Page 1

reviplast notícias

87

outubro 2016

revista da indústria de plásticos 6,57 €

Nº 87 outubro 2016/

reviplast

índice

1


CUPÃO DE SUBSCRIÇÃO SIM, desejo assinar a revista REVIPLAST pelo custo total de 18,40€ (IVA incluído) e assim receber 6 edições digitais (ficheiro PDF enviado por e-mail).

EMPRESA: ACTIVIDADE: NOME: CARGO: ENDEREÇO: COD.POSTAL: TELEFONE:

N.I.F.:

E-MAIL: FAX:

FORMA DE PAGAMENTO: Transferência bancária para o NIB 0033 0000 0018 7883 3750 5. Envio de comprovativo para o fax n.º 217 921 113 ou para o endereço de e-mail: intelisco@intelisco.pt. 87

2 /Mar

índice

Cheque à ordem de Intelisco - Consultores, Lda., enviado p/: Apartado 146 | 2676-901 Odivelas

reviplast

Nº 87 outubro 2016/ 2007


índice anunciantes (clique para ver) AIMPLAS 15 BRANSON 43 BRENNTAG 17 BUSCH 51 DRIFTEC 51 ENERMETER 47 EQUIPACK 22 FLUIDOTRONICA 48 FOLHADELA REBELO 1,52 GECIM 29 K 2016 9 MEUSBURGER 35 OMYA 10 PAULO PINTO & FIGUEIREDO 31 PLASEQUIP 33,51 PLASTIMAR 51 REOPOLY 11 SALMON & Cia. 7 S3D 19 SEW-EURODRIVE 20 SIMULFLOW 27 SISTRADE 49 TRANE 50 ULTRAPOLYMERS 13 VELOX 51

notícias

4

matérias-primas

6

embalagem

14

automóvel

17

injeção

23

moldes

34

automação

38

extrusão

40

equipamentos

46

mercado

51

Capa:

FOLHADELA REBELO, LDA. (Publicidade)

reviplast Propriedade, Direcção e Edição: Carlos da Silva Campos Publicidade: Ilda Ribeiro Endereço Postal: APARTADO 146 2676-901 ODIVELAS PORTUGAL Telefone: 217 921 110 Fax: 217 921 113 E-mail: reviplast@revipack.com intelisco@intelisco.pt

Para contactar a reviplast clique aqui:

Para anunciar na reviplast clique aqui:

Consulte a reviplast na internet:

Registo de Imprensa: 107 267 Edição impressa e digital Carlos da Silva Campos Todos os direitos reservados.

©

Nº 87 outubro 2016/

reviplast

índice

3


notícias

Siemens e HP colaboram na impressão 3D A Siemens e a HP estão a colaborar no desenvolvimento de novas soluções capazes de fazer evoluir a tecnologia de fabricação aditiva da prototipagem para a produção de peças funcionais. A nova tecnologia Multi Jet Fusion™, a integrar nas impressoras 3D Jet Fusion da HP, deverá ser capaz de lidar com vários materiais e várias cores. A contribuição da Siemens ao nível do software destina-se a melhorar o controlo do processo de impressão, incluindo as caraterísticas dos materiais até ao nível voxel (pixel 3D), e a decuplicar a velocidade de impressão, ao mesmo tempo que o custo deverá passar para metade. Para que a impressão 3D se torne uma alternativa válida para a produção, a tecnologia tem de de evoluir em

velocidade, qualidade e custo, o que depende dos dados com que as impressoras 3D têm de lidar. Daí que o software seja um elemento crítico. Se a tecnologia permitir o controlo ao nível do voxel, será possível definir texturas, densidades, resistências e coeficientes de atrito, bem como caraterísticas térmicas e elétricas.

3D fab+print

Fabricação aditiva na K 2016 Os processos de fabricação aditiva estão a causar animação nas áreas do design e da embalagem, das indústrias automóvel e aeroespacial, bem como nas tecnologias médica e dental e na engenharia de máquinas. Prometem grande liberdade de design e permitem fabricar componentes individuais com geometrias e estruturas complexas. A apresentação na K 2013 feita por vários transformadores de plásticos chamou a atenção para o potencial da fabricação aditiva para a produção de peças com termoplásticos. Entretanto, as tecnologias amadureceram ao ponto de poderem hoje complementar ou mesmo substituir os processos de produção convencionais, especialmente nas aplicações afetadas pelas tendência para o aumento da frequência de mudanças de formato e ou de personalização de produtos. A Feira de Dusseldorf criou a marca 3D fab+print há 3 anos para focar especialmente este tópico. A K 2016 trará novas oportunidades para explorar as possibilidades e limites da fabricação aditiva. O ponto de encontro 3D fab+print no pavilhão 4 será a localização central para informação sobre estes tópicos. A Feira de Dusseldorf estabeleceu um acordo de cooperação com a KCI Publishing BV, consultora de informação e comunicação com sede na Holanda, para organizar este ponto de encontro para troca de informação. Para além do ponto de encontro, estão previstas apresentações e debates aprofundados sobre este tópico, que terão lugar na quota-feira, 20 de outubro e na segunda-feira, 25 de Outubro, das 9.00 às 12.30. Os seminários 3D fab+print, também organizados pela KCI, focarão as atenções nos desenvolvimentos de materiais e dos métodos usados nos processos de fabricação aditiva, incluindo as melhores práticas, cenários de aplicação, potenciais de mercado e custos. Contarão 4 /Mar

índice

com os contributos de fabricantes como Stratasys, Arburg, Proto Labs e EnvisionTec, bem como especialistas da área da investigação e da ciência. Cada uma das apresentações de 30 minutos será seguida por uma sessão de perguntas e respostas. As apresentações de quinta-feira, 20 de outubro, serão moderadas pelo Prof. Dr.-Eng. Gerd Witt, regente da cadeira de Tecnologia de Fabricação da Universidade de Duisburg-Essen. No dia de abertura da K 2016, 19 de outubro, haverá uma apresentação no Pav. 6 com o título "Fabricação Aditiva para Individualizar Produtos de Série", integrada no tópico 'Industry 4.0' do tema "Plastics Shape the Future". A fabricação aditiva estará também disponível para ser vista, tocada e experimentada no FabBus "Wolfgang" estacionado em frente ao Pavilhão 3 durante a K 2016. O antigo autocarro de dois andares de Berlim foi transformado, com financiamento da UE, num laboratório móvel pelo GoetheLab da Universidade de Aachen de Ciências Aplicadas. O "Wolfgang" apresentará as descobertas científicas mais recentes no campo da fabricação aditiva, do laboratório para a exposição, para tornar a tecnologia mais compreensível e acessível. O andar inferior do FabBus terá uma exposição de peças e componentes fabricados pelos métodos usuais de fabricação aditiva. O andar superior terá oito postos de trabalho com computadores CAD e impressoras 3D onde os visitantes poderão desenhar os seus objetos, imprimi-los em 3D e... levá-los consigo. Finalmente, vários expositores da K 2016 irão apresentar muitas outras inovações no campo da fabricação aditiva. A Feira de Dusseldorf vai incluir esses expositores num brochura para distribuir aos visitantes.

reviplast

Nº 87 outubro 2016/ 2007


Novo líder na borracha sintética A LANXESS e a Saudi Aramco formaram a joint venture ARLANXEO para liderar o mercado mundial da borracha sintética e elastómeros de alta performance. Sediada em Maastricht (Holanda), a nova empresa opera 20 fábricas em 9 países, com 3 800 empregados e um valoor de vendas na ordem dos 2,8 mil milhões de euros (2015), repartido entre os mercados dos pneus, borrachas e elastómeros de alta performance. A Saudi Aramco tem sede em Dhahran, Arábia Saudita, é uma empresa estatal com mais de 62 empregados, com atividades integradas no petróleo, gás natural e química. Tem joint ventures com a Dow e Total. A Lanxess é herdeira do histórico de borracha sintética e elastómeros da Bayer, da qual se separaou em 2004, e adquiriu a DSM Elastomers em 2011. A Arlanxeo passa a liderar o mercado mundial das borrachas e elastrómeros, com o portfólio mais alargado de famílias de produtos e uma lista de cerca de 800 clientes. No setor as boprrachas para pneus, detem uma capacidade de produção de 400 mil t/ano de borrachas de butilo e mais de 1000 t/ano de PBR/SBR (polibutadieno/estireno-butadieno). No setor dos elastómeros, as capacidades são de 450 mil t/ano de EPDM (etileno-pro-

Moulding Expo e ISTMA cooperam

notícias

pileno-dieno), mais de 130 mil t/ano de HNBR (nitrilo butadieno hidrogenado), mais de 60 mil t/ano de CR (cloropreno) e 15 mil t/ano de EVM (acetato de etileno vinilo). Mantêm-se as marcas comerciais Perbunan, Krynac, Baymod N (NBR), Therban (HNBR), Levapren, Levamelt, Baymod L (EVM), Baypren, Baypren ALX (CR), Keltan e Keltan Eco (EPDM).

EPRO cria Best Recycled Awards

A EPRO - Associação Europeia das Organizações de Reciclagem e Valorização de Plásticos convida as empresas europeias a submeter os produtos e designs de produtos baseados em plásticos reciclados para obter reconhecimento europeu. Os concursos Best A Moulding Expo, feiras internacional do setor dos Recycled Plastic Product e Best Recycled Plastic moldes, terá lugar nos dias 30 de Maio a 2 de Junho de Product Design estão já abertos no portal http:// 2017, em Estugarda, Alemanha, e, à data, já conta com bestproduct.epro-plasticsrecycling.org. O objetivo do 150 expositores inscritos. A associação internacional do concurso é aumentar a notoriedade das inovações mais setor - a ISTMA (The International Special Tooling & recentes com plásticos Machining Association) anunciou a admissão da Feira reciclados numa variedade de Estugarda no seu Programa Global de Parcerias. crescente de produtos. A Moulding Expo, que se realizou pela primeira vez em As candidaturas podem ser 2015, irá beneficiar da rede internacional da ISTMA, com apresentadas até ao dia 10 de 19 Associações nacionais e mais de 8000 empresas, da outubro de 2016, sem qualquer Argentina a Portugal e à África do Sul. custo para as empresas Para mais informação sobre a Moulding Expo, candidatas. Os vencedores clicar no ícone ao lado. escolhidos de entre os préselecionados serão anunciados durante a conferência Identiplast 2017, que terá lugar na Áustria, nos dias 22 e 23 de fevereiro de 2017. Peter Sundt, secretário geral da EPRO considerou que "é importante que os consumidores e a indústria vejam o desenvolvimento da reciclagem de plásticos. Vemos este concurso como um veículo para mostrar a inovação na área da reciclagem de plásticos e a variedade de produtos que atualmente são fabricados na Europa". índice Nº 87 outubro 2016/ reviplast 5


matérias-primas Solvay

PESU para artigos médicos O Veradel® HC A-301 é um grau de PESU (poliéter sulfona) que mantém a elevada transparência e rigidez a temperaturas elevadas. É indicado para aplicações de uso médico, devido à sua conformidade com a norma ISO 10993 sobre biocompatibilidade, citotoxicidade, irritação e toxicidade sistémica aguda. É o primeiro PESU com Master Acess File (MAF) da FDA norteamericana. A Solvay indica-o como alternativa à P*EI (poliéterimida), designadamente para peças exteriores e interiores de dispositivos médicos, dispositivos de monitorização e filtração e peças de uso biofármaco como janelas conetores rápidos.

Palsgaard

PPSU biocompatível A PPSU (polifenilsulfona) Radel® R-5000 foi escolhida pela Biorep Technologies para o fabrico de câmaras Ricordi destinadas a isolar células de tecidos do pâncreas para transplantes clínicos. A biocompatibilidade e transparência deste material, bem como a resistência a esterilizações sucessivas, permite utilizá-lo como alternativa à PEI (poiliéterimida), o plástico que substituiu o aço inoxidável no fabrico destas câmaras.

Reutilizáveis ou uso único

/Mar

índice

Aditivos de base vegetal A Palsgaard (Dinamarca) vai apresentar na K 2016 a nova gama Einar® de aditivos de processamento com base 100% vegetal. A gama inclui aditivos funcionais tais como antiestáticos, antienevoamento, e dispersantes de cores, todos baseados no óleo de palma, ideais para aplicações que requeiram compatibilidade para contacto alimentar, incluindo a produção de embalagens. A gama inclui aditivos para masterbatches ou para combinar diretamente em poliolefinas.

VELOX

Um estudo de análise de ciclo de vida levado a cabo pela Solvay, pela Medacta, fabricante de implantes ortopédicos, e pela consultora independente Swiss Climate concluiu que o impacte ambiental dos instrumentos médicos de uso único não difere muito do impacte dos instrumentos reutilizáveis. O uso único tem sido aceite sobretudo pelo seu contributo para a redução da frequência de infeções hospitalares, mas mantém-se a perceção e a preocupação com o impacte dos resíduos gerados pelo descarte após o primeiro uso. Aplicando os critérios da norma ISO 13044 para análise de ciclo de vida, os autores do estudo focaram a comparação do impacte ambiental acumulado de dois kits para prótese de joelho, um integralmente formado por instrumentos metálicos (GMK®), reutilizável e outro composto por diversos plásticos técnicos (GMK® Efficiency), de uso único. A análise incidiu sobre todas as etapas dos materiais: matérias-primas, produção, utilização, descarte e gestão posterior (reutilização 6

e recuperação). Em termos globais, a análise de ciclo de vida evidenciou que o kit cirúrgico GMK® Efficiency da Medacta, de uso único tem uma pegada de carbono neutral em comparação com o impacte da utilização de instrumentos reutilizáveis. Estas conclusões vieram contrariar a perceção ai9nda existe sobre o uso único e reforçam os argumentos a favor da substituição de metais por materiais plásticos. A Swiss Climate assinalou ainda que os instrumentos de uso único evitam a repetição dos procedimentos de lavagem e esterilização. Cada kit de cirurgia do joelho implica um consumo de 435 litros de água.

