-

dia, sou a primeira da fila. Tam-

no balanço. Tenho muitos amigos na minha es-

tuguês, eu posso brincar, eu posso lan-

bém gosto de ser a ajudante

cola, que sempre vão na minha casa

char

da professora de Português.

di a ler e escrever as letras

Gosto de brincar de massinha.

nome, e sei contar

Eu sei contar até 100, e já sei ler,

a gente lê livros. Eu gosto do circle time (hora

sozinha, os livrinhos, em Inglês

do círculo, quando a professora dá as orien-

(blocos em formas geométricas)

e Português

tações de como será a aula do dia). Gosto de

que é um brinquedo que gruda uns nos

brincar no Friday (sexta-feira), porque a gente

outros quando a gente encosta, porque

leva brinquedo

tem uma colinha (na verdade, eles são

de casa e usa fantasia

.

e ir no parquinho. Tem livrinho

pra eu ler, e no Friday (sexta-feira) posso levar brinquedo e usar fantasia

magnéticos

), por isso que chama

magic, porque ele é mágico!

Maria Carolina Tancredo Damiani,

Fénelon Vicente Tancredo Damiani,

5 anos, aluna do IK Intermediate Kindergarten

.

Português, contar os números, e faço minhas tarefinhas

. Estudo as letrinhas e pinto elas. A gen-

te também lê gibi. Eu entendo quando a professora e os amigos falam em Inglês comigo. Entendo tudo que os garçons falam comigo em Inglês nos restaurantes e faço os pedidos em Inglês. Quando converso pela internet com a minha priminha que mora nos Estados Unidos, a gente só fala em Inglês. Na Maple Bear, a gente brinca, tem horário

“ “

do parquinho, tem educação física e aula de música

. Então, eu me divirto muito lá

Júlia de Araújo Cordeiro, 5 anos,

aluna do IK - Intermediate Kindergarten

Eu gosto de estudar na

Maple Bear

, porque

tem muitas atividades legais

do IK - Intermediate Kindergarten

A escola é muito legal

. Na Maple

Bear tenho amigos e gosto de brincar com eles. O parque é legal, e tem ba-

e boas. Eu adoro todas as

lanço. No extracurricular, eu aprendo

professoras

sobre os países

, tenho muitos

. E agora estamos

amiguinhos que são muito

aprendendo sobre aranhas

legais. Eu adoro falar Inglês,

lamos em Inglês e eu já estou sabendo

e lá eu consigo conversar em

ler também em Português. Gosto muito

Inglês com as pessoas. E a

de falar em Inglês com o meu avô. Tam-

hora do parque é muito diver-

bém gosto de aprender a cantar em In-

tida

glês (

.

As pessoas me tratam bem na Maple Bear

Eu estou aprendendo a ler e escrever em Inglês e

Maria Valentina de Abreu Martins Torres, 5 anos, aluna

de repente ela começa a cantar

a música My Girl

.

Arthur Santos, 6 anos, aluno do Year 1

. Nós fa-

5 anos, aluno do IK Intermediate Kindergarten

. Na

minha sala de aula tem os magic shapes

, a escrever meu

. Nas aulas de Português,

.

. Apren-

Sophia Damásio Sanches, 5 anos, aluna do IK - Intermediate Kindergarten

).


Capa Esportes

A Copa do Mundo 2018 já está aí e, com ela, uma atenção redobrada ao mundo esportivo. Da Rússia chegarão notícias e emoções e nossas crianças vão acompanhar os jogos e toda vibração em torno do evento. Bom para aprender a torcer. Mas que tal aproveitar a animação e descobrir com os pequenos um bom esporte para praticar? Por: Auxiliadora Mesquita Modelos: Felipe Keller (futebol), Carolina Keller (natação) e Ariana Nathalia Gonçalves Silva (ginástica olímpica) Fotos: Lis Sayuri (Babuska Fotografia)

