Issuu on Google+

reviproject

167 Maio 2012

electricidade mecatrónica instrumentação medida automação 6.57 €

Nº 167 Maio

2012

reviproject

índice

1


2

índice

reviproject

Nº 167

Maio

2012


nesta edição

anunciam nesta edição

notícias 4

REN

(clique para ver) ARESAGANTE CARLO GAVAZZI EGITRON EL. C. DO FEIJÓ EST FLUIDOTRÓNICA IGUS NORD DRIVESYSTEMS OMRON PILZ REIMAN RS COMPONENTS SCHUNK SEW-EURODRIVE SIEMENS WEGEURO YASKAWA

feiras

3 39 28 15 34 41 38 2 17 35 43 7 40 44 11 25 13

ENFORCE CELBI ISA HARTING

5

FARNELL

6

RS COMPONENTS

8

electricidade mecatrónica instrumentação medida automação

indicadores Produção de Máquinas e Accionamentos 4,5 na China Mercados fotovoltaicos

6

automação

Propriedade, Direcção e Edição: Carlos da Silva Campos Publicidade: Ilda Ribeiro, Cristina Devesa, Luisa Santos APARTADO 30 2676-901 ODIVELAS PORTUGAL Telefone: 217 921 110 Fax: 217 921 113 reviproject@revipack.com

EPLAN EEC One ADEPT

12

YASKAWA

13

FAGOR B&R

14 16

Para contactar a reviproject clique aqui:

10

SISTAVAC 32 tecnologias de edifícios EES 2012 SPS IPC DRIVES

8

PILZ 36 parceiro de automação

accionamentos detecção e medida

SEW-EURODRIVE

18

HEIDENHAIN

26

NORD

21

MECMESIN

28

WEG

24

projecto eléctrico

edifícios

SAIA-BURGUESS OMRON

empresas em destaque EST mais projectos

Para anunciar na reviproject clique aqui:

reviproject

4

AUTOMATICA 2012

Gestão Energética em datacenters

30

SCHNEIDER

31

RS WEIDMULLER B&R EPLAN

materiais • IGUS MINITEC ELESA-GANTER ZIRAK LUSIMEC HIWIN

segurança SIEMENS

34

PILZ

37

38

40 42

Consulte a reviproject na internet:

Registo de Imprensa: 113 325 Depósito Legal: 13 783/88 ISSN 1647-8134 Impressão: SIG-Sociedade Industrial Gráfica, Lda. Carlos da Silva Campos Todos os direitos reservados ©

Nº 167 Maio

2012

reviproject

índice

3


notícias

Estado vendeu participação na REN Pela primeira vez, a empresa que detém a rede nacional de transporte de energia eléctrica(concessão por 50 anos a partir de 2007) e a rede nacional de transporte de gás natural (concessão por 40 anos, a partir de 2006) passou a ser controlada por investidores estrangeiros. O Estado Português, através da Parpública, vendeu 40% do capital social da REN à State Grid (China) e à Oman Oil. A venda, concretizada por 592 milhões de euros, foi precedida de uma alteração estatutária que permite que um accionista tenha mais de 25% dos direitos de voto. O Estado ficou com uma participação de 9,9% através da Parpública e

1,1% através da Caixa Geral de Depósitos. Para além do Estado, os únicos accionistas portugueses com participações significativas são a EGF-GCF (grupo Logoplaste) e a Gestmin (Manuel Champalimaud). State Grid: 25% Oman Oil (Mazoon): 15% Estado Português: 9,9% Logoplaste (EGF-GCF): 8,4% Gestmin: 5,8% Oliren: 5% EDP: 5% Red Eléctrica: 5% Columbia Wanger: 2,0% Caixa Geral de Depósitos: 1,1%

AUTOMATICA 2012 construção leve, baterias, robótica e serviços A AUTOMATICA, feira de automação de Munique, teve lugar nos dias 22 a 25 de Maio tendo por lema "produzir mais depressa, com menos custos e com mais qualidade". A robótica foi uma das áreas mais significativas desta feira, repartindo-se pelas áreas da montagem e da manipulação e associando-se cada vez mais à tecnologia de visão artificial. A feira incluiu um importante programa paralelo de conferências e eventos, sobre construção leve, fabricação de baterias e materiais compósitos, robótica e visão artificial. A AUTOMATICA mostrou soluções de automação para a produção de compósitos reforçados com fibras.

4

índice

Estes materiais têm uma importância crescente nas indústrias automóvel, aerospacial, na engenharia mecânica e na engenharia fabril, para não falar da construção de torres eólicas, onde os compósitos leves são indispensáveis. Muitas das aplicações dos compósitos reforçados ainda dependem de etapas de fabricação manual.

Baterias A proximidade do tema da mobilidade eléctrica justifica as expectativas quanto à tecnologia de fabricação de baterias, um dos temas escolhidos quer para a feira AUTOMATICA, quer para o simpósio específico deste tema, organizado em colaboração com a divisão productrónica da VDMA (a associação alemã dos construtores de máquinas), a universidade técnica da Renânia-Vestefália e o laboratório WZL de máquinas-ferramentas e engenharia de produção.

reviproject

Produção de máquinas desacelera na China Depois do crescimento de 28,2 % em 2010, a produção de maquinaria industrial na China voltou a crescer em 2011, mas apenas 17,6%, situando-se em torno dos 335 mil milhões de euros. A IMS Research prevê um crescimento médio anual de 13 % entre 2012 e 2016. A desaceleração é nítida, mas ainda assim, a taxa de crescimento é muito elevada para os padrões europeus. Na Europa, o crescimento da produção de máquinas deve-se sobretudo…ao mercado chinês. O próprio FMI está a publicar previsões de evolução do PIB chinês com taxas decrescentes: 9,2 % em 2011 e 8,2 % em 2012. O Governo interrompeu a política de subsidiação da economia e a subida dos preço refreou o consumo doméstico. A maquinaria de movimentação de materiais é o principal segmento do mercado da maquinaria industrial (cerca de 20 %), seguindo-se a maquinaria agrícola, as máquinas-ferramentas, os aerogeradores e a maquinaria têxtil. O segmento da automação representa na China um mercado de 16,5 mil milhões de USD.

ISO 14000 em revisão A série de normas ISO 14000 sobre Sistemas de Gestão Ambiental, está na sua segunda revisão. A primeira publicação ocorreu em 1996 e actualmente estas normas têm mais de 250 000 utilizadores certificados, em 155 países. O Grupo de Trabalho 5 da ISO (Organização Mundial de Normalização), formado por 42 peritos de 25 países, recebeu o mandato para rever as normas, torná-las mais claras e definir diversos conceitos em falta. Nº 167

Maio

2012


notícias

Enforce instala microprodução ISA entre fotovoltaica em 30 IPSS as melhores A Enforce (Covilhã) ganhou o concurso lançado pela Certiel para a instalação de unidades de microprodução fotovoltaica em trinta instituições particulares de solidadariedade social.

A proposta vencedora, com um valor de 288,7 euros, baseia-se nos sistemas Microforce desenvolvidos pela empresa e com várias instalações bem sucedidas no mercado nacional.

PLCs: a lenta recuperação O mercado mundial de autómatos programáveis só deverá regressar ao nível de 2008 em 2013, prevê a IMS Research. O relatório “The World Market for PLCs - 2011 Edition” estima um valor global de 8,2 mil

milhões de USD em 2010, mais 30% que em 2009. Alguns países, como a China e a Índia, escaparam à recessão de 2009. A recuperação continuou em 2011, mas a uma taxa mais baixa que em 2010.

Celbi certificou Redes gestão da energia industriais A Celbi foi a primeira produtora de pasta de papel da Europa a obter a certificação do Sistema de Gestão da Energia em conformidade com a norma ISO 50001:2011. O certificado foi confirmado pela Lloyd´s Register Quality Assurance (LRQA).

O número de novas instalações de redes fieldbus e Ethernet em 2011 terá atingido os 31 milhões, a nível mundial, segundo a IMS Research, que prevê um crescimento médio anual de 10% até 2015. As instalações em accionamentos deverão crescer acima da média.

Accionamentos na China O mercado chinês de accionamentos de média tensão deverá crescer à média anual de 16,6 % entre 2010 e 2015 e atingir 1,3 mil milhões de USD, prevê a IMS Research na edição de 2012 do relatório The Chinese Market for Medium Voltage Motor Drives. A previsão baseia-se nos projectos chineses nos sectores mineiro, petróleo e gás, infra-estruturas e indústrias diversas. O mercado actual (estimativa de 2011) ronda os 700 milhões de USD. Em 2011, o mercado cresceu 15,8 % e a previsão para 2012 aponta para uma desaceleração. Os maiores fornecedores estão a aumentar as suas quotas de mercado. É o caso da LD-Harvest e da Siemens (cada uma com uma quota de 15 a 17 %) e da Hiconics (11,5 %). No total, o mercado de accionamentos de média tensão conta com pouco mais de 30 fornecedores. Os Nº 167 Maio

2012

maiores 10 têm 77 % do mercado. O mercado dos acionamentos de baixa tensão registou uma desaceleração considerável em 2011 e deverá crescer à média anual de 13,7 % entre 2010 e 2015, segundo o relatório The Chinese Market for Low Voltage Motor Drives das IMS Research, que estima este mercado em 3,1 mil milhões de USD (2011), cerca de um quarto do mercado mundial. A interrupção das medidas de incentivo à economia no segundo semestre de 2011 foi a principal causa da desaceleração. A Siemens e a ABB lideram o segmento dos accionamentos de baixa tensão, com quotas de 16 e 13 %, respectivamente. Os 5 maiores fornecedores totalizam 46 % do mercado. Neste semento, proliferam os fornecedores de menor dimensão, com menos de 1 % de quota de mercado.

reviproject

A ISA - Intelligent Sensing Anywhere (Coimbra, Portugal) foi uma das empresas escolhidas a nível mundial pela consultora norte-americana Gartner Research para a lista 'Cool Vendors for Smart City Applications', depois de uma selecção entre empresas de todo o mundo. A distinção representa o reconhecimento do carácter promissor das soluções de monitorização e gestão inteligente dos consumos energéticos de residências e edifícios, redes de distribuição de energia e águas - uma das três áreas de negócios da ISA, a par com as soluções de telemetria para os sectores de combustíveis, saúde e ambiente. As soluções de telemetria da ISA são actualmente aplicadas em mais de 20 países, por todo o mundo, para além de uma significativa carteira de clientes nacionais (BES, EDP, BP, Galp, PT, EPAL, Águas do Mondego, Águas de Coimbra, Centro Hospitalar de Coimbra, ANA, PRIMAGAZ, BUTAGAZ, DIGAL, SANASA, Universidade de Aveiro, etc.).

HARTING nas redes sociais As redes sociais estão a ser cada vez mais utilizadas por empresas, como meio de comunicação para os seus produtos e serviços. No caso da HARTING, especialista no desenvolvimento de conectores industriais, essa utilização faz ainda mais sentido. Depois do Facebook do YouTube e do XING, a HARTING entrou no Twitter e passou a tirar partido do sistema de envio de mensagens curtas ('tweets'), onde podem passar hiperligações para informação de produtos, bem como ilustrações e vídeos. índice

5


notícias

Sobre-aquecimento e queda nos mercados fotovoltaicos Os mercados dos módulos fotovoltaicos e dos equipamentos para a sua produção vão sofrer uma queda acentuada em 2012. Depois da euforia de investimentos em capacidade de produção, as vendas vão baixar. As empresas já iniciaram a travagem e a mudança de estratégia. O mercado mundial dos equipamentos para produção de dispositivos fotovoltaicos deverá registar uma descida superior a 65% em 2012 na facturação, prevê a IMS Research (Wellingborough, Reino Unido). A principal causa desta queda para

menos de metade é a sobre-capacidade de produção, criada pela proliferação de investimentos nesta área, muito para além da procura real. Em segundo lugar, o sector deverá enfrentar uma redução da procura, incluindo o cancelamento de encomendas de equipamento, pelo menos a curto prazo. A IMS considera que, "embora inevitável o regresso ao crescimento em 2013, não se prevê uma recuperação em V apertado. Os equipamentos para fabricação de dispositivos fotovoltaicos voltarão a ter uma recuperação sustentada à medida

Farnell e element14 união na electrónica on line A fusão das marcas Farnell e element14 consolidou a oferta on line de soluções de engenharia electrónica, bem como de ferramentas de informação, investigação, projecto e colaboração. A nova marca Farnel element14 assegurará todos os serviços até agora prestados pelas duas marcas, mas a partir de um só local. A Farnell conta com um assinalável currículo de inovação na distribuição de produtos electrónicos no mercado europeu. Desempenhou um papel fundamental no apoio aos clientes que necessitavam de ajustar as suas políticas de compras à conformidade RoHS, criou opções de embalagem premiadas e foi a primeira empresa distribuidora a oferecer o download gratuito de uma ferramenta de software CAD, a que se seguiu o Knode, disponibilizado no portal element14.