Novidades na K 2016 A VELOX marca presença na K 2016 com um amplo leque de matérias-primas, compostos, aditivos , cargas e retardantes para aplicações técnicas, embalagem e artigos médicos. Em destaque, os novos TPUs da Lubrizol, os compostos termoplásticos de alta performance da Polyram que permitem a coextrusão de PET/PETG ou PS com EVOH, PA e PE e ainda o novo PEEK, lançado com a marca própria VEMAB®, com três graus de viscosidade para compostos, extrusão, compressão e injeção. A VELOX entrou no mercado dos materiais para impressão 3D com a parceria com a ADVANC3D. Na K 2016 apresentará ainda os TPE-E da Samyang.

reviplast

Nº 87 outubro 2016/ 2007


Polyram / RESINEX

Agentes de purga A RESINEX incluiu no seu portefólio de distribuição os agentes de purga Ramclean® da Polyram Plastic Industries (Ram-On, arredores de Nazaré, Israel). Os agentes Ramclean® são compatíveis praticamente com todos os termoplásticos, não são tóxicos nem corrosivos, e a sua utilização permite economizar tempo e dinheiro. Podem ser usados em máquinas de injeção (canais quentes ou frios) e extrusoras (incluindo filmes e compostos). Todas as variantes são compatíveis com as regulamentações REACH e FDA e não envolvem riscos para os operadores. A gama de agentes de purga de ação físico-

-química desdobra-se pelos seguintes grupos de temperatura de processamento: - tipos 101 e 204 - 150 °C a 260 °C, - tipos 206 (para termoplásticos transparentes) e 302 300 °C or 320 °C, - tipo 800 - até 360 °C - tipos 500 e 600 para processamento de PVC. A título de exemplo, uma purga completa numa linha de extrusão tubular de filme de 5 camadas, requer cerca de 100 kg de PEBD e 60 minutos. Com o Ramclean® 600, bastan 4 kg e 30 minutos. Na injeção, uma mudança de cor de preto para côr natural requer 650 g de PP sem cargas e 3409 minutos. Com o Ramclean® 204 bastal 210 g e pouco mais de 10 minutos.

Nº 87 outubro 2016/

reviplast

índice

7


matérias-primas Lanxess

Masterbatches de fibras de celulose para reforçar borrachas sintéticas Os masterbatches de fibras de celuloso pré-dispersas, previamente comercializados com a marca Santoweb, passaram a denominar-se Rhenogran WP (Wood Pulp, pasta de madeira). São indicados como solução de reforço para peças de borracha para automóveis, mangueiras técnicas, cintas transportadoras e pneus especiais. A marca Rhenogram inclui também masterbatches de fibra curta de aramide. Para além da mudança de marca, a Lanxess introduz um novo grau de fibra de celulose. Os materbatches de fibras facultam a pré-dispersão das fibras numa matriz de polímero, permitindo melhorar as pripriedades de mistura e homogeneidade de dispersão nos compostos de elastómeros e plásticos, tornando o reforço mais eficiente. Os masterbatches Rhenogram WP são especialmente indicados para o reforço de EPDM, SBR, NR e PVC, e contribuiem para melhorar o tempo as propriedades de durabilidade e resistência. As peças em materiais reforçados podem resistir a tensões mecânicas, dinâmicas e térmicas extremas, graças ao reforço com Rhenogran P91-40, que incorpora fibras curtas de aramide Twaron altamente resilientes em muito leves. Este masterbatch de fibra de aramid é indicado para um amplo leque de borrachas sintéticas, tais como NR, IR, BR, SBR, EPDM, CR, NBR e HNBR.

Processo Rhenowave in line O processo Rhenowave in line está em demonstração em dois locais da Lanxess e será apresentado ao vivo durante a K 2016. O processo permite monitorizar de

forma fiável a qualidade da dispersão de compostos de borracha durante os processos de extrusão. O dispositivo Rhenowave é instalado na cabeça da extrusora. Assegura uma medição volumétrica, não destrutiva, e mais representativa que o método off line convencional (análise de amostra em laboratório). A Lanxess sugere a combinação do processo Rhenowave, dos marcadores Rhenogran AP e de um equipamenbto de mistura contínua intregrada ICOM. A combinação tem sido experimentada com sucesso nas instalações da Lanxess em Porto Feliz (Brasil) e Little Rock (Arizona, EUA). É uma alternativa de melhoria de qualidade para a produção de compostos de borracha, já que a composição, a extrusão e a análise são executadas na mesma etapa.

BASF

Estabilizantes Os novos estabilizantes Tinuvin® 880 e Tinuvin® XT 55 são indicados para peças interiores de automóveis e para relva artificial. Contribuem para a preservação da côr e aparência dos materiais. O Tinuvin® 880 é um estabilizante de efeito HALS (hindered amine light stabilizer) que aumenta a resistência à radiação UV e a estabilidade térmica. Segundo a BASF, também elimina os efeitos de bolor e superfí8 /Mar

índice

cies pegajosas. É especialmente indicado para peças auto interiores em PP, tais como painéis de instrumentos, painéis de porta, consolas, porta-luvas, etc.. Também pode ser usado em peças exteriores como pára-choques, barras laterais, etc.. O Tinuvin® XT 55 é outro estabilizante HALS, indicado para proteger relva artificial, geotêxteis e tapetes de poliolefinas contra a degradação causada pela radiação UV, pela água, pela temperatura e pelos poluentes ambientais.

reviplast

Nº 87 outubro 2016/ 2007


matérias-primas

Nº 87 outubro 2016/

reviplast

índice

9


matérias-primas Lanxess

Compósitos decorados Especialista em chapas compósitas reforçadas semi-acabadas, comercializadas sob a marca Tepex® dynalite, a BondLaminates (subsidiária da Lanxess) estabeleceu uma parceria com a Leonhard Kurz, para chegar a uma solução de produção de peças decoradas. A resistência das chapas compósitas, resultantes da combinação de fibras de vidro e carbono numa matriz termoplástica de PC, permite produzir peças com resistência elevada mas parfedes muito finas. O processo de decoração da Kurz permite eliminar as etapas posteriores de revestimento. As peças ficam prontas numa só etapa, sem maquinação ou decoração subsequente. O processo de produção conta com a tecnologia da ENGEL e poderá ser visto no stand desta empresa austríaca durante a K 2016, com a produção de uma peça com espessura de apenas 0,6 mm. O processo de dcoração dry coating ocorre no processo de injecção.

PBT+PC para equipamento de cozinha Os termnoplásticos de alta fluidez favorecem o design de peças de paredes finas com geometrias complexas, como é o caso do da peça base de um robô de cozinha de uma das principais marcas. A peça é injetada com o grau Pocan C 3230 XF (XtremeFlow), uma liga de politereftalato de butileno e e policarbonato (PBT+PC) da Lanxess. Para além das propriedades de processamento, o material assegura elevada resistência mecânica e térmica e acabamento superficial compatível com a aplicação. O desenvolvimento da peça foi suportado com estudos de simulação.

10 /Mar

índice

reviplast

Nº 87 outubro 2016/ 2007


matérias-primas Lanxess

Caixa de bateria para bicicleta elétrica As bicicletas e scooters elétricas eS1, eS2, eB1 e eB2, fabricadas pela Askoll (Dueville, Itália) estão equipadas com compartimentos de bateria fabricados em Pocan AF 4110, da Lanxess. A aplicação tem potencial para os poliésteres e poliamidas e por isso a Lanxess vai exibir uma destas bicicletas na K 2016. A Askoll substituiu peças de PC+ABS. O novo composto Pocan AF 4110 é uma liga de PBT (politereftalato de butileno) e ASA (acrilato-estireno-acrilonitrilo) reforçada com 12% de fibra de vidro. É um material altamente retardante (UL V.0 com amostras de 0,4 mm), indicado para peças de grande dimensão e geometria complexa para os setores elétrico e eletrónico. O teor de ASA reduz a tendência para deformação.

Nº 87 outubro 2016/

BASF

Efeito ouro A BASF vai apresentar na 2016 o novo pigmento Lumina Royal Dragon Gold EH 0908, especialmente para o mercado da embalagem de cosméticos, artigos de desporto, eletrónica de consumo e pequenos eletrodomésticos. O novo pigmento promete replicar o efeito do ouro, com brilho e tonalidades amarela ou verde, com grande liberdade de formulação. A família de pigmentos Lumina Royal já inclui as variantes cobre, indigo, água, blue e magenta.

reviplast

índice

11


matérias-primas Lanxess

Novos retardantes A divisão de aditivos da Lanxess desenvolveu os retardantes não halogenados baseados no fósforo Levagard TP LXS 51114 e Disflamoll 51092. O Levagard TP LXS 51114 é um retardante de baixa emissão (VOC e FOG) para espumas de PU e biopolímeros. Permite a conformidade com as especificações VDA 278 e também pode ser usado em comoponentes para o interior de automóveis, dado que não contém substância alguma das listadas na GADSL (Global Automotive Declarable Substance List, Versão 1.1, 14 de março de 2016). Também é indicado para biopolímeros crescentemente utilizados em aplicações no setor da eletrónica. O Levagard TP LXS 51114 pode ser usado como retardante com derivados da celulose, especialmente o CTA (triacetato de celulose). O novo retardante permite obter a classificação UL 94 V.0 para aplicações como ecrãs de notebooks, LCD, entre outros. O Disflamoll 51092 combina as propriedades de plastificação e retardantes com baixo odor. É indicado para PVC plastificado, espumas flexíveis de PU, TPU, PCABS e ligas de NBR-PVC, em aplicações como fibras têxteis, revestimento de cabos, artigos elétricos, peças para mobiliário, oleados, interiores de automóveis, mangueiras com isolamento térmico, etc.. No caso dos TPU baseados em éster usados em revestimento de cabos, o retardante Disflamoll 51092 pode ser usado em combinação com o estabilizante de hidrólise Stabaxol, para prolongar o tempo de vida útil do material.

Novos corantes em microgrãos ocos Os novos corantes Macrolex Gran da Lanxess apresentam-se em microgrãos ocos com características de dispersão e processamento comparáveis às dos corantes em pó. Os microgrãos de 0,3 mm pacilitam a dosagem, a armazenagem (densidade aparente quatro vezes superior à dos pós) e a limpeza. São fracionados com facilidade, gerado parrtículas de 1 a 10 µm, consoante a cor. São compatíveis com solventes orgânicos e indicados para a coloração de polímeros amorfos e semicristalinos, tais como PS, PET, PC, 12 /Mar

índice

ABS e PMMA, incluindo aplicações de contacto alimentar (garrafas PET por exemplo) ou brinquedos. A apresentação em grãos é mais favorável também em termos de proteção ocupacional e ambiental. Os contentores podem ser completamente esvaziados e há menor desenvolvimento do poeira dureante o processamento. As propriedades de dispersão dos corantes Macrolex Gran são indicadas para extrusão e injecção., assegurando cores brilhantes e intensas, boa estabilidade térmica e resistência à exposição. A densidade aparente quatro vezes superior à dos pós cria vantagem no processamento, transporte e armazenagem.

Proteção contra hidrólise O Stabaxol P 110 é o primeiro de uma nova série de estabilizantes para proteção de plásticos e poliuretanos contra hidrólise. É um estabilizante de cabodiimida baseado em matérias-primas alternativas, com boas propriedades de estabilização e de processamento de PLA e outros biopolímeros, PET, PBT e elastómeros termoplásticos (TPE-E). É fornecido em pellets ou em pó. Não precisa de ser préaquecido antes do processamento, tem um ponto de amolecimento elevado (80 °C), que facilita a medição. Entre as aplicações típicas, a Lanxess refere a produção de monofilamentos para filtros de máquinas de papel, revestimentos de cabos e peças injetadas.

reviplast

Nº 87 outubro 2016/ 2007


Nº 87 outubro 2016/

reviplast

índice

13


embalagem ENGEL

injeção-sopro com 96 cavidades A integração das etapas de injeção e sopro é uma alternativa vantajosa também para a produção de embalagens de pequeno formato. A demonstração vai ser feita na K 2016 pela ENGEL, com um sistema desenvolvido em parceria com a Foboha (Haslach, Alemanha), fabricante de moldes, a Bauer Compressors (AixLes-Bainse, França), fabricante de sistema de sopro, e a Alpla Werke (Hard, Áustria), fabricante de embalagens. O projeto surgiu da necessidade de fornecer embalagens de PP para um cliente asiático, para substituir embalagens de vidro. As embalagens de PP pesam 8 g e são produzidas numa máquina de injeção elétrica ENGEL e-motion 740/ 220 T WP com molde cubo de 8 cavidades. As etapas de injeção da pré-forma e de sopro ocorrem em paralelo, nos lados opostos (posições 1 e 3). Para evitar que as pré-formas arrefeçam na posição 2, existe uma cobertura

de proteção. A extração das peças pelo robô de seis eixos ENGEL easix é feita também em paralelo, a partir da posição, pelo que a tarefa não aumenta o tempo de ciclo. Os processos de injeção e sopro, bem, como os movimentos do robô, são controlados pela mesma unidade CC300. A máquina elétrica integra ainda os sistemas iQ de controlo inteligente da pressão e da força de fecho e ENGEL e-flomo, para controlo da temperatura e caudal do circuito de água. O sistema integrado de injecção-sopro com molde cubo que pode ter até 96 cavidades por ciclo, sem comprometer o tempo de ciclo e precisão.