EDUCAR | informação útil para todos

A prática esportiva é uma ótima ma-

tação. E é fundamental que as crianças

neira de desenvolver corpo e mente e as

participem dessa escolha e decisão, pois

opções vão muito além do futebol – que

forçar os pequeninos a participarem de

por falar nisso, também é ótimo! Dedi-

algum esporte a contragosto é receita

car-se a uma atividade física estrutura-

certa para frustrações. Exigir dedicação

da contribui para o desenvolvimento

além da conta também não é o melhor

do foco, da concentração e da disciplina.

caminho, podendo

Também ajuda a criançada na socia-

mento da prática esportiva e até lesões.

lização e na cooperação em equipe, e

É muito importante manter o foco na

estimula o autocuidado e a percepção

participação e na saúde, benefícios que

de seu corpo. Como se fosse pouco, pra-

serão levados para toda a vida. E deixar

ticar um esporte ainda incentiva a resi-

que o tempo e o desenvolvimento em

liência e a capacidade de superação dos

cada prática indiquem se a criança tem

pequenos, que aprendem a lidar com

algum talento especial ou vontade de se

companheiros e adversários, perdas e

dedicar mais a fundo.

conquistas, vitórias e fracassos.

causar o afasta-

As opções são muitas e tudo vai

Para que tudo isso se torne realidade

depender do interesse dos pequenos e

na vida de nossos filhos, é preciso dedi-

do que se encontra disponível em sua

car algum tempo na escolha do esporte

cidade ou bairro. Aqui vão algumas re-

mais adequado e investir na experimen-

comendações por idade:


EDUCAR

informação útil para todos

Dos primeiros meses até os 5/6 anos: A natação continua sendo a melhor pedida. Feita mais como brincadeira, sem objetivo competitivo, ela desenvolve, acalma, encoraja e diverte. Bicicletas e triciclos, escorregadores e bolas são brincadeiras suficientes e saudáveis para o desenvolvimento físico e mental nessa fase.

Dos 6 aos 12 anos: Aqui as crianças já conseguem compreender regras e instruções. A natação continua sendo uma ótima opção e outros esportes estruturados podem entrar na agenda. Esportes coletivos e com bola fazem sempre sucesso, como vôlei, futebol, futsal, basquete e handebol. Esportes individuais, como tênis, ginástica, equitação, skate, modalidades de bicicleta e escalada, também podem entrar nas alternativas. E lutas como judô, caratê, capoeira e até esgrima são ideias tradicionais e excelentes.

Escolhido o esporte, é importante verificar as condições de quem está ofertando a prática. Os equipamentos são seguros? As condições do local são boas? Checar referências de treinadores/treinadoras é um gesto básico. E manter sempre a comunicação e o acesso, não só com o pessoal local, mas principalmente, com sua criança. Assim, a prática só vai trazer benefícios e alegrias. Se tudo isso um dia trouxer um campeão ou campeã para casa, que bom! Mas o importante é que terá trazido muito mais saúde e força, para o corpo e para a mente – e isso nossas crianças levarão para o resto de suas vidas.

www.RevistaEducar.com.br

11


Capa Esportes

EDUCAR

informação útil para todos

12

Ginástica

Artística para crianças

O esporte completo, que desenvolve TODAS as valências físicas

Saúde, segundo a OMS, é: “um estado de completo bem-estar físico, mental e social, e não somente ausência de doenças”. A Ginástica Artística auxilia em TODOS esses aspectos. A ginástica artística é um dos esportes mais COMPLETOS, pois desenvolve TODAS as valências físicas (coordenação motora, flexibilidade, agilidade, força, resistência, velocidade e equilíbrio). Por ser uma atividade divertida, proporciona o bem-estar durante a própria execução dos movimentos (estar na posição invertida ou saltando, por exemplo) além da liberação de endorfina, o hormônio do bem-estar, que auxilia também na melhora da memória, do humor, da resistência, da imunidade e regulação do apetite. Com uma aula desafiadora e estruturada, por meio de atividades e processos pedagógicos, para a construção de movimentos e exercícios mais complexos, as crianças superam seus limites e tornam-se confiantes em si mesmas.

