Issuu on Google+

Adaptação de Shakespeare, Príncipe da Dinamarca vem a São Bernardo Página 6

Ano 8 | Nº 2.575 | ABC, sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013 | www.reporterdiario.com.br

R$ 0,50

Munícipe pede ação nos 45 dias de novos prefeitos Foto: Heloísa Resende

Nesta quinta-feira (15) as novas administrações municipais completaram 45 dias de gestão. Apesar dos projetos anunciados, promessas de arrumação dos paços e ações pontais, o RD resolveu saber a opinião dos munícipes sobre melhorias nos bairros. Diadema, Santo André e São Caetano foram escolhidas aleatoriamente. Falha na iluminação pública, amontoados de lixo pelas ruas, falta de policiamento e atendimento ruim na saúde encabeçaram a lista de reclamações dos munícipes. Página 3

Secretários de Saúde fazem balanço Prefeitos e secretários se reúnem na próxima terça-feira (19), no Consórcio, para resgatar projetos e discutir soluções para atender a demanda da rede pública da região.

INSPEÇÃO - RD flagra às 23h vistoria do secretário de Obras, Paulinho Serra, na área onde a ponte afundou nesta quinta, em S.André

Ponte afunda e complica na av. do Estado

Líder de Grana segue indefinido

Localizada na altura do Carrefour da avenida dos Estados, a ponte sobre o rio Tamanduateí apresentou afundamento nesta quintafeira (14) e teve de ser interditada no sentido bairro/ centro. A ponte fica na região dos viadutos Adib Chammas e Pedro Dell’Antonia. De acordo com o Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André), o trânsito deverá ser lento na área durante os horários de pico dos próximos dias, já que a ponte está localizada na principal saída da avenida para o Centro.

O posto de representante dos interesses do Paço de Santo André, na Câmara, continua sem definição. Articulador do prefeito Carlos Grana (PT), o chefe de Gabinete Tiago Nogueira sinaliza que vai buscar a indicação do líder de governo com vereadores que não compõem a bancada petista. A manobra é tentativa de consolidar base governista no Legislativo, pois o cenário é desafiador. O grupo de Grana enfrentará oposição de pelo menos 11 dos 21 parlamentares da Casa. Para destravar as relações, Grana marca presença na sessão de terça-feira. Página 2 Foto: Divulgação

PRETO E BRANCO - Marcelo Marrom e Rodrigo Capella fazem humor em Santo André Página 6

Página 3

Foto: Iara Voros

GASTRONOMIA Foto: Forlan Magalhães

TÍTULO - Escola Lírios de Ouro conquistou o Carnaval andreense. Na quarta-feira, integrantes da escola foram ao delírio no Pedro Dell'Antonia

Horário de Varejo Aluguel-social impulsiona verão termina vai aumentar inadimplência neste sábado em S.André As vendas no varejo cresceram 3,88% em janeiro, em comparação com o mesmo período de 2012, de acordo com o balanço da CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas). O aquecimento nas vendas atraiu mais inadimplência: o SPC (Serviço de Proteção ao Crédito) apontou que 11,8% a mais de consumidores deixaram de pagar compras feitas a prazo ou com cheque no período. A maior oferta de crédito é um dos fatores que provocou o aumento.

Neste sábado, dia 16, os relógios devem ser atrasados em uma hora, já que termina o horário de verão brasileiro. A medida, adotada anualmente para gerar economia de energia elétrica no horário de pico, deve render ao País R$ 280 milhões de lucro.

O prefeito Carlos Grana (PT) encaminhou à Câmara o primeiro projeto de lei do Executivo, que visa aumentar valor do aluguel-social do município de R$ 380 para R$ 450. Grupo governista projeta retomada de obras na área de Habitação. O projeto é uma resposta às fortes chuvas que assolaram o município. "Estamos em alerta total. Adiamos tarefas cotidianas para que as equipes possam se dedicar às famílias atingidas", afirmou Tiago Nogueira, chefe de Gabinente de Santo André.

Página 4

Página 4

Página 2

SORVETE - De palito ou massa, o sorvete é a sobremesa mais apreciada desta estação Página 5

LIVROS Foto: Divulgação

O PRÍNCIPE DA NÉVOA - O escritor Carlos Ruiz Zafon lança seu primeiro romance juvenil Página 4

índice Política.....................Págs. 2 e 3 Opinião...........................Pág. 2 Economia ...................... Pág. 4 Cidades.......................... Pág. 4 Gastronomia...................Pág. 5 Cinema............................Pág. 5 Cultura............................Pág. 6


2

Repórter Diário

Editorial São Pedro é inocente Em plena época de chuvas de verão, as cidades do ABC sofrem com as enchentes e os deslizamentos causados pelos fortes temporais. Neste final de semana prolongado, por causa do Carnaval, Santo André viveu dias de angústia ao ver um de seus moradores morrer soterrado durante o temporal. Nesta quintafeira, mais uma vez a cidade sofreu com as chuvas, afetando uma das pontes da avenida dos Estados. A verdade é que os moradores da região pagam o preço pela falta de planejamento urbano das primeiras gestões municipais. A ocupação desenfreada de áreas em várzeas e próximas aos córregos são ambientes à espera da resposta da Natureza para se apropriar de seus cursos naturais para as águas de verão. O desassoreamento dos rios, bocas de lobo e canalizações entupidas e a falta de ações do poder público municipal também são responsáveis diretos por esse caos em que se transforma a cidade em dias chuvosos. A chuva, que é tão bem-vinda em período de seca e em dias calorentos, não pode ser responsabilizada pela falta de inteligência dos gestores públicos do passado e da atualidade. Mas a melhor prevenção vem exatamente da população. O ato de jogar lixo no chão é outro grande responsável pelas enchentes. Portanto, não adianta reclamar do governo se nós mesmos não fizermos a nossa parte como cidadãos. Lugar de lixo é na lixeira, não no chão, bueiro, córrego, ruas, avenidas e calçadas.

Repórter Político Marinho anuncia complexo de saúde no Alvarenga O prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho (PT), assinou, na tarde desta quinta-feira (14), a ordem de serviço para início das obras de um complexo que inclui Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) Alvarenga, unidade do programa Brasil Sorridente (Centro de Especialidades Odontológicas), posto de atendimento da Rede Fácil e escritório da Subprefeitura daquela região. O complexo funcionará na Estrada dos Alvarengas, ao lado da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) União/Alvarenga. A obra está orçada em mais de R$ 7 milhões, com recursos financiados pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). A conclusão está prevista para daqui a 10 meses. A instalação de uma unidade da Rede Fácil e da recémcriada Subprefeitura do Alvarenga possibilitará que os moradores daquela região consigam solicitar serviços da Prefeitura com mais rapidez e sem a necessidade de deslocamento até o Centro. A nova sede do CAPS Alvarenga terá equipe ampliada e atenderá 24 horas. Já a unidade do Brasil Sorridente será a segunda no município.

Sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Opinião / Política

Grana quer aumentar aluguel-social Cíntia Alves O grupo do prefeito de Santo André, Carlos Grana (PT), protocolou, na tarde desta quinta-feira (14), projeto de lei que institui o aumento do aluguel-social do município de R$ 380 para R$ 450. A matéria, primeira do prefeito petista encaminhada à Câmara, ainda flexibiliza o critério de cadastro no programa, permitindo que famílias com renda per capita superior a R$ 150 possam receber o benefício após análise de caso. O projeto foi encaminhado após a cidade ter sofrido com novas pancadas de chuvas torrenciais. “Estamos em alerta total. Adiamos tarefas cotidianas para que as equipes possam se dedicar às famílias que estão sendo atingidas”, afirmou o chefe de Gabinete de Grana, Tiago Nogueira (PT). Ainda de acordo com Nogueira, uma das pautas discutidas pelo grupo governista é a

retomada de obras de habitação que estavam estacionadas, principalmente por entraves com licitações. A estimativa é de que 700 unidades habitacionais sejam construídas. Além disso, o prefeito petista pretende encontrar áreas para abrigar mais de três mil moradias que serão erguidas por meio do projeto Minha Casa, Minha Vida, em parceria com o governo federal. Doação de terrenos, segundo Tiago Nogueira, será a contrapartida da Prefeitura. Outra prioridade apontada pelo articulador do governo Grana é a remoção de 52 famílias que estão em área de risco na rua Maurício de Medeiros, na vila Luzita. “Cerca de 300 famílias estão morando em cima do córrego e a Defesa Civil avaliou que 52 delas vivem em áreas de risco 4 [sujeitas a incidentes fatais] e precisam ser removidas com urgência”, disse. “Por isso, não basta oferecer o aluguel-social. É preci-

Foto: Forlan Magalhães

Carlos Grana quer aumentar bolsa de R$ 380 para R$ 450 so trabalhar para remover definitivamente as famílias que residem em áreas de risco”, justificou o secretário. Nogueira ainda afirmou que o aumento no aluguelsocial é pleiteado pelo Executivo porque o valor está defasado diante da deman-

da municipal para locação de imóveis. “Duas mil famílias estão inseridas no programa CDHU, do Estado, enquanto 652 estão no da Prefeitura. Santo André é a cidade do ABC com mais famílias em aluguel-social e isso pressiona o valor do aluguel”, disse.

Articulador petista quer líder de fora Duas semanas após o início dos trabalhos no Legislativo de Santo André, o líder de governo do prefeito Carlos Grana (PT) segue indefinido. Na semana passada, a bancada petista, agora liderada pela vereadora Bete Siraque, chegou a sugerir Alemão Duarte (PT) para defender os interesses do Executivo na Câmara. Presente na sessão realizada na tarde desta quinta-feira (14), o chefe de Gabinete Tiago Nogueira, entretanto, sinalizou que pretende articular um nome de fora do PT. Com a Casa completa – os parlamentares Sargento Julia-

Foto: Banco de Dados

Tiago quer consolidar base no e José de Araújo, ambos do PMDB, tomarão posse na sessão do dia 19 de fevereiro, após fim do imbróglio judicial que envolvia a anulação dos votos

de Juliano –, o grupo do chefe do Paço se movimenta em busca de governabilidade. Hoje, o cenário é desafiador: eles devem enfrentar oposição de pelo menos 11 de um total de 21 parlamentares que atuaram na composição da mesa diretora e na formação das comissões permanentes – episódios taxados como derrotas políticas para o núcleo petista. “Queremos estabelecer diálogo mais amplo, para além do PT. Precisamos consolidar uma base de sustentação. O vereador Alemão Duarte é um bom nome para a liderança, mas levar isso para outro par-

tido ampliaria o nosso debate”, explicou Nogueira. O ex-vereador petista ainda questionou o “programa” do G-11 (como é conhecido o segmento oposicionista que se forma na Câmara), apontando que o grupo está unido apenas numa frente anti-PT, mas ressaltou que não teme debates acerca de projetos. “Eles saberão votar o que for bom para a cidade”, disse. Na tentativa de desentravar a relação com os parlamentares, o prefeito Carlos Grana estará presente na próxima sessão ordinária, que será realizada na terça-feira (19). (CA)

Espaço aberto

O motorista bêbado e a lei

Não é recente a restrição ao motorista alcoolizado. O antigo Código Nacional de Trânsito, de 1967 e 1968, já criava restrições à habilitação de quem tivesse problemas com droga ou álcool. O Código, em vigor desde setembro de 1997, traz em seu artigo 165 as penalidades para quem “dirigir sob a influência de álcool ou de qualquer outra substância psicoativa que determine dependência”. O infrator deveria sofrer multa, suspensão da carteira por 12 meses e ter as penalidades dobradas em casos de reincidência. Logo, conduzir veículos embriagado é proibido no Brasil há, pelo menos 40 anos. Se as leis e regulamentos tivessem sido seguidos e fiscalizados, milhares de vidas e muito sofrimento teriam sido economizado. Vivemos, nesses últimos meses e, particularmente agora – quando o Conselho Nacional de Trânsito acaba de publicar a Resolução nº 432, que elimina toda a tolerância em graduação alcoólica - mais um daqueles momentos em que se

persegue o motorista que bebe. A polícia faz blitz e coloca todo condutor na linha de suspeição. Um trabalho importante, mas desnecessário se todos os envolvidos no processo tivessem cumprido com suas obrigações no tempo certo. A nova portaria radicalizou ao banir por completo o álcool da vida do motorista. Acaba com as desculpas e a possibilidade de questionar se bebeu pouco ou muito. Não pode beber, e pronto! Mas, se for mantida a tradição, mesmo com todo o rigor estabelecido no papel, ainda continuaremos presenciando o criminoso espetáculo do motorista bêbado e, principalmente, lamentando a morte de milhares de brasileiros todos os anos. Nesses primeiros dias de vigência da “tolerância zero”, veremos as barreiras policiais, a mídia dará as notícias das apreensões e prisões, e tudo parecerá caminhando para a solução. Mas, logo que isso deixar de render notícias, tudo poder se afrouxar e, a partir de então, a carnificina seguirá seu curso para só ouvirmos falar de motoristas alcoolizados quando estes cometem seus desatinos e até matam inocentes.

O Brasil precisa deixar de ser o país do improviso, da impunidade e do descumprimento legal. Não podemos continuar convivendo com as leis “que pegam” e as “que não pegam”. Toda a sociedade tem de ter a responsabilidade de cumprir a legislação vigente e, quando isso for impossível, lutar para que os projetos em gestação e tramitação pelas casas legislativas representem efetivamente aquilo que a população necessita e sejam elaborados no seu interesse. Se uma lei já existente é inexequível, não podemos simplesmente ignorá-la; temos de obter sua revogação e a colocação em algo em seu lugar. O impactante exemplo do incêndio da boate no Rio Grande do Sul coloca às claras uma vergonha nacional. Depois da tragédia, o Brasil inteiro resolveu fiscalizar suas casas de espetáculos, e está encontrando coisas inacreditavelmente erradas. Se todos tivessem cumprido seu dever, no momento certo, essas discrepâncias não existiriam. Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves é dirigente da Associação de Assistência Social dos Policiais Militares de São Paulo

Papa Já que não há nenhuma comprovação médica de que o papa está com problemas de saúde e ele disse que está renunciando por falta de condições físicas e espirituais, entendo que, havendo condição física e falta de condição espiritual, devemos todos entender que o papa quer casar. Emerson referente à matéria ‘Leonardo Boff, ambiguidades marcam a história de Ratzinger’

É óbvio que o preço do etanol ia subir, não foi outro o motivo do aumento do preço da gasolina, não estava compensando o motorista abastecer com álcool nos preços anteriores, isto dá uma dimensão da força dos usineiros, grandes financiadores de campanhas políticas. Como podia o preço da gasolina estar barato demais aqui no Brasil, se nos países vizinhos que não têm nenhuma Petrobras, e importam toda a gasolina consumida, a gasolina custa uma fração do preço praticado aqui?