Paredes finas com IML a alta velocidade Com a máquina de injeção ENGEL e-speed equipada com sistema IML é possível produzir embalagens de paredes finas prontas para o enchimento. A demonstração será feita na K 2016, com a produção de cartridges para produtos de bricolage, com uma máquina ENGEL e-speed 500/90, molde de 16 cavidades Otto Hofstetter (Uznach, Alemanha) e IML Beck (Oberengstringen, Suíça). A geometria deste tipo de embalagem coloca exigências especiais quer na injeção (paredes finas, longa distância), quer na aplicação do rótulo no molde (relação comprimento/diâmetro). A ENGEL speed é uma máquina híbrida com unidade de fecho elétrica e unidade de injeção servo-hidráulica. Para moldar corpos ocos longos com espessura de apenas 1,2 mm requer uma injeção de elevado dinamis-

14 /Mar

índice

mo. Apesar de o peso de injeção total de 800 g, é possível produzir as 16 cavidades num tempo de ciclo curto. Na K 2016, será apresentada pela primeira vez a máquina ENGEL e-speed de 5000 kN com fuso de 90 mm. Tal como o modelo de 6500 kN e fuso de 120 mm, os bicos de injeção estão mais acessíveis. O sistema hidráulico foi também otimizado para proporcionar mais dinamismo e precisão. O pacote servo-hidráulico ecodrive é fornecido de série.

reviplast

Nº 87 outubro 2016/ 2007


embalagem Clariant

VELOX / POLYRAM

Embalagens perfumadas

Camadas ligantes

Alargando a experiência da integração de dessecantes nas embalagens, a Clariant lançou agora cápsulas contendo aromas de baunilha, laranja ou limão, para inserir nas embalagens de produtos farmacêuticos, nutracêuticos ou dietéticos. As cápsulas Aroma-Can® libertam aromas apreciados pelos consumidores. Sáo indicadas para melhorar a experiência de consumo, quer de produtos sem aroma, quer de produtos com aromas menos agradáveis (como óleos de peixe ou certos suplementos de ervas). A colocação destas cápsulas nas embalagens pode ser feita automaticamente e a alta velocidade, usando equipamentos idênticos aos utilizados para a inserção de dessecantes.

O acordo de distribuição entre a VELOX e a Polyram Plastic Industries foi recentemente alargado a dois novos graus de resinas adesivas destinadas a servir de camadas ligantes em filmes multicamada de PS e PET. O acordo de distribuição das resinas adesivas Bondyram TL vigora desde 2003 e inclui vários graus de resinas adesivas para aplicações de embnalagem alimentar. Os dois novos graus TL4530 e TKL4401 permitem a ligação entre copoliésteres (PET/PETG) ou poliestirenos (PS) e materiais como EVOH, PA ou PE. O grau Bondyram TL4401 foi especialmente desenvolvido para coextrusão de filmes de PS resistentes ao enchimento a quente. A principal caraterística é o elevado ponto de amolecimento (Vicat Softening Temperature), acima de 85°C. A ilustração mostra uma das estruturas típicas com esta camada ligante: PE/TL4401/EVOH/TL4401/PS.

MOULD & MATIC

injeção-estiragem-sopro A Mould & Matic (Micheldorf, Áustria) vai apresentar na K 2016 a nova máquina Blowliner Medium para operação integrada de injecção-estiragem-sopro de embalagens. A máquina a apresentar em Dusseldorf produzirá duas embalagens em cada ciclo e poderá assegurar produções de 10 a 30 milhões de embalagens por ano (indicação para garrafas de 0,5 l). A máquina integrada conjuga tecnologia de injeção de um parceiro especialista com uma estão de estiragem-sopro com acionamentos servo-elétricos em todos os movimentos. Após o sopro, as garrafas são retiradas automaticamente e colocadas no tapete transportador de saída. A Mould & Matic pertence ao grupo Kiefel, que por sua vez pertence ao grupo Brückner.

Nº 87 outubro 2016/

reviplast

índice

15


embalagem Sacmi

Préformas e cápsulas A SACMI marca presença na K 2016 com as suas propostas tecnológicas para o setor das bebidas. A primeira demonstração é o sistema de injecção compressão de cápsulas, com capacidade para produzir até 1000 cápsulas por minuto com molde de apenas 24 cavidades. Na K2016, a SACMI apresentará também o equipamento COLORA CAP para impressão digital das cápsulas, abrindo caminho à produção in house e às mudanças frequentes de decoração das cápsulas, já que a impressão digital permite a impressão de dados variáveis. A SACMI tem vindo a desenvolver a tecnologia de compressão, aplicando-a também à produção de embalagens, designadamente para os setores de medicamentos e produtos lácteos. Outra demonstração a despertar o interesse dos visitantes é a produção de préformas PET, com sistemas completos e integrados que incluem a visualização e controlo da qualidade.

16 /Mar

índice

BASF

Bio, reciclável e compostável O ecovio EA é o material expandido mais recente da BASF, destinado a aplicações de embalagem. Resulta da combinação do copoliéster biodegradável ecoflex com o PLA. O ecoflex, com propriedades similares às do polietileno, é um copolímero resultante dos monómeros 1.4-butanediol, ácido adípico e ácido tereftálico. O PLA é obtido a partir do milho e de outras plantas geradoras de açúcar como a mandioca.O novo material é, portanto, "bio" (origem renovável), pode ser reciclado tal como o EPS, é biodegradável e compostável. Nas condições normais de uma estação de compostagem, cubos de ecovio com 5 cm de lado e densidade de 28-47 g/l, degradam-se ao fim de 5 semanas, originando água, CO2 e biomassa. O novo material destina-se a aplicações de embalagem de proreção e transporte. É menos rígido que o EPS e tem capacidade de absorção de choque entre o EPS e o EPP. Está em curso o processo de verificação da conformidade com as regulamentações sobre contacto alimentar. É fornecido em granulado com densidade aproximada de 700 g/l e diâmetro de grão de 1,05 mm (0,8 mm em desenvolvimento). Os grãos de ecovio EA são carregados com gás pentano por um processo inovador. O material é fácil de identificar pela sua côr acastanhada similar à do cartão. A transformação pode ser feita pelo mesmo processo e nas mesmas máquinas do EPS, sem transformações: pré-expansão e moldação. A retração de 1,2% recomenda a adaptação da geometria dos moldes. Tal como sucede para o EPP, recomenda-se a passagem por forno de condicionamento térmico após moldação, para garantir a estabilidade dimensional.

reviplast

Nº 87 outubro 2016/ 2007


automóvel BRENNTAG / HUBRON

Compostos e concentrados condutores O portefólio de materiais comercializados pela Brenntag inclui a gama de compostos e concentrados condutores da Hubron. Estes compostos e concentrados permitem acrescentar a propriedade de condutividade elétrica permanente às mais diversas aplicações. Na sua maior parte, os plásticos não são condutores, e daí a sua utilização como materiais de isolamento. Devido à facilidade de processamento, inércia química e baixa densidade, os polímeros são cada vez mais aceites como substitutos de materiais convencionais. Nos casos em que é necessária alguma transferência de carga elétrica, torna-se necessário modificar o polímero para aumentar a sua condutividade. Daí que os plásticos possam ser aplicados em quatro categorias distintas, com condutividade crescente: 1 - Isolantes (exemplo: revestimento de cabos), 2 - Dissipativos (polímeros "anti-estáticos"), 3 - Condutores (capazes de conduzir uma baixa intensidade de corrente elétrica), 4 - Altamente condutores ou Shielding (capazes de conduzir uma intensidade significativa de corrente elétrica). A tendência dos materiais para conduzir a eletricidade expressa-se geralmente em termos de resistividade superficial, medida em Ohms por quadrado (Ω2), ou seja, a resistência à transferência de eletrões. geralmente, os polímeros termoplásticos têm uma resistividade superficial de 1012 a 1016 Ω2, o que representa uma baixa transferência de eletrões, e daí a sua eficácia como isolantes. Para ultrapassar esta limitação, adicionam-se aditivos eletricamente condutores ao composto de polímero. O segredo da melhor seleção de um composto/concentrado está em três fatores essenciais: - escolher o tipo de partícula de carbono ótima para o objetivo, - formular o composto/concentrado para otimizar o equilíbrio entre caraterísticas óticas, físicas, químicas e elétricas, e - otimizar o processamento e transformação do material.

depende das caraterísticas (forma, tamanho, densidade, estrutura química) das partículas. A curva de percolação ilustra a relação a quantidade em peso do aditivo condutor e resistividade elétrica obtida. Existe um limiar estreito em que a resistividade desce acentuadamente. Depois desse limiar, o aumento do teor apenas tem um efeito marginal nas propriedades elétricas. Graças ao conhecimento e domínio da tecnologia de dispersão das nano-partículas de carbono nos polímeros, a Hubron desenvolveu uma gama de compostos e concentrados condutores baseados em partículas de carbono (nano-tubos de negro de fumo de alta estrutura, grafite, grafeno e carbono) incorporadas em graus específicos de polímeros para proporcionar a solução mais fiável e custo-eficiente para produzir materiais condutores. A Hubron tem a capacidade de formular graus por medida, em função dos requisitos da aplicação.

A partir de um determinado teor de partículas condutoras, o composto de polímero converte-se ele próprio num material condutor. O decréscimo de resistividade superficial deve-se ao aumento do teor de partículas e pode ser descrito usando um modelo de percolação. O comportamento de percolação Nº 87 outubro 2016/

reviplast

índice

17


automóvel KraussMaffei

Evolução do processo FiberForm Os visitantes da K 2016 vão ter a oportunidade de observar o estado-da-arte do processo de FiberForm da KraussMaffei, envolvendo a termoformagem e sobremoldação de chapas orgânicas para dar origem a componentes para automóveis. Entre as evoluções mais recentes está o encurtamento dos tempos de ciclo e a integração do processo de aquecimento no controlo da célula de produção, As chapas orgânicas usadas neste processo são formadas por camadas de fibras de vidro, carbono ou aramide, dispostas em matriz de PA, PP ou outros materiais. As chapas são reaquecidas e termoformadas no molde de injeção e sobremoldadas com um polímero reforçado. O método permite obter peças estruturais mais leves mas com resistência mecânica acrescida. O aquecimento é uma etapa crucial em que é necessário evitar a degradação térmica do material. A KraussMaffei desenvolveu um controlo preciso dos aquecedores de infravermelhos, integrado no controlo MC6 da máquina de injeção. Este novo controlo assegura um aquecimento rápido, elimina o risco de sobreaquecimento e regista todo o histórico térmico de cada peça. Outra inovação diz respeito à automação da célula de produção.

Dentro do compartimento protetor da má-quina de injeção CX-300, dois robôs lineares LRX-250, partilhando o mesmo eixo Z, asseguram a transferência da chama orgânica. Aquilo que parece ser uma ineficiência é afinal uma solução de processamento simultâneo que poupa tempo de ciclo: o aquecimento de uma chapa orgânica processa-se em simultâneo com a extração da chapa do ciclo anterior. A evolução traduz-se, portanto, num ganho de tempo e de espaço. Segundo a KraussMaffei, é agora possível instalar seis máquinas na mesm a área onde antes antes se instalavam cinco. No desenvolvimento desta aplicação, a KraussMaffei contou com a participação das empresas Lanxess, Bond-Laminates e Christian Karl Siebenwurst GmbH & Co. KG.

Industry 4.0 A demonstração do processo FiberForm incluirá também funcionalidades de networking típicas do conceito indústria 4.0. Todos os dados de qualidade do processo, incluindo as curvas térmicas das chapas orgânicas ou da pressão de injeção estarão documentadas numa base de dados e num código QR colocado no componente por uma impressora integrada na máquina de injeção. Com este codigo, os dados do processo de cada peça estarão disponíveis onde quer que ela se encontre, podendo ser acedidas via telemóvel, tablet ou PC.

KrausMaffei

A combinação perfeita O processo T-RTM (Thermoplastic Resin Transfer Molding), uma das novidades para conferir na K 2016, abre novas perspetivas para a construção leve baseada em soluções híbridas: termoplásticos, fibras e metais. Custos mais baixos, tempos de ciclo curtos, soldabilidade e reciclabilidade são características asseguradas. A peça que vai servir de demonstração é a estrutura de suporte do tecto do carro desportivo Roding Doadster R1. É produzida em série, com um tempo de ciclo de dois minutos. Num molde de compressão, uma chapa préformada e semi-acabada fabricada por várias camadas de fibras é impregnada com caprolactama fundida e misturada 18 /Mar

índice

imediatamente antes a partir de dois componentes (base e ativador/catalisador). Dentro do molde, dá-se a reação química que forma a poliamida 6. O processo tem várias diferenças comparativamente ao RTM com resina epoxi ou poliuretano. A baixa viscosidade - cerca de 5 cP (Centipoise), próxima da água permite que a matriz de caprolactama impregne bem as camadas de fibra, mesmo a baixa pressão. Na aplicação

reviplast

Nº 87 outubro 2016/ 2007


automóvel

que vai ser demonstrada na K 2016, uma força de fecho de 35o tonelçadas é suficiente, o que sigtnifica menos investimento e menos energia. Por outro lado, a elevada capacidade de fluidez permite reduzir a espessura e aumentar o teor de fibras de carbono até cerca de 60%. O uso de chapas préformadas ("near-end") permite reduzir a quantidade de plástico de de fibras de carbono, bem como as operações de acabamentpo após moldação. Não sendo necessário maquinar e aparar arestas, evita-se o desperdício de material. Além disso, as chapas pré-formadas permitem otimizar o arranjo das fibras, para maximizar o desempenho da peça final. Diversamente do que sucede com as estruturas de rede tridimensional dos termofixos, a estrutura em cadeia dos termoplásticos permite que sejam reaquecidos e reformatados, tornando-os soldáveis e recicláveis. O material usado para a estrutura do tecto pode, no final do ciclo de vida, ser regranulada e usada, mantendo o seu teor de fibras, para produzir peças moldadas por injeção. As propriedades mecânicas da PA6 são interessantes para componentes estruturais: alta resistência ao impacto a par com um comnportamento de fratura mais dúctil comparativamente aos termofixos. Isto sifgnifica que o material tem mais capacidade para absorver impacto antes de fraturar. Comparativamente à injeção, o preocesso T-RTM tem vantagem no que respeita ao teor de fibra e à baixa viscosidade, com a consequente possibilidade de obter paredes muito finas. É um complemento lógico para as tecnologias RTM já conhecidas. No desenvolvimento desta demonstração, a KraussMaffei contou com as participações das seguintes empresas: Forward Engineering (design do componente, conceito híbrido), Alpex Technologies GmbH (molde T-RTM), Dieffenbacher (produção e manipulação de chapas préformadas), Saertex (camadas de fibra), Henkel (colagem), Handtmann (camadas de alumínio), TUM / LCC (seleção de fibras) e Keller (tecnologia de extração). Nº 87 outubro 2016/

reviplast

índice

19


20 /Mar

Ă­ndice

reviplast

NÂş 87 outubro 2016/ 2007


automóvel KraussMaffei

GXW ColorForm - injeção e reação numa só etapa O processo ColorForm da KraussMaffei tem novas faculdades: processamento numa só etapa, máquina mais pequena, mudança de côr em cinco minutos e aplicações multi-cavidade. Os fabricantes de pelas auto têm mais possibilidades de evitar os custos da etapa de pintura, optando por uma alternativa que garante superfícies de alto brilho. Para ver na K 2016. O processo GXW 650-2000 ColorForm vai ser demonstrado com uma máquina 20% mais compacta que os modelos anteriores e que permite dispensar toda a secção de pintura. Em vez dela, usa-se uma "tinta" bi-componente de poliureia (PUA) ou poliuretano (PUR) para revestimento da peça termoplástica ainda na cavidade do molde. A peça sai com a côr desejada, superfície de alta qualidade e alto brilho. A cabeça misturadora do sistema de revestimento é 30% mais pequena, tornando menos complexa a instalação. É uma cabeça tricomponente, o que permite mudar a cor rapidamente. Antes, a parte colorida do revestimento era adicionada diretamente, ficando no reservatório e na tubagem, o que exigia tempo para lavagem e implicava perda de produto. Agora a cabeça misturadora doseia a parte colorida directamente no processo de injeção, o que evita perdas e permite a mudança de cor em cinco minutos. Este aspeto é particularmente importante para a indústria automóvel, confrontada com a tendência para a personalização e para a produção de lotes mais reduzidos. Para além da