ISABELA FEIJÓ CENTRO DE TREINAMENTO

Expostas a esse tipo de experiência por um período de tempo mais longo, as crianças transferem esse comportamento para outras áreas de suas vidas, possibilitando que se tornem seguras na hora de fazer escolhas em qualquer aspecto do seu dia a dia. Consequentemente, a ginástica artística interfere diretamente na autoestima. A ginástica artística possibilita que a criança encare seus próprios sentimentos, pois muitas vezes temos que lidar com o medo de um novo exercício, aí juntos, com professores e colegas, encontramos a coragem, o apoio e a segurança para vencer essa barreira. Por ser uma atividade complexa que exige mais de uma habilidade ao mesmo tempo (exemplo: estrela sem mãos exige: força, flexibilidade, equilíbrio, agilidade), estimula processos cognitivos que auxiliarão na aprendizagem de novos conteúdos, não só relacionados a ginástica artística, mas nas diversas atividades do cotidiano.

No aprender de um novo exercício há a necessidade de assimilação, por parte do praticante, do processo de execução dos movimentos, estimulando novas conexões neurais, ampliando o leque de possibilidades, tanto cognitivas como motoras. Essa complexidade estimula na criança a ampliação progressiva de consciência corporal, aprendendo a se colocar no espaço e perceber-se nele. As aulas em grupos proporcionam à criança a construção do espírito de equipe, de união e cooperação, respeito ao outro e a si mesma, além da disciplina e organização no tempo e no espaço. Proporcione ao seu filho e à sua filha uma infância saudável e com infinitas possibilidades! Transformar pessoas por meio da ginastica artística é o meu compromisso! Isabela Feijó

GOSTARIA DE CONHECER MELHOR? Agende sua aula experimental agora mesmo. Tel: (48) 3240 -7781 - www.isabelafeijo.com.br

Gym Baby | Ginástica Artística Kids | Ginástica Artística Teen

As alunas: Alícia Borges, Isabelle Vega e Ariana Silva

Fotos: Lis Sayuri (Babuska Fotografia)

Por: Isabela Feijó - Diretora, Técnica e Professora de Ginástica Artística


COLEÇÃ O OUTO

NO Toda li nda! NO INVE

TA? U FASHIONIS

PRINCESA O

ento dessa em algum mom Toda menina, to ve, um momen ada infância vi am ch se fa ce do shionista. princesa ou fa os sempre o o é que buscam Pensando niss o ântico e delicad há de mais rom e qu O r. ho el m ra n e estilosas pa as mais fashio ou as tendênci as e clientes. nossas menin da menina é Catavento ca E já que para a ho especial, cuidado e carin um e ec er m e a únic super legal, um os um evento neste mês tivem ia , em parceria ficar na memór momento pra como nós, imê, que assim com a marca An hos , o brilho nos ol r, a excelência busca o melho rosto. e o sorriso no ncias do! As experiê O evento foi lin er as, quem não qu Afinal de cont inesquecíveis! as m a tarde co r um dia, curtir se sentir diva po de strado através r tudo isso regi amigas e deixa ? muitos flashes

R

usine,

andar de lim

ei “ Eu adorum doro a princesa. A

me senti ê na roupas Anim comprar as . Catavento” LEN ON GEH

HELENA V

9 anos

“ Foi muito legal, eu

amei esse dia. Amei meu penteado , gostei da minha maq uiagem, da roupa, de m e divertir com as amigas e das fotos que eu fiz ”. MANU BECK

ER

7 anos

“ Eu gostei de andarito de limusine, foi mu divertido. O passeio, as, conversar com as menin depois tirar fotos com elas, com todas juntas. Foi demais de divertido”.

ALYSSA VON GEHLEN

9 anos

“ Eu gostei muita da festa , fo a primeir i a vez que eu andei d limusine, e eu achei a decoraçã linda. Am o ei a lembra ncinha. Tinha est ilista e no cabelo fiz uma tran ça tão lind a que dorm penteada i , fiquei co m muita d desmanc ó de har. Eu am ei, Adore i!” . JULIA MEI EBE

R HUAN

G

11 anos

Roupas • Calçados • Acessórios - 0 a 16 anos Rua Araranguá, 89, América | Joinville Tel.: (47) 3029.3212

