Page 1

Ano 6 . Nº 1.948 . ABC, sexta-feira, 10 de junho de 2011 . www.reporterdiario.com.br

R$ 0,50 Carolina Neves

ACIDENTE - Ônibus que caiu do viaduto em São Caetano, na divisa com Santo André, após ser atingido por trem da CPTM, deixou 15 feridos

Página 3

Excesso de velocidade pode ter provocado acidente Uma das causas apontadas pela Defesa Civil de São Caetano para a perda de controle do ônibus, no grave acidente desta quinta (9), foi o excesso de velocidade acrescido da forte chuva e pista molhada. O caso, que ganhou repercussão nacional, feriu 15 pessoas quando um ônibus despencou do viaduto localizado entre as estações Utinga e São Caetano e foi atingido pela composição da Linha 10.

Até o fechamento desta edição, seis pessoas continuavam internadas, três no Hospital de Emergências Albert Sabin, em São Caetano, todos com quadro estável. A motorista do ônibus, Lilian Souza Freitas, de 30 anos, sofreu contusão torácica e traumatismo craniano leve e segue internada no Hospital Mario Covas. A moradora de Mauá está em observação e tem o estado de saúde considerado estável. Página 3

TELEVIsÃO Carta Z Notícia

Atriz Débora Bloch fala sobre desafio de interpretar vilã na novela Cordel Encantado. Na trama, Débora dá vida à Úrsula, que faz de tudo para alcançar seus objetivos

ABC tem 20,5 mil vagas de trabalho Centros públicos de emprego municipais e estaduais, sites especializados em recrutamento e seleção de pessoas e empresas privadas disponibilizam mais de 20,5 mil vagas de trabalho nas sete cidades do ABC. Grande parte das oportu-

Marciel Peres

Misturar estampas e cores na decoração pode trazer efeito bastante alegre e irreverente para o ambiente. As estampas florais voltaram a ser tendência, principalmente para os adeptos ao estilo vintage.

Pág. 9

Divulgação

nidades demanda especialização e, por isso, algumas áreas já enfrentam dificuldade de contratação de mão de obra qualificada. A carência está em quase todas as áreas. O poder público começa a promover ações de qualificação profissional. Página 5

Dia dos Namorados fomenta restaurantes A aposta do Sehal (Sindicato das Empresas de Hospedagem e Alimentação do ABC) é de incremento de 20% no setor de gastronomia e 8% nos motéis neste final de semana em função do Dia dos Namorados, em comparação com o mes-

mo período do ano passado. Os estabelecimentos planejam cardápio especial servido em ambientes especialmente decorados para os apaixonados. Alguns motéis também prepararam surpresas para os casais de namorados. Página 6

Apolo quer interação com comunidade

Oliveira Lima seguirá sem cobertura

Alckmin vem ao ABC na terça-feira

A realização de trabalhos com a comunidade do entorno é uma das prioridades da nova diretoria da Apolo (Associação das Indústrias do Polo Petroquímico do ABC), que representa quatro das 14 empresas do complexo industrial instalado entre Santo André e Mauá.

Pouco tempo depois de anunciar a continuidade da cobertura do calçadão da rua Coronel Oliveira Lima, a Prefeitura de Santo André recuou e decidiu investir a verba proveniente de acordo com a Petrobras em projetos de meio ambiente. Comerciantes reclamam da mudança.

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) estará em Santo André na próxima terça-feira (14). Junto com o secretariado do Palácio dos Bandeirantes ele anunciará investimentos para o ABC. Edson Aparecido, titular do Desenvolvimento Metropolitano, não antecipou áreas e nem valores.

Página 7

Página 4

Página 2

Pág.10

decoração

CINEMA

O urso panda mais conhecido dos cinemas volta às telas em Kung Fu Panda 2. Desta vez, ele e seus amigos terão de encarar um novo inimigo Pág.11

índice Política.......................... Pág. 2 Opinião..........................Pág. 2 Cidades..................Págs. 3 e 4 Economia............Págs. 5, 6 e 7 Decoração......................Pág. 9 Cultura.........................Pág. 10 Novelas........................Pág. 11 Social............................Pág. 12


2

Repórter Diário

Editorial

Nova Dilma em ação

A queda do superministro e supermultiplicador, Antonio Palocci, gerou uma crise política no governo que, se bem aproveitada, mais adiante será avaliada como um trunfo de Dilma Rousseff (PT). Abalroada pelo popular cabo eleitoral, o ex-presidente Lula, Dilma até então não se meteu diretamente na articulação política feita por Palocci e pelo ‘peemedebe’ Michel Temer. Ao indicar Gleisi Hoffman, a presidente inicia um governo com a sua cara e autonomia. Ninguém imagina que Lula deixará de ter ingerência no Planalto, até porque ele foi o responsável direto pela vitória da ‘desconhecida’ petista. Mas, a partir de agora, a nova ocupante do Palácio dará as cartas, inclusive na articulação com os partidos. É o que todos esperam. A gerentona Dilma se vê na obrigação de se enquadrar no perfil da articuladora Rousseff. Até porque dos ‘três porquinhos’ da sua campanha, só resta um, o ministro da Justiça – que não participa das amarrações políticas – José Eduardo Cardozo. Além de Palocci, o ex-dirigente nacional do PT, José Eduardo Dutra, amigo de Lula, também saiu de cena devido aos problemas de saúde. Resta saber se a nova Dilma contentará os anseios dos maiores aliados, o PMDB e o próprio PT.

Repórter Político José Serra e Rui Falcão estão na mira do ABC O Parlamento Metropolitano de São Paulo, criado com a união de 39 Câmaras Municipais, incluindo as sete da região, iniciará de forma efetiva atuação dia 20 de junho. Em São Bernardo, no Cenforpe (Centro de Formação dos Professores), os políticos irão discutir a reforma política. O objetivo é pegar carona na proposta do relator no Congresso, o deputado Henrique Fontana (que também deverá comparecer), e esmiuçar os itens. Para fazer ponto e contraponto, o epicentro será a presença de representantes dos dois maiores grupos políticos do País: PT e PSDB. Estão em fase de sondagem o deputado estadual Rui Falcão, presidente nacional do petismo, e o ex-governador de São Paulo, José Serra (PSDB). Inicialmente, os organizadores almejavam recrutar os expresidentes Lula (PT) e Fernando Henrique (PSDB), mas as agendas não foram compatíveis.

Curtas Segundas intenções A presença do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, em São Bernardo, nesta sexta-feira (10), está cheia de segundas intenções. O idealizador do novo partido – PSD – conversará com os vereadores locais, principalmente os ainda integrantes do DEM (seu ex-partido), Mauro Miaguti e Fábio Landi, no intuito de seduzi-los ao novo ninho. Na sequência, almoçará na companhia do prefeito Luiz Marinho, na rota do frango com polenta. Não é difícil imaginar que o petista tentará manter a dupla – ou no DEM ou no PSD – na órbita governista. Plano B em Ribeirão Integrantes do PT e do PPS de Ribeirão Pires já sonham com junção de forças para a sucessão do prefeito Clóvis Volpi (PV) em 2012. O vice Edinaldo Menezes, o Dedé da Folha (PPS), seria o indicado natural de Volpi. Porém, segundo os bastidores, esse não parece

ser o maior desejo do mandatário. O chefe do Executivo vai buscar parâmetros na pesquisa quantitativa que deverá ser concluída no fim de semana. Dependendo da aparição dos nomes – nem tanto da posição específica na sondagem – o verde irá nortear sua benção. Caso Dedé não seja o escolhido, alguns populares-socialistas e petistas já começam a vislumbrar chapa. Resta saber quem abriria mão da cabeça: a ex-prefeita Maria Inês Soares ou Dedé. Apoio Após algumas reuniões com representantes dos engenheiros, arquitetos e tecnólogos de Santo André, a bancada de vereadores do PT resolveu formalizar o pedido de reajuste salarial à categoria. Em indicação encaminhada ao prefeito nesta quinta (9), os parlamentares sugerem que o Executivo promova a equiparação de salário aos níveis do mercado de trabalho atual.

Opinião / Política

Sexta-feira, 10 de junho de 2011

Secretário confirma anúncio de investimentos na Região Leandro Amaral O secretário de Desenvolvimento Metropolitano, Edson Aparecido, confirmou nesta quinta-feira (9) que o governador Geraldo Alckmin (PSDB) anunciará investimentos no ABC na próxima semana. Edson não detalhou áreas ou valores, mas, pela segunda vez em que vem à região, foi ‘vítima’ de um dos principais gargalos: o caos no trânsito. Ele chegou na reunião preparatória do Consórcio Intermunicipal Grande ABC com quase duas horas de atraso. O evento da próxima terça (14), às 14h, que ocorrerá no Teatro Municipal de Santo André, atrairá, além do governador, todo o secretariado do Palácio dos Bandeirantes. A ideia é aproximar o

Estado das demandas locais. Antes do encontro aberto, os secretários de Alckmin irão se reunir, individualmente, com cada GT (Grupo de Trabalho) da entidade para discorrer sobre as reivindicações. No ABC, o desembarque da cúpula estadual terá um caráter diferenciado em relação aos eventos ocorridos em outras regiões do Estado. A ação promovida por Alckmin tem sido chamada de Governo Presente, mas na região será Agenda Metropolitana. “Nós estamos insistindo para que a região seja protagonista também. Nós sabemos o que queremos e temos uma pauta pré-estabelecida”, disse o presidente do Consórcio, Mário Reali (PT), prefeito de Diadema. A pauta, com cerca de 30 itens, versa sobre áreas como saúde, educação e se-

Agencia Brasil

Mário Reali e Edson Aparecido preparam vinda de Alckmin gurança, além da mobilidade meio do Consórcio”, concorurbana. dou Edson Aparecido. ”Será “O ABC é uma região di- o primeiro evento aqui depois ferenciada, porque já possui da criação da região metropouma articulação avançada por litana”, salientou.