6

índice

O acordo de distribuição mundial com a Raspberry Pi Foundation está a impulsionar a criação de uma nova geração de programadores. A Farnel element14 é um dos dois únicos distribuidores a nível mundial a disponibilizar o computador do tamanho de um cartão de crédito. A Atmel Corporation, especialista no fabrico de micro-controladores, micro-controladores wireless, sensores e sistemas tácteis, memórias não voláteis e componentes de rádio-frequência, assinou um acordo de stock e distribuição com a Farnell element14. Os produtos da Atmel passam a estar disponíveis na plataforma Farnell, incluindo hardware, kits de desenvolvimento e software de programação. Clicando no ícone junto, pode ver-se um filme sobre os sensores tácteis XSense da Atmel.

reviproject

que as empresas procurarem investir em novos equipamentos para continuarem competitivas, melhorarem os processos de produção, aumentarem a eficiência das células e reduzirem o custo por watt associado ao produto acabado". Em 2011, os aumentos de capacidade mundial de produção de módulos fotovoltaicos já aumentou 50% e deverá chegar aos 54% até ao final do ano, a que corresponde uma potência na ordem dos 50 GW. No entanto, a procura mundial apenas deverá crescer 19% (para os 23 GW). A sobre-capacidade e a incerteza de evolução dos principais mercados (como a Itália, a Alemanha e o Reino Unido), vai "arrefecer" os investimentos no sector. Em 2012, o aumento de capacidade deverá ser "apenas" de 10%. Vários fabricantes adiaram planos de expansão e alguns produtores chineses de menor dimensão (Tier 3) começaram a fechar ou suspender a produção. As falências atingiram também empresas de grande dimensão. Fabricantes europeus como a Conergy e o REC Group anunciaram o fecho das unidades de produção de células e 'wafers', enquanto outros, como a Photowatt reduziram a produção. Vários fabricantes estão a abandonar as estratégias de integração vertical e de contratos de fornecimento de longa duração, já que podem comprar células e 'wafers' fotovoltaicas a preços muito mais baixos no mercado spot. Face ao declínio das vendas, os fabricantes de painéis e componentes cancelaram todos os planos de expansão de capacidade e concentram-se na melhoria da qualidade, da eficiência e na pesquisa de materiais e soluções mais competitivas. O mercado de substituição poderá dar novo alento a esta indústria, prevendo-se a necessidade de repor equipamentos com uma capacidade de 20 GW até 2016. A IMS estima o valor deste mercado em cerca de 25 mil milhões de USD, repartido por quatro anos. Nº 167

Maio

2012


notícias

Nº 167 Maio

2012

reviproject

índice

7


notícias

EES 2012 Armazenar Energia Duas associações industriais alemãs uniram-se para organizar a EES 2012, feira internacional das baterias, dos dispositivos de armazenamento da energia e da produção inovadora. A feira EES - ELECTRIC ENERGY STORAGE realizar-se-á nos dias 13 a 16 de Novembro, em Munique, em simultâneo com a Electronica 2012. Na origem desta nova feira, estão a VDMA (associação de engenharia e construção de máquinas) e a ZVEI (associação alemã das indústrias eléctricas e electrónicas). A EES 2012 pretende reunir todas as soluções de armazenamento de energia, incluindo as baterias de alto desempenho, os sistemas de carga rápida, as pilhas de combustível, etc. Mais informação em www.ees-munich.com.

SPS IPC Drives em Novembro A feira SPS IPC Drives, marcada para os dias 27 a 29 de Novembro, voltará a encher os 12 pavilhões do recinto de Munique, reunindo expositores dos vários segmentos da automação eléctrica, sistemas e componentes: tecnologia de controlo, PCs industriais (IPCs), sistemas e componentes de accionamentos, interfaces HMI, comunicação industrial, software industrial, tecnologia de interface, componentes electromecânicos e equipamentos periféricos, tecnologia de sensores. A SPS 2011 contou com 1429 expositores, dos quais 388 de fora da Alemanha, e registou 56 321 visitantes, dos quais 11 864 de fora da Alemanha. 8

índice

Novo paradigma na distribuição de componentes eléctricos e electrónicos A RS Components é líder europeia na distribuição de componentes eléctricos e electrónicos. A sua quota de mercado está ainda abaixo dos 10% mas se se considerarem apenas o comércio electrónico, a quota da RS passa para 59% e o objectivo é chegar aos 75%. O e-commerce está a crescer mais do que o que mercado e a RS lidera esse crescimento. Mas a internet não explica tudo. A RS tem 73 anos de experiência de distribuição por catálogo e o motor principal da sua expansão é a capacidade e desempenho da sua organização logística: para ligar mais de 2500 fabricantes a mais de 1,6 milhões de clientes (500 000 na Europa), a RS tem 17 centros de distribuição, dos quais 9 na Europa: 5 centros de distribuição principais (França, Alemanha, Itália e 2 no Reino Unido), 4 armazéns complementares (Áustria, Espanha e Dinamarca). Toda a logística assenta num sistema comum e numa rede de transportes integrada. Em média, a RS expede 46 000 encomendas por dia. A regra é "entrega no dia seguinte" (next day delivery), com variantes como a

Distribuidor do ano da Honeywell A RS Components (RS) recebeu o prémio “Distribuidor EMEA por Catálogo do Ano 2011” da Honeywell Sensing and Control (S&C). A RS e a Honeywell mantêm a colaboração comercial há mais de vinte anos.

Raspberry Pi A RS Components e a Allied Electronics já deram início à comercialização das placas Raspberry Pi, satisfazendo as

reviproject

entrega no próprio dia (para encomentas até ao meio-dia), entrega antes das 9 horas do dia seguinte, entrega na data marcada pelo cliente. A eficácia desta organização alimenta-se do aumento da gama de produtos - outra evolução bem perceptível ao longo dos últimos anos. Se há alguns anos a RS ainda era referida como distribuidora de componentes asiáticos e de marcas desconhecidas ou de segunda linha, hoje a RS já tem as principais marcas no seu extenso portefólio (mais de 550 mil produtos) e algumas delas têm registado crescimentos de vendas expressivos no "canal RS", impulsionados por campanhas pan-europeias. Foi o caso de marcas como Fluke (+65%), Siemens (+21%), Phoenix Contact (+31%) e SMC (+25%). Em 2011, o portefólio de marcas passou a contar com novas marcas globais: Corning, Bosch, Knorr-Bremse, Johnson Controls, etc.. Para ser o "distribuidor escolhido", a RS quer chegar a todos os utilizadores (clientes potenciais) e estreitar a relação com as marcas líderes de mercado. reservas e encomendas registadas nas plataformas on line. Na loja on-line, os utilizadores podem encomendar as partes e acessórios necessários para a activação da placa, incluindo cabos USB A-B, cabos HDMI, fontes de alimentação e cartões de memória SD. A RS e a Allied estão a desenvolver ferramentas e iniciativas para apoiar os utilizadores da Raspberry Pi e a comunidade. A placa Raspberry Pi foi criada pela Raspberry Pi Nº 167

Maio

2012


notícias

Plataforma electrónica com mais serviço A ideia tradicional de que o comércio electrónico é impessoal e só resulta com produtos sem serviço associado foi completamente ultrapassada pela forma como a RS Componentes utiliza esta ferramenta. Embora o sistema seja comum a nível global, a RS tem 50 websites com linguagens locais, o que significa que os clientes podem procurar e seleccionar os produtos na sua própria língua. Esta facilidade não está disponível para a totalidade dos 550 000 produtos, mas, pelo menos, para uma parte importante e crescente. Depois, a informação básica sobre o produto é completada com extensa documentação e também com a possibilidade de efectuar comparações de produtos, com toda a facilidade. Para tornar possível a sequência seleccionar-projectar-comprar (finddesign-buy), a RS Componentes disponibiliza várias ferramentas on line. Em Maio de 2010 introduziu o motor de busca Components Chooser, melhorado em Julho de Foundation, uma organização sem fins lucrativos com sede em Cambridge, Reino Unido, e foi concebida para promover e potenciar a educação e aplicação da programação de computadores.

10.000 referências Panasonic A atualização completa da gama de componentes electrónicos da Panasonic disponível na RS inclui para entrega imediata os drivers LED AN30/32 para ilumiNº 167 Maio

2012

2011. As vendas originadas na pesquisa (search-to-order) passaram de 4% para 8,3% em 12 meses. Para suportar o trabalho de projecto dos clientes, a RS disponibiliza modelos 3D passíveis de serem copiados pelos clientes, e disponíveis em 24 formatos de ficheiros, compatíveis com os principais programas de CAD disponíveis no mercado. Actualmente, o número de downloads de modelos 3D CAD por mês está acima dos 10 000. Para além das várias comunidades de projecto de electrónica como a TraceParts - a RS Components lançou a sua própria comunidade - a DesignSpark - com mais de 1000 kits e outros conteúdos e funcionalidades partilháveis. Entre elas, a ferramenta de projecto de PCB, e, mais recentemente, uma ferramenta que permite importar ficheiros IDF (Intermediate Data Format) dos principais programas de projecto de PCB para o Google SketchUp.

nação LED e os novos módulos de modem Bluetooth HCI ENW8981xx de classe 1. A RS disponibiliza a partir dos seus stocks mais de 10.000 referências de produtos para aplicações industriais da Panasonic Electronic Components, incluindo os controladores LED AN30/32XX, as aplicações de iluminação LED e a nova série de módulos Bluetooth. Para mais informação, clicar no ícone ao lado.

reviproject

Microcontroladores Renesas A Renesas Electronics Europe, fabricante de microcontroladores (MCUs) assinou um acordo de distribuição com a RS. A plataforma RS on line disponibiliza os novos microcontroladores e até ao fim do ano incluirá a gama completa da Renesas.

índice

9


automação

Mais projectos de energia, automação e robótica Com competências, actividades e obras nas áreas da automatização, instrumentação, quadros eléctricos, sistemas de energia e climatização, a EST é uma das empresas nacionais com um currículo diversificado que se estende a múltiplos sectores industriais e a obras e instalações em vários países, na Europa e em África. Actualmente, a EST está a concretizar cinco centrais termoeléctricas em Angola.

Na indústria de plásticos A EST desenvolveu e implementou a robotização e automação da linha de acabamento dos contentores palete produzidos na maior máquina de injecção de uma empresa transformadora de materiais plásticos. A linha de acabamento contempla a robotização de várias tarefas do acabamento dos contentores, usando dois robôs de 6 eixos da ABB, para além de um sistema automático de pesagem, impressão térmica e/ou impressão a laser, recorrendo nestes casos a equipamentos já instalados no cliente. A EST foi a responsável pela programação dos dois robôs e pelo desenvolvimento das ferramentas e dos equipamentos periféricos utilizados por estes robôs, assim como pela integração de toda a linha de acabamento. A estação automática de pesagem dos contentores, regista as pesagens em base de dados e produz relatórios e gráficos de tendências dos pesos. Para além dos robôs da ABB, a integração das diversas estações desta linha de acabamento é gerida por um autómato programável e por uma aplicação Windows, desenvolvida em C#.NET especialmente para esta aplicação.

Na gestão de resíduos Ao serviço da Carmona, Sociedade de Limpeza e Tratamento de Combustíveis, a EST assumiu a responsabilidade pela instalação eléctrica, instrumentação e automação de todo o processo do novo sistema de 10

índice

evaporação de lixiviados, instalado na Tratolixo do Ecoparque de Trajouce.

Na indústria cimenteira No Centro de Produção de Souselas da Cimpor, a EST foi escolhida para executar o projecto e execução da instalação eléctrica e intrumentação da nova unidade de recepção, silos de armazenamento e caminhos para combustíveis alternativos derivados de resíduos não perigosos (CDR) para o pré-calcinador do forno 3 da fábrica de cimentos CIMPOR CPS – Centro de Produção de Souselas. A responsabilidade da EST envolveu o projecto, quadros de força-motriz, quadro de automação, automação e controlo, caminho de cabos e cabos eléctricos.

Internacionalização Fruto das acções de prospecção de mercado e da participação em diversas feiras da especialidade, a EST tem vindo a conquistar negócios e obras em mercados internacionais. Como exemplos recentes, podem referir-se a execução das instalações eléctricas para o novo túnel de frio para a empresa Unifrost NV em Roeselare (Bélgica) e para o equipamento de frio da Agristo NV em Tilburg (Holanda). Outro exemplo recente, destinado à JIFCO na Jordânia, abrange a elaboração dos estudos eléctricos e de automação, o fornecimento de cabines de potência e comando, assim como todo o equipamento e

reviproject

materiais de instalação para um sistema de empilhar resíduos. O sistema é constituído por dois empilhadores e, cada um, realiza uma pilha com cerca de 1km de comprimento e 3km de largura.