Catavento Babies Kids


Interação entre pais e filhos

EDUCAR

Pipoca A mascotinha da Educar

COPA DO MUNDO Texto: Auxiliadora Mesquita - Ilustração: Cláudia Prates

A

Copa do Mundo chegou! Entre os dias 14 de junho e 15 de julho, o mun-

do inteiro estará de olho na Rússia, onde 32 seleções participantes disputarão o troféu jogando em 11 cidades e 12 estádios. Em Moscou, capital da Rússia, serão dois locais de jogos: o Luzhniki e o Spartak. E nós também vamos estar ligados na bola, vibrando e torcendo. Para a grande maioria das crianças, a vibração com os jogos vem de família. E cada família tem seu jeito de acompanhar e torcer. Tem quem adore ir para um lugar público, se juntar a amigos e estranhos e compartilhar as emoções. Outros gostam que a reunião seja em casa mesmo, com parentes e amigos e, quem sabe, uma refeição caprichada. Outros, mais reservados, ligam a TV ou seguem a web, tensos e silenciosos. E há, é claro, quem vá torcer lá mesmo na Rússia! Para nossos pequenos, pouco importa o estilo de torcida. O bom é poder participar de uma ocasião que parece magnetizar corações e mentes. Melhor ainda é se tiver a chance de aprender a torcer da maneira mais bonita que existe: com entusiasmo e alegria, entrega e paixão. Mas também com respeito e civilidade. Afinal, essa é uma oportunidade ótima para mostrar que, na vitória e na derrota, o importante é realmente competir, com lealdade e talento. Que saber perder é entender os erros e levantar a cabeça. E que tão fundamental quanto comemorar com alegria é fazê-lo sempre com respeito. “может выиграть лучше” – que vença o melhor!

informação útil para todos

17


Interação entre pais e filhos

Pipoca

Achei pra você A Partida de Futebol, ilustrado por Lee Wildish (Ed. Usborne).

em:

“É Gooooool!”

A Copa do Mundo de Futebol é um grande campeonato de futebol em

Esse livro faz parte de uma coleção

que seleções de vários países do mundo se encontram para disputar a taça

com botões ilustrados do lado direi-

de melhor do mundo. Para quem não pode ir até o lugar da copa para assistir,

to do livro que, ao serem apertados,

os jogos são transmitidos pela televisão, pelo rádio e até pela internet para o

reproduzem sons que tem relação

mundo todo.

com a história. Nesse caso, os peque-

Os jogos da Copa do Mundo são disputados há muito tempo, desde 1928,

nos vão se divertir descobrindo

e eles ocorrem sempre de 4 em 4 anos. A cada Copa do Mundo, é escolhido

os sons da bola, da torcida e até do

um país onde os jogos acontecerão. O Brasil já recebeu o campeonato duas

apito do juiz.

vezes. Agora em 2018, as jogadas serão lá na Rússia, um país muito grande e

E quando a

que fica bem longe do Brasil.

bola entrar

A Copa do Mundo é o evento esportivo mais assistido em todo o mundo.

na rede, é

Isso quer dizer que em todas as nações do mundo existem pessoas acompa-

Gooooollll!

nhando e torcendo pelas seleções que estão jogando. Na Copa de 2018, 32 países vão jogar para tentar ganhar a taça. Torcer é bem gostoso e traz muita emoção. Você pode vestir as cores da nossa seleção (verde, amarelo e azul) ou pedir a mamãe para pintar seu rosto

Livro Ilustrado Copa do Mundo Rússia 2018 (Ed. Panini).

com essas cores. Bandeiras e bonés também são divertidos. Que tal chamar os amigos, fazer uma pipoca e torcer juntos? Perder ou ganhar, não importa: o importante é se emocionar!

O clássico álbum oficial de figurinhas da Copa, que dá trabalho e gasto, mas é uma das atividades mais divertidas para as crianças de qualquer época. Muitos adultos acham bastante irresistível também. Existem opções de capa cartão e de capa dura. Para se jogar na aventura de colecionar.