Solvay

PA para eletrónica auto

A Solvay lançou novos graus de poliamidas Technyl® para aplicações de eletrónica automóvel, como é o caso dos sensores de pressão de pneus (TPMS). A nmova gama inclui graus reforçados e não reforçados com fibra de vidro, com estabilizaçao térmica e teor de halogénos especificamente ajustado à finalidade elétrica/eletrónica. A Solvay reporta a elevada retenção de propriedades, incluindo a resistência química e à hidrólise, mesmo depois de longos períodos de exposição a cargas elevadas. Nº 87 outubro 2016/

nova cabeça misturadora, as opções também se alargaram em matéria de cores, metalizados e outros efeitos especiais. Além disso, a máquina pode operar com muldes multi-cavidade, aumentando os volumes de produção e encurtando o tempo de retorno do investimento. O revestimento de PUA ou PUR é alternativa à pintura convencional também do ponto de vista ambiental. Não contém solventes, amaciadores nem metais pesados e não causa emissões. Segundo a KraussMafei, permite reduções de custos até 30% comparativamente aos processos de pintura convencionais. Relativamente à quaoidade superficial, a dureza dos revestimentos de PUA ou PUR pode ser graduada em funçã odo que for necessário e pode mesmo ter mais resistência ao risco que os revestimentos baseados no PMMA (polimetilmetacrilato) aplicados em injecção. Para concretizar a demonstração que vai ser exibida na K 2016, a KraussMaffei contou com a colaboração das empresas Woosun (fabricante coreano de moldes) e Panadur (sistema de revestimento de PUA) e Trinseo (PC/ABS).

PPS e FKM para sistemas de injeção Mais aplicações do projeto Polymotor 2 (motor auto totalmente plástico): o PPS (polifenilenosulfido) Ryton® XK-2340 e o FKM (fluorelastómero) Tecnoflon® VPL 85540 foram escolhidos para o sistema de injeção. O PPS reforçado é o material de base da rampa de alimentação de combustível de 46 cm e o FKM é utilizado para os sete O-rings de vedação. O PPS Ryton® XK-2340 foi escolhido por apresentar uma melhor combinação de resistência química a alta tempertatura e de estabilidade dimensional. Os O-rings de Tecnoflon® VPL ,mantêm a força de vedação a altas temperaturas e mantêm a flexibilidade e compatibilidade com os combustíveis mesmo a temperaturas extremamente baixas.

reviplast

índice

21


22 /Mar

Ă­ndice

reviplast

NÂş 87 outubro 2016/ 2007


injeção ENGEL

DecoJect: padrões e texturas na injeção de painéis de porta As tecnologias de decoração no molde (IMD) continuam a substituir a pintura, melhorando o acabamento superficial das peças, reduzindo o custo por unidade e permitindo produção de lotes mais pequenos. O processo DecoJect, baseado na aplicação de filmes, tem novos desenvolvimentos, que a ENGEL vai levar à K 2016. Em vez da transferência da tinta do filme para a peça (a solução convencional dos processos IMD), o filme é perfurado e fixado na peça. Temos assim uma combinação entre injeção e texturização no molde (in mould graining, IMG) que permite adicionar cores, padrões, texturas e efeitos táteis! A ENGEL vai apresentar este processo numa célula de produção totalmente automatizada, pela primeira vez. Uma máquina ENGEL duo 5160/1000 vai produzir peças tipo painéis de porta com diferentes estruturas, incluindo uma sofisticada imitação de pele. Logo que o molde abre e o robô retira a peça, o filme DecoJect é desenrolado e aplicado diretamente nas cavidades do molde, com a cação combinada do radiador de infravermelhos e do sistema de vácuo. A peça forma-se com a injeção do material sobre a parte posterior do filme e, em sequência, a peça é transferida para uma estação de aparamento laser. O ciclo demora 60 segundos e a mudança de lote requer apenas alguns minutos. Isto significa que a dimensão do lote tem reduzida influência nos custos unitários. O filme fino DecoJect é fabricado pela Benecke-Kaliko (Hanover, Alemanha), do grupo Continental. Como as caraterísticas decorativas estão no filme, pode usar-se um grau standard e acessível de PP para fabricar as peças. Pode também recorrer-se à tecnologia Mucell da Trexel (Wilmington, Massachussetts, EUA), para reduzir o peso, o custo e o consumo de energia, sem comprometer a estabilidade dimensional e sem aumentar o risco de deformação.

Nº 87 outubro 2016/

Para além da ENGEL e da Benecke-Kaliko, este desenvolvimento contou com a colaboração das seguintes empresas: tecnologia de moldes da Georg Kaufmann (Busslingen, Suíça) e Galvanoform (Lahr, Alemanha), canais quentes HRSflow (San Polo di Piave, Itália), ICO SYSTEM (Lüneburg, Alemanha) e Borealis (Viena, Áustria) que fornece a matéria-prima e as análises de fluidez do material. Para além da máquina de injeção, a célula automatizada inclui um robô linear ENGEL viper e um robô de seis eixos ENGEL easix. Este último está integrado na estação de aparamento laser, instalada no espaço extremamente compacto da ENGEL easiCell, uma célula modular concebida para operações de processamento a montante e jusante da injeção, tais como corte, marcação, aplicação de vedantes de poliuretano, tratamentos plasma de superfície ou operações de automação como transferência de tabuleiros ou caixas. Todo o controlo do processo de injeção e das operações complementares está integrado num única unidade de controlo CC300. A ENGEL easiCell também está disponível como unidade stand alone equipada com o seu próprio painel de controlo com ecrã de 21 polegadas.

reviplast

índice

23


injeção ENGEL

Novos desenvolvimentos Os desenvolvimentos técnicos que a ENGEL vai levar para a K 2016 ultrapassam os limites da tecnologia de injeção. Mais do que melhorias significativas no processo, a ENGEL avança para operações e tecnologias complementares, criando alternativas de produção com mais integração, mais automação e menos custo. Para além do processo DecoJect para o sector automóvel (ver texto noutras páginas desta revista), a ENGEL volta a ter novidades nas várias áreas de aplicação.

Teletrónica: integração e paredes finas A redução de peso os portáteis, tablets e smartphones passa pela utilização de materiais compósitos e por tecnologia de paredes finas. Para esta área, a ENGEL estabeleceu uma parceria de desenvolvimento com a Bond-Laminates (Brilon, Alemanha), do grupo LanXess, e com a Leonhard Kurz (Fürth, Alemanha), da qual resulta a possibilidade de injetar peças decoradas com espessura de apenas 0,6 mm.

A célula automatizada que vai ser exibida na K 2016 foi especialmente concebida para o processamento de préformas de termoplásticos reforçados Tepex® e filmes IMD, combinando as tecnologias ENGEL organomelt de moldação de "tecidos termoplásticos", ENGEL variomelt de otimização da superfície por via do controlo da temperatura variável do molde e IMD para decoração no molde. A célula conta com uma máquina ENGEL insert 500V/130 equipada com unidade IMD bobina-a-bobina, robô de seis eixos ENGEL easix, e forno de infravermelhos, também criado pela ENGEL, para pré-aquecimento dos tecidos termoplásticos. O que torna este método especial é o facto de a préforma de termoplástico reforçado ser transformado, sobremoldado e decorado numa só etapa. Para que isto fosse possível, a Bond-Laminates e a Leonhard Kurz cooperaram no fornecimento de materiais compatíveis 24 /Mar

índice

para ligação direta. Com o novo método, evitam-se etapas complementares, com uma expressiva redução de custos. Toda a célula é controlada pela mesma unidade CC300.

Os fornos de infra-vermelhos são apresentados pela ENGEL pela primeira vez. Estão disponíveis cinco dimensões, com superfície de aquecimento até 1110 x 1610 mm, o que permite o processamento de peças semi-acabadas de grande formato, tais como módulos de porta ou front ends para a indústria automóvel. Os fornos asseguram elevada homogeneidade térmica, obtida através do controlo independente de cada um dos radiadores IR A máquina vertical ENGEL insert carateriza-se pela configuração ergonómica: a unidade de fecho é facilmente acessível e o set up é simplificado. As máquinas ENGEL insert podem ser equipadas com unidade de injeção vertical ou horizontal. Na versão vertical, o quadro elétrico está também montado na vertical, o que faz com que a máquina ocupe uma área pouco maior que o necessário para a unidade de fecho. Durante muito tempo, as máquinas ENGEL insert V apenas estavam disponíveis com força de fecho até 160 toneladas, mas a série foi recentemente expandida para incluir versões com forma de fecho de 200 e 250 toneladas.

reviplast

Nº 87 outubro 2016/ 2007


injeção

Peças técnicas: polimerização in-situ e injeção A polimerização in-situ do ε-caprolactam abre novas possibilidades de eficiência e design para a produção de componentes de compósitos reforçados com matriz termoplástica. Começando com pré-formas de tecidos termoplásticos reforçados, o método in-situ combina a injeção e a polimerização numa só etapa na máquina de injeção. Decorridos quatro anos desde a apresentação da primeira máquina protótipo, a ENGEL apresenta agora um novo agregado reativo que pode ser combinado com diversos tipos de máquinas de injeção. A nova máquina é bem diferente do protótipo de 2012 e a ENGEL é a única empresa a disponibilizar este processo em que o monómero é fundido e processado just in time. O material é submetido a menos tempo de residência e menos carga térmica.

Para demonstrar esta tecnologia, a ENGEL vai apresentar na K 2016 uma célula de produção de pás em termoplástico reforçado, com uma máquina ENGEL v-duo 1560/700. A unidade de fecho é equipada com uma mesa deslizante com as duas metades do molde. As pré-formas de tecido termoplástico são colocadas na primeira cavidade e infiltradas com a matriz reativa de ε-caprolactam fundido e doseado no agregado reativo. Graças à baixa viscosidade do monómero no estado fundido, obtém-se uma boa impregnação das fibras. Forma-se assim um compósito resiliente quando o material polimeriza para poliamida 6. Uma vez que o processamento reativo tem lugar abaixo da temperatura de fusão do polímero, o compósito semi-acabado pode ser transferido para a segunda cavidade imediatamente após ter sido produzido, Na segunda cavidade, é "funcionalizado" por injeção, ou seja, são sobremoldados os contornos e travessas de PA 6 reforçada com fibras curtas. As duas etapas - polimerização e injeção - ocorrem em paralelo. A transferência de pré-formas, peças semi-acabadas e peças acabadas é assegurada por um robô ENGEL viper 40.

PBT+LSR É possível a ligação estável de materiais tão diferentes como o PBT e a LSR (silicone líquida) num processo de injeção bi-componente como o que a ENGEL vai apresentar na K 2016. A peça é uma membrana de acumulação de pressão para depósito de compensação de pressão, injetada numa máquina ENGEL victory 200H/200L/160 combi, equipada com molde e sistema de dosagem de LSR da Elmet (ver texto noutra página desta revista). A configuração sem colunas da máquina permite instalar moldes até ao extremo da placa, o que viabiliza esta aplicação numa máquina de 160 toneladas e facilita o acesso lateral pelo robô. A unidade de fecho tem um sistema patenteado de divisão de força que assegura um fecho uniforme das cavidades, reduzindo o desgaste do molde, melhorando a qualidade da peça e eliminando custos de acabamento. No stand da Wacker Silicones poderá ver-se uma segunda aplicação de LSR. Neste caso, será um anel para segurar guardanapos, com estrutura prismática e alta transparência, produzido numa máquina de injeção sem colunas ENGEL victory com molde Rico (Áustria) e unidade de dosagem 2KM (Alemanha). Nº 87 outubro 2016/

reviplast

índice

25


injeção ENGEL

Artigos médicos: reprodutibilidade A escova interdental "scrub!", criada pela pheneo (Bremen, Alemanha), é a aplicação escolhida pela ENGEL para demonstrar o potencial de reprodutibilidade na produção em larga escala de artigos médicos. Em cada ciclo de 34 segundos são produzidas 4000 escovas, em ambiente de sala limpa, com uma máquina totalmente elétrica ENGEL e-motion 170/100 T i com molde Hack (Alemanha) de 8 cavidades (500 escovas por cavidade). Graças ao sistema de automação modular HEKUflex (Hekuma), as escovas são imedia-

tamente transferidas, inspecionadas por visão artificial e embaladas em bolsas de 16 unidades. Para garantir o enchimento completo e regular da cavidades com 500 escovas de apenas 1,93 g, a máquina de injeção elétrica está equipada com o programa Inject 4.0 para controlo e compensação automática dos parâmetros do processo (peso, pressão, ventilação, força de fecho). A inteligência artificial integrada no sistema permite atingir elevados níveis de reprodutibilidade, um requisito para a produção de grandes séries de artigos médicos ou de cosmética. O stand da ENGEL incluirá ainda demonstrações para a área da embalagem. Ver artigo noutra página desta revista.