Cido referente à matéria ‘Após aumento da gasolina, consumidor paga mais caro por etanol’

Combustíveis

Cafeteria Já está na hora de abrirem um Sofá Café no ABC, em Santo André. Sempre que vou a São Paulo nos fins de semana passo na folia dos Jardins, mas acho que no ABC só tem Franz Café, mais nada. Precisamos de mais cafeterias!! Jorge Marquesine Jr. sobre a matéria ‘Rede brasileira de cafeterias chega aos EUA’

Os comentários acima estão no site www.reporterdiario.com.br

Rua Álvares de Azevedo, 210 Centro – Santo André Tels.: 4427-7800 – 99973-5387 www.reporterdiario.com.br

Jornalistas responsáveis: Airton Resende e Maria do Socorro Diogo Reportagem: Camila Bezerra, Cíntia Alves, Nathalia Blanco e Iara Voros. Fotos: Forlan Magalhães, Pedro Diogo e divulgação

Comercial: Claudia Polimeni Diagramação: Flória Napoli Suporte Operacional: Pedro Diogo Administrativo: Mirella Teixeira Tecnologia: André Resende

É proibida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização por escrito dos editores. O Repórter Diário não se responsabiliza pelos conceitos e informações emitidos nos artigos de terceiros.

Tiragem auditada por:


Sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

REPÓRTER DIÁRIO

CIDADES

3

Munícipe pede ações efetivas nos 45 dias de novos prefeitos Nathalia Blanco Nesta semana, os novos prefeitos do ABC completaram 45 dias de gestão. A equipe do RD foi às ruas para ouvir a opinião dos munícipes sobre melhorias nos bairros nos primeiros dias da administração, mas a maioria deles se mostrou descrente de ações efetivas nesta época. Dizem que, infelizmente, não esperam ações rápidas, embora as cidades necessitem urgente de muita atenção, como na iluminação pública, limpeza, corte de mato e atendimento na saúde. “O ano só começa depois do Carnaval, né? Inclusive para a gestãopública”,respondeuMoisés Pereira, morador de Diadema. Welington Souza, de São Caetano, afirmou que nos primeiros dias não é possível perceber muitas mudanças. “Minha sugestão é que o prefeito primeiro coloque a casa em ordem”, afirmou. Apesar da descrença, os munícipes têm pressa de mudança. Em Santo André, a revolta é com a escuridão em diversas nas ruas, como no bairro Paraíso e vila Assunção. Morador do bairro, Luiz Delgado diz que passa todos os dias à noite por uma rua totalmente escura, a Tupinambá, que começa numa escadaria cercada de mato e termina na rua Raquel Silveira. “É um bairro residencial. A falta de luz deixa perigoso um lugar que era para ser tranquilo”, lamenta o morador.A funcionária pública, Rosana Rosa, reside no local e conta que os dois postes responsáveis pela iluminação da via estão apagados desde dezembro. “Eu tenho medo, porque as ruas são vazias”, reclama Rosana, que se mostra otimista com a nova administração. “Se eu fosse idealizar meu bairro, iria pedir também

mais policiamento”, sugere Rosa. As falhas na iluminação pública em Santo André são briga antiga dos munícipes e a Prefeitura sabe disso. Em nota, informa que o Departamento de Manutenção e Obras “assinou contrato emergencial para sanar problemas com a iluminação pública, prejudicada pela inexistência de contrato no setor desde outubro de 2012”. A nota diz, ainda, que na próxima semana, 12 equipes irão trabalhar diariamente, de segunda-feira a domingo, em vários pontos da cidade.A população pode e deve relatar casos de postes apagados por meio do número 0800-7742100 que funciona 24 horas. “Após abertura de protocolo, o atendimento ocorre em 72 horas, salvo problemas de furto de cabos”, promete a nota. São Caetano A praça Faria Lima, em São Caetano, foi alvo de críticas. O aposentado Wilson Emiliani, morador do bairro Olímpico, reclama do lixo depositado no local. Afirma que há equipes de varrição, mas que os funcionários não recolhem o lixo da grama. “A praça está uma imundice. A impressão é que não está definido quem deve retirar este lixo”, reclama Emiliani que também aponta falha na coleta feita pelos caminhões, que deixam resíduos para trás. Aurélio Guerreiro, que mantém banca de jornal na alameda Conde Porto Alegre, próximo à praça, informa que há moradores de rua na praça Faria Lima, que já foram levados diversas vezes pela Prefeitura, mas depois voltam. “Virou a sala de estar deles”, ironizou. Em nota, a Prefeitura informa que não havia recebido informações sobre o lixo acumulado ou problemas na coleta. “A Secretaria Municipal de Serviços Urbanos informou que vai verificar a reclamação e

Fotos: Forlan Magalhães/Nathália Blanco

reforçar a limpeza no local”, diz a nota. Quanto à coleta, informou que equipes responsáveis pela coleta na região foram alertadas da reclamação para sanar o problema. Já em relação aos moradores de rua, a Prefeitura informa que presta auxílio aos moradores de rua, desde que eles permitam. Diz, ainda, que a equipe responsável percorre o município a fim de encontrar, fornecer assistência e orientar os moradores de ruas. Porém, se a população do bairro de sentir ameaçada, deve entrar em contato com a Guarda Civil, pelo telefone 4220-1100. Diadema Em Diadema, as reclamações são na saúde. Ao mesmo tempo que elogia o serviço de fisioterapia no Quarteirão da Saúde, a cabeleireira Selma Amaral reclama que diversas salas não são utilizadas. “Fui encaminhada para o AME (Ambulatório Médico de Especialidades) de SantoAndré.Acho que se todas as salas e especialidades funcionassem, eu poderia realizar o tratamento na minha cidade”, analisa Selma, moradora há 28 anos. “Eu amo Diadema e quero utilizar os serviços daqui”, reforça. Adélia Martins, do bairro Nações, confirma a informação sobre salas desativadas. “Há quatro salas para acupuntura, mas só duas funcionam”, afirma a paciente que tenta há um ano fazer cirurgia . Outra paciente que sofre do mesmo problema é Nelci Bernardes, que tentava vaga para cirurgia. A munícipe reclama da demora para conseguir consulta. “Marquei hoje e só consegui atendimento para março”, conta. Moisés Pereira critica o tempo entre uma consulta e outra. “É em média um mês para conseguirmos o atendimento de retorno”, reclama. Contadada, a Prefeitura não respondeu.