Berçário • Educação Infantil • Ensino Fundamental 1 • Período Integral • Educação Bilíngue

MATRÍCULAS ABERTAS Rua Itapuã, 398 - Parque São Jorge - Fpolis

Tel.: (48) 3334-1155

/escoladoparquefloripa www.escoladoparque.com.br


EDUCAR

QUER VER A PIPOCA FELIZ? É SÓ CHAMAR PARA JOGAR BOLA! E QUEM GOSTA SEMPRE DE CHAMAR É O SEU MELHOR AMIGO, O PEDRO. QUANDO ELES VÃO PARA O PARQUE DÁ PARA JOGAR POR MUITO TEMPO.

NESSE INSTANTE, PEDRO CHUTOU A BOLA PARA O DUDU, QUE ENTÃO MANDOU A BOLA PARA A PIPOCA. NOSSA CADELINHA ESPERTA CORREU PARA PEGAR A BOLA E ENTÃO

NHAC! MORDEU PARA SEGURAR.

PRIIII! O QUE FOI ISSO? SERÁ QUE FOI O APITO DO JUIZ?

informação útil para todos

HOJE, PIPOCA ESTAVA JOGANDO NUM LUGAR MUITO GRANDE, COM UMA GRAMA BEM VERDINHA E CHEIO DE OUTROS CÃEZINHOS EM VOLTA ASSISTINDO. OS JOGADORES TAMBÉM ERAM MUITOS. LÁ ESTAVAM A PIPOCA, O PEDRO, OS CACHORROS DO PARQUE E ATÉ OS COLEGAS DO PEDRO.

QUE NADA! FOI A CAMPAINHA QUE TOCOU BEM ALTO E ACORDOU NOSSA PIPOCA. ERA O DUDU, A CAROL E A GATINHA DELA, A TÍLIA. TODO MUNDO SE AJEITOU NA SALA – VAI COMEÇAR A COPA DO MUNDO! ERA HORA DE TORCER E DE COMER MUITA PIPOCA. O QUÊ? PIPOCA?!

19


Dicas

EDUCAR

Cinema, Livros e Teatro

informação útil para todos

20

Livros

PENSAMENTOS E EMOÇÕES Juliane Feldmann (Editora Matrix) Neste livro em forma de caixinha estão 40 cartas, cada uma com uma frase a ser completada. O objetivo é sondar, através de relato verbal da criança, seus pensamentos e emoções em relação à escola, desejos e significado do aprender, família, expectativas dos pais, deveres, medos e vínculo consigo mesma. Recomendado para crianças de 7 a 12 anos.

Teatro

"Aventuras em alto mar – O Musical" (Teatro, Família) O espetáculo é o novo projeto musical da Cia Grito de Teatro de SC, considerada uma das maiores companhias de teatro musical do sul do país, que completa 13 anos de experiência no ramo neste ano.

AMOR DE CORAÇÃO Rai Teichimam (Editora Matrix) Este livro infantil vai mostrar às crianças a beleza e a criatividade da arte do grafite, por meio da história do Amor que, cansado de ficar onde estava, resolve que é hora de morar num Coração e sai pelo mundo a procurar um local

A Grito trará mais uma vez aos palcos de Santa Catarina uma mega produção, com músicas cantadas ao vivo, coreografias e cenas comoventes, contando com cerca de 40 artistas e 20 técnicos de produção que levarão o público a conhecer a cultura Maori e a ancestralidade que a envolve. Unindo a magia da Disney e todo o glamour dos grandes espetáculos da Broadway, o musical conta uma estória envolvente que transmite esperança e encoraja a busca pelo auto-

pelo qual se apaixone.

conhecimento. Embarque

Cinema

Quando: 30/06 e 01/07

já nesta aventura!

Os Incríveis 2 (Animação, Família) Quando Helena Pêra é chamada para voltar a lutar contra o crime como a super-heroína Mulher-Elástica, cabe ao seu marido, Roberto, a tarefa de cuidar das crianças, especialmente o bebê Zezé. O que ele não esperava era que o caçula da família também tivesse superpoderes, que surgem sem qualquer controle.