Monitorização e inteligência artificial nos processos de injeção O novo sistema ENGEL e-connect.monitor permite monitorizar o estado de componentes críticos da máquina durante a operação, analisar os dados e efetuar prognósticos de tempo restante até à manutenção. É uma extensão do programa ENGEL inject 4.0 e mais um passo para o cenário de fábrica inteligente. A vantagem principal do sistema consiste em programar melhor as intervenções de manutenção e reduzir drasticamente as paragens não programadas.

Já não é necessário remover o fuso da unidade de injeção para verificar a condição em que se encontra. A ENGEL desenvolveu um sistema que mede os parâmetros de desgaste durante a operação em poucos minutos, graças à tecnologia de sensores. As medições são introduzidas num modelo matemático que calcula o tempo remanescente até à intervenção de manutenção ou substituição do fuso. O sistema ENGEL e-connect.monitor monitoriza também outros componentes críticos que não são normalmente alvo da atenção dos operadores, como é o caso dos fusos que atuam os movimentos axiais nas máquinas elétricas. Basta que ocorra a falha num deles para que a máquina pare. O novo sistema monitoriza o seu estado em contínuo. Outros desenvolvimentos recentes da ENGEL são o sistema eletrónico ENGEL e-flomo para controlo de temperatura dos circuitos de água e o software iQ flow. Operando em conjunto, contribuem para a estabilidade dos processos, para reduzir as rejeições e para melhorar a eficiência energética. 26 /Mar

índice

A maior parte das rejeições é causada por erros de controlo da temperatura. A ENGEL disponibiliza os controladores de temperatura ENGEL flomo desde a a K 2010, substituindo os distribuidores de água tradicionais. O novo sistema eletrónico ENGEL e-flomo torna mais fácil a regulação automática do caudal e da temperatura diferencial. Com o novo software iQ flow, a velocidade da bomba é adaptada automaticamente à necessidade, com base nos valores determinados pelo ENGEL e-flomo. Além disso, o e-flomo está totalmente integrado no controlo CC300, graças À comunicação OPC-UA (Open Platform Communication Unified Architecture). A ENGEL usa o prefixo iQ para designar os sistemas inteligentes de monitorização descentralizada e controlo dos processos de injeção. A família inclui atualmente o iQ flow, o iQ weight e o iQ clamp. Até ao momento, a ENGEL já concretizou mais de 1000 instalações do sistema iQ weight control, que reage mesmo às mais pequenas mudanças das condições ambientais, das matérias-primas ou do desgaste dos moldes, compensando-as automaticamente com os ajustes na máquina de injeção. O software abaliza o perfil de pressão em tempo real durante o processo de injeção e compara-o com os valores de referência.

reviplast

Nº 87 outubro 2016/ 2007


injeção ELMET

Dosagem de LSR a alta velocidade Os sistemas de dosagem da ELMET (Oftering, Áustria) poderão ser vistos na K 2016 no stand da empresa e também nos stands da ENGEL, da MOMENTIVE e da BOY. Em destaque o sistema de dosagem multicomponente TOP 5000 P para peças exigentes, em que a tecnologia da ELMET estabelece um novo padrão em matéria de fiabilidade, segurança e conforto para o operador. Nos stands da ENGEL e da BOY poderão verse sistemas de dosagem TOP 3000 S. No caso da ENGEL, a aplicação é um diafragma bi-componente para um reservatório pressurizado (em cima e à esquerda na foto), fabricado numa máquina ENGEL victory 160 combi equipada com robô viper 140. Depois da injeção da peça base em PBT reforçado com fibra de vidro (Celanex 3300D, da Celanese), esta é transferida para o molde de injeção de LSR com tecnologia de válvula de agulha da ELMET. Aqui é injetada a silicone de reação rápida ELASTOSIL LR 3071/50 A/B, da WACKER. A MOMENTIVE exibirá a produção de taças de duas cores para ovos, com a particularidade de ser um processo compacto de injeção bi-componente com uma só unidade de dosagem instalada numa máquina de injeção mono-componente, no caso uma ALLROUNDER

Nº 87 outubro 2016/

470 da ARBURG, com molde de 4+4 cavidades. O material injetado é a silicone Silopren LSR 2670 da MOMENTIVE, com as cores branca e amarela. No stand da BOY, o sistema de dosagem da ELMET está instalado numa máquina BOY 80 E com molde 128 cavidades para injeção de de LSR, em que cada cavidade é diretamente preenchida com bico de canal frio. Este processo, que é totalmente automático e não cria desperdício, são produzidos vedantes de silicone Silopren LSR 3186 da MOMENTIVE.

reviplast

índice

27


injeção Sumitomo SHI DEMAG

Novas máquinas para o segmento Embalagem A Sunitomo SHI Demag prevê registar um aumento de vendas de 5% em 2016, repetindo o desempenho de 2015. O valor de vendas poderá chegar aos 250 M€. Em 2015, instalou mais de 125 000 máquinas, das quais 25 000 na Europa. A empresa redefiniu a estratégia de produtos e mercados. As máquinas hidráulicas e híbridas fabricadas na Alemanha (Schwaig/Wiehe), comercializadas sob as marcas El-Exis SP, Systec SP e Systec All-Round, destinam-se ao mercado global, enquanto as máquinas fabricadas em Ningbo (Systec C e Systec C SP) são destinadas aos mercados asiáticos. No que respeita às máquinas elétricas, a fábrica de Wiehe abastecerá a Europa com as máquinas IntElect. A fábrica de Chiba (Japão) fornecerá e Ásia e o continente Americano com as máquinas elétricas SE-EV. A quota da Sumitomo SHI Demag nos mercados regionais das máquinas de injeção varia entre os 5% e os 30% consoante a região: 10 a 15% na Europa (15% a 20% na Alemanha), 10 a 15% nas Américas e na China. A empresa reivindica a posição de líder em dois segmentos: o das máquinas de injeção totalmente elétricas e o segmento "packaging" das máquinas hidráulicas e híbridas. É precisamente neste segmento que se anuncia uma das principais novidades da K2016: o upgrade da gama El-Exis SP Packaging High Speed. A máquina El-Exis SP 1.4 de 200 t vai ser apresentada com melhoria da eficiência energética, para demonstrar a operação a alta velocidade numa aplicação com IML e ainda a aplicação do conceito indústria 4.0 com intercades OPC/UA. Segundo a Demag, vai ser a máquina mais rápida da K 2016 para o segmento "packaging", capaz de produzir 4 embalagens de PP (Borealis) decoradas num tempo de ciclo interior a dois segundos. Nesta aplicação, o molde e o robô são fornecidos pela Brink (Harskamp, Holanda) e as etiquetas são fornecideas pela Verstraete (Bélgica).

Para o mesmo segmento, a Demag vai apresentar a máquina El-Exis SP 420 - 2.0 com molde stack de 2+2 cavidades (Plastisud), para produção de embalagens de paredes finas pelo processo de injeção-compressão, que requer menos pressão e menos força de fecho. A extração das embalagens será assegurada por um robô Sepro. 28 /Mar

índice

A terceira demonstração para o mesmo segmento será feirta com uma máquina elétrica IntElect 50t para produção de tampas dispensadoras para garrafas PET.

Setor Automóvel Outra apresentação prevista para a K 2016 é a máquina IntElect de 450 t para a produção de coberturas para faróis em policarbonato (PC), com molde de canais quentes com contrololo HRS Flex-Flow e robô de 5 eixos SDR 5X-35 da MAi (Kronach).

WINTEC

Estreia em Düsseldorf A WINTEC (Changzhou, China), subsidiária do grupo ENGEL, estreia-se na K 2016 com a máquina de injeção hidráulica t-win 6500-3300, para produção de grandes séries, com força de fecho de 6500 kN irá produzir uma cobertura de motor em PP reforçado, com 800 g, em molde mono-cavidade. O controlo C2 das máquinas WINTEC é compatível com vários tipos e marcas de robôs. Destaca-se nestas máquinas o pacote servohidráuico servowin, que economiza até 60% da energia, por comparação com máquinas hidráulicas convencionais. A unidade de fecho de dupla placa foi desenvolvida na Europa e opera sem contacto entre as placas e as colunas. As máquinas t-win estão disponíveis em seis tamanhos com forças de fecho entre 4500 e 17500 kN.

reviplast

Nº 87 outubro 2016/ 2007


injeção

Nº 87 outubro 2016/

reviplast

índice

29


injeção NEGRI BOSSI

Injeção de paletes em PEAD reciclado Os processos de produção de paletes de madeira e de plástico não podem ser mais diferentes. Em vez do processo multi-etapas de serração e combinação das várias traves e blocos de madeira, a injecção permite produzir paletes mono-peça, com grande simplicidade e rapidez. As paletes de plástico mais mais resistentes e duráveis. A MB Spritzgusstechnik (Marktoberdorf, Bayern, Alemanha) produz paletes a partir de plástico

reciclado com uma máquina NEGRI BOSSI Bi-Power VH2700-56000, de dupla placa com força de fecho de 27000 kN e capacidade de injeção até 28 kg de PEAD. A unidade de injeção conta com servoacionamento e fuso de geometria especial adequada para materiais reciclados. A retirada das paletes é assegurada por robô de 6 eixos Sytrama e os periféricos foram fornecidos pela Zimmermann-KT.

Maplan

Novo conceito de controlo A 6ª geração de controlos C6000.web e C600.web para máquinas de injeção de elastómeros, silicones e TPEs da Maplan representa a entrada no universo industria 4.0. Totalmente web based e com ecrãs táteis de 21 e 15 polegadas de alta definição, estes controlos passam a equipar todas as máquinas do construtor austríaco. Integram eletrónica e software de automação desenvolvido em parceria com a B&R, especialista na área, proporcionando aos utilizadores uma experiência intuitiva, com botões táteis grandes, pictogramas de reconhecimento fácil, elevada legibilidade e menus intuitivos. O acesso via web permite ceder ao controlo para obter informação ou efetuar mudanças à distância, via tablet ou smartphone. O novo conceito ergonómico "Vario Switch" permite configurar 3 botões com funções fixas e 4 ou 5 interruptores rotativos com funções variáveis, à escolha numa lista visível no ecrã tátil. Outra opção agora disponível é a visualização multi-painel para uma melhor supervisão do processo. Os vários painéis independentes no mesmo ecrã são independentes em termos de login, autorização 30 /Mar

índice

e navegação. O ajuste automático do conteúdo de cada página e as funções de scroll permitem configurar páginas específicas. O operador pode executar movimento suaves e nem sequer precisa de tirar as luvas. O controlo do processo torna-se mais fácil com o novo setup wizard, a integração de unidades métricas e não métricas no software, melhor informação de alarmes e sugestões, um novo layout do ciclo com arranjo vertical e um novo gráfico de injeção. Na sequencia do software de otimização Cure², que continua a estar disponível, a Maplan desenvolveu a versão low cost Cure1, que calcula o estado do processo de vulcanização a partir dos dados dos material e do processo.

reviplast

Nº 87 outubro 2016/ 2007


injeção NEGRI BOSSI

Visão do futuro em máquinas elétricas Na NEGRI BOSSI marca presença na K 2016 com o início da comemoração do 70º aniversário da fabricação de máquinas de injeção e com a primeira apresentação do "Projeto ELE" que envolve uma nova geração de máquinas totalmente elétricas. Sob o tema "Projetado no Futuro", a NEGRI BOSSI vai evidenciar as melhorias tanto das especificações técnicas como das prestações das máquinas, tornando-as mais atrativas para setores de aplicação como a embalagem e os artigos médicos. As novas máquinas ELE vêm equipadas com um novo controlo multi-toque Tactum, acesso remoto, câmara integrada e, naturalmente, o “gesture navigation”, graças a introdução do multi-toque. Os visitantes poderão ainda observar o novo grupo de fecho “Smart Flex 2” com uma geometria diferente de joelheira, projetada para ser acoplada especificamente com fecho elétrico e para as novas caraterísticas optimizadas. A gama é composta por 11 modelos, de 50 a 650 ton. Durante a K 2016, será possível ver dois novos grupos de fecho do Conceito X, um grupo de 850 t com comando hidráulico e um grupo de 720 t com acionamento elétrico. Os novos grupos de fecho foram projetados para ter

Nº 87 outubro 2016/

todos os aspectos positivos de um fecho de joelheira, competindo com unidades de dois pratos, que se descacam pelas caraterísticas de caraterísticas de compacidade, estabilidade e operação limpa. O grupo 850 t será apresentado como uma máquina completa e terá como destaques alguns conceitos e tecnologias que a Negri Bossi desenvolverá nas futuras séries de máquinas. Com os controlos Tactus (toque único) eTactum (multi toque), a Negri Bossi dará aos visitantes uma visão do futuro quanto ao modo de operar máquinas de injeção tirando partido de interfaces mais intuitivas e “amigáveis”. A Negri Bossi é representada em Portugal pela Paulo Pinto & Figueiredo, Lda.

reviplast

índice

31


injeção Wittmann Battenfeld

Novo controlo e aplicações IML, CELLMOULD e multi-componente Na K 2016, a Wittmann Battenfeld vai apresentar o novo controlo UNILOG B8, que passa a estar disponível para todas as máquinas de injeção da Power Series. O novo controlo tem um ecrã multi-tátil vertical de 21,5 polegadas, com funções de zoom e wipe, enquanto as principais funções operativas frequentes são ativadas por botões táteis localizadas na consola central da máquina. O sistema operativo é o Windows 10 IoT. O novo controlo permite interligar todas as máquinas, robôs e periféricos em rede, dando sequência ao conceito indústria 4.0. Alargando a gama EcoPower Xpress, a Wittmann Battenfeld vai introduzir uma nova máquina totalmente elétrica equipada com acionamentos de alto dinamismo nos grupos de fecho e injeção, vocacionada para aplicações de embalagem. Durante a K 2016, a demonstração será efetuada com uma máquina equipada com sistema IML W837 e molde de 8 cavidades (Greiner) para produção de tampas de PP, com tempo de ciclo de 4,7 segundos. A máquina inclui câmara de inspeção e sistema de

triagem de tampas conformes/não conformes. Outra demonstração programada para a K 2016 é a do processo de "espuma estruturada" CELLMOULD, numa máquina MacroPower 1100/ 8800, com sistema CMS (Condition Monitoring System) integrável em sistema MES e robô W843 para retirar e colocar as peças auto no transportador de saída. O processo permite produzir pelas extra-leves mas rígidas e com baixa defornação. A Wittmann Battenfeld vai também apresentar o primeiro modelo multi-componente da série MicroPower (15/10H/ 10H) para produção de micro e nanopeças, um modelo multi-componente da série SmartPower (180/525H/210L) para produção de copos de termoplástico e silicone líquida, uma máquina de injeção vertical Power Series CM 40/210 R1280 para produzir peças de conetores e ainda uma máquina SmartPower 350/3400 para produzir cestos de compras em TPE.