Amontados de lixo nas ruas e falta de iluminação pública são as principais queixas

“Tem mais PMs, mas e a Guarda Municipal?" Aurélio Guerreiro São Caetano

“Há quatro salas, “A praça Faria mas somente duas Lima está uma funcionam" imundice" - Wilson Adélia Martins Emiliano Diadema São Caetano

“Quero ser atendida aqui e não em Santo André" Selma Amaral Diadema

“Marquei consulta para ser atendida só em março" Nelci Bernardes Diadema

População aponta melhorias Apesar dos apontamentos feitos, os munícipes também observaram pequenas melhorias nos bairros onde moram. Em Diadema, a cabeleireira Selma Amaral, moradora do Parque Real, conta que os terrenos do

bairro foram todos limpos nesta semana. “Ficou muito bom, mas agora é preciso fazer dedetização, porque ratos e baratas se dispersaram com a limpeza”, conta Selma. Em São Caetano, Aurélio Guerreiro, do bairro Olímpi-

co, diz ter observado maior policiamento na área. “Ao menos a segurança da Polícia Militar melhorou neste mês”, analisa o jornaleiro, que não percebeu, porém, maior policiamento da Guarda Municipal. (CB)

Balanço na saúde regional vai direcionar negociação com Estado Foto: Valmir Franzoi

Camila Bezerra e Cíntia Alves Atendimento especializado, implantação de novos equipamentos, retomada de projetos e estratégias de articulação junto aos governos estadual e federal. Estes são alguns dos itens que irão compor a pauta da reunião extraordinária de prefeitos, que será realizada no Consórcio Intermunicipal Grande ABC na próxima terça-feira (19). Além de realizar um balanço sobre a rede pública, prefeitos e secretários responsáveis pela Pasta discutirão soluções para melhorar o atendimento à população. “Estamos produzindo um rápido balanço de todas as reivindicações que os prefeitos, na gestão anterior, fizeram ao governo do Estado, todas as reivindicações que foram feitas ao ministro [da Saúde] Alexandre Padilha e o que foi conseguido junto ao governo federal”, conta o secretário de Saúde de São Bernardo, Arthur Chioro. “E também estamos aproveitando a pauta de prioridade para os próximos dois anos para ver se é exatamente aquilo que os prefeitos concordam para a gente organizar o trabalho de negociação com o governo do Estado e governo federal”, diz Chioro, que coordenou o GT de Saúde do Consórcio . Sobre o panorama da Saúde municipal, o secretário afirma que o atendimento da rede pública avançou bastante, porém ainda não oferece tratamentos de alta complexidade – casos em que os pacientes são transferidos para hospitais de referência ou localizados na Capital. “Temos ainda um nó crítico que precisa ser enfrentado ao longo dos

Serviço de especialidades é prioridade na pauta

Complexo no bairro Alvarenga, em São Bernardo, reunirá diversos serviços próximos anos e, claro, que o município não pode resolver sozinho: que é o acesso dos nossos cidadãos ao serviço de atenção especializada”, conta. São Bernardo destina R$ 812 milhões para a Pasta. Entre os investimentos, serviços como a subprefeitura, unidade do Brasil Sorridente, CAPS 24 horas e posto da Rede Fácil no Alvarenga. Com R$ 13 milhões para investir e manter a rede de Rio Grande da Serra, a secretária de Saúde do município, Regina Maura, defende a criação de uma rede de referência regional. “Rio Grande se insere como o menor município, que tem o menor orçamento e, por isso, é dependente dos demais”, explica. Outra demanda da cidade é a instalação de uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento). Regina comenta que, por atender a população de Ribeirão Pires

que mora na divisa e também por ser a cidade mais próxima de Paranapiacaba – que deve ser um polo turístico -, a instalação da UPA é mais que justificada. Com a responsabilidade de gerir orçamento estimado em R$ 209 milhões, a secretária de Saúde de Mauá, Lumena Furtado, comenta que o montante não é o suficiente para suprir a demanda do setor no município. “Temos alguns problemas, como rede física muito ruim, vários prédios com dificuldades de estrutura. Nós temos uma rede de Saúde de bom tamanho, atendimento médico e distribuição. É avançar na qualificação, integração e humanização da rede. Em algumas áreas, fazer mudanças na saúde mental, álcool e drogas, num movimento que entre de acordo com o governo federal”, diz. Diante do orçamento comprometido, a Administração mauaense visa discutir a ampliação

de recursos através de parcerias com as esferas estadual e federal do Governo, além de abrir espaço para a iniciativa privada. O Hospital Nardini é destacado como uma das prioridades do prefeito Donisete Braga (PT). O grupo do petista discute o apoio financeiro para custeio e ampliação dos serviços oferecidos pelo aparelho. Em São Caetano, a Pasta de Saúde tem rombo de R$ 73 milhões e o Paço irá adotar a estratégia de alterar os locais de atendimento, a fim de otimizar o setor e economizar recursos. “Muitos serviços estavam descentralizados demais, com locais ociosos e equipes mínimas”, justifica Sallum Kalil Neto, chefe da Pasta. Homero Nepomuceno, secretário de Santo André, José Augusto, titular da Pasta em Diadema, e Jorge Mitidiero, de Ribeirão Pires, foram procurados pelo RD, mas não deram retorno.

Em agosto do ano passado, o RD mostrou que a fila de espera por atendimento bucal pode chegar a dois anos e que há UBS (Unidade Básica de Saúde) que sequer tem previsão de quando oferecerão vagas para tratamento na área. Mas Odontologia não concentra a única demanda reprimida na região. O atendimento de especialidades e de alta complexidade é fraco e, por isso, é o principal item da reunião de prefeitos e secretários de Saúde. De acordo com a responsável pela Pasta em Mauá, Lumena Furtado, a demanda reprimida por atendimento especializado ultrapassa fronteiras municipais. “Temos questões como os serviços de trauma, ortopedia e neurotrauma, cuja demanda reprimida na região é grande. A intenção é buscar a melhoria das AMEs (Ambulatório Médico Especializado) e dos hospitais Serraria e Mário Covas, por exemplo, que são responsáveis por esse atendimento. A nossa agenda é de conseguir avançar nas discussões com o governo

do Estado, a realização dos serviços, em harmonia com os municípios”, define. Além da reunião no Consórcio, os titulares de Saúde se reunirão com Giovanni Guido Cerri, secretário estadual da Saúde na próxima segunda (18). No encontro, a compra de equipamentos por meio do programa QualiSUS deve ser cobrado. De acordo com o secretário de São Bernardo, Arthur Chioro, os municípios não receberão repasses para o programa, já que caberá ao governo estadual a responsabilidade sobre a reformas e compra de materiais e aparelhos para os hospitais dos municípios. “O governo federal já repassou a verba para o Estado. Mas até agora o projeto está parado”, informou Arthur Chioro. Quem também virá à região nesta sexta-feira (15) é o ministro Alexandre Padilha, para participar da cerimônia oficial de entrega de cinco ambulâncias para o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) de Santo André. (CB) Foto: Raquel Toh

UBS Represa, em São Bernardo, foi uma das prioridades


4

REPÓRTER DIÁRIO

ECONOMIA/CIDADES

Vendas no varejo crescem em janeiro e puxam inadimplência Foto: Banco de Dados

As vendas do varejo cresceram 3,88% em janeiro em relação ao mesmo período do ano passado, segundo balanço da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil). O aumento, no entanto, puxou a inadimplência do consumidor brasileiro no comércio, com crescimento de 11,8%, segundo a pesquisa, que avaliou o volume de consultas feitas pelos comerciantes nas compras a prazo e nos pagamentos em cheque. De acordo com os órgãos, a conjuntura econômica se mostra mais favorável ao consumo no início deste ano do que em igual período de 2012. São citados, por exemplo, maior oferta de crédito, taxas de juros menores e aumento do rendimento dos trabalhadores. Na comparação com dezembro, porém,

que ou compras parceladas.