Siraque pode se beneficiar com queda de ministro O primeiro suplente do PT de São Paulo na Câmara Federal, Vanderlei Siraque, acompanha com lupa os desdobramentos da articulação que visa substituir o comando do Ministério das Relações Institucionais do governo Dilma. Se a troca for efetuada e a presidente içar um deputado federal do petismo paulista, o andreense assumirá a cadeira de deputado federal e, consequentemente, sairá do páreo pela indicação na legenda para

disputar a sucessão de 2012. Segundo os bastidores, isso culminaria no consenso para a escolha. Fragilizado politicamente, o ministro Luiz Sérgio está, segundo fontes, com os dias contados na articulação com o Congresso. Os postulantes que almejam o cargo já se movimentam. O mais eufórico é o atual líder do governo na Câmara, Cândido Vacarezza que, nesta quinta-feira (9) peregrinou também no Senado para

amealhar o aval de caciques do todo-poderoso PMDB como José Sarney e Renan Calheiros. Correm também pelo posto no primeiro escalão o também parlamentar paulista Arlindo Chinaglia e a ministra da Pesca Ideli Salvatti. “O ministro deve sair mesmo até o fim de semana, mas é uma decisão que cabe a ela (Dilma)”, diz o esperançoso – porém cauteloso - Siraque que, nesta quinta, conversou com Vacarezza por telefone. “Ele é

o favorito. Como a senadora Gleisi Hoffmann assumiu a Casa Civil é importante agora fortalecer a Câmara e o estado de São Paulo”, avaliou, minimizando as apostas em torno da indicação de Ideli Salvatti. Segundo ele, “o PT torce” pelo seu ingresso na Câmara. ''Eu fiquei conhecido no Brasil inteiro por ter assumido (no primeiro momento) mas depois perdi a vaga por conta da validação dos votos de Paulo Maluf (PP)”. (LA)

Espaço aberto

Saber falar bem é saber falar É lamentável saber que nossos excelentíssimos deputados têm debatido sobre a questão do livro Por uma vida melhor!, de Heloísa Ramos. Pior, saber que as nobres excelências sabatinaram o ministro Fernando Haddad para pedir satisfações sobre a adoção do citado livro. Gostaria de saber se não só nossos representantes políticos, bem como a pequena parcela da população que tem acesso à informação, poderiam me dizer o que é a norma culta. Qual percentual da população brasileira utiliza corretamente todas as regras de que dispõe nossa gramática? Frases como: “vou no banheiro”; “a gente vai assistir o jogo no domingo”; vende-

se balas”; e “os policiais deteram os criminosos” (proferida por um jornalista) são típicas da variante popular e constituem desvios da norma culta. Saberia o leitor me dizer quais os problemas gramaticais das referidas frases? Muitos as utilizam, inclusive em situações formais que requereriam normas rígidas. No entanto, o simples fato de estabelecer comunicação indica que são frases aceitáveis e são reconhecidas como variantes. O fato de se adotar o livro com noções de variação linguística não significa dizer que a escola ensinará errado. Apenas apresentará a verdade que existe sobre os nossos falares. É dever, sim da escola, ensinar a norma padrão, bem como ensinar corretamente qualquer conteúdo das outras disciplinas. E, como não estamos mais no período da ditadura

militar brasileira, é muito saudável discutir os fatos históricos, tornando, assim, as aulas de História menos decorativas e mais debatidas. Desta forma deve ser o ensino da Língua Portuguesa, debatendo questões típicas dos falantes nativos e, o mais importante, não vendo com preconceito aqueles que apresentarem uma variante popular. Se assim fosse, a sociedade também deveria ver com olhos preconceituosos as variante regionais, tão belamente expressas em nosso grande autor Guimarães Rosa. A inutilidade do debate sobre a adoção ou não do livro é nítida. Certamente não há linguista, comprometido com sua ciência, que seja contra o fato de o livro apresentar a ideia de variação linguística e de ser utilizado em sala de aula para exemplificar a naturalidade e a liberdade que

todo falante tem de usar sua língua materna. O que realmente deve ser discutida é a capacidade de nossos professores de português ao lidar com tal assunto. Sabe-se que há inúmeras universidades ou pseudouniversidades, lançando no mercado de trabalho, a cada ano, inúmeros profissionais desqualificados. Isso é preocupante e deveria ser mote para discussões no Congresso Nacional. Num tempo em que tanto se fala em “bullying”, em homofobia, é paradoxal ver pessoas que defendem as diferenças de opções sexuais, mas criticam um livro que trata de diferenças linguísticas. É lamentável.

Mudança de endereço O senhor Volpi está contando com uma decisão do STF para mudar de endereço político: sai de Ribeirão Pires e volta a Mauá, onde já foi político eleito. Seus adversários não tiveram competência para brecá-lo em Ribeirão Pires e correm o risco de vê-lo de novo nadando de braçadas na vizinha Mauá. A esperança é o Congresso Nacional.

aprova fim de brecha e pode melar plano de Clóvis Volpi

ra em Santo André

ção de Estocolmo, tratado da Organização das Nações Unidas (ONU), que aponta a incineração de resíduos como uma das principais fontes geradoras de Poluentes Orgânicos Persistentes (POPs). A Convenção recomenda que o uso de incineradores seja eliminado progressivamente.

Afonso Penna Referente à matéria Senado

Prévia Com a quebra do partido ficou bem claro que os interesses são pessoais, pois se os eleitores da Ivete lutassem pelo partido ou pelo povo, Vanderlei Siraque teria ganhado disparado no primeiro turno. O PT perdeu para ele mesmo. Luiz Henrique Referente à matéria Ivete Garcia abre mão da candidatu-

Meio ambiente Boas falas. Vamos observar melhor as ações para que isto realmente saia do papel e gere mais renda para quem trabalha e mora no local. Patricio Referente à matéria Relatório recomenda ações sustentáveis no Parque de Paranapiacaba Lembrete O Brasil assinou a Conven-

Maria José Grisaro é linguista e professora do colégio Singular e do Sistema Anglo de Ensino.

Ruth Alexandre Referente à matéria Usina de geração de energia pelo lixo funcionará em 2014

Os comentários acima estão no site www.reporterdiario.com.br

Rua Álvares de Azevedo, 210 Centro – Santo André Tel.: 4427-7800 www.reporterdiario.com.br

Jornalista responsável: Airton Resende Edição: Aline Bosio e Maria do Socorro Diogo Reportagem: Aline Bosio, Carolina Neves, Larissa Marçal, Leandro Amaral e Natália Fernandjes

Comercial: Claudia Plaza e Alessandra Duran Fotos: Marciel Peres e Carolina Neves Suporte Operacional: Pedro Diogo Administrativo: Rita de Cássia B. da Silva

Tiragem auditada por:


Sexta-feira, 10 de junho de 2011

Repórter Diário

CIDADES

Alta velocidade pode ter causado acidente de ônibus Carolina Neves

Natália Fernandjes Um grave acidente feriu 15 pessoas na manhã desta quinta-feira (9) em São Caetano, quando um ônibus da linha 101 da EMTU (que liga São Caetano a vila das Olarias, em São Paulo) despencou do viaduto localizado na rua Felipe Camarão, sobre a linha férrea entre as estações Utinga e São Caetano e foi atingido pela composição da Linha 10 - Turquesa da CPTM que seguia em direção a Rio Grande da Serra. A princípio, uma das causas apontadas pela Defesa Civil de São Caetano para a perda de controle do ônibus foi o excesso de velocidade combinado com forte chuva e pista molhada – de acordo com informação fornecida pela Prefeitura. Até o fechamento desta edição, seis pessoas continuavam internadas, três no Hospital de Emergências Albert Sabin, em São Caetano, todos com quadro estável. Carolina Pereira Guimarães foi transferida para a UTI do Hospital Maria Braido com lesão renal e Marcia Aparecida Beraldo Vicentino seguiu para unidade hospitalar da rede privada com luxação de quadril. A motorista do ônibus, Lilian Souza Freitas, de 30 anos, sofreu contusão torácica e traumatismo craniano leve e segue internada no Hospital Mario Covas. A moradora de Mauá está em observação e tem o estado de saúde considerado estável. Das 22 pessoas que estavam no ônibus, 14 feridos (entre os casos foi constatado traumatismo craniano leve, luxação de quadril já reduzida, fratura de costela, fra-

Ao todo, 14 pessoas ficaram feridas, sendo três em estado mais grave tura de clavícula, ferimentos fortes contusos e escoriações) receberam atendimento no Hospital de Emergências Albert Sabin, em São Caetano. Por volta das 13h, seis pacientes receberam alta e outros três foram liberados pelo departamento médico perto das 16h. Segundo o porteiro, Francisco Souza Carvalho, 63 anos, que estava no primeiro vagão na hora do acidente, o trem estava em velocidade normal e parou repentinamente. “Não houve pânico, o trem parou de repente e depois percebemos o ônibus à frente do vagão e todos foram retirados”, afirmou. Do trem apenas o maquinista sofreu alguns ferimentos leves. (Colaborou Carolina Neves)

CPTM opera normalmente A CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) informou que a circulação dos trens na Linha 10 Turquesa (Luz-Rio Grande da Serra) foi restabelecida às 10h20, quase uma hora depois do acidente. Às 11h30 o trem que colidiu com o ônibus intermunicipal foi removido do local e levado para manutenção. Os trabalhos para retirada do ônibus permaneceram até as 14h, quando o veículo foi colocado em terreno próximo à área da colisão com ajuda de retro escavadeira. O viaduto localizado na rua Felipe Camarão, em São Caetano, está liberado para o trânsito local, apenas a mureta em que o ônibus colidiu foi interditada.

