Page 20

Nº 138 • ANO XI • SETEMBRO 2010 GRATUITO • MENSAL PROPRIEDADE: TAMANHO DAS PALAVRAS, LDA 252 099 279 geral@reporterlocal.com www.reporterlocal.com www.facebook.com/jornalreporterlocal/

ronfE • polémica

Alunos chegaram à escola sob efeito de drogas Os cinco rapazes foram transportados ao Hospital. Escola abriu inquérito interno

C

inco rapazes apareceram na escola Abel foi comunicado à GNR e que a está a decorrer um Salazar de Ronfe sob o efeito de drogas. inquérito interno para averiguar o que se passou Segundo várias informações, os alunos, de facto com os alunos. com idades entre os 13 e os 15 anos, tinham Já o presidente da Junta de Brito, José Dias - frefumado haxixe logo pela manhã. Quando apareceram guesia de residência do alegado “distribuidor de droga” - mostrou-se alarmana escola, referiu fonte contactada do com o caso que, em sua pelo RL, “pareciam que estavam opinião, revela o avanço do atordoados, não paravam de rir e Segundo as informafenómeno do tráfico de droga tinham os olhos vermelhos”. ções que circulam, terá na localidade. O caso passou-se no dia 12 de “Já pedi à GNR de Guimarães Outubro. Quando se apercebe- sido um dos alunos a que intensificasse as rondas ram do que se estava a passar, distribuir a droga pelos por esta zona, porque há inos responsáveis da escola ordecolegas. O que adensa dicações de um aumento de naram o transporte dos alunos tráfico de droga”, disse o ao Hospital Senhora da Oliveira mais ainda a preocupaautarca em declarações aos de Guimarães. ção em torno do caso. jornalistas. Segundo as informações que O caso de Ronfe vem mostrar, circulam, terá sido um dos cinco por outro lado, que é cada vez alunos a distribuir a droga pelos mais cedo - na adolescência restantes colegas. O que adensa que os alunos têm “experiências” com substâncias mais ainda a preocupação em torno deste caso. O presidente do Conselho Executivo da Escola toxicodependentes, depois da “estreia” com os A b e l S a l a z a r , S i l v é r i o A f o n s o , d i s s e q u e o c a s o “inofensivos” cigarros.

OPINIÃO RL Pag. 14 Luís Santos (PS) escreve sobre o Orçamento de Estado e o Orçamento do GD Joane. Miguel Azevedo (PSD) defende mais Participação Cívica.

Famílias carenciadas recebem cabazes Programa da ATC de Joane com apoio da Segurança Social abrange várias freguesias Mais de 130 famílias da região vão ser apoiadas com cabazes alimentares. Trata-se de uma parceria da Segurança Social e da Associação Teatro Construção, que envolve, igualmente, autarquias e empresas. A parceria visa distribuir bens de primeira necessidade às famílias carenciadas no âmbito do Programa Comunitário de Ajuda Alimentar aos Carenciados. Com este projecto são ap o i ad as 133 f amí l ias , nu m t o t al d e 384 indivíduos das freguesias de Joane, Mogege, Castelões, Pousada de Saramagos, Vermoim, Oliveira São Mateus, Oliveira Santa Maria, Riba d´Ave e Pedome A operacionalização da iniciativa conta com o apoio das juntas de freguesia e de empresas da comunidade, única forma de garantir a distribuição da elevada quantidade de arroz, leite, queijos, massas e outros bens.

Repórter Local  

Edição de Outubro do Jornal Repórter Local

Advertisement