Page 9

REPÚBLICA JAHUENSE

Jaú, 07 de Junho de 2014

09

QUE NEYMAR, QUE NADA...

Edu é o jogador mais jovem de todas as Copas do Mundo

Edu foi levado para o Santos por indicação de Pelé; Vicente Feola, técnico da seleção, convocou o jauense, que tinha apenas 16 anos

Tiago Pátaro Pavini

Jonas Eduardo Américo, ou simplesmente Edu, nasceu em Jaú no dia 06 de agosto de 1949. Exímio driblador e dono de uma das melhores canhotas do mundo, o ponta esquerda começou cedo no futebol, na época em que se praticava o futebol romântico. Chegou ao Santos por indicação de Pelé com apenas 15 anos de idade. Sua estreia como titular no time da baixada santista foi no dia 17 de março de 1966, em partida válida pelo Torneio Rio São Paulo. Na ocasião, o Santos goleou o carioca Bangu por 4x0, com dois gols de Edu. As belas atuações no campeonato levaram o então técnico da seleção

brasileira, Vicente Feola, a convocar o craque jauense. Edu é o jogador mais jovem da história a participar de uma Copa do Mundo, em 1966, com apenas 16 anos de idade. O recorde é mantido até hoje. Capaz de entortar os adversários com seus dribles, Edu fez história com a camisa santista. Há quem diga que seus marcadores saíam de campo de maca, após levar dribles desconcertantes. Em outubro de 1974, após o último jogo de Pelé com a camisa do Santos, a torcida entoava o coro: “Ei, ei, ei, Edu é o novo rei”. Pelo Santos, atuou de 1966 até 1976, disputando 584 partidas e marcando 183 gols. É o sexto jogador que

mais vestiu a camisa do Santos em toda a história, e o sétimo maior artilheiro do time. É também considerado o melhor ponta esquerda da história do Santos junto com o lendário Pepe. Pelo alvinegro praiano, Edu venceu cinco campeonatos estaduais, Taça Brasil, Roberto Gomes Pedrosa, Rio São Paulo, Recopasulamericana e Recopa Mundial.

Pós Santos

Após deixar o Santos em 1976, Edu teve uma rápida passagem pelo Corinthians, onde venceu o paulista de 1977. Já em 1978, atuando pelo Colorado do Paraná, foi artilheiro do estadual com

oito gols. Seu último clube foi o Dom Bosco, de Mato Grosso, em 1985. Após deixar o futebol, ainda defendeu a seleção brasileira de másters. Na seleção brasileira Edu disputou 54 partidas pela seleção canarinho e marcou 12 gols. Nas eliminatórias para a Copa de 1970, Edu foi considerado o melhor jogador da competição. Mesmo assim, por opção de Zagallo, Edu foi para a Copa do México e não saiu do banco de reservas do time tricampeão. Edu disputou 3 copas do mundo: em 1966 (Inglaterra), 1970 (México) e 1974 (Alemanha).

Jornal República Jahuense - Edição 3