Ainda não foi definida a ação da Prefeitura diante ao dano causado na mureta. A Secretaria de Mobilidade Urbana de São Caetano realizará reunião para discutir o assunto nesta sexta-feira (10). Inquérito Foi instaurado, na tarde desta quinta-feira (9), inquérito de lesão corporal culposa (quando não há intenção), para investigar as causas do acidente. A investigação ocorrerá sob o comando do delegado titular do 2º DP de Santo André, Oswaldo Fuentes Júnior. As vítimas e o maquinista do trem serão ouvidos a partir desta sexta-feira (10). (NF)

3

E nada do outro SESI em Santo André Em junho de 2009, o presidente da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), Paulo Skaf, esteve em Santo André e anunciou investimento de R$ 52 milhões, dos quais R$ 27 milhões para a construção da segunda unidade modelo do SESI (Serviço Social da Indústria) na cidade. Skaf vistoriou algumas áreas. No fim da visita, uma lista com quatro possíveis terrenos foi encaminhada à Prefeitura. “Estamos aguardando a definição das áreas apresentadas”, diz Sérgio Moretti, diretor do SESI Santo André. Segundo Moretti, as áreas não podem ser anunciadas previamente para evitar a especulação imobiliária. Ao todo, quatro bairros poderiam abrigar a unidade nas dimensões do projeto padrão. “Está por conta da Prefeitura avaliar e verificar a documentação para iniciar a formalização da segunda etapa e o encaminhamento do projeto à Câmara”, afirma

Moretti. O projeto atenderá mais de mil alunos, mais da metade oferecida pela unidade ao lado da estação Prefeito Saladino. Além disso, o SESI, em parceria com a Prefeitura, administra três escolas na cidade nos bairros Jaçatuba, vila Clarice e jardim Santo Alberto. A Prefeitura não retornou aos contatos feitos pelo Repórter Diário. Para ajudar a população a lembrar de promessas de campanhas ou anúncios de projetos, mas ainda não cumpridos, o Repórter Diário publicará, a cada edição, a coluna Estamos de Olho. Se você quiser participar envie sugestão para o e-mail redacao@reporterdiario. com.br. (Leandro Amaral)


4

Repórter Diário

CIDADES

Sexta-feira, 10 de junho de 2011

Recuo da Prefeitura frustra lojistas da Oliveira Lima Fotos: Marciel Peres

Natália Fernandjes Pouco mais de cinco meses após anunciar continuidade da cobertura do calçadão da rua Coronel Oliveira Lima, Centro de Santo André, a Prefeitura voltou atrás e decidiu investir a verba, recebida como compensação ambiental pela Petrobras, em projetos de meio ambiente. A novidade frustrou os lojistas da SOL (Sociedade Oliveira Lima e Região), que reivindicam melhorias há mais de 13 anos no corredor. Em janeiro, a Prefeitura anunciou que receberia cerca de R$ 2 milhões como forma de compensação ambiental pela construção da nova linha do gasoduto, o Gasan 2, da Petrobras. Na data, foi dito que a continuidade da cobertura da rua Oliveira Lima entre as ruas Monte Casseros e General Glicério, assim como o pavilhão que vai até a rua Luiz Pinto Fláquer, integraria pacote de obras que seriam realizados com a verba. No entanto, em reunião realizada na Acisa (Associação Comercial e Industrial de Santo André), o prefeito Aidan Ravin surpreendeu comerciantes e representantes da SOL com a desistência do projeto. “Os comerciantes e a SOL estão frustrados, já que essa decisão representa retrocesso ao desenvolvimento econômico do centro”, destaca Hélio Farber, presidente da Acisa. Segundo Farber, a alegação é que há outras prioridades, como revitalização do centro e reforma do Teatro Carlos Gomes. Em entrevista ao Repórter Diário, Eduardo Sélio Mendes Junior, secretário de Gestão de Recursos Naturais de Paranapiacaba, confirmou a

S.André ganha escola de formação ambiental

Ao contrário do que foi prometido no início do ano, parte do calçadão continuará sem cobertura

Novela do calçadão 1998 - Implantação do Projeto Centro pelo então prefeito Celso Daniel, que previa cobertura da rua Cel. Oliveira Lima entre o Largo da Estátua até a rua General Glicério e uma parte da rua Elisa Fláquer. 2000 - Paralisação das obras de cobertura da rua Oliveira Lima na altura do Largo da Quitandinha (próximo à praça do Carmo).

Santo André ganhou neste mês a EFA (Escola de Formação Ambiental). Primeira no município, a unidade oferece atividades voltadas à conscientização ambiental da população. O prédio, de 150 m², fica na rodovia Índio Tibiriçá junto à Secretaria de Gestão de Recursos Naturais no Parque Andreense. “Nosso objetivo é propiciar informações sobre meio ambiente. Sentimos que falta um pensamento mais consciente com relação à sustentabilidade”, explica Eduardo Sélio Mendes Junior, secretário de Gestão de Recursos Naturais de Paranapiacaba e Parque Andreense. Segundo Mendes Junior, as atividades são ainda mais importantes se considerada a localização da escola: em área de manancial e preservação. A escola conta com sala para 50 pesso-

as, equipada com dispositivos audiovisuais e bancadas para realização de oficinas e cozinha experimental. Dois viveiros localizados na área externa para visitas com fins pedagógicos são outros recursos. A escola faz parte de projeto financiado pelo Fundo Estadual de Recursos Hídricos do Estado de São Paulo e Prefeitura de Santo André, num investimento da ordem de R$ 329 mil. Segundo o secretário, a EFA possibilitará o desenvolvimento de atividades de educação e formação ambiental de forma mais adequada. Até então, a programação era realizada em diferentes espaços da região. Entre as atividades que serão realizadas estão oficinas, seminários, cursos, palestras, treinamento profissional, visitas monitoradas, campanhas domiciliares e exposições. “O foco serão as crianças, pois elas acabam sendo grandes fiscais dos pais, e contribuirão com o futuro”, destaca. (Aline Bosio)

2002 - O prefeito João Avamileno declara que o restante da obra não será feito em seu governo por falta de verba.

Farber mostra projeto original do calçadão decisão de utilizar o recurso da Petrobras em projetos ambientais e não na Oliveira Lima. “Ainda não sabemos ao certo onde aplicar a verba, mas teremos reunião para acertar isso. Quanto à Oliveira Lima, não sei o que será feito”, disse. Procurada pela reportagem, a Prefeitura de Santo André não retornou o pedido de entrevista até o fechamento da edição.

Julho de 2008 - Aidan Ravin, então candidato a prefeito, promete a transformação da Oliveira Lima em um boulevard em sabatina realizada na SOL, mediante convênios com empresas privadas. A ideia do candidato era criar ruas 24 horas e estacionamentos no subsolo da praça do Carmo. Janeiro de 2011 - A Prefeitura anuncia pacote de obras na rua Oliveira Lima acertado com a Petrobras como compensação ambiental. O projeto, que previa cobertura do calçadão entre as ruas Monte Casseros e General Glicério, assim como o pavilhão que vai até a rua Luiz Pinto Fláquer, sairia do papel ainda em 2011. Junho de 2011 – A Prefeitura recua e decide investir a verba recebida da Petrobras em projetos voltados ao meio ambiente.

Escola visa ensinar conceito de sustentabilidade às crianças Errata Na matéria Pílula do dia seguinte pode trazer doença cardiovascular, publicada no último dia 3, o nome correto do coordenador do CRFSP (Conselho Regional de Farmácia) é Marcos Machado.


Sexta-feira, 10 de junho de 2011

ECONOMIA REPÓRTER DIÁRIO

5

ABC tem mais de 20,5 mil vagas Aline Bosio Centros públicos de emprego municipais e estaduais, sites especializados em recrutamento e seleção de pessoas e empresas privadas têm hoje mais de 20,5 mil vagas de trabalho nas sete cidades do ABC. Grande parte das oportunidades demanda especialização e, por isso, algumas áreas já enfrentam dificuldade de contratação de mão de obra qualificada. A carência está em quase todas as áreas e níveis de profissionais, dizem os responsáveis pelos bolsões de emprego, que levam até seis meses para conseguir candidatos. Só os CPETRs (Centros Públicos de Emprego, Trabalho e Renda) de Santo André e Diadema possuem mais de 5,2 mil vagas em aberto, a maior parte para porteiros, faxineiros e ven-

dedores. Já o Emprega São Paulo, programa do governo do Estado, possui 1,3 mil oportunidades na região. As ocupações mais ofertadas entre janeiro e maio deste ano são operador de telemarketing (3,4 mil), faxineiro (1,5 mil) e porteiro (1,3 mil). A NVH (Nova Visão Humana), empresa de recrutamento e seleção de pessoas, em Santo André, tem aproximadamente 480 vagas na região. De acordo com Indianara Ferreira, gerente de Marketing, 430 são na área de serviços. “A área administrativa é a que oferece a maior quantidade de oportunidades, sendo algumas delas para estagiários, trainees e analistas”, conta. Ainda em serviços, a Atento, empresa de telemarketing, oferece 220 oportunidades para o ABC: 95 em São Bernardo, 85 em Santo André e 40 em

São Caetano. A Internet é o principal meio de contratação. Somente a Catho Online (classificados de currículos e empregos) conta com 11,3 mil vagas disponíveis para o ABC. Já a Empregos.com tem 1,8 mil oportunidades para a região. Em ambos os casos, São Bernardo é o município com a maior quantidade de vagas: 1,4 mil e 612 respectivamente. Dados da Catho apontam que ao menos 3,4 mil vagas para a região em seu banco de dados exigem curso superior. Quase 870 são para cargo de supervisão ou chefia, 156 para gerência e 12 para diretoria. A área administrativa é a que mais oferece oportunidades, com mais 3,4 mil opções. As áreas comercial e de vendas também se destacam, com 776 vagas, assim como engenharia (850) e tecnologia da informação (289).

Rota do emprego CPETR Santo André

4.831

Avenida Artur de Queirós, 720, bairro Casa Branca e na rua Sigma, 300, vila Mazzei

CPETR Diadema

459

Rua Professora Vitalina Caiafa Esquivel - n° 101, Centro

Emprega São Paulo

1.376

www.empregasaopaulo.sp.gov.br

Catho

11.301

www.catho.com.br

CPETR Diadema

459

Rua Professora Vitalina Caiafa Esquivel - n° 101, Centro

Empregos.com

1.846

www.empregasaopaulo.sp.gov.br

Atento

220

www.atento.com.br

NVH

480

www.gruponvh.com.br

Apagão de mão de obra deve piorar O diretor nacional de Educação da ABRH (Associação Brasileira de Recursos Humanos), Luiz Edmundo Rosa, ressalta que áreas como TI (tecnologia da informação), contabilidade e construção civil se destacam quando o assunto é o número de vagas ociosas. “Isso acontece porque a demanda pelos serviços é crescente e falta pessoal gabaritado”, lembra. Para Rosa, se nada

Estudar garante chegar lá Da Redação O mercado de trabalho está cada vez mais exigente. Além das especializações, o domínio de outros idiomas é fundamental para muitos cargos, de recepcionista a executivo, assim como a constante atualização na área de atuação. Antonio Josafat Jacome Barrero, 33 anos, engenheiro eletrônico da Volkswagen e residente em Santo André, domina o alemão, o francês, o português e o inglês. “Sempre quis trabalhar no setor automotivo. Quando entrei na faculdade aproveitei a chance de cursar matérias ligadas ao desenvolvimento de aparelhos tecnológicos para carros para realizar meu desejo profissional”, conta Barreto, que é mexicano.