África, projectos e investimentos A EST foi escolhida para executar cinco das doze centrais de produção de energia planeadas pelo Governo de Angola. As centrais termoeléctricas de Ondjiva, Dundo, Benguela, Huambo e Lubango são responsabilidade da EST e a primeira estará finalizada já no próximo mês de Agosto. Em parceria com outras empresas da região de Bissau, Mário Rodrigues, administrador da EST, constituiu a GUILUSO uma sociedade de direito guineense que tem como objectivo a execução de trabalhos de energia, electricidade e automação, construção civil e obras públicas, turismo e indústria. A perspectiva de expansão de negócios na Guiné envolve transferência de conhecimento, a criação de emprego local e o envolvimento em obras que contribuam para o progresso do país e a melhoria das condições de vida dos guineenses. A EST é também um dos parceiros tecnológicos do projecto KUDURA – the Rural Village Energy Hub, que visa produzir unidades modulares de purificação de água, produção de energia foto-voltaica e produção de biogás. Nº 167

Maio

2012


automação

Nº 167 Maio

2012

reviproject

índice

11


automação

EEC One: iniciação fácil à automatização Os maiores potenciais de poupança em engenharia encontram-se na automatização e padronização. O novo EPLAN Engineering Center One elimina o enorme fosso que muitas vezes existe entre as engenharias convencional e mecatrónica. Standards pré-definidos como macros dinâmicas podem ser combinadas automaticamente para um esquema através do MS Excel. O novo EPLAN Engineering Center One, EEC One em versão abreviada, é uma ferramenta destinada a agilizar a interligação entre o software CAE (através da padronização e automatização) e a engenharia mecatrónica. Baseado no MS Excel, permite que os esquemas elétricos e de fluidos sejam gerados automaticamente. O desenhador pode tirar partido da automatização utilizando a Plataforma EPLAN, e estruturar os modelos de projectos CAE, circuitos parciais (macros) ou os respectivos relatórios. Uma vez pré-definidos os valores como a potência de um motor ou os bornes a usar, é aqui que entra o EEC One. Individualmente, os padrões desenvolvidos para o projecto podem ser combinados em folhas de cálculo via MS Excel. A selecção é facilitada integrando a pré-visualização da macro, a qual proporciona uma cómoda apresenta-

ção das respectivas variantes. As macros seleccionadas podem ser integradas nas folhas de cálculo através de arrastar e largar. Vantagem prática decisiva: As macros incluem automaticamente os seus parâmetros livremente configuráveis no MS Excel. Além disso, no MS Excel podem ser criados conjuntos de regras - evitando assim o trabalho de introdução manual dos parâmetros. As directrizes de desenho criadas no processo asseguram a máxima transparência e uma qualidade superior dos projectos. Os esquemas eléctricos ou de

Programação de Robôs a partir de PLCs SIMATIC A Adept Technology, especialista em robôs industriais, expandiu as soluções ePLC Connect para assegurar a compatibilidade com os autómatos programáveis (PLC) SIMATIC S7-300 da Siemens. O software ePLC Connect permite programar totalmente o robô a partir 12

índice

do SIMATIC S7-300, via Ethernet IP, sem necessidade de hardware adicional. Podem ser desenvolvidas aplicações conformes com a regulamentação FDA Title 21 CFR Part-11, tirando partido da experiência e conhecimento do utilizador e reduzindo os custos de programação do robô.

reviproject

fluidos podem assim ser gerados automaticamente através de um simples clique num botão, com evidentes ganhos de produtividade. A padronização existente dos dados CAE tem neste caso uma implementação interdisciplinar. Através do EPLAN Engineering Center como nível seguinte de configuração, os dados relativos à mecânica, PLC ou documentação são também incluídos no padrão. O EEC gera toda a documentação através de um simples clique: Esquemas de fluidos, desenhos mecânicos, e programação PLC. Este é o efeito de um módulo interdisciplinar onde a máquina pode ser funcionalmente montada. As vantagens são claras: todos os dados são registados centralmente no sistema. Todos os elementos da documentação gerada estão perfeitamente sincronizados entre si. E por último, os processos a jusante como as ordens de encomenda agora exigem poucas ou nenhumas alterações.Conclusão: O software EPLAN tem suporte técnico em Portugal, assegurado por M&M Engenharia Industrial, Lda. Para contactar a M&M Engenharia, clicar no ícone junto.

Nº 167

Maio

2012


automação

Robôs e accionamentos na HISPACK O robô delta MPP3 da Yaskawa é a principal novidade da área de robótica da Yaskawa na sua participação na feira HISPACK. A gama de robôs do fabricante japonês abrange todas as áreas da embalagem: picking, packing e paletização. Os robôs delta, com a sua típica aparência de "aranha" e a sua cinética paralela de 4 eixos permitem configurar aplicações e máquinas de embalagem com desempenho de pick and place de sacos, saquetas ou caixas, bem como dos próprios produtos. No robô MPP3, lançado na INTERPACK 2011, o quarto eixo permite mover cargas até 3 kg com uma velocidade sem precedentes: 140 ciclos por minuto. Para cargas até 1 kg, a velocidade pode ir até aos 233 ciclos por minuto. Os robôs delta são montados suspensos e têm larga área de trabalho: 500 mm de movimento vertical,

Nº 167 Maio

2012

área circular de 1300 mm, permitindo aplicações robotizadas com melhor aproveitamento do espaço. O design foi optimizado para permitir operações de lavagem de linhas. Por outro lado, o novo robô MPP3 da Yaskawa também integra a sincronização com o transportador e a visão artificial, graças ao novo controlador compacto Motoman FS100. Para ver o robô MPP3 em acção, clicar no ícone junto. Nesta sua participação na HISPACK, a Yaskawa destaca ainda a gama de accionamentos: conversores de frequência, servo-accionamentos e controladores do movimento. Em destaque os novos variadores de frequência A1000, V1000 e J1000, com funcionalidades e desempenho acrescido relativamente aos seus antecessores Varispeed J7, F7, E7 o G7, de larga utilização pelos construtores de máquinas de embalagem. Nos servo-accionamentos, o destaque vai para a gama Sigma 5, com equipamentos rotativos e lineares. Na área do controlo do movimento, as novidades são as famílias MP2000 e MP2000iec. A Yaskawa apresenta também as plataformas de engenharia Drive WorksEZ e MotionWorks, e as ferramentas de programação IEC61131-3 e PLCopen.

reviproject

índice

13


automação

Evolução da gama de automação A Fagor Automation reforçou a posição no mercado da automação em 2011 com os CNC 8055 Power e 8065, o alargamento da gama de motores até aos 130 kW e a nova geração de encoders angulares com mais protocolos de comunicação. O balanço do ano inclui o reforço da cooperação industrial com fabrican-

tes de primeira linha, como foi o caso da Dano-Rail (grupo Danobat), especialista em tornos de sub-solo para maquinação de rodados de material circulante, da SOMAB (França) e da MAG (ex-Thyssen USA), fabricante de centros de maquinação. O contrato com um fabricante coreano de tornos de grandes dimensões reforçou a posição no mercado dos encoders absolutos. A Fagor forneceu dois encoders absolutos lineares de 35 m de comprimento para dois tornos. Outro cliente de referência em 2011 foi a ENSA (Espanha) um dos maiores fornecedores mundiais de componentes para a indústria nucelar.

Os encoders absolutos lineares reduzem os tempos de paragem e tornam possível o re-arranque rápido da maquinação de peças de grande dimensão.

Quatro operações de maquinagem em simultâneo A SeongHyun Techology (Coreia) desenvolveu uma solução de maquinação capaz de executar quatro operações em simultâneo, utilizando os 4 canais do CNC 8070 da Fagor Automation. O conceito baseia-se na combinação de quatro centros de maquinagem multi-eixo e destina-se à maquinagem de peças de vidro, a especialidade da empresa coreana.

Cada canal do CNC tem 3 eixos lineares (X, Y Z), o seu veio porta-ferramentas e o seu armazém de ferramentas. A maquinagem de 4 peças em, simultâneo reduz os tempos de fabrico.

Painéis multi-tácteis para aplicações industriais Tal como já acontece nos telemóveis de mais recente geração com écrãs que reconhecem dois ou mais pontos de contacto, também as interfaces das máquinas industriais podem beneficiar das vantagens ergonómicas dos painéis multitouch. A B&R apresentou novos painéis HMI com esta funcionalidade 14

índice

durante a feira SPS/IPC/Drives, em Nuremberga. Para além da maior facilidade e conforto para o operador, a característica multi-táctil permite replicar no écrã a segurança clássica do comando a duas mãos. A B&R apresentou um painel multi-táctil de alta definição com écrã de 21,5 polegadas.

reviproject

Nº 167

Maio

2012


ligação

Nº 167 Maio

2012

reviproject

índice

15


automação

PLCs com protocolo DALI O protocolo DALI (Digital Addressable Lighting Interface) é utilizado para controlo de iluminação, segundo o standard IEC 62386. Originalmente este protocolo era utilizado no controlo de iluminação de teatros e indústria cinematográfica, mas atualmente é um protocolo já implementado por diversos fabricantes de iluminação, pelo que a sua integração na Gestão Técnica Centralizada é cada vez mais um requisito mandatório. Os autómatos SAIA já permitiam no passado a integração deste protocolo, necessitando então de um conversor DALI/RS232 entre a rede em DALI e o autómato. No entanto, com os novos módulos DALI Master, PCD3.F261 e PCD2.F2610, é possível interligar diretamente a rede DALI aos autómatos PCD3, PCD2.M5 e PCD1.M2, sem necessidade de hardware adicional.

Na lógica de servidor de automação, um único autómato SAIA poderá assim servir de gateway entre diversos protocolos (DALI, Modbus, MBus, Bacnet/IP,…) e o sistema de Gestão Técnica Centralizada. Este é um dos factores de diferenciação em relação às soluções de mercado, em que normalmente são necessários diversos controladores para implementar as mesmas funcionalidades. Um módulo DALI Master permite o controlo até 64 balastros DALI. Cada autómato (à excepção do PCD1.M2) permite incorporar até 4 módulos DALI Master, pelo que um autómato poderá controlar até 256 balastros DALI. A alimentação do bus pode ser feita a partir do módulo DALI Master. A Infocontrol, que representa a Saia-Burguess em Portugal, conta com diversas referências de sucesso de instalações com a implementação de controlo de iluminação por DALI.

Novas CPUs para PLCs SYSMAC A família de autómatos SYSMAC, lançada em meados de 2011, foi ampliada com o lançamento de novas CPUs de 4 e 8 eixos da série NJ3, destinadas a satisfazer as necessidades de automação de máquinas mais complexas. A gama SYSMAC ganha assim consistência, abrangendo desde as máquinas mais simples e com menor número de eixos até às máquinas mais complexas, permitindo uma simples e escalável construção modular da máquina, que poderá ir até aos 64 eixos.

com comunicação Bacnet MS/TP

A série NJ3 é totalmente compatível com o controlador de máquinas NJ5, utilizando a mesma ferramenta de programação e configuração SYSMAC Studio – e as mesmas redes integradas - EtherCAT para controlo total de toda a máquina e EtherNet/IP para informação da fábrica. Tal como o NJ5, o NJ3 integra a última tecnologia de processadores de Intel Corporation aproveitando todas as vantagens da arquitectura da plataforma de automatização Sysmac.

A SAIA-Burgess vai lançar as novas portas de comunicação serial que permitem a comunicação em Bacnet MS/TP e noutros protocolos série em RS485. Os autómatos PCD3 e PCD2.M5 permitiam a comunicação em Bacnet/IP, possibilitando a interligação das unidades de controlo a um sistema de supervisão sobre rede estruturada em Bacnet. No entanto, para implementar a

ção reduzida e sem necessidade de mudança do autómato.

