Page 1

Ano 6 | Nº 2.171| ABC, sexta-feira, 20 de janeiro de 2012 | www.reporterdiario.com.br Marciel Peres

R$ 0,50

Morte de Celso Daniel completa uma década Após 10 anos, e muitas mortes suspeitas contabilizadas, a dúvida sobre quem foi o mandante do crime permanece A morte do ex-prefeito de Santo André, Celso Daniel, completa 10 anos nesta sexta-feira, 20. Após uma década e muitas mortes suspeitas contabilizadas, a dúvida sobre quem foi o mandante do crime – ou se foi um crime urbano – permanece. O caso já foi reaberto duas vezes, sendo alvo de investigações do Ministério Público, Polícia Civil e até da CPI dos Bingos, em Brasília. Segundo o

Saúde terá duas novas vacinas

MARGENS - O DAEE começará na próxima semana a recuperação da margem do rio Tamanduateí, em Santo André. As erosões já colocam motoristas em risco Página 3

GASTRONOMIA Nathália Blanco

SABOR - Apesar de não contar com muitos restaurantes especializados na região, a culinária mineira conquista quem aprecia boa comida Página 6

CINEMA Divulgação

ANIMAÇÃO O destemido repórter Tim Tim ganhou um filme dirigido por Steven Spielberg, que estreia nesta sextafeira e promete conquistar o público Página 7

índice Política............................Pág. 2 Opinião...........................Pág. 2 Cidades.................. . Pág s. 3 e 4 Economia .......................Pág. 5 Cultura...........................Pág. 6 Gastronomia..................Pág. 6 Novelas...........................Pág. 7 Cinema...........................Pág. 7 Social...............................Pág.8

Mauá Plaza ganhará lojas em expansão O Mauá Plaza Shopping deu início ao projeto de expansão. Após o término das obras, em outubro deste ano, o centro de compras ganhará mais de 50 lojas, entre elas Besni, Pernambucanas e Preçolância. O investimento na expansão não foi revelado. Estima-se que cerca de mil vagas de emprego sejam criadas diretamente. Página 5

A partir do segundo semestre deste ano, o País vai ampliar o calendário de vacinação das crianças e terá duas novas vacinas: uma contra a pólio e outro pentavalente, ou seja, que reúne em uma só dose proteção para cinco doenças (difteria, tétano, coqueluche, haemophilus influenza tipo B e hepatite B). Página 3

Plano econômico está na pauta da Justiça Quem tem algum processo judicial relacionado aos planos econômicos Bresser, Collor I e II e Verão, do final da década de 1980 e início dos anos 1990, pode ter uma boa notícia ainda este ano. Três recursos estão na pauta do Judiciário para serem julgados até meados de junho. Os julgamentos da correção dos planos foram suspensos

Ministério Público, Daniel foi vítima de crime de mando. Já a polícia afirma que houve crime comum. A lista de mortos ligados ao caso impressiona qualquer um. Além do próprio Celso, mais sete pessoas morreram. Um deles o garçom Antônio Palácio de Oliveira, que serviu o prefeito e Sérgio Sombra no restaurante Rubaiyat, em 18 de janeiro de 2002, noite do sequestro, foi assassinado em fevereiro de 2003.

O promotor do Ministério Público, Roberto Wider Filho, revelou nesta quinta-feira (19), que acredita na existência de outros participantes na morte do ex-prefeito de Santo André, mas que ainda continuam no obscurantismo. O caso foi desdobrado em duas linhas de investigação: uma sobre o esquema de corrupção na Prefeitura de Santo André e o outro propriamente sobre a morte do ex-prefeito Celso Daniel. Página 3

Fundação do ABC focará regionalidade Após dois anos sob o comando de Wagner Boratto, a Fundação ABC trocou de comando nesta quinta-feira à noite. A partir de agora a presidência da instituição será ocupada por Maurício Mindrisz, engenheiro e pesquisador com experiência de administração pública em passagens pelas

prefeituras de Santo André e de São Bernardo. Com orçamento de 2012 previsto em R$ 1,1 bilhão, Mindrisz sinaliza para aproximação entre a Fundação e Consórcio Intermunicipal na tentativa de atrair o governo do Estado nas questões regionais da área da saúde. Página 2 Marciel Peres

em agosto de 2010, sob liminar da Confederação Nacional do Sistema Financeiro e de bancos como do Brasil, Itaú e Caixa Econômica Federal. As indenizações são referentes à correção de poupanças ocasionada pela mudança dos planos vigentes à época. Especialista diz que a ação é política, pois é lobby dos bancos. Página 5

Taxistas da região recebem qualificação O ABC integra o projeto Taxista Nota 10, ação de abrangência nacional que visa qualificar a categoria com cursos gratuitos de inglês, espanhol e sobre gestão de negócios. Com inscrições já abertas, a ação disponibiliza 50 vagas para o curso de inglês e 50 para o de espanhol. Todos os matriculados também poderão se capa-

citar com as aulas de gestão de negócios. A inicitiva é de várias instituições. O objetivo é preparar os taxistas para receber os turistas provenientes de eventos como Copa do Mundo e Olimpíadas.Os inscritos receberão material didático que inclui caderno do aluno, caderno de exercícios, de autoavaliação e um CD com lições. Página 5

Consumidores buscam alternativas às sacolas Com o fim da distribuição das sacolas plásticas em supermercados marcado para a próxima quartafeira (25), consumidores da região começam a pensar em alternativas para carregar as compras para casa.A sacola retornável deve ser a principal opção adotada pelos clientes. Mas alguns

consumidores pretendem continuar com as sacolas plásticas e aproveitam os últimos dias de distribuição gratuita para estocar o produto em casa. Mas a decisão de colocar fim à distribuição das sacolas colocou em lados opostos os supermercados e a indústria de plásticos. Página 4

HIP HOP - A Casa do Hip Hop, em Diadema, recebe todo mês um festival especial de atividades. No próximo dia 28, a partir das 13h, acontece o primeiro Hip Hop em Ação de 2012, com muita música, dança, graffiti e informação do movimento que se espalha cada vez mais na cidade Página 6


2

Repórter Diário

Editorial Uma década sem Celso O que mais intriga no vácuo de uma resposta convincente sobre a morte do ex-prefeito de Santo André, Celso Daniel, é justamente o fato de, mesmo sepultado, o seu assassinato permanecer vivo, não só pela forma da execução, mas ausência de um desfecho que o deixe descansar em paz. As duas teses desferidas ao episódio têm pontos favoráveis e desfavoráveis. O Ministério Público, desde o início, bateu na tecla de crime encomendado. Mas os motivos que levariam alguém a fazer a ‘encomenda’ não são irrefutáveis. Quem estaria interessado nisso? O Sérgio Gomes, melhor amigo dele? O PT que o tinha como um dos principais quadros? Quem? Por outro lado, a polícia defende que o caso foi um crime comum. Se assim foi, por que sete pessoas que tiveram contato direto com o caso do ex-prefeito foram mortas? Por que o sequestro envolveu só o Celso e não também o seu amigo Sérgio que o acompanhava na volta do restaurante? Se foi um sequestro, por que não houve pedido de resgate? Tais perguntas martelam na cabeça da população ao longo desta década sem Celso Daniel. E, pela morosidade da Justiça e falta de interesses de alguns, os ventos indicam que outras primaveras virão sem uma pá de cal no assunto.

Repórter Político Luiz Marinho antecipa retorno de férias São inegáveis os estragos que o temporal da última terça-feira (17) causou no ABC. Passado todo o transtorno que o morador da região sofreu, é possível perceber posturas distintas quando se trata do dia seguinte às ‘ondas’ de sujeira que invadiram as cidades depois da chuva. A exemplo dos ministros da Casa Civil (Gleisi Hoffman) e Integração Nacional (Fernando Bezerra), que anteciparam o retorno das férias devido aos transtornos causados pela chuva no Rio de Janeiro e em Minas Gerais, o prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho fez o mesmo. Não cabem elogios, já que é, de fato, o que se espera de um administrador público em situações como esta, assim como se espera que cada Prefeitura agilize a limpeza das vias pós-enchentes. E nesse quesito Santo André/Semasa estão deixando a desejar, passados três dias da chuvarada ainda é possível ver muita terra nas ruas e avenidas atingidas pelo alagamento.