Edmália Queiroz Almeida, de 42 anos, acredita que sonho não tem idade para ser concretizado. A estudante de Pedagogia sempre quis ser professora, mas o medo de enfrentar uma sala de aula a fez postergar os planos de carreira profissional. Porém, ao ver as amigas cursarem Pedagogia, Edmália decidiu colocar em prática a sua vontade. A estudante trabalha como professora substituta de uma creche e afirma estar feliz com a decisão de voltar a estudar. “A experiência de trabalhar com crianças é muito boa”, conta Ednália, que diz estar empolgada para realizar o curso de pósgraduação na área. Após concluir o curso de

Barrero fala quatro idiomas processos químicos e operador de caldeira em uma unidade do SENAI, Carlos André dos Santos, 33 anos, procura uma vaga na área química e de metalurgia. Apesar de já ter distribuído inúmeros currículos, o químico, que está desempre-

Marciel Peres

Santos está de olho no pré-sal gado desde março, não tem conseguido passar nas entrevistas. Porém, já está de olho nas vagas que surgirão graças a exploração do pré-sal, “Quando tiver dinheiro pretendo fazer um curso técnico de petróleo e gás”, afirma. (Colaborou Larissa Marçal)

Prefeituras buscam aproximação As Prefeituras do ABC, pelo menos em tese, priorizam a aproximação com as empresas para atrair investimentos. Em Santo André, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico adotou o programa Porta a Porta, que levou executivos do Paço a cerca de 20 empresas, a maioria indústrias. As visitas serviram, segundo a pasta, para conhecer demandas, atendidas por meio de cursos de fomento aos mercados internacionais, pesquisas econômicas disponibilizadas na revista digital Nova página Socioeconômica e vagas pela

CPETR (Centro Público de Emprego, Trabalho e Renda). Dados do Ministério do Trabalho mostram que entre janeiro de 2009 e dezembro de 2010 foram criados 19.650 empregos em Santo André, o maior número da região, o oitavo do Estado e 12º do País. Além disso, os registros apontam a abertura de 12.777 empresas no período. Em São Caetano o destaque foi a adoção do plano de desburocratização, que conferiu o prêmio nacional Sebrae Prefeito Empreendedor 2010, responsável pela abertura de

Programa ajuda candidato A novidade em Santo André é o programa Time do Emprego, criado em maio. O programa tem duas turmas de 25 participantes que se reúnem semanalmente para aprender como elaborar currículo, quais ferramentas usar na prospecção de uma oportunidade e como se vestir e se portar durante uma entrevista de admissão. Estas reuniões, com três horas de duração cada, são realizadas no Centro Público de Emprego, Trabalho e Renda. “O programa completo é composto de 12 encontros semanais, mas nosso objetivo é que o participante seja inserido no mercado antes deste período”, explica Mônica Mandarino, diretora do Departamento de Geração

de Emprego, Trabalho, Qualificação e Renda (DGETQR) vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho. Na parceria para a realização do programa Time do Emprego, a Prefeitura cede espaço físico e funcionários que atuam como instrutores, enquanto a SERT do Governo do Estado de São Paulo cede kits compostos de duas cartilhas (coloridas e de capa dura), caderno, borracha, lápis, bloco de anotação, crachá e pasta de tecido.Em São Caetano, o Cemeq (Centro Municipal do Emprego e Qualificação) disponibiliza estrutura que identifica as necessidades das empresas. O Centro capta as vagas e seleciona os candidatos previamente cadastrados. (LA)

empresas através da aprovação do SIL (Sistema Integrado de Liberação). O sistema interliga os setores envolvidos numa abertura de empresa. “O SIL proporciona, após a constituição formal da empresa e inscrição no CNPJ, um processo integrado para licenciamento, fator que ocasiona aos empresários a autorização para início das operações – emissão do Certificado de Licenciamento Integrado”, relata, por meio de nota, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico. As demais prefeituras não retorSanto André

São Bernardo

São Caetano

Diadema

Mauá

Ribeirão Pires

Rio Grande da Serra

Fonte: RAIS/IBGE

naram os questionamentos da reportagem. São Caetano e Santo André disponibilizam informações, na Internet, para quem quer investir no município. No primeiro, o site www.investesaocaetano.com.br disponibiliza dados da cidade, espaço (gratuito) para divulgação das atividades empresariais e imóveis disponíveis. Em Santo André, o Portal de Negócios está no site da Prefeitura www.santoandre.sp.gov. br e orienta passo a passo para abertura de empresas. (Leandro Amaral)

PESSOAL OCUPADO

assalariado

nº de empresas

salário médio

2009

236.127

202.894

24.007

3,5 salários

2008

209.885

178.086

22.668

3,6 salários

2007

200.352

169.417

3,6 salários

PESSOAL OCUPADO

assalariado

nº de empresas

salário médio

2009

297.840

261.742

25.753

5,2 salários

2008

299.503

263.907

25.354

5,5 salários

2007

287.892

252.366

5,4 salários

PESSOAL OCUPADO

assalariado

nº de empresas

2009

127.022

111.178

10.301

salário médio

4,1 salários

2008

121.725

106.203

10.322

4, 3 salários

2007

116.749

101.543

4,5 salários

PESSOAL OCUPADO

assalariado

nº de empresas

salário médio

2009

117.640

104.824

9.051

3,8 salários

2008

117.594

104.779

8.844

2007

116.886

104.711

4 salários 3,9 salários

PESSOAL OCUPADO

assalariado

nº de empresas

salário médio

2009

68.684

60.133

6.725

3,7 salários

2008

66.330

58.304

6.639

2007

69.579

61.874

4 salários 3,7 salários

PESSOAL OCUPADO

assalariado

nº de empresas

salário médio

2009

26.535

22.198

3.022

2,8 salários

2008

26.052

21.723

2.987

2007

25.293

21.174

3 salários 3 salários

PESSOAL OCUPADO

assalariado

nº de empresas

salário médio

2009

4.000

3.392

479

3,3 salários

2008

3.701

2.995

607

2007

3.622

2.959

3,6 salários 3, 4 salários

for feito, como investimento pesado em educação, o apagão de mão de obra se agravará também em outras áreas. “Precisamos de engenheiros, arquitetos e de trabalhadores que atuam diretamente na construção, como pedreiros. Além disso, o Brasil caminha para uma linha forte de desenvolvimento, o que demanda, além de obras, informação. É justamente aí que entra o pro-

fissional de TI”, conta. “Normalmente encaminhamos três candidatos por vaga. Quando as vagas são operacionais, é mais fácil conseguir profissionais, já quando a área é outra, como a administrativa, é mais complicado. Normalmente o problema que encontramos é falta de qualificação”, ressalta Indianara Ferreira, gerente de Marketing da NVH (Nova Visão Humana). (AB)

Capacitação é lei Apesar de a região contar com importantes centros de ensino, a quantidade de profissionais especializados não supre a oferta em alguns segmentos, um deles a construção civil. Rosana Carnevalli, diretora-adjunta da Regional Santo André do Sinduscon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de SP), diz que a escassez é crescente e vai de pedreiro a engenheiro. “Falta gente qualificada”, diz Rosana ao estimar 400 vagas disponíveis hoje e 1,2 mil para 2012. O sindicato oferece cursos de especialização pelo Senai, mas não há procura. A Fatec (Faculdade de Tecnologia) é um dos principais endereços da qualificação na região. Os cursos com maior procura são Automação Industrial, em São Bernardo (14,70 alunos por vaga), Eletrônica Automotiva, em Santo André (8,43), Jogos Digitais, em São Caetano (7,25) e In-

formática para Negócios, na Fatec Mauá (6,98). Informática e Soldagem têm índice de empregabilidade de 100%. Com média de procura de 19 candidatos por vaga, a Unifesp Diadema oferece sete cursos de graduação em Meio Ambiente, Engenharia e Química. Sem levantamento sobre o índice de empregabilidade, pois as primeiras turmas saem este ano, a maioria dos formandos estagia ou já fez estágio, segundo Douglas Cassiano, vice-diretor acadêmico. Outro endereço para tentar suprir a falta de qualificação é a UFABC. Derval dos Santos Rosa, pró-reitor de graduação da universidade, conta que a organização curricular tem contribuído para formação adequada. “O grande número de formados no programa de pós-graduação e no mercado de trabalho evidencia o diferencial dos cursos de graduação”, afirma. (Natália Fernandjes)

Mercado pede qualificação Ter profissionais capacitados para atuar com as novas tecnologias é o sonho das empresas. José Luis Albertin, diretor de Conhecimento da SAE BRASIL (Sociedade de Engenheiros da Mobilidade), diz que o mercado tem absorvido muitos profissionais, mas a pressão pela qualidade é forte. “Hoje, para se trabalhar em algumas linhas de montagem, é necessário ter ao menos um curso técnico na área”, afirma. Albertin afirma que processo de robotização no Brasil modificou a sociedade em geral. Um exemplo foi a fabricação do automóvel Brasília, da Volkswagen, produzido inteiramente com mão de obra brasileira e que se tornou um símbolo da evolução. “A sociedade ficou mais confiante e passou a exigir maior produtividade, que consequentemente exigiu elevado grau de automa-

ção e elevou a média de remuneração”, destaca. A especialização e o compartilhamento de inovações tecnológicas representam a possibilidade de conquistas para o País. Mas, para Albertin, é necessário modificar o modelo educacional do Brasil. O gerente de Recursos Humanos da Cabot, Anderson Leite, conta que para solucionar o ‘apagão’ de profissionais, a empresa petroquímica investe na capacitação de estagiários que se especializam com a prática. Para o gerente de Marketing da distribuidora de tecnologia Agis, Bruno Coelho, a qualificação é essencial para atuar em TI. “Eles precisam estar antenados no surgimento de novos softwares, infraestrutura, dados, tudo o que há de novo na área para suprirem as demandas”, explica. (Colaborou Carolina Neves)


6

Repórter Diário

ECONOMIA

Restaurantes apostam no Dia dos Namorados Natália Fernandjes O fim de semana do Dia dos Namorados promete forte movimento nos bares, restaurantes e motéis. A aposta do Sehal (Sindicato das Empresas de Hospedagem e Alimentação do ABC) é de aquecimento de 20% no setor de gastronomia e 8% nos motéis, em relação ao ano passado. Para atrair os casais, os estabelecimentos planejam cardápio especial servido em ambientes especialmente decorados para os apaixonados. Wilson Bianchi, presidente do Sehal, destaca que esta é uma das datas mais importantes para o setor, que conta com 4 mil restaurantes e 220 motéis na região. “As pessoas podem sair de casa com a certeza de que terão atendimento especial”, garante. Em São Bernardo, o restaurante São Judas Tadeu Demarchi promete cardápio com quatro tipos de entradas, seis opções de saladas, massas, seis tipos de pratos principais, além de acompanhamento, bebidas e sobremesa para o domingo. Haverá decoração com flores, música ao vivo, recepção para os casais ao som de saxofone e sorteios de pares de convites para shows. As reservas podem ser realizadas pelo telefone 4346-4444 e o endereço é avenida Maria Servidei Demarchi, 1749, bairro Demarchi.