Autómatos SAIA

16

índice

interligação a equipamentos de campo em Bacnet MS/TP era necessário considerar uma router adicional para fazer a conversão. A implementação do Bacnet MS/TP é feita através do download de firmware a partir do software de programação. Isto significa que um autómato já instalado e a funcionar poderá facilmente ser alvo de upgrade para comunicação em Bacnet MS/TP, com uma programa-

reviproject

Nº 167

Maio

2012


Nº 167 Maio

2012

reviproject

índice

17


accionamentos MOVIDRIVE® B

Rendimento inteligente com novos variadores tecnológicos Com o novo tamanho 7, a série de Variadores Tecnológicos MOVIDRIVE® B da SEW-EURODRIVE cobre agora a gama de potência nominal até 315 kW. A estrutura do novo tamanho baseia-se no conceito de design da série MOVIDRIVE® B, bem sucedida no mercado e com características reconhecidas na generalidade das indústrias. Ao incorporar a mesma placa de controlo e as opções com ilimitadas possibilidades de utilização, o MOVIDRIVE® B demonstra as suas capacidades num funcionamento isento de erros. Toda a série é extremamente fiável e, devido ao design modular das secções de controlo e de potência, a realização de serviços na unidade é particularmente fácil. De acordo com a filosofia modular, o tamanho 7 é completamente integrado na série MOVIDRIVE® B. Todos os opcionais da série podem ser utilizados sem limitações, permitindo uma ligação flexível a um elevado número de sistemas de bus de campo e facilitando a integração de interfaces de encoders. Os programas de controlo (módulos de aplicação) pré-configurados, experimentados e testados podem ser utilizados sem quaisquer restrições. A estrutura do tamanho 7 permite a instalação em quadros eléctricos sem necessidade de indutâncias de

Dados técnicos Tensão de alimentação: 3 x 380 até 500 VAC Frequência de alimentação: 50 a 60 Hz Modo de controlo do motor: - motores assíncronos: V/f, VFC (Controlo vectorial de fluxo em tensão) CFC (Controlo vectorial de fluxo em corrente) - motores síncronos: SERVO Dimensões L x A x P: 700 x 1,490 x 470 mm: Gama de potência [kW] MOVIDRIVE® B

Com reserva de sobrecarga 1,5 x IN Sem reserva de sobrecarga

Corrente nominal de Saída [A] Com reserva de sobrecarga 1,5 x IN Sem reserva de sobrecarga

MDX61B 1600-503-x-0T/L

160 200

300 375

MDX61B 2000-503-x-0T/L

200 250

380 475

MDX61B 2500-503-x-0T/L

250 315

470 588

entrada. Opcionalmente, a unidade base pode integrar chopper de frenagem. O valor limite de EMC da classe 3 (EN61800-3) é atingido sem utilização de filtros de entrada externos. A SEW-EURODRIVE também disponibiliza moto-redutores equipados com motores de rendimento melhorado e de alto rendimento, na gama de potências entre 0,18 e 200 kW. Em conjunto com o Variador

Tecnológico MOVIDRIVE® B, estes podem fazer parte de um sistema de accionamento eficiente a nível energético. Para além das interfaces para sistemas de bus de campo tais como DeviceNet, PROFIBUS e outros, estão disponíveis ainda interfaces para 4 sistemas de Ethernet industrial: PROFINET, EtherNet/IP, Modbus/TCP e EtherCAT.

Controlador de aplicações A SEW-EURODRIVE desenvolveu o controlador de movimento (Motion Controller) MOVI-PLC® para tarefas de automação junto ao accionamento que permite implementar tarefas de controlo sofisticadas em pouco tempo. Durante anos, os clientes usaram este controlador livremente programável, baseado na IEC 61131, para múltiplas aplicações. Agora, a SEW-EURODRIVE oferece um controlador de aplicações configurável CCU como alternativa para funções standard. Esta Unidade de Controlo Configurável possui módu18

índice

reviproject

los de aplicação normalizados mono-eixo e multi-eixo que disponibilizam a sua funcionalidade a um controlador de nível superior através de interface de bus de campo. Os utilizadores deixam de ser obrigados a programar inúmeras aplicações standard. Tudo o que têm de fazer é configurar o controlador, fornecendo a informação pedida pelo programa de PC com assistente. É utilizada parametrização gráfica simples para adaptar a funcionalidade à aplicação específica. Diagnósticos integrados permitem um proceNº 167

Maio

2012


accionamentos MOVIPRO® SDC

Soluções de movimento SEW para sistemas de intralogística Nos sistemas de intralogística, cada instalação é um caso. Os sistemas têm que ser projectados e instalados de forma a poderem corresponder aos espaços disponíveis, às condições ambientais específicas da fábrica ou armazém e aos requisitos operacionais, tais como a capacidade de carga e a velocidade de transporte. Os controladores MOVIPRO® SDC são mais uma solução inovadora da SEW-EURODRIVE que abrange as aplicações de accionamentos descentralizados e controlo de posicionamento até 15 kW, aumentando o grau de liberdade no projecto de sistemas, garantindo ao mesmo tempo elevados níveis de eficiência. O MOVIPRO® SDC é adequado tanto para aplicações de transporte horizontal como vertical e é especialmente indicado para todos os sectores industriais que dependam ou necessitem de uma intralogística altamente eficiente. Neste sistema, todas as funções estão integradas, o que proporciona um controlo mais acessível mesmo em sistemas de maior complexidade. É um sistema com conceito universal, e permite tirar todo o partido da instalação descentralizada até 15 kW.

Entre os principais campos de aplicação do MOVIPRO® SDC, podem referir-se os seguintes: - Plataformas de elevação em tesoura, - Estações de elevação, - Carros de translação, - Distribuidores giratórios, - Mesas rotativas por indexação, - Lanças telescópicas em dispositivos para armazenamento vertical. Com as unidades de controlo descentralizadas MOVIFIT® e as novas unidades de controlo de posicionamento MOVIPRO® SDC a SEW-EURODRIVE alarga o campo de aplicação dos sistemas descentralizados. Os controladores MOVIPRO® SDC constituem a base de arquitecturas de sistemas abertos e flexíveis que permitem reduzir investimentos e custos operacionais. O MOVIPRO® SDC convence ainda pelo seu design robusto, quando a aplicação requer segurança e posicionamentos precisos. Modular, standardizado e com componentes de software de parametrização livre - o controlo descentralizado de accionamento e de posicionamento MOVIPRO® SDC facilita a integração de diversas funções e reduz a complexidade da máquina ou do sistema.

dimento de colocação em funcionamento rápido e directo, diminuindo significativamente a possibilidade de erros. Os módulos de aplicação oferecem funcionalidade standard ao controlador de nível superior através da interface de dados do processo. Actualmente, estão disponíveis módulos de aplicação para funcionalidades mono-eixo e multi-eixo. Estes últimos incluem o posicionaNº 167 Maio

2012

mento por came, o posicionamento via bus e o módulo universal, que oferece vários modos de posicionamento tais como o Módulo, baseado em sensores, e posicionamento linear. O módulo de aplicação multi-eixo inclui “SyncCrane” para o controlo simples de elevadores e gruas, bem como o “Energy-saving SRU” para o controlo optimizado do ponto de vista energético de armazéns automáticos.

reviproject

índice

19


accionamentos

Formação Certificada A SEW-EURODRIVE PORTUGAL, Lda, empresa formadora acreditada pela DGERT (Direcção Geral de Empresas e das Relações de Trabalho), dá a conhecer aos seus Clientes a sua gama de Formação Técnica SEW certificada e as respectivas datas. Estas sessões compreendem formação em: - Conversores de frequência MOVITRAC®07B (Ref. MC_B) - MOVITRAC® LT (Ref. MC_LT) - SISTEMAS DESCENTRALIZADOS® (Ref. SD) - Controladores vectoriais MOVIDRIVE® B (Ref. MDX_B) - Motion Controller MOVI-PLC (Ref. MOVI_PLC) - Programação em IPOS (Ref. IPOS) - Accionamentos Electromecânicos (Ref. EME) - Redutores Industriais (Ref. RIN) - MOVIGEAR® (Ref.ª MGF) Para consultar o programa completo, clicar no ícone junto.

Tipo de Sessão MC_LT MC_B EME SD IPOS Assembler MOVI_PLC (2 dias) Moviaxis EME MDX_B RIN MC_B MC_LT

Data 15/02/2012 14/03/2012 21/03/2012 18/04/2012 16/05/2012 13 e 14/06/12 11/07/2012 10/10/2012 17/10/2012 07/11/2012 14/11/2012 21/11/2012

Horário 10h-17h 10h-17h 10h-17h 10h-17h 10h-17h 10h-17h 10h-17h 10h-17h 10h-17h 10h-17h 10h-17h 10h-17h

Os Formadores da SEW-EURODRIVE PORTUGAL, Lda., estão habilitados com CAP (Certificado de Aptidão Profissional). A pré-inscrição deverá ser enviada com 10 dias de antecedência e carece de aprovação, a qual ocorrerá até 5 dias antes da data da sessão. O número de participantes está limitado a 12 (excepto MOVI-PLC com máximo de 8 participantes).

Plano de Promoção da Eficiência no Consumo de Energia Eléctrica (PPEC 2011-2012) Aplicação de Variadores Electrónicos de Velocidade em motores eléctricos Desde a primeira edição do programa GERE em 2008, uma iniciativa da ADENE - Agência para a Energia que a SEW-EURODRIVE PORTUGAL estabeleceu uma parceria para a promoção da medida “Aplicação de Variadores Electrónicos de Velocidade em Sistemas de Bombagem e Ventilação”, colocando em prática todo o know-how adquirido ao longo de vários anos em inúmeras aplicações. A SEW-EURODRIVE PORTUGAL cotou-se como empresa líder das diferentes edições da medida, destacando-se não só pela quantidade de VEV instalados mas também pela qualidade do serviço prestado, tendo dessa forma contribuído para uma significativa redução efectiva do consumo de energia eléctrica, da emissão de gases poluentes, e consequente o aumento da competitividade no sector industrial e agrícola. 20

índice

No seguimento dos anteriores projectos, a SEW-EURODRIVE juntou-se novamente à ADENE em mais uma edição da iniciativa para promoção da gestão eficiente da força motriz: “Variadores Electrónicos de Velocidade, comparticipada pela ERSE (Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos) aprovada no PPEC 2011-12. Nesta medida será concedido a 70 empresas, um incentivo a fundo perdido até 70% sobre o custo de aquisição de 140 motores eléctricos associados a sistemas de bombagem, ventilação e compressão de ar, nas seguintes condições: - Objectivo de poupança energética superior a 25%; - Gama de potências disponíveis: 55 a 160kW; - O fornecimento inclui: VEV; comissionamento; relatório da auditoria energética (antes e após a instalação);

reviproject

- O cliente deverá ter CAE (Classificação Portuguesa de Actividades Económicas) Agricultura e Indústria. Para mais informações sobre este programa, contactar a SEW-EURODRIVE através do e-mail infosew@sew-eurodrive.pt. Nº 167

Maio

2012


accionamentos

Accionamentos modulares para automação descentralizada As aplicações de automação descentralizada colocam grandes exigências aos sistemas de acionamento. As soluções optimizadas serão, necessariamente, aquelas que satisfazem as necessidades funcionais e de custo de uma determinada aplicação. Disponíveis numa vasta gama de níveis de desempenho e com muitas opções de personalização e actualizações do sistema, os variadores de frequência da série SK 200E da NORD DRIVESYSTEMS permitem selecionar soluções personalizadas com características e custos à medida dos requisitos específicos da aplicação. A série de variadores modulares estão disponíveis nos tamanhos 1 a 4 e com níveis de desempenho entre 0,25 e 22 kW, cobrindo, de forma rentável, as aplicações descentralizadas que abrangem desde tarefas de controlo simples a posicionamentos mais complexos. As opções de expansão incluem resistores de frenagem externos e alimentação eléctrica independente de 24 V para funcionamento autónomo da tensão de comando. Além disso, a NORD fornece módulos de E/S que permitem a detecção e transferência dos sinais dos sensores e dos actuadores e

das interfaces de comunicação (com e sem E/S) para CANopen, DeviceNet, Profibus, PROFINET e EtherCAT. Encontram-se em fase de preparação interfaces compatíveis com as normas Ethernet POWERLlNK e EtherNeVIP. As opções de expansão estão disponíveis sob a forma de unidades tecnológicas externas para instalação simples e versátil, quer seja directamente no dispositivo, na estrutura da máquina ou num componente da unidade. Em alternativa, estão ainda disponíveis como módulos internos que ampliam a gama funcional integrada sem modificar as dimensões do variador. Uma ParameterBox com painel de controlo e um mostrador de texto de fácil leitura permitem o controlo, a configuração e o diagnóstico. Permite ainda a ligação directa de um PC através de porta USB. Outra opção para configuração e diagnóstico rápidos é a SimpleBox, que dispõe

de um painel de controlo com mostrador de quatro dígitos e sete segmentos. Para além da unidade de alimentação de 24 V para funcionamento autónomo, dota a PotiBox de controlos robustos para o funcionamento no sentido dos ponteiros do relógio/no sentido contrário ao dos ponteiros do relógio e de um potenciómetro com ponto de ajuste. Mais informação acerca do equipamento base, dos módulos e das aplicações opcionais, está disponível na página www.sk200e.de.

Gestão de tarefas de accionamentos sem controlador externo O novo variador inteligente SK 500E da Nord Drivesystems suporta a programação em conformidade com a norma IEC 61131, de forma conveniente e livre, sem dependência de controlador externo. Indicado para aplicações de elevado dinamismo, incluindo aplicações complexas, o novo accionamento consegue controlar motores síncronos e integra um novo interface de codificação universal para recuperação de energia. Os motores de bombas, por Nº 167 Maio

2012

exemplo, podem ser actualizados com funções de monitorização e funções de curva caraterística. Graças ao seu microprocessador de elevado desempenho, o novo modelo de conversor também é adequado para processos de corte a alta velocidade em trabalhos de torneamento e fresagem. Tal como os modelos da série já comprovados, o SK 540E proporciona a função de segurança "Desconexão segura", bem como controlo vectorial da corrente sem

reviproject

sensor e um interruptor rotativo de travagem integrado para operação regenerativa e identifica automaticamente os parâmetros do motor conectado. índice

21


accionamentos

Redutores para ETARs A estação de tratamento de águas residuais em Túnis, gerida pela empresa pública tunisina Office National de l'Assainissement (ONAS), fornece águas de processo a aproximadamente 2,5 milhões de pessoas na área metropolitana. Para permitir a decomposição bacteriana das partículas de sujidade, as águas residuais necessitam de ser oxigenadas através de uma movimentação constante. Dois motoredutores de grandes dimensões propulsionam as misturadoras sem interrupções. Na instalação que se encontra ao ar livre, a temperatura pode baixar até aos -5 °C no inverno, e subir até aos 45 °C no verão. O presente texto debate a necessidade de tomar em consideração não só o desempenho, mas também o custo total da propriedade. A instalação possui uma tecnologia de accionamento com quase 30 anos e necessita de manutenção e substituição de peças constantemente. Os fornecedores originais descontinuaram as linhas de produção, tornando-se assim difícil encontrar peças suplentes Além disso, os redutores originalmente instalados necessitavam de um nível de manutenção elevado, pois as oscilações de temperatura afectavam frequentemente a sua lubrificação.