Melhor rendimento do consumidor impulsionou varejo foi verificada uma queda de 24,53% no número de consultas realizadas pelos lojistas ao SPC Brasil. A forte queda é natural porque dezembro é a melhor data para o comércio no ano. Ambos enfatizaram também que o baixo movimento de janeiro é explicado pelo nú-

mero de compromissos financeiros que os consumidores possuem, como matrículas, material escolar e pagamentos de impostos, principalmente IPTU e IPVA. O levantamento leva em conta o volume de consultas dos lojistas em relação aos clientes que realizam pagamento por che-

Dívidas Na avaliação da CNDL e do SPC Brasil, o resultado da inadimplência ainda é consequência do cenário macroeconômico de 2012, mais favorável ao consumo. A política fiscal expansionista do governo, o afrouxamento monetário e a falta de planejamento ao consumidor também influenciaram. “O avanço da inadimplência preocupa o comércio diante de um cenário que sinaliza maior pressão inflacionária”, diz Roque Pellizzaro Júnior, presidente da CNDL. Mas em relação a dezembro, a inadimplência recuou 3,27% em janeiro, em razão, segundo a CNDL e o SPC Brasil, ao fato de que muitos consumidores quitaram seus débitos com a entrada do 13º terceiro salário. (AE)

Anatel quer qualidade na ligação do fixo A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) vai exigir mais qualidade nas ligações de telefones fixos. A modalidade, que perde espaço no faturamento das grandes empresas, terá que cumprir novas - e rigorosas - metas a partir de junho. Serão enquadradas todas as operadoras e autorizadas com mais de 50 mil clientes. A principal alteração diz respeito às exigências para completar chamadas. Pelas regras vigentes, as companhias estavam obrigadas a completar apenas 70% das ligações locais. A meta passou para 93%, reduzindo a tolerância com congestionamentos de rede para apenas

7% das chamadas. Já a meta de conclusão das ligações de longa distância nacionais e internacionais passou para 92%, admitindo-se perdas em 8% das tentativas. O alto índice de exigência de sucesso nas chamadas, no entanto, considera os casos onde o interlocutor não atende a ligação ou quando o telefone está ocupado. "Considera-se no cômputo de indicadores também os casos que resultem em sinalização de rede do tipo 'não responde' (NR) ou 'linha ocupada' (LO), posto que, para efeitos técnicos, ainda que não atendida a chamada pelo usuário, a rede cumpriu seu papel, com êxito", explicou o con-

Foto: Forlan Magalhães

Telefonia fixa na mira selheiro da Anatel relator, Marcelo Bechara. Já as centrais de atendimento das companhias

precisarão ser ainda mais eficientes, com meta de 95% para o atendimento das ligações feitas pelos usuários. Em quase todas as ocasiões que cliente procurar a empresa para reclamar ou solicitar informações, as chamadas terão de ser completadas, com tolerância em apenas 5%. A exigência era cobrado na telefonia móvel. As reclamações e pedidos feitos nas centrais de atendimento deverão estar disponibilizadas também nos sites das companhias para consulta. Outra mudança é o limite de 2,5 faturas equivocadas para cada mil documentos emitidos por mês pelas empresas. (AE)

Sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

rd rÁPIDAS

Brasil lucra R$ 280 milhões

com horário de verão

O horário de verão termina neste fim de semana. À meianoite do sábado (16), os relógios devem ser atrasados em uma hora. Com isso, o País espera ter economizado cerca de R$ 280 milhões em energia elétrica em 11 Estados onde a alteração está em vigor desde outubro e Brasília. O maior impacto será nas áreas de serviços e transportes. Com um "dia de 25 horas", há chance de se aproveitar mais no lazer. Para isso, os trens do Metrô e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) em funcionamento à meianoite vão estender o horário, assim como os ônibus. O relojoeiro Augusto Fiorelli, de 53 anos, será o responsável por arrumar 12 relógios de torres da Grande SP. O único acerto que ficará para segunda-feira é o do relógio da estação de trem de Paranapiacaba, que mantém o modelo original, trazido da Inglaterra no início do século passado. "Arrumar o ponteiro e dar corda é fácil. O duro é são as escadas", conta. Festas O segmento de festas está mais competitivo em Santo André. Nesta sexta-feira (15) o empresário Márcio Casablanca, proprietário da Casablanca Noivas, inaugura a Doce Vida Modas, loja especializada em trajes sociais, na rua Albuquerque Lins, 152, também no Centro. A iniciativa do empresário é resultado da necessidade de clientes do setor. Casablanca é presidente da Associação Rua das Noivas do ABC, criada em junho de 2010 e já com 300 associados. Turismo O 19º Workshop & Trade Show CVC abre quartafeira (20), no Expo Center Norte, em São Paulo, com coletiva de imprensa. Na ocasião, Guilherme Paulus, presidente do Conselho de Administração e presidente executivo interino, anuncia a entrada da companhia em novos segmentos de viagens de lazer e novidades em produtos e operações de viagens para as temporadas 2013 e 2014. A feira reúne em dois dias de feira de exposições e negócios cerca de 600 expositores.

Intercâmbio Dia 19 a STB (Student Travel Bureau) inaugura nova sede em Santo André. A empresa, que funcionava na rua Padre Manoel da Nóbrega, agora atende na rua das Paineiras, 459. A unidade é responsável por todo o atendimento da marca no ABC. A inauguração, capitaneada pela diretora Débora do Lago, vem fortalecer a marca na região, especializada no intercâmbio, turismo jovem e educação internacional. Santuza Bicalho, CEO do STB no Brasil, marca presença no evento. Balanço social O núcleo socioambiental Planeta Coop, da Coop – Cooperativa de Consumo -, divulgou os indicadores sociais referentes a 2012. O destaque foi o programa Vida Mexase, com 930 participantes. Lançada em 2008, a ação oferece aulas gratuitas de atividades físicas e palestras com nutricionista, fisioterapeuta e psicólogo. O programa inclui encontro anual de corrida e caminhada, que em 2012 chegou na 7ª edição e reuniu mais de 20 mil pessoas no Paço de Santo André.


Sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

NOVELA/CINEMA/GASTRONOMIA

Novelas - Sinopses da semana de 18 a 23 de fevereiro de 2013

ATEN­ÇÃO: OS RESU­MOS DOS ­CAPÍTULOS ESTÃO SUJEI­TOS A MUDAN­ÇAS EM FUN­ÇÃO DA EDI­ÇÃO DAS NOVE­LAS.

GLOBO 17h35

GLOBO 18h

GLOBO 19h

GLOBO 21h

RECORD 22h

Segunda

TERÇA

QUARTA

QUINTA

SEXTA

Marcela convida Lorenzo para morar com ela e Gil. Vitor conforta Fatinha, que sofre por Bruno. Ana pede para voltar a namorar Bruno. Lorenzo avisa às filhas que vai morar com Marcela. Leandro faz uma surpresa para Isabela e a presenteia com um cão-robô. Passa-se um mês. Morgana convida os alunos para uma festa de despedida para Rafael, que vai estudar fora. Vitor e Lia se beijam ao se despedir para as férias.