Previsão de estreia: 28/06/2018

Onde: Teatro Ademir Rosa - Florianópolis/SC Ingressos: www.ingressorapido.com.br


COLEÇ

ÃO

2018


Evento

Mães Possíveis 3

Criação Positiva

No dia 5 de maio, aconteceu a terceira

edição, uma certa ansiedade se instalou

Assim, escolhemos fazer uma apre-

edição do evento Mães Possíveis no Ci-

com relação à forma como compartilharía-

sentação que passasse de forma breve

nesystem do Iguatemi e assim como nos

mos tanto conteúdo em tão pouco tempo

pelo histórico e por uma parte teórica,

eventos anteriores, contamos com a pre-

e para um número de pessoas tão além

para contextualizarmos de onde surge

sença de muitas mães, pais e interessados

do que estamos acostumadas a trabalhar

a Disciplina Positiva e de onde ela parte,

em escutar sobre uma maternidade mais

nos nossos grupos. E ainda, com a preo-

mas por meio de exemplos das nossas

possível e não tão idealizada.

cupação de construir algo dinâmico e que

próprias vidas e simulando uma das di-

E para mim, essa edição teve um gosti-

despertasse interesse de quem se dispôs a

nâmicas que costumamos fazer, conse-

nho especial, porque além de ter sido co-or-

estar ali, num sábado pela manhã. Porque,

guimos nos aproximar mais de quem es-

ganizadora, junto com as minhas parceiras de

como diz na própria apostila que recebe-

tava presente e que tinha como objetivo,

sempre, do Clube da Guri Pequeno, também

mos na nossa formação como educadoras

aprender um pouco mais sobre essa for-

fui palestrante, ao lado da minha parceira no

parentais, palestras sobre Disciplina Posi-

ma de educação através do respeito pela

projeto “Criação Positiva”, e também educa-

tiva tendem a ser cansativas, já que nesse

criança e pela infância, num modo geral.

dora parental, a psicóloga Greici Will.

formato, ficamos apenas na teoria e há

Passado o nervosismo inicial diante das

Confesso que desde que, junto com

pouca troca de experiências e menção de

expectativas que construímos sobre nossa

as idealizadoras e organizadoras do even-

exemplos práticos, o que pode acabar nos

apresentação, aproveitamos para nos di-

to, decidimos levar o meu trabalho com

distanciando um pouco do assunto e soan-

vertir e como muitas pessoas nos disseram,

a Greici para ser o tema da palestra desta

do desinteressante para quem escuta.

apenas fazer o que já fazemos nos pequenos grupos, tanto nas Imersões, como nos Workshops: a partir da Disciplina Positiva, trabalhar com mães, pais e responsáveis.

lizes com o grande número de pais que estavam presentes. Nós, idealizadoras e organizadoras, construímos esse espaço a partir das nossas próprias demandas como mães e mulheres, mas temos percebido tanto a aproximação e o interesse dos pais que exercem sua paternidade de forma ativa, que já estamos pensando na próxima edição do evento (que deve acontecer em outubro), a partir desse dado de realidade. Quais os desafios da Coparentalidade? CoparentalidaEDUCAR | informação útil para todos

Fotos: Liana Gianninni

Aliás, como também aconteceu nas duas edições anteriores, ficamos muito fe-


EDUCAR

de como sendo essa divisão (o mais dividida,

Instagram (@criacaopositiva), ou mande um

possível) da responsabilidade pela criação

email para criacaopositiva@hotmail.com, que

dos filhos. Para quem tem interesse pelo as-

ficaremos muito felizes em te receber.

sunto, e para quem perdeu a última edição e quer participar da próxima, fique atenta nas nossas redes sociais (@blogjulianabaron e @guripequeno), que assim que descansarmos da correria da organização do evento de maio, começaremos a agitar o de outubro. E para quem tem interesse no nosso trabalho a partir da Disciplina Positiva e em fazer parte das nossas Imersões (as próximas começam em agosto) ou dos nossos Workshops (o último desse primeiro semestre acontece no dia 16/06), siga nosso