Os redutores de engrenagens cónicas que requerem pouca manutenção da NORD funcionam com um óleo lubrificante sintético, sendo, por conseguinte, resistentes até a elevadas temperaturas ambiente.

Ao procurar um novo fornecedor, o ONAS encontrou o fabricante alemão NORD DRIVESYSTEMS, que por sua vez, já possuía um escritório de vendas na Tunísia desde 2003. Em 2009, foram instalados dois conjuntos de unidades que combinavam redutores de engrenagens cónicas NORD e motores Siemens, encontrando-se em funcionamento contínuo desde então, provando assim a sua eficácia. A NORD utiliza um lubrificante sintético duradouro de alta qualidade em

Na estação de tratamento de águas residuais de Túnis, os conteúdos de oito tanques são misturados pelos robustos redutores.

22

índice

reviproject

redutores de engrenagens cónicas. Este lubrificante suporta melhor as temperaturas ambientais do que o óleo mineral - sendo que com o óleo mineral, a película lubrificante iria estalar a altas temperaturas, provocando assim um aumento do desgaste. Cada redutor requer 210 l de óleo, que necessita de ser mudado após aproximadamente 20 000 horas de funcionamento. Outros fabricantes estabelecem frequentemente intervalos mais curtos entre manutenções, o que faz com que haja uma diferença considerável a um preço de 10 € a 18 € por litro. A existência de um sistema de refrigeração do óleo aumenta ainda a segurança operacional nos redutores NORD: um sensor de temperatura monitoriza constantemente a temperatura do lubrificante e activa o sistema de refrigeração assim que seja excedido o limite. Nesta aplicação o limite é de 60 °C. O óleo quente é então bombeado para fora, arrefecido por um sistema de refrigeração e inserido novamente no redutor. Quando a temperatura desce abaixo dos 40 °C o sistema de arrefecimento desliga-se automaticamente. Nº 167

Maio

2012


accionamentos

Eficiência energética - a necessidade de uma escolha criteriosa Tecnologia de accionamento ao pormenor Actualmente, existem dois redutores de engrenagens cónicas com um desempenho de 132 kW da série SK 12382VZ da NORD instaladas na estação de tratamento de águas residuais. Estas duas unidades encontram-se combinadas com motores Siemens através de adaptadores IEC. Os redutores de engrenagens cónicas da NORD encontram-se disponíveis em dois ou três tipos básicos com eixos ocos ou sólidos, com versões montadas em base de suporte, em flange ou no lado frontal - todas elas com a mesma caixa. Adequados para uma integração em espaços de instalação limitados, podem ser combinados com muitos dos componentes do sistema modular NORD. Os modelos ATEX e os modelos com proteção IP55 ou IP66 encontram-se disponíveis mediante pedido. Todos os redutores são fabricados de acordo com o conceito UNICASE, desenvolvido originalmente pela NORD em 1981, o que permite um elevado desempenho em transmissões de pequenas dimensões e assegura segurança operacional, elevada eficiência, binários de saída elevados, elevada resistência a cargas radiais e axiais, funcionamento de baixo ruído, baixa manutenção e longa vida útil.

Nº 167 Maio

2012

Apesar da introdução das classes de eficiência energética IE2, IE3, etc., e a informação subsequente de que estão agora disponíveis, encontrar a solução de accionamento mais eficaz ao nível dos recursos não é uma tarefa fácil. Uma simples escolha com base no catálogo poderá não ter em conta potenciais modos de poupança. Logo, os motores devem ser cuidadosamente seleccionados de acordo com o perfil de carga real da aplicação. Para evitar especificações de accionamento ineficientes, a NORD Drivesystems concentra-se em reservas de energia provenientes de várias fontes. Em primeiro lugar, a potência que um motor pode gerar de acordo com a sua classe de temperatura é maior que a potência nominal indi-cada no catálogo e na placa de características do motor. Em segun-do lugar, as classes de desempenho aumentam gradualmente; para uma potência de 3,7 kW, por exemplo, é necessário um motor de 4 kW. Muitos clientes seleccionarão um motor com um tamanho acima. Esta perspectiva de "quanto maior melhor" é tudo menos eficiente. No entanto, são adicionadas mais reservas durante a fase de configuração do accionamento. Muitos engenheiros mecânicos antecipam o pior caso, pois apenas uma operação normal do motor (cerca de 100 %) garantirá uma elevada eficiência e excelentes poupanças. As especificações de motores abrangentes incluirão tolerâncias de sobrecarga, isto é, quais os motores de desempenho elevado e máximo que podem funcionar permanente ou temporariamente. Os fabricantes de máquinas conhecem os perfis de carga típicos, mas, além disso, recomenda-se a

reviproject

consulta ao utilizador final; não obstante, eles são os primeiros a tirar partido de custos de operação mais baixos e, frequentemente, podem ajudar a determinar os requisitos. As reservas de potencial de energia adicionais resultam de diferentes modos de operação. Enquanto as especificações do catálogo de cargas nominais se referem à operação contínua sob carga constante (modo de operação S1), muitas aplicações reais exigem apenas actividades periódicas. Durante operações a curto prazo e intermitentes, são possíveis períodos de carga maiores, desde que os motores possam arrefecer suficientemente nos períodos de repouso. Os especialistas em accionamentos da NORD oferecem apoio específico relacionado com a aplicação e têm em consideração estes aspectos e outros relacionados com as configurações individuais dos accionamentos. Para uma vista geral rápida e para uma consulta presencial, a NORD faculta informações úteis e instrutivas sobre soluções de accionamento eficientes em www.nord.com; o material inclui uma árvore de decisão para motores de acordo com os requisitos de eficiência energética, uma calculadora interactiva de poupança de energia e um catálogo de motores com a lista de vários regulamentos internacionais diferentes sobre soluções de accionamento eficientes. índice

23


accionamentos

Extensão na gama de motores ATEX Culminando dois anos de investigação e desenvolvimento na fábrica da Maia, a WEGeuro alargou a gama W22X de motores eléctricos anti-deflagrantes com as alturas de eixo de 560, 630 e 710. A potência máxima disponível é de 4,5 MW e, como padrão, os motores são fornecidos em Média ou Alta Tensão, de 2 a 8 pólos a 50/60Hz. Os novos motores da linha W22X garantem uma segurança acrescida, em resultado da estrutura compacta e rígida em construção soldada e da protecção contra o impacto mecânico de IK10 (20J), de acordo com a norma EN62262. São adequados para funcionamento em condições ambientais severas (de -55ºC a +60ºC e até 5000m.a.s.l) e têm certificação mundialmente reconhecida ATEX / IECEx (com os tipos de protecção Ex d(e) I Mb, Ex d(e) IIB T4 Gb, Ex d(e) IIC T4 Gb e Ex tb IIIC T125ºC Db IP6X). A extensão da linha W22X destaca-se ainda pela sua fácil instalação, com patas sólidas, integradas na carcaça e com dupla furação e guiamento, bem como pela versatilidade na montagem de caixas de terminais. Também a manutenção é simplificada, tendo os rolamentos uma duração superior e intervalos de lubrificação estendidos e estando as chumaceiras disponíveis para os Grupos I e IIB. O sistema de arrefecimento tem como base um permutador de tubos de ar incorporado na carcaça, garantindo baixos níveis de ruído, arrefecimento eficiente e perdas mecânicas reduzidas.

24

índice

A protecção anti-corrosiva para ambientes agressivos é garantida através de um plano de pintura exclusivo que cumpre os critérios mais rigorosos da norma ISO 12944.

Motor W22X 560 na feira de Hannover O novo motor W22X560, o primeiro de uma série que constitui a extensão da gama W22X (que terminava no tamanho 500, 1500kW), foi apresentado na feira de Hannover. A tecnologia desta série é diferente dos tradicionais motores alhetados, uma vez que incorpora o sistema de ventilação IC 411 e estator refrigerado internamente por tubos, o que permite um arrefecimento mais eficaz, mais potência e melhor rendimento.

certificação Baseefa do seu Sistema de Gestão de Qualidade, em conformidade com a norma ISO/IEC 80079-34. Esta é uma certificação ATEX/IECEx de índole técnica e mais específica que atribui à WEGeuro a habilitação para a produção de motores antideflagrantes, sendo reconhecida a nível mundial.

Certificação Baseefa Paralelamente à certificação ISO 9001:2008, a WEGeuro obteve a

Ensaio dieléctrico em imersão Dando resposta aos requisitos do mercado e ao desafio lançado pelo cliente LOESCHE Energy System Ltd / IEC – Israel Electric Corporation , para o Projecto Rutenberg Power Station Unit I Israel, da filial WEG UK, a WEGeuro levou a cabo o primeiro ensaio de rigidez dieléctrica com estator submergido, de acordo com o ponto 20.18.2, da norma NEMA MG1-2009. Neste ensaio é avaliada a capacidade do sistema de isolamento de motor, suportar uma tensão dieléctrica (1.15 x tensão nominal), com o estator submergido numa solução com tensão superficial inferior a 31 dym/cm@25ºC. Neste caso em

reviproject

concreto, a um estator de 6,6 kV foi aplicada uma tensão de 7590 V durante 1 minuto, tendo o sistema de isolamento resistido sem qualquer disrupção dieléctrica, comprovado pelos bons valores de resistência de isolamento verificados após o ensaio.

Nº 167

Maio

2012


accionamentos

Nº 167 Maio

2012

reviproject

índice

25


detecção e medida

Sistemas angulares de medida para o telescópio mais potente do mundo O projecto internacional do observatório astronónico ALMA é uma fonte de prestígio para todas as partes implicadas. Apesar de não estar ainda finalizado (o que só deverá acontecer em 2013), já forneceu imagens impressionantes do universo. Do total de 66 rádio-antenas, 25 provêm da Europa e estão equipadas com sistemas angulares de medida da HEIDENHAIN (Traunreut, Alta Baviera, Alemanha). Cada antena pesa várias toneladas, mas têm que ser posicionadas com máxima precisão. O observatório ALMA (abreviatura de Atacama Large Millimeter/Submillimeter Array), no deserto de Atacama no norte de Chile, é o radio-telescópio mais potente, e o observatório terrestre mais complexo do mundo. Com o ALMA, os astrónomos vão investigar galáxias remotas e procurar os componentes básicos de sistemas solares e planetas habitáveis. A mais pequena imprecisão falseia o resultado e conduz a imagens não nítidas.

Para as 25 antenas europeias, os responsáveis decidiram-se por sistemas angulares de medida da HEIDENHAIN, que desenvolve e produz sistemas angulares de medida desde há quase 60 anos. A elevada precisão de medição e a elevada estabilidade a longo prazo dos sistemas angulares da HEIDENHAIN garantem ao ALMA a precisão requerida para o alinhamento das antenas. O ponto forte especial dos sistemas angulares de medida da HEIDENHAIN reside na sua excelente precisão dentro de um período de sinal. Estes sistemas trabalham sem contacto, estando por isso especialmente indicados para a sua aplicação em aparelhos de precisão.

Medição precisa de ângulos horizontais e verticais Para o alinhamento exacto do ângulo horizontal (azimute) as antenas europeias do ALMA utilizam o novo sistema angular incremental de medida ERA 7480C com 247.800 linhas sobre a régua e um diâmetro de 3155 milímetros. O ERA 7480C foi confeccionado especificamente para o ALMA, e a longitude da cinta foi adaptada de forma precisa ao diâmetro requerido. A precisão alcançável foi simulada antecipadamente como parte do desenvolvimento do projecto. Os sistemas angulares de medida da gama ERA 7000 são formados por uma cabeça captadora e uma cinta de aço de um troço como suporte da graduação. O ângulo vertical (elevação) é ajustado pelos investigadores chilenos com a ajuda do sistema angular de medida HEIDENHAIN ERA 4282C, com tambor de graduação de aço tem 32.786 linhas de graduação e um diâmetro de 209 milímetros. As electrónicas de interface da HEIDENHAIN adaptam os sinais dos sistemas de medida à interface da electrónica subsequente. A nova

Foto: ESO/José Francisco Salgado (josefrancisco.org)

Até à data já se erigiram sobre o planalto desértico a 5.000 metros de altura aproximadamente um terço do total de 66 rádio-antenas previstas. ALMA não utiliza uma única antena para observar o cosmos, mas sim

diversos receptores posicionados de forma precisa e interconectados entre si para formar um único telescópio. O Alma-Correlator, um dos super computadores especializados mais rápido do mundo, processa os dados das imagens das antenas para produzir uma imagem global. O acoplamento das antenas para produzir um gigantesco telescópio permite capturar imagens de corpos celestes que se encontram a vários milhões de anos-luz de distância.