Lia se arrepende de beijar Vitor. Fatinha descobre que o investidor holandês da ONG já entregou o dinheiro para Raquel iniciar as obras na comunidade. Orelha beija Morgana e, em seguida, fala na frente de todos que nunca gostou da menina. Rafael conforta Morgana, que sofre por ser humilhada por Orelha. Gil e Ju passam a noite juntos. Lia pressiona Raquel e questiona em troca de que ela deu ao banco seu apartamento como garantia.

Raquel desconversa quando Fatinha comenta que o dinheiro dos holandeses demorou a ser liberado. Ju conta para Lia sobre ela e Gil. Orelha faz um vídeo de Pilha para a internet. Lia conta para Lorenzo que Raquel deu o apartamento como garantia para conseguir um empréstimo. Os alunos voltam às aulas. Paulina volta a morar com as netas. Vitor volta de viagem e Lia o beija.

Paulina percebe que Raquel fica tensa ao receber uma carta do banco. Vitor leva Lia a um lugar secreto para conversar. Raquel convence Michel a deixar Fatinha ir à inauguração da ONG. Vitor pede Lia em namoro. Filó leva o CRAU para a inauguração da creche da ONG. Pilha percebe que Orelha grava várias imagens de Morgana. Bruno se surpreende ao saber do envolvimento de Fatinha com a construção da creche da ONG.

Lorenzo repreende Lia por ter lido a carta de Raquel. Fatinha dispensa Bruno. Tatá fala para Lia que Raquel recebeu dinheiro dos holandeses para fazer a creche. Bruno beija Fatinha. Filó tranca a creche sem saber que Bruno e Fatinha ainda estão lá dentro. Lia pede para Raquel voltar para casa. Lia acusa Raquel de ter usado o dinheiro dos holandeses para comprar a parte de Lorenzo avisa às filhas que Lorenzo no apartamento. vai morar com Marcela

Laura avisa a Constância para ficar distante de Elias. Edgar descobre que Fernando não pediu empréstimo para comprar as ações da fábrica. Laura conta para Isabel que Guerra encomendou uma nova matéria para Paulo Lima. Esther ameaça terminar o noivado com Albertinho se ele não se afastar de Elias. Edgar pressiona Fernando e exige que o irmão confesse que tramou para que a carga transportada fosse roubada.

Bonifácio fica furioso ao saber por Edgar que Fernando lhe deu um golpe na compra das ações da fábrica. Margarida exige que Fernando devolva as ações para Bonifácio, e ele resolve transferi-las para o nome da mãe. Albertinho propõe a Esther que eles se casem e morem em São Paulo. Isabel resolve desmanchar o noivado com Zé Maria. Mario pede Diva em casamento.

Guerra propõe que Antônio Ferreira dispute com Paulo Lima, escrevendo ambos a mesma matéria. Afonso não gosta de ver Isabel vestindo uma fantasia de Carnaval, logo depois de ter terminado o noivado. Zé Maria luta capoeira para salvar Fátima de bandidos. Edgar confessa a Laura que ele é Antônio Ferreira. Isabel avisa a Jurema que Zé Maria já tem outra mulher em sua vida.

Zé Maria deixa claro para Chico que está interessado apenas na pesquisa de Fátima. Laura e Edgar trocam carícias. Edgar descobre que foi Assunção quem ordenou as prisões e prefere não escrever a matéria para não prejudicar o pai de Laura. Assunção conta a Edgar e a Laura que foi ludibriado e comunica que mandou soltar os foliões. Laura revela a Edgar que Paulo Lima é seu pseudônimo de escritor. Laura resolve morar com Edgar.

Fátima sobe o morro com Zé Maria para assistir a uma roda de capoeira. Isabel conta a Afonso que vai ao cartório registrar Elias com Albertinho. Alzira reúne os funcionários do teatro e revela a todos que Luciano não é filho de Manoel Loureiro. Laura, Edgar e Isabel promovem uma festa surpresa para comemorar o casamento de Celinha e Guerra. Laura pede Edgar em casamento. Fernando entrega o documento que passa as ações para o nome de Margarida.

Umberto comunica a Constância que Albertinho registrou Elias. Zé Maria beija Fátima. Diva comunica a Frederico e Mário que nenhum deles é pai de Luciano. Laura revela a Guerra que é Paulo Lima e diz que só autoriza a publicação de suas matérias no jornal se puder assiná-las com seu nome. Guerra não aceita a proposta de Laura. Edgar indica Zé Maria como administrador da fábrica e pressiona Bonifácio para aceitar sua decisão.

Nando e Roberta são encurralados pela quadrilha de assaltantes. A cantora misteriosa deixa na mansão um canudo de papel e um lenço negro. Carolina suborna um garçom para dar bebida a Felipe. Veruska e Nenê decidem ir para o Rio de Janeiro atrás de Roberta. Carolina afirma que teve uma noite de amor com Felipe, que fica confuso. Olívia e Charlô descobrem que o canudo de papel deixado por Alessandra é um mapa.

Charlô acredita que o mapa é mais um plano de Otávio e decide não sair de casa. Fábio leva Ciça para um piquenique. Vânia e Ulisses se beijam. Fábio e Juliana se encontram no parque. Nieta descobre que Carolina viajou sozinha com Felipe. Nando e Roberta chegam ao hotel em um caminhão de lixo. Roberta e Nando encontram Carolina e Felipe na recepção do hotel.

Nieta faz um escândalo na loja por causa de Carolina. Vânia desconfia da secretária de Roberta. Roberta e Nando vão ao encontro do fornecedor da Positano. Nenê e Veruska entram no quarto de Carolina e vasculham os pertences de Roberta. O depósito da loja é sabotado. Nieta, Isadora e Frô ficam presas no elevador, que começa a inundar. Nenê tenta entrar no quarto de Roberta e Carolina pela janela, mas acaba preso do lado de fora.

Charlô afirma a Juliana que, para não perder a aposta, precisa provar que Otávio sabotou a loja. Nieta fala para Dino que eles precisam buscar Carolina no Rio de Janeiro. Juliana segue a avó até o Rio de Janeiro. Juliana encontra Nando no quarto do pai. Charlô invade o salão da convenção e Felipe entra em pânico. Charlô obriga Felipe a conversar com ela. Nando e Juliana se beijam.

Felipe é acusado de assediar Carolina. Isadora dispensa Ronaldo e beija Kiko, para provocar ciúmes no rapaz. Ulisses afirma a Lucilene que não a está enganando. Nando flagra Vânia e Ulisses juntos. Carolina ouve uma conversa entre Charlô, Roberta e Juliana. Nenê e Veruska conseguem abrir o bagageiro no aeroporto. Carolina revela a Felipe que sabe como ele pode vencer a aposta contra Charlô.

Carolina sugere que ela e Felipe sabotem o desfile da Positano. Charlô convoca uma professora para ensinar Nando a desfilar. Veruska e Nenê descobrem que Vitório comprou ouro com o dinheiro que ganhou de Otávio. Lucilene vê Isadora agredir Ronaldo. Manoela incentiva Ciça a aceitar que Fábio tenha outro relacionamento. Zenon rouba uma moto para ajudar Analú. Manoela procura Juliana.