Curtas Aqui não Gerou grande desconforto nos bastidores da política andreense o fato de o ato em memória aos 10 anos da morte do exprefeito Celso Daniel ter sido vetado no Teatro Municipal. A militância do PT, partido ao qual Celso foi filiado e eleito chefe do Executivo, chiou após receber o ‘não’ da atual Administração da cidade. Em contraponto, o governo Aidan Ravin garante que o espaço está em obras, o que impossibilitaria a realização do evento, marcado para esta sexta-feira, 20, à noite. A Fundação ABC, recém comandada por Maurício Mindrisz, cedeu o anfiteatro para a organização da homenagem a Celso Daniel. ITV O PSDB de Santo André definiu o primeiro nome tucano que participará da programação do IVT (Instituto Teotônio Vilela). O senador Aloysio Nunes será o primeiro a dar às caras no instituto. A programação do espaço ao longo do primeiro semestre será divulgada na primeira semana de fevereiro, após o recesso parlamentar andreense. O órgão é voltado para estudos e formação política e será utilizado, entre outras coisas, para elaborar um plano de governo tucano durante as eleições municipais. Claro, se a précandidatura do vereador Paulinho Serra (PSDB) se concretizar. Todos no seu quadrado Por falar no PSDB de Santo André, as declarações de William Dib, deputado federal e coordenador do partido na região, ainda causam mal estar no diretório andre-

ense. Ainda sem querer entrar em polêmica, o vereador Paulinho Serra deu pequeno ‘chega pra lá’ em Dib. “A gente dá a atenção devida (às declarações), que não tem sintonia com o diretório. Então é melhor não polemizar”, disse. “É um posicionamento pessoal dele, que não é preponderante no que vai ocorrer daqui pra frente”, completou. Há cerca de duas semanas, o deputado mandou recado nas entrelinhas, afirmando que considera Cleide Bochixio, secretária de Educação da cidade, bom nome para compor a vice do prefeito Aidan Ravin e que o partido precisa ver ‘o bem comum’ para se posicionar. Tudo isso, claro, em rota de colisão com os anseios de Paulinho em se ver candidato ao Executivo. Dia D Não se trata da famosa data que culminou com o fim da Segunda Guerra Mundial, mas o Dia D do PMDB de Santo André pode ocorrer na semana que vem. Em 23 de janeiro, a cúpula peemedebista de São Paulo se reúne pela primeira vez, oficialmente, em 2012. Deste encontro pode sair a definição pela dissolução dos diretórios municipais de Santo André e da vizinha São Caetano. Caso conte com o aval estadual, a sigla em território andreense poderá sair das mãos do vereador José de Araújo e, ao que tudo indica nos bastidores, cair no colo de Nilson Bonome. E é exatamente aí que Bonome – antes chamado de supersecretário e ‘homem-forte’ da Administração – ganharia força para negociar a permanência ou não no governo Aidan

Rua Álvares de Azevedo, 210 Centro – Santo André Tel.: 4427-7800 www.reporterdiario.com.br

Sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Opinião / Política

Caso Celso Daniel: 10 anos, oito mortes e uma dúvida Leandro Amaral Nesta sexta-feira (20) a morte de Celso Daniel completa 10 anos. Uma década depois, a dúvida permanece. Afinal, o petista foi alvo de um crime de mando ou vítima da violência urbana? Além do próprio prefeito, sete pessoas ligadas ao caso - entre testemunhas e acusados de participação no crime - morreram neste período. Celso Daniel foi encontrado morto numa estrada de terra em Juquitiba, interior paulista, crivado por oito tiros, após dois dias de sequestro. O caso já foi reaberto duas vezes, sendo alvo de investigações do Ministério Público, Polícia Civil e até da CPI dos Bingos, em Brasília. Segundo o Ministério Público, Daniel foi vítima de crime de mando, encomendado pelo amigo e ex-segurança Sérgio Gomes da Silva. Os promotores defendem que ele teria descoberto um esquema de corrupção na Prefeitura para financiar campanhas do PT e que o sequestro teria sido simulado. Já a polícia afirma que houve crime comum. Dos oito acu-

Arquivo

sados pelo Ministério Público, somente Marcos Bispo dos Santos foi julgado e condenado, em 2010, a 18 anos de prisão. A maior expectativa, este ano, é a realização do júri popular de Sérgio Gomes - também conhecido como Sombra – previsto para ocorrer até o fim do ano. Mais sete mortos A lista de mortos ligados ao caso impressiona. Além do próprio Celso, mais sete pessoas morreram. O garçom Antônio Palácio de Oliveira, que serviu o prefeito e Sérgio Sombra no restaurante Rubaiyat, em 18 de janeiro de 2002, noite do sequestro, foi assassinado em fevereiro de 2003. Vinte dias depois da morte de Oliveira, Paulo Henrique Brito, única testemunha desse assassinato, foi morto com um tiro nas costas. Em dezembro de 2003, o agente funerário Iran Moraes Rédua foi assassinado com dois tiros quando estava trabalhando. Rédua foi a primeira pessoa que reconheceu o corpo de Daniel na estrada de terra e chamou a polícia. Dionízio Severo, detento

Dez depois, assassinato de Celso ainda não foi esclarecido apontado pelo MP como o elo entre Sérgio Gomes, acusado de ser o mandante do crime, e a quadrilha que matou o prefeito, foi assassinado na cadeia, na frente do próprio advogado. O homem que o abrigou no período em que a operação teria sido organizada, Sérgio Orelha, também foi assassinado. Outro preso, Airton Feitosa, disse que Severo lhe relatou ter conhecimento do

Promotor acredita na existência de outros mandantes do crime O promotor do Ministério Público, Roberto Wider Filho, revelou nesta quinta-feira (19), que acredita na existência de outros participantes na morte do ex-prefeito de Santo André, mas que ainda continuam no obscurantismo. “Eu mesmo, até o momento em que eu era responsável pelas investigações, tinha novas diligências para fazer. Acredito que nem todos os responsáveis pela morte foram identificados. Eu acredito que existem outros executores e outros mandantes do crime”, disse Wider. Segundo ele, deveriam ter “mais diligências até a identificação de todos”. “Nada impede que mesmo depois do julgamento do Sérgio, com novas provas, possamos identificar outras pessoas. Dentre os mandantes é possível que tenham pessoas da classe política”, destaca o promotor.

Wider, Amaro Thomé e José Reynaldo Guimarães Carneiro foram os promotores de Justiça que protagonizaram a tese que define o crime como de mando, uma morte encomendada. Demora O caso emblemático foi desdobrado em duas linhas de investigação: uma sobre o esquema de corrupção no Paço e o outro propriamente sobre a morte de Daniel. O primeiro processo corre o risco de ser prescrito este ano, caso não haja modificações e nem ganhe agilidade nas investigações. Já a morte do petista, por se tratar de homicídio, será prescrita depois de 20 anos. “A demora é injustificável. Ela decorre de vários episódios pequenos. Um deles foi uma greve de cinco meses dos funcionários do Judiciário. Outro foi a substituição de juízes na

Vara. Mas nada justifica um prazo tão longo para solução desses processos”, explica Wider. O processo do homicídio tem mais de 100 volumes e o da corrupção 60 volumes. O promotor - que não está mais debruçado sobre o processo, agora nas mãos de Francisco Cembraneli (conhecido pelo caso Isabela Nardoni) – ressalta que mesmo neste momento em que a morte completa 10 anos, será difícil comover o Judiciário no intuito de dar celeridade ao caso. “O Sérgio Gomes da Silva está solto por medida liminar do presidente do Supremo que, na época, era o Nelson Jobim. Até hoje não houve julgamento desse processo. Vários movimentos foram feitos para que essa ação fosse julgada. O Judiciário não se comove com a opinião pública neste aspecto de dar celeridade”, disse.

esquema para matar Celso e que um ‘amigo’ (de Celso) seria o responsável por atrair o prefeito para uma armadilha. Otávio Mercier, investigador que ligou para Severo, foi morto em julho de 2003. O último da lista foi o legista Carlos Delmonte Printes - encontrado morto em 12 de outubro de 2005 – que constatou, na época, que o petista havia sido torturado.

Desde janeiro de 2002, 7 mortes supostamente ligadas ao assassinato já ocorreram Daniel: * Celso Prefeito. Assassinado em janeiro

* * * * * * *

de 2002 Antonio Palacio de Oliveira: Garçom. Assassinado em fevereiro de 2003 Paulo Henrique Brito: Testemunha da morte do garçom. Assassinado em março de 2003 Iran Moraes Rédua: Reconheceu o corpo de Daniel. Assassinado em dezembro de 2003 Dionizio Severo: Suposto elo entre quadrilha e Sombra. Assassinado em abril de 2002 Sérgio Orelha: amigo de Severo. Assassinado em 2002 Otávio Mercier: investigador que ligou para Severo. Morto em julho de 2003. Carlos Delmonte Printes: legista encontrado morto em 12 de outubro de 2005.

Espaço aberto

Cracolândia: repressão, dor e lições

Uma expectativa desanimadora sobre o futuro dos dependentes químicos, antes concentrados na Cracolândia, se tornou predominante entre aqueles que assistiram à operação da Polícia Militar. A abordagem, iniciada no dia 3 de janeiro, não apenas se limitou a ser repressiva como também desordenada. Isso porque, se antes a distribuição de drogas era concentrada num local, agora os diversos dependentes e traficantes se espalharam para todos os lados do centro da cidade de São Paulo, o que agravou a sensação de inse-

gurança aos munícipes. Não se questiona a necessidade de intervir na Cracolândia, que desde a década de 1990 age como o comércio do crime a céu aberto. Contudo, sem convergência de esforços entre a Prefeitura de São Paulo e os governos do Estado e Federal, todos unindo as pastas de Segurança e Saúde, a ação se torna inócua. Inclusive, avalio como ilusório pensar que a simples falta da droga e as dificuldades de fixação do ponto de venda vão fazer os usuários buscarem tratamento com base na “dor e sofrimento”. Um dependente de crack, cuja vida está dilacerada em decorrência da substância, dificilmente terá discernimento

em avaliar se o tratamento é o melhor caminho a ser tomado. Pelo contrário, podemos testemunhar reações violentas por parte de usuários e procura pelo produto em diversos pontos da cidade. Ou seja, outras regiões podem ter aumento dos índices de criminalidade, em decorrência desse processo migratório. E convenhamos: há muitos locais que comercializam drogas em nossas cidades, inclusive no ABC. Sobretudo, os arredores da Cracolândia não têm sequer um centro de reabilitação para dependentes químicos. Ao invés de mera ocupação da PM, o poder público precisa adotar medidas para cortar o mal pela raiz. Primeiro saber a

origem da droga para impedir que chegue ao destino final, geralmente uma grande cidade (e o ABC se encontra neste cenário). Segundo, a ocupação da Cracolândia deveria ser acompanhada de médicos, psicólogos e outros profissionais da área da saúde, visando ação paliativa. No entanto, dias após o início do projeto, não vemos um cenário animador. O usuário de crack segue usando crack, o traficante segue vendendo drogas em pontos diferentes e o nosso problema social segue o mesmo. Enfim, começamos mal essa luta e que isso fique de lição. José Ricardo é oftalmologista e vereador de Santo André pelo PSB

Chuva A exemplo de outras cidades, castigadas pela força e velocidade das chuvas, São Bernardo e Santo André, juntamente com sua população, carecem de políticas públicas que amenizem ou resolvam, de vez, essa questão. Parabéns pela abordagem, isenta e profissional.