Representação esquemática de uma graduação circular HEIDENHAIN com marcas de referência codificadas em distância (exemplo para ERA 4480 com 20.000 linhas).

26

índice

O ALMA não utiliza uma única antena para observar, mas sim 66 receptores controlados de forma precisa e interconectados para formar um gigantesco telescópio. O posicionamento exacto das antenas, que pesam várias toneladas, é de uma importância determinante, e isso é garantido pelos sistemas angulares de medida da HEIDENHAIN, entre outros factores.

reviproject

Nº 167

Maio

2012


detecção e medida

caixa externa de interface EIB 749 interpola e compensa os sinais de saída das cabeças captadoras. Os valores de posição são emitidos através de Ethernet ao computador de controlo da antena.

Sistemas angulares de medida Denomina-se tipicamente de sistema angular de medida aparelhos de medição com uma precisão melhor que ±5 segundos angulares e com mais de 10.000 linhas. Estes sistemas angulares de medida empregam-se em aplicações que requerem uma medição altamente precisa de ângulos num campo de poucos segundos angulares, como por exemplo em mesas rotativas e cabeças basculantes de máquinas ferramenta, eixos C de tornos, e também em dispositivos de medição e em telescópios. Princípio de medição Os sistemas angulares de medida HEIDENHAIN utilizam suportes de medição à base de estruturas regulares chamadas graduações. Como material de suporte para estas graduações empregam-se substratos de vidro ou de aço.

Sistemas angulares de medida ERA 7480 e ERA 4282 O sistema angular de medida ERA 7480C compõe-se de cabeça captadora e uma cinta de aço de um troço como suporte da graduação. HEIDENHAIN fornece a cinta de aço de forma standard até um comprimento de 30 metros, e a pedido para comprimentos muito superiores a este valor. Para aplicações nas que não se disponha de um círculo completo, ou nas em que só há que medir parte de 360º, estão disponíveis soluções em forma de segmento circular. O sistema angular de medida modular ERA 4282C compõe-se de um tambor graduado e uma cabeça especialmente compactos.

No método de medição incremental, utilizado também no telescópio espacial ALMA, a graduação compõe-se de uma estrutura reticular regular. A informação da posição obtém-se contando os incrementos individuais (passos de medição) a partir de um ponto zero situado à vontade. Dado que para a determinação de posições se requer uma referência absoluta, o suporte de medição dispõe de uma segunda pista com as chamadas marcas de referência codificadas em distância. A posição absoluta da régua, estabelecida mediante as marcas de referência, está atribuída exactamente a um passo de medição.

Mais produtividade Os produtos HEIDENHAIN fazem com que as máquinas e sistemas trabalhem de forma mais produtiva e eficiente. A empresa DR. JOHANNES HEIDENHAIN GmbH desenvolve e produz sistemas angulares e lineares de medida, geradores rotativos de impulsos, visualizadores de cotas e controlos numéricos para tarefas exigentes de posicionamento. Os produtos HEIDENHAIN empregam-se principalmente em máquinas-ferramenta de alta precisão, assim como em fábricas de produção e processamento de componentes electrónicos.

Representação esquemática de um sistema angular de medida integrado na placa rotativa de uma máquina-ferramenta.

Nº 167 Maio

2012

reviproject

índice

27


detecção e medida

Testes de Força e Torque com ecrã táctil As necessidades de controlo de qualidade de materiais e produtos andam a par com as exigências de produtividade na generalidade das indústrias. A possibilidade de efectuar testes ou ensaios de força e ou torque de forma rápida, fácil, fiável (com precisão), se possível no próprio ambiente fabril, contribui para os referidos objectivos. Para tal, é necessário que as máquinas de teste sejam mais fáceis de operar e que sejam suficientemente versáteis e configuráveis para poderem ser adaptadas às necessidades e às mudanças na produção. A MECMESIN (Reino Unido) voltou a melhorar a sua gama de sistemas de teste de força e torque, introduzindo novas funcionalidades e novas opções que tornam a utilização mais fácil. As novas gamas de máquinas universais MultiTest-xt, para teste de força, e Vortex-xt, para teste de torque, são versões melhoradas das gamas antecessoras MultiTest-x e

28

índice

Vortex. A melhoria mais evidente é a introdução da possibilidade de operar estes equipamentos através de écrã táctil. Tal como os anteriores modelos, são sistemas simples, criados para serem utilizados com treino mínimo, adequados para a maioria de testes de rotina de produção e Controlo de

reviproject

Qualidade, destinados a uma grande variedade de produtos, materiais e componentes. Devido ao seu ecrã táctil e à não necessidade de utilização de computador, estes sistemas são ideais para a linha de produção/ambiente fabril. No entanto, também se ajustam bem à instalação e utilização em laboratório.

Nº 167

Maio

2012


detecção e medida Aplicação típica do teste de torque: a medição da força torcional necessária para abrir uma garrafa fechada com 'screw cap' é usada para regular a máquina capsuladora.

Vortex-xt Teste de torque mais fácil e rápido com écrã táctil e sem necessidade de ligação a PC para obtenção e gravação da informação.

MultiTest-xt Nova máquina universal para testes de força. Mais rápida e mais fácil de operar

O novo conceito de operação foi criado para tornar a utilização mais fácil e rápida pelos operadores com a responsabilidade de efectuar os procedimentos de teste. Basta uma formação básica para que os operadores estejam preparados para lidar com estas máquinas, que são activadas e operadas com simples toques no écrã táctil. O operador é auxiliado por uma simbologia visual clara com código de cor que facilita a identificação instantânea de testes aceites ("PASS") ou rejetados ("FAIL"), permitindo a selecção das amostras de forma rápida e sem dúvidas. Os testes de força e de torque são efectuados com rapidez e precisão. A informação recolhida é apresentada no ecrã, em forma de gráfico ou

tabela. Graficamente é possível navegar pelos dados recolhidos, para que seja rápida a observação e identificação de alterações no desempenho da amostra. A possibilidade de apresentar os dados em forma de tabela é vantajosa para a comparação entre diferentes testes. São ainda disponibilizados tipos de relatório standard e personalizáveis, que podem ser guardados nas consolas ou exportados. É possível criar e guardar números ilimitados de testes nas consolas, proporcionando ao administrador a possibilidade de alterar a realização dos testes para corresponder às suas necessidades actuais e futuras. Nestes equipamentos foi também implementado login protegido por

palavra-passe, assim como diferentes níveis de acesso (“operators” e “administrators”) que permitem aos administradores programar facilmente rotinas de teste e personalizar os relatórios, evitando também alterações acidentais às configurações dos programas de teste por parte de operadores menos experientes. Estes programas de teste são divididos por 3 módulos: ‘Quick Test’ para testes básicos; ‘Program Test’ para rotinas de teste standard; e ‘Advanced Test’ para rotinas sofisticadas.

Os sistemas MECMESIN têm comercialização e suporte técnico assegurados em Portugal através da empresa EGITRON.

O écrã táctil proporciona uma visualização clara das medidas efectuadas e da evolução das mesmas. A informação pode ser gravada no equipamento, inserida em relatórios standard ou configurados pelo utilizador, ou ainda exportada (via rede wireless ou USB) para Excel ou outro software de processamento de dados.

MultiTest-xt Uma gama de máquinas de teste com diferentes capacidades. Na imagem, duas aplicações típicas: medição da tensão de alongamento ou de rebentamento e medição da resistência à compressão vertical. Estes parâmetros são especificações de qualidade frequentes em numerosos produtos ou materiais.

Nº 167 Maio

2012

reviproject

As máquinas de teste podem ser instaladas no ambiente fabril, junto à produção, evitando o vai-e-vem de amostras para ensaio. A operação das máquinas de teste não requer mais do que uma formação básica, já que as funções integradas no écrã táctil são claras.

índice

29


edifícios

Gestão Energética em Centros de Dados A Schneider Electric vai expandir a colaboração com a Cisco para alargar o portfólio de soluções de gestão de energia. As novas soluções baseiam-se no Schneider Electric Torana™ Application Server, que integra a arquitectura EcoStruxure™ da Schneider Electric e a oferta EnergyWise™ da Cisco. Usando a Cisco® Intelligent Network, estas novas soluções irão maximizar a poupança de energia operacional no domínio das Tecnologias de Informação. A combinação já deu provas em vários escritórios e vem ao encontro das necessidades do mercado em matéria de economia de energia.

StruxureWare™ com plug-in UCS Manager O StruxureWare Data Centers Operations Suite ajuda a colmatar a lacuna de comunicação entre as TI e as instalações eléctricas. A partir de agora, poderá integrar com a Cisco UCS™ Manager para fornecer uma completa gestão de infra-estrutura de centro de dados (DCIM). Com base na capacidade do StruxureWare Data Center Operations Suite para orientar a colocação de novos servidores de diferentes capacidades, tais como energia, arrefecimento e restrições de espaço físico e de rede, os clientes poderão saber em tempo real o estado destas capacidades e utilizá-las de forma optimizada. O plug-in Cisco UCS™ Manager identifica automaticamente a 30

índice

energia para todo o espaço e para zonas individuais. Isto ajudará a garantir a compatibilidade das cargas da energia e da climatização para expandir as capacidades do rack e do centro de dados, evitando o risco de disjuntores e de sobredimensionamento. Esta solução combinada irá também fornecer informação de inventário em tempo real de todos os equipamentos do centro de dados desde a montagem até à desactivação. A solução irá oferecer capacidades de monitorização para que os clientes possam descobrir que máquinas virtuais estão a correr em servidores específicos - fornecendo informações valiosas em caso de falha física e, automaticamente, movendo aplicações afectadas para um ambiente seguro. Schneider Electric PowerChute® Network Shutdown e Cisco Unified Communications Manager Ao equipar os gestores das Tecnologias de Informação e operadores de centro de dados com ferramentas para estarem preparados em caso de qualquer emergência, o software Schneider Electric PowerChute Network Shutdown irá integrar-se com a Cisco Unified Communications Manager (UCM). No caso de uma falha de energia prolongada, a solução PowerChute permite o desligar da Cisco UCM, ajudando a prevenir a corrupção de dados e

reviproject

permitindo o reinício rápido dos sistemas de comunicações unificadas na restauração da energia. Schneider Electric Convergent Building Infrastructure Solution (CBIS)

Para diferentes redes de escritório, a CBIS da Schneider Electric vai oferecer uma solução mais eficaz na instalação de cabos, melhorando a implementação de redes de TI, reduzindo o espaço físico tradicionalmente exigido. Isso permite que os gastos de capital em infra-estrutura de TI sejam reduzidos até 22 por cento, minimiza o espaço necessário de telecomunicações até um terço, e permite que a economia operacional baixe até 30 por cento em alterações posteriores, adições e mudanças. Porque o design simplificado permite uma verdadeira distribuição Nº 167

Maio

2012


edifícios

do ambiente de TI, permitindo que a localização física dos switches fique mais perto dos dispositivos de TI, os edifícios têm menos cabos, tornando possível que os custos de instalação sejam cortados até 60 por cento. Utilizando menos matérias-primas, menos energia e uma infra-estrutura a pensar no futuro, esta solução reúne a arquitectura Schneider Electric EcoStruxure Efficient Enterprise™ com a Cisco EnergyWise™. Para o gestor de TI, através de um único ponto de controlo, isto permite a gestão de energia de milhares de dispositivos em rede dentro da empresa e exemplifica o futuro do uso de energia inteligente, de forma proactiva notificando os utilizadores de oportunidades para reduzir o consumo de energia. Sozinha, uma infra-estrutura de cablagem é passiva, mas quando integrada com a Cisco EnergyWise, o consumo de energia dos recursos de TI é controlada pelo sistema de gestão de edifícios e pelo Torana Application Server resultando num Efficent Enterprise™. Para ver um filme de apresentação do conceito do EcoStruxureTM, clique no ícone junto.

Serviços Energéticos para potenciar eficiência A Schneider Electric registou-se na Direcção-Geral de Energia e Geologia (DGEG) como Empresa de serviços Energéticos (ESE) no âmbito do Programa de Eficiência Energética na Administração Pública (ECO.AP). A empresa é uma das principais especialistas em Contratação de Desempenho de Poupança Energética (Energy Savings Performance Contracting ESPC), quer na Europa, quer nos E.U.A.. Este modelo de contratação permite financiar os investimentos em soluções de eficiência energética com as economias geradas por esses mesmos investimentos. Nos E.U.A., o programa "better buil-dings" foi lançado pela Administração Obama com o duplo objectivo de melhorar a eficiência energética nos edifícios públicos e gerar emprego nas obras destinadas a melhorar o nível de eficiência. A Schneider Electric aderiu ao programa e comprometeu-se a reduzir o consumo de energia em 25%, numa extensão de 9 milhões de m2, abrangendo 40 instalações.