Russo orienta Wanda a voltar para o Brasil. Mustafá deixa a boate acompanhado por Morena. Áurea repreende Theo pela entrevista contra Lívia. Helô assiste a uma reportagem sobre tráfico humano. Morena pede para Mustafá comprá-la de Russo, mas ele não acredita no que ela diz. Helô convoca Jô e Barros para trabalharem com ela no caso de tráfico de pessoas. Russo leva Morena ao médico. Lívia procura Theo.

Russo confirma a gravidez de Morena. Mustafá questiona Adam sobre Morena e descobre que ela lhe falou a verdade. Aisha faz o exame de DNA para confirmar se o rapaz que encontrou pela internet é mesmo seu irmão. Lurdinha vai até a delegacia e reconhece a foto de Santiago. Helô suspeita de que Morena tenha sido traficada. Lívia decide processar Theo. Russo negocia o preço de Morena com Zyah.

Mustafá se culpa por não ter entendido o pedido de socorro de Morena. Jô entrega a Helô a cópia da denúncia que a mãe de Jéssica fez quando ela desapareceu. Russo combina com Irina de dividir o dinheiro da venda de Morena. Helô expulsa Stenio de sua casa ao saber que ele representará Lívia no processo contra Theo. Morena consegue fugir, mas um carro explode perto dali.

Rosângela fala para Zyah que Morena não está à venda. Zyah encontra Morena. Morena revela a Zyah que foi enganada por Russo. Rosângela mente e afirma a Russo e Irina que Morena morreu. Lívia fica aliviada com notícia da morte de Morena. Lívia e Theo se enfrentam na porta de um restaurante. Clóvis teme que Lurdinha revele seu segredo. Theo incentiva Lucimar a processar Lívia. Zyah leva Morena à Capadócia.

Berna cobra explicações de Mustafá. Zyah deixa Morena em sua caverna. Lena conta para Stenio que Lucimar tentará processar Lívia. Morena conta a Mustafá que está grávida. Clóvis não acredita que Lurdinha encontrará sua irmã por meio da foto de sua pulseirinha. Demir tenta conseguir um emprego para Morena. Raquel reconhece Wanda e se surpreende ao vê-la falando com Nunes.

Wanda finge não conhecer Raquel. Irina afirma a Russo que Rosângela trairá a organização. Garcez encontra Rosângela no aeroporto. Áurea procura Lívia. Morena e Demir criam um perfil falso na internet. Helô vê a foto que Demir colocou no perfil falso de Morena e fica intrigada. Ricardo descobre que o perfil falso foi criado na Turquia. Theo descobre que Áurea foi falar com Lívia e decide procurá-la.

Isabel sofre ao ler a carta entregue por Heloisa e, desconfiada, pergunta sobre o paradeiro de Paulo. André tenta impedir Catarina de sair com Arthur, seduzindo a modelo. Fabiana se espanta com a visita do oficial de justiça para Norberto. Cremilda vai tirar satisfações com Diva. Lucas vê seu pai saindo do motel e decide continuar seguindo Catarina. Isabel enfrenta Norberto e conta sobre a carta que o incrimina, deixando o vilão surpreso.

Isabel enfrenta Norberto e afirma que ele conhece Paulo, que é o novo dono da Aventura Radical. No supermercado, Catarina pergunta se Lucas a está seguindo e, nervoso, o jovem tenta disfarçar. Eduardo e Heloisa explicam para Mirela e Vicente sobre a carta. Lucas se espanta ao ver Norberto na casa de Catarina. Arnaud segue Heloisa até Petrópolis e Álvaro se desespera ao ver que sua esposa foi baleada.

Álvaro se desespera e tenta acordar Heloisa. Eduardo estranha ao não conseguir falar com seu antigo professor. Taís se preocupa ainda mais quando Mirela lembra que Norberto acha que a carta ainda está com Heloisa. Isabel afirma para Celina que está vendo o real caráter do marido, mas não vai se divorciar. Norberto nota a frieza de Isabel, que se esforça para não demonstrar repulsa. Enquanto os dois mergulham, o vilão some.

Isabel pede ajuda aos instrutores para encontrar Norberto. Plínio pede para Osório ajudá-lo a domar Violeta. Vinagre e Patrick não gostam de saber que Dóris vai deixar “Socorro Paquetá” e Diva aceita o pedido de Zé Maria para ser a protagonista. Aragão e Adamastor prestam condolências à Ligia, mas Arthur se irrita ao ver o amigo. Álvaro fica revoltado ao saber que Norberto e Paulo são os responsáveis pela morte de Heloísa.

Álvaro garante a Eduardo que não vai descansar enquanto não encontrar Paulo. Abigail defende Isabel e o delegado se irrita com o comportamento da senhora. Arthur discute com Adamastor, deixando Ligia e Aragão assustados. Catarina vai até a casa de Arthur prestar condolências e Ligia não gosta. Taís fica encantada com Marcos, que retribui o sentimento. Álvaro pressiona Paulo, que se Fabiana se espanta com a assusta com a visita do visita do oficial de justiça advogado.

para Norberto

Silva, proprietário da franquia. Além das opções de picolé, que saem R$ 3,50 a unidade, exceto de iogurte R$ 4,20 e skimo (com cobertura de chocolate crocante) R$ 4,80, a casa oferece sabores como ferrero rochinha, Romeu e Julieta e o amarena, com nata e cereja italiana. Mas é o picolé de coco o mais vendido. Quem está preocupado com as calorias dos picolés pode abusar dos naturais de açaí com guaraná (44 kcal), groselha (49 kcal), jabuticaba (43 kcal) e melancia (44 kcal). Em Ribeirão Pires, a sorveteria Maquea faz sucesso há 26 anos. Com fabricação própria, a marca de Mogi das Cruzes, interior paulista, traz a experiência da família

Foto: Forlan Magalhães

Rochinha: sabores do Litoral

na arte de fazer sorvetes. A casa oferece 30 sabores de massas e as preferidas são de pistache, abóbora com coco, banana caramelizada e africano, com chocolate, uvas passas e castanha do Pará. “Hoje em dia as pessoas escolhem com os olhos, se a aparência do sorvete estiver boa a chance é maior de agradar e estes sabores são os

que mais chamam a atenção”, afirma Dalmo José Maquea, proprietário da sorveteria. O diferencial do Maquea nos sorvetes de massa é o limão nevado, sem leite na composição e com aspecto de neve. As opções em massa são servidas na casquinha (R$ 2,50), no cascão (R$ 3), self-service (R$ 29 o quilo) e no abacaxi, com chantilly, coberturas e morango (Hawai, R$ 12). Os picolés naturais saem por R$ 1,25 a unidade. (Colaborou Iara Voros) Serviço Rochinha – rua das Figueiras, 600, bairro Jardim – Santo André. Maquea – av. Brasil, 1340, jardim Panorama – Ribeirão Pires