Kistler

Mais qualidade e menos tempo de setup Com o conceito Indústria 4.0 no horizonte, os sistemas de deteção, comunicação e gestão de dados ganham importância acrescida, pelo seu potencial de melhoria da qualidade e da eficiência nas fábricas de injeção. A Kistler vai apresentar na K 2016 a nova versão do sistema ComoNeo (V 2.0) e as novas funcionalidades do ComoDataCenter (3.1). Na lista de produtos novos, está o sensor 4001 para processos RTM, o sensor de pressão 6185 (indiferente à posição de instalação) e o conetor multi-canal 1722. As novas versões dos sistemas ComNeo e ComoDataCenter terão a sua primeira apresentação pública na K 2016, destacando não só os benefícios já conhecidos da digital networking, mas também novas funcionalidades, como é o caso da Restart Assistant integrada no sistema ComoNeo 2.0, que permite transferir processos de uma máquina para outra sem qualquer problema. Parta assegurar a reprodução do mesmo nível de qualidade na nova máquina, o sistema calcula e sugere as mudanças específicas de parâmetros que são necessárias. A transferência pode ser feita mesmo por operadores sem conhecimentos especiais sobre pressão nas cavidades do molde. 32 /Mar

índice

Por seu turno, o ComoDataCenter 3.1 apresenta novas funcionalidades para melhorar a rastreabilidade da qualidade das peças. O ComoDataCenter (CDC) está agora disponível também para o ComoNeo. Deste modo, o ComoNeo e o CoMo Injection partilham uma base de dados comum. O CDC passou também a incluir a gestão de moldes. Os parâmetros de molde podem ser armazenados centralmente e transmitidos para qualquer

reviplast

Nº 87 outubro 2016/ 2007


injeção fábrica via CDC, para os sistemas ComoNeo ou CoMo Injection. Estão assim asseguradas a compatibilidade entre os sistemas ComoNeo e CoMo Injection e a possibilidade de os utilizadores do CoMo Injection evoluírem gradualmente para o ComoNeo. O acesso rápido aos parâmetros contribui para encurtar o tempos de setup. O novo sensor RTM tipo 4001 é indicado pela Kistler para medição de pressão e temperatura em todo o tipo de resinas usadas em processos RTM, incluindo resinas de alta viscosidade. O novo sensor tem duas saídas analógicas e uma digital e apresenta design robusto adequado para ambientes industriais. Assegura a identificação eficaz das fases caraterísticas do processo RTM. O novo conetor multi-canal tipo 1722 permite ligações, de 4 ou 8 canais, mais robustas e protegidas contra contaminação. Suporta temperaturas até 120 °C,. O novo sensor de pressão tipo 6185 com o seu diâmetro frontal de apenas 2 mm, é ideal para aplicações de injeção de componentes muito pequenos. A sua precisão é indiferente à posição de montagem. O novo design impede que as tolerâncias de montagem interfiram nas medições, pelo que assegura precisão mais elevada. Está disponível em versões revestida e não revestida e com várias opções de instalação.

Nº 87 outubro 2016/

reviplast

índice

33


moldes Meusburger

Cilindro com bloqueio O cilindro com bloqueio E 7055 é indicado para o bloqueio de elementos móveis em moldes de injeção de plásticos e fundição injetada. Uma grande superfície no elemento móvel ou no postiço moldante, resulta em elevadas forças que podem ser somente e usualmente absorvidas por cilindros hidráulicos muito grandes. O cilindro de fecho mecânico na posição final permite uma elevada capacidade de carga, mesmo com um design compacto, e é a solução ideal para o desenhador. O design prático da flange dá uma posição exata dos sensores e das entradas e saídas do óleo transmitindo assim, confiança e segurança na monitorização através da posição final e precisa pretendida. Em peças de plástico que têm uma abertura, o cilindro é montado com précarga para evitar a formação de rebarbas. No entanto, se as peças de plástico não tiverem abertura, o cilindro é instalado sem pré-carga. O adaptador E 7088 para cilindros com bloqueio facilita a conexão no elemento móvel ou no trinco postiço. O novo cilindro com bloqueio da Meusburger está disponível em stock com retentor de força de 40 a 500 kN e com os acessórios correspondentes.

Cunhos e cortantes com 2 colunas As novas placas para cunhos e cortantes com 2 colunas, nas quais as colunas estão dispostas na diagonal ou centradas, possibilitam novas e variadas aplicações. A disposição melhorada dos grampos de fixação das colunas e dos casquilhos garante uma largura máxima de utilização para o conjunto SZ, com orientação central. O conjunto SD, com orientação na diagonal, está projetado para uso em comprimento e largura. Ambos os conjuntos estão disponíveis nos tamanhos 126 156 a 396 496, com ou sem placa de apoio e combináveis com casquilhos lisos e duplos. A proteção anti-rotação ocorre através da gradação de diâmetro standard do mercado para o sistema de guiamento. Usando o assistente da loja on line, as placas para estruturas podem ser montadas rápida e facilmente. Em primeiro lugar, é determinado o tamanho e o tipo das placas. Em segundo lugar, são selecionadas as respetivas colunas ou placas porta-casquilhos. De seguida, o assistente calcula automaticamente os componentes adequados, como colunas, casquilhos e grampos de fixação. A placa para estruturas com 2 colunas está agora configurada e pode ser diretamente exportada para o formato CAD pretendido. Todo o processo dura apenas um par de minutos.

Acabamento de superfícies A Meusburger lançou novas ferramentas para acabamento de superfícies, tendo em conta as necessidades das oficinas de moldes. O novo conjunto de ferramentas, disponível em stock, inclui vários tipos e dimensões de limas para trabalhos de acabamento precisos e exatos. O sortido de limas-agulha tem dureza 66 HRC e cortes de 0 a 2. Destaca-se ainda a solução mais rápida para mudança de discos abrasivos.

34 /Mar

índice

Placas isolantes As placas isolantes da Meusburger com dimensões standard são fornecidas com precisão de 0.02 mm de paralelismo no comprimento e largura. Estão disponíveis com resistências à compressão de 330 N/mm² e 600 N/mm², respeitando o sistema de coordenadas normalizado da Meusburger. As dimensões standard estão disponíveis em stock, podendo ainda ser maquinadas de acordo com desenho.

reviplast

Nº 87 outubro 2016/ 2007


moldes Meusburger

Porta elétrodos A Meusburger alargou a gama de porta elétrodos, que passaram a estar disponíveis em aço, latão e alumínio e em várias versões. Estão especialmente adaptados à nossa gama de elétrodos e são compatíveis com o sistema de fixação ITS-50. Os porta elétrodos podem ser encomendados individualmente ou em conjunto.

Mesa de ar A mesa de ar da Meusburger foi concebida para facilitar a montagem e manutenção de moldes de injeção, de fundição e de cunhos e cortantes. Correspondendo à procura, foi lançado o modelo H 4062 com tamanho maior. Passaram a estar disponíveis os tamanhos 496 x 1156 mm, 796 x 1496 mm e 996 x 1846 mm. Nestas mesas, as várias saídas de ar criam uma

Nº 87 outubro 2016/

almofada de ar sob as placas móveis, facilitando o movimento e a manipulação das metades do molde. O controlo separado permite a manipulação eficiente de ambas as metades do molde sem necessidade de as reposicionar ou rodar. Consegue-se, assim, uma maior segurança para os operadores e protege-se o tão precioso molde contra possíveis danos. A mesa de ar para montagem H 4062 foi projetada para suportar impactos fortes e pesos de 3.000 a 5.000 kg. As metades finas do molde podem ser fixadas com um esquadro de fixação. A mesa de ar para montagem tem certificação CE. É fornecida num conjunto completo, incluindo uma estrutura de apoio, um armário para as ferramentas e vários acessórios.

reviplast

índice

35


moldes Meusburger

KraussMaffei

Perfis ocos A Meusburger ampliou a sua gama de molas de elastómero E 1558 com o lançamento dos perfis ocos E 15581 em poliuretano, com dureza 90 Shore A. São indicados para a fabricação de molas com longitudes especiais, discos amortecedores e peças de baixo plano. O material destaca-se pela alta resistência à abrasão e à rotura e, consequentemente, pela sua durabilidade.

Balancé flexível com guiamento O balancé flexível compacto com guiamento integrado E 3260 permite uma desmoldagem de negativos sem aber-tura de caixas inclinadas. O design compacto e cilíndrico garante uma instalação fácil e rentável no molde. O balancé dispõe de um componente de guiamento mecânico, integrado de elevada qualidade e guiado por um casquilho endurecido, que permite uma desmoldagem fiável da zona negativa. O batente mecânico incluído no balancé absorve a pressão de injeção evitando assim, a sua compressão. É possível obter uma desmoldagem retardada, removendo o pino de mola. O E 3260 da Meusburger está disponível para entrega imediata em 8 tamanhos diferentes, que variam entre 1,8 a 12 mm.

Ferramentas de corte A diversidade de insertos indexáveis e porta-ferramentas disponíveis no mercado dificultam a escolha pelos utilizadores. A Meusburger criou uma gama de ferramentas indexáveis totalmente coordenada com as necessidades do fabricantes de moldes, com um processo de encomenda rápido e económico.

36 /Mar

índice

Selagem de moldes de PUR A KraussMaffei vai apresentar na K 2016 o novo sistema SealStar para vedação de moldes para os processos de produção de espumas de PUR (back-foaming). É um sistema de tubos totalmente insuflável que assegura uma vedação mais segura nas áreas de ligação e nos cantos. O sistema tem estado a ser testado, com suscesso, em condições industriais deste Maio. Como opção, o sistema SealStar pode ser completado com monitorização eletrónica para detetar e localizar danos no tubo vedante.

Distribuidores lógicos Os novos distribuidores lógicos da Meusburger facilitam a monitorização de fieiras e processos de injeção. Podem agrupar os sinais de vários sensores sem queda de tensão e incluem sinalização LED. O design compacto e mono-fila permite a instalação rápida e fácil.

reviplast

Nº 87 outubro 2016/ 2007


Nº 87 outubro 2016/

reviplast

índice

37


automação HEKUMA

Transferência de pipetas para o módulo de embalagem

Automação modular Com tantos projetos bem sucedidos de automatização de células de produção e assembling, a HEKUMA viu-se vítima da sua competência de construção de máquinas especiais. Para ter soluções de automatização bais baratas para os clientes e mais lucrativas para si própria, a HEKUMA apostou na construção modular. A ideia já tinha sido levantada na FAKUMA 2015 e será um dos focos da presença da HEKUMA na K 2016. Em vez de máquinas especiais, a HEKUMA pretende desenvolver a produção em série de módulos que se encaixam como peças de lego, em função das necessidades de cada célula ou produto. Estão previstos módulos de equipamento para as operações de: alimentação, inserção e retirada do molde, assembling, soldadura, triagem, embalagem, O conceito HEKUflex destina-se a permitir uma instalação mais rápida e flexível das linhas de montagem, configurando-a com os módulos necessários. Foram previstas as interfaces necessárias entre cada módulo e optou-se pelo controlo descentralizado. Por outro lado, a configuração modular permite também aproveitar os móduolos para novas configurações.

Equipamentos modulares de automatização, segundo o conceito HEKUflex.

38 /Mar

índice

Coberturas de motores de limpa-brisas De entre os múltiplos projetos de automatização concretizados pela HEKUMA nos anos mais recentes, destaca-se a solução configurada para a montagem de coberturas de motores de limpa-vidros na fábrica do Söhner Group (Schwaigern, Alemanha). O automatismo envolve, a inserção de seis contatos nas quatro cavidades do molde, a colagem de um contato adicional com cola termofusível, a retirada do molde, a montagem de 3 componentes de PBT reforçado com 30% de fibra de vidro e de um vedante de TPE, a alimentação, inserção e corte de membranas de equalização, a soldadura laser e a inspeção final das peças. O tempo de ciclo estabelecido, com todas as operações e movimentos necessários, foi de 30 segundos. O sistema assegura uma taxa de rejeição abaixo de 0,5% e capacita o Söhner Group para produzir até 8

reviplast

Nº 87 outubro 2016/ 2007


automação

Discos de Petri O conceito produção dos discos de Petri LITE foi concretizado em parceria pela Plastisud (molde 4+4)), ENGEL (máquina de injeção sem colunas) e HEKUMA (automação). Neste caso, o quipamento downstream assegura a retirada do molde, a montagem, o empilhamento e a embalagem. As únicas operações manuais são a colocação das bolsas de plástico e a termoselagem dos sacos. O sistema completo ocupa apenas 18 m2 e é capaz de produzir 17 milhões de discos de Petri por ano.

milhões de coberturas de motor limpa-vidros por ano (com três sistermas Hekuma).