Espero poder continuar levando a Disciplina Positiva para o maior número de pessoas, através do nosso projeto “Criação Positiva” e continuar construindo, em parceria com a Clube Guri Pequeno, o “Mães Possíveis”, esse evento gratuito (graças à todos nossos patrocinadores e apoiadores, inclusive a Revista Educar), que tem transformado a vida de tantas mães e conectado muitas delas. Juliana Baron

informação útil para todos

23


Galeria

EDUCAR

informação útil para todos

24

Nossa cara Helena Bruneti Siqueira nicole souza raubach #Revista Quer ver a foto do seu filho nas páginas da Educar? Escreva #revistaeducar na legenda de sua foto, no facebook ou no instagram

Sophie e Annie

Nana e rafaella

Você também pode participar por e-mail. Envie sua foto para: nossacara@revistaeducar.com.br 1 28/05/18 10:01 Na mensagem, escreva o nome completo e idade da criança + cidade e nomes completos dos pais.

Scheila_2.pdf

evelin raubach Revista Educar

@RevistaEducar


Canal infantil no Youtube

EDUCAR

informação útil para todos

“ No Mundo da Fada Sol”

Fadatube Música, brincadeiras, dicas, contação de história e interatividade com os pequenos.

Foi em Outubro de 2017 que es-

• Fernanda atua como professora de In-

serida nesse universo do Youtube, algo

treou o FADATUBE, um canal infantil

terpretação de TV e Cinema no Studio

que pra mim aos 40 é extremamente

do Youtube voltado para crianças na

Escola de Atores (RJ) desde 1997.

novo, mas resolvi me atualizar pois te-

fase da Educação Infantil. Um projeto

• Diretora e atriz da Companhia Studio

lúdico (universo de Fadas e Duendes) com foco na educação e idealizado por

em Cena desde março 2008, Jlle SC •

Diretora

Grupo

aula com meus alunos de teatro. Não

Hospirrisos - Hospital Dona Helena

acho que seja um veículo de retorno fá-

meida (11 anos) e o ator Rodrigo Vargas.

desde 2006 Jlle- SC

cil para o nosso trabalho pois sentimos

anos de carreira (Formada pela CAL – RJ) e Pedagoga ( ACE- Jlle) e atualmente idealizadora e diretora do canal infantil no Youtube o FADATUBE. Em Joinville, desde 2001, ela dirige o Studio Escola de Atores, uma escola com foco na interpretação para TV/cinema e Teatro. A escola também é referência como produtora de elenco indicando alunos para o mercado de TV e Cinema em Joinville e outras localidades.

do

casa com meus dois filhos e na sala de

Fernanda Moreira, sua filha Laura AlFernanda Moreira é atriz com 24

Artística

nho esse universo de forma latente em

Segundo a Fernanda, a ideia do canal Fadatube surgiu depois que a mesma visualizou uma necessidade de atualização profissional. Ela enxergou, também, a possibilidade de ter a participação de sua filha, que vem encantando a todos no espetáculo da "Cia Studio em Cena".

Somos bem aceitos no espetáculo

por ser um musical com cantigas conhecidas pelas crianças e suas famílias, muitos pais e amigos que nos acompanham há 9 anos, além da minha filha, incentivaram pra que criássemos o canal com o mesmo propósito, ou seja, um conteúdo lúdico porém de caráter educativo. Laura (minha filha) está in-

Lucas Almeida, 7 anos e Fernanda Moreira

Canal Infantil Youtube FADATUBE para crianças na fase da Educação Infantil ( 0-6 anos) Direção: Fernanda Moreira - Pedagoga e atriz | Conteúdo Lúdico e Educativo Facebook: @fadasoljoinville | Instagram: @mundodafada

youtube.com/FADATUBE

resistência por abordarmos conteúdos específicos pra essa faixa etária, e não abrimos precedentes para conteúdos apenas de “entretenimento”, porém essa geração é uma geração Youtube, não temos como escapar, e para qualquer profissional essa linguagem se

enquadra hoje .

Fernanda Moreira.

Fernanda se mudou do Rio de Janeiro para Joinville em 2001 trazendo a escola de teatro e suas referências como atriz, na escola ela leciona desde 1997, época em que o Studio era uma referência de novos talentos no Rio de Janeiro.