Aluguel tem deflação de 0,09% Da Agência Brasil__ O Índice Geral de Preços Mercado (IGP-M) teve queda de 0,09% na primeira prévia de junho. O resultado é inferior ao observado no mesmo período do mês anterior, quando houve alta de 0,70%. No ano, o indicador, usado como referência para reajustes de contratos de aluguel, acumula elevação de 3,24% e, nos últimos 12 meses, de 8,75%. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (9) pela FGV (Fundação Getulio Vargas. Entre os componentes do IGP-M, o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) caiu de 0,60% para –0,53%. Ficaram mais baratos os alimentos in natura (de 4,20% para -3,95%) e os materiais e componentes para a manufatura (de 0,83% para -0,85%).

Faturamento médio de MPEs cai Da Redação Após 18 meses de alta, o faturamento das micro e pequenas e empresas (MPEs) paulistas recuou em abril, segundo a pesquisa Indicadores de Conjuntura, divulgada nesta quinta-feira (9) pelo Sebrae-SP. A retração foi de 1,5% na comparação com o mesmo mês do ano passado. O setor que mais colaborou para o resultado negativo foi a indústria, que registrou queda de 8,2%. No comércio, a queda foi menos acentuada, de 1,6%. O segmento de serviços foi o único com resultado positivo, com crescimento de 3,2% no período. Segundo o Sebrae-SP, a indústria sofre com a concorrência com produtos importados e as medidas de restrição de crédito adotadas pelo governo, já que o setor é o que mais depende de financiamento. (AE)

RD curtas Bilhetes da NFP já estão disponíveis Da Redação

Marciel Peres

Para os casais interessados em dançar após o jantar, a opção é o Espaço Don Mare, em São Caetano. No domingo, a casa servirá buffet com lagosta, carneiro, salmão e cardápio oriental, bebidas e sobremesa em um jantar romântico dançante. Reserva e pagamento antecipados (R$ 85 por pessoa). O endereço é Estrada das Lágrimas, 1840, Jardim São Caetano. Telefone 3565-7531. Santo André No Ville Du Vin Vinho & Bistrô, em Santo André, o jantar, assinado pelo chef francês Alain Uzan, contará com duas opções de menu, com entrada, prato principal e seleção de sobremesas para o casal, por R$ 118 por pessoa (sem vinho incluído) e R$ 158 (com taça de cada vinho selecionado). A casa fica na avenida Portugal, 749, telefone 4994-9490. O Questo Pasta, também em Santo André, oferece nos jantares desta sexta-feira e do sábado e nas duas refeições do domingo, som de violinos e aromatização especial. Para desfrutar do cardápio, com entrada, salada, cinco opções de pratos principais e duas opções de sobremesa, é preciso reservar. O gasto médio é de R$ 190 mais bebida e estacionamento por pessoa. A casa fica na rua das Figueiras, 200. Telefone 4994-2384.

Sexta-feira, 10 de junho de 2011

Os consumidores que fizeram compras em fevereiro deste ano e forneceram o CPF já podem consultar os bilhetes para o 31º sorteio da Nota Fiscal Paulista, que neste mês distribuirá um total de R$ 17,3 milhões em prêmios. Os três prêmios principais serão multiplicados por quatro em comemoração ao Dia dos Namorados: os valores serão de R$ 200 mil, R$ 120 mil e R$ 80 mil, respectivamente. No total, serão premiados 1,5 milhão de bilhetes eletrônicos. Além dos prêmios principais de R$ 200 mil, R$ 120 mil e R$ 80 mil, os consumidores também concorrem a mais 300 prêmios de R$ 1.000; mil de R$ 250, 15 mil de R$ 50, 76.303 de R$ 20 e 1.407.394 de R$ 10. O resultado será divulgado pela Secretaria da Fazenda a partir do dia 15 de junho. Para consultar os bilhetes, o usuário cadastrado no programa deve acessar o site www.nfp.fazenda.sp.gov.br

Estabelecimentos esperam incremento de até 20%

Motéis fazem reserva O Motel Mondrian, em São Bernardo, oferece a opção de reserva para os clientes que desejam fugir das tradicionais filas de espera. Neste caso, o casal pode permanecer na suíte escolhida das 22h do sábado até as 12h do domingo com direito ao café da manhã. Os preços variam de R$ 300 a R$ 1,1 mil. Informações e reservas podem ser realizadas pelo telefone 5704-0499. Em Santo André, o motel

Confidence oferece reservas das 20h até as 13h do dia seguinte a partir de R$ 695 no sábado e domingo. João Silva, gerente do estabelecimento, revela que o os clientes terão atendimento diferenciado, além de brindes e orquídeas nas suítes. Para aqueles que aguardam na fila de espera, será servido vinho quente e pipoca. Informações e reservas pelo telefone 4978-5511. (NF)

Octopus A agência de publicidade Octopus conquistou a conta do Shopping ABC, um dos maiores empreendimentos da região. A escolha se deu após a realização de Book de Comercialização do Shopping para este ano. Etanol A relação entre o preço médio do etanol e o valor médio da gasolina alcançou a marca de 63,29% na primeira semana de junho, conforme levantamento realizado pela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas). O número apurado representou ligeiro aumento, já que, na última semana de maio, a relação havia sido de 61,95%. De acordo com especialis-

tas, o uso do etanol deixa de ser vantajoso em relação à gasolina quando o preço do derivado da cana-deaçúcar representa mais de 70% do valor da gasolina. Notas manchadas O Banco Central informou nesta quinta-feira (9) que os correntistas que sacarem notas manchadas por dispositivo antifurto não precisarão apresentar ao banco o extrato comprovando o saque da cédula, para fazer a troca. O BC explicou que as instituições financeiras já têm em seus sistemas os registros das operações dos clientes e, por isso, não é necessário que o correntista comprove a operação.


Sexta-feira, 10 de junho de 2011

ECONOMIA

Repórter Diário

7

Apolo quer ampliar relação com comunidade e poder público Aline Bosio A Apolo (Associação das Indústrias do Polo Petroquímico do ABC), que representa quatro das 14 empresas do complexo industrial instalado entre Santo André e Mauá, passa por reformulações e, entre as prioridades da nova diretoria – que tomou posse há seis meses -, comandada por Luis Roberto Almudi, diretor executivo, está a realização de trabalhos com a comunidade do entorno. De acordo com Almudi, o relacionamento com os moradores, cerca de 54 mil pessoas, é feito e tem sido intensificado por meio do Programa de Sustentabilidade Socioambiental, que, entre as ações, promove atividades voltadas à segurança, meio ambiente e saúde. A mesma sinergia tem acontecido com o poder público, como o Nudec (Núcleo de Defesa Civil) no Jardim Sônia Maria, que acaba de ser criado. “A Apolo teve o papel de articuladora entre os moradores e a Prefeitura”, explica. Entre as metas estão a ampliação e a intensificação das atividades do Programa de Sustentabilidade e atração de outras empresas para a associação. “Nós representamos estas empresas de forma macro, conjunta, tentamos encontrar soluções para problemas comuns”, destaca. Leia abaixo a entrevista na íntegra.

Repórter Diário: O que é a Apolo e qual o seu papel? Luis Almudi: O Polo é uma área física formada por 14 empresas de diversos segmentos, predominantemente do setor petroquímico, que compreende Santo André e Mauá. A Apolo é uma associação das indústrias que fazem parte do polo petroquímico. Hoje temos quatro associadas: a Air Liquide/ Oxicap, a Cabot, a Oxiteno e a Braskem. Com a chegada da Braskem a associação foi retomada de uma maneira muito mais forte do que quando era com a Quattor. Ela tomou uma representatividade maior, começando pela questão financeira e estrutural. No passado já teve sete associados, mas a perspectiva é aumentar este número de maneira considerável até o fim deste ano. RD: Quais as vantagens

de uma empresa integrar a Apolo? Almudi: Ela ganha representativa e voz única perante a comunidade, órgãos públicos e imprensa. Olhamos de uma maneira macro os problemas comuns destas empresas e como podemos agir de forma coletiva para solucionar estas situações de maneira unida e conjunta. A Apolo representa de maneira única todas estas empresas, somos um canal facilitador entre os interesses das empresas associadas e dos outros interessados, como é o caso da comunidade e poder público. Somos uma espécie de catalisador de informações. RD: A Apolo nasceu do grupo de sinergia, que tinha como um dos papéis realizar compras de forma conjunta. Isso continua?