Seringas Outro projecto concretizado pela HEKUMA foi a automatização de todo o downstream da produção de seringas de COP (polímero de olefina cíclica) para a BD. O processo envolve operações em ambiente clean room, com alta precisão, designadamente a inserção das agulhas nos moldes dos corpos da seringa, a inspeção das seringas, a aplicação de silicone e a colocação das tampas de proteção das agulhas. O processo completo tem um tempo de ciclo inferior a 30 segundos.

Moldes chineses: a desaceleração A indústria chinesa de moldes, cunhos e cortantes entrou em desaceleração, acompanhando a tendência económica. Em 2015, as vendas do setor totalizaram um valor equivalente a cerca de 27,3 mil milhões de USD, com um crescimento de 5,1% relativamente a 2014 (dados da associação chinesa dos fabricantes de moldes). A indústria chinesa trabalha sobretudo para o mercado interno. As exportações ultrapassaram o valor de 5 mil milhões de USD, mais 3,3% comparativamente a 2014. Dois terços deste valor, cerca de 3,39 mil milhões de USD dizem respeito a moldes para plásticos. As importações chinesas de moldes para plásticos atingiram o valor equivalente a 1,16 mil milhões de USD em 2015. A desaceleração do ritmo de crescimento esconde um Nº 87 outubro 2016/

acréscimo de competitividade da indústria chinesa. O crescimento médio do setor desdobra-se em realidades muito diferentes. Enquanto a generalidade das pequenas empresas registaram menos vendas em 2015, as maiores empresas, que investiram em tecnologia e qualidade, aumentaram a sua quota de mercado e registaram um aumento de vendas e 12% muito superior à média geral.

reviplast

Nos anos mais recentes, as indústrias de moldes chinesas investiram um valor equivalente a cerca de 350 mil milhões de USD para aumentar e modernizar a sua capacidade. O aumento dos custos de produção, associado sobretudo ao aumento dos custos de mão-de-obra qualificada, é uma das principais razões para a desaceleração das exportações. índice

39


extrusão Davis-Standard

Evolução na tecnologia de extrusão Completando a presença na K 2016 com visitas guiadas a demonstrações nas instalações de Erkath, a Davis-Standard prepara-se para apresentar várias novidades técnicas no domínio da tecnologia de extrusão. O Adaptador QSE (Quick Screw Exchange) é um dispositivo de mudança rápida de fusos sem afetar o material a jusante. Poderá ser visto numa extrusora de 90 mm, equipada com aquecedores elétricos e arrefecimento a ar em cada zona. A extrusora foi projetada para processamento a altas temperaturas (até 300 ºC). O QSE permite trocar o fuso sem desmantelar os tubos de material, o feedblock e outros componentes.

foram instaladas várias linhas dsX flex-pack na Polónia, Turquia, Arábia Saudita e China. A David-Standard disponibiliza as larguras de 1200, 1350 e 1550mm

O Desbobinador a alta velocidade, projetado para filmes e folhas muito finas, assegura velocidades de desbobinagem e corte até 800 m/min e pode processar materiais sensíveis como folha de alumínio de 6 a 20 µm ou filme PE de 30 a 100 µm. Lida com bobinas de 300 a 1000 mm de diâmetro (800 mm para folha de alumínio), com peso até 1800 kg.

Alta velocidade

Herdeira da tecnologia da Gloucester Engineering, a Davis-Standard apresentará também os designs mais recentes de fusos alimentadores e fieiras, bem como os serviços de reparação e reconstrução assegurados a partir da subsidiária do Reino Unido. Na área da extrusão-revestimento, da extrusão tubular e da extrusão cast, destaca-se a evolução da tecnologia dsX™ no sentido do aumento da produtividade e da redução de resíduos. As linhas de extrusão-revestimento dsX flex-pack™ destinam-se à produção de materiais para embalagens flexíveis, embalagens para dentífricos, condimentos e embalagens stand up. Asseguram produções até 450 m/min. Nos meses mais recentes, 40 /Mar

índice

A linha dsX s-tretch™ produz filme cast estirável já com préestiragem, dispensando os métodos convencionais de préestiragem. Os filmes podem ser mais finos (até 6 µm e resistentes e a velocidade de produção pode variar entre 550 e 1000 m/min. A linha pode operar com configurações de 3, 5 e 7 camadas, destaca-se pela largura mais compacta e pela bobinagem coreless.

No stand da K 2016, a Davis-Standard vai apresentar uma nova extrusora de alta velocidade para produções até 1500 kg/h, para produção de folha, fibras ou extrusão-revestimento, processando materiais como PP e PS. A configuração de 75 mm / 40:1 proporciona uma relação superfície/volume favorável comparativamente às extrusões convencionais e uma economia de 10 a 15% do consumo de energia, graças ao motor AC síncrono de ímanes permanentes.

Tubo médico As extrusoras MEDD foram projetadas para produção de tubo médico, reunindo caraterísticas de flexibilidade de materiais e construção compacta. Têm várias secções interpermutáveis, integram a tecnologia Alternate Polymer® da Davis-Standard e o sistema de controlo EPIC III®, com sistema operativo Windows®.

reviplast

Nº 87 outubro 2016/ 2007


Nº 87 outubro 2016/

reviplast

índice

41


extrusão Gneuss

Folha PET para uso alimentar Com o crescimento mundial de embalagem de chapas de PET, a Gneuss (Bad Oeynhausen, Alemanha) já instalou nos últimos anos, mais de 20 linhas de chapa de PET feitas sob medida. São linhas flexíveis, compostas por extrusora MRS, sistema de filtração rotativo, viscosímetro on line e painel de controlo. Podem processar PET virgem ou reciclado, com ou sem especificações para contacto alimentar. Na indústria de embalagens, o uso de chapa PET está em crescimento, assim como o uso de material reciclado. Se a chapa de PET é usada para embalagem transparente de alimentos (bandejas ou recipientes para frutas, vegetais, carne, biscoitos etc.), ou para embalagens sem contato com alimentos (por exemplo, embalagens blister), é sempre importante considerar as propriedades peculiares do PET. Com a Extrusora de Sistema Multi Rotativo (MRS), a Gneuss desenvolveu a única extrusora desenhada especificamente (mas não somente) para o processamento de PET. O PET pode ser extrudido sem présecagem ou cristalização quer se trate de material virgem, quer de escamas de garrafas PET pós-consumo, com humidade residual de 1% ou mais. A extrusora também processa facilmente aparas de PET/PE (laminado), e misturas de PET e PETG. Graças à altíssima

Gillard

Corte Servo A Gillard (Reino Unido) apresentará na K 2016 o novo sistema de corte Servo-Torq® parta linhas de extrusão. Equipado com servomotores AC Lenze, redutores planetários, painel Siemens e controlo digital multi-eixos do sistema de lâminas rotativas, o novo sistema assura alta velocidade e precisão de corte. A capacidade de corte vai até diâmetros de 150 mm e é compatível com todos os tipos de plásticos e borrachas.

42 /Mar

índice

taxa de troca superficial de polímero sob vácuo na secção da MRS, o nível de vácuo de apenas 25 bar é suficiente para alcançar 100% de extração de humidade. Outro efeito é a excelente extração de materiais voláteis. O sistema abrange as exigências FDA e EFSA, sem restrições. A chapa de PET fabricada na extrusora MRS é, portanto, adequada para aplicações de contato com alimentos, seja qual for o material de entrada usado, e sem pré-tratamento do material. A unidade de Processamento Gneuss inclui também o Sistema Rotativo de Filtração de Massa Fundida exclusivo da Gneuss, para a eficiente remoção de contaminantes sólidos, com finos elementos filtrantes, mesmo com o uso de escama de garrafa pós-consumo. O viscosímetro on line Gneuss garante um valor IV do polímero coerente e definido, graças a seu sistema de controlo inteligente, e é uma ferramenta extremamente útil para garantir qualidade de monitorização e controle. A Gneuss oferece linhas completas, incluindo os componentes up e downstream, do Sistema de dosagem de material para a matriz, calandra e bobinadores, todos adaptados às necessidades específicas de cada cliente.

Guill Tool

Cabeça de extrusão de elastómeros A Guill Tool desenvolveu a nova cabeça de extrusão da série 500 com o sistema MAGS (Mechanically Assisted Gum Space), para processamento de compostos elastoméricos. A principal novidade é o ajuste mecânico fácil, usando uma simples chave soquete. A nova solução evita a demora no ajuste e nas operações de limpeza e mudança de material. Outros aspetos desta nova cabeça são o ajuste de concentricidade e a manga de arrefecimento de alumínio fundido que permite retirar a camisa de arrefecimento no caso de obstrução da linha, contribuindo também para reduzir os tempos de paragem. Por outro lado, o novo design do canal de entrada reduz o cizalhamento e o calor gerado no processamento, melhorando a fluidez do material através da cabeça. Embora seja uma substituta direta para as linhas NRM, a nova cabeça da série 500 pode ser adaptada a qualquer extrusora. Clicando no ícone ao lado pode ver-se um filme de apresentação da nova cabeça.

reviplast

Nº 87 outubro 2016/ 2007


impressão 3D

Nº 87 outubro 2016/

reviplast

índice

43


extrusão KraussMaffei Berstorff

Compostos e Re-Compostos As extrusoras de duplo fuso da gama ZE Performance, fabricadas na China pela KraussMaffei Berstorff, proporcionam uma relação custo-desempenho inédita e competitiva para a produção de compostos standard. Destaca-se a modularidade da secção de processamento, a disponibilidade de quatro relações comprimento/ diâmetro: 4, 8 10 ou12, o controlo preciso de temperatura, o aquecimento por aquecedores elétricos rápidos e o arrefecimento por injeção de água. O sistema de flange C facilita a montagem e desmontagem e a consequente redução dos tempos de setup.

stand da ECON (no pav. 6), com a produção de masterbatch de côr de PELBD com grânulos de 0,4 a 0,5 mm de diâmetro. A linha de compostos é formada pela extrusora ZE 42 BluePower, pela bomba Melt-X1 da Eprotec com filtro ESD70, pelletizador em água ECON EUP 150 e sistema de processamento de água com secador centrifugo ECON EWT 250. A demonstração deverá evidenciar uma produção de 70 kg/h. A extrusora ZE 42 BluePower pode assegurar produções entre 250 e 500 kg/h e é recomendada para produtores de compostos que necessitem de assegurar lotes mais pequenos com elevada produtividade. A gama modular de secções de 4D e 6D e os diversos elementos dos fusos permite uma grande variedade de configurações.

...e Re-Compostos Compostos... A extrusora de duplo fuso ZE 65 BluePower Torque foi projetada para níveis elevados de desempenho e eficiência na produção de compostos. Durante a demonstração feita no TecDay de fevereiro deste ano, a extrusora processou PA6 com 30% de fibra de vidro à cadência de 2,500 kg/h, a 90% do binário e velocidade de 1200 rpm. A nova extrusora tem aspetos novos em matéria de eficiência energética e acionamentos, designadamente os motores trifásicos com arrefecimento a água e o redutor de alta eficiência. A secção de processamento foi completamente redesenhada. A relação de diâmetros exterior/interior foi aumentada para 1,65, aumentando o binário para até 16 Nm/cm³ (mais 30%). Durante a K 2016, a KraussMaffei Berstorff vai apresentar a nova extrusora de duplo fuso ZE 42 BluePower e promete estabelecer uma nova referência em matéria de combinação de desempenho e eficiência energética na produção de compostos. A demonstração será feita no

44 /Mar

índice

A K 2016 servirá também para apresentar configurações de extrusoras em cascata para produção de compostos de poliolefinas, incorporando materiais reciclados. A primeira extrusora, que pode ter destroçador ou aglomerador a montante, assegura a alimentação, homogeneização e desgaseificação do material lavado e escolhido. A filtração fina no final da secção de de processamento assegura a remoção de contaminantes. Este processamento pode ser executado por extrusora monofuso ou de duplo fuso. Em seguida, o material é bombeado para a segunda extrusora, equipada com os doseadores gravimétricos necessários para os diferentes materiais, cargas, aditivos ou pigmentos que deverão entrar na formulação do composto, alimentadores laterais ZSFE e ainda um sistema adicional de desgaseificação.

reviplast

Nº 87 outubro 2016/ 2007


extrusão Perfis para janelas

KraussMaffei Berstorff

Extrusoras geminadas para tubos

A Oxxo, subsidiária do grupo Cevital (Kouba, Argélia) instalou 23 extrusoras de duplo fuso para as suas novas 19 linhas de produção de perfis para janelas, na fábrica de Bordj Bou Arreridj, arredores de Algiers. O conjunto de extrusoras inclui quatro combinações de coextrusão destinadas a produzir perfis com camadas interiores de materiais recuperados. As extrusoras têm duplo fuso de 32D e fusos cónicos, com tecnologia bem estabelecida no mercado.

Também para ver na K 2016 é a nova solução compacta para produção de tubos de U-PVC. Lado a lado, duas extrusoras de duplo fuso KMD 108-36 E2/R com fusos de 36D asseguram produções até 2000 kg/h

SML

Estirável mais rápido

QuickSwitch O sistema QuickSwitch para mudança de diâmetro do tubo sem parar a produção passou a estar disponível para diâmetros até 500 mm. A versão mais recente abrange diâmetros entre 280 e 500 mm.

Configuração rápida O software ScrewCon e os elementos de cobertura das extrusoras de duplo fuso da KraussMaffei tem dados provas ao longo dos anos. Recentemente, a versão 3.0, com nova interface e novas funcionalidades, permite a configuração ultrarápida, combinando cerca de 2000 elementos de fusos e coberturas das gamas de extrusoras ZE BluePower, ZE UTi, ZE UTXi e ZE Basic. O software inclui a biblioteca de elementos e funcionalidades de gestão do stock de elementos. Além disso verifica automática e instantaneamente se os elementos são compatíveis.