A Schneider Electric compromete-se a alcançar 2.5% de poupança energética anual durante mais de 10 anos, e incorporou as suas próprias tecnologias (tais como o EcoStruxure, arquitectura de gestão de energia), para reduzir o consumo energético em cerca de 20%, poupando mais de 18 milhões de dólares desde 2004. O projecto emblemático da empresa envolve uma unidade de produção de energia solar de 1 MW, em Smyrna, Teneesse. É a primeira unidade solar nos E.U.A. com dualidade de tensão, podendo operar a 1000 VDC ou 600 VDC. Servirá para investigar e melhorar a eficiência das instalações solares. Ao incorporar as soluções de gestão de energia da Schneider Electric, a fábrica apresentou uma redução de 35% no consumo energético, e está prestes a tornar-se uma empresa certificada com a Norma ISO 50001 e a atingir o seu apogeu em termos de certificação, com a certificação Superior Energy Performance.

Automação de edifícios cada vez mais wireless A percentagem de sensores wireless no total de sensores utilizados em aplicações de automação de edifícios foi de 15% em 2011, segundo um relatório elaborado pela IMS Research, referente aos mercados EMEA (Europa, Médio Oriente e Ásia) e Américas. Os analistas da IMS prevêem que essa percentagem aumente para 25% até 2015. A principal vantagem dos sensores wireless é a facilidade de instalação, sobretudo em edifícios existentes, já que evitam furações, roços e cablagens. Os sensores cablados manterão a maior quota de mercado, basicamente por razões de substituição e de preço. Nº 167 Maio

2012

reviproject

índice

31


edifícios

Empresa de referência na área das tecnologias de edifícios Com capacidade para projectos, instalações, serviços e produtos tecnológicos específicos, a SISTAVAC tem vindo a afirmar-se na área das building technologies, com um currículo de projectos e obras bem sucedidas, algumas das quais com aspectos inovadores e pioneiros a nível europeu. Para além dos projectos e obras, a SISTAVAC é também fabricante de quadros eléctricos e de sistemas de monitorização centralizada. Com duas décadas de actividade, a SISTAVAC afirmou-se no mercado nacional como empresa de cariz vincadamente tecnológico orientada para a concepção, construção e manutenção de Gestão Técnica Centralizada e Quadros Eléctricos para instalações de refrigeração, mecânicas, hidráulicas, eléctricas e energias renováveis para obras de espaços comerciais, industriais, hotéis, health clubs, SPAs, hospitais, edifícios de escritórios e serviços de grandes dimensões. É uma empresa certificada pela Lloyd’s Register Quality Assurance em conformidade com a norma NP EN ISO 9001: 2008 e conta com uma equipa de engenheiros e técnicos altamente qualificados e com larga experiência em projectos nacionais e internacionais. O tratamento da informação, quer ao nível da concepção, cálculo e desenho, quer ao nível do controlo de gestão e acompanhamento, é totalmente executado por meios informáticos. A capacidade de resposta da empresa abrange todas as actividades de manutenção necessárias, quer à Gestão Técnica Centralizada quer aos Quadros

32

índice

Eléctricos, que cada vez mais possuem elevada complexidade tecnológica.

Onde a engenharia é factor decisivo Com um crescimento acentuado nos últimos anos, a unidade de 'Building Technologies by SISTAVAC' distinguiu-se no mercado pela diferenciação, oferecendo sistemas de Gestão Técnica Centralizada em regime 'chave na mão', e já é fornecedor preferencial de alguns players de referência do mercado, nomeadamente instaladores Eléctricos, instaladores de AVAC, instaladores de refrigeração ou mesmo directamente a clientes finais, não só em Portugal, mas também em mercados externos como Espanha, Brasil e Angola. Nesta área de negócios, a implantação e o alvo da SISTAVAC são os edifícios onde a engenharia é um factor decisivo e onde é necessário não só projectar e instalar, mas também integrar os vários sistemas, criando valor para o cliente. Uma referência de instalação recente é o complexo de escritórios "Torres do Colombo", em Lisboa. Esta é uma das duas únicas instalações do país com um número de unidades de indução superior a 2.000 sendo integralmente reguladas pelo sistema de Gestão Técnica Centralizada. Este sistema integra uma função de controlo de condensação inovadora por ajuste da água refrigerada em função do ponto de orvalho. Para além do controlo do AVAC e da gestão de energia com

reviproject

monitorização de todos os consumos térmicos e eléctricos, o sistema supervisiona e comanda ainda o sistema de iluminação das torres.

Outra referência recentemente inaugurada é o "Hotel Intercontinental Palácio das Cardosas", no Porto. Este projecto é pioneiro na Europa com uma tecnologia que envolve o controlo centralizado e automático de todos os quartos, através de uma eficiente gestão da ocupação que passa por uma integração com o sistema de gestão hoteleira e por um conjunto de detectores, sondas e módulos de parede wireless que garantem a cada instante o caudal de ar adequado, o arrefecimento ou aquecimento necessário e uma luminosidade confortável. Nº 167

Maio

2012


edifícios

Quadros eléctricos A fábrica de Quadros Eléctricos da SISTAVAC possui actualmente uma capacidade de fabrico próxima das 4000 unidades por ano, dividindo-se nas seguintes áreas: - Quadros Eléctricos afectos ao AVAC - 550 unid./ano, - Quadros Eléctricos afectos à Desenfumagem - 275 unid./ano, - Quadros Eléctricos afectos à Refrigeração - 500 unid./ano, - Quadros Eléctricos afectos a Sistemas de Gestão Técnica 2000 unid./ano, - Quadros Eléctricos afectos a Instalações Elétricas Gerais - 675 unid./ano. Respeitando as políticas de qualidade do grupo e as normas vigentes, os Quadros Eléctricos só passam ao estado de concluído depois de terem sido submetidos e de terem obtido aprovação num conjunto de ensaios de continuidade de massas, resistência de isolamento, rigidez dieléctrica e funcionamento. Estes ensaios são realizados em equipamentos certificados e calibrados.

técnica, nomeadamente gateways para conversão de protocolos de comunicação e um sistema de controlo e monitorização de registos corta-fogo a dois fios com a marca registada NETFIRE®. Competindo com outros sistemas existentes no mercado, o NETFIRE® tem várias vantagens para os utilizadores. Desde logo, é um sistema versátil que pode integrar equipamentos préinstalados pelo cliente: o NETFIRE® integra-se com sistemas de Gestão Técnica de qualquer marca e permite a utilização de registos corta-fogo convencionais e de qualquer marca. Por outro lado, o sistema não está dependente de um tipo especial de comunicação, já que a SISTAVAC disponibiliza versões para LonWorks, BACnet, N2Open e Modbus. O cliente beneficia de uma interface com as centrais de detecção de incêndio simples e num único ponto, com monitorização em consola táctil. O recurso a uma

solução de comunicação de dados permite significativas poupanças em cabos eléctricos.

Technical Call Centre Uma grande valência da SISTAVAC é o seu serviço de manutenção, com uma capacidade de resposta única no país, graças a uma estrutura humana e técnica que cobre todo o território nacional e alguns mercados internacionais e que é gerida por um Technical Call Centre contactável 24 horas por dia, 365 dias por ano, através do número 808 103 103. Grande parte das instalações concretizadas pela SISTAVAC possuem já acesso remoto para permitir a telemanutenção mas sempre que necessário a presença física de um técnico é garantida em poucas horas. Esta eficiência é possibilitada por uma frota de carrinhas gerida com recurso a localizadores GPS.

sistema integrado de monitorização A 'Building Technologies by SISTAVAC' tem vindo a desenvolver um conjunto de produtos específicos que servem o mercado da gestão Nº 167 Maio

2012

reviproject

índice

33


segurança

Módulo central com AS-i para sistema modular de segurança O sistema modular de segurança Sirius 3RK3 da Siemens passou a contar com um novo módulo central com AS-interface. O Sirius 3RK3 Advanced pode ser usado para monitorização de segurança e, consequentemente, expandir as redes AS-i para aplicações relacionadas com segurança, incluindo a centralização de sinais de sensores em espaços fabris amplos, a comunicação escravo-a-escravo em máquinas com conceitos modulares, comunicação de segurança com componentes de fábrica, ou para desligar accionamentos via AS-i. O novo módulo é adequado para sinais standard e de segurança no bus AS-i, e tem 12 circuitos AD-i independentes. A capacidade e funcionalidade do Sirius 3RK3 Advanced é muito superior à da versão Basic. Por exemplo, o novo módulo permite 9 módulos de expansão, em vez de 7, e também permite a inter-

34

índice

comunicação de dados cíclicos via Profibus. A funcionalidade do software de engenharia MSS ES foi também expandida, sendo agora possível descarregar os parâmetros e efectuar diagnósticos da unidade

reviproject

através do Profibus. Outra novidade é a função macro, permitindo combinar unidades de função numa biblioteca. As macros podem ser exportadas e importadas, facilitando a sua utilização noutros projectos.

Nº 167

Maio

2012


Nº 167 Maio

2012

reviproject

índice

35


segurança

Renate Pilz, em entrevista

"Com segurança, o parceiro certo para automação" A faixa amarela é o elemento gráfico que espelha a imagem de marca que a PILZ está a relançar desde 2011 com o propósito de consolidar uma identificação simples: amarelo = PILZ = segurança. Mas a estratégia vai mais longe: a PILZ assume a vocação de fornecedor de serviço completo na área da automação industrial, expandindo o conceito de segurança para uma acepção quadri-dimensional: técnica, pessoal, ambiental e económica. A Sra. Renate Pilz, Managing Partner da Pilz GmbH & Co. KG, explica o conceito e a estratégia da empresa.

Reviproject - A PILZ apresentou na feira SPS/IPC/DRIVES uma nova imagem. Qual é a ideia por detrás dessa imagem? Renate Pilz - A nova imagem de marca da Pilz passou agora a evidenciar o desenvolvimento da empresa como fornecedora de soluções para todas as tarefas de automação. Temos agora um extenso portefólio, começando nos componentes individuais nas áreas dos sensores, controladores e accionamentos, até aos sistemas de automação e serviços. Por isso abrangemos os requisitos de segurança e também os requisitos de quaisquer projectos igualmente alinhados com normas. Queremos que a PILZ seja encarada como mais forte enquanto fornecedor de serviço completo de soluções de automação. Reviproject - Isso significa que o tópico segurança perde importância? Renate Pilz - De modo algum. Em todo o mundo, a marca PILZ é considerada como sinónimo de segurança da fábrica e da maquinaria. E queremos que continue a ser 36

índice

assim. Queremos continuar a expandir o termo segurança para uma acepção ainda mais alargada. A faixa amarela que define a partir de agora o nosso design corporativo representa uma segurança quádrupla na automação: técnica, pessoal, ambiental e económica. Estas são as quatro dimensões da segurança que a marca PILZ oferece ao homem, à máquina e ao ambiente, como "Embaixadores de Segurança". Reviproject - Qual o significado desse conceito para os clientes? Renate Pilz - Devido a esta expansão do nosso objectivo, estamos aptos a fornecer soluções completas para todas as funções de controlo. 'Com segurança', nós somos o parceiro certo para todas as tarefas de automação. Isto começa em muitos clientes com a consulta, a análise de risco e a formação e estende-se à selecção e implementação de soluções universais que combinal sensores, accionamentos e controladores. Reviproject - A eficiência energética é um dos tópicos que mais

reviproject

Renate Pilz Managing Partner Pilz GmbH & Co. KG

preocupam a indústria nos dias de hoje. Justifica-se essa preocupação? Renate Pilz - Absolutamente. A rentabilidade e a eficiência estão a tornar-se mais importantes na selecção da tecnologia de accionamentos e automação - naturalmente sempre com o pressuposto de se manter o desempenho e a precisão. Por isso estamos a focar a nossa atenção no tópico da eficiência energética, inclusivamente no desenvolvimento de produtos. Neste contexto, o design optimizado de um sistema com E/S descentralizadas pode trazer economias de energia significativas. Por isso estamos a assinalar na nossa gama de produtos os que mais contribuem para a economia de energia. Nº 167

Maio

2012


segurança

Expansão da gama compacta A PILZ voltou a expandir a gama de relés de segurança PNOZ, mantendo as dimensões compactas mas aumentando a funcionalidade. Os novos relés PNOZcompact monitorizam as funções básicas de paragem de emergência ou guarda de segurança, assegurando níveis de segurança até PL (Performance Level) e ou SIL 3. Estes relés de segurança podem ser usados em todas as áreas de engenharia. A classe compacta é especialmente indicada para projectos com os mais elevados requisitos de segurança e com uma gama de funções fixa. O PNOZcompact está equipado com terminais de mola tipo push-in, permitindo uma instalação fácil e sem ferramentas. A largura compacta de 22,5 mm economiza espaço nos armários. O PNOZ c1, o pri meiro relé desta gama, apresenta um diagrama de bloco com um exemplo de ligação impresso na parte lateral, para ajudar o trabalho do instalador. O código QR justaposto ao dispositivo permite acesso directo a informação actualizada disponível on line. O relé de segurança permite a cablagem de duplo canal, com detecção de curtocircuitos nos contactos, permitindo o reset manual ou automático. O PNOZcompact é alimentado a 24 VDC. A tensão de operação e o estado do interruptor são indicados por LED, para um diagnóstico rápido. As principais características do PNOZcompact são evidenciadas no filme que se pode ver clicando no ícone.