Malucy Nogueira Referente à matéria Região sofre com alagamentos após temporal

procuram fazer o mínimo junto ao governo estadual para cobrar resolução definitiva do problema. Quanto aos reparos, mais trânsito, mais caos, enfim, outra vergonha. Marco Antonio Referente à matéria DAEE começa na próxima semana recuperação das margens do Tamanduateí

Moradores de rua Pode ter certeza que nesse ano de eleição vão dar um jeito de tirá-los da rua. Depois voltam novamente. Não há uma comissão estruturada para sanar o problema. Cristiane Referente à matéria Presença de mendigos sob viaduto de Santo André causa controvérsia

Tamanduateí Isso é um verdadeiro descalabro. Sinto vergonha de dizer que moro nesta cidade. Este rio é um esgoto a céu aberto e nossos administradores não

Os comentários acima estão no site www.reporterdiario.com.br Jornalista responsável: Airton Resende Edição: Maria do Socorro Diogo e Aline Bosio Reportagem: Aline Bosio, Leandro Amaral, Nathália Blanco, Tiago Oliveira e Rafael Nunes

Comercial: Claudia Plaza e Eduardo Martins Fotos: Marciel Peres Diagramação: Flória Napoli Suporte Operacional: Pedro Diogo Administrativo: Rita de Cássia B. da Silva

Tiragem auditada por:


Sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

REPÓRTER DIÁRIO

CIDADES /SAÚDE

3

Mindrisz quer aproximar Fundação ABC e Consórcio Intermunicipal Fotos: Marciel Peres

Rafael Nunes Após dois anos sob o comando de Wagner Boratto, médico ortopedista de Santo André, a Fundação ABC trocou de comando durante cerimônia na sede da entidade, realizada nesta quinta-feira (19) à noite. A partir de agora, a presidência será ocupada por Maurício Mindrisz engenheiro e pesquisador com experiência de administração pública em passagens pelas prefeituras de Santo André e São Bernardo, onde atualmente também ocupa o cargo de secretárioadjunto de Coordenação Governamental. Com orçamento de 2012 previsto em R$ 1,1 bilhão, Mindrisz sinaliza para aproximação entre a Fundação e Consórcio Intermunicipal na tentativa de atrair o governo do Estado nas questões regionais da área da saúde. Outra provável novidade diz respeito ao novo Hospital de Clínicas de São Bernardo, em fase final de construção na região do Alvarenga. O espaço, com investimento de aproximadamente R$ 125 milhões, deverá ser mais uma das 13 unidades de saúde mantidas pela Fundação, segundo Mindrisz. Como pontos negativos, Mindrisz destaca a necessidade de humanização do setor, além da baixa oferta de médicos na região, em especial no setor de pediatria. Leia a seguir os principais trechos da entrevista realizada pelo Repórter Diário com Maurício Mindrisz: Repórter Diário: Você foi vice-presidente da entidade por três anos. Como isso pode ajudar na nova administração da Fundação ABC? Maurício Mindrisz: Estou assumindo a Fundação, do ponto de vista pessoal, com bom conhecimento. Sou vicepresidente há três anos, desde o começo do governo Marinho praticamente. Tenho buscado ser vice bastante atuante, responsável pelo acompanhamento da questão financeira. Desse ponto de vista conheço muito bem o dia a dia da Fundação. RD: Quais serão as prioridades da gestão? Mindrisz: Uma das prioridades que temos é participar mais da questão regional da saúde no ABC. A Fundação do ABC tem Santo André, São Bernardo e São Caetano como fundadores, mas temos trabalhado bastante em Diadema e Mauá. Temos um AME (Ambulatório Médico de Especialidades) em Mauá e em Rio Grande da Serra gerenciamos a UBS (Unidade Básica de Saúde) central. Temos todo o interesse em aumentar essa intervenção no ABC. Falta Diadema e Ribeirão Pires. Fui entregar os convites da minha posse ao Clóvis Volpi (prefeito de Ribeirão Pires) e ao Mário Reali (prefeito de Diadema) e falei que a Fundação tem condições para atuar lá. Queremos também ter participação no Consórcio. Com o conhecimento que temos da rede reunimos capacidade de participar. Além de toda essa intervenção, temos três dos

quatro equipamentos que o Estado tem aqui (hospitais Serraria (Diadema) e Mário Covas (Santo André) e os AMEs de Mauá e de Santo André). RD: É possível aproximar o governo do Estado à região no que tange a saúde? Mindrisz: Por enquanto um dos problemas do Consórcio é a ausência do governo do Estado. A gente acha que através da Fundação conseguiremos trazer o Estado para o Consórcio, além do conhecimento que temos da região. Outra questão importante pra mim é que estamos tratando de um orçamento de R$ 1,1 bilhão, que só São Bernardo e Santo André superam. A gente precisa tomar muito cuidado. É um ano com eleições municipais e tem a lei de responsabilidade fiscal, que é bem cuidadosa. Temos de cuidar muito bem do orçamento. Montei uma equipe muito boa e ela vai cuidar disso nesse ano. RD: A Fundação ABC pretende participar da administração do futuro Hospital de Clínicas, em São Bernardo? Mindrisz: Vamos certamente, no Hospital de Clinicas, ter participação. Já no ano passado o secretário Arthur Chioro demonstrou o interesse da Prefeitura para que a Fundação gerencie o hospital por meio de um contrato de gestão. Ele deve estar concluído em março e deve começar a operar em

junho. É um hospital enorme. Colocá-lo em operação não será fácil. RD: Qual é a preocupação da nova direção da Fundação em relação aos equipamentos de saúde da região que já comanda? Mindrisz: O grupo de trabalho e saúde tem feito trabalho importante com os equipamentos municipais para garantir maior leque de serviços para evitar que dois deles prestem serviços concorrentes. Isso também acontece com os equipamentos do Estado que gerenciamos. O Hospital de Clínicas vai ser do porte, ou até maior, do Mário Covas. Se não tomarmos cuidado, vamos ter serviços replicados, o que seria um enorme prejuízo para a região. Temos conversado muito com a nova direção do Mário Covas. Uma coisa interessante é que os entes têm conversado bastante. O Mário Covas e as AMEs têm se falado. Como central, temos todo o interesse que ele (Mário Covas) passe parte das demandas para os AMEs de Mauá e Santo André para permitir que ele atenda complexidades. Estou bastante otimista. Tenho falado com o secretário de Saúde do Estado. Acho que vamos conseguir, estou muito otimista. RD: Há interesse da Fundação em ampliar seus serviços no ABC? Mindrisz: Conversei com ambos (Volpi e Reali) e ficamos de voltar a conversar

"Uma das prioridades é participar mais da questão regional da saúde"

depois da minha posse. Com o Reali, ele acha que tem todo interesse para que a Fundação ABC volte a prestar serviços na cidade. Isso já ocorreu no Quarteirão da Saúde. Tem UPAS (unidades de pronto atendimento), podemos trabalhar juntos. Há amplas possibilidades. Esse mês de janeiro é mais complicado, mas assim que forem retomados os trabalhos no grupo de saúde do Consórcio queremos estar presente. RD: Faltam médicos na região? Mindrisz: As pessoas não estão mais fazendo pediatria, é difícil. Há um problema de oferta mesmo. Os municípios têm esse problema e nós também, mesmo que em menor escala. Acho que precisamos abrir mais cursos de medicina, que obviamente só isso não vai resolver o problema porque o curso tem seis anos e mais outros de residência. Talvez possibilitar médicos estrangeiros de atuar aqui possa ser uma saída. RD: Qual é o principal gargalo da saúde no ABC? Mindrisz: Tem esse problema de oferta localizada, mas acho que um desafio que a Fundação e os municípios têm é no atendimento. A minha impressão é que provavelmente com a entrada de funcionamento dos hospitais de Clínicas em São Bernardo e o de Ribeirão Pires, no campo da oferta talvez vá faltar alguma coisa em Mauá. Mas a região estará bem atendida. Serão 22 UPAS, dois AMEs com possibilidade de se expandir, então

DAEE inicia recuperação das margens do rio Tamanduateí

Ao todo, 14 trechos receberão melhorias ao longo da via

O DAEE (Departamento de Águas e Energia Elétrica) dará início na próxima semana às obras de contenção das margens do rio Tamanduteí em Santo André. Há meses é possível notar problemas de erosão que comprometem o asfalto e interditam parcialmente algumas faixas da via. Após a enchente da última terça-feira (17), as erosões existentes aumentaram e novas surgiram ao longo da margem. Ao todo, 14 trechos entre o ribeirão Jundiaí e o córrego Cassaquera receberão melhorias, o que equivale a investimento de R$ 10,8 milhões. Para que o trabalho seja feito, será necessária a interdição de faixa da avenida para a operação dos equipamentos. O bloqueio será de responsabilidade do Departamento de Trânsito da Prefeitura. A previsão de conclusão das obras é de seis meses. A administração municipal não tem qualquer tipo de participação na obra. Os trechos que passarão por obras estão próximos à avenida