Almudi: Da forma como acontecia antigamente não. Estamos retomando a associação de alguns pontos do zero. A entidade está sendo reorganizada, mas vamos caminhar para trabalhar outras frentes. Hoje o foco são os programas voltados à interação com a comunidade e representação junto ao poder público. Com relação a aquisições comuns, em grupo, eventualmente acontece alguma coisa, como é o caso de terrenos, mas isso ainda é algo embrionário perto do que gostaríamos de fazer, como detectar oportunidades comuns a todas as associadas. Fazemos isso hoje no âmbito de relacionamento, mas ainda não no quesito compra. Sendo assim, as aquisições coletivas não estão sendo priorizadas agora, mas com certeza isso será retomado assim que conseguirmos eliminar algumas prioridades. RD: Como é o relacionamento da Apolo com a comunidade? Almudi: Temos várias frentes de atuação. A principal é a criação de um programa de sustentabilidade, que é uma evolução do programa SMS (Saúde, Meio Ambiente e Segurança) hoje Programa de Sustentabilidade Socioambiental, que é mais amplo, abrangente, estudado e científico, pois é muito mais do que ir até a comunidade e desenvolver algum tipo de trabalho. Isso nos dá uma visibilidade muito grande com relação às necessidades da sociedade e de todas as partes envolvidas. A comunidade é umas das partes interessadas da Apolo. Lá nós temos conselhos consulti-

Carolina Neves

vos, monitores que conversam com os moradores sobre meio ambiente, segurança e saúde, assim como também atuamos em escolas e órgão públicos. Temos uma macrovisão onde atuamos especificamente para cada parte interessada. Dentro deste Programa de Sustentabilidade Socioambiental há o SMS, em que atuamos diretamente com a comunidade dando treinamento e esclarecimento sobre o que praticamos aqui dentro e que gostaríamos que fosse praticado. RD: Como é feita a interação entra a Apolo e o poder público? Almudi: Estamos presente e nos mostrando dentro das prefeituras, temos participado de várias reuniões com secretarias. Temos tido receptividade muito grande, pois mostramos o que é possível e o que precisa ser feito no entorno do Polo. O poder público não pode fazer nada sozinho, então estamos numa relação de ajuda mútua. Não estamos numa posição de cobrança, mas de participar da solução. RD: Esta interação com as prefeituras já apresentou algum resultado? Almudi: Sim, um deles é o Nudec (Núcleo de Defesa Civil) do Jardim Sônia Maria, que age como entidade preventiva e reativa (tentamos prevenir acidentes, como deslizamento de terra, mas também agimos no pós-acidente). O Nudec é uma comissão social tripartite, que une a comunidade, o poder público e a indústria. O papel da Apolo foi fazer a articulação, pois nem o poder público nem a sociedade se juntaram.

Luis Almudi fala sobre programas da associação Isso, inclusive, é uma extensão do programa SMS. O gerador da conversa que provocou a criação do Nudec foi o deslizamento de terra que ocorreu no começo do ano no Jardim Zaíra. A Apolo ajudou na compra e aluguel de tendas para os desabrigados, mas a nossa visão é que temos de fazer algo para que isso não aconteça mais. Com isso provocamos um movimento da Prefeitura. A ideia deu tão certo que outro Nudec será instalado no Zaíra. Já sobre segurança, estamos em contato com o comando da Polícia Militar para apresentar nossas preocupações sobre a segurança dos nossos funcionários, sobretudo nos horários de troca de turno, e com a comunidade no entorno.

RD: Quais os principais gargalos do Polo hoje? Almudi: Um dos grandes gargalos que temos e que precisamos melhorar é a questão da logística, principalmente melhorar o acesso até o Polo, como criar novas vias. O que tem hoje já está sendo melhorada, como a chegada do Rodoanel, mas ele não resolve. A avenida do Estado precisa melhorar muito. O ideal para o Polo nós nunca teremos, que seriam vias específicas para o escoamento dos produtos e matérias primas. Utilizamos as existentes hoje junto com outras empresas, com carros, caminhões e ônibus. Precisamos discutir alternativas de melhoria e de novos acessos aos principais corredores da região.


8

Rep贸rter Di谩rio

Sexta-feira, 10 de junho de 2011


Sexta-feira, 10 de junho de 2011

DECORAÇÃO REPÓRTER DIÁRIO

Inclui Cultura, Novelas, Cinema e Social

9 Marciel Peres

Florais trazem alegria e suavidade

Tecidos florais revestem sofás, almofadas e poltronas, que podem se transformar em peças-chave para a composição do ambiente, como ocorre nesta peça em exposição na loja A Especialista Da Redação Misturar estampas e cores na decoração pode trazer efeito bastante alegre e irreverente para o ambiente. Velhas conhecidas entre os brasileiros, as estampas florais voltaram a ser tendência, principalmente para os adeptos ao estilo vintage, decoração antiga adaptada ao estilo moderno. O arquiteto que prefere ser chamado apenas como Moreno, de São Bernardo, afirma que esse tipo de estampa está em alta, mas possui diferenciações, como nas características dos tecidos e acabamentos. “A estampa transmite a personalidade do cliente e as florais, principalmente, dão uma dinâmica de ambiente feliz, além de agregar suavidade e aquecimento”, completa. Os tecidos florais revestem sofás, almofadas e poltronas, que podem se transformar em peças-chave para a composição do ambiente. O arquiteto Rogério Galli, de Santo André, destaca como tendência as estampas com flores grandes e cores fortes, pois são mais marcantes que as tradicionais.

Conceito jovem “As cores primárias ou as parecidas com elas, como o rosa escuro e o amarelo, trazem alegria e um conceito jovem ao lugar, por isso estão em alta”, explica. Rogério lembra que, na verdade, os tons neutros nunca saíram da moda e que, se utilizados corretamente, podem dar efeito clássico muito interessante para uma sala de estar, por exemplo. Formas abstratas e li-

nhas disformes também são opções para as estampas. Além dos móveis, a modalidade também pode ser utilizada em papéis de parede ou detalhes, como cúpulas de abajur. “Os florais podem ter o objetivo de identificar uma época ou pode simbolizar a ousadia. O importante é que o profissional faça de um modo que personalize adequadamente o ambiente”, afirma Moreno. (Colaborou Carolina Neves)

Adamascado tem efeito parecido Confundido com os florais, o adamascado também é um tipo de tecido que está em alta. Estes tecidos são normalmente produzidos em seda, linho, algodão ou fibras sintéticas com desenhos de flores, frutos, formas de vida animal e de outros tipos de ornamentos. Esse tipo de material traz sofisticação e beleza ao ambiente e é altamente brilhante, além de ser muito resistente. “O adamascado lembra muito os tecidos de estampas florais, no entanto, para ambos é importante estar atento para não haver exagero e o ambiente não ficar cansativo”, explica Moreno. (CN)

Cores fortes estão em alta

Tipo de tecido, textura e brilho podem variar

Estampas devem combinar com ambiente e móveis Contatos: Moreno Interiores – telefones: (11) 4368-5713 e 4365-4799 - www.morenointeriores.com.br Rogério Galli – telefone: (11) 9705-6654 - rogergalli@yahoo.com.br


10

Repórter Diário

Sexta-feira, 10 de junho de 2011

CULTURA

Fantasma da minha sogra promete risadas em S.André Divulgação

Da Redação Quem nunca fez uma piada sobre a sogra, ou qual sogra nunca quis ver o genro em maus lençóis? A peça O fantasma da minha sogra aborda justamente essa relação. A produção, que conta com a participação de Mamma Bruschetta, será apresentada neste sábado (11), às 21h, e no domingo (12), às 8h, no Teatro Municipal de Santo André. O espetáculo conta a história de uma sogra, interpretada por Mamma Bruschetta, que está cansada das armações do genro. Para se vingar, resolve pagar com a mesma moeda ao inventar que morreu e voltou para atormentar o marido da filha. Os primeiros sinais de que a sogra não deixará o genro em paz começam a surgir quando papéis e móveis começam a sumir e se mexer sem explicação. A empregada da família, Carolaine, afirma ser sensitiva e se torna a maneira da sogra, chamada Esperança, se comunicar com os demais moradores da

Espetáculo retrata com humor relação conturbada entre sogra e genro casa. Por sua vez, o genro sonha em colocar as mãos na herança da sogra. Para isso, contrata um advogado que busca situações de fácil ganho. “O advogado e o genro serão surpreendidos”, afirma Ronaldo Ciambroni, diretor e escritor da peça, sem contar detalhes para fazer suspense aos espectadores. Produção A trama, inspirada nos moldes da comédia, reproduz situ-

Lendas da Amazônia tem apresentação em S.Caetano Da Redação A riqueza natural e cultural das lendas e histórias populares da Amazônia é o tema do espetáculo Amazônia Adentro, da Cia Canto em Contos, que será apresentado a partir das 16h, deste sábado (11) no Teatro Santo Dumont (avenida Goiás, 1.111, bairro Santa Paula), em São Caetano. Com direção de Solange Dias, a peça conta a história de Barbra e Sirona, duas vizinhas ribeirinhas que se encontram sozinhas numa canoa. O destino é Parintins, onde as duas desejam participar da Festa

do Boi. Surpresas, aventuras e descobertas transformam o percurso numa emocionante viagem cheia de elementos místicos, que resgatam lendas, tradições, músicas, superstições e o encantamento do povo ribeirinho. Os ingressos estão à venda na rede IngressoSesc e custam R$ 6 (inteira), R$ 3 (usuário matriculado no SESC e dependentes, pessoas com mais de 60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino) e R$ 1,50 (trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes). Informações pelo telefone 4238-3030.

ações cotidianas e aproxima o público do espetáculo. “Situações engraçadas e corriqueiras faz com que o público se identifique e participe da história”, conta Ciambroni. O enredo é estruturado nos moldes do Vaudeville, gênero de entretenimento utilizado nos EUA e Canadá e que conta com a participação de diversas formas de arte, como música, dança e canto. Os ingressos, que variam de R$ 25 a R$ 40, devem ser compra-

dos na bilheteria do Teatro Municipal. (Colaborou Larissa Marçal) Serviço Local: Teatro Municipal de Santo André Endereço: praça IV Centenário, 1, Paço Municipal Data: sábado, 11 de junho, às 21h; e domingo, 12 de junho, às 18h Precos: R$ 40 (ingressos antecipados); R$ 50 (ingressos no dia do espetáculo); e R$ 25 (meia).