Nº 167 Maio

2012

Soluções para prensas Na feira de Hannover, a PILZ apresentou a sua gama de soluções para equipamento, modificação (retrofit) e operação segura de prensas. Com a came electrónica de segurança integrada no sistema PSS 4000 da PILZ, os utilizadores podem introduzir parâmetros como ângulo de arranque, não sendo necessário ajuste mecânico. A solução é obtida com o autómato de segurança PSSuniversal PLC, o encoder rotativo PSENenco e software específico. Para a monitorização segura de freios de prensas, a PILZ disponibiliza a protecção baseada em câmara e o sistema de medida PSENvip, que detecta mesmo o mais pequeno corpo estranho na zona de perigo. Em combinação com o sistema de automatização PSS 4000, é possível aumentar a produtividade até 30%, graças à função 'dynamic muting'. Nas prensas, o tempo de vida útil dos componentes mecânicos excede o do sistema de controlo ou do accionamento. Depois de um 'retrofit' da PILZ com a tecnologia de controlo e segurança mais recente, as prensas podem voltar a apresentar os requisitos essenciais de segurança, produtividade e qualidade.

reviproject

Segurança para renováveis Correspondendo ao interesse e investimento nas energias renováveis e nas eólicas em particular, a PILZ apresentou na Feira da Hannover 2012 várias soluções de segurança aplicáveis a esse sector. Com a sua estrutura redundante e funções de teste integradas, o sistema de controlo configurável PNOZmulti assegura segurança de categoria PL e (EN ISO 13849). Nos aerogeradores, este sistema monitoriza todas as funções de segurança importantes para a gestão operacional. A PILZ apresentou em Hannover o PNOZ s30, utilizado para monitorizar a velocidade do rotor e do gerador e detectar falhas. índice

37


projecto eléctrico

Mais facilidade na escolha de soluções de eficiência energética A RS AMIDATA criou uma página específica para facilitar a procura e selecção de produtos e equipamentos destinados a reduzir e optimizar consumos de energia. Prevendo a abordagem "temática" pelos utilizadores, a página permite chegar mais rapidamente a produtos como LEDs,

painéis solares, motores, micro-controladores, ventiladores e equipamentos de prova e medida, de marcas como Phoenix Contact, Siemens, Fluke, ABB, TE Connectivity, Texas Instruments (TI), SMC, Microchip e Recom.

Software de projecto eléctrico Fruto do acordo com a IGE+XAO (França), a Weidmüller está a disponibilizar no mercado o software SEE Electrical V5R1 para desenho de quadros e instalações eléctricas, disponível em versões "básico", "standard" e "avançado", com preços promocionais (campanha temporária). O lançamento inclui ainda o "InstaCasa" um software para desenho de instalações eléctricas em edifícios. O acordo entre as duas empresas prevê ainda o desenvolvimento de comunicação de dados entre o SEE Electical da IGE-XAO e os softwares RailDesigner e PrintJet da Weidmüller.

38

índice

reviproject

Nº 167

Maio

2012


projecto eléctrico

Automation Studio e EPLAN Electric P8 com interface simples A B&R (Áustria) e a EPLAN (Alemanha) colaboraram para criar uma interface simples entre o software de engenharia Automation Studio e o software de projecto eléctrico EPLAN Electric P8. Os dispositivos de automação da B&R incluídos no projecto EPLAN Electric P8 podem ser integrados na árvore de hardware de um projecto Automation Studio clicando num simples botão. Uma comparação inteligente lado-a-lado proporciona uma revisão de todos os componentes de ambos os projectos, evidenciando o que têm em comum e as modificações que foram feitas. Os mecanismos de importação e exportação tornaram-se rotineiros no trabalho com várias ferramentas de software.

Nº 167 Maio

2012

A colaboração entre a B&R e a EPLAN deu lugar a uma funcionalidade ainda mais avançada:a sincronização entre o projecto eléctrico e o

reviproject

projecto de automação. Para além do ganho de tempo, esta funcionalidade reduz o risco de erros.

índice

39


mecanização

Mais liberdade de configuração para projectistas A igus disponibiliza materiais semi-acabados em polímero 'iglidur' a partir de stock bem como peças personalizadas moldadas por injecção, com prazos de entrega entre 1 e 10 dias (serviço 'Speedigus'). Amplia assim o stock de mais de 80 000 produtos com a possibilidade de peças feitas por medida, dando mais liberdade aos projectistas e aos construtores de máquinas. A gama de varões de 'iglidur' foi entretanto ampliada com oito materiais com a introdução do iglidur A350 e o iglidur J350. Estes materiais têm em comum a elevada resistência ao desgaste e o facto de serem isentos de lubrificação. A sua inclusão na construção de máquinas representa uma mais valia para os construtores e os utilizadores, na medida em que reduzem os custos de manutenção e aumentam o tempo de disponibilidade da máquina. O “iglidur“ A350 azul é indicado para cargas médias/altas e para temperaturas até +180 °C. Além disso, este material tem conformidade FDA para contacto alimentar, é resistente a ambientes ácidos e consequentemente indicado para ser aplicado na indústria alimentar. O polímero “iglidur“ J350, altamente resistente ao desgaste, foi desenvolvido para aplicações em rotação e possui um coeficiente de atrito extremamente baixo, especialmente em veios de aço. Suporta cargas elevadas, choques e impactos sem qualquer problema. A resistência a temperaturas até +180 °C permite a generalidade das aplicações. Com estes novos materiais estão disponíveis 23 modelos de varões em 8 diferentes materiais. Em função do

40

índice

material podem ser obtidos diâmetros entre 10 e 100 mm e comprimentos de 100 a 1000 mm (variantes de 100 mm em 100 mm). Para além do varão de material redondo podem ser pedidas formas e tamanhos especiais para protótipos e produção de pequenas séries. As ferramentas on line apresentadas na página www.igus.pt/semi-acabados possibilitam uma selecção simples de produtos assim como o cálculo da vida útil.

Peças especiais injectadas Graças a um novo método de fabrico de moldes, os clientes podem receber as peças personalizadas, moldadas por injecção em menos de 24 horas. Sem quantidades mínimas de encomenda, o serviço 'Speedigus' é apropriado para a produção de protótipos e de pequenas séries. É uma solução intermédia entre o fabrico rápido e o método clássico de produção em série. Os moldes de produção em série geralmente necessitam de oito semanas para serem construídos e o seu custo é apenas amortizado com uma produção superior a 5000 peças. Com o serviço 'Speedigus', as peças individuais podem ser fabricadas e enviadas apenas num dia. Os clientes só precisam de enviar o desenho em CAD 3D (de preferência STEP) indicando a quantidade desejada. A vantagem em comparação com o procedimento rápido é a selecção de um material auto-lubrificado da gama

reviproject

Nº 167

Maio

2012


“iglidur“, com melhor rigidez e robustez das peças plásticas injectadas. Actualmente as peças 'Speedigus' podem ser fabricadas em “iglidur“ G, J, W300, X, M250, P, A180 e H2 assim como em “igumid“ G, o material das calhas igus. A selecção do material mais indicado pode ser efectuada de forma simples em www.igus.pt/speedigus. O fabrico do molde e a produção são realizadas no máximo em quinze dias a partir da data de encomenda. Cada cotação 'Speedigus' contém informações técnicas sobre os componentes, incluindo a indicação relativa ao prazo de fabrico do molde. Os custos para os sistemas 'Speedigus' começam nos 1000 € e o custo da peça a partir de 0,10 €. Faz igualmente parte do serviço armazenar e manter à disposição os moldes para novas encomendas que surjam no futuro.

Novo perfil Novo perfil de alumínio 45x19 (20.0993/0) da MinTec amplia as possibilidades de montagem comparativamente à versão anterior (20.1012/0). É um perfil especialmente indicado para construções leves, portas deslizantes leves, placas de apoio ou placas base. A montagem pode ser feita usando o Power-lock e o Power-lock N da MiniTec. A MinTec é representada em Portugal pela Fluidotronica.

Nº 167 Maio

2012

reviproject

índice

41


materiais

Roletes de guiamento

Dobradiças de segurança

Os roletes de guiamento GN 753 são adequados para mover e guiar pequenas cargas. Fabricados em polímero técnico de base POM (polioximetileno) com um rolamento interior, estes roletes são resistentes a óleo e outros agentes químicos. Respeitando a capacidade de carga do rolamento, estes roletes conseguem uma vida útil mínima de 1 milhão de rotações. A gama disponível possui várias configurações e diâmetros exteriores entre os 19 a 26mm.

As dobradiças de segurança GN 139.1 foram concebidas para controlo de portas e guardas/blindagens de equipamentos. O interruptor está completamente integrado no mecanismo da dobradiça e é perfeitamente invisível do exterior. Como medida de segurança adicional, os parafusos são ocultos e acessíveis apenas pela parte de trás da dobradiça. Uma versão idêntica mas sem interruptor de segurança (GN193.2) complementa a gama de forma a utilizar dobradiças esteticamente iguais. A sua construção compacta em liga de zinco combina elevada robustez a um design atrativo. Para utilização em portas de policarbonato, está também disponível uma versão longa para maior apoio. A gama de produtos ELESA+GANTER é comercializada em Portugal pela REIMAN.

Fecho de compressão Gatos mecânicos A DIRAK apresenta o seu novo fecho de compressão 1071 especialmente adequado para aplicação em equipade maior capacidade mento sujeito a vibrações, garantindo um desempenho seguro e silencioso. Com um perfil reduzido de apenas 22mm quando na posição de aberto, este fecho é à prova de vibração, pode ser instalado com abertura direita ou esquerda e possui uma compressão de 3mm. Completamente estanque à água e pó, cumpre a classificação IP65- DIN EN 60529. Para instalações em espessuras de porta até 2mm, este fecho vem pré-montado de fábrica e é instalado apenas com uma mola, sem necessidade de ferramentas. A DIRAK é representada em Portugal pela REIMAN.

A UNIMEC atingiu recentemente um novo patamar na construção de gatos mecânicos ao fabricar o maior equipamento da sua gama, em dimensões e capacidade de carga, para a Pietro Carnaghi, construtor de tornos verticais e máquinas-ferramenta de pórticos móveis de desbaste vertical, com o qual a UNIMEC tem uma longa experiência de cooperação. Estes gatos mecânicos têm fusos de 8m com 160mm de diâmetro e passo de 28mm, que irão fazer parte de um torno vertical de 12m de altura e 20m de comprimento a ser instalado no Brasil. Esta não é a primeira vez que a UNIMEC fabrica equipamentos de dimensões especiais, tendo já construído 20 gatos mecânicos de 12m de comprimento de fuso, sendo estes, no entanto, os mais importantes pelas

reviproject cupão de subscrição EMPRESA: ACTIVIDADE: NOME: CARGO: ENDEREÇO: COD.POSTAL: E-MAIL: índice 42 TELEFONE:

Assinale a sua Opção:

167

Edição impressa: 28.65 € Edição electrónica: 17.64 € Subscrição válida para 6 edições

N.I.P.C.:

Junte: cheque à ordem de "Intelisco"

FAX:

reviproject

Envie para: Oditécnica Nº 167 Maio30 2012 Apartado 2676-901 ODIVELAS


materiais

suas dimensões e capacidade de carga. A tolerância no passo entre os dois fusos é de apenas 0,28mm entre os dois fusos de 8 metros, o que denota a precisão desta construção de gatos mecânicos. A UNIEMC é representada em Portugal pela REIMAN.

Novas séries de guiamentos miniatura A HIWIN disponibiliza guiamentos de pequenas dimensões e reduzido peso para aplicação em equipamentos com requisitos dimensionais exigentes. Com todos os componentes metálicos em aço inoxidável e um perfil de contacto das esferas em arco gótico, estes guiamentos permitem suportar elevadas cargas em todas as direções mantendo elevada rigidez e precisão. O cursor mais pequeno da gama, o MGN07, consegue movimentar até 98Kg com dimensões exteriores de apenas 6,5x8x12mm. Entre as principais aplicações destaca-se a utilização na indústria de semicondutores, equipamento de laboratório, equipamento médico e automação. A HIWIN é representada em Portugal pela REIMAN.

Nº 167 Maio

2012

reviproject

índice

43


44

índice

reviproject

Nº 167

Maio

2012


REVIPROJECT 167