Lord Cockrane e da Foz do córrego Comprido, entre a rua Santa Adélia e a Antonio Cardoso, rotatória ao final da rua Antonio Cardoso, próximo à rua Caviuna, entre as ruas Caviuna e Caraguatatuba, entre as ruas Caraguatatuba e Itatinga, entre a rua Itaipava e avenida André, entre as avenidas André e Sorocaba e entre a avenida Sorocaba e a foz do córrego Cassaquera. Histórico Em março do ano passado a ponte que forma a rotatória entre as avenidas do Estado e Antônio Cardoso sofreram com a erosão. O asfalto cedeu e, por isso, o local teve de ser interditado até ser devidamente reparado. Além disso, em 2010 as margens do rio já haviam passado por obras de contenção. O Semasa e o DAEE fizeram parceria e a autarquia municipal se responsabilizou pelas intervenções numa área de aproximadamente 1,5 km. O investimento foi de R$ 10 milhões. (Aline Bosio)

não será mais um problema de oferta. O que precisa são duas coisas: os serviços têm de estar sintonizados e também o atendimento precisa ser melhorado. Acho que precisamos investir bastante na humanização, na qualidade do atendimento, que eu ainda acredito que é a maior crítica que a população faz. RD: Qual será o impacto da Emenda 29 na região? Mindrisz: Pedi um estudo mais detalhado de como isso deve nos impactar. O crescimento do orçamento é menor do que o da inflação, o que para nós cria muita preocupação. Tivemos uma boa notícia do recurso que vem para o Hospital Nardini, em Mauá. Tem a emenda, mas há bastante interesse no âmbito federal de apoiar a saúde do ABC. Nós pensávamos no Mário Covas com orçamento um pouquinho maior do que vai ter. RD: O Hospital Nardini era o equipamento público de saúde mais criticado da região, mas teve um salto de qualidade após a Fundação assumi-lo. Qual será o planejamento para o hospital durante sua gestão? Mindrisz: É um dos equipamentos mais importantes da região. Ele não atende só Mauá, recebe também gente de Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra. A Prefeitura de Mauá, de verdade, não teria condições de arcar com o orçamento daquele hospital. Metade do orçamento da Saúde da cidade vai para o Nar-

dini. Uma das coisas que eu gostaria de fazer é juntar Mauá com o governo do Estado. Seria um modelo semelhante ao que é feito no Hospital Irmã Dulce, na Praia Grande, que é também um hospital regional da Baixada. Lá, parte do orçamento é municipal, mas pouco mais da metade vem do Estado, com a compra de leitos. Precisamos fazer algo semelhante em Mauá. No Nardini é o próprio município que banca. RD: A Fundação resolveu abrir as portas para a homenagem ao ex-prefeito de Santo André, Celso Daniel, nesta sexta-feira. Na sua opinião, o município errou ao negar a cessão do Teatro Municipal para a realização do evento? Mindrisz: É uma questão bastante delicada. Estou no meio dos dois, pois fui amigo de infância do Celso. Acho que a Prefeitura de Santo André deveria ter avaliado com mais cuidado. Falamos de um dos mais ilustres andreenses. Não queremos fazer uma disputa, mas abrimos espaço para o evento que é de recordação de uma pessoa que eu acho que eu sou suspeito pra falar. Conheci o Celso na década de 1960. A gente sempre fala que ninguém é insubstituível, mas ele é uma exceção. Não conheço nenhum político como ele. Só cedemos o espaço. Acho que a Prefeitura perdeu essa oportunidade.

"As pessoas não estão mais fazendo pediatria, há um problema de oferta"

Saúde vai oferecer duas novas vacinas A partir do segundo semestre deste ano, o Brasil vai ampliar o calendário de vacinação das crianças e terá duas novas vacinas: uma contra a pólio e outra pentavalente, que reúne em uma só dose a proteção contra cinco doenças. Essa nova dose contra poliomilite, chamada VIP (Vacina Inativada Poliomielite), será injetável e entrará no calendário de rotina em paralelo com a campanha nacional de imunização - que é realizada com as duas gotinhas da vacina oral. A versão injetável, no entanto, só será aplicada para as crianças que estão iniciando o calendário de vacinação. A VIP foca crianças dos dois e aos quatro meses de idade enquanto a vacina oral será utilizada nos reforços, aos seis e aos 15 meses de idade. A vacina pentavalente terá uma só dose para garantir proteção contra cinco doenças - difteria, tétano, coqueluche, Haemophilus influenza tipo b e hepatite B. Ela vai substituir a imunização atual, que

ainda é feita com duas vacinas separadas. As crianças serão vacinadas aos dois, aos quatro e aos seis meses de idade. Com o novo esquema, além da pentavalente, a criança manterá os dois reforços com a vacina DTP (difteria, tétano, coqueluche). O primeiro a partir dos 12 meses e, o segundo reforço, entre 4 e 6 anos. Além disso, os recém-nascidos continuam a receber a primeira dose da vacina hepatibe B nas primeiras 12 horas de vida para prevenir a transmissão vertical. A introdução da Vacina Inativada Poliomielite (VIP), com vírus inativado, vem ocorrendo em países que já eliminaram a doença. A Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), no entanto, recomenda que os países das Américas continuem utilizando a vacina oral, com vírus atenuado, até a erradicação mundial da poliomielite, o que garante uma proteção de grupo. O vírus ainda circula em 25 países. (Da AE)


4

Sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

CIDADES

REPÓRTER DIÁRIO

Consumidores se preparam para o fim das sacolinhas Tiago Oliveira Com o fim da distribuição das sacolas plásticas em supermercados marcado para a próxima quarta-feira (25), consumidores da região começam a pensar em alternativas para carregar as compras a partir da semana que vem. A sacola retornável deve ser a principal opção adotada pelos clientes. As novas versões, que já eram vendidas pela maioria dos supermercados, passaram a ser oferecidas de forma mais ostensiva com a proximidade do dia 25. Alguns consumidores aproveitam os últimos dias de distribuição gratuita das sacolas plásticas para estocar o produto. “Meu marido pegou uma

quantidade que vai dar pra usar por um ano”, afirma a copeira Matilde da Silva. Apesar disso, ela também se precaveu e providenciou outras opções. “Compramos também aquelas sacolas retornáveis”, completa. Quem costuma fazer compras em atacadistas deve se adaptar mais facilmente à mudança. Isto porque, por conta da política de preços baixos, a maioria das redes já não fornece sacolinhas de forma gratuita. “Há um tempo eu vou nesse tipo de mercado e tenho que comprar sacolas no supermercado ou levar as que tenho em casa”, explica o aposentado Carlos Leite. O consumidor critica. “Isso não vai salvar o planeta coisa nenhuma. Além disso, os mercados vão econo-

mizar, mas não vão diminuir os preços dos produtos”, acredita Leite. O processo de adaptação dos consumidores não se restringe ao transporte das compras. Com o fim das sacolinhas, muda também a forma de condicionar o lixo. As sacolas, normalmente reaproveitadas para jogar resíduos residenciais, terão que ser substituídas. A dona de casa Eliane Moraes ainda não sabe que alternativa vai usar. “Não sei o que vou fazer agora. ”, afirma.

Marciel Peres

saco de lixo. Além de o mercado reduzir o custo, vai passar a vender produtos que antes não vendia, como as sacolas retornáveis. Quem vai pagar a conta é o consumidor”, critica. O discurso da Associação Paulista de Supermercados se limita à questão ambiental. O setor supermercadista garante que a intenção da mediada visa a proteção ao meio ambiente, apesar de reconhecer que o fim da distribuição das sacolinhas vai resultar em uma redução significativa de custos. A pro-

“Concordo com a medida. Tudo é uma questão de adaptação. A medida vai fazer com que o uso de sacolas caia muito. Milton Soares, biólogo

messa é que esta redução reflita no preço dos produtos. O diretor de sustentabilidade da APAS (Associação Paulista de Supermercados), João Sanzovo, lembra que as sacolas plásticas nem sempre tiveram a importância de hoje. “Os supermercados, lá atrás, não utilizavam sacolas plásticas. A dona de casa trazia sua sacola de feira, colocava os produtos dentro de um papel e depois na sacola”, afirma. “ A sacola plástica está contaminando nosso planeta”, diz Sanzovo. “Eles falam que é por questão ambiental, mas eu não acredito. Vai dificultar a vida das pessoas” Noêmia Batista, auxiliar de enfermagem

Teve início nesta semana o cadastramento do cartão eletrônico Escolar de Diadema, que dá direito ao pagamento de meia tarifa nas linhas municipais da cidade. Os usuários devem comparecer à Central de Cadastros, localizada na avenida Presidente Juscelino, 825, bairro Piraporinha (antiga ETCD), de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h. Neste local, o usuário deve preencher um formulário e apresentar os seguintes documentos: Declaração Escolar recente (com data de emissão de no máximo 30 dias); comprovante de residência em nome do aluno ou dos responsáveis; original e cópia do RG; original e cópia do CPF. Se professor, original e cópia do holerite.

É necessário o comparecimento do titular da carteirinha para registro fotográfico. No ato do cadastramento, deverá ser pago o valor de R$ 70 (em dinheiro), referentes à primeira recarga. Recadastramento O recadastramento é obrigatório para todos os usuários do benefício e, para tanto, é necessário levar declaração escolar, comprovante de residência atual e o cartão antigo. Se professor, também a cópia do holerite. O recadastramento para os estudantes de baixa renda, que se beneficiam do transporte gratuito, deve ser feito junto à SASC (Secretaria de Ação Social e Cidadania), com os mesmos documentos, além do comprovante de renda.

R.Pires inscreve S.Caetano tem para casamento feira de adoção comunitário de animais

Medida opõe mercados e indústria A decisão de colocar fim à distribuição das sacolas colocou em lados opostos os supermercados paulistas e a indústria de plásticos. A Plastivida, entidade que representa a cadeia produtiva do setor, fez duras críticas à medida. Na avaliação do presidente da Plastivida, a mudança não vai ser benéfica para o bolso do consumidor, sendo positiva somente para os supermercados. “O cidadão não vai ter mais a sacolinha pra descartar o lixo, vai ser obrigado a comprar

Diadema inicia cadastro para cartão escolar

Consumidores, indústria do plástico e empresários divergem quando ao fim do uso da sacolinha

“Isso não vai salvar o planeta coisa nenhuma. Além disso, os mercados vão economizar mas não vão diminuir os preços”, Carlos Leite, aposentado

Ribeirão Pires está com as inscrições abertas para o casamento comunitário, que será realizado em março. As vagas são limitadas e os interessados devem apresentar comprovante de residência, CPF, RG, carteira profissional, certidão de nascimento dos noivos e filhos (se tiverem) e, em caso de viuvez, certidão de óbito. As inscrições acontecem na rua Conde de Sarzedas, 333, Jardim Pastoril, das 8h às 12h e das 13h às 17h. O casamento comunitário acontece em Ribeirão Pires desde 2007. Na última edição, 60 casais participaram do evento, que contou com cerimonial, orquestra, sorteio de estadias em um hotel fazenda e entrega de presentes.

Cães e gatos, adultos e filhotes, com e sem raça, poderão ser adotados pela população em mais uma edição da feira que será promovida pela Prefeitura de São Caetano. O evento será realizado neste sábado (21), das 10h às 16h, na sede do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses), na rua Justino Paixão, 141, bairro Mauá. A Ação conta com o apoio das ONGs NIPA Arca de Noé e da Associação Protetora dos Animais de São Caetano. Moradores que tiverem a intenção de adotar um animal devem ter mais de 18 anos e apresentar RG, CPF e comprovante de residência. No site www.saocaetanodosul.sp.gov.br/adocaodeanimais é possível encontrar informações dos animais disponíveis para adoção.


Sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

ECONOMIA

Inclui Cultura, Gastronomia, Cinema, Novelas e Social

REPÓRTER DIÁRIO

5

Planos econômicos voltam ao Judiciário até junho Rafael Nunes

Quem tem algum processo judicial relacionado aos planos econômicos Bresser, Collor I e II e Verão, do final da década de 1980 e início dos anos 1990, pode contar com boa notícia em breve. A previsão por parte do STF (Supremo Tribunal Federal) é que até a metade do ano o assunto entre em discussão novamente em Brasília. Três recursos estão na pauta do Judiciário para serem julgados até meados de junho. Os julgamentos da correção dos planos foram suspensos em agosto de 2010, sob liminar da Consif (Confederação Nacional do Sistema Financeiro) e dos bancos do Brasil, Itaú e Caixa Econômica Federal, sob o argumento de que o pagamento integral das cerca de 500 mil ações quebraria o sistema financeiro. Há casos em

que ações coletivas cobrando a correção da caderneta de poupança chegariam até a R$ 7 bilhões. “A ação dos bancos é lobby, de cunho político. Não é possível que por mais de 20 anos a Justiça dê razão ao poupador e agora, 20 anos depois, mude de ideia”, critica Clarissa Mazarotto, advogada do escritório Barreiro e Mazarotto, em São Bernardo. Cerca de 500 mil ações de todo o País aguardam aval do STF para serem julgadas. As indenizações são referentes à correção de poupanças ocasionada devido à mudança dos planos econômicos vigentes à época. A medida, entretanto, não vale para quem ainda não entrou com processo similar, já que em casos como o Plano Collor II, o prazo final para entrar na Justiça foi janeiro de 2011.

Marciel Peres

Advogada critica possível mudança na postura do judiciário

Mauá Plaza ganhará mais 50 lojas O Mauá Plaza Shopping ganhará em outubro deste ano mais de 50 novas lojas. A expansão do empreendimento, que começou no dia 2 deste mês, seguirá até outubro e deverá representar aumento de até 20% no fluxo de pessoas e nas vendas. Atualmente o empreendimento conta com uma média de 3 milhões de clientes por mês e 220 operações. A nova área terá 18 mil m2 de área construída e 7 mil m2

de ABL (Área Bruta Locável). O número de vagas permanecerá o mesmo: 2 mil. O investimento nas obras não foi revelado. Estima-se que cerca de mil vagas direta de emprego sejam criadas nas lojas. Só durantes as obras 600 postos de trabalho serão abertos. Entre as novidades estão as lojas âncoras Besni, Pernanbucanas e Preçolândia. “Teremos mais uma âncora, mais como ainda estamos em negocia-

ção não podemos divulgar o nome”, diz o gerente geral do empreendimento, Rafael Comenale. “Entre as lojas satélites teremos representantes de diversos segmentos, como vestuário, acessórios e serviços. Nossa intenção é ampliar o mix de lojas e, com isso, atrair mais pessoas”, comenta. Com público predominantemente da classe B – o equivalente a quase 50% dos visitantes –, as novas marcas também

deverão ser responsáveis por abocanhar uma outra fatia do mercado. “Sabemos que não é fácil, mas o objetivo é aumentar a representatividade na classe A”, completa o gerente. Academia O Mauá Plaza também contará com uma academia em suas dependências. Trata-se da Body Fity, que será inaugurada em abril deste ano. (Aline Bosio)

Taxistas têm curso de qualificação gratuito De olho na qualidade do atendimento oferecido pelos taxistas ao turista estrangeiro, o ABC agora integra o projeto Taxista Nota 10, ação de abrangência nacional que visa qualificar a categoria com cursos gratuitos de inglês, espanhol e sobre gestão de negócios. A iniciativa é fruto de parceria entre o Sebrae, CNT (Confederação Nacional do Transporte), o Sest (Serviço Social de Transporte), Escola do Transporte e o Senat (Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte). Com inscrições já abertas, a ação disponibiliza 50 vagas para o curso de inglês e 50 para o de espanhol. Todos os matriculados também poderão se capacitar com as aulas de gestão de negócios. Todo o trabalho na região será realizado na sede do Sest/Senat (rua Vereador José Nanci, 300, Parque Jaçatuba, Santo André). “O objetivo é preparar os taxistas para grandes eventos,

como Copa do Mundo e Olimpíadas, que apesar de não serem realizados diretamente na região, irão afetar nossos profissionais”, conta o diretor do Sest/Senat no ABC, Luís Rafael Cardieri Marchesi, que estima um universo de 3,5 mil taxistas em atuação em todo o ABC. “Além disso, a região possui empresas grandes, como as montadoras automobilísticas e o Polo Petroquímico, que sempre atraem pessoas de fora”, completa Marchesi, que admitiu ser este um dos gargalos do segmento na região. A meta é atingir 100 inscrições com os três cursos. “Se a demanda for maior, estudaremos um meio de abrir mais vagas”, lembra. As inscrições seguem enquanto houver vaga. Informações pelo telefone 4977-9999. Os inscritos receberão material didático gratuitamente e o curso tem duração média de 120 horas. (Aline Bosio)

Categoria está animada Danielli Nogueira Gonçalves Majela, de Diadema, conseguiu recentemente autorização para atuar na área. Integrante de família de taxistas, a motorista se inscreveu no curso visando oferecer serviço qualificado. “Temos a intenção de crescer na área e, para isso, é fundamental um segundo idioma”, conta. Com o mesmo objetivo, José Ferreira de Souza, taxista há 13 anos e diretor financeiro da ABC Rádio Táxi, diz que quer

avançar na profissão. “Quando o motorista transporte um passageiro que fala uma língua que não conhece, o jeito é fazer a comunicação por gestos, o que não é o ideal”, acredita. “Quem sabe falar inglês ou espanhol tem vantagens”, conta . Segundo Souza, a ABC Rádio Táxi conta com 260 motoristas, mas apenas seis são bilíngues. “Vamos promover uma assembleia para divulgar este projeto e incentivar a participação”, acrescenta. (AB)


6

Repórter Diário

CULTURA/GASTRONOMIA

Diadema reúne grandes feras do hip hop dia 28 Casa do Hip Hop realiza, todo mês, festival com MCs, DJs, b.boys e escritores de graffiti Da Redação

Fotos: Marciel Peres

Todo último sábado do mês, símbolos do hip hop se reúnem em Diadema para discutir e difundir temas importantes e conscientizar a moçada. Assim, no próximo dia 28, das 13h às 18h, acontece o primeiro Hip Hop em Ação de 2012, na Casa do Hip Hop, referência do movimento na região. O festival surgiu em 1994, da ideia de Nelson Triunfo, membro da cultura hip hop no município, que buscou juntar os quatro elementos da dança: DJing, MCing, breaking e escritores de graffiti. Como resultado, a iniciativa tem atraído cada vez mais adeptos. No próximo dia 28, nomes como MC TM e Snipe agitam o espaço, além dos DJs residentes da casa, como Dandan, Murphy, Bob e Davi. Enquanto D2 representará o graffiti, o historiador Nino Brown passará informações sobre a história da cultura afro e hip hop na atividade Hora do Conhecimento. Na programação também há batalha de b.boys e b.girls (dança de rua) e workshop sobre breaking com o b.boy Lucas. A apresentação é de Nelson Triunfo e a produção, Júnior Dandara. Pa r a Wi l s o n R o b e r t o Levy, organizador da casa e diretor executivo da ONG Zulu Nation Brasil, as oficinas formam artistas e difundem conhecimento sobre a cultura hip hop. “Se o hip hop não fosse transformador, eu não estaria nele”, comenta o historiador Joaquim de Oliveira Ferreira, conhecido como Nino Brown, presidente da Zulu. Ações como esta chegam a reunir cerca de 300 pessoas por mês e já receberam ícones

RD livro

Nelson Triunfo fará as apresentações

Movimento chegou em 94

do hip hop, como Thaíde, Criolo, Sabotage, Rappin Hood, Dexter e Emicida. Oficinas A Casa do Hip Hop mantém oficinas gratuitas ligadas aos quatro elementos do hip hop. As atividades começam em março, são divididas em dois módulos: iniciação e avançado, e acontecem nos centros culturais dos bairros Taboão, Jardim Campanário, Nogueira e Heleny Guariba. Os interessados devem procurar a Casa do Hip Hop, que fica na rua 24 de Maio, 38. O telefone é 4075-3792. (Colaborou Nathália Blanco).

Série Crônicas de Gelo e Fogo

Está em pré-venda o quarto volume da série Crônicas de Gelo e Fogo – O Festim dos Corvos, de George R. R. Martin. O livro chega ao mercado na primeira semana de fevereiro. A série conta a batalha épica entre os Sete Reinos numa terra onde irmão luta contra irmão e onde a morte caminha na noite fria. Lá, nada é o que parece ser e inocência é uma palavra que não existe. Além da batalha interna, fatores externos, que vão

desde cometas que chegam pelo céu até homens de ferro com força implacável, agravam as guerras. O primeiro volume, Guerra dos Tronos, serviu de base para a série de televisão Game of Thrones, cuja segunda temporada começa em abril no canal HBO.

Autor: George R. R. Martin Editora: Leya Brasil Série brasileira: 4 volumes Preço sugerido: a partir de R$ 39,90 cada

Dança atrai cada vez mais adeptos

Fundada em 30 de julho de 1999, a Casa do Hip Hop (ou Centro Cultural Canhema), é resultado de um processo anterior, catalisado pelo forte movimento hip hop na cidade. Por volta de 1994, representantes foram procurar na Prefeitura apoio para realizar eventos e oficinas. “Sempre tivemos várias pessoas que trabalhavam com o segmento em Diadema e ainda assim havia muito preconceito com relação a essa cultura. Resolvemos, então, investir na cultura hip hop”, comenta Regina Ponce, secretária de Cultura de Diadema. A Casa do Hip Hop é um dos Pontos de Cultura reconhecidos e apoiados pelo Ministério da Cultura. (NB)

São Caetano oferece atividades nas férias A Secretaria de Cultura de São Caetano preparou uma programação especial para janeiro, com o objetivo de promover atividades artísticas e culturais para os moradores da cidade no período de férias. O projeto Férias com Arte, que começou na última terça-feira, seguirá até o dia 29 deste mês com atrações nas áreas de cinema, literatura, teatro, música e dança. Apresentações teatrais integram a programação no Espaço Verde Chico Mendes (avenida Fernando Simonsen, 566, bairro São José). O Projeto Teatro ao Ar Livre apresenta dois espetáculos, ambos às 11h: O Pequeno Cirquinho, com a Cia Contando Histórias, e A Academia de Palhaços se Apresenta, com a Cia Academia de Palhaços. O primeiro será apresentado neste sábado (21) e fala sobre o dia em que as palhaças

Trancinha e Parapatá decidem passear. No meio do passeio, começa a chover. As duas buscam abrigo em um circo, onde brincam com as histórias de um livro, fazendo shows de malabarismo, equilibrismo e mágica. A peça A Academia de Palhaços se Apresenta será no sábado seguinte (28). Os personagens fazem uma paródia de um pequeno circo mambembe. Seis palhaços dão vida a esquetes clássicas e números inéditos criados por eles. Também integrando o Férias com Arte, começou nesta semana o Recanto da Leitura Especial de Férias. Os personagens mais famosos e encantadores da Literatura Brasileira e Universal chegam ao Parque Chico Mendes, transformando o local em um espaço lúdico e interativo. A ação também segue até o dia 29, sempre de quinta-feira e domingo, das 13h às 17h.

Sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Trem bão, sô! Apesar de caseira, a culinária mineira parece ter toque especial no preparo para se destacar enquanto cozinha regional. Panelas de barro e ferro e forno à lenha caracterizam o sabor e garantem o tempero da variedade de pratos oferecidos pelos restaurantes mineiros da região. Mais conhecido endereço da gastronomia de Minas Gerais na região, o Pilão Mineiro, em Santo André, cativa pelo buffet, preparado em fogão à lenha e servido, que sai a partir de R$ 28,90 por pessoa e chega a 47 pratos no final de semana. Os preferidos são leitão à pururuca, baião de dois, arroz carreteiro, costelinha de porco, torresminho e tutu à mineira. Para completar, sobremesas derivadas do leite, como ambrosia. “A marca de Minas Gerais”, lembra Regiane Salchi, gerente do Pilão, que completa 26 anos em julho. Estacionamento gratuito no local.

Para quem quer fugir das inúmeras opções de hambúrgueres, lanches e pratos prontos no Grand Plaza Shopping, em Santo André, a opção é o Coração Mineiro, cantinho todo típico na praça de alimentação. “Os cerca de 40 pratos quentes do buffet são servidos em travessas de barro e ferro”, explica Talita Oliveira, gerente do Coração, que tem no cardápio feijão tropeiro, rabada, carne seca com abóbora e outros ‘trem bão’. Funciona das 11 as 22h e o quilo sai a partir de R$ 32,90. Quando bater aquela vontade de comer pratos típicos mineiros em São Bernardo, o Caravana Grill oferece alguns pratos mineiros como frango com quiabo, quiabo ao molho, jiló, torresmo, vaca atolada e bisteca. O buffet tem preço único, a partir de R$ 21,99. O almoço é das 11h30 às 15h e o jantar das 18h às 23h. (Colaborou Nathália Blanco) Nathália Blanco

Pilão Mineiro é um dos mais tradicioanis da região Pilão Mineiro: avenida Dom Pedro II, 1172, bairro Jardim, Santo André. Coração Mineiro: avenida Industrial, 600, Loja F17, Santo André. Caravana Grill: rua Carlos Olavo Vicentini, 77, São Bernardo.

Mostra traz filmes de ficção científica São Bernardo apresenta até 25 de fevereiro ciclo de filmes sobre ficção científica. Neste fim de semana as atrações, sempre gratuitas, serão Fahrenheit 451 e O Planeta dos Macacos, na sexta-feira (20) e no sábado (21), respectivamente. A mostra é realizada no auditório João Domingues Tavares (rua Bauru, 21, Baeta Neves), sempre às 20h. Com direção de François Truffaut, Fahrenheit 451 conta a história de um bombeiro que

um dia se vê como fugitivo, forçado a escolher se prefere a segurança pessoal ou a liberdade intelectual. Já O Planeta dos Macacos, filme de 1968, o astronauta Taylor faz uma aterrissagem forçada em um planeta dominado por macacos que usam uma primitiva raça de humanos para experiências e como caça esportiva. Taylor acaba entre os caçados e terá de lutar para sobreviver.


Novelas - Sinopses da semana de 16 a 21 de janeiro de 2012 ATEN­ÇÃO: OS RESU­MOS DOS ­CAPÍTULOS ESTÃO SUJEI­TOS A MUDAN­ÇAS EM FUN­ÇÃO DA EDI­ÇÃO DAS NOVE­LAS.

GLOBO 17h35

GLOBO 18h

GLOBO 19h

GLOBO 21h

RECORD 22h

Repórter Diário

NOVELA/CINEMA

Sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Segunda

TERÇA

QUARTA

QUINTA

SEXTA

SÁBADO

Débora se insinua para Nando para chamar a atenção de Betão. Gabriel marca um encontro com Alexia e Moisés manda Carcará segui-la. Tomás impõe que Cristal saia com ele. Débora esquece o celular e Laura descobre que a filha mentiu. Guido fica atento ao encontro de Charlene com Vinícius. Carcará informa a Moisés que Alexia e Gabriel marcaram um encontro.

Alexia despista Carcará. Laura conta para Vinícius sobre a armação de Débora. Moisés aborda Alexia na rua. Débora se convida para acompanhar Betão e Nando ao show. Natália vê Moisés mexendo no armário misterioso. Filipe se insinua para Débora, mas ela não percebe. Vinícius fica aliviado por não ser desmascarado pela filha. Cristal passa mal e Babi se preocupa.

Alexia e Gabriel fazem uma cerimônia simbólica de casamento. Débora vê a aliança na mão de Alexia e pergunta se ela está noiva. Débora vai escondida para o show na comunidade, destrata Guido e Natália avisa a Laura que a filha saiu escondido. Carcará perde Alexia de vista. Betão e Babi se divertem no show e descobrem que Milton Nascimento está na plateia.

Gabriel e Alexia namoram no apartamento de Beatriz. Natália vê Moisés deixar a chave do armário secreto cair e a pega sem que ninguém veja. Babi fica enciumada com meninas que dançam próximas a Betão. Fôjo flagra Natália tentando abrir o armário de Moisés. Guido vê Charlene se despedir com beijo de Vinícius. Cristal obriga Alexia a marcar encontro com Gabriel em seu nome.

Débora pede para o pai intervir a seu favor diante de Laura. Alexia vê Moisés a seguindo. Laura incentiva Alexia a assumir seu namoro com Gabriel. Débora arma contra Guido na lanchonete e ele acaba demitido. Filipe teme pela segurança de Nelson ao saber que ele vai procurar Gorila. Cristal chega para o encontro com Gabriel e desmaia em seu colo.

Gabriel se encontra com Cristal, mas ela desmaia no colo dele

Ana e Vitória treinam suas alunas e demonstram técnicas opostas. Alice se surpreende ao ver Lúcio andar abraçado com Laura. Ana se preocupa ao saber que Eva pediu um empréstimo no banco. Iná fala sobre o aluguel do baile com Álvaro e Laudelino espiona a namorada no restaurante. Nanda se surpreende ao encontrar Francisco dormindo sentado no portão de seu prédio.

Francisco pede para morar com Nanda. Rodrigo pede para Manuela voltar ao convívio com Júlia. Laudelino implora para Maria deixá-lo falar com Iná. Vitória fica furiosa ao saber que Sofia está treinando com Ana. Laura fica espantada com o impacto que a imagem de Ana tem sobre Lúcio. Vitória tira satisfações com Sofia por ela estar sendo treinada por Ana.

Manuela recusa a proposta de trabalho e volta para Porto Alegre. Álvaro decide deixar Iná voltar a alugar o salão para promover o baile. Eva reclama por Ana estar treinando Sofia. Suzana faz uma proposta de trabalho para Renato. Laura explica a Lúcio por que ficou desconfortável quando ele lhe entregou a chave de sua casa. Jonas vê a foto de Lourenço e Tiago juntos.

Jonas afirma que seu irmão se arrependerá se tentar quebrar o contrato que fizeram. Júlia fica radiante ao saber que Manuela voltará a morar com ela. Alice pede para Ana ajudá-la a se aproximar de Sofia. Lúcio fica perturbado com a consulta que terá com Ana. Lúcio pede para Ana ensiná-lo a jogar tênis. Marcos incentiva Alice a se aproximar de Bárbara e Sofia.

Jonas avisa que Lourenço tem que cumprir o contrato. Ana dá a primeira aula de tênis para Lúcio. Vitória ignora uma pergunta feita pelo jornalista sobre uma possível disputa entre Sofia e Cecília. Eva afirma a Vitória que Ana irá superá-la como treinadora. Suzana revela a Cícero e Alice que Renato fará um catálogo para ela. Ana conta para Sofia que Alice é sua irmã.

Sofia fica surpresa com a revelação de Ana e decide conversar com Marcos. Cris fica inconformada com a formalidade com que Matias a trata. Wilson apresenta Dolores para Laudelino e explica seu plano para fazer ciúmes em Iná. Alice conta para Renato que vai se encontrar com Sofia. Rodrigo diz a Lourenço que pretende se afastar da administração do bufê.

Felizardo não se conforma com a derrot e pede a recontagem dos votos. Claudia e Vicente se encontram às escondidas na casa de Ricardo. Joselito tem uma visão de tia Leda com o urso Ted Boy. Olavo reconhece Violante em uma entrevista na TV sobre corrupção. Sarita propõe casamento a Alberto. Rubinho e Lucena combinam um plano para separar Claudia e Vicente.

Agenor passa a noite com Brigitte. Alana comenta com Francisca que Maruschka recebeu uma carta anônima. Camila ganha a guarda de Flavinho e Ricardo fica arrasado. Belezinha cruza com Agenor chegando em casa pela manhã. Lena deixa escapar que é de São Vicente e Mirta desconfia. Henrique procura Lucena e propõe um plano para afastar Vicente de Claudia.

Henrique diz a Lucena que vai procurar Juan. Rubinho descobre que Claudia pediu medida restritiva contra ele. Íntima é procurada por uma jovem que quer ser miss e se anima com o potencial da jovem. Alberto sugere que Sarita e Marisol procurem a Interpol para localizar Diva. Claudia leva Vicente para seu apartamento e Rubinho ameaça invadir o prédio. Rubinho é preso.

Claudia fica abalada com a prisão de Rubinho e dispensa Vicente. Maruschka pede que Alberto tire Rubinho da cadeia. Orlandinho cruza com Graciosa saindo da casa de Íntima e se encanta. Rubinho volta para casa. Eveva pede que Vicente examine a procuração que Deusa fez para Henrique. Damiana insinua que Locanda tem um amante e deixa Felizardo intrigado.

Claudia faz as pazes com Rubinho. Sarita conta para Deusa que foi assediada por Henrique e descobre que o advogado é amigo de Maruschka. Deusa assina a procuração para Henrique tocar a negociação da Comprare. Regina diz a Lena que está decidida a encontrar o filho abandonado de Maruschka. Claudia diz a Vicente que quer retirar a medida restritiva contra Rubinho.

Maruschka apresenta Odessa à imprensa como a nova estilista da Comprare. Agenor tenta reconquistar Belezinha, mas é rejeitado. Joselito conclui que o urso Ted Boy pode esconder algo. Brites se esconde no banheiro de Taluda com Olavo e a câmera instalada por Violante grava tudo. Vicente recebe uma nova advertência por causa da confusão com Rubinho.

Griselda hesita em revelar o segredo de Tereza Cristina. Tereza Cristina devolve a parte do dinheiro que deve a Renê. Esther fala com Danielle sobre Beatriz. Álvaro implora para Griselda não contar o segredo de Tereza Cristina. A advogada Mônica pede explicações a Teodora sobre a procedência do dinheiro. Renê leva para Griselda o cheque com o valor do “Brasileiríssimo”.

Griselda e Renê se tratam com frieza e acertam a venda do “Brasileiríssimo”. Patrícia e Vanessa prometem apoio uma à outra. Antenor não consegue parar de pensar na conversa que teve com a mãe. Quinzé promete ficar com Teodora se ela revelar onde conseguiu seu dinheiro. Zuleika finge ser amiga de Edvaldo. Griselda vai ao “Tupinambar” e troca olhares com Guaracy.

Guaracy e Griselda discutem e Dagmar os repreende. Tereza Cristina descobre suas camisolas no armário de Crô. Severino e Renê ficam apreensivos quando veem Letícia chegar para jantar com Chiara. Dagmar enfrenta Tereza Cristina. Vilma aconselha Letícia a se casar com Juan Guilherme o quanto antes. Álvaro conta para Íris que o laptop de Marcela está com Griselda.

Griselda garante a Antenor que o segredo de Tereza Cristina não será revelado por ela. Antenor pega o laptop de Marcela, mas Pereirinha o recupera e apaga o arquivo que compromete Tereza Cristina. Mulher contratada por Ferdinand marca encontro com Quinzé. Antenor lembra que fez uma cópia do arquivo. Tereza Cristina vê Marcela no cemitério e desmaia.

Antenor marca um encontro com um repórter e pede desculpas a Patrícia. Baltazar liga para Crô quando vê que o cemitério fechou antes de Tereza Cristina sair. Griselda vê Antenor com o jornalista e toma o pen-drive das mãos do repórter, sem saber que ele já havia copiado o conteúdo. A cúmplice de Ferdinand dopa Quinzé e Ferdinand o joga desacordado na piscina.

Tereza Cristina convence Crô de que Marcela está viva. Teodora encontra Quinzé boiando na piscina. Antenor fala para Griselda que a notícia sobre Tereza Cristina será publicada. Beatriz afirma que lutará por Vitória. Quinzé sai do hospital e conta o que aconteceu e Tereza Cristina se irrita ao saber ele sobreviveu ao atentado. Íris desmaia ao ver Marcela na pousada.

Cacau tenta explicar para Fátima que inventou a mentira para poder ficar com Welligton. Fátima diz a Edmilson que quer a separação. Cléber liga para Nelize fingindo ser uma funcionária do colégio e diz que quer conhecer melhor Marcolino e Edmundo. Cléber se disfarça de nona italiana e uniforme de faxineira e se dirige a casa de Francisco e mata os seguranças.

Marcolino reconhece Cléber e pede por socorro. Dayse entra na sala e quase é atingida por um tiro disparado por Cléber. Zé e Fifi atacam Cléber, ainda vestido de nona faxineira. Severino implora para que Divina não tire a filha dele e oferece dinheiro para que Ernesto não faça o teste de DNA. Fátima diz a Edmilson que ele pedirá o resgate pelo sequestro de Marcolino.

Fátima diz a Edmilson que a única forma de recuperar o dinheiro que Francisco tomou de Belmiro é se passando por um capanga de Cleber e pedir o resgate de Marcolino. Cleber diz que Marcolino irá morrer. Adalberto avisa Zizi sobre o sequestro. Fátima fica satisfeita com o sucesso de sua armação. Edmilson aparece de mãos vazias e afirma que não pegou o dinheiro.

Fátima pressiona Edmilson para não contar a ninguém sobre o falso resgate. Zizi confessa a Augusta que está pensando em dar uma chance para Guilherme. Marcolino implora que Cleber não mate Francisco. Valdisnei diz a Margarida que o médico o autorizou a ir para casa e que não quer mais atrapalhar a vida dela com Elton. Cleber leva Marcolino para o cais e ameaça matá-lo.

Cleber segura Marcolino ameaçadoramente perto da água. Ele consegue escapar e se esconde em um galpão. Patrícia segue o carro de Francisco. Rita descobre que Francisco se entregará para salvar Marcolino. Francisco diz que cumpriu a sua parte no trato e implora para que Cleber solte o irmão. Ao ver Cleber indo embora com Francisco, Patrícia sente contrações.

A novela não é exibida aos sábados.

EDITAL DE CITAÇÃO E INTIMAÇÃO DE SOCIEDADE BENEFICENTE HOSPITALAR SÃO CAETANO, EXPEDIDO NOS AUTOS DA AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO COM PEDIDO DE LIMINAR, PROCESSO Nº 565.01.2011.007372-1/000000-000 – NÚMERO DE ORDEM 682/2011, REQUERIDA POR MARIA AMÉLIA LOPES BRAZ.

A Doutora FERNANDA SALVADOR VEIGA, MM, Juíza Substituta da 2ª Vara Cível da Comarca de São Caetano do Sul – SP, na forma da lei, etc. FAZ SABER, a todos quanto o presente edital virem ou dele conhecimento tiverem, especialmente a requerida SOCIEDADE BENEFICENTE HOSPITALAR SÃO CAETANO, inscrita no CNPJ sob o nº 59.302.026/0001-37, que perante este Juízo e Cartório do 2º Ofício Cível, a requerimento de MARIA AMÉLIA LOPES BRAZ, se processam os termos da Ação de Consignação em Pagamento com Pedido de Liminar, referente a consultas médicas não pagas pela requerente, no montante de R$ 426,39 (quatrocentos e vinte e seis reais e trinta e nove centavos), devidamente corrigido até maio/2011, gerando a inclusão da autora nas centrais de restrição ao crédito. Por estar a requerida em local incerto e não sabido e tendo a requerente, em peça inicial solicitado sua citação por edital, deverá esta, qual seja, SOCIEDADE BENEFICENTE HOSPITALAR SÃO CAETANO, nesta Comarca, para que, querendo, nos termos do artigo 300 do Código de Processo Cívil, apresente defesa, sob pena de, se não o fizer, sofrer os efeitos da confissão e revelia, dos termos do artigo 319 do Código de Processo Civil. Os cálculos do débito da presente ação foram devidamente atualizados até maio/2011, totalizando a importância de R$ 692,62 (seiscentos e noventa e dois reais e sessenta e dois centavos). A MM. Juíza deferiu a liminar pleiteada pela requerente, para autorizar o depósito do valor da dívida, que já se encontra à disposição deste Juízo desde 17/06/2011, data em que fora realizado o depósito judicial. Com o depósito oficiou-se para a retirada do nome da requerente dos cadastros dos órgãos de proteção ao crédito, correspondente ao débito em discussão. Será o presente edital, por extrato, afixado e publicado na forma da lei, com validade pelo prazo de 20 (vinte) dias a partir de sua publicação. São Caetano do Sul, 02 de dezembro de 2011. FERNANDA SALVADOR VEIGA – Juíza Substituta

Edital de Convocação para Assembléia Ficam os senhores Associados da Associação Paulista de Cirurgiões-Dentistas – Regional Santo André, situada à Rua das Silveiras, nº 135, Vila Guiomar, Santo André, SP, convocados, na forma estabelecida no artigo 65 do Estatuto, para comparecer à Assembléia Geral Extraordinária, a se realizar na sede da mesma, no endereço supra mencionado, às 20:00 horas do dia 23 de fevereiro de 2012, a fim de deliberarem sobre a matéria da seguinte ordem do dia: a) Venda do imóvel sito à rua Xavier de Toledo, 181 – Salas 114, 115, 116 e 117, de propriedade da Associação, pelo melhor preço e condições, “ad referendum” do Conselho Deliberativo, conforme artigo 30 do Estatuto. Se não houver número em primeira convocação, instalar-se-á a Assembléia em segunda, com qualquer número, às 20:30 horas, como determinado pelo artigo 65, § 1º do Estatuto. Santo André, 20 de janeiro de 2012. Dr.João José Gitti - Presidente da APCD Santo André

WOOD & KRAFT EMBALAGENS LTDA. torna público que recebeu da CETESB Renovação da Licença de Operação Simplificada nº 48000084, válida até 05/01/2016, para Pallets de madeira, fabricação de, à R PARANAVAÍ, 64 CIDADE GERTRUDES, SÃO BERNARDO DO CAMPO.

7

Tintim ganha vida com nova tecnologia 3D

Fotos: Divulgação

Jovem repórter contará com a ajuda de amigos para desvendar mistérios Da Redação O jovem repórter mais querido dos quadrinhos chega ao cinema nesta sexta-feira (20) na forma de animação 3D por captura de movimentos. Dirigido por Steven Spielberg (O Mundo Perdido - Jurassic Park) e produzido por Peter Jackson (O Senhor dos Anéis), As Aventuras de Tintim já faturou o Globo de Ouro de Melhor Animação, em Los Angeles, EUA. O roteiro é de Steven Moffat e Edgar Wright & Joe Cornish. A primeira aparição de Tintim e do cachorrinho Milu foi em 1929, no jornal belga Le Vingtième Siécle. O ilustrador Hergé (Georges Remi), então com 21 anos, é o responsável pelo grande sucesso das séries em quadrinhos e desenho animado. Agora, a nova geração pode conhecer o repórter, que não poupa esforços por boa matéria. Steven Spielberg já planejava fazer a adaptação dos quadrinhos desde 1983 e depois de muitos testes resolveu produzir um filme em computação gráfica, conforme ele mesmo explica no site da Sony Pictures para o filme (sonypictures.com. br/Sony/HotSites/Br/tintim). “A ideia de fazer um filme por meio da nova mídia da tecnologia de captura de performance não foi uma decisão difícil, porque trouxe

todos os personagens para mais perto da arte original à mão, caneta sobre tela, que Hergé fez por meio século”. Conforme a crítica, Spielberg foi fiel à série de livros de Hergé. A pretensão é que As Aventuras de Tintim se torne uma trilogia. O segundo filme da sequência já está em andamento e será dirigido por Peter Jackson. Segredo No longa-metragem, Tintim (Jamie Bell – Billy Elliot) e o leal cãozinho Milu descobrem que o modelo de um antigo navio contém um segredo. Atraído pelo mistério centenário, Tintim se vê na mira de Sakharin (Daniel Craig - 007 – Quantum of Solace), vilão diabólico crente que Tintim roubou o tesouro valioso ligado a um velho pirata cruel chamado Rackham, o Terrível. Com a ajuda de Milu, do mordaz e resmungão Capitão Haddock (Andy Serkis - O Senhor dos Anéis) e dos atrapalhados detetives Thomson e Thompson (Simon Pegg e Nick Frost), Tintim percorre meio mundo, sendo mais esperto e rápido que os inimigos, numa perseguição vertiginosa atrás da localização exata do naufrágio do Licorne, um galeão que pode conter a chave de imensa fortuna e de uma antiga maldição. (Colaborou Nathália Blanco)

Com medo, Tereza Cristina manda sequestrar Alice Em Fina Estampa, ao ficar sabendo que Íris (Eva Wilma) está prestes a contar para Griselda (Lilia Cabral) qual é o seu segredo, Tereza Cristina (Christiane Torloni) toma uma atitude. Com a ajuda de Ferdinand (Carlos Machado), ela manda sequestrar Alice (Thaís de Campos) para evitar que a rival descubra seu passado misterioso. Ao sair para se exercitar, Alice é abordada por quatro homens, que saem de um carro e a perseguem. Ela tenta

fugir, mas recebe uma injeção. Dopada, é jogada para dentro do automóvel. Já no cativeiro, Alice fala com Íris pelo telefone. Ameaçada, ela não pode pedir socorro à amiga e conversa como se estivesse no meio de sua corrida. “Vá na frente e me espere na loja do Pereirão. Assim que chegar, tomo um banho e vou atrás de você”, despista. A tia de Tereza Cristina não desconfia de nada. A cena vai ao ar nesta sexta-feira (20). (Da Globo.com)

EDITAL Câmara Municipal da Estância Turística de Ribeirão Pires EXTRATO DE CONTRATO

CONTRATANTE - CÂMARA MUNICIPAL DA ESTÂNCIA TURÍSTICA DE RIBEIRÃO PIRES. CONTRATADO - EDITORA N D J LTDA. OBJETO - ASSINATURA DO BOLETIM DE DIREITO MUNICIPAL.PERÍODO - JANEIRO A DEZEMBRO DE 2012. EMPENHO Nº 021/2012. VALOR - R$ 7.350,00


8

Sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Repórter Diário

Repórter SOCIAL Noivas e debutantes desfilam em S.André

Divulgação/Caio Arruda/PMSA

Em Santo André, o calçadão da rua Coronel Oliveira Lima virou passarela terça-feira (17). Modelos apresentaram vestidos de noiva e de debutantes, que podem ser encontrados em lojas do Centro da cidade. Animado pela participação do cantor Russo, o desfile atraiu muitos curiosos.

Uma multidão parou para assistir ao desfile

Russo agitou o público

Fotos: Marciel Peres

Passarela no calçadão

Vestido preto e branco fez sucesso entre o público

Pedraria segue na moda

Jogo de craques

Cores cítricas estão em alta

Divulgação

A família Bigucci realizou na primeira semana deste ano, no Guarujá, o tradicional jogo de futebol com amigos. Também entraram em campo craques profissionais, como Elano e Roberto Carlos, ambos da Seleção Brasileira.

Roberto Carlos, Sueli Bigucci, Milton Bigucci e Elano

Roberto Carlos, Milton Bigucci, Elano, Marcelo Bigucci, Milton Bigucci Jr. e Oscar (pai de Roberto Carlos)

Edição 20/01/2012  

jornal, news

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you