25


Dicas de Saúde CENTRO CLÍNICO

DONA HELENA

Os perigos da

obesidade infantil Por Eliza Mayumi Matsuo Sugawara De acordo com a Organização Mun-

cos. Em contrapartida, o tempo que crian-

dial da Saúde (OMS), 41 milhões de crian-

ças e adolescentes passam em frente a ce-

ças com menos de 5 anos estão acima do

lulares, computadores, tablets e aparelhos

peso em todo o mundo. No Brasil, segun-

de televisão aumenta.

do a Pesquisa de Orçamentos Familiares realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), na faixa etária pediátrica, o índice de obesos varia entre 10,8% e 33,8%, dependendo da região.

Muitos pais têm dificuldade em reconhecer o excesso de peso dos filhos ou preferem deixar a criança crescer para emagrecer. Essa decisão é perigosa pois, ainda na infância, a obesidade pode causar doen-

Dê o exemplo: não adianta cobrar dos filhos que comam frutas e verduras se os pais compram e consomem refrigerante, suco artificial e fast food diariamente. Planeje as refeições: existem opções saudáveis e práticas mesmo para quem trabalha fora e tem um dia corrido. Recorrer às bolachas e sucos prontos pode parecer inocente,

Já temos comprovação científica de

ças como a hipertensão arterial, dislipide-

que existem mais de 400 genes ligados à

mia (alteração no colesterol), resistência

mas imagine seu filho comendo/bebendo

à insulina que pode preceder o diabetes

isso cinco vezes por semana?

obesidade e que crianças com pais obesos têm maiores chances de se tornarem obesas. Porém, a maioria dos casos que vemos dentro dos consultórios são resultados do desequilíbrio entre ingestão alimentar

tipo 2, esteatose hepática (fígado gorduroso), alterações ortopédicas (problemas em coluna, quadril e joelhos principalmente)

bons ou ruins, são aprendidos dentro de casa. Dentre os erros mais recorrentes estão o excesso e a frequência do consumo de alimentos industrializados, como sucos artificiais, bolachas e embutidos. Outro fator relevante é a falta de rotina e planejamento das refeições, que são intercaladas com vários “petiscos” ao longo do dia.

tas crianças e adolescentes são seletivos,

e síndrome de ovários policísticos.

por isso a introdução de novos alimentos é

Como evitar?

gadinhos em pacote, macarrão instantâneo,

lizam o Índice de Massa Corporal (IMC),

embutidos e introduza frutas, verduras e ali-

que consiste na relação entre peso e altura.

mentos não industrializados.

e gasto energético. É preciso estar ciente de que os hábitos alimentares, sejam eles

Inclua frutas e verduras no cardápio: mui-

Para detectar o sobrepeso, médicos uti-

Embora para os adultos os limites do IMC sejam bem definidos, na infância, a interpretação depende do gênero, faixa etária e obedece a curvas específicas adotadas pela

lenta e gradual. Reduza o consumo de salbebidas açucaradas, bolachas, nuggets e

Estimule atividades físicas: pode ser natação, futebol ou judô ou brincadeiras ao ar livre, como andar de bicicleta, pular corda e

OMS. Se você percebeu que seu filho está

dançar. A Sociedade Brasileira de Pediatria

Associado ao erro alimentar, vemos

ganhando peso, procure orientação médi-

orienta a prática de atividade física durante

também a redução de brincadeiras ao ar

ca. A seguir, seguem algumas dicas de hábi-

livre e pouco estímulo aos exercícios físi-

tos que podem ajudar no dia a dia:

60 minutos diariamente.

CENTRO CLÍNICO

DONA HELENA

Eliza Mayumi Matsuo Sugawara Pediatra Endocrinologista do Hospital Dona Helena

Uma rede completa de serviços ao seu dispor R Blumenau, 123 - Centro, Joinville - Tel.: (47) 3451-3333 - www.donahelena.com.br


Educar 120 Junho/Julho 2018  

Encorajar seu a praticar Esportes é Gol! Conheça os benefícios que a prática de exercícios oferece para o corpo e a mente das crianças

Educar 120 Junho/Julho 2018  

Encorajar seu a praticar Esportes é Gol! Conheça os benefícios que a prática de exercícios oferece para o corpo e a mente das crianças

Advertisement