5

Estreia expõe operação de caçada a Bin Laden

SÁBADO

Sorvetes para refrescar! Cremoso, de massa, no palito, à base de frutas ou acompanhado de coberturas e guloseimas, o sorvete está entre as sobremesas mais apreciadas durante o verão. No ABC, as opções são muitas e novas marcas chegam para disputar espaço, como a Sorvetes Rochinha, conhecida no Litoral, e que abriu unidade em Santo André. A Rochinha vem com mais de 40 sabores, como o picolé de jaca e fruta mix, que mistura mamão, maçã, morango e banana. “A aceitação do público é muito boa para os sabores exclusivos, como o de jaca, abacate e jabuticaba, sem derivados de aves, carnes ou leite”, diz Ricardo

Repórter Diário

Foto: Divulgação

Dirigido por Bigelow, filme começou a ser escrito antes de 2011 A Hora mais Escura, com cinco indicações ao Oscar, estreia nesta sexta-feira (15) e mostra os bastidores da operação dos Estados Unidos que levou à morte de Osama Bin Laden, em 2011. Mas, antes mesmo da morte do terrorista, o filme já estava sendo escrito pelo roteirista Mark Boal, que tinha acesso às atividades da mesma equipe de oficiais a quem coube executar o saudita. Após anunciada a morte, o roteirista mudou o final de A Hora mais Escura, com direito aos 40 minutos de tiroteio e tortura que

RD livro

resultaram na execução do líder do talibã. O filme de 2h37 se apoia mais no interesse histórico do que em sua força dramática. Em seu nome original, Zero dark thirty é um termo usado pelas forças armadas dos EUA para se referir à hora não especificada da madrugada em que o céu ainda está todo escuro. Com direção de Kathryn Bigelow, o elenco conta com Joel Edgerton, Jessica Chastain, Chris Pratt, Jason Clarke, Mark Strong e Scott Adkins.A classificação indicativa é de 14 anos. (Colaborou Iara Voros)

O Príncipe da Névoa

Em 1943, a família do jovem Max Carver muda para um vilarejo no litoral. Porém, a nova casa está cercada de mistérios. Atrás do imóvel, Max descobre um jardim abandonado, com estranha estátua e símbolos desconhecidos. Os novos moradores se sentem cada vez mais ansiosos: a irmã de Max, Alicia, tem sonhos perturbadores, enquanto ao outra irmã, Irina, ouve vozes que sussurram para ela de um velho armário. Max também descobre os restos de um barco que afundou há muitos anos. O romance

é o primeiro de uma trilogia de romances "juvenis", que inclui também O Palácio de Meia-Noite e As Luzes de Setembro, de Carlos Ruiz Zafon.

Autor: Zafon, Carlos Ruiz Número de páginas: 118 Editora: Suma de Letras Preço sugerido: R$ 19,10 (Saraiva)


6

Repórter Diário

CULTURA

Sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

O príncipe da Dinamarca lembra Hamlet Fotos:João Caldas

Da Redação O teatro Lauro Gomes, em São Bernardo, recebe na próxima sexta-feira (22) o espetáculo infantil O príncipe da Dinamarca, adaptação do clássico Hamlet, de William Shakespeare. Em cartaz há um ano, a peça assinada pelo diretor e adaptador Angelo Brandini e sua companhia Vagalum Tum Tum, vem pela primeira vez ao ABC em única apresentação, a partir das 20h, com entrada gratuita. A adaptação de uma história antiga, com texto denso e coloquial para o universo infantil é o desafio em O príncipe da Dinamarca. Segundo o diretor, a essência da história é mantida, mas ao mesmo tempo é necessário torná-la interessante às crianças e aos jovens. “Nosso público-alvo é, primeiramente, as crianças, mas não podemos esquecer que elas vêm acompanhadas. Já tivemos casos de adultos entenderem esta história clássica após assistirem a peça

Espetáculo infantil é adaptação de Hamlet classificada como infantil”, afirma Brandini. Para dar conta do desafio, o adaptador utilizou recurso inusitado: trouxe o final da história para o começo. O príncipe da Dinamarca tem início em um cemitério abandonado, onde dois coveiros desenterram antigos personagens de Hamlet, e os transformam em divertidas caveirinhas que cantam e dançam durante o espetáculo. A partir dessa abertura

inusitada os personagens revivem a história do príncipe Hamlet, que deseja vingar a morte de seu pai, rei da Dinamarca, assassinado pelo tio Claudio. “A morte não deve sair de cena num espetáculo infantil, e sim ser representada

por símbolos, que, no caso, são as caveirinhas”, diz Brandini. Além da representação da morte, outros elementos diferenciam a maneira de contar a história de Hamlet, como o tecido vermelho no lugar do sangue e cabos

de vassoura servindo de espada. “O objetivo é chamar a atenção do público de que eles também podem brincar de fazer teatro e encenar a peça quando chegarem em casa, com materiais básicos e de fácil acesso”,

complementa o diretor. A montagem de O príncipe da Dinamarca rendeu a Brandini o prêmio FEMSA 2012 de melhor autor de texto adaptado, ao ator D a v i Ta i u o F E M S A d e melhor ator coadjuvante em 2012 e o premio da Cooperativa Paulista de Teatro de melhor trabalho para o público infantojuvenil 2011. O espetáculo tem direção musical de Fernando Escrich, figurinos de Christiane Galvan, cenários de Angelo Brandini e Bira Nogueira e iluminação de Lígia Chaim. No elenco estão Anderson Spada, Christiane Galvan, Davi Taiu, Erickson Almeida, Tereza Gontijo e Val Pires. (Colaborou Iara Voros)

Serviço Teatro Lauro Gomes rua Helena Jacquey, 171, Rudge Ramos. Telefone: 4368-3483

Comédia em Preto e Branco Shopping traz São Bernardo show com inicia mostra se apresenta em Sto.André Neste sábado (16), às 20h, os O show alia música, esquetes e cientistas de cinema humoristas Marcelo Marrom improviso. O cenário é simples e e Rodrigo Capella estarão no Teatro Municipal de Santo André para apresentar o Comédia em Preto e Branco. O ingresso custa R$ 40 (antecipado), R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia).

reforça a ideia de uma boa conversa de bar. O show tem duração de 1h20, a autoria e direção são dos próprios atores, que contaram com a supervisão de Fabio Nascimento. Telefone 4422-0765.

De 20 de fevereiro a 20 de março, o Shopping ABC traz os grupos Ciência em Show e Mad Science para adultos e crianças brincarem e aprenderem sobre o universo da química e da física. De segunda a sábado, crianças de 4 a 12 anos participam das oficinas Mãos na Massa, ministradas pela equipe da Mad Science, onde dois cientistas ensinam de forma divertida e lúdica como produzir Gelecas e Bolinhas Pula-Pula personalizadas. As oficinas acontecem das 14h às 20h, em turnos de 20 minutos. O show acontece sempre às 16h e tem duração de 1h.

A partir desta sexta-feira (15), São Bernardo realiza mostra gratuita de cinema Assim é se lhe parece. Fazem parte da programação quatro filmes que enfatizam as diferentes formas de abordar e interpretar a realidade: A origem, O labirinto do Fauno, Sucker Punch e Tron. Nesta sexta, às 20h, será apresentando o filme canadense ‘Sucker Punch – mundo surreal’. Na trama, uma garota sofre nas mãos do padrasto,durante os anos de 1950, chegando a ser submetida a uma lobotomia. A exibição acontece no Cineclube Photogramas - rua Bauru, 21, Baeta Neves.


Edição 15/02/2013