RD recomenda Por que os homens amam as mulheres poderosas? Da Redação Esqueça o estereótipo de mulher dependente do relacionamento com o homem. O livro Por que os homens amam as mulheres poderosas? retrata as características de mulheres que não correm atrás do sexo oposto e jamais desmarcam compromissos para esperar a ligação de alguém que mal conhece. A autora Sherry Argov tenta explicar na obra os motivos que levam os homens a não se sentiram atraídos pelas mulheres que são muito boazinhas e, consequentemente, preferirem as poderosas, que possuem planos e não deixam a vida ser guiada apenas pelo relacionamento. O livro reúne as principais características da mulher poderosa. A primeira delas é não correr atrás do homem, pois o mundo não gira em torno dele. Também procurar resolver os próprios problemas,

Obra tenta explicar relação entre homens e mulheres ao invés de despejar sobre ‘eles’ suas preocupações, sobretudo no início do relacionamento. (Colaborou Larissa Marçal) Livro - Por que os homens amam as mulheres poderosas? Autora: Sherry Argov Editora: Best Seller Páginas: 192 Preço: R$ 19,90

Débora Bloch vive duquesa inescrupulosa Gabriel Sobreira, da PopTevê Para Débora Bloch, interpretar a Úrsula de Cordel Encantado é como estar em um conto de fadas. Para começar, a novela tem mesmo um tom de fábula. Mas, principalmente, o jeito dissimulado da personagem, o figurino chique-extravagante e a voz de quem está sempre irritada – ou planejando algo – são os elementos que, além de saltar aos olhos e ouvidos, lembram vilãs de histórias fantásticas. "A Úrsula tem um quê da madrasta da Branca de Neve e o figurino é incrível, é quase

uma Lady Gaga", compara, aos risos, referindo-se à cantora pop norte-americana. No texto de Thelma Guedes e Duca Rachid, Úrsula, em tese, age como toda mãe que se preze, porque ela zela pelo conforto e bem-estar da filha Carlota, interpretada por Luana Martau. Contudo, ao contrário do senso comum, ela não se preocupa se, para cuidar do futuro da filha, tenha de dar fim à vida da sobrinha e afilhada Açucena/Aurora, vivida por Bianca Bin. "Uma vilã deste naipe acho que é a primeira vez que faço", confessa, em tom de bom humor. Logo nas

primeiras cenas da personagem, quando ela estava prestes a deixar o sertão nordestino da fictícia Brogodó e zarpar para Seráfia, bradou os dizeres: "Desta terra não levo nem a poeira nos sapatos". Era uma referência à frase creditada à imperatriz portuguesa Carlota Joaquina, satirizando sua rápida passagem pelo Brasil. O tom irônico é uma constante na composição da duquesa Úrsula. Além disso, a parceria com Nicolau, de Luiz Fernando Guimarães, é fundamental para o sucesso, e também fracasso, de suas tramoias. "Amo trabalhar com o Luiz. Quando

Luiza Dantas / Carta Z Notícias

Atriz dá vida à vilã em novela das 18h eu soube que ele ia fazer, fiquei felicíssima. Já fizemos muita coisa juntos", derrete-se sobre o parceiro de cenas.


Sexta-feira, 10 de junho de 2011

Novelas - sinopses da sema­na de 13 a 18 de junho de 2011

ATEN­ÇÃO: OS RESU­MOS DOS ­CAPÍTULOS ESTÃO SUJEI­TOS A MUDAN­ÇAS EM FUN­ÇÃO DA EDI­ÇÃO DAS NOVE­LAS.

GLOBO 17h35h

GLOBO 18h

GLOBO 19h

GLOBO 21h

RECORD 22h

Repórter Diário 11

NOVELAS/CINEMA

Segunda

TERÇA

QUARTA

QUINTA

SEXTA

SÁBADO

Catarina acompanha Pedro à delegacia atrás de notícias sobre Raquel. Maicon culpa Babi pela demissão de Farnel. Pedro se enfurece com Catarina quando ela sugere que talvez Raquel não tenha sido sequestrada. Lurdes pergunta se Theo quer ficar na casa de Railda enquanto ela e Geraldo estiverem viajando. Fausto desabafa com Catarina e acredita que não encontrarão Raquel.

Catarina fica desolada com a falta de notícias concretas de Raquel. Theo decide ficar na casa de Railda enquanto Lurdes e Geraldo viajam. Tereza sofre por causa de João. Lúcio comenta com Marcos que tem planos para Catarina. Pedro fica animado com o convite de Maicon para tocar no baile funk. Lúcio pede para falar com Catarina.

Lorelai e Theo terminam o namoro. Lúcio mostra a Catarina a gravação da conversa que teve com Pedro sobre Raquel. Fred pergunta a Andrea como é a amizade entre meninas e fica nervoso com os comentários dela. Kátia pensa que Theo é namorado de Railda e se apresenta como filha dela. Catarina afirma para Pedro que está apaixonada por Guilherme.

Pedro se irrita com a revelação da paixão de Catarina por Guilherme. Maicon tenta evitar que Babi vá ao baile funk. Lúcio comenta com Marcos que Guilherme deveria tomar cuidado com o baile funk. Pedro vê os colegas de Lúcio se aproximarem de Catarina e Guilherme. Pedro tenta falar com Catarina, mas Guilherme não deixa.

Guilherme reclama com Catarina e a convence de não falar mais com Pedro. Maicon começa a dançar e Babi se afasta dele. As pessoas contratadas por Lúcio seguem Guilherme quando ele sai do baile para pegar sua moto. Pedro decide ir atrás do médico e ajuda Guilherme. Pedro tenta descobrir quem contratou aqueles homens.

Guilherme é seguido até a moto

Timóteo insiste com o tenente da volante para invadir o cinema. Cesária cuida de Herculano, que decide se render. Antônia sofre por causa de Inácio. Açucena foge para encontrar seu noivo. Nicolau ameaça contar todas as armações de Úrsula se ela for procurar Herculano. Jesuíno reconhece Herculano como pai e tenta impedir Batoré de levá-lo para a prisão.

Jesuíno destrata Açucena ao defender Herculano e Timóteo se anima. Penélope exige que Patácio autorize que Herculano tenha atendimento médico. Timóteo liberta Antônia. Jesuíno diz a Benvinda que ajudará Herculano a fugir. Cesária cuida de Herculano na cela. Jesuíno fala para Cândida que vai se unir aos cangaceiros para libertar seu pai.

Úrsula visita Herculano e os dois se beijam. Açucena revela a Timóteo que sabe que foi ele o responsável pela morte de Cícero. Jesuíno e Açucena se reconciliam. Úrsula conta a Jesuíno quando Herculano será transferido. Batoré tira Herculano da cela, que se tranquiliza ao ver Cesária na delegacia. Ternurinha foge do acampamento dos cangaceiros.

Miguézim avisa a Açucena para tomar cuidado com o coronel. Cândida avisa ao neto que seu plano deu errado e que eles precisam tirar Herculano da prisão o quanto antes. Baldini vê Augusto e Cesária se beijando. Ternurinha chega ao palácio. Jesuíno e os cangaceiros interceptam o tenente e os soldados da volante para libertar Herculano.

Jesuíno tenta salvar Herculano, mas o tenente o enfrenta. Baldini recrimina Augusto por causa de Cesária. Zenóbio conversa com Baldini sobre a morte de Petrus. Açucena foge para procurar Jesuíno. Augusto pede Cesária em casamento. Jesuíno e Açucena namoram. Timóteo suspeita da identidade do líder do bando da Alvorada.

Virtuosa percebe que Açucena não está em casa e Euzébio sai para procurála. Baldini ofende Cesária e sugere que ela se afaste de Augusto. A mando de Timóteo, Tibungo e os jagunços invadem a casa de Jesuíno e levam Açucena. Zenóbio fala o nome de Úrsula para Petrus e ele fica descontrolado. Jesuíno volta para casa e descobre que Açucena foi levada.

Zariguim aconselha Naomi robô a parar de brigar para não ser desligada e a androide se desculpa com a Naomi verdadeira. Augusta apresenta Guilherme aos hóspedes do SPA. Isaías visita Virgínia. Júlia percebe que a Naomi robô está diferente e alerta Ícaro. Júlia procura Abner e afirma que vai provar que não foi a mandante do incêndio.

Júlia diz a Abner que foi Minerva quem mandou incendiar suas sacas de café. Leandro conversa com Naomi robô e sugere que ela vá embora com ele. Abner se depara com Minerva no SPA e a confronta. As duas Naomis discutem por causa do quarto e a robô fica furiosa com a humana. Abner procura Júlia e pede perdão.

Abner tenta se reconciliar com Júlia, mas ela o rejeita. Kimmy entrega uma carta de Keiko para Wilson pedindo que ele leve sua filha para Hoshi cuidar. Salomé surge na casa de Ícaro e descobre que existem duas Naomis. Tieko avisa Akira que sua noiva fugiu. Salomé liga Zariguim e exige que ele lhe conte onde estão os diamantes. Abner confunde Celeste com Júlia e a beija.

Salomé pressiona Zariguim a contar onde estão os diamantes, mas a bateria do robô acaba. Abner acorda ao lado de Celeste e não entende o que aconteceu entre eles. Celeste conta que não aconteceu nada entre ela e Abner e deixa Áureo e Salomé surpresos. Hortência incentiva Abner a se reconciliar com Júlia.

Abner admite que gosta de Júlia e decide ir atrás dela. Naomi robô pede que Leandro fique sempre por perto dela. O médico examina Rafael e desconfia de que ele tenha algo mais grave. Minerva fica com a pele cor de violeta e se desespera. Guilherme encontra Alice no baile. Virgínia chega ao baile com o mesmo vestido de Minerva.

Virgínia diz que ganhou seu vestido de John, mas Minerva desconfia. Salomé pressiona Zariguim a dizer onde estão os diamantes e ele dá coordenadas falsas. Leandro percebe que Naomi robô está triste e se preocupa. Abner surge no baile e tira Júlia para dançar. Xavier não tem dinheiro para pagar a conta e Janice sugere que ele e seus convidados limpem o salão.

Marina se casa com Léo. Norma se emociona ao ouvir Teodoro dizer que a ama. Carol aceita sair com André, depois de Raul cancelar um encontro. Norma finge passar mal ao ver Léo chegar com Marina ao velório de Teodoro. Selminha leva Pedro até Valdir e Ismael o segue. Pedro descobre que houve sabotagem no avião que causou a morte de Luciana.

Norma diz a Jandira que não vai deixar Pedro colocar Léo na cadeia. Pedro planeja com Nando um esquema para conseguir gravar uma confissão de Zeca. Após a leitura do testamento, Vinícius tenta disfarçar a irritação por ter herdado menos dinheiro do que gostaria. André descobre que Gregório está muito doente e que tem pouco tempo de vida.

André pede a Carol para passar a tarde com Antônio. Alice vê Daisy sair da casa de Beto e fica abalada. André não conta para Carol sobre a doença de Gregório. Wagner chega atrasado a uma reunião por causa de Léo. Marina recebe fotos comprometedoras de Léo. Zeca telefona para Léo assim que Pedro vai embora e Nando grava a conversa telefônica dos dois.

Pedro fica perplexo com a confissão de Léo sobre a sabotagem do avião. Neném ouve Pedro falar com Nando que vai desmascarar Léo na festa que será oferecida em sua homenagem. Jandira insinua que Norma sente ciúmes de Léo e ela fica confusa. Léo enfrenta Nando para tentar pegar o gravador e Pedro se coloca entre os dois. Marina repreende Pedro pelo vexame.