Com as linhas de extrusão PowerCast, a SML (Áustria) passou a um patamar mais elevado em dimensão e produtividade na produção de filmes estiráveis. A linha PowerCast produz bobinas de 4 m de largura. Está equipada com feedblock para 13 camadas, 8 extrusoras, recuperação de aparas laterais e assegura produções até 3000 kg/h. Para ver na K 2016. Durante a K 2016, na fábrica de Lenzing, a SML exibirá uma segunda linha PowerCast com configuração similar, mas equipada com feedblock Cloeren de 55 camadas. Esta linha servirá para a comparação científica das propriedades dos filmes de nanocamadas com os filmes coextrudidos convencionais.

PET expandido A SML vai apresentar uma linha FlexiPET para produção de folha de PET expandido com base numa extrusora de duplo fuso cónico. A mesma linha pode produzir folha expandida, folha sólida, filme cast ou laminados PET/PE com mudança rápida de produção.

Filmes respiráveis O processo DoubleCoat, que combina extrusão-revestimento e laminação termofusível, permite produzir revestimentos com melhores propriedades de peso, elasticidade, impermeabilidade à água e respirabilidade. Pode ser observado com a linha FlexPack que estará em testes em Lenzing nos dias que precedem a K 2016. Nº 87 outubro 2016/

reviplast

índice

45


equipamentos Hexagon

Novo scanner laser 3D Com o lançamento do Leica Absolute Scanner LAS-20-8, a Hexagon Manufacturing Intelligence ampliou a sua gama de scanners com um equipamento portátil para aplicações de inspeção de elevado volume e complexidade de dados. Em combinação com o Leica Absolute Tracker AT960, o novo scanner permite um funcionamento excepcional em inspecções manuais de forma livre, quer sobre superfícies metálicas brilhantes, quer em materiais escuros. A facilidade de uso faz com que este scanner possa ser usado por operadores menos experimentados. Leve e com opção de alimentação por bateria, o novo scanner suporta volumes de medição até 60 m e pode ser usado em qualquer ambiente fabril, graças ao grau de proteção IP50. O sensor identifica o scanner, permitindo efetuar trocas rápidas entre leitura, sondas e medições com refletor. Um sinal luminoso incorporado ajuda o operador a fixar a melhor posição de medição e a sinalização táctil, acústica e visual indica a obtenção dos resultados. A intensidade do laser é ajustada automaticamente ao tipo de superfície e o operador pode mu-

dar entre os perfis de medição pré-estabelecidos usando a tecla principal do scanner. Deste modo, pode aplicarse a configuração adequadfa para cada secção da peça sem necessidade de qualquer ajuste do software. Para além da integração fácil com o Leica Absolute Tracker AT960, o Leica T-Probe e o Leica T-Scan 5, o scanner LAS-20-8 tem a mesma interface de software RDS de toda a gama de produtos ROMER Absolute Arm da Hexagon.

Braço de medição com precisão acrescida A versão mais recente do ROMER Absolute Arm - série 77 -, destinado a medição 3D por coordenadas (MMC), apresenta uma precisão de leitura 20% superior e uma precisão de medição com sonda táctil 15% melhor, comparativamente à série 75. Disponível em cinco tamanhos, de 2.5 m a 4.5 m de volume de medição, a série 77 mantém toda a facilidade de utilização, mas agora com precisão acrescida. É agora possivel iniciar imediatamente o braço de medição sem necessidade de aquecimento ou de erstabelecer uma referência. É possível mudar as sondas sem efetuar uma nova calibração, aumentando a flexibilidade do trabalho. A resposta acústica e táctil permite a utilização em ambientes com piso rugoso e a base magnética

3000 N proporciona diversas opções de instalação para todas as aplicações. Tal como os braços 73 e 75, os novos braços de medição da série 77 são compatíveis com todos os scanners laser da Hexagon, incluindo as unidades externas HP-L-20.8 e HP-L-8.9 e o scanner integrado RS3. Todos os braços estão disponíveis em configurações de 6 e 7 eixos. Os modelços de 6 eixos são indicados para medição com sonda e os de 7 eixos são indicados para medição laser a alta velocidade.

Hexagon adquiriu AICON 3D Systems A Hexagon AB reforçou a sua capacidade de oferta no domínio da metrologia 3D óptica, com a aquisição du a AICON 3D Systems, fornecedora de sistemas de medição 3D sem contacto portáteis para aplicações industriais. Sediada em Braunschweig (Alemanha), a AICON fornece máquinas portáteis de medição por coordenadas para aplicações universais e sistemas ópticos de medição 3D para supervisão e controlo da qualidade. 46 /Mar

índice

reviplast

Nº 87 outubro 2016/ 2007


equipamentos Rapid

Destroçadores com granulação integrada A nova série de destroçadores Raptor introduz um sistema de corte único, com tremonha de abertura inclinada para trás e um design otimizado para granulação integrada. Representa uma combinação entre a tecnologia de corte dos destroçadores, indispensável para trabalhos pesados, e o design "coração aberto" da Rapid. A Rapid oferece 36 configurações de base para a série Raptor. Os sistemas modulares apresentam dois diâmetros e duas larguras (31,5 "e 53" / 800 mm e 1.350 mm). Existem dois modelos de sistema para empurrar o material para o rotor – o FlexiPUSH e o PowerPUSH. O PowerPUSH está disponível com um comprimento de impulsor maior (PowerPUSH-XT); também existem três sistemas de corte diferentes: Quad Cut, Claw e Power Wedge. A tremonha de inclinação abre com um acionamento controlado eletricamente, enquanto a grelha e o depósito de granulado podem ser manipulados por um único operador. O design exclusivo da armação da grelha faz com que não seja necessária a remoção de parafusos para o retirar, e o depósito de granulado desliza facilmente. O FlexiPUSH é um impulsor pneumático para aplicações básicas, incluindo

Nº 87 outubro 2016/

materiais irregulares. Pode lidar com produtos grandes, tais como IBCs de 1200 l-L, por ex.. O hidráulico PowerPUSH maximiza a produção na trituração de folhas e filmes. A câmara de corte apresenta um piso texturizado para reduzir o risco de material aderente que encontre caminho sob o impulsor e é compensada com 5 graus para que os líquidos escorram. O sistema de corte QuadCUT apresenta uma navalha sólida que permite o uso completo dos quatro gumes. A base da série Raptor é equipada com a tecnologia MCB (Mineral Composite Base) da RAPID que absorve o stress e vibração durante a operação e dá ao destroçador uma base muito sólida e um baixo centro de gravidade. Os Raptor também podem ser configurados com o conceito Rapid DUO, com um granulador horizontal localizado diretamente por baixo da saída do destroçador. Os destroçadores e granuladores Rapid são comercializados em Portugal pela AGI.

reviplast

índice

47


equipamentos Branson

Soldadura de Plásticos Sob o lema "Your Welding Application – Our Solution”, a Emerson vai apresentar na K 2016 as mais recentes evoluções da tecnologia Branson Ultrasonics para a soldadura de plásticos, incluindo os processos laser, ultrassons e vibração. Os visitantes poderão ver os equipamentos mais recentes em demonstrações ao vivo, múltiplos exemplos de aplicações das várias tecnologias disponíveis, bem como dialogar com os técnicos especialistas da Branson. O GLX-3 Laser Welder é mais recente equipamento de soldadura laser da Branson e vai ser lançado durante a K 2016. Assegura a soldadura limpa e a alta velocidade de peças de grande formato, incluindo peças com geometrias complexas, dando assim resposta às necessidades dos fabricantes de peças técnicas para os setores automóvel, médico, elétrico e outros. Integra a tecnologia patenteada Simultaneous Thru-Transmission Infrared (STTIr), que executa o aquecimento, fusão e junção de toda a linha de soldadura de duas ou mais peças em simultâneo. Comparativamente aos processos laser scan ou trace, que requerem a deslocação ao longo da linha de soldadura para completar o aquecimento, o processo STTIr é mais rápido e preciso, sobretudo na soldadura de peças de grande dimensão. Graças a esta inovação, a Branson pode assegurar tempos de ciclo de 0,5 a 5 segundos em linhas de soldadura de 2 m, dependendo do material e da geometria da peça. A velocidade também é beneficiada com o sistema automático que tipicamente executa a mudança de ferramentas em 5 minutos. A tecnologia STTIr permite lidar com variações de larguras de soldadura, assegurando profundidades de soldadura de 1,0 mm ou mais, mantendo tolerâncias apertadas, na ordem dos 0,05 mm ou menos. O novo equipamento GLX-3 foi projetado para peças de grandes dimensões que requerem mais potência no laser e na força de fecho. Para tal, dispõe de mesa servo-acionada de alta velocidade, com área de 1333 x 600 mm, com capacidade para acomodar ferramentas mono ou multi-cavidade com alturas combinadas, até 500 kg. Estão disponíveis quatro níveis de potência de laser (1250 W, 1500 W, 1750 W e 2000 W) e forças de

48 /Mar

índice

reviplast

Nº 87 outubro 2016/ 2007


fecho controladas de 1 a 25 kN. Para facilitar a utilização, o GLX-3 esta equipado com painel de operador (HMI) de 12 polegadas, com arquitetura IPC e software intuitivo para treino, setup, ajuste e diagnóstico. Este software pode acomodar até 99 utilizadores com direitos de acesso diferenciados. Os visitantes do stand da Branson poderão desfrutar de uma visão do mundo da soldadura de plásticos através da Magic Lens, uma aplicação para tablets que usa a tecnologia de "realidade aumentada" para permitir a visualização 3D de modelos 3D animados dos processos de soldadura por vibração dos equipamentos da série GVX. A aplicação Magic Lens permite interagir, visualizar e observar o trabalho mecânico dos componentes do sistema, proporcionando, através de um ambiente virtual, um melhor conhecimento das tecnologias de soldadura de plásticos.

LEIBINGER

Tintas para marcação de plásticos As novas tintas para as impressoras de jacto de tinta LEIBINBGER têm propriedades adesivas que garantem a adesão, a secagem rápida e a resiastência ao atrito sobre embalagens de PE, PP e OPP. A gama de tintas inclui também tintas pigmentadas brancas para marcação de superfícies de PA escuras. No caso da extrusão de tubos ou perfis, a marcação pode ser feita imediatamente após a extrusão. A nova tinta cinzenta-prateada da LEIBINGER assegura contraste quer em superfícies claras quer em superfícies escuras. A nova gama de tintas da LEIBINGER inclui ainda tintas de segurança pigmentadas com côr preta que assumem o tom verde fluorescente quando expostas à luz UV com um comprimento de onda especial. Para marcações em que se justifique brilho, a LEIBINGER disponibiliza novas cores verde e amarelo, que mantêm o brilho mesmo quando aplicadas em superfícies negras. As impressoras de jacto de tinta da LEIBINGER estão equipadas com o sistema automático Sealtronic, que impede a secagem das tintas durante os períodos de pausa das impressoras. A comercialização e suporte técnico em Portugal estão a cargo da FJAC. Nº 87 outubro 2016/

reviplast

índice

49


equipamentos SEW-EURODRIVE

Conversor de frequência inovador e intuitivo O conversor de frequência MOVI4R-U® é um acionamento eletrónico com conceito operativo inovador, grau de proteção IP54 para instalação fora do quadro elétrico e caraterísticas de sustentabilidade inéditas. Assegura as funções de controlo simples de velocidade para motores assíncronos. A nova série abrange a gama de potências de 0.25 kW a 1.1 kW (3x AC 400 V) ou de 0.25 kW a 0.55 kW (1/ 3x AC 230 V). O conceito operativo inovador, baseado num prático botão de controlo – combinação de botão rotativo e de pressão – é particularmente amigo do utilizador. Abrange as funções de arranque, seleção de setpoint e estado de operação, incluindo avisos. Não é necessário software externo e toda a operação foi pensada para ser clara e simples. O botão de controlo é usado para aceder a todos os parâmetros apenas através de dois níveis de menu. Os LED coloridos indicam o estado do dispositivo e fornecem informação rápida sobre a causa de qualquer falha que eventualmente ocorra. Um cartão operativo fornecido com o dispositivo permite executar o arranque e a resolução de problemas sem necessidade de ajuda externa ou de documentação adicional. O design inovador permite a substituição de componentes em caso de falha e a remoção fácil das peças individuais. O dispositivo compreende um máximo de quatro componentes que são fixados entre si por um simples parafuso. Tudo isto reduz obviamente muito tempo durante a fase de instalação. O conversor de frequência pode ser dividido nos seus quatro componentes – carcaça de alumínio, unidade de operação, unidade de potência interna e ventoinha – em poucas etapas. O conceito de design também ajuda a assegurar que as matérias-primas e outros materiais usados na construção podem ser reciclados sem grande esforço de desmantelamento. O objectivo original foi atingido com este conversor de frequência sustentável que não só apresenta uma eficiência energética particularmente elevada durante a fase de utilização, mas também tem o argumento adicional da reciclagem dos materiais no final do seu ciclo de vida, dado que a SEW-EURODRIVE retoma o produto e assegura a recuperação dos materiais. Por isso, e para além da facilidade de uso, o conversor de frequência MOVI4R-U® é um produto industrial particularmente sustentável. 50 /Mar

índice

reviplast

Nº 87 outubro 2016/ 2007


mercado bombas

peças técnicas

máquinas

agentes de limpeza

CUPÃO DE SUBSCRIÇÃO SIM, desejo assinar a revista REVIPLAST pelo custo total de 18,40€ (IVA incluído) e assim receber 6 edições digitais (ficheiro PDF enviado por e-mail).

EMPRESA: ACTIVIDADE: NOME: CARGO: ENDEREÇO: COD.POSTAL: TELEFONE:

N.I.F.:

E-MAIL: FAX:

FORMA DE PAGAMENTO: Transferência bancária para o NIB 0033 0000 0018 7883 3750 5. Envio de comprovativo para o fax n.º 217 921 113 ou para o endereço de e-mail: intelisco@intelisco.pt. 87

Cheque à ordem de Intelisco - Consultores, Lda., enviado p/: Apartado 146 | 2676-901 Odivelas

Nº 87 outubro 2016/

reviplast

índice

51


52 /Mar

Ă­ndice

reviplast

NÂş 87 outubro 2016/ 2007

Reviplast 87  

revista da indústria de plásticos

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you