Pedro desiste de desmascarar Léo por causa de Marina. Raul não encontra o gravador com a confissão de Léo. Marina desaprova os comentários de Léo sobre Pedro. Ao perceber que seu dinheiro sumiu novamente, Gilda planeja algo para flagrar Vinícius. Wagner entrega a Norma todas as informações sobre a empresa de energia eólica.

Os médicos entram no quarto de Gregório para atendê-lo e André se afasta. Marina aconselha André a contar para Carol sobre a situação de Gregório. Wanda encontra um caderno de anotações de Clarice. Marina conta para Carol sobre a doença de Gregório e ela decide ir ao hospital. Raul revela para Marina que Léo foi o responsável pela morte de Luciana.

Patrícia fica chocada ao saber da farsa sobre seu aborto planejada por sua mãe. Carlos conta para Francisco sobre a aliança proposta por Patrícia. Juliana chega ao quarto de Raimundo e o casal já se beija. Cleber, que ainda segue Peixoto, emparelha o carro dele com o táxi no sinal vermelho. Cleber leva Peixoto até um local ermo e o mata friamente.

Policial que está junto ao corpo de Peixoto encontra papel com o telefone e endereço de Andrea. Rita conta para Marialice que Carlos já foi policial. Depois de prestar depoimento, o delegado acha que Andrea está envolvida na morte de Peixoto. Maurício chama Francisco para uma conversa e afirma querer ajudá-lo a incriminar Regina.

Francisco fica desconfiado com a conversa de Maurício. Cleber e Regina passam a noite juntos. Andrea se culpa pela morte de Peixoto. Irritada, Divina propõe que contem para Severino sobre o caso. Betão vai até o restaurante de Severino e cobra da turma do bolão o dinheiro que Ivan estava devendo. Jorge comunica a todos que entrou na justiça para anular o pacto.

A turma do Bolão fica indignada com a atitude de Jorge. Vinicius explica para Marialice que mexeu no cofre de Augusta para tentar descobrir se sua patroa tem um amante. Cleber chega ao hotel com a mala que pegou de Peixoto. Cleber se apresenta na recepção como policial e o gerente libera sua subida. Andréa fica apavorada ao vê-lo.

Cleber ameaça que se tentar prejudicá-lo novamente, acabará com Lucas e depois com ela. Andrea é levada para o hospital acompanhada de Lucas e o médico aconselha que ela tenha tratamento psiquiátrico. Depois de ver o filme, Elton fica sem graça com Margarida. Patrícia vai até a casa de Regina e pede que Tatiana arrume suas coisas para ir embora.

A novela não é exibida aos sábados.

Norma tranca Léo em um canil Demorou, mas chegou o dia. Norma (Gloria Pires), enfim, se vinga de Léo (Gabriel Braga Nunes) em Insensato Coração. E com requintes de crueldade. Para isso, ela conta com a colaboração de Wagner, além de Jandira e Ismael, é claro. O primeiro ajuda a comprar todas as ações da empresa fajuta criada por Léo e Cortez. Feita a negociação, Norma retira todo o dinheiro da conta, impedindo o safado de sacar a grana e fugir. Depois, pede a Wagner que marque uma reunião com o vilão em sua casa. Lá, Jandira diz a Léo que encontre Norma no cemitério onde Teodoro (Tarcísio Meira) está enterrado. O rapaz vai e a encontra com um véu cobrindolhe o rosto. A vingativa lhe pede que a leve de volta à sua casa, até onde vai com a face escondida. Só lá é que retira o véu, para a surpresa do

safado. "Isso mesmo. A técnica de enfermagem que você mandou para a cadeia para pagar por um crime que você cometeu. Meu nome completo agora é Norma Pimentel Amaral. Sou a viúva de Teodoro Amaral. E você vai trabalhar para mim", diz, friamente. Em seguida, ela mostra o dossiê sobre os crimes cometidos por Léo e manda que ele escolha: ou a cadeia ou a proposta dela. Ele escolhe trabalhar para ela, claro. Norma, então, lhe dá uma bofetada, confisca o seu celular e manda Ismael e Jandira levá-lo para os novos aposentos, o canil da casa. Léo fica incomunicável, é obrigado a faxinar, a comer restos de comida (do chão!) e é até proibido de tomar banho. Enquanto isso, Norma o vigia por um monitor. (Conteúdo do site mdemulher.com.br)

Inimigo misterioso aparece em Kung Fu Panda 2 Divulgação

Da Redação A animação Kung Fu Panda 2, dos estúdios da DreamWorks, promete levar muitas crianças (e adultos) às salas de cinema. O filme narra a história do urso panda Po, que vive o sonho de ser um dragão guerreiro junto de seus habilidosos companheiros Shifu, Tigresa, Macaco, Víbora, Louva-Deus e Garça. Após passar pelo treino e provar sua capacidade no primeiro filme da série, o panda vive tranquilo no Vale da Paz. Porém, um inimigo secreto que possui uma arma poderosa capaz de provocar o fim do Kung Fu e de dominar a China põe fim à vida pacata que Po levava até então. Comandados pelo novo mestre dragão, os amigos terão que atravessar a China para derrotar o poderoso e misterioso inimigo que ameaça a estabilidade do país oriental. O artista chinês vanguardista Zhao Bandi propôs um boicote ao filme, pois acredita que ele distorce as culturas do país. Em 2008 o artista tentou ação parecida contra o primeiro filme, mas não obteve sucesso: Kung Fu Panda alcançou a bilheteria histórica de US$ 27,7 milhões. Namorados para Sempre Para os que preferem o gênero drama, a opção é o filme Namorados para

Panda tem novo desafio pela frente Sempre, estrelado pela atriz Michelle Williams (O Segredo de Brokeback Mountain) e pelo ator Ryan Gosling (Diário de uma Paixão). A produção foi indicada ao Globo de Ouro de 2011 nas categorias melhor ator e atriz de drama. A trama conta a história de um jovem casal que tem uma filha adolescente. Enquanto Dean não possui ambições e prefere manter sua vida como pacato pintor, Cindy é enfermeira e acredita no potencial do marido. Apesar de terem nascido em famílias sem muita estrutura, ambos decidem superar a crise que enfrentam no casamento. Relembrando situações do passado e do presente, o casal tenta encontrar a solução para ser feliz. (Colaborou Larissa Marçal)

PUBLICIDADE LEGAL Câmara Municipal da Estância Turística de Ribeirão Pires EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA AUDIÊNCIA PÚBLICA A Câmara Municipal da Estância Turística de Ribeirão Pires, Estado de São Paulo, convida a população em geral para a Audiência Pública de compatibilização do Plano Diretor da Lei nº 4791/04, às políticas e diretrizes estabelecidas na Lei Estadual nº 9866/97 e Decreto Regulamentador nº 55342/10; que será realizada no próximo dia 18 de junho de 2.011, às 9:00 horas, no Plenário da Câmara Municipal situado à rua João Domingues de Oliveira, nº 12, Centro. Vereador Gerson Moizéis Constantino Presidente DRAFT INDUSTRIA E COMERCIO DE MATERIAIS PROMOCIONAIS LTDA - EPP, torna público que requereu a Cetesb a renovação da Licença de Operação para fabricação de artefatos de madeira N.E , sito à rua Ceará, 126 - Fundação São Caetano do Sul/SP.

Industria de Embalagens Promocionais Vifran LTDA. torna público que solicitou junto à Cetesb a renovação de licença de operação para atividade de "sacolas de papel, fabricação de", localizada na estr. particular Sadae Takagi, 215, Cooperativa, SBC.

PROTEK INDUSTRIA METALURGICA LTDA torna público que recebu da CETESB a renovação da licença de operação no. 16007205, válida até 02/06/2014 para serviços de usinagem (torno, fresa etc.) a r.:Tibagi esquina com a al.São Caetano 2033, 270, Santa maria, São Caetano do Sul

Usipacker Ferramentaria e Usinagem LTDA - ME, torna público que recebeu da Cetesb a licença de operação no. 160071551 válida até 08-04-2014 para usinagem (torno, fresa etc...) Serviços de , sito à rua Major Carlo Del Prete, 859 - Centro de São Caetano do Sul/SP


12

Sexta-feira, 10 de junho de 2011

Repórter Diário

social

Feira de Malhas

Paella Beneficente

A atriz Nívea Stelmann, garota propaganda da Feira do Circuito de Malhas, visitou São Bernardo na última quarta-feira (8) para prestigiar o evento. A Feira estará aberta até o dia 12 de junho, de segunda a sexta-feira, das 14h às 21h, e aos sábados e domingos, das 12h às 21h, no Pavilhão Vera Cruz.

O Polo Design Center promoveu no último domingo (29) a Paella Beneficente, ação social que reuniu cerca de 1,2 mil pessoas em uma casa de eventos em São Bernardo. A organização escolheu como instituição beneficiada a Associação São Luiz, no mesmo município. O prato típico espanhol foi preparado pelo chef Gianotto, que participou de forma voluntária. Fotos: Divulgação

Fotos: Carolina Neves

A diretoria do Polo (Claudio Lorca, Douglas Lorca, Roberto Babler e João Mazza) com as camisas leiloadas no evento

Atriz Nivea Stelmann e a coordenadora de Marketing da Feira de Malhas, Sônia Sodré

Atriz Nivea Stelmann recebe abraço de fã durante a Feira de Malhas

A dupla Helen Granzote e Paula Leme

Chef Gianotto

Roseane Sanches e Graziela Garavati

Garota propaganda da Feira, atriz Nivea Stelmann faz charme para as fotos Fotos: Marciel Peres

Móveis Na última sexta feira (3), o prefeito Luiz Marinho deu início à primeira Feira de Móveis a céu aberto de São Bernardo, na rua Jurubatuba. Foram investidos R$ 900 mil na ação, que conta com praça de serviços e alimentação. A feira ocorre até o dia 12 de junho das 9h às 22h.

Prefeito Luiz Marinho inaugura a primeira Feira de Móveis da rua Jurubatuba

Envie sugestões de eventos sociais no ABC para o Repórter Diário no e-mail:

redacao@reporterdiario.com.br

Youssef Andi, Leandro Piccino, Walter Moura Jr. e Walter Moura

Edição 10/06/2011  

Edição 10/06